Aula 10.2 Conteúdo Arte e cultura africana.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aula 10.2 Conteúdo Arte e cultura africana."

Transcrição

1

2 Aula 10.2 Conteúdo Arte e cultura africana. 2

3 Habilidades: Refletir sobre as questões de dominação cultural, estereótipos e manutenção de identidade. 3

4 Vídeo Miscigenação. 4

5 Vídeo Aplicabilidade das Leis. Narração. 5

6 O que você pensa quando ouve a palavra ÁFRICA? 6

7 Dia Nacional da Consciência Negra O Dia Nacional da Consciência Negra lembra a resistência à escravidão é comemorado no dia 20 de novembro, no Brasil, homenagem ao dia da morte de Zumbi dos Palmares, em A cultura afrodescendente no Brasil só foi liberada a partir de meados do século XIX. pois anteriormente eram proibidas todas as formas de manifestações, rituais e costumes dos africanos que aqui residiam. 7

8 Influência dos Irmãos Africanos: O Samba: caracteriza-se como uma dança de passadas. Não é ritual nem guerreira, mas sim dança de divertimento principalmente em festas, dançada ao som do Samba. Maracatu; Cavalhada; Congada; Moçambique. 8

9 9

10 Capoeira: É uma luta disfarçada em dança, criada pelos escravos trazidos da África nos navios negreiros para o Brasil. 10

11 Kuduro: Dança Sul-Africana denominado " Xigumbaza ", que significa confusão, que era dançada pelos escravos mineiros, enquanto trabalhavam mudos, e surdos só as vozes das botas se faziam ouvir como um canto de revolta, adaptando-se ao estilo musical Kuduro nasce, o Esquema ou Dança da Família. 11

12 Gnawa celebra um ritual da seita de Sufi. Cada ritmo tem muitos significados simbólicos que vão de poderes curativos ao exorcismo. 12

13 MAPIKO - dança tradicional Makonde (Província de Cabo Delgado) 13

14 Obra Les demoiselles d'avignon 14

15 Influência na culinária Feijoada; Bala de coco; Sarapatel; Caruru; Vatapá; Acarajé. 15

16 16

17 17

18 18

19 19

20 20

21 21

22 Influência na religião Capoeira; Candomblé; Umbanda. 22

23 Vídeo Dança. 23

24 Personalidades Zumbi Zumbi é um ícone da resistência negra à escravidão no Brasil. Em meados de 1670, passou a liderar o Quilombo dos Palmares, reunião de negros resistentes ao trabalho forçado. 24

25 Conhecido como Zumbi dos Palmares por liderar o quilombo que carregava o mesmo nome, Zumbi foi morto em 1696 e teve sua cabeça exposta no estado de Pernambuco. 25

26 Machado de Assis Considerado como o maior escritor da literatura nacional, Machado de Assis, que mal estudou e nunca fez universidade, escreveu com maestria em todos os gêneros literários. 26

27 Viveu durante a época da Proclamação da República e foi ávido comentador dos fatos. Junto com outros colegas autores, fundou e foi o 1º presidente da Academia Brasileira de Letras. 27

28 Pelé Considerados por grande parte do público brasileiro e internacional como o maior e melhor jogador de futebol de todos os tempos, Pelé acumulou títulos durante sua carreira no Santos Futebol Clube, New York Cosmos e Seleção Brasileira. 28

29 É considerado pela FIFA como o Jogador de Futebol do Século XX. 29

30 Bob Marley Cantor, símbolo da cultura reggae e rastafári, Bob Marley é uma das personalidades mais conhecidas do mundo. Vendeu mais de 75 milhões de discos e é considerado o maior artista do "Terceiro Mundo", países de extrema pobreza e esquecidos pelo mundo. 30

31 Bob Marley sempre passou uma mensagem de paz, amor e comunhão em suas músicas. 31

32 Modelos de sucesso Modelos de moda negros que fazem sucesso no mundo da moda. 32

33 33

34 Ritmos Ao ritmo do Samba, Funaná, Kuduro, Sakiss, Puita, Marrabenta. 34

35 Vídeo Kuduro. 35

36 Ao ritmo do Semba, Funaná, Kuduro, Sakiss, Puita, Marrabenta, e outros sons da música folclórica, são dançadas em pequenas coreografias, trabalhando assim os movimentos da anca, o rebolar da bunda, e a facilidade de juntar a agilidade dos braços, pernas e cabeça, num só movimento culminando num trabalho de ritmo corporal. Capoeira: A Capoeira é uma luta disfarçada em dança, criada pelos escravos trazidos da África nos navios negreiros para o Brasil. 36

37 Schikatt: Dança erótica e popular das mulheres marroquinas. Muitos movimentos têm origem nas danças orientais. Foi de uma combinação da influência árabe com o folclore berbere que nasceu esta dança. Gnawa: A dança Gnawa celebra um ritual da seita de Sufi. Cada ritmo tem muitos significados simbólicos que vão de poderes curativos ao exorcismo. 37

38 1- A pluralidade cultural nos leva às nossas origens como povo brasileiro, à nossa diversidade e ao nosso próprio olhar sobre nós mesmos bem como às nossas múltiplas culturas. Com base no conteúdo ministrado reúna-se com seus colegas de classe e reflita sobre as influências afrodescendentes que são significativas em seu entorno. Escolha uma forma de apresentação para socializar com as demais turmas. 38

39 O folclore é entendido como o conjunto de manifestações espirituais, materiais e culturais de origem popular, transmitidos via oral ou pela prática de geração em geração. Compreende, assim, as tradições, festas, danças, canções, lendas, superstições, comidas típicas, vestimentas e artesanatos-cultivados especialmente pelas camadas populares. A escravidão foi responsável pela contribuição africana para o folclore, principalmente por que os negros eram trazidos de diversas áreas do velho continente. 39

40 Você conhece na sua cidade alguma manifestação folclórica? suas origens e significado? e como ela (s) são apresentadas? Entre as heranças temos o trava-línguas, adivinhações. agora chegou a vez de vocês mostrarem exemplos dessas heranças.selecione junto com seu colegas de sala alguns exemplos de: trava-línguas, adivinhações. 40

4ª FASE. Prof. Amaury Pio Prof. Eduardo Gomes

4ª FASE. Prof. Amaury Pio Prof. Eduardo Gomes 4ª FASE Prof. Amaury Pio Prof. Eduardo Gomes Unidade IV A formação dos estados modernos 2 Aula 21.2 Conteúdo Escravismo colonial II 3 Habilidade Compreender as heranças africanas no Brasil e as religiões

Leia mais

FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I DESAFIO DO DIA ARTES. Conteúdo: Danças Folclóricas brasileiras.

FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I DESAFIO DO DIA ARTES. Conteúdo: Danças Folclóricas brasileiras. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA INTERATIVA I Conteúdo: Danças Folclóricas brasileiras. 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA INTERATIVA I Habilidades:

Leia mais

Cultura Afro-brasileira

Cultura Afro-brasileira Cultura Afro-brasileira by barattaxxx 2008 África! Mulher trigueira, negrita brejeira requebrada em sons, por mais que te veja minh alma deseja reviver teus tons. África! De cores garridas, gentes atrevidas

Leia mais

Brasil: Um País de Todos

Brasil: Um País de Todos Brasil: Um País de Todos RESUMO Trataremos da Afrodescendência no Brasil. Descreveremos como os negros eram tratados e como viviam no país. Focalizaremos a sua cultura, em específico, a culinária e as

Leia mais

EJA 5ª FASE PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª LUCIA SANTOS

EJA 5ª FASE PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª LUCIA SANTOS EJA 5ª FASE PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª LUCIA SANTOS Unidade II Cultura A pluralidade na expressão humana. 2 Aula 5.2 Conteúdo: Origem e natureza da dança no Brasil: Bumbameu-boi, Boi-bumbá. Influência

Leia mais

RAÇA BRASIL REPORTAGENS: TEMAS & CÓDIGOS GRUPOS TEMÁTICOS (2.318 REPORTAGENS / 185 TEMAS & CÓDIGOS)

RAÇA BRASIL REPORTAGENS: TEMAS & CÓDIGOS GRUPOS TEMÁTICOS (2.318 REPORTAGENS / 185 TEMAS & CÓDIGOS) Personalidade Personalidade Perfil 322 Personalidade Personalidade Carreira 244 Estética Cabelos Femininos 157 Sociedade Eventos NULL 121 Estética Moda Feminina & Masculina 118 Estética Moda Feminina 107

Leia mais

História. Herança Afro-descente em Pernambuco. Professor Cássio Albernaz.

História. Herança Afro-descente em Pernambuco. Professor Cássio Albernaz. História Herança Afro-descente em Pernambuco Professor Cássio Albernaz www.acasadoconcurseiro.com.br História HERANÇA AFRO-DESCENTE EM PERNAMBUCO O texto encontrado no site da Secretaria de Cultura de

Leia mais

6. o ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF. FRANCISCA AGUIAR PROF. SUZY PINTO

6. o ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF. FRANCISCA AGUIAR PROF. SUZY PINTO 6. o ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF. FRANCISCA AGUIAR PROF. SUZY PINTO Unidade II CULTURA: a pluralidade na expressão humana. Aula 5.1 Conteúdos O folclore brasileiro: as lendas, as danças e as brincadeiras.

Leia mais

O FOLCLORE DE PERNAMBUCO

O FOLCLORE DE PERNAMBUCO O FOLCLORE DE PERNAMBUCO O QUE É FOLCLORE Folclore é tudo simboliza os hábitos do povo, que foram conservados através do tempo, como conhecimento passado de geração em geração, por meio de lendas, canções,

Leia mais

Patrimônio Imaterial

Patrimônio Imaterial SAMBA DE RODA Patrimônio Imaterial O Samba de Roda, no recôncavo baiano, designa uma mistura de música, dança, poesia e festa. Presente em todo o estado da Bahia, o samba de roda é praticado principalmente,

Leia mais

RAÇA BRASIL COLUNAS: TEMAS & CÓDIGOS & SUBCÓDIGOS

RAÇA BRASIL COLUNAS: TEMAS & CÓDIGOS & SUBCÓDIGOS Negritude Discriminação Racial 40 Negritude Entidades, instituições em favor do negro 35 Negritude Discriminação Racial Denúncias 9 Negritude Discriminação Racial Denúncias condenações realizadas 7 Cultura

Leia mais

PRECEDENTE HISTÓRICO. Castro Alves- Navio Negreiro. Negros vindos em navio negreiros.

PRECEDENTE HISTÓRICO. Castro Alves- Navio Negreiro. Negros vindos em navio negreiros. MOVIMENTO NEGRO PRECEDENTE HISTÓRICO Na origem das extremas desigualdades raciais observadas no Brasil está o fato óbvio de que os africanos e muitos dos seus descendentes foram incorporados à sociedade

Leia mais

Consciência Negra: ontem, hoje e sempre. História e Cultura da África e dos Afro-brasileiros

Consciência Negra: ontem, hoje e sempre. História e Cultura da África e dos Afro-brasileiros Consciência Negra: ontem, hoje e sempre História e Cultura da África e dos Afro-brasileiros Justificativa O negro tem uma participação extremamente importante na formação da sociedade brasileira. Introduzido

Leia mais

6. o ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF. FRANCISCA AGUIAR PROF. SUZY PINTO

6. o ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF. FRANCISCA AGUIAR PROF. SUZY PINTO 6. o ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF. FRANCISCA AGUIAR PROF. SUZY PINTO Avaliação da unidade II Pontuação: 7,5 pontos 2 QUESTÃO 01 (1,0 ponto) A palavra folclore é derivada da palavra inglesa folklore, em

Leia mais

Atividades consciência negra colorir

Atividades consciência negra colorir Atividades consciência negra colorir Atividades infantil sobre zumbi dos palmares, são exercícios para imprimir colorir e pintar e o material pode ser aplicado em sala de aula, pois as atividades consciência

Leia mais

Plano de Aula: Consciência Negra

Plano de Aula: Consciência Negra Plano de Aula: Consciência Negra Olá amigos e amigas do SOESCOLA. Hoje trago para vocês um plano de aula para ensino fundamental sobre a Consciência Negra Criado por Érica Alves da Silva. Plano de Aula:

Leia mais

EJA 5ª FASE PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª LUCIA SANTOS

EJA 5ª FASE PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª LUCIA SANTOS EJA 5ª FASE PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª LUCIA SANTOS ARTES CONTEÚDOS E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Unidade I Tecnologia - Corpo, movimento e linguagem na

Leia mais

O povo brasileiro e seu país: diversidade cultural e miscigenação de raças. 2º Trimestre 3º ano EM Geografia Professor Gustavo Macieira

O povo brasileiro e seu país: diversidade cultural e miscigenação de raças. 2º Trimestre 3º ano EM Geografia Professor Gustavo Macieira O povo brasileiro e seu país: diversidade cultural e miscigenação de raças 2º Trimestre 3º ano EM Geografia Professor Gustavo Macieira 1 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Brasil: um

Leia mais

CULTURA MUSICAL AFRO-BRASILEIRA

CULTURA MUSICAL AFRO-BRASILEIRA 23 Eixo: Práticas para Ensino Médio - Formação de Professores ZAGO, Ana Paula 1 CHUICO, Marlene 2 FERREIRA, Miriam R. Delarosa 3 DELAROSA Valdirene Ferreira 4 DAVID, Mônica Cristiane 5 A cultura afro-brasileira

Leia mais

CULTURA AFRO-BRASILEIRA: UM ESTUDO COM ALUNOS DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE CAMPINA GRANDE/PB.

CULTURA AFRO-BRASILEIRA: UM ESTUDO COM ALUNOS DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE CAMPINA GRANDE/PB. CULTURA AFRO-BRASILEIRA: UM ESTUDO COM ALUNOS DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE CAMPINA GRANDE/PB. Autora: Edineuza Carlos de Lima ESCOLA MUNICIPAL APOLÔNIA AMORIM E-mail: neuza.lima2010@gmail.com GRUPO DE TRABALHO:

Leia mais

CAMINHOS DA ESCOLA Arte na Escola

CAMINHOS DA ESCOLA Arte na Escola CAMINHOS DA ESCOLA Arte na Escola Resumo A série Caminhos da Escola nos apresenta neste episódio Arte na Escola, uma coletânea de matérias gravadas a partir de experiências em escolas de formação técnica

Leia mais

Atividades rítmicas e expressão corporal

Atividades rítmicas e expressão corporal Atividades rítmicas e expressão corporal LADAINHAS CANTIGAS BRINQUEDOS CANTADOS FOLCLORE MOVIMENTOS COMBINADOS DE RÍTMOS DIFERENTES RODAS Estas atividades estão relacionados com o folclore brasileiro,

Leia mais

ATIVIDADES SOBRE DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA

ATIVIDADES SOBRE DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA ATIVIDADES SOBRE DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA O dia 20 de novembro faz menção à consciência negra, a fim de ressaltar as dificuldades que os negros passam há séculos. A escolha da data foi em homenagem

Leia mais

AULA: 70 REVISÃO E AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS HUMANAS

AULA: 70 REVISÃO E AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS HUMANAS 2 AULA: 70 REVISÃO E AVALIAÇÃO DE 3 CORPOS CELESTES 4 Brasil: Características do Território e População. 5 População: Conforme dados do Censo Demográfico de 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de

Leia mais

PLANO DE CURSO DISCIPLINA:História ÁREA DE ENSINO: Fundamental I SÉRIE/ANO: 5 ANO DESCRITORES CONTEÚDOS SUGESTÕES DE PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

PLANO DE CURSO DISCIPLINA:História ÁREA DE ENSINO: Fundamental I SÉRIE/ANO: 5 ANO DESCRITORES CONTEÚDOS SUGESTÕES DE PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS UNIDADE 1 COLÔNIA PLANO DE CURSO VIVER NO BRASIL *Identificar os agentes de ocupação das bandeiras *Conhecer e valorizar a história da capoeira *Analisar a exploração da Mata Atlântica *Compreender a administração

Leia mais

Lições de Português 5º ano Semana de 20 a 24 de fevereiro.

Lições de Português 5º ano Semana de 20 a 24 de fevereiro. Lições de Português 5º ano Semana de 20 a 24 de fevereiro. Leia o texto a História do Carnaval no Brasil para responder às perguntas abaixo: Segunda-feira Curitiba, 20 de fevereiro de 2017. Copie e responda:

Leia mais

A escravidão brasileira

A escravidão brasileira A escravidão brasileira A África antes da chegada dos europeus no século 15 era um continente com várias culturas, povos, línguas e religiões diferentes. Deste modo, não existia uma unidade, mas pelo contrário,

Leia mais

Plano de aula Consciência Negra

Plano de aula Consciência Negra Plano de aula Consciência Negra Plano de aula Consciência negra / Plano de aula para a educação infantil Plano de aula Consciência Negra Tema: A Bonequinha Preta Novembro é o mês da consciência negra,

Leia mais

PLANEJAMENTO Julho. Professor (a): Janete Neusa Perin NOME DO LIVRO: Objetivo geral:

PLANEJAMENTO Julho. Professor (a): Janete Neusa Perin NOME DO LIVRO: Objetivo geral: PLANEJAMENTO Julho NOME DO LIVRO: Estratégias de outras áreas do conhecimento A BRUXA SALOMÉ Leitura e escrita; Oralidade; Dias da Semana; Rimas. -Desenvolver o gosto pela leitura, valorizando a como fonte

Leia mais

As Leis 10639/03 e 11645/08: O Ensino de História e Cultura dos Povos Indígenas e dos Afrodescendentes no Brasil UNIDADE 1

As Leis 10639/03 e 11645/08: O Ensino de História e Cultura dos Povos Indígenas e dos Afrodescendentes no Brasil UNIDADE 1 As Leis 10639/03 e 11645/08: O Ensino de História e Cultura dos Povos Indígenas e dos Afrodescendentes no Brasil As Leis 10639/03 e 11645/08: O Ensino de História e Cultura dos Povos Indígenas e dos Afrodescendentes

Leia mais

Cidadania e Educação das Relações étnico-raciais.

Cidadania e Educação das Relações étnico-raciais. Cidadania e Educação das Relações étnico-raciais. Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 10.639, DE 9 DE JANEIRO DE 2003. Mensagem de veto Altera a Lei n o 9.394,

Leia mais

SEMEC Lendo e Escrevendo

SEMEC Lendo e Escrevendo SEMEC Lendo e PREFEITURA MUNICIPAL DE IELMO MARINHO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA ESCOLA MUNICIPAL REGINA PIO GONÇALVES TURMA: 4 e 5 ANOS TURNO: MATUTINO PROFESSORA: ELIANE CAMPELO SISTEMA

Leia mais

Relações Étnico-Raciais no Brasil. Professor Guilherme Paiva

Relações Étnico-Raciais no Brasil. Professor Guilherme Paiva Relações Étnico-Raciais no Brasil Professor Guilherme Paiva Unidade 1: Entender as relações étnico-raciais no Brasil através das legislações atuais Questões iniciais: a invisibilidade do negro e do índio

Leia mais

RESENHA. CARDOSO, Francilene do Carmo. O negro na biblioteca: mediação da informação para a construção da identidade negra. Curitiba: CRV, p.

RESENHA. CARDOSO, Francilene do Carmo. O negro na biblioteca: mediação da informação para a construção da identidade negra. Curitiba: CRV, p. RESENHA CARDOSO, Francilene do Carmo. O negro na biblioteca: mediação da informação para a construção da identidade negra. Curitiba: CRV, 2015. 114p. Franciéle Carneiro Garcês da Silva Instituto Brasileiro

Leia mais

DOCUMENTÁRIO PAZ NO MUNDO CAMARÁ PÕE HERANÇA CULTURAL AFRICANA EM DISCUSSÃO NESTA SEXTA NO FAN

DOCUMENTÁRIO PAZ NO MUNDO CAMARÁ PÕE HERANÇA CULTURAL AFRICANA EM DISCUSSÃO NESTA SEXTA NO FAN DOCUMENTÁRIO PAZ NO MUNDO CAMARÁ PÕE HERANÇA CULTURAL AFRICANA EM DISCUSSÃO NESTA SEXTA NO FAN Exibição no CentoeQuatro inclui apresentação de capoeiristas e roda de conversa sobre os movimentos de resistência

Leia mais

regulação e comunicação nos seres vivos e nas máquinas. c. apenas pode ser visualizada; arte se resume apenas a obras que podem ser vistas.

regulação e comunicação nos seres vivos e nas máquinas. c. apenas pode ser visualizada; arte se resume apenas a obras que podem ser vistas. Atividade extra Arte e cotidiano Exercício 1 A arte é um conjunto de procedimentos que são utilizados para realizar obras e no qual aplicamos nossos conhecimentos. Apresenta-se sob variadas formas, como

Leia mais

27/10/2016. Professora Cíntia. 100 anos de samba. Professora Cíntia

27/10/2016. Professora Cíntia. 100 anos de samba. Professora Cíntia Professora Cíntia 100 anos de samba Professora Cíntia 1 Osamba é um gênero musical, o qual deriva de um tipo de dança, de raízes africanas, surgido no Brasil e considerado uma das principais manifestações

Leia mais

Conteúdos. Diversidade Cultural Ginástica Rítmica

Conteúdos. Diversidade Cultural Ginástica Rítmica Conteúdos Diversidade Cultural Ginástica Rítmica Habilidades Reconhecer os conceitos trabalhados na Unidade III Aplicar teoricamente os conteúdos estudados na unidade III PAUTA DO DO DIA DIA Acolhida Revisão

Leia mais

CURSO DE APERFEIÇOAMENTO. Planejamento e Gestão do Plano de Ação Municipal Selo UNICEF Município Aprovado

CURSO DE APERFEIÇOAMENTO. Planejamento e Gestão do Plano de Ação Municipal Selo UNICEF Município Aprovado CURSO DE APERFEIÇOAMENTO Planejamento e Gestão do Plano de Ação Municipal Selo UNICEF Município Aprovado São Luís MA 2016 Módulo 1- Garantia dos Direitos das Crianças e Adolescentes e o Selo UNICEF Leitura

Leia mais

Plano de Aula Menina Bonita do Laço de Fita.

Plano de Aula Menina Bonita do Laço de Fita. Plano de Aula Menina Bonita do Laço de Fita. Este Plano de Aula Menina Bonita do Laço de Fita é um excelente recurso para trabalhar o Dia da Consciência Negra que é comemorado em 20 de novembro em todo

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Ementa EMENTA. Objetivos

PLANO DE ENSINO. Ementa EMENTA. Objetivos Graduação em Licenciatura em História Disciplina: História das Relações Étnico-Raciais no Brasil Carga horária: 60h Professora-autora: Ynaê Lopes Tutora: Olívia Von der Weid Semestre: 2 Ano: 2017 PLANO

Leia mais

ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA

ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA Cultura afro-brasileira é o resultado do desenvolvimento da cultura africana no Brasil, incluindo as influências recebidas das culturas portuguesa e indígena que se manifestam

Leia mais

PLANO DE CURSO Disciplina: NATUREZA E SOCIEDADE Série: JARDIM II Educação Infantil

PLANO DE CURSO Disciplina: NATUREZA E SOCIEDADE Série: JARDIM II Educação Infantil PLANO DE CURSO Disciplina: NATUREZA E SOCIEDADE Série: JARDIM II Educação Infantil UNIDADE IV: Identidade Quem sou eu? Meu nome Gênero: menino e menina Raça (Etnia) UNIDADE V: Meio de comunicação Escrito

Leia mais

17º OFICINÃO EDITAL PARA SELEÇÃO DE ATORES

17º OFICINÃO EDITAL PARA SELEÇÃO DE ATORES 17º OFICINÃO EDITAL PARA SELEÇÃO DE ATORES O Oficinão, projeto que visa à reciclagem de atores com experiência e que já foi dirigido por integrantes do Grupo Galpão, residentes selecionados por edital

Leia mais

Trabalho de Religião. Nome: Christian Marques n 3 Marcelo Victor n 20 Pedro Leite n 24

Trabalho de Religião. Nome: Christian Marques n 3 Marcelo Victor n 20 Pedro Leite n 24 Trabalho de Religião Nome: Christian Marques n 3 Marcelo Victor n 20 Pedro Leite n 24 Estados Unidos Martin Luther King Formação cristã, filosofia europeia e ensinamentos de Gandhi fizeram de Martin Luther

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE HISTÓRIA DA DANÇA: DOS PRIMÓRDIOS AO BALLET CLÁSSICO Organização da aula Considerações históricas sobre a dança em suas manifestações iniciais.

Leia mais

ARTES 7 ANO PROF.ª ARLENE AZULAY PROF. LÚCIA REGINA ENSINO FUNDAMENTAL

ARTES 7 ANO PROF.ª ARLENE AZULAY PROF. LÚCIA REGINA ENSINO FUNDAMENTAL ARTES 7 ANO PROF. LÚCIA REGINA ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ARLENE AZULAY CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade III Trabalho: A trajetória humana, suas produções e manifestações 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 5.2

Leia mais

HISTÓRIA 8 ANO PROF. ARTÊMISON MONTANHO DA SILVA PROF.ª ISABEL SARAIVA SILVA ENSINO FUNDAMENTAL

HISTÓRIA 8 ANO PROF. ARTÊMISON MONTANHO DA SILVA PROF.ª ISABEL SARAIVA SILVA ENSINO FUNDAMENTAL HISTÓRIA 8 ANO PROF.ª ISABEL SARAIVA SILVA ENSINO FUNDAMENTAL PROF. ARTÊMISON MONTANHO DA SILVA CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade I Produção, Circulação e Trabalho 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 2.2 Conteúdo

Leia mais

PLANO DE CURSO ANO 2012

PLANO DE CURSO ANO 2012 PLANO DE CURSO ANO 2012 I. IDENTIFICAÇÃO ESCOLA ESTADUAL: CONTEÚDO: TURMA: 6º ano N DE AULAS SEMANAIS: PROFESSOR(ES): II. OBJETIVOS GERAIS.Desenvolver a noção de historicidade das ações dos homens da realidade

Leia mais

BRASIL COLÔNIA ( )

BRASIL COLÔNIA ( ) 2 - REVOLTAS EMANCIPACIONISTAS: Século XVIII (final) e XIX (início). Objetivo: separação de Portugal (independência). Nacionalistas. Influenciadas pelo iluminismo, independência dos EUA e Revolução Francesa.

Leia mais

Homens da África Ahmadou Kourouma. Edições SM. Cabelos de axé: identidade e resistência Raul Lody. Editora SENAC

Homens da África Ahmadou Kourouma. Edições SM. Cabelos de axé: identidade e resistência Raul Lody. Editora SENAC ÁFRICA Homens da África Ahmadou Kourouma. Edições SM Ricamente ilustrada por fotos e desenhos, esta obra traça um painel detalhado da vida dos habitantes da África do Oeste: sua tradição oral, detalhes

Leia mais

Programação de novembro Mês da Consciência Negra

Programação de novembro Mês da Consciência Negra Programação de novembro Mês da Consciência Negra 1º de novembro sexta-feira Sessão Consciência: Amistad 4 de novembro segunda-feira Local: Associação Amukengue 8h30 Oficina de Percussão e Capoeira com

Leia mais

EJA 5ª FASE PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª LUCIA SANTOS

EJA 5ª FASE PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª LUCIA SANTOS EJA 5ª FASE PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª LUCIA SANTOS Unidade II Cultura A pluralidade na expressão humana. Aula 7 Revisão e avaliação da unidade II 2 O samba surgiu da mistura de estilos musicais de origem

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON NOVA ANDRADINA-MS

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON NOVA ANDRADINA-MS R E.E. MARECHAL RONDON - NOVA ANDRADINA - ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON NOVA ANDRADINA-MS O Folclore Brasileiro representado pelos alunos

Leia mais

HISTÓRIA INDÍGENA AULA 1. Prof. Lucas de Almeida Pereira

HISTÓRIA INDÍGENA AULA 1. Prof. Lucas de Almeida Pereira HISTÓRIA INDÍGENA AULA 1 Prof. Lucas de Almeida Pereira lucas.pereira@ifsp.edu.br Apresentação Lucas de Almeida Pereira, licenciado em História pela UNESP de Assis Participação no NUPE e curso de extensão

Leia mais

Plano de Aula: Consciência Negra

Plano de Aula: Consciência Negra Plano de Aula: Consciência Negra Olá amigos e amigas do SOESCOLA. Hoje trago para vocês um plano de aula para ensino fundamental sobre a Consciência Negra Criado por Érica Alves da Silva. Plano de Aula:

Leia mais

Associação Cultural Flor Ribeirinha ACFR. ENDEREÇO Rua Antônio Dorileo, 2510, São Gonçalo Beira Rio. CEP Cuiabá MT.

Associação Cultural Flor Ribeirinha ACFR. ENDEREÇO Rua Antônio Dorileo, 2510, São Gonçalo Beira Rio. CEP Cuiabá MT. IDENTIFICAÇÃO PROPONENTE CNPJ: 10.908.256/0001-55 Associação Cultural Flor Ribeirinha ACFR ENDEREÇO Rua Antônio Dorileo, 2510, São Gonçalo Beira Rio. CEP 78.085-230 Cuiabá MT RESPONSÁVEL PELA PROPOSTA:

Leia mais

Diversidade cultural: uma revisão do que já foi estudado.

Diversidade cultural: uma revisão do que já foi estudado. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE. CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO SERIDÓ. PROJETO: PIBID DE GEOGRAFIA. ESCOLA: ZUZA JANUÁRIO. CAICÓ-RN. COMPONENTES: ADRIANA LINHARES, ARIANNY LARISSA, DANILO DANTAS

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina DAN161 Folclore e Danças Brasileiras I

Programa Analítico de Disciplina DAN161 Folclore e Danças Brasileiras I 0 Programa Analítico de Disciplina Departamento de Artes e Humanidades - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes Número de créditos: 4 Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 15 Carga horária semanal

Leia mais

DANÇA FOLCLÓRICA INTERNACIONAL

DANÇA FOLCLÓRICA INTERNACIONAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CAMPUS ARAPIRACA EDUCAÇÃO FÍSICA (LICENCIATURA) ALINE MABEL DOS SANTOS ARLEY MEIRELLE DOS SANTOS GILBERTO SILVA VILELA JOSÉ JADIELMO DA SILVA LUÍS HENRIQUE SILVA DE ARAÚJO

Leia mais

Café entre Aspas: Tito Rios

Café entre Aspas: Tito Rios Café entre Aspas: Tito Rios Em Uberaba há oito anos, o músico, poeta, intérprete e compositor mineiro, Tito Rios, nasceu em Araguari e ouviu desde cedo o melhor da música brasileira, sendo ela caipira,

Leia mais

Que força. traz o ritmo?

Que força. traz o ritmo? A P R E S E N T A Que força traz o ritmo? Gera Que movimento o giro? Q u e a r r e b a t a m e n t o TRANSFORMA Um em tantos? o encantamento dos vodunsis nos Tambores Maranhenses O movimento circular

Leia mais

Colégio Madre Carmen Sallés

Colégio Madre Carmen Sallés Colégio Madre Carmen Sallés Educação Infantil Ensino Fundamental Ensino Médio Desde 1962 evangelizando através da educação em Brasília DF AV. L2 NORTE QUADRA 604 Bloco D Tel: 3223-2863 www.carmensalles.com.br

Leia mais

PROJETO DE LEI N o 3.260, DE 2008

PROJETO DE LEI N o 3.260, DE 2008 COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA PROJETO DE LEI N o 3.260, DE 2008 Institui o Dia Nacional do Reggae. Autor:Deputado RODRIGO ROLLEMBERG Relator:Deputado PINTO ITAMARATY I RELATÓRIO O Projeto de Lei em tela

Leia mais

ATIVIDADE. Independência para quem? Relações políticas e sociais durante o período escravista brasileiro

ATIVIDADE. Independência para quem? Relações políticas e sociais durante o período escravista brasileiro ATIVIDADE Independência para quem? Relações políticas e sociais durante o período escravista brasileiro Material do professor Faixa etária: 8º ano O objetivo e problemática que cercam este material didático

Leia mais

UBUNTU. "Humanidade para os outros" ou "Sou o que sou pelo que nós somos". COESO

UBUNTU. Humanidade para os outros ou Sou o que sou pelo que nós somos. COESO "Humanidade para os outros" ou "Sou o que sou pelo que nós somos". I CONFERÊNCIA DE INTEGRAÇÃO E DESENVOLVIMENTO - ÉTNICO RACIAL 20, 21 e 22 de Novembro de 2017 Idealizadora: Giselle da Hora A FILOSOFIA

Leia mais

Planejamento das Aulas de História º ano (Prof. Leandro)

Planejamento das Aulas de História º ano (Prof. Leandro) Planejamento das Aulas de História 2016 7º ano (Prof. Leandro) Fevereiro Aula Programada (As Monarquias Absolutistas) Páginas Tarefa 1 A Formação do Estado Moderno 10 e 11 Mapa Mental 3 Teorias em defesa

Leia mais

LIVRO PARADIDÁTICO: O SURFISTA E O SERTANEJO (DREGUER, Ricardo. O surfista e o sertanejo: encontro do mar com o sertão. São Paulo: Moderna, 2009.

LIVRO PARADIDÁTICO: O SURFISTA E O SERTANEJO (DREGUER, Ricardo. O surfista e o sertanejo: encontro do mar com o sertão. São Paulo: Moderna, 2009. LIVRO PARADIDÁTICO: O SURFISTA E O SERTANEJO (DREGUER, Ricardo. O surfista e o sertanejo: encontro do mar com o sertão. São Paulo: Moderna, 2009.) Beto tem nove anos e nasceu no Rio de Janeiro. É um legítimo

Leia mais

Geografia. Movimentos Culturais em Pernambuco. Professor Luciano Teixeira.

Geografia. Movimentos Culturais em Pernambuco. Professor Luciano Teixeira. Geografia Movimentos Culturais em Pernambuco Professor Luciano Teixeira www.acasadoconcurseiro.com.br Geografia MOVIMENTOS CULTURAIS EM PERNAMBUCO Não por acaso, o estado é conhecido no país como um dos

Leia mais

ATIVIDADE. Independência para quem? Relações políticas e sociais durante o período escravista brasileiro

ATIVIDADE. Independência para quem? Relações políticas e sociais durante o período escravista brasileiro ATIVIDADE Independência para quem? Relações políticas e sociais durante o período escravista brasileiro Material do professor Faixa etária: 8º ano O objetivo e problemática que cercam este material didático

Leia mais

QUEM FAZ E COMO SE FAZ O BRASIL? Professor: Joaldo Dantas de Medeiros Sociologia 3ª Série

QUEM FAZ E COMO SE FAZ O BRASIL? Professor: Joaldo Dantas de Medeiros Sociologia 3ª Série QUEM FAZ E COMO SE FAZ O BRASIL? Professor: Joaldo Dantas de Medeiros Sociologia 3ª Série A SOCIOLOGIA E O MUNDO DO TRABALHO Durkheim, sociólogo francês do final do século XIX, ao observar a vida social

Leia mais

Conteúdos: Leitura e interpretação oral e escrita de textos. Produção textual.

Conteúdos: Leitura e interpretação oral e escrita de textos. Produção textual. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA A 1 Conteúdos: Leitura e interpretação oral e escrita de textos. Produção textual. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA

Leia mais

Justificativa. Centro Educacional Mundo do Saber. Palhoça, 18 de Fevereiro de Professora. Bárbara pereira. Turma. Maternal I.

Justificativa. Centro Educacional Mundo do Saber. Palhoça, 18 de Fevereiro de Professora. Bárbara pereira. Turma. Maternal I. Centro Educacional Mundo do Saber Palhoça, 18 de Fevereiro de 2013 Professora Bárbara pereira Turma Maternal I Projeto anual Justificativa O Projeto tem a importância essencial para a aprendizagem das

Leia mais

EMENTÁRIO HISTÓRIA LICENCIATURA EAD

EMENTÁRIO HISTÓRIA LICENCIATURA EAD EMENTÁRIO HISTÓRIA LICENCIATURA EAD CANOAS, JULHO DE 2015 DISCIPLINA PRÉ-HISTÓRIA Código: 103500 EMENTA: Estudo da trajetória e do comportamento do Homem desde a sua origem até o surgimento do Estado.

Leia mais

6 obras indispensáveis para refletir sobre a Consciência Negra

6 obras indispensáveis para refletir sobre a Consciência Negra 6 obras indispensáveis para refletir sobre a Consciência Negra No mês da Consciência Negra, conheça seis obras importantes que analisam e estimulam o pensamento crítico acerca dos papeis social do negro

Leia mais

PLANO DE AULA 06. Flávio Antônio de Souza França Mestrando do Programa do Mestrado Profissional do Ensino de História da UNIRIO

PLANO DE AULA 06. Flávio Antônio de Souza França Mestrando do Programa do Mestrado Profissional do Ensino de História da UNIRIO PLANO DE AULA 06 Flávio Antônio de Souza França Mestrando do Programa do Mestrado Profissional do Ensino de História da UNIRIO Tema: Os sentidos de quilombo ao longo de nossa História Objetivo Geral: Discutir

Leia mais

Cultura Popular. Profa. Consuelo Holanda

Cultura Popular. Profa. Consuelo Holanda Cultura Popular O que é Cultura popular: Cultura popular é uma expressão que caracteriza um conjunto de elementos culturais específicos da sociedade de uma nação ou região Profa. Consuelo Holanda consueloholanda2010@hotmail.com

Leia mais

CANTIGAS DE RODA. Cláudio Antônio Dias E. M. Sebastiana Silveira Pinto - UDI /

CANTIGAS DE RODA. Cláudio Antônio Dias E. M. Sebastiana Silveira Pinto - UDI / CANTIGAS DE RODA Cláudio Antônio Dias E. M. Sebastiana Silveira Pinto - UDI / 3216-4786 - 3216-0646 Resumo O objetivo desse trabalho denominado de Cantigas de roda é desenvolver estratégias dentro do eixo

Leia mais

Projetos de estudos da cultura afro-brasileira

Projetos de estudos da cultura afro-brasileira Projetos de estudos da cultura afro-brasileira EE Brasílio Machado Professor(es) Apresentador(es): Maria de Fatima Tambara Suzi Rabaça Alves Realização: Foco do Projeto Este projeto objetivou a produção

Leia mais

A Capoeira é uma arte marcial afro-brasileira que iria encontrar suas raízes nos métodos de guerra e danças dos povos africanos no tempo da

A Capoeira é uma arte marcial afro-brasileira que iria encontrar suas raízes nos métodos de guerra e danças dos povos africanos no tempo da CAPOEIRA A Capoeira é uma arte marcial afro-brasileira que iria encontrar suas raízes nos métodos de guerra e danças dos povos africanos no tempo da escravatura no Brasil. No século XVI, Portugal tinha

Leia mais

[:pb]as múltiplas influências do jazz na música da África do Sul[:]

[:pb]as múltiplas influências do jazz na música da África do Sul[:] [:pb]as múltiplas influências do jazz na música da África do Sul[:] por Por Dentro da África - quarta-feira, outubro 05, 2016 http://www.pordentrodaafrica.com/africa-do-sul-musica/as-multiplas-influencias-do-jazz-na-musica-daafrica-do-sul

Leia mais

PRÁTICAS E DESAFIOS EM PROL AO DIA DA CONSCIÊ NCIA NEGRA. GT 8 Espaços Educativos, Currículos e Formação Docente (Saberes e Práticas)

PRÁTICAS E DESAFIOS EM PROL AO DIA DA CONSCIÊ NCIA NEGRA. GT 8 Espaços Educativos, Currículos e Formação Docente (Saberes e Práticas) PRÁTICAS E DESAFIOS EM PROL AO DIA DA CONSCIÊ NCIA NEGRA José Rival de Araújo 1 Acácia Santos Araújo 2 GT 8 Espaços Educativos, Currículos e Formação Docente (Saberes e Práticas) RESUMO Em um ambiente

Leia mais

FICHA PROGRAMA ANO EMISSORA GÊNERO AB001-A Aquarelas do Brasil 1945 Rádio Nacional Variedades AB001-B Aquarelas do Brasil 1945 Rádio Nacional

FICHA PROGRAMA ANO EMISSORA GÊNERO AB001-A Aquarelas do Brasil 1945 Rádio Nacional Variedades AB001-B Aquarelas do Brasil 1945 Rádio Nacional FICHA PROGRAMA ANO EMISSORA GÊNERO AB001-A Aquarelas do Brasil 1945 Rádio Nacional Variedades AB001-B Aquarelas do Brasil 1945 Rádio Nacional Variedades AB002-A Aquarelas do Brasil 1945 Rádio Nacional

Leia mais

LOCAL: DIA: 15/07/ 2017 HORÁRIO:

LOCAL: DIA: 15/07/ 2017 HORÁRIO: COORDENAÇÃO DE PROJETOS CULTURAIS: ANÁLIA DO VALLY COORDENAÇÃO GERAL: MOISÉS MALHEIROS COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA: FELIPE LUCENA DIREÇÃO GERAL: VALÉRIA VAZ LOCAL: DIA: 15/07/ 2017 HORÁRIO: OBJETIVO A cultura

Leia mais

Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil. Centro Sergio Vieira de Mello

Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil. Centro Sergio Vieira de Mello Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil Centro Sergio Vieira de Mello Unidade 4 Parte 3 Respeito pela Diversidade Valores Organizacionais Essenciais da ONU Integridade Profissionalismo Respeito pela

Leia mais

"Nunca pegamos em armas. Usamos palavras", diz líder sobre a independência do Benin

Nunca pegamos em armas. Usamos palavras, diz líder sobre a independência do Benin "Nunca pegamos em armas. Usamos palavras", diz líder sobre a independência do Benin por Por Dentro da África - terça-feira, agosto 06, 2013 http://www.pordentrodaafrica.com/cultura/nunca-pegamos-em-armas-usamos-palavras-diz-lider-sobreindependencia-do-benin

Leia mais

CIRANDA DE MOVIMENTOS E CANTIGAS- UMA PROPOSTA INTERDISCIPLINAR E.E. ALFREDO PAULINO

CIRANDA DE MOVIMENTOS E CANTIGAS- UMA PROPOSTA INTERDISCIPLINAR E.E. ALFREDO PAULINO CIRANDA DE MOVIMENTOS E CANTIGAS- UMA PROPOSTA INTERDISCIPLINAR E.E. ALFREDO PAULINO Professor(es) Apresentador(es): MARIA DO ROSÁRIO ORDONIS JANAÍNA PRADO GONTIJO Realização: Foco do Projeto Desenvolver

Leia mais

AGENDA - SETEMBRO 2017

AGENDA - SETEMBRO 2017 AGENDA - SETEMBRO 2017 01/SEXTA 14h às 17h Okinawa: representações, memória e identidade* 19h às 21h Novos Estudos: Literatura e Sociedade 02/SÁBADO 09h30 às 12h30 Cultura brasileira em textos e linguagens*

Leia mais

Cultura material e imaterial

Cultura material e imaterial Cultura material e imaterial Patrimônio Histórico e Cultural: Refere-se a um bem móvel, imóvel ou natural, que possua valor significativo para uma sociedade, podendo ser estético, artístico, documental,

Leia mais

Publico alvo: alunos do 1º ao 9º ano E.E. Otávio Gonçalves Gomes

Publico alvo: alunos do 1º ao 9º ano E.E. Otávio Gonçalves Gomes Projeto Brasil misturado Duração: 01/11/12 a 30/11/12 Publico alvo: alunos do 1º ao 9º ano E.E. Otávio Gonçalves Gomes Culminância: Dia 30 de novembro Característica: Projeto interdisciplinar, envolvendo

Leia mais

. a d iza r to u a ia p ó C II

. a d iza r to u a ia p ó C II II Sugestões de avaliação História 3 o ano Unidade 5 5 Unidade 5 Nome: Data: 1. Você é um historiador e recebeu a letra de uma música para estudar. Essa letra foi escrita no ano 1808 e fala sobre as brincadeiras,

Leia mais

CULTURA AFRO-BRASILEIRA, CONSTRUINDO IDENTIDADES

CULTURA AFRO-BRASILEIRA, CONSTRUINDO IDENTIDADES CULTURA AFRO-BRASILEIRA, CONSTRUINDO IDENTIDADES E.E PROF. ALCINDO SOARES DO NASCIMENTO Professor(es) Apresentador(es): Mariana Pinto Ramalho Terossi Simone Pereira Cardoso Realização: Foco do Projeto

Leia mais

PLANEJAMENTO ATELIER CULTURAL FULL DAY COLÉGIO FARROUPILHA 2015

PLANEJAMENTO ATELIER CULTURAL FULL DAY COLÉGIO FARROUPILHA 2015 PLANEJAMENTO ATELIER CULTURAL FULL DAY COLÉGIO FARROUPILHA 2015 A Lezanfan apresenta a programação de atividades de Capoeira, Yoga e Artes para o Full Day 2015 Capoeira Professor Maicon Vieira Técnico

Leia mais

A TROCA DA MÃO-DE-OBRA INDÍGENA PELA NEGRA AFRICANA

A TROCA DA MÃO-DE-OBRA INDÍGENA PELA NEGRA AFRICANA A TROCA DA MÃO-DE-OBRA INDÍGENA PELA NEGRA AFRICANA O sucesso da lavoura canavieira passou a exigir cada vez mais mão-de-obra, assim, os Senhores de Engenho começaram a importar escravos negros da África

Leia mais

VENHA PRO NOSSO ARRAIÁ!! 1

VENHA PRO NOSSO ARRAIÁ!! 1 UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL PROGRAMA DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS PORTUGUÊS BRASILEIRO COMO LE VENHA PRO NOSSO ARRAIÁ!! 1 Junho é o mês das Festas Juninas. Convidamos você a participar dessas festas, conhecendo

Leia mais

VI Encontro Mineiro Sobre Investigação na Escola /II Seminário Institucional do PIBID-UNIUBE TITULO O FOLCLORE BRASILEIRO DENTRO DA EDUCAÇÃO

VI Encontro Mineiro Sobre Investigação na Escola /II Seminário Institucional do PIBID-UNIUBE TITULO O FOLCLORE BRASILEIRO DENTRO DA EDUCAÇÃO VI Encontro Mineiro Sobre Investigação na Escola /II Seminário Institucional do PIBID-UNIUBE TITULO O FOLCLORE BRASILEIRO DENTRO DA EDUCAÇÃO Rosimeire Cristina da silva rosicristinadasilva@gmail.com Linha

Leia mais

Centro de Serviços Educacionais do Pará. Centro de Serviços Educacionais do Pará

Centro de Serviços Educacionais do Pará. Centro de Serviços Educacionais do Pará TURMA: 1º ANO/09 SALA: 105 07:30 às 08:20 08:20 às 09:10 MUSICA 10:20 às 11:10 TURMA: 1º ANO/09 SALA: 105 07:30 às 08:20 08:20 às 09:10 MUSICA 10:20 às 11:10 TURMA: 2º ANO/09 SALA: 104 07:30 às 08:20 08:20

Leia mais

UNIDADE: Diz que.../brasil. SITUAÇÃO DE USO Contação ou leitura de lendas.

UNIDADE: Diz que.../brasil. SITUAÇÃO DE USO Contação ou leitura de lendas. UNIDADE: Diz que.../brasil SITUAÇÃO DE USO Contação ou leitura de lendas. EXPECTATIVAS DE APRENDIZAGEM - (Re)Conhecer elementos lendários e folclóricos em textos escritos e orais. - Identificar nomes de

Leia mais

EDUCAÇÃO MUSICAL MATERNAL II

EDUCAÇÃO MUSICAL MATERNAL II EDUCAÇÃO MUSICAL MATERNAL II Músicas infantis. Danças, músicas e personagens folclóricos. Conhecer textos e melodias folclóricos; Entoar músicas do folclore brasileiro; Dançar músicas folclóricas; Imitar

Leia mais

ARTES 9 ANO PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª ARLENE CALIRI ENSINO FUNDAMENTAL

ARTES 9 ANO PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª ARLENE CALIRI ENSINO FUNDAMENTAL ARTES 9 ANO PROF.ª ARLENE CALIRI ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª GABRIELA DACIO CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade II Cultura- A pluralidade na expressão humana. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 3.2 Conteúdos Gêneros

Leia mais