Monday, January 23, 12. Introdução sobre Acessibilidade na web

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Monday, January 23, 12. Introdução sobre Acessibilidade na web"

Transcrição

1 Introdução sobre Acessibilidade na web

2 Acessibilidade na web é o consumo da informação por qualquer pessoa por qualquer tipo de meio de acesso.

3 Para que serve a web? A web serve para compartilhar informação.

4 O que é informação? Na web informação é tudo o que o usuário pode consumir ao navegar: vídeo, áudio, texto, imagem, gráficos dinâmicos, games e etc.

5 Reutilização da informação Quando uma informação na web é publicada essa informação é reutilizada de diversas maneiras. O Google, por exemplo, reutiliza a informação publicada nos resultados de busca.

6 Acessibilidade para quem? Para qualquer um! Acessibilidade não é só para pessoas com deficiência visual ou motora, mas também para qualquer usuário em situações diversas, como ao volante, com as mãos ocupadas ou em alguma situação que não é possível manipular o dispositivo.

7 Meios de acesso? Meios de acesso são aparelhos, sistemas ou dispositivos utilizados para consumir informação. Isso inclui robôs automatizados, dispositivos e aparelhos diversos. A informação deve ser acessível independente do meio de acesso.

8 Atitudes para um sistema/ site mais acessível

9 Markup

10 Semântica Manter a semântica do código é o primeiro passo. As novas tags do HTML5 ajudam trazendo novos significados semânticos para o código.

11 Atributo ALT O atributo ALT descreve texto alternativo. Sintaxe: <img src= imagem.jpg alt= Uma descrição resumida da imagem > - Este texto é mostrado no lugar da imagem caso ela não seja carregada. - Muitos browsers também mostram este texto nas tooltips que aparecem quando paramos o mouse em cima da imagem quando o atributo TITLE não é definido. - O Google e outros buscadores utilizam para indexar conteúdo e relacioná-las a estas imagens.

12 Atributo TITLE O atributo TITLE é utilizado por diversos motivos: - os browsers podem mostrar o texto do title como se fosse um tooltip. - Leitores de tela falam essa informação para os usuários. - Para acessibilidade é útil para indicar a real natureza do link. Informação agregada. <a href= # title= Um texto descrevendo o link ><img src= imagem.jpg alt= Uma descrição resumida da imagem ></a>

13 Atributo LANG O atributo lang é muito utilizado para indicar qual idioma o documento ou um determinado termo é escrito. Normalmente utilizamos na tag <html>. Assim os buscadores, leitores de tela e outros sistemas identificam o idioma. <html lang= pt-br > Mais sobre o assunto:

14 Novos inputs types O HTML5 trouxe novos tipos de inputs. Antigamente quando queríamos fazer um campo de formulário para preenchimento de , usávamos o input de tipo text. Para essas ocasiões o HTML5 trouxe o input de tipo e outros como: search, tel, url, date, month, week, time, number, range, color, datetime. Utilizando estes tipos, facilitamos o preenchimento de formulários via mobiles e outros dispositivos.

15 Novos inputs types Quando utilizamos estes novos campos, ao receber foco em um input de tipo tel, por exemplo, o teclado do dispositivo é modificado automaticamente para um teclado numérico para facilitar a vida do usuário. A mesma coisa acontece com os os outros tipos, claro, cada um com sua característica.

16 Autofocus Quando se trata de uma página com grande quantidade de formulários e que o único objetivo seja o preenchimento deste formulário, como em um cadastro, busca ou algo do gênero, o atributo autofocus pode ser muito útil. Este atributo atribui o foco no elemento que o recebe, assim que a página é carregada. Logo, colocar autofocus no primeiro campo de formulário é uma boa prática. <input type= text autofocus>

17 Tabindex A tecla tab é a principal a principal tecla quando precisamos navegar utilizando o teclado. Dependendo do site, quando precisamos navegar utilizando a tecla Tab, nem sempre o foco do TAB envolve os elementos importantes para o usuário. O tabindex serve para resolver isso. Com ele nós determinamos o caminho que o foco deve percorrer quando acertamos o tab. <input type= text tabindex= 1 > <a href= # tabindex= 2 >

18 Access keys Access key é uma feature do HTML que permite a criação de atalhos de teclado direto no código. Quando o usuário aciona o atalho, o navegador dá o foco no elemento. A ação do atalho depende do elemento. Por exemplo, geralmente quando o atalho está em um link, e o atalho é ativado, o browser navega automaticamente para este link. Quando é um campo de formulário o campo apenas recebe o foco. <input type= text accesskey= s >

19 Boas práticas

20 Menu de atalhos Nem sempre a navegação pelo teclado é confortável. Pode ser que o usuário tenha que teclar 40 vezes o tab até chegar ao destino desejado. Por isso, é interessante ajudarmos com a criação de um menu simples que pode acionado por um link escondido ou visível no header do documento. Este menu deve ser a primeira coisa que o leitor de tela deve ler e contém atalhos úteis como pular direto para o conteúdo, ir para o menu, ir para o sidebar e etc.

21 Mapa do site É interessante que haja uma página com os links de todas ou apenas das principais páginas do website/ sistema. Isso é importante para que o usuário obtenha atalhos do site e consiga navegar rapidamente por páginas mais distantes.

22 Textos e termos Alguns termos dos sistema/website devem ser evitados por termos mais ricos, com o propósito de trazer mais detalhes ao usuário. Por exemplo, evite a utilização de termos como SAIBA MAIS ou CLIQUE AQUI em links e banners. Não é interessante utilizar jargões ou palavras incomuns. Na maioria das vezes os leitores de tela não pronunciam bem abreviações e acronimos.

23 Observações e instruções Em páginas de formulários são muito úteis informarmos para cada label ou cada campo observações e instruções de preenchimento. Isso ajuda usuários cegos a entenderem melhor que tipo de informações eles precisam preencher. As instruções e observações precisam ser bem resumidas mas claras ao mesmo tempo.

24 Graceful Degradation e Progressive Enhancement Os dois termos tem muito em comum, mas tem ideias bem diferentes, mas ambas pretendem manter a melhor experiência que o usuário na sua realidade ao visitar o website/sistema.

25 Graceful Degradation O Graceful Degradation contempla o método de produzir sites sempre nivelando pelas features mais avançadas e browsers mais atuais, preparando fallbacks para os browsers antigos para não quebrar o fluxo ou a estrutura do layout, sempre ativando alternativas para os visuais e funções que não funcionarem.

26 Progressive Enhancement O Progressive Enhancement defende o planejamento inicial para os browsers antigos, contemplando apenas os aspectos básicos que cada browser suporta, e posteriormente é aplicado uma camada para melhorar a experiência dos usuários que utilizam os meios de acesso mais atuais. Embora seja mais trabalhoso e leve mais tempo para planejamento, muitas equipes preferem praticar o Progressive Enhancement em detrimento ao Graceful Degradation.

27 Responsive Web Design

28 Personalizando para todos os dipositivos O conceito de Responsive Web Design contempla a ideia de manter o layout dinâmico, que se modela de acordo com o tamanho da tela do usuário. Não é somente fazer um site fluído, mas planejar quais áreas e estruturas do site serão flexíveis de acordo com o tamanho da tela usada para visualizar o site.

29 Range de screen size O ideal é definir ranges para adequar o site na maiora dos dispositivos. Hoje podemos mapear as telas: smartphones, tablets, notebooks/monitores, TVs. Para cada tela é preciso ter um design específico para melhorar a experiência ou o design padrão deve degradar de forma natural, sem prejudicar a navegação do usuário.

30 Referências e fontes

31 Fontes de informação WCAG - Recomendação Oficial do W3C WAI - Web Accessibility Initiative Outras recomendações e correções do WCAG e-mag - Modelo de acessibilidade de Governo Eletrônico

32 Fontes de informação Site conceitual e técnico criado pelo MAQ, um cego Artigos e Posts sobre Acessibilidade Artigos e textos sobre acessibilidade

33 Por Diego

ENGENHARIA DE USABILIDADE Unidade V Acessibilidade à Web. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com

ENGENHARIA DE USABILIDADE Unidade V Acessibilidade à Web. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático Conceitos e Importância Projeto e desenvolvimento de Web acessível Acessibilidade É o processo e as técnicas usadas para criar

Leia mais

Deficiências. Deficiência Física Deficiência Auditiva Deficiência Visual Deficiência Mental Deficiência Múltipla. Tem dificuldade para:

Deficiências. Deficiência Física Deficiência Auditiva Deficiência Visual Deficiência Mental Deficiência Múltipla. Tem dificuldade para: Deficiências Deficiência Física Deficiência Auditiva Deficiência Visual Deficiência Mental Deficiência Múltipla Tem dificuldade para: ver a tela usar o mouse usar o teclado ler um texto ouvir um som navegar

Leia mais

SIEP / RENAPI. Dicas HTML e CSS para Desenvolvimento. de um Site/Portal Acessível

SIEP / RENAPI. Dicas HTML e CSS para Desenvolvimento. de um Site/Portal Acessível SIEP / RENAPI Dicas HTML e CSS para Desenvolvimento de um Site/Portal Acessível Setembro de 2009 Dicas HTML e CSS para Desenvolvimento de um Site/Portal Acessível Cuidados em geral Separar adequadamente

Leia mais

WebDesign. Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br. Escola CDI de Videira

WebDesign. Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br. Escola CDI de Videira WebDesign Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira Entendendo Alguns Conceitos Antes de prosseguirmos é importante ter em mente o motivo pelo

Leia mais

Mitos da Acessibilidade Web

Mitos da Acessibilidade Web SAPO Codebits 2008 Magda Joana Silva magdajoanasilva@gmail.com Acessibilidade Web igualdade de acesso a Web sites a pessoas com limitações Acessibilidade Web igualdade de acesso a Web sites a pessoas com

Leia mais

Acessibilidade na Web Cesár Bomfim Brasília 15 de Março

Acessibilidade na Web Cesár Bomfim Brasília 15 de Março Acessibilidade na Web Cesár Bomfim Brasília 15 de Março Avaliação Passos para Site Acessível -Seguir padrões Web; -Seguir as diretrizes e recomendações de acessibilidade; -Realizar avaliação de acessibilidade.

Leia mais

Minicurso introdutório de desenvolvimento para web em HTML5. Cristiano Costa

Minicurso introdutório de desenvolvimento para web em HTML5. Cristiano Costa Minicurso introdutório de desenvolvimento para web em HTML5 Cristiano Costa Sobre mim Graduando em Engenharia Eletrônica - UNIFEI Trabalhou em desenvolvimento de sistemas empresariais (Base em servidores

Leia mais

FORMULÁRIOS ACESSÍVEIS

FORMULÁRIOS ACESSÍVEIS Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica IFRS Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul NAV Núcleo de Acessibilidade Virtual FORMULÁRIOS ACESSÍVEIS

Leia mais

TECNOLOGIAS WEB. Unidade 2 Introdução a Construção de Páginas Estáticas. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://luizleao.com

TECNOLOGIAS WEB. Unidade 2 Introdução a Construção de Páginas Estáticas. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://luizleao.com Luiz Leão luizleao@gmail.com http://luizleao.com CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DESTA UNIDADE HTML TAG S HTML LINGUAGEM HTML Hypertext Markup Language Interpretada pelo navegador Não linearidade da informação Formatação

Leia mais

O que torna a Web interessante?? Web Design: Visão Geral e Diretrizes. O que torna a Web interessante?? Qual o desafio?? Usuários detestam...

O que torna a Web interessante?? Web Design: Visão Geral e Diretrizes. O que torna a Web interessante?? Qual o desafio?? Usuários detestam... O que torna a Web interessante?? Web Design: Visão Geral e Diretrizes??? Interação Usuário-Computador (SCE-224) Prof. Rudinei Goularte O que torna a Web interessante?? Informação não-linear Textos + Gráficos

Leia mais

Tecnologia WEB I. Prof. Erwin Alexander Uhlmann. Dos princípios do HTML, estruturação com CSS e automação com Javascript

Tecnologia WEB I. Prof. Erwin Alexander Uhlmann. Dos princípios do HTML, estruturação com CSS e automação com Javascript 1 Tecnologia WEB I Prof. Erwin Alexander Uhlmann Dos princípios do HTML, estruturação com CSS e automação com Javascript UHLMANN, Erwin Alexander. Dos princípios do HTML, estruturação com CSS e automação

Leia mais

TECNOLOGIAS WEB AULA 8 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD

TECNOLOGIAS WEB AULA 8 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD TECNOLOGIAS WEB AULA 8 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD Objetivos: Apresentar os principais problemas de acessibilidade na Internet. Apresentar as principais deficiências e as tecnologias de apoio.

Leia mais

Responsive Web Design

Responsive Web Design Professor: http://jemaf.github.com DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES WEB - INFORMATICA - COLTEC/UFMG 2014 Introdução Atualmente, a web é acessada de qualquer lugar, em qualquer dispositivo. Acesso a web: Anos

Leia mais

Acessibilidade na web O caminho das pedras para construir sítios acessíveis. SECOP 2011 2 de setembro de 2011 Reinaldo Ferraz W3C.

Acessibilidade na web O caminho das pedras para construir sítios acessíveis. SECOP 2011 2 de setembro de 2011 Reinaldo Ferraz W3C. Acessibilidade na web O caminho das pedras para construir sítios acessíveis SECOP 2011 2 de setembro de 2011 Reinaldo Ferraz W3C.br Um pouco do W3C É um consórcio internacional, criado em 1994 por Tim

Leia mais

Mini-curso de PHP. Aulas ministradas por: André Luis de Paula Arthur Kalsing Diego Silva

Mini-curso de PHP. Aulas ministradas por: André Luis de Paula Arthur Kalsing Diego Silva Mini-curso de PHP Aulas ministradas por: André Luis de Paula Arthur Kalsing Diego Silva Aula 1 Breve introdução de HTML, Conceitos básicos de PHP, Sintaxe, Separador de instruções e Comentários (Cap 1

Leia mais

DICAS PARA DESENVOLVER SITE ACESSÍVEL

DICAS PARA DESENVOLVER SITE ACESSÍVEL DICAS PARA DESENVOLVER SITE ACESSÍVEL Este arquivo contém dicas para o desenvolvimento de uma página acessível e de acordo com as normas W3C (World Wide Web). Para uma boa compreensão destas dicas é necessário

Leia mais

S E O PA R A I N I C I A N T E S

S E O PA R A I N I C I A N T E S SEO PARA INICIANTES QUEM SOU EU? WEB DESIGNER COM FOCO NO SEO DE QUALIDADE IDEALIZADOR DO COMSEO CEO DA MOSKO WEB DESIGNER O QUE É SEO? É O CONJUNTO DE ESTRATÉGIAS COM O OBJETIVO DE POTENCIALIZAR E MELHORAR

Leia mais

P.V. Descrição Ocorrências Linhas

P.V. Descrição Ocorrências Linhas Relatório da URL: http://www.cultura.gov.br Erros Prioridade. 22 36 37 38 39 40 45 46 50 53 59 63 32 33 369 39 395 459 460 472 473 474 476.6 Assegurar a acessibilidade do conteúdo de frames, fornecendo

Leia mais

Acessibilidade Web. Ivo Gomes

Acessibilidade Web. Ivo Gomes Acessibilidade Web Ivo Gomes 1 O que é a Acessibilidade Web? Permi'r que todos os u'lizadores tenham acesso ao site. Independentemente de terem alguma necessidade especial. Independentemente de terem algum

Leia mais

e-mag Checklist de Acessibilidade Manual para Deficientes Visuais

e-mag Checklist de Acessibilidade Manual para Deficientes Visuais Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Departamento de Governo Eletrônico Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica

Leia mais

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO HTML COMPONENTES: ROBSON EDMILSON

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO HTML COMPONENTES: ROBSON EDMILSON COMPONENTES: ROBSON EDMILSON O HTML (Hiper Text Mark-up Language) é uma linguagem de programação hipertexto. O HTML tem códigos para criar páginas na web. Estes códigos que definem o tipo de letra, qual

Leia mais

Fazendo a Web falar: HTML5, WAI-ARIA e NVDA. Reinaldo Ferraz W3C Brasil

Fazendo a Web falar: HTML5, WAI-ARIA e NVDA. Reinaldo Ferraz W3C Brasil Fazendo a Web falar: HTML5, WAI-ARIA e NVDA Reinaldo Ferraz W3C Brasil Em breve Acessibilidade na Web: A quem se destina? Cegos - daltônicos - baixa visão Deficiência auditiva Deficiência motora Estatísticas

Leia mais

Web Design. Prof. Felippe

Web Design. Prof. Felippe Web Design Prof. Felippe 2015 Sobre a disciplina Fornecer ao aluno subsídios para o projeto e desenvolvimento de interfaces de sistemas Web eficientes, amigáveis e intuitivas. Conceitos fundamentais sobre

Leia mais

CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 4 INTERNET

CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 4 INTERNET CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 4 INTERNET O que é a Internet? É a ligação em escala mundial de milhões de computadores para a troca de informações. As informações, na Internet, trafegam quase que instantaneamente.

Leia mais

EXPLORANDO ATRIBUTOS WEB RELACIONADOS À ACESSIBILIDADE EM IMAGENS E SEU IMPACTO SOBRE A INDEXAÇÃO POR FERRAMENTAS DE BUSCA

EXPLORANDO ATRIBUTOS WEB RELACIONADOS À ACESSIBILIDADE EM IMAGENS E SEU IMPACTO SOBRE A INDEXAÇÃO POR FERRAMENTAS DE BUSCA EXPLORANDO ATRIBUTOS WEB RELACIONADOS À ACESSIBILIDADE EM IMAGENS E SEU IMPACTO SOBRE A INDEXAÇÃO POR FERRAMENTAS DE BUSCA EXPLORANDO ATRIBUTOS WEB RELACIONADOS À ACESSIBILIDADE EM IMAGENS E SEU IMPACTO

Leia mais

ROTEIRO DE IMPLANTAÇÃO

ROTEIRO DE IMPLANTAÇÃO Implantação Framework Essential ROTEIRO DE IMPLANTAÇÃO Detalhes Imprescindíveis nessa Implantação: Importação Após criar as planilhas seguir a ordem de importação abaixo: 1) Departamentos; 2) Produtos;

Leia mais

Colégio da Policia Militar do Estado do Tocantins. HTML5 e CSS3 Formulários Prof. Gleison Batista de Sousa

Colégio da Policia Militar do Estado do Tocantins. HTML5 e CSS3 Formulários Prof. Gleison Batista de Sousa Colégio da Policia Militar do Estado do Tocantins HTML5 e CSS3 Formulários Prof. Gleison Batista de Sousa Formulários Avançando no HTML e CSS Nesta aula vamos aprender como criar uma página de contato

Leia mais

HATEMILE: A biblioteca para gerar páginas web mais acessíveis

HATEMILE: A biblioteca para gerar páginas web mais acessíveis HATEMILE: A biblioteca para gerar páginas web mais acessíveis Carlson Santana Cruz, Carlos A. Estombelo-Montesco Departamento de Computação (DCOMP) Universidade Federal de Sergipe (UFS) São Cristóvão,

Leia mais

Aplicativos para Internet Aula 01

Aplicativos para Internet Aula 01 Aplicativos para Internet Aula 01 Arquitetura cliente/servidor Introdução ao HTML, CSS e JavaScript Prof. Erika Miranda Universidade de Mogi das Cruzes Uso da Internet http://www.ibope.com.br/pt-br/noticias/paginas/world-wide-web-ou-www-completa-22-anos-nesta-terca-feira.aspx

Leia mais

Tutorial WEB CONTENT MANAGEMENT [WCM] Obtenha benefícios a partir das aplicações customizadas da ADMT.

Tutorial WEB CONTENT MANAGEMENT [WCM] Obtenha benefícios a partir das aplicações customizadas da ADMT. Tutorial WEB CONTENT MANAGEMENT [WCM] Obtenha benefícios a partir das aplicações customizadas da ADMT. PÁGINA: 2 de 21 Nenhuma parte deste documento pode ser utilizado ou reproduzido, em qualquer meio

Leia mais

Algoritmia e Programação APROG HTML. Introdução. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2014/15) 1/15

Algoritmia e Programação APROG HTML. Introdução. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2014/15) 1/15 APROG Algoritmia e Programação HTML Introdução Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2014/15) 1/15 O que é o HTML? Sumário Geral Documento HTML Elemento HTML Estrutura Básica de Documento HTML Elementos Títulos

Leia mais

Acessibilidade na web O caminho das pedras para construir sítios acessíveis. Belo Horizonte MG 10 de abril de 2012 Reinaldo Ferraz W3C.

Acessibilidade na web O caminho das pedras para construir sítios acessíveis. Belo Horizonte MG 10 de abril de 2012 Reinaldo Ferraz W3C. Acessibilidade na web O caminho das pedras para construir sítios acessíveis Belo Horizonte MG 10 de abril de 2012 Reinaldo Ferraz W3C.br Um pouco do W3C É um consórcio internacional, criado em 1994 por

Leia mais

QUEM FEZ O TRABALHO?

QUEM FEZ O TRABALHO? Introdução a Linguagem HTML: Conceitos Básicos e Estrutura ANA PAULAALVES DE LIMA 1 QUEM FEZ O TRABALHO? Com as tagsaprendidas hoje, faça uma página HTML sobre você com as seguintes informações: Seu nome

Leia mais

ALUNES MANUAL DO USUÁRIO. Guia rápido Alunes

ALUNES MANUAL DO USUÁRIO. Guia rápido Alunes ALUNES MANUAL DO USUÁRIO Guia rápido Alunes 1 Manual de Instruções Versão 2.0 Alunes Informática 2 Sumário Introdução... 5 Pré-requisitos... 5 Principal/Home... 6 Como editar texto do home... 7 Desvendando

Leia mais

Introdução ao HTML. Sumário

Introdução ao HTML. Sumário Introdução ao HTML Telemédia Grupo de Comunicações por Computador Sumário em HTML Texto Alternativo Alinhamento Margens Redimensionar 1 em HTML Para inserir uma imagem basta usar a etiqueta da seguinte

Leia mais

Acessibilidade na Web

Acessibilidade na Web Acessibilidade na Web Departamento de Computação - UFS Tópicos Especiais em Sistemas de Informação Lucas Augusto Carvalho lucasamcc@dcomp.ufs.br Prof. Rogério Vídeo Custo ou Benefício? http://acessodigital.net/video.html

Leia mais

Design responsivo para WEB com Bootstrap. Fernando Freitas Costa dovernando@gmail.com Especialista em Gestão e Docência Universitária/UNIFIMES

Design responsivo para WEB com Bootstrap. Fernando Freitas Costa dovernando@gmail.com Especialista em Gestão e Docência Universitária/UNIFIMES Design responsivo para WEB com Bootstrap Fernando Freitas Costa dovernando@gmail.com Especialista em Gestão e Docência Universitária/UNIFIMES Assunto de hoje... Um pouco de História... Por que me preocupar

Leia mais

A ACESSIBILIDADE NA WEB PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA VISUAL: O PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE UMA APLICAÇÃO VIRTUAL

A ACESSIBILIDADE NA WEB PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA VISUAL: O PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE UMA APLICAÇÃO VIRTUAL A ACESSIBILIDADE NA WEB PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA VISUAL: O PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE UMA APLICAÇÃO VIRTUAL Gabrielle Natacha Almeida Resende Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial Departamento

Leia mais

A acessibilidade da web frente às necessidades dos usuários que não podem visualizar o seu conteúdo

A acessibilidade da web frente às necessidades dos usuários que não podem visualizar o seu conteúdo A acessibilidade da web frente às necessidades dos usuários que não podem visualizar o seu conteúdo Danielle de Souza Santos 1 Marcelo Franco Porto 2 Resumo. Este trabalho é uma pesquisa sobre o desenvolvimento

Leia mais

Análise Comparativa dos Recursos e Diferenças das Tecnologias de Programação HTML5 e HTML4

Análise Comparativa dos Recursos e Diferenças das Tecnologias de Programação HTML5 e HTML4 Análise Comparativa dos Recursos e Diferenças das Tecnologias de Programação HTML5 e HTML4 Guilherme Miranda Martins 1, Késsia Rita da Costa Marchi 1 1 Universidade paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil

Leia mais

Interação Humano-Computador Design: estrutura e estética PROFESSORA CINTIA CAETANO

Interação Humano-Computador Design: estrutura e estética PROFESSORA CINTIA CAETANO Interação Humano-Computador Design: estrutura e estética PROFESSORA CINTIA CAETANO Arte X Engenharia Desenvolver Sistema Web é arte? A Web oferece espaço para arte...... mas os usuários também desejam

Leia mais

Acessibilidade na web

Acessibilidade na web Acessibilidade na web Front In Porto Alegre 18 de Agosto de 2012 Reinaldo Ferraz W3C.br @reinaldoferraz @w3cbrasil Um pouco do W3C Um pouco do W3C O W3C no Brasil conferenciaweb.w3c.br http://premio.w3c.br/

Leia mais

Documentação SEO EXPERT

Documentação SEO EXPERT Documentação SEO EXPERT O módulo SEO Expert ajuda você a rapidamente: Criar e personalizar URLs amigáveis Inserir metatags para páginas de produtos, posts do Facebook e cartões de Twitter em sua loja Este

Leia mais

TAW Tópicos de Ambiente Web

TAW Tópicos de Ambiente Web TAW Tópicos de Ambiente Web Teste rveras@unip.br Aula 11 Agenda Usabilidade Compatibilidade Validação Resolução de tela Velocidade de carregação Acessibilidade Testes Nesta etapa do projeto do web site

Leia mais

HTML / JAVASCRIPT. A versão atual é o HTML5 (seus predecessores imediatos são HTML 4.01, XHTML 1.1, etc.).

HTML / JAVASCRIPT. A versão atual é o HTML5 (seus predecessores imediatos são HTML 4.01, XHTML 1.1, etc.). HTML / JAVASCRIPT Estamos iniciando o estudo do HTML através das TAGS (comandos) para construir formulários. Isso facilitará a continuidade dos nossos estudos da linguagem de programação JavaScript, a

Leia mais

Curso de Desenvolvimento Web com HTML5, CSS3 e jquery

Curso de Desenvolvimento Web com HTML5, CSS3 e jquery Curso de Desenvolvimento Web com HTML5, CSS3 e jquery Professor: Marcelo Ricardo Minholi CH: 32 horas anuais (4 dias de 8 horas) Umuarama - 2012 Fundamentação Teórica: HTML (acrônimo para a expressão inglesa

Leia mais

ONE TOONE CURSOS PARTICULARES HTML5 + CSS3 + ADOBE DREAMWEAVER CC

ONE TOONE CURSOS PARTICULARES HTML5 + CSS3 + ADOBE DREAMWEAVER CC ONE TOONE CURSOS PARTICULARES HTML5 + CSS3 + ADOBE DREAMWEAVER CC Plano do Curso. Curso One. Os Cursos desenvolvidos pela One To One, são reflexo da experiência profissional no âmbito da Formação, do Design

Leia mais

Afinal o que é HTML?

Afinal o que é HTML? Aluno : Jakson Nunes Tavares Gestão e tecnologia da informacão Afinal o que é HTML? HTML é a sigla de HyperText Markup Language, expressão inglesa que significa "Linguagem de Marcação de Hipertexto". Consiste

Leia mais

HTML. Conceitos básicos de formatação de páginas WEB

HTML. Conceitos básicos de formatação de páginas WEB HTML Conceitos básicos de formatação de páginas WEB HTML HyperText Markup Language Linguagem utilizada para criar hipertexto na web Ou seja, criar documentos estruturados utilizando para tal um conjunto

Leia mais

Desenvolvimento em Ambiente Web. HTML - Introdução

Desenvolvimento em Ambiente Web. HTML - Introdução Desenvolvimento em Ambiente Web HTML - Introdução O que é HTML? HTML é uma linguagem para descrever a estrutura de uma página WEB. Ela permite: Publicar documentos online com cabeçalhos, texto, tabelas,

Leia mais

Portal Institucional do IFPB

Portal Institucional do IFPB Capacitação para utilização do Portal Institucional do IFPB Introdução O objetivo dessa treinamento é apresentar o site do IFPB, e capacitar os novos usuários para utilizar suas principais ferramentas

Leia mais

Dicas básicas de marcação de HTML Hyper Text Markup Language / Linguagem de Marcação de Hipertexto

Dicas básicas de marcação de HTML Hyper Text Markup Language / Linguagem de Marcação de Hipertexto Hyper Text Markup Language / Linguagem de Marcação de Hipertexto - Linguagem de marcação utilizada para estruturar documentos de texto e de multimídia e criação de links de hipertexto entre documentos.

Leia mais

MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo.

MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo. MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com URL: http://esganarel.home.sapo.pt GABINETE: 1G1 - A HORA DE ATENDIMENTO: SEG. E QUA. DAS 11H / 12H30 (MARCAÇÃO

Leia mais

PRÉ-REQUISITOS CARGA-HORÁRIA A QUEM SE DESTINA:

PRÉ-REQUISITOS CARGA-HORÁRIA A QUEM SE DESTINA: EMENTA: INTRODUÇÃO AO BROFFICE/LIBREOFFICE Visão geral do BrOffice/LibreOffice; Por que usar o BrOffice? Instalando o BrOffice/LibreOffice; Iniciando o BrOffice/LibreOffice; A partir de documento existente;

Leia mais

Web Design Aula 02: HTML

Web Design Aula 02: HTML Web Design Aula 02: HTML Professora: Priscilla Suene priscilla.silverio@ifrn.edu.br Motivação Roteiro Introdução Conceitos HTML Primeira Página Identação Incluindo o título Salvando a página Vizualizando

Leia mais

Identidade Digital Padrão de Governo

Identidade Digital Padrão de Governo Identidade Digital Padrão de Governo Participantes do Projeto Presidência da República Secretaria de Comunicação SECOM Diretoria de Tecnologia DITEC Ministério do Planejamento Secretaria de Logística e

Leia mais

Buscando Acessibilidade em Ambientes de EAD. Andréa Poletto Sonza e Daniela Menegotto CEFET Bento Gonçalves RS Junho 2008

Buscando Acessibilidade em Ambientes de EAD. Andréa Poletto Sonza e Daniela Menegotto CEFET Bento Gonçalves RS Junho 2008 Buscando Acessibilidade em Ambientes de EAD Andréa Poletto Sonza e Daniela Menegotto CEFET Bento Gonçalves RS Junho 2008 Tecnologia Assistiva CONCEITO: conjunto de artefatos disponibilizados às PNEs, que

Leia mais

A importância dos padrões para a WEB e o ASA. Palestrante: Heitor de Souza Ganzeli

A importância dos padrões para a WEB e o ASA. Palestrante: Heitor de Souza Ganzeli A importância dos padrões para a WEB e o ASA Palestrante: Heitor de Souza Ganzeli Agenda INTRODUÇÃO FUNCIONAMENTO MOTIVAÇÃO SISTEMA Siga os padrões Internet e Dê ASAs a seu site Castro no site: http://asa.nic.br

Leia mais

Acessibilidade no SIEP (Sistema de Informações da Educação Profissional e Tecnológica) Módulo de Acessibilidade Virtual CEFET Bento Gonçalves RS Maio 2008 ACESSIBILIDADE À WEB De acordo com Cifuentes (2000),

Leia mais

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 1 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 1 Procedimentos para Download e Instalação do NVDA... 2 Iniciando

Leia mais

Manual do usuário Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas Fase Especificação

Manual do usuário Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas Fase Especificação Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Departamento de Governo Eletrônico Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica

Leia mais

PDI 1 - Projeto e Design de Interfaces Web

PDI 1 - Projeto e Design de Interfaces Web Introdução a HTML e XHTML Elementos básicos parte 2 Professor: Victor Hugo L. Lopes Agenda: --Adicionando imagens; --Trabalhando com vídeos e sons em HTML; Disponível em http://wp.me/p48yvn-43 2 Inserindo

Leia mais

> Herbet Ferreira Rodrigues > contato@herbetferreira.com

> Herbet Ferreira Rodrigues > contato@herbetferreira.com Curso HTML & CSS > Herbet Ferreira Rodrigues > contato@herbetferreira.com Sumário > Apresentação > Introdução ao HTML História Começando a Programar > Tags em HTML Headings (Cabeçalhos) Parágrafos Formatação

Leia mais

Rastreamento Mobile. Manual de uso

Rastreamento Mobile. Manual de uso atualizado em 10/06/2014 Rastreamento Mobile Manual de uso Agora você pode utilizar seu aparelho móvel para acessar o seu sistema de rastreamento! O rastreamento Mobile é um website preparado para apresentar

Leia mais

Sistema da Comissão Nacional de Residência Médica

Sistema da Comissão Nacional de Residência Médica Sistema da Comissão Nacional de Residência Médica APRESENTAÇÃO: Este Manual apresenta as telas que são utilizadas para a navegação no Sistema de Comissão Nacional de Residência Médica. Neste manual estão

Leia mais

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL Núcleo IFRS Manual do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 3 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 3 Procedimentos para Download

Leia mais

MÓDULO 1 - xhtml Básico

MÓDULO 1 - xhtml Básico MÓDULO 1 - xhtml Básico 1. Introdução xhtml significa Extensible Hypertext Markup Language (Linguagem de Marcação Hipertextual Extensível) e é a linguagem de descrição de documentos usada na World Wide

Leia mais

TECNOLOGIAS WEB AULA 5 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD

TECNOLOGIAS WEB AULA 5 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD TECNOLOGIAS WEB AULA 5 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD Objetivos: Apresentar as principais tags utilizadas na construção de páginas Web. Compreender as principais funcionalidades de cada tag utilizada.

Leia mais

Tema UFPel 2.0 WP Institucional Guia de Opções de Personalização

Tema UFPel 2.0 WP Institucional Guia de Opções de Personalização Tema UFPel 2.0 WP Institucional Guia de Opções de Personalização Sumário 1. Configurações Iniciais...2 1.1. Configurando o Menu Personalizado...2 1.2. Configurando os Widgets...3 2. Localize o nome de

Leia mais

DESENVOLVIMENTO WEB DENTRO DOS PARADIGMAS DO HTML5 E CSS3

DESENVOLVIMENTO WEB DENTRO DOS PARADIGMAS DO HTML5 E CSS3 DESENVOLVIMENTO WEB DENTRO DOS PARADIGMAS DO HTML5 E CSS3 Eduardo Laguna Rubai, Tiago Piperno Bonetti Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR- Brasil eduardorubay@gmail.com, bonetti@unipar.br Resumo.

Leia mais

1 2 3 W O R K S H O P 4 5 6 W O R K S H O P 7 W O R K S H O P 8 9 10 Instruções gerais para a realização das Propostas de Actividades Para conhecer em pormenor o INTERFACE DO FRONTPAGE clique aqui 11 CONSTRUÇÃO

Leia mais

DWEB. Design para Web. CSS3 - Fundamentos. Curso Superior de Tecnologia em Design Gráfico

DWEB. Design para Web. CSS3 - Fundamentos. Curso Superior de Tecnologia em Design Gráfico DWEB Design para Web Curso Superior de Tecnologia em Design Gráfico CSS3 - Fundamentos E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual

Leia mais

HTML Página 1. Índice

HTML Página 1. Índice PARTE - 1 HTML Página 1 Índice HTML A HISTÓRIA... 2 O COMEÇO E A INTEROPERABILIADE... 3 Primeira Página... 4 Entendendo seu código... 5 Abrindo o código fonte da sua página... 6 Comentários na página...

Leia mais

Usabilidade e Acessibilidade dos Museus Online. Ivo Gomes

Usabilidade e Acessibilidade dos Museus Online. Ivo Gomes Usabilidade e Acessibilidade dos Museus Online Ivo Gomes Análise aos websites dos Museus Nacionais Em colaboração com o Público Digital Análise aos websites dos Museus Nacionais O Público Digital pediu

Leia mais

SEO. Search Engine Optimization

SEO. Search Engine Optimization SEO Search Engine Optimization Vai imprimir? Pense na sua responsabilidade com o meio ambiente. Já imprimiu? Não jogue fora: utilize o verso e recicle sempre. Nossa Empresa A Absoluto Web é uma empresa

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA. Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenadoria de Educação a Distância MCONF

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA. Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenadoria de Educação a Distância MCONF UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenadoria de Educação a Distância MCONF RESULTADOS DO EXPERIMENTO 5 Endereço da Sala: http://mconf.rnp.br/webconf/unipampa.

Leia mais

SEO Search Engine Optimization

SEO Search Engine Optimization SEO Search Engine Optimization 08 a 11 de outubro de 2014 08 a 11 de outubro de 2014 1 Introdução Contatos Carlos José carlos.jose.r2n@gmail.com www.carlosjose.net @carlosjoser2n SEO Introdução Atualmente

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnico de Informática para

Leia mais

HTML5. André Tavares da Silva. andre.silva@udesc.br

HTML5. André Tavares da Silva. andre.silva@udesc.br HTML5 André Tavares da Silva andre.silva@udesc.br O que é HTML5? HTML5 será o novo padrão para HTML, XHTML e HTML DOM (Document Object Model). A última versão (4.01) foi definida em 1999 e a Web mudou

Leia mais

Desenvolvedor Web Docente André Luiz Silva de Moraes

Desenvolvedor Web Docente André Luiz Silva de Moraes Roteiro 2: Introdução a Linguagem HTML Neste roteiro é explorada a linguagem HTML. A linguagem HTML (Hypertext Markup Language) é amplamente utilizada na construção de páginas de internet e é responsável

Leia mais

Pré-requisito Treinamento de Lógica de Programação, ou conhecimento equivalente.

Pré-requisito Treinamento de Lógica de Programação, ou conhecimento equivalente. 1 HTML5 e 3 Descrição Aprenda no curso de HTML os conceitos essenciais para a criação de páginas web, junto com os novos recursos e possibilidades que o HTML5 e 3 oferecem para a criação de sites com códigos

Leia mais

CSS. Oficina de CSS Aula 10. Cascading Style Sheets. Cascading Style Sheets Roteiro. Cascading Style Sheets. Cascading Style Sheets W3C

CSS. Oficina de CSS Aula 10. Cascading Style Sheets. Cascading Style Sheets Roteiro. Cascading Style Sheets. Cascading Style Sheets W3C Roteiro Oficina de Aula 10 s Selos de conformidade Prof. Vinícius Costa de Souza www.inf inf.unisinos..unisinos.br/~vinicius outubro de 2006 W3C São um conjunto de normas, diretrizes, recomendações, notas

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RN - IFRN APOSTILA: AUTORIA WEB PROFESSOR: ADDSON ARAÚJO DA COSTA SANTA CRUZ - RN

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RN - IFRN APOSTILA: AUTORIA WEB PROFESSOR: ADDSON ARAÚJO DA COSTA SANTA CRUZ - RN INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RN - IFRN APOSTILA: AUTORIA WEB PROFESSOR: ADDSON ARAÚJO DA COSTA SANTA CRUZ - RN Sumário 1. Introdução...1 2. Tags...1 3. HTML...1 4. Cabeça, Corpo

Leia mais

Introdução 1ª Parte Web Web Web Web Browsers Editores Editores Etiquetas (tags) base indica que se trata de uma página escrita em linguagem HTML. Esta deve abranger todo o código;

Leia mais

Construtor Iron Web. Manual do Usuário. Iron Web Todos os direitos reservados

Construtor Iron Web. Manual do Usuário. Iron Web Todos os direitos reservados Construtor Iron Web Manual do Usuário Iron Web Todos os direitos reservados A distribuição ou cópia deste documento, ou trabalho derivado deste é proibida, requerendo, para isso, autorização por escrito

Leia mais

e-mag 3.0 Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico Projeto de Acessibilidade Virtual da RENAPI SETEC/MEC Andréa Poletto Sonza

e-mag 3.0 Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico Projeto de Acessibilidade Virtual da RENAPI SETEC/MEC Andréa Poletto Sonza e-mag 3.0 Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico SETEC/MEC Andréa Poletto Sonza Brasília, 21 de Setembro de 2011 e-mag Acessibilidade Conceitos Por que acessibilidade? e-mag Histórico Versão 3.0

Leia mais

#SEO #XHTML #Wordpress #Codeigniter #MySQL #Webstandards #CSS

#SEO #XHTML #Wordpress #Codeigniter #MySQL #Webstandards #CSS Cursando último semestre do Curso Superior em Tecnologia de Sistemas para Internet no If-Sul. Estudante há 2 anos de estratégias relacionadas a marketing de busca, onde tive a oportunidade de fazer um

Leia mais

Manual do Gestor de Templates

Manual do Gestor de Templates Manual do Gestor de Templates Versão - Revisão 2 200.07.09 Índice Introdução... 3 2 O que muda com o Gestor de Templates... 3 3 Implicação da utilização do Gestor de Templates... 4 4 Lista de Funcionalidades...

Leia mais

Desenvolvimento de Sites com PHP e Mysql Docente André Luiz Silva de Moraes

Desenvolvimento de Sites com PHP e Mysql Docente André Luiz Silva de Moraes Roteiro 2: Introdução a Linguagem HTML Desenvolvimento de Sites com PHP e Mysql Neste roteiro é explorada a linguagem HTML. A linguagem HTML (Hypertext Markup Language) é amplamente utilizada na construção

Leia mais

Curso PHP Básico. Jairo Charnoski do Nascimento

Curso PHP Básico. Jairo Charnoski do Nascimento Curso PHP Básico Jairo Charnoski do Nascimento Agenda Ferramentas necessárias Introdução HTML HTML? Tags Construindo seu primeiro website Observações sobre a estrutura Mais tags Atributos Agenda Cores

Leia mais

Desenvolvimento Web. Saymon Yury C. Silva Analista de Sistemas. http://www.saymonyury.com.br

Desenvolvimento Web. Saymon Yury C. Silva Analista de Sistemas. http://www.saymonyury.com.br Desenvolvimento Web Saymon Yury C. Silva Analista de Sistemas http://www.saymonyury.com.br Vantagens Informação em qualquer hora e lugar; Rápidos resultados; Portabilidade absoluta; Manutenção facilitada

Leia mais

2 HTML Inserindo objetos

2 HTML Inserindo objetos 2 HTML Inserindo objetos Vinicius A. de Souza va.vinicius@gmail.com São José dos Campos, 2011. 1 Sumário Desenvolvimento Web Imagem...3 Links...5 Links para locais da mesma página...6 Áudio e vídeo...8

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Felippe Scheidt IFPR Campus Foz do Iguaçu 2014/2

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Felippe Scheidt IFPR Campus Foz do Iguaçu 2014/2 Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Felippe Scheidt IFPR Campus Foz do Iguaçu 2014/2 Objetivo. O objetivo da disciplina é conhecer os princípios da programação de

Leia mais

Checklist para ações de email marketing

Checklist para ações de email marketing Checklist para ações de email marketing Publicado em: 15/01/2008 Planejamento Quais os objetivos da campanha (atrair mais visitantes ao site, aumentar as vendas de produtos, conquistar a fidelidade dos

Leia mais

MÓDULO MULTIMÉDIA. Text PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo.

MÓDULO MULTIMÉDIA. Text PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo. MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com URL: http://esganarel.home.sapo.pt Text GABINETE: 1G1 - A HORA DE ATENDIMENTO: SEG. E QUA. DAS 11H / 12H30

Leia mais

Técnicas e processos de produção. Profº Ritielle Souza

Técnicas e processos de produção. Profº Ritielle Souza Técnicas e processos de produção Profº Ritielle Souza INTRODUÇÃO HTML Sigla em inglês para Hyper Text Markup Language, traduzindo daria algo como Linguagem para marcação de Hipertexto. E o que seria o

Leia mais