PRECEDENTE HISTÓRICO. Castro Alves- Navio Negreiro. Negros vindos em navio negreiros.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PRECEDENTE HISTÓRICO. Castro Alves- Navio Negreiro. Negros vindos em navio negreiros."

Transcrição

1 MOVIMENTO NEGRO

2 PRECEDENTE HISTÓRICO Na origem das extremas desigualdades raciais observadas no Brasil está o fato óbvio de que os africanos e muitos dos seus descendentes foram incorporados à sociedade brasileira na condição de escravos.

3 PRECEDENTE HISTÓRICO O Brasil é um dos países que mais possui população negra em todo o mundo. Isso, devido aos mais de 4 milhões de homens, mulheres e crianças que foram trazidas para cá com o comércio de escravos nos meados do ano Negras mulheres, suspendendo às tetas Magras crianças, cujas bocas pretas Rega o sangue das mães: Outras moças, mas nuas e espantadas, No turbilhão de espectros arrastadas, Em ânsia e mágoa vãs! Negros vindos em navio negreiros. Castro Alves- Navio Negreiro

4 PRECEDENTE HISTÓRICO Os negros trazidos do continente africano pertenciam na sua maioria a dois grupos étnicos: os sudaneses e os bantos. Eram conhecedores da agricultura e lavoura. Negros escravos

5 PRECEDENTE HISTÓRICO

6 PRECEDENTE HISTÓRICO O último país do mundo ocidental a abolir a escravidão (13 de maio de 1888) O penúltimo país da América a abolir o tráfico de escravos (1850)

7 PRECEDENTE HISTÓRICO A chamada escravidão moderna foi uma das formas mais radicais de exclusão econômica e social já inventadas pelo homem

8 Movimento negro é uma série de movimentos realizados por pessoas que lutam contra os preconceitos e a escravidão. Eles têm objetivo de resgatar a memória de um povo que batalho por sua liberdade. MOVIMENTO NEGRO

9 MOVIMENTO NEGRO O movimento negro preza pela manutenção e propaganda da cultura africana. Os instrumentos utilizados muitas vezes são a música, a gastronomia e a capoeira.

10 FIGURAS IMPORTANTES Zumbi dos Palmares: descendente de guerreiros angolanos. Zumbi foi capturado quando criança. Com 15 anos fugiu para o Quilombo dos Palmares. Combateu durante 14 anos as investidas portuguesas contra a captura de negros para serem escravizados. Destacou-se pela sua inteligência. Morreu após um líder da tropa entrega-lo para os inimigos.

11 FIGURAS IMPORTANTES Martin Luther King Jr. ( ): foi um pastor protestante e ativista político norteamericano. Lutou contra a discriminação racial e tornou-se um dos mais importantes líderes dos movimentos pelos direitos civis dos negros nos Estados Unidos. Recebeu o Prêmio Nobel da Paz de 1964.

12 FIGURAS IMPORTANTES Malcolm X: se destaca na história dos Estados Unidos no século XX por ser um negro de grande repercussão e que defendeu os direitos da comunidade negra. Adepto ao islamismo, acreditava que a violência poderia ser usada para se defender. Percebeu que a questão do negro não estava ligada apenas a um fator religioso, mas tinha relação com a estrutura do capitalismo. Malcolm X foi assassinado no dia 21 de fevereiro de 1965 ao receber 16 tiros no peito na sede de sua própria organização.

13 FIGURAS IMPORTANTES Nelson Mandela ( ): foi presidente da África do Sul. Foi o líder do movimento contra o Apartheid- legislação que segregrava os negros no país. Condenado em 1964 à prisão perpetua, foi libertado em Recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 1993, pela sua luta contra o regime de segregação racial.

14 CONQUISTAS ATUAIS DO MOVIMENTO NEGRO O Dia da Consciência Negra é celebrado em 20 de novembro no Brasil e é dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. Prega o seguinte conceito: Desde o início da história do Brasil temos conosco os afro descendentes, que nos ajudaram a lutar em busca de um país justo e livre. Somos influenciados por eles a todo tempo, assim como eles são influenciados por nós. Hoje devemos nos unir a eles pela luta a igualdade, assim como fizeram muitas vezes por nós.

15 CONQUISTAS ATUAIS DO MOVIMENTO NEGRO Leis de cotas raciais l, a Lei n /2012 precursora de mudanças significativas na democratização do acesso ao ensino superior e na redução da desigualdade social no país A Lei nº /2012, sancionada em agosto deste ano, garante a reserva de 50% das matrículas por curso e turno nas 59 universidades federais e 38 institutos federais de educação, ciência e tecnologia a alunos oriundos integralmente do ensino médio público, em cursos regulares ou da educação de jovens e adultos. Os demais 50% das vagas permanecem para ampla concorrência.

16 CONQUISTAS ATUAIS DO MOVIMENTO NEGRO

17

RAÇA BRASIL REPORTAGENS: TEMAS & CÓDIGOS GRUPOS TEMÁTICOS (2.318 REPORTAGENS / 185 TEMAS & CÓDIGOS)

RAÇA BRASIL REPORTAGENS: TEMAS & CÓDIGOS GRUPOS TEMÁTICOS (2.318 REPORTAGENS / 185 TEMAS & CÓDIGOS) Personalidade Personalidade Perfil 322 Personalidade Personalidade Carreira 244 Estética Cabelos Femininos 157 Sociedade Eventos NULL 121 Estética Moda Feminina & Masculina 118 Estética Moda Feminina 107

Leia mais

POR QUE É PRECISO TER CONSCIÊNCIA NEGRA?

POR QUE É PRECISO TER CONSCIÊNCIA NEGRA? POR QUE É PRECISO TER CONSCIÊNCIA NEGRA? Qualquer sociedade que busca o desenvolvimento da democracia precisa dar especial atenção aos anseios sociais e colocá-los à frente de nossos anseios pessoais.

Leia mais

RAÇA BRASIL COLUNAS: TEMAS & CÓDIGOS & SUBCÓDIGOS

RAÇA BRASIL COLUNAS: TEMAS & CÓDIGOS & SUBCÓDIGOS Negritude Discriminação Racial 40 Negritude Entidades, instituições em favor do negro 35 Negritude Discriminação Racial Denúncias 9 Negritude Discriminação Racial Denúncias condenações realizadas 7 Cultura

Leia mais

Estudos das Relações Étnico-raciais para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana e Indígena. Organização da Disciplina.

Estudos das Relações Étnico-raciais para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana e Indígena. Organização da Disciplina. Estudos das Relações Étnico-raciais para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana e Indígena Aula 6 Prof. Me. Sergio Luis do Nascimento Organização da Disciplina 6 o encontro Trajetórias

Leia mais

MARTIN LUTHER KING E A LUTA CONTRA A DISCRIMINAÇÃO RACIAL: UM EXEMPLO DE COMO O CRISTÃO PODE ATUAR CONTRA AS INJUSTIÇAS SOCIAIS

MARTIN LUTHER KING E A LUTA CONTRA A DISCRIMINAÇÃO RACIAL: UM EXEMPLO DE COMO O CRISTÃO PODE ATUAR CONTRA AS INJUSTIÇAS SOCIAIS FACULDADE DE TEOLOGIA INTEGRADA PROF. ROBERVAL FÉLIX MARTIN LUTHER KING E A LUTA CONTRA A DISCRIMINAÇÃO RACIAL: UM EXEMPLO DE COMO O CRISTÃO PODE ATUAR CONTRA AS INJUSTIÇAS SOCIAIS Trabalho elaborado pelos

Leia mais

DÉCADA INTERNACIONAL DE. AFRODESCENDENTES 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2024 RECONHECIMENTO, JUSTIÇA E DESENVOLVIMENTO

DÉCADA INTERNACIONAL DE. AFRODESCENDENTES 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2024 RECONHECIMENTO, JUSTIÇA E DESENVOLVIMENTO DÉCADA INTERNACIONAL DE AFRODESCENDENTES 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2024 RECONHECIMENTO, JUSTIÇA E DESENVOLVIMENTO DÉCADA INTERNACIONAL DOS AFRODESCENDENTES 1º DE JANEIRO DE 2015 A 31 DE

Leia mais

4ª FASE. Prof. Amaury Pio Prof. Eduardo Gomes

4ª FASE. Prof. Amaury Pio Prof. Eduardo Gomes 4ª FASE Prof. Amaury Pio Prof. Eduardo Gomes Unidade IV A formação dos estados modernos 2 Aula 21.2 Conteúdo Escravismo colonial II 3 Habilidade Compreender as heranças africanas no Brasil e as religiões

Leia mais

Professora Erlani. Apostila 3 Capítulo 1

Professora Erlani. Apostila 3 Capítulo 1 Apostila 3 Capítulo 1 No continente africano, muitos focos de tensão e destruição demonstram as instabilidades geradas por guerras civis em diversos países africanos. A história colonial e o passado de

Leia mais

Cidadania e Educação das Relações étnico-raciais.

Cidadania e Educação das Relações étnico-raciais. Cidadania e Educação das Relações étnico-raciais. Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 10.639, DE 9 DE JANEIRO DE 2003. Mensagem de veto Altera a Lei n o 9.394,

Leia mais

Trabalho de Religião. Nome: Christian Marques n 3 Marcelo Victor n 20 Pedro Leite n 24

Trabalho de Religião. Nome: Christian Marques n 3 Marcelo Victor n 20 Pedro Leite n 24 Trabalho de Religião Nome: Christian Marques n 3 Marcelo Victor n 20 Pedro Leite n 24 Estados Unidos Martin Luther King Formação cristã, filosofia europeia e ensinamentos de Gandhi fizeram de Martin Luther

Leia mais

Estudos das Relações Étnico-raciais para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana e Indígena. Ementa. Aula 1

Estudos das Relações Étnico-raciais para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana e Indígena. Ementa. Aula 1 Estudos das Relações Étnico-raciais para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana e Indígena Aula 1 Prof. Me. Sergio Luis do Nascimento Ementa Conceitos básicos, como: escravo, escravizado,

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, por ocasião de jantar oferecido pelo presidente do Senegal, Abdoulaye Wade

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, por ocasião de jantar oferecido pelo presidente do Senegal, Abdoulaye Wade , Luiz Inácio Lula da Silva, por ocasião de jantar oferecido pelo presidente do Senegal, Abdoulaye Wade Dacar-Senegal, 13 de abril de 2005 Caro Abdoulaye Wade, presidente da República do Senegal, Senhoras

Leia mais

Consciência Negra: ontem, hoje e sempre. História e Cultura da África e dos Afro-brasileiros

Consciência Negra: ontem, hoje e sempre. História e Cultura da África e dos Afro-brasileiros Consciência Negra: ontem, hoje e sempre História e Cultura da África e dos Afro-brasileiros Justificativa O negro tem uma participação extremamente importante na formação da sociedade brasileira. Introduzido

Leia mais

Datas Especiais. MARÇO 08 - Dia Internacional da Mulher 11 - Dia Internacional das Vítimas do Terrorismo 14 - Dia dos Animais Dia Nacional da Poesia

Datas Especiais. MARÇO 08 - Dia Internacional da Mulher 11 - Dia Internacional das Vítimas do Terrorismo 14 - Dia dos Animais Dia Nacional da Poesia Datas Especiais JANEIRO 01 - Dia da Confraternização Universal Dia Mundial da Paz 04 - Dia Mundial do Braille 06 - Dia de Reis Dia da Gratidão 07 - Dia da Liberdade de Cultos 08 - Dia do Fotógrafo Dia

Leia mais

Planejamento das Aulas de História º ano (Prof. Leandro)

Planejamento das Aulas de História º ano (Prof. Leandro) Planejamento das Aulas de História 2016 7º ano (Prof. Leandro) Fevereiro Aula Programada (As Monarquias Absolutistas) Páginas Tarefa 1 A Formação do Estado Moderno 10 e 11 Mapa Mental 3 Teorias em defesa

Leia mais

A escravidão brasileira

A escravidão brasileira A escravidão brasileira A África antes da chegada dos europeus no século 15 era um continente com várias culturas, povos, línguas e religiões diferentes. Deste modo, não existia uma unidade, mas pelo contrário,

Leia mais

Abolio da escravatura - Lei urea

Abolio da escravatura - Lei urea Abolio da escravatura - Lei urea Questo: 1 Abolição da Escravatura - Lei Áurea Introdução Na época em que os portugueses começaram a colonização do Brasil, não existia mão-de-obra para a realização de

Leia mais

A TROCA DA MÃO-DE-OBRA INDÍGENA PELA NEGRA AFRICANA

A TROCA DA MÃO-DE-OBRA INDÍGENA PELA NEGRA AFRICANA A TROCA DA MÃO-DE-OBRA INDÍGENA PELA NEGRA AFRICANA O sucesso da lavoura canavieira passou a exigir cada vez mais mão-de-obra, assim, os Senhores de Engenho começaram a importar escravos negros da África

Leia mais

Ensino Fundamental II. Atividade especial. 6º ao 9º ano. ao 9º ano. Atividade especial Copa do Mundo na África. Atendimento ao professor

Ensino Fundamental II. Atividade especial. 6º ao 9º ano. ao 9º ano. Atividade especial Copa do Mundo na África. Atendimento ao professor Atividade especial Atividade especial Copa domundo Mundo na África Copa do na África Ensino Fundamental II 6ºEnsino ao 9º ano Fundamental II 6º ao 9º ano Atividade especial Copa do Mundo na África Editora

Leia mais

Professor de Antropologia da Universidade Estadual de Campinas.

Professor de Antropologia da Universidade Estadual de Campinas. * Os socialistas devem posicionar-se politicamente a favor de medidas (Projetos de Lei com cotas para estudantes negros e oriundos da escola pública, bem como o Estatuto da Igualdade Racial), na medida

Leia mais

Anais (2016): IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO-CÁCERES-MT ISSN CONSCIÊNCIA NEGRA: SÓ SE VALORIZA O QUE CONHECE EM SUA PLENITUDE

Anais (2016): IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO-CÁCERES-MT ISSN CONSCIÊNCIA NEGRA: SÓ SE VALORIZA O QUE CONHECE EM SUA PLENITUDE Anais (2016): IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO-CÁCERES-MT ISSN 2317-5494 1 de 12 Anais (2016): IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO-CÁCERES-MT ISSN 2317-5494 CONSCIÊNCIA NEGRA: SÓ SE VALORIZA O

Leia mais

Alice Mendonça Universidade da Madeira INTERCULTURALIDADE. O QUE É?

Alice Mendonça Universidade da Madeira INTERCULTURALIDADE. O QUE É? Alice Mendonça Universidade da Madeira INTERCULTURALIDADE. O QUE É? Apartheid sistema de segregação social Até há uma década, cada sul africano era classificado numa destas categorias: Branco, pessoa de

Leia mais

Aula 10.2 Conteúdo Arte e cultura africana.

Aula 10.2 Conteúdo Arte e cultura africana. Aula 10.2 Conteúdo Arte e cultura africana. 2 Habilidades: Refletir sobre as questões de dominação cultural, estereótipos e manutenção de identidade. 3 Vídeo Miscigenação. 4 Vídeo Aplicabilidade das Leis.

Leia mais

Unidade 7 Preconceito e intolerância

Unidade 7 Preconceito e intolerância Sugestões de atividades Unidade 7 Preconceito e intolerância 8 PORTUGUÊS Português O editorial é um gênero jornalístico cujo principal objetivo é apresentar aos leitores ouvintes ou telespectadores a opinião

Leia mais

Proposta de redação: Somos todos iguais : expressão falaciosa da democracia moderna. O racismo ainda bate às portas.

Proposta de redação: Somos todos iguais : expressão falaciosa da democracia moderna. O racismo ainda bate às portas. Racismo Proposta de redação: Somos todos iguais : expressão falaciosa da democracia moderna. O racismo ainda bate às portas. Racismo: Manifestações racistas, como a recentemente sofrida pela jornalista

Leia mais

CULTURA AFRO-BRASILEIRA: UM ESTUDO COM ALUNOS DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE CAMPINA GRANDE/PB.

CULTURA AFRO-BRASILEIRA: UM ESTUDO COM ALUNOS DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE CAMPINA GRANDE/PB. CULTURA AFRO-BRASILEIRA: UM ESTUDO COM ALUNOS DE UMA ESCOLA MUNICIPAL DE CAMPINA GRANDE/PB. Autora: Edineuza Carlos de Lima ESCOLA MUNICIPAL APOLÔNIA AMORIM E-mail: neuza.lima2010@gmail.com GRUPO DE TRABALHO:

Leia mais

Livraria online traz títulos diversos para esquerdistas e simpatizantes

Livraria online traz títulos diversos para esquerdistas e simpatizantes Livraria online traz títulos diversos para esquerdistas e simpatizantes Com nome em homenagem ao grande filósofo e comunista italiano, a Livraria Antonio Gramsci conta com uma extensa gama de livros voltada

Leia mais

2) Cite três conseqüências da desigualdade socioeconômica presente entre os povos nos países em desenvolvimento. (0,8)

2) Cite três conseqüências da desigualdade socioeconômica presente entre os povos nos países em desenvolvimento. (0,8) TEXTO PARA AS QUESTÕES 1 A 4 De acordo com a ONU (2007), a população mundial é de aproximadamente 6,6 bilhões de pessoas. Desse total mais de 5,0 bilhões vivem em nações subdesenvolvidas. Apesar da existência

Leia mais

Brasil e a afrodescendência

Brasil e a afrodescendência Brasil e a afrodescendência RESUMO Nesse texto vamos falar sobre a centralização da raça branca, as consequências da escravidão nos dias atuais e a importância da cultura africana no Brasil. Vamos mostrar

Leia mais

AS LÓGICAS DO RACISMO EM PORTUGAL E NO BRASIL

AS LÓGICAS DO RACISMO EM PORTUGAL E NO BRASIL AS LÓGICAS DO RACISMO EM PORTUGAL E NO BRASIL I DESCOBRIMENTOS E IDENTIDADE NACIONAL II HISTÓRIA, ESCRAVATURA E RACISMO III LUTAS ANTI-RACISTAS NA EDUCAÇÃO DINAMIZAÇÃO: MARTA ARAÚJO, SILVIA MAESO E LUCIANE

Leia mais

BRASIL COLÔNIA ( )

BRASIL COLÔNIA ( ) 2 - REVOLTAS EMANCIPACIONISTAS: Século XVIII (final) e XIX (início). Objetivo: separação de Portugal (independência). Nacionalistas. Influenciadas pelo iluminismo, independência dos EUA e Revolução Francesa.

Leia mais

Artigo 1º (DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREIROS DO HOMEM)

Artigo 1º (DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREIROS DO HOMEM) ( de quem verificou que o infrator pagou a sua multa) Artigo 1º (DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREIROS DO HOMEM) Todos os seres humanos nascem livres em dignidade e em direitos Sabia que: tem o direito e o

Leia mais

O IMPÉRIO ULTRAMARINO PORTUGUÊS PROF. FELIPE KLOVAN COLÉGIO JOÃO PAULO I

O IMPÉRIO ULTRAMARINO PORTUGUÊS PROF. FELIPE KLOVAN COLÉGIO JOÃO PAULO I O IMPÉRIO ULTRAMARINO PORTUGUÊS PROF. FELIPE KLOVAN COLÉGIO JOÃO PAULO I AS CONQUISTAS PORTUGUESAS Prof. Felipe Klovan Maior império colonial europeu entre 1415 1557 Várias formas de relação colonial Relações

Leia mais

UDESC 2017/1 HISTÓRIA. Comentário

UDESC 2017/1 HISTÓRIA. Comentário HISTÓRIA Apesar da grande manifestação em São Paulo, no ano de 1984, com a presença de políticos como Ulisses Guimarães, a emenda Dante de Oliveira, que restabelecia as eleições presidenciais diretas,

Leia mais

Segundo Reinado Guerra do Paraguai

Segundo Reinado Guerra do Paraguai Segundo Reinado Segundo Reinado Guerra do Paraguai A Guerra do Paraguai foi o maior conflito armado internacional ocorrido na América do Sul no século 19. Rivalidades platinas e a formação de Estados nacionais

Leia mais

X-MEN E A ALEGORIA DA LUTA DOS DIREITOS HUMANOS DOS NEGROS E A HEROICIZAÇÃO DE MARTIN LUTHER KING E MALCOLM X

X-MEN E A ALEGORIA DA LUTA DOS DIREITOS HUMANOS DOS NEGROS E A HEROICIZAÇÃO DE MARTIN LUTHER KING E MALCOLM X X-MEN E A ALEGORIA DA LUTA DOS DIREITOS HUMANOS DOS NEGROS E A HEROICIZAÇÃO DE MARTIN LUTHER KING E MALCOLM X Jeferson de Campos 1 ENTENDENDO O UNIVERSO X-MEN X-Men é o nome de uma equipe de super-heróis

Leia mais

CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS (GEOGRAFIA) Professor: Eraldo Morais de Almeida ÁFRICA EM TODOS OS ASPECTOS

CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS (GEOGRAFIA) Professor: Eraldo Morais de Almeida ÁFRICA EM TODOS OS ASPECTOS CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS (GEOGRAFIA) Professor: Eraldo Morais de Almeida ÁFRICA EM TODOS OS ASPECTOS OS DOIS MOMENTOS COLONIALISMO: As metrópoles pretendiam se estabelecer nesses lugares de

Leia mais

Dia da Consciência Negra: qual sua lição?

Dia da Consciência Negra: qual sua lição? Dia da Consciência Negra: qual sua lição? Rosenverck E. Santos É comum atualmente o dia 20 de novembro ser comemorado em diversos locais como um resgate da memória de Zumbi ou da luta da população negra

Leia mais

PLANO DE AULA DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA II (CÓD. ENUN60010) PERÍODO: 2 º PERÍODO EXPOSITIVA EXPOSITIVA EXPOSITIVA EXPOSITIVA

PLANO DE AULA DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA II (CÓD. ENUN60010) PERÍODO: 2 º PERÍODO EXPOSITIVA EXPOSITIVA EXPOSITIVA EXPOSITIVA PLANO DE AULA DISCIPLINA: ÉTICA E CIDADANIA II (CÓD. ENUN60010) PERÍODO: 2 º PERÍODO TOTAL DE SEMANAS: 20 SEMANAS TOTAL DE ENCONTROS: 20 AULAS Aulas Conteúdos/ Matéria Tipo de aula Textos, filmes e outros

Leia mais

Causas dos movimentos migratórios

Causas dos movimentos migratórios Causas dos movimentos migratórios As migrações iniciadas na Pré-História, visavam suprir uma necessidade de sobrevivência de homens e mulheres (alimento, abrigo). A expansão marítima provocou a ocupação

Leia mais

Publico alvo: alunos do 1º ao 9º ano E.E. Otávio Gonçalves Gomes

Publico alvo: alunos do 1º ao 9º ano E.E. Otávio Gonçalves Gomes Projeto Brasil misturado Duração: 01/11/12 a 30/11/12 Publico alvo: alunos do 1º ao 9º ano E.E. Otávio Gonçalves Gomes Culminância: Dia 30 de novembro Característica: Projeto interdisciplinar, envolvendo

Leia mais

Afro-descendentes no Brasil: combate à pobreza e políticas de ação afirmativa como estratégias de superação das desigualdades de gênero e

Afro-descendentes no Brasil: combate à pobreza e políticas de ação afirmativa como estratégias de superação das desigualdades de gênero e Afro-descendentes no Brasil: combate à pobreza e políticas de ação afirmativa como estratégias de superação das desigualdades de gênero e étnico/raciais Debate nacional sobre a implantação das políticas

Leia mais

V PROGRAMA INTERAÇÕES IMPROVÁVEIS

V PROGRAMA INTERAÇÕES IMPROVÁVEIS V PROGRAMA INTERAÇÕES IMPROVÁVEIS VEM e VAI: imigração, migração, emigração ANA LUZIA LAPORTE São Paulo - Setembro de 2014 ROTEIRO Conceitos: Migração, emigrante e imigrantecausas da migração 3. Causas

Leia mais

GEOPOLÍTICA DA ÁFRICA. Professor: Wisler Juliano 8º ano EFII Disciplina: Geografia

GEOPOLÍTICA DA ÁFRICA. Professor: Wisler Juliano 8º ano EFII Disciplina: Geografia GEOPOLÍTICA DA ÁFRICA Professor: Wisler Juliano 8º ano EFII Disciplina: Geografia DIVISÃO CULTURAL DO CONTINENTE ÁFRICA BRANCA OU SAARIANA ÁFRICA NEGRA OU SUBSAARIANA CONFLITOS NO CONTINENTE AFRICANO IMPERIALISMO

Leia mais

FILOSOFIA - 3 o ANO MÓDULO 08 A INFLUÊNCIA DE LOCKE SOBRE O BILL OF RIGHTS

FILOSOFIA - 3 o ANO MÓDULO 08 A INFLUÊNCIA DE LOCKE SOBRE O BILL OF RIGHTS FILOSOFIA - 3 o ANO MÓDULO 08 A INFLUÊNCIA DE LOCKE SOBRE O BILL OF RIGHTS Como pode cair no enem Alexis de Tocqueville, um dos grandes teóricos da democracia na América, afirma em sua obra de 1835: Quando

Leia mais

Cotas Raciais no Brasil

Cotas Raciais no Brasil Cotas Raciais no Brasil Abygail Vendramini ROCHA 1 Sandro Marcos GODOY 2 RESUMO: O sistema de cotas que fora aprovado pelo Supremo Tribunal Federal por unanimidade dos votos, dito como constitucional,

Leia mais

O PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA DO BRASIL COLÉGIO PEDRO II PROFESSOR: ERIC ASSIS

O PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA DO BRASIL COLÉGIO PEDRO II PROFESSOR: ERIC ASSIS O PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA DO BRASIL 1820-1822 COLÉGIO PEDRO II PROFESSOR: ERIC ASSIS O 7 DE SETEMBRO: A INDEPENDÊNCIA FOI SOMENTE O GRITO DO IPIRANGA? OS SIGNIFICADOS DA INDEPENDÊNCIA Emancipação ou

Leia mais

Na Nigéria, religiosos fazem campanha para combater o preconceito contra Exu

Na Nigéria, religiosos fazem campanha para combater o preconceito contra Exu Na Nigéria, religiosos fazem campanha para combater o preconceito contra Exu por Por Dentro da África - terça-feira, janeiro 12, 2016 http://www.pordentrodaafrica.com/cultura/22084 Natalia da Luz, Por

Leia mais

TÍTULO DO PROGRAMA. Impactos Fatais Série: Racismo Uma História SINOPSE DO PROGRAMA

TÍTULO DO PROGRAMA. Impactos Fatais Série: Racismo Uma História SINOPSE DO PROGRAMA TÍTULO DO PROGRAMA Impactos Fatais Série: Racismo Uma História SINOPSE DO PROGRAMA O documentário da BBC de Londres retorna ao século 19 para nos mostrar o surgimento de um racismo tão cruel e mortal como

Leia mais

MutirãoAutogestão. Projeto de 700 famílias no bairro Parque São Rafael-SP

MutirãoAutogestão. Projeto de 700 famílias no bairro Parque São Rafael-SP MutirãoAutogestão Projeto de 700 famílias no bairro Parque São Rafael-SP Em abril de2014 começa as negociações! Falar do Projeto Parque São Rafael, essa luta começou com um grupo de terras, onde conseguimos

Leia mais

A ocupação africana e suas consequências

A ocupação africana e suas consequências A ocupação africana e suas consequências Introdução Contato europeus X africanos: século XV (criação de entrepostos comerciais no litoral, áreas de descanso e atracadouro). Período marcado pelo povoamento

Leia mais

CAMPANHA NACIONAL DE VALORIZAÇÃO DA PETROBRÁS/PRÉ-SAL

CAMPANHA NACIONAL DE VALORIZAÇÃO DA PETROBRÁS/PRÉ-SAL CAMPANHA NACIONAL DE VALORIZAÇÃO DA PETROBRÁS/PRÉ-SAL /CUTBrasil /cut_brasil /cutbrasil /cutbrasil O QUE É PRÉ-SAL? Pré-Sal é uma grande área de reserva petrolífera situada no subsolo oceânico, a cerca

Leia mais

PRINCÍPIOS ÉTICOS FUNDAMENTAIS Fábio Konder Comparato. I Introdução

PRINCÍPIOS ÉTICOS FUNDAMENTAIS Fábio Konder Comparato. I Introdução 1 A felicidade PRINCÍPIOS ÉTICOS FUNDAMENTAIS Fábio Konder Comparato I Introdução Objetivo supremo da vida humana: aquele que escolhemos por si mesmo, não como meio de alcançar outros fins. A felicidade

Leia mais

Racismo nos EUA: mortes de negros por policiais acirram tensão racial

Racismo nos EUA: mortes de negros por policiais acirram tensão racial Racismo nos EUA: mortes de negros por policiais acirram tensão racial Pontos-chave As recentes mortes de negros pela violência policial reacenderam as tensões raciais nos Estados Unidos. No país, estatísticas

Leia mais

TÍTULO: O ALCANCE DAS POLÍTICAS DE COTAS RACIAIS NO MERCADO DE TRABALHO. FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES. UM ESTUDO DE CASOS.

TÍTULO: O ALCANCE DAS POLÍTICAS DE COTAS RACIAIS NO MERCADO DE TRABALHO. FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES. UM ESTUDO DE CASOS. TÍTULO: O ALCANCE DAS POLÍTICAS DE COTAS RACIAIS NO MERCADO DE TRABALHO. FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES. UM ESTUDO DE CASOS. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS

Leia mais

Sociologia. Larissa Rocha 14 e Sociologia no Brasil

Sociologia. Larissa Rocha 14 e Sociologia no Brasil Sociologia no Brasil Sociologia no Brasil 1. A população negra teve que enfrentar sozinha o desafio da ascensão social, e frequentemente procurou fazê-lo por rotas originais, como o esporte, a música e

Leia mais

8 dados que mostram o abismo social entre negros e brancos

8 dados que mostram o abismo social entre negros e brancos 8 dados que mostram o abismo social entre negros e brancos Fonte: Exame.com São Paulo - A população negra brasileira ainda enfrenta um abismo de desigualdade. São os negros as maiores vítimas da violência

Leia mais

ENSINO RELIGIOSO 8 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ERIKA PATRÍCIA FONSECA PROF. LUIS CLÁUDIO BATISTA

ENSINO RELIGIOSO 8 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ERIKA PATRÍCIA FONSECA PROF. LUIS CLÁUDIO BATISTA ENSINO RELIGIOSO 8 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ERIKA PATRÍCIA FONSECA PROF. LUIS CLÁUDIO BATISTA Avaliação da unidade III Pontuação: 7,5 pontos 2 Questão 01 (1,0) As religiões orientais desenvolveram-se

Leia mais

O MENINO QUE PEDALAVA

O MENINO QUE PEDALAVA África do Sul 1991 Em meados de 1991, Elizabeth recebeu a tarefa de organizar uma viagem para a África do Sul. A delegação partiria no mês de julho. Naquele momento, ela não poderia imaginar como aquela

Leia mais

Gabinete do Deputado Davidson Magalhães PCdoB/BA

Gabinete do Deputado Davidson Magalhães PCdoB/BA PROJETO DE LEI Nº,DE 2015. (Do Sr. Davidson Magalhães) Dispõe sobre a reserva de vagas para o ingresso na pós-graduação nas universidades e instituições federais de ensino superior e dá outras providências.

Leia mais

MARÇO JANEIRO FEVEREIRO ABRIL. 18 Dia da Esteticista. 08 Dia internacional da mulher. 19 Dia da Cabelereira. 12 Dia da Bibliotecária

MARÇO JANEIRO FEVEREIRO ABRIL. 18 Dia da Esteticista. 08 Dia internacional da mulher. 19 Dia da Cabelereira. 12 Dia da Bibliotecária JANEIRO 18 Dia da Esteticista 19 Dia da Cabelereira 20 Dia da Farmacêutica 30 Dia da não-violência MARÇO 08 Dia internacional da mulher 12 Dia da Bibliotecária 14 Dia da vendedora de livro 15 Dia mundial

Leia mais

CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PLANO PLURIANUAL PARA

CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PLANO PLURIANUAL PARA CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PLANO PLURIANUAL PARA 2004-2007 (Projeto de Lei nº 41/2005-CN) PARECER DA COMISSÃO SUBSTITUTIVO

Leia mais

ENTRE SONHOS E PESADELOS: A INCANSÁVEL LUTA PELA IGUALDADE NOS ESTADOS UNIDOS

ENTRE SONHOS E PESADELOS: A INCANSÁVEL LUTA PELA IGUALDADE NOS ESTADOS UNIDOS Resenha ENTRE SONHOS E PESADELOS: A INCANSÁVEL LUTA PELA IGUALDADE NOS ESTADOS UNIDOS WALDSCHMIDT-NELSON, Britta. Dreams and Nightmares: Martin Luther King Jr., Malcom X, and the Struggle for Black Equality

Leia mais

6 obras indispensáveis para refletir sobre a Consciência Negra

6 obras indispensáveis para refletir sobre a Consciência Negra 6 obras indispensáveis para refletir sobre a Consciência Negra No mês da Consciência Negra, conheça seis obras importantes que analisam e estimulam o pensamento crítico acerca dos papeis social do negro

Leia mais

(ALMEIDA, Lúcia Marina de; RIGOLIN, Tércio Barbosa. Fronteiras da globalização: geografia geral e do Brasil. São Paulo, Ática, 2004, p. 228).

(ALMEIDA, Lúcia Marina de; RIGOLIN, Tércio Barbosa. Fronteiras da globalização: geografia geral e do Brasil. São Paulo, Ática, 2004, p. 228). Migrações Mundiais 1. (FUVEST 2009) Com base no mapa e nos seus conhecimentos sobre as migrações internacionais, assinale a alternativa INCORRETA: a) Alguns países europeus e os EUA apresentam um significativo

Leia mais

RAÇA BRASIL TEMAS & CÓDIGOS GRUPOS TEMÁTICOS

RAÇA BRASIL TEMAS & CÓDIGOS GRUPOS TEMÁTICOS Personalidade Personalidade Carreira 521 Personalidade Personalidade Perfil 412 Estética Cabelos Femininos 157 Negritude Discriminação Racial 130 Sociedade Eventos 122 Estética Moda Feminina & Masculina

Leia mais

Atividade extra. Revolução Francesa. Questão 1. Ciências Humanas e suas Tecnologias História 57

Atividade extra. Revolução Francesa. Questão 1. Ciências Humanas e suas Tecnologias História 57 Atividade extra Revolução Francesa Questão 1 No ano de 1835, ocorreu em Salvador, Bahia, a Revolta dos Malês. Mas quem são os malês? O vocábulo male deriva da palavra da língua ioruba imale. Eram considerados

Leia mais

Estudos das Relações Étnico- Apresentação do Professor -Raciais para o Ensino de História e Cultura Afro- -Brasileira e Africana e Indígena

Estudos das Relações Étnico- Apresentação do Professor -Raciais para o Ensino de História e Cultura Afro- -Brasileira e Africana e Indígena Estudos das Relações Étnico- -Raciais para o Ensino de História e Cultura Afro- -Brasileira e Africana e Indígena Teleaula 1 Prof. Me. Sergio Luis do Nascimento tutoriapedagogia@grupouninter.com.br Pedagogia

Leia mais

Câmara Municipal de Fortaleza Vereador Evaldo Lima - PCdoB

Câmara Municipal de Fortaleza Vereador Evaldo Lima - PCdoB REQUERIMENTO N 0010/2015 Requer seja efetuáda a transcrição, nos Anais desta Casa Legislativa Municipal, do artigo "Caravana pelo rio Ceará lembra a história dos negros", assinado pela jornalista Thaís

Leia mais

Educação das Relações Etnicorraciais e A lei 10639/2003 : construindo uma escola plural

Educação das Relações Etnicorraciais e A lei 10639/2003 : construindo uma escola plural Educação das Relações Etnicorraciais e A lei 10639/2003 : construindo uma escola plural Coordenação de Diversidade SECAD/MEC Professora Leonor Araujo A escola é apontada como um ambiente indiferente aos

Leia mais

DOCUMENTÁRIO PAZ NO MUNDO CAMARÁ PÕE HERANÇA CULTURAL AFRICANA EM DISCUSSÃO NESTA SEXTA NO FAN

DOCUMENTÁRIO PAZ NO MUNDO CAMARÁ PÕE HERANÇA CULTURAL AFRICANA EM DISCUSSÃO NESTA SEXTA NO FAN DOCUMENTÁRIO PAZ NO MUNDO CAMARÁ PÕE HERANÇA CULTURAL AFRICANA EM DISCUSSÃO NESTA SEXTA NO FAN Exibição no CentoeQuatro inclui apresentação de capoeiristas e roda de conversa sobre os movimentos de resistência

Leia mais

Os elementos apresentados por Darcy Ribeiro, em seu texto, evidenciam: Escolha uma: a. O território nacional.

Os elementos apresentados por Darcy Ribeiro, em seu texto, evidenciam: Escolha uma: a. O território nacional. Questão 1 "Uma entidade nacional distinta de quantas haja, que fala uma mesma língua, só diferenciada por sotaques regionais, menos remarcados que os dialetos de Portugal. Participando de um corpo de tradições

Leia mais

Secretaria Nacional p/assuntos da Diversidade Humana Emprego e Trabalho Decente

Secretaria Nacional p/assuntos da Diversidade Humana Emprego e Trabalho Decente Secretaria Nacional p/assuntos da Diversidade Humana Emprego e Trabalho Decente A UGT está comprometida com o emprego e trabalho decente para o enfrentamento ao racismo e promoção da igualdade racial Por

Leia mais

CULTURA MUSICAL AFRO-BRASILEIRA

CULTURA MUSICAL AFRO-BRASILEIRA 23 Eixo: Práticas para Ensino Médio - Formação de Professores ZAGO, Ana Paula 1 CHUICO, Marlene 2 FERREIRA, Miriam R. Delarosa 3 DELAROSA Valdirene Ferreira 4 DAVID, Mônica Cristiane 5 A cultura afro-brasileira

Leia mais

Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Senhores Ouvintes e Telespectadores,

Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Senhores Ouvintes e Telespectadores, 1 Discurso pronunciado pelo Deputado João Mendes de Jesus (PSL-RJ), em / /2005. Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Senhores Ouvintes e Telespectadores, Hoje é o Dia Internacional pela Eliminação

Leia mais

CRESS-MG pela Consciência Negra - Leia a entrevista com militante do movimento negro

CRESS-MG pela Consciência Negra - Leia a entrevista com militante do movimento negro CRESS-MG pela Consciência Negra - Leia a entrevista com militante do movimento negro O militante do movimento negro, jornalista e fotógrafo, Raphael Calixto, conversou com o CRESS-MG sobre o atual cenário

Leia mais

DATA: 19 / 12 / 2016 VALOR: 20,0 NOTA:

DATA: 19 / 12 / 2016 VALOR: 20,0 NOTA: DISCIPLINA: HISTÓRIA PROFESSORES: AULUS e PAULA DATA: 19 / 12 / 2016 VALOR: 20,0 NOTA: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 8º Ano / E.F. II TURMAS: 8ºA E 8ºB ALUNO (A): Nº: 01. RELAÇÃO DO CONTEÚDO: O

Leia mais

O LIVRO DIDÁTICO DE HISTÓRIA DO 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL: UM ENFOQUE SOB A HISTÓRIA DA ÁFRICA E DOS AFRO-BRASILEIROS

O LIVRO DIDÁTICO DE HISTÓRIA DO 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL: UM ENFOQUE SOB A HISTÓRIA DA ÁFRICA E DOS AFRO-BRASILEIROS O LIVRO DIDÁTICO DE HISTÓRIA DO 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL: UM ENFOQUE SOB A HISTÓRIA DA ÁFRICA E DOS AFRO-BRASILEIROS Tatiana Ferreira de Lima Brito (1); Lidiane Alves Soares (1); Rildo de Oliveira

Leia mais

EMENTÁRIO HISTÓRIA LICENCIATURA EAD

EMENTÁRIO HISTÓRIA LICENCIATURA EAD EMENTÁRIO HISTÓRIA LICENCIATURA EAD CANOAS, JULHO DE 2015 DISCIPLINA PRÉ-HISTÓRIA Código: 103500 EMENTA: Estudo da trajetória e do comportamento do Homem desde a sua origem até o surgimento do Estado.

Leia mais

6 - INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA INGLESA

6 - INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA INGLESA 6 - INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA INGLESA Antecedentes históricos Inglaterra durante os séculos XVI e XVII Disputas religiosas (anglicanos x puritanos) e cercamentos de terras (enclosures) Motivaram as minorias

Leia mais

CAPÍTULO 2 QUEM SÃO OS BRASILEIROS? PROF. LEONAM JUNIOR 7º ANO COLÉGIO ARI DE SÁ CAVALCANTE

CAPÍTULO 2 QUEM SÃO OS BRASILEIROS? PROF. LEONAM JUNIOR 7º ANO COLÉGIO ARI DE SÁ CAVALCANTE CAPÍTULO 2 QUEM SÃO OS BRASILEIROS? PROF. LEONAM JUNIOR 7º ANO COLÉGIO ARI DE SÁ CAVALCANTE DIFERENTES ORIGENS, UM SÓ POVO P. 21 Somos um povo miscigenado. Os povos indígenas habitavam esse território.

Leia mais

Um povo. Uma cultura?

Um povo. Uma cultura? Um povo. Uma cultura? "Nós, brasileiros, somos um povo em ser, impedido de sê-lo. Um povo mestiço na carne e no espírito, já que aqui a mestiçagem jamais foi crime ou pecado. Nela fomos feitos e ainda

Leia mais

PLANO DE CURSO DISCIPLINA:História ÁREA DE ENSINO: Fundamental I SÉRIE/ANO: 5 ANO DESCRITORES CONTEÚDOS SUGESTÕES DE PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

PLANO DE CURSO DISCIPLINA:História ÁREA DE ENSINO: Fundamental I SÉRIE/ANO: 5 ANO DESCRITORES CONTEÚDOS SUGESTÕES DE PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS UNIDADE 1 COLÔNIA PLANO DE CURSO VIVER NO BRASIL *Identificar os agentes de ocupação das bandeiras *Conhecer e valorizar a história da capoeira *Analisar a exploração da Mata Atlântica *Compreender a administração

Leia mais

TÍTULO: 11 ANOS DA LEI 10639/2003 E O ENSINO DAS ESCOLAS PÚBLICAS DE SÃO PAULO

TÍTULO: 11 ANOS DA LEI 10639/2003 E O ENSINO DAS ESCOLAS PÚBLICAS DE SÃO PAULO TÍTULO: 11 ANOS DA LEI 10639/2003 E O ENSINO DAS ESCOLAS PÚBLICAS DE SÃO PAULO CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: DIREITO INSTITUIÇÃO: FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES AUTOR(ES):

Leia mais

Trabalho de Férias Ensino Médio. Nome: Número: Série:

Trabalho de Férias Ensino Médio. Nome: Número: Série: Trabalho de Férias Ensino Médio Nome: Número: Série: Trabalho de Férias para os alunos do Ensino Médio Documentário: Ilha das Flores Classificação: 14 anos. SINOPSE Este filme retrata a sociedade atual,

Leia mais

Cultura corporal Afro-brasileira. Proª. Juliana da Silva 1ª aula

Cultura corporal Afro-brasileira. Proª. Juliana da Silva 1ª aula Cultura corporal Afro-brasileira Proª. Juliana da Silva 1ª aula Legislação Federal Lei nº 10639/2003 - estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da rede de

Leia mais

LUTAR PARA AS COISAS MUDAR

LUTAR PARA AS COISAS MUDAR 292 ANEXO O POVO É POETA Um dia a mulher gritou: Sou guerreira! E o eco de sua voz se fez ouvir Mais além das fronteiras. Sou mulher: mãe e guerreira! Meu limite não é mais o lar, Me chamam a rainha da

Leia mais

1º ano. Cultura, Diversidade e o Ser Humano

1º ano. Cultura, Diversidade e o Ser Humano Culturas, Etnias e modernidade no mundo e no Brasil A diversidade cultural Capítulo 11 - Item 11.4 O choque entre culturas e etnocentrismo Capítulo 11 Relativismo cultural e tolerância Capítulo 11 Civilização

Leia mais

REQUERIMENTO N 0374/2013

REQUERIMENTO N 0374/2013 CÂMARA MUNICIPAL DE FORTALEZA REQUERIMENTO N 0374/2013 Requer seja efetuada a transcrição, nos Anais desta Casa Legislativa Municipal, do Artigo assinado pelo professor e historiador Américo Souza e publicado

Leia mais

Conceito de raça e relações étnico-raciais

Conceito de raça e relações étnico-raciais Conceito de raça e relações étnico-raciais Mestre em Economia UNESP Graduado em História UNESP email: prof.dpastorelli@usjt.br blog: danilopastorelli.wordpress.com Você já sofreu ou conhece alguém que

Leia mais

ARTES 7 ANO PROF.ª ARLENE AZULAY PROF. LÚCIA REGINA ENSINO FUNDAMENTAL

ARTES 7 ANO PROF.ª ARLENE AZULAY PROF. LÚCIA REGINA ENSINO FUNDAMENTAL ARTES 7 ANO PROF. LÚCIA REGINA ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ARLENE AZULAY CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade III Trabalho: A trajetória humana, suas produções e manifestações 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 5.2

Leia mais

Resumo. 3º TRIMESTRE 8º Ano

Resumo. 3º TRIMESTRE 8º Ano Resumo 3º TRIMESTRE 8º Ano Chegada do homem à América Duas hipóteses Primeira: De que os primeiros habitantes tenham vindo da Ásia, atravessando o Estreito de Bering, num período glacial de cerca de 20

Leia mais

NAPOLEÃO BONAPARTE. mcc

NAPOLEÃO BONAPARTE. mcc NAPOLEÃO BONAPARTE mcc Golpe do 18 Brumário ( 9 de novembro de 1799) Fim da Revolução Francesa. O Diretório foi substituído por uma nova forma de governo- Consulado. Três cônsules passaram a governar a

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DOS REMÉDIOS. 50 anos a Serviço da Educação e da Vida CONTEÚDO PARA ESTUDO 2º BIMESTRE

COLÉGIO NOSSA SENHORA DOS REMÉDIOS. 50 anos a Serviço da Educação e da Vida CONTEÚDO PARA ESTUDO 2º BIMESTRE COLÉGIO NOSSA SENHORA DOS REMÉDIOS 50 anos a Serviço da Educação e da Vida CONTEÚDO PARA ESTUDO 2º BIMESTRE 4º ANO A Prof.ª DANIELA 4º ANO B Prof.ª ESTELA DISCIPLINA: PORTUGUÊS Reconhecer as características

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 6º História Rafael Av. Trimestral 04/11/14 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos. 2. Esta prova

Leia mais

[:pb]entrevista exclusiva com Coral Gospel de Soweto: as vozes da diversidade da África do Sul[:]

[:pb]entrevista exclusiva com Coral Gospel de Soweto: as vozes da diversidade da África do Sul[:] [:pb]entrevista exclusiva com Coral Gospel de Soweto: as vozes da diversidade da África do Sul[:] por Por Dentro da África - quinta-feira, abril 04, 2013 http://www.pordentrodaafrica.com/cultura/entrevista-exclusiva-com-coral-de-soweto-as-vozes-dadiversidade-da-africa-do-sul

Leia mais

CONGRESSO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO 2016 Educação e Diversidade ISSN X

CONGRESSO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO 2016 Educação e Diversidade ISSN X EDUCAÇÃO E DIVERSIDADE: RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS Viviene de Paulo de Melo Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT Patrícia Onesma Barbosa da Silva Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT Resumo

Leia mais

Cotas raciais nas universidades, a contradição do Brasil!

Cotas raciais nas universidades, a contradição do Brasil! Cotas raciais nas universidades, a contradição do Brasil! Nathália Norgi Weller 1 RESUMO: A partir do ano de 2001, entra em vigor a lei 3.708, que assegura a negros e pardos 20% das vagas nas universidades

Leia mais

Você já ouviu falar sobre a IGUALDADE DE GÊNERO? Saiba do que se trata e entenda o problema para as crianças, jovens e adultos se essa igualdade não

Você já ouviu falar sobre a IGUALDADE DE GÊNERO? Saiba do que se trata e entenda o problema para as crianças, jovens e adultos se essa igualdade não Você já ouviu falar sobre a IGUALDADE DE GÊNERO? Saiba do que se trata e entenda o problema para as crianças, jovens e adultos se essa igualdade não for ensinada na escola! O QUE É A IGUALDADE DE GÊNERO?

Leia mais