Seleção Pública. 1. Prova Objetiva

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Seleção Pública. 1. Prova Objetiva"

Transcrição

1 Seleção Pública 1. Prova Objetiva Assistente Administrativo Apoio e Secretariado Você recebeu sua folha de respostas, este caderno contendo 50 questões objetivas e o seu caderno de redação. Confira seu nome e número de inscrição impressos nas capas dos cadernos. Leia cuidadosamente as questões e escolha a resposta que você considera correta. Responda a todas as questões. Marque, na folha intermediária de respostas, localizada no verso desta página, a letra correspondente à alternativa que você escolheu. Transcreva para a folha de respostas, com caneta de tinta azul ou preta, todas as respostas anotadas na folha intermediária de respostas. Você terá 4 horas para responder às questões e para desenvolver o tema da redação. A saída do candidato da sala será permitida após transcorrida a metade do tempo de duração das provas. Ao sair, você entregará ao fiscal a folha de respostas, este caderno de questões e o caderno de redação, podendo destacar esta capa para futura conferência com o gabarito a ser divulgado. Aguarde a ordem do fiscal para abrir este caderno de questões tarde

2 Folha Intermediária de Respostas QUESTÃO 01 RESPOSTA QUESTÃO 26 RESPOSTA INVT0901/01-AssistAdm-ApoioSecretariado 2

3 LÍNGUA PORTUGUESA Leia o texto para responder às questões de números 01 a 14. Duas capitais brasileiras com experiências positivas no combate ao transporte ilegal e melhoria na integração do transporte público são Belo Horizonte e Recife. Em 2001, o governo de Minas e a Prefeitura de Belo Horizonte decidiram encarar o problema das kombis piratas. A cidade convivia então com mais de veículos rodando de forma irregular, porém os embates tiveram êxito e avanços entre os munícipes. A guerra para expulsá-los só foi vencida com uma junção de três fatores: decisão política, suporte policial para levar adiante a medida e respaldo jurídico com decisões favoráveis à expulsão. Depois de 2001, foi criada na BHtrans, Empresa de Transporte e Trânsito de Belo Horizonte, uma gerência exclusiva para fiscalizar o transporte informal, já que não havia órgão destinado a tal propósito. O governo criou 25 linhas de micro-ônibus como alternativa para a população, com 291 veículos, fazendo ligações bairro a bairro ou integradas às linhas principais. São veículos equipados com sistema de bilhete eletrônico, alguns com elevadores para deficientes e, o que é mais importante, nenhum deles passa pelo centro da cidade. Hoje, essas linhas transportam um milhão e meio de pessoas por mês e ajudam decisivamente na redução do caos no trânsito da capital mineira. Trata-se de um grande avanço. Há seis anos a cidade de Recife começou a enfrentar o problema. Nessa época, vans e kombis irregulares circulavam pela cidade, em mais de 100 rotas diferentes. A Prefeitura também agiu de forma dura para colocar fim a essa farra. Fechou as entradas da cidade para vans e kombis que vinham da região metropolitana e instituiu uma multa de quase reais para o transporte irregular. Como alternativa, criou 21 linhas para o transporte complementar com 126 veículos. Essas linhas estão divididas em alimentadoras e interbairros e nenhuma delas passa pelo centro da cidade. Pelas linhas interbairros circulam micro-ônibus que não concorrem com as linhas de ônibus convencional. As linhas alimentadoras, também formadas pelos micro-ônibus, levam as pessoas de áreas não assistidas pelo transporte regular até a estação de integração mais próxima. O serviço das linhas alimentadoras é gratuito. Quem financia são as próprias empresas de ônibus. A ameaça de que a falta das vans piratas iria provocar o caos no transporte público não se concretizou. Das mil pessoas que usavam por dia o transporte irregular, passaram a utilizar o sistema complementar oficial e o restante foi acomodado nas linhas de ônibus regulares que melhoraram e ampliaram sua frota. (Lucila Soares. Blog da Veja On Line Adaptado) 01. De acordo com o texto, é correto afirmar que (A) o transporte informal dominou as cidades de Belo Horizonte e Recife e se transformou numa guerra frustrada para a administração pública. (B) a população tem sofrido com a falta de kombis, nas principais capitais do país. (C) Belo Horizonte e Recife são duas capitais brasileiras com exemplo bem-sucedido de combate ao transporte ilegal e de criação de linhas com micro-ônibus. (D) o serviço de kombis gratuitas tem possibilitado o transporte de trabalhadores nas cidades de Belo Horizonte e Recife. (E) o combate às kombis e a construção de linhas de metrô são exemplos bem-sucedidos de transporte urbano em metrópoles como Belo Horizonte e Recife. 02. Sobre a atuação do governo de Minas Gerais e da Prefeitura de Belo Horizonte na melhoria do transporte na cidade, é correto afirmar que (A) desde 2003, o governo aplica multas pesadas a vans e kombis piratas. (B) o transporte ilegal passou a ser fiscalizado com a criação da BHtrans, Empresa de Transporte e Trânsito de Belo Horizonte. (C) há décadas, o governo transformou as kombis precárias em micro-ônibus democráticos e de fácil acesso. (D) as autoridades resolveram atuar em parceria com os donos de kombis e vans, renovando a frota. (E) as autoridades negligenciaram a força do transporte ilegal e perderam a batalha. 03. Dentre as causas do sucesso dos meios de transporte na capital mineira, destacam-se: (A) fiscalização, atuação governamental e jurídica frente ao transporte ilegal. (B) construção de linhas de micro-ônibus e compra de kombis. (C) aquisição do governo de novas vans e kombis. (D) criação de linhas de metrô e micro-ônibus. (E) investimento governamental em meios de transportes alternativos e carros híbridos. 04. Sobre os micro-ônibus utilizados em Belo Horizonte, é correto afirmar que (A) são veículos caros, porque são adaptados para deficientes físicos, crianças e idosos. (B) aceitam bilhete eletrônico na cidade e são integrados às vans. (C) têm tarifa menor que a dos ônibus tradicionais utilizados na cidade. (D) transportam um grande volume de pessoas por mês e diminuíram o trânsito na cidade. (E) são menos resistentes que as kombis e as vans e são mais caros. 05. Dentre as ações bem-sucedidas da prefeitura de Recife para melhorar o trânsito, a autora destaca (A) a criação de transporte específico para deficientes físicos e crianças. (B) a instituição do bilhete eletrônico. (C) a compra de novas vans e kombis. (D) a fiscalização contra as kombis e a criação de linhas de metrô. (E) a aplicação de multas e o fechamento de rotas do transporte ilegal. 3 INVT0901/01-AssistAdm-ApoioSecretariado

4 06. Sobre as linhas alimentadoras e interbairros criadas, pode-se dizer que (A) as alimentadoras são feitas por meio de vans e kombis e as interbairros são feitas pela integração com o trem. (B) as alimentadoras são gratuitas e as interbairros são feitas através de micro-ônibus que não prejudicam o ônibus tradicional. (C) as alimentadoras são destinadas a pessoas de baixa renda, já as interbairros são as que circulam no centro da cidade. (D) as duas são financiadas pelas empresas de ônibus. (E) as duas acabaram contribuindo para o caos do transporte público na capital. 07. A Prefeitura instituiu uma multa de quase reais. Nesse trecho, o verbo instituiu pode ser substituído, sem alteração de sentido, por (A) aplicou. (B) hesitou. (C) inspirou. (D) investigou. (E) retificou. Considere o trecho a seguir para responder às questões de números 08 e 09. (...) uma gerência exclusiva para fiscalizar o transporte informal, já que não havia órgão destinado a tal propósito. 08. No trecho, a preposição para indica finalidade. O mesmo ocorre com o termo destacado na frase: (A) O presidente foi para a Europa. (B) Tem chovido várias vezes por dia. (C) O médico veio em auxílio do paciente. (D) A empresa pagava os funcionários com cheque. (E) A criança puxava o pai pelo paletó. 09. Na frase, a locução conjuntiva já que pode ser substituída, sem alteração de sentido, por (A) por mais que. (B) apesar de. (C) à medida que. (D) uma vez que. (E) contanto que. 10. A cidade convivia então com mais de veículos rodando de forma irregular, porém os embates tiveram êxito e avanços entre os munícipes. A guerra para expulsá-los só foi vencida com uma junção de três fatores Nesse trecho, o pronome oblíquo los substitui o termo (A) embates. (B) fatores. (C) avanços. (D) munícipes. (E) veículos. 11. O governo criou 25 linhas de micro-ônibus como alternativa para a população Passando esse trecho para a voz passiva, de acordo com as regras gramaticais, obtém-se a seguinte frase: (A) O governo foi criado pelas 25 linhas de micro-ônibus como alternativa para a população. (B) Pelo governo, 25 linhas de micro-ônibus criam-se para ser uma alternativa para a população. (C) 25 linhas de micro-ônibus vão ser criadas como alternativa para a população. (D) 25 linhas de micro-ônibus foram criadas pelo governo como alternativa para a população. (E) Para a população, a alternativa é criar 25 linhas de microônibus pelo governo. 12. As linhas alimentadoras levam as pessoas de áreas não assistidas pelo transporte regular até a estação de integração mais próxima. Nesse trecho, o verbo assistir tem o mesmo significado que o termo empregado na seguinte frase: (A) Diante do ocorrido, assiste-lhe o direito de reclamar. (B) A alegria assiste ainda em seu coração. (C) O médico assiste o ferido. (D) Depois de morar em Paris, a diplomata agora assiste em Londres. (E) Assistimos à peça e não entendemos nada. 13. Trata-se de um grande avanço. Nesse trecho, flexionando-se o substantivo avanço no plural, e mantendo-se o mesmo tempo verbal, obtém-se, segundo as regras gramaticais, a seguinte frase: (A) Tratam-se de grandes avanços. (B) Trata-se de grandes avanços. (C) Tratavam-se de grandes avanços. (D) Tratar-se-ão de grandes avanços. (E) Trata-se de grandes avanços. 14. Há seis anos a cidade de Recife começou a enfrentar o problema. Nessa frase, substituindo-se o verbo haver pelo verbo fazer, conjugado no pretérito imperfeito do indicativo, obtém-se o seguinte: (A) Fazia seis anos. (B) Faz seis anos. (C) Fazem seis anos. (D) Faziam seis anos. (E) Fez seis anos. 15. Assinale a alternativa que preenche, correta e respectivamente, as frases a seguir. De , o transporte chegou áreas menos assistidas. partir de 2001, Belo Horizonte iniciou um projeto para amenizar os problemas de transporte público. (A) a a À (B) a às À (C) à as À (D) a às A (E) à às A INVT0901/01-AssistAdm-ApoioSecretariado 4

5 ATUALIDADES 16. Presidente do (...), o maior provedor de serviços de comércio eletrônico do país, o engenheiro Romero Rodrigues comemorou, na quinta-feira, seus 32 anos como um dos empresários mais bem-sucedidos do ramo. Dois dias antes, ele tinha anunciado a venda de 91% de sua empresa construída com três colegas de faculdade por US$ 342 milhões ao Naspers, um grupo de mídia com sede na África do Sul. (Folha de S.Paulo, ) Esse provedor de serviços de comércio eletrônico é o (A) Mercado Livre. (B) Buscapé. (C) Já Cotei. (D) Bondfaro. (E) Submarino. 17. Em novembro de 2009, a Polícia Federal deflagrou a Operação Caixa de Pandora. Em fevereiro de 2010, o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, foi preso sob a acusação de tentar subornar testemunha do caso e, em março, seu mandato foi cassado. Essa operação está relacionada à suspeita de (A) criação de um mensalão para os deputados da base aliada do governador Arruda. (B) uso dos meios de comunicação oficial do Distrito Federal para práticas ilícitas. (C) divulgação de dados sigilosos do governo para deputados oposicionistas. (D) fraude na licitação para os eventos de comemoração dos 50 anos de Brasília. (E) suborno a deputados e senadores para aprovarem a reeleição indireta de Arruda. 18. Na eleição presidencial de novembro de 2009, o ex-guerrilheiro tupamaro José Mujica, candidato da coalizão de esquerda Frente Ampla, saiu-se vitorioso. Mujica foi empossado presidente do (A) Paraguai. (B) Chile. (C) Uruguai. (D) Peru. (E) Equador. 19. Em 31 de julho de 2009, uma decisão judicial impediu um órgão de imprensa de publicar notícias sobre a Operação Boi Barrica, da Polícia Federal, a pedido de Fernando Sarney, que retirou a ação em dezembro. Essa censura atingiu (A) a Revista Veja. (B) o jornal Folha de S.Paulo. (C) a Revista Época. (D) o jornal O Estado de S.Paulo. (E) a Revista IstoÉ. 20. A médica Zilda Arns morreu sob os escombros de uma igreja em Porto Príncipe, durante o terremoto que atingiu o Haiti, em janeiro de 2010, após fazer uma palestra. Indicada ao Prêmio Nobel por seu trabalho, essa brasileira está ligada à fundação da (A) Pastoral da Terra. (B) campanha Criança Esperança. (C) organização Médicos Sem Fronteiras. (D) Fundação Abrinq. (E) Pastoral da Criança. 21. Uma das principais cidades históricas do Estado, (...) ficou completamente alagada ontem devido à chuva (...). Dos cerca de habitantes, (...) mais de 85% dos moradores tiveram que deixar suas residências. Fundada em 1769, a cidade, próxima a Taubaté, tem cerca de 90 casas térreas e sobrados tombados pelo patrimônio histórico (...). (Folha de S.Paulo, ) A reportagem refere-se a (A) Cunha. (B) Santo Antonio do Pinhal. (C) Angra dos Reis. (D) São Luiz do Paraitinga. (E) Bananal. 22. Festa, luto e uma partida dramática marcaram o início da Copa Africana de Nações, em Luanda, capital angolana. (...) Diante de um público de 50 mil pessoas, o presidente não fugiu do principal tema no começo do torneio (...). Condenamos esse ato de terrorismo, porém a competição continuará em Cabinda. Não há nada a temer, disse o presidente em seu discurso. (Folha de S.Paulo, ) O presidente angolano referia-se (A) ao ataque de um grupo separatista ao ônibus da delegação do Togo. (B) à explosão de uma bomba na sede da federação de futebol do país. (C) aos atentados de grupos radicais islâmicos nas imediações do estádio. (D) à violência das gangues que atacam turistas nos países africanos. (E) ao envolvimento da Al Qaeda no sequestro de jogadores angolanos. 5 INVT0901/01-AssistAdm-ApoioSecretariado

6 23. Uma mobilização, convocada pelo governador Sérgio Cabral, reuniu, em 17 de março de 2010, milhares de pessoas no centro do Rio de Janeiro. Foi um protesto contra (A) os atos de violência, principalmente na capital, incitados por narcotraficantes. (B) as mudanças na lei que regula a distribuição dos royalties do petróleo. (C) o corte de subsídios federais para as obras de combate às enchentes. (D) a exclusão de alguns estados nas ações da empresa de petróleo do pré-sal. (E) a proposta de emenda constitucional que limita o repasse de verbas federais. Língua Inglesa Leia o texto para responder às questões de números 26 a 30. It is hard for people in the rich world to imagine what it is like to live on $2 a day. But for those who do, the problem is often not just a low income, but an unpredictable one. Living on $2 a day frequently means living for ten days on $20 earned on a single day. The task of smoothing consumption is made more complicated if there is nowhere to store money safely. In an emergency, richer people might choose between dipping into their savings and borrowing. The choice for the great mass of the unbanked in the developing world is limited to whom to borrow from, often at great cost. That they can borrow at all is partly due to rapid growth of microfinance, which specialises in lending small amounts to poor people. (The Economist, March 13 th -19 th, Adapted) 24. Na véspera da reunião de cúpula dos 27 chefes de Estado e de governo da União Europeia, (...) a moeda única desabou ao seu valor mais baixo em dez meses, em relação ao dólar. Dois fatores motivaram a desvalorização: o ceticismo do mercado com um acordo entre Alemanha e França para ajuda à Grécia e o rebaixamento da nota de dívida (...) pela agência de classificação de risco Fitch. O país que sofreu esse rebaixamento foi (A) Irlanda do Norte. (B) Bélgica. (C) Portugal. (D) Holanda. (E) Eslováquia. (O Estado de S.Paulo, ) 25. Uma lei, aprovada pelo Senado norte-americano, em dezembro de 2009, e pela Câmara, em março de 2010, foi considerada um avanço histórico no país e a maior vitória do governo Barack Obama até o momento. Trata-se (A) da ampliação dos direitos trabalhistas com a incorporação do setor informal. (B) da reforma do sistema financeiro com impostos para os grandes bancos. (C) do fechamento da prisão de Guantánamo, antiga promessa de campanha. (D) da extensão da cidadania aos imigrantes ilegais no país há cinco anos. (E) da reforma do sistema de saúde com a universalização da assistência médica. 26. O texto afirma que (A) pessoas abastadas também podem viver com 2 dólares por dia. (B) aqueles que ganham 20 dólares por dia conseguem viver bem. (C) a moderação contribui para a sobrevivência do ser humano. (D) é difícil para os ricos imaginarem como é viver com 2 dólares por dia. (E) o ser humano depende da contenção de suas despesas e economias. 27. A leitura do texto permite concluir que, em caso de emergência, (A) quem não possui conta bancária não tem a quem recorrer. (B) os abastados podem fazer uso da microfinança. (C) os ricos podem usar a poupança ou tomar empréstimos. (D) os pobres podem tomar dinheiro emprestado junto a financeiras. (E) as pessoas sem recursos não podem recorrer ao microcrédito. 28. A leitura do texto permite concluir que o sistema de microfinanças (A) realiza empréstimos baratos para quem não tem renda fixa. (B) empresta pequenas quantias à população de baixa renda. (C) fornece serviço especializado a cidadãos ricos endividados. (D) cobra juros baixos referentes ao montante emprestado aos pobres. (E) baseia-se em empréstimos a curto prazo a clientes de classe média. 29. The sentence fragment But for those who do (2 nd sentence) refers to (A) people in the rich world. (B) richer people who got into debt. (C) poor people who have to borrow money. (D) rich or poor people in the developing world. (E) people who have to live on $2 a day. INVT0901/01-AssistAdm-ApoioSecretariado 6

7 30. A palavra one (2.ª frase do texto) substitui, no texto, a palavra (A) income. (B) unpredictable. (C) problem. (D) low. (E) people. Para as questões de números 31 a 35, leia o texto e assinale a alternativa correta. The Coast Guard finds people lost at sea first by interviewing the ones who reported the problem. We try to find out where and when the boaters got in trouble, when they left the port, where they intended to go, and where else they may have headed what their plan B was. We also want to know what boat they were in and what survival gear they had. We basically determine all the possible scenarios about the incident and establish what it is we are looking for. Then, based on that information, we build a strategy with the help of search-planning software called the Search and Rescue Optimal Planning System (SAROPS), which simulates the trajectory of various kinds of objects as they drift. (Scientific American, November, Adapted) 31. Segundo o texto, no que diz respeito a desaparecidos, a Guarda Costeira (A) entrevista as pessoas próximas ao local do acidente de navio. (B) usa métodos científicos para descobrir se algum barco afundou. (C) tenta descobrir em que barco as pessoas se encontravam. (D) solicita ao SAROPS que siga a sua trajetória em alto mar. (E) simula o trajeto realizado pela embarcação que naufragou. 34. According to the text, what their plan B was (2.ª frase do texto) indicates that (A) the boaters might have gone to a different place than the one they first planned to. (B) the boat which drifted may have sunk in a different place than expected. (C) the port from which the boat left had to be changed at the last minute. (D) the place where the boaters ran into a problem was totally unpredictable. (E) the boat being searched for may be known by two different names. 35. A expressão looking for no trecho what it is we are looking for (última frase do 1.º parágrafo) poderia ser substituída, sem alterar o sentido do texto, por (A) watching. (B) taking care of. (C) following. (D) trying to find. (E) expecting. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 36. Para conquistar a excelência na realização do trabalho de atendimento e apoio ao corpo gerencial, o Assistente deve estar sempre atento (A) às políticas de incentivo das empresas concorrentes. (B) aos gostos e preferências de seu superior imediato. (C) ao acompanhamento dos compromissos de seus superiores. (D) às promessas de crescimento profissional apresentadas. (E) à viabilidade de participar de cursos de aprimoramento no exterior. 32. who (1.ª frase do texto) refere-se a (A) guard. (B) people. (C) sea. (D) coast (E) problem. 33. No trecho where else they may have headed (2.ª frase do texto), may indica (A) permissão. (B) necessidade. (C) obrigação. (D) capacidade. (E) possibilidade. 37. A organização, distribuição e controle adequado de materiais, processos e documentos serão exemplarmente realizados se o Assistente fizer uso de (A) planilhas de acompanhamento. (B) comunicados internos. (C) fichas numeradas. (D) cadernos de anotações. (E) relatórios administrativos. 38. Edital é (A) o resumo de uma providência legal. (B) o ato que depende de aprovação superior. (C) o documento pelo qual se estabelece convenção ou acordo entre pessoas e entidades. (D) um atestado em que se certifica alguma coisa. (E) uma cientificação ou ordem, publicada ou afixada em lugar público. 7 INVT0901/01-AssistAdm-ApoioSecretariado

8 39. No método de arquivamento alfabético, as pastas devem ser (A) arquivadas e separadas por divisórias plastificadas. (B) marcadas e nomeadas com caneta de ponta grossa. (C) organizadas por intermédio de papeletas autocolantes. (D) ordenadas e separadas por guias alfabéticas simples. (E) codificadas, utilizando-se projeções fixas. 40. No que diz respeito a atendimento telefônico, caso o interlocutor tenha que aguardar na linha, é essencial que o Assistente (A) fale com ele a cada 30 segundos. (B) deixe uma música tocando para distraí-lo. (C) o coloque em espera até que o solicitante atenda. (D) fique conversando com ele sobre amenidades. (E) peça para que ligue mais tarde. 41. Orlando, assistente administrativo há três anos, é responsável pela preparação das reuniões e, por ser muito atento e organizado, sabe que a primeira coisa que deve ser feita é a (A) limpeza da sala de reunião. (B) reserva da sala de reunião. (C) compra dos produtos do coffee-break. (D) checagem dos equipamentos. (E) reserva de vagas no estacionamento. 42. A organização de uma reunião deve seguir rigorosamente as seguintes etapas: (A) limpeza, arrumação e decoração. (B) convocação, preparação e coordenação. (C) confirmação, planejamento e execução. (D) logística, agendamento e preparação. (E) detalhamento, participação e convocação. 43. Com relação ao agendamento e coordenação de viagens, o comprovante emitido pelas agências de turismo, no qual está mencionado o serviço a ser executado, chama-se (A) transfer. (B) invoice. (C) borderô. (D) voucher. (E) flight. 45. São todos órgãos de direção da INVESTE SÃO PAULO: (A) Diretoria Executiva, Conselho Fiscal e Conselho Consultivo. (B) Diretoria Executiva, Conselho Deliberativo e Conselho Fiscal. (C) Diretoria Deliberativa, Diretoria Executiva e Conselho Fiscal. (D) Diretoria, Órgão Executivo e Órgão Contábil. (E) Diretoria, Conselho Fiscal e Conselho Consultivo. 46. A INVESTE SÃO PAULO (A) é um serviço social autônomo. (B) constitui-se em pessoa jurídica de direito público. (C) é pessoa jurídica de direito privado com fins lucrativos. (D) vincula-se à Secretaria da Ciência e da Tecnologia. (E) terá seu presidente escolhido e nomeado pelo Secretário de Estado. 47. A Diretoria Executiva da INVESTE SÃO PAULO é composta por (A) 1 (um) Presidente e 1 (um) Diretor. (B) 1 (um) Presidente, 1 (um) Diretor e 1 (um) Secretário. (C) 1 (um) Diretor e 1 (um) Secretário. (D) 1 (um) Presidente e 3 (três) Diretores. (E) 2 (dois) Diretores. 48. O regime jurídico do pessoal da INVESTE SÃO PAULO será (A) o estatutário. (B) o regime próprio dos servidores públicos do Estado de São Paulo. (C) o da legislação trabalhista e previdenciária. (D) definido pelo Governador do Estado. (E) aquele estabelecido em conjunto com a Diretoria e o Conselho Consultivo. 49. Deliberar sobre alteração do Estatuto Social da INVESTE SÃO PAULO é competência (A) do Conselho Consultivo. (B) da Diretoria Executiva. (C) do Governador. (D) do Secretário Estadual. (E) do Conselho Deliberativo. 44. Antes de serem distribuídos, todas as correspondências e documentos recebidos devem ser (A) rubricados. (B) empilhados. (C) fotografados. (D) lidos. (E) registrados. INVT0901/01-AssistAdm-ApoioSecretariado Conforme o Estatuto da INVESTE SÃO PAULO, a sua Diretoria se reunirá, no mínimo, (A) mensalmente. (B) diariamente. (C) quinzenalmente. (D) bimestralmente. (E) trimestralmente.

9 Seleção Pública Assinatura do candidato 18. Prova de Redação INSTRUÇÕES Confira seu nome e número de inscrição impressos na capa deste caderno. Assine apenas no local indicado na capa. Qualquer identificação no corpo da prova acarretará a sua anulação. O texto definitivo deverá ser feito com caneta de tinta azul ou preta, no espaço reservado para tal. A ilegibilidade da letra acarretará prejuízo à nota do candidato. Durante as provas, não serão permitidas consultas e nem oferecidas folhas adicionais para rascunho. A prova de redação, de caráter eliminatório e classificatório, destina-se a avaliar o desempenho do candidato quanto à adequação do texto produzido ao tema proposto, quanto ao nível de aprofundamento e coerência das ideias, à organização do texto e à expressão linguística, de acordo com as normas da língua culta portuguesa. Você terá 4 horas para responder às questões objetivas e para desenvolver o tema da redação. Aguarde a ordem do fiscal para abrir este caderno. PARA USO DA VUNESP Nota Extenso Rubrica tarde

10 INVT0901/18-ProvaRedação-EnsinoMédio 2

11 Redação Leia atentamente os textos a seguir. TEXTO 1 Depois de três tentativas fracassadas, o Brasil finalmente ganhou a disputa pela sede dos Jogos Olímpicos. Agora, o governo brasileiro pode se preparar para colocar a mão no bolso. O projeto é estimado em R$ 25,9 bilhões, cifra sem precedentes na história do esporte nacional. (UOL, ) TEXTO 2 Não temos política pública de esporte. Não temos base, apoio, patrocínio e cultura multiesportiva. O Pan do Rio foi uma vergonha. Um exemplo de péssimo planejamento ou de uma gastança desenfreada do dinheiro público com um orçamento prévio muitas e muitas vezes menor do que o realizado. O problema é que agora com as Olimpíadas os valores são muito maiores. E aí? Quem paga a conta? (Fernando Solano. Blog da Band, ) TEXTO 3 É bom para mudar a visão que os caras (gringos) têm do Rio. Para eles, o Rio é a favela, e eles têm uma visão muito errada. Para eles, só tem maconheiro e ladrão. (Di Ferrero, vocalista do NX Zero, Globo.com, ) TEXTO 4 Tóquio podia até ter a proposta mais forte tecnicamente; Chicago, a mais confiante; e Madri, a mais bem modelada; mas o Rio tinha uma arma muito simples, embora eficiente, com a qual os outros não podiam competir: a pele. Não importa o quanto um inspetor do COI (Comitê Olímpico Internacional) se esforçasse em concentrar-se nas questões de segurança com as favelas, os congestionamentos e a falta de instalações esportivas, seria difícil ignorar toda aquela carne bronzeada coberta por trajes de banhos apertados e engajada em atividades esportivas. (Tyler Brülé, no jornal inglês Financial Times, ) Com base na leitura dos textos e no seu conhecimento sobre o tema, escreva uma dissertação que responda à seguinte pergunta: Vale a pena para o Brasil sediar uma Olimpíada? 3 INVT0901/18-ProvaRedação-EnsinoMédio

12 RASCUNHO Em hipótese alguma será considerada a redação escrita neste espaço. NÃO ASSINE ESTA FOLHA INVT0901/18-ProvaRedação-EnsinoMédio 4

13 RASCUNHO Em hipótese alguma será considerada a redação escrita neste espaço. NÃO ASSINE ESTA FOLHA 5 INVT0901/18-ProvaRedação-EnsinoMédio

14 redação INVT0901/18-ProvaRedação-EnsinoMédio NÃO ASSINE ESTA FOLHA 6

15 redação NÃO ASSINE ESTA FOLHA 7 INVT0901/18-ProvaRedação-EnsinoMédio

16

17 Seleção Pública 17. Prova Objetiva Gerente de Área Internacional Você recebeu sua folha de respostas, este caderno contendo 60 questões objetivas e o seu caderno de redação. Confira seu nome e número de inscrição impressos nas capas dos cadernos. Leia cuidadosamente as questões e escolha a resposta que você considera correta. Responda a todas as questões. Marque, na folha intermediária de respostas, localizada no verso desta página, a letra correspondente à alternativa que você escolheu. Transcreva para a folha de respostas, com caneta de tinta azul ou preta, todas as respostas anotadas na folha intermediária de respostas. Você terá 4 horas para responder às questões e para desenvolver o tema da redação. A saída do candidato da sala será permitida após transcorrida a metade do tempo de duração das provas. Ao sair, você entregará ao fiscal a folha de respostas, este caderno de questões e o caderno de redação, podendo destacar esta capa para futura conferência com o gabarito a ser divulgado. Aguarde a ordem do fiscal para abrir este caderno de questões tarde

18 Folha Intermediária de Respostas INVT0901/17-GerenteÁrea-Internacional 2

19 LÍNGUA PORTUGUESA Para responder às questões de números 01 a 07, leia o texto. No Brasil, uma vaga no governo vale mais do que a Presidência A primeira eleição presidencial realizada no Brasil depois da redemocratização reuniu, em 1989, candidatos de praticamente todos os partidos importantes. O vencedor, Fernando Collor de Mello, concorreu por uma legenda nanica, o PRN. Esse é um cenário impossível de se repetir nos dias de hoje. Na época, possivelmente atiçados pelos 25 anos de exclusão das corridas sucessórias, os partidos procuraram estabelecer um projeto político de poder. Ou, pelo menos, tentar. Essa visão garantiu ao eleitor um cardápio de opções de encher os olhos. (...) Foram 22 candidatos ao todo, sem contar a vetada tentativa de última hora de Silvio Santos para concorrer pelo PMB. Alguns desses nomes até podem ser criticados. Mas os partidos estavam todos na disputa, defendendo suas propostas. Hoje, as conveniências políticas falam mais alto. Vale mais negociar um bom acordo de participação num futuro governo, por meio de um ministério, ou um apoio regional numa eleição para governo do que se arriscar na conquista do voto majoritário. Por isso, com raras exceções, a imensa maioria dos partidos tem deixado de lado suas candidaturas presidenciais. Prefere discutir a melhor aliança a ser feita. (...) (O Estado de S.Paulo, Adaptado) 03. Analise as afirmações. I. Na expressão legenda nanica, o adjetivo atribui um sentido que remete à seguinte ideia: pequeno e de pouca expressão. II. A frase Essa visão garantiu ao eleitor um cardápio de opções de encher os olhos. expressa, em sentido figurado, a ideia de que, nas eleições presidenciais de 1989, havia muitas opções de candidatos para o eleitorado. III. No contexto, a expressão voto majoritário remete à ideia de tentativa de conquista, numa eleição, da Presidência da República. Está correto o que se afirma em (A) I, apenas. (B) III, apenas. (C) I e II, apenas. (D) II e III, apenas. (E) I, II e III. Para responder às questões de números 04 a 06, considere o trecho final do texto: Por isso, com raras exceções, a imensa maioria dos partidos tem deixado de lado suas candidaturas presidenciais. Prefere discutir a melhor aliança a ser feita. 01. De acordo com o texto, atualmente os partidos políticos (A) deixaram de se interessar pelo projeto político do poder na Presidência da República, por terem recebido críticas. (B) têm muito interesse pela Presidência da República, o mesmo que rendeu uma grande quantidade de candidatos em (C) preferem estabelecer acordos, os quais podem ser mais vantajosos do que tentar obter a Presidência da República. (D) almejam a Presidência da República, oferecendo aos eleitores mais opções de candidatos do que em (E) resistem ao novo cenário que impossibilita a repetição, nos dias de hoje, de uma corrida à Presidência nos moldes de Segundo o texto, o que pode explicar a corrida presidencial de 1989 (A) foram as mais de duas décadas sem eleições. (B) foi o surgimento de partidos pequenos, como o PRN. (C) foram as excessivas críticas aos partidos políticos. (D) foi a ausência de pequenos partidos políticos. (E) foi o surgimento de candidatos de última hora. 04. Assinale a alternativa em que a versão do trecho está correta quanto à regência. (A) Por isso, com raras exceções, a imensa maioria dos partidos tem preferido discutir a melhor aliança ante manter suas candidaturas presidenciais. (B) Por isso, com raras exceções, a imensa maioria dos partidos tem preferido discutir a melhor aliança do que manter suas candidaturas presidenciais. (C) Por isso, com raras exceções, a imensa maioria dos partidos tem mais preferido discutir a melhor aliança que manter suas candidaturas presidenciais. (D) Por isso, com raras exceções, a imensa maioria dos partidos tem preferido discutir a melhor aliança a manter suas candidaturas presidenciais. (E) Por isso, com raras exceções, a imensa maioria dos partidos tem preferido discutir a melhor aliança em que manter suas candidaturas presidenciais. 05. Articulando as orações, conforme o sentido do trecho e do texto na sua totalidade, obtém-se no final do período: (A)..., embora prefira discutir a melhor aliança a ser feita. (B)..., mas prefere discutir a melhor aliança a ser feita. (C)..., pois prefere discutir a melhor aliança a ser feita. (D)..., se preferir discutir a melhor aliança a ser feita. (E)..., ou prefere discutir a melhor aliança a ser feita. 3 INVT0901/17-GerenteÁrea-Internacional

20 06. A primeira oração do texto, em voz passiva, assume a seguinte forma: (A)... as candidaturas presidenciais tem sido deixado de lado pela imensa maioria dos partidos. (B)... as candidaturas presidenciais têm sido deixadas de lado pela imensa maioria dos partidos. (C)... têm-se deixado de lado as candidaturas presidenciais pela imensa maioria dos partidos. (D)... as candidaturas presidenciais estão sendo deixadas de lado pela imensa maioria dos partidos. (E)... a imensa maioria dos partidos deixa de lado as candidaturas presidenciais. 07. Assinale a alternativa em que o parônimo está corretamente empregado, levando-se em conta o sentido do texto. (A) Em 1989, era eminente a possibilidade de Sílvio Santos concorrer à Presidência da República. (B) Fernando Collor, em 1989, emergiu na corrida à presidência concorrendo por uma legenda nanica. (C) Fernando Collor, eleito presidente da República em 1989, teve direito ao seu mandado. (D) Para que Sílvio Santos se candidatasse, deveria haver o comprimento das exigências eleitorais. (E) Em 1989, as autoridades eleitorais ratificaram a candidatura de Sílvio Santos para a Presidência da República. Nas questões de números 08 a 10, assinale a alternativa em que os termos completam, correta e respectivamente, os espaços dos textos. 08. Os gastos dos turistas brasileiros em viagens internacionais o recorde de US$ 1,21 bilhão em janeiro, maior valor para o mês desde Na comparação entre janeiro de 2010 e janeiro de 2009, as despesas de brasileiros no exterior saltaram 72,4%., totalizaram 31,6% de todo o déficit de transações correntes do mês. Nos anos 80, de 3% ao mês. (A) atingiram... Sozinhas... foram (B) atingiu... Sozinhos... foi (C) atingiram... Sozinha... foi (D) atingiu... Sozinho... foram (E) atingiram... Sozinhos... foi (O Estado de S.Paulo, ) 09. No Dia Mundial da Água, a ONU faz um alerta, pois cada vez mais a atividade humana em risco os mananciais. Além disso, o consumo aumenta em todo o mundo, mesmo em países a população cresce pouco. (A) põem... aonde (B) põe... no qual (C) põem... que (D) põe... onde (E) põem... em que (O Estado de S.Paulo, ) 10. partir de hoje, grávidas são foco da vacinação em massa gripe suína. A segunda etapa de imunização também crianças de seis 23 meses e doentes crônicos com até 59 anos. (A) À... ante a... inclui... à (B) À... da... incluem... a (C) A... para a... inclui... à (D) A... à... incluem... a (E) A... contra a... inclui... a Língua Inglesa (O Estado de S.Paulo, ) Leia o texto e responda às questões de números 11 a 15. March 23, 2010 By Abdul Milazi World Economic Forum warns of impending global labour crisis Despite high unemployment, the global economy enters a decade of unparalleled talent scarcity. If left unaddressed, it will put a brake on economic growth in both developed and developing countries, warns a new report released by the World Economic Forum in collaboration with The Boston Consulting Group. The report called Stimulating Economies through Fostering Talent Mobility says by 2030 the developed world will need millions of new employees to sustain economic growth. The USA will need 26 million employees while Western Europe will need 46 million. Developing countries not affected by ageing populations, like India and Brazil, will also face huge skills gaps in some job categories due to low employability. The workforces of India and Brazil will grow by more than 200 million people over the next two decades. (http://blogs.timeslive.co.za/common-dialogue/2010/03/23/world-economicforum-warns-of-impending-global-labour-crisis/. Adaptado) 11. According to the text, (A) talent scarcity is a consequence of unemployment. (B) economic growth may be impaired by lack of qualified labourers. (C) labour crisis and soaring unemployment will affect mostly developing countries. (D) both developed and developing countries should foster economic growth to avoid unemployment. (E) skills gap can be reversed by ageing populations. INVT0901/17-GerenteÁrea-Internacional 4

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO Odilio Sepulcri odilio@emater.pr.gov.br www.odiliosepulcri.com.br www.emater.pr.gov.br Telefone: (41) 3250-2252 ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO 1. Perfil para empreender

Leia mais

DECRETO Nº 4.732, DE 10 DE JUNHO DE 2003. Dispõe sobre a Câmara de Comércio Exterior - CAMEX, do Conselho de Governo.

DECRETO Nº 4.732, DE 10 DE JUNHO DE 2003. Dispõe sobre a Câmara de Comércio Exterior - CAMEX, do Conselho de Governo. DECRETO Nº 4.732, DE 10 DE JUNHO DE 2003. Dispõe sobre a Câmara de Comércio Exterior - CAMEX, do Conselho de Governo. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 84, incisos

Leia mais

ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL

ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL Diretor Geral O Diretor Geral supervisiona e coordena o funcionamento das unidades orgânicas do Comité Olímpico de Portugal, assegurando o regular desenvolvimento das suas

Leia mais

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)?

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)? Entrevista concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após cerimônia de apresentação dos resultados das ações governamentais para o setor sucroenergético no período 2003-2010 Ribeirão

Leia mais

Lei do ICMS São Paulo Lei 12.268 de 2006

Lei do ICMS São Paulo Lei 12.268 de 2006 Governo do Estado Institui o Programa de Ação Cultural - PAC, e dá providências correlatas. O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte

Leia mais

Sua hora chegou. Faça a sua jogada. REGULAMENTO

Sua hora chegou. Faça a sua jogada. REGULAMENTO Sua hora chegou. Faça a sua jogada. REGULAMENTO Prêmio de Empreendedorismo James McGuire 2013 REGULAMENTO Prêmio de Empreendedorismo James McGuire 2013 é uma competição interna da Laureate International

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Setembro 2011 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS GRADUADOS

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 11 Pronunciamento sobre a questão

Leia mais

&RPpUFLR,QWHUQDFLRQDO±&RQIOLWRV

&RPpUFLR,QWHUQDFLRQDO±&RQIOLWRV &RPpUFLR,QWHUQDFLRQDO±&RQIOLWRV 3RU 'HQLV &RUWL] GD 6LOYD $QGHUVRQ 1RYDHV 9LHLUD 5RGROIR )DUDK 9DOHQWH )LOKR 'DQLHO5XGUD)HUQDQGHV,QWURGXomR A criação da OMC (Organização Mundial do Comércio) foi um grandioso

Leia mais

2. COMO IMPORTAR 1 PLANEJAMENTO 2 CONTATOS COM POTENCIAIS FORNECEDORES 3 IDENTIFICAR NCM, TRATAMENTO ADMINISTRATIVO E TRIBUTÁRIO.

2. COMO IMPORTAR 1 PLANEJAMENTO 2 CONTATOS COM POTENCIAIS FORNECEDORES 3 IDENTIFICAR NCM, TRATAMENTO ADMINISTRATIVO E TRIBUTÁRIO. 1 2 2. COMO IMPORTAR 2.1. FLUXOGRAMA DE IMPORTAÇÃO 1 PLANEJAMENTO A fase de planejamento das importações é geralmente parte integrante do planejamento geral da empresa para atender sua necessidade de máquinas,

Leia mais

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM DECRETO nº 1098, de 12 de fevereiro de 2009 Dispõe sobre alocação, denominação e atribuições dos órgãos que compõem a estrutura organizacional do Gabinete da Prefeita e dá outras providências. A PREFEITA

Leia mais

ESTATUTO CAPÍTULO I. DENOMINAÇÃO, SEDE, FINALIDADE e DURAÇÃO CAPÍTULO II DAS FINANÇAS

ESTATUTO CAPÍTULO I. DENOMINAÇÃO, SEDE, FINALIDADE e DURAÇÃO CAPÍTULO II DAS FINANÇAS ESTATUTO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, FINALIDADE e DURAÇÃO Art. 1 o. Sob a denominação APA de Jaboticabal - Associação Protetora dos Animais de Jaboticabal - fica fundada nesta cidade, onde terá sua sede,

Leia mais

Você pode contribuir para eleições mais justas

Você pode contribuir para eleições mais justas Procuradoria Regional Eleitoral no Estado de SP Defesa da democracia, combate à impunidade. Você pode contribuir para eleições mais justas Os cidadãos e as cidadãs podem auxiliar muito na fiscalização

Leia mais

Gerenciando a Crise. 10 º Congresso Internacional de Gestão Porto Alegre, 20 de julho de 2009

Gerenciando a Crise. 10 º Congresso Internacional de Gestão Porto Alegre, 20 de julho de 2009 Gerenciando a Crise 10 º Congresso Internacional de Gestão Porto Alegre, 20 de julho de 2009 Apresentação de Martin Forst & Hanna Kleider Divisão de Gestão e Desempenho do Setor Público Diretoria de Governança

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I DOS PRINCÍPIOS

REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I DOS PRINCÍPIOS Er REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I DOS PRINCÍPIOS Art 1º O Fórum da Agenda 21 Local Regional de Rio Bonito formulará propostas de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento sustentável local, através

Leia mais

Organização Mundial do Comércio: Possibilidades e Limites

Organização Mundial do Comércio: Possibilidades e Limites Organização Mundial do Comércio: Possibilidades e Limites Análise Integração Regional / Economia e Comércio Bernardo Erhardt de Andrade Guaracy 15 de outubro de 2003 Organização Mundial do Comércio: Possibilidades

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

ÓRGÃOS RESPONSÁVEIS PELO COMÉRCIO INTERNACIONAL NO BRASIL E O SISTEMA INTEGRA- DO DE COMÉRCIO EXTERIOR (SISCOMEX).

ÓRGÃOS RESPONSÁVEIS PELO COMÉRCIO INTERNACIONAL NO BRASIL E O SISTEMA INTEGRA- DO DE COMÉRCIO EXTERIOR (SISCOMEX). Aula 12 ÓRGÃOS RESPONSÁVEIS PELO COMÉRCIO INTERNACIONAL NO BRASIL E O SISTEMA INTEGRA- DO DE COMÉRCIO EXTERIOR (SISCOMEX). Segundo LOPES VASQUES (2007) as políticas de regulamentação, normatização e execução

Leia mais

LEI N 1.892/2008 Dá nova redação a Lei nº 1.580/2004

LEI N 1.892/2008 Dá nova redação a Lei nº 1.580/2004 LEI N 1.892/2008 Dá nova redação a Lei nº 1.580/2004 Povo do Município de Viçosa, por seus representantes legais, aprovou e eu, em seu nome, sanciono e promulgo a seguinte Lei: Das disposições Gerais Art.

Leia mais

BRICS Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul

BRICS Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul MECANISMOS INTER-REGIONAIS BRICS Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul O que faz o BRICS? Desde a sua criação, o BRICS tem expandido suas atividades em duas principais vertentes: (i) a coordenação

Leia mais

Edital de Seleção de Candidatos ao Programa de Mestrado em Gestão de Negócios Faculdade FIA

Edital de Seleção de Candidatos ao Programa de Mestrado em Gestão de Negócios Faculdade FIA Edital de Seleção de Candidatos ao Programa de Mestrado em Gestão de Negócios Faculdade FIA Ano Letivo de 2015 O Programa de Mestrado em Gestão de Negócios comunica a abertura de inscrições para a seleção

Leia mais

UMA MOBILIDADE URBANA OU UMA PSEUDOMOBILIDADE URBANA ESTÁ SENDO CONSTRUÍDA NAS CIDADES?

UMA MOBILIDADE URBANA OU UMA PSEUDOMOBILIDADE URBANA ESTÁ SENDO CONSTRUÍDA NAS CIDADES? UMA MOBILIDADE URBANA OU UMA PSEUDOMOBILIDADE URBANA ESTÁ SENDO CONSTRUÍDA NAS CIDADES? BUENO, Maria Helena Berardo Graduanda em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Estadual de Goiás - UnUCET ( Unidade

Leia mais

Edital Nº. 04/2009-DIGPE 10 de maio de 2009

Edital Nº. 04/2009-DIGPE 10 de maio de 2009 Caderno de Provas GESTÃO DE COOPERATIVAS E AGRONEGÓCIOS Edital Nº. 04/2009-DIGPE 10 de maio de 2009 INSTRUÇÕES GERAIS PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA Use apenas caneta esferográfica azul ou preta. Escreva o

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA ESCOLA NACIONAL DA MAGISTRATURA DA ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DO BRASIL

REGIMENTO INTERNO DA ESCOLA NACIONAL DA MAGISTRATURA DA ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DO BRASIL REGIMENTO INTERNO DA ESCOLA NACIONAL DA MAGISTRATURA DA ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DO BRASIL Capítulo I Da Instituição Art. 1º - A Escola Nacional da Magistratura (ENM), órgão da Associação dos Magistrados

Leia mais

Competitividade: uma barreira instransponível?

Competitividade: uma barreira instransponível? Competitividade: uma barreira instransponível? Alfredo Fonceca Peris A discussão sobre a importância do setor industrial para o crescimento e o desenvolvimento da economia brasileira ganhou um novo capítulo

Leia mais

Unidade III. Operadores. Demais instituições financeiras. Outros intermediários financeiros e administradores de recursos de terceiros

Unidade III. Operadores. Demais instituições financeiras. Outros intermediários financeiros e administradores de recursos de terceiros MERCADO FINANCEIRO E DE CAPITAIS Unidade III 6 O SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL O sistema financeiro nacional é o conjunto de instituições e instrumentos financeiros que possibilita a transferência de recursos

Leia mais

Con o s n e s l e h l o h o p a p r a a a v o v c o ê c ê s e s r e um u m p r p ofi o s fi s s i s o i n o a n l a

Con o s n e s l e h l o h o p a p r a a a v o v c o ê c ê s e s r e um u m p r p ofi o s fi s s i s o i n o a n l a Conselho para você ser um profissional Contábil bem-sucedido Conselho para você ser um profissional Contábil bem-sucedido 1) Valorize a profissão: é a única com desemprego zero; tem 23 áreas de especialização

Leia mais

AULA 10 Sociedade Anônima:

AULA 10 Sociedade Anônima: AULA 10 Sociedade Anônima: Conceito; características; nome empresarial; constituição; capital social; classificação. Capital aberto e capital fechado. Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e Bolsa de Valores.

Leia mais

CEMIG TRADING S.A. ESTATUTO SOCIAL. CAPÍTULO I Denominação, Sede, Objeto e Duração

CEMIG TRADING S.A. ESTATUTO SOCIAL. CAPÍTULO I Denominação, Sede, Objeto e Duração CEMIG TRADING S.A. O presente Estatuto é uma consolidação do aprovado pela Escritura Pública de Constituição, em 29-07-2002 - arquivada na JUCEMG em 12-08-2002, sob o nº 3130001701-0, e pelas Assembléias

Leia mais

A REORIENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL BRASILEIRO IBGC 26/3/2015

A REORIENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL BRASILEIRO IBGC 26/3/2015 A REORIENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL BRASILEIRO IBGC 26/3/2015 1 A Situação Industrial A etapa muito negativa que a indústria brasileira está atravessando vem desde a crise mundial. A produção

Leia mais

Resolução de Questões- Tropa de Elite ATUALIDADES Questões- AULA 1-4 NILTON MATOS

Resolução de Questões- Tropa de Elite ATUALIDADES Questões- AULA 1-4 NILTON MATOS Resolução de Questões- Tropa de Elite ATUALIDADES Questões- AULA 1-4 NILTON MATOS 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. OBS: EM NEGRITO OS ENUNCIADOS, EM AZUL AS

Leia mais

Rio de Janeiro: o melhor lugar para a sua empresa no Brasil

Rio de Janeiro: o melhor lugar para a sua empresa no Brasil Rio de Janeiro: o melhor lugar para a sua empresa no Brasil Thayne Garcia, Assessora-Chefe de Comércio e Investimentos (tgarcia@casacivil.rj.gov.br) Luciana Benamor, Assessora de Comércio e Investimentos

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CUIDADOS PALIATIVOS. Núcleo da Região Autónoma dos Açores Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos NRA - APCP

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CUIDADOS PALIATIVOS. Núcleo da Região Autónoma dos Açores Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos NRA - APCP ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CUIDADOS PALIATIVOS Núcleo da Região Autónoma dos Açores Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos NRA - APCP abril de 2012 Núcleo Regional dos Açores da Associação Portuguesa

Leia mais

VERTICALIZAÇÃO OU UNIÃO ESTRATÉGICA

VERTICALIZAÇÃO OU UNIÃO ESTRATÉGICA VERTICALIZAÇÃO OU UNIÃO ESTRATÉGICA ABRAMGE-RS Dr. Francisco Santa Helena Presidente da ABRAMGE-RS Sistema ABRAMGE 3.36 milhões de internações; 281.1 milhões de exames e procedimentos ambulatoriais; 16.8

Leia mais

Migrações Alguns números

Migrações Alguns números Migrações Alguns números Dados gerais: Mundo» Há 232 milhões de migrantes internacionais no mundo (ONU, 2013), ou 3.2% da população mundial» Os migrantes internacionais compõem 10.8% da população das regiões

Leia mais

Pesquisa de Opinião Pública Nacional. Associação dos Magistrados Brasileiros AMB Voto, Eleições e Corrupção Eleitoral

Pesquisa de Opinião Pública Nacional. Associação dos Magistrados Brasileiros AMB Voto, Eleições e Corrupção Eleitoral Pesquisa de Opinião Pública Nacional Associação dos Magistrados Brasileiros AMB Voto, Eleições e Corrupção Eleitoral Julho de 2008 Roteiro I. Metodologia II. III. IV. Eleições e Política Corrupção eleitoral

Leia mais

Como Fazer Negócios com o Governo Business to Government B2G

Como Fazer Negócios com o Governo Business to Government B2G Como Fazer Negócios com o Governo Business to Government B2G Porque fazer negócios com o Governo? Descubra a maneira mais eficiente de fazer negócios com o Governo. Como Fazer Negócios com o Governo Business

Leia mais

CADERNO DE PROVAS OBJETIVA E REDAÇÃO

CADERNO DE PROVAS OBJETIVA E REDAÇÃO CADERNO DE PROVAS OBJETIVA E REDAÇÃO CURSO: COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO: 1. Esta prova contém Redação e 20(vinte) questões objetivas. Caso o caderno esteja incompleto

Leia mais

Prefeitura Municipal de Nova Ubiratã Gestão: 2009/2012

Prefeitura Municipal de Nova Ubiratã Gestão: 2009/2012 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 018 /2011/CSCI Versão: 01 Aprovação em: 17 de novembro de 2011 Ato de Aprovação: 018/2011 Unidades Responsáveis: Assessoria de Imprensa e Comunicação Social DISPÕE SOBRE PROCEDIMENTOS

Leia mais

O que fazer para reformar o Senado?

O que fazer para reformar o Senado? O que fazer para reformar o Senado? Cristovam Buarque As m e d i d a s para enfrentar a crise do momento não serão suficientes sem mudanças na estrutura do Senado. Pelo menos 26 medidas seriam necessárias

Leia mais

1. COMPETÊNCIAS DAS DIRETORIAS

1. COMPETÊNCIAS DAS DIRETORIAS 1. COMPETÊNCIAS DAS DIRETORIAS 1.1. Diretoria Executiva (DEX) À Diretora Executiva, além de planejar, organizar, coordenar, dirigir e controlar as atividades da Fundação, bem como cumprir e fazer cumprir

Leia mais

Quem somos. Em que acreditamos. Acreditamos nas pessoas

Quem somos. Em que acreditamos. Acreditamos nas pessoas Realizações de 2009 a 2014 Quem somos Somos a maior família política da Europa, com uma visão política de centro-direita. Somos o Grupo do Partido Popular Europeu do Parlamento Europeu. Em que acreditamos

Leia mais

AGÊNCIA DNA CASCAIS CASCAIS UM CONCELHO EMPREENDEDOR ESTATUTOS

AGÊNCIA DNA CASCAIS CASCAIS UM CONCELHO EMPREENDEDOR ESTATUTOS AGÊNCIA DNA CASCAIS CASCAIS UM CONCELHO EMPREENDEDOR ESTATUTOS Capítulo I Princípios Gerais Artigo 1.º Natureza A Agência DNA CASCAIS Cascais um Concelho Empreendedor é uma associação sem fins lucrativos,

Leia mais

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários ESTATUTO DA LIGA ACADÊMICA DE ESPORTES E SAÚDE - LIES Capítulo I - Da Natureza e Finalidade ART. 1º - A Liga Acadêmica de Esportes e Saúde é uma entidade sem fins lucrativos, com duração ilimitada, sob

Leia mais

CASO 7 A evolução do balanço de pagamentos brasileiro no período do Real

CASO 7 A evolução do balanço de pagamentos brasileiro no período do Real CASO 7 A evolução do balanço de pagamentos brasileiro no período do Real Capítulo utilizado: cap. 13 Conceitos abordados Comércio internacional, balanço de pagamentos, taxa de câmbio nominal e real, efeitos

Leia mais

Para os profissionais da segurança pública nos estados da Bahia e Sergipe

Para os profissionais da segurança pública nos estados da Bahia e Sergipe Abril 2010 - Ano 2-2ª Edição Para os profissionais da segurança pública nos estados da Bahia e Sergipe O Guia de Compras & Serviços é uma publicação do Página de Polícia, voltado para o universos dos profissionais

Leia mais

Europeus querem contribuição maior de países emergentes

Europeus querem contribuição maior de países emergentes Europeus querem contribuição maior de países emergentes Por Daniela Chiaretti De São Paulo A fala recorrente do espanhol Miguel Arias Cañete, 65, abre a caixa de Pandora das negociações climáticas. O principal

Leia mais

GABARITO ATIVIDADE DE CLASSE DESVENDANDO A NOTÍCIA. Pastor recua e garante que nunca irá queimar o Alcorão (Folha UOL/ 10/09/2010)

GABARITO ATIVIDADE DE CLASSE DESVENDANDO A NOTÍCIA. Pastor recua e garante que nunca irá queimar o Alcorão (Folha UOL/ 10/09/2010) GABARITO ATIVIDADE DE CLASSE Questão 1 DESVENDANDO A NOTÍCIA Certos acontecimentos que ganham destaque na mídia internacional costumam, como se diz na linguagem corrente, esconder problemas ou polêmicas

Leia mais

TRANSPARÊNCIA QUANTO À ATUAÇÃO PARLAMENTAR DIRETA

TRANSPARÊNCIA QUANTO À ATUAÇÃO PARLAMENTAR DIRETA De: Gabinete do Vereador Jimmy Pereira Para: Ação Jovem Brasil Resposta à solicitação de Informações para a formação do Índice de Transparência da Câmara do Rio TRANSPARÊNCIA QUANTO À ATUAÇÃO PARLAMENTAR

Leia mais

Curso de Especialização em Saúde da Pessoa Idosa

Curso de Especialização em Saúde da Pessoa Idosa Curso de Especialização em Saúde da Pessoa Idosa Módulo Unidade 01 Tópico 01 Políticas na Atenção do Idoso Introdução as Políticas Públicas Políticas Públicas Ao longo do tempo o papel do Estado frente

Leia mais

ESTRUTURA E MANUAL DE CARGOS E FUNÇÕES DA SECRETARIA ADMINISTRATIVA DO MERCOSUL

ESTRUTURA E MANUAL DE CARGOS E FUNÇÕES DA SECRETARIA ADMINISTRATIVA DO MERCOSUL MERCOSUL/GMC/RES. Nº 15/02 ESTRUTURA E MANUAL DE CARGOS E FUNÇÕES DA SECRETARIA ADMINISTRATIVA DO MERCOSUL TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto, a Decisão Nº 24/00 do Conselho

Leia mais

CONSELHO DE MINISTROS

CONSELHO DE MINISTROS CONSELHO DE MINISTROS Decreto n.º 35/02 de 28 de Junho Considerando a importância que a política comercial desempenha na estabilização económica e financeira, bem como no quadro da inserção estrutural

Leia mais

MINISTÉRIO DO COMÉRCIO

MINISTÉRIO DO COMÉRCIO MINISTÉRIO DO COMÉRCIO REGULAMENTO INTERNO DAS REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS DA REPÚBLICA DE ANGOLA NO ESTRANGEIRO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º (Natureza) As representações são órgãos de execução

Leia mais

A Escola. Com uma média de 1.800 alunos por mês, a ENAP oferece cursos presenciais e a distância

A Escola. Com uma média de 1.800 alunos por mês, a ENAP oferece cursos presenciais e a distância A Escola A ENAP pode contribuir bastante para enfrentar a agenda de desafios brasileiros, em que se destacam a questão da inclusão e a da consolidação da democracia. Profissionalizando servidores públicos

Leia mais

ACORDO BÁSICO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA Assinado no Rio de Janeiro, a 29 de dezembro de 1964.

ACORDO BÁSICO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA Assinado no Rio de Janeiro, a 29 de dezembro de 1964. ACORDO BÁSICO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA Assinado no Rio de Janeiro, a 29 de dezembro de 1964. Aprovado pelo Decreto Legislativo nº 11, de 1966. Entrada em vigor (art. 6º, 1º) a 2 de maio de 1966. Promulgado

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE VISEU

CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE VISEU CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE VISEU PROPOSTA DE REGULAMENTO 1 Preâmbulo Uma sociedade que quer preparar o futuro tem que criar condições para se proporcionar aos jovens o acesso a uma formação educativa,

Leia mais

22/6/2014 - das 14h às 18h. Número de identidade Órgão expedidor Número da inscrição LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

22/6/2014 - das 14h às 18h. Número de identidade Órgão expedidor Número da inscrição LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. UNITINS CONCURSO PÚBLICO N 001/2014 NÍVEL SUPERIOR COMISSÃO DE CONCURSO E SELEÇÃO REDAÇÃO 22/6/2014 - das 14h às 18h Número de identidade Órgão expedidor Número da inscrição LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES

Leia mais

Educação Financeira. Crédito Consignado. Módulo 5: Serviços Bancários

Educação Financeira. Crédito Consignado. Módulo 5: Serviços Bancários Educação Financeira Crédito Consignado Módulo 5: Serviços Bancários Objetivo Conscientizar nossos clientes sobre os serviços bancários e as funções de cada funcionário O conteúdo deste material é baseado

Leia mais

Relato da Iniciativa

Relato da Iniciativa 1 Relato da Iniciativa 5.1 Nome da iniciativa ou projeto Novo portal institucional da Prefeitura de Vitória (www.vitoria.es.gov.br) 5.2 Caracterização da situação anterior A Prefeitura de Vitória está

Leia mais

INSTITUTO FÓRUM NACIONAL DOS SECRETÁRIOS E DIRIGENTES ESTADUAIS DE TURISMO - INFORUM ESTATUTO SOCIAL SUMÁRIO

INSTITUTO FÓRUM NACIONAL DOS SECRETÁRIOS E DIRIGENTES ESTADUAIS DE TURISMO - INFORUM ESTATUTO SOCIAL SUMÁRIO 1 INSTITUTO FÓRUM NACIONAL DOS SECRETÁRIOS E DIRIGENTES ESTADUAIS DE TURISMO - INFORUM ESTATUTO SOCIAL SUMÁRIO CAPITULO I - DA DENOMINAÇÃO, DOS FINS, DA SEDE E DO PRAZO Art. 2º Para a consecução dos seus

Leia mais

Propostas de luta para tornar nossa. vida melhor. Maio de 2003

Propostas de luta para tornar nossa. vida melhor. Maio de 2003 Propostas de luta para tornar nossa vida melhor Maio de 2003 Companheiros e companheiras A s políticas capitalistas neoliberais, aplicadas com mais força no governo FHC, foram muito duras com os trabalhadores

Leia mais

ATUALIDADES. Top Atualidades Semanal DESTAQUE PROFESSOR MARCOS JOSÉ SEMANA 21 A 27 DE ABRIL SEMANA 21 A 27 DE ABRIL. Material: Raquel Basilone

ATUALIDADES. Top Atualidades Semanal DESTAQUE PROFESSOR MARCOS JOSÉ SEMANA 21 A 27 DE ABRIL SEMANA 21 A 27 DE ABRIL. Material: Raquel Basilone Europa decide agir após tragédias no mar Redução de tropas da ONU no Haiti pré-eleições preocupa brasileiros ATUALIDADES PROFESSOR MARCOS JOSÉ Material: Raquel Basilone Dilma sanciona Orçamento com R$

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP:

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP: PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP: A oportunidade de se tornar um facilitador de aprendizagem e/ou consultor para o sucesso das micro e pequenas empresas APRESENTAÇÃO Esta cartilha

Leia mais

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO SEM FINS LUCRATIVOS INOVA-RIA. Artigo 1º Denominação, Natureza e Duração

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO SEM FINS LUCRATIVOS INOVA-RIA. Artigo 1º Denominação, Natureza e Duração ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO SEM FINS LUCRATIVOS INOVA-RIA Artigo 1º Denominação, Natureza e Duração A Associação adota a denominação INOVA-RIA: Associação de Empresas para uma Rede de Inovação em Aveiro e

Leia mais

Argumentos Contra e a Favor da Valorização O que é o IOF Medidas Adotadas Resultados. Câmbio X IOF Resumo da Semana

Argumentos Contra e a Favor da Valorização O que é o IOF Medidas Adotadas Resultados. Câmbio X IOF Resumo da Semana Câmbio X IOF Nesta apresentação será exposto e discutido parte do debate sobre a valorização do real frente outras moedas, em especial o dólar. Ao final será apresentado um resumo das notícias da semana.

Leia mais

LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 1

LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 1 LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 Visão Brasil As cinco principais tendências em atração de talentos que você precisa saber 2013 LinkedIn Corporation. Todos os direitos reservados.

Leia mais

Especialistas apontam obstáculos e soluções para o Brasil avançar

Especialistas apontam obstáculos e soluções para o Brasil avançar AGENDA BAHIA Especialistas apontam obstáculos e soluções para o Brasil avançar Além das reformas tributária e trabalhista, país precisa investir em infraestrutura eficaz, na redução do custo da energia

Leia mais

O modelo OS do Espírito Santo e a gestão e controle das organizações qualificadas. Flávio Alcoforado f.alcoforado@uol.com.br

O modelo OS do Espírito Santo e a gestão e controle das organizações qualificadas. Flávio Alcoforado f.alcoforado@uol.com.br O modelo OS do Espírito Santo e a gestão e controle das organizações qualificadas Flávio Alcoforado f.alcoforado@uol.com.br ORGANIZAÇÃO SOCIAL Modelo: Pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos,

Leia mais

Reunião do Grupo Técnico do Siscoserv com setores de serviços

Reunião do Grupo Técnico do Siscoserv com setores de serviços Reunião do Grupo Técnico do Siscoserv com setores de serviços Cenário do comércio exterior de serviços: Déficits crescentes na conta de serviços do balanço de pagamentos Carência de informações detalhadas

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CAPITULO I OBJETO E ÂMBITO DE APLICAÇÃO

REGIMENTO INTERNO CAPITULO I OBJETO E ÂMBITO DE APLICAÇÃO REGIMENTO INTERNO CAPITULO I OBJETO E ÂMBITO DE APLICAÇÃO 1. O presente Regimento tem por objetivo regulamentar as questões internas de funcionamento dos órgãos de direção, dos grupos de trabalho, assim

Leia mais

III- lutar por uma universidade autônoma, democrática e participativa, que cumpra suas funções acadêmicas e político-sociais;

III- lutar por uma universidade autônoma, democrática e participativa, que cumpra suas funções acadêmicas e político-sociais; ESTATUTO DO CENTRO ACADÊMICO RUY BARBOSA (Faculdade de Direito-UFBA) TÍTULO I DA ENTIDADE Capítulo I Da Natureza Jurídica Art.1º O Centro Acadêmico Ruy Barbosa (CARB), fundado em 25 de Outubro de 1999,

Leia mais

Alexandre Enzweiler, Gabriel de Almeida e Yvo Pitol 22/04/2013

Alexandre Enzweiler, Gabriel de Almeida e Yvo Pitol 22/04/2013 CIPA Comissão Interna de Prevenção de Acidentes NR-5 Alexandre Enzweiler, Gabriel de Almeida e Yvo Pitol 22/04/2013 Atribuições iniciais Criada em 1934 e regulamentada somente em 1978 juntamente com outras

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO PROGRAMAÇÃO DO EVENTO Dia 08/08 // 09h00 12h00 PLENÁRIA Nova economia: includente, verde e responsável Nesta plenária faremos uma ampla abordagem dos temas que serão discutidos ao longo de toda a conferência.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES CNPJ: 08.148.488/0001-00 CEP: 59.5960-000

PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES CNPJ: 08.148.488/0001-00 CEP: 59.5960-000 1 9 6 3 1 9 6 3 PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES CNPJ: 08.148.488/0001-00 CEP: 59.5960-000 Lei nº 299/ 2008. Dispõe sobre a criação do Conselho Municipal do Idoso, do Fundo Municipal do Idoso e dá outras

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 81 O Ajuste Fiscal e as ONGs 08 de maio de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura

Leia mais

Cenário Econômico e Produtividade

Cenário Econômico e Produtividade Cenário Econômico e Produtividade junho/2015 Prof. José Pio Martins Economista Reitor da Universidade Positivo Introdução Missões do gestor Gerenciar o dia a dia Preparar a organização para o futuro Dar

Leia mais

Relatório Consolidado Indicadores Quantitativos. Programa de Fortalecimento Institucional, Participação e Controle Social Barro Alto - GO

Relatório Consolidado Indicadores Quantitativos. Programa de Fortalecimento Institucional, Participação e Controle Social Barro Alto - GO Relatório Consolidado Indicadores Quantitativos Programa de Fortalecimento Institucional, Participação e Controle Social Barro Alto - GO Relatório Consolidado Programa de Fortalecimento e Barro Alto -

Leia mais

Diálogos Governo -Sociedade Civil COPA 2014. O que o Brasil já ganhou com a Copa

Diálogos Governo -Sociedade Civil COPA 2014. O que o Brasil já ganhou com a Copa Diálogos Governo -Sociedade Civil COPA 2014 O que o Brasil já ganhou com a Copa 2 O que o Brasil já ganhou com a Copa Investimentos A Copa do Mundo é um grande investimento para todos brasileiros Os únicos

Leia mais

MANUAL DE CANDIDATURA A PRESIDENTE DA REPÚBLICA

MANUAL DE CANDIDATURA A PRESIDENTE DA REPÚBLICA MANUAL DE CANDIDATURA A PRESIDENTE DA REPÚBLICA PR 2016 LEI ELEITORAL para o PRESIDENTE DA REPÚBLICA (LEPR) Decreto-Lei nº 319-A/76, de 3 de maio Com as alterações introduzidas pelas pelos seguintes diplomas

Leia mais

Visão Estratégica de Longo Prazo.

Visão Estratégica de Longo Prazo. Visão Estratégica de Longo Prazo. João Pessoa PB. Outubro de 2013 O MERCADO COMUM DO NORDESTE Adm. José Queiroz de Oliveira ESPECIALISTA PREVÊ SECAS MAIS INTENSAS E LONGAS NO NORDESTE. SE O HOMEM NORDESTINO

Leia mais

Cartilha de Câmbio. Envio e recebimento de pequenos valores

Cartilha de Câmbio. Envio e recebimento de pequenos valores 2009 Cartilha de Câmbio Envio e recebimento de pequenos valores Apresentação O Banco Central do Brasil criou esta cartilha para orientar e esclarecer você, que precisa negociar moeda estrangeira, sobre

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 13/2010 Aprova o Regimento Interno do Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia

Leia mais

A Importância dos Fundos de Investimento no Financiamento do Governo

A Importância dos Fundos de Investimento no Financiamento do Governo A Importância dos Fundos de Investimento no Financiamento do Governo A importância dos Fundos de Investimento no Financiamento do Governo Prof. William Eid Junior Professor Titular Coordenador do GV CEF

Leia mais

CONSULADO-GERAL EM MIAMI PROCESSO SELETIVO PARA ASSISTENTE TÉCNICO DE COMÉRCIO EXTERIOR E D I T A L 1/2014

CONSULADO-GERAL EM MIAMI PROCESSO SELETIVO PARA ASSISTENTE TÉCNICO DE COMÉRCIO EXTERIOR E D I T A L 1/2014 CONSULADO-GERAL EM MIAMI PROCESSO SELETIVO PARA ASSISTENTE TÉCNICO DE COMÉRCIO EXTERIOR E D I T A L 1/2014 A Comissão de Seleção do Consulado-Geral em Miami, no uso de suas atribuições delegadas pela Ordem

Leia mais

OMC: estrutura institucional

OMC: estrutura institucional OMC: estrutura institucional Especial Perfil Wesley Robert Pereira 06 de outubro de 2005 OMC: estrutura institucional Especial Perfil Wesley Robert Pereira 06 de outubro de 2005 Enquanto o GATT foi apenas

Leia mais

Aspectos recentes do Comércio Exterior Brasileiro

Aspectos recentes do Comércio Exterior Brasileiro Aspectos recentes do Comércio Exterior Brasileiro Análise Economia e Comércio / Integração Regional Jéssica Naime 09 de setembro de 2005 Aspectos recentes do Comércio Exterior Brasileiro Análise Economia

Leia mais

, Prefeito Municipal de. FAÇO saber a todos os habitantes deste Município que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

, Prefeito Municipal de. FAÇO saber a todos os habitantes deste Município que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº Dispõe sobre o Sistema de Controle Interno, cria a Controladoria Municipal e dá outras providências., Prefeito Municipal de FAÇO saber a todos os habitantes deste Município

Leia mais

Paraná se destaca no cenário brasileiro de sistemas de segurança eletrônica

Paraná se destaca no cenário brasileiro de sistemas de segurança eletrônica Rogério Reis Paraná se destaca no cenário brasileiro de sistemas de segurança eletrônica CRESCIMENTO ECONÔMICO DA REGIÃO SUL IMPULSIONA MERCADO PARANAENSE POR ADRIANE DO VALE redacao@cipanet.com.br FOTOS

Leia mais

CRISE DO ESCRAVISMO. O Brasil foi o último país da América Latina a abolir a escravidão.

CRISE DO ESCRAVISMO. O Brasil foi o último país da América Latina a abolir a escravidão. CRISE DO ESCRAVISMO A Dinamarca foi o primeiro país Europeu a abolir o tráfico de escravos em 1792. A Grã-Bretanha veio a seguir, abolindo em 1807 e os Estados Unidos em 1808. O Brasil foi o último país

Leia mais

A visita de Shimon Peres ao Brasil e a relação brasileira com o Oriente Médio

A visita de Shimon Peres ao Brasil e a relação brasileira com o Oriente Médio A visita de Shimon Peres ao Brasil e a relação brasileira com o Oriente Médio Análise Desenvolvimento Jéssica Silva Fernandes 15 de dezembro de 2009 A visita de Shimon Peres ao Brasil e a relação brasileira

Leia mais

DOCUMENTO FINAL 11ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DO PARANÁ

DOCUMENTO FINAL 11ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DO PARANÁ DOCUMENTO FINAL 11ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DO PARANÁ EIXO 1 DIREITO À SAÚDE, GARANTIA DE ACESSO E ATENÇÃO DE QUALIDADE Prioritária 1: Manter o incentivo aos Programas do Núcleo Apoio da Saúde da Família

Leia mais

Projeto de Lei de Iniciativa Popular para uma mídia Democrática

Projeto de Lei de Iniciativa Popular para uma mídia Democrática Projeto de Lei de Iniciativa Popular para uma mídia Democrática Comunicação é um direito de todos No Brasil, os meios de comunicação estão concentrados nas mãos de poucas empresas familiares que têm a

Leia mais

Financiamentos à exportação 2003-2015

Financiamentos à exportação 2003-2015 Financiamentos à exportação 2003-2015 BNDES participa de política de Estado Sistema brasileiro de apoio às exportações Conselho de Ministros Comitê Operacional Seguro de crédito à exportação Financiamento

Leia mais

ASSOCIATIVISMO. Fonte: Educação Sebrae

ASSOCIATIVISMO. Fonte: Educação Sebrae ASSOCIATIVISMO Fonte: Educação Sebrae O IMPORTANTE É COOPERAR A cooperação entre as pessoas pode gerar trabalho, dinheiro e desenvolvimento para toda uma comunidade COOPERAR OU COMPETIR? Cooperar e competir

Leia mais

PL 64 BOLSA COMPLEMENTAR PARA O PROGRAMA MAIS MÉDICOS

PL 64 BOLSA COMPLEMENTAR PARA O PROGRAMA MAIS MÉDICOS PL 64 BOLSA COMPLEMENTAR PARA O PROGRAMA MAIS MÉDICOS Tendo como argumento aperfeiçoar ainda mais a prestação de serviços de saúde à população, o Executivo traz a esta Casa o Projeto de Lei 64/2014, que

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DA JUVENTUDE. Município de Soure

REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DA JUVENTUDE. Município de Soure REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DA JUVENTUDE Município de Soure 2014 1 Nota justificativa É hoje inquestionável a transversalidade das políticas públicas dirigidas à juventude. São inegáveis as vantagens

Leia mais

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1 2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Fundamentos da Vantagem Estratégica ou competitiva Os sistemas de informação devem ser vistos como algo mais do que um conjunto de tecnologias que apoiam

Leia mais

BR/2001/PI/H/3. Declaração das ONGs Educação para Todos Consulta Internacional de ONGS (CCNGO), Dakar, 25 de Abril de 2000

BR/2001/PI/H/3. Declaração das ONGs Educação para Todos Consulta Internacional de ONGS (CCNGO), Dakar, 25 de Abril de 2000 BR/2001/PI/H/3 Declaração das ONGs Educação para Todos Consulta Internacional de ONGS (CCNGO), Dakar, 25 de Abril de 2000 2001 Declaração das ONGs Educação para Todos Consulta Internacional de ONGS (CCNGO),

Leia mais

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários ESTATUTO DA LIGA GERIATRIA E GERONTOLOGIA - LIG Capítulo I - Da Natureza e Finalidade ART. 1º - A LIGA DE GERIATRIA E GERONTOLOGIA é uma entidade sem fins lucrativos, com duração ilimitada, sob a supervisão

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SABOEIRO-CE

CÂMARA MUNICIPAL DE SABOEIRO-CE CÂMARA MUNICIPAL DE SABOEIRO-CE PROJETO DE LEI Nº /2013, de 23 de abril de 2013 DISPOE SOBRE A CRIAÇÃO DO PROGRAMA DE INCENTIVO A CULTURA CINEMA POPULAR EM DISTRITOS, COMUNIDADES E PRAÇAS DO MUNICÍPIO.

Leia mais