MANUAL DE CONTRATOS PÚBLICOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DE CONTRATOS PÚBLICOS"

Transcrição

1 2013 MANUAL DE CONTRATOS PÚBLICOS UNIPAMPA Pró-Reitoria de Administração 12/02/2013

2 Este Manual destina-se a orientar sobre procedimentos de contratações de serviços (terceirizados; energia elétrica; entre outros), locações imobiliárias e termos aditivos dos Contratos firmados pela Universidade Federal do Pampa; bem como os procedimentos necessários para execução dos Contratos. A Divisão de Contratos, representada pelo Chefe de Contratos, é responsável pelo preparo, acompanhamento, controle e finalização da contratação, emissão dos instrumentos contratuais, Termos Aditivos e Notificações, dando suporte aos atos a serem praticados pela Administração. As atribuições da Divisão de Contratos são relacionadas aos aspectos formais da contratação e da execução contratual. a) Publicação dos atos no Diário Oficial da União; b) Arquivamento cronológico dos processos referente aos contratos celebrados pela instituição, seus aditivos e demais documentos relativos aos contratos (documentos originais); c) Acompanhar e dar andamento aos pedidos de Termos Aditivos de acréscimos e supressões; d) Informar aos setores competentes os prazos de vigência e de validade da garantia; e) Realizar os procedimentos de Notificações para responsabilização e dar subsídios para os procedimentos de aplicação de penalidades, se for o caso; f) Instrução dos processos com despacho e juntada de documentos; g) Preparação de contratos, termos aditivos, notificações, intimações e demais documentos afins; contratos; h) Solicitação de Portarias de designação de fiscais e gestores dos i) Processamento dos pedidos de reajuste, repactuação e reequilíbrio econômico-financeiro; j) Recebimento e providências das demandas dos fiscais dos contratos; l) Empenho dos contratos e seus aditivos. 2

3 1. DISPENSA/INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO O solicitante deve encaminhar os documentos: Solicitação através de Formulário Padrão de Pedido (disponível no site ); Planilha de Cotações de Preços, no mínimo 03 (três) orçamentos originais; o Obs.: exceção dos incisos XVII e XXII do art. 24 e o inciso I do art. 25 da Lei nº 8.666/93. 4 (quatro) certidões negativas (Receita Federal, INSS, FGTS e Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas) do fornecedor que ganhar a cotação; Certidões Negativas obrigatórias 1) Certidão Conjunta de Débitos Relativos aos Tributos Federais e à Dívida Ativa da União (Certidão quanto à Dívida Ativa da União (Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional) / Certidão Negativa de Débitos de Tributos e Contribuições Federais (Receita Federal)): 2) Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) - Certidão Negativa de Débito (CND) / Certidão Positiva de Débito com Efeitos de Negativa (CPD-EN): 3) Certificado de Regularidade do FGTS (Caixa Econômica Federal): 4) Banco Nacional de Devedores Trabalhistas mantido pelo Tribunal Superior do Trabalho (BNDT/TST) - Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas: Justificativa da Despesa; Dotação Orçamentária disponível; Projeto Básico, elaborado segundo as exigências do art. 6º, inciso IX da Lei nº 8.666/93. 3

4 1.1. PROCEDIMENTO DA DIVISÃO DE CONTRATOS: Após autorização do ordenador de despesa, Pró-Reitor de Administração, abertura de processo com os documentos encaminhados Confecção da Minuta de Contrato (nos termos do art. 55, art. 61 e art. 62, 1º da Lei nº 8.666/93) e encaminhamento do processo a CONJUR para parecer (art. 38, único da Lei nº 8.666/93) Parecer for desfavorável, arquivamento do Processo e conhecimento ao Solicitante. Parecer favorável, a Dispensa será registrada e feita a publicação no Diário Oficial da União Efetuado empenho, o Contrato será encaminhado para assinatura da Contratada (3 vias) Solicitação de indicação de fiscal será enviada ao solicitante, que deverá fornecer os dados do servidor responsável pela fiscalização do contrato diretamente a PROAD Contrato devidamente assinado será registrado no SICON/SIASG e Publicação no Diário Oficial da União (art.61, único a Lei nº 8.666/93) via do Contrato será arquivada no Processo; outra via será enviada ao Contratado; e outra arquivada em arquivo específico do setor; Contrato e portaria, digitalizados, serão enviados via ao fiscal do Contrato e à Coordenadoria de Contabilidade e Finanças. 2. CONTRATOS ORIUNDOS DE LICITAÇÕES: O solicitante, além de observar o procedimento descrito no item 29 e no item 30 do, Volume I Compras Públicas, deverá encaminhar: Projeto Básico, elaborado segundo as exigências do art. 6º, inciso IX da Lei nº 8.666/93. 4

5 Para a modalidade de licitação Pregão, elaboração de Termo de Referência pelo solicitante/requisitante, com indicação do objeto de forma precisa, suficiente e clara, vedadas especificações que, por excessivas, irrelevantes ou desnecessárias, limitem ou frustrem a competição ou sua realização (art. 9º do Decreto nº 5.450/05) PROCEDIMENTO DA DIVISÃO DE CONTRATOS: Equipe de Pregoeiros envia o processo a Divisão de Contratos, antes de iniciada a fase externa de licitação, para elaboração a confecção da Minuta de Contrato (nos termos do art. 55, art. 61 e art. 62, 1º da Lei nº 8.666/93) A Minuta de Contrato, que acompanhará o Edital de Licitação, será elaborada com base na Minuta de Edital, Pedido e Projeto Básico/Termo de Referência Após a Adjudicação e Homologação do Certame ao vencedor, o processo é encaminhado a Divisão de Contratos para procedimento de empenho e assinatura do Contrato Efetuado empenho, o Contrato será encaminhado para assinatura da Contratada (3 vias) Solicitação de indicação de fiscal será enviada ao solicitante, que deverá fornecer os dados (nome completo, cargo e SIAPE) do servidor responsável pela fiscalização do contrato diretamente a PROAD Contrato devidamente assinado será registrado no SICON/SIASG e Publicação no Diário Oficial da União (art.61, único a Lei nº 8.666/93) via do Contrato será arquivada no Processo; outra via será enviada ao Contratado; e outra arquivada em arquivo específico do setor; Contrato e portaria, digitalizados, serão enviados via ao fiscal do Contrato e à Coordenadoria de Contabilidade e Finanças. 5

6 3. CONTRATOS DE LOCAÇÕES DE IMÓVEIS Solicitação através de Formulário Padrão de Pedido (disponível no site ); Planilha de Cotações de Preços, no mínimo 03 (três) orçamentos originais; Proposta do Locador do imóvel a ser locado; Justificativa da necessidade de locação e de que o imóvel é o único que atende as necessidades da Universidade e o preço é compatível com o de mercado; Dotação Orçamentária disponível; Documentos relativos ao imóvel (registro do imóvel, matrícula, e demais documentos que se fizerem necessários, conforme a situação). 4 (quatro) certidões negativas (Receita Federal, INSS, FGTS e Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas) do fornecedor que ganhar a cotação; Certidões Negativas obrigatórias 1) Certidão Conjunta de Débitos Relativos aos Tributos Federais e à Dívida Ativa da União (Certidão quanto à Dívida Ativa da União (Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional) / Certidão Negativa de Débitos de Tributos e Contribuições Federais (Receita Federal)): 2) Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) - Certidão Negativa de Débito (CND) / Certidão Positiva de Débito com Efeitos de Negativa (CPD-EN): 3) Certificado de Regularidade do FGTS (Caixa Econômica Federal): 4) Banco Nacional de Devedores Trabalhistas mantido pelo Tribunal Superior do Trabalho (BNDT/TST) - Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas: PROCEDIMENTO DA DIVISÃO DE CONTRATOS: Abre o processo com os itens acima, após autorização do Pró-Reitor de Administração; Envia a Secretária de Patrimônio da União (SPU) solicitação de verificação de imóvel equivalente ao solicitado disponível na cidade; 6

7 Solicita a nomeação de Comissão para Avaliação das Condições do Imóvel ao Pró-Reitor de Administração; Confecciona a Minuta de Contrato; Envia o processo devidamente instruído à CONJUR para parecer acerca da Dispensa de Licitação (com fundamento no art. 24, inc. X da Lei nº 8.666/93) e Minuta de Contrato; Parecer for desfavorável, arquivamento do Processo e conhecimento ao Solicitante. Parecer favorável, a Dispensa será registrada e feita a publicação no Diário Oficial da União Efetuado empenho, o Contrato será encaminhado para assinatura do Locador (3 vias) Solicitação de indicação de fiscal será enviada ao solicitante, que deverá fornecer os dados (nome completo, cargo e SIAPE) do servidor responsável pela fiscalização do contrato diretamente a PROAD Contrato devidamente assinado será registrado no SICON/SIASG e Publicação no Diário Oficial da União (art.61, único a Lei nº 8.666/93) via do Contrato será arquivada no Processo; outra via será enviada ao Locador; e outra arquivada em arquivo específico do setor; Contrato e portaria, digitalizados, serão enviados via ao fiscal do Contrato e à Coordenadoria de Contabilidade e Finanças. 4. PRORROGAÇÃO DA VIGÊNCIA DE CONTRATOS 4.1. Fiscal do Contrato deve enviar Memorando ao Pró-Reitor de Administração, PROAD: Com antecedência de 60 (sessenta) dias ao vencimento; Com a dotação orçamentária disponível; Com a justificativa para a prorrogação do Contrato (art. 57, inciso II da Lei nº 8.666/93); Deve ser comprovada a obtenção de preços e condições mais vantajosas para a Administração; 7

8 Deve acompanhar o Memorando, documento da empresa contratada concordando com o aditivo do respectivo Contrato firmado com a Universidade. (Modelo de Memorando Anexo 01) 4.2. PROCEDIMENTO DA DIVISÃO DE CONTRATOS: Após a autorização do Pró-Reitor de Administração, a Divisão de Contratos confecciona a Minuta de Termo Aditivo com base no Memorando enviado pelo fiscal (art. 57 e seu 2º da Lei nº 8.666/93); Encaminha o processo a CONJUR para parecer sobre o Termo Aditivo (art. 38, único da Lei nº 8.666/93) Parecer for desfavorável, arquivamento do Processo e conhecimento ao Solicitante. Parecer favorável, será efetuado empenho e o Termo Aditivo ao Contrato será encaminhado para assinatura da Contratada (3 vias) Termo Aditivo devidamente assinado será registrado no SICON/SIASG e Publicação no Diário Oficial da União (art.61, único a Lei nº 8.666/93) via do Termo Aditivo será arquivada no Processo; outra via será enviada ao Contratado; e outra arquivada em arquivo específico do setor; O Termo Aditivo, digitalizado, será enviado via ao fiscal do Contrato e à Coordenadoria de Contabilidade e Finanças. 5. ACRÉSCIMO E/OU SUPRESSÕES DE CONTRATO 5.1. Fiscal do Contrato deve enviar Memorando ao Pró-Reitor de Administração, PROAD: Com a justificativa para o acréscimo do serviço contratado (art. 65 da Lei nº 8.666/93); Com a dotação orçamentária disponível; Deve acompanhar o Memorando, documento da empresa contratada concordando com o aditivo do respectivo Contrato firmado com a Universidade. (Modelo de Memorando Anexo 01) 8

9 5.2. PROCEDIMENTO DA DIVISÃO DE CONTRATOS: Após a autorização do Pró-Reitor de Administração, a Divisão de Contratos confecciona a Minuta de Termo Aditivo com base no Memorando enviado pelo fiscal (art. 57 e seu 2º da Lei nº 8.666/93); Encaminha o processo a CONJUR para parecer sobre o Termo Aditivo (art. 38, único da Lei nº 8.666/93) Parecer for desfavorável, dá conhecimento ao Fiscal do contrato. Parecer favorável, será efetuado empenho e o Termo Aditivo ao Contrato será encaminhado para assinatura da Contratada (3 vias) Termo Aditivo devidamente assinado será registrado no SICON/SIASG e Publicação no Diário Oficial da União (art.61, único a Lei nº 8.666/93) via do Termo Aditivo será arquivada no Processo; outra via será enviada ao Contratado; e outra arquivada em arquivo específico do setor; O Termo Aditivo, digitalizado, será enviado via ao fiscal do Contrato e à Coordenadoria de Contabilidade e Finanças. 6. REPACTUAÇÃO DE CONTRATOS 6.1. Fiscal do Contrato deve enviar Memorando ao Pró-Reitor de Administração, PROAD: Anexando planilhas de demonstrações de custos e formação de preços (art. 65, 8º da Lei nº 8.666/93); Dotação orçamentária disponível; 6.2. PROCEDIMENTO DA DIVISÃO DE CONTRATOS: Após a autorização do Pró-Reitor de Administração, a Divisão de Contratos confecciona a Minuta de Termo Aditivo com base no Memorando enviado pelo fiscal (art. 65 da Lei nº 8.666/93); 9

10 Encaminha o processo a CONJUR para parecer sobre o Termo Aditivo (art. 38, único da Lei nº 8.666/93) Parecer for desfavorável, dá conhecimento ao Fiscal. Parecer favorável, será efetuado empenho e o Termo Aditivo ao Contrato será encaminhado para assinatura da Contratada (3 vias) Termo Aditivo devidamente assinado será registrado no SICON/SIASG e Publicação no Diário Oficial da União (art.61, único a Lei nº 8.666/93) via do Termo Aditivo será arquivada no Processo; outra via será enviada ao Contratado; e outra arquivada em arquivo específico do setor; O Termo Aditivo, digitalizado, será enviado via ao fiscal do Contrato e à Coordenadoria de Contabilidade e Finanças. 7. PROCEDIMENTO PARA PEDIDO/ANULAÇÃO DE EMPENHOS: 7.1. A solicitação de pedido/anulação de empenho referente a algum Contrato deve ser formulada em Memorando (Anexo 02 ao Manual de Contratos Públicos) e enviada ao A solicitação deve conter: Número de empenho a ser reforçado/anulado; O valor do reforço/anulação; Dotação orçamentária (para o caso de reforço); Motivo da solicitação. 8. NOTIFICAÇÃO: A UNIDADE SOLICITANTE / FISCAL DO CONTRATO / SETOR DE TERCEIRIZADOS, se julgar necessário e se a ocasião assim o determinar, ao invés de mera comunicação ao preposto, poderá solicitar uma NOTIFICAÇÃO à empresa: Reúne todas as informações e comprovações documentais das irregularidades ou quebra de cláusulas contratuais das Empresas Fornecedoras ou Prestadoras de Serviços; 10

11 Encaminha Memorando ao Pró-Reitor de Administração solicitando e justificando a Notificação da Empresa; 8.1. Procedimento da Divisão de Contratos: Recebe e analisa o Memorando e documentação; Anexa documentação ao Processo original; Elabora documento de Notificação; Encaminha 03 (três) vias da Notificação ao Pró-Reitor de Administração para análise, autorização e assinatura do documento Envia uma via à Empresa Contratada; Coloca uma via da Notificação no Processo e outra em Arquivo específico do Setor; Encaminha uma cópia da Notificação ao Fiscal do Contrato; Aguarda o cumprimento do prazo para atendimento das obrigações inadimplidas por parte da empresa; Arquiva a comprovação, no caso de atendimento; Procede à aplicação da penalidade cabível, no caso de não atendimento. 11

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENADORIA DE MATERIAL E PATRIMÔNIO SETOR DE CONTRATOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENADORIA DE MATERIAL E PATRIMÔNIO SETOR DE CONTRATOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENADORIA DE MATERIAL E PATRIMÔNIO SETOR DE ROTINAS DOS ADMINISTRATIVOS DA UNIPAMPA BAGÉ/RS REVISÃO: NOVEMBRO / 2011 0 SUMÁRIO 1. CASOS DE

Leia mais

MANUAL DE CONTRATOS PÚBLICOS

MANUAL DE CONTRATOS PÚBLICOS 2013 MANUAL DE CONTRATOS PÚBLICOS UNIPAMPA Pró-Reitoria de Administração 12/02/2013 APRESENTAÇÃO Este Manual destina-se a orientar sobre procedimentos de contratações de serviços (terceirizados; energia

Leia mais

Volume IV. Empenhos MACONFI. Manual de Procedimentos da Coordenadoria de Contabilidade e Finanças. 1ª Edição Janeiro / 2013

Volume IV. Empenhos MACONFI. Manual de Procedimentos da Coordenadoria de Contabilidade e Finanças. 1ª Edição Janeiro / 2013 Volume IV Empenhos MACONFI Manual de Procedimentos da Coordenadoria de Contabilidade e Finanças 1ª Edição Janeiro / 2013 Sumário 1. Conteúdo... 3 2. Despesas não sujeitas a licitação... 3 3. Documentação

Leia mais

MANUAL DE CONTRATOS PUBLICOS

MANUAL DE CONTRATOS PUBLICOS MANUAL DE CONTRATOS PUBLICOS APRESENTAÇÃO Este Manual destina-se a orientar sobre procedimentos de contratações de serviços (terceirizados; energia elétrica; entre outros), locações imobiliárias e termos

Leia mais

Instrução TÉcnica 03 / SELCC

Instrução TÉcnica 03 / SELCC Instrução TÉcnica 03 / SELCC Informe selcc/proad Colaboradores 1 Dando continuidade as atividades de assessoria a SELCC publica a Instrução Técnica 003/SELCC com foco em trâmites dos contratos administrativos.

Leia mais

PORTARIA Nº. 02/2013. O Presidente do Conselho Regional de Contabilidade de Sergipe, no uso de suas atribuições legais e regimentais;

PORTARIA Nº. 02/2013. O Presidente do Conselho Regional de Contabilidade de Sergipe, no uso de suas atribuições legais e regimentais; PORTARIA Nº. 02/2013 O Presidente do Conselho Regional de Contabilidade de Sergipe, no uso de suas atribuições legais e regimentais; CONSIDERANDO a necessidade de assegurar o controle e a correta execução

Leia mais

PROCEDIMENTO DE CONTRATOS

PROCEDIMENTO DE CONTRATOS PAG.: 1 de 7 1. OBJETIVO: Estabelecer procedimentos para elaboração, análise, validação e controle dos contratos firmados pela Portobello para a aquisição de bens e serviços. 2. RESPONSABILIDADES: Este

Leia mais

PORTARIA Nº. 010/2018. O PRESIDENTE DO CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DE SERGIPE, no uso de suas atribuições legais e regimentais:

PORTARIA Nº. 010/2018. O PRESIDENTE DO CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DE SERGIPE, no uso de suas atribuições legais e regimentais: PORTARIA Nº. 010/2018 APROVA A ROTINA DE PROCESSAMENTO DE DESPESA NO ÂMBITO DO CRCSE O PRESIDENTE DO CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DE SERGIPE, no uso de suas atribuições legais e regimentais: Considerando

Leia mais

Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional

Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional Unidade Universidade Federal da Bahia Pró-Reitoria de Administração Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional Processo PO/PROAD/CMP/ 1 de 6 Glossário de Termos: CATMAT Sistema

Leia mais

Normatizar o procedimento para contratação de mão-de-obra terceirizada ou demais serviços de duração de 12 ou 60 meses

Normatizar o procedimento para contratação de mão-de-obra terceirizada ou demais serviços de duração de 12 ou 60 meses Unidade Universidade Federal da Bahia Pró-Reitoria de Administração Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional Processo Contratos de Receita / Autorização de Renovação Identificação

Leia mais

REGULAMENTO DE PROCEDIMENTOS DE FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS

REGULAMENTO DE PROCEDIMENTOS DE FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS REGULAMENTO DE PROCEDIMENTOS DE FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS 1. INTRODUÇÃO O acompanhamento e fiscalização do contrato é instrumento que o fiscal e o gestor dispõem para defesa do interesse público. É dever

Leia mais

Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional

Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional Unidade Universidade Federal da Bahia Pró-Reitoria de Administração Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional Processo Nº de folha 1 de 8 Glossário de Siglas e Termos CATMAT

Leia mais

Normatizar o procedimento para contratação de mão-de-obra terceirizada ou demais serviços de duração de 12 ou 60 meses

Normatizar o procedimento para contratação de mão-de-obra terceirizada ou demais serviços de duração de 12 ou 60 meses Unidade Universidade Federal da Bahia Pró-Reitoria de Administração Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional Processo Nº de folhas 1 de 7 Glossário de Siglas e Termos CCF

Leia mais

Pró-Reitoria de Administração

Pró-Reitoria de Administração Pág.1/13 NORMA OPERACIONAL/IFTM Nº 02 DE 03 DE ABRIL DE 2012 (Versão Compilada com as alterações e inclusões da /IFTM nº 03/2016) Dispõe sobre procedimentos relativos à formalização, acompanhamento e pagamento

Leia mais

DISPENSA DE LICITAÇÃO

DISPENSA DE LICITAÇÃO DISPENSA DE LICITAÇÃO Processo: Secretaria: Empresa: CNPJ: Objeto: LISTA DE VERIFICAÇÕES Justificativa - deverá ser elaborada pela Secretaria Requisitante, a qual identificará a necessidade administrativa

Leia mais

Pró-Reitoria de Administração

Pró-Reitoria de Administração Pág.1/8 NORMA OPERACIONAL/IFTM Nº 03 DE 25 DE OUTUBRO DE 2016 Altera a /IFTM n 02, de 03 de abril de 2012. O REITOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TRIÂNGULO MINEIRO, no uso das

Leia mais

FLUXO DOS PROCESSOS DE SOLICITAÇÃO DE MATERIAIS/SERVIÇOS COMPRAS>LICITAÇÃO>CONTRATOS

FLUXO DOS PROCESSOS DE SOLICITAÇÃO DE MATERIAIS/SERVIÇOS COMPRAS>LICITAÇÃO>CONTRATOS FLUXO DOS PROCESSOS DE SOLICITAÇÃO DE MATERIAIS/SERVIÇOS COMPRAS>LICITAÇÃO>CONTRATOS 1. Os orçamentários das unidades/setores da UFPR recebem a demanda dos professores e ou servidores, abrem processo administrativo

Leia mais

Norma de Procedimento

Norma de Procedimento Assunto: PREFEITURA DE VITÓRIA Controladoria Geral do Município Assessoria de Planejamento Organizacional Norma de Procedimento REALIZAÇÃO DE DESPESAS ADMINISTRATIVAS Código SPP-NP 02 Versão: Data da elaboração:

Leia mais

Como abrir processo de COMPRA no SEI/UFPR PREGÃO ELETRÔNICO Setor de Ciências da Saúde

Como abrir processo de COMPRA no SEI/UFPR PREGÃO ELETRÔNICO Setor de Ciências da Saúde Como abrir processo de COMPRA no SEI/UFPR PREGÃO ELETRÔNICO Setor de Ciências da Saúde SEI: Iniciar processo Escolha o tipo: Orçamento e Finanças: Solicitações Deverão ser abertos Processos diferentes

Leia mais

HISTÓRICO DE REVISÕES

HISTÓRICO DE REVISÕES PÁGINA: 1/11 DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO DIRAD ÁREA GESTÃO DE CONTRATOS/ QUALIDADE CÓDIGO DE CLASSIFICAÇÃO DO DOCUMENTO 010 TíTULO: ELABORAR TERMOS ADITIVOS DE CONTRATOS ELABORADO EM:03/11/2014 REVISADO

Leia mais

Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional

Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional Unidade Universidade Federal da Bahia Pró-Reitoria de Administração Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional Limite de valor Nº de folha 1 de 6 Glossário de Siglas e Termos

Leia mais

Pró-Reitoria de Administração

Pró-Reitoria de Administração Pág.1/6 NORMA OPERACIONAL/IFTM Nº 02 DE 03 DE ABRIL DE 2012 Dispõe sobre procedimentos relativos à formalização e pagamento dos contratos firmados pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

COMO ABRIR PROCESSO FINANCEIRO NO SEI/UFPR

COMO ABRIR PROCESSO FINANCEIRO NO SEI/UFPR COMO ABRIR PROCESSO FINANCEIRO NO SEI/UFPR - 2019 SEI: Iniciar processos Escolha O Tipo: Orçamento E Finanças: Solicitações ou Pagamento a Pessoa Juridica Deverão ser abertos processos diferentes para

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA Nº 01/2012-AUDIN Assunto: Formalização legal dos processos de dispensa de licitação

ORIENTAÇÃO TÉCNICA Nº 01/2012-AUDIN Assunto: Formalização legal dos processos de dispensa de licitação ORIENTAÇÃO TÉCNICA Nº 01/2012-AUDIN Assunto: Formalização legal dos processos de dispensa de licitação Belém, 05 de dezembro de 2012. Conforme disposto no art. 2º da Lei nº 8.666/93 as obras, serviços,

Leia mais

[01.03.] CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO COM MÃO DE OBRA

[01.03.] CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO COM MÃO DE OBRA [01.03.] CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO COM MÃO DE OBRA www.ifrn.edu.br Atualizado em 08/02/2015 1 ÍNDICE 1 [01.03A.] 7 1.1 [01.03A.] CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS CONTINUADOS - POR SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS...

Leia mais

Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional

Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional Unidade Universidade Federal da Bahia Pró-Reitoria de Administração Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional Processo Compra por 1 de 6 Glossário de Termos: CATMAT Sistema

Leia mais

ETAPAS DO PROCESSO DE AQUISIÇÃO DE MATERIAIS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS BC/UFPB FASE ANTERIOR A LICITAÇÃO SETOR PROCEDIMENTOS RESPONSÁVEL DESTINO

ETAPAS DO PROCESSO DE AQUISIÇÃO DE MATERIAIS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS BC/UFPB FASE ANTERIOR A LICITAÇÃO SETOR PROCEDIMENTOS RESPONSÁVEL DESTINO ETAPAS DO PROCESSO DE AQUISIÇÃO DE MATERIAIS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS BC/UFPB FASE ANTERIOR A LICITAÇÃO SETOR PROCEDIMENTOS RESPONSÁVEL DESTINO REQUISITANTE - Identificação e 01 descrição da demanda;

Leia mais

DIFISC PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO (PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO) 02/2015

DIFISC PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO (PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO) 02/2015 DIFISC PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO (PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO) 02/2015 PROCEDIMENTOS PARA CONCESSÃO DE REPACTUAÇÃO E REAJUSTE DE PREÇOS EM CONTRATOS COM DEDICAÇÃO EXCLUSIVA DE MÃO DE OBRA PROCEDIMENTO

Leia mais

Instrução Normativa Nº 008/UNIR/PROPLAN/2014, 07 de Maio de 2014

Instrução Normativa Nº 008/UNIR/PROPLAN/2014, 07 de Maio de 2014 Instrução Normativa Nº 008/UNIR/PROPLAN/2014, 07 de Maio de 2014 Estabelece procedimentos para liquidação e pagamento no âmbito da Fundação Universidade Federal de Rondônia. A Pró-Reitora de Planejamento

Leia mais

Superintendência de Logística

Superintendência de Logística Superintendência de Logística Superintendência de Logística 1. Superintendência de Logística. 2. Dispensa de licitação / cotação eletrônica. 3. Painel de Preços. 4. Pregão Eletrônico / Registro de Preços.

Leia mais

Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional

Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional Unidade Universidade Federal da Bahia Pró-Reitoria de Administração Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional Processo Adesão a Ata 1 de 6 Glossário de Termos: CATMAT Sistema

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA DO SISTEMA DE PROJETOS E OBRAS PÚBLICAS - SOP Nº 002/2015. Unidade Responsável: Secretaria Municipal De Obras e Serviços Urbanos.

INSTRUÇÃO NORMATIVA DO SISTEMA DE PROJETOS E OBRAS PÚBLICAS - SOP Nº 002/2015. Unidade Responsável: Secretaria Municipal De Obras e Serviços Urbanos. INSTRUÇÃO NORMATIVA DO SISTEMA DE PROJETOS E OBRAS PÚBLICAS - SOP Nº 002/2015 DISPÕE SOBRE OS PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS PARA O CONTROLE DA EXECUÇÃO DE OBRAS PÚBLICAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA. Versão:

Leia mais

Estado da Bahia PREFEITURA MUNICIPAL DE CARDEAL DA SILVA

Estado da Bahia PREFEITURA MUNICIPAL DE CARDEAL DA SILVA Estado da Bahia PREFEITURA MUNICIPAL DE CARDEAL DA SILVA Pça. Divina Pastora, 300 - Tel. (0xx75) 3456.2104 CEP 48.390-000 Cardeal da Silva Bahia. C.N.P.J. N.º 14.126.254/0001-65 DECRETO Nº. 753/2007 De

Leia mais

CURSO COMPLETO EM LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS

CURSO COMPLETO EM LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS PÚBLICO ALVO: CURSO COMPLETO EM LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS Todos os profissionais da iniciativa privada que se dispõem a contratar com a Administração Pública; profissionais que desejam reciclar

Leia mais

1. PROCESSO DE PREPARAÇÃO PARA DEFESA DE DISSERTAÇÃO OU TESE

1. PROCESSO DE PREPARAÇÃO PARA DEFESA DE DISSERTAÇÃO OU TESE PROCEDIMENTOS PARA DEFESA DE DISSERTAÇÃO/TESE E DIPLOMAÇÃO STRICTO SENSU 1. PROCESSO DE PREPARAÇÃO PARA DEFESA DE DISSERTAÇÃO OU TESE Aluno: Após integralizar os requisitos necessários para obtenção do

Leia mais

Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional

Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional Unidade Universidade Federal da Bahia Pró-Reitoria de Administração Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional 1 de 8 Glossário de Siglas e Termos CATMAT Sistema de Catalogação

Leia mais

POP - Procedimento Operacional Padrão CONTRATAÇÃO DIRETA. Universidade Federal Rural da Amazônia. Unidade

POP - Procedimento Operacional Padrão CONTRATAÇÃO DIRETA. Universidade Federal Rural da Amazônia. Unidade Universidade Federal Rural da Amazônia Unidade Processo Pró-Reitoria de Administração e Finanças Compra por Inexigibilidade ou Dispensa de Licitação. POP - Procedimento Operacional Padrão CONTRATAÇÃO DIRETA

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 07/03

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 07/03 INSTRUÇÃO NORMATIVA N 07/03 Ver também Alerta 001/2005 (MG de 22.03.05 ); Alerta 002/2008; IN 2/10 Estabelece normas de fiscalização contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial nas Administrações

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE UFRN PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO PPG

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE UFRN PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO PPG CHAMADA 01/2017 PPG Manutenção de equipamentos de apoio aos Programas de Pós-Graduação A Pró-Reitoria de Pós-Graduação (PPG), com apoio da Pró-Reitoria de Administração (PROAD) e com Recursos provenientes

Leia mais

Critérios para a designação do fiscal Número de contratos e tempo hábil Acórdão nº 2.831/ Plenário

Critérios para a designação do fiscal Número de contratos e tempo hábil Acórdão nº 2.831/ Plenário Acórdãos e Decisões sobre FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS Controle formal do contrato Acórdão 265/2010 Plenário Acórdão 137/2010 - Primeira Câmara Acórdão 137/2010 - Primeira Câmara Acórdão 616/2010 - Segunda

Leia mais

Processo de compras UAST- UFRPE. Seção de compras e contratos por -Agleilson Souto Batista

Processo de compras UAST- UFRPE. Seção de compras e contratos por -Agleilson Souto Batista Processo de compras UAST- UFRPE Seção de compras e contratos por -Agleilson Souto Batista Indice PROCESSO DE COMPRAS UAST- UFRPE... 1 1 DIAGRAMA 1... 4 1.1 PROCESSO 1... 5 1.1.1 Processo- Elementos...

Leia mais

Portaria nº 2578, de 4 de outubro de 2013.

Portaria nº 2578, de 4 de outubro de 2013. PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO Portaria nº 2578, de 4 de outubro de 2013. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 14ª REGIÃO, no uso de suas atribuições

Leia mais

UFT Manual para Gestão de Projetos na UFT

UFT Manual para Gestão de Projetos na UFT UFT 2013 Manual para Gestão de Projetos na UFT UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINSPRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS DIRETORIA DE CONTABILIDADE E FINANÇAS - CPE Conteúdo GESTÃO DE PROJETOS COM RECURSOS

Leia mais

4 Vínculo com a Unifesp Juntar matrícula constante na Intranet. 9 Autorização da Magnífica Reitora Para valores acima de R$

4 Vínculo com a Unifesp Juntar matrícula constante na Intranet. 9 Autorização da Magnífica Reitora Para valores acima de R$ INSCRIÇÃO EM EVENTO/CURSO/CONGRESSO FUNDAMENTO LEGAL: INEXIGIBILIDADE - 25 II, COMBINADO COM 13-VI- LEI Nº.666/93 1 Solicitação de Compra/Inscrição - Recurso Tesouro- Capacitação (caso seja Técnco-Administrativo)

Leia mais

Orientações para Aquisições 2016

Orientações para Aquisições 2016 Orientações para Aquisições 2016 1. Planejamento A importância do ato de planejar acarreta em: -Licitação tranquila; -Aquisição adequada; -Execução regular. 2. Análises para um Bom Termo de Referência

Leia mais

Prefeitura Municipal de São Francisco do Conde publica:

Prefeitura Municipal de São Francisco do Conde publica: Prefeitura Municipal de São Francisco do Conde 1 Quinta-feira Ano VI Nº 2317 Prefeitura Municipal de São Francisco do Conde publica: Fluxos de Processos COGEM. Gestor - Evandro Santos Almeida / Secretário

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO - PROAD SETOR DE GESTÃO DE CONTRATOS

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO - PROAD SETOR DE GESTÃO DE CONTRATOS FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO - PROAD SETOR DE GESTÃO DE CONTRATOS Orientação Técnica n.º 003/2015, de 01 de junho de 2015. Assunto: Regulamentação do

Leia mais

Estado da Bahia Prefeitura Municipal de Muniz Ferreira CONTROLADORIA DO MUNICÍPIO

Estado da Bahia Prefeitura Municipal de Muniz Ferreira CONTROLADORIA DO MUNICÍPIO INSTRUÇÃO NORMATIVA nº 004, DE 09 DE MARÇO DE 2009. ALTERA O FLUXO DA TRAMITAÇÃO ADMINISTRATIVA DOS ATOS QUE IMPLIQUEM GERAÇÃO DE DESPESA PÚBLICA ESTABELECIDO PELA INSTRUÇÃO NORMATIVA nº 001/2009. O CONTROLADOR

Leia mais

Administração Central Unidade de Infraestrutura INSTRUÇÃO 01 UIE. Rev 01 - Atualizada em 26/09/2016

Administração Central Unidade de Infraestrutura INSTRUÇÃO 01 UIE. Rev 01 - Atualizada em 26/09/2016 INSTRUÇÃO 01 UIE Rev 01 - Atualizada em 26/09/2016 DISPENSA DE LICITAÇÃO PARA OBRAS/SERVIÇOS DE ENGENHARIA ATÉ R$ 15.000,00 A presente Instrução da Unidade de Infraestrutura UIE, tem por objetivo informar

Leia mais

Prazos e condições de entrega de Solicitações de Compra de bens e serviços- Campus São Paulo

Prazos e condições de entrega de Solicitações de Compra de bens e serviços- Campus São Paulo Prazos e condições de entrega de Solicitações de Compra de bens e serviços- Solicitamos especial atenção aos prazos e condições definidos para entrega de pedidos de aquisição de bens e contratações de

Leia mais

ESTADO DO PARÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE MARABÁ CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO DE MARABÁ CONGEM

ESTADO DO PARÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE MARABÁ CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO DE MARABÁ CONGEM PROCESSO Nº 59.547/2017-DECAMP/SEMED/PMM MODALIDADE: Dispensa de Procedimento Licitatório REQUISITANTE: Secretaria Municipal de Educação - SEMED OBJETO: Locação do Imóvel pertencente a Sr. Raimundo Felix

Leia mais

SANÇÕES ADMINISTRATIVAS E ALTERAÇÕES CONTRATUAIS. Assistência do Departamento de Compras

SANÇÕES ADMINISTRATIVAS E ALTERAÇÕES CONTRATUAIS. Assistência do Departamento de Compras SANÇÕES ADMINISTRATIVAS E ALTERAÇÕES CONTRATUAIS Assistência do Departamento de Compras ALTERAÇÕES CONTRATUAIS ALTERAÇÕES CONTRATUAIS Reequilíbrio econômico-financeiro Substituição de marca Cancelamento

Leia mais

ANEXOS: 1 - Fluxo do Subprocesso da Conclusão do Processo Licitatório 2 - Regras da Conclusão do Processo Licitatório

ANEXOS: 1 - Fluxo do Subprocesso da Conclusão do Processo Licitatório 2 - Regras da Conclusão do Processo Licitatório MÓD: 5 MANUAL DE LICITAÇÃO E GESTÃO VIG: 22.01.2018 1 MÓDULO 5: CONTRATAÇÕES POR LICITAÇÃO CAPÍTULO 5: CONCLUSÃO DO PROCESSO LICITATÓRIO ANEXOS: 1 - Fluxo do Subprocesso da Conclusão do Processo Licitatório

Leia mais

Considerando a Lei nº 8.742, de 07 de dezembro de 1993, que dispõe sobre a organização da Assistência Social;

Considerando a Lei nº 8.742, de 07 de dezembro de 1993, que dispõe sobre a organização da Assistência Social; MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL PORTARIA Nº 124, DE 29 DE JUNHO DE 2017 Regulamenta os procedimentos a serem adotados pelos Estados, Distrito Federal e Municípios,

Leia mais

PROJETO III LICITAÇÕES E CONTRATOS

PROJETO III LICITAÇÕES E CONTRATOS PROJETO III LICITAÇÕES E CONTRATOS Curso 1: 60 VÍCIOS MAIS COMUNS NAS LICITAÇÕES E NOS CONTRATOS COMO EVITAR, QUANDO SANEAR E COMO RESOLVER Carga horária: 24h Curso 2: SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS PLANEJAMENTO,

Leia mais

NORMA DE PAGAMENTO A FORNECEDORES - NOR 226

NORMA DE PAGAMENTO A FORNECEDORES - NOR 226 MANUAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS COD. 200 ASSUNTO: PAGAMENTO A FORNECEDORES APROVAÇÃO: Deliberação DIREX nº 22, de 10/05/2017. VIGÊNCIA: 16/05/2017 NORMA DE PAGAMENTO A FORNECEDORES - NOR 226 1/5 SUMÁRIO

Leia mais

Pró-Reitoria de Administração

Pró-Reitoria de Administração Altera a /IFTM nº 01, de 13 de Pág.1/7 NORMA OPERACIONAL/IFTM Nº 03 DE 03 DE ABRIL DE 2012 Altera a /IFTM nº 01, de 13 de O REITOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TRIÂNGULO MINEIRO,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PROFESSOR POLYDORO ERNANI DE SÃO THIAGO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PROFESSOR POLYDORO ERNANI DE SÃO THIAGO Florianópolis, 14 de dezembro 2015. Procedimento Operacional Padrão POP: Administração De Compras de Materiais Permanentes por meio Processo Licitatório Pregão Eletrônico 1. Receber os pedidos de compra

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA RECEBIMENTO DE BENS POR MEIO DE DOAÇÃO

PROCEDIMENTO PARA RECEBIMENTO DE BENS POR MEIO DE DOAÇÃO PROCEDIMENTO PARA RECEBIMENTO DE BENS POR MEIO DE DOAÇÃO Em complemento às disposições da IIP 18, em seu artigo 7º e parágrafos seguintes, seguem orientações acerca do processo de recebimento de bens:»

Leia mais

ORIENTAÇÕES AOS FISCAIS DE CONTRATOS DA UFPI

ORIENTAÇÕES AOS FISCAIS DE CONTRATOS DA UFPI ORIENTAÇÕES AOS FISCAIS DE CONTRATOS DA UFPI 1. AS ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES DOS FISCAIS DE CONTRATOS De acordo com a Lei nº 8.666/93, constitui dever da Administração Pública fiscalizar os contratos

Leia mais

SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA E EMPRESAS PÚBLICAS

SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA E EMPRESAS PÚBLICAS JULHO/2018 - Informativo - Edição 07 SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA E EMPRESAS PÚBLICAS PRAZO OBRIGAÇÃO FORMA PRESTAÇÃO DE CONTAS LEGISLAÇÃO Até 02/07 Enviar movimento contábil isolado e conjunto do mês de

Leia mais

ANEXOS: 1 - Fluxo dos Subprocessos de Prorrogação e Extinção Contratual 2 - Regras Gerais de Vigência, Prorrogação e Extinção Contratual

ANEXOS: 1 - Fluxo dos Subprocessos de Prorrogação e Extinção Contratual 2 - Regras Gerais de Vigência, Prorrogação e Extinção Contratual MANUAL DE LICITAÇÃO E GESTÃO VIG: 22.01.2018 1/4 MÓDULO 6: GESTÃO DE CONTRATOS CAPÍTULO 1: CONTROLE DE VIGÊNCIA CONTRATUAL ANEXOS: 1 - Fluxo dos Subprocessos de Prorrogação e Extinção Contratual 2 - Regras

Leia mais

TCU ACORDÃO 5323/2010 1ª CÂMARA

TCU ACORDÃO 5323/2010 1ª CÂMARA Anexo único 1. Objeto Aquisição de ferramenta de pesquisas e comparação de preços baseados em licitações e registros de preços. 2. Justificativa a) Antecedentes Gerais A Administração Pública enfrenta

Leia mais

CAPACITAÇÃO. Legislação e Prática

CAPACITAÇÃO. Legislação e Prática CAPACITAÇÃO Funcionários Departamento de Compras e Licitações Membros da Comissão de Licitações Pregoeiro e Equipe de Apoio Legislação e Prática LICITAÇÃO Procedimento administrativo prévio à contratação

Leia mais

Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional

Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional Unidade Universidade Federal da Bahia Pró-Reitoria de Administração Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional Processo 1 de 10 Glossário de Siglas e Termos CATMAT Sistema de

Leia mais

Divisão de Gestão de Materiais

Divisão de Gestão de Materiais Divisão de Gestão de Materiais Coordenadoria Administrativa do Complexo da Reitoria e Administração Central - ETAGAE Ciclo de Palestras Reitoria 27/02/14 Rua Sena Madureira, 1500 5 andar 11-3385-4209 Divisão

Leia mais

ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO (Publicadas no DOU de 07/04/2009)

ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO (Publicadas no DOU de 07/04/2009) ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO (Publicadas no DOU de 07/04/2009) ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 1, DE 1º DE ABRIL DE 2009. A VIGÊNCIA DO CONTRATO DE SERVIÇO CONTÍNUO NÃO ESTÁ ADSTRITA AO EXERCÍCIO FINANCEIRO. REFERÊNCIA:

Leia mais

Universidade Federal da Bahia. Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional

Universidade Federal da Bahia. Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional Unidade Processo Universidade Federal da Bahia Superintendência de Meio Ambiente e Infraestrutura Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional 1 de 5 Glossário de Siglas e Termos

Leia mais

PROJETO I LICITAÇÕES E CONTRATOS

PROJETO I LICITAÇÕES E CONTRATOS PROJETO I LICITAÇÕES E CONTRATOS Curso 1: COMO PLANEJAR A CONTRATAÇÃO E ESTRUTURAR O TERMO DE REFERÊNCIA PARA COMPRAS E SERVIÇOS CONTÍNUOS Curso 2: SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS PLANEJAMENTO, JULGAMENTO

Leia mais

A Presidente do CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO CEARÁ, no uso de suas atribuições legais e regimentais;

A Presidente do CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO CEARÁ, no uso de suas atribuições legais e regimentais; PORTARIA N.º CRC-CE 0118/2016 REGULAMENTA A ATIVIDADE DE FISCAL DE CONTRATO ADMINISTRATIVO NO ÂMBITO DO CRCCE. A Presidente do CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO CEARÁ, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

FIGURAS FLUXO PROCESSUAL

FIGURAS FLUXO PROCESSUAL MANUAL DE PROCEDIMENTOS MÓDULO I PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS FIGURAS FLUXO PROCESSUAL PORTO VELHO - 2014 1 LISTA DE FIGURAS FIGURA 1 - PROCEDIMENTO PARA AUXÍLIO INDENIZATÓRIO SAÚDE - RESSARCIMENTO. 5

Leia mais

LICITAÇÃO N.º 005/2013 CONVITE N.º 003/2013 Menor Preço Global

LICITAÇÃO N.º 005/2013 CONVITE N.º 003/2013 Menor Preço Global LICITAÇÃO N.º 005/2013 CONVITE N.º 003/2013 Menor Preço Global A Câmara Municipal de Centenário do Sul, Estado do Paraná, em conformidade com a Lei nº 8.666/93 de 21 de Junho de 1993, suas alterações e

Leia mais

UNIDADE DE AUDITORIA INTERNA. Relatório Final de Auditoria n AUDIN Santa Teresa, 30 de Outubro de 2014.

UNIDADE DE AUDITORIA INTERNA. Relatório Final de Auditoria n AUDIN Santa Teresa, 30 de Outubro de 2014. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CAMPUS SANTA TERESA Rodovia ES-080, Km 21 Bairro São João de Petrópolis 29660-000 Santa Teresa ES 27 3259-7801 UNIDADE DE AUDITORIA INTERNA Relatório

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU

PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU DECRETO Nº 10866, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2009 P. 5293/09 Regulamenta o gerenciamento de contratos administrativos e convênios firmados pelo Município de Bauru. O Prefeito Municipal de Bauru, Estado de São

Leia mais

PROCESSO ÁREA DE ATUAÇÃO POP Nº Emitir Notas Fiscais Carteira de Faturamento 28 - CFI/Fat

PROCESSO ÁREA DE ATUAÇÃO POP Nº Emitir Notas Fiscais Carteira de Faturamento 28 - CFI/Fat UNIDADE GESTORA: Coordenação Financeira - CFI PROCESSOS ORGANIZACIONAIS FATURAMENTO EMITIR NOTAS FISCAIS EMITIR FATURAS EMITIR BOLETOS ACOMPANHAR PAGAMENTOS COBRAR CLIENTES INADIMPLENTES EMITIR RELATÓRIO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CANAÃ DOS CARAJÁS CONTROLE INTERNO PARECER PRÉVIO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CANAÃ DOS CARAJÁS CONTROLE INTERNO PARECER PRÉVIO PARECER PRÉVIO Processo nº 37/2018 PMCC CPL Convite nº 2/2018 Solicitante: Presidente da CPL. Objeto: AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTO DE IMPRESSÃO DE ALTA PERFORMANCE VISANDO ATENDER ÀS NECESSIDADES DO DEPARTAMENTO

Leia mais

SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA E EMPRESAS PÚBLICAS

SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA E EMPRESAS PÚBLICAS DEZEMBRO/2018 - Informativo - Edição 12 SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA E EMPRESAS PÚBLICAS PRAZO OBRIGAÇÃO FORMA PRESTAÇÃO DE CONTAS LEGISLAÇÃO Até o 5º dia útil Efetuar o pagamento dos salários, relativos

Leia mais

FUNDAÇÃO THEODOMIRO SANTIAGO TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº TIPO: MENOR PREÇO

FUNDAÇÃO THEODOMIRO SANTIAGO TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº TIPO: MENOR PREÇO TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 201150030 TIPO: MENOR PREÇO A FUNDAÇÃO THEODOMIRO SANTIAGO, entidade privada sem fins lucrativos, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica do Ministério

Leia mais

SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA E EMPRESAS PÚBLICAS

SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA E EMPRESAS PÚBLICAS ABRIL/2017 - Informativo - Edição 04 SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA E EMPRESAS PÚBLICAS PRAZO OBRIGAÇÃO FORMA PRESTAÇÃO DE CONTAS LEGISLAÇÃO Até o 5º dia útil Efetuar o pagamento dos salários, relativos ao

Leia mais

MANUAL DE CONTRATAÇÕES DIRETAS DISPENSA DE LICITAÇÃO

MANUAL DE CONTRATAÇÕES DIRETAS DISPENSA DE LICITAÇÃO MANUAL DE CONTRATAÇÕES DIRETAS PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO Diretoria de Licitações e Contratos Gerência de Licitações e Contratos Coordenadoria de Contratação Direta Janeiro / 2017 SUMÁRIO 1. DAS CONDIÇÕES

Leia mais

SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA E EMPRESAS PÚBLICAS

SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA E EMPRESAS PÚBLICAS MAIO/2018 - Informativo - Edição 05 SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA E EMPRESAS PÚBLICAS PRAZO OBRIGAÇÃO FORMA PRESTAÇÃO DE CONTAS LEGISLAÇÃO Até 02/05 Enviar movimento contábil isolado e conjunto do mês de

Leia mais

GERENCIAR A MOVIMENTAÇÃO DE CARGOS E FUNÇÕES GRATIFICADAS HISTÓRICO. Data Revisão Descrição Elaborado por: Aprovado por:

GERENCIAR A MOVIMENTAÇÃO DE CARGOS E FUNÇÕES GRATIFICADAS HISTÓRICO. Data Revisão Descrição Elaborado por: Aprovado por: Ministério da Saúde FIOCRUZ Fundação Oswaldo Cruz GERENCIAR A MOVIMENTAÇÃO DE CARGOS E FUNÇÕES GRATIFICADAS HISTÓRICO Data Revisão Descrição Elaborado por: Aprovado por: 00 Emissão Inicial 10/03/2012 01

Leia mais

Pró-Reitoria de Administração

Pró-Reitoria de Administração Pág.1/37 NORMA OPERACIONAL/IFTM Nº 04 DE 14 DE MAIO DE 2012 Dispõe sobre procedimentos relativos às aquisições de bens e contratações de serviços celebrados pelo CAMPUS PARACATU do Instituto Federal de

Leia mais

SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA E EMPRESAS PÚBLICAS

SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA E EMPRESAS PÚBLICAS FEVEREIRO/2019 - Informativo - Edição 02 SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA E EMPRESAS PÚBLICAS PRAZO OBRIGAÇÃO FORMA PRESTAÇÃO DE CONTAS LEGISLAÇÃO Até 01/02 Enviar alterações de cadastros contábeis do mês de

Leia mais

PROJETO BÁSICO DE LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE DE SERVIÇOS GRÁFICOS E BRINDES. EDITAL n. 006/2013. TOMADA DE PREÇO n. 002/2013

PROJETO BÁSICO DE LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE DE SERVIÇOS GRÁFICOS E BRINDES. EDITAL n. 006/2013. TOMADA DE PREÇO n. 002/2013 PROJETO BÁSICO DE LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE DE SERVIÇOS GRÁFICOS E BRINDES EDITAL n. 006/2013 TOMADA DE PREÇO n. 002/2013 Item 01. Requisitos básicos com justificativa a. Serviço a ser licitado: contratação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UFPR Pró-Reitoria de Administração PRA DSG/Central de Compras, Contratos e Patrimônio

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UFPR Pró-Reitoria de Administração PRA DSG/Central de Compras, Contratos e Patrimônio Fotografia: Samira Chami Neves (27/07/16) UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UFPR Pró-Reitoria de Administração PRA DSG/Central de Compras, Contratos e Patrimônio ORGANOGRAMA Pró-Reitoria de Administração

Leia mais

Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional

Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional Unidade Universidade Federal da Bahia Pró-Reitoria de Administração Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional Processo 1 de 6 Glossário de Termos: AGU Advocacia Geral da União

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA COMPRAS E SOLICITAÇÕES DE SERVIÇO NO CCHSA/UFPB

ORIENTAÇÕES PARA COMPRAS E SOLICITAÇÕES DE SERVIÇO NO CCHSA/UFPB MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA COLÉGIO AGRÍCOLA VIDAL DE NEGREIROS ORIENTAÇÕES PARA COMPRAS E SOLICITAÇÕES DE SERVIÇO NO CCHSA/UFPB As compras de bens materiais, animais, serviços

Leia mais

SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA E EMPRESAS PÚBLICAS

SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA E EMPRESAS PÚBLICAS OUTUBRO/2018 - Informativo - Edição 10 SOCIEDADE DE ECONOMIA MISTA E EMPRESAS PÚBLICAS PRAZO OBRIGAÇÃO FORMA PRESTAÇÃO DE CONTAS LEGISLAÇÃO Até 01/10 Enviar o Questionário de Transporte relativo ao 2º

Leia mais

AUTARQUIAS. Enviar movimento contábil isolado e conjunto do mês de Dezembro de 2018 (balancetes isolados e conjuntos).

AUTARQUIAS. Enviar movimento contábil isolado e conjunto do mês de Dezembro de 2018 (balancetes isolados e conjuntos). FEVEREIRO/2019 - Informativo - Edição 02 AUTARQUIAS PRAZO OBRIGAÇÃO FORMA PRESTAÇÃO DE CONTAS LEGISLAÇÃO Até 01/02 Enviar alterações de cadastros contábeis do mês de Dezembro de 2018 (balancetes isolados

Leia mais

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO GABINETE DO DEFENSOR PÚBLICO-GERAL ATO NORMATIVO DPG Nº 003, DE 08 DE MARÇO DE 2019.

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO GABINETE DO DEFENSOR PÚBLICO-GERAL ATO NORMATIVO DPG Nº 003, DE 08 DE MARÇO DE 2019. DIO/ES de 11/03/2018 ATO NORMATIVO DPG Nº 003, DE 08 DE MARÇO DE 2019. Institui o manual de fluxo dos processos administrativos geradores de despesa para a contratação de obras, serviços e compras da Defensoria

Leia mais

APROVEITAMENTO DE CONCURSO TÉCNICO-ADMINISTRATIVO

APROVEITAMENTO DE CONCURSO TÉCNICO-ADMINISTRATIVO Página 1 de 5 APROVEITAMENTO DE CONCURSO TÉCNICO-ADMINISTRATIVO Definição É o provimento de candidato aprovado em concurso público realizado por entidade diferente à qual pertencem os cargos a serem providos,

Leia mais

CURSO PRÁTICO. A terceirização na União, Estados, Municípios e Estatais.

CURSO PRÁTICO. A terceirização na União, Estados, Municípios e Estatais. CURSO PRÁTICO ESTUDO COMPLETO DE FISCALIZAÇÃO DOS CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO DE ACORDO COM O DECRETO 9.507/2018, IN 05/2017. *A REFORMA TRABALHISTA *ANÁLISE DO BALANÇO PATRIMONIAL DA CONTRATADA PARA A

Leia mais

NORMA DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES HRCGD. NR HRCGD nº Pág: 01 Data de Emissão: Revisão nº:

NORMA DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES HRCGD. NR HRCGD nº Pág: 01 Data de Emissão: Revisão nº: 1. OBJETIVO A presente norma tem o objetivo de estabelecer diretrizes para aquisição de bens e serviços ao Hospital Regional de Cirurgias da Grande Dourados HRCGD, e demais projetos do Grupo GAMP no Estado

Leia mais

PREFEITURA JUNHO/ Informativo - Edição 06

PREFEITURA JUNHO/ Informativo - Edição 06 PREFEITURA JUNHO/2019 - Informativo - Edição 06 PRAZO OBRIGAÇÃO FORMA PRESTAÇÃO DE CONTAS LEGISLAÇÃO Até o 5º dia útil Efetuar o pagamento dos salários, relativos ao mês vencido, aos servidores celetistas.

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO NÚCLEO DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS E CONVÊNIOS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO NÚCLEO DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS E CONVÊNIOS Orientação Nº 02: CONVÊNIOS COM A FADURPE I. Informações Iniciais I.I Esta orientação abrange os projetos financiados com recursos de instituições públicas que serão executados pela FADURPE através da

Leia mais

AUTARQUIAS. Recolher o FGTS dos servidores celetistas referente à folha de pagamento do mês anterior

AUTARQUIAS. Recolher o FGTS dos servidores celetistas referente à folha de pagamento do mês anterior SETEMBRO/2017 - Informativo - Edição 09 AUTARQUIAS PRAZO OBRIGAÇÃO FORMA PRESTAÇÃO DE CONTAS LEGISLAÇÃO Até o 5º dia útil Efetuar o pagamento dos salários, relativos ao mês vencido, aos servidores celetistas.

Leia mais