Procedimentos para a análise de acessibilidade de sites

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Procedimentos para a análise de acessibilidade de sites"

Transcrição

1 Procedimentos para a análise de acessibilidade de sites Agebson Rocha Façanha, Renato Busatto Figueiredo, Phyllipe do Carmo Félix Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) Campus Fortaleza Av. Treze de Maio, 2081 CEP: Fortaleza, CE, Brasil Abstract. Discussions concerning web accessibility have become more and more common, since a growing number of people with disabilities has been using the internet as a mean to achieve independence, autonomy and a real digital inclusion. The purpose of this report therefore is to provide a method for evaluating accessibility of Web sites, taking as study case the sites from CAPES (Coordination for Improvement of Postgraduate Education in Brazil). Resumo. Discussões a respeito de acessibilidade virtual têm se tornado muito comum, já que um número cada vez maior de usuários com deficiência tem se utilizado da internet como meio para alcançar independência e autonomia, buscando uma plena inclusão digital. O objetivo desse relatório, pois, é apresentar um método de avaliação de acessibilidade de sites, tomando como estudo de caso os sites da CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, pertencente ao Ministério da Educação. 1. Introdução Os estudos acerca da acessibilidade virtual remetem a soluções cada vez mais interessantes na busca da inclusão daqueles com algum tipo de limitação, tornando seu acesso à informação e aos meios de comunicação na rede virtual, viável e autônomo, com base no conceito de Desenho Universal 1. Aplicando esse conceito na elaboração, concepção e avaliação de sites web, tenta-se tornar o conteúdo e funcionalidade acessível e utilizável por todos. O presente artigo descreve um processo de validação de ambiente web, indicando os padrões para uma melhor 1 São pressupostos do conceito de desenho universal: equiparação nas possibilidades de acesso, flexibilidade no uso, manipulação simples e intuitiva, captação da informação, tolerância ao erro, mínimo esforço físico e dimensão e espaço para uso e interação. acessibilidade. A validação é feita com a participação de deficientes visuais, desenvolvedores web e ferramentas de validação automatizadas; fomenta a utilização de padrões web adotados internacionalmente para o desenvolvimento de páginas web acessíveis, com foco em usuários deficientes visuais e com baixa visão. O processo de validação de ambiente web passa, inicialmente, por uma validação automática, realizada por softwares específicos na sintaxe de códigos, alertando ao desenvolvedor de sites os erros que impedem tal navegabilidade. Porém somente essa validação, como será visto adiante, não garante bons níveis de acessibilidade, remetendo o desenvolvedor a uma análise manual, que deve ser legitimada através da participação de deficientes visuais.

2 Este trabalho explora diretrizes de acessibilidade ao conteúdo web, partindo do problema para a solução, usando como exemplo uma seleção de cinco sites da Capes devido à importância desse órgão no cenário educacional para o avanço da pós-graduação brasileira, através de avaliação, publicação, concepção de recursos e promoção da colaboração científica internacional. Foram avaliados o site principal da CAPES i, por ser a página mais representativa, seguido do portal de periódicos ii cujo objetivo é promover o fortalecimento dos programas de pósgraduação no Brasil por meio da democratização do acesso online à informação científica. A importância de se discutir idéias e compartilhar conhecimento enriquecem o desenvolvimento científico. Logo, a revista brasileira de pós-graduação iii também foi analisada. Os dois últimos sites têm como funcionalidade a pesquisa de teses armazenadas em um banco iv, cujo objetivo é disponibilizar material cientifico e o resultado de avaliações das IES realizadas pela Capes v. A análise desses sites se mostra relevante em razão do número de acessos que segundo site do Periódico da CAPES em 2008 foi de mil acessos para textos completos e mil acessos para referências. Sites avaliados i Site Capes ii Periódicos da Capes iii Revista Brasileira de Pós-Graduação iv Banco de Teses v Avaliação Continuada URL ocontinuadaservlet Tabela 1. Sites selecionados para avaliação. 2. Metodologia utilizada O processo de avaliação do site foi feito, basicamente, em duas etapas. Na primeira etapa, realizou-se uma prévia por meio da análise em validadores automáticos que mostraram as mudanças mínimas a serem efetuadas. Em seguida, um grupo formado por dois deficientes visuais com cegueira total fez a primeira parte da avaliação manual, onde navegaram pelo site, utilizando os leitores de telas, e identificaram os pontos que não estavam em conformidade com os padrões descritos pelas diretrizes de acessibilidade. Terminada a navegação, foi preenchida uma lista de conformidades (checklist), seguindo as diretrizes descritas em um conjunto de critérios abordados nos padrões WCAG 2 e e-mag 3, onde os deficientes visuais reportam os principais problemas 4. Essa lista foi repassada a uma equipe de três 2 Os documentos das Diretrizes de acessibilidade ao conteúdo da Web (WCAG) explicam como produzir conteúdos para a Web que seja acessível às pessoas com necessidades especiais. 3 O Modelo de Acessibilidade de Governo Eletrônico (e-mag) consiste em um conjunto de recomendações a ser considerado para que o processo de acessibilidade dos sites e portais do governo brasileiro seja conduzido de forma padronizada e de fácil implementação. 4 As listas de conformidades (checklists) com os problemas reportados pelos deficientes visuais estão disponíveis em index.php/extensao/acessibilidade-virtual.

3 desenvolvedores web com experiência em acessibilidade que realizaram uma avaliação detalhada e minuciosa dos pontos encontrados com problemas de acessibilidade e usabilidade; checaram os pontos avaliados negativamente, fazendo uma descrição técnica das necessidades a serem corrigidas ou modificadas. 2.1 Instrumentos Checklist O documento utilizado para análise do site é um conjunto de orientações em forma de uma lista de conformidades Checklist, no qual as orientações estão em forma de perguntas para facilitar o preenchimento, propiciando ao avaliador lembrar e refletir sobre tudo o que foi inspecionado durante a fase de análise dos sites. O Checklist foi elaborado pela equipe e faz parte da documentação que estará disponível juntamente com a cartilha técnica do Modelo de Acessibilidade de Governo eletrônico (e- MAG), versão 3.0. Existem duas visões para o preenchimento do Checklist, a do deficiente visual, o qual fez uma análise mais perceptível e descritiva; e a do desenvolvedor, enfocando a avaliação organizacional e estrutural de um cunho mais técnico em conformidade com as normas de acessibilidade e usabilidade 5. Tecnologias Nos critérios de análise dos sites da CAPES, foram utilizadas diversas ferramentas e tecnologias. As avaliações foram feitas tendo como base dois sistemas operacionais, o Ubuntu 9.04 e Windows XP SP2, por serem bastante utilizados por pessoas com dificuldades 5 Os checklists para deficientes visuais e para desenvolvedores estão disponíveis em ilidade-virtual. visuais. Em tais sistemas existem programas de software que convertem texto em voz sintetizada, permitindo que pessoas com deficiência visual sejam capazes de ouvir o conteúdo da web. Nas avaliações foram utilizados leitores de tela NVDA 2009-RC2, DOSVOX e ORCA e a versão demo do JAWS 11. Navegador web Programa de computador que auxilia seus usuários a interagirem com documentos virtuais da Internet, permitindo assim explorar textos, fotos, gráficos, sons e vídeos e navegar entre páginas. Nos testes em que foram submetidos os navegadores, a Internet Explorer 8.0 e o Firefox 3.6 apresentarem maior aderência à acessibilidade. Validadores A utilização de validadores automáticos é uma prática muito comum entre os desenvolvedores web. Têm um importante papel na orientação de regras básicas a serem seguidas, pois repassa para o desenvolvedor um panorama geral dos problemas encontrados durante a elaboração de páginas web, porém somente a sua utilização traz uma falsa segurança, uma vez que ele analisa exclusivamente o código HTML da página, o que pode facilitar a manipulação de resultados. Por entender que haveria uma melhor compreensão dos resultados da validação automática dos sites em questão, utilizou-se o WebAIM, HERA, DaSilva, Examinator e TAW. 3. Principais problemas A avaliação possibilitou o levantamento de algumas situações-problema nos cinco sites analisados pela equipe do Núcleo de Acessibilidade Virtual, Campus Fortaleza, os quais estão elencados na tabela 3. Para

4 facilitar a leitura e compreensão das informações, fez-se uma correlação entre os números e os sites analisados, constantes da tabela 1, quais sejam: 1 = Site da CAPES; 2 = Periódicos da CAPES: 3 = Revista Brasileira de Pósgraduação; 4 = Banco de Teses e 5 = Avaliação continuada. Ainda é mostrado na tabela 3 quais ferramentas indicaram a existência do problema, sendo usadas as siglas: A = WebAIM, B = HERA, C = DaSilva, D = Problema Examinator, E = TAW. Quando a ferramenta conseguiu detectar o problema completamente está indicado por x ; se o problema foi detectado parcialmente está indicado por /. Os campos em branco indicam que o problema não foi identificado pela ferramenta. Vale ressaltar que todos os problemas, relatados ou não, foram verificados pelos deficientes visuais e posteriormente pelos desenvolvedores. Ocorre em Relatado por A B C D E As páginas não possuem códigos-fonte válidos x x x x x / / x Os links não apresentam descrições curtas e objetivas ou não identificam o destino ao qual se remetem Os botões não funcionam adequadamente ou não estão devidamente descritos x x x / / / / x / As imagens não estão devidamente etiquetadas x x x x / / / / x Os arquivos para download não estão descritos com a extensão a qual são disponibilizados ou não estão em um formato acessível Uso incorreto de tabelas x x x x x As animações em flash não estão descritas As caixas combinadas não possuem um botão de envio x x Ocorrência de verborragia O texto não está correto ou os parágrafos estão muito grandes x x x x x x x x / Ausência de atalhos para facilitar a navegação pelo site x x x x x / Uso incorreto de âncoras x / Ausência de links indicadores nas páginas x x x / / Não é informada a localização do usuário na página A estrutura das páginas não está uniforme x x Ausência de bookmark (sumário para conteúdos longos) Ausência de um mapa do site x x x A tabulação não segue a ordem visual da tela x x O conteúdo é lido após o menu x x Os formulários ou sua tabulação não estão corretos x x x x x x / x Há listas incorretas x x

5 Menu não está em lista ou não há opção para exibir submenus x x x Inexistência de uma página com dicas de navegação x x Inexistência da opção de alto contraste x x x x x Ausência de opções para redimensionamento do texto x x x Os títulos não apresentam uma ordem lógica no texto ou não existem x x x x / x As camadas lógicas não estão separadas corretamente x x x x x / / / / Tabela 3. Descrição dos problemas nos sites selecionados. 5. Conclusão de avaliação Todos os sites analisados apresentaram falhas que necessitam ser corrigidas para que, de fato, atendam às diretrizes de acessibilidade e às expectativas das pessoas com deficiência visual. Os resultados aqui apresentados complementam uma verificação preliminar de acessibilidade de páginas da CAPES. Ainda, como observado na tabela 3, concluímos que o relatório apresentado por ferramentas de validação automáticas não é suficiente, sendo somente um auxílio à avaliação manual feita por especialistas. O site principal da CAPES possui uma navegação relativamente boa, com alguns recursos de acessibilidade, porém, não funcionam em sua totalidade, falhando em várias páginas. Ainda faltam muitos cuidados para que o portal se torne realmente acessível a todas as pessoas. O periódico da CAPES apresenta muitas informações repetidas, dificultando a compreensão da estrutura da página, pois não há uma ordem lógica do conteúdo e existem problemas com a leitura dos campos de buscas. A página da RBPB não possui concordância com os padrões web e nem com as diretrizes de acessibilidade. Apesar de possuir uma estrutura simples, a compreensão foi bastante difícil, pois não há uma separação de conteúdo, não há descrição nas imagens e possui links com nomes repetidos. Os dois últimos, apesar de serem simples, possuem problemas críticos de acessibilidade nos formulários, impossibilitando o acesso através de leitores de telas. 6. Considerações finais O comprometimento da visão não significa o fim da vida independente e não ameaçará a vida plena e produtiva. O deficiente visual pode ser bem sucedido se lhe forem oferecidas as condições e os meios necessários para o desenvolvimento pleno e inclusão social, através de tratamento adequado que lhes permita o desenvolvimento de habilidades nas áreas de orientação e mobilidade, atividades da vida diária, técnicas especiais de educação/escrita/leitura, tratamento psicológico, bem como o acesso às tecnologias assistivas. Os deficientes visuais não têm tanta facilidade para acessar páginas da internet, sendo necessário um software leitor de telas que leia, por meio de sintetizadores de voz, o que está escrito no monitor. Para que esses programas funcionem de maneira eficaz, é necessário que algumas regras de construção estejam aplicadas às páginas de um site. Um site que respeita a navegação dos deficientes visuais deve obedecer a regras simples, possibilitando uma boa interpretação das páginas por aplicativos de leitura de tela, proporcionando aos deficientes visuais entendimento do conteúdo sem que, para

6 tal, precisem "adivinhar" os caminhos que levam à informação. Com o envolvimento de pessoas com deficiência em práticas participativas no design, construção e avaliação de sistemas, e de desenvolvedores com conhecimento das diretrizes de acessibilidade, torna-se possível haver um suporte para o desenvolvimento de sites que, de fato, atendam às demandas desses usuários. Referência ASES, Avaliador e Simulador de Acessibilidade de Sítios. Disponível em: Data da Pesquisa: 15 de Abril DaSilva, DaSilva - Avaliador de Acessibilidade para Websites. Disponível em: Data da Pesquisa: 20 de Maio Desenho Universal, O que é Desenho Universal? Disponível em ho-universal.html. Data da Pesquisa: 05 de Maio emag, Acessibilidade do Governo Eletrônico Cartilha Técnica. Disponível em: tronico.gov.br/acoes-e-projetos/e- MAG. Data da Pesquisa: 18 de Maio Examinator, Examinator. Disponível em: c.pt/webax/examinator.php. Data da Pesquisa: 29 de Maio FAÇANHA, Agebson; FREITAS, Emanuel; SOUZA, Cideley; LIRA, Ana Karina. ORCA: Estudo de caso em Linux Ubuntu. II Congresso de Pesquisa e Inovação da Rede Norte Nordeste de Educação Tecnológica. Anais. João Pessoa PB Disponível em: u.br/publicacoes/arquivos/ _ _INFO-040.pdf. Data da Pesquisa: 23 de Março HERA, Revendo a Acessibilidade com Estilo. Disponível em: Data da Pesquisa: 28 de Maio NVDA. NV Access. Leitor de Telas. Disponível em: Data da Pesquisa: 20 de Abril ORCA, Orca - GNOME Live! Disponível em: Orca. Data da Pesquisa: Maio Projeto Acessibilidade Virtual, Site modelo de Acessibilidade. Disponível em: du.br/ept/. Data da Pesquisa: 27 de Maio SONZA, Andréa Poletto. Ambientes Virtuais Acessíveis sob a perspectiva de usuários com limitação visual. Tese (Doutorado). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Programa de Pósgraduação em Informática na Educação, Porto Alegre, Maio de Disponível em: du.br/ept/tese. Acesso em 14 de Março TAW, Test de Accesibilidad Web. Disponível em: Data da Pesquisa: 25 Maio Wave Webaim, WAVE - Web Accessibility Evaluation Tool. Disponível em: g/. Data da Pesquisa: 28 de Maio WCAG, Web Content Accessibility Guidelines (WCAG) 2.0. Disponível em: Data da Pesquisa: 23 de Maio W3C, World Wide Web Consortium (W3C) Escritório Brasil. Disponível em Data da Pesquisa: 21 de Maio 2010.

e-mag Checklist de Acessibilidade Manual para Deficientes Visuais

e-mag Checklist de Acessibilidade Manual para Deficientes Visuais Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Departamento de Governo Eletrônico Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica

Leia mais

Buscando Acessibilidade em Ambientes de EAD. Andréa Poletto Sonza e Daniela Menegotto CEFET Bento Gonçalves RS Junho 2008

Buscando Acessibilidade em Ambientes de EAD. Andréa Poletto Sonza e Daniela Menegotto CEFET Bento Gonçalves RS Junho 2008 Buscando Acessibilidade em Ambientes de EAD Andréa Poletto Sonza e Daniela Menegotto CEFET Bento Gonçalves RS Junho 2008 Tecnologia Assistiva CONCEITO: conjunto de artefatos disponibilizados às PNEs, que

Leia mais

Deficiências. Deficiência Física Deficiência Auditiva Deficiência Visual Deficiência Mental Deficiência Múltipla. Tem dificuldade para:

Deficiências. Deficiência Física Deficiência Auditiva Deficiência Visual Deficiência Mental Deficiência Múltipla. Tem dificuldade para: Deficiências Deficiência Física Deficiência Auditiva Deficiência Visual Deficiência Mental Deficiência Múltipla Tem dificuldade para: ver a tela usar o mouse usar o teclado ler um texto ouvir um som navegar

Leia mais

Acessibilidade nos sites das Instituições da Rede Federal de EPT

Acessibilidade nos sites das Instituições da Rede Federal de EPT Acessibilidade nos sites das Instituições da Rede Federal de EPT Maurício Covolan Rosito Gerente do Núcleo de Bento Gonçalves do projeto de Acessibilidade Virtual da RENAPI Everaldo Carniel Pesquisador

Leia mais

ENGENHARIA DE USABILIDADE Unidade V Acessibilidade à Web. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com

ENGENHARIA DE USABILIDADE Unidade V Acessibilidade à Web. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático Conceitos e Importância Projeto e desenvolvimento de Web acessível Acessibilidade É o processo e as técnicas usadas para criar

Leia mais

e-mag 3.0 Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico Projeto de Acessibilidade Virtual da RENAPI SETEC/MEC Andréa Poletto Sonza

e-mag 3.0 Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico Projeto de Acessibilidade Virtual da RENAPI SETEC/MEC Andréa Poletto Sonza e-mag 3.0 Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico SETEC/MEC Andréa Poletto Sonza Brasília, 21 de Setembro de 2011 e-mag Acessibilidade Conceitos Por que acessibilidade? e-mag Histórico Versão 3.0

Leia mais

Usabilidade e Acessibilidade na Web: Uma análise destes conceitos do ponto de vista de um deficiente visual

Usabilidade e Acessibilidade na Web: Uma análise destes conceitos do ponto de vista de um deficiente visual Usabilidade e Acessibilidade na Web: Uma análise destes conceitos do ponto de vista de um deficiente visual Gláucio Brandão de MATOS 1 ; Alisson RIBEIRO 2 ; Gabriel da SILVA 2 1 Ex-aluno do Curso Superior

Leia mais

Departamento de Governo Eletrônico Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

Departamento de Governo Eletrônico Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. 215 Departamento de Governo Eletrônico Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. www.governoeletronico.gov.br Recomendações de Acessibilidade para

Leia mais

Acessibilidade na Web

Acessibilidade na Web Acessibilidade na Web Departamento de Computação - UFS Tópicos Especiais em Sistemas de Informação Lucas Augusto Carvalho lucasamcc@dcomp.ufs.br Prof. Rogério Vídeo Custo ou Benefício? http://acessodigital.net/video.html

Leia mais

Oficina: ASES 2.0 Beta 6.0

Oficina: ASES 2.0 Beta 6.0 Oficina: ASES 2.0 Beta 6.0 André Luiz Andrade Rezende ¹ ¹Rede de Pesquisa e Inovação em Tecnologias Digitais (RENAPI) Doutorando em Educação e Contemporaneidade (UNEB) Estes slides são concedidos sob uma

Leia mais

Acessibilidade na Web Cesár Bomfim Brasília 15 de Março

Acessibilidade na Web Cesár Bomfim Brasília 15 de Março Acessibilidade na Web Cesár Bomfim Brasília 15 de Março Avaliação Passos para Site Acessível -Seguir padrões Web; -Seguir as diretrizes e recomendações de acessibilidade; -Realizar avaliação de acessibilidade.

Leia mais

SIEP / RENAPI. Dicas HTML e CSS para Desenvolvimento. de um Site/Portal Acessível

SIEP / RENAPI. Dicas HTML e CSS para Desenvolvimento. de um Site/Portal Acessível SIEP / RENAPI Dicas HTML e CSS para Desenvolvimento de um Site/Portal Acessível Setembro de 2009 Dicas HTML e CSS para Desenvolvimento de um Site/Portal Acessível Cuidados em geral Separar adequadamente

Leia mais

escanner: uma ferramenta para validação de páginas Web segundo o e-mag - Modelo de Acessibilidade de Governo Eletrônico.

escanner: uma ferramenta para validação de páginas Web segundo o e-mag - Modelo de Acessibilidade de Governo Eletrônico. escanner: uma ferramenta para validação de páginas Web segundo o e-mag - Modelo de Acessibilidade de Governo Eletrônico. Victor Adriel de Jesus Oliveira¹, Vânia Cordeiro da Silva² ¹Instituto de Informática

Leia mais

TECNOLOGIAS WEB AULA 8 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD

TECNOLOGIAS WEB AULA 8 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD TECNOLOGIAS WEB AULA 8 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD Objetivos: Apresentar os principais problemas de acessibilidade na Internet. Apresentar as principais deficiências e as tecnologias de apoio.

Leia mais

Manual do usuário Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas Fase Especificação

Manual do usuário Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas Fase Especificação Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Departamento de Governo Eletrônico Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE CONTEÚDO ACESSÍVEL PARA DEFICIENTES VISUAIS ¹

DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE CONTEÚDO ACESSÍVEL PARA DEFICIENTES VISUAIS ¹ DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE CONTEÚDO ACESSÍVEL PARA DEFICIENTES VISUAIS ¹ Ernaque Viana Malta 1 ; Ronivaldo Roriz dos Santos 1 ; Woquiton Lima Fernandes 2 1 Estudante da 3ª série

Leia mais

Acessibilidade Introdução. M. Cecília C. Baranauskas Instituto de Computação

Acessibilidade Introdução. M. Cecília C. Baranauskas Instituto de Computação Acessibilidade Introdução M. Cecília C. Baranauskas Instituto de Computação Acessibilidade - Demo Esta parte é baseada no video em http://www.doit.wisc.edu/accessibility/video Liste os principais problemas

Leia mais

Sistema de Geração de Sítios e Manutenção de Conteúdo: uma solução incorporando regras de acessibilidade

Sistema de Geração de Sítios e Manutenção de Conteúdo: uma solução incorporando regras de acessibilidade Sistema de Geração de Sítios e Manutenção de Conteúdo: uma solução incorporando regras de acessibilidade Ilan Chamovitz Datasus Departamento de Informática e Informação do SUS Ministério da Saúde - Brasil

Leia mais

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL Núcleo IFRS Manual do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 3 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 3 Procedimentos para Download

Leia mais

Projeto Inclusivo de Sítios: Por quê? Para quem?

Projeto Inclusivo de Sítios: Por quê? Para quem? 1 Projeto Inclusivo de Sítios: Por quê? Para quem? 05/2008 Ana Isabel Bruzzi Bezerra Paraguay Faculdade de Saúde Pública / USP anaparaguay@gmail.com Miriam Hitomi Simofusa SERPRO - miriamhs@gmail.com Augusto

Leia mais

ESTUDO DA ADERÊNCIA AOS PADRÕES WEB DOS 26 SÍTIOS DOS MINISTÉRIOS PÚBLICOS ESTADUAIS

ESTUDO DA ADERÊNCIA AOS PADRÕES WEB DOS 26 SÍTIOS DOS MINISTÉRIOS PÚBLICOS ESTADUAIS ESTUDO DA ADERÊNCIA AOS PADRÕES WEB DOS 26 SÍTIOS DOS MINISTÉRIOS PÚBLICOS ESTADUAIS STUDY OF ADHERENCE TO STANDARDS OF WEB SITES OF 26 STATE GOVERNMENT MINISTRIES Alexandre Galvão Leite 1 (1) Pós-Graduando,

Leia mais

Acessibilidade na Web para Deficientes Auditivos: Um Estudo de Caso do Site do Vestibular da UFG

Acessibilidade na Web para Deficientes Auditivos: Um Estudo de Caso do Site do Vestibular da UFG Acessibilidade na Web para Deficientes Auditivos: Um Estudo de Caso do Site do Vestibular da UFG Adoniran Dias Ribeiro Andrade, Renato de Freitas Bulcão Neto Instituto de Informática Universidade Federal

Leia mais

Análise do formato semanal do AVEA Moodle utilizando o padrão WCAG 2.0 para alunos cegos

Análise do formato semanal do AVEA Moodle utilizando o padrão WCAG 2.0 para alunos cegos 10 Edição-2015 Análise do formato semanal do AVEA Moodle utilizando o padrão WCAG 2.0 para alunos cegos Eduardo Dalcin¹, Ana Cláudia Pavão Siluk² ¹Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha

Leia mais

Acessibilidade no SIEP (Sistema de Informações da Educação Profissional e Tecnológica) Módulo de Acessibilidade Virtual CEFET Bento Gonçalves RS Maio 2008 ACESSIBILIDADE À WEB De acordo com Cifuentes (2000),

Leia mais

Conhecer e Aprender: Diálogos

Conhecer e Aprender: Diálogos Conhecer e Aprender: Diálogos Projeto de Acessibilidade Virtual da RENAPI Andréa Poletto Sonza Março de 2012 Pensando Inclusão no Câmpus Bento Gonçalves... Como tudo começou... 1998: aluna cega em curso

Leia mais

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 1 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 1 Procedimentos para Download e Instalação do NVDA... 2 Iniciando

Leia mais

AVALIANDO E PROPONDO AMPLIAÇÃO DE ACESSIBILIDADE EM SISTEMA WEB

AVALIANDO E PROPONDO AMPLIAÇÃO DE ACESSIBILIDADE EM SISTEMA WEB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DOUGLAS SEVERO SILVEIRA AVALIANDO E PROPONDO AMPLIAÇÃO DE ACESSIBILIDADE EM SISTEMA WEB Trabalho

Leia mais

Avaliação de Acessibilidade na Web: Estudo Comparativo entre Métodos de Avaliação com a Participação de Deficientes Visuais

Avaliação de Acessibilidade na Web: Estudo Comparativo entre Métodos de Avaliação com a Participação de Deficientes Visuais Avaliação de Acessibilidade na Web: Estudo Comparativo entre Métodos de Avaliação com a Participação de Deficientes Visuais Autoria: Catharine Ferreira Bach, Simone Bacellar Leal Ferreira, Denis Silveira

Leia mais

UMA EXTENSÃO AO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE PARA A ADAPTAÇÃO DE CONTEÚDOS A PORTADORES DE NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS

UMA EXTENSÃO AO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE PARA A ADAPTAÇÃO DE CONTEÚDOS A PORTADORES DE NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS UMA EXTENSÃO AO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE PARA A ADAPTAÇÃO DE CONTEÚDOS A PORTADORES DE NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS Sérgio M. Baú Júnior* e Marco A. Barbosa* *Departamento de Informática

Leia mais

Acessibilidade. Profa. Renata Pontin de Mattos Fortes

Acessibilidade. Profa. Renata Pontin de Mattos Fortes Acessibilidade Profa. Renata Pontin de Mattos Fortes 1 Acessibilidade 2 Roteiro Acessibilidade Acessibilidade na Informática Inclusão Digital Design da Interação e Acessibilidade 3 Acessibilidade Definição

Leia mais

ACESSIBILIDADE WEB: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO DO CONHECIMENTO DO DESENVOLVEDOR WEB BRASILEIRO

ACESSIBILIDADE WEB: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO DO CONHECIMENTO DO DESENVOLVEDOR WEB BRASILEIRO ACESSIBILIDADE WEB: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO DO CONHECIMENTO DO DESENVOLVEDOR WEB BRASILEIRO Timóteo Moreira Tangarife, Cláudia Mont Alvão Laboratório de Ergonomia e Usabilidade de Interfaces LEUI Programa

Leia mais

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia. IF baiano Turno: matutino Nome: Almiro,Erica,Flavia,Valdinéia Professora: Laís 2015

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia. IF baiano Turno: matutino Nome: Almiro,Erica,Flavia,Valdinéia Professora: Laís 2015 Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia. IF baiano Turno: matutino Nome: Almiro,Erica,Flavia,Valdinéia Professora: Laís 2015 DISTRIBUIÇÃOS PARA DEFICIENTES DISTRIBUIÇÕES linuxacessivel.org

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA DOS SOFTWARES LEITORES DE TELA UTILIZANDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE

ANÁLISE COMPARATIVA DOS SOFTWARES LEITORES DE TELA UTILIZANDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE 1 ANÁLISE COMPARATIVA DOS SOFTWARES LEITORES DE TELA UTILIZANDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE Porto Alegre RS - maio de 2012. Clóvis da Silveira PUCRS csclovis@gmail.com Adriana Beiler PUCRS

Leia mais

INTRODUÇÃO Orientador: Turma 64:

INTRODUÇÃO Orientador: Turma 64: INTRODUÇÃO Orientador: Prof. Dr. Fernando Auil Turma 64: André Cavalcante dos Santos Bruno Croci de Oliveira Caio César Lemes Bastos Dan Shinkai Daniel Bissoli Moriera Daniel Pinheiro Barreto TEMA Conhecimento

Leia mais

Desenvolvimento de um CMS 1 para a criação e publicação de web sites acessíveis por deficientes visuais.

Desenvolvimento de um CMS 1 para a criação e publicação de web sites acessíveis por deficientes visuais. Desenvolvimento de um CMS 1 para a criação e publicação de web sites acessíveis por deficientes visuais. Tales Henrique José MOREIRA 1 ; Gabriel da SILVA 2 ; 1 Estudante de Tecnologia em Sistemas para

Leia mais

1o. Seminário Gestão de Informação Jurídica em Espaços Digitais. Acessibilidade. Prof. José Antonio Borges NCE/UFRJ Fev / 2007

1o. Seminário Gestão de Informação Jurídica em Espaços Digitais. Acessibilidade. Prof. José Antonio Borges NCE/UFRJ Fev / 2007 1o. Seminário Gestão de Informação Jurídica em Espaços Digitais Acessibilidade Prof. José Antonio Borges NCE/UFRJ Fev / 2007 Entendendo o problema: Porque desenvolver sistemas que permitam o acesso a pessoas

Leia mais

Estudo Prospectivo da Aderência aos Padrões Web dos 27 sítios das Assembleias Legislativas

Estudo Prospectivo da Aderência aos Padrões Web dos 27 sítios das Assembleias Legislativas Estudo Prospectivo da Aderência aos Padrões Web dos 27 sítios das Assembleias Legislativas Prospective Study of Adherence to Standards of the 27 Web sites of the Legislative Assemblies Galvão, Alexandre;

Leia mais

I Simpósio Internacional de Tecnologia Assistiva do CNRTA Softwares de Acessibilidade

I Simpósio Internacional de Tecnologia Assistiva do CNRTA Softwares de Acessibilidade I Simpósio Internacional de Tecnologia Assistiva do CNRTA Softwares de Acessibilidade Andréa Poletto Sonza Junho de 2014 Tecnologia Assistiva Recursos: Estão incluídos brinquedos e roupas adaptadas, computadores,

Leia mais

UMA ABORDAGEM SOBRE OS PADRÕES DE QUALIDADE DE SOFTWARE COM ÊNFASE EM SISTEMAS PARA WEB

UMA ABORDAGEM SOBRE OS PADRÕES DE QUALIDADE DE SOFTWARE COM ÊNFASE EM SISTEMAS PARA WEB UMA ABORDAGEM SOBRE OS PADRÕES DE QUALIDADE DE SOFTWARE COM ÊNFASE EM SISTEMAS PARA WEB Alan Francisco de Souza¹, Claudete Werner¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil alanfsouza.afs@gmail.com,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA. Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenadoria de Educação a Distância MCONF

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA. Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenadoria de Educação a Distância MCONF UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenadoria de Educação a Distância MCONF RESULTADOS DO EXPERIMENTO 5 Endereço da Sala: http://mconf.rnp.br/webconf/unipampa.

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE GRÁFICA ACESSÍVEL PARA DEFICIENTES VISUAIS NO AVEA MOODLE

DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE GRÁFICA ACESSÍVEL PARA DEFICIENTES VISUAIS NO AVEA MOODLE DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE GRÁFICA ACESSÍVEL PARA DEFICIENTES VISUAIS NO AVEA MOODLE Autores: Ana Cláudia Pavão Siluk UFSM Eduardo Dalcin IFF Campus Santo Augusto RESUMO: Esse texto tem o objetivo de

Leia mais

Prefeitura de Guarulhos desenvolve o Guarux, sistema livre com foco educacional, profissional e em aplicativos acessíveis

Prefeitura de Guarulhos desenvolve o Guarux, sistema livre com foco educacional, profissional e em aplicativos acessíveis Prefeitura de Guarulhos desenvolve o Guarux, sistema livre com foco educacional, profissional e em aplicativos acessíveis Perfil Guarulhos é um dos 39 municípios da Grande São Paulo, região economicamente

Leia mais

TECNOLOGIA ASSISTIVA E ACESSIBILIDADE À WEB. Projeto de Acessibilidade Virtual - RENAPI Maio/2010

TECNOLOGIA ASSISTIVA E ACESSIBILIDADE À WEB. Projeto de Acessibilidade Virtual - RENAPI Maio/2010 TECNOLOGIA ASSISTIVA E ACESSIBILIDADE À WEB Projeto de Acessibilidade Virtual - RENAPI Maio/2010 Tecnologia Assistiva Expressão utilizada para identificar todo o arsenal de recursos e serviços que contribuem

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE, DE, DE 2013.

PROJETO DE LEI Nº, DE, DE, DE 2013. A Sua Excelência o Senhor Vereador JUARES CARLOS HOY Presidente da Câmara Municipal de Canoas PROJETO DE LEI Nº, DE, DE, DE 2013. Senhor Presidente, O Vereador Pedro Bueno, Vice-líder da Bancada do Partido

Leia mais

Governo Eletrônico no Brasil

Governo Eletrônico no Brasil Governo Eletrônico no Brasil João Batista Ferri de Oliveira Natal, 18 de Setembro de 2009 II Simpósio de Ciência e Tecnologia de Natal Estrutura da apresentação Estrutura organizacional Diretrizes Principais

Leia mais

Ambientes Virtuais Acessíveis sob a perspectiva de usuários deficientes visuais

Ambientes Virtuais Acessíveis sob a perspectiva de usuários deficientes visuais Ambientes Virtuais Acessíveis sob a perspectiva de usuários deficientes visuais Andréa Poletto Sonza 1, Lucila Santarosa 2, Débora Conforto 3 1 Centro Federal de Educação Tecnológica de Bento Gonçalves

Leia mais

VPAT (Voluntary Product Accessibility Template, Modelo de Acessibilidade de Produto) do eportfolio da Desire2Learn Maio de 2013 Conteúdo

VPAT (Voluntary Product Accessibility Template, Modelo de Acessibilidade de Produto) do eportfolio da Desire2Learn Maio de 2013 Conteúdo VPAT (Voluntary Product Accessibility Template, Modelo de Acessibilidade de Produto) do eportfolio da Desire2Learn Maio de 2013 Conteúdo Introdução Recursos de acessibilidade principais Navegação usando

Leia mais

Siep / Renapi Campus Bento Gonçalves / RS Jucélia Almeida DESENVOLVENDO UM SITE ACESSÍVEL

Siep / Renapi Campus Bento Gonçalves / RS Jucélia Almeida DESENVOLVENDO UM SITE ACESSÍVEL Siep / Renapi Campus Bento Gonçalves / RS Jucélia Almeida DESENVOLVENDO UM SITE ACESSÍVEL Web para todos De acordo com Cifuentes(2000), Caplan(2002) e Dias (2003), entende-se por acessibilidade à rede

Leia mais

Mitos da Acessibilidade Web

Mitos da Acessibilidade Web SAPO Codebits 2008 Magda Joana Silva magdajoanasilva@gmail.com Acessibilidade Web igualdade de acesso a Web sites a pessoas com limitações Acessibilidade Web igualdade de acesso a Web sites a pessoas com

Leia mais

Técnicas Assistivas para Pessoas com Deficiência Visual

Técnicas Assistivas para Pessoas com Deficiência Visual Técnicas Assistivas para Pessoas com Deficiência Visual Aula 15 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE.

Leia mais

Panorama da Acessibilidade na Web Brasileira

Panorama da Acessibilidade na Web Brasileira Panorama da Acessibilidade na Web Brasileira Autoria: Simone Bacellar Leal Ferreira, Rodrigo Costa dos Santos, Denis Silva da Silveira Resumo O presente trabalho se propõe a realizar um estudo sobre a

Leia mais

MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo.

MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo. MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com URL: http://esganarel.home.sapo.pt GABINETE: 1G1 - A HORA DE ATENDIMENTO: SEG. E QUA. DAS 11H / 12H30 (MARCAÇÃO

Leia mais

HATEMILE: A biblioteca para gerar páginas web mais acessíveis

HATEMILE: A biblioteca para gerar páginas web mais acessíveis HATEMILE: A biblioteca para gerar páginas web mais acessíveis Carlson Santana Cruz, Carlos A. Estombelo-Montesco Departamento de Computação (DCOMP) Universidade Federal de Sergipe (UFS) São Cristóvão,

Leia mais

Adaptação de materiais digitais. Manuela Francisco manuela.amado@gmail.com

Adaptação de materiais digitais. Manuela Francisco manuela.amado@gmail.com Adaptação de materiais digitais Manuela Francisco manuela.amado@gmail.com Plano da sessão Tópicos Duração Documentos acessíveis: porquê e para quem. Diretrizes de acessibilidade Navegabilidade, legibilidade

Leia mais

Alvaiázere INFOACESSIBILIDADE. Plano Local de Promoção da Acessibilidade do Município de Alvaiázere FASE II - PLANO DAS CONDIÇÕES DE ACESSIBILIDADE

Alvaiázere INFOACESSIBILIDADE. Plano Local de Promoção da Acessibilidade do Município de Alvaiázere FASE II - PLANO DAS CONDIÇÕES DE ACESSIBILIDADE Alvaiázere Plano Local de Promoção da Acessibilidade do Município de Alvaiázere INFOACESSIBILIDADE 8 284 8.1. WEB Depois de avaliada a acessibilidade do site da responsabilidade da Câmara Municipal de

Leia mais

Estudo Conformidade dos sítios web da AP Central com as Web Content Accessibility Guidelines 1.0 do W3C

Estudo Conformidade dos sítios web da AP Central com as Web Content Accessibility Guidelines 1.0 do W3C Estudo Conformidade dos sítios web da AP Central com as Web Content Accessibility Guidelines 1.0 do W3C (análise comparativa 2008 / 2010) Jorge Fernandes / UMIC - Agência para a Sociedade do Conhecimento,

Leia mais

Proposta de avaliação de acessibilidade em sites por deficientes visuais

Proposta de avaliação de acessibilidade em sites por deficientes visuais Proposta de avaliação de acessibilidade em sites por deficientes visuais Felipe Franco de Sousa Marcos Coimbra Osorio Edméia L. P. de Andrade Fundação Universa / Universidade Católica de Brasília Fundação

Leia mais

Acessibilidade Web na Universidade O que é? Por quê? Como Fazer? Amanda Meincke Melo amanda.melo@unipampa.edu.br http://ammelobr.blogspot.

Acessibilidade Web na Universidade O que é? Por quê? Como Fazer? Amanda Meincke Melo amanda.melo@unipampa.edu.br http://ammelobr.blogspot. Acessibilidade Web na Universidade O que é? Por quê? Como Fazer? Amanda Meincke Melo amanda.melo@unipampa.edu.br http://ammelobr.blogspot.com/ 2 Agenda Conceitos Acessibilidade Web Cenários Estudos de

Leia mais

Tecnologia, Acessibilidade e Inclusão

Tecnologia, Acessibilidade e Inclusão Tecnologia, Acessibilidade e Inclusão Professor Agebson Rocha Façanha Apoio PALESTRA 13 de novembro de 2012 Nem todas as pessoas têm possibilidade de acessar os recursos de hardware e software que o mundo

Leia mais

A PÁGINA DISCIPLINAR DE MATEMÁTICA DO PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO

A PÁGINA DISCIPLINAR DE MATEMÁTICA DO PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO A PÁGINA DISCIPLINAR DE MATEMÁTICA DO PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO Resumo: Dolores Follador Secretaria de Estado da Educação do Paraná e Faculdades Integradas do Brasil - Unibrasil doloresfollador@gmail.com

Leia mais

Monday, January 23, 12. Introdução sobre Acessibilidade na web

Monday, January 23, 12. Introdução sobre Acessibilidade na web Introdução sobre Acessibilidade na web Acessibilidade na web é o consumo da informação por qualquer pessoa por qualquer tipo de meio de acesso. Para que serve a web? A web serve para compartilhar informação.

Leia mais

DICAS PARA DESENVOLVER SITE ACESSÍVEL

DICAS PARA DESENVOLVER SITE ACESSÍVEL DICAS PARA DESENVOLVER SITE ACESSÍVEL Este arquivo contém dicas para o desenvolvimento de uma página acessível e de acordo com as normas W3C (World Wide Web). Para uma boa compreensão destas dicas é necessário

Leia mais

CSS. Oficina de CSS Aula 10. Cascading Style Sheets. Cascading Style Sheets Roteiro. Cascading Style Sheets. Cascading Style Sheets W3C

CSS. Oficina de CSS Aula 10. Cascading Style Sheets. Cascading Style Sheets Roteiro. Cascading Style Sheets. Cascading Style Sheets W3C Roteiro Oficina de Aula 10 s Selos de conformidade Prof. Vinícius Costa de Souza www.inf inf.unisinos..unisinos.br/~vinicius outubro de 2006 W3C São um conjunto de normas, diretrizes, recomendações, notas

Leia mais

Análise de Acessibilidade Aplicada ao Website da Universidade Federal de Santa Maria

Análise de Acessibilidade Aplicada ao Website da Universidade Federal de Santa Maria 168 Análise de Acessibilidade Aplicada ao Website da Universidade Federal de Santa Maria Janaína Gomes 1, Paulo Henrique Vianna 1, Diego Carvalho 1, Sara Spolti Pazuch 1, Aline Lorini 1, Diego Carvalho

Leia mais

TAW Tópicos de Ambiente Web

TAW Tópicos de Ambiente Web TAW Tópicos de Ambiente Web Teste rveras@unip.br Aula 11 Agenda Usabilidade Compatibilidade Validação Resolução de tela Velocidade de carregação Acessibilidade Testes Nesta etapa do projeto do web site

Leia mais

Título do trabalho: Entre ledores humanos e leitores digitais

Título do trabalho: Entre ledores humanos e leitores digitais Temática(s):Acessibilidade em Cultura e Educação Tipo de Trabalho: Relatos de Experiências Título do trabalho: Entre ledores humanos e leitores digitais Autores e Filiações: Arnais, Magali Ap. Oliveira

Leia mais

Diveo Exchange OWA 2007

Diveo Exchange OWA 2007 Diveo Exchange OWA 2007 Manual do Usuário v.1.0 Autor: Cícero Renato G. Souza Revisão: Antonio Carlos de Jesus Sistemas & IT Introdução... 4 Introdução ao Outlook Web Access 2007... 4 Quais são as funcionalidades

Leia mais

PROPLAN Diretoria de Informações. Tutorial SisRAA Biblioteca

PROPLAN Diretoria de Informações. Tutorial SisRAA Biblioteca PROPLAN Tutorial SisRAA Biblioteca Ana Carla Macedo da Silva Jaciane do Carmo Ribeiro Diego da Costa Couto Mauro Costa da Silva Filho Dezembro 2014 SUMÁRIO 1. Menu: Acessibilidade... 3 1.1 Opção de menu:

Leia mais

Humano-Computador (IHC)

Humano-Computador (IHC) 1 INF1403 Introdução a Interação Humano-Computador (IHC) Turma 3WA Professora: Clarisse Sieckenius de Souza Acessibilidade: Uma questão de lei e direitos humanos 15/Mar/2010 Stephen Hawking um dos maiores

Leia mais

Sistema operacional Windows 7, Windows Live Mail e Adobe Reader. Sistemas operacionais em concursos públicos

Sistema operacional Windows 7, Windows Live Mail e Adobe Reader. Sistemas operacionais em concursos públicos Sistema operacional Windows 7, Windows Live Mail e Adobe Reader Sistemas operacionais em concursos públicos Antes de tudo é importante relembrarmos que o sistema operacional é um tipo de software com a

Leia mais

Boas Práticas para Acessibilidade Digital na Contratação de Desenvolvimento WEB

Boas Práticas para Acessibilidade Digital na Contratação de Desenvolvimento WEB Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão Secretaria de Tecnologia da Informação Departamento de Governo Digital www.governoeletronico.gov.br Boas Práticas para Acessibilidade Digital na Contratação

Leia mais

SENADO FEDERAL Secretaria Especial do Interlegis SINTER Subsecretaria de Tecnologia da Informação SSTIN. Produto I: ATU SAAP

SENADO FEDERAL Secretaria Especial do Interlegis SINTER Subsecretaria de Tecnologia da Informação SSTIN. Produto I: ATU SAAP Produto I: ATU SAAP Documento de projeto do novo sistema. Modelo de Dados, Casos de Usos e Interface Gráfica do Sistema Pablo Nogueira Oliveira Termo de Referência nº 129275 Contrato Número 2008/000988

Leia mais

Configurações do Windows para Leitores de Tela

Configurações do Windows para Leitores de Tela MÓDULO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL - CEFET BG SIEP (SISTEMA DE INFORMAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA) Configurações do Windows para Leitores de Tela Desenvolvido por Celio Marcos Dal Pizzol e

Leia mais

DESAFIO ETAPA 1 Passo 1

DESAFIO ETAPA 1 Passo 1 DESAFIO Um dos maiores avanços percebidos pela área de qualidade de software foi comprovar que a qualidade de um produto final (software) é uma consequência do processo pelo qual esse software foi desenvolvido.

Leia mais

A importância dos padrões para a WEB e o ASA. Palestrante: Heitor de Souza Ganzeli

A importância dos padrões para a WEB e o ASA. Palestrante: Heitor de Souza Ganzeli A importância dos padrões para a WEB e o ASA Palestrante: Heitor de Souza Ganzeli Agenda INTRODUÇÃO FUNCIONAMENTO MOTIVAÇÃO SISTEMA Siga os padrões Internet e Dê ASAs a seu site Castro no site: http://asa.nic.br

Leia mais

LEITORES DE TELA Orientações Básicas Jaws NVDA Virtual Vision - Orca

LEITORES DE TELA Orientações Básicas Jaws NVDA Virtual Vision - Orca NAPNE RENAPI LEITORES DE TELA Orientações Básicas Jaws NVDA Virtual Vision - Orca Por Celio Marcol Dal Pizzol e Josiane Pagani Agosto de 2009 Sumário LEITORES DE TELA - ORIENTAÇÕES BÁSICAS... 3 Orientações

Leia mais

Tecnologias de Informação voltadas para pessoas com deficiência visual

Tecnologias de Informação voltadas para pessoas com deficiência visual Tecnologias de Informação voltadas para pessoas com deficiência visual (Technologies of Information destined to peoples with visual deficiency) Daniela Ragazzi dos Santos 1 ; Sérgio Ricardo Borges 2 1

Leia mais

Guia do Usuário do Cúram Accessibility

Guia do Usuário do Cúram Accessibility IBM Cúram Social Program Management Guia do Usuário do Cúram Accessibility Versão 6.0.5 IBM Cúram Social Program Management Guia do Usuário do Cúram Accessibility Versão 6.0.5 Nota Antes de usar essas

Leia mais

Apresentando o GNOME. Arlindo Pereira arlindo.pereira@uniriotec.br

Apresentando o GNOME. Arlindo Pereira arlindo.pereira@uniriotec.br Apresentando o GNOME Arlindo Pereira arlindo.pereira@uniriotec.br O que é o GNOME? GNOME é um ambiente desktop - a interface gráfica de usuário que roda sobre um sistema operacional - composta inteiramente

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

ACESSIBILIDADE NO AMBIENTE WEB DE UNIVERSIDADES PÚBLICAS DE PERNAMBUCO

ACESSIBILIDADE NO AMBIENTE WEB DE UNIVERSIDADES PÚBLICAS DE PERNAMBUCO Modalidade: Trabalho Completo ACESSIBILIDADE NO AMBIENTE WEB DE UNIVERSIDADES PÚBLICAS DE PERNAMBUCO Danielle Silva Gabriella Santos Gleice Kelly Oliveira Mariana Alves RESUMO O presente trabalho se propõe

Leia mais

PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE AUTORIA PARA A GERAÇÃO DE CONTEÚDOS ON-LINE. Maio/2005 023-TC-C5

PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE AUTORIA PARA A GERAÇÃO DE CONTEÚDOS ON-LINE. Maio/2005 023-TC-C5 1 PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE AUTORIA PARA A GERAÇÃO DE CONTEÚDOS ON-LINE Maio/2005 023-TC-C5 Viviane Guimarães Ribeiro Universidade de Mogi das Cruzes vivianegr@yahoo.com.br Saulo Faria Almeida Barretto

Leia mais

PROJETO INFORMÁTICA NA ESCOLA

PROJETO INFORMÁTICA NA ESCOLA EE Odilon Leite Ferraz PROJETO INFORMÁTICA NA ESCOLA AULA 1 APRESENTAÇÃO E INICIAÇÃO COM WINDOWS VISTA APRESENTAÇÃO E INICIAÇÃO COM WINDOWS VISTA Apresentação dos Estagiários Apresentação do Programa Acessa

Leia mais

USABILIDADE, DESIGN UNIVERSAL E ACESSIBILIDADE PARA PORTAIS WEB

USABILIDADE, DESIGN UNIVERSAL E ACESSIBILIDADE PARA PORTAIS WEB USABILIDADE, DESIGN UNIVERSAL E ACESSIBILIDADE PARA PORTAIS WEB Adans Schopp dos Santos 1 Daniele Pinto Andres 2 RESUMO Este artigo procura abordar as principais características relacionadas a Portais

Leia mais

Acessibilidade nos Museus Virtuais 1. Accessibility to Virtual Museums

Acessibilidade nos Museus Virtuais 1. Accessibility to Virtual Museums 1 Acessibilidade nos Museus Virtuais 1 Accessibility to Virtual Museums FLOR, Carla S. 2 Universidade Federal de Santa Catarina, Santa Catarina VANZIN, Tarcisio Dr. 3 Universidade Federal de Santa Catarina,

Leia mais

Atualização deixa Java mais seguro, mas ainda é melhor desativar

Atualização deixa Java mais seguro, mas ainda é melhor desativar Atualização deixa Java mais seguro, mas ainda é melhor desativar seg, 21/01/13 por Altieres Rohr Segurança Digital Se você tem alguma dúvida sobre segurança da informação (antivírus, invasões, cibercrime,

Leia mais

Pré-requisito Conhecimento básico do sistema operacional Windows ou Mac OS.

Pré-requisito Conhecimento básico do sistema operacional Windows ou Mac OS. 1 e Descrição Este treinamento abortará conceitos essenciais de HTML e CSS para a construção de páginas web através do uso do Adobe, com a mínima necessidade de intervir ou escrever códigos, utilizando

Leia mais

5 Diretrizes e recomendações para promover a acessibilidade web

5 Diretrizes e recomendações para promover a acessibilidade web Diretrizes e recomendações para promover a acessibilidade web 171 5 Diretrizes e recomendações para promover a acessibilidade web Atualmente existem vários documentos internacionais que propõem regras,

Leia mais

Especificações Técnicas

Especificações Técnicas 1. INTRODUÇÃO 1.1. Este documento tem por objetivo orientar a utilização dos recursos tecnológicos para o desenvolvimento dos cursos que serão disponibilizados via intranet ou internet no portal da Universidade

Leia mais

Thiago Corrêa da Silva Eduardo Stuhler Neves

Thiago Corrêa da Silva Eduardo Stuhler Neves Avaliação de Acessibilidade e adequação da interface do Repositório de Objetos de Aprendizagem para a Área de informática da UDESC com foco da Deficiência Visual Thiago Corrêa da Silva Eduardo Stuhler

Leia mais

www.ead.unifei.edu.br/index.php?option=com_content&view=article&id=56&itemid=98 www.ispringsolutions.com/products/ispring_free.

www.ead.unifei.edu.br/index.php?option=com_content&view=article&id=56&itemid=98 www.ispringsolutions.com/products/ispring_free. Neste tutorial serão apresentados os passos para elaboração de Agendas e Dinâmicas de Curso, para serem incluídas no AVA TelEduc, usando os softwares ispring Free 4.3 e Microsoft PowerPoint 2007. O ispring

Leia mais

CSF Designer Intuition SOLUÇÕES DE OUTPUT FIS

CSF Designer Intuition SOLUÇÕES DE OUTPUT FIS SOLUÇÕES DE OUTPUT FIS O CSF Designer Intuition TM da FIS ajuda organizações que lidam com o cliente a criar, de forma instantânea e interativa, documentos comerciais respeitando as regulações vigentes,

Leia mais

AMBIENTE VIRTUAL PARA DIVULGAÇÃO DE ATIVIDADES DE INCLUSÃO EM AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

AMBIENTE VIRTUAL PARA DIVULGAÇÃO DE ATIVIDADES DE INCLUSÃO EM AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA AMBIENTE VIRTUAL PARA DIVULGAÇÃO DE ATIVIDADES DE INCLUSÃO EM AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA P. M. S. Barboza 1, A. F. Frére 1, M. L. Silva 1 Núcleo de Pesquisas Tecnológicas (NPT) Laboratório de Ambientes Virtuais

Leia mais

Barreiras tecnológicas de acesso aos museus on-line brasileiros

Barreiras tecnológicas de acesso aos museus on-line brasileiros Barreiras tecnológicas de acesso aos museus on-line brasileiros Carla da Silva Flor, Mestranda - Universidade Federal de Santa Catarina carla.flor@gmail.com Tarcísio Vanzin, Dr. - Universidade Federal

Leia mais