MÓDULO MULTIMÉDIA. Text PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: URL:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MÓDULO MULTIMÉDIA. Text PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo."

Transcrição

1 MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES MAIL: URL: Text GABINETE: 1G1 - A HORA DE ATENDIMENTO: SEG. E QUA. DAS 11H / 12H30 (MARCAÇÃO PRÉVIA VIA )

2 ÍNDICE [1ª AULA] 1. DEFINIÇÃO DE WEB 2.0 E SOCIAL MEDIA; 1.1. CAPACIDADES FUNCIONAIS DAS PÁGINAS ESTÁTICAS E DINÂMICAS; 1.2. ANÁLISE A SITES DESENHADOS A PARTIR DOS PRINCÍPIOS DA WEB 2.0; 1.3. RSS - DEFINIÇÃO, FUNDAMENTOS E EXEMPLOS DE SITES QUE UTILIZAM ESTE SISTEMA. LEITORES DE RSS; 1.4. PODCAST 1.5. MOTORES DE BUSCA OUTUBRO 2007

3 1. DEFINIÇÃO DE WEB 2.0 E SOCIAL MEDIA

4 1. DEFINIÇÃO DE WEB 2.0 E SOCIAL MEDIA IDEIAS WEB 1.0 > COMÉRCIO WEB 2.0 > SÃO AS PESSOAS, Text OS UTILIZADORES (ROSS MAYFIELS) A WEB É A PLATAFORMA, O SOFTWARE UM SERVIÇO 4

5 1. DEFINIÇÃO DE WEB 2.0 E SOCIAL MEDIA IDEIAS - CONCEITO NASCEU NA CONFERÊNCIA ENTRE A O REILLY (EDITORA) E A MEDIALIVE INTERNACIONAL (PRODUTORA) EM 2003; - DESIGNAVA UMA NOVA GERAÇÃO DE COMUNIDADES E SERVIÇOS QUE TINHAM COMO BASE A PLATAFORMA WEB; - O TERMO SUGERE QUE EXISTE UMA NOVA VERSÃO DA WEB DO PONTO DE VISTA TÉCNICO, NO ENTANTO A MUDANÇA PASSA PELA PARTICIPAÇÃO DO UTILIZADOR NA PRODUÇÃO DE CONTEÚDOS; - GRANDE DESTAQUE ÀS FERRAMENTAS E PLATAFORMAS QUE CAPACITAM O UTILIZADOR A ESCREVER (TAG / BLOGAR / ESCREVER UM COMENTÁRIO / MODIFICAR CONTEÚDO, ETC.) - PARTICIPAÇÃO DO UTILIZADOR NA PRODUÇÃO DE CONTEÚDOS;

6 1. DEFINIÇÃO DE WEB 2.0 E SOCIAL MEDIA IDEIAS WEB 2.0 É A MUDANÇA PARA UMA INTERNET COMO PLATAFORMA, E UM ENTENDIMENTO DAS REGRAS PARA OBTER SUCESSO NESTA NOVA PLATAFORMA. ENTRE OUTRAS, A REGRA MAIS IMPORTANTE É DESENVOLVER APLICATIVOS QUE APROVEITEM OS EFEITOS DE REDE PARA SE TORNAREM MELHORES QUANTO MAIS SÃO USADOS PELAS PESSOAS, APROVEITANDO A INTELIGÊNCIA COLECTIVA. TIM O REILLY

7 1. DEFINIÇÃO DE WEB 2.0 E SOCIAL MEDIA PRINCÍPIOS DESTA NOVA WEB - SERVIÇOS EM VEZ DE PRODUTOS; - SOLUÇÕES SIMPLES; - CUSTOMIZAÇÃO; - CADA INDIVÍDUO É ÚNICO E ALGUMAS PESSOAS QUEREM SER DIFERENTES; - FAZER COM QUE OS UTILIZADORES SE SINTAM EM CASA (MY YAHOO, igoogle, MYSPACE...) - INTELEGÊNCIA COLECTIVA; - SISTEMAS DESENHADOS PARA ENCORAJAR A PARTICIPAÇÃO; - ALGUMAS EMPRESAS PAGAM ÀS PESSOAS QUE O FAZEM; - VOLUNTÁRIOS QUE FAZEM O TRABALHO QUE OUTROS O FAZEM POR DINHEIRO (INSPIRAÇÃO NAS COMUNIDADES DE OPEN SOURCE); - BENEFÍCIOS MÚTUOS (P2P / PARTILHA); - BASE DE DADOS ESPECIALIZADAS; - INFOWARE VS SOFTWARE ; - O COMPUTADOR PESSOAL JÁ NÃO É O ÚNICO DISPOSITIVO DE ACESSO ÀS APLICAÇÕES WEB;

8 1.1. CAPACIDADES FUNCIONAIS DAS PÁGINAS ESTÁTICAS E DINÂMICAS A ORIGEM DO CONTEÚDO ENVIADO PELO SERVIDOR WEB NUMA RESPOSTA A UM PEDIDO HTTP PODE GERAR DUAS ESPÉCIES DE PÁGINAS: > ESTÁTICA: SE VIER DIRECTAMENTE DE UM FICHEIRO EXISTENTE NO SERVIDOR. > DINÂMICA: SE FOR CRIADA DINAMICAMENTE POR OUTRO PROGRAMA, SCRIPT OU API CHAMADO PELO SERVIDOR. O PEDIDO DEPOIS DE RECEBIDO, É PROCESSADO PELO SERVIDOR WEB QUE VAI CRIAR DINAMICAMENTE O CONTEÚDO QUE DEPOIS SERÁ ENVIADO PARA UM CLIENTE.

9 1.2. OS SITES DESENHADOS A PARTIR DOS PRINCÍPIOS DA WEB 2.0 UM SISTEMA / SITE WEB 2.0 TAMBÉM TEM ALGUMAS CARACTERÍSTICAS: - PRECISA DE SER ACESSÍVEL A TUDO E TODOS; - PRECISA DE SER FLEXÍVEL (MUDANÇAS RÁPIDAS); - PRECISA DE TER UM CÓDIGO LIMPO (PARA CORRIGIR BUGS); - PRECISA DE SER LEVE (PARA CARREGAR MAIS RÁPIDO);

10 1.2. OS SITES DESENHADOS A PARTIR DOS PRINCÍPIOS DA WEB 2.0 CONSELHOS BÁSICOS PARA A ACESSIBILIDADE DE UM SÍTIO WEB IMAGENS LEGENDADAS OU DESCRITAS COM TEXTO O LEITOR DE ECRÃ UTILIZADO POR UM CEGO IRÁ LER O TEXTO ALTERNATIVO ASSOCIADO À IMAGEM.

11 1.2. OS SITES DESENHADOS A PARTIR DOS PRINCÍPIOS DA WEB 2.0 CONSELHOS BÁSICOS PARA A ACESSIBILIDADE DE UM SÍTIO WEB GARANTIR QUE O TAMANHO DO TEXTO POSSA SER AUMENTADO COM AS OPÇÕES DO BROWSER

12 1.2. OS SITES DESENHADOS A PARTIR DOS PRINCÍPIOS DA WEB 2.0 CONSELHOS BÁSICOS PARA A ACESSIBILIDADE DE UM SÍTIO WEB GARANTIR QUE O CUMPRIMENTO DO TEXTO NA PÁGINA SE AJUSTE AO TAMANHO DA JANELA

13 1.2. OS SITES DESENHADOS A PARTIR DOS PRINCÍPIOS DA WEB 2.0 CONSELHOS BÁSICOS PARA A ACESSIBILIDADE DE UM SÍTIO WEB GARANTIR A IDENTIFICAÇÃO DE CAMPOS DE FORMULÁRIOS

14 1.2. OS SITES DESENHADOS A PARTIR DOS PRINCÍPIOS DA WEB 2.0 CONSELHOS BÁSICOS PARA A ACESSIBILIDADE DE UM SÍTIO WEB PERMITIR A ACTIVAÇÃO DOS ELEMENTOS DA PÁGINA ATRAVÉS DO TECLADO PESSOAS COM DESTREZA REDUZIDA OU COM INCAPACIDADE DE VER O CURSOR NO ECRÃ TÊM DIFICULDADES EM USAR UM DISPOSITIVO APONTADOR COMO O RATO, O TECLADO PODE SER A ÚNICA ALTERNATIVA.

15 1.2. OS SITES DESENHADOS A PARTIR DOS PRINCÍPIOS DA WEB 2.0 CONSELHOS BÁSICOS PARA A ACESSIBILIDADE DE UM SÍTIO WEB EXEMPLO DE UM SITE COM SINTETIZADOR DE FALA

16 1.3. RSS - DEFINIÇÃO E FUNDAMENTOS DEFINIÇÃO - SUBCONJUNTO DE DIALÉCTOS XML (QUE TEM COMO PROPÓSITO PRINCIPAL A FACILIDADE DE PARTILHA DE INFORMAÇÃO ATRAVÉS DA INTERNET); - SERVE PARA AGREGAR CONTEÚDOS, PODENDO SER ACEDIDO MEDIANTE PROGRAMAS OU SITES AGREGADORES. RSS = REALLY SIMPLE SYNDICATION RICH SITE SUMMARY

17 1.3. RSS - DEFINIÇÃO E FUNDAMENTOS PARA QUE SERVE - PERMITE AOS UTILIZADORES DA INTERNET INSCREVEREM-SE EM SITES QUE FORNECEM FEEDS RSS; - PARA INFORMAR O UTILIZADOR DA ACTUALIZAÇÃO DE CONTEÚDOS EM DETERMINADO SITE SEM QUE PARA ISSO ESTE TENHA QUE VISITAR O SITE; - OFERECEM CONTEÚDO WEB OU RESUMOS DE CONTEÚDOS JUNTAMENTE COM OS LINKS PARA AS VERSÕES COMPLETAS DESTE CONTEÚDO.

18 1.3. RSS - DEFINIÇÃO E FUNDAMENTOS MUITO USADO EM SITES DE ORGÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL, SITES DE PREVISÃO DO TEMPO, BLOGS, ETC. O ÍCONE MAIS FREQUENTEMENTE UTILIZADO. VARIAÇÕES QUE REPRESENTAM O FORMATO RSS.

19 1.3. RSS - DEFINIÇÃO E FUNDAMENTOS AGREGADORES DE RSS - TAMBÉM CONHECIDOS COMO, FEED READER VERIFICAM SITES HABILITADOS PARA RSS E INFORMAM DAS ACTUALIZAÇÕES OPERADAS NESTES; - SÃO CONSTRUÍDOS COMO PROGRAMAS INDEPENDENTES OU COMO EXTENSÕES DE BROWSERS OU PROGRAMAS DE CORREIO ELECTRÓNICO. EXEMPLO GOOGLE READER

20 1.4. PODCASTS PODCASTING = ipod + BROADCASTING - FORMA DE PUBLICAÇÃO DE PROGRAMAS DE AÚDIO, VÍDEO E/OU FOTOS PELA INTERNET QUE PERMITE AOS UTILIZADORES ACOMPANHAR A SUA ACTUALIZAÇÃO; - ESTES FICHEIROS PODEM SER ACTUALIZADOS AUTOMATICAMENTE MEDIANTE UMA INSCRIÇÃO/ASSINATURA; - OS ARQUIVOS PODEM SER OUVIDOS DIRECTAMENTE NO BROWSER OU SER GUARDADOS NO COMPUTADOR PARA SEREM OUVIDOS.

21 1.4. PODCASTS

22 1.5. MOTORES DE BUSCA - É UM WEBSITE ESPECIALIZADO EM PROCURAR E LISTAR PÁGINAS DA INTERNET A PARTIR DE PALAVRAS-CHAVE INDICADAS PELO UTILIZADOR; - SURGEM LOGO APÓS O APARECIMENTO DA INTERNET, COM A INTENÇÃO DE PRESTAR UM SERVIÇO EXTREMAMENTE IMPORTANTE: A BUSCA DE QUALQUER INFORMAÇÃO NA WEB, APRESENTANDO OS RESULTADOS DE UMA FORMA ORGANIZADA, RÁPIDA E EFICIENTE.

23 1.5. MOTORES DE BUSCA TIPOS DE MOTOR DE BUSCA > GÉNERICOS INDEXAM O MÁXIMO DE CONTEÚDO DA WEB, FAZENDO O MÍNIMO DE RESTRIÇOES.

24 1.5. MOTORES DE BUSCA TIPOS DE MOTOR DE BUSCA > FOCADOS PROCURAM CONTEÚDOS ESPECÍFICOS COMO PÁGINAS ESCRITAS NUMA DETERMINADA LÍNGUA OU SOBRE UM TEMA ESPECÍFICO. (motor de busca focado nas páginas portuguesas) (motor de busca focado na pesquisa de código fonte e documentação técnica)

25 1.5. MOTORES DE BUSCA TIPOS DE MOTOR DE BUSCA > META-MOTORES RECOLHEM OS RESULTADOS RETORNADOS POR OUTROS MOTORES DE BUSCA E FUNDEM-NOS.

26 1.5. MOTORES DE BUSCA FUNCIONAMENTO DE UM MOTOR DE BUSCA GENERICAMENTE UM MOTOR DE BUSCA É COMPOSTO POR 5 ELEMENTOS: > BATEDOR DESCOBRE E RECOLHE AUTOMATICAMENTE CONTEÚDOS DA WEB; > DEPÓSITO ARMAZENA AS PÁGINAS RECOLHIDAS; > INDEXADOR EXTRAI AS PALAVRAS DAS PÁGINAS ARMAZENADAS E CRIA ÍNDICES PARA ACELERAR AS PESQUISAS; > ORDENADOR ORDENA AS PÁGINAS QUE CONTENHAM OS TERMOS PESQUISADOS POR UM UTILIZADOR DE MODO A QUE AS MAIS RELEVANTES SEJAM APRESENTADAS NOS PRIMEIROS LUGARES;

27 1.5. MOTORES DE BUSCA FUNCIONAMENTO DE UM MOTOR DE BUSCA > APRESENTADOR GERE O INTERFACE DE UTILIZAÇÃO DO MOTORES DE BUSCA.

MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo.

MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo. MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com URL: http://esganarel.home.sapo.pt GABINETE: 1G1 - A HORA DE ATENDIMENTO: SEG. E QUA. DAS 11H / 12H30 (MARCAÇÃO

Leia mais

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU Imagina que queres criar o teu próprio site. Normalmente, terías que descarregar e instalar software para começar a programar. Com a Webnode não é preciso instalar nada.

Leia mais

MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo.

MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo. MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com URL: http://esganarel.home.sapo.pt GABINETE: 1G1 - A HORA DE ATENDIMENTO: SEG. E QUA. DAS 11H / 12H30 (MARCAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA FACULDADE DE PSICOLOGIA E DE EDUCAÇÃO MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM INFORMÁTICA EDUCACIONAL Internet e Educação Ensaio: A Web 2.0 como ferramenta pedagógica

Leia mais

A SÈTIMA. O nosso principal objectivo

A SÈTIMA. O nosso principal objectivo 03 A SÈTIMA A SÉTIMA produz soluções de software maioritariamente com recurso à WEB, de modo a dar suporte ao crescimento tecnológico que é já a maior realidade do século XXI. Esta aposta deve-se ao facto

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática Noções Básicas de Informática Componentes de hardware Monitor : permite visualizar informação na forma de imagem ou vídeo; todo o trabalho desenvolvido com o computador pode ser

Leia mais

Guia da Internet. Página 1

Guia da Internet. Página 1 Guia da Internet Utilização da Internet Introdução... 2 Alguns conceitos básicos... 2 Endereços (URL)... 2 Páginas Web... 3 Abrir o Internet Explorer... 3 O ecrã do Internet Explorer... 4 A Barra de Ferramentas

Leia mais

Manual da Ferramenta Introdução... 2 1 Gestão da conta pessoal... 4 2 Trabalhar na rede... 10 Mural Amigos Endereços Grupos Administração do grupo

Manual da Ferramenta Introdução... 2 1 Gestão da conta pessoal... 4 2 Trabalhar na rede... 10 Mural Amigos Endereços Grupos Administração do grupo Manual da Ferramenta Introdução... 2 1 Gestão da conta pessoal... 4 Links/Endereços... 6 Actividade... 6 Perfil... 6 Blogs... 6 Mensagens... 6 Amigos... 7 Grupos... 7 Configurações... 9 Sair... 9 2 Trabalhar

Leia mais

Manual de Administração Intranet BNI

Manual de Administração Intranet BNI Manual de Administração Intranet BNI Fevereiro - 2010 Índice 1. Apresentação... 3 2. Conceitos... 5 3. Funcionamento base da intranet... 7 3.1. Autenticação...8 3.2. Entrada na intranet...8 3.3. O ecrã

Leia mais

SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL

SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL Manual de Utilização Direcção dos Serviços de Economia do Governo da RAEM Novembro de 2014 SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL Manual

Leia mais

Agregador de feeds RSS para dispositivos móveis

Agregador de feeds RSS para dispositivos móveis Agregador de feeds RSS para dispositivos móveis Disciplina: Computação Móvel Professor: Mauro Nacif Rocha Data: 27/02/2007 Hadriel Toledo Lima 50290 Juliana Pinheiro Campos 47683 Luis Felipe Hussin Bento

Leia mais

1ª Edição Outubro de 2007

1ª Edição Outubro de 2007 1 Ficha Técnica Título: Manual de utilização da ELGG - Aluno Autoria: Célia Tavares Direcção Pedagógica e Técnica: Paula Peres Copyright: Projecto de Apoio On-line 1ª Edição Outubro de 2007 O Manual de

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2003

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2003 MANTENHA-SE INFORMADO Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para ser informado sempre que existirem actualizações a esta colecção ou outras notícias importantes sobre o Internet Explorer. *

Leia mais

Como Criar Sites Grátis de Sucesso

Como Criar Sites Grátis de Sucesso Truques e Dicas Como Criar Sites Grátis de Sucesso Tudo o Que Precisa Para Ter Sucesso na Internet Gratuitamente! INTRODUÇÃO... 2 COMO ESCOLHER O TEMA DO SITE... 4 DICAS PARA REGISTAR UM DOMÍNIO... 5 COMO

Leia mais

Agregadores de Conteúdo

Agregadores de Conteúdo Agregadores de Conteúdo São programas ou sites capazes de interpretar e mostrar o conteúdo dos Feeds RSS. Essa é uma forma de facilitar a leitura de vários sites e blogs, acessando o que há de novo em

Leia mais

COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1. Oficina da Internet

COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1. Oficina da Internet COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1 Oficina da Internet Utilização Educativa da Internet Guião de iniciação à consulta e pesquisa de informação na Web Índice Introdução... 2 Alguns conceitos básicos...2

Leia mais

O gjaiku é um aplicação de desktop para uso com o serviço online de microblogging, Jaiku.

O gjaiku é um aplicação de desktop para uso com o serviço online de microblogging, Jaiku. Relatório final Denis Encarnação 25077 Tiago Rodrigues 25092 O gjaiku é um aplicação de desktop para uso com o serviço online de microblogging, Jaiku. O que é o Jaiku? O Jaiku é um serviço online de microblogging.

Leia mais

Monday, January 23, 12. Introdução sobre Acessibilidade na web

Monday, January 23, 12. Introdução sobre Acessibilidade na web Introdução sobre Acessibilidade na web Acessibilidade na web é o consumo da informação por qualquer pessoa por qualquer tipo de meio de acesso. Para que serve a web? A web serve para compartilhar informação.

Leia mais

Assinare consiste na oferta de soluções e serviços na área da identificação electrónica.!

Assinare consiste na oferta de soluções e serviços na área da identificação electrónica.! Assinare Apresentação Assinare consiste na oferta de soluções e serviços na área da identificação electrónica. De forma a responder ao ambiente altamente competitivo a que as empresas e organizações hoje

Leia mais

Portal AEPQ Manual do utilizador

Portal AEPQ Manual do utilizador Pedro Gonçalves Luís Vieira Portal AEPQ Manual do utilizador Setembro 2008 Engenharia Informática - Portal AEPQ Manual do utilizador - ii - Conteúdo 1 Introdução... 1 1.1 Estrutura do manual... 3 1.2 Requisitos...

Leia mais

4.3 Ferramentas para criar conteúdos/recursos educativos

4.3 Ferramentas para criar conteúdos/recursos educativos 4.3 Ferramentas para criar conteúdos/recursos educativos 4.3.2. Google Sites Célio Gonçalo Marques a) Introdução O Google Sites foi lançado oficialmente no dia 23 de Outubro de 2008 em mais de 37 línguas,

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a Yandex M a n

Leia mais

RSS e ATOM: modos de usar

RSS e ATOM: modos de usar RSS e ATOM: modos de usar 1. O que são feeds? Provavelmente já lhe aconteceu ter de aceder com regularidade a um site no intuito de verificar se existem conteúdos novos. Em sites com muito conteúdo e algum

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DA DISCIPLINA DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso CEF Tipo 2

PLANIFICAÇÃO ANUAL DA DISCIPLINA DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso CEF Tipo 2 PLANIFICAÇÃO ANUAL DA DISCIPLINA DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANO LETIVO DE 2013/2014 Curso CEF Tipo 2 Domínios de referência Competências Conteúdos Calendarização Conceitos Essenciais e

Leia mais

TUTORIAL. Como criar um blogue/página pessoal no WordPress

TUTORIAL. Como criar um blogue/página pessoal no WordPress TUTORIAL Como criar um blogue/página pessoal no WordPress Índice Criar o blogue... 3 Alterar as definições gerais... 4 Alterar tema... 6 Criar Páginas... 7 Colocar Posts (citações)... 9 Upload de ficheiros...

Leia mais

Recensão do site: «Google Reader» «Google»:

Recensão do site: «Google Reader» «Google»: Recensão do site: «Google Reader» «Google»: Este motor de busca surgiu pela primeira vez na mente de dois jovens da Universidade de Stanford, Larry Page e Sergey Brin. Tudo começou num projecto de doutoramento,

Leia mais

Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação

Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação Unidade de Ensino/Aprendizagem Tecnologias da Informação e Comunicação Conceitos Introdutórios Conceitos

Leia mais

Pesquisa e organização de informação

Pesquisa e organização de informação Pesquisa e organização de informação Capítulo 3 A capacidade e a variedade de dispositivos de armazenamento que qualquer computador atual possui, tornam a pesquisa de informação um desafio cada vez maior

Leia mais

Adaptação da apresentação de apoio à formação BE (RBE/PTE) Junho 2010 http://www.slideboom.com/presentations/181624/fformbe_literacia_curriculo

Adaptação da apresentação de apoio à formação BE (RBE/PTE) Junho 2010 http://www.slideboom.com/presentations/181624/fformbe_literacia_curriculo Adaptação da apresentação de apoio à formação BE (RBE/PTE) Junho 2010 http://www.slideboom.com/presentations/181624/fformbe_literacia_curriculo À medida que cada vez mais recursos estão presentes na web,

Leia mais

Utilizar o Microsoft Offi ce OneNote 2003: Iniciação rápida

Utilizar o Microsoft Offi ce OneNote 2003: Iniciação rápida Utilizar o Microsoft Offi ce OneNote 2003: Iniciação rápida Utilizar a iniciação ao OneNote 1 O MICROSOFT OFFICE ONENOTE 2003 OPTIMIZA A PRODUTIVIDADE AO PERMITIR QUE OS UTILIZADORES CAPTEM, ORGANIZEM

Leia mais

Portal da Imprensa Regional. Actualizações e Correcções

Portal da Imprensa Regional. Actualizações e Correcções Portal da Imprensa Regional Actualizações e Correcções Índice Versão: 3.1.3... 3... 3 BackOffice... 3 Versão: 3.0.1... 3... 3 BackOffice... 3 Versão: 3.0.0... 4... 4 BackOffice... 4 Histórico de Versões...

Leia mais

Web 2.0. Amanda Ponce Armelin RA 052202

Web 2.0. Amanda Ponce Armelin RA 052202 Amanda Ponce Armelin RA 052202 Americana, 2007 Tópicos Introdução Web 1.0 Definição Comparativo Web1.0 x Web2.0 Web 3.0 Definição Conclusão Definição Principais características Discórdia Termos Essenciais

Leia mais

Direcção Regional de Educação do Algarve

Direcção Regional de Educação do Algarve MÓDULO 1 Folha de Cálculo 1. Introdução à folha de cálculo 1.1. Personalização da folha de cálculo 1.2. Estrutura geral de uma folha de cálculo 1.3. O ambiente de da folha de cálculo 2. Criação de uma

Leia mais

Apoio Passo-a-passo. Aprender a utilizar o seu Twinspace

Apoio Passo-a-passo. Aprender a utilizar o seu Twinspace Apoio Passo-a-passo Aprender a utilizar o seu Twinspace Como actualizar o seu perfil... 3 Como adicionar professores e visitantes ao seu Twinspace... 4 Como convidar alunos para o seu Twinspace... 7 Como

Leia mais

VISUAL LIGHTBOX FERRAMENTA WEB DESIGN FABIANO KEIJI TAGUCHI

VISUAL LIGHTBOX FERRAMENTA WEB DESIGN FABIANO KEIJI TAGUCHI VISUAL LIGHTBOX FERRAMENTA WEB DESIGN FABIANO KEIJI TAGUCHI ESTE MATERIAL TEM UM OBJETIVO DE COMPLEMENTAR OS ASSUNTOS ABORDADOS DENTRO DE SALA DE AULA, TORNANDO-SE UM GUIA PARA UTILIZAÇÃO DA FERRAMENTA

Leia mais

Manual de Utilização MU003-1.0/2013 ISPADIGITAL/e-Campus(Perfil utilizador - Estudante)

Manual de Utilização MU003-1.0/2013 ISPADIGITAL/e-Campus(Perfil utilizador - Estudante) Manual de Utilização MU003-1.0/2013 ISPADIGITAL/e-Campus(Perfil utilizador - Estudante) 1. Introdução I 2. Primeiros passos I 3. Unidade Curricular I 4. Recursos e atividades O e-campus do ISPA - Instituto

Leia mais

Oficina de Construção de Páginas Web

Oficina de Construção de Páginas Web COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1 Oficina de Construção de Páginas Web Criação e Publicação Actividades de exploração Objectivo Explorar as funcionalidades essenciais do Programa, na perspectiva da construção/actualização

Leia mais

A plataforma. Sistemas de Gestão de Aprendizagem. Carlos Nunes csmnunes@gmail.com

A plataforma. Sistemas de Gestão de Aprendizagem. Carlos Nunes csmnunes@gmail.com A plataforma Sistemas de Gestão de Aprendizagem Carlos Nunes csmnunes@gmail.com O que é o Moodle? É um Sistema de Gestão de Aprendizagem (LMS) e de trabalho colaborativo, acessível através da Internet

Leia mais

Tutorial: Do YouTube para o PowerPoint

Tutorial: Do YouTube para o PowerPoint Autor: João Pina aragaopina@gmail.com 01-03-2010 OBJECTIVOS No final deste tutorial será capaz de: A. Retirar vídeos do YouTube; B. Converter os vídeos num formato passível de ser integrado em PowerPoint;

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web. Tipos de Sites. Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com.br

Introdução à Tecnologia Web. Tipos de Sites. Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com.br IntroduçãoàTecnologiaWeb TiposdeSites ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br TiposdeSites Índice 1 Sites... 2 2 Tipos de Sites... 2 a) Site

Leia mais

WEBJORNALISMO. Aula 04: Características do Webjornalismo. Características do webjornalismo

WEBJORNALISMO. Aula 04: Características do Webjornalismo. Características do webjornalismo WEBJORNALISMO Aula 04: Características do Webjornalismo Prof. Breno Brito Características do webjornalismo O webjornalismo apresenta algumas características específicas em relação a aspectos que quase

Leia mais

Editor HTML. Composer

Editor HTML. Composer 6 Editor HTML 6 Composer Onde criar Páginas Web no Netscape Communicator? 142 A estrutura visual do Composer 143 Os ecrãs de apoio 144 Configurando o Composer 146 A edição de Páginas 148 Publicando a sua

Leia mais

JSP trata-se de uma tecnologia que possibilita o desenvolvimento de páginas web dinâmicas utilizando todas as potencialidades do Java como linguagem

JSP trata-se de uma tecnologia que possibilita o desenvolvimento de páginas web dinâmicas utilizando todas as potencialidades do Java como linguagem 1 JSP trata-se de uma tecnologia que possibilita o desenvolvimento de páginas web dinâmicas utilizando todas as potencialidades do Java como linguagem orientada a objectos. Tal como em ASP e PHP, os ficheiros

Leia mais

5. Ler cuidadosamente as mensagens de correio electrónico;

5. Ler cuidadosamente as mensagens de correio electrónico; Segundo o Guia para ambientes de aprendizagem digitais quer alunos, quer professores, precisam de novas competências ao nível da literacia digital à medida que cada vez mais recursos estão presentes na

Leia mais

Configurações de Campanha

Configurações de Campanha Guia rápido sobre... Configurações de Campanha Neste guia... Aprenda a criar campanhas e a ajustar as configurações para otimizar os resultados. Índice 1. Criar Nova Campanha! 4 1.1 Dar um nome à campanha!

Leia mais

internet http://www.uarte.mct.pt internet... abrir o programa... pag.. 6 ecrã do internet explorer... ligações... escrever um endereço de internet...

internet http://www.uarte.mct.pt internet... abrir o programa... pag.. 6 ecrã do internet explorer... ligações... escrever um endereço de internet... internet 1 http://www.uarte.mct. internet...... pag.. 2 abrir o programa...... pag.. 3 ecrã do internet explorer... pag.. 4 ligações...... pag.. 5 escrever um endereço de internet... pag.. 6 voltar à página

Leia mais

2 ALGUMAS PLATAFORMAS DE ENSINO A DISTÂNCIA

2 ALGUMAS PLATAFORMAS DE ENSINO A DISTÂNCIA 2 ALGUMAS PLATAFORMAS DE ENSINO A DISTÂNCIA Neste capítulo faremos uma breve descrição de algumas plataformas para ensino a distância e as vantagens e desvantagens de cada uma. No final do capítulo apresentamos

Leia mais

COMO CRIAR UM BLOG GRATUITO NO WORDPRESS

COMO CRIAR UM BLOG GRATUITO NO WORDPRESS COMO CRIAR UM BLOG GRATUITO NO WORDPRESS O objectivo deste artigo é, como o título indica, explicar a todos os leitores do Peopleware como podem criar um blog gratuito no WordPress. Para alguns, o que

Leia mais

Tecnologias da Informação e Comunicação. Principais tipos de serviços da Internet

Tecnologias da Informação e Comunicação. Principais tipos de serviços da Internet Tecnologias da Informação e Comunicação Principais tipos de serviços da Internet Introdução à Internet Serviços básicos Word Wide Web (WWW) Correio electrónico (e-mail) Transferência de ficheiros (FTP)

Leia mais

Manual do Aluno Plataforma de e-learning Moodle

Manual do Aluno Plataforma de e-learning Moodle Manual do Aluno Plataforma de e-learning Moodle i Índice Índice de Figuras 3 Introdução 4 Parte I - Acesso à Plataforma 5 1 - Entrar na Plataforma 6 1.1 - Alterar a senha 7 Parte II - Utilização da Plataforma

Leia mais

TUTORIAL WORDPRESS PARTE 2. Configurações iniciais do blog em WordPress. Painel

TUTORIAL WORDPRESS PARTE 2. Configurações iniciais do blog em WordPress. Painel TUTORIAL WORDPRESS PARTE 2 Configurações iniciais do blog em WordPress No primeiro tutorial expliquei como criar um blog gratuito no Wordpress. Agora, no segundo tutorial, o objectivo é explicar como fazer

Leia mais

Guião para as ferramentas etwinning

Guião para as ferramentas etwinning Guião para as ferramentas etwinning Registo em etwinning Primeiro passo: Dados de quem regista Segundo passo: Preferências de geminação Terceiro passo: Dados da escola Quarto passo: Perfil da escola Ferramenta

Leia mais

Equipa PTE. Janeiro 2012

Equipa PTE. Janeiro 2012 Janeiro 2012 Equipa PTE Índice Introdução... 3 Registo Online... 3 Instalação... 6 Dropbox Online... 9 Separador Files (Ficheiros)... 10 Restaurar arquivos... 11 Recuperar arquivos... 11 Separador "Events"...

Leia mais

Sistema De Entrega Guia Do Usuário

Sistema De Entrega Guia Do Usuário Sistema De Entrega Guia Do Usuário LEONARDO DA VINCI - Transferência de inovação MEDILINGUA - Advancing vocational competences in foreign languages for paramedics MEDILINGUA - Promovendo competências profissionais

Leia mais

Unidade 4 Concepção de WEBSITES. Fundamentos do planeamento de um website 1.1. Regras para um website eficaz 1.1.1.

Unidade 4 Concepção de WEBSITES. Fundamentos do planeamento de um website 1.1. Regras para um website eficaz 1.1.1. Unidade 4 Concepção de WEBSITES Fundamentos do planeamento de um website 1.1. Regras para um website eficaz 1.1.1. Sobre o conteúdo 1 Regras para um website eficaz sobre o conteúdo Um website é composto

Leia mais

Conteúdo Programático de PHP

Conteúdo Programático de PHP Conteúdo Programático de PHP 1 Por que PHP? No mercado atual existem diversas tecnologias especializadas na integração de banco de dados com a WEB, sendo o PHP a linguagem que mais se desenvolve, tendo

Leia mais

Introdução. João Sá Marta 1 1/28/10

Introdução. João Sá Marta 1 1/28/10 Introdução CMS (Sistema de gestão de conteúdos) para WEB Possui um sistema de gestão de utilizadores e de permissões avançado Editor de páginas de fácil utilização Permite a adição de módulos de modo a

Leia mais

20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor

20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor 20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor Manual do Utilizador Professor... 1 1. Conhecer o 20 Escola Digital... 4 2. Autenticação... 6 2.1. Criar um registo na LeYa Educação... 6 2.2. Aceder ao

Leia mais

MANUAL UTILIZADOR SERVIÇO FTP

MANUAL UTILIZADOR SERVIÇO FTP Edição: 1.0 Data: 07/08/15 Pág.: 1/10 O sistema de FTP é um serviço de transmissão de ficheiros bilateral, disponibilizado pela Monoquadros para os seus parceiros de negócio, com vista á fácil e rápida

Leia mais

Informática. Informática. Valdir

Informática. Informática. Valdir Informática Informática Valdir Questão 21 A opção de alterar as configurações e aparência do Windows, inclusive a cor da área de trabalho e das janelas, instalação e configuração de hardware, software

Leia mais

DotNetNuke. Gestão de Conteúdos. Módulos - II. Inserção de conteúdos nos módulos. Módulo de Text/HTML. Módulo de Sre-Notícias. Módulo de Sre-Formação

DotNetNuke. Gestão de Conteúdos. Módulos - II. Inserção de conteúdos nos módulos. Módulo de Text/HTML. Módulo de Sre-Notícias. Módulo de Sre-Formação Gestão de Conteúdos DotNetNuke Módulos - II Inserção de conteúdos nos módulos Módulo de Text/HTML Módulo de Sre-Notícias Módulo de Sre-Formação Conteúdos dos módulos Na lição: Módulos-I já foi dito que

Leia mais

Software Livre, Redes Sociais e Segurança na Internet. Alexandro Silva alexos@ngsecurity.com.br

Software Livre, Redes Sociais e Segurança na Internet. Alexandro Silva alexos@ngsecurity.com.br Segurança na Internet Alexandro Silva alexos@ngsecurity.com.br 1 Alexandro Silva penguim.wordpress.com Professor da Graduação e Pós-Graduação da Unijorge Atua no mercado OpenSource a mais de 10 anos Membro

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT Estudo sobre a integração de ferramentas digitais no currículo da disciplina de Educação Visual e Tecnológica floor planner Manual e Guia de exploração do floor planner para utilização em contexto de Educação

Leia mais

Gadgets Efeito: Avanço: Som: slide Slide slides slide slide slides slide slides slides softwares Browsers conteúdo agregado feed RSS feed

Leia mais

Internet Update de PaintManager TM. Manual de registo do utilizador

Internet Update de PaintManager TM. Manual de registo do utilizador Internet Update de PaintManager TM Manual de registo do utilizador ÍNDICE O que é o registo CTS? 3 Como é realizado o pedido de registo? 3 Opção 1: Se o número de registo CTS for conhecido 3 Passo 1: 3

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a MockFlow M a

Leia mais

Construtor de sites SoftPixel GUIA RÁPIDO - 1 -

Construtor de sites SoftPixel GUIA RÁPIDO - 1 - GUIA RÁPIDO - 1 - Sumário Introdução...3 Por que utilizar o Construtor de Sites?...3 Vantagens do Construtor de Sites...3 Conceitos básicos...3 Configuração básica do site...5 Definindo o layout/template

Leia mais

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS (GRUPO INFORMÁTICA) Ano Letivo de 2014/2015 MÓDULO 1 FOLHA DE CÁLCULO

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS (GRUPO INFORMÁTICA) Ano Letivo de 2014/2015 MÓDULO 1 FOLHA DE CÁLCULO Ensino Regular Diurno Disciplina: T.I.C. Professores: Margarida Afonso Curso Profissional - Técnico de Auxiliar de Saúde Ano: 10.º Turma(s): TAS MÓDULO 1 FOLHA DE CÁLCULO OBJECTIVOS Indicar as principais

Leia mais

Manual Internet. Professora: Elisa Carvalho elisa_castro@sapo.pt http://elisacarvalho.no.sapo.pt

Manual Internet. Professora: Elisa Carvalho elisa_castro@sapo.pt http://elisacarvalho.no.sapo.pt Manual Internet Professora: Elisa Carvalho elisa_castro@sapo.pt http://elisacarvalho.no.sapo.pt Fevereiro de 2006 Índice Internet... 2 Correio electrónico... 2 Os endereços... 2 Lista de correio... 2 Grupos

Leia mais

DELEGAÇÃO REGIONAL DO ALENTEJO CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE ÉVORA. Reflexão 6. 0792 Criação de páginas para a web em hipertexto

DELEGAÇÃO REGIONAL DO ALENTEJO CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE ÉVORA. Reflexão 6. 0792 Criação de páginas para a web em hipertexto Reflexão 6 0792 Criação de páginas para a web em hipertexto Início 08.04.2014 fim 11.04.2014 Elaborar páginas para a web, com recurso a hipertexto. Conceitos gerais de HTML Ficheiros HTML Estrutura da

Leia mais

Ministério Público. Guia de Consulta Rápida

Ministério Público. Guia de Consulta Rápida Ministério Público Ministério Público Guia de Consulta Rápida Versão 3 (Outubro de 2009) - 1 - ÍNDICE 1. ACEDER AO CITIUS MINISTÉRIO PÚBLICO... 4 2. BARRA DE TAREFAS:... 4 3. CONFIGURAR O PERFIL DO UTILIZADOR...

Leia mais

Publicação em contexto académico: OJS na prática

Publicação em contexto académico: OJS na prática Publicação em contexto académico: OJS na prática sumário 1. Publicações científicas em ambiente académico: um cenário pouco homogéneo 1.1 o papel das bibliotecas de ensino superior 2. OJS Open Journal

Leia mais

SISTEMA PARA PORTAL DE NOTÍCIAS: Jornais, Revistas, Televisão etc

SISTEMA PARA PORTAL DE NOTÍCIAS: Jornais, Revistas, Televisão etc SISTEMA PARA PORTAL DE NOTÍCIAS: Jornais, Revistas, Televisão etc Técnica SEO: Search engine Optimization "INDEXADOR" Web Software para Grandes Portais (Gera todo o conteúdo SEO - Otimizado nas buscas)

Leia mais

novo ManageToRefresh

novo ManageToRefresh novo ManageTo Refresh ENGINE2CONTENT P2/10 Novo ENGINE2CONTENT P3/10 Engine2Content v4.0 O motor para os seus conteúdos A nova ferramenta de gestão de backoffice Engine2content v4.0, permite de uma forma

Leia mais

Oficina de Construção de Páginas Web

Oficina de Construção de Páginas Web COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1 Oficina de Construção de Páginas Web Criação e Publicação Guião Páginas WWW com o editor do Microsoft Office Word 2003 1. Introdução. 2. Abrir uma página Web. 3. Guardar

Leia mais

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 1 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 1 Procedimentos para Download e Instalação do NVDA... 2 Iniciando

Leia mais

Resolução de avarias de MPEG

Resolução de avarias de MPEG Resolução de avarias de MPEG Esta secção é para utilizadores de cardiologia que visualizam MPEGs. Consulte os seguintes tópicos para o ajudarem a resolver problemas detectados ao visualizar MPEGs. Componentes

Leia mais

Google Sites. A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1

Google Sites. A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1 Google Sites A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1 1. Google Sites A Google veio anunciar que, para melhorar as funcionalidades centrais do Grupos Google, como listas de discussão

Leia mais

"Manual de Acesso ao Moodle - Discente" 2014

Manual de Acesso ao Moodle - Discente 2014 "Manual de Acesso ao Moodle - Discente" 2014 Para acessar a plataforma, acesse: http://www.fem.com.br/moodle. A página inicial da plataforma é a que segue abaixo: Para fazer o login, clique no link Acesso

Leia mais

Proposta de trabalho para produção do website do Programa Café Colombo. Walmar Andrade atendimento@fatorw.com (81) 9922-7168

Proposta de trabalho para produção do website do Programa Café Colombo. Walmar Andrade atendimento@fatorw.com (81) 9922-7168 Proposta de trabalho para produção do website do Programa Café Colombo Walmar Andrade atendimento@fatorw.com (81) 9922-7168 01. Apresentação Fator W é a marca fantasia através da qual o desenvolvedor web

Leia mais

Motor de Pesquisa Baseado na Web Semântica

Motor de Pesquisa Baseado na Web Semântica Motor de Pesquisa Baseado na Web Semântica Rui Gaspar, Ricardo Clemente {ruiandre, ricjorge}@student.dei.uc.pt Resumo: Com este projecto pretende-se desenvolver um motor de pesquisa, que implemente conceitos

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT Estudo sobre a integração de ferramentas digitais no currículo da disciplina de Educação Visual e Tecnológica Prezi Manual e Guia de exploração do Prezi para utilização em contexto de Educação Visual e

Leia mais

ÍNDICE. Acesso para agências...3. Organização por pastas...4. Download das facturas a partir do site...5. Pesquisa de facturas...8

ÍNDICE. Acesso para agências...3. Organização por pastas...4. Download das facturas a partir do site...5. Pesquisa de facturas...8 2 ÍNDICE Acesso para agências...3 Organização por pastas...4 Download das facturas a partir do site...5 Pesquisa de facturas...8 Configurar notificações por email...11 3 Bem-vindo ao manual de uso do novo

Leia mais

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL Núcleo IFRS Manual do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 3 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 3 Procedimentos para Download

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a MonkeyJam M a

Leia mais

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns.

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Internet Internet ou Net É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Como Comunicam os computadores Os computadores comunicam entre si utilizando uma linguagem

Leia mais

Manual WordPress. Conteúdo Índice. Capítulo 1 Introdução. Capítulo 2 Conceitos básicos do Painel. Capítulo 3 Gerenciamento de Posts ( Artigos)

Manual WordPress. Conteúdo Índice. Capítulo 1 Introdução. Capítulo 2 Conceitos básicos do Painel. Capítulo 3 Gerenciamento de Posts ( Artigos) Manual WordPress Conteúdo Índice Capítulo 1 Introdução Sobre o WordPress Características principais Capítulo 2 Conceitos básicos do Painel Logando no Painel de Controle Alterando Usuário e Senha Painel

Leia mais

geas www.sensocomum.pt

geas www.sensocomum.pt geas Como uma aplicação online pode facilitar a gestão da minha associação + fácil fichas de sócio online + rápido consulta de cotas + controlo histórico de alteração dados Com uma ferramenta disponível

Leia mais

Desenvolvendo Websites com PHP

Desenvolvendo Websites com PHP Desenvolvendo Websites com PHP Aprenda a criar Websites dinâmicos e interativos com PHP e bancos de dados Juliano Niederauer 19 Capítulo 1 O que é o PHP? O PHP é uma das linguagens mais utilizadas na Web.

Leia mais

2.1.10. Trabalhar com CDs e DVDs

2.1.10. Trabalhar com CDs e DVDs 2.1.10. Trabalhar com CDs e DVDs Os procedimentos utilizados para gravar informação num CD ou num DVD variam conforme a forma como estes forem formatados. A formatação é efectuada em discos vazios e consiste

Leia mais

Open Data Kit: O Que Aprendemos? Francis Smart

Open Data Kit: O Que Aprendemos? Francis Smart Open Data Kit: O Que Aprendemos? Francis Smart Introdução Vídeo Ver vídeos de 5 Minutos Encontrado no https://opendatakit.org/ Benefícios do Uso de Coleta de Dados Móvel Os dados podem ser carregados e

Leia mais

COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1. Oficina da Internet. Actividades de exploração

COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1. Oficina da Internet. Actividades de exploração COMPETÊNCIAS BÁSICAS EM TIC NAS EB1 Oficina da Internet Actividades de exploração Actividade 1 - Navegar... a partir da página do portal Web1 Conheça o portal das escolas do 1º Ciclo do distrito de Évora,

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Folha de trabalho

Leia mais

Segurança no Computador

Segurança no Computador Segurança no Computador Segurança na Internet: Módulo 1 (CC Entre Mar E Serra), 2008 Segurança na Internet, CC Entre Mar E Serra 1 Segurança no Computador Um computador (ou sistema computacional) é dito

Leia mais

Versão 1.1 (08/2012)

Versão 1.1 (08/2012) Versão 1.1 (08/2012) Sumário Mozila Firefox... 2 Configurações do Navegador... 2 Qual a finalidade da configuração do Navegador?... 2 Como configurar o Navegador?... 2 Exclusão de Cookies... 4 O que são

Leia mais

Novell Vibe 4.0. Março de 2015. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos

Novell Vibe 4.0. Março de 2015. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos Novell Vibe 4.0 Março de 2015 Inicialização Rápida Quando você começa a usar o Novell Vibe, a primeira coisa a se fazer é configurar sua área de trabalho pessoal e criar uma área de trabalho de equipe.

Leia mais

Manual de utilização do Moodle

Manual de utilização do Moodle Manual de utilização do Moodle Iniciação para docentes Universidade Atlântica Versão: 1 Data: Fevereiro 2010 Última revisão: Fevereiro 2010 Autor: Ricardo Gusmão Índice Introdução... 1 Registo no Moodle...

Leia mais