1. REGISTRAR MENOR 2. INVENTÁRIO E PARTILHA 3. FORO EM GERAL 4. AMPLOS PODERES 5. DETRAN 6. VENDA DE CARRO 7. ENTRADA COM PROCESSO DE CASAMENTO 8

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1. REGISTRAR MENOR 2. INVENTÁRIO E PARTILHA 3. FORO EM GERAL 4. AMPLOS PODERES 5. DETRAN 6. VENDA DE CARRO 7. ENTRADA COM PROCESSO DE CASAMENTO 8"

Transcrição

1 MODELOS DE PODERES ATENÇÃO: O outorgante deve perguntar ao seu advogado ou ao órgão no Brasil junto ao qual será apresentada a procuração qual o texto adequado e quais os poderes a serem delegados ao procurador, de modo a que a procuração atenda aos seus interesses e finalidades. O Consulado Geral fará a procuração a partir do texto apresentado pelo(s) outorgante(s). Nesta página, há modelos genéricos de poderes para as procurações mais freqüentes. INDICE 1. REGISTRAR MENOR 2. INVENTÁRIO E PARTILHA 3. FORO EM GERAL 4. AMPLOS PODERES 5. DETRAN 6. VENDA DE CARRO 7. ENTRADA COM PROCESSO DE CASAMENTO 8. ANTECEDENTES CRIMINAIS 9. REPRESENTAÇÃO NO PROCESSO DE DIVÓRCIO 10. REPRESENTAÇÃO EM CASAMENTO 11. ABRIR E MOVIMENTAR CONTAS BANCÁRIAS 12. RECEBER IMÓVEIS EM DOAÇÃO E PARA VENDA DE IMÓVEIS 13. VENDA DE DETERMINADO IMÓVEL 14. PARA COMPRA, VENDA E ADMINISTRAÇÃO DE IMÓVEIS 15. PODERES GERAIS, INCLUSIVE PARA COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS 16. PENSÕES DO ESTADO - INSS

2 1. REGISTRAR MENOR a quem confere amplos, gerais e ilimitados poderes para o fim especial de representá-lo junto ao 1 Cartório de Registro Civil de Pessoas Naturais competente para assinar registro de nascimento de nascituro, fruto da união do Outorgante com Nome da gestante:, Nacionalidade:, Estado civil:, Data de nascimento(dia/mês/ano): / /, Cédula de identidade RG n., CIC nº: - ; podendo para tanto concordar e aceitar o referido registro, prestar todas as declarações e informações que forem necessárias, tudo declarando, alegando e praticando ao perfeito e cabal cumprimento deste mandato, o que o Outorgante dará por bom, firme e valioso. 2. INVENTÁRIO E PARTILHA a quem confere poderes para representá-lo no inventário de xxxxxxxxx, podendo requerer dito inventário, declarar bens e concordar ou não com a declaração dos mesmos, assim como com a relação e qualidade de herdeiros, aceitar inventariante assinando o respectivo compromisso, impugnar inventariantes, testamenteiros e suas contas, aceitar ou não avaliações e contas; receber e dar quitação; representar o Outorgante em quaisquer repartições públicas federais, estaduais ou municipais; requerer colações e adjudicações ou remissões; aprovar ou não partilhas; requerer sobrepartilhas e praticar todos os atos para cumprimento deste mandato, intervindo mesmo em outras ações que decorram do inventário; transigir, concordar e acordar e usar dos poderes "ad judicia". 3. FORO EM GERAL a quem confere poderes para o foro em geral, em qualquer juízo, instância ou tribunal, podendo propor e variar de ações, usar de todos os recursos em direito permitidos, receber citações iniciais; louvar-se em peritos ou impugná-los; tomar posse de bens em nome do Outorgante; fazer impugnações; licitar ou relicitar sobre

3 quaisquer bens, fazer arrecadações e adjudicações; requerer ou ingressar em processos de inventário, fazendo as declarações necessárias, concordar ou discordar com as que forem feitas; aceitar a inventariação; pedir a destituição de inventariante; concordar ou não com cálculos e partilhas; receber e dar quitação, transigir e desistir. 4. AMPLOS PODERES a quem confere todos os poderes gerais e especiais em Direito permitidos, para que em nome dele, Outorgante, possa, em juízo ou fora dele, requerer, alegar e defender todo o seu direito e justiça em quaisquer causas ou demandas cíveis, criminais, comerciais, administrativas, movidas e por mover, em que for autor ou réu, em um ou outro foro, seguindo as suas ordens e avisos, que serão considerados como parte deste Instrumento; propor as ações competentes contra quem de direito for; fazer, em seu nome, as afirmações solenes que forem necessárias e exigir afirmações, assinar todos os termos, autos, folhas e papéis precisos; apelar, agravar, embargar e interpor todos os recursos nas instâncias superiores até a última, ainda o de revista a quaisquer sentenças ou despachos de autoridades judiciárias ou administrativas, fazer justificações, aceitações, intimações, nomeações, louvações e removimentos; tomar posse de bens, fazer acusações, reclamações, habilitações, ratificações, negações e até mesmo desistências e confissões; fazer execuções, arrematações, seqüestros, penhoras, protestos, contraprotestos, embargos e desembargos; produzir, inquirir, reperguntar e contraditar testemunhas; dar por suspeito a quem o for; proceder a inventário e partilhas; dar-se por citado para elas e assistir a elas para tudo o que for necessário, licitar e relicitar sobre quaisquer bens; variar de ações e intentar novas; oferecer todo gênero de artigos e papéis precisos e usar deles para tudo que for a benefício dele, Outorgante, e dependências judiciais, sem reserva de poderes que havia por declarados. 5. DETRAN a quem confere poderes das cláusulas AD JUDICIA e AD NEGOTIA", para o Foro em geral, podendo representar o Outorgante junto ao DETRAN - Departamento de Trânsito, com o fim de comprar, vender ou transferir veículos em nome do

4 Outorgante, requerer, alegar, pagar taxas, seguros, cumprir exigências, pagar ou receber, dar e aceitar recibos e quitações, praticando enfim todos os demais atos necessários ao bom e fiel cumprimento do presente mandato, inclusive substabelecer no todo ou em parte com ou sem reserva de poderes. 6. VENDA DE CARRO a quem confere poderes junto ao DETRAN Departamento Estadual de Trânsito, CONTRAM - Conselho Nacional de Trânsito e onde mais necessário for, e ali tratar e resolver quaisquer assuntos pertinentes ao veículo Marca/Modelo, Ano de Fabricação, Modelo de Fabricação, Cor ; Placa nº, Chassi nº, de propriedade dela, Outorgante, podendo para tanto, referido procurador, vender, ceder e transferir a quem quiser, pelo preço e condições que ajustar, transmitir posse e domínio, assinar o Certificado de Transferência do Veículo, requerer, alegar e assinar o que preciso for, juntar e desentranhar papéis e documentos, regularizar o IPVA, prestar esclarecimentos e declarações, apresentar provas, pagar taxas e emolumentos necessários, praticando enfim todos os demais atos necessários ao fiel e cabal cumprimento deste mandato. 7. ENTRADA COM PROCESSO DE CASAMENTO a quem confere amplos poderes para representar-me na habilitação de meu casamento com FULANA DE TAL (teu nome completo), filha de PAI NOME COMPLETO e MÃE NOME COMPLETO, portadora da Cédula de Identidade número , expedida pela ORGAO EXPEDIDOR, DATA DE EXPEDIÇAO, podendo para tanto, tomar todas as providências necessárias ao fim, assinar requerimentos junto ao Oficial do Registro Civil competente, solicitar e fazer declarações, requerer dia e hora para a celebração do ato junto ao Juiz de Paz, no Cartório da Cidade XXXXXXXX, escolhendo, livremente, o regime de bens para o casamento e assinando escritura de pacto antenupcial, se for o caso, praticando enfim todos os demais atos necessários ao bom e fiel cumprimento do presente mandato.

5 8. ANTECEDENTES CRIMINAIS a quem confere poderes para em nome do Outorgante representá-la junto à Polícia Federal de (nome da cidade, estado), e/ou qualquer um dos orgãos, com o fim de requerer e obter atestado de bons antecedentes, podendo para tanto dito Procurador, seja a que título for, preencher e assinar guias, termos, declarações ou requerimentos diversos; juntar, apresentar e retirar papéis e documentos, firmandoos, requerer, alegar e assinar o que for preciso, cumprir exigências, fazer provas, praticar enfim todos os demais atos necessários ao bom e fiel cumprimento do presente mandato. Por ser expressão de verdade, firmo a presente. 9. REPRESENTAÇÃO NO PROCESSO DE DIVÓRCIO a quem confere poderes, em particular os da cláusula "AD JUDICIA", para em nome do Outorgante, representá-lo nos autos do processo de divórcio e/ou separação consensual, que move contra..., podendo para tanto dito procurador constituir advogados, representar o Outorgante junto a Cartórios, assinar termos e documentos, prestar compromissos, fazer ratificações e re-ratificações, proceder e requerer as complementações judiciais necessárias, concordar, discordar, dar e aceitar recibos e quitações, assinar partilhas de bens, representar ainda, na audiência de reconciliação, cumprir exigências, praticando enfim todos os demais atos necessários ao bom e fiel cumprimento do presente mandato. 10. REPRESENTAÇÃO EM CASAMENTO a quem confere poderes para representá-lo (a) na habilitação do casamento do(a) Outorgante com Z, residente e domiciliado(o) na X, filha(o) de A e B, podendo para tanto, tomar todas as providências necessárias ao fim, assinar requerimentos junto ao Oficial do Registro Civil competente, requerer dia e hora para a celebração do ato junto ao Juiz de Paz, escolhendo, livremente, o regime de bens para o casamento, assinando escritura de pacto antenupcial, se for o caso; finda a habilitação e expedida a competente certificação, são conferidos ao (à) mesmo(a) outorgado(a) poderes amplos e especiais para receber, em nome do(a) Outorgante, como se o(a) próprio(a) fosse, a(o) mencionada(o) Z, em casamento, por motivo de força maior,

6 nos termos do art. 201 do Código Civil, outorgando ao(à) mandatário(a) plenos poderes a fim de que possa representar o(a) Outorgante perante as autoridades oficiantes, bem como receber em nome dele(dela) como sua(seu) legítima(o) mulher(marido), com a(o) qual tem o casamento ajustado, devendo deixar expresso que o(a) Outorgante o faz sem o menor constrangimento e por efeitos de espontânea vontade, confessando ainda que ele(ela) se acha ligado(a) a todos os efeitos decorrentes do ato, recebendo a(o) contraente como sua(seu) legítima(o) mulher(marido), assinando o respectivo termo e tudo o mais que for necessário ao fiel cumprimento deste mandato. 11. ABRIR E MOVIMENTAR CONTAS BANCÁRIAS a quem confere poderes para representar o Outorgante em quaisquer Bancos ou Caixas Econômicas, com o fim de abrir e movimentar conta corrente ou conta poupança, podendo para tanto emitir, endossar, requerer, descontar e assinar cheques, fazer depósitos e retiradas, autorizar débitos, transferências e pagamentos por carta ou qualquer outro meio, requerer extratos de contas e talões de cheques, requerer, alegar e assinar o que for preciso, reconhecer ou contestar saldos e extratos, praticando enfim todos os demais atos necessários ao bom e fiel cumprimento do presente mandato. 12. RECEBER IMÓVEIS EM DOAÇÃO E PARA VENDA DE IMÓVEIS a quem confere poderes para receber imóveis em doação com ou sem gravames, outorgar procuração com poderes para de usufruto, vender em definitivo ou através de promessa, ajustar preços, prazos, concordar com cláusulas, condições, receber sinal ou preço total, passar e dar recibo, quitação, receber e ou transmitir domínio, direito, posse e ação, responder pela evicção, representar perante todas e quaisquer repartições públicas federais, estaduais, municipais, Tabelionatos, Registro de Imóveis, nelas tudo praticando da mais ampla forma necessária, assinar quaisquer tipos de escrituras, inclusive de re-ratificação, aditamento, extinção de gravames ou outras que necessário se tornarem para a efetivação de transações e ainda assinar quaisquer cláusulas da concordância em doações, quer seja em aditamento de

7 legítima ou de parte disponível, pagar tributos ao Estado ou Município de quaisquer natureza, inclusive o ITBI, requerer isenção de laudêmios perante o domínio da União ou Estado ou ainda no Município, assinar carta de transferência, de aforamento, fazer averbações perante o RGI e ainda outros tipo de documentos necessários ao atendimento dos interesses do Outorgante, enfim tudo mais praticar ao bom e fiel cumprimento do presente mandato. 13. VENDA DE DETERMINADO IMÓVEL a quem confere poderes das cláusulas "AD JUDICIA" e "AD NEGOTIA", para o Foro em geral, podendo representar o Outorgante junto a Cartórios, Tabeliães, Registro de Imóveis, receber citações, notificações e intimações e em especial para, em nome do Outorgante, vender o terreno localizado à xxxxxxxxxxx, podendo, para tanto, concordar, discordar, desistir, transigir, contratar, assinar e ratificar quaisquer termos e compromissos, receber e dar quitação, bem como representar o Outorgante perante quaisquer repartições públicas federais, estaduais e municipais, assinar escritura de promessa de compra e venda, podendo concordar, discordar, receber e dar quitação, transigir e assinar documentos relativos ao mencionado contrato, praticando enfim todos os demais atos necessários ao bom e fiel cumprimento do presente mandato. 14. PARA COMPRA, VENDA E ADMINISTRAÇÃO DE IMÓVEIS a quem confere poderes para prometer comprar ou comprar, prometer ceder ou vender, ou fazê-lo de forma definitiva, gravar, onerar ou por qualquer título alienar bens imóveis, ajustar clausulas e condições; pagar ou receber sinal, parcelas ou o todo, assinar as escrituras necessárias, transmitindo direito, ação, posse e domínio, responder pela evicção; retificar e re-ratificar ou rescindir, fazer contratos de mútuo de construção e de financiamento, assinar convenções de condomínio e comparecer a assembléias de condomínios com os mais amplos e gerais poderes; receber quaisquer quantias decorrentes do uso dos poderes conferidos, dando recibos e quitações; abrir, movimentar contas correntes, emitir, endossar, requerer, descontar e assinar cheques, fazer depósitos e retiradas, requerer extratos de contas e talões de cheques, requerer, alegar e assinar o que for preciso, reconhecer ou contestar saldos e extratos, ordenando pagamentos por carta ou qualquer outro meio, assinar

8 contratos de empréstimo de qualquer gênero; realizar incorporações; representar perante repartições públicas federais, estaduais e municipais ou autarquias; requerer e agir perante os Registros de Imóveis, Cartórios, Tabeliães, pagar impostos e assinar guias, inclusive de transmissão; constituir procuradora com poderes das cláusulas "AD JUDICIA" e "AD NEGOTIA", e mais os especiais para o Foro em geral com os mais amplos poderes em qualquer Juízo, instância ou tribunal; receber citação inicial, acordar, concordar, discordar, transigir, desistir, preencher e assinar guias, termos, declarações ou requerimentos diversos juntar, apresentar e retirar papéis e documentos, firmando-os, requerer, alegar e assinar o que for preciso, cumprir exigências, pagar ou receber, dar e aceitar recibos e quitações, administrar imóveis, alugar, receber aluguéis, representar ainda perante quaisquer imobiliárias, assinar contratos de locação, promover ação de despejo, praticando enfim todos os demais atos necessários ao bom e fiel cumprimento do presente mandato. 15. PODERES GERAIS, INCLUSIVE PARA COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS a quem confere poderes da cláusula "AD JUDICIA" e "AD NEGOTIA" para o Foro em geral, representar o Outorgante junto a Cartórios, Tabeliães, Registro de Imóveis, receber citações, notificações e intimações e em especial para, em nome do Outorgante, adquirir e transmitir imóveis, assinar e receber quaisquer escrituras de compra e venda e cessão inerentes, administrar bens, adjudicar, concordar, discordar, desistir, transigir, contratar, assinar e ratificar quaisquer termos e compromissos, receber e dar quitação, bem como representá-lo perante quaisquer repartições públicas federais, estaduais e municipais, abrir e movimentar contas bancárias, assinar e endossar cheques, praticando enfim, todos os atos necessários ao bom e fiel cumprimento deste mandato. 16. PENSÕES DO ESTADO INSS a quem confere poderes para representá-lo perante o INSS - INSTITUTO NACIONAL DE SEGURIDADE SOCIAL podendo, para tanto, requerer benefícios, interpor recursos às instâncias superiores, receber mensalidades, firmar os respectivos recibos, receber quantias atrasadas, requerer o que necessário for, relativamente a benefícios, bem como usar de todos os meios legais para o fiel cumprimento do presente mandato.

AMPLOS PODERES Modelo 01 a quem confere amplos, gerais e ilimitados poderes para tratar de todos os negócios dele(a) (s) Outorgante(s), administrar,

AMPLOS PODERES Modelo 01 a quem confere amplos, gerais e ilimitados poderes para tratar de todos os negócios dele(a) (s) Outorgante(s), administrar, AMPLOS PODERES Modelo 01 a quem confere amplos, gerais e ilimitados poderes para tratar de todos os negócios dele(a) (s) Outorgante(s), administrar, comprar, vender, alugar, doar, permutar, gravar ou de

Leia mais

COMPRA E VENDA DE MOVEIS E IMÓVEIS Modelo 02

COMPRA E VENDA DE MOVEIS E IMÓVEIS Modelo 02 ANUÊNCIA PARA DOAÇÃO OU VENDA DE IMÓVEL ENTRE ASCENDENTE E DESCENDENTES Modelo 01 a quem confere poderes para o fim especial de, como interveniente na escritura de (doação, venda ) que seu(sua)(s) ( pai,

Leia mais

Para fins de orientação, listam-se, a seguir, os principais modelos de poderes estabelecidos em procuração:

Para fins de orientação, listam-se, a seguir, os principais modelos de poderes estabelecidos em procuração: MODELOS DE PODERES Para fins de orientação, listam-se, a seguir, os principais modelos de poderes estabelecidos em procuração: 1. Plenos poderes 2. Compra e venda de imóveis 3. Compra de imóveis 4. Venda

Leia mais

BANCO GENERALIZADO Modelo 01 a quem confere poderes para abrir, movimentar, encerrar conta corrente e poupança, outras aplicações financeiras junto

BANCO GENERALIZADO Modelo 01 a quem confere poderes para abrir, movimentar, encerrar conta corrente e poupança, outras aplicações financeiras junto BANCO GENERALIZADO Modelo 01 a quem confere poderes para abrir, movimentar, encerrar conta corrente e poupança, outras aplicações financeiras junto ao Banco do Brasil S/A, ou quaisquer outros estabelecimentos

Leia mais

ABRIR MÃO DOS DIREITOS HEREDITÁRIOS Modelo 01 ao utilizar este modelo, lembre-se de preencher os dados específicos no texto abaixo

ABRIR MÃO DOS DIREITOS HEREDITÁRIOS Modelo 01 ao utilizar este modelo, lembre-se de preencher os dados específicos no texto abaixo ABRIR MÃO DOS DIREITOS HEREDITÁRIOS Modelo 01 a quem confere os mais amplos e gerais poderes para o fim especial de representá-lo (a)(s) como anuente e concordante na escritura de doação a ser outorgada

Leia mais

F.G.T.S. Modelo 01 ao utilizar este modelo, lembre-se de preencher os dados específicos no texto abaixo

F.G.T.S. Modelo 01 ao utilizar este modelo, lembre-se de preencher os dados específicos no texto abaixo F.G.T.S. Modelo 01 a quem confere amplos poderes para representá-lo(a) junto à Caixa Econômica Federal, Agência, sita à rua avenida, nº, cidade, Estado, para movimentar o Fundo de Garantia por Tempo de

Leia mais

Modelos de procurações

Modelos de procurações REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL CONSULADO GERAL EM FRANKFURT AM MAIN http://frankfurt.itamaraty.gov.br Modelos de procurações Os modelos abaixo servem tão somente como orientação para os interessados. Caso

Leia mais

DETRAN Modelo 01 ao utilizar este modelo, lembre-se de preencher os dados específicos no texto abaixo

DETRAN Modelo 01 ao utilizar este modelo, lembre-se de preencher os dados específicos no texto abaixo DETRAN Modelo 01 a quem confere poderes para representá-lo(a) perante o DETRAN (ou outro órgão) e todos e quaisquer órgãos e repartições públicas federais, estaduais e municipais, autarquias, empresas

Leia mais

ESCRITURA DE COMPRA E VENDA

ESCRITURA DE COMPRA E VENDA RGI N: ESCRITURA DE COMPRA E VENDA VENDEDOR: COMPRADORA: IMÓVEL: VALOR DA VENDA E COMPRA: R$ VALOR VENAL DE REFERÊNCIA: R$ INSCRIÇÃO CADASTRAL: S A I B A M quantos esta pública escritura virem aos ----

Leia mais

Tabela reajustada com índice de 23,67% - INPC (NOV/2004 FEV/2009) ANEXO I TABELA I - CUSTAS PROCESSUAIS I - DEPÓSITO PRÉVIO

Tabela reajustada com índice de 23,67% - INPC (NOV/2004 FEV/2009) ANEXO I TABELA I - CUSTAS PROCESSUAIS I - DEPÓSITO PRÉVIO Tabela reajustada com índice de 23,67% - INPC (NOV/2004 FEV/2009) I - DEPÓSITO PRÉVIO ANEXO I TABELA I - CUSTAS PROCESSUAIS 1. Nas causas de valor até R$ 3.000,00 ou inestimável R$ 70,28 R$ 14,06 R$ 84,34

Leia mais

1. O que é procuração?

1. O que é procuração? Procuração Pública Plano de aula: 1. O que é procuração? 2. Forma Pública 3. Identidade e Capacidade 4. Pessoas Jurídicas 5. Poderes Gerais x Especiais 6. Ad judicia x Ad negotia 7. Substabelecimento 8.

Leia mais

DOCUMENTOS DO VENDEDOR PESSOA FÍSICA. Cópia da Carteira de Identidade com o nome correto, conforme comprovante de estado civil atualizado;

DOCUMENTOS DO VENDEDOR PESSOA FÍSICA. Cópia da Carteira de Identidade com o nome correto, conforme comprovante de estado civil atualizado; DOCUMENTOS DO VENDEDOR PESSOA FÍSICA Cópia da Carteira de Identidade com o nome correto, conforme comprovante de estado civil atualizado; Nota: caso o proponente for casado(a), enviar também os documentos/certidões

Leia mais

TABELA A ATOS DOS TABELIÃES. 01 ABERTURA DE FIRMA (ficha de autógrafos)... R$ 4,60

TABELA A ATOS DOS TABELIÃES. 01 ABERTURA DE FIRMA (ficha de autógrafos)... R$ 4,60 TABELA A ATOS DOS TABELIÃES 01 ABERTURA DE FIRMA (ficha de autógrafos)... R$ 4,60 02 ATAS NOTARIAIS (pela lavratura e registro, conforme a complexidade do fato observado a ser transformado em ato jurídico

Leia mais

P O R T A R I A N 770/2006 PGJ. O PROCURADOR GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, no uso das suas atribuições legais e,

P O R T A R I A N 770/2006 PGJ. O PROCURADOR GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, no uso das suas atribuições legais e, MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA P O R T A R I A N 770/2006 PGJ O PROCURADOR GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, no uso das suas atribuições

Leia mais

Válida até 30/03/2011

Válida até 30/03/2011 Tabela de Emolumentos / 2011 (1) Válida até 30/03/2011 Anexo da Portaria nº 1448 /CGJ/2010 (a que se refere o 1º do artigo 2º da Lei n.º 15.424, de 30 de dezembro de 2004, atualizado nos termos do artigo

Leia mais

Que fazem entre si, de um lado a empresa..., na..., aqui representada. por..., brasileiro,

Que fazem entre si, de um lado a empresa..., na..., aqui representada. por..., brasileiro, 34) INSTRUMENTO DE CONTRATO DE COMPRA E VENDA Que fazem entre si, de um lado a empresa..., inscrita no CNPJ/MF sob nº...., com sede na..., aqui representada por..., brasileiro, maior, casado, administrador

Leia mais

CHECKLIST DETALHADO PARA AQUISIÇÃO DE IMÓVEL PESSOA JURÍDICA 1. DOCUMENTOS DE ANÁLISE DE CRÉDITO

CHECKLIST DETALHADO PARA AQUISIÇÃO DE IMÓVEL PESSOA JURÍDICA 1. DOCUMENTOS DE ANÁLISE DE CRÉDITO Após a aprovação do crédito e a avaliação do imóvel, retorne à sua Agência com a relação completa dos documentos descritos nos itens abaixo, para a efetivação de seu financiamento. 1. DOCUMENTOS DE ANÁLISE

Leia mais

TABELA II Dos Ofícios de Registro de Imóveis

TABELA II Dos Ofícios de Registro de Imóveis TABELA II Dos Ofícios de Registro de Imóveis Tabela elaborada sob responsabilidade da Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo ARISP. Em vigor a partir de 8 de janeiro de 2014. Lei 11.331,

Leia mais

POUPANÇA EXPURGOS INFLACIONÁRIOS PLANO VERÃO

POUPANÇA EXPURGOS INFLACIONÁRIOS PLANO VERÃO POUPANÇA EXPURGOS INFLACIONÁRIOS PLANO VERÃO O Plano Econômico Verão, editado pelo Governo em Janeiro/1989, expurgou índices que deveriam ter sido utilizados na correção dos saldos das contas de poupança,

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPRA E VENDA DE BEM IMÓVEL

INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPRA E VENDA DE BEM IMÓVEL INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPRA E VENDA DE BEM IMÓVEL Por meio deste instrumento de contrato particular pelo qual: De um lado NOME PROPRIETÁRIO(OS), brasileiro, comerciário, solteiro, RG SSP/SP, CPF,

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL URBANO E OUTRAS AVENÇAS

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL URBANO E OUTRAS AVENÇAS INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL URBANO E OUTRAS AVENÇAS PELO PRESENTE INSTRUMENTO PARTICULAR, AS PARTES ABAIXO QUALIFICADAS, TÊM ENTRE SI, JUSTAS E CONTRATADAS AS CLÁUSULAS

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE BEM IMÓVEL E OUTRAS AVENÇAS. Pelo presente instrumento, entre as partes,

INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE BEM IMÓVEL E OUTRAS AVENÇAS. Pelo presente instrumento, entre as partes, INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE BEM IMÓVEL E OUTRAS AVENÇAS Pelo presente instrumento, entre as partes, (a) De um lado como COMPROMISSÁRIA VENDEDORA, SALUSSE, MARANGONI, LEITE,

Leia mais

TABELA DE CUSTAS E EMOLUMENTOS DE ATOS FORENSES JUDICIAIS E DOS NOTÁRIOS E REGISTRADORES DO ESTADO DE ALAGOAS

TABELA DE CUSTAS E EMOLUMENTOS DE ATOS FORENSES JUDICIAIS E DOS NOTÁRIOS E REGISTRADORES DO ESTADO DE ALAGOAS "A" ATOS DOS TABELIÃES I- Escrituras Até o valor de R$ 6,40 R$ 10,87 Até o valor de R$ 12,80 R$ 16,28 Até o valor de R$ 38,39 R$ 27,17 Até o valor de R$ 95,96 R$ 37,90 Até o valor de R$ 159,93 R$ 48,68

Leia mais

POUPANÇA EXPURGOS INFLACIONÁRIOS PLANO VERÃO

POUPANÇA EXPURGOS INFLACIONÁRIOS PLANO VERÃO POUPANÇA EXPURGOS INFLACIONÁRIOS PLANO VERÃO O Plano Econômico Verão, editado pelo Governo em Janeiro/1989, expurgou índices que deveriam ter sido utilizados na correção dos saldos das contas de poupança,

Leia mais

Em caso de dúvidas, entre em contato com nossa Central Especializada:

Em caso de dúvidas, entre em contato com nossa Central Especializada: MODELOS DE DECLARAÇÃO Preencha as declarações necessárias de acordo com o seu perfil e o da operação. Elas devem ser enviadas à Administradora junto com os outros documentos e formulários solicitados nessa

Leia mais

ANEXO II - Códigos dos atos praticados pelos serviços notariais e de registro

ANEXO II - Códigos dos atos praticados pelos serviços notariais e de registro ANEXO II - s dos atos praticados pelos serviços notariais e de registro ATOS DO TABELIÃO DE NOTAS TABELA 1 (R$) Valor Final ao Usuário 1 Aprovação de testamento cerrado 139,36 43,83 183,19 1101-5 2 Ata

Leia mais

CONSÓRCIO DE IMÓVEIS MODELOS DE DECLARAÇÃO

CONSÓRCIO DE IMÓVEIS MODELOS DE DECLARAÇÃO MODELOS DE DECLARAÇÃO Preencha as declarações necessárias de acordo com o seu perfil e o da operação. Elas devem ser enviadas à Administradora junto com os outros documentos e formulários solicitados nessa

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA UTILIZAÇÃO DO FGTS (Check list) Modalidade: AQUISIÇÃO À VISTA (DAMP 1)

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA UTILIZAÇÃO DO FGTS (Check list) Modalidade: AQUISIÇÃO À VISTA (DAMP 1) (I) DO COMPRADOR ( ) Ficha Cadastral do Proponente (Original, preenchida, datada e assinada) ( ) Documento de Identidade de todos os compradores e seus respectivos cônjuges, se for o caso ( ) CPF de todos

Leia mais

RESUMO DA TABELA DE EMOLUMENTOS E TFJ DE 2015 EM VIGOR PARA ATOS PRATICADOS A PARTIR DE 1º DE JANEIRO DE 2015

RESUMO DA TABELA DE EMOLUMENTOS E TFJ DE 2015 EM VIGOR PARA ATOS PRATICADOS A PARTIR DE 1º DE JANEIRO DE 2015 RESUMO DA TABELA DE EMOLUMENTOS E TFJ DE 2015 EM VIGOR PARA ATOS PRATICADOS A PARTIR DE 1º DE JANEIRO DE 2015 1- ATOS DO REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS VALORES EM R$ ATO VALORES TOTAL BUSCA (POR PERÍODO

Leia mais

5) COMPROMISSO PARTICULAR DE VENDA E COMPRA E OUTRAS COMPROMISSÁRIO VENDEDOR:..., brasileiro, solteiro, produtor rural, inscrito no CPF sob o

5) COMPROMISSO PARTICULAR DE VENDA E COMPRA E OUTRAS COMPROMISSÁRIO VENDEDOR:..., brasileiro, solteiro, produtor rural, inscrito no CPF sob o 5) COMPROMISSO PARTICULAR DE VENDA E COMPRA E OUTRAS AVENÇAS PARTES CONTRATANTES COMPROMISSÁRIO VENDEDOR:..., brasileiro, solteiro, produtor rural, inscrito no CPF sob o n.... e no RG sob o n...., residente

Leia mais

CADASTRO DE CLIENTES

CADASTRO DE CLIENTES CADASTRO DE CLIENTES (Indenização Danos Morais e Materiais) Empresas de Telefonia Fixa, Celulares e outras TIM CLARO OI VIVO Outras... PERGUNTAS: Período que a empresa telefônica deixou de prestar os serviços

Leia mais

CONTRATO DE LOCAÇÃO LOCADOR:-

CONTRATO DE LOCAÇÃO LOCADOR:- CONTRATO DE LOCAÇÃO Pelo presente instrumento, as pessoas abaixo nomeadas e qualificadas contratam a locação do bem imóvel descrito e caracterizado, adiante designado simplesmente Objeto, com a finalidade,

Leia mais

O Prefeito Municipal de Resende, no exercício das atribuições, que lhe são conferidas pela Lei Orgânica do Município, em seu artigo 74, inciso XV,

O Prefeito Municipal de Resende, no exercício das atribuições, que lhe são conferidas pela Lei Orgânica do Município, em seu artigo 74, inciso XV, DECRETO Nº 5218 DE 09 DE NOVEMBRO DE 2011. EMENTA: Regulamenta os procedimentos de declaração, avaliação, emissão de guias de recolhimento, processo de arbitramento e a instauração do contencioso fiscal

Leia mais

Prof. Anderson Nogueira Oliveira Roteiro de Aula Redação Jurídica Aplicada

Prof. Anderson Nogueira Oliveira Roteiro de Aula Redação Jurídica Aplicada 1 PROCURAÇÃO 1. Conceito: A procuração é um instrumento de mandato. De seu conceito entende-se que alguém (mandante, outorgante ou constituinte) outorga poderes a outrem (mandatário, outorgado ou procurador)

Leia mais

PROVIMENTO Nº 12/2012 - CGJ

PROVIMENTO Nº 12/2012 - CGJ PROVIMENTO Nº 12/2012 - CGJ O Excelentíssimo Senhor Corregedor Geral da Justiça do Estado de Mato Grosso no uso de suas atribuições legais previstas nos artigos 31 e 39, alínea c, do Código de Organização

Leia mais

Relação de Documentos para a Concessão do Financiamento

Relação de Documentos para a Concessão do Financiamento 1 Prezado(a) Cliente, Estamos felizes em receber sua Proposta de Financiamento Imobiliário. Sabemos que é um importante momento de sua vida e nos sentimos orgulhosos de fazer parte dele. Para que tudo

Leia mais

Parabéns! Agora que a sua cota já está contemplada e você já recebeu sua CARTA DE CRÉDITO, você poderá concretizar o seu projeto.

Parabéns! Agora que a sua cota já está contemplada e você já recebeu sua CARTA DE CRÉDITO, você poderá concretizar o seu projeto. Orientações para aquisição de Bens Imóveis Parabéns! Agora que a sua cota já está contemplada e você já recebeu sua CARTA DE CRÉDITO, você poderá concretizar o seu projeto. Lembrando que a análise do seu

Leia mais

3 O INSTRUMENTO PARTICULAR NO REGISTRO DE IMÓVEIS A PARTIR DO CÓDIGO CIVIL BRASILEIRO DE 1916... 85 3.1 Evolução histórica... 85 3.1.

3 O INSTRUMENTO PARTICULAR NO REGISTRO DE IMÓVEIS A PARTIR DO CÓDIGO CIVIL BRASILEIRO DE 1916... 85 3.1 Evolução histórica... 85 3.1. SUMÁRIO RESUMO... 13 PREFÁCIO... 15 INTRODUÇÃO... 19 1 CONTRATOS... 23 1.1 Noções gerais... 23 1.2 Conceito... 25 1.3 Elementos do contrato... 26 1.3.1 Elementos essenciais... 26 1.3.1.1 Agente capaz...

Leia mais

CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO DE LOCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE IMÓVEL

CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO DE LOCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE IMÓVEL CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO DE LOCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE IMÓVEL, que entre si fazem, GMI - Grupo Mineiro de Imóveis Ltda, inscrita no CNPJ sob o n.º 42.771.485/0001-67, CRECI PJ 2427, estabelecida nesta

Leia mais

PORTARIA Nº 1.470/2015-TJ, DE 27 DE AGOSTO DE 2015

PORTARIA Nº 1.470/2015-TJ, DE 27 DE AGOSTO DE 2015 PORTARIA Nº 1.470/2015-TJ, DE 27 DE AGOSTO DE 2015 O PRESIDENTE EM EXERCÍCIO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, no uso de suas atribuições legais e regimentais, RESOLVE: Art. 1 Tornar

Leia mais

REGISTRO DE LOTEAMENTO / DESMEMBRAMENTO

REGISTRO DE LOTEAMENTO / DESMEMBRAMENTO REGISTRO DE LOTEAMENTO / DESMEMBRAMENTO (Lei 6.766/79 alterada pela Lei 9.785/99 e Lei Estadual 7.943/2004) Lei 6.766/1979 - Art. 2º.: 1º - Considera-se loteamento a subdivisão de gleba em lotes destinados

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEIS, CESSÃO DE DIREITOS AQUISITIVOS SOBRE BENS IMÓVEIS E OUTRAS AVENÇAS

INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEIS, CESSÃO DE DIREITOS AQUISITIVOS SOBRE BENS IMÓVEIS E OUTRAS AVENÇAS INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEIS, CESSÃO DE DIREITOS AQUISITIVOS SOBRE BENS IMÓVEIS E OUTRAS AVENÇAS As Partes: PROMITENTE VENDEDOR ITAÚ UNIBANCO S.A., com sede em São

Leia mais

O CONVÊNIO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO E A UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA: RESULTADOS ESTATÍSTICOS (ANO BASE 2007) DO CARTÓRIO DO

O CONVÊNIO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO E A UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA: RESULTADOS ESTATÍSTICOS (ANO BASE 2007) DO CARTÓRIO DO O CONVÊNIO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO E A UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA: RESULTADOS ESTATÍSTICOS (ANO BASE 2007) DO CARTÓRIO DO ANEXO II DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL DA UNOESTE... 969

Leia mais

Código de Processo Civil, encontramos regras nesse sentido nos artigos 1003 e seguintes, 1022 e seguintes, artigo 1026.

Código de Processo Civil, encontramos regras nesse sentido nos artigos 1003 e seguintes, 1022 e seguintes, artigo 1026. Escritura pública de inventário e partilha Documentos Necessários A relação de documentos necessários para uma escritura pública de inventário e partilha, especialmente quando contemplam bens imóveis,

Leia mais

CHECKLIST DETALHADO PARA AQUISIÇÃO DE LOTE URBANO 1. DOCUMENTOS INICIAIS

CHECKLIST DETALHADO PARA AQUISIÇÃO DE LOTE URBANO 1. DOCUMENTOS INICIAIS Após a aprovação do crédito e a avaliação do imóvel, retorne à sua Agência com a relação completa dos documentos descritos nos itens abaixo, para a efetivação de seu financiamento. 1. DOCUMENTOS INICIAIS

Leia mais

CADASTRO DE CLIENTES

CADASTRO DE CLIENTES 1/5 Aposentadoria Rural CADASTRO DE CLIENTES Aposentadoria por Invalidez Pensão Rural LOAS Salário Maternidade PERGUNTAS: Tempo de Trabalho na Zona Rural, Laudo Médico, INCRA, ITR, Sindicato, Notas Fiscais,

Leia mais

AÇÕES PARA REGULARIZAÇÃO DE IMÓVEIS NO. Estado de São Paulo. O que o Governo de São Paulo, o Ministério Público e a sua Prefeitura podem fazer juntos.

AÇÕES PARA REGULARIZAÇÃO DE IMÓVEIS NO. Estado de São Paulo. O que o Governo de São Paulo, o Ministério Público e a sua Prefeitura podem fazer juntos. AÇÕES PARA REGULARIZAÇÃO DE IMÓVEIS NO Estado de São Paulo O que o Governo de São Paulo, o Ministério Público e a sua Prefeitura podem fazer juntos. Sumário Apresentação 5 Porque regularizar 6 Quando uma

Leia mais

Corregedoria Geral de Justiça

Corregedoria Geral de Justiça Corregedoria Geral de Justiça Ronaldo Claret de Moraes Juiz Auxiliar da Corregedoria Superintendente dos Serviços Notariais e de Registro do Estado de Minas Geras SIMPÓSIO Aplicabilidade da Lei 11.441/2007

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 35, DE 24 DE ABRIL DE 2007

RESOLUÇÃO Nº 35, DE 24 DE ABRIL DE 2007 Texto compilado a partir da redação dada pelas Resoluções nºs 143/2011 e 179/2013 RESOLUÇÃO Nº 35, DE 24 DE ABRIL DE 2007 Disciplina a aplicação da Lei nº 11.441/07 pelos serviços notariais e de registro

Leia mais

No Tabelionato de Notas são lavradas escrituras públicas em geral, como inventários, divórcios, declaratórias de união estável, procurações,

No Tabelionato de Notas são lavradas escrituras públicas em geral, como inventários, divórcios, declaratórias de união estável, procurações, No Tabelionato de Notas são lavradas escrituras públicas em geral, como inventários, divórcios, declaratórias de união estável, procurações, testamentos, entre outras. Também são lavradas atas notariais,

Leia mais

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE No ato de entrega dos documentos o candidato deve apresentar os originais e as cópias para conferência. 1.Documentos Diversos a) Cópia de documento de identificação (ou certidão de nascimento, quando menor

Leia mais

UNIDADE VI Tributação sobre a transmissão de bens e direitos e operações financeiras. 1.1.1. Constituição (art. 156, inciso II e parágrafo segundo)

UNIDADE VI Tributação sobre a transmissão de bens e direitos e operações financeiras. 1.1.1. Constituição (art. 156, inciso II e parágrafo segundo) UNIDADE VI Tributação sobre a transmissão de bens e direitos e operações financeiras 1. Imposto sobre a transmissão de bens imóveis 1.1. Legislação 1.1.1. Constituição (art. 156, inciso II e parágrafo

Leia mais

ANEXO I DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE AÇÃO JUDICIAL

ANEXO I DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE AÇÃO JUDICIAL ANEXO I DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE AÇÃO JUDICIAL (razão social do devedor), com inscrição no CNPJ nº, devidamente representada por (nome e qualificação do representante), DECLARA, para os fins da RN

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO TOCANTINS PROVIMENTO Nº 14/2013/CGJUS-TO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO TOCANTINS PROVIMENTO Nº 14/2013/CGJUS-TO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO TOCANTINS Palácio da Justiça Rio Tocantins, Praça dos Girassóis, sn - Bairro Centro - CEP 77015007 - Palmas - TO - http://wwa.tjto.jus.br Tribunal de Justiça Texto Original

Leia mais

VALOR ATUAL IGPM ACUMULADO CORREÇÃO PARTE GERAL: 1 - Ações de Jurisdição Contenciosa ou que assumam este caráter: 2.084,74 3,8476 80,21 2.

VALOR ATUAL IGPM ACUMULADO CORREÇÃO PARTE GERAL: 1 - Ações de Jurisdição Contenciosa ou que assumam este caráter: 2.084,74 3,8476 80,21 2. 2 0 0 7 PARTE GERAL: 1 - Ações de Jurisdição Contenciosa ou que assumam este caráter: 2.084,74 3,8476 80,21 2.164,95 2 - Recursos: A) interposição de qualquer recurso 1.042,37 3,8476 40,11 1.082,47 B)

Leia mais

PRINCIPAIS PRAZOS NA LEI Nº 6.015, DE 21-12-1973 (Lei dos Registros Públicos)

PRINCIPAIS PRAZOS NA LEI Nº 6.015, DE 21-12-1973 (Lei dos Registros Públicos) PRINCIPAIS PRAZOS NA LEI Nº 6.015, DE 21-12-1973 (Lei dos Registros Públicos) Anotações Art. 106. Sempre que o oficial fizer algum registro ou averbação, deverá, no prazo de cinco dias, anotá-lo nos atos

Leia mais

1. COMPRA E VENDA OBJETO DE DIREITO CIVIL 1

1. COMPRA E VENDA OBJETO DE DIREITO CIVIL 1 1. COMPRA E VENDA OBJETO DE DIREITO CIVIL 1 1.1 COMPROMISSO PARTICULAR DE COMPRA E VENDA (Modelo 1) Pelo presente instrumento particular, entre partes, como promitentes vendedores, doravante denominados

Leia mais

CONCORRÊNCIA PRESENCIAL 01/2013 ANEXO II MINUTA DO INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL

CONCORRÊNCIA PRESENCIAL 01/2013 ANEXO II MINUTA DO INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL CONCORRÊNCIA PRESENCIAL 01/2013 ANEXO II MINUTA DO INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de direito, os signatários

Leia mais

PROVIMENTO nº 42/2013-CGJ

PROVIMENTO nº 42/2013-CGJ PROVIMENTO nº 42/2013-CGJ O Excelentíssimo Senhor Desembargador SEBASTIÃO DE MORAES FILHO, Corregedor Geral da Justiça do Estado de Mato Grosso, no uso de suas atribuições legais, previstas nos artigos

Leia mais

INSTITUI IMPOSTO SOBRE A TRANSMISSÃO "INTERVIVOS" E DIREITOS A ELES RELATIVOS.

INSTITUI IMPOSTO SOBRE A TRANSMISSÃO INTERVIVOS E DIREITOS A ELES RELATIVOS. LEI Nº 1449/88 INSTITUI IMPOSTO SOBRE A TRANSMISSÃO "INTERVIVOS" E DIREITOS A ELES RELATIVOS. Eu, Paulo Alberto Duarte, Prefeito do Município de Lages, comunico a todos os habitantes deste Município, que

Leia mais

Simpósio sobre a Aplicabilidade da Lei 11.441, de 04.01.2007

Simpósio sobre a Aplicabilidade da Lei 11.441, de 04.01.2007 Simpósio sobre a Aplicabilidade da Lei 11.441, de 04.01.2007 (Escrituras de Inventário, Separação e Divórcio) Antonio Carlos Parreira Juiz de Direito da Vara de Família e Sucessões de Varginha MG Art.

Leia mais

PROVIMENTO Nº 248/2013-CGJ

PROVIMENTO Nº 248/2013-CGJ PROVIMENTO Nº 248/2013-CGJ Dispõe sobre a atualização monetária dos valores das custas judiciais e dos emolumentos dos serviços notariais e de registros públicos no Estado do Amapá, nos termos da Lei Estadual

Leia mais

1 de 8 23/12/2011 23:24

1 de 8 23/12/2011 23:24 1 de 8 23/12/2011 23:24 TABELA 4 (R$) ATOS DO OFICIAL DE REGISTRO DE IMÓVEIS Emolumentos Taxa de Fiscalização Judiciária Valor Final ao Usuário 1 Averbação (com todas as anotações e referências a outros

Leia mais

DO CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS. Curso de Técnico em Transações Imobiliárias Curso Total

DO CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS. Curso de Técnico em Transações Imobiliárias Curso Total DO CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS Curso de Técnico em Transações Imobiliárias Curso Total DO CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS DO CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS. FINALIDADE. DOS TÍTULOS REGISTRÁVEIS: ESCRITURA

Leia mais

TABELA DE CUSTAS E EMOLUMENTOS Atualizadas pelo ATO N.º 894/2010 DE 22 DE DEZEMBRO DE 2010 ( DJE 23/12/2010)

TABELA DE CUSTAS E EMOLUMENTOS Atualizadas pelo ATO N.º 894/2010 DE 22 DE DEZEMBRO DE 2010 ( DJE 23/12/2010) TABELA DE CUSTAS E EMOLUMENTOS Atualizadas pelo ATO N.º 894/2010 DE 22 DE DEZEMBRO DE 2010 ( DJE 23/12/2010) O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE PERNAMBUCO, NO USO DE SUAS ATRIBUIÇÕES LEGAIS,

Leia mais

TABELA II ATOS DO OFICIAL DO REGISTRO DE IMÓVEIS

TABELA II ATOS DO OFICIAL DO REGISTRO DE IMÓVEIS TABELA II ATOS DO OFICIAL DO REGISTRO DE IMÓVEIS 1 - Registro, por todos os atos: I - com valor, inclusive certidão: de acordo com o ANEXO 3; II - sem valor (pactos antenupciais, citação, etc.): R$ 21,70

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI Nº 9.619, DE 10 DE MAIO DE 2012.

RIO GRANDE DO NORTE LEI Nº 9.619, DE 10 DE MAIO DE 2012. RIO GRANDE DO NORTE LEI Nº 9.619, DE 10 DE MAIO DE 2012. Altera a Lei n.º 9.278, de 30 de dezembro de 2009, que dispõe sobre as Custas Processuais, Emolumentos, Fundo de Compensação dos Registradores Civis

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS QUE DEVERÃO SER APRESENTADOS PELO REQUERENTE JUNTAMENTE COM A FICHA PREENCHIDA E ASSINADA.

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS QUE DEVERÃO SER APRESENTADOS PELO REQUERENTE JUNTAMENTE COM A FICHA PREENCHIDA E ASSINADA. LISTA DE DOCUMENTOS RELAÇÃO DE DOCUMENTOS QUE DEVERÃO SER APRESENTADOS PELO REQUERENTE JUNTAMENTE COM A FICHA PREENCHIDA E ASSINADA. O Responsável Financeiro deverá entregar cópias autenticadas/ simples

Leia mais

HASTAS PÚBLICAS UNIFICADAS DA JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU EM SÃO PAULO REGRAS PARA PARTICIPAÇÃO

HASTAS PÚBLICAS UNIFICADAS DA JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU EM SÃO PAULO REGRAS PARA PARTICIPAÇÃO HASTAS PÚBLICAS UNIFICADAS DA JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU EM SÃO PAULO REGRAS PARA PARTICIPAÇÃO As Hastas Públicas Unificadas serão realizadas em dois leilões, sendo: 1º leilão: os lotes de bens oferecidos

Leia mais

JUR. 04 GESTÃO DO CONTENCIOSO FECOMERCIO

JUR. 04 GESTÃO DO CONTENCIOSO FECOMERCIO 1 de 15 GESTÃO DO CONTENCIOSO FECOMERCIO MACROPROCESSO ASSESSORIA TÉCNICA PROCESSO GESTÃO DO CONTENCIOSO FECOMERCIO 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS...

Leia mais

Incorporação Imobiliária

Incorporação Imobiliária Incorporação Imobiliária Lei nº 4.591, de 16 de dezembro de 1964 Incorporação Imobiliária Incorporação imobiliária é a atividade exercida pela pessoa física ou jurídica, empresário ou não que se compromete

Leia mais

ITCMD. Perguntas mais frequentes:

ITCMD. Perguntas mais frequentes: ITCMD Perguntas mais frequentes: 1. Quando nasce a obrigação de pagar o ITCMD? O ITCMD é o imposto estadual incidente sobre a transmissão de quaisquer bens ou direitos a título gratuito (ato não oneroso).

Leia mais

TABELA DE EMOLUMENTOS DOS SERVIÇOS NOTARIAIS E DE REGISTROS / 2009

TABELA DE EMOLUMENTOS DOS SERVIÇOS NOTARIAIS E DE REGISTROS / 2009 TABELA DE EMOLUMENTOS DOS SERVIÇOS NOTARIAIS E DE REGISTROS / 2009 TABELA I ATOS DOS OFÍCIOS DE REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS E DE INTERDIÇÕES E TUTELAS I - CASAMENTO - HABILITAÇÃO PARA CASAMENTO

Leia mais

ANEXO I MODELOS E DECLARAÇÕES

ANEXO I MODELOS E DECLARAÇÕES CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL N 01/SES/2015 PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA (PPP) NA MODALIDADE DE CONCESSÃO ADMINISTRATIVA PARA MODERNIZAÇÃO, OTIMIZAÇÃO, EXPANSÃO, OPERAÇÃO, MANUTENÇÃO E CONTROLE REMOTO E EM TEMPO

Leia mais

LEI Nº 111/88. O PREFEITO MUNICIPAL DE COLÍDER. Faz saber que a Câmara Municipal decretou e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 111/88. O PREFEITO MUNICIPAL DE COLÍDER. Faz saber que a Câmara Municipal decretou e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 111/88. INSTITUI O IMPOSTO SOBRE TRANSMISÃO, INTER-VIVOS, DE BENS IMÓVEIS E DE DIREITOS A ELES RELATIVOS ITBI. O PREFEITO MUNICIPAL DE COLÍDER. Faz saber que a Câmara Municipal decretou e eu sanciono

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Determinada pessoa jurídica declarou, em formulário próprio estadual, débito de ICMS. Apesar de ter apresentado a declaração, não efetuou o recolhimento do crédito

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR CENECISTA DE FARROUPILHA Mantido pela Campanha Nacional de Escolas da Comunidade

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR CENECISTA DE FARROUPILHA Mantido pela Campanha Nacional de Escolas da Comunidade CENTRO DE ENSINO SUPERIOR CENECISTA DE FARROUPILHA Mantido pela Campanha Nacional de Escolas da Comunidade DOCUMENTAÇÃO QUE DEVE SER APRESENTADA PELO CANDIDATO E MEMBROS DO GRUPO FAMILIAR NO MOMENTO DA

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PODER JUDICIÁRIO CORREGEDORIA-GERAL DA JUSTIÇA SERVIÇO DE DOCUMENTAÇÃO E DIVULGAÇÃO - SEDOC TABELA C.

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PODER JUDICIÁRIO CORREGEDORIA-GERAL DA JUSTIÇA SERVIÇO DE DOCUMENTAÇÃO E DIVULGAÇÃO - SEDOC TABELA C. URC Junho/2015 30,39 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PODER JUDICIÁRIO CORREGEDORIA-GERAL DA JUSTIÇA SERVIÇO DE DOCUMENTAÇÃO E DIVULGAÇÃO - SEDOC TABELA C No Segundo Grau 1. Apelação por todos os termos do

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO CONTRATO DE COMPRA E VENDA

MINUTA DE CONTRATO CONTRATO DE COMPRA E VENDA MINUTA DE CONTRATO CONTRATO DE COMPRA E VENDA TERMO DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA DE BEM IMÓVEL QUE ENTRE SI FAZEM A FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE ALTO VALE DO RIO DO PEIXE - FUNIARP E. Na forma abaixo: FUNDAÇÃO

Leia mais

FICHA CADASTRAL LOCADOR(A) FOLHA 01. Dados Pessoais

FICHA CADASTRAL LOCADOR(A) FOLHA 01. Dados Pessoais FICHA CADASTRAL LOCADOR(A) FOLHA 01 ENDEREÇO IMÓVEL: RESIDENCIAL COMERCIAL TIPO: EXCLUSIVE: SIM NÃO PRAZO DA LOCAÇÃO: MESES VALOR DO ALUGUEL: DATA DO AGENCIAMENTO: Dados Pessoais NOME: CPF: RG/ORG. EXP.:

Leia mais

ANEXO IV MINUTA DE INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL COM CONDIÇÃO RESOLUTIVA

ANEXO IV MINUTA DE INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL COM CONDIÇÃO RESOLUTIVA ANEXO IV MINUTA DE INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL COM CONDIÇÃO RESOLUTIVA Lote nº Data do Leilão: / / I PROMITENTE VENDEDOR: RAZÃO SOCIAL, com sede na Capital do Estado

Leia mais

LISTA DE DOCUMENTOS - PROUNI -

LISTA DE DOCUMENTOS - PROUNI - LISTA DE DOCUMENTOS - PROUNI - Os candidatos pré-selecionados devem entrar em contato com o SAE (Serviço de Assistência ao Estudante) para agendar a entrevista. Telefone: 35-3299-3044 Segue abaixo a relação

Leia mais

SUMÁRIO PREFÁCIO ABREVIATURAS ABREVIATURAS INTRODUÇÃO

SUMÁRIO PREFÁCIO ABREVIATURAS ABREVIATURAS INTRODUÇÃO SUMÁRIO ABREVIATURAS CAT Certidão Autorizativa de Transferência CC - Código Civil CF - Constituição Federal CGC Corregedoria Geral de Justiça CPC Código de Processo Civil CSM Conselho Superior de Magistratura

Leia mais

FAUSTO DE LIMA PEIXOTO

FAUSTO DE LIMA PEIXOTO EXECUÇÃO DOS EXPURGOS DE CORREÇÃO MONETÁRIA PRATICADOS NAS CONTAS DE POUPANÇA DO BANCO NOSSA CAIXA (ATUAL BANCO DO BRASIL) EM JANEIRO/FEVEREIRO DE 1989 PLANO VERÃO A Associação Brasileira de Previdência

Leia mais

O Responsável Financeiro deverá entregar cópias autenticadas/ simples ou originais de todo o grupo familiar os documentos abaixo:

O Responsável Financeiro deverá entregar cópias autenticadas/ simples ou originais de todo o grupo familiar os documentos abaixo: LISTA DE DOCUMENTOS RELAÇÃO DE DOCUMENTOS QUE DEVERÃO SER APRESENTADOS PELO REQUERENTE JUNTAMENTE COM A FICHA PREENCHIDA E ASSINADA. O Responsável Financeiro deverá entregar cópias autenticadas/ simples

Leia mais

6Estabilidade. 7Justiça. 8Independência. 9Confidencialidade

6Estabilidade. 7Justiça. 8Independência. 9Confidencialidade Fazer um testamento público 1Harmonia O testamento evita brigas de família e disputas patrimoniais entre os herdeiros acerca dos bens deixados pelo falecido. 2Tranquilidade O testamento pode ser utilizado

Leia mais

CONTRATANTE: CONTRATADA: RESPONSÁVEL CORRETORA: IMÓVEL: HONORÁRIOS ADMINISTRAÇÃO: PRAZO CONTRATUAL:

CONTRATANTE: CONTRATADA: RESPONSÁVEL CORRETORA: IMÓVEL: HONORÁRIOS ADMINISTRAÇÃO: PRAZO CONTRATUAL: CONTRATANTE: XXXXXXXXXXX, brasileira, (estado civil), (profissão), C.I. n xxxxxxxxx (ORGÃO/UF) e CPF.:XXX.XXX.XXX-XX, residente na (Endereço completo) - CEP.:xx.xxx-xxx em (Cidade/UF), E-mail:xxxxxxxxxx@xxxxx

Leia mais

TABELA DE EMOLUMENTOS. Índice de reajuste 6,75%, conforme IPC/IEPE. VIGÊNCIA 01.01.2012.

TABELA DE EMOLUMENTOS. Índice de reajuste 6,75%, conforme IPC/IEPE. VIGÊNCIA 01.01.2012. TABELA DE EMOLUMENTOS Índice de reajuste 6,75%, conforme IPC/IEPE. VIGÊNCIA 01.01.2012. ANEXO (LEI ESTADUAL 12.692/06) EMOLUMENTOS RELATIVOS AOS SERVIÇOS DE TABELIONATO DE NOTAS 1- Escritura pública, incluído

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CESSÃO DE DIREITOS CREDITÓRIOS E OUTRAS AVENÇAS

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CESSÃO DE DIREITOS CREDITÓRIOS E OUTRAS AVENÇAS INSTRUMENTO PARTICULAR DE CESSÃO DE DIREITOS CREDITÓRIOS E OUTRAS AVENÇAS As Partes: CEDENTE ITAÚ UNIBANCO S.A., com sede em São Paulo -SP, na Praça Alfredo Egydio de Souza Aranha, nº 100 Torre Olavo Setubal,

Leia mais

Lei Estadual nº. 12.216/98

Lei Estadual nº. 12.216/98 Lei Estadual nº. 12.216/98 Texto atualizado pelas Leis Estaduais n. os 12.604 de 02/07/99; 12.821 de 27/12/99; 12.827 de 06/01/00; 13.611 de 04/06/02; 14.595 de 28/12/04; 14.596 de 27/12/04 e 15.338 de

Leia mais

TABELA DE EMOLUMENTOS

TABELA DE EMOLUMENTOS TABELA DE EMOLUMENTOS Índice de reajuste 6,73%, conforme IPC/IEPE. VIGÊNCIA 01.01.2013. ANEXO LEI ESTADUAL 12.692/06 EMOLUMENTOS RELATIVOS AOS SERVIÇOS DE TABELIONATO DE NOTAS 1- Escritura pública, incluído

Leia mais

\PROVIMENTO Nº 110. Seção 11 Escrituras Públicas de Inventários, Separações, Divórcios e Partilha de bens

\PROVIMENTO Nº 110. Seção 11 Escrituras Públicas de Inventários, Separações, Divórcios e Partilha de bens \PROVIMENTO Nº 110 O Desembargador LEONARDO LUSTOSA, Corregedor-Geral da Justiça do Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais e CONSIDERANDO: a) a Lei nº 11.441/07 que alterou o CPC, possibilitando

Leia mais

LEI Nº 11.441/07: SEPARAÇÃO, DIVÓRCIO, INVENTÁRIO E PARTILHA EXTRAJUDICIAIS.

LEI Nº 11.441/07: SEPARAÇÃO, DIVÓRCIO, INVENTÁRIO E PARTILHA EXTRAJUDICIAIS. LEI Nº 11.441/07: SEPARAÇÃO, DIVÓRCIO, INVENTÁRIO E PARTILHA EXTRAJUDICIAIS. 1 Cíntia Cecília Pellegrini Graduanda do 9º semestre matutino do curso de Direito do CEUNSP Salto. Artigo elaborado no curso

Leia mais

EMPRESA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO DE CAMPINAS S/A

EMPRESA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO DE CAMPINAS S/A 1 de 10 Anexo V Modelos de Cartas e Declarações 2 de 10 COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO CARTA DE APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA COMERCIAL REF: CONCORRÊNCIA n.º 001/2014 Apresentação da Proposta Comercial Prezados

Leia mais

LEI ORDINÁRIA Nº 4871, DE 23 DE JANEIRO DE 1989.

LEI ORDINÁRIA Nº 4871, DE 23 DE JANEIRO DE 1989. 1 LEI ORDINÁRIA Nº 4871, DE 23 DE JANEIRO DE 1989. DISPÕE SOBRE TRANSMISSÃO INTER VIVOS, A QUALQUER TÍTULO, POR ATO ONEROSO, DE BENS IMÓVEIS, POR NATUREZA OU ACESSÃO FÍSICA, E DE DIREITOS REAIS SOBRE IMÓVEIS,

Leia mais

Portaria CAT 29, de 4.3.2011.

Portaria CAT 29, de 4.3.2011. Portaria CAT 29, de 4.3.2011. LEGISLAÇÃO ESTADUAL (Diário Oficial do Estado de São Paulo) Portaria COORDENAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CAT/SP nº 29, de 04.03.2011 D.O.E.: 05.03.2011.

Leia mais

SUMÁRIO CAPÍTULO I FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO... 19 CAPÍTULO II - DO PROCESSO CIVIL... 39

SUMÁRIO CAPÍTULO I FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO... 19 CAPÍTULO II - DO PROCESSO CIVIL... 39 SUMÁRIO Apresentação da Coleção...15 CAPÍTULO I FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO... 19 1. Antecedentes históricos da função de advogado...19 2. O advogado na Constituição Federal...20 3. Lei de regência da

Leia mais

LEILÃO DE IMÓVEIS. O Leilão será regido pelas normas e disposições consignadas neste Edital e pelas regras de Direito Privado aplicáveis.

LEILÃO DE IMÓVEIS. O Leilão será regido pelas normas e disposições consignadas neste Edital e pelas regras de Direito Privado aplicáveis. LEILÃO DE IMÓVEIS CIBRASEC COMPANHIA BRASILEIRA DE SECURITIZAÇÃO, com sede em São Paulo, inscrita no CNPJ sob nº 02.105.040/0001-23, doravante simplesmente denominadas em conjunto VENDEDORA, tornam público,

Leia mais

Edição nº 1/2013 Recife - PE, quarta-feira, 2 de janeiro de 2013. PODER JUDICIÁRIO Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco Gabinete da Presidência

Edição nº 1/2013 Recife - PE, quarta-feira, 2 de janeiro de 2013. PODER JUDICIÁRIO Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco Gabinete da Presidência Descontos legais previstos sobre os honorários advocatícios contratuais. Após, expeçam-se os respectivos alvarás, intimando-se as partes credoras para recebimento. Publique-se. Recife, 19 de dezembro de

Leia mais

INFORMATIVO: AÇÃO DE COBRANÇA DE EXPURGOS INFLACIONÁRIOS EM CADERNETAS DE POUPANÇAS DURANTE OS PLANOS ECONÔMICOS (COLLOR I E II)

INFORMATIVO: AÇÃO DE COBRANÇA DE EXPURGOS INFLACIONÁRIOS EM CADERNETAS DE POUPANÇAS DURANTE OS PLANOS ECONÔMICOS (COLLOR I E II) 1 INFORMATIVO: AÇÃO DE COBRANÇA DE EXPURGOS INFLACIONÁRIOS EM CADERNETAS DE POUPANÇAS DURANTE OS PLANOS ECONÔMICOS (COLLOR I E II) 1 - OBJETO: O pedido contido na ação visa cobrar das Instituições Bancárias

Leia mais