Afrodescendência: História e Preconceito

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Afrodescendência: História e Preconceito"

Transcrição

1 Afrodescendência: História e Preconceito

2 RESUMO: Durante nossa caminhada, devemos nos lembrar de que existem várias pessoas que tomaram caminhos diferentes, gente diferente de todos os estilos, cores e características. Mesmo com essas diferenças, devemos nos lembrar de que saímos de um mesmo ponto, dessa forma temos que respeitar os outros independente de sua nacionalidade, sexo e gostos. Esse é o nosso dever para com o próximo, para sermos pessoas melhores com uma vida mais leve. Afinal, somos afrodescendentes. PALAVRAS-CHAVE: Afrodescendente; Respeitar; Diferenças.

3 ABSTRACT: During our lives, we must remember that there are several people who have taken different paths, different people of all styles, colors and features. Even with these differences, we must remember that we left the same point, that way we have to respect the independency of other nationalities, sex and tastes. That is our duty to our neighbor, to be better people with a lighter life. After all, we are African descendents. KEY-WORDS: Afrodescendent; Respect; Differences.

4 Introdução: Viemos de uma cultura de longa data. Carregamos costumes e características de nossos antecedentes. O que não percebemos é que os nossos antepassados estão mais próximos do que realmente acreditamos. Somos Afrodescendentes, o que é isso? São pessoas com alguma descendência africana. Não importa se ela é branca, negra, parda, mas sim suas raízes que vieram da África. Os escravos trazidos da África nos passaram muitos costumes que praticamos até hoje. Ou seja, houve uma mistura das duas culturas (Brasil X África), que resultou na cultura brasileira atual. Alguns exemplos seriam: a comida (feijoada), dança (capoeira), gírias (língua).

5 trabalhoportugues2.blogspot.com

6 A importância de sabermos o significado de afrodescendência: É importante sabermos que afrodescendente é aquele que descende de africano e não é somente e necessariamente uma pessoa negra. Sabendo do significado dessa palavra, podemos ir mais a fundo na nossa história, sabermos de onde viemos, nossas raízes. Para aumentarmos nossos conhecimentos sobre nós mesmos e melhorarmos nossas relações, pois a maioria de nós veio pelo mesmo ponto de partida.

7 Relação África X Brasil: Durante muito tempo, milhares de negros foram trazidos para o Brasil para serem usados como escravos pelos senhores de engenho. Muitos foram menosprezados e mal tratados, tratados como se a cor da pele definisse quem você é. Esse tratamento não foi exclusivo do Brasil, varias tribos africanas também comerciavam prisioneiros de outras tribos. Os africanos que vieram para o Brasil tiveram grande influência na miscigenação que forma o povo brasileiro. Todos os brasileiros possuem pelo menos um africano em sua árvore genealógica e mesmo assim existem pessoas que sentem vergonha de sua linhagem sanguínea e acaba menosprezando o negro, ou seja, racismo. Mesmo tendo uma parte africana. O racismo não é mais tão forte como era antigamente. Pois algumas escolas ensinam a criança a respeitar pessoas de cor de pele diferente, já que não é a cor da pele que forma a pessoa, mas sim suas atitudes.

8 rica-brasil/luta-no-brasil.shtml blackpagesbrazil.com.br

9 Questão racial: Estamos sempre recebendo informações e presenciando a existência do racismo. De onde ele veio, por quê? É difícil se dizer exatamente quando começou, mas notamos épocas em que se esteve mais presente e/ou mais forte. Um exemplo é quando um colono se encontrava com algum nativo. A primeira reação que o homem tinha era de ser mais evoluído'' que o nativo. A cor de pele foi uma das maiores diferenças entre eles. Quando tornaram os negros foram trazidos para o Brasil como escravos. Muitos eram minimizados e menosprezados, sofriam e não tinham uma vida digna. Havia exceções, onde os escravos eram tratados de uma maneira melhor, mas mesmo assim, longe de uma igualdade.na abolição da escravatura, os escravos tiveram que buscar meios para ter uma vida, mas não tinham condições financeiras ou o respeito da sociedade. O racismo aumentou bastante nessa época. Nós dias atuais, o racismo diminuiu bastante, porém é visível ainda.

10 Muitas pessoas julgam pela cor da pele, ou por alguém ser negro, mas não tem noção que vieram do mesmo lugar, onde a única diferença que os separa é o caminho que seguiram, pois a largada foi a mesma: A antiga e cultural África. AAAAAAAABUQ/AApXgECQ2vk/s1600/racismo3.jpg

11 silviopersivo.blogspot.com

12 REFERÊNCIAS Gabriele. Cultura Afrodescendente no Brasil. Disponível em:<http://www.meuportal.net/cultura-afrodescendent e-no-brasil> Acesso em: 18.ago.2016 SEM AUTORIA, Significado de Afrodescendente. Disponível em:<http://www.significados.com.br/afrodescendente/ > Acesso em: 18.ago.2016 NOGUEIRA, Natania. História e Memória Afrodescendente. Disponível em: <http://historiahoje.com/historia-e-memoria-afrodescen dente/> Acesso em: 18.ago.2016

Miscigenação; Etnocentrismo; Racismo.

Miscigenação; Etnocentrismo; Racismo. Negros no Brasil Resumo: Neste trabalho falamos sobre as diferenças de raças e etnias e também os preconceitos que todas as pessoas do mundo sofrem, na maioria da vezes quando falamos de racismo o que

Leia mais

Meninos de rua e Racismo

Meninos de rua e Racismo Meninos de rua e Racismo RESUMO O racismo é uma questão que ainda está presente em nossa sociedade, como a relação que muitas pessoas têm com os negros tratando-nos eles como inferiores. Isso acontece

Leia mais

Brasil e a luta do negro

Brasil e a luta do negro Brasil e a luta do negro Resumo O presente trabalho explora a situação social dos negros no território brasileiro. Constata-se que, desde a infância, as crianças recebem ensinamentos de que quem é negro

Leia mais

Brasil: Um País de Todos

Brasil: Um País de Todos Brasil: Um País de Todos RESUMO Trataremos da Afrodescendência no Brasil. Descreveremos como os negros eram tratados e como viviam no país. Focalizaremos a sua cultura, em específico, a culinária e as

Leia mais

Proposta de redação: Somos todos iguais : expressão falaciosa da democracia moderna. O racismo ainda bate às portas.

Proposta de redação: Somos todos iguais : expressão falaciosa da democracia moderna. O racismo ainda bate às portas. Racismo Proposta de redação: Somos todos iguais : expressão falaciosa da democracia moderna. O racismo ainda bate às portas. Racismo: Manifestações racistas, como a recentemente sofrida pela jornalista

Leia mais

Abolio da escravatura - Lei urea

Abolio da escravatura - Lei urea Abolio da escravatura - Lei urea Questo: 1 Abolição da Escravatura - Lei Áurea Introdução Na época em que os portugueses começaram a colonização do Brasil, não existia mão-de-obra para a realização de

Leia mais

4ª FASE. Prof. Amaury Pio Prof. Eduardo Gomes

4ª FASE. Prof. Amaury Pio Prof. Eduardo Gomes 4ª FASE Prof. Amaury Pio Prof. Eduardo Gomes Unidade IV A formação dos estados modernos 2 Aula 21.2 Conteúdo Escravismo colonial II 3 Habilidade Compreender as heranças africanas no Brasil e as religiões

Leia mais

RAÇA BRASIL REPORTAGENS: TEMAS & CÓDIGOS GRUPOS TEMÁTICOS (2.318 REPORTAGENS / 185 TEMAS & CÓDIGOS)

RAÇA BRASIL REPORTAGENS: TEMAS & CÓDIGOS GRUPOS TEMÁTICOS (2.318 REPORTAGENS / 185 TEMAS & CÓDIGOS) Personalidade Personalidade Perfil 322 Personalidade Personalidade Carreira 244 Estética Cabelos Femininos 157 Sociedade Eventos NULL 121 Estética Moda Feminina & Masculina 118 Estética Moda Feminina 107

Leia mais

Publico alvo: alunos do 1º ao 9º ano E.E. Otávio Gonçalves Gomes

Publico alvo: alunos do 1º ao 9º ano E.E. Otávio Gonçalves Gomes Projeto Brasil misturado Duração: 01/11/12 a 30/11/12 Publico alvo: alunos do 1º ao 9º ano E.E. Otávio Gonçalves Gomes Culminância: Dia 30 de novembro Característica: Projeto interdisciplinar, envolvendo

Leia mais

ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA

ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA ARTE E CULTURA AFRO-BRASILEIRA Cultura afro-brasileira é o resultado do desenvolvimento da cultura africana no Brasil, incluindo as influências recebidas das culturas portuguesa e indígena que se manifestam

Leia mais

Disciplina: Língua Portuguesa Data da realização: 13/06/2016

Disciplina: Língua Portuguesa Data da realização: 13/06/2016 Ficha da semana 4º ano A e B. Instruções: 1. Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue à professora no dia seguinte. 2. As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno

Leia mais

Flávia Oliveira Setembro/2015

Flávia Oliveira Setembro/2015 Flávia Oliveira Setembro/2015 Percepção subjetiva Há racismo no Brasil? Para responder a essa pergunta, Luh de Souza, professora de História, e Franciso Antero, funcionário público, criaram em 2013 o Teste

Leia mais

Sociologia. Larissa Rocha 14 e Sociologia no Brasil

Sociologia. Larissa Rocha 14 e Sociologia no Brasil Sociologia no Brasil Sociologia no Brasil 1. A população negra teve que enfrentar sozinha o desafio da ascensão social, e frequentemente procurou fazê-lo por rotas originais, como o esporte, a música e

Leia mais

EE DR. LUÍS ARRÔBAS MARTINS

EE DR. LUÍS ARRÔBAS MARTINS QUAL É A NOSSA COR? Sala 3 Interdisciplinar EF I EE DR. LUÍS ARRÔBAS MARTINS Professoras Apresentadoras: DÉBORA CARLA M S GENIOLE ELIZABETH REGINA RIBEIRO FABIANA MARTINS MALAGUTI FERNANDA MARIA DE OLIVEIRA

Leia mais

Conceito de raça e relações étnico-raciais

Conceito de raça e relações étnico-raciais Conceito de raça e relações étnico-raciais Mestre em Economia UNESP Graduado em História UNESP email: prof.dpastorelli@usjt.br blog: danilopastorelli.wordpress.com Você já sofreu ou conhece alguém que

Leia mais

A escravidão brasileira

A escravidão brasileira A escravidão brasileira A África antes da chegada dos europeus no século 15 era um continente com várias culturas, povos, línguas e religiões diferentes. Deste modo, não existia uma unidade, mas pelo contrário,

Leia mais

Relações Étnico-raciais no Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana. Ementa da Disciplina. Teleaula 1. Conceitos Básicos.

Relações Étnico-raciais no Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana. Ementa da Disciplina. Teleaula 1. Conceitos Básicos. Relações Étnico-raciais no Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana Teleaula 1 Profa. Dra. Marcilene Garcia de Souza Grupo Uninter Ementa da Disciplina Contextos e conceitos históricos sobre

Leia mais

DÉCADA INTERNACIONAL DE. AFRODESCENDENTES 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2024 RECONHECIMENTO, JUSTIÇA E DESENVOLVIMENTO

DÉCADA INTERNACIONAL DE. AFRODESCENDENTES 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2024 RECONHECIMENTO, JUSTIÇA E DESENVOLVIMENTO DÉCADA INTERNACIONAL DE AFRODESCENDENTES 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2024 RECONHECIMENTO, JUSTIÇA E DESENVOLVIMENTO DÉCADA INTERNACIONAL DOS AFRODESCENDENTES 1º DE JANEIRO DE 2015 A 31 DE

Leia mais

ESCOLA PROFESSOR AMÁLIO PINHEIRO ENSINO FUNDAMENTAL PROJETO EQUIPE MULTIDISCIPLINAR CULTURA AFRO-DESCENDENTES

ESCOLA PROFESSOR AMÁLIO PINHEIRO ENSINO FUNDAMENTAL PROJETO EQUIPE MULTIDISCIPLINAR CULTURA AFRO-DESCENDENTES ESCOLA PROFESSOR AMÁLIO PINHEIRO ENSINO FUNDAMENTAL PROJETO EQUIPE MULTIDISCIPLINAR CULTURA AFRO-DESCENDENTES JUSTIFICATIVA Este projeto tem como objetivo maior: Criar mecanismos para efetivar a implementação

Leia mais

Prof. Alan Carlos Ghedini ATUALIDADES. Racismo no Brasil, e a retomada de relações EUA-Cuba

Prof. Alan Carlos Ghedini ATUALIDADES. Racismo no Brasil, e a retomada de relações EUA-Cuba Prof. Alan Carlos Ghedini ATUALIDADES Racismo no Brasil, e a retomada de relações EUA-Cuba Racismo no Brasil Uma questão sempre atual Conceituando Racialismo Teoria que defende a existência de raças entre

Leia mais

Cidadania e Educação das Relações étnico-raciais.

Cidadania e Educação das Relações étnico-raciais. Cidadania e Educação das Relações étnico-raciais. Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 10.639, DE 9 DE JANEIRO DE 2003. Mensagem de veto Altera a Lei n o 9.394,

Leia mais

Prova bimestral. Língua portuguesa. 2 o Bimestre 4 o ano. 1. Leia o texto.

Prova bimestral. Língua portuguesa. 2 o Bimestre 4 o ano. 1. Leia o texto. Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Ensino fundamental Publicado em 2012 Prova bimestral 2 o Bimestre 4 o ano Língua portuguesa Data: / / Nível: Escola: Nome: 1. Leia o texto. Daniel Wiedemann/shutterstock

Leia mais

Guião N. Descrição das actividades

Guião N. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: 006 Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO Guião N Intervenientes

Leia mais

Mérito Desenvolvimento Imobiliário I FII. Fundo de Investimento Imobiliário

Mérito Desenvolvimento Imobiliário I FII. Fundo de Investimento Imobiliário 03 09 10 11 13 15 16 18 20 22 24 26 27 29 31 02 1. 03 1. 04 1. 05 1. 06 1. 07 1. 08 2. ¹ ¹ ¹ 09 3. 10 4. 11 4. 12 5. ¹ ² ³ 13 5. x MIL ago.2013 ago.2014 ago.2015 ¹ ³ ² ¹ 14 6. 15 6. ² 16 6. B C D E F A

Leia mais

6. o ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF. FRANCISCA AGUIAR PROF. SUZY PINTO

6. o ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF. FRANCISCA AGUIAR PROF. SUZY PINTO 6. o ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF. FRANCISCA AGUIAR PROF. SUZY PINTO Avaliação da unidade II Pontuação: 7,5 pontos 2 QUESTÃO 01 (1,0 ponto) A palavra folclore é derivada da palavra inglesa folklore, em

Leia mais

Aula 10.2 Conteúdo Arte e cultura africana.

Aula 10.2 Conteúdo Arte e cultura africana. Aula 10.2 Conteúdo Arte e cultura africana. 2 Habilidades: Refletir sobre as questões de dominação cultural, estereótipos e manutenção de identidade. 3 Vídeo Miscigenação. 4 Vídeo Aplicabilidade das Leis.

Leia mais

Bonecas Abayomis. PROPOSTA Ementas: Bonecas de brincar, rezar e amar.

Bonecas Abayomis. PROPOSTA Ementas: Bonecas de brincar, rezar e amar. Bonecas Abayomis Um encontro precioso, este é o significado da palavra Abayomi. Naquele navio, de nó em nó, com pedacinhos de suas saias, nossas mães africanas criaram a encantadora boneca que traz alegria.

Leia mais

Alice Mendonça Universidade da Madeira INTERCULTURALIDADE. O QUE É?

Alice Mendonça Universidade da Madeira INTERCULTURALIDADE. O QUE É? Alice Mendonça Universidade da Madeira INTERCULTURALIDADE. O QUE É? Apartheid sistema de segregação social Até há uma década, cada sul africano era classificado numa destas categorias: Branco, pessoa de

Leia mais

Relatório Final do Projeto Institucional de Apoio à Diversidade

Relatório Final do Projeto Institucional de Apoio à Diversidade Relatório Final do Projeto Institucional de Apoio à Diversidade Veja o exemplo de relatório do processo de ensino-aprendizagem apresentado pela professora de uma das turmas da CMEB Mário Leal Silva CMEB

Leia mais

Planejamento das Aulas de História º ano (Prof. Leandro)

Planejamento das Aulas de História º ano (Prof. Leandro) Planejamento das Aulas de História 2016 7º ano (Prof. Leandro) Fevereiro Aula Programada (As Monarquias Absolutistas) Páginas Tarefa 1 A Formação do Estado Moderno 10 e 11 Mapa Mental 3 Teorias em defesa

Leia mais

A Capoeira é uma arte marcial afro-brasileira que iria encontrar suas raízes nos métodos de guerra e danças dos povos africanos no tempo da

A Capoeira é uma arte marcial afro-brasileira que iria encontrar suas raízes nos métodos de guerra e danças dos povos africanos no tempo da CAPOEIRA A Capoeira é uma arte marcial afro-brasileira que iria encontrar suas raízes nos métodos de guerra e danças dos povos africanos no tempo da escravatura no Brasil. No século XVI, Portugal tinha

Leia mais

Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Senhores Ouvintes e Telespectadores,

Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Senhores Ouvintes e Telespectadores, 1 Discurso pronunciado pelo Deputado João Mendes de Jesus (PSL-RJ), em / /2005. Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Senhores Ouvintes e Telespectadores, Hoje é o Dia Internacional pela Eliminação

Leia mais

Anexo Entrevista G2.5

Anexo Entrevista G2.5 Entrevista G2.4 Entrevistado: E2.5 Idade: 38 anos Sexo: País de origem: Tempo de permanência em Portugal: Feminino Ucrânia 13 anos Escolaridade: Imigrações prévias: --- Ensino superior (professora) Língua

Leia mais

Texto: O perigo de classificar o brasileiro por raça. Estudo dirigido

Texto: O perigo de classificar o brasileiro por raça. Estudo dirigido Texto: O perigo de classificar o brasileiro por raça Prof. Dr. Alexandre H. de Quadros O texto apresenta uma opinião dos autores acerca da difícil tarefa em classificar o brasileiro por raça ; Existe uma

Leia mais

Os brasileiros precisam conhecer a história dos negros. (textos e fotos Maurício Pestana)

Os brasileiros precisam conhecer a história dos negros. (textos e fotos Maurício Pestana) Os brasileiros precisam conhecer a história dos negros (textos e fotos Maurício Pestana) Responsável pelo parecer do Conselho Nacional de Educação que instituiu, há alguns anos, a obrigatoridade do ensino

Leia mais

Atividades Acadêmico-Científico- -Culturais: Diversidade Cultural. O Brasil é um País Multirracial. Contextualização. Teleaula 1.

Atividades Acadêmico-Científico- -Culturais: Diversidade Cultural. O Brasil é um País Multirracial. Contextualização. Teleaula 1. Atividades Acadêmico-Científico- -Culturais: Diversidade Cultural Teleaula 1 Profa. Dra. Marcilene Garcia de Souza tutorialetras@grupouninter.com.br O Brasil é um País Multirracial Letras Contextualização

Leia mais

VENHA PRO NOSSO ARRAIÁ!! 1

VENHA PRO NOSSO ARRAIÁ!! 1 UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL PROGRAMA DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS PORTUGUÊS BRASILEIRO COMO LE VENHA PRO NOSSO ARRAIÁ!! 1 Junho é o mês das Festas Juninas. Convidamos você a participar dessas festas, conhecendo

Leia mais

Anexo 2.2- Entrevista G1.2

Anexo 2.2- Entrevista G1.2 Entrevistado: E1.2 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência 53 anos Masculino Cabo-Verde 40 anos em Portugal: Escolaridade: 4ª classe Imigrações prévias : -- Língua materna: Outras línguas: Agregado

Leia mais

Cotas raciais nas universidades, a contradição do Brasil!

Cotas raciais nas universidades, a contradição do Brasil! Cotas raciais nas universidades, a contradição do Brasil! Nathália Norgi Weller 1 RESUMO: A partir do ano de 2001, entra em vigor a lei 3.708, que assegura a negros e pardos 20% das vagas nas universidades

Leia mais

PÔSTER/BANNER - ANÁLISE LINGUÍSTICA: UM NOVO OLHAR, UM OUTRO OBJETO. HÁ PRECONCEITO LINGUÍSTICO EM SEU ENTORNO SOCIAL?

PÔSTER/BANNER - ANÁLISE LINGUÍSTICA: UM NOVO OLHAR, UM OUTRO OBJETO. HÁ PRECONCEITO LINGUÍSTICO EM SEU ENTORNO SOCIAL? PÔSTER/BANNER - ANÁLISE LINGUÍSTICA: UM NOVO OLHAR, UM OUTRO OBJETO. HÁ PRECONCEITO LINGUÍSTICO EM SEU ENTORNO SOCIAL? ELAINE HELENA NASCIMENTO DOS SANTOS O objetivo deste trabalho é discutir sobre o preconceito

Leia mais

Projeto - A afrodescendência brasileira: desmistificando a história

Projeto - A afrodescendência brasileira: desmistificando a história Projeto - A afrodescendência brasileira: desmistificando a história Tema: Consciência Negra Público-alvo: O projeto é destinado a alunos do Ensino Fundamental - Anos Finais Duração: Um mês Justificativa:

Leia mais

Projeto Reconhecendo a Diversidade Cultural

Projeto Reconhecendo a Diversidade Cultural Projeto Reconhecendo a Diversidade Cultural Apresentamos às crianças do 4º Ano B, o vídeo do livro O Cabelo de Lelê de Valeria Belém. Roda de conversa sobre a historia apresentada e os que existem diversos

Leia mais

Uma PRINCESA muito curiosa

Uma PRINCESA muito curiosa Uma PRINCESA muito curiosa Alessandra de Oliveira Caro (a) leitor (a), Esse livro foi escrito para todas as princesas negras da atualidade. Para além de atender a demanda da Lei 10.639/03 que tornou obrigatório

Leia mais

AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA / 5º ANO / SIGA EDIÇÃO 2014 / ANGUERA POLUIÇÃO DO SOLO

AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA / 5º ANO / SIGA EDIÇÃO 2014 / ANGUERA POLUIÇÃO DO SOLO AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA / 5º ANO / SIGA EDIÇÃO 2014 / ANGUERA POLUIÇÃO DO SOLO É na camada mais externa da superfície terrestre, chamada solo, que se desenvolvem os vegetais. Quando o solo é contaminado,

Leia mais

Capacitação em Educação em Direitos Humanos. FUNDAMENTOS HISTÓRICO- FILOSÓFICOS DOS DIREITOS HUMANOS Módulo 1.1

Capacitação em Educação em Direitos Humanos. FUNDAMENTOS HISTÓRICO- FILOSÓFICOS DOS DIREITOS HUMANOS Módulo 1.1 Capacitação em Educação em Direitos Humanos FUNDAMENTOS HISTÓRICO- FILOSÓFICOS DOS DIREITOS HUMANOS Módulo 1.1 1 FUNDAMENTOS HISTÓRICO-FILOSÓFICOS DOS DIREITOS HUMANOS Direitos Humanos: sua origem e natureza

Leia mais

O que é literatura negra? A busca do conceito

O que é literatura negra? A busca do conceito O que é literatura negra? A busca do conceito Os brasilianistas ¾ No âmbito acadêmico, o debate sobre o tema foi aberto no Brasil por Roger Bastide com a obra Estudos afro-brasileiros, 1940. ¾ Raymond

Leia mais

RAÇA BRASIL COLUNAS: TEMAS & CÓDIGOS & SUBCÓDIGOS

RAÇA BRASIL COLUNAS: TEMAS & CÓDIGOS & SUBCÓDIGOS Negritude Discriminação Racial 40 Negritude Entidades, instituições em favor do negro 35 Negritude Discriminação Racial Denúncias 9 Negritude Discriminação Racial Denúncias condenações realizadas 7 Cultura

Leia mais

EXERCÍCIOS INTERDISCIPLINARES: MATEMÁTICA & GEOGRAFIA 4º ano

EXERCÍCIOS INTERDISCIPLINARES: MATEMÁTICA & GEOGRAFIA 4º ano EXERCÍCIOS INTERDISCIPLINARES: MATEMÁTICA & GEOGRAFIA 4º ano O Brasil é o quinto maior país do mundo em extensão territorial e ocupa quase a metade da área da América do Sul. Tem 26 estados e um Distrito

Leia mais

INTELIGÊNCIA. Família Lustosa 64 NÃO VEM QUE NÃO TEM

INTELIGÊNCIA. Família Lustosa 64 NÃO VEM QUE NÃO TEM Família Lustosa 64 NÃO VEM QUE NÃO TEM Alguns colegas do meio acadêmico me pediram que assinasse o manifesto contra os riscos que o estabelecimento de critérios de seleção racial para embasar a política

Leia mais

Pronunciamento feito pelo Deputado Federal Francisco Turra, do Partido Progressista (PP), do Rio Grande do Sul, no Plenário da Câmara dos Deputados,

Pronunciamento feito pelo Deputado Federal Francisco Turra, do Partido Progressista (PP), do Rio Grande do Sul, no Plenário da Câmara dos Deputados, 1 Pronunciamento feito pelo Deputado Federal Francisco Turra, do Partido Progressista (PP), do Rio Grande do Sul, no Plenário da Câmara dos Deputados, dia 22 de novembro de 2005, em apoio ao reconhecimento

Leia mais

GRUPOS RACIAIS: diferenças étnicas. Joaldo Dantas de Medeiros Sociologia 3º Ano 1º Bimestre

GRUPOS RACIAIS: diferenças étnicas. Joaldo Dantas de Medeiros Sociologia 3º Ano 1º Bimestre GRUPOS RACIAIS: diferenças étnicas Joaldo Dantas de Medeiros Sociologia 3º Ano 1º Bimestre Como surgiu e por que existe o racismo? Em nossa sociedade existem racismo, preconceitos e discriminação racial?

Leia mais

Estrangeirismos: Influências que enriquecem a Língua Portuguesa ou invasões impertinentes?

Estrangeirismos: Influências que enriquecem a Língua Portuguesa ou invasões impertinentes? Estrangeirismos: Influências que enriquecem a Língua Portuguesa ou invasões impertinentes? Camila Schlatter Fernandes Colégio Mãe de Deus T. 301 Resumo: Estrangeirismos são palavras ou expressões de outras

Leia mais

Índice. agradecimentos Hemeroteca Municipal de Lisboa Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra. Apresentação 9 Introdução 11

Índice. agradecimentos Hemeroteca Municipal de Lisboa Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra. Apresentação 9 Introdução 11 agradecimentos Hemeroteca Municipal de Lisboa Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra Índice Apresentação 9 Introdução 11 capítulo primeiro Máquinas sobre o Século 31 Indústrias patrióticas 48 Manifestos,

Leia mais

EJA 5ª FASE PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª LUCIA SANTOS

EJA 5ª FASE PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª LUCIA SANTOS EJA 5ª FASE PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª LUCIA SANTOS Unidade II Cultura A pluralidade na expressão humana. 2 Aula 5.2 Conteúdo: Origem e natureza da dança no Brasil: Bumbameu-boi, Boi-bumbá. Influência

Leia mais

Origens, Causas, Formas e Manifestações Contemporâneas de Racismo, Discriminação Racial, Xenofobia e Intolerância Correlata

Origens, Causas, Formas e Manifestações Contemporâneas de Racismo, Discriminação Racial, Xenofobia e Intolerância Correlata Origens, Causas, Formas e Manifestações Contemporâneas de Racismo, Discriminação Racial, Xenofobia e Intolerância Correlata Reconhecemos que a escravidão e o tráfico de escravos, incluindo o tráfico transatlântico

Leia mais

TXA²WùNÞ³KijTXI³SU² NOSSO POVO UM CENSO DA POPULAÇÃO NAMBIKUARA DO CAMPO. Compilado por Barbara Kroeker. 1ª Edição PREFÁCIO

TXA²WùNÞ³KijTXI³SU² NOSSO POVO UM CENSO DA POPULAÇÃO NAMBIKUARA DO CAMPO. Compilado por Barbara Kroeker. 1ª Edição PREFÁCIO TXA²WùNÞ³KijTXI³SU² NOSSO POVO UM CENSO DA POPULAÇÃO NAMBIKUARA DO CAMPO Compilado por Barbara Kroeker 1ª Edição PREFÁCIO Este livro tem vários propósitos. Ele se originou na necessidade que o povo Nambikuara

Leia mais

Afro-descendentes no Brasil: combate à pobreza e políticas de ação afirmativa como estratégias de superação das desigualdades de gênero e

Afro-descendentes no Brasil: combate à pobreza e políticas de ação afirmativa como estratégias de superação das desigualdades de gênero e Afro-descendentes no Brasil: combate à pobreza e políticas de ação afirmativa como estratégias de superação das desigualdades de gênero e étnico/raciais Debate nacional sobre a implantação das políticas

Leia mais

CULTURA AFRO-BRASILEIRA: UM ESTUDO COM ALUNOS DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE CAMPINA GRANDE/PB.

CULTURA AFRO-BRASILEIRA: UM ESTUDO COM ALUNOS DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE CAMPINA GRANDE/PB. CULTURA AFRO-BRASILEIRA: UM ESTUDO COM ALUNOS DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE CAMPINA GRANDE/PB. Autora: Edineuza Carlos de Lima ESCOLA MUNICIPAL APOLÔNIA AMORIM E-mail: neuza.lima2010@gmail.com GRUPO DE TRABALHO:

Leia mais

Projeto:Arte e Historia com Tecnologia.

Projeto:Arte e Historia com Tecnologia. Projeto:Arte e Historia com Tecnologia. Biografia Meu nome é Marielen Schimanski Silva, tenho 11 anos, eu moro em Coxim MS, eu moro com a minha mãe Josimeire Schimanski dos Santos e meu pai Ademir Antônio

Leia mais

EGAN. FUNDAMENTOS DA TERAPIA RESPIRAT&OACUTE;RIA (EM PORTUGUESE DO BRASIL) BY CRAIG L. SCANLAN

EGAN. FUNDAMENTOS DA TERAPIA RESPIRAT&OACUTE;RIA (EM PORTUGUESE DO BRASIL) BY CRAIG L. SCANLAN RESPIRAT&OACUTE;RIA (EM PORTUGUESE DO BRASIL) BY CRAIG L. SCANLAN DOWNLOAD EBOOK : EGAN. FUNDAMENTOS DA TERAPIA BY CRAIG L. SCANLAN PDF Click link below and free register to download ebook: EGAN. FUNDAMENTOS

Leia mais

FAÇA A SUA ESCOLHA JOSUÉ

FAÇA A SUA ESCOLHA JOSUÉ Filho está na hora de ir à igreja, vamos! Você já leu sua Bíblia hoje? Então, vamos logo. FAÇA A SUA ESCOLHA JOSUÉ 24.14-16 Talvez você também vá à igreja ou leia a Bíblia porque sua mãe (ou alguém outro)

Leia mais

Atividade extra. Revolução Francesa. Questão 1. Ciências Humanas e suas Tecnologias História 57

Atividade extra. Revolução Francesa. Questão 1. Ciências Humanas e suas Tecnologias História 57 Atividade extra Revolução Francesa Questão 1 No ano de 1835, ocorreu em Salvador, Bahia, a Revolta dos Malês. Mas quem são os malês? O vocábulo male deriva da palavra da língua ioruba imale. Eram considerados

Leia mais

DIVERSIDADE CULTURAL: A VALORIZAÇÃO ATRAVÉS DO LÚDICO 1

DIVERSIDADE CULTURAL: A VALORIZAÇÃO ATRAVÉS DO LÚDICO 1 DIVERSIDADE CULTURAL: A VALORIZAÇÃO ATRAVÉS DO LÚDICO 1 Naiara de Souza Araújo 2 Raquel Leandro Portal 3 Resumo O Brasil é um país com uma ampla diversidade cultural que necessita ser valorizada e por

Leia mais

...sendo uma vez filho, sempre será um filho...mas onde repousa a tua segurança? Hebreus 6:13-20

...sendo uma vez filho, sempre será um filho...mas onde repousa a tua segurança? Hebreus 6:13-20 ...sendo uma vez filho, sempre será um filho......mas onde repousa a tua segurança? Hebreus 6:13-20 1. Ela deve repousar na confiável Palavra de Deus a. Sua promessas não são bloqueadas pelos limites humanos.

Leia mais

GRUPO I POPULAÇÃO E POVOAMENTO. Nome N. o Turma Avaliação. 1. Indica, para cada conceito, o número da definição que lhe corresponde.

GRUPO I POPULAÇÃO E POVOAMENTO. Nome N. o Turma Avaliação. 1. Indica, para cada conceito, o número da definição que lhe corresponde. Nome N. o Turma Avaliação GRUPO I 1. Indica, para cada conceito, o número da definição que lhe corresponde. Conceito Definição a. Cultura 1. Discriminação de povos ou pessoas, por certos grupos de indivíduos,

Leia mais

Conteúdos do 2º Bimestre Ensino Fundamental 1º ao 5º Ano

Conteúdos do 2º Bimestre Ensino Fundamental 1º ao 5º Ano São Paulo, 17 de junho de 2016. Conteúdos do 2º Bimestre Ensino Fundamental 1º ao 5º Ano 1º Ano A (Manhã) - Professora Regiane Caderno e Apostila (páginas abaixo relacionadas). Alfabetização - A história

Leia mais

GUIÃO I. Grupo: Continente e Ilha. 1º Momento. Intervenientes e Tempos. Descrição das actividades

GUIÃO I. Grupo: Continente e Ilha. 1º Momento. Intervenientes e Tempos. Descrição das actividades GUIÃO I Prova construída pelos formandos e validada pelo GAVE, 1/6 Grupo: Continente e Ilha Disciplina: Inglês, Nível de Continuação 11.º ano Domínio de Referência: Um mundo de Muitas Culturas 1º Momento

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA - 5 ano Semana de 26 a 30 de maio de 2014.

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA - 5 ano Semana de 26 a 30 de maio de 2014. COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA - 5 ano Semana de 26 a 30 de maio de 204. Segunda-feira Curitiba, 26 de maio de 204. Leia com atenção a reportagem abaixo e responda: Troca

Leia mais

Islamismo. Roteiro 24

Islamismo. Roteiro 24 Islamismo Roteiro 24 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo II O Cristianismo Objetivos Elaborar uma linha histórica do Islamismo.

Leia mais

Educação Difusa: a tradição oral

Educação Difusa: a tradição oral Educação Difusa: a tradição oral A educação existe onde não há escola e por toda parte podem haver redes e estruturas sociais de transferência de saber de uma geração a outra, onde ainda não foi sequer

Leia mais

Estudos sôbre a coloração da gema de ôvo de galinhas

Estudos sôbre a coloração da gema de ôvo de galinhas Estudos sôbre a coloração da gema de ôvo de galinhas IV. Efeito da raça e da quantidade de milho amarelo na ração E. A. GRANER Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz"' Universidade de São Paulo

Leia mais

PATRIMÓNIO GENÉTICO. Hereditariedade - Consiste na transmissão das características de um indivíduo à sua descendência

PATRIMÓNIO GENÉTICO. Hereditariedade - Consiste na transmissão das características de um indivíduo à sua descendência PATRIMÓNIO GENÉTICO Hereditariedade - Consiste na transmissão das características de um indivíduo à sua descendência Para todas as características estudadas, Mendel verificou: -Existia uma uniformidade

Leia mais

Questionário de avaliação diagnóstica / Preliminary questionnaire

Questionário de avaliação diagnóstica / Preliminary questionnaire Este questionário foi aplicado durante o mês de Outubro a 105 alunos do 7º e 8º ano e pretende avaliar o nível de conhecimento que os alunos têm sobre Direitos da Criança. This questionnaire has been applied

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION. Lições de Língua Portuguesa, História e Vivência Religiosa - 4º ano. O galo e a raposa

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION. Lições de Língua Portuguesa, História e Vivência Religiosa - 4º ano. O galo e a raposa COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION Troca do Livro Lições de Língua Portuguesa, História e Vivência Religiosa - 4º ano 4º ano A e B quinta-feira Segunda-feira Curitiba, 12 de agosto de 2013. 1- Leia o texto

Leia mais

FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I DESAFIO DO DIA ARTES. Conteúdo: Danças Folclóricas brasileiras.

FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I DESAFIO DO DIA ARTES. Conteúdo: Danças Folclóricas brasileiras. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA INTERATIVA I Conteúdo: Danças Folclóricas brasileiras. 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA INTERATIVA I Habilidades:

Leia mais

A FORMAÇÃO SOCIAL BRASILEIRA: A REALIDADE HISTÓRICA DOS NEGROS

A FORMAÇÃO SOCIAL BRASILEIRA: A REALIDADE HISTÓRICA DOS NEGROS A FORMAÇÃO SOCIAL BRASILEIRA: A REALIDADE HISTÓRICA DOS NEGROS Wanderleide Berto Aguiar 1 É traçado neste trabalho, o caminho da exploração que perpassaram a historia do negro no Brasil. Neste aspecto,

Leia mais

Rua Ângelo Provenzano, 705 B. Canudos Novo Hamburgo/RS

Rua Ângelo Provenzano, 705 B. Canudos Novo Hamburgo/RS Rua Ângelo Provenzano, 705 B. Canudos Novo Hamburgo/RS Coordenadora do LIE: Shanna Bortolotti Costa O TRABALHO NÃO COMEÇARIA, SEM ESTA PESSOA... Irmão Cláudio Despertar a noção de igualdade entre as diferentes

Leia mais

A IMAGEM DO NEGRO NOS LIVROS DE HISTÓRIA.

A IMAGEM DO NEGRO NOS LIVROS DE HISTÓRIA. A IMAGEM DO NEGRO NOS LIVROS DE HISTÓRIA. Edílson Magalhães Machado Júnior * E-mail: ediljune@yahoo.com.br RESUMO Este trabalho apresenta um estudo do livro didático de história da coleção história, sociedade

Leia mais

Práticas Pedagógicas e de Gestão Premiadas

Práticas Pedagógicas e de Gestão Premiadas Práticas Pedagógicas e de Gestão Premiadas CATEGORIA PROFESSOR/A Valquíria, Maria Fernanda, Sônia e Josivaldo são educadores/as de cidades bem diferentes do Brasil. Juiz de Fora/MG, Araraquara/SP, Ribeirão

Leia mais

Os direitos Humanos são direitos fundamentais da pessoa humana. Esses direitos são considerados fundamentais porque, sem eles, a pessoa não é capaz

Os direitos Humanos são direitos fundamentais da pessoa humana. Esses direitos são considerados fundamentais porque, sem eles, a pessoa não é capaz Os direitos Humanos são direitos fundamentais da pessoa humana. Esses direitos são considerados fundamentais porque, sem eles, a pessoa não é capaz de se desenvolver e de participar plenamente da vida.

Leia mais

Ao longo deste ano, fizeram-me muitas perguntas sobre temas variados relacionados com a sexualidade, perguntas essas feitas em diferentes contextos,

Ao longo deste ano, fizeram-me muitas perguntas sobre temas variados relacionados com a sexualidade, perguntas essas feitas em diferentes contextos, INTRODUÇÃO Falemos de Sexo sem Tabus, de uma forma simples, directa e de fácil compreensão, a todos os portugueses, homens e mulheres, curiosos e interessados em melhorar a sua sexualidade. Falar sobre

Leia mais

CONFLITOS POLÍTICO-CULTURAIS

CONFLITOS POLÍTICO-CULTURAIS CONFLITOS POLÍTICO-CULTURAIS CULTURA CONCEITO São todas as obras e valores de um povo ou de uma sociedade CIVILIZAÇÃO CONCEITO É um agrupamento de culturas menores, formando, assim, uma ampla cultura.

Leia mais

História. Herança Afro-descente em Pernambuco. Professor Cássio Albernaz.

História. Herança Afro-descente em Pernambuco. Professor Cássio Albernaz. História Herança Afro-descente em Pernambuco Professor Cássio Albernaz www.acasadoconcurseiro.com.br História HERANÇA AFRO-DESCENTE EM PERNAMBUCO O texto encontrado no site da Secretaria de Cultura de

Leia mais

Time Code Vídeo Áudio Tema Comentário imperdível

Time Code Vídeo Áudio Tema Comentário imperdível Número da fita: 01.0166 Lugar: Pinheiral Mídia: Mini DV Time Code Vídeo Áudio Tema Comentário imperdível in out 0:00 0:34 Imagem de Fatinha Fatinha diz não ter no grupo pontos sobre a Princesa Isabel,

Leia mais

O Diário de Minha Mãe

O Diário de Minha Mãe O Diário de Minha Mãe Lúcifer não é satanás: a verdadeira origem do mal O Que a Bíblia Diz? Quem é "Lúcifer"? O nome Lúcifer é frequentemente aplicado a Satanás, mas não há base bíblica para esta ideia.

Leia mais

A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2014 foi 13,9%

A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2014 foi 13,9% 05 de agosto de 2014 Estatísticas do Emprego 2º trimestre de 2014 A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2014 foi 13,9 A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2014 foi 13,9.

Leia mais

Revista África e Africanidades Ano 2 - n. 5 - Maio. 2009 - ISSN 1983-2354 www.africaeafricanidades.com

Revista África e Africanidades Ano 2 - n. 5 - Maio. 2009 - ISSN 1983-2354 www.africaeafricanidades.com Direitos Humanos A mulher negra brasileira Walkyria Chagas da Silva Santos Pós-graduanda em Direito do Estado pela Fundação Faculdade de Direito da Bahia - UFBA E-mail: kyriachagas@yahoo.com.br A articulação

Leia mais

HISTÓRIA 8 ANO PROF. ARTÊMISON MONTANHO DA SILVA PROF.ª ISABEL SARAIVA SILVA ENSINO FUNDAMENTAL

HISTÓRIA 8 ANO PROF. ARTÊMISON MONTANHO DA SILVA PROF.ª ISABEL SARAIVA SILVA ENSINO FUNDAMENTAL HISTÓRIA 8 ANO PROF.ª ISABEL SARAIVA SILVA ENSINO FUNDAMENTAL PROF. ARTÊMISON MONTANHO DA SILVA CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade I Produção, Circulação e Trabalho 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 2.2 Conteúdo

Leia mais

Estereótipos raciais a partir da escravidão no Brasil: o processo de marginalização do negro UNIDADE 3

Estereótipos raciais a partir da escravidão no Brasil: o processo de marginalização do negro UNIDADE 3 Estereótipos raciais a partir da escravidão no Brasil: o processo de marginalização do negro Estereótipos raciais a partir da escravidão no Brasil: o processo de marginalização do negro O racismo no Brasil:

Leia mais

Um belo dia de sol, Jessi caminhava feliz para sua escola.

Um belo dia de sol, Jessi caminhava feliz para sua escola. Jessy Um belo dia de sol, Jessi caminhava feliz para sua escola. Jessi era uma garota linda, tinha a pele escura como o chocolate, seus olhos eram pretos e brilhantes que pareciam duas lindas amoras, seu

Leia mais

Antirracismo e Não Discriminação

Antirracismo e Não Discriminação Antirracismo e Não Federal Ministry for Foreign Affairs of Austria Todos os seres humanos podem invocar os direitos e as liberdades proclamados na presente Declaração, sem distinção alguma, nomeadamente

Leia mais

COLÉGIO 7 DE SETEMBRO FUNDADOR PROF. EDILSON BRASIL SOÁREZ. O Colégio que ensina o aluno a estudar ALUNO(A): TURMA: Geografia.

COLÉGIO 7 DE SETEMBRO FUNDADOR PROF. EDILSON BRASIL SOÁREZ. O Colégio que ensina o aluno a estudar ALUNO(A): TURMA: Geografia. FUNDADOR PROF. EDILSON BRASIL SOÁREZ 2011 O Colégio que ensina o aluno a estudar APICE Geografia [4 a Etapa] 5 o Ano Ensino Fundamental I ALUNO(A): TURMA: Você está recebendo o APICE (Atividade para Intensificar

Leia mais

Nº 40 B Cristo Rei do Universo CRISTO REI

Nº 40 B Cristo Rei do Universo CRISTO REI Nº 40 B Cristo Rei do Universo 22.11.2015 CRISTO REI Hoje é a festa de Cristo-Rei, em que nos lembramos que Jesus Cristo é Rei de todo o Universo, junto com Deus Pai. Como Jesus disse a Pilatos, o Seu

Leia mais

FILOSOFIA - 3 o ANO MÓDULO 08 A INFLUÊNCIA DE LOCKE SOBRE O BILL OF RIGHTS

FILOSOFIA - 3 o ANO MÓDULO 08 A INFLUÊNCIA DE LOCKE SOBRE O BILL OF RIGHTS FILOSOFIA - 3 o ANO MÓDULO 08 A INFLUÊNCIA DE LOCKE SOBRE O BILL OF RIGHTS Como pode cair no enem Alexis de Tocqueville, um dos grandes teóricos da democracia na América, afirma em sua obra de 1835: Quando

Leia mais

PRECONCEITO E DISCRIMINAÇÃO SEXUAL - CONTRIBUTO PARA UMA SOCIEDADE MAIS JUSTA.

PRECONCEITO E DISCRIMINAÇÃO SEXUAL - CONTRIBUTO PARA UMA SOCIEDADE MAIS JUSTA. Faculdade de Medicina do Universidade do Porto III Mestrado em Bioética BIOÉTICA PRECONCEITO E DISCRIMINAÇÃO SEXUAL - CONTRIBUTO PARA UMA SOCIEDADE MAIS JUSTA. Dissertação de candidatura ao grau de Mestre

Leia mais

PROJETO INTELECTUAL INTERDISCIPLINAR HISTÓRIA E GEOGRAFIA 7º ANO A ESCRAVIDÃO EM UBERABA: PASSADO E PRESENTE

PROJETO INTELECTUAL INTERDISCIPLINAR HISTÓRIA E GEOGRAFIA 7º ANO A ESCRAVIDÃO EM UBERABA: PASSADO E PRESENTE PROJETO INTELECTUAL INTERDISCIPLINAR HISTÓRIA E GEOGRAFIA 7º ANO A ESCRAVIDÃO EM UBERABA: PASSADO E PRESENTE Professores Responsáveis: Marcus Oliveira e Franceline Miranda Quantidade de vagas: 15 a 25

Leia mais

Projeto de pesquisa: África, afro descendentes e o Ensino de História.

Projeto de pesquisa: África, afro descendentes e o Ensino de História. Projeto de pesquisa: África, afro descendentes e o Ensino de História. ARAÚJO,Fábio Martins de 1 ; TEDESCO,Maria do Carmo F. 2 MORAES,Cristina de Cássia Pereira de 3 Palavras-chaves: Justificativa: África

Leia mais

DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES. AULA 3.2 Conteúdo: Formação Étnico-Cultural da População Brasileira

DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES. AULA 3.2 Conteúdo: Formação Étnico-Cultural da População Brasileira 3.2 Conteúdo: Formação Étnico-Cultural da População Brasileira 3.2 Habilidades: Verificar as características dos principais grupos étnicos formadores da população brasileira: indígenas, negros e brancos.

Leia mais

Unidade 01. Prof.ª Fernanda Mendizabal Instituto de Educação Superior de Brasília

Unidade 01. Prof.ª Fernanda Mendizabal Instituto de Educação Superior de Brasília Unidade 01 Prof.ª Fernanda Mendizabal Instituto de Educação Superior de Brasília Afirmar a importância do estudo da história para a compreensão da Psicologia contemporânea. Destacar a relevância das forças

Leia mais