Deficiências. Deficiência Física Deficiência Auditiva Deficiência Visual Deficiência Mental Deficiência Múltipla. Tem dificuldade para:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Deficiências. Deficiência Física Deficiência Auditiva Deficiência Visual Deficiência Mental Deficiência Múltipla. Tem dificuldade para:"

Transcrição

1

2

3 Deficiências Deficiência Física Deficiência Auditiva Deficiência Visual Deficiência Mental Deficiência Múltipla Tem dificuldade para: ver a tela usar o mouse usar o teclado ler um texto ouvir um som navegar na internet...

4 Deficiência no Brasil ,6 milhões de pessoas 14,5% da população Deficientes visuais: 148 mil Com grande dificuldade para enxergar: 2,4 milhões Deficientes auditivos: 167 mil Permanente dificuldade de audição: 900 mil Trabalhando: 9 Acesso à internet: 14? milhões milhões Fontes: IBGE, CETIC.br, IBOPE eratings.com, Agência Estado, Anatel Acesso à internet: 45 milhões

5

6 Acessibilidade Web Sites, serviços e aplicações web Navegadores e outros dispositivos de acesso Ferramentas de desenvolvimento e criação de conteúdo

7

8 Ferramentas e Tecnologias Assistivas Teclados Virtuais e Alternativos

9 Ferramentas e Tecnologias Assistivas Leitores de tela WebVox (DOSVOX) JAWS Windows-Eyes Virtual Vision NVDA Orca... v

10 Ferramentas e Tecnologias Assistivas Ampliadores de Tela Eye tracking Mouses especiais Apontadores Comandos por Voz...

11

12 Quem mais se beneficia? Idosos Dificuldade temporária Novos aparelhos Navegadores novos (e antigos) Linux, Mac OS... Conexão discada ou lenta Celulares, Computadores de mão......

13

14

15

16

17 10 Princípios para Acessibilidade Web 1. Evite suposições 2. Tecnologia? 3. Não tire o controle do usuário 4. Texto para o que não é textual 5. Use tecnologias bem difundidas 6. Conteúdo bem escrito 7. Ache, Use, Navegue 8. Semântica 9. Progressive enhancement / Graceful Degradation

18 10 Princípios para Acessibilidade Web 1. Evite suposições 2. Tecnologia? 3. Não tire o controle do usuário 4. Texto para o que não é textual 5. Use tecnologias bem difundidas 6. Conteúdo bem escrito 7. Ache, Use, Navegue 8. Semântica 9. Progressive enhancement / Graceful Degradation

19 10 Princípios para Acessibilidade Web 1. Evite suposições 2. Tecnologia? 3. Não tire o controle do usuário 4. Texto para o que não é textual 5. Use tecnologias bem difundidas 6. Conteúdo bem escrito 7. Ache, Use, Navegue 8. Semântica 9. Progressive enhancement / Graceful Degradation

20 10 Princípios para Acessibilidade Web 1. Evite suposições 2. Tecnologia? 3. Não tire o controle do usuário 4. Texto para o que não é textual 5. Use tecnologias bem difundidas 6. Conteúdo bem escrito 7. Ache, Use, Navegue 8. Semântica 9. Progressive enhancement / Graceful Degradation

21 10 Princípios para Acessibilidade Web 1. Evite suposições 2. Tecnologia? 3. Não tire o controle do usuário 4. Texto para o que não é textual 5. Use tecnologias bem difundidas 6. Conteúdo bem escrito 7. Ache, Use, Navegue 8. Semântica 9. Progressive enhancement / Graceful Degradation

22 10 Princípios para Acessibilidade Web 1. Evite suposições 2. Tecnologia? 3. Não tire o controle do usuário 4. Texto para o que não é textual 5. Use tecnologias bem difundidas 6. Conteúdo bem escrito 7. Ache, Use, Navegue 8. Semântica 9. Progressive enhancement / Graceful Degradation

23 10 Princípios para Acessibilidade Web 1. Evite suposições 2. Tecnologia? 3. Não tire o controle do usuário 4. Texto para o que não é textual 5. Use tecnologias bem difundidas 6. Conteúdo bem escrito 7. Ache, Use, Navegue 8. Semântica 9. Progressive enhancement / Graceful Degradation

24 10 Princípios para Acessibilidade Web 1. Evite suposições 2. Tecnologia? 3. Não tire o controle do usuário 4. Texto para o que não é textual 5. Use tecnologias bem difundidas 6. Conteúdo bem escrito 7. Ache, Use, Navegue 8. Semântica 9. Progressive enhancement / Graceful Degradation

25 10 Princípios para Acessibilidade Web 1. Evite suposições 2. Tecnologia? 3. Não tire o controle do usuário 4. Texto para o que não é textual 5. Use tecnologias bem difundidas 6. Conteúdo bem escrito 7. Ache, Use, Navegue 8. Semântica 9. Progressive enhancement / Graceful Degradation

26 10 Princípios para Acessibilidade Web 1. Evite suposições 2. Tecnologia? 3. Não tire o controle do usuário 4. Texto para o que não é textual 5. Use tecnologias bem difundidas 6. Conteúdo bem escrito 7. Ache, Use, Navegue 8. Semântica 9. Progressive enhancement / Graceful Degradation 10. Não esqueça dos 9 itens anteriores...

27

28

29

30

31

32

33

34 Vamos à prática Texto alternativo de imagens

35 Vamos à prática Texto alternativo de imagens

36 Vamos à prática Links

37 Vamos à prática Links

38 Vamos à prática Padrões Web

39 Vamos à prática Frames Multimídia Scripts e Plugins Campos de formulários

40 Vamos à prática Skip links

41 Vamos à prática W3C World Wide Web Consortium WAI Web Accessibility Initiative WCAG - Web Content Accessibility Guidelines 1.0 Section 508 WCAG 2.0 Vários países tem sua versão específica e-mag - Modelo de Acessibilidade de Governo Eletrônico (Brasil)

42 Vamos à prática Avaliadores automáticos Da Silva (Brasil) - Cynthia Says - HERA (português) - ASES - Avaliador e Simulador de AcessibilidadE sítios (Brasil) Wave - TAW -

43 Vamos à prática Avaliadores automáticos

44 Vamos à prática Avaliadores automáticos

45 Vamos à prática Avaliadores automáticos

46 Vamos à prática Extensões para o Firefox Firefox Accessibility Extension Web Developer

47 Vamos à prática Extensões para o Firefox Fangs

48 Vamos à prática Extensões para o Firefox Fire Vox Image Zoom

49 Vamos à prática

50 Acessibilidade na Celepar

51 Acessibilidade na Celepar Objetivos Criação de padrões e diretrizes próprias Breadcrumb Captcha com áudio Aumento de fonte Mapa do site RSS / Feed XML Descrição de áudio e transcrição de vídeo Implementação de testes com leitores de tela e usuários reais...

52 Acessibilidade na Celepar - XOOPS

53 Acessibilidade na Celepar - XOOPS

54

55 Obrigado Apucarana!

56 56

Acessibilidade na Web

Acessibilidade na Web Acessibilidade na Web Departamento de Computação - UFS Tópicos Especiais em Sistemas de Informação Lucas Augusto Carvalho lucasamcc@dcomp.ufs.br Prof. Rogério Vídeo Custo ou Benefício? http://acessodigital.net/video.html

Leia mais

ENGENHARIA DE USABILIDADE Unidade V Acessibilidade à Web. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com

ENGENHARIA DE USABILIDADE Unidade V Acessibilidade à Web. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático Conceitos e Importância Projeto e desenvolvimento de Web acessível Acessibilidade É o processo e as técnicas usadas para criar

Leia mais

TECNOLOGIAS WEB AULA 8 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD

TECNOLOGIAS WEB AULA 8 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD TECNOLOGIAS WEB AULA 8 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD Objetivos: Apresentar os principais problemas de acessibilidade na Internet. Apresentar as principais deficiências e as tecnologias de apoio.

Leia mais

Monday, January 23, 12. Introdução sobre Acessibilidade na web

Monday, January 23, 12. Introdução sobre Acessibilidade na web Introdução sobre Acessibilidade na web Acessibilidade na web é o consumo da informação por qualquer pessoa por qualquer tipo de meio de acesso. Para que serve a web? A web serve para compartilhar informação.

Leia mais

Humano-Computador (IHC)

Humano-Computador (IHC) 1 INF1403 Introdução a Interação Humano-Computador (IHC) Turma 3WA Professora: Clarisse Sieckenius de Souza Acessibilidade: Uma questão de lei e direitos humanos 15/Mar/2010 Stephen Hawking um dos maiores

Leia mais

Buscando Acessibilidade em Ambientes de EAD. Andréa Poletto Sonza e Daniela Menegotto CEFET Bento Gonçalves RS Junho 2008

Buscando Acessibilidade em Ambientes de EAD. Andréa Poletto Sonza e Daniela Menegotto CEFET Bento Gonçalves RS Junho 2008 Buscando Acessibilidade em Ambientes de EAD Andréa Poletto Sonza e Daniela Menegotto CEFET Bento Gonçalves RS Junho 2008 Tecnologia Assistiva CONCEITO: conjunto de artefatos disponibilizados às PNEs, que

Leia mais

Acessibilidade. Profa. Renata Pontin de Mattos Fortes

Acessibilidade. Profa. Renata Pontin de Mattos Fortes Acessibilidade Profa. Renata Pontin de Mattos Fortes 1 Acessibilidade 2 Roteiro Acessibilidade Acessibilidade na Informática Inclusão Digital Design da Interação e Acessibilidade 3 Acessibilidade Definição

Leia mais

TECNOLOGIA ASSISTIVA E ACESSIBILIDADE À WEB. Projeto de Acessibilidade Virtual - RENAPI Maio/2010

TECNOLOGIA ASSISTIVA E ACESSIBILIDADE À WEB. Projeto de Acessibilidade Virtual - RENAPI Maio/2010 TECNOLOGIA ASSISTIVA E ACESSIBILIDADE À WEB Projeto de Acessibilidade Virtual - RENAPI Maio/2010 Tecnologia Assistiva Expressão utilizada para identificar todo o arsenal de recursos e serviços que contribuem

Leia mais

Mitos da Acessibilidade Web

Mitos da Acessibilidade Web SAPO Codebits 2008 Magda Joana Silva magdajoanasilva@gmail.com Acessibilidade Web igualdade de acesso a Web sites a pessoas com limitações Acessibilidade Web igualdade de acesso a Web sites a pessoas com

Leia mais

e-mag Checklist de Acessibilidade Manual para Deficientes Visuais

e-mag Checklist de Acessibilidade Manual para Deficientes Visuais Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Departamento de Governo Eletrônico Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica

Leia mais

Projeto Inclusivo de Sítios: Por quê? Para quem?

Projeto Inclusivo de Sítios: Por quê? Para quem? 1 Projeto Inclusivo de Sítios: Por quê? Para quem? 05/2008 Ana Isabel Bruzzi Bezerra Paraguay Faculdade de Saúde Pública / USP anaparaguay@gmail.com Miriam Hitomi Simofusa SERPRO - miriamhs@gmail.com Augusto

Leia mais

Procedimentos para a análise de acessibilidade de sites

Procedimentos para a análise de acessibilidade de sites Procedimentos para a análise de acessibilidade de sites Agebson Rocha Façanha, Renato Busatto Figueiredo, Phyllipe do Carmo Félix Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) Campus

Leia mais

I Simpósio Internacional de Tecnologia Assistiva do CNRTA Softwares de Acessibilidade

I Simpósio Internacional de Tecnologia Assistiva do CNRTA Softwares de Acessibilidade I Simpósio Internacional de Tecnologia Assistiva do CNRTA Softwares de Acessibilidade Andréa Poletto Sonza Junho de 2014 Tecnologia Assistiva Recursos: Estão incluídos brinquedos e roupas adaptadas, computadores,

Leia mais

Oficina: ASES 2.0 Beta 6.0

Oficina: ASES 2.0 Beta 6.0 Oficina: ASES 2.0 Beta 6.0 André Luiz Andrade Rezende ¹ ¹Rede de Pesquisa e Inovação em Tecnologias Digitais (RENAPI) Doutorando em Educação e Contemporaneidade (UNEB) Estes slides são concedidos sob uma

Leia mais

Acessibilidade na Web Cesár Bomfim Brasília 15 de Março

Acessibilidade na Web Cesár Bomfim Brasília 15 de Março Acessibilidade na Web Cesár Bomfim Brasília 15 de Março Avaliação Passos para Site Acessível -Seguir padrões Web; -Seguir as diretrizes e recomendações de acessibilidade; -Realizar avaliação de acessibilidade.

Leia mais

A importância dos padrões para a WEB e o ASA. Palestrante: Heitor de Souza Ganzeli

A importância dos padrões para a WEB e o ASA. Palestrante: Heitor de Souza Ganzeli A importância dos padrões para a WEB e o ASA Palestrante: Heitor de Souza Ganzeli Agenda INTRODUÇÃO FUNCIONAMENTO MOTIVAÇÃO SISTEMA Siga os padrões Internet e Dê ASAs a seu site Castro no site: http://asa.nic.br

Leia mais

1o. Seminário Gestão de Informação Jurídica em Espaços Digitais. Acessibilidade. Prof. José Antonio Borges NCE/UFRJ Fev / 2007

1o. Seminário Gestão de Informação Jurídica em Espaços Digitais. Acessibilidade. Prof. José Antonio Borges NCE/UFRJ Fev / 2007 1o. Seminário Gestão de Informação Jurídica em Espaços Digitais Acessibilidade Prof. José Antonio Borges NCE/UFRJ Fev / 2007 Entendendo o problema: Porque desenvolver sistemas que permitam o acesso a pessoas

Leia mais

Deficiência Visual. Eficiência Tátil Inteligência - Adaptações. V Compartilhando Eficiências. Seção de Educação Especial SEE - DE

Deficiência Visual. Eficiência Tátil Inteligência - Adaptações. V Compartilhando Eficiências. Seção de Educação Especial SEE - DE Deficiência Visual Eficiência Tátil Inteligência - Adaptações V Compartilhando Eficiências Seção de Educação Especial SEE - DE a voar como os pássaros, Temos aprendido a nadar como os peixes, Mas ainda

Leia mais

Acessibilidade em Sites e Sistemas Web: estudo das tecnologias acessivas e diretrizes de acessibilidade web

Acessibilidade em Sites e Sistemas Web: estudo das tecnologias acessivas e diretrizes de acessibilidade web Acessibilidade em Sites e Sistemas Web: estudo das tecnologias acessivas e diretrizes de acessibilidade web Victor Adriel de Jesus Oliveira, Vânia Cordeiro da Silva Ciência da Computação Universidade Estadual

Leia mais

CSS. Oficina de CSS Aula 10. Cascading Style Sheets. Cascading Style Sheets Roteiro. Cascading Style Sheets. Cascading Style Sheets W3C

CSS. Oficina de CSS Aula 10. Cascading Style Sheets. Cascading Style Sheets Roteiro. Cascading Style Sheets. Cascading Style Sheets W3C Roteiro Oficina de Aula 10 s Selos de conformidade Prof. Vinícius Costa de Souza www.inf inf.unisinos..unisinos.br/~vinicius outubro de 2006 W3C São um conjunto de normas, diretrizes, recomendações, notas

Leia mais

e-mag 3.0 Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico Projeto de Acessibilidade Virtual da RENAPI SETEC/MEC Andréa Poletto Sonza

e-mag 3.0 Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico Projeto de Acessibilidade Virtual da RENAPI SETEC/MEC Andréa Poletto Sonza e-mag 3.0 Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico SETEC/MEC Andréa Poletto Sonza Brasília, 21 de Setembro de 2011 e-mag Acessibilidade Conceitos Por que acessibilidade? e-mag Histórico Versão 3.0

Leia mais

Técnicas Assistivas para Pessoas com Deficiência Visual

Técnicas Assistivas para Pessoas com Deficiência Visual Técnicas Assistivas para Pessoas com Deficiência Visual Aula 15 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE.

Leia mais

Análise do formato semanal do AVEA Moodle utilizando o padrão WCAG 2.0 para alunos cegos

Análise do formato semanal do AVEA Moodle utilizando o padrão WCAG 2.0 para alunos cegos 10 Edição-2015 Análise do formato semanal do AVEA Moodle utilizando o padrão WCAG 2.0 para alunos cegos Eduardo Dalcin¹, Ana Cláudia Pavão Siluk² ¹Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha

Leia mais

Acessibilidade nos sites das Instituições da Rede Federal de EPT

Acessibilidade nos sites das Instituições da Rede Federal de EPT Acessibilidade nos sites das Instituições da Rede Federal de EPT Maurício Covolan Rosito Gerente do Núcleo de Bento Gonçalves do projeto de Acessibilidade Virtual da RENAPI Everaldo Carniel Pesquisador

Leia mais

Alvaiázere INFOACESSIBILIDADE. Plano Local de Promoção da Acessibilidade do Município de Alvaiázere FASE II - PLANO DAS CONDIÇÕES DE ACESSIBILIDADE

Alvaiázere INFOACESSIBILIDADE. Plano Local de Promoção da Acessibilidade do Município de Alvaiázere FASE II - PLANO DAS CONDIÇÕES DE ACESSIBILIDADE Alvaiázere Plano Local de Promoção da Acessibilidade do Município de Alvaiázere INFOACESSIBILIDADE 8 284 8.1. WEB Depois de avaliada a acessibilidade do site da responsabilidade da Câmara Municipal de

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE, DE, DE 2013.

PROJETO DE LEI Nº, DE, DE, DE 2013. A Sua Excelência o Senhor Vereador JUARES CARLOS HOY Presidente da Câmara Municipal de Canoas PROJETO DE LEI Nº, DE, DE, DE 2013. Senhor Presidente, O Vereador Pedro Bueno, Vice-líder da Bancada do Partido

Leia mais

Acessibilidade no SIEP (Sistema de Informações da Educação Profissional e Tecnológica) Módulo de Acessibilidade Virtual CEFET Bento Gonçalves RS Maio 2008 ACESSIBILIDADE À WEB De acordo com Cifuentes (2000),

Leia mais

Departamento de Governo Eletrônico Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

Departamento de Governo Eletrônico Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. 215 Departamento de Governo Eletrônico Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. www.governoeletronico.gov.br Recomendações de Acessibilidade para

Leia mais

Configurações do Windows para Leitores de Tela

Configurações do Windows para Leitores de Tela MÓDULO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL - CEFET BG SIEP (SISTEMA DE INFORMAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA) Configurações do Windows para Leitores de Tela Desenvolvido por Celio Marcos Dal Pizzol e

Leia mais

INTRODUÇÃO Orientador: Turma 64:

INTRODUÇÃO Orientador: Turma 64: INTRODUÇÃO Orientador: Prof. Dr. Fernando Auil Turma 64: André Cavalcante dos Santos Bruno Croci de Oliveira Caio César Lemes Bastos Dan Shinkai Daniel Bissoli Moriera Daniel Pinheiro Barreto TEMA Conhecimento

Leia mais

Tecnologia, Acessibilidade e Inclusão

Tecnologia, Acessibilidade e Inclusão Tecnologia, Acessibilidade e Inclusão Professor Agebson Rocha Façanha Apoio PALESTRA 13 de novembro de 2012 Nem todas as pessoas têm possibilidade de acessar os recursos de hardware e software que o mundo

Leia mais

QUEM SOU? ( IFPB ) Formado em Sistemas para Internet. Analista de Sistemas, Dynavideo. Pesquisador, NAV - IFPB

QUEM SOU? ( IFPB ) Formado em Sistemas para Internet. Analista de Sistemas, Dynavideo. Pesquisador, NAV - IFPB QUEM SOU? ( IFPB ) Formado em Sistemas para Internet Analista de Sistemas, Dynavideo Projeto Intercâmbio para Conteúdo de TV Pública Pesquisador, NAV - IFPB Produção e acessibilização de aplicações educacionais.

Leia mais

HATEMILE: A biblioteca para gerar páginas web mais acessíveis

HATEMILE: A biblioteca para gerar páginas web mais acessíveis HATEMILE: A biblioteca para gerar páginas web mais acessíveis Carlson Santana Cruz, Carlos A. Estombelo-Montesco Departamento de Computação (DCOMP) Universidade Federal de Sergipe (UFS) São Cristóvão,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA. Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenadoria de Educação a Distância MCONF

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA. Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenadoria de Educação a Distância MCONF UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenadoria de Educação a Distância MCONF RESULTADOS DO EXPERIMENTO 5 Endereço da Sala: http://mconf.rnp.br/webconf/unipampa.

Leia mais

A importância da acessibilidade como mediadora da informação na internet para os deficientes visuais 1. Roberta Lucas SCATOLIM 2

A importância da acessibilidade como mediadora da informação na internet para os deficientes visuais 1. Roberta Lucas SCATOLIM 2 A importância da acessibilidade como mediadora da informação na internet para os deficientes visuais 1 Roberta Lucas SCATOLIM 2 RESUMO A Interação Humano - Computador permite a avaliação e solução de problemas

Leia mais

"O poder da Web está na sua universalidade. O acesso por todas as pessoas, não obstante a sua incapacidade, é um aspecto essencial.

O poder da Web está na sua universalidade. O acesso por todas as pessoas, não obstante a sua incapacidade, é um aspecto essencial. "O poder da Web está na sua universalidade. O acesso por todas as pessoas, não obstante a sua incapacidade, é um aspecto essencial." (Tim Berners-Lee - Diretor do W3C) Acessibilidade na Web 1 - O que é

Leia mais

Especificações Técnicas

Especificações Técnicas 1. INTRODUÇÃO 1.1. Este documento tem por objetivo orientar a utilização dos recursos tecnológicos para o desenvolvimento dos cursos que serão disponibilizados via intranet ou internet no portal da Universidade

Leia mais

e-mag Modelo Brasileiro de Acessibilidade em Governo Eletrônico

e-mag Modelo Brasileiro de Acessibilidade em Governo Eletrônico e-mag Modelo Brasileiro de Acessibilidade em Governo Eletrônico Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Departamento de Governo Eletrônico Ae-MAG

Leia mais

AÇÕES DE GESTÃO DO CONHECIMENTO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: COMPARTILHAMENTO DE EXPERIÊNCIAS EUGÊNIA BELÉM CALAZANS COELHO

AÇÕES DE GESTÃO DO CONHECIMENTO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: COMPARTILHAMENTO DE EXPERIÊNCIAS EUGÊNIA BELÉM CALAZANS COELHO AÇÕES DE GESTÃO DO CONHECIMENTO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: COMPARTILHAMENTO DE EXPERIÊNCIAS EUGÊNIA BELÉM CALAZANS COELHO A DEMOCRATIZAÇÃO DO ACESSO À INFORMAÇÃO EM SAÚDE: ACESSIBILIDADE DA BVS MS ÀS PESSOAS

Leia mais

Unidade 13: Acessibilidade de OA

Unidade 13: Acessibilidade de OA Autoria: Braga, Juliana Cristina; França, Roberta Kelly A. de; Ponchio, Rita A... Estamos na fase final do processo INTERA, é importante que as etapas onde se trabalham as qualidades técnicas e pedagógicas

Leia mais

Adaptação de materiais digitais. Manuela Francisco manuela.amado@gmail.com

Adaptação de materiais digitais. Manuela Francisco manuela.amado@gmail.com Adaptação de materiais digitais Manuela Francisco manuela.amado@gmail.com Plano da sessão Tópicos Duração Documentos acessíveis: porquê e para quem. Diretrizes de acessibilidade Navegabilidade, legibilidade

Leia mais

Síntese de voz panorama tecnológico ANTONIO BORGES

Síntese de voz panorama tecnológico ANTONIO BORGES Síntese de voz panorama tecnológico ANTONIO BORGES Quase todos nós vamos precisar de óculos um dia (a menos que a tecnologia médica promova a substituição deste artefato por alguma outra coisa tecnológica,

Leia mais

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL Núcleo IFRS Manual do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 3 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 3 Procedimentos para Download

Leia mais

TAW Tópicos de Ambiente Web

TAW Tópicos de Ambiente Web TAW Tópicos de Ambiente Web Teste rveras@unip.br Aula 11 Agenda Usabilidade Compatibilidade Validação Resolução de tela Velocidade de carregação Acessibilidade Testes Nesta etapa do projeto do web site

Leia mais

O que torna a Web interessante?? Web Design: Visão Geral e Diretrizes. O que torna a Web interessante?? Qual o desafio?? Usuários detestam...

O que torna a Web interessante?? Web Design: Visão Geral e Diretrizes. O que torna a Web interessante?? Qual o desafio?? Usuários detestam... O que torna a Web interessante?? Web Design: Visão Geral e Diretrizes??? Interação Usuário-Computador (SCE-224) Prof. Rudinei Goularte O que torna a Web interessante?? Informação não-linear Textos + Gráficos

Leia mais

Website desenvolvido como peça de apoio para uma proposta de campanha acessível para redes de restaurantes do segmento fast-food 1

Website desenvolvido como peça de apoio para uma proposta de campanha acessível para redes de restaurantes do segmento fast-food 1 Website desenvolvido como peça de apoio para uma proposta de campanha acessível para redes de restaurantes do segmento fast-food 1 Bianca Said SALIM 2 Lorran Coelho Ribeiro de FARIA 3 Pedro Martins GODOY

Leia mais

Estudo Conformidade dos sítios web da AP Central com as Web Content Accessibility Guidelines 1.0 do W3C

Estudo Conformidade dos sítios web da AP Central com as Web Content Accessibility Guidelines 1.0 do W3C Estudo Conformidade dos sítios web da AP Central com as Web Content Accessibility Guidelines 1.0 do W3C (análise comparativa 2008 / 2010) Jorge Fernandes / UMIC - Agência para a Sociedade do Conhecimento,

Leia mais

Fazendo a Web falar: HTML5, WAI-ARIA e NVDA. Reinaldo Ferraz W3C Brasil

Fazendo a Web falar: HTML5, WAI-ARIA e NVDA. Reinaldo Ferraz W3C Brasil Fazendo a Web falar: HTML5, WAI-ARIA e NVDA Reinaldo Ferraz W3C Brasil Em breve Acessibilidade na Web: A quem se destina? Cegos - daltônicos - baixa visão Deficiência auditiva Deficiência motora Estatísticas

Leia mais

5 Diretrizes e recomendações para promover a acessibilidade web

5 Diretrizes e recomendações para promover a acessibilidade web Diretrizes e recomendações para promover a acessibilidade web 171 5 Diretrizes e recomendações para promover a acessibilidade web Atualmente existem vários documentos internacionais que propõem regras,

Leia mais

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 1 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 1 Procedimentos para Download e Instalação do NVDA... 2 Iniciando

Leia mais

Acessibilidade na web O caminho das pedras para construir sítios acessíveis. SECOP 2011 2 de setembro de 2011 Reinaldo Ferraz W3C.

Acessibilidade na web O caminho das pedras para construir sítios acessíveis. SECOP 2011 2 de setembro de 2011 Reinaldo Ferraz W3C. Acessibilidade na web O caminho das pedras para construir sítios acessíveis SECOP 2011 2 de setembro de 2011 Reinaldo Ferraz W3C.br Um pouco do W3C É um consórcio internacional, criado em 1994 por Tim

Leia mais

AVALIANDO E PROPONDO AMPLIAÇÃO DE ACESSIBILIDADE EM SISTEMA WEB

AVALIANDO E PROPONDO AMPLIAÇÃO DE ACESSIBILIDADE EM SISTEMA WEB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DOUGLAS SEVERO SILVEIRA AVALIANDO E PROPONDO AMPLIAÇÃO DE ACESSIBILIDADE EM SISTEMA WEB Trabalho

Leia mais

Acessibilidade na Web para Deficientes Auditivos: Um Estudo de Caso do Site do Vestibular da UFG

Acessibilidade na Web para Deficientes Auditivos: Um Estudo de Caso do Site do Vestibular da UFG Acessibilidade na Web para Deficientes Auditivos: Um Estudo de Caso do Site do Vestibular da UFG Adoniran Dias Ribeiro Andrade, Renato de Freitas Bulcão Neto Instituto de Informática Universidade Federal

Leia mais

CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 4 INTERNET

CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 4 INTERNET CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 4 INTERNET O que é a Internet? É a ligação em escala mundial de milhões de computadores para a troca de informações. As informações, na Internet, trafegam quase que instantaneamente.

Leia mais

Siep / Renapi Campus Bento Gonçalves / RS Jucélia Almeida DESENVOLVENDO UM SITE ACESSÍVEL

Siep / Renapi Campus Bento Gonçalves / RS Jucélia Almeida DESENVOLVENDO UM SITE ACESSÍVEL Siep / Renapi Campus Bento Gonçalves / RS Jucélia Almeida DESENVOLVENDO UM SITE ACESSÍVEL Web para todos De acordo com Cifuentes(2000), Caplan(2002) e Dias (2003), entende-se por acessibilidade à rede

Leia mais

PARECER TÉCNICO. Referência: parecer requisitos de acessibilidade em aparelhos de telefonia móvel 1. A ONCB: CONCEITO, ATUAÇÃO E OBJETIVOS.

PARECER TÉCNICO. Referência: parecer requisitos de acessibilidade em aparelhos de telefonia móvel 1. A ONCB: CONCEITO, ATUAÇÃO E OBJETIVOS. Inscrição do CNPJ / MF: 10.400.386/0001-82 Escritório Brasília SCS Quadra 1 Bloco B Sala 307 Brasília - DF Cep: 70308-900 E Telefone: (61) 3041-8288 E-mail: brasilia@oncb.org.br PARECER TÉCNICO Referência:

Leia mais

PROJETO INFORMÁTICA NA ESCOLA

PROJETO INFORMÁTICA NA ESCOLA EE Odilon Leite Ferraz PROJETO INFORMÁTICA NA ESCOLA AULA 1 APRESENTAÇÃO E INICIAÇÃO COM WINDOWS VISTA APRESENTAÇÃO E INICIAÇÃO COM WINDOWS VISTA Apresentação dos Estagiários Apresentação do Programa Acessa

Leia mais

MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo.

MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo. MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com URL: http://esganarel.home.sapo.pt GABINETE: 1G1 - A HORA DE ATENDIMENTO: SEG. E QUA. DAS 11H / 12H30 (MARCAÇÃO

Leia mais

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos:

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos: CONFIGURAÇÃO DO ATA Linksys PAP2T o computador para acessar o ATA Acessando 1. o computador para acessar. Para realizar a configuração d, é necessário que o computador que será utilizado esteja com as

Leia mais

Ambientes Virtuais Acessíveis sob a perspectiva de usuários deficientes visuais

Ambientes Virtuais Acessíveis sob a perspectiva de usuários deficientes visuais Ambientes Virtuais Acessíveis sob a perspectiva de usuários deficientes visuais Andréa Poletto Sonza 1, Lucila Santarosa 2, Débora Conforto 3 1 Centro Federal de Educação Tecnológica de Bento Gonçalves

Leia mais

WebDesign. Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br. Escola CDI de Videira

WebDesign. Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br. Escola CDI de Videira WebDesign Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira Entendendo Alguns Conceitos Antes de prosseguirmos é importante ter em mente o motivo pelo

Leia mais

EXPLORANDO ATRIBUTOS WEB RELACIONADOS À ACESSIBILIDADE EM IMAGENS E SEU IMPACTO SOBRE A INDEXAÇÃO POR FERRAMENTAS DE BUSCA

EXPLORANDO ATRIBUTOS WEB RELACIONADOS À ACESSIBILIDADE EM IMAGENS E SEU IMPACTO SOBRE A INDEXAÇÃO POR FERRAMENTAS DE BUSCA EXPLORANDO ATRIBUTOS WEB RELACIONADOS À ACESSIBILIDADE EM IMAGENS E SEU IMPACTO SOBRE A INDEXAÇÃO POR FERRAMENTAS DE BUSCA EXPLORANDO ATRIBUTOS WEB RELACIONADOS À ACESSIBILIDADE EM IMAGENS E SEU IMPACTO

Leia mais

Usabilidade e Acessibilidade na Web: Uma análise destes conceitos do ponto de vista de um deficiente visual

Usabilidade e Acessibilidade na Web: Uma análise destes conceitos do ponto de vista de um deficiente visual Usabilidade e Acessibilidade na Web: Uma análise destes conceitos do ponto de vista de um deficiente visual Gláucio Brandão de MATOS 1 ; Alisson RIBEIRO 2 ; Gabriel da SILVA 2 1 Ex-aluno do Curso Superior

Leia mais

BIBLIOTECARIOS: DESAFIOS FRENTE A ACESSIBILIDADE DOS DEFICIENTES VISUAIS NAS BIBLIOTECAS VIRTUAIS

BIBLIOTECARIOS: DESAFIOS FRENTE A ACESSIBILIDADE DOS DEFICIENTES VISUAIS NAS BIBLIOTECAS VIRTUAIS BIBLIOTECARIOS: DESAFIOS FRENTE A ACESSIBILIDADE DOS DEFICIENTES VISUAIS NAS BIBLIOTECAS VIRTUAIS RESUMO Profª. Mariza Inês da Silva Pinheiro Curso de Biblioteconomia Universidade Federal de Mato Grosso

Leia mais

Thiago Corrêa da Silva Eduardo Stuhler Neves

Thiago Corrêa da Silva Eduardo Stuhler Neves Avaliação de Acessibilidade e adequação da interface do Repositório de Objetos de Aprendizagem para a Área de informática da UDESC com foco da Deficiência Visual Thiago Corrêa da Silva Eduardo Stuhler

Leia mais

Acessibilidade em Redes Sociais: em busca da inclusão digital no Facebook

Acessibilidade em Redes Sociais: em busca da inclusão digital no Facebook 1 Acessibilidade em Redes Sociais: em busca da inclusão digital no Facebook Rosana Wagner 1, Lisete Pôrto Rodrigues 1, Sandra Dutra Piovesan 1, Kelly Hannel 1, Lucila Maria Costi Santarosa 1 1 Universidade

Leia mais

Existem 109 questões nesta pesquisa

Existem 109 questões nesta pesquisa FASE 2: ANÁLISE DO WEBSITE INSTRUÇÕES Leia atentamente todas as questões Explore o website em avaliação, procurando pelas questões propostas Depois, responda cada questão Algumas questões precisam de informações

Leia mais

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia. IF baiano Turno: matutino Nome: Almiro,Erica,Flavia,Valdinéia Professora: Laís 2015

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia. IF baiano Turno: matutino Nome: Almiro,Erica,Flavia,Valdinéia Professora: Laís 2015 Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia. IF baiano Turno: matutino Nome: Almiro,Erica,Flavia,Valdinéia Professora: Laís 2015 DISTRIBUIÇÃOS PARA DEFICIENTES DISTRIBUIÇÕES linuxacessivel.org

Leia mais

P.V. Descrição Ocorrências Linhas

P.V. Descrição Ocorrências Linhas Relatório da URL: http://www.cultura.gov.br Erros Prioridade. 22 36 37 38 39 40 45 46 50 53 59 63 32 33 369 39 395 459 460 472 473 474 476.6 Assegurar a acessibilidade do conteúdo de frames, fornecendo

Leia mais

Acessibilidade e Turismo: um estudo sobre a aplicação dos padrões do WCAG 2.0 nos sites de duas companhias aéreas brasileiras.

Acessibilidade e Turismo: um estudo sobre a aplicação dos padrões do WCAG 2.0 nos sites de duas companhias aéreas brasileiras. Acessibilidade e Turismo: um estudo sobre a aplicação dos padrões do WCAG 2.0 nos sites de duas companhias aéreas brasileiras Anna Karenina Chaves Delgado 1 Darlyne Fontes Virginio 2 Resumo A acessibilidade

Leia mais

PADRÃO DAISY 3 ou NORMA ANSI/NISO Z39.86-2002 SOLUÇÃO UNIVERSAL?

PADRÃO DAISY 3 ou NORMA ANSI/NISO Z39.86-2002 SOLUÇÃO UNIVERSAL? PADRÃO DAISY 3 ou NORMA ANSI/NISO Z39.86-2002 SOLUÇÃO UNIVERSAL? Ana Isabel B. B. Paraguay - Faculdade de Saúde Pública/USP - São Paulo Lêda Lúcia Spelta DATAPREV Rio de Janeiro - RJ Miriam Hitomi Simofusa

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA DOS SOFTWARES LEITORES DE TELA UTILIZANDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE

ANÁLISE COMPARATIVA DOS SOFTWARES LEITORES DE TELA UTILIZANDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE 1 ANÁLISE COMPARATIVA DOS SOFTWARES LEITORES DE TELA UTILIZANDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE Porto Alegre RS - maio de 2012. Clóvis da Silveira PUCRS csclovis@gmail.com Adriana Beiler PUCRS

Leia mais

Considerações técnicas para atlas temáticos digitais e interfaces para dados abertos Conferência Web.br. 25 de setembro de 2014

Considerações técnicas para atlas temáticos digitais e interfaces para dados abertos Conferência Web.br. 25 de setembro de 2014 Considerações técnicas para atlas temáticos digitais e interfaces para dados abertos Conferência Web.br 25 de setembro de 2014 Autores Emerson Rocha Luiz Full stack developer & coacher @ Alligo @fititnt

Leia mais

Em que consiste o DOSVOX O programa é composto por:

Em que consiste o DOSVOX O programa é composto por: Projeto DOSVOX O que é o DOSVOX O DOSVOX é um sistema para microcomputadores que se comunica com o usuário através de síntese de voz, viabilizando, deste modo, o uso de computadores por deficientes visuais,

Leia mais

Desenvolvimento de um CMS 1 para a criação e publicação de web sites acessíveis por deficientes visuais.

Desenvolvimento de um CMS 1 para a criação e publicação de web sites acessíveis por deficientes visuais. Desenvolvimento de um CMS 1 para a criação e publicação de web sites acessíveis por deficientes visuais. Tales Henrique José MOREIRA 1 ; Gabriel da SILVA 2 ; 1 Estudante de Tecnologia em Sistemas para

Leia mais

Dimensões e características da Web brasileira: um estudo do.gov.br. Agosto de 2010

Dimensões e características da Web brasileira: um estudo do.gov.br. Agosto de 2010 Dimensões e características da Web brasileira: um estudo do.gov.br Agosto de 2010 Agenda: Introdução Objetivos da pesquisa Desafios técnicos para o estudo da Web Análise dos resultados O que é o Projeto

Leia mais

Manual do usuário Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas Fase Especificação

Manual do usuário Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas Fase Especificação Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Departamento de Governo Eletrônico Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica

Leia mais

VPAT (Voluntary Product Accessibility Template, Modelo de Acessibilidade de Produto) do eportfolio da Desire2Learn Maio de 2013 Conteúdo

VPAT (Voluntary Product Accessibility Template, Modelo de Acessibilidade de Produto) do eportfolio da Desire2Learn Maio de 2013 Conteúdo VPAT (Voluntary Product Accessibility Template, Modelo de Acessibilidade de Produto) do eportfolio da Desire2Learn Maio de 2013 Conteúdo Introdução Recursos de acessibilidade principais Navegação usando

Leia mais

UNIÃO METROPOLITANA DE ENSINO FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DIEGO DE OLIVEIRA POTAPCZUK

UNIÃO METROPOLITANA DE ENSINO FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DIEGO DE OLIVEIRA POTAPCZUK UNIÃO METROPOLITANA DE ENSINO FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DIEGO DE OLIVEIRA POTAPCZUK WPA: FERRAMENTA PARA AUXÍLIO NA ACESSIBILIDADE DO GERENCIADOR DE CONTEÚDO

Leia mais

Tecnologias de Informação e Comunicação Utilizadas no Processo de Validação de um Site de Busca Acessível 1

Tecnologias de Informação e Comunicação Utilizadas no Processo de Validação de um Site de Busca Acessível 1 1 Tecnologias de Informação e Comunicação Utilizadas no Processo de Validação de um Site de Busca Acessível 1 RESUMO O presente trabalho tem como objetivo investigar o campo da acessibilidade na interface

Leia mais

Acessibilidade Introdução. M. Cecília C. Baranauskas Instituto de Computação

Acessibilidade Introdução. M. Cecília C. Baranauskas Instituto de Computação Acessibilidade Introdução M. Cecília C. Baranauskas Instituto de Computação Acessibilidade - Demo Esta parte é baseada no video em http://www.doit.wisc.edu/accessibility/video Liste os principais problemas

Leia mais

Modernização de software desktop legado para suporte à acessibilidade para usuários com deficiência visual: um estudo de caso

Modernização de software desktop legado para suporte à acessibilidade para usuários com deficiência visual: um estudo de caso Modernização de software desktop legado para suporte à acessibilidade para usuários com deficiência visual: um estudo de caso Livia Cristina Gabos Martins, Bruno Elias Penteado, Márcia Mayumi Haga, Geysler

Leia mais

REFLEXÕES SOBRE ACESSIBILIDADE DIGITAL

REFLEXÕES SOBRE ACESSIBILIDADE DIGITAL REFLEXÕES SOBRE ACESSIBILIDADE DIGITAL Professora do CEFET-SP Mestre em Educação Este artigo tem por finalidade rejletir sobre a importância da acessibilidade digitalfrente aos avanços da tecnologia da

Leia mais

As Interfaces Tecnológicas. com Design Acessível para a Baixa Visão

As Interfaces Tecnológicas. com Design Acessível para a Baixa Visão CURSO DE CAPACITAÇÃO PARA GESTORES PÚBLICOS: Políticas de Acessibilidade e Direitos Humanos. As Interfaces Tecnológicas com Cínthia C. Kulpa e Eluza T. Pinheiro Quantas vezes você já acessou algum site

Leia mais

ACESSIBILIDADE WEB: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO DO CONHECIMENTO DO DESENVOLVEDOR WEB BRASILEIRO

ACESSIBILIDADE WEB: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO DO CONHECIMENTO DO DESENVOLVEDOR WEB BRASILEIRO ACESSIBILIDADE WEB: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO DO CONHECIMENTO DO DESENVOLVEDOR WEB BRASILEIRO Timóteo Moreira Tangarife, Cláudia Mont Alvão Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces LEUI Programa

Leia mais

Inclusão digital de deficientes visuais através de Projeto Comunitário, Santana do Livramento (2013)

Inclusão digital de deficientes visuais através de Projeto Comunitário, Santana do Livramento (2013) Inclusão digital de deficientes visuais através de Projeto Comunitário, Santana do Livramento (2013) Eduardo Bueno Simões Pires 1, Aline da Cunha Simões Pires 2 1 Instituto de Informática Universidade

Leia mais

Acessibilidade Web na Universidade O que é? Por quê? Como Fazer? Amanda Meincke Melo amanda.melo@unipampa.edu.br http://ammelobr.blogspot.

Acessibilidade Web na Universidade O que é? Por quê? Como Fazer? Amanda Meincke Melo amanda.melo@unipampa.edu.br http://ammelobr.blogspot. Acessibilidade Web na Universidade O que é? Por quê? Como Fazer? Amanda Meincke Melo amanda.melo@unipampa.edu.br http://ammelobr.blogspot.com/ 2 Agenda Conceitos Acessibilidade Web Cenários Estudos de

Leia mais

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA MCT MUSEU PARAENSE EMÍLIO GOELDI MPEG

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA MCT MUSEU PARAENSE EMÍLIO GOELDI MPEG MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA MCT MUSEU PARAENSE EMÍLIO GOELDI MPEG PROJETO: DESENVOLVIMENTO DE UMA PROPOSTA DE REESTRUTURAÇÃO DO SITE DA ESTAÇÃO CIENTÍFICA FERREIRA PENNA, VISANDO ATENDER AOS PADRÕES

Leia mais

Usabilidade e Acessibilidade no Desenvolvimento de Websites e Aplicativos Móveis. Prof. Esp. Jalves Mendonça Nicácio

Usabilidade e Acessibilidade no Desenvolvimento de Websites e Aplicativos Móveis. Prof. Esp. Jalves Mendonça Nicácio Usabilidade e Acessibilidade no Desenvolvimento de Websites e Aplicativos Móveis Prof. Esp. Jalves Mendonça Nicácio A Nova Informática Design centrado no usuário: Softwares mais atraentes, divertidos Softwares

Leia mais

Sumário. 1 Explorando o Windows 7... 53. 2 Gerenciando contas de usuário... 91. Parte 1 Conhecendo o Windows 7

Sumário. 1 Explorando o Windows 7... 53. 2 Gerenciando contas de usuário... 91. Parte 1 Conhecendo o Windows 7 Sumário Parte 1 Conhecendo o Windows 7 1 Explorando o Windows 7...................... 53 Fazendo logon no Windows 7.............................. 54 Explorando a área de trabalho..............................

Leia mais

Acessibilidade no Projeto de Aplicações Web

Acessibilidade no Projeto de Aplicações Web Capítulo 7 Acessibilidade no Projeto de Aplicações Web Renata Pontin de Mattos Fortes, Silvana Maria Affonso de Lara e André Pimenta Freire, ICMC-USP Luciano Tadeu Esteves Pansanato, CEFET-PR Abstract

Leia mais

Interface BVS-Site. Arquiteturta e Personalização da Interface

Interface BVS-Site. Arquiteturta e Personalização da Interface Interface BVS-Site Arquiteturta e Personalização da Interface Julio Takayama takayama@bireme.ops-oms.org Desenho Gráfico e Interfaces DGI-GA BIREME/PAHO/WHO Tópicos Arquitetura da BVS Modelo de Interfaces

Leia mais

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos:

Acessando o ATA. Essa configuração pode ser realizada através dos seguintes passos: CONFIGURAÇÃO DO ATA 111 DÍGITRO o computador para acessar o ATA Acessando 1. o computador para acessar. Para realizar a configuração d, é necessário que o computador que será utilizado esteja com as configurações

Leia mais

MÓDULO MULTIMÉDIA. Text PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo.

MÓDULO MULTIMÉDIA. Text PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo. MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com URL: http://esganarel.home.sapo.pt Text GABINETE: 1G1 - A HORA DE ATENDIMENTO: SEG. E QUA. DAS 11H / 12H30

Leia mais

UNIÃO METROPOLITANA DE ENSINO FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DIEGO DE OLIVEIRA POTAPCZUK

UNIÃO METROPOLITANA DE ENSINO FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DIEGO DE OLIVEIRA POTAPCZUK UNIÃO METROPOLITANA DE ENSINO FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DIEGO DE OLIVEIRA POTAPCZUK WPA: FERRAMENTA PARA AUXÍLIO NA ACESSIBILIDADE DO GERENCIADOR DE CONTEÚDO

Leia mais