Apresentação. Delimitação da Ação:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Apresentação. Delimitação da Ação:"

Transcrição

1 Apresentação Órgão: Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins TRE-TO para contato: Nome do Trabalho: Gestão de Ativos de TI com a tecnologia Radio Frequency Identification - RFID Tema: Tecnologia da Informação Equipe: Francisco Araújo dos Martírios Moura Fé ( Analista Judiciário / Chefe de Seção SEVUE/COSEL/STI) Valdenir Borges Júnior ( Técnico Judiciário / Coordenador CSI/STI) Maurílio Luiz Hoffmann da Silva ( Técnico Judiciário Assistente de Chefia SEVUE/COSEL/STI) Félix Valois Pereira da Silva ( Técnico Judiciário Chefe da Seção SEMAU/CSI/STI) Marcelo Ribeiro de Oliveira Mello ( Assistente de Chefia SEMAU/CSI/STI) Delimitação da Ação: O presente trabalho visa apresentar o projeto de implantação de um sistema de gerenciamento de ativos de TI com a tecnologia Radio Frequency Identification RFID, integrado aos sistemas legados da Justiça Eleitoral, tais como ASI e LogusWeb, que contemple inventário patrimonial, logística de distribuição e armazenamento, rastreamento de ativos bem como o registro de eventos. O escopo inicial do projeto contempla as urnas eletrônicas, pois estas, desde a versão 2009, já foram adquiridas pelo TSE com tags RFID, nas quais foram gravados os números dos patrimônios. Posteriormente, o projeto abrangerá também os demais ativos de TI e bens móveis do TRE-TO. Objetivos e metas: O sistema de gestão tem os seguintes objetivos Permitir o planejamento e acompanhamento das atividades das diversas unidades do órgão, o que precisa ser feito de forma padronizada e integrada, para se alcançar a otimização de recursos humanos e financeiros. No caso dos Tribunais Eleitorais, pela própria natureza dos órgãos, a maioria das atividades são relacionadas às eleições; Fornecer um panorama geral do andamento das atividades das unidades à alta direção; Estimular a prática do planejamento das ações futuras pelas unidades do órgão e, consequentemente, reduzir os riscos inerentes à realização de tarefas improvisadas; Propiciar o aperfeiçoamento contínuo das atividades por meio do registro e posterior consulta de dificuldades e lições aprendidas; Facilitar, padronizar e registrar a comunicação entre as unidades do órgão.

2 Desenvolvimento 1. Identificação do Problema O TRE-TO possui atualmente ativos de TI, além dos demais bens móveis, constituindo assim o patrimônio público. Os bens públicos constantemente necessitam de alguma movimentação tais como remanejamento, substituição manutenção etc. Tais procedimentos carecem de atividades administrativas de controle da localização dos bens para que seja mantida atualizada a carga patrimonial. O que caracteriza um bem público é o fato de pertencer ele a um ente público a União, um Estado, um Município, uma autarquia ou uma empresa pública, sendo assim as responsabilidades do ente público vão desde o uso, manutenção, conservação e principalmente o zelo a que devemos atribuí-lo. Periodicamente a área responsável pelo patrimônio realiza Inventários Patrimoniais com a finalidade de localizar os bens, atualizar as cargas patrimoniais, identificar inconsistências de localização, bem como identificar irregularidades tais como o desaparecimento de algum bem público. Atualmente, o procedimento para a localização de determinado patrimônio fica dependente da visualização in loco para leitura do patrimônio, o que demanda deslocamentos em todas as unidades, gastos com diárias para viagens às unidades que não se situam no município da sede do órgão público. Além disso, como os procedimentos utilizados nos Inventários Patrimoniais são feitos com o uso de leitor de código de barras ou de forma manual, tais atividades levam muito tempo para serem concluídas, e ao término desta, os bens podem já ter sido movimentados, causando assim, inconsistências na atividade realizada. O presente trabalho apresenta a proposta de uma solução inovadora na Justiça Eleitoral utilizando uma tecnologia RFID já consagrada no mercado mundial e no Brasil, principalmente nas áreas de manufatura, logística, dentre outras. A criatividade é a única limitadora das soluções que se propõe a utilizar a tecnologia RFID, pois pode ser utilizada em qualquer área. A tecnologia RFID é uma tecnologia utilizada para a detecção e identificação automática de objetos. Segundo HESSEL (et al., 2011, p. 11), a tecnologia RFID (Radio Frequency Identification Identificação por Radiofrequência) é um método que utiliza ondas eletromagnéticas para acessar dados armazenados em um microchip acoplado a uma pequena antena, identificando automaticamente os objetos nele fixado. Pode ser aplicada em uma série de situações, inclusive na manufatura, logística e distribuição, proporcionando mais visibilidade, rastreamento e sincronização da cadeia de suprimentos, com total confiabilidade.

3 A RFID tem algumas características semelhantes ao código de barras, no entanto, possui um chip que acrescenta mais funcionalidades, tornando-a mais completa. A Justiça Eleitoral sempre teve os pés no chão e os olhos no futuro. A concepção das urnas eletrônicas modelo 2009 contemplou o uso de etiquetas (tags) RFID, mantendo nos modelos seguintes, o que demonstra a preocupação de estar sempre à frente do seu tempo. Escolhemos inicialmente a gestão de ativos de TI, começando pelas urnas eletrônicas como forma de aproveitar a estrutura existente, e no passo seguinte, facilmente pode ser incluído quaisquer materiais que precisem ser rastreados ou monitorados. Uma solução RFID básica contempla três componentes: etiquetas, leitores e antenas. 1.1 Etiqueta A função da etiqueta (tag) é armazenar os dados referentes ao objeto, ou animal, ao qual será anexada. Estes dados serão repassados ao leitor, no momento da leitura/captura das informações. Uma etiqueta RFID é formada por uma por um circuito interno (chip) conectado a uma antena. É no chip onde ficam armazenadas as informações, cabendo à antena a função de receber e propagar o sinal de rádio. Segundo Hessel e Azambuja (2011, p. 110) a memória do chip pode ser: apenas leitura: um número sequencial é gravado no momento da fabricação não é possível alterar; uma gravação / várias leituras: a etiqueta pode ser gravada apenas uma vez, com os dados desejados e ser lida quantas vezes forem necessárias; leitura/gravação: é mais flexível, quanto à gravação, no entanto mais vulnerável à adulteração e sobreposição de dados. As etiquetas RFID são classificadas em passivas, semipassivas e ativas. As etiquetas passivas têm como principal característica não possuir bateria interna. Nelas as antenas são alimentadas pela energia do campo magnético emitido pelo leitor. O alcance delas, portanto, varia de acordo com a capacidade do leitor. As etiquetas ativas possuem um transmissor e uma bateria interna, o que pode melhorar a comunicação entre etiqueta e leitor. Entretanto, cabe ressaltar a necessidade de trocas periódicas das baterias. Já as etiquetas semipassivas são um misto dos modelos anteriores e possuem bateria interna, mas não possuem transmissor, ou seja, também dependem de ativação do leitor.

4 1.2 Leitor O leitor RFID é um equipamento que possibilita a propagação, amplificação e leitura de sinais de radiofrequência. São os leitores, através dos sinais, os responsáveis por alimentar as antenas das etiquetas passivas. Segundo Hessel e Azambuja (2011, p ) um leitor possui as seguintes características: é alimentado eletricamente por uma tomada ou bateria; utiliza essa fonte de alimentação para transmitir os sinais; possui circuitos integrados responsáveis pela modulação da eletricidade e interpretação dos sinais emitidos e recebidos; transfere o fluxo de eletricidade até a antena; é através das antenas que os sinais de rádio são enviados e recebidos; os sinais recebidos pelas antenas são decodificados e posteriormente transferidos para um software em computador que trate e utilize essas informações. Existem basicamente dois tipos de leitores: fixos e móveis. Os leitores fixos ficam geralmente instalados em portais por onde os equipamentos podem passar. Como eles devem ficar ligados diretamente a alguma base de dados, é possível um tratamento de alto-nível para os eventos que envolvam as etiquetas passantes (entrada, saída etc.). Já os leitores móveis, possuem como maior característica a mobilidade e possibilidade de levar o leitor até o equipamento/etiqueta, e não o contrário como acontece com os leitores fixos. A principal utilização dos leitores móveis é na realização de inventários e localização de bens desaparecidos. 1.3 Antena As antenas são os componentes responsáveis pela comunicação entre as etiquetas e os leitores. O estilo da antena e o posicionamento representam um fator significativo na determinação da área de cobertura, alcance e desempenho na comunicação (HESSEL, AZAMBUJA, 2011, p. 140). É possível fazer uma analogia das antenas com microfones que captam os sinais e caixas de som que propagam esses sinais. Elas estão presentes tanto nos leitores fixos e móveis quanto nas etiquetas de RFID. 2. Métodos e técnicas Os métodos e técnicas utilizados para atingir os benefícios da adoção do Sistema gestão envolvem o desenvolvimento do sistema, os recursos providos pelo sistema e a própria operacionalização do sistema no TRE-TO. Estas etapas serão detalhadas nas seções a seguir.

5 A proposta é implantar solução de RFID para gestão de ativos de TI que contemple rastreabilidade, inventário, auditoria, conferência e armazenamento de histórico de movimentação nos diversos ambientes do depósito de urnas, sede do TRE-TO e Cartório Eleitoral de Palmas. A solução deve contemplar a integração entre os sistemas legados (ASI e Logus Web) através da geração de arquivos a serem importados/exportados; As atividades de implantação da solução serão realizadas em 02 (duas) etapas: 1ª etapa serão adquiridos equipamentos de RFID, tais como leitores (fixos e móveis), antenas e periféricos para a sede do TRE-TO, o depósito de urnas e o Cartório Eleitoral de Palmas (29ª ZE). Será adquirida/desenvolvida uma solução de gestão de ativos de TI (middleware). Também serão adquiridas etiquetas (tags) para as urnas eletrônicas modelos 2004 e 2008, visto que as demais já vieram de fábrica com etiquetas (tags) gravadas com o número de patrimônio; 2ª etapa serão adquiridos equipamentos de RFID, tais como leitores (fixo e móveis), antenas e periféricos para os 34 (trinta e quatro) Cartórios Eleitorais restantes. Também serão adquiridas etiquetas (tags) para os demais ativos de TI. 2.1 Atividades Dentre as principais atividades necessárias para implantação estão: Análise dos locais (Site Survey) onde serão instalados os equipamentos de RFID para dimensionar e especificar as características necessárias. Instalar leitores fixos e antenas nas entradas da sede do TRE-TO, nos ambientes previamente cadastrados tais como área de manutenção de equipamentos, nas entradas do depósito de urnas e nos ambientes previamente cadastrados tais como área de armazenamento das urnas eletrônicas, área de aceite/atesto para recebimento de novas urnas eletrônicas, área de manutenção preventiva, a área de manutenção corretiva, dentre outras, bem como nas entradas do Cartório Eleitoral de Palmas; Interligar todos os leitores fixos em rede identificados pelo local/ambiente; Fixar etiquetas (tags) nas urnas eletrônicas modelos 2004 e 2008 com o número de patrimônio conforme as especificações abaixo: Conformidade com o tipo C definido na norma ISO/IEC :2004 (Information technology -- Radio frequency identification for item management -- Part 6: Parameters for air interface communications at 860 MHz to 960 MHz), modificada pela extensão ISO/IEC

6 6:2004/Amd 1:2006 (Extension with Type C and update of Types A and B); Tipo passiva; Possibilitar a leitura, em no mínimo, distâncias inferiores e iguais a 1 metro; Capacidade de armazenamento mínimo de número com 8 dígitos; Após a escrita do número de patrimônio, deve ser impossível a reescrita ou deleção do número, (read-only); 2.2 Funcionalidades do Middleware Integração com nos sistemas legados (ASI e Logus Web) para consulta de informações sobre os ativos de TI; Cadastrar locais (sede do TRE, Prédio Anexo, Cartórios Eleitorais etc) onde serão monitoradas as movimentações dos ativos de TI. A identificação dos locais deve ser a mesma utilizada nos sistemas legados (ASI e Logus Web); Cadastrar ambientes relacionado com a atividade a ser desempenhada (manutenção, aceite, atesto, embarque, dentre outros); Cadastrar ativos de TI que possuem a etiqueta (tag). A identificação dos ativos deve ser a mesma utilizada nos sistemas legados (ASI e Logus Web), no caso o número de patrimônio; Cadastrar restrições para determinados ativos de TI, tais como limitação de saída etc; Gerar evento de alarme nos ambientes para os ativos de TI com movimentação restrita enviando ou SMS; Armazenamento de histórico de movimentação associado com o procedimento a ser realizado; Buscar a localização de ativos de TI nos diversos locais cadastrados; Fazer inventário de ativos de TI por ambiente utilizando leitores fixos ou móveis; Gerar arquivos para recebimento no ASI para emissão de guia de transferência; Gerar arquivos para recebimento no Logus Web para registro de manutenções; Acompanhar a realização de procedimentos através do histórico de movimentação (aceite, manutenção preventiva/corretiva, dentre outras); 2.3 Fluxos Os fluxos apresentados representam como a solução deve tratar cada evento de movimentação dos ativos de TI. A maioria dos eventos é comum a todos os ativos de TI Depósito de urnas O depósito de urnas contém a área de armazenamento das urnas eletrônicas, área de aceite/atesto para recebimento de novas urnas eletrônicas, área de

7 manutenção preventiva, a área de manutenção corretiva, dentre outras. O fluxo de movimentação dos equipamentos entre as áreas segue detalhado e ilustrado no gráfico a seguir:

8 1. Ao entrar no prédio do depósito de urnas o leitor fixo registra entrada - procedimento de armazenamento ; 2. Movimentou a(s) urna(s) da área de armazenamento para a área de aceite, o leitor fixo registra entrada início de procedimento de aceite ; 3. Movimentou a(s) urna(s) da área de aceite para a área de armazenamento, o leitor fixo registra saída fim de procedimento de aceite ; 4. Movimentou a(s) urna(s) da área de armazenamento para a área de manutenção preventiva, o leitor fixo registra entrada início de procedimento de manutenção preventiva ; 5. Movimentou a(s) urna(s) da área de manutenção preventiva para a área de armazenamento, o leitor fixo registra saída fim de procedimento de manutenção preventiva ; 6. Movimentou a(s) urna(s) da área de armazenamento para a área de manutenção corretiva, o leitor fixo registra entrada início de procedimento de manutenção corretiva ; 7. Movimentou a(s) urna(s) da área de manutenção corretiva para a área de armazenamento, o leitor fixo registra saída fim de procedimento de manutenção corretiva ; 8. Movimentou a(s) urna(s) da área de armazenamento para fora do prédio, o leitor fixo registra saída início de procedimento de envio de urna eletrônica ; 9. Ao entrar no prédio do TRE ou Cartório Eleitoral o leitor fixo registra entrada procedimento de recebimento de urna eletrônica ;

9 Todas as movimentações (entradas/saídas) dos equipamentos nas áreas identificadas seguem um microprocesso que identifica o evento como sendo uma entra ou saída da área, conforme esquematizado na fluxograma abaixo Cartório Eleitoral Os Cartórios Eleitorais possui uma área para depósito de urnas, no entanto, inicialmente será acompanhada a movimentação de entrada/saída do prédio: 1. Ao entrar no prédio do Cartório Eleitoral o leitor fixo registra entrada - procedimento de armazenamento ; 2. Movimentou a(s) urna(s) da área de armazenamento para fora do prédio, o leitor fixo registra saída início de procedimento de envio de urna eletrônica ; 3. Ao entrar no prédio do TRE ou Depósito de Urnas o leitor fixo registra entrada procedimento de recebimento de urna eletrônica ; 3. Resultados e benefícios alcançados Com dispositivos fixos de leitura RFID nos ambientes de trabalho é possível registrar, automaticamente, as movimentações (entradas e saídas), eventos (aceites, manutenções preventivas, corretivas, dentre outros), além de manter todo o histórico. Com dispositivos móveis de leitura RFID é possível localizar os ativos simplesmente acionando o leitor para saber a sua localização, melhorando significativamente a administração patrimonial, movimentações e registro de eventos. 4. Eficácia das Ações Segue abaixo um comparativo de atividades realizadas na situação atual e com o uso do sistema de gestão de TI: Atividade Situação Atual Com RFID Leitura de patrimônio Manual Movimentação dos bens Registro manual Automático Controle de movimentação Através de guias Inventário patrimonial Gastos com diárias e deslocamento Sem deslocamentos Tempo de leitura De horas até meses Instantâneo Aviso de movimentação de Não existe Disparo de SMS, item restrito e/ou sirene Restrições de saída Não existe Controle de movimentações entre ambientes Não existe Rastreável Equipe necessária Várias componentes 01 (uma) pessoa Reflexo da situação atual Nem sempre reflete Em tempo real

10 Conclusão Com a implantação da solução de Gestão de ativos de TI utilizando a tecnologia de rádio frequência espera-se mais agilidade e controle nas atividades de movimentações entre os diversos ambientes da Justiça Eleitoral do Tocantins melhorando significativamente a administração patrimonial e registro de eventos. Os benefícios são inúmeros, entre os quais, podem-se enumerar: Movimentações refletidas em tempo real, rastreabilidade, inventário patrimonial, auditoria, conferência e armazenamento de histórico de movimentação nos diversos ambientes. BIBLIOGRAFIA HESSEL, Fabiano, et al. Introdução a Sistemas RFID. In: HESSEL, Fabiano, et al. Implementando RFID na cadeia de negócios: tecnologia a serviço da excelência / org. Fabiano Hessel, et al. 2ª ed. Porto Alegre: EDIPUCRS, p HESSEL, Fabiano, AZAMBUJA, Marcelo. Etiquetas e Leitores RFID. In: HESSEL, Fabiano, et al. Implementando RFID na cadeia de negócios: tecnologia a serviço da excelência / org. Fabiano Hessel, et al. 2ª ed. Porto Alegre: EDIPUCRS, p

RFID Você vai usar! Jean Pierre Borges de Sousa jeansousa@inf.ufg.br

RFID Você vai usar! Jean Pierre Borges de Sousa jeansousa@inf.ufg.br RFID Você vai usar! Jean Pierre Borges de Sousa jeansousa@inf.ufg.br Graduado em Sistemas de Informação FASAM Mestrado em andamento em Ciência da Computação INF/UFG PRIMEIROS PASSOS Surgiu na Segunda Guerra

Leia mais

Introdução ao sistema RFID

Introdução ao sistema RFID Introdução ao sistema RFID Profa. Renata Rampim de Freitas Dias Professora associada ao Centro de Excelência em RFID RFID _ Filme O que é RFID? RFID é um termo genérico denotando: A identifição de um objeto

Leia mais

Introdução à tecnologia RFID

Introdução à tecnologia RFID Sumário Como surgiu a tecnologia RFID... 2 Como funciona?... 2 Quais os benefícios e onde utilizar o sistema de RFID... 4 Utilização proposta... 4 Etapas para leitura de dados via RFID... 5 Diagrama de

Leia mais

Sistema de Telemetria para Hidrômetros e Medidores Aquisição de Dados Móvel e Fixa por Radio Freqüência

Sistema de Telemetria para Hidrômetros e Medidores Aquisição de Dados Móvel e Fixa por Radio Freqüência Sistema de Telemetria para Hidrômetros e Medidores Aquisição de Dados Móvel e Fixa por Radio Freqüência O princípio de transmissão de dados de telemetria por rádio freqüência proporciona praticidade, agilidade,

Leia mais

Gestão patrimonial e a Lei de Responsabilidade Fiscal na Contabilidade Pública, utilizando um software com tecnologia

Gestão patrimonial e a Lei de Responsabilidade Fiscal na Contabilidade Pública, utilizando um software com tecnologia Gestão patrimonial e a Lei de Responsabilidade Fiscal na Contabilidade Pública, utilizando um software com tecnologia O conceitos e as determinações legais que norteiam as gestões de patrimônio e almoxarifado

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA REITORIA ANEXO I. PROJETO DE LONGA DURAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA REITORIA ANEXO I. PROJETO DE LONGA DURAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA REITORIA ANEXO I. PROJETO DE LONGA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do Projeto: Medição de alcance de transponders RFID na Empresa Fockink Panambi

Leia mais

ESTUDO DA TECNOLOGIA DE IDENTIFICAÇÃO POR RÁDIO FREQUÊNCIA

ESTUDO DA TECNOLOGIA DE IDENTIFICAÇÃO POR RÁDIO FREQUÊNCIA ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 ESTUDO DA TECNOLOGIA DE IDENTIFICAÇÃO POR RÁDIO FREQUÊNCIA Camila de Brito Miranda 1 ; Rafaela do

Leia mais

Solução de Segurança patrimonial com a tecnologia RFID(*)

Solução de Segurança patrimonial com a tecnologia RFID(*) Solução de Segurança patrimonial com a tecnologia RFID(*) (*) - RFID Identificação por Rádio Freqüência Usa antenas que lêem e gravam informações em chips, para monitoramento de ativos pessoas ou objetos

Leia mais

Atualmente dedica-se à Teleco e à prestação de serviços de consultoria em telecomunicações.

Atualmente dedica-se à Teleco e à prestação de serviços de consultoria em telecomunicações. Roteiro de Estudos Redes PAN IV O Portal Teleco apresenta periodicamente Roteiros de Estudo sobre os principais temas das Telecomunicações. Os roteiros apresentam uma sugestão de tutoriais publicados para

Leia mais

ÍNDICE. Apresentação do produto Impacto no negócios Telas do sistemamódulos do sistema Mobilize Stock Mobilize Store A Handcom Contato

ÍNDICE. Apresentação do produto Impacto no negócios Telas do sistemamódulos do sistema Mobilize Stock Mobilize Store A Handcom Contato ÍNDICE Apresentação do produto Impacto no negócios Telas do sistemamódulos do sistema Mobilize Stock Mobilize Store A Handcom Contato Apresentação do produto O Mobilize é uma solução mobile modular para

Leia mais

WMS. Agenda. Warehouse Management Systems (WMS) Warehouse Management Systems Sistema de Gerenciamento de Armazéns

WMS. Agenda. Warehouse Management Systems (WMS) Warehouse Management Systems Sistema de Gerenciamento de Armazéns WMS Warehouse Management Systems Sistema de Gerenciamento de Armazéns Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com Informática Aplicada a Logística Profº Breno Amorimsexta-feira, 11 de setembro de 2009 Agenda

Leia mais

CONTROLE DO FLUXO DE PESSOAS UTILIZANDO IDENTIFICAÇÃO POR RADIOFREQUÊNCIA

CONTROLE DO FLUXO DE PESSOAS UTILIZANDO IDENTIFICAÇÃO POR RADIOFREQUÊNCIA CONTROLE DO FLUXO DE PESSOAS UTILIZANDO IDENTIFICAÇÃO POR RADIOFREQUÊNCIA Matheus Stephano B. Moreira¹, Wyllian Fressatti¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR - Brasil matheus_sbm@hotmail.com,

Leia mais

SOBRE A TECNOLOGIA RFID

SOBRE A TECNOLOGIA RFID SOBRE A TECNOLOGIA RFID (*) - RFID Identificação por Rádio Freqüência Usa antenas que lêem e gravam informações em chips para monitoramento de ativos pessoas ou objetos fixos ou móveis. A tecnologia RFID

Leia mais

RFID. RFID - Identificação por Radiofreqüência

RFID. RFID - Identificação por Radiofreqüência RFID RFID - Identificação por Radiofreqüência Sistema de Identificação por Radio Frequência O que é RFID? Objetivo e utilidade similares ao código de barras; Composto por 3 elementos: Uma antena; Um leitor;

Leia mais

Considerações do mundo real. Profa. Renata Rampim de Freitas Dias, RFIDSCM Eng. Luiz Renato Costa - RFID CoE

Considerações do mundo real. Profa. Renata Rampim de Freitas Dias, RFIDSCM Eng. Luiz Renato Costa - RFID CoE Considerações do mundo real Profa. Renata Rampim de Freitas Dias, RFIDSCM Eng. Luiz Renato Costa - RFID CoE 2 Benefícios e oportunidades com RFID 3 Benefícios e oportunidades com RFID São os benefícios

Leia mais

- SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ENXOVAL HOSPITALAR - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MÍNIMAS

- SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ENXOVAL HOSPITALAR - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MÍNIMAS - SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ENXOVAL HOSPITALAR - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MÍNIMAS I - Aspectos gerais: 1. Sistema eletrônico para gestão e rastreamento do enxoval hospitalar, composto por etiquetas dotadas

Leia mais

RFID APLICADO NO GERENCIAMENTO DE CORRIDAS DE ATLETISMO

RFID APLICADO NO GERENCIAMENTO DE CORRIDAS DE ATLETISMO RFID APLICADO NO GERENCIAMENTO DE CORRIDAS DE ATLETISMO Vinicius Fornazero 1, Alexandre Paulino Sierra da Silva 1 1 UNIPAR Universidade Paranaense Paranavaí PR Brasil vinifornazero@hotmail.com, alexandre.pps@unipar.br

Leia mais

Entendendo a Tecnologia RFID

Entendendo a Tecnologia RFID Entendendo a Tecnologia RFID Como o próprio nome sugere a identificação por radiofreqüência é uma tecnologia de identificação automática que utiliza ondas eletromagnéticas como meio para capturar as informações

Leia mais

RFID: APLICABILIDADE, CONFIABILIDADE, SEGURANÇA, PADRÕES E CASES DE SUCESSO

RFID: APLICABILIDADE, CONFIABILIDADE, SEGURANÇA, PADRÕES E CASES DE SUCESSO WORKSHOP TECNOLOGIA CARDS 2009 RFID: APLICABILIDADE, CONFIABILIDADE, SEGURANÇA, PADRÕES E CASES DE SUCESSO São Paulo, 27.4.2009 Karina Prado Diretora Comercial GD Burti S.A. DEFINIÇÃO Radio-Frequency Identification

Leia mais

GLOBAL SCIENCE AND TECHNOLOGY (ISSN 1984-3801)

GLOBAL SCIENCE AND TECHNOLOGY (ISSN 1984-3801) 50 GLOBAL SCIENCE AND TECHNOLOGY (ISSN 1984-3801) APLICAÇÃO DA TECNOLOGIA DE IDENTIFICAÇÃO POR RÁDIOFREQÜÊNCIA (RFID) PARA CONTROLE DE BENS PATRIMONIAIS PELA WEB Marcelo Gonçalves Narciso Resumo: Este

Leia mais

OPERACIONAIS ADMINISTRATIVAS

OPERACIONAIS ADMINISTRATIVAS PROCESSOS OPERACIONAIS ADMINISTRATIVAS PROCESSOS CONSULTORIA EM GESTÃO E CONTROLES PROJETOS PARA USO DE TECNOLOGIAS CONTROLE DE ENXOVAIS NAS ROUPARIAS E LAVANDERIAS MACRO FLUXO PROCESSO Fixação TAG ARMÁRIO

Leia mais

LNet Mobility WIRELESS SOLUTIONS

LNet Mobility WIRELESS SOLUTIONS LNet Mobility WIRELESS SOLUTIONS INTRODUÇÃO: Entende-se por Mobilidade a possibilidade de poder se comunicar em qualquer momento e de qualquer lugar. Ela é possível graças às redes wireless, que podem

Leia mais

Localização de veículos em chão de fábrica usando tecnologia RFID

Localização de veículos em chão de fábrica usando tecnologia RFID Localização de veículos em chão de fábrica usando tecnologia RFID José Lourenço Lemos Netto, Mauricio Duarte (Orientador), Bacharelado em Ciência da Computação Centro Universitário Eurípedes de Marília,

Leia mais

A Tecnologia RFID Aplicada à Logística Instituto de Desenvolvimento Logístico

A Tecnologia RFID Aplicada à Logística Instituto de Desenvolvimento Logístico A Tecnologia RFID Aplicada à Logística Instituto de Desenvolvimento Logístico Avenida Prudente de Morais, 290 4º andar Cidade Jardim (31) 2531 0166 contato@idel.com.br www.idel.com.br 1 Palestrante Mac

Leia mais

O que é RFID? Fernando Xavier Maio/2007

O que é RFID? Fernando Xavier Maio/2007 Fernando Xavier Maio/2007 Agenda :: Contexto :: RFID :: Elementos :: Funcionamento :: Benefícios :: Barreiras :: Mercado :: Usos :: Questões :: Segurança :: Mitos Contexto :: Dificuldade na identificação

Leia mais

RFID. Laird SEU FORNECEDOR DE ANTENAS RFID

RFID. Laird SEU FORNECEDOR DE ANTENAS RFID RFID Laird SEU FORNECEDOR DE ANTENAS RFID RFID A Identificação por Rádiofrequência permite a uma organização capturar, mover e gerenciar informações de e para cada ponto de atividade dentro do negócio

Leia mais

WMS - Warehouse Management System

WMS - Warehouse Management System Sistema de Gestão Empresarial LUSANA SOUZA NATÁLIA BATUTA MARIA DAS GRAÇAS TATIANE ROCHA GTI V Matutino Prof.: Itair Pereira Sumário 1. INTRODUÇÃO... 2 2. WMS... 2 3. SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO... 2 4. POLÍTICA

Leia mais

APLICAÇÕES DA TECNOLOGIA DE IDENTIFICAÇÃO POR RADIO FREQUÊNCIA (RFID) NA PESQUISA E PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA

APLICAÇÕES DA TECNOLOGIA DE IDENTIFICAÇÃO POR RADIO FREQUÊNCIA (RFID) NA PESQUISA E PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA APLICAÇÕES DA TECNOLOGIA DE IDENTIFICAÇÃO POR RADIO FREQUÊNCIA (RFID) NA PESQUISA E PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA Luciano Vieira Koenigkan 1 Marcelo Gonçalves Narciso 2 RESUMO: Este artigo mostra o que vem a ser

Leia mais

BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE RFID

BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE RFID BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE RFID Aldo Ventura da Silva * RESUMO O presente trabalho teve como objetivo mostrar o funcionamento do sistema de RFID, visando seu histórico, e principais atributos, assim servindo

Leia mais

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC 1. Diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenar

Leia mais

COMO AS SOLUÇÕES DIGITAIS ESTÃO TRANSFORMANDO A GESTÃO DO SUPPLY CHAIN CARLOS VALLE, OUTUBRO/2015

COMO AS SOLUÇÕES DIGITAIS ESTÃO TRANSFORMANDO A GESTÃO DO SUPPLY CHAIN CARLOS VALLE, OUTUBRO/2015 COMO AS SOLUÇÕES DIGITAIS ESTÃO TRANSFORMANDO A GESTÃO DO SUPPLY CHAIN CARLOS VALLE, OUTUBRO/2015 UM MUNDO SUPER CONECTADO! Redefinir o seu modelo de negócio Conectando pessoas, devices e redes de negócios

Leia mais

SpinCom Telecom & Informática

SpinCom Telecom & Informática Rastreador GPS/GSM modelo Com as fortes demandas por segurança e gestão de frota, a SpinCom, acaba de lançar o rastreador GPS/GSM modelo. O rastreador é indicado para aplicações de rastreamento de automóveis,

Leia mais

GT GPRS RASTREADOR VIA GPS COM BLOQUEADOR

GT GPRS RASTREADOR VIA GPS COM BLOQUEADOR GT GPRS RASTREADOR VIA GPS COM BLOQUEADOR O GT GPRS é um equipamento wireless que executa a função de recepção e transmissão de dados e voz. Está conectado à rede de telefonia celular GSM/GPRS, para bloqueio

Leia mais

Leila M. Bento 1, Isabel Nogueira 2

Leila M. Bento 1, Isabel Nogueira 2 ABORDAGEM DA APLICABILIDADE DE TECNOLOGIA NO TRATAMENTO DE ACERVO BIBLIOGRÁFICO: DA ORGANIZAÇÃO NAS ESTANTES AO INVENTÁRIO DO ACERVO EM BIBLIOTECAS E CENTROS DE DOCUMENTAÇÃO Leila M. Bento 1, Isabel Nogueira

Leia mais

Aplicações. Principais aplicações TRACEABILITY M A R K I N G PAR TS N S

Aplicações. Principais aplicações TRACEABILITY M A R K I N G PAR TS N S SERIALS N S Aplicações 5 10 15 20 25 30 35 40 5 10 TRACEABILITY 15 20 25 PAR TS N S IDENTIFICATION 30 35 40 M A R K I N G Principais aplicações - Mecânica Geral - Mecânica de Precisão - Automotiva - Metais

Leia mais

Acadêmico: Maicon Machado Orientador: José Carlos Toniazzo

Acadêmico: Maicon Machado Orientador: José Carlos Toniazzo Acadêmico: Maicon Machado Orientador: José Carlos Toniazzo Tema; Delimitação do Problema; Hipóteses ou questões de pesquisa; Objetivos; Justificativa; Revisão Bibliográfica; Cronograma; Referências. Desenvolver

Leia mais

Brasil EPC. Código Eletrônico de Produto. Volume 3

Brasil EPC. Código Eletrônico de Produto. Volume 3 Brasil EPC Código Eletrônico de Produto Volume 3 A implementação do código eletrônico de produto (EPC) e da tecnologia de identificação por radiofrequência (RFID), promete importantes benefícios aos consumidores

Leia mais

Rádio Freqüência e Biometria no Controle do Material Bélico

Rádio Freqüência e Biometria no Controle do Material Bélico Rádio Freqüência e Biometria no Controle do Material Bélico Wilson Carlos Lopes Silva Cap Esp Arm Instituto Tecnológico de Aeronáutica ITA Praça Mal Eduardo Gomes, 50 Vila das Acácias São José dos Campos

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA. Automação residencial utilizando dispositivos móveis e microcontroladores.

PROJETO DE PESQUISA. Automação residencial utilizando dispositivos móveis e microcontroladores. PROJETO DE PESQUISA 1. Título do projeto Automação residencial utilizando dispositivos móveis e microcontroladores. 2. Questão ou problema identificado Controlar remotamente luminárias, tomadas e acesso

Leia mais

O que são sistemas supervisórios?

O que são sistemas supervisórios? O que são sistemas supervisórios? Ana Paula Gonçalves da Silva, Marcelo Salvador ana-paula@elipse.com.br, marcelo@elipse.com.br RT 025.04 Criado: 10/09/2004 Atualizado: 20/12/2005 Palavras-chave: sistemas

Leia mais

TÍTULO: SISTEMA DE ACESSIBILIDADE E AUTOMATIZAÇÃO PARA PESSOAS PORTADORAS DE NECESSIDADE ESPECIAIS

TÍTULO: SISTEMA DE ACESSIBILIDADE E AUTOMATIZAÇÃO PARA PESSOAS PORTADORAS DE NECESSIDADE ESPECIAIS TÍTULO: SISTEMA DE ACESSIBILIDADE E AUTOMATIZAÇÃO PARA PESSOAS PORTADORAS DE NECESSIDADE ESPECIAIS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE TECNOLOGIA

Leia mais

2 Tecnologia de Identificação por Rádio Freqüência (RFID)

2 Tecnologia de Identificação por Rádio Freqüência (RFID) 2 Tecnologia de Identificação por Rádio Freqüência (RFID) A tecnologia de IDentificação por Rádio Freqüência (RFID) provê uma forma de identificar unicamente itens, distinguindo-os de qualquer outro, além

Leia mais

INSTALAÇÕES ELÉTRICAS ELETRICA

INSTALAÇÕES ELÉTRICAS ELETRICA ELETRICA A ME Engenharia tem como aliados profissionais altamente qualificados com anos de experiência em Engenharia de Eletricidade. Garantindo nossos projetos e manutenção com toda a proteção adequada

Leia mais

IW10. Rev.: 02. Especificações Técnicas

IW10. Rev.: 02. Especificações Técnicas IW10 Rev.: 02 Especificações Técnicas Sumário 1. INTRODUÇÃO... 1 2. COMPOSIÇÃO DO IW10... 2 2.1 Placa Principal... 2 2.2 Módulos de Sensores... 5 3. APLICAÇÕES... 6 3.1 Monitoramento Local... 7 3.2 Monitoramento

Leia mais

Cronograma. RFID ( Radio Frequency Identification ) Histórico. Histórico. O que é RFID? Vídeo IBM

Cronograma. RFID ( Radio Frequency Identification ) Histórico. Histórico. O que é RFID? Vídeo IBM Cronograma RFID ( Radio Frequency Identification ) Alexandre Gaddo Fábio Rossi Guilherme Rodrigues Histórico O que é RFID? Componentes Funcionamento Porque utilizar padrão epc Estrutura de codificação

Leia mais

Rastreabilidade a Prática. Amanda Prado - Itaueira Flávia Ponte - GS1 Brasil

Rastreabilidade a Prática. Amanda Prado - Itaueira Flávia Ponte - GS1 Brasil 1 Rastreabilidade a Prática Amanda Prado - Itaueira Flávia Ponte - GS1 Brasil O que é Rastreabilidade? É a capacidade de recuperação do histórico, da aplicação ou da localização de uma entidade (ou item)

Leia mais

SEJA BEM VINDO A IWEIC RASTRACK VIA SATÉLITE

SEJA BEM VINDO A IWEIC RASTRACK VIA SATÉLITE Manual do usuário: SEJA BEM VINDO A IWEIC RASTRACK VIA SATÉLITE Atuamos dentro dos mais altos padrões nacionais de qualidade, para cumprir nossa missão de proporcionar a nossos clientes o máximo de dedicação,

Leia mais

O USO DE PLATAFORMAS OPEN SOURCE PARA O ENSINO DA TECNOLOGIA DE IDENTIFICAÇÃO POR RÁDIO FREQUÊNCIA (RFID)

O USO DE PLATAFORMAS OPEN SOURCE PARA O ENSINO DA TECNOLOGIA DE IDENTIFICAÇÃO POR RÁDIO FREQUÊNCIA (RFID) O USO DE PLATAFORMAS OPEN SOURCE PARA O ENSINO DA TECNOLOGIA DE IDENTIFICAÇÃO POR RÁDIO FREQUÊNCIA (RFID) Katielle Dantas Oliveira 1 katielledantas@gmail.com Maurício Barros de Almeida Neto 1 mauricio.ifce.br@gmail.com

Leia mais

Implantação e operação de um Escritório Corporativo de Projetos do Tribunal Superior Eleitoral com foco nas Eleições 2010

Implantação e operação de um Escritório Corporativo de Projetos do Tribunal Superior Eleitoral com foco nas Eleições 2010 Órgão: Tribunal Superior Eleitoral TSE Unidade: Escritório Corporativo de Projetos e-mail: ecp@tse.gov.br Implantação e operação de um Escritório Corporativo de Projetos do Tribunal Superior Eleitoral

Leia mais

3. Caracterização do problema

3. Caracterização do problema 3. Caracterização do problema Os autores Grove Bhatt 2006 se preocuparam em recomendar seis passos para implementação do RFID que podem ser extrapolados quando associado à tecnologia GPS,ou seja: Determinar

Leia mais

Sistema de Identificação, Rastreamento e Autenticação de Mercadorias

Sistema de Identificação, Rastreamento e Autenticação de Mercadorias São Paulo, 21 de setembro de 2010 Sistema de Identificação, Rastreamento e Autenticação de Mercadorias e Dario Thober Centro de Pesquisas von Braun Centro de Pesquisa sem fins lucrativos Soluções inovadoras

Leia mais

A APLICAÇÃO DA TECNOLOGIA RFID NAS DIFERENTES ÁREAS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE SANTA CATARINA-CBMSC

A APLICAÇÃO DA TECNOLOGIA RFID NAS DIFERENTES ÁREAS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE SANTA CATARINA-CBMSC A APLICAÇÃO DA TECNOLOGIA RFID NAS DIFERENTES ÁREAS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE SANTA CATARINA-CBMSC Angelo João Heinzen Miguel 1 RESUMO Este artigo trata da tecnologia RFID (Radio Frequency Identification),

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Coletores de Rádio Frequência PROF. DR. PAULO ROBERTO SCHROEDER DE SOUZA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Coletores de Rádio Frequência PROF. DR. PAULO ROBERTO SCHROEDER DE SOUZA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Coletores de Rádio Frequência PROF. DR. PAULO ROBERTO SCHROEDER DE SOUZA Introdução Com um mercado cada vez mais competitivo a automação dos processos é primordial; Uma central de

Leia mais

Cód. Doc. TAB-RHU-003

Cód. Doc. TAB-RHU-003 1 de 27 ÁREA: SUPERINTENDÊNCIA CARGO: Diretor Superintendente Garantir o correto funcionamento dos sistemas de informação utilizados pela empresa; Aprovar projetos de melhorias nos equipamentos e sistemas

Leia mais

AUTOR(ES): GISELE APARECIDA NEGREIRO ALVES, EVERTON NATAN BORGES DE SOUZA

AUTOR(ES): GISELE APARECIDA NEGREIRO ALVES, EVERTON NATAN BORGES DE SOUZA TÍTULO: INSPEÇÃO E RASTREABILIDADE CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO ANHANGUERA AUTOR(ES): GISELE APARECIDA NEGREIRO ALVES, EVERTON

Leia mais

Informática I. Aula 4. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 4-11/09/2006 1

Informática I. Aula 4. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 4-11/09/2006 1 Informática I Aula 4 http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 4-11/09/2006 1 Ementa Histórico dos Computadores Noções de Hardware e Software Microprocessadores Sistemas Numéricos e Representação

Leia mais

SOLUÇÕES TELEMÁTICAS

SOLUÇÕES TELEMÁTICAS SOLUÇÕES TELEMÁTICAS A Plataforma agora poderá atender à todos estes nichos de negócios, atendendo a cada necessidade de controle de cargas, logística, pessoas e ainda por cima valorizando a segurança

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM

DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM WMS WAREHOUSE MANAGEMENT SYSTEM SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ARMAZÉM/DEP M/DEPÓSITO WMS Software de gerenciamento de depósito que auxilia as empresas na busca de melhorias nos

Leia mais

Relatório da prática/proposta

Relatório da prática/proposta Relatório da prática/proposta 1.Nome da pratica/ proposta inovadora: Projeto de Digitalização de Imagens Radiológicas na Rede Pública de Saúde de Naviraí 2.Caracterização da situação anterior: O município

Leia mais

Serviços Técnicos de Campo

Serviços Técnicos de Campo Serviços Técnicos de Campo Advanta possui um amplo portfólio de serviços técnicos de campo disponível em todo o território nacional por meio de seu corpo técnico especializado. As competências multi-vendor

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO Portaria INMETRO/DIMEL/Nº 065, de 18 de maio de 2000.

Leia mais

Conceitos Básicos de Telefonia Celular

Conceitos Básicos de Telefonia Celular O curso foi elaborado especialmente para atender o profissional que atua no mercado varejista de aparelhos celulares e quer atender seus clientes com rapidez e qualidade. O treinamento é direcionado ao

Leia mais

MUDANÇAS NA ISO 9001: A VERSÃO 2015

MUDANÇAS NA ISO 9001: A VERSÃO 2015 MUDANÇAS NA ISO 9001: A VERSÃO 2015 Está em andamento o processo de revisão da Norma ISO 9001: 2015, que ao ser concluído resultará na mudança mais significativa já efetuada. A chamada família ISO 9000

Leia mais

Nome do Sistema DESARM- Sistema De Guarda E Rastreabilidade de Armas de Fogo. Equipe Dr. ERNESTO ANSELMO QUEIROZ CHÍXARO Juiz Auxiliar da Corregedoria

Nome do Sistema DESARM- Sistema De Guarda E Rastreabilidade de Armas de Fogo. Equipe Dr. ERNESTO ANSELMO QUEIROZ CHÍXARO Juiz Auxiliar da Corregedoria Órgão Tribunal de Justiça do Amazonas Email para contato sidney.brito@tjam.jus.br Nome do Sistema DESARM- Sistema De Guarda E Rastreabilidade de Armas de Fogo Equipe Dr. ERNESTO ANSELMO QUEIROZ CHÍXARO

Leia mais

RFID (Identificação por Radiofrequência)

RFID (Identificação por Radiofrequência) RFID (Identificação por Radiofrequência) Este tutorial apresenta a descrição de conceitos de RFID, tecnologia wireless de identificação e coleta de dados. Vergílio Antonio Martins Engenheiro de Eletrônica

Leia mais

Políticas de Segurança da Informação. Aécio Costa

Políticas de Segurança da Informação. Aécio Costa Aécio Costa A segurança da informação é obtida a partir da implementação de um conjunto de controles adequados, incluindo políticas, processos, procedimentos, estruturas organizacionais e funções de software

Leia mais

A Física por trás da Tecnologia RFID. Profa. Renata Rampim de Freitas Dias, RFIDSCM

A Física por trás da Tecnologia RFID. Profa. Renata Rampim de Freitas Dias, RFIDSCM A Física por trás da Tecnologia RFID Profa. Renata Rampim de Freitas Dias, RFIDSCM 2 Espectro electromagnético 3 Espectro de frequência para o sistema RFID Tamanho da antena Existe uma razão de proporção

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas...9 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 Moto é um rastreador exclusivo para Motos desenvolvido com os mais rígidos

Leia mais

GESTÃO. Educacional. www.semeareducacional.com.br. Sistema Municipal de Excelência ao Atendimento da Rede

GESTÃO. Educacional. www.semeareducacional.com.br. Sistema Municipal de Excelência ao Atendimento da Rede GESTÃO Educacional A P R E S E N T A Ç Ã O www.semeareducacional.com.br Sistema Municipal de Excelência ao Atendimento da Rede A EXPANSÃO TECNOLOGIA Nossa MISSÃO: Transformação de Dados em Informação Transformação

Leia mais

Controle de Acesso. Automático de Veículos. saiba mais. automação

Controle de Acesso. Automático de Veículos. saiba mais. automação Controle de Acesso Automático de Veículos Este trabalho tem como objetivo desenvolver uma solução tecnológica que permita o controle dos portões automáticos remotamente através da internet. Aplicando-se

Leia mais

Estudo de Caso. Projeto Correspondência Eletrônica nos Correios S.A.

Estudo de Caso. Projeto Correspondência Eletrônica nos Correios S.A. Estudo de Caso Projeto Correspondência Eletrônica nos Correios S.A. A Presidência dos Correios vislumbrou a possibilidade da Empresa apresentar aos seus clientes um novo serviço, que foi denominado de

Leia mais

Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Auditoria e Análise de Segurança da Informação - 4º período Professor: José Maurício S.

Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Auditoria e Análise de Segurança da Informação - 4º período Professor: José Maurício S. Disciplina: Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Auditoria e Análise de Segurança da Informação - 4º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 4: Trilhas de Auditoria Existe a necessidade

Leia mais

Dataprev Aumenta a Eficiência na Entrega de Projetos em 40% com CA Clarity on Premise

Dataprev Aumenta a Eficiência na Entrega de Projetos em 40% com CA Clarity on Premise CUSTOMER SUCCESS STORY Dezembro 2013 Dataprev Aumenta a Eficiência na Entrega de Projetos em 40% com CA Clarity on Premise PERFIL DO CLIENTE Indústria: Setor público Companhia: Dataprev Empregados: 3.000+

Leia mais

Business Process Management [BPM] Get Control. Empower People.

Business Process Management [BPM] Get Control. Empower People. Business Process Management [BPM] Get Control. Empower People. O SoftExpert BPM Suite é uma suíte abrangente de módulos e componentes perfeitamente integrados, projetados para gerenciar todo o ciclo de

Leia mais

XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil

XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil José Monteiro Lysandro Junior Light Serviços de Eletricidade S/A jose.monteiro@light.com.br

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Suprimentos. WMS Gerenciamento de Armazém

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Suprimentos. WMS Gerenciamento de Armazém Bloco Suprimentos WMS Gerenciamento de Armazém Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo WMS, que se encontra no Bloco Suprimentos. Todas informações aqui disponibilizadas foram

Leia mais

Gestão de. na prática. na prática

Gestão de. na prática. na prática Gestão de Controle de acesso na prática na prática Controlar Acesso É a determinação de quem, onde e quando pode entrar ou sair de um determinado local. Também inclui o monitoramento e relatórios de suas

Leia mais

GPS Rastreador Car. Apresentamos o G204 Car Traker para rastreamento de veículos.

GPS Rastreador Car. Apresentamos o G204 Car Traker para rastreamento de veículos. GPS Rastreador Car. Apresentamos o G204 Car Traker para rastreamento de veículos. Esse dispositivo é uma das melhores prevenções contra roubos de carros. É um sistema de proteção para veículos disponível,

Leia mais

INOVANDO UM PROCESSO DE SERVIÇOS DE TI COM AS BOAS PRÁTICAS DO ITIL E USO DE BPMS

INOVANDO UM PROCESSO DE SERVIÇOS DE TI COM AS BOAS PRÁTICAS DO ITIL E USO DE BPMS INOVANDO UM PROCESSO DE SERVIÇOS DE TI COM AS BOAS PRÁTICAS DO ITIL E USO DE BPMS Cilene Loisa Assmann (UNISC) cilenea@unisc.br Este estudo de caso tem como objetivo trazer a experiência de implantação

Leia mais

PROJETO DE LEI N O, DE 2007. (Do Sr. MICHEL TEMER)

PROJETO DE LEI N O, DE 2007. (Do Sr. MICHEL TEMER) PROJETO DE LEI N O, DE 2007. (Do Sr. MICHEL TEMER) Dispõe sobre as empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança e dá outras Providências. O Congresso nacional decreta: CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

Rastreamento na Produção de Açúcar

Rastreamento na Produção de Açúcar CASE Rastreamento na Produção de Açúcar Com este objetivo foi desenhado o projeto, visando capturar as informações dos Big bags em momentos chave do processo produtivo. A Solução Com estas informações

Leia mais

RFID CASE STUDY THROTTLEMAN. Hugo Pedro hugo.pedro@sybase.pt 91 879 88 54

RFID CASE STUDY THROTTLEMAN. Hugo Pedro hugo.pedro@sybase.pt 91 879 88 54 RFID CASE STUDY THROTTLEMAN Hugo Pedro hugo.pedro@sybase.pt 91 879 88 54 A TECNOLOGIA RFID A HISTÓRIA A TECNOLOGIA Identificação por Rádio Frequência permite identificar unicamente um objecto, usando ondas

Leia mais

Básico do RFID. Profa. Renata Rampim de Freitas Dias, RFIDSCM

Básico do RFID. Profa. Renata Rampim de Freitas Dias, RFIDSCM Básico do RFID Profa. Renata Rampim de Freitas Dias, RFIDSCM 2 Organização da apresentação 1. História; 2. Funcionamento do sistema RFID; 3. Aplicações. Organização da apresentação 1. História; 2. Funcionamento

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Núcleo de Pós Graduação Pitágoras MBA Gestão em TI Disciplina: Administração de Suporte e Automação AUTOMAÇÃO Professor: Fernando Zaidan Ago-2009 1 2 Conceitos iniciais Automação é todo um ferramental

Leia mais

TEORIA GERAL DE SISTEMAS

TEORIA GERAL DE SISTEMAS TEORIA GERAL DE SISTEMAS A Internet global A World Wide Web Máquinas de busca Surgiram no início da década de 1990 como programas de software relativamente simples que usavam índices de palavras-chave.

Leia mais

Soluções em Documentação

Soluções em Documentação Desafios das empresas no que se refere à documentação de infraestrutura de TI Realizar e manter atualizado o inventário de recursos de Hardware e software da empresa, bem como a topologia de rede Possuir

Leia mais

Prof.: Gilberto Onodera

Prof.: Gilberto Onodera Automação de Sistemas Prof.: Gilberto Onodera Aula 21-maio maio-2007 Revisão Conceitos de Macro-economia: Globalização Objetivo: Entender os principais drivers de mercado Economia de escala Paradigma da

Leia mais

Portal RFID Identificação Wireless de Ativos, Estoques e Materiais. www.idutto.com.br

Portal RFID Identificação Wireless de Ativos, Estoques e Materiais. www.idutto.com.br Portal RFID Identificação Wireless de Ativos, Estoques e Materiais www.idutto.com.br RFID Logística & Inventário WIS - Warehouse Information System RECEBIMENTO EXPEDIÇÃO ARMAZENAMENTO INVENTÁRIO COLETA

Leia mais

INNOVA. Soluções de software que capacitam os processadores de aves a...

INNOVA. Soluções de software que capacitam os processadores de aves a... INNOVA Soluções de software que capacitam os processadores de aves a... Maximizar o rendimento e a produtividade Estar em conformidade com os padrões de qualidade e garantir a segurança dos alimentos Obter

Leia mais

Palavras-Chaves: Arquitetura, Modelagem Orientada a Objetos, UML.

Palavras-Chaves: Arquitetura, Modelagem Orientada a Objetos, UML. MODELAGEM ORIENTADA A OBJETOS APLICADA À ANÁLISE E AO PROJETO DE SISTEMA DE VENDAS ALTEMIR FERNANDES DE ARAÚJO Discente da AEMS Faculdades Integradas de Três Lagoas ANDRE LUIZ DA CUNHA DIAS Discente da

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Elaboração Luiz Guilherme D CQSMS 10 00 Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes Avaliação da Necessidade de Treinamento

Leia mais

A GAMA TECNOLOGIA E SEGURANÇA PATRIMONIAL

A GAMA TECNOLOGIA E SEGURANÇA PATRIMONIAL A GAMA TECNOLOGIA E SEGURANÇA PATRIMONIAL, entendendo a necessidade do mercado em serviços relacionados a segurança e proteção do patrimônio, reúne as melhores tecnologias em soluções de segurança e geolocalização.

Leia mais

SISTEMA DE VIGILÂNCIA

SISTEMA DE VIGILÂNCIA SISTEMA DE VIGILÂNCIA O PROJETO A objetivo deste projeto é fornecer um sistema de vigilância que atenda as exigências da Receita Federal feitas aos recintos alfandegários. Características básicas: monitoramento

Leia mais

Capítulo 12 Identificação automática e captura de dados

Capítulo 12 Identificação automática e captura de dados Capítulo 12 Identificação automática e captura de dados Seções: 1. Visão geral dos métodos de identificação automática 2. Tecnologia de códigos de barra 3. Identificação por radiofrequência 4. Outras tecnologias

Leia mais

Otimização através de LIMS e Lean Seis Sigma

Otimização através de LIMS e Lean Seis Sigma Otimização através de LIMS e Lean Seis Sigma Resumo Com uma abordagem prática este trabalho proporcionará uma visão do projeto de implantação de um sistema LIMS com o objetivo de eliminar totalmente o

Leia mais

Elaboração dos documentos

Elaboração dos documentos Estudo de Caso Área de conhecimento Gerência de Escopo Projeto Correspondência Eletrônica nos Correios S.A. A Presidência dos Correios vislumbrou a possibilidade da Empresa apresentar aos seus clientes

Leia mais

PORTARIA TC Nº 437, 23 DE SETEMBRO DE 2015

PORTARIA TC Nº 437, 23 DE SETEMBRO DE 2015 PORTARIA TC Nº 437, 23 DE SETEMBRO DE 2015 Disciplina os procedimentos para gestão de incidentes de segurança da informação e institui a equipe de tratamento e resposta a incidentes em redes computacionais

Leia mais

TECNOLOGIA NC-MES. Coleta de dados no chão de fábrica. ApontamentoS PRECISOS Coleta de dados no local e no momento de origem

TECNOLOGIA NC-MES. Coleta de dados no chão de fábrica. ApontamentoS PRECISOS Coleta de dados no local e no momento de origem Supervisão e monitoração da produção Análise de perdas, falhas e causas Indicadores de desempenho OEE e TRS O chão de fábrica em tempo real Mesmo quando todas as variáveis são idênticas mesmo produto,

Leia mais

Aplicação FUNCIONALIDADES

Aplicação FUNCIONALIDADES O sistema Advice é uma solução Corpdigital baseada na web que centraliza, de forma totalmente integrada, as atividades de um conselho de fiscalização profissional. A ferramenta apresenta módulos integrados

Leia mais