ONU (1945) - estimular a autodeterminação dos Povos, difusão de ideais nacionalistas e oposição as metrópoles. Movimentos nacionalistas - formação de

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ONU (1945) - estimular a autodeterminação dos Povos, difusão de ideais nacionalistas e oposição as metrópoles. Movimentos nacionalistas - formação de"

Transcrição

1 HISTÓRICO E CONTEXTO Conferencia de Berlim (1884/5) Imperialismo e Neocolonialismo (Século XIX): Potencias Europeias impõe seu domínio sobre África e Ásia.

2 ONU (1945) - estimular a autodeterminação dos Povos, difusão de ideais nacionalistas e oposição as metrópoles. Movimentos nacionalistas - formação de uma consciência nacional. Enfraquecimento das potências europeias. Difusão dos ideais democráticos ocidentais as elites locais (Africanas e Asiáticas). Protagonismo Estadunidense e Soviético => Apoio (direto ou indireto) aos projetos de descolonização = ampliar suas áreas de influência. Objetivo: Objetivo: romper a dominação política e econômica, com todos os meios a disposição.

3 GRUPOS LOCAIS Nacionalistas e Radicais (influência de ideias socialistas): Independência política, econômica acompanhada de revolução social. Elite Local: Interessada na manutenção dos seus privilégios, estratégia de conciliação, descolonização progressiva ou integração aos povos colonizadores

4 IDEAIS E MOVIMENTOS LOCAIS Pan-Africanismo: Luta contra o colonizador na África Subsaariana. Pan-Arabismo: Luta contra o colonizador no Norte da África (Religião muçulmana) e aproximação com os países árabes-muçulmanos do Oriente Médio. Movimento Negritude (1930): Contra dominação Francesa e Racismo, valorização do negro e da sua história

5 PROCESSO DE DESCOLONIZAÇÃO PACÍFICOS Inglaterra: Conduzir as colônias ao estágio do Self-government. Tentativa frustrada de progressivo processo de descolonização e concessão de autonomia as colônias. França: Conferência de Bazzaville (1944): Integração dos povos colonizados a comunidade francesa, com representação na assembleia constituinte francesa. Constituição francesa de 1946, previa igualdade jurídica, mas sem participação das colônias nas decisões políticas = Agravamento de movimentos nacionalistas como Argélia. Causa: impossibilidade da metrópole de manter seu controle, mas queriam garantir seus interesses. -

6 França: Marrocos e a Tunísia, em 1956, Guiné, Costa do Marfim, Niver, Senegal. Itália: Líbia, Eritreia e parte da Somália. Espanha: Marrocos (1956), Guiné Equatorial (1968), Saara Ocidental (1976). Inglaterra/Reino Unido: África do Sul (1931), Egito (1922), Líbia (1951), Sudão (1956), Nigéria (1960), 1961: Serra Leoa, Somália, tangankia, Uganda (1962), Zâmbia (1964) etc

7 MOVIMENTOS NÃO PACÍFICOS Argélia, a República Democrática do Congo e as então colónias portuguesas Angola, Guiné-Bissau e Moçambique. Argélia ( ): Frente de Libertação Nacional (FLN), que conseguiu unir nacionalistas, camponeses e grupos urbanos para a luta x Tropas metropolitanas. - União entre muçulmanos, grupos socialistas, leigos Pós Intendência Golpe militar Conflitos Frente Islâmica de Salvação (FIS) x Militares.

8 Congo independência da Bélgica em Morte do herói Patrice Lumunba (inspiração socialista) Participação Belga + Elites República do Congo + CIA 2. "La independencia política no tiene sentido si no va acompañada de un rápido desarrollo económico y social". 1. "A los colonialistas no les importa para nada África, sólo su propio bien. Se sienten atraídos por las riquezas de África y sus acciones están guiadas por el deseo de preservar sus intereses en África contra la voluntad del pueblo africano. Para los colonialistas todos los medios son buenos si les ayudan a poseer esas riquezas". 3. "Sin dignidad no hay libertad, sin justicia no hay dignidad, y sin independencia no hay hombres libres.

9

10

11 1955 -CONFERENCIA DE BANDUNG: União de países africanos e Asiáticos para discutir formas de cooperação mútua que garantissem a independência política e econômica. Decisão de não alinhamento a EUA e União Soviética e repúdio a corrida armamentista - Repercussão e pressão da ONU para reconhecimento das independências.

12 OS PRINCÍPIOS DE BANDUNG 1o) Respeito aos Direitos do Homem (destacando a não distinção entre raças e crenças). (...) 2o) Respeito à soberania e à integridade de todas as nações. 3o) Não ingerência nos assuntos internos de outros países. 4o) Direito de cada nação se defender só ou coletivamente. 5o) Abstenção de recorrer a acordos de defesa coletiva que tenham em vista servir aos interesses particulares de uma grande potência. 6o) Abstenção de qualquer país de exercer pressão sobre outros países. 7o) Não recurso à força contra outro país. 8o) Resolução negociada dos problemas em litígio e cooperação. 9o) Respeito pela justiça. 10o) Respeito pelos compromissos internacionais.

13 UNIÃO SUL-AFRICANA ÁFRICA DO SUL (1910/1931/1961): Institucionalização da dominação Branca (desentendes de Holandeses e Britânicos ) 1948, o Partido Nacional oficializou o apartheid ( separação, em africânder). Proibição de Casamentos e relações sexuais inter-raciais Proibição de participação política e acesso a terras pelos negros (criação dos bantustões ) Proibição de circulação de negros em determinadas áreas das cidades

14 negros no uso de determinadas instalações públicas (bebedouros, banheiros público- Determinação e criação dos bantustões (bairros só para negros) Proibição de s) Criação de um sistema diferenciado de educação para as crianças dos bantustões Oposição: Congresso Nacional Africano (CNA), princípio da desobediência civil e não violência Condenação do CNA a ilegalidade e condenação de Nelson Mandela a prisão perpétua 1976 Protesto de estudantes negros em Johanesburgo Massacre de Soweto Libertação de Nelson Mandela Presidência de Mandela

15 DESCOLONIZAÇÃO OU INDEPENDÊNCIA? Conflitos mundiais sentimento de alteridade, percepção de exploração, consciência nacional Criação da ONU princípio de autodeterminação dos povos Formação de elites coloniais agentes de luta contra as metrópoles. Contexto da Guerra Fria enfraquecimento das colônias europeias e emergência dos novos polos de poder EUA e URSS

16 Descolonização ou independência?

Resumo. 3º TRIMESTRE 8º Ano

Resumo. 3º TRIMESTRE 8º Ano Resumo 3º TRIMESTRE 8º Ano Chegada do homem à América Duas hipóteses Primeira: De que os primeiros habitantes tenham vindo da Ásia, atravessando o Estreito de Bering, num período glacial de cerca de 20

Leia mais

Professora Erlani. Apostila 3 Capítulo 1

Professora Erlani. Apostila 3 Capítulo 1 Apostila 3 Capítulo 1 No continente africano, muitos focos de tensão e destruição demonstram as instabilidades geradas por guerras civis em diversos países africanos. A história colonial e o passado de

Leia mais

Desafios Africanos. Apartheid, Ruanda, Ebola. Prof. Alan Carlos Ghedini

Desafios Africanos. Apartheid, Ruanda, Ebola. Prof. Alan Carlos Ghedini Desafios Africanos Apartheid, Ruanda, Ebola Prof. Alan Carlos Ghedini Continente Africano Magreb Também chamado África Menor É a porção mais ocidental do mundo muçulmano Em 1989 os países dessa região

Leia mais

CONFLITOS ATUAIS. Metade dos países africanos estão em guerra. Metade das guerras no mundo são na África.

CONFLITOS ATUAIS. Metade dos países africanos estão em guerra. Metade das guerras no mundo são na África. África CONFLITOS ATUAIS Metade dos países africanos estão em guerra. Metade das guerras no mundo são na África. ORIGENS HISTÓRICAS.Ódio tribal exacerbado por três séculos de Tráfico Negreiro: Mercantilismo.

Leia mais

GEOGRAFIA. Prof. Daniel San. daniel.san@lasalle.org.br

GEOGRAFIA. Prof. Daniel San. daniel.san@lasalle.org.br GEOGRAFIA Prof. Daniel San daniel.san@lasalle.org.br África -Físico Segundo maior continente (Ásia), tanto em população quanto em extensão. Maior deserto do planeta: Saara, desconsiderando a Antártica

Leia mais

Guerras tribais ou conflitos étnicos?

Guerras tribais ou conflitos étnicos? Guerras tribais ou conflitos étnicos? O continente africano padece das conseqüências de um longo e interminável processo de exploração que espoliou a maior parte de suas nações, determinando, na maioria

Leia mais

RESPOSTAS DAS SUGESTÕES DE AVALIAÇÃO GEOGRAFIA 9 o ANO

RESPOSTAS DAS SUGESTÕES DE AVALIAÇÃO GEOGRAFIA 9 o ANO RESPOSTAS DAS SUGESTÕES DE AVALIAÇÃO GEOGRAFIA 9 o ANO Unidade 7 1. (V) a maior parte do relevo africano é formada de planaltos elevados, sem variações significativas em seu modelado. (F) por ter formações

Leia mais

Descolonização Afroasiática

Descolonização Afroasiática Aula 50 Descolonização Afroasiática 1 Fatores Setor 1602 2 Casos Nacionais 3 China ealvespr@gmail.com Objetivo da aula Analisar o quadro geral da descolonização afroasiática após a Segunda Guerra Mundial.

Leia mais

O continente africano

O continente africano O continente africano ATIVIDADES Questão 04 Observe o mapa 2 MAPA 2 Continente Africano Fonte: . A região do Sahel, representada

Leia mais

África. Palavras amáveis não custam nada e conseguem muito. Blaise Pascal 30. www1.folha.uol.com.br

África. Palavras amáveis não custam nada e conseguem muito. Blaise Pascal 30. www1.folha.uol.com.br África Acredita-se que a situação atual da África seja resultado da maneira em que foi colonizado pelos Europeus. Por meio de colônia de exploração de recursos mineiras, separação dos territórios tribais

Leia mais

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO

COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO COLÉGIO MARQUES RODRIGUES - SIMULADO PROFESSOR JULIO BESSA DISCIPLINA GEOGRAFIA SIMULADO: P4 Estrada da Água Branca, 2551 Realengo RJ Tel: (21) 3462-7520 www.colegiomr.com.br ALUNO TURMA 901 Questão 1

Leia mais

Jogli - 2012!! Gabarito: 1.E. 2.A. 3.E. 4.B. Geografia 2012!!!

Jogli - 2012!! Gabarito: 1.E. 2.A. 3.E. 4.B. Geografia 2012!!! Jogli - 2012!! Gabarito: 1.E. 2.A. 3.E. 4.B. Geografia 2012!!! 1.(UFABC 2009) Exibicionismo burguês. Verdadeiros espetáculos da evolução humana (as e xposições universais) traziam um pouco de tudo: de

Leia mais

ATIVIDADES 8º ANO 1) a) Identifique no mapa abaixo, de acordo com a regionalização da África, a região em amarelo e a região representada em verde.

ATIVIDADES 8º ANO 1) a) Identifique no mapa abaixo, de acordo com a regionalização da África, a região em amarelo e a região representada em verde. ATIVIDADES 8º ANO 1) a) Identifique no mapa abaixo, de acordo com a regionalização da África, a região em amarelo e a região representada em verde. b) Aponte as principais diferenças (naturais e humanas)

Leia mais

Sugestões de avaliação. Geografia 9 o ano Unidade 7

Sugestões de avaliação. Geografia 9 o ano Unidade 7 Sugestões de avaliação Geografia 9 o ano Unidade 7 Nome: Unidade 7 Data: 1. Sobre o relevo e a hidrografia da África, marque V (verdadeiro) ou F (falso) nas sentenças a seguir. ( ) a maior parte do relevo

Leia mais

História. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo

História. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo História baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo 1 PROPOSTA CURRICULAR DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA Middle e High School 2 6 th Grade A vida na Grécia antiga: sociedade, vida cotidiana, mitos,

Leia mais

MOD. 13 CRISE DO IMPÉRIO COLONIAL ESPANHOL

MOD. 13 CRISE DO IMPÉRIO COLONIAL ESPANHOL MOD. 13 CRISE DO IMPÉRIO COLONIAL ESPANHOL A MUDANÇA DA POLÍTICA COLONIAL ESPANHOLA SE DEU EM FUNÇÃO: DO ENVOLVIMENTO DA ESPANHA NAS GUERRAS EUROPEIAS; DA DECADÊNCIA DA MINERAÇÃO; DAS DIFICULDADES QUE

Leia mais

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 46 DESCOLONIZAÇÃO: ANTECEDENTES

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 46 DESCOLONIZAÇÃO: ANTECEDENTES HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 46 DESCOLONIZAÇÃO: ANTECEDENTES Fixação 1) (UFV) Diante da polarização internacional entre os EUA e a URSS, vários representantes de Estados da África e da Ásia, entre os quais

Leia mais

HISTÓRIA - MATERIAL COMPLEMENTAR OITAVO ANO ENSINO FUNDAMENTAL II PROF. ROSE LIMA

HISTÓRIA - MATERIAL COMPLEMENTAR OITAVO ANO ENSINO FUNDAMENTAL II PROF. ROSE LIMA HISTÓRIA - MATERIAL COMPLEMENTAR OITAVO ANO ENSINO FUNDAMENTAL II PROF. ROSE LIMA INDEPENDÊNCIA DO Colonização: espanhola até 1697, posteriormente francesa. Produção açucareira. Maioria da população:

Leia mais

Nova Ordem Mundial. Página 1 com Prof. Giba

Nova Ordem Mundial. Página 1 com Prof. Giba Nova Ordem Mundial Ao final da Segunda Guerra Mundial (1945), o cenário político mundial testemunhava o período de maior tensão de sua história. De um lado, os Estados Unidos, uma potência capitalista;

Leia mais

FILOSOFIA Prof.: Ênio Mendes FILOSOFIA QUESTÕES Prof.: Ênio Mendes

FILOSOFIA Prof.: Ênio Mendes FILOSOFIA QUESTÕES Prof.: Ênio Mendes FILOSOFIA Prof.: Ênio Mendes 1. Origem da filosofia e suas primeiras questões 2. Platão e Sócrates 3. Aristóteles e a gênese das ciências 4. Ética 5. Filosofia cristã: Patrística e Escolástica 6. O caminho

Leia mais

Características Naturais

Características Naturais África Características Naturais Características Naturais Duas grandes sub-regiões Duas grandes sub-regiões Período Colonial: XVI e XVII Neocolonialismo: XVIII e XX Conferência de Berlim 1885: divisão

Leia mais

A CRISE DO ANTIGO REGIME A INDEPENDÊNCIA DOS EUA. A Independência dos EUA

A CRISE DO ANTIGO REGIME A INDEPENDÊNCIA DOS EUA. A Independência dos EUA A Independência dos EUA Definição: Movimento que inspirado nos princípios iluministas determinou o fim do domínio da Inglaterra sobre as chamadas 13 colônias americanas (atualmente EUA); que teve início

Leia mais

GEOGRAFIA BÁSICA. Características Gerais dos Continentes: África

GEOGRAFIA BÁSICA. Características Gerais dos Continentes: África GEOGRAFIA BÁSICA Características Gerais dos Continentes: África Atualmente temos seis continentes: África, América, Antártida, Europa, Ásia e Oceania. Alguns especialistas costumam dividir o planeta em

Leia mais

África Quadro econômico e político

África Quadro econômico e político África Quadro econômico e político Nessa aula vamos destacar mais alguns aspectos do continente africano. Vamos tratar de suas atividades econômicas e alguns destaques geopolíticos. Economia O continente

Leia mais

Professor Thiago Espindula - Geografia. África

Professor Thiago Espindula - Geografia. África África A seguir, representação cartográfica que demonstra a localização da África, em relação ao mundo. (Fonte: www.altona.com.br) Europeus partilham a África A Conferência de Berlim, entre 1884 e 1885,

Leia mais

Guerra Fria e o Mundo Bipolar

Guerra Fria e o Mundo Bipolar Guerra Fria e o Mundo Bipolar A formação do Mundo Bipolar Os Aliados vencem a 2.ª Guerra (1939-1945). Apesar de na guerra lutarem lado a lado, os EUA e a URSS vão afastar-se a partir de 1945. Guerra Fria

Leia mais

COLÉGIO CAESP EDUCAÇÃO INFANTIL, ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

COLÉGIO CAESP EDUCAÇÃO INFANTIL, ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO COLÉGIO CAESP EDUCAÇÃO INFANTIL, ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO Rua Almirante Barroso, 1086 Fone/Fax (045) 3523.2887 CEP 85851-010 Foz do Iguaçu PR Brasil - www.caesp.com.br - e-mail:caesp@caesp.net HISTÓRIA

Leia mais

Prof. Thiago. Os Imperialismos

Prof. Thiago. Os Imperialismos Prof. Thiago Os Imperialismos TECNOLOGIA x TRABALHADORES DIMINUIÇÃO DO CUSTO MENOR Nº DE TRABALHADORES MENOS CONSUMO 1ª GRANDE DEPRESSÃO DO CAPITALISMO SOLUÇÕES PARA CRISE A) Concentração de capitais Grandes

Leia mais

Reinos da África Ocidental

Reinos da África Ocidental Reinos da África Ocidental A África é um continente imenso e com muita diversidade. As rotas comerciais adentraram a região oeste em busca de ouro. Com isso, as aldeias que serviam de ponto de intermediação

Leia mais

NÚMEROS DO REFÚGIO NO RIO DE JANEIRO

NÚMEROS DO REFÚGIO NO RIO DE JANEIRO CÁRITAS ARQUIDIOCESANA DO RIO DE JANEIRO PROGRAMA DE ATENDIMENTO A REFUGIADOS E SOLICITANTES DE REFÚGIO NÚMEROS DO REFÚGIO NO RIO DE JANEIRO Início do trabalho: o período militar Entre 1976 e 1985, quando

Leia mais

Construção do Espaço Africano

Construção do Espaço Africano Construção do Espaço Africano Aula 2 Colonização Para melhor entender o espaço africano hoje, é necessário olhar para o passado afim de saber de que forma aconteceu a ocupação africana. E responder: O

Leia mais

AULA 05 07/04/2014. Professor Viegas Fernandes da Costa

AULA 05 07/04/2014. Professor Viegas Fernandes da Costa AULA 05 07/04/2014 Professor Viegas Fernandes da Costa CHARGE DA SEMANA A polícia do Rio de Janeiro e o exército brasileiro ocuparam na manhã deste domingo (30/03/2014), em quinze minutos e sem encontrar

Leia mais

Conteúdo: Aula: 1.1. - História da língua espanhola: surgimento, consolidação e expansão, e o contato com outras línguas. - Espanhol ou Castelhano.

Conteúdo: Aula: 1.1. - História da língua espanhola: surgimento, consolidação e expansão, e o contato com outras línguas. - Espanhol ou Castelhano. Aula: 1.1 Conteúdo: - História da língua espanhola: surgimento, consolidação e expansão, e o contato com outras línguas. - Espanhol ou Castelhano. Habilidades: - Conhecer a origem e história da língua

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, por ocasião de jantar oferecido pelo presidente do Senegal, Abdoulaye Wade

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, por ocasião de jantar oferecido pelo presidente do Senegal, Abdoulaye Wade , Luiz Inácio Lula da Silva, por ocasião de jantar oferecido pelo presidente do Senegal, Abdoulaye Wade Dacar-Senegal, 13 de abril de 2005 Caro Abdoulaye Wade, presidente da República do Senegal, Senhoras

Leia mais

Atividades de Férias História Geral Bloco I

Atividades de Férias História Geral Bloco I Atividades de Férias História Geral Bloco I 1. (Uerj 2012) O presidente Roosevelt, que governou os E.U.A. entre 1933 e 1945, solicitou a inclusão de Walt Disney na lista de visitas de celebridades hollywoodianas

Leia mais

Material de divulgação da Editora Moderna

Material de divulgação da Editora Moderna Material de divulgação da Editora Moderna Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

IX-5 Lista de Consulado Geral e Embaixadas em Kansai

IX-5 Lista de Consulado Geral e Embaixadas em Kansai IX-5 Lista de Consulado Geral e s em Kansai 1. Consulado Geral, e consulado em Kansai Consulado Geral Endereço Telefone Australia Ed. Twin 21 MID Tower 16º andar, 06-6941-9271 Consulado Geral da Austrália

Leia mais

I - Crimes contra a Humanidade

I - Crimes contra a Humanidade I - Crimes contra a Humanidade Os crimes contra a humanidade denominados também de delitos de lesa- humanidade surgem como extensão aos crimes de guerra, e, com o passar do tempo, acabam ganhando autonomia

Leia mais

Colégio Visão. História Prof. Alexandre. Discursiva D4. Analise as seguintes figuras e leia o texto abaixo.

Colégio Visão. História Prof. Alexandre. Discursiva D4. Analise as seguintes figuras e leia o texto abaixo. Colégio Visão História Prof. Alexandre Discursiva D4 Questão 01 - (UFJF MG) Analise as seguintes figuras e leia o texto abaixo. Figura 1: Imperador Napoleão III (left) em Sedan, a 2 de Setembro de 1870,

Leia mais

Colégio A. LIESSIN Scholem Aleichem - 2 - NANDA/OUT/2014-1309

Colégio A. LIESSIN Scholem Aleichem - 2 - NANDA/OUT/2014-1309 Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 13B Ensino Médio Equipe de Geografia Data: GEOGRAFIA ÁFRICA Neocolonialismo: A presença européia na África sempre se fez presente, desde o século XV. Porém, é a partir

Leia mais

AULA 04 31/03/2014. Professor Viegas Fernandes da Costa

AULA 04 31/03/2014. Professor Viegas Fernandes da Costa AULA 04 31/03/2014 Professor Viegas Fernandes da Costa CHARGE DA SEMANA MARCO CIVIL DA INTERNET As discussões começaram a partir de um texto elaborado em 2009 pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br),

Leia mais

Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Piracaia PIRAPREV CNPJ: 10.543.660/0001-72. Política de Responsabilidade Social

Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Piracaia PIRAPREV CNPJ: 10.543.660/0001-72. Política de Responsabilidade Social Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Piracaia PIRAPREV CNPJ: 10.543.660/0001-72 Política de Responsabilidade Social Dezembro de 2011 1 PREÂMBULO O IPSPMP-PIRAPREV, sendo uma

Leia mais

PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE

PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE - Sistemas sociais e culturais de notação de tempo ao longo da história, - As linguagens das fontes históricas; - Os documentos escritos,

Leia mais

Professor de Antropologia da Universidade Estadual de Campinas.

Professor de Antropologia da Universidade Estadual de Campinas. * Os socialistas devem posicionar-se politicamente a favor de medidas (Projetos de Lei com cotas para estudantes negros e oriundos da escola pública, bem como o Estatuto da Igualdade Racial), na medida

Leia mais

Independência da América Espanhola

Independência da América Espanhola Independência da América Espanhola Colônias espanholas na América Contexto Século XVIII: mudanças importantes iniciadas e ganhando força: Europa: Espanha e Portugal não dominavam mais o comércio colonial;

Leia mais

O CONTINENTE AFRICANO

O CONTINENTE AFRICANO O CONTINENTE AFRICANO TAMANHO E LOCALIZAÇÃO Possuindo uma área de 30.272.922 KM2 o continente africano é o terceiro maior continente da Terra ocupando 20,3 % das terras emersas, ficando atrás apenas da

Leia mais

O continente esquecido

O continente esquecido A U A UL LA O continente esquecido Nesta aula vamos estudar a porção da África ao sul do deserto do Saara. Vamos verificar que os efeitos do processo de colonização estão presentes até hoje nos conflitos

Leia mais

ANEXO 17 TABELA DENACIONALIDADES EPAÍSES (CARTÃO SUS)

ANEXO 17 TABELA DENACIONALIDADES EPAÍSES (CARTÃO SUS) ANEXO 17 TABELA DENACIONALIDADES EPAÍSES (CARTÃO SUS) NACIONALIDADES Cód. Afeganistão 101 África do Sul 102 Albânia 103 Alemanha 104 Ando ra 105 Angola 106 Angui la 107 Antigua e Barbuda 108 Antilhas Holandesas

Leia mais

PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA TREZE COLÔNIAS Base de ocupação iniciativa privada: Companhias de colonização + Grupos de imigrantes = GRUPOS DISTINTOS [excedente da metrópole;

Leia mais

ÁFRICA: DE MUNDO EXÓTICO A PERIFERIA ESQUECIDA. PROF.: ROBERT OLIVEIRA - robertgeografia@gmail.com

ÁFRICA: DE MUNDO EXÓTICO A PERIFERIA ESQUECIDA. PROF.: ROBERT OLIVEIRA - robertgeografia@gmail.com ÁFRICA: DE MUNDO EXÓTICO A PERIFERIA ESQUECIDA PROF.: ROBERT OLIVEIRA - robertgeografia@gmail.com Regiões Africanas Problemáticas O MAGREB Corresponde a porção oeste (ocidental) do Norte da África. Onde

Leia mais

Descolonização e Lutas de Independência no Século XX

Descolonização e Lutas de Independência no Século XX Descolonização e Lutas de Independência no Século XX A Independência da Índia (1947) - Antecedentes: Partido do Congresso (hindu) Liga Muçulmana Longa luta contra a Metrópole inglesa - Desobediência pacífica

Leia mais

Convenção Internacional sobre a Supressão e Punição do Crime de Apartheid

Convenção Internacional sobre a Supressão e Punição do Crime de Apartheid Convenção Internacional sobre a Supressão e Punição do Crime de Apartheid INTRODUÇÃO A Convenção Apartheid foi aprovado pela Assembléia Geral da ONU em 1973, mas com um grande número de abstenções por

Leia mais

ÁFRICA: ESPAÇO GEO(FÍSICO, ECONÔMICO, POLÍTICO); CARACTERÍSTICAS GEOAMBIENTAIS E GEOPOLÍTICAS

ÁFRICA: ESPAÇO GEO(FÍSICO, ECONÔMICO, POLÍTICO); CARACTERÍSTICAS GEOAMBIENTAIS E GEOPOLÍTICAS ÁFRICA: ESPAÇO GEO(FÍSICO, ECONÔMICO, POLÍTICO); CARACTERÍSTICAS GEOAMBIENTAIS E GEOPOLÍTICAS INFORMAÇÕES GERAIS LIMITES: Norte: mar Mediterrâneo Oeste: Oceano Atlântico Leste: oceano índico Zonas:

Leia mais

A DIFÍCIL CONVIVÊNCIA

A DIFÍCIL CONVIVÊNCIA A DIFÍCIL CONVIVÊNCIA Foto: Mariana Della Barba Angolano caminha por um musseque, como são chamadas as favelas na Angola. Quais os fatores responsáveis pela instabilidade política que caracterizam o continente

Leia mais

Unificação da Itália, Alemanha e EUA

Unificação da Itália, Alemanha e EUA Material de apoio para Monitoria 1. (PUC-SP) Na base do processo das unificações italiana e alemã, que alteraram o quadro político da Europa no século XIX, estavam os movimentos a) sociais, acentuadamente

Leia mais

Declaração Universal dos Direitos Humanos

Declaração Universal dos Direitos Humanos Declaração Universal dos Direitos Humanos Considerando que o reconhecimento da dignidade inerente a todos os membros da família humana e de seus direitos iguais e inalienáveis é o fundamento da liberdade,

Leia mais

CRISE DO ANTIGO SISTEMA COLONIAL

CRISE DO ANTIGO SISTEMA COLONIAL CRISE DO ANTIGO SISTEMA COLONIAL BASES COMUNS DO SISTEMA COLONIAL PACTO-COLONIAL Dominação Política Monopólio Comercial Sistema de Produção Escravista ESTRUTURA SOCIAL DAS COLONIAS ESPANHOLAS Chapetones

Leia mais

Minerva Studio/ Shutterstock. O passado colonial do continente africano: dominação e espoliação

Minerva Studio/ Shutterstock. O passado colonial do continente africano: dominação e espoliação Minerva Studio/ Shutterstock O passado colonial do continente africano: dominação e espoliação Mark Schwettmann/ Shutterstock Elena Niccolai/ Dreamstime.com O processo de exploração e colonização do continente

Leia mais

Es t i m a t i v a s

Es t i m a t i v a s Brasileiros no Mundo Es t i m a t i v a s Ministério das Relações Exteriores - MRE Subsecretaria Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior - SGEB Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior

Leia mais

Imperialismo dos EUA na América latina

Imperialismo dos EUA na América latina Imperialismo dos EUA na América latina 1) Histórico EUA: A. As treze colônias, colonizadas efetivamente a partir do século XVII, ficaram independentes em 1776 formando um só país. B. Foram fatores a emancipação

Leia mais

Preconceito juízo pré-concebido atitude discriminatória

Preconceito juízo pré-concebido atitude discriminatória PRECONCEITO RACIAL O QUE É PRECONCEITO? Preconceito é um juízo pré-concebido, que se manifesta numa atitude discriminatória, perante pessoas, crenças, sentimentos e tendências de comportamento. O preconceito

Leia mais

5ª REUNIÃO TEMÁTICA AMÉRICA DO SUL E CARIBE GEOPOLÍTICA E ORGANISMOS MULTILATERAIS

5ª REUNIÃO TEMÁTICA AMÉRICA DO SUL E CARIBE GEOPOLÍTICA E ORGANISMOS MULTILATERAIS ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO 7ª SCH- POLÍTICA E ESTRATÉGIA 5ª REUNIÃO TEMÁTICA AMÉRICA DO SUL E CARIBE GEOPOLÍTICA E ORGANISMOS MULTILATERAIS 01 Julho 15 O PROTAGONISMO BRASILEIRO NO SEU ENTORNO ESTRATÉGICO

Leia mais

Independência dos EUA. Colégio Marista Rosário Professora: Adriana Moraes - História

Independência dos EUA. Colégio Marista Rosário Professora: Adriana Moraes - História Independência dos EUA Colégio Marista Rosário Professora: Adriana Moraes - História Considerada a primeira revolução americana (a segunda foi a Guerra de Secessão, também nos Estados Unidos); considerada

Leia mais

Economia e Sociedade Açucareira. Alan

Economia e Sociedade Açucareira. Alan Economia e Sociedade Açucareira Alan Características coloniais gerais Colônia de exploração Existência de Pacto Colonial Monopólio Economia de exportação de produtos tropicais Natureza predatória extrativista,

Leia mais

ATRIBUTOS ou DIREITOS da PERSONALIDADE

ATRIBUTOS ou DIREITOS da PERSONALIDADE ATRIBUTOS ou DIREITOS da PERSONALIDADE Existem direitos denominados personalíssimos porque incidem sobre bens que estão intimamente ligados à pessoa humana, são intransmissíveis e irrenunciáveis, não podendo

Leia mais

Exercícios de Revisão RECUPERAÇÃO FINAL/ 2015 8º ANO

Exercícios de Revisão RECUPERAÇÃO FINAL/ 2015 8º ANO Nome: Exercícios de Revisão RECUPERAÇÃO FINAL/ 2015 8º ANO Componente de Geografia Série e Turma: 8º (A) (B) Data: Professora: Ana Lúcia Questão 01 (UEFS 2012.2) Sobre as consequências da queda do regime

Leia mais

RELATÓRIO DO RESUMO DA ALMA 1º TRIMESTRE DE 2015

RELATÓRIO DO RESUMO DA ALMA 1º TRIMESTRE DE 2015 RELATÓRIO DO RESUMO DA ALMA 1º TRIMESTRE DE 2015 Introdução A África alcançou um ponto de viragem crítico na sua luta contra a malária este ano à medida que objectivos, estratégias e planos globais e regionais

Leia mais

Nelson Mandela morre aos 95 anos

Nelson Mandela morre aos 95 anos Nelson Mandela morre aos 95 anos O líder sul-africano Nelson Mandela, 95, morreu nesta quinta (5) em sua residência, em Johannesburgo, onde havia sido levado no dia 1º de setembro após passar quase três

Leia mais

ANUALIZAÇÃO 2015/2016

ANUALIZAÇÃO 2015/2016 ESCOLA EB 3,3/S DE VILA FLOR HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL 6º ANO ANUALIZAÇÃO 2015/2016 OBJETIVOS CONTEÚDOS AVALIAÇÃO GESTÃO LETIVA (POR PERÍODO) - Conhecer a sociedade portuguesa no século XVIII -

Leia mais

Colonização. Os Estados Unidos foi colonizado por ingleses. A ocupação e exploração dessa colônia não se deu de forma igualitária.

Colonização. Os Estados Unidos foi colonizado por ingleses. A ocupação e exploração dessa colônia não se deu de forma igualitária. ESTADOS UNIDOS Colonização Colonização Os Estados Unidos foi colonizado por ingleses. A ocupação e exploração dessa colônia não se deu de forma igualitária. As Colônias do Norte, foram ocupadas por ingleses

Leia mais

Necessidade de visto para. Não

Necessidade de visto para. Não País Necessidade de visto para Turismo Negócios Afeganistão África do Sul Albânia, Alemanha Andorra Angola Antígua e Barbuda Arábia Saudita Argélia. Argentina Ingresso permitido com Cédula de Identidade

Leia mais

COMPROMISSO COM A FAMILIA

COMPROMISSO COM A FAMILIA Rua Bela Vista, 220 Vila Camisão COMPROMISSO COM A FAMILIA A família é o objetivo central da Democracia Cristã, ação politica inspirada nos ideais do Cristianismo. Fomos nós, Social-Democrata-Cristãos,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA QUINTA DO CONDE Escola Básica Integrada/JI da Quinta do Conde. Departamento de Ciências Humanas e Sociais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA QUINTA DO CONDE Escola Básica Integrada/JI da Quinta do Conde. Departamento de Ciências Humanas e Sociais HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL Distribuição dos tempos letivos disponíveis para o 5 º ano de escolaridade 1º Período 2º Período 3º Período *Início:15-21 de setembro 2015 *Fim:17 dezembro 2015 *Início:4

Leia mais

A ÁFRICA NOS TEMPOS DO TRÁFICO ATLÂNTICO

A ÁFRICA NOS TEMPOS DO TRÁFICO ATLÂNTICO A ÁFRICA NOS TEMPOS DO TRÁFICO ATLÂNTICO O ISLÃ CHEGA À ÁFRICA A partir do séc. VII, os árabes muçulmanos construíram um grande império na África: Oriente Médio, norte da África até grande parte da Península

Leia mais

Nasceu em Recife em 1921 e faleceu em 1997.

Nasceu em Recife em 1921 e faleceu em 1997. África do Sul Nasceu em Recife em 1921 e faleceu em 1997. É considerado um dos grandes pedagogos da atualidade e respeitado mundialmente. Embora suas idéias e práticas tenham sido objeto das mais diversas

Leia mais

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC CURSO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL URBANO E RURAL ROBERTO CORRÊA DA SILVA

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC CURSO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL URBANO E RURAL ROBERTO CORRÊA DA SILVA UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC CURSO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL URBANO E RURAL ROBERTO CORRÊA DA SILVA Plano Diretor como Indicador de Políticas Públicas para o Desenvolvimento do Município de São Bento

Leia mais

META Apresentar os diferentes estados colonizados, apontando as diversas apropriações decorrentes dessa colonização.

META Apresentar os diferentes estados colonizados, apontando as diversas apropriações decorrentes dessa colonização. O COLONIALISMO FRANCÊS NA ÁSIA E NA ÁFRICA META Apresentar os diferentes estados colonizados, apontando as diversas apropriações decorrentes dessa colonização. OBJETIVOS Ao fi nal desta aula, o aluno deverá:

Leia mais

Coordenador do CESE. Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8370236977587875

Coordenador do CESE. Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8370236977587875 Coordenador do CESE Lito Nunes Fernandes Doutor em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Brasil). Possui Mestrado em Gestão Financeira pela Universidade de Mondragón (Espanha) e Licenciatura

Leia mais

Principais causas para revolução francesa

Principais causas para revolução francesa Revolução Francesa Principais causas para revolução francesa -Empobrecimento do povo francês guerras, luxo, empréstimos. -Cerca de 80% do povo viviam no campo em situação precária. -Os anos que antecederam

Leia mais

ÁFRICA SUBSAARIANA: Características Básicas, Partilha Europeia e Alguns Conflitos. Rui Ribeiro de Campos

ÁFRICA SUBSAARIANA: Características Básicas, Partilha Europeia e Alguns Conflitos. Rui Ribeiro de Campos ÁFRICA SUBSAARIANA: Características Básicas, Partilha Europeia e Alguns Conflitos Rui Ribeiro de Campos ÁFRICA SUBSAARIANA: Características Básicas, Partilha Europeia e Alguns Conflitos Esta obra aborda

Leia mais

Dados internacionais de catalogação Biblioteca Curt Nimuendajú

Dados internacionais de catalogação Biblioteca Curt Nimuendajú Catalogação: Cleide de Albuquerque Moreira Bibliotecária/CRB 1100 Revisão: Elias Januário Revisão Final: Karla Bento de Carvalho Consultor: Luís Donisete Benzi Grupioni Projeto Gráfico/Diagramação: Fernando

Leia mais

ATIVIDADES ON-LINE: DESCOLONIZAÇÃO ÁFRICA E ÁSIA PROF. JOSE CARLOS

ATIVIDADES ON-LINE: DESCOLONIZAÇÃO ÁFRICA E ÁSIA PROF. JOSE CARLOS ATIVIDADES ON-LINE: DESCOLONIZAÇÃO ÁFRICA E ÁSIA PROF. JOSE CARLOS 1- "Morre um homem por minuto em Ruanda. Um homem morre por minuto numa nação do continente onde o Homo Sapiens surgiu há um milhão de

Leia mais

O MENINO QUE PEDALAVA

O MENINO QUE PEDALAVA África do Sul 1991 Em meados de 1991, Elizabeth recebeu a tarefa de organizar uma viagem para a África do Sul. A delegação partiria no mês de julho. Naquele momento, ela não poderia imaginar como aquela

Leia mais

Exercícios sobre África: Características Físicas e Organizações Territoriais

Exercícios sobre África: Características Físicas e Organizações Territoriais Exercícios sobre África: Características Físicas e Organizações Territoriais 1. Observe o mapa a seguir. As partes destacadas no mapa indicam: a) Áreas de clima desértico. b) Áreas de conflito. c) Áreas

Leia mais

Resoluções das Atividades

Resoluções das Atividades Resoluções das Atividades Sumário Módulo 1 A conquista da América, a história cultural dos povos indígenas e africanos e a economia açucareira...1 Módulo 2 A mineração no Período Colonial, as atividades

Leia mais

África/Brasil EM QUE ESPELHO FICOU PERDIDA A MINHA FACE. (Cecília Meireles)

África/Brasil EM QUE ESPELHO FICOU PERDIDA A MINHA FACE. (Cecília Meireles) África/Brasil EM QUE ESPELHO FICOU PERDIDA A MINHA FACE (Cecília Meireles) https://www.youtube.com/watch?v=nbbia67areq first taste of chocolate ivory coast ÁFRICA Entre 1950 e 1970, descolonização dá

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Ações afirmativas no sistema da Organização das Nações Unidas: obrigação ou faculdade? Oziel Francisco de Sousa * No plano do direito internacional, a questão da discriminação e

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL, ÉTICA E CIDADANIA

RESPONSABILIDADE SOCIAL, ÉTICA E CIDADANIA ESAF PR Seminário Paranaense de Educação Fiscal RESPONSABILIDADE SOCIAL, ÉTICA E CIDADANIA Fabiane L.B.N.Bessa Papel do Estado e suas relações com a sociedade civil e o mercado -> apoio recíproco Reformas

Leia mais

BREVES EXPOSIÇÕES SOBRE OS DIREITOS HUMANOS

BREVES EXPOSIÇÕES SOBRE OS DIREITOS HUMANOS BREVES EXPOSIÇÕES SOBRE OS DIREITOS HUMANOS Kelen Campos Benito 1 Bruno Souza Garcia 2 Resumo: O presente trabalho tem por finalidade discutir os Direitos Humanos que são os Direitos Fundamentais do homem.

Leia mais

EUROPA NO SÉCULO XIX. http://historiaonline.com.br

EUROPA NO SÉCULO XIX. http://historiaonline.com.br EUROPA NO SÉCULO XIX A INGLATERRA NO SÉCULO XIX: Era Vitoriana (1837-1901): Hegemonia marítima inglesa. Fortalecimento do poder político da burguesia. Expansão da economia industrial 2ª Revolução Industrial.

Leia mais

NAPOLEÃO BONAPARTE. Pode-se dividir seu governo em três partes: Consulado (1799-1804) Império (1804-1815) Governo dos Cem Dias (1815)

NAPOLEÃO BONAPARTE. Pode-se dividir seu governo em três partes: Consulado (1799-1804) Império (1804-1815) Governo dos Cem Dias (1815) NAPOLEÃO BONAPARTE 1 Profª Adriana Moraes Destaca-se política e militarmente no Período Jacobino. DIRETÓRIO Conquistas militares e diplomáticas na Europa defesa do novo governo contra golpes. Golpe 18

Leia mais

Enquadramento económico dos mercados regionais da CPLP

Enquadramento económico dos mercados regionais da CPLP www.pwc.com/pt Enquadramento económico dos mercados regionais da CPLP Oportunidades maximizadas? Jaime Carvalho Esteves 19 de Março 2013 Agenda 1. Conceito de hub 2. Relevância da CPLP 3. Os mercados de

Leia mais

produção científica em Ciências da Educação Dra. Marta Canese de Estigarribia http://lattes.cnpq.br/7846052551182806

produção científica em Ciências da Educação Dra. Marta Canese de Estigarribia http://lattes.cnpq.br/7846052551182806 A Ética nas pesquisas e na produção científica em Ciências da Educação Dra. Marta Canese de Estigarribia http://lattes.cnpq.br/7846052551182806 mcanese@gmail.com A principal i preocupação da educação atual

Leia mais

EDUCAR PARA OS DIREITOS HUMANOS

EDUCAR PARA OS DIREITOS HUMANOS EDUCAR PARA OS DIREITOS HUMANOS Sandra Regina Paes Padula * Gostaria aqui fazer um breve histórico de como surgiu os Direitos Humanos para depois entendermos como surgiu a Educação em Direitos Humanos.

Leia mais

TRÁFICO HUMANO E AS MIGRAÇÕES INTERNACIONAIS

TRÁFICO HUMANO E AS MIGRAÇÕES INTERNACIONAIS TRÁFICO HUMANO E AS MIGRAÇÕES INTERNACIONAIS MOVIMENTOS MIGRATÓRIOS INTERNACIONAIS 1. RAZÕES DAS MIGRAÇÕES FATORES ATRATIVOS X FATORES REPULSIVOS - CONDIÇÕES DE VIDA - OFERTAS DE EMPREGO - SEGURANÇA -

Leia mais

Entrevista com o Prof. José Sérgio Fonseca de Carvalho

Entrevista com o Prof. José Sérgio Fonseca de Carvalho Entrevista com o Prof. José Sérgio Fonseca de Carvalho Projeto Revoluções - Como podemos explicar a relação entre educação e direitos humanos? Prof. José Sérgio - Trata-se aqui de uma relação dupla e complementar.

Leia mais

60 spectrum. spectrum

60 spectrum. spectrum 60 SPECTRUM, artigos versando temas variados, que vão desde grandes nomes da educação, até figuras literárias da cidade de Viseu, passando por questões de Medicina do trabalho e, quiçá, outros; espelho

Leia mais

É o estudo do processo de produção, distribuição, circulação e consumo dos bens e serviços (riqueza).

É o estudo do processo de produção, distribuição, circulação e consumo dos bens e serviços (riqueza). GEOGRAFIA 7ª Série/Turma 75 Ensino Fundamental Prof. José Gusmão Nome: MATERIAL DE ESTUDOS PARA O EXAME FINAL A GEOGRAFIA DO MUNDO SUBDESENVOLVIDO A diferença entre os países que mais chama a atenção é

Leia mais

RESUMO PARA RECUPERAÇÃO 2º TRIMESTRE

RESUMO PARA RECUPERAÇÃO 2º TRIMESTRE RESUMO PARA RECUPERAÇÃO 2º TRIMESTRE Conceitos Diversos Estado É uma organização políticoadministrativa da sociedade. Estado-nação - Quando um território delimitado é composto de um governo e uma população

Leia mais