6 obras indispensáveis para refletir sobre a Consciência Negra

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "6 obras indispensáveis para refletir sobre a Consciência Negra"

Transcrição

1 6 obras indispensáveis para refletir sobre a Consciência Negra No mês da Consciência Negra, conheça seis obras importantes que analisam e estimulam o pensamento crítico acerca dos papeis social do negro na história do país e do mundo e suas variadas representatividades nos cinemas. Amistad (EUA, 1997) As lentes de Stephen Spielberg constroem de forma altiva a narrativa da verídica tripulação do navio espanhol La Amistad. Já considerado um clássico da década de 90 marcado por quatro indicações ao Oscar, Amistad narra a história de um grupo de

2 africanos na situação de escravos a bordo de um navio negreiro, em que, após se rebelarem e tomarem o comando da nau, tentam voltar a sua terra de origem, porém o navio é aprisionado e levado aos Estados Unidos. Em solo americano, estas pessoas vistas como propriedades são julgadas por crime de assassinato e presas. Todos esses acontecimentos trazem uma discussão que acabam funcionando como combustível para a ação abolicionista na América do Norte. Ganga Zumba (Brasil, 1964) A película conhecida por ser um dos grandes marcos do Cinema Novo, traz a atuação visceral de Antônio Pitanga na pele de Ganga Zumba o primeiro líder do quilombo dos Palmares. O filme coloca em cena um arsenal completo de elementos africanos como rituais e danças magistralmente interpretado pela companhia Filhos de Ganghi (maior afoxé do mundo). Quando Antão nome de batismo de Ganga Zumba passa a ter conhecimento de que estaria fadado a se tornar rei, já que sua falecida mãe foi uma rainha africana, resolve que seu destino é partir em busca de Palmares, lugar conhecido por ser protegido por orixás. A obra de Cacá Diegues é muito bem executada e, historicamente, bem fundamentada. O filme está disponível de forma gratuita na internet. 12 Anos de Escravidão (EUA, 2013)

3 O ganhador de três estatuetas douradas da Academia, incluindo Melhor Filme, Roteiro adaptado e Atriz coadjuvante (lançando Lupita Nyong o ao estrelato) narra a impetuosa e violenta jornada real de Solomon Northup (Chiwetel Ejiofor), o homem negro livre que, sequestrado no estado de Washington, torna-se escravo por 12 anos nas lavouras de Louisiana antes de ser liberto. Muitas discussões densas perpassam toda a narrativa, deixando de lado clichês como o do homem branco que descobre que a escravidão é algo ruim ou romances entre brancos e negros. Ao contrário, o espectador está diante de uma obra crua repleta de elementos que entregam um filme a altura de seu tempo. A Negação do Brasil (Brasil, 2000) O documentário de Joel Zito Araújo é um poderoso aparato de memórias e pesquisas do diretor, acerca do papel de atores negros em produções da teledramaturgia brasileira. O filme pensa os estereótipos em papeis atribuídos a atores afrodescendentes, de forma a traçar a forte influência que as

4 novelas transmitiram através da identidade étnica dos negros no Brasil. Para o criador da obra, a televisão é somente o reflexo de uma sociedade que nega sua própria realidade, uma negação do Brasil. Quanto Vale ou é Por Quilo (Brasil, 2005) O filme faz uma belíssima analogia entre o antigo sistema de comércio de escravos e as atuais ONG s que fazem da miséria uma fonte de exploração, que na prática deveriam defender os interesses dos afrodescendentes. A película livremente inspirada no conto Pai e Mãe de Machado de Assis esquematiza os principais elementos de duas épocas de semelhanças assustadoras. Se no século XVIII período de escravidão declarada existiram os capitães do mato que, objetivando o lucro, caçavam e vendiam escravos aos senhores de terra, hoje em dia, tapando o vácuo do Estado em assistência social, o conhecido Terceiro Setor faz uso da miséria visando, igualmente, o lucro. Quanto Vale ou É Por Quilo projeta em tela um Brasil onde os valores estão em constante crise. Essa é mais uma obra que está disponível de forma gratuita na internet. Branco Sai, Preto Fica (Brasil, 2014)

5 A construção do longa é proposta através de imagens e sons que aos poucos entrega uma história trágica e igualmente complexa. O cinema de Adirley Queirós é mais um grito das classes pobres dentro da nossa democracia racial. Conta a história de dois homens negros, habitante de uma das maiores periferias de Brasília, profundamente marcados pela atuação truculenta e criminosa de uma polícia declaradamente racista. O fabuloso da película de Queirós está em como os acontecimentos vão ser narrados. Por achar não adequado, os personagens resolvem contar a história levando em consideração outras formas de se narrar o passado. Branco Sai, Preto Fica, tem muito de documentário, mas também de ficção científica e musical pop. O filme talvez nos apresente um apartheid cuja sociedade prefere não descortinar.

RAÇA BRASIL COLUNAS: TEMAS & CÓDIGOS & SUBCÓDIGOS

RAÇA BRASIL COLUNAS: TEMAS & CÓDIGOS & SUBCÓDIGOS Negritude Discriminação Racial 40 Negritude Entidades, instituições em favor do negro 35 Negritude Discriminação Racial Denúncias 9 Negritude Discriminação Racial Denúncias condenações realizadas 7 Cultura

Leia mais

Plano de Aula: Consciência Negra

Plano de Aula: Consciência Negra Plano de Aula: Consciência Negra Olá amigos e amigas do SOESCOLA. Hoje trago para vocês um plano de aula para ensino fundamental sobre a Consciência Negra Criado por Érica Alves da Silva. Plano de Aula:

Leia mais

PRECEDENTE HISTÓRICO. Castro Alves- Navio Negreiro. Negros vindos em navio negreiros.

PRECEDENTE HISTÓRICO. Castro Alves- Navio Negreiro. Negros vindos em navio negreiros. MOVIMENTO NEGRO PRECEDENTE HISTÓRICO Na origem das extremas desigualdades raciais observadas no Brasil está o fato óbvio de que os africanos e muitos dos seus descendentes foram incorporados à sociedade

Leia mais

O Brasil e o Oscar: quando quase chegamos lá!

O Brasil e o Oscar: quando quase chegamos lá! O Brasil e o Oscar: quando quase chegamos lá! O Pagador de Promessas A entrega das estatuetas do Oscar pela Academia já é mais que uma premiação lendária e em sua 89ª edição pode se concluir com segurança

Leia mais

Relações Étnico-Raciais no Brasil. Professor Guilherme Paiva

Relações Étnico-Raciais no Brasil. Professor Guilherme Paiva Relações Étnico-Raciais no Brasil Professor Guilherme Paiva Unidade 1: Entender as relações étnico-raciais no Brasil através das legislações atuais Questões iniciais: a invisibilidade do negro e do índio

Leia mais

ATIVIDADES SOBRE DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA

ATIVIDADES SOBRE DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA ATIVIDADES SOBRE DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA O dia 20 de novembro faz menção à consciência negra, a fim de ressaltar as dificuldades que os negros passam há séculos. A escolha da data foi em homenagem

Leia mais

Atividades consciência negra colorir

Atividades consciência negra colorir Atividades consciência negra colorir Atividades infantil sobre zumbi dos palmares, são exercícios para imprimir colorir e pintar e o material pode ser aplicado em sala de aula, pois as atividades consciência

Leia mais

BRASIL COLÔNIA ( )

BRASIL COLÔNIA ( ) 2 - REVOLTAS EMANCIPACIONISTAS: Século XVIII (final) e XIX (início). Objetivo: separação de Portugal (independência). Nacionalistas. Influenciadas pelo iluminismo, independência dos EUA e Revolução Francesa.

Leia mais

RAÇA BRASIL REPORTAGENS: TEMAS & CÓDIGOS GRUPOS TEMÁTICOS (2.318 REPORTAGENS / 185 TEMAS & CÓDIGOS)

RAÇA BRASIL REPORTAGENS: TEMAS & CÓDIGOS GRUPOS TEMÁTICOS (2.318 REPORTAGENS / 185 TEMAS & CÓDIGOS) Personalidade Personalidade Perfil 322 Personalidade Personalidade Carreira 244 Estética Cabelos Femininos 157 Sociedade Eventos NULL 121 Estética Moda Feminina & Masculina 118 Estética Moda Feminina 107

Leia mais

Projeto de Cinema: O olhar para... - Atividade 2 de Língua Portuguesa

Projeto de Cinema: O olhar para... - Atividade 2 de Língua Portuguesa Projeto de Cinema: O olhar para... - Atividade 2 de Língua Portuguesa 6º ao 9ºanos Conteúdo: expressões caracterizadoras e adverbiais A resenha, a seguir, refere-se ao filme Laranja Mecânica de Stanley

Leia mais

Aula 10.2 Conteúdo Arte e cultura africana.

Aula 10.2 Conteúdo Arte e cultura africana. Aula 10.2 Conteúdo Arte e cultura africana. 2 Habilidades: Refletir sobre as questões de dominação cultural, estereótipos e manutenção de identidade. 3 Vídeo Miscigenação. 4 Vídeo Aplicabilidade das Leis.

Leia mais

Proposta de redação: Somos todos iguais : expressão falaciosa da democracia moderna. O racismo ainda bate às portas.

Proposta de redação: Somos todos iguais : expressão falaciosa da democracia moderna. O racismo ainda bate às portas. Racismo Proposta de redação: Somos todos iguais : expressão falaciosa da democracia moderna. O racismo ainda bate às portas. Racismo: Manifestações racistas, como a recentemente sofrida pela jornalista

Leia mais

AS LÓGICAS DO RACISMO EM PORTUGAL E NO BRASIL

AS LÓGICAS DO RACISMO EM PORTUGAL E NO BRASIL AS LÓGICAS DO RACISMO EM PORTUGAL E NO BRASIL I DESCOBRIMENTOS E IDENTIDADE NACIONAL II HISTÓRIA, ESCRAVATURA E RACISMO III LUTAS ANTI-RACISTAS NA EDUCAÇÃO DINAMIZAÇÃO: MARTA ARAÚJO, SILVIA MAESO E LUCIANE

Leia mais

DATA: 19 / 12 / 2016 VALOR: 20,0 NOTA:

DATA: 19 / 12 / 2016 VALOR: 20,0 NOTA: DISCIPLINA: HISTÓRIA PROFESSORES: AULUS e PAULA DATA: 19 / 12 / 2016 VALOR: 20,0 NOTA: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 8º Ano / E.F. II TURMAS: 8ºA E 8ºB ALUNO (A): Nº: 01. RELAÇÃO DO CONTEÚDO: O

Leia mais

X TROFÉU OMAR Público Alvo: Alunos do Ensino Fundamental, Ensino Médio e Cursos Técnicos do município de Três de Maio.

X TROFÉU OMAR Público Alvo: Alunos do Ensino Fundamental, Ensino Médio e Cursos Técnicos do município de Três de Maio. X TROFÉU OMAR 2012 Num filme o que importa não é a realidade, mas o que dela possa extrair a imaginação Charles Chaplin Promoção: Grêmio Estudantil SETREM (GESE). Modalidade: Curtas-metragens. Público

Leia mais

CINEMA E EDUCAÇÃO: UM DIÁLOGO POSSÍVEL PARA DISCURSÃO DAS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS A PARTIR DO CURTA-METRAGEM VISTA MINHA PELE (2003)

CINEMA E EDUCAÇÃO: UM DIÁLOGO POSSÍVEL PARA DISCURSÃO DAS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS A PARTIR DO CURTA-METRAGEM VISTA MINHA PELE (2003) CINEMA E EDUCAÇÃO: UM DIÁLOGO POSSÍVEL PARA DISCURSÃO DAS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS A PARTIR DO CURTA-METRAGEM VISTA MINHA PELE (2003) Rafael da Silva Abreu 1 Introdução O presente artigo de experiência

Leia mais

4ª FASE. Prof. Amaury Pio Prof. Eduardo Gomes

4ª FASE. Prof. Amaury Pio Prof. Eduardo Gomes 4ª FASE Prof. Amaury Pio Prof. Eduardo Gomes Unidade IV A formação dos estados modernos 2 Aula 21.2 Conteúdo Escravismo colonial II 3 Habilidade Compreender as heranças africanas no Brasil e as religiões

Leia mais

Cultura Afro-brasileira

Cultura Afro-brasileira Cultura Afro-brasileira by barattaxxx 2008 África! Mulher trigueira, negrita brejeira requebrada em sons, por mais que te veja minh alma deseja reviver teus tons. África! De cores garridas, gentes atrevidas

Leia mais

POR QUE É PRECISO TER CONSCIÊNCIA NEGRA?

POR QUE É PRECISO TER CONSCIÊNCIA NEGRA? POR QUE É PRECISO TER CONSCIÊNCIA NEGRA? Qualquer sociedade que busca o desenvolvimento da democracia precisa dar especial atenção aos anseios sociais e colocá-los à frente de nossos anseios pessoais.

Leia mais

Estudos das Relações Étnico-raciais para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana e Indígena. Ementa. Aula 1

Estudos das Relações Étnico-raciais para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana e Indígena. Ementa. Aula 1 Estudos das Relações Étnico-raciais para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana e Indígena Aula 1 Prof. Me. Sergio Luis do Nascimento Ementa Conceitos básicos, como: escravo, escravizado,

Leia mais

CIDADE E CULTURA NO TOCANTINS: ASPECTOS ÉTNICO- CULTURAIS DA COMUNIDADE AFRO DESCENDENTE DA FAZENDA AÇUDE NO MUNICÍPIO DE SANTA ROSA-TO

CIDADE E CULTURA NO TOCANTINS: ASPECTOS ÉTNICO- CULTURAIS DA COMUNIDADE AFRO DESCENDENTE DA FAZENDA AÇUDE NO MUNICÍPIO DE SANTA ROSA-TO CIDADE E CULTURA NO TOCANTINS: ASPECTOS ÉTNICO- CULTURAIS DA COMUNIDADE AFRO DESCENDENTE DA FAZENDA AÇUDE NO MUNICÍPIO DE SANTA ROSA-TO Nome do autore: Valdina Gomes de Almeida Nome do Aluno; Valdina Gomes

Leia mais

CIDADE E CULTURA NO TOCANTINS: ASPECTOS ÉTNICO- CULTURAIS DA COMUNIDADE AFRO DESCENDENTE DA FAZENDA AÇUDE NO MUNICÍPIO DE SANTA ROSA-TO

CIDADE E CULTURA NO TOCANTINS: ASPECTOS ÉTNICO- CULTURAIS DA COMUNIDADE AFRO DESCENDENTE DA FAZENDA AÇUDE NO MUNICÍPIO DE SANTA ROSA-TO CIDADE E CULTURA NO TOCANTINS: ASPECTOS ÉTNICO- CULTURAIS DA COMUNIDADE AFRO DESCENDENTE DA FAZENDA AÇUDE NO MUNICÍPIO DE SANTA ROSA-TO Valdina Gomes de Almeida¹; Dr. Elizeu Ribeiro Lira². ¹ Aluna do Curso

Leia mais

Roteiro e Direção: Chiquinho Nery

Roteiro e Direção: Chiquinho Nery Roteiro e Direção: Chiquinho Nery O Espetáculo O espetáculo ALICE NO PAÍS DA INTERNET é uma viagem pelo mundo da informática, onde a pequena Alice - interpretada por Heloísa Pérrisé - tropeça no teclado

Leia mais

ENSINO DE HISTÓRIA DA ÁFRICA E AFRO-BRASILEIRA NA ESCOLA ESTADUAL CORONEL FELIPE DE BRUM 1

ENSINO DE HISTÓRIA DA ÁFRICA E AFRO-BRASILEIRA NA ESCOLA ESTADUAL CORONEL FELIPE DE BRUM 1 ENSINO DE HISTÓRIA DA ÁFRICA E AFRO-BRASILEIRA NA ESCOLA ESTADUAL CORONEL FELIPE DE BRUM 1 Ana Evanir Alves Viana 2 Ismael Lima Dutra 3 ; Marcelina Fischer Camargo 4 ; Ismael Vitor 5 Diogo da Silva Roiz

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 4.º ANO/EF

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 4.º ANO/EF SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 4.º ANO/EF 2016 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Senhores Ouvintes e Telespectadores,

Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Senhores Ouvintes e Telespectadores, 1 Discurso pronunciado pelo Deputado João Mendes de Jesus (PSL-RJ), em / /2005. Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Senhores Ouvintes e Telespectadores, Hoje é o Dia Internacional pela Eliminação

Leia mais

Projeto - A afrodescendência brasileira: desmistificando a história

Projeto - A afrodescendência brasileira: desmistificando a história Projeto - A afrodescendência brasileira: desmistificando a história Tema: Consciência Negra Público-alvo: O projeto é destinado a alunos do Ensino Fundamental - Anos Finais Duração: Um mês Justificativa:

Leia mais

JOAQUIM NABUCO ( ) O ABOLICIONISMO (1893)

JOAQUIM NABUCO ( ) O ABOLICIONISMO (1893) JOAQUIM NABUCO (1849-1910) O ABOLICIONISMO (1893) Professor: Elson Junior Santo Antônio de Pádua, agosto de 2017 O que é o abolicionismo? Obra do presente e do futuro O abolicionismo é, as sim, uma concepção

Leia mais

Aula MACHADO DE ASSIS E O REALISMO BRASILEIRO. META Apresentar e discutir o lugar da obra de Machado de Assis na literatura brasileira realista.

Aula MACHADO DE ASSIS E O REALISMO BRASILEIRO. META Apresentar e discutir o lugar da obra de Machado de Assis na literatura brasileira realista. MACHADO DE ASSIS E O REALISMO BRASILEIRO META Apresentar e discutir o lugar da obra de Machado de Assis na literatura brasileira realista. OBJETIVOS social; realista; - Releitura das aulas 1, 2 e 3. (Fonte:

Leia mais

Abolio da escravatura - Lei urea

Abolio da escravatura - Lei urea Abolio da escravatura - Lei urea Questo: 1 Abolição da Escravatura - Lei Áurea Introdução Na época em que os portugueses começaram a colonização do Brasil, não existia mão-de-obra para a realização de

Leia mais

alfabetização: Consciência Negra

alfabetização: Consciência Negra Atividades alfabetização: Consciência Negra Dia para da Atividade de interpretação do texto Um dia muito especial que fala sobre o Dia da Consciência Negra. Atividades para alfabetização: Dia da Consciência

Leia mais

CONTEÚDOS HISTÓRIA 4º ANO COLEÇÃO INTERAGIR E CRESCER

CONTEÚDOS HISTÓRIA 4º ANO COLEÇÃO INTERAGIR E CRESCER CONTEÚDOS HISTÓRIA 4º ANO COLEÇÃO INTERAGIR E CRESCER UNIDADE 1 O TEMPO E AS ORIGENS DO BRASIL 1. Contando o tempo Instrumentos de medida do tempo Medidas de tempo: década, século, milênio Linha do tempo

Leia mais

R A. T o d o d i a é d i a de: P R O J E T O ESCOLA ESTADUAL MINAS GERAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO - UFTM

R A. T o d o d i a é d i a de: P R O J E T O ESCOLA ESTADUAL MINAS GERAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO - UFTM ESCOLA ESTADUAL MINAS GERAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO - UFTM P R O J E T O T o d o d i a é d i a de: C O N S C I Ê N C I A N E G R A Professor Cristian Vicente Rodrigues Alunos Bolsistas

Leia mais

Plano de aula Consciência Negra

Plano de aula Consciência Negra Plano de aula Consciência Negra Plano de aula Consciência negra / Plano de aula para a educação infantil Plano de aula Consciência Negra Tema: A Bonequinha Preta Novembro é o mês da consciência negra,

Leia mais

Guia para refletir sobre a consciência negra

Guia para refletir sobre a consciência negra Guia para refletir sobre a consciência negra Esse guia foi especialmente elaborado para que educadores possam realizar sessões de filmes capazes de provocar reflexões sobre a consciência negra. Um detalhe

Leia mais

Gabinete da Vereadora Sâmia Bomfim

Gabinete da Vereadora Sâmia Bomfim Gabinete da Vereadora Sâmia Bomfim Projeto de Lei nº 493/2017 Incluiu no Calendário Oficial de Eventos da Cidade de São Paulo o Dia da Mulher Negra, a ser comemorado anualmente no 25 de julho. A CÂMARA

Leia mais

Plano de Aula Menina Bonita do Laço de Fita.

Plano de Aula Menina Bonita do Laço de Fita. Plano de Aula Menina Bonita do Laço de Fita. Este Plano de Aula Menina Bonita do Laço de Fita é um excelente recurso para trabalhar o Dia da Consciência Negra que é comemorado em 20 de novembro em todo

Leia mais

ENSINO DA HISTÓRIA AFRICANA E AFRO-BRASILEIRA NA E. E. VESPASIANO MARTINS NO 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL EM AMAMBAI MATO GROSSO DO SUL.

ENSINO DA HISTÓRIA AFRICANA E AFRO-BRASILEIRA NA E. E. VESPASIANO MARTINS NO 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL EM AMAMBAI MATO GROSSO DO SUL. ENSINO DA HISTÓRIA AFRICANA E AFRO-BRASILEIRA NA E. E. VESPASIANO MARTINS NO 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL EM AMAMBAI MATO GROSSO DO SUL. Marta Ferreira Soares 1 ; Roberto Machado Ribeiro 2 ; Selma Cristina

Leia mais

Artefatos culturais e educação...

Artefatos culturais e educação... Artefatos culturais e educação... USO DAS TDIC NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PROFª. JOICE ARAÚJO ESPERANÇA Vídeos: artefatos culturais? Vídeos Filmes Desenhos animados documentários Propagandas Telenovelas

Leia mais

O golpe nada mais foi que a antecipação da maioridade de D. Pedro II, que contava então com um pouco mais de 14 anos.

O golpe nada mais foi que a antecipação da maioridade de D. Pedro II, que contava então com um pouco mais de 14 anos. GOLPE DA MAIORIDADE Desde 1838, estava claro tanto para os LIBERAIS, quanto para os CONSERVADORES que somente a monarquia plena poderia levar o país a superar a sua instabilidade política. O golpe nada

Leia mais

Relações raciais e educação - leis que sustentaram o racismo e leis de promoção da igualdade racial e étnica 12/05

Relações raciais e educação - leis que sustentaram o racismo e leis de promoção da igualdade racial e étnica 12/05 Relações raciais e educação - leis que sustentaram o racismo e leis de promoção da igualdade racial e étnica 12/05 Novo cronograma Relações raciais e educação - leis que sustentaram o racismo e leis de

Leia mais

1640 > Fim da União Ibérica Comércio com Buenos Aires e contrabando Rei de São Paulo: Amador Bueno da Ribeira. Amador Bueno recusou o título de rei e

1640 > Fim da União Ibérica Comércio com Buenos Aires e contrabando Rei de São Paulo: Amador Bueno da Ribeira. Amador Bueno recusou o título de rei e REVOLTAS COLONIAIS REVOLTAS NATIVISTAS 1640 > Fim da União Ibérica Comércio com Buenos Aires e contrabando Rei de São Paulo: Amador Bueno da Ribeira. Amador Bueno recusou o título de rei e saiu às ruas

Leia mais

Considerando o que você estudou sobre as motivações das grandes navegações, explique a resposta de Vasco da Gama.

Considerando o que você estudou sobre as motivações das grandes navegações, explique a resposta de Vasco da Gama. 7º História Carol Av. Trimestral 04/11/14 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos. 2. Esta prova

Leia mais

Plano Sequência - Quatro minutos na balada 1

Plano Sequência - Quatro minutos na balada 1 Plano Sequência - Quatro minutos na balada 1 Rafael de JESUS 2 Ana Carolina Grützmann da SILVA 3 Luiza Torres LOPES 4 Marciele Ferrari TRINDADE 5 Taís IENSEN 6 Michele Kapp TREVISAN 7 Centro Universitário

Leia mais

Brasil: Um País de Todos

Brasil: Um País de Todos Brasil: Um País de Todos RESUMO Trataremos da Afrodescendência no Brasil. Descreveremos como os negros eram tratados e como viviam no país. Focalizaremos a sua cultura, em específico, a culinária e as

Leia mais

A TROCA DA MÃO-DE-OBRA INDÍGENA PELA NEGRA AFRICANA

A TROCA DA MÃO-DE-OBRA INDÍGENA PELA NEGRA AFRICANA A TROCA DA MÃO-DE-OBRA INDÍGENA PELA NEGRA AFRICANA O sucesso da lavoura canavieira passou a exigir cada vez mais mão-de-obra, assim, os Senhores de Engenho começaram a importar escravos negros da África

Leia mais

1. Release Com a experiência como crítico de cinema do Jornal O Globo e colaborador de teledramaturgia da Rede Globo de televisão, o autor o jornalist

1. Release Com a experiência como crítico de cinema do Jornal O Globo e colaborador de teledramaturgia da Rede Globo de televisão, o autor o jornalist - 1 - 1. Release Com a experiência como crítico de cinema do Jornal O Globo e colaborador de teledramaturgia da Rede Globo de televisão, o autor o jornalista Rodrigo Fonseca, numa orquestração perfeita

Leia mais

Transforme seus colaboradores em uma verdadeira TROPA DE ELITE. prontos para alcançar alta performance E superar qualquer desafio!

Transforme seus colaboradores em uma verdadeira TROPA DE ELITE. prontos para alcançar alta performance E superar qualquer desafio! Transforme seus colaboradores em uma verdadeira TROPA DE ELITE prontos para alcançar alta performance E superar qualquer desafio! 10 MOTIVOS Para você levar a palestra mais devastadora do Brasil para sua

Leia mais

Elementos da narrativa

Elementos da narrativa Elementos da narrativa Narrador presente narrador ausente O narrador é aquele que conta a história Uma narrativa Quando não participa na história narrada, relatando apenas acontecimentos na terceira pessoa

Leia mais

Oficina de Roteiro. Oficina de Roteiro. copyright - Felipe Neves

Oficina de Roteiro. Oficina de Roteiro. copyright - Felipe Neves Oficina de Roteiro Oficina de Roteiro O que é Roteiro? Podemos definir um roteiro de diversas maneiras. A forma escrita de qualquer espetáculo áudio e/ou visual. ( Doc Comparato) 2. Planta baixa ou um

Leia mais

A escravidão brasileira

A escravidão brasileira A escravidão brasileira A África antes da chegada dos europeus no século 15 era um continente com várias culturas, povos, línguas e religiões diferentes. Deste modo, não existia uma unidade, mas pelo contrário,

Leia mais

Livremente inspirado na obra de Manuel Antônio de Almeida Texto e Direção de Guido Caratori

Livremente inspirado na obra de Manuel Antônio de Almeida Texto e Direção de Guido Caratori Livremente inspirado na obra de Manuel Antônio de Almeida Texto e Direção de Guido Caratori - SUMÁRIO SINOPSE... 4 ESPETÁCULO... 5 FICHA TÉCNICA... 6 FOTOS... 7 MAPA TÉCNICO... 9 SINOPSE A montagem da

Leia mais

ATIVIDADE. Independência para quem? Relações políticas e sociais durante o período escravista brasileiro

ATIVIDADE. Independência para quem? Relações políticas e sociais durante o período escravista brasileiro ATIVIDADE Independência para quem? Relações políticas e sociais durante o período escravista brasileiro Material do professor Faixa etária: 8º ano O objetivo e problemática que cercam este material didático

Leia mais

Anais (2016): IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO-CÁCERES-MT ISSN CONSCIÊNCIA NEGRA: SÓ SE VALORIZA O QUE CONHECE EM SUA PLENITUDE

Anais (2016): IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO-CÁCERES-MT ISSN CONSCIÊNCIA NEGRA: SÓ SE VALORIZA O QUE CONHECE EM SUA PLENITUDE Anais (2016): IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO-CÁCERES-MT ISSN 2317-5494 1 de 12 Anais (2016): IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO-CÁCERES-MT ISSN 2317-5494 CONSCIÊNCIA NEGRA: SÓ SE VALORIZA O

Leia mais

II Colóquio da Pós-Graduação em Letras UNESP Campus de Assis ISSN:

II Colóquio da Pós-Graduação em Letras UNESP Campus de Assis ISSN: II Colóquio da Pós-Graduação em Letras UNESP Campus de Assis ISSN: 2178-3683 www.assis.unesp.br/coloquioletras coloquiletras@yahoo.com.br UM ESTUDO SOBRE A REPRESENTAÇÃO DE MÃE SUSANA NO LIVRO ÚRSULA,

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 4.º ANO/EF 2017

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 4.º ANO/EF 2017 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO I ETAPA LETIVA HISTÓRIA 4.º ANO/EF 2017 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

COMO SE TORNAR UM ROTEIRISTA ROTEIRO E NARRATIVA

COMO SE TORNAR UM ROTEIRISTA ROTEIRO E NARRATIVA COMO SE TORNAR UM ROTEIRISTA ROTEIRO E NARRATIVA Objetivos Desenvolver as competências profissionais relacionadas à criatividade e construção de narrativas com foco em roteiros para narrativas em diferentes

Leia mais

Nome da disciplina CrT CrP. Teorias e estéticas da arte Oficina de roteiro Oficina de produção Oficina de som 1 3 4

Nome da disciplina CrT CrP. Teorias e estéticas da arte Oficina de roteiro Oficina de produção Oficina de som 1 3 4 MATRIZ CURRICULAR Disciplinas Obrigatórias Nome da disciplina CrT CrP Total de créditos SEMESTRE I Teorias e estéticas da arte Teorias e estéticas clássicas do cinema e Teorias e estéticas contemporâneas

Leia mais

PLANO DE AULA 06. Flávio Antônio de Souza França Mestrando do Programa do Mestrado Profissional do Ensino de História da UNIRIO

PLANO DE AULA 06. Flávio Antônio de Souza França Mestrando do Programa do Mestrado Profissional do Ensino de História da UNIRIO PLANO DE AULA 06 Flávio Antônio de Souza França Mestrando do Programa do Mestrado Profissional do Ensino de História da UNIRIO Tema: Os sentidos de quilombo ao longo de nossa História Objetivo Geral: Discutir

Leia mais

LINGUAGEM E ARGUMENTAÇÃO JURÍDICA

LINGUAGEM E ARGUMENTAÇÃO JURÍDICA AULA 8 PG 1 Este material é parte integrante da disciplina Linguagem e Argumentação Jurídica oferecido pela UNINOVE. O acesso às atividades, as leituras interativas, os exercícios, chats, fóruns de discussão

Leia mais

Livraria online traz títulos diversos para esquerdistas e simpatizantes

Livraria online traz títulos diversos para esquerdistas e simpatizantes Livraria online traz títulos diversos para esquerdistas e simpatizantes Com nome em homenagem ao grande filósofo e comunista italiano, a Livraria Antonio Gramsci conta com uma extensa gama de livros voltada

Leia mais

BRASIL: SEGUNDO REINADO

BRASIL: SEGUNDO REINADO Período: 1840 1889 Golpe da Maioridade deu início ao Segundo Reinado CONSOLIDAÇÃO DO ESTADO As Eleições do Cacete Disputa eleitoral entre: Partido Conservador e Partido Liberal Nessas eleições aconteceram

Leia mais

HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 02 A EXPANSÃO MARÍTIMA E COMERCIAL ATLÂNTICA

HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 02 A EXPANSÃO MARÍTIMA E COMERCIAL ATLÂNTICA HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 02 A EXPANSÃO MARÍTIMA E COMERCIAL ATLÂNTICA Fixação 1) (UERJ) Navegar é preciso, viver não é preciso. Este era o lema dos antigos navegadores, pois embarcar nos navios

Leia mais

O Negro na Mídia Brasileira em Tempos de Abertura e Redemocratização: uma Análise Bibliográfica.

O Negro na Mídia Brasileira em Tempos de Abertura e Redemocratização: uma Análise Bibliográfica. O Negro na Mídia Brasileira em Tempos de Abertura e Redemocratização: uma Análise Bibliográfica. Fabiana Vieira da Silva Graduada em História pela Unesp / Campus de Assis Bolsista PROGRAD da UNESP O milagre

Leia mais

Afrodescendentes são vistos como pessoas de segunda categoria em Brasília

Afrodescendentes são vistos como pessoas de segunda categoria em Brasília www.tribunadobrasil.com.br 05 e 06/12/2009 Preconceito contra os negros Ed Alves Afrodescendentes são vistos como pessoas de segunda categoria em Brasília Gisele Diniz No início do ano, Luan da Rocha Sousa,

Leia mais

Orquestra Municipal faz sua segunda apresentação

Orquestra Municipal faz sua segunda apresentação Orquestra Municipal faz sua segunda apresentação A Orquestra Municipal de Uberaba e a Orquestra Jovem da Fundação Cultural fazem hoje sua segunda apresentação na mesma semana, visto que, no último sábado,

Leia mais

HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 17 REBELIÕES COLONIAIS

HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 17 REBELIÕES COLONIAIS HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 17 REBELIÕES COLONIAIS Fixação 1) (FGV) Outra preocupação da Coroa foi a de estabelecer limites à entrada na região das minas. Nos primeiros tempos da atividade mineradora, a

Leia mais

Cinema e empreendedorismo

Cinema e empreendedorismo Cinema e empreendedorismo Sobre o livro A ideia principal deste livro é oferecer uma seleção básica de filmes e séries de TV essenciais para instigar e estimular o seu espírito empreendedor. Se você está

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO. VESTIBULAR UNIFICADO PUC-SP/2014 (Verão) Gabarito da Prova do dia 01/12/2013

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO. VESTIBULAR UNIFICADO PUC-SP/2014 (Verão) Gabarito da Prova do dia 01/12/2013 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO VESTIBULAR UNIFICADO PUC-SP/2014 (Verão) Gabarito da Prova do dia 01/12/2013 Língua Port Física História 1 B 16 A 31 B 2 A 17 * 32 D 3 E 18 E 33 A 4 C 19 C

Leia mais

20 a 23 de novembro de 2016 Instituto Federal de Brasília - Campus Brasília

20 a 23 de novembro de 2016 Instituto Federal de Brasília - Campus Brasília 20 a 23 de novembro de 2016 Instituto Federal de Brasília - Campus Brasília V SERNEGRA A Semana de Reflexões sobre Negritude, Gênero e Raça (SERNEGRA) é um evento anualmente realizado pelo Instituto Federal

Leia mais

Meu nome é Robero Osme Junior e represento conselho de cidadoes de Georgetown, Guiana

Meu nome é Robero Osme Junior e represento conselho de cidadoes de Georgetown, Guiana Senhoras e senhores BOA TARDE Meu nome é Robero Osme Junior e represento conselho de cidadoes de Georgetown, Guiana A Republica Cooperativa da Guiana, e uma antiga colonia inglesa, com apenas 47 anos de

Leia mais

História do Negro no Brasil

História do Negro no Brasil SHARYSE PIROUPO DO AMARAL Módulo 2 História do Negro no Brasil Salvador - 2011 PRESIDENTA DA REPÚBLICA Dilma Vana Rousseff MINISTRO DA EDUCAÇÃO Fernando Haddad REITORA DA UFBA Dora Leal Rosa VICE-REITOR

Leia mais

Afro-Ásia ISSN: Universidade Federal da Bahia Brasil

Afro-Ásia ISSN: Universidade Federal da Bahia Brasil Afro-Ásia ISSN: 0002-0591 revista.afroasia@gmail.com Universidade Federal da Bahia Brasil Araujo, Ana Lucia DOZE ANOS DE ESCRAVIDÃO E O PROBLEMA DA REPRESENTAÇÃO DAS ATROCIDADES HUMANAS Afro-Ásia, núm.

Leia mais

As Leis 10639/03 e 11645/08: O Ensino de História e Cultura dos Povos Indígenas e dos Afrodescendentes no Brasil UNIDADE 1

As Leis 10639/03 e 11645/08: O Ensino de História e Cultura dos Povos Indígenas e dos Afrodescendentes no Brasil UNIDADE 1 As Leis 10639/03 e 11645/08: O Ensino de História e Cultura dos Povos Indígenas e dos Afrodescendentes no Brasil As Leis 10639/03 e 11645/08: O Ensino de História e Cultura dos Povos Indígenas e dos Afrodescendentes

Leia mais

RESUMÃO NA RODA PROFESSORA CAMILLA

RESUMÃO NA RODA PROFESSORA CAMILLA RESUMÃO NA RODA PROFESSORA CAMILLA Conto literário Características: Narrativa curta e de ficção. Apresenta três partes: introdução, desenvolvimento (conflito) e conclusão (clímax). Apresenta os cinco elementos

Leia mais

Consciência Negra: ontem, hoje e sempre. História e Cultura da África e dos Afro-brasileiros

Consciência Negra: ontem, hoje e sempre. História e Cultura da África e dos Afro-brasileiros Consciência Negra: ontem, hoje e sempre História e Cultura da África e dos Afro-brasileiros Justificativa O negro tem uma participação extremamente importante na formação da sociedade brasileira. Introduzido

Leia mais

O que é literatura negra? A busca do conceito

O que é literatura negra? A busca do conceito O que é literatura negra? A busca do conceito Os brasilianistas ¾ No âmbito acadêmico, o debate sobre o tema foi aberto no Brasil por Roger Bastide com a obra Estudos afro-brasileiros, 1940. ¾ Raymond

Leia mais

Transforme seus colaboradores em uma verdadeira TROPA DE ELITE. prontos para alcançar alta performance E superar qualquer desafio!

Transforme seus colaboradores em uma verdadeira TROPA DE ELITE. prontos para alcançar alta performance E superar qualquer desafio! Transforme seus colaboradores em uma verdadeira TROPA DE ELITE prontos para alcançar alta performance E superar qualquer desafio! 10 MOTIVOS Para você levar a palestra mais devastadora do Brasil para sua

Leia mais

Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo. Jesus Cristo

Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo. Jesus Cristo Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo. Jesus Cristo Qual é o seu preconceito? Navio negreiro, ou "navio tumbeiro, é o nome dado aos navios de carga para o transporte de escravos,

Leia mais

PERFEITO CORAÇÃO. Está se vê obrigada a casar-se sem amor com Tiago. Viverá infeliz. O problema é que Roberto deixou Cristal grávida.

PERFEITO CORAÇÃO. Está se vê obrigada a casar-se sem amor com Tiago. Viverá infeliz. O problema é que Roberto deixou Cristal grávida. PERFEITO CORAÇÃO Como previsto, estréia amanhã, aqui no Recanto, Perfeito Coração. Antes de tudo, gostaria de dizer que ela é inspirada na obra homônima de Pedro Lopes, autor da vencedora do Emmy Laços

Leia mais

LOCAL: DIA: 15/07/ 2017 HORÁRIO:

LOCAL: DIA: 15/07/ 2017 HORÁRIO: COORDENAÇÃO DE PROJETOS CULTURAIS: ANÁLIA DO VALLY COORDENAÇÃO GERAL: MOISÉS MALHEIROS COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA: FELIPE LUCENA DIREÇÃO GERAL: VALÉRIA VAZ LOCAL: DIA: 15/07/ 2017 HORÁRIO: OBJETIVO A cultura

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 1102D - Comunicação Social: Radialismo. Ênfase. Disciplina A - Roteiros para Televisão

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 1102D - Comunicação Social: Radialismo. Ênfase. Disciplina A - Roteiros para Televisão Curso 1102D - Comunicação Social: Radialismo Ênfase Identificação Disciplina 0003119A - Roteiros para Televisão Docente(s) Marcos Américo Unidade Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação Departamento

Leia mais

PLANO DE CURSO DISCIPLINA:História ÁREA DE ENSINO: Fundamental I SÉRIE/ANO: 5 ANO DESCRITORES CONTEÚDOS SUGESTÕES DE PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

PLANO DE CURSO DISCIPLINA:História ÁREA DE ENSINO: Fundamental I SÉRIE/ANO: 5 ANO DESCRITORES CONTEÚDOS SUGESTÕES DE PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS UNIDADE 1 COLÔNIA PLANO DE CURSO VIVER NO BRASIL *Identificar os agentes de ocupação das bandeiras *Conhecer e valorizar a história da capoeira *Analisar a exploração da Mata Atlântica *Compreender a administração

Leia mais

Oscars. Escravos favoritos aos. "Golpada americana" "12 anos escravo",de Steve McQueen, parte com vantagem para o Oscar de melhor filme

Oscars. Escravos favoritos aos. Golpada americana 12 anos escravo,de Steve McQueen, parte com vantagem para o Oscar de melhor filme Escravos favoritos aos Oscars "12 anos escravo",de Steve McQueen, parte com vantagem para o Oscar de melhor filme "Golpada americana", de David O. Russell "O lobo de Wall Street", de Martin Scorsese Realiza-se

Leia mais

História. Crise da Lavoura canavieira. Professor Cássio Albernaz.

História. Crise da Lavoura canavieira. Professor Cássio Albernaz. História Crise da Lavoura canavieira Professor Cássio Albernaz www.acasadoconcurseiro.com.br História CRISE DA LAVOURA CANAVIEIRA Durante várias décadas, até meados do século XX, quando foi suplantado

Leia mais

1. PROCEDIMENTO: ATIVAR O CONHECIMENTO PRÉVIO DO ALUNO - PROBLEMATIZANDO A APRENDIZAGEM:

1. PROCEDIMENTO: ATIVAR O CONHECIMENTO PRÉVIO DO ALUNO - PROBLEMATIZANDO A APRENDIZAGEM: Universidade Federal de Campina Grande Centro de Formação de Professores Unidade Acadêmica de Ciências Sociais Programa Institucional de Bolsa de Iniciação a Docência Subprojeto de História PLANO DE AULA

Leia mais

THE HELP : UM GRITO DE SOCORRO PELA IGUALDADE RACIAL

THE HELP : UM GRITO DE SOCORRO PELA IGUALDADE RACIAL 32 THE HELP : UM GRITO DE SOCORRO PELA IGUALDADE RACIAL THE HELP : A HELP SCREAM FOR RACIAL EQUALITY Francisco Thiago Silva 1 RESUMO Resenha do filme The Help (Histórias Cruzadas), dirigido por Tate Taylor,

Leia mais

Favela na tela: uma breve análise da representação das comunidades no cinema a partir das versões de Cinco vezes favela Análise

Favela na tela: uma breve análise da representação das comunidades no cinema a partir das versões de Cinco vezes favela Análise Favela na tela: uma breve análise da representação das comunidades no cinema a partir das versões de Cinco vezes favela Análise Por Matheus Vianna Aspecto marcante do crescimento desenfreado das grandes

Leia mais

Sállua de Freitas Polidorio, Daniel Oliveira Dias

Sállua de Freitas Polidorio, Daniel Oliveira Dias CRIMINALIDADE INFANTO JUVENIL: NECESSIDADE DE POLÍTICAS PÚBLICAS E UMA EDUCAÇÃO PARA PREVINIR. Sállua de Freitas Polidorio, Daniel Oliveira Dias (Graduada em Direito pela Universidade Salgado de Oliveira

Leia mais

I) Descrição. Texto Descritivo. Seres, objetos, cenas, processos Momento único. Classes de palavras importantes

I) Descrição. Texto Descritivo. Seres, objetos, cenas, processos Momento único. Classes de palavras importantes TIPOLOGIA TEXTUAL O primeiro passo para a compreensão dos textos é o reconhecimento de seu modo de organização discursiva, ou seja, de seu tipo. Esse estudo pretende reconhecer as características peculiares

Leia mais

DISCIPLINA: FORMAÇÃO ECONÔMICA DO BRASIL (CÓD. ENEX60091) PERÍODO: 6º PERÍODO

DISCIPLINA: FORMAÇÃO ECONÔMICA DO BRASIL (CÓD. ENEX60091) PERÍODO: 6º PERÍODO PLANO DE CURSO DISCIPLINA: FORMAÇÃO ECONÔMICA DO BRASIL (CÓD. ENEX60091) PERÍODO: 6º PERÍODO TOTAL DE SEMANAS: 20 SEMANAS TOTAL DE ENCONTROS: 40 AULAS Aulas Conteúdos/ Matéria Tipo de aula Textos, filmes

Leia mais

Caminhos de superação da violência Dra. Marlene Inês Spaniol

Caminhos de superação da violência Dra. Marlene Inês Spaniol Dra. Marlene Inês Spaniol Encontro de Abertura 22/11/2017 Teatro Dante Barone Porto Alegre/RS Tema a ser desenvolvido: Os (difíceis mas possíveis) caminhos de superação da violência partindo do objetivo

Leia mais

Desigualdade e exclusão social no romance brasileiro contemporâneo

Desigualdade e exclusão social no romance brasileiro contemporâneo Desigualdade e exclusão social no romance brasileiro contemporâneo Fernanda Serafim Alves 1 Priscila Cristina Cavalcante Oliveira 2 Sofia Salustiano Botelho 3 RESUMO: O trabalho que se segue procura apresentar

Leia mais

RAÇA BRASIL REPORTAGENS: CHAPÉUS

RAÇA BRASIL REPORTAGENS: CHAPÉUS Nenhum 749 Moda 78 Beleza 68 Raízes 65 Negro Gato 63 Negra Gata 61 Perfil 57 Atualidade 45 Comportamento 40 Negros em movimento 39 Antes e Depois 30 saúde 30 Especial 26 O que rolou por aí 26 Capa 23 Estilo

Leia mais

Laranja Mecânica e a pós-modernidade. Luciana Penas da Silva

Laranja Mecânica e a pós-modernidade. Luciana Penas da Silva UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE COMUNICAÇÕES E ARTES Laranja Mecânica e a pós-modernidade Luciana Penas da Silva 6806034 Trabalho apresentado para avaliação na disciplina de Estados e formas da cultura

Leia mais

Projeto de mini curso. Titulo: Imagens do negro no cinema brasileiro. Professor: Noel dos Santos Carvalho 1. Duração: 16 horas.

Projeto de mini curso. Titulo: Imagens do negro no cinema brasileiro. Professor: Noel dos Santos Carvalho 1. Duração: 16 horas. Projeto de mini curso Titulo: Imagens do negro no cinema brasileiro Professor: Noel dos Santos Carvalho 1 Duração: 16 horas 1) Apresentação O negro sempre foi representado no cinema brasileiro. Ele aparece

Leia mais