Balanço Social. Parceria de Sucesso. Prefeitura, Pró-Saúde e São Vicente, com gestão profissionalizada, encontram novos caminhos para o hospital

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Balanço Social. Parceria de Sucesso. Prefeitura, Pró-Saúde e São Vicente, com gestão profissionalizada, encontram novos caminhos para o hospital"

Transcrição

1 Balanço Social EDIÇÃO Nº 1 DEZEMBRO/2008 Parceria de Sucesso Prefeitura, Pró-Saúde e São Vicente, com gestão profissionalizada, encontram novos caminhos para o hospital

2 Há um ano iniciava-se a parceria entre a Pró-Saúde e o Hospital de Caridade São Vicente de Paulo. Esta data é para ser comemorada, mas ao estilo dos profissionais da saúde: atendendo pessoas, servindo à comunidade e, acima de tudo, ajudando o próximo. Um ano de união, conquistas e trabalho É assim que avaliamos uma gestão bem sucedida: quando as pessoas que precisam dela participam com a gente. Hospital de Caridade São Vicente de Paulo R. São Vicente de Paulo, 223 Centro Jundiaí - São Paulo Tel.: (11) R. Diogo Cabrera, 94B Imirim - CEP São Paulo - SP Tel/Fax.: (11)

3 EDITORIAL HUMBERTO CAETANO Diretor Operacional No Hospital de Caridade São Vicente de Paulo encontramos campo fértil para o desenvolvimento de nossas atividades. A parceria entre a Prefeitura de Jundiaí, Pró-Saúde, Colaboradores e médicos do Hospital, vem comprovando que é possível construir parcerias sólidas no setor de saúde e beneficiar toda a população que depende de assistência hospitalar através do Sistema Único de Saúde. Nosso trabalho não teria sucesso se não fosse o esforço conjunto e coordenado de várias pessoas que dedicam parte de suas vidas, não só ao trabalho, mas também ao aprendizado contínuo através dos treinamentos e cursos proporcionados aos colaboradores. Muito me orgulha o fato de termos criado a parceria com a Faculdade Anchieta para formação de uma turma de MBA em Administração Hospitalar e Serviços de Saúde para os colaboradores do Hospital, além de vários outros que foram ministrados no ano. Além disso, procuramos melhorar e remodelar as parcerias com as escolas profissionalizantes e faculdades da cidade proporcionando assim estágio para vários estudantes. Os investimentos, sempre com apoio dos representantes do Município, estão trazendo novos e modernos serviços para a comunidade, como a criação do novo Setor de Imagens, Setor de Quimioterapia, Setor Radioterapia e o Setor de Captação de Córneas, com funcionamento dentro das próprias dependências do Hospital. Procuramos intensificar o relacionamento com os colaboradores, sempre com a idéia de que todos terão a liberdade na ação e a responsabilidade no resultado gerado, procurando com isso, formar profissionais e valorizar o maior patrimônio que este hospital tem que é o ser humano. Ser humano que cuida e necessita de cuidados. Foram várias as iniciativas geradas para a motivação das pessoas, mas a mais simples de todas é o respeito a elas e a oportunidade oferecida para que todos se manifestem e possam ser agentes ativos no processo de crescimento do Hospital. Estamos lançando outro importante desafio para o próximo ano. Foi instituído o Setor de Qualidade no Hospital. Aquilo que era vontade se transforma em realidade e a meta é ter o Hospital Certificado pela ONA (Organização Nacional de Acreditação) no prazo de um ano e, para isso, todos serão chamados a contribuir e, pelos resultados até agora colhidos e pela confiança que tenho no potencial de nossos colaboradores, não tenho dúvidas de que a meta será atingida. ÍNDICE O prefeito Ary Fossen fala sobre o São Vicente A história do São Vicente em Jundiaí Conheça o Conselho Gestor e a Comissão de Captação de Órgãos O que andam dizendo sobre a Pró-Saúde no São Vicente As conquistas para a Cardiologia O novo Centro de Oncologia do São Vicente Os bons resultados do programa de Internação Domiciliar O desafio do equilíbrio financeiro O São Vicente e seu Banco de Talentos Humanização: palavra de ordem Os coordenadores do São Vicente O belo trabalho da Pastoral da Saúde Conheça a Conferência Nossa Senhora do Desterro As apostas da Diretoria para o São Vicente A importância da parceria com a Prefeitura Reformas transformam o Centro Cirúrgico Uma série de conquistas para o hospital São Vicente ganha um novo tomógrafo Os números do hospital EXPEDIENTE Superintendência Marco Antônio Paes de Freitas Diretoria Humberto Caetano - Diretor Operacional da Pró-Saúde Gabriel Giraldi - Diretor Geral Ewerton Donato - Diretor Administrativo Cibele Sinico - Diretora de Relacionamento Izandro Regis de Brito Santos - Diretor Clínico William José de Souza - Diretoria Assistencial Redação Thaís Dornelles - Jornalista Responsável (Mtb ) Antonio Granziol Jr. - Diagramação Débora Burato - Revisão Marjorie Magni - Fotografias Impressão: Leograf Tiragem: exemplares Balanço Social Esta publicação pertence a Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, distribuída a hospitais, clínicas, laboratórios, médicos, administradores, fornecedores e interessados em geral das áreas médicas, hospitalar e administrativa. OS ARTIGOS PUBLICADOS NESTA EDIÇÃO REFLETEM ÚNICA E EXCLUSIVAMENTE A OPINIÃO DE SEUS AUTORES E NÃO NECESSARIAMENTE A DA REVISTA. PERMITIDA A REPRODUÇÃO DOS ARTIGOS, DESDE QUE CITADA A FONTE. 2

4 São Vicente em números De janeiro a agosto de INTERNAÇÕES ,0 6,0 5,0 4,0 3,0 2,0 6,1 6,1 6,5 MÉDIA DE PERMANÊNCIA - DIAS 6,1 6,4 6,0 5,7 6,0 5,7 6,1 Número de colaboradores Setor Administração Enfermagem Médicos Técnico Apoio Externo PSF - Policlínicas PACs Estagiários (residentes) Outros TOTAL Qtde jan/08 fev/08 mar/08 abr/08 mai/08 jun/08 jul/08 ago/08 set/08 out/08 nov/08 dez/08 MÉDIA MÉDIA ,0 0 jan/08 fev/08 mar/08 abr/08 mai/08 jun/08 jul/08 ago/08 set/08 out/08 nov/08 dez/08 MÉDIA MÉDIA número médio de leitos 31 número de leitos de UTI ATENDIMENTOS EXTERNOS EXAMES DE LABORATÓRIO R$ 2,3 milhões Receita média mensal do hospital R$ 4,8 milhões Subvenção mensal do município set/08 out/08 nov/08 dez/08 jan/08 fev/08 mar/08 abr/08 mai/08 jun/08 jul/08 ago/08 MÉDIA MÉDIA set/08 out/08 nov/08 dez/08 jan/08 fev/08 mar/08 abr/08 mai/08 jun/08 jul/08 ago/08 MÉDIA MÉDIA R$ 1 milhão Aumento médio mensal do faturamento de receita própria do SUS NÚMERO DE CIRURGIAS GERAL PRONTO ATENDIMENTO R$ 4,098 milhões Redução de endividamento do hospital R$ 1,4 milhão Investimento em materiais e equipamentos set/08 out/08 nov/08 dez/08 jan/08 fev/08 mar/08 abr/08 mai/08 jun/08 jul/08 ago/08 MÉDIA 2007 MÉDIA jan/08 fev/08 mar/08 abr/08 mai/08 jun/08 jul/08 ago/08 set/08 out/08 nov/08 dez/08 MÉDIA MÉDIA R$ 2,4 milhões Investimento em obras PRONTO SOCORRO ADULTO PRONTO SOCORRO ORTOPEDIA De 800 a 1000 Refeições servidas durante o dia, englobando desjejum, almoço, lanche da tarde, jantar, ceia e lanche noturno, para pacientes e colaboradores jan/08 fev/08 mar/08 abr/08 mai/08 jun/08 jul/08 ago/08 set/08 out/08 nov/08 dez/08 MÉDIA MÉDIA jan/08 fev/08 mar/08 abr/08 mai/08 jun/08 jul/08 ago/08 set/08 out/08 nov/08 dez/08 MÉDIA MÉDIA toneladas Média mensal de roupas lavadas 27

5 Tomógrafo: investimento em parceria com a Prefeitura Tomógrafo Inaugurado no dia 14 de março deste ano, o tomógrafo do Hospital São Vicente de Paulo foi uma doação da empresa Siemens, realizada a pedido do prefeito municipal. O Departamento de Diagnóstico por Imagem do Hospital São Vicente passou a atender cerca de 1000 pacientes por mês. Com o novo aparelho foi possível aumentar a quantidade de atendimentos e a agilidade na entrega dos exames realizados diariamente. Segundo Tatiane Santos, Coordenadora do Departamento de Diagnóstico por Imagem, o prazo de entrega dos exames externos era de dez dias e agora conseguimos entregar em até 5 dias. Para os pacientes internados o prazo é de até 48 horas. O motivo da agilidade, segundo ela, é a modernidade do aparelho que possibilita resultados mais rápidos e eficientes. 14

6 Sob o olhar do prefeito A prefeitura passou a acompanhar o Hospital São Vicente com olhos voltados para a profissionalização da gestão. O faturamento feito atualmente pela diretoria, segundo o prefeito, merece destaque entre as benfeitorias realizadas. Acompanhamos a implantação e entrega dos hospitais do estado para as organizações sociais, sem fins lucrativos, feitos pelo então governador Mario Covas. Não foi diferente com a entrada da Pró-Saúde no Hospital São Vicente. Não conseguíamos faturar corretamente. Hoje o faturamento é corrente. Progredimos muito em todos os aspectos: humanização, internação domiciliar, o novo pronto atendimento fora do prédio do hospital, o atendimento preferencial para o idoso, o setor de quimioterapia, a implantação do centro de oncologia, o banco de olhos e aparelho de ultrassom. Felizmente o Hospital São Vicente faz milagre na cidade de Jundiaí. O relacionamento entre a Pró-Saúde e a prefeitura é dos melhores. Mas tudo está resolvido? Não. Avançamos muito e nós temos a felicidade de ter em Jundiaí a Pró-Saúde que trouxe esse modelo moderno de gestão. Felizmente, o Hospital São Vicente faz milagre na cidade de Jundiaí. Ary Fossen, prefeito 15

7 São Vicente Parte da História de Jundiaí Jundiaí ocupa o segundo lugar no ranking do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M), segundo a Organização das Nações Unidas (ONU). Isto significa que a cidade é a segunda, no Estado de São Paulo, em qualidade de vida, entre os municípios com mais de 200 mil habitantes. A cidade é referência em atendimento médico público e oferece serviços especializados para a micro região, que é composta pelas cidades de Cabreúva, Campo Limpo Paulista, Itatiba, Itupeva, Jarinu, Louveira, Morungaba e Várzea Paulista. O atendimento médico em Jundiaí começa nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e dependendo da gravidade do caso, as UBSs encaminham o paciente para o Hospital de Caridade São Vicente de Paulo, que atende pacientes pelo SUS. O hospital foi fundado pelos Confrades Vicentinos, durante uma das reuniões semanais da Conferência Nossa Senhora do Desterro, vendo a necessidade dos socorridos e dos indigentes que pediam ajuda. Presidente do Conselho Central de Jundiaí da Sociedade São Vicente de Paulo há 3 anos, João Boaventura de Araújo, sabe que o hospital cresceu muito desde sua fundação, mas sem perder seus valores. A caridade permanece até hoje. Nossa população é muito sofrida e depende disso. Os doentes precisam de dedicação e HOSPITAL SÃO VICENTE 14 DE PAULO

8 PALAVRA DO PACIENTE Pronto Atendimento Adequação do serviço de hotelaria WILIAN Depois de um mês de internação, Wilian Rodrigues Temporem Alves, conta que foi muito bem tratado. Após ter sido atropelado por um caminhão, o estudante informou que As enfermeiras foram muito dedicadas. Segundo ele, foi a primeira vez que ficou internado e estava muito assustado com o que estava acontecendo. Mesmo assim, afirma que os funcionários o animavam constantemente. É um milagre estar vivo depois de tudo o que aconteceu. Quero agradecer a todos os funcionários e à equipe que cuidou de mim. Pretendo escrever uma carta a todos como forma de agradecimento, explica. Adequação das recepções 25

9 Conquistas para o São Vicente Adequação dos espaços físicos Adequação das salas de espera Ambulatório de especialidades Implantação de uniformes Ampliação da farmácia do Centro Cirúrgico 24

10 PALAVRA DA AUTORIDADE DRª MÁRCIA DOBARRO SECRETÁRIA MUNICIPAL DE SAÚDE O hospital é mantido com subsídios municipais. Além do prédio localizado na Rua São Vicente nº 223, são realizados atendimento no prédio do Pronto Atendimento, na rua Jorge Zolner, nº 201 e no Ambulatório de Especialidades, que fica na Rua Euclides da Cunha, nº 158, ambos ao lado do hospital. O local transformou-se, ao longo de sua existência, em um Hospital de Alta Complexidade. Pertence ao Sistema de Referência e Contra Referência do Estado de São Paulo, tendo como exemplo o Paciente Politraumatizado. Conta ainda com uma das raras UTIs Neurológicas do Estado, possuindo também as especialidades de Cardiologia (Hemodinâmica), Radioterapia, Angiologia, Cirurgia Vascular, Odontologia, Ortopedia, Pronto Socorro Adulto 24 horas e Internação Domiciliar. O Hospital São Vicente vem passando por um processo de transformação bastante importante nesse último ano. Houve uma profissionalização da administração do São Vicente e a habilitação junto ao Ministério da Saúde. As habilitações, principalmente dos leitos de UTI, causam uma economia no repasse de verbas do município. Antes nós tínhamos leitos de UTI que não eram cadastrados, geravam custos e não recebíamos subsídios do Governo Federal. A habilitação faz com que nós possamos aplicar recursos em outras ações que são tão ou mais importantes dentro do hospital. PALAVRA DA AUTORIDADE JUCA CHAVES RODRIGUES VICE-PREFEITO DE JUNDIAÍ 98% dos pacientes atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) O São Vicente vive um momento de transição e percebemos diversas melhorias físicas e administrativas conquistadas pela Pró-Saúde. Através dos números obtidos recentemente, é possível estipular novas metas para atingir o crescimento esperado. Os dados atuais são consistentes.

11 Colaborador preside o Conselho Gestor Entre inúmeros atendimentos diários, Antônio Carlos Pereira, chefe da segurança do hospital, mobiliza funcionários de diferentes setores para agilizar os primeiros atendimentos de quem chega no São Vicente. Motivado pela paixão ao trabalho, hoje Pereira (como é conhecido no São Vicente) tem uma responsabilidade maior. Depois de 14 anos trabalhando no local, este ano assumiu o posto de presidente do Conselho Gestor do Hospital São Vicente. Esta é a primeira vez que um representante do São Vicente é eleito presidente da entidade e minha satisfação é muito grande, revela. Hoje o trabalho do Conselho é atuante. O São Vicente é referência em 8 cidades e está localizado entre duas importantes rodovias (Anhanguera e Bandeirantes) por isso um hospital deste porte precisa manter a mesma qualidade no atendimento todos os dias, disse ele. A implantação do Conselho tem como objetivo incentivar a participação e integração, estabelecendo um processo democrático, de comunicação entre os três segmentos representativos: administração, funcionários e usuários do hospital. MELHORIA COMISSÃO DE CAPTAÇÃO DE ÓRGÃOS Tem uma composição multidisciplinar e funciona buscando potenciais doadores (pacientes em morte encefálica) para doação de órgãos. É um trabalho complexo, pois envolve abordagem dos familiares, a notificação dos potenciais doadores ao órgão estadual de controle da captação e transplante, o diagnóstico de morte e manutenção do doador até o momento da retirada dos órgãos. A Comissão foi reestruturada no ano passado, com a criação do regimento interno, instituição de reuniões periódicas com atas e um plano de ação para credenciamento do hospital (antes a comissão existia para cumprimento de lei, mas não era atuante e o hospital não tinha credenciamento para captação). Neste ano, mais especificamente no mês de setembro, o hospital conseguiu o credenciamento junto ao SUS para captação (publicado em Diário Oficial). É composta por Enfermeiros, médicos, psicólogos, fisioterapeutas e assistentes sociais. 6

12 Novas instalações do Centro Cirúrgico Reformas no Centro Cirúrgico Recentemente, a Diretoria do Hospital de Caridade São Vicente de Paulo realizou reformas em vários setores, entre eles, o Centro Cirúrgico. As mudanças beneficiaram os profissionais que lá trabalham e, principalmente, os pacientes atendidos pelo hospital, que contam agora com um espaço adequado e equipamentos mais modernos. Elisangela de Souza Santana, enfermeira coordenadora do centro cirúrgico, trabalha há 9 anos no hospital e está há um ano e seis meses no setor. Para ela, as mudanças foram fundamentais para o bom funcionamento do local. Com a chegada da Pró-Saúde demos início à reforma, ampliamos o setor com mais uma sala cirúrgica e uma nova farmácia. Refizemos o quadro de funcionários e adequamos o número de enfermeiras para atender melhor os pacientes, conta ela. De acordo com a enfermeira, as mudanças no centro cirúrgico foram além da adequação do espaço físico. Iniciamos os cursos de humanização que não existiam antes. Trocamos toda a parte de material como perfuradoras da parte ortopédica e ainda será feito investimento com a serra da cardíaca e material para neuro-cirurgia, explica. Todas as mudanças deixaram Elisangela otimista: Espero que possamos dar o melhor de nós para os pacientes, disse. 23

13 Parceria com a Prefeitura Osucesso do trabalho desenvolvido no São Vicente, deve-se, em grande parte, pela parceria criada com a prefeitura. Segundo Ewerton Donato, Diretor Administrativo, a parceria proporciona a melhoria e o aperfeiçoamento dos serviços oferecidos pelo Sistema Único de Saúde. A Pró-Saúde é especializada na Gestão de Hospitais, que através de profissionais com formação e experiência comprovada, tem obtido resultados excepcionais. Além disso, oferece retaguarda de apoio, para que a gestão possa ser submetida a avaliações constantes, sob o ponto de vista da qualidade e obtenção dos resultados préestabelecidos por um planejamento estratégico. Desta forma os recursos financeiros são otimizados, permitindo a cobertura cada vez maior do atendimento às pessoas carentes, relata o diretor. PALAVRA DO PARCEIRO ANA CHRISTINA P. ZAMPEIRI CHEIBUB JUNDIMAGEM A parceria entre Jundimagem e HCSVP aconteceu depois da Pró- Saúde já ter assumido a diretoria do hospital. Desde o início estamos presenciando os investimentos e as mudanças, tendo como foco o bom atendimento do paciente e o bom relacionamento com os serviços terceirizados. Presenciamos grandes mudanças nas áreas administrativa, operacional e outras que trouxeram qualidade no atendimento, haja vista o contentamento dos pacientes por nós atendidos. Temos a satisfação de ouvir elogios, não só de pacientes, como também de colegas, em relação à área de Imagem, como nos outros setores, terceirizados ou não. Tudo isso somado, nos estimula a continuar acreditando e investindo nesta nova parceria. 22

14 O que andam dizendo Os benefícios da vinda da Pró-Saúde para o São Vicente são vários. Possuem boa estrutura, administradores de várias áreas e ainda oferecem o apoio necessário que precisamos, seja em assuntos econômicos, gestão de pessoas ou compras. Temos um bom entrosamento na área clínica. Estamos com as contas muito bem demonstradas, e os balanços financeiros também. Antes o hospital funcionava bem, mas a prestação de contas não era adequada. Marco Antônio Paes de Freitas Superintendente Hospital São Vicente de Paulo O sincronismo entre a Pró-Saúde, a superintendência e o gestor municipal, proporcionou direcionar recursos para implementação de reformas estruturais, revisão de equipamentos médicos e de sua manutenção, compra de novos aparelhos, revisão e otimização do sistema (software), além da revisão do quadro de colaboradores. Izandro Régis Brito Santos Diretor clínico e responsável técnico pelo Hospital Cirurgião Oncologista do corpo clínico 7

15 PALAVRA DO PACIENTE Conquistas para a Cardiologia ROGENEI Transferido de outro hospital, sem nenhum diagnóstico ou atendimento, Rogenei Quiero, ajudante geral, chegou ao Hospital São Vicente depois de 10 dias com febre, dores abdominais e pressão baixa. Depois de passar 18 dias na UTI, quatro cirurgias, uma plástica e 15 sessões de Câmera Hiperbárica, ficou 54 dias internado. Explica ainda que leva boas lembranças do período que esteve no hospital. Fui bem atendido desde que cheguei e fiz boas amizades. Venho visitá-los, mesmo que ainda esteja em tratamento. Venho só para ver os amigos que fiz. Por isso, só tenho que agradecer, desde as copeiras, higiene hospitalar, as enfermeiras e toda a equipe. Wagner Ligabó, responsável pela cirurgia cardíaca do São Vicente e pela hemodinâmica do hospital, um serviço terceirizado, é quem fala sobre as mudanças no setor. Ele atua nas cirurgias cardíacas e de marca-passo, trabalho muito importante porque mantém o nível de alta complexidade do São Vicente. O hospital vivenciava um déficit crônico de falta de verba. Com a Pró-Saúde houve entendimento entre o hospital e a prefeitura, que oferece subsídios à instituição. Houve um avanço grande nas negociações e melhora nos critérios de gestão. De acordo com Ligabó, antes da Pró-Saúde as solicitações demoravam a serem praticadas. Hoje há um dinamismo maior e as coisas acontecem mais rápido pelo sincronismo com a prefeitura. Antigamente eu reivindicava para receber. Hoje a verba é bem gerenciada e todas as solicitações são providenciadas rapidamente. Esse dinamismo estimula os funcionários a trabalhar, conta Ligabó. 8

16 Daniel Baptista Willian Pantaleão na chefia de um setor. A política de investir nos funcionários torna o profissional mais qualificado para exercer sua função, revela. Telma Lodovici Ranalli é chefe do Serviço de Nutrição e Dietética (SND) do São Vicente. É responsável técnica pela área de nutrição clínica e pela produção de alimentos do hospital. Depois de trabalhar no local durante três anos, assumiu o cargo atual em Março deste ano. Participou de uma seleção interna para avaliar, entre as nutricionistas, qual era mais apta para ser gestora do setor e ficou muito feliz com o resultado. Nunca havia trabalhado como gestora e aceitei o desafio para adquirir experiências e trazer melhorias para o setor, explica ela. Em agosto de 2005, Daniel Baptista da Silva começou a trabalhar no São Vicente como auxiliar administrativo do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel da Urgência). Mais tarde, assumiu a coordenadoria do Saec (Serviço de Atendimento Especial para Crônicos) e hoje é Chefe da central de ambulâncias. Foi uma oportunidade muito boa. No meio de tantos funcionários a diretoria conseguiu identificar a potencialidade de cada um e oferecer uma chance. Ao mesmo tempo o funcionário percebe que a empresa está investindo nele. A chance de evoluir dentro da empresa é igual para todos. Outro colaborador promovido foi Willian César Esmael Pantaleão, Chefe do CPD (Central de Processamento de Dados). Ele trabalha no hospital há três anos e foi promovido há aproximadamente 6 meses. Sei que muitos jovens da minha idade não têm a mesma oportunidade por isso valorizo ainda mais o meu trabalho e o da minha equipe, conta ele. 21

17 Daniel Alves Telma Ranalli As apostas da Diretoria Reconhecer o valor de cada colaborador dentro dos setores e promovê-los de acordo com a necessidade do hospital. Estas ações agilizaram o atendimento no São Vicente e ainda mudaram a vida de algumas pessoas. Daniel Paulo Alves começou a trabalhar no hospital em 2001, no arquivo médico. Passou pelos setores de estatística, infecção hospitalar, pelo setor de qualidade do hospital e hoje é chefe de faturamento. Para ele, o reconhecimento veio sem que houvesse expectativas. Entrei no hospital sem imaginar que depois de começar no arquivo estaria hoje 20

18 O novo Centro de Oncologia Os atendimentos que atualmente são realizados no Instituto de Oncologia, localizado na Rua Barão de Teffé, nº 594, serão realizados no próprio São Vicente. Em média, são realizados 600 exames por mês no Instituto. A inauguração da área física aconteceu em agosto. Com o início do atendimento na área interna do hospital, será ampliada a qualidade no serviço oferecido. Segundo Marcelo Ferreti Faneli, médico oncologista e chefe do setor de oncologia do hospital, com a chegada da Pró-Saúde no São Vicente, a integração entre o Instituto de Oncologia e a diretoria melhorou e os problemas de falta de pagamento acabaram. É possível sentir o empenho dos diretores, o esforço, seriedade e a boa vontade em nos atender e a postura profissional. Antes, sofríamos com a falta de pagamento. Isso exigia uma negociação mais difícil com as pessoas que vendiam os medicamentos para o Instituto. As tabelas de preços eram mais complicadas porque o pagamento era compensado com preços mais altos. 600 exames realizados mensalmente no Instituto de Oncologia 9

19 Internação domiciliar OBons resultados estimulam ampliação do programa programa de Internação Domiciliar tem como objetivo a desospitalização do paciente. Entre as vantagens do programa está a diminuição do risco de infecção hospitalar, a melhora na rotatividade dos leitos do hospital e, conseqüentemente, a redução do custo. É oferecida apenas a pacientes que moram em Jundiaí e que passaram pela internação do Hospital São Vicente. Em casa, o paciente recebe atenção diferenciada e ainda convive com pessoas conhecidas, afirma Alessandra Mation, médica responsável pela Internação Domiciliar do São Vicente. Cada atendimento é individualizado e a duração do tratamento depende da estabilidade clínica de cada Dra. Alessandra instruindo equipe de Internação Domiciliar 10

20 Conferência Nossa Senhora do Desterro Em meados de março deste ano, uma equipe de funcionários do Hospital São Vicente de Paulo decidiu reiniciar o trabalho da Conferência Nossa Senhora do Desterro para ajudar pacientes carentes. De acordo com Adilson Luiz Jacintho, Vice-Presidente da Conferência, o trabalho consiste, entre outras coisas, identificar e ajudar pessoas que têm pouca ou nenhuma condição de se manter financeira ou emocionalmente. São pessoas que precisam de roupas, sapatos, comida ou até mesmo, e na maioria das vezes, que só precisam ser ouvidas, diz. Atualmente, a Conferência conta com 14 colaboradores. Adilson destaca ainda que o voluntariado dos funcionários do hospital tem contagiado pessoas de fora que se interessam e querem fazer o mesmo. A equipe responsável pela Conferência realiza eventos beneficentes para arrecadar fundos que são revertidos para suprir as necessidades das famílias carentes. PALAVRA DA AUTORIDADE SILVANA BAPTISTA COMISSÃO DE SAÚDE E BEM ESTAR DA CÂMARA MUNICIPAL A Comissão de Saúde e Bem Estar Social (COSBES) da Câmara Municipal tem a competência de analisar e emitir pareceres sobre toda e qualquer matéria que diz respeito a saúde e tramite pela Câmara Municipal. A Comissão também analisa e vota o orçamento e os Convênios do vários setores da saúde, além de receber e averiguar toda e qualquer denúncia ou reclamação que chegue à Câmara Municipal e ou protocoladas junto à mesma. De acordo com Silvana Baptista, médica e presidente da Comissão de Saúde da câmara, a situação do São Vicente há um ano era semelhante a todos os hospitais do país. "A falta de investimentos por parte dos governos federal e estadual na área de saúde, sendo o São Vicente um dos hospitais de maior demanda de pacientes SUS da região, fez com que a prefeitura viesse em socorro do hospital e contratasse uma administração técnica competente, para colocar em prática as habilidades técnicas necessárias para interação de todos os setores. 19

21 Pastoral da Saúde na luta pela vida Voluntários participam de ações que misturam amor e fé em prol da comunidade Todas as quartas-feiras o Diácono Rosário Guagliano Filho realiza uma celebração religiosa na capela São Vicente de Paulo, localizada no corredor central do hospital. São apenas 15 minutos de orações, mas o trabalho dele continua em outros setores do São Vicente. Em um hospital de alta complexidade como o São Vicente, o tempo é muito precioso. São celebrações sempre sobre algum assunto do evangelho, sempre relacionado à realidade do hospital, explica ele. Ao sair da capela, o Diácono Rosário inicia o trabalho junto à Pastoral da Saúde. Com a ajuda de voluntários, percorre os leitos oferecendo atenção e apoio às pessoas que estão internadas. No início, a Pastoral da Saúde de Jundiaí era restrita à Catedral Nossa Senhora do Desterro. Hoje está em todos os hospitais da cidade. A formação deste grupo de voluntários é o resultado de um entrosamento entre a Coordenação Diocesana da Pastoral da Saúde, a Direção do Hospital e a Paróquia Nossa Senhora do Desterro. Para Dom Gil Antônio Moreira, Bispo da Diocese de Jundiaí, que está à frente da Diocese da região desde 2004, o trabalho da Pastoral é muito importante para fortalecer a humanização no atendimento. Hoje todos os hospitais são alvo de crítica devido às dificuldades do setor no país, mas o que tenho observado no São Dom Gil (esq.) em reunião com Diácono Rosário, na Cúria Diocesana Vicente, é que de algum tempo para cá tem havido um crescimento muito bom no atendimento humanitário, tanto para os doentes quanto para o corpo de funcionários. Isto é uma grande benção para a nossa cidade e para a região e contribui, inclusive, para o processo do tratamento, disse o Bispo. 18

22 Maria e Luana, felizes com os resultados do programa paciente, que pode variar de 30 dias a três meses. A equipe multidisciplinar que participa da Internação Domiciliar é composta pela médica, auxiliares e técnicos de enfermagem, um assessor administrativo, fisioterapeutas, nutricionista e fonoaudióloga. Nosso objetivo é capacitar os cuidadores que recebem o paciente em casa, dando seqüência ao trabalho oferecido no hospital, disse a médica. Por mês são atendidos em média 45 pacientes. A diretoria é flexível. Define metas e é muito séria com o que faz. Facilita o nosso trabalho e oferece benefícios aos pacientes e funcionários. Graças ao sucesso da operacionalização do programa, a médica conta que uma nova equipe multidisciplinar está em fase de implantação. Hoje temos 39 pacientes em atendimento. Nosso objetivo é dobrar a média mensal de atendimentos, finaliza. Após ficar três meses na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Geraldo Xavier, morador da Vila Nambi em Jundiaí, passou a fazer parte da Internação Domiciliar em março deste ano. 45 média mensal de pacientes atendidos no programa de Internação Domiciliar Com seqüelas em decorrência de três AVC s (Acidente Vascular Cerebral), Geraldo está acamado. Quem passou pela capacitação do cuidador foi a filha, Maria Xavier Martins, que apesar de insegura no início, hoje se emociona ao perceber a evolução do tratamento. Aprendi a fazer desde curativos até o banho de leito. Acho muito bom ficar com meu pai perto da família e ainda no conforto de casa, conta ela. E ainda revela: É muito melhor do que ir todos os dias ao hospital. A equipe da internação domiciliar já faz parte da família Xavier. Prova disso é o cartaz feito pela neta de Geraldo, Luana Xavier Costa, de 11 anos, e que enfeita o quarto dele. Fiz o cartaz porque sei da importância deste trabalho, conta Luana. Agradeço a todos que ajudaram meu vô. 11

PRESTAÇÃO DE CONTAS FEVEREIRO/2014

PRESTAÇÃO DE CONTAS FEVEREIRO/2014 PRESTAÇÃO DE CONTAS FEVEREIRO/2014 28/02/2014 HOSPITAL ESTADUAL ALBERTO TORRES V. Relatório referente a execução do Contrato de Gestão 31/2012 sobre as ações executadas sobre o apoio ao gerenciamento e

Leia mais

APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS REFERENTE AO EXERCÍCIO DE 2012 E PROJETOS PARA 2013. IRMANDADE DA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SÃO CARLOS

APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS REFERENTE AO EXERCÍCIO DE 2012 E PROJETOS PARA 2013. IRMANDADE DA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SÃO CARLOS IRMANDADE DA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SÃO CARLOS APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS REFERENTE AO EXERCÍCIO DE 2012 E PROJETOS PARA 2013. FINANCEIRO Feito por: Diego dos Santos CONTABILIDADE/CUSTOS

Leia mais

Palácio dos Bandeirantes Av. Morumbi, 4.500 - Morumbi - CEP 05698-900 - Fone: 3745-3344 Nº 191 - DOE de 10/10/09 - Seção 1 - p.95

Palácio dos Bandeirantes Av. Morumbi, 4.500 - Morumbi - CEP 05698-900 - Fone: 3745-3344 Nº 191 - DOE de 10/10/09 - Seção 1 - p.95 Regimento Interno Capítulo I Das Finalidades Diário Oficial Estado de São Paulo Poder Executivo Seção I Palácio dos Bandeirantes Av. Morumbi, 4.500 - Morumbi - CEP 05698-900 - Fone: 3745-3344 Nº 191 -

Leia mais

PROJETO DE ESTRUTURAÇÃO SAÚDE PÚBLICA Prefeitura Municipal de Itapeva - SP. Maio de 2014

PROJETO DE ESTRUTURAÇÃO SAÚDE PÚBLICA Prefeitura Municipal de Itapeva - SP. Maio de 2014 PROJETO DE ESTRUTURAÇÃO SAÚDE PÚBLICA Prefeitura Municipal de Itapeva - SP Maio de 2014 UMA RÁPIDA VISÃO DA SAÚDE PÚBLICA NO BRASIL HOJE Estrutura com grandes dimensões, complexa, onerosa e com falta de

Leia mais

APRESENTAÇÃO QUALIVIDA

APRESENTAÇÃO QUALIVIDA APRESENTAÇÃO QUALIVIDA (143.846 segurados ) (1.010.965 associados) (1.403.755 associados) (373.839 associados) 4.389 empresas 3.000.000 vidas * Dados jan 2013 2 MISSÃO NOSSA MISSÃO NOSSA MISSÃO Tornar

Leia mais

GESTÃO EM SAÚDE. cuidando de você, onde quer que você esteja!

GESTÃO EM SAÚDE. cuidando de você, onde quer que você esteja! GESTÃO EM SAÚDE cuidando de você, onde quer que você esteja! Editorial Royal Life É com muito orgulho que a Royal Life apresenta ao mercado de emergências médicas a sua frota. São ambulâncias montadas

Leia mais

II Seminário de Hospitais de Ensino do Estado de São Paulo

II Seminário de Hospitais de Ensino do Estado de São Paulo II Seminário de Hospitais de Ensino do Estado de São Paulo Conhecendo o Grupo 18 COLÉGIOS - PR / SC / RJ / SP/ RS 1 HOSPITAL UNIVERSITÁRIO - HUSF FUNCLAR FUNDAÇÃO CLARA DE ASSIS UNIFAG UNIDADE DE PESQUISA

Leia mais

THALITA KUM PROJETO - CUIDANDO COM HUMANIDADE DOS ACAMADOS E DE SEUS CUIDADORES.

THALITA KUM PROJETO - CUIDANDO COM HUMANIDADE DOS ACAMADOS E DE SEUS CUIDADORES. THALITA KUM PROJETO - CUIDANDO COM HUMANIDADE DOS ACAMADOS E DE SEUS CUIDADORES. ANA LUCIA MESQUITA DUMONT; Elisa Nunes Figueiredo. Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte SMSA-BH (Atenção Básica)

Leia mais

Sistema Integrado Web melhora desempenho da Gestão da Saúde em Primavera do Leste (MT)

Sistema Integrado Web melhora desempenho da Gestão da Saúde em Primavera do Leste (MT) Público Nº20 SELEÇÃO DE NOTÍCIAS ESPECIAIS SOBRE SAÚDE Sistema Integrado Web melhora desempenho da Gestão da Saúde em Primavera do Leste (MT) Informatização da saúde contribui para aumento de repasse de

Leia mais

Experiência Do Município De Cascavel PR Na Atenção Domiciliar ABRASAD

Experiência Do Município De Cascavel PR Na Atenção Domiciliar ABRASAD Experiência Do Município De Cascavel PR Na Atenção Domiciliar ABRASAD Histórico 2005: Início do trabalho. I Seminário de Assistência Domiciliar. 2006: Portaria GM 2529. Fundação da ABRASAD Associação Brasileira

Leia mais

HOSPITAL SÃO RAFAEL TUDO É POSSÍVEL A QUEM CRÊ

HOSPITAL SÃO RAFAEL TUDO É POSSÍVEL A QUEM CRÊ HOSPITAL SÃO RAFAEL TUDO É POSSÍVEL A QUEM CRÊ Origem A preocupação com as questões sociais fez com que o professor e sacerdote italiano D. Luigi Maria Verzé chegasse ao Brasil, em 1974, através do Monte

Leia mais

Relatório de. Gestão

Relatório de. Gestão Relatório de Gestão Sumário Apresentação... 2 Serviços Ofertados... 3 Recursos Humanos... 4 Análise Operacional... 5... U RGÊNCIA E EMERGÊNCIA... 5... A MBULATÓRIO... 6... I NTERNAÇÃO... 7... D ESEMPENHO

Leia mais

Relatório de Gestão da CCIH

Relatório de Gestão da CCIH Relatório de Gestão da CCIH 1 - Apresentação A Comissão de Controle de Infecção Hospitalar CCIH é formada por membros executores -01 Enfermeira, 01 Farmacêutica e 01 Medico Infectologista e consultores-representantes

Leia mais

PLANO INDIVIDUAL OU FAMILIAR UNIMED. Cuidamos de quem é importante para você

PLANO INDIVIDUAL OU FAMILIAR UNIMED. Cuidamos de quem é importante para você PLANO INDIVIDUAL OU FAMILIAR UNIMED Cuidamos de quem é importante para você plano individual ou familiar Unimed Atenção, respeito e e ciência são pré-requisitos indispensáveis quando se pensa em uma operadora

Leia mais

Boletim Informativo. O ano de 2013. Informe RH - Redução da Jornada de Trabalho. Próxima edição C O N J U N T O H O S P I T A L A R DO M A N D A Q U I

Boletim Informativo. O ano de 2013. Informe RH - Redução da Jornada de Trabalho. Próxima edição C O N J U N T O H O S P I T A L A R DO M A N D A Q U I C O N J U N T O H O S P I T A L A R DO M A N D A Q U I Boletim Informativo Nossa Missão: Promover assistência segura à saúde, com respeito e ética aos usuários, desenvolvendo o ensino e pesquisa na busca

Leia mais

Você sabia que 56% dos órgãos ofertados não são aproveitados pelas equipes de transplantes?

Você sabia que 56% dos órgãos ofertados não são aproveitados pelas equipes de transplantes? Você sabia que 56% dos órgãos ofertados não são aproveitados pelas equipes de transplantes? O Sistema Nacional de s precisa de nossa ajuda. É chegada a hora de PULSAR VIDA. Através de ações estratégicas,

Leia mais

APRESENTAÇÃO DIRETORIA

APRESENTAÇÃO DIRETORIA APRESENTAÇÃO Com mais de 50 anos de dedicação á SAÚDE, o Hospital São Marcos se tornou referência no assunto. Aliamos a vanguarda tecnológica com a tradição do maior e melhor corpo de profissionais do

Leia mais

Saúde. Rio é pioneiro em Programa de Sustentabilidade na Saúde. UPA Vila Kennedy recebe certificado da Unicef 1

Saúde. Rio é pioneiro em Programa de Sustentabilidade na Saúde. UPA Vila Kennedy recebe certificado da Unicef 1 Saúde Informativo do IABAS Ed.01 Ano I Janeiro/ Fevereiro Março - 01 Rio é pioneiro em Programa de Sustentabilidade na Saúde Pág UPA Vila Kennedy recebe certificado da Unicef 1 Pág De olho em você: Sou

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL 2007 PROGRAMA GARANTA UM FUTURO

RELATÓRIO ANUAL 2007 PROGRAMA GARANTA UM FUTURO RELATÓRIO ANUAL 7 Programa Garanta um Futuro Relatório Anual 6 RELATÓRIO ANUAL 7 PROGRAMA GARANTA UM FUTURO 1. Introdução Este é o terceiro ano do Programa Garanta um Futuro e consequentemente o terceiro

Leia mais

PADI. Programa de Atenção domiciliar ao Idoso

PADI. Programa de Atenção domiciliar ao Idoso PADI Programa de Atenção Objetivos do programa Apesar dos benefícios óbvios da internação quando necessária, o paciente idoso afastado da rotina de casa e da família apresenta maior dificuldade de recuperação,

Leia mais

II Seminário de Gestão do Corpo Clínico Experiências e modelos para gestão do corpo clínico

II Seminário de Gestão do Corpo Clínico Experiências e modelos para gestão do corpo clínico II Seminário de Gestão do Corpo Clínico Experiências e modelos para gestão do corpo clínico Fundação São Francisco Xavier Instituída em 1969 pela Usiminas Fundação de Direito Privado, sem fins lucrativos

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA Quando da apresentação de protocolos, manual de normas e rotinas, procedimento operacional padrão (POP) e/ou outros documentos,

Leia mais

Sylvia Cristina Xavier Chiodarelli Lopes

Sylvia Cristina Xavier Chiodarelli Lopes Sylvia Cristina Xavier Chiodarelli Lopes Formação Acadêmica Curso de Avaliação da Qualidade em Saúde Fundação Getúlio Vargas (FGV) / 2011 MBA em Administração Hospitalar e serviços de saúde Fundação Getúlio

Leia mais

25 ANOS DE SUS: AVANÇOS E DESAFIOS. Senhor Presidente, saúde merece nossa defesa, nosso reconhecimento e a

25 ANOS DE SUS: AVANÇOS E DESAFIOS. Senhor Presidente, saúde merece nossa defesa, nosso reconhecimento e a ** Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 08/10/2013. 25 ANOS DE SUS: AVANÇOS E DESAFIOS Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, Mais que críticas, o Sistema

Leia mais

A experiência do IRSSL com o Contrato de Gestão do HMIMJ

A experiência do IRSSL com o Contrato de Gestão do HMIMJ A experiência do IRSSL com o Contrato de Gestão do HMIMJ O contexto Sociedade Beneficente de Senhoras Hospital Sírio Libanês (2005) Assistencialismo Hospital Municipal Infantil Menino Jesus (2005) Responsabilidade

Leia mais

Conselho protesta contra prefeitura

Conselho protesta contra prefeitura Informativo Eletrônico da SE/CNS para os conselheiros nacionais Ano VI, Brasília, 08/04/2009. Prezado (a) conselheiro (a), Estamos encaminhando um clipping de notícias do CNS na mídia. A intenção é socializar

Leia mais

RETIFICAÇÃO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO HOSPITAL METROPOLITANO DOUTOR CÉLIO DE CASTRO EDITAL Nº 08/2014

RETIFICAÇÃO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO HOSPITAL METROPOLITANO DOUTOR CÉLIO DE CASTRO EDITAL Nº 08/2014 RETIFICAÇÃO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO HOSPITAL METROPOLITANO DOUTOR CÉLIO DE CASTRO EDITAL Nº 08/2014 O Secretário Municipal Adjunto de Recursos Humanos, no uso de suas atribuições legais, comunica as alterações

Leia mais

Experiência no Atendimento Domiciliar ao Paciente Serviço Social

Experiência no Atendimento Domiciliar ao Paciente Serviço Social Experiência no Atendimento Domiciliar ao Paciente Serviço Social Flávia J.Rodrigues de Sá Pinheiro de Melo Assistente Social Especialista em Saúde Mental e Moléstias Infecciosas - Unicamp Serviço Atenção

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS JUN/2013

PRESTAÇÃO DE CONTAS JUN/2013 PRESTAÇÃO DE CONTAS JUN/2013 30/06/2013 COMPLEXO ESTADUAL DE SAÚDE V Relatório de gestão dos serviços assistenciais do Complexo Estadual de Saúde - CES, no Estado do Rio de Janeiro, pela entidade de direito

Leia mais

Atenção de Média e Alta Complexidade Hospitalar: Financiamento, Informação e Qualidade. Experiência da Contratualização no Município de Curitiba

Atenção de Média e Alta Complexidade Hospitalar: Financiamento, Informação e Qualidade. Experiência da Contratualização no Município de Curitiba Atenção de Média e Alta Complexidade Hospitalar: Financiamento, Informação e Qualidade Experiência da Contratualização no Município de Curitiba 9º - AUDHOSP Águas de Lindóia Setembro/2010 Curitiba População:1.818.948

Leia mais

CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃOADÃO

CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃOADÃO CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃOADÃO Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr. Rua Visconde de Paranaguá, nº 24 Campus Saúde CEP: 96.200-190 Bairro Centro Rio Grande Rio Grande do Sul/RS Brasil Acesso

Leia mais

MODELO REGIMENTO DO CORPO CLÍNICO CAPÍTULO I CONCEITUAÇÃO

MODELO REGIMENTO DO CORPO CLÍNICO CAPÍTULO I CONCEITUAÇÃO MODELO REGIMENTO DO CORPO CLÍNICO CAPÍTULO I CONCEITUAÇÃO Art. 1º - Corpo Clínico é o conjunto de médicos que se propõe a assumir solidariamente a responsabilidade de prestar atendimento aos usuários que

Leia mais

O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE INTERNAÇÃO (11) 4414-6072. Horário de Funcionamento: De 2ª a 6ª: das 6h às 22h Sábados e feriados: das 7h às 19h

O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE INTERNAÇÃO (11) 4414-6072. Horário de Funcionamento: De 2ª a 6ª: das 6h às 22h Sábados e feriados: das 7h às 19h O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE INTERNAÇÃO Tel.: (11) 4414-6000 - Ramal: 6420 (11) 4414-6072 Horário de Funcionamento: De 2ª a 6ª: das 6h às 22h Sábados e feriados: das 7h às 19h Seja bem-vindo ao nosso

Leia mais

EDITAL DE RETIFICAÇÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 002/2012

EDITAL DE RETIFICAÇÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 002/2012 EDITAL DE RETIFICAÇÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 002/2012 A FUNDAÇÃO HOSPITAL MUNICIPAL GETÚLIO VARGAS, divulga a retificação do Edital de Abertura do Processo Seletivo Simplificado n 002/2012 destinado

Leia mais

Nossa História e Filosofia PREVENT SENIOR

Nossa História e Filosofia PREVENT SENIOR Sejam bem vindos a Nossa História e Filosofia Antes da Lei Nº 9656/98 Constatação: Dificuldade da continuidade da internação pelos limites de dias; Não coberturas de procedimentos; Ausência de suporte

Leia mais

Hospital Universitário Ana Bezerra HUAB/UFRN

Hospital Universitário Ana Bezerra HUAB/UFRN Hospital Universitário Ana Bezerra HUAB/UFRN DIMENSIONAMENTO DE SERVIÇOS ASSISTENCIAIS E DA GERÊNCIA DE ENSINO E PESQUISA BRASÍLIA-DF, 27 DE MARÇO DE 2013. Página 1 de 20 Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 3 1.1.

Leia mais

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL Das Atribuições dos Profissionais dos Recursos Humanos Atribuições comuns a todos os profissionais que integram a equipe: Conhecer a realidade das famílias pelas

Leia mais

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo Projeto Amplitude Plano de Ação 2015 P r o j e t o A m p l i t u d e R u a C a p i t ã o C a v a l c a n t i, 1 4 7 V i l a M a r i a n a S ã o P a u l o 11 4304-9906 w w w. p r o j e t o a m p l i t u

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS JUNHO/2015 30/06/2015 COMPLEXO ESTADUAL DO CÉREBRO. Relatório de gestão dos serviços assistenciais

PRESTAÇÃO DE CONTAS JUNHO/2015 30/06/2015 COMPLEXO ESTADUAL DO CÉREBRO. Relatório de gestão dos serviços assistenciais PRESTAÇÃO DE CONTAS JUNHO/2015 30/06/2015 COMPLEXO ESTADUAL DO CÉREBRO V Relatório de gestão dos serviços assistenciais do Complexo Estadual do Cérebro: Instituto Estadual do Cérebro Paulo Niemeyer e Hospital

Leia mais

Análise da Evolução do Sistema de Teleconsultoria do Centro de Telessaúde do. Minas Gerais. Júnia Xavier Maia Centro de Telessaúde HC UFMG

Análise da Evolução do Sistema de Teleconsultoria do Centro de Telessaúde do. Minas Gerais. Júnia Xavier Maia Centro de Telessaúde HC UFMG Análise da Evolução do Sistema de Teleconsultoria do Centro de Telessaúde do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais Júnia Xavier Maia Centro de Telessaúde HC UFMG Centro de Telessaúde

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico A decisão pela realização do Planejamento Estratégico no HC surgiu da Administração, que entendeu como urgente formalizar o planejamento institucional. Coordenado pela Superintendência

Leia mais

LUTA MÉDICA ENTREVISTA: JORGE SOLLA Entrevista publicada na Revista Luta Médica nº 02 (janeiro/fevereiro de 2007)

LUTA MÉDICA ENTREVISTA: JORGE SOLLA Entrevista publicada na Revista Luta Médica nº 02 (janeiro/fevereiro de 2007) LUTA MÉDICA ENTREVISTA: JORGE SOLLA Entrevista publicada na Revista Luta Médica nº 02 (janeiro/fevereiro de 2007) Médico Pesquisador do Instituto de Saúde Coletiva (ISC) da Universidade Federal da Bahia.Ex-Coordenador

Leia mais

Relatório de Atividades

Relatório de Atividades 1 Relatório de Atividades 2013 2 1- Identificação Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil (GPACI) Rua Antônio Miguel Pereira, 45 Jardim Faculdade Sorocaba São Paulo CEP: 18030-250 Telefone:

Leia mais

APAR e CNCDO-SC. Estatísticas de Captação e Transplantes de Órgãos e Tecidos em Santa Catarina - 2006

APAR e CNCDO-SC. Estatísticas de Captação e Transplantes de Órgãos e Tecidos em Santa Catarina - 2006 APAR e CNCDO-SC Estatísticas de Captação e Transplantes de Órgãos e Tecidos em Santa Catarina - 26 Notificações Notificações ME e ME Doações e Doações em SC em / 26 SC / até 26 JULHO 26 Nro. De Notificações

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO LATU SENSU EM NÍVEL DE ESPECIALIZAÇÃO EM NEFROLOGIA

PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO LATU SENSU EM NÍVEL DE ESPECIALIZAÇÃO EM NEFROLOGIA PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO LATU SENSU EM NÍVEL DE ESPECIALIZAÇÃO EM NEFROLOGIA 2) Objetivo Geral Capacitar o profissional médico durante os dois anos de treinamento de conteúdo programático teórico e prático

Leia mais

Informação SUS, Não SUS e Filantropia

Informação SUS, Não SUS e Filantropia Informação SUS, Não SUS e Filantropia O que esses temas têm em comum e quais as implicações para prestadores e gestores. João Alfredo Carvalho Rodrigues Gonçalves Águas de Lindóia 12/09/2012 Agenda da

Leia mais

Contexto Histórico da Implantação. dos Consórcios de Saúde

Contexto Histórico da Implantação. dos Consórcios de Saúde Contexto Histórico da Implantação dos Consórcios de Saúde Os Consórcios de Saúde O que são? Iniciativa autônoma de municípios circunvizinhos, associados para gerir e prover, conjuntamente, serviços de

Leia mais

Selo Hospital Amigo do Idoso. Centro de Referência do Idoso

Selo Hospital Amigo do Idoso. Centro de Referência do Idoso SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DE SÃO PAULO COORDENADORIA DE REGIÕES DE SAÚDE CRS Política de Saúde para o Idoso no Estado de São Paulo Selo Hospital Amigo do Idoso Centro de Referência do Idoso Resolução

Leia mais

Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia PREZADO ASSOCIADO

Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia PREZADO ASSOCIADO Tabela Comercial UNIFAMÍLIA EMPRESARIAL POR ADESÃO COPARTICIPATIVO 50% Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia Cobertura de consultas médicas de pré-natal, exames complementares bem como atendimentos

Leia mais

Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas - CMB FGV. Debates. As tendências do Sistema Único de Saúde

Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas - CMB FGV. Debates. As tendências do Sistema Único de Saúde Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas - CMB Debates FGV As tendências do Sistema Único de Saúde Hospitais sem fins lucrativos Estabelecimentos de saúde que

Leia mais

PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS PROJETO BARUERI

PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS PROJETO BARUERI PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS PROJETO BARUERI O Plano de Cargos e Salários aqui apresentado é resultado do entendimento e alinhamento dos direcionadores do Modelo de Organização e Gestão e das Políticas e

Leia mais

SANTA CASA DE VALINHOS 19 CONGRESSO DE PRESIDENTES PROVEDORES E DIRETORES DE SANTAS CASAS E HOSPITAIS BENEFICENTES DO ESTADO SÃO PAULO

SANTA CASA DE VALINHOS 19 CONGRESSO DE PRESIDENTES PROVEDORES E DIRETORES DE SANTAS CASAS E HOSPITAIS BENEFICENTES DO ESTADO SÃO PAULO 19 CONGRESSO DE PRESIDENTES PROVEDORES E DIRETORES DE SANTAS CASAS E HOSPITAIS BENEFICENTES DO ESTADO SÃO PAULO Neste encontro, discutiremos o incentivo à sustentabilidade e à qualidade dentro da organização

Leia mais

para cobrir suas despesas de utilização. Resultado: para manter em dia o pagamento aos tem sido coberta pelas reservas do Plano Pleno,

para cobrir suas despesas de utilização. Resultado: para manter em dia o pagamento aos tem sido coberta pelas reservas do Plano Pleno, A Fundação tem sempre alertado sobre o crescente déficit dos planos Especial e Básico: mais de R$ 3 milhões em 2003. Administrar planos de autogestão como os da Sabesprev, sem fins lucrativos mas sujeitos

Leia mais

www.sishosp.com.br (19) 3241.3535 Conheça o software de gestão ideal para a sua instituição

www.sishosp.com.br (19) 3241.3535 Conheça o software de gestão ideal para a sua instituição www.sishosp.com.br (19) 3241.3535 Conheça o software de gestão ideal para a sua instituição Transforme sua instituição em uma empresa altamente eficaz. Só mesmo quem administra uma instituição sabe como

Leia mais

Manual de Orientação ao Cliente

Manual de Orientação ao Cliente Manual de Orientação ao Cliente Prezado Cliente O Hospital IGESP reúne em um moderno complexo hospitalar, os mais avançados recursos tecnológicos e a excelência na qualidade do atendimento prestado por

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA HOME CARE

MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA HOME CARE MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA HOME CARE Elaborado por: Ana Paula de Menezes Assistente Social da CASSIND APRESENTAÇÃO A internação domiciliar ou home care é compreendida como a instalação de uma estrutura

Leia mais

Experiências Nacionais na Abordagem de Hipertensão e Diabetes na Rede de Atenção Primária A Experiência de São Bernardo do Campo

Experiências Nacionais na Abordagem de Hipertensão e Diabetes na Rede de Atenção Primária A Experiência de São Bernardo do Campo Experiências Nacionais na Abordagem de Hipertensão e Diabetes na Rede de Atenção Primária A Experiência de São Bernardo do Campo VIII Encontro Nacional de Prevenção da Doença Renal Crônica Dra. Patrícia

Leia mais

QUALIFICAÇÃO DE PRESTADORES DE SERVIÇOS DE SAUDE. Rita Maria B. R. Kaluf rita.kaluf@unimeds.com.br (11) 21462585

QUALIFICAÇÃO DE PRESTADORES DE SERVIÇOS DE SAUDE. Rita Maria B. R. Kaluf rita.kaluf@unimeds.com.br (11) 21462585 QUALIFICAÇÃO DE PRESTADORES DE SERVIÇOS DE SAUDE Rita Maria B. R. Kaluf rita.kaluf@unimeds.com.br (11) 21462585 Sistema Unimed no Estado de São Paulo Singulares - 73 Intrafederativas - 6 Federação Estadual

Leia mais

Audiência Pública. Câmara dos Deputados. Comissão de Defesa do Consumidor

Audiência Pública. Câmara dos Deputados. Comissão de Defesa do Consumidor Audiência Pública Câmara dos Deputados Comissão de Defesa do Consumidor Agenda Central de Atendimento - Índices NII e Nextel Brasil Qualidade Técnica Conclusão Central de Atendimento Própria Serviço não

Leia mais

Manual de Relacionamento com Fornecedor

Manual de Relacionamento com Fornecedor 1 Manual de Relacionamento com Fornecedor 2 I Introdução... 3 1. Missão, visão e valores... 4 II Relacionamento com Fornecedor... 5 1. Qualificação... 6 2. Transporte... 6 3. Veículo... 6 4. Entrega/Recebimento...

Leia mais

QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA HOSPITAIS, CLÍNICAS, LABORATÓRIOS E DEMAIS PRESTADORAS DE SERVIÇOS MÉDICOS

QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA HOSPITAIS, CLÍNICAS, LABORATÓRIOS E DEMAIS PRESTADORAS DE SERVIÇOS MÉDICOS QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA HOSPITAIS, CLÍNICAS, LABORATÓRIOS E DEMAIS PRESTADORAS DE SERVIÇOS MÉDICOS O objetivo deste questionário é analisar as atividades

Leia mais

QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA HOSPITAIS E DEMAIS PRESTADORAS DE SERVIÇOS MÉDICOS SIMILARES

QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA HOSPITAIS E DEMAIS PRESTADORAS DE SERVIÇOS MÉDICOS SIMILARES QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA HOSPITAIS E DEMAIS PRESTADORAS DE SERVIÇOS MÉDICOS ILARES O objetivo deste questionário é analisar as atividades profissionais desenvolvidas

Leia mais

São Camilo Saúde. Acesse o conteúdo na íntegra http://www.saocamilosaude.com/boletins2011.html. Regional Centro Sudeste. Regional Centro Sudeste

São Camilo Saúde. Acesse o conteúdo na íntegra http://www.saocamilosaude.com/boletins2011.html. Regional Centro Sudeste. Regional Centro Sudeste Informativo Semanal São Camilo Saúde Ano III, Edição 87 09-09 - 11 Hospital C. C. São Vicente de Paulo (Caxambu/) Hospital Coração de Jesus (Campo Verde/MT) Hospital e Maternidade Vital Brazil (Timóteo/)

Leia mais

Categoria Franqueador Pleno

Categoria Franqueador Pleno PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2013 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueador Pleno Dados da empresa Razão Social: MOLDURA MINUTO FRANCHISING LTDA Nome fantasia: MOLDURA MINUTO Data de

Leia mais

0 21 anos: Fase do amadurecimento biológico 21 42 anos: Fase do amadurecimento psicológico mais de 42 anos: Fase do amadurecimento espiritual

0 21 anos: Fase do amadurecimento biológico 21 42 anos: Fase do amadurecimento psicológico mais de 42 anos: Fase do amadurecimento espiritual Por: Rosana Rodrigues Quando comecei a escrever esse artigo, inevitavelmente fiz uma viagem ao meu passado. Lembrei-me do meu processo de escolha de carreira e me dei conta de que minha trajetória foi

Leia mais

Associação Chácara Santana Jardim Ângela. Grupo Qualidade de Vida UBS/PSF Jardim Caiçara. Grupo da Melhor Idade UBS/PSF Jardim Caiçara

Associação Chácara Santana Jardim Ângela. Grupo Qualidade de Vida UBS/PSF Jardim Caiçara. Grupo da Melhor Idade UBS/PSF Jardim Caiçara Associação Chácara Santana Jardim Ângela Grupo Qualidade de Vida UBS/PSF Jardim Caiçara Grupo da Melhor Idade UBS/PSF Jardim Caiçara 28 Atendimento Móvel Avançado Um Programa de Atenção Integral à Saúde

Leia mais

Como a Tecnologia pode democratizar o acesso à saúde

Como a Tecnologia pode democratizar o acesso à saúde Como a Tecnologia pode democratizar o acesso à saúde Smartcity Business América 2015 Curitiba PR Brazil Maio de 2015 Sociedades Inteligentes e Governaça Airton Coelho, MsC, PMP Secretário de Ciência e

Leia mais

Clipping Eletrônico Quarta-feira dia 02/09/2015. Semsa anuncia estratégias para diminuir filas nas UBSs, em Manaus

Clipping Eletrônico Quarta-feira dia 02/09/2015. Semsa anuncia estratégias para diminuir filas nas UBSs, em Manaus Clipping Eletrônico Quarta-feira dia 02/09/2015 Portal D24 AM Saúde 03 de Setembro de 2015. Fonte: http://new.d24am.com/noticias/saude/semsa-anuncia-estrategias-paradiminuir-filas-ubss-manaus/139451 Semsa

Leia mais

Fórum. Desafio da Gestão das Organizações Não Governamentais

Fórum. Desafio da Gestão das Organizações Não Governamentais Fórum Desafio da Gestão das Organizações Não Governamentais Centro Infantil Boldrini Nov / 2013 José Alberto Vieira Saltini Importância do Terceiro Setor É inegável a crescente importância do Terceiro

Leia mais

Ciclo de Debates GV Saúde: Quais as Perspectivas para as Operadoras de Planos de Saúde? Agosto 2014

Ciclo de Debates GV Saúde: Quais as Perspectivas para as Operadoras de Planos de Saúde? Agosto 2014 Ciclo de Debates GV Saúde: Quais as Perspectivas para as Operadoras de Planos de Saúde? Agosto 2014 1 Mercado de Planos de Saúde Impactado por 5 Tendências E o Mercado? Continuará a Crescer? 5 Usuário

Leia mais

QUESTIONÁRIO - AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE. Município. Nome da unidade

QUESTIONÁRIO - AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE. Município. Nome da unidade ANEXO 2 Questionários Dados Gerais QUESTIONÁRIO - AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE Município Nome da unidade Tipo: UBS Tradicional ( ) UBSF ( ) UBS mista ( ) PACS ( ) PA ( ) PS ( ) UPA ( ) Outro Horário de

Leia mais

3º EIXO Dízimo TOTAL DIOCESE 943 579 61,3%

3º EIXO Dízimo TOTAL DIOCESE 943 579 61,3% 3º EIXO Dízimo Paróquia/Questionários Distribuídos Devolvidos % Devolv. Miguel Calmon 67 27 40 Piritiba 45 06 13 Tapiramutá 30 19 63 Mundo Novo 20 12 60 Jequitibá 14 10 71 Totais zonal 2 176 74 42% Andaraí

Leia mais

1. AÇÕES ESTRATÉGICAS E METAS

1. AÇÕES ESTRATÉGICAS E METAS 1. AÇÕES S E S 1.1. Quadro de Ações Estratégicas e Metas para 2013 AÇÃO Criar filial da EBSERH ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS Registrar nos órgãos federais, estaduais e municipais Delegar competências e definir

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 36/2011 Poder Executivo

PROJETO DE LEI Nº 36/2011 Poder Executivo DIÁRIO OFICIAL DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Porto Alegre, sexta-feira, 25 de maio de 2012. PRO 1 PROJETO DE LEI Nº 36/2011 Poder Executivo Institui o Programa Casas da Solidariedade. Art. 1º -Fica instituído

Leia mais

Boas Práticas de Humanização na Atenção e Gestão do Sistema Único de Saúde - SUS

Boas Práticas de Humanização na Atenção e Gestão do Sistema Único de Saúde - SUS 2006 Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Política Nacional de Humanização Permitida a reprodução, no todo ou em parte, sem alteração do conteúdo e com a citação obrigatória da fonte: Política

Leia mais

Entenda o Fundo Municipal de Assistência Social!

Entenda o Fundo Municipal de Assistência Social! Entenda o Fundo Municipal de Assistência Social! CONSELHEIROS ROSA DE FÁTIMA BARGE HAGE Presidente JOSÉ CARLOS ARAÚJO Vice - Presidente MARA LÚCIA BARBALHO DA CRUZ Corregedora ALCIDES DA SILVA ALCÂNTARA

Leia mais

HOSPITAIS FILANTRÓPICOS: A UM PASSO DO CAOS; REFLEXOS EM DOURADOS (MS)

HOSPITAIS FILANTRÓPICOS: A UM PASSO DO CAOS; REFLEXOS EM DOURADOS (MS) Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 05/08/2014. HOSPITAIS FILANTRÓPICOS: A UM PASSO DO CAOS; REFLEXOS EM DOURADOS (MS) Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados,

Leia mais

A participação nessas atividades será comprovada através de um formulário denominada Relatório de Atividades Complementares (RAC).

A participação nessas atividades será comprovada através de um formulário denominada Relatório de Atividades Complementares (RAC). Manual do Aluno OBJETIVO A Faculdade do Pará implantou o Programa de Treinamento Profissional (PTP) para que você possa realizar ações práticas, desde o primeiro período do curso, ligado a profissão que

Leia mais

Gestão de Qualidade. HCFMRP - USP Campus Universitário - Monte Alegre 14048-900 Ribeirão Preto SP Brasil

Gestão de Qualidade. HCFMRP - USP Campus Universitário - Monte Alegre 14048-900 Ribeirão Preto SP Brasil Gestão de Qualidade O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, visando a qualidade assistencial e a satisfação do cliente compromete-se a um entendimento

Leia mais

Plano de Ação. Plano de Ação - 2013. Plano de Ação para o Ano de 2013: Finalidades Estatutárias. Objetivos. Origem dos Recursos.

Plano de Ação. Plano de Ação - 2013. Plano de Ação para o Ano de 2013: Finalidades Estatutárias. Objetivos. Origem dos Recursos. Plano de Ação 2013 Plano de Ação para o Ano de 2013: Finalidades Estatutárias Objetivos Origem dos Recursos Infraestrutura Público Alvo Capacidade de Atendimento Recursos Financeiros Utilizados Recursos

Leia mais

R E L A T Ó R I O DE VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL DE URGÊNCIAS DE GOIÂNIA - HUGO

R E L A T Ó R I O DE VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL DE URGÊNCIAS DE GOIÂNIA - HUGO R E L A T Ó R I O DE VISITA TÉCNICA AO HOSPITAL DE URGÊNCIAS DE GOIÂNIA - HUGO A, de acordo com a competência regimental que lhe confere o Art. 45, inciso V, do Regimento Interno desta Casa de Leis, por

Leia mais

Unimed Brasil. A Unimed é a maior experiência cooperativista na área da saúde em todo o mundo e também a maior rede de assistência médica do Brasil:

Unimed Brasil. A Unimed é a maior experiência cooperativista na área da saúde em todo o mundo e também a maior rede de assistência médica do Brasil: Unimed Brasil A Unimed é a maior experiência cooperativista na área da saúde em todo o mundo e também a maior rede de assistência médica do Brasil: Presente em 83% território nacional; 375 cooperativas

Leia mais

PORTARIA Nº 071 REITOR/2007

PORTARIA Nº 071 REITOR/2007 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS GABINETE DO REITOR PORTARIA Nº 071 REITOR/2007 CONSTITUI E NOMEIA GRUPO DE TRABALHO DE HUMANIZAÇÃO DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO CLEMENTE DE FARIA - HUCF, E DÁ OUTRAS

Leia mais

Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e

Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e Sexta Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e mudou o rumo da vida profissional FOLHA DA SEXTA

Leia mais

Segurança do Paciente e Atendimento de Qualidade no Serviço Público e Privado

Segurança do Paciente e Atendimento de Qualidade no Serviço Público e Privado Simpósio Mineiro de Enfermagem e Farmácia em Oncologia Belo Horizonte - MG, setembro de 2013. Segurança do Paciente e Atendimento de Qualidade no Serviço Público e Privado Patricia Fernanda Toledo Barbosa

Leia mais

DOCUMENTO FINAL 8ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DE TOCANTINS

DOCUMENTO FINAL 8ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DE TOCANTINS DOCUMENTO FINAL 8ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DE TOCANTINS EIXO 1 DIREITO À SAÚDE, GARANTIA DE ACESSO E ATENÇÃO DE QUALIDADE DIRETRIZ: Ampliação da cobertura e qualidade dos serviços de saúde, com o aprimoramento

Leia mais

I SEMINÁRIO NACIONAL DO PROGRAMA NACIONAL DE REORIENTAÇÃO DA FORMAÇÃO PROFISIONAL EM SAÚDE PRÓ-SAÚDE II

I SEMINÁRIO NACIONAL DO PROGRAMA NACIONAL DE REORIENTAÇÃO DA FORMAÇÃO PROFISIONAL EM SAÚDE PRÓ-SAÚDE II Ministério da Educação Secretaria de Ensino Superior Diretoria de Hospitais Univ ersitários e Residências em Saúde A articulação da Graduação em Saúde, dos Hospitais de Ensino e das Residências em Saúde

Leia mais

Santa Casa de Marília

Santa Casa de Marília COMO COMPROMETER AS EQUIPES NOS OBJETIVOS DE QUALIDADE E SUSTENTABILIDADE Santa Casa de Marília Kátia Ferraz Santana (por Márcio Mielo) Fundação 29 de abril de 1929 19.000 m2 de área construída 214 leitos

Leia mais

b. Completar a implantação da Rede com a construção de hospitais regionais para atendimentos de alta complexidade.

b. Completar a implantação da Rede com a construção de hospitais regionais para atendimentos de alta complexidade. No programa de governo do senador Roberto Requião, candidato ao governo do estado pela coligação Paraná Com Governo (PMDB/PV/PPL), consta um capítulo destinado apenas à universalização do acesso à Saúde.

Leia mais

Plano de Melhoria da Gestão

Plano de Melhoria da Gestão Plano de Melhoria da Gestão Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização Sanatório de Messejana Instituição Privada para Tratamento de Tuberculose administrado por religiosas; Capacidade instalada

Leia mais

FANTÁSTICO E JORNAL NACIONAL DENUNCIAM ESQUEMA QUE TRANSFORMA SAÚDE EM BALCÃO DE NEGÓCIOS

FANTÁSTICO E JORNAL NACIONAL DENUNCIAM ESQUEMA QUE TRANSFORMA SAÚDE EM BALCÃO DE NEGÓCIOS FANTÁSTICO E JORNAL NACIONAL DENUNCIAM ESQUEMA QUE TRANSFORMA SAÚDE EM BALCÃO DE NEGÓCIOS A reportagem veiculada no programa Fantástico, da Rede Globo, no domingo (04/01), trouxe à tona um drama que assola

Leia mais

INSTITUTO LOJAS RENNER

INSTITUTO LOJAS RENNER 2011 RELATÓRIO DE ATIVIDADES INSTITUTO LOJAS RENNER Instituto Lojas Renner Inserção de mulheres no mercado de trabalho, formação de jovens e desenvolvimento da comunidade fazem parte da essência do Instituto.

Leia mais

O PEP como Instrumento de Otimização Clinica Marcos Sobral

O PEP como Instrumento de Otimização Clinica Marcos Sobral O PEP como Instrumento de Otimização Clinica Marcos Sobral São Paulo, 19 de setembro de 2005 Agenda Introdução Desafios MVPEP Formas de acessos Funcionalidades Formulários eletrônicos Índices clínicos

Leia mais

VISITA TÉCNIA AO HOSPITAL ARAUJO JORGE

VISITA TÉCNIA AO HOSPITAL ARAUJO JORGE VISITA TÉCNIA AO HOSPITAL ARAUJO JORGE A Comissão de Saúde e Promoção Social, de acordo com a competência regimental que lhe confere o Art. 45, inciso V, do Regimento Interno desta Casa de Leis, realizou

Leia mais

Sistema Único de Saúde. 15 anos de implantação: Desafios e propostas para sua consolidação.

Sistema Único de Saúde. 15 anos de implantação: Desafios e propostas para sua consolidação. Sistema Único de Saúde 15 anos de implantação: Desafios e propostas para sua consolidação. 2003 Sistema Único de Saúde! Saúde como direito de cidadania e dever do Estado, resultante de políticas públicas

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS / 2014. Convênio Municipal Secretaria de Desenvolvimento Social

RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS / 2014. Convênio Municipal Secretaria de Desenvolvimento Social RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS / 2014 Convênio Municipal Secretaria de Desenvolvimento Social Entidade: Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil Endereço: Rua Antônio Miguel Pereira

Leia mais

EXERCÍCIOS ALIMENTOS. As novidades em nutrição. Eles ajudam você a ter uma vida melhor VIVER MAIS. Como amadurecer sem perder o otimismo

EXERCÍCIOS ALIMENTOS. As novidades em nutrição. Eles ajudam você a ter uma vida melhor VIVER MAIS. Como amadurecer sem perder o otimismo EXERCÍCIOS Eles ajudam você a ter uma vida melhor ALIMENTOS As novidades em nutrição VIVER MAIS Como amadurecer sem perder o otimismo Alto padrão em saúde Eles se destacam pela qualidade das instalações,

Leia mais

Classificação de Risco &

Classificação de Risco & Enfermagem em Trauma e Emergência Classificação de Risco & Protocolo de Manchester Tiziane Rogério UNIVERSO Objetivo: Compreender e aplicar o Acolhimento com Classificação de Risco e o Protocolo de Manchester.

Leia mais

Governador do Estado da Bahia Jaques Wagner. Secretário da Saúde Jorge Solla. Coordenadora da Ouvidoria SUS BAHIA Elide Oliveira de Carvalho

Governador do Estado da Bahia Jaques Wagner. Secretário da Saúde Jorge Solla. Coordenadora da Ouvidoria SUS BAHIA Elide Oliveira de Carvalho 1 2 Governador do Estado da Bahia Jaques Wagner Secretário da Saúde Jorge Solla Coordenadora da Ouvidoria SUS BAHIA Elide Oliveira de Carvalho Equipe Técnica: Celurdes Carvalho Flávia Guimarães Simões

Leia mais