MANUAL DE GERENCIAMENTO SISTEMA VOIP VIRGOS (TARIFADOR)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DE GERENCIAMENTO SISTEMA VOIP VIRGOS (TARIFADOR)"

Transcrição

1 MANUAL DE GERENCIAMENTO SISTEMA VOIP VIRGOS (TARIFADOR)

2 Sumário Introdução Visão Geral Cadastrando Clientes Criando contas no sistema Criando um acesso SIP/IAX (número voip) Cadastrando Troncos (Operadoras) Cadastrando as informações de conexão para um tronco (ip,usuário, senha, etc...) Cadastrando o tronco Tarifação Descrição geral Tariffgroup Criando um Tariffgroup Listando Tariffgroup's cadastrados Associando um Tariffgroup a um cliente Ratecard Criando um Ratecard Listando Ratecard's cadastrados Associando um Ratecard a um Tariffgroup Tarifas (rotas) Criando uma Tarifa Listando e editando tarifas existentes Importando uma tabela de tarifas de uma planilha Agendamento de tarefas para débito/crédito de clientes periodicamente Billing Creditando um cliente Cadastrando pagamentos efetuados pelos clientes Visualizando pagamentos Verificando a situação financeira dos clientes Vouchers Descrição Criando um Voucher

3 6.5.3-Criando vouchers em lote Relatórios Relatório geral Fatura Comparar Ligações Tráfego mensal Tráfego diário Relatório por cliente Manutenção Backup / Download Logs Teste de DTMF Customizar Layout do Cliente Configurações Chave de Acesso ao WebService Exibição do tempo de chamadas Configurações SMTP Dados para emissão de Boleto(*) Pesonalizar os logos da Área Administrativa Valor Mínimo para Fechamento Automático Monitoramento Asterisk Console Usuários conectados SIP Usuarios conectados IAX Chamadas em andamento: Matar ligações e reiniciar Asterisk Ping Gráficos Revendas Revenda por Comissão Adicionar Revenda Comissionada Revenda-Master Adicionar Revenda Master Listar Revenda Master/Comissionada Deletar Revenda Configuração dos Administradores Adicionar Adicionar Admin Parcial Listar Admin e Admin Parcial

4 Introdução Este manual apresenta as principais funcionalidades do sistema Voip Virgos, versão tarifador. O sistema é baseado no software a2billing (www.asterisk2billing.org) e é distribuído sob licença GPL, assim como o original. Não é tratado neste documento passos para instalação do sistema e sim para o seu gerenciamento. Esta documentação, desenvolvida pela Virgos, pode ser distribuída gratuitamente, desde que mantida sua forma e a referência à empresa autora. Verifique sempre a última versão disponível deste documento em Customizações, consultorias, treinamentos e outros serviços sempre podem ser solicitados conosco. O contato pode ser feito via: Virgos Tecnologia da Informação S/S Episcopal, 1763 São Carlos SP (16)

5 1 Visão Geral O sistema trabalha basicamente com o cadastramento de troncos de saída para as chamadas, rotas e clientes. É possível trabalhar com várias operadoras simultaneamente no sistema, onde cada operadora será um tronco no sistema. O que torna isto possível é o cadastramento de rotas no sistema, rotas são definidas atráves de prefixos de discagem e para cada rota definimos um tronco de saída. As rotas possuem diversas propriedades, como por exemplo, valor pago por minuto na rota e valor que será cobrado pela rota. Abaixo um diagrama mostrando a relação entre cliente, rotas e troncos. No cadastro de clientes, é cadastrado primeiramente uma conta que detém as informações do cliente, como: nome, endereço, enfim, os dados cadastrais do cliente. É nesta conta que atribuímos os créditos ao cliente. Para cada conta existente podemos criar vários números voip, estes conhecidos no sistema como sip/iax friends. Os termos SIP e IAX indicam o protocolo de comunicação utilizado pelo dispositivo (ata, softphone, voipphone) utilizado na comunicação. Observamos também no digrama acima outros dois termos: tariffgroup e ratecard. 4

6 Os ratecard's são na verdade um grupo de tarifas (rotas). No cadastramento das tarifas umas das propriedades indicadas é em qual dos ratecard's existentes no sistema ela será inserida. Os tariffgroup's podem ser considerados como os planos de venda praticados no sistema, dentro dos tariffgroup's inserimos os ratecard's criados no sistema. Com o cadastro de tariffgroup's e ratecard's podemos então associar um cliente a um tariffgroup. Desta forma, poderíamos por exemplo, criar um plano com tarifas reduzidas para clientes empresariais e manter clientes residenciais em um tariffgroup com tarifação comum. Abaixo é apresentado outro diagrama, agora demonstrando o funcionamento do sistema com um cadastramento básico de clientes, rotas e troncos. 5

7 1 ATA configurado para conectar se ao servidor com os dados do acesso criado no servidor (sip friend). Considerando que o ATA esteja autenticado no servidor, quando o cliente efetuar uma ligação o ATA enviará número discado para o servidor. 2 O sistema verificará então que este acesso sip está associado ao cliente 'Empresa1'. 3 Nesta fase é verificado a qual tariffgroup o cliente 'Empresa1' está associado, que no caso é o tariffgroup 'Empresarial'. 4 O sistema fará uma comparação do número discado pelo cliente com todas as tarifas existentes nos ratecard's atribuídos ao tariffgroup Empresarial, vale ressaltar que sempre será selecionada a tarifa que seja mais completa em relação ao número discado pelo usuário. Por exemplo, caso o usuário disque , será procurada por tarifas cujo prefixo definido seja , caso não exista, serão procuradas por tarifas 6

8 , depois , depois , depois e assim sucessivamente, até que algo seja encontrado. Caso exista mais de uma tarifa cadastrada com o mesmo prefixo, será escolhida a de menor custo. Selecionada a tarifa, o sistema então enviará a chamada para o tronco correspondente a tarifa selecionada. 5 Chegamos então ao final do processo, onde já sabemos para qual tronco enviar a ligação. Basta agora resgatarmos as informações de autenticação do tronco escolhido, tais informações estão no sip friend determinado no campo 'ip ou nome do friend' no cadastro do tronco. 6 E aqui, finalmente enviamos a chamada para a operadora. 7

9 2 Cadastrando Clientes 2.1 Criando contas no sistema Para cadastrar um cliente, vá em 'Adicionar Cliente' que está localizado no menu 'Clientes'. Abaixo a descrição dos campos disponíveis no formulário de cadastro: Número: Número gerado automaticamente pelo sistema, código único para identificação da conta Apelido: É o nome de usuário utilizado para o cliente acessar a interface de consulta de saldo desta conta. Este campo só aceita caracteres numéricos. Senha via Web: Senha utilizada para acesso a interface de consulta de saldo. Crédito: Este campo possibilita definir um crédito inicial para o cliente, porém o sistema não contabiliza o valor como um crédito a ser pago pelo cliente. Aviso de crédito: Valor para o aviso de crédito baixo. Revendedor: Este campo determina à quem este cliente pertence. Caso seja selecionado algum revendedor, ele terá acesso a este cliente. Língua: idioma do cliente. Tariffgroup: Neste campo é definido qual tariffgroup o cliente utilizará para efetuar suas ligações. Campanhas de Áudio(*): Este campo define se este cliente tem acesso às campanhas de áudio. Campanhas de SMS(*): Este campo define se este cliente tem acesso às campanhas de sms. 8

10 Callcenter(*): Este campo define se este cliente tem acesso ao Callcenter. Ativo: estado da conta, possíveis valores: sim: conta ativada, ligações feitas normalmente (caso o cliente tenha créditos). não: conta desativada, utilização da conta bloqueada. Acesso simultâneo: Defina se esta conta poderá realizar mais de um acesso simultâneo. Moeda: moeda corrente do cliente. Executar tarefas periódicas: o sistema permite o agendamento de tarefas de débito, caso exista alguma, defina aqui se tais tarefas serão aplicadas nesta conta. Tipo: tipo de conta, Pré Pago ou Pós Pago. Limite de Crédito: Caso a conta seja do tipo pós pago, deve se definir aqui um limite de utilização de crédito. Data primeiro uso: data da primeira utilização da conta. Inserido automaticamente pelo sistema. Data da última chamada realizada: data da última vez que o cliente efetuou uma chamada. Inserido automaticamente pelo sistema. Ativar expiração: É possível definir uma data para expiração da conta. As seguintes opções estão disponíveis: Não expirar: A conta nunca expira. 9

11 Expirar em uma data: a conta expira na data informada no campo data de expiração. Expirar alguns dias após o primeiro uso: A conta expira após o número de dias informado no campo dias para expirar, contando após o data do primeiro uso. Expirar alguns dias após a criação: Expira a conta após o número de dias informado no campo dias para expirar, contando após a data de criação (cadastro). Data de expiração: Defina uma data de expiração para a conta, se o campo Ativar expiração estiver ativo. Dias para expirar: Defina o número de dias para a conta expirar, calculo baseado na definição do campo Ativar expiração. Sobrenome: sobrenome do cliente. Primeiro nome: primeiro nome do cliente. E mail do cliente. 2: Campo adicional para e mail do cliente, caso seja necessário. Endereço: Endereço do cliente. Bairro: Bairro do cliente. Cidade: Cidade do cliente. Estado: Estado do cliente. País: País do cliente. 10

12 CEP: CEP do cliente. DDD: Área do telefone do cliente. Informando a área local, o cliente não precisará discá lo para efetuar chamadas para localidades com este DDD. Telefone: Telefone do cliente. Telefone2: Campo adicional para telefone do cliente, caso seja necessário. Pessoa para contato: Nome da pessoa para quando for necessário fazer contato. FAX: Fax do cliente. Documento (CPF/CNPJ): CPF/CNPJ do cliente. Empresa: Nome da empresa do cliente. Inscrição Estadual: Número da inscrição estadual do cliente. Em uso: Usado para debug, este valor será maior que 0 se o cartão estiver em uso. Caso a aplicação trave por algum motivo então o ficara marcado como >0. Neste caso, pode se marcar de volta ao 0 para liberar o uso futuro. Gravação(*): Ativar a gravação de chamadas para este cliente. Data do último Fechamento: Data em que ocorreu o último fechamento da conta deste cliente. Inserido automaticamente pelo sistema. Período de Fechamento: Período de dias entre cada fechamento. Disponível apenas se a conta for do tipo pós paga. Período de Vencimento: Período de dias para vencimento do boleto. Disponível apenas se foi selecionado um Período de Fechamento. 11

13 Observações: Campo livre onde pode ser inserido observações sobre o cliente. (*) Necessário adquirir estes serviços. Entre em contato com nosso Setor Comercial para maiores detalhes. 2.2 Criando um acesso SIP/IAX (número voip) É neste cadastro que criamos os acessos que serão utilizados nos dispositivos. Para cadastrar um acesso, no menu Clientes clique em Adicionar SIP friend (para um dispositivo que utilize o protocolo SIP) ou em Adicionar IAXfriend (para um dispositivo que utilize o protocolo IAX). Name: identificação do acesso. É através deste número que o acesso receberá chamadas. Tipo: tipo de sip friend, no caso de clientes utilize o padrão friend, a definição peer é utilizada somente no cadastramento de operadoras. Username: nome de usuário que será utilizado para este acesso se autenticar no sistema. Normalmente igual a 'name'. Cartão associado: número da conta à qual este acesso será associado. Regexten: Se for preenchido deve ser igual ao username. Callerid: Identificação do usuário, a que aparece na BINA. Amaflags: Deixe como 'billing' para as chamadas serem registradas. Senha: senha que será utilizada para autenticação deste acesso no sistema. MD5Secret: Senha pré criptografada (quase não usado). NAT: defina se o dispositivo que utilizará este acesso esta em uma rede que utilize NAT. 12

14 DTMFMode: Deixe como RFC2833. Qualify: se habilitada, o sistema irá fazer uma verificação do status deste acesso regularmente. Se a latência do servidor for muito alta ou ele não suportar 'qualify' ele pode se tornar UNREACHABLE, impedindo que ligações saim pela operadora usada. Desabilite e ele deverá funcionar. Canreinvite: Determina se durante uma chamada, o sistema deve tentar fazer com que origem e destino comuniquem se diretamente, com o objetivo de liberar o tráfego do sistema. Disallow: Codecs que não serão permitidos, deixe como 'all'. Allow: define quais codecs poderão ser utilizados por este acesso. Os codecs mais conhecidos estão definidos em ordem de prioridade. Host: Deixe dynamic no caso de usuários com ip dinâmico. Você precisa preecher este campo apenas no caso das operadoras/troncos. Callgroup: Deixe em branco. Context: Contexto ao que o SIP está atrelado, normalmente 'callingcard'. Defaultip: Usado para definir um IP para um SIP antes que o ATA se registre com o Asterisk. Normalmente deixado em branco. Fromuser: Se estiver cadastrando uma operadora/tronco, coloque aqui o mesmo valor do campo USERNAME, isto é, o usuário que vc usa para conectarse nela. Fromdomain: Força um domínio nas mensagens entre os SIPs. Insecure: Define como manipular a conexão entre os peers. Normalmente 'no' (default) para SIPs e pode ser 'very' para alguns troncos/operadoras. 13

15 Language: Código de duas letras indicando o país, isto influencia nos toques e tons usados. Para o Brasil é br, normalmente fica em branco. Mailbox: Extensão do Voic , válido apenas para SIPs do tipo peer. Permit, Deny, Mask: Restringem ou permitem IPs. Pickupgroup: Grupo que pode pegar chamadas de outros usuários usando *8. É necessário que a extensão *8 esteja configurada corretamente. Port: Porta em que o SIP responde. Restrictcid: Não é usado. RTPTimeout: Termina uma chamada se houver mais de N segundos de inatividade na chamada quando o telefone não estiver em espera. Válido somente para SIPs do tipo igual a peer. RTPHoldTimeout: Termina uma chamada depois de N segundos de inatividade em uma chamada em espera. Musiconhold: Uma das classes especificadas no arquivo musiconhold.conf. Normalmente não usado aqui. Regseconds: Número de segundos antes do peer se registrar. Válido apenas para entradas em tempo real e normalmente é deixado em branco. IP Addr: IP do SIP, válido para conexões em tempo real. Deixe em branco. CanCallForward: Deixe em yes. DDD: Código da área deste SIP/IAX. Call limit: Limite de chamadas que este SIP/IAX pode efetuar simultaneamente. 14

16 15

17 3 Cadastrando Troncos (Operadoras) 3.1 Cadastrando as informações de conexão para um tronco (ip,usuário, senha, etc...) Este cadastro é normalmente utilizado para troncos que fazem autenticação através de usuário e senha. Para este cadastro insira um SIP client (veja em 2.2 Criando um acesso SIP/IAX (número voip) ). Abaixo a descrição dos campos necessários. Name: nome para identificação do tronco no sistema, livre escolha. Tipo: o tipo de acesso que estamos cadastrando, no caso de operadoras defina peer. Username: insira o nome de usuário fornecido pela operadora. Caso a autenticação seja feita através do IP do servidor, deixe este campo em branco. Senha: insira a senha oferecida pela operadora. Caso a autenticação seja feita através do IP do servidor, deixe este campo em branco. Qualify: Defina se o sistema deve fazer uma verificação regularmente do status da operadora. Algumas operadoras não suportam este parâmetro, se este for o caso defina 'no' neste campo. Host: insira o IP ou o domínio da operadora. Fromuser: Defina o mesmo valor informado no campo username. 3.2 Cadastrando o tronco 16

18 Para criar um novo tronco, clique em Adicionar localizado no menu Troncos. Abaixo a descrição dos campos utilizados: Código do tronco: insira um nome para identificação deste tronco. Adicionar prefixo: algumas operadoras necessitam do prefixo '011' antes do número discado, este campo possibilita que o prefixo seja adicionado automaticamente ao número discado (*). Remover prefixo: remove um ou mais dígitos discados pelo usuário. Protocolo: Tipo de protocolo usado para conectar se ao tronco. Sua operadora lhe fornecerá este parametro. Os valores possíveis são: SIP, IAX2 e ZAP. IP ou nome do friend: indique aqui o nome do sip friend criado para esta operadora, ou informe o IP ou domínio caso a operadora possua a facilidade de autenticação através do IP. Parametros Adicionais: Usados nos comandos Dial do asterisk. Geralmente não é necessário. Tronco secundário, em caso de falhas: podemos definir aqui tronco dentre os cadastrados no sistema para que assuma as chamadas destinadas a este (cadastro atual), caso ele não consiga completa las. Crédito no tronco: usado para controlar quanto crédito você tem com a operadora. Conforme as ligações saírem pelo tronco o crédito diminui. Quando você colocar mais créditos na operadora você atualiza aqui. Este campo serve apenas para seu controle não influenciando no sistema de tarifas. 17

19 4 Tarifação 4.1 Descrição geral A tarifação é constituída por 3 elementos, tariffgroup's, ratecard's e tarifas, onde os tariffgroup' são os planos de venda do sistema, a cada cliente do sistema é associado um tariffgroup. Associamos então a um tariffgroup um ou mais ratecard's, que são grupos de tarifas. Inserimos então, dentro dos ratecard's, as tarifas, que são uma definição de cada rota (prefixo) que desejamos permitir ligações dentro do sistema. As tarifas possuem diversas propriedades, como: prefixo, valor de compra e venda na rota, tronco de destino para a rota, dentre outras. Veja abaixo uma figura demonstrando a associação como deve ser feita no sistema. 4.2 Tariffgroup Criando um Tariffgroup Para criar um Tariffgroup, clique em Adicionar Tariffgroup no menu Tarifas. Abaixo a descrição do formulário de cadastro de um tariffgroup. Nome: defina o nome do Tariffgroup. 18

20 Tipo: este campo define como o sistema deve agir quando encontrar duas rotas iguais, porém com tarifas diferenciadas. As opções são: LCR opta pela rota que possua o menor custo para você, LCD opta pela rota que possua o menor custo para seu cliente. Remover prefixo internacional: defina se as tarifas dos ratecard's que serão associados a este Tariffgroup possuem os prefixos internacionais '011' ou '00' Listando Tariffgroup's cadastrados Para listar os Tariffgroup's cadastrados no sistema, vá em Listar/Editar Tariffgroup, localizado no menu Tarifas. Será apresentada a lista de todos os Tariffgroup's cadastrados no sistema e suas principais informações. É possível editar e apagar qualquer tariffgroup criado clicando nos botões 'editar' e 'deletar' Associando um Tariffgroup a um cliente. A associação dos clientes com os Tariffgroup's é feita editando o cadastro no cliente (menu Clientes, Lista de Clientes/Cartões ) e alterando o campo Tariffgroup do cliente. 4.3 Ratecard Criando um Ratecard Para criar um novo ratecard, clique em criar Adicionar Ratecard, localizado no menu Tarifas. Os campos envolvidos no cadastro estão descritos abaixo. Nome: defina o nome que será utilizado para identificar o Ratecard. 19

21 Data inicial: inicio da validade deste Ratecard. Data final: final da validade do Ratecard. Tronco: define se um tronco padrão para as tarifas que estarão dentro do Ratecard. Porém isso não restringe que todas as tarifas dentro do ratecard saiam pelo tronco definido aqui. O tronco de cada tarifa pode ser editado na própria tarifa. Descrição: apenas um campo para comentários explicativos do ratecard. Não é obrigatório. DNID: não deve ser alterado o valor padrão Listando Ratecard's cadastrados Para listar os Ratecard's cadastrados no sistema, vá em Listar/Editar Ratecard, localizado no menu Tarifas. Será apresentada a lista de todos os Ratecard's cadastrados no sistema e suas principais informações. É possível editar e apagar qualquer ratecard criado clicando nos botões 'editar' e 'deletar' Associando um Ratecard a um Tariffgroup Isto é feito na edição do Tariffgroup em que o Ratecard será associado. Um tariffgroup pode possuir uma lista de ratecard associados, que também são conhecidos como tariffplan's. Na edição do tariffgroup temos a lista de ratecards associados, pode se remover os ratecards já associados e associar novos ratecards. 4.4 Tarifas (rotas) 20

22 4.4.1 Criando uma Tarifa Para criar uma nova tarifa, clique em Adiconar Tarifa no menu Tarifas. No cadastramento de tarifas é definido para onde o sistema fará ligações (prefixos), qual operadora utilizar e os valores praticados para cada destino. Abaixo a descrição dos campos do formulário de cadastro da tarifa: Ratecard: defina a qual ratecard a tarifa deve ser inserida. Prefixo de Discagem: defina o prefixo da rota. É possível criar tanto rotas mais abrangentes e rotas mais especificas, dependendo da necessidade de diferenciação na tarifação. Por exemplo, poderíamos criar uma rota para todos os destinos do Brasil informando neste campo apenas o '55'. Outra possibilidade seria criar uma rota para cada DDD, ex: 5516, Caso queira diferenciar tarifas com destinos celular ou fixo, é preciso criar rotas específicas que determinem essa diferença, alguns exemplos: 55119, 55118, e Destino: uma descrição para a rota, ex: Brasil. Por quanto você compra: defina o valor pago na rota à operadora. Tempo mínimo que você paga na chamada: defina o tempo mínimo de tarifação aplicado pela operadora. Ex: Uma operadora que aplique uma tarifa nos primeiros 30 segundos, após isso a cada 6 segundos. Em blocos de quantos segundos você paga: o período de tempo em que a tarifa é aplicada após a tarifação mínima. Quanto você cobra?: O valor que será aplicado ao cliente nesta rota. Tempo mínimo de tarifação: o tempo mínimo em que a tarifa será aplicada ao cliente. De quantos em quantos segundos você tarifa o cliente: defina o período em que será feita a tarifação no cliente após o período mínimo. 21

23 Custo por conexão: possibilita tarifar o cliente na conexão da chamada, além do tempo total utilizado. Custo por desconexão: possibilita tarifar o cliente na desconexão da chamada, além do tempo total utilizado. Data inicial: data de inicio do período de validade da tarifa. Data final: data final do período da validade da tarifa. Dias de semana: dias da semana em que a tarifa será válida. Tronco: define para qual tronco a chamada deve ser redirecionada. Música de espera: altera o tom de discagem para uma música. O valor No music on hold mantém o tom de discagem convencional Listando e editando tarifas existentes Após o cadastramento das tarifas, alterações poderão ser feitas atráves do menu Editar Ratecard, localizado no menu Tarifas. Um campo de seleção contendo os ratecards existentes no sistema é apresentado. Listadas as tarifas de um Ratecard temos a opção de editá las ou apagá las, clicando nos respectivos botões. Os campos são os mesmos da criação da tarifa. 4.5 Importando uma tabela de tarifas de uma planilha O sistema oferece também, a funcionalidade de fazer o cadastramento das tarifas baseando se em dados de planilha eletrônica (Excel, OpenOffice). Abaixo o modelo da tabela de tarifas: São Carlos Fixo São Carlos Celular

24 55169 São Carlos Celular São Paulo Geral Rio de Janeiro Geral Temos então uma tabela com algumas rotas definidas. Veja que foram definidos os mesmos campos do cadastramento comum de uma tarifa, são eles: prefixo, destino, preço de venda, tempo mínimo de venda, tempo adicional de venda, preço de compra, tempo mínimo de compra e tempo adicional de compra. O último passo na preparação da tabela é salvá la no formato de arquivo csv. Para isso, utilizamos a opção salvar como geralmente localizada no menu arquivo. No Excel, selecione o tipo de arquivo CSV (MS DOS), é normal o Excel emitir alguns avisos portanto confirme os para finalizar a operação. Em outro editor, selecione a opção Texto CSV, edite as configurações de filtro deixando ; como delimitador de campo e delimitador de texto em branco. Com a planilha salva no formato CSV, podemos executar a importação. No menu Tarifas, vá em Importar Ratecard, os passos são descritos abaixo: Escolha qual ratecard quer importar: Selecione o ratecard em que as tarifas da tabela serão importadas. Tronco a usar: Determine qual será o tronco de saída para as tarifas. Em seguida devemos informar como as informações estão dispostas no arquivo csv. As primeiros 3 colunas do arquivo já estão pré selecionadas e são campos obrigatórios para a importação, são eles: Dialprefix: prefixo de discagem (ex.: 5511). Destination: uma descrição para a tarifa (ex.: Brasil São Paulo). Rate intial: o preço de venda aplicado na rota. Na seqüência, podemos informar alguns dados opcionais, como: 23

25 Buyrate: o preço de compra para rota. Buyrateinitblock: tempo mínimo de compra aplicado na rota. Buyrateincrement: o tempo adicional de compra aplicado na rota. Initblock: tempo mínimo de venda aplicado na rota. Billingblock: tempo adicional de venda aplicado na rota. Connect charge: taxa de conexão. Disconnect charge: taxa de desconexão. Considerando a utilização de arquivo seguindo o modelo aqui apresentado, teríamos a seguinte seqüência a determinar. campos obrigatórios 1 dialprefix. 2 destination. 3 rateinitial. campos opcionais 4 initblock. 5 billingblock. 6 buyrate. 7 buyrateinitblock. 8 buyrateincrement. Feito isso, indicamos ao sistema qual o arquivo a utilizar na importação, para isso clique no botão arquivo, em seguida clique em importar. A tela seguinte nos apresenta uma comparação entre o que foi determinado na tela anterior e os valores encontrados na primeira linha do arquivo csv. Estando tudo certo, carregue o arquivo novamente e clique em 'continuar importação' para finalizar o processo. 24

26 25

27 5 Agendamento de tarefas para débito/crédito de clientes periodicamente Esta é uma funcionalidade em que podemos agendar tarefas para realizar débito ou crédito dos clientes automaticamente, em um intervalo de tempo determinado. Para criar uma tarefa periódica, vá em Adicionar Tarefas no menu Execuções Periódicas, abaixo a descrição dos campos disponíveis no cadastro da tarefa: Nome: Defina um nome para a tarefa. Valor: Defina o valor que será debitado/creditado de cada cliente. As opções são: valores positivos: debita créditos das contas atingidas pela execução. valores negativos: credita as contas atingidas pela execução. Ação no cartão: Nesta opção é possível escolher se o cartão do cliente deve ser desativado e se seus créditos serão retirados quando ele for afetado pela tarefa periódica. As opções são: Apenas retirar os créditos acima inseridos. Apenas desativar o cartão sem retirar os créditos. Desativar e retirar os créditos acima inseridos. Retirar todos os créditos acima inseridos. Periodicidade: o intervalo de tempo em que a tarefa deve ser executada. Ex: diariamente, a cada 10 dias, a cada 30 dias, todo dia x do mês e etc... Dia: Caso tenha sido selecionada a opção Todo dia X do mês no item anterior, deve se indicar neste campo em qual dia ela será executada. Regra: É determinar também que a tarefa somente seja executada caso a regra aqui definida seja verdadeira, as opções são: O usuário não usa o cartão desde N dias. 26

28 O usuário usou o cartão nos últimos N dias. Recarga de créditos não realiazada nos últimos N dias. Cartão possui apenas 1 sip friend. Cartão possui 2 ou mais sip friends. Apenas neste tariffgroup. Movimentação em aberto vencido por N dias. Usuário efetuou menos de N recargas no mês passado. Número de dias: campo utilizado para definição de N dias do campo regra. Caso for utilizada a regra Apenas neste tariffgroup, deve se definir neste campo qual o ID do tariffgroup que a tarefa afetará. Caso for utilizada a regra Usuário efetuou menos de N recargas no mês passado, deve se definir neste campo o número de recargas que será utilizada. Parar de executar: Não executa a tarefas nos clientes que se encaixem da regra aqui definida Nunca. O crédito da conta chegou a zero. Máximo de execuções alcançado. Máximo de execuções por cartão: determina o valor para o campo máximo de execuções alcançado, da opção parar de executar. Tipos dos cartões: Este campo define o tipo do cartão que a tarefa irá afetar. Suas opções são: Pré pago; Pós pago; Ambos. Status: estado da tarefa, ativa ou inativa. E mail para envio de relatório: indique um envio de um relatório contendo os resultados da execução da tarefa. 27

29 OBS: a tarefa somente será aplicada aos clientes que estiverem com a opção Executar tarefas periódicas ativada em seu cadastro. 28

30 6 Billing 6.1 Creditando um cliente Para creditar um cliente, vá em Creditar cliente, localizado no menu Billing. Indique o número do cliente e a quantia a ser creditada. Pode ser inserido também um comentário junto ao crédito que está sendo efetuado. Em seguida clique em Creditar valor ao cartão associado. 6.2 Cadastrando pagamentos efetuados pelos clientes O cadastramento de pagamentos dos clientes é efetuado para facilitar o gerenciamento do sistema, quanto a quantias pagas e quantias à pagar. Está localizado no menu Billing em Cadastrar pagamentos. Para cadastrar uma pagamento informamos o username do cliente que efetuou o pagamento e a quantia que foi paga, além de ser possível também inserir um comentário sobre o pagamento. É possível escolher o username do cliente clicando no botão laranja, onde será exibida uma lista para seleção. 6.3 Visualizando pagamentos Nesta opção, localizada no menu Billing em Listar Pagamentos, podemos conferir todos os pagamentos efetuados no sistema, com os dados do cliente que efetuou o pagamento, a data do pagamento, o valor pago e o comentário associado. Caso você possua o serviço de boletos(*), aparecerá também o campo Status do pagamento, que indica se o boleto já está pago ou à confirmar. 6.4 Verificando a situação financeira dos clientes Nesta tela podemos visualizar todas as informações relacionadas a questões financeiras para cada cliente do sistema. A opção chama se Situação Financeira e esta localizada no menu Billing. Temos então listados todos os clientes do sistema, o total de crédito atual, a quantia total já creditada, o total pago e o valor total à pagar. 29

A Plataforma VoIP SAU é um sistema de controle bem completo com dois níveis de hierarquia: Administrador e Cliente Final;

A Plataforma VoIP SAU é um sistema de controle bem completo com dois níveis de hierarquia: Administrador e Cliente Final; PLATAFORMA VOIP SAU A Plataforma VoIP SAU é um sistema de controle bem completo com dois níveis de hierarquia: Administrador e Cliente Final; 1. Página Inicial a. Apresenta informações do sistema como:

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

MÓDULO CLIENTE 1. O QUE PODE SER FEITO PELO SITE: 3 2. APRESENTAÇÃO DO SITE 4

MÓDULO CLIENTE 1. O QUE PODE SER FEITO PELO SITE: 3 2. APRESENTAÇÃO DO SITE 4 MÓDULO CLIENTE Conteúdo 1. O QUE PODE SER FEITO PELO SITE: 3 2. APRESENTAÇÃO DO SITE 4 2.2 HOME 4 2.3 A VALECARD 5 2.4 PRODUTOS 6 2.5 REDE CREDENCIADA 7 2.6 ROTA 9 2.7 CONTATO 9 3. EMPRESAS 11 3.1. ACESSO

Leia mais

SERVIDOR HOTSPOT PARA HOTÉIS/POUSADAS - SMARTWEB MANUAL DE OPERAÇÕES

SERVIDOR HOTSPOT PARA HOTÉIS/POUSADAS - SMARTWEB MANUAL DE OPERAÇÕES SERVIDOR HOTSPOT PARA HOTÉIS/POUSADAS - SMARTWEB MANUAL DE OPERAÇÕES O SMARTWEB é um servidor baseado na plataforma Mikrotik que permite o gerenciamento e controle de acessos à internet. Libera acesso

Leia mais

Manual do usuário. Softcall Java. versão 1.0.5

Manual do usuário. Softcall Java. versão 1.0.5 Manual do usuário Softcall Java versão 1.0.5 Sumário Iniciando SoftCall...3 Tela Principal...3 Configurando o SoftCall...4 Agenda...5 Incluindo um contato...5 Procurando um contato...6 Apagando um contato...6

Leia mais

Resumo das funcionalidades

Resumo das funcionalidades Resumo das funcionalidades Menu MENU Dados Cadastrais Atualizar Cadastro Troca Senha Grupo Usuários Incluir Atualizar Funcionários Incluir Atualizar Atualizar Uso Diário Importar Instruções Processar Status

Leia mais

Manual SteelBOX Gestão e Automação de Estúdios Audiovisuais

Manual SteelBOX Gestão e Automação de Estúdios Audiovisuais Manual SteelBOX Gestão e Automação de Estúdios Audiovisuais Alterosa MG Do Software O SteelBOX é o melhor e mais completo software de gestão e automação de estúdios audiovisuais do país, nele pequenos

Leia mais

Manual de utilização do sistema de envio de sms marketing e corporativo da AGENCIA GLOBO. V 1.0. www.sms.agenciaglobo.net

Manual de utilização do sistema de envio de sms marketing e corporativo da AGENCIA GLOBO. V 1.0. www.sms.agenciaglobo.net Manual de utilização do sistema de envio de sms marketing e corporativo da AGENCIA GLOBO. V 1.0 www.sms.agenciaglobo.net 1 ACESSO O SISTEMA 1.1 - Para acessar o sistema de envio entre no site http://sms.agenciaglobo.net/

Leia mais

Manual de usuário MaxDialer Versão 1.0.2

Manual de usuário MaxDialer Versão 1.0.2 Manual de usuário MaxDialer Versão 1.0.2 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. LOGIN... 3 3. Cadastro... 3 3.1. Máquinas... 4 3.2. Tipo Telefone... 5 3.3. Feriados... 6 3.4. Campanhas... 7 3.5. Usuários... 16

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO MANUAL DE UTILIZAÇÃO Módulo de operação Ativo Bem vindo à Vorage CRM! Nas próximas paginas apresentaremos o funcionamento da plataforma e ensinaremos como iniciar uma operação básica através do nosso sistema,

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

Omega Tecnologia Manual Omega Hosting

Omega Tecnologia Manual Omega Hosting Omega Tecnologia Manual Omega Hosting 1 2 Índice Sobre o Omega Hosting... 3 1 Primeiro Acesso... 4 2 Tela Inicial...5 2.1 Área de menu... 5 2.2 Área de navegação... 7 3 Itens do painel de Controle... 8

Leia mais

inux Sistemas Ltda. MANUAL DO USUÁRIO www.inux.com.br

inux Sistemas Ltda. MANUAL DO USUÁRIO www.inux.com.br 2013 inux Sistemas Ltda. s MANUAL DO USUÁRIO www.inux.com.br Sumário 1 Introdução... 2 2 Visão Geral do Sistema... 2 3 Tela de Configuração... 3 4 Tela de Mensagens... 5 5 Tela de Importação... 8 6 Tela

Leia mais

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 Pela grande necessidade de controlar a internet de diversos clientes, a NSC Soluções em Informática desenvolveu um novo produto capaz de gerenciar todos os recursos

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi

FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi FACULDADE DE TECNOLOGIA DE OURINHOS SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Felipe Luiz Quenca Douglas Henrique Samuel Apolo Ferreira Lourenço Samuel dos Reis Davi ENDIAN FIREWALL COMMUNITY 2.5.1 OURINHOS-SP 2012 HOW-TO

Leia mais

Manual Do Usuário ClinicaBR

Manual Do Usuário ClinicaBR Manual Do Usuário ClinicaBR SUMÁRIO 1 Introdução... 01 2 ClinicaBR... 01 3 Como se cadastrar... 01 4 Versão experimental... 02 5 Requisitos mínimos p/ utilização... 03 6 Perfis de acesso... 03 6.1 Usuário

Leia mais

Cadastramento e compra de vale transporte para o Cartão Metrocard Metropolitano Integrado. Em substituição ao Vale Transporte Temporário de Papel

Cadastramento e compra de vale transporte para o Cartão Metrocard Metropolitano Integrado. Em substituição ao Vale Transporte Temporário de Papel Cadastramento e compra de vale transporte para o Cartão Metrocard Metropolitano Integrado Em substituição ao Vale Transporte Temporário de Papel Acesso para cadastramento da empresa 2 Caso já tenha se

Leia mais

Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X

Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X A primeira coisa a analisarmos é onde ficará posicionado o servidor de Raio-x na rede do cliente, abaixo será colocado três situações básicas e comuns

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico O GCO é um sistema de controle de clínicas odontológicas, onde dentistas terão acesso a agendas, fichas de pacientes, controle de estoque,

Leia mais

WF Processos. Manual de Instruções

WF Processos. Manual de Instruções WF Processos Manual de Instruções O WF Processos é um sistema simples e fácil de ser utilizado, contudo para ajudar os novos usuários a se familiarizarem com o sistema, criamos este manual. Recomendamos

Leia mais

Manual do Instar Mail Sumário

Manual do Instar Mail Sumário Manual do Instar Mail Sumário 1 - Apresentação do sistema... 2 2 - Menu cliente... 2 3 - Menu Importação... 5 4 - Menu Campanhas... 9 5 - Menu banco de arquivos... 16 6 - Menu agendamento... 16 7 - Menu

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES 1.3

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES

Leia mais

COFANET. Guia do Usuário Para Seguro de Crédito. https://cofanet.coface.com/portalviewweb/

COFANET. Guia do Usuário Para Seguro de Crédito. https://cofanet.coface.com/portalviewweb/ COFANET Guia do Usuário Para Seguro de Crédito https://cofanet.coface.com/portalviewweb/ 1 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 4 1.2 Produtos e características do Cofanet... 4 2. ACESSO AO COFANET... 4 2.1 Entrada

Leia mais

APRESENTAÇÃO... 3 OBJETIVO... 3 QUEM DEVE USAR... 3 CAPÍTULO 1 - INICIANDO O SISTEMA... 4

APRESENTAÇÃO... 3 OBJETIVO... 3 QUEM DEVE USAR... 3 CAPÍTULO 1 - INICIANDO O SISTEMA... 4 INDICE APRESENTAÇÃO... 3 OBJETIVO... 3 QUEM DEVE USAR... 3 CAPÍTULO 1 - INICIANDO O SISTEMA... 4 1.1 - ENTRADA NO SISTEMA... 4 1.2 - TELA DO ORGANIZADOR DO MULTICONTAS... 4 CAPÍTULO 2 - FUNCIONALIDADES

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Home -------------------------------------------------------------------------------------------------------- 7 2. Cadastros -------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

2015 GVDASA Sistemas Administração dos Portais

2015 GVDASA Sistemas Administração dos Portais 2015 GVDASA Sistemas Administração dos Portais AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta

Leia mais

Manual do Usuário Instituição

Manual do Usuário Instituição 1 Manual do Usuário Instituição Área Restrita Site de Certificação Controle: D.04.36.00 Data da Elaboração: 13/08/2014 Data da Revisão: - Elaborado por: TIVIT / Certificação ANBIMA Aprovado por: Gerência

Leia mais

Serviço Corporativo de Telefonia IP

Serviço Corporativo de Telefonia IP Universidade Federal de Santa Catarina Pró-Reitoria de Planejamento Superintendência de Governança Eletrônica e Tecnologia da Informação e Comunicação Departamento de Tecnologia da Informação e Redes Serviço

Leia mais

Copyright 2015 Mandic Cloud Solutions - Somos Especialistas em Cloud. www.mandic.com.br

Copyright 2015 Mandic Cloud Solutions - Somos Especialistas em Cloud. www.mandic.com.br Sumário 1. Boas vindas... 4 2. Dashboard... 4 3. Cloud... 5 3.1 Servidores... 5 o Contratar Novo Servidor... 5 o Detalhes do Servidor... 9 3.2 Cloud Backup... 13 o Alteração de quota... 13 o Senha do agente...

Leia mais

Manual de Instalação START PREMIUM V 3.2.14

Manual de Instalação START PREMIUM V 3.2.14 Manual de Instalação START PREMIUM V 3.2.14 1/48 Este documento possui 46 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Novembro de 2013. Impresso no Brasil. Sujeito a alterações técnicas.

Leia mais

Módulo e-rede Magento v1.0. Manual de. Instalação do Módulo. estamos todos ligados

Módulo e-rede Magento v1.0. Manual de. Instalação do Módulo. estamos todos ligados Módulo e-rede Magento v1.0 Manual de Instalação do Módulo estamos todos ligados ÍNDICE 01 02 03 04 Introdução 3 Versão 3 Requerimentos 3 Manual de instalação 4 05 06 4.1 Instruções iniciais 4 4.2 Instalação

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Manual de utilização sistema Comtele SMS

Manual de utilização sistema Comtele SMS Manual de utilização sistema Comtele SMS Login... 3 Dashboard... 4 Envio instantâneo de mensagens SMS... 5 Requisições de envio instantâneo para contatos ou grupos.... 5 Agendamento de envio d e SMS...7

Leia mais

Manual básico de configuração. ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo Linksys PAP2T

Manual básico de configuração. ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo Linksys PAP2T Manual básico de configuração ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo Linksys PAP2T Índice 1 Objetivo deste documento... 3 2 Entendendo o que é um ATA... 3 3 Quando utilizar o ATA... 4 4 Requisitos

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO GKM2000

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO GKM2000 MANUAL DE CONFIGURAÇÃO GKM2000 Versão 1.0 Intelbrás GKM2000 Este é adaptador ATA com interface WAN, PSTN capacitando você a utilizar dois telefones tradicionais ou um aparelho de fax como um dispositivo

Leia mais

jfinanç as Pessoal Versão 2.0 - Fevereiro/2015

jfinanç as Pessoal Versão 2.0 - Fevereiro/2015 jfinanças Pessoal Versão 2.0 - Fevereiro/2015 Índice 1 INTRODUÇÃO E VISÃO GERAL... 1 2 INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO INICIAL DO JFINANÇAS PESSOAL... 2 2.1 Download... 3 2.2 Instalação do jfinanças Pessoal...

Leia mais

Manual do Radioserver

Manual do Radioserver Manual do Radioserver Versão 1.0.0 Alex Farias (Supervisão) Luiz Galano (Comercial) Vinícius Cosomano (Suporte) Tel: (011) 9393-4536 (011) 2729-0120 (011) 2729-0120 Email: alex@smartptt.com.br suporte@smartptt.com.br

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO DE USO. Neste material você encontrará todas as informações básicas para uso do seu gerenciador financeiro HOSTMGR.

DOCUMENTAÇÃO DE USO. Neste material você encontrará todas as informações básicas para uso do seu gerenciador financeiro HOSTMGR. DOCUMENTAÇÃO DE USO Neste material você encontrará todas as informações básicas para uso do seu gerenciador financeiro HOSTMGR. Este material ainda está em desenvolvimento, entretanto estamos disponibilizando

Leia mais

Índice 1. PORTAL DE VENDAS... 3 2. INTEGRAÇÃO PORTAL DE VENDAS X FOX... 4 3. CADASTRO DE VENDEDORES/SUPERVISORES... 5 4. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA...

Índice 1. PORTAL DE VENDAS... 3 2. INTEGRAÇÃO PORTAL DE VENDAS X FOX... 4 3. CADASTRO DE VENDEDORES/SUPERVISORES... 5 4. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA... Portal de Vendas Índice 1. PORTAL DE VENDAS... 3 2. INTEGRAÇÃO PORTAL DE VENDAS X FOX... 4 3. CADASTRO DE VENDEDORES/SUPERVISORES... 5 1.1. Guia Portal de Vendas... 7 4. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA... 8 5.

Leia mais

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário MANUAL DO USUÁRIO 2 ÍNDICE 1. PRÉ REQUISITOS PARA UTILIZAÇÃO DO SIGEP WEB 04 2. PROCEDIMENTOS PARA DOWNLOAD DO SISTEMA 04 3. INSTALANDO O SIGEP WEB 07 4. CONFIGURAÇÕES DO SISTEMA 09 COMPARTILHANDO O BANCO

Leia mais

Módulo e-rede Prestashop v1.0. Manual de. Instalação do Módulo. estamos todos ligados

Módulo e-rede Prestashop v1.0. Manual de. Instalação do Módulo. estamos todos ligados Módulo e-rede Prestashop v1.0 Manual de Instalação do Módulo estamos todos ligados ÍNDICE 01 02 03 04 Introdução 3 Versão 3 Requerimentos 3 Manual de instalação 4 05 06 4.1 Instruções iniciais 4 4.2 Instalação

Leia mais

Módulo e-rede OpenCart v1.0. Manual de. Instalação do Módulo. estamos todos ligados

Módulo e-rede OpenCart v1.0. Manual de. Instalação do Módulo. estamos todos ligados Módulo e-rede OpenCart v1.0 Manual de Instalação do Módulo estamos todos ligados ÍNDICE 01 02 03 04 Introdução 3 Versão 3 Requerimentos 3 Manual de instalação 4 05 06 4.1 vqmod 4 4.2 Instalação e ativação

Leia mais

Tutorial Administrativo (Backoffice)

Tutorial Administrativo (Backoffice) Manual - Software ENTRANDO NO SISTEMA BACKOFFICE Para entrar no sitema Backoffice, digite no seu navegador de internet o seguinte endereço: http://pesquisa.webbyapp.com/ Entre com o login e senha. Caso

Leia mais

Este documento consiste em 25 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Março de 2010.

Este documento consiste em 25 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Março de 2010. Manual do Usuário Este documento consiste em 25 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Março de 2010. Impresso no Brasil. Sujeito a alterações técnicas. A reprodução deste documento,

Leia mais

Manual TDMax Web Commerce VERSÃO: 0.1

Manual TDMax Web Commerce VERSÃO: 0.1 Manual TDMax Web Commerce VERSÃO: 0.1 Sumário Visão geral Bilhetagem Eletrônica... 3 1 TDMax Web Commerce... 4 1.1 Requisitos e orientações gerais... 4 2 Acesso... 5 2.1 Como realizar um cadastro usuário

Leia mais

Produto: CL Titânio Assunto: Quais as funções que podem ser executadas no software client?

Produto: CL Titânio Assunto: Quais as funções que podem ser executadas no software client? Produto: CL Titânio Assunto: Quais as funções que podem ser executadas no software client? Assim que abrir o DVR Client, no canto superior direito há um grupo de opções denominado Login, preencha de acordo

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO... 3 O QUE É CNAB?... 3 QUAL O OBJETIVO DO CNAB?... 3 QUAIS BANCOS E CARTEIRAS O EMPRESÁRIO ERP NOS FORNECE?...

Sumário INTRODUÇÃO... 3 O QUE É CNAB?... 3 QUAL O OBJETIVO DO CNAB?... 3 QUAIS BANCOS E CARTEIRAS O EMPRESÁRIO ERP NOS FORNECE?... Sumário INTRODUÇÃO... 3 O QUE É CNAB?... 3 QUAL O OBJETIVO DO CNAB?... 3 QUAIS BANCOS E CARTEIRAS O EMPRESÁRIO ERP NOS FORNECE?... 4 COMO CONFIGURAR O CNAB... 5 CADASTRO DE BANCOS... 5 PARAMETROS DO CNAB...

Leia mais

3.000.000 de registros de candidatos e respondentes de pesquisa, número que continua crescendo.

3.000.000 de registros de candidatos e respondentes de pesquisa, número que continua crescendo. SUMÁRIO 1 1 - Conceitos Gerais O CRQ é um sistema de controle de qualidade utilizado na etapa de recrutamento de estudos de natureza qualitativa. Ele é um banco de dados que tem como principal objetivo

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Ferramenta de Backup

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Ferramenta de Backup MANUAL DO USUÁRIO Software de Ferramenta de Backup Software Ferramenta de Backup Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este manual serve como referência para

Leia mais

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet Manual do Usuário Copyright 2014 - ControleNaNet Conteúdo A Ficha de Vendas...3 Os Recibos...6 Como imprimir?...7 As Listagens...9 Clientes... 10 Consulta... 11 Inclusão... 13 Alteração... 14 Exclusão...

Leia mais

DRIVE CONTÁBIL NASAJON

DRIVE CONTÁBIL NASAJON DRIVE CONTÁBIL NASAJON Módulo Gestão de Documentos Versão 1.0 Manual do Usuário 1 Sumário Os Módulos do Gerenciador de NFe: Informações Básicas Primeiro Acesso: Requisitos Acesso ao Drive Contábil Nasajon

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SIGEP WEB

MANUAL DO USUÁRIO SIGEP WEB MANUAL DO USUÁRIO SIGEP WEB Sumário PRÉ- REQUISITOS PARA UTILIZAÇÃO DO SIGEP WEB... 4 PROCEDIMENTOS PARA DOWNLOAD DO SISTEMA... 4 INSTALANDO O SIGEP WEB... 6 INICIANDO O SISTEMA... 6 INICIANDO O SISTEMA...

Leia mais

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 1 Sumário 1 - Instalação Normal do Despachante Express... 3 2 - Instalação do Despachante Express em Rede... 5 3 - Registrando o Despachante Express...

Leia mais

Obs: É necessário utilizar um computador com sistema operacional Windows 7.

Obs: É necessário utilizar um computador com sistema operacional Windows 7. Instalando os Pré-Requisitos Os arquivos dos 'Pré-Requisitos' estão localizados na pasta Pré-Requisitos do CD HyTracks que você recebeu. Os arquivos também podem ser encontrados no servidor. (www.hytracks.com.br/pre-requisitos.zip).

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

Sistema de Controle de Cheques GOLD

Sistema de Controle de Cheques GOLD Sistema de Controle de Cheques GOLD Cheques GOLD é um sistema para controlar cheques de clientes, terceiros ou emitidos. Não há limitações quanto as funcionalidades do programa, porém pode ser testado

Leia mais

GUIA RÁPIDO VSR. Página 1 de 27

GUIA RÁPIDO VSR. Página 1 de 27 GUIA RÁPIDO VSR Acessando o VSR...2! Definindo tarifas para os seus clientes...3! Tipos de contas disponíveis no VSR....11! Padrão de LOGIN e PASSWORD....12! Criando contas GK para os seus clientes....13!

Leia mais

3 - Tela Principal. Itens importantes da página

3 - Tela Principal. Itens importantes da página SUMÁRIO 1 1 - Conceitos Gerais O CRQ é um sistema de controle de qualidade utilizado na etapa de recrutamento de estudos de natureza qualitativa. Ele é um banco de dados que tem como principal objetivo

Leia mais

Qando falamos em VOIP

Qando falamos em VOIP Disc-OS, o SoftPABX tropicalizado Asterisk à moda brasileira CAPA Voltada para o mercado brasileiro, a distribuição Disc-OS veio para diminuir a linha de aprendizagem e facilitar a instalação do Asterisk

Leia mais

Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes)

Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes) Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes) 1. Sobre o Microsoft Dynamics CRM - O Microsoft Dynamics CRM permite criar e manter facilmente uma visão clara dos clientes,

Leia mais

Manual do Usuário Cyber Square

Manual do Usuário Cyber Square Manual do Usuário Cyber Square Criado dia 27 de março de 2015 as 12:14 Página 1 de 48 Bem-vindo ao Cyber Square Parabéns! Você está utilizando o Cyber Square, o mais avançado sistema para gerenciamento

Leia mais

NetPBX Billing System

NetPBX Billing System 2007 NetPBX Billing System Descrição O NetPBX Billing System é uma ferramenta que foi desenvolvida como solução para pequenos e médios Provedores de Telefonia VoIP (ITSP). Através dele é possível administrar

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

TUTORIAL DO USUÁRIO CRM SOLUTION EM 05/02/2011

TUTORIAL DO USUÁRIO CRM SOLUTION EM 05/02/2011 TUTORIAL DO USUÁRIO CRM SOLUTION EM 05/02/2011 Manual de operação revisão 20110205 Pagina 1/18 Login no Sistema Para poder utilizar o sistema. 1 - Receba com o gestor do sistema o endereço na WEB no qual

Leia mais

Livro Caixa. www.controlenanet.com.br. Copyright 2015 - ControleNaNet

Livro Caixa. www.controlenanet.com.br. Copyright 2015 - ControleNaNet www.controlenanet.com.br Copyright 2015 - ControleNaNet Conteúdo Tela Principal... 3 Como imprimir?... 4 As Listagens nas Telas... 7 Clientes... 8 Consulta... 9 Inclusão... 11 Alteração... 13 Exclusão...

Leia mais

ITCELL SOFTWARE SOFTCELL

ITCELL SOFTWARE SOFTCELL ITCELL SOFTWARE SOFTCELL 2.0 1.Sumário 2.1 Instalação do SoftCell...2 2.2 Instalação do driver de comunicação...7 5.1 Abrindo o Software SoftCell...11 5.2 Acessando a interface...12 5.3 Configuração da

Leia mais

PAINEL MANDIC CLOUD. Mandic. Somos Especialistas em Cloud. Manual do Usuário

PAINEL MANDIC CLOUD. Mandic. Somos Especialistas em Cloud. Manual do Usuário Mandic. Somos Especialistas em Cloud. PAINEL MANDIC CLOUD Manual do Usuário 1 BEM-VINDO AO SEU PAINEL DE CONTROLE ESTE MANUAL É DESTINADO AO USO DOS CLIENTES DA MANDIC CLOUD SOLUTIONS COM A CONTRATAÇÃO

Leia mais

Ao terminar o preenchimento clique no botão Avançar.

Ao terminar o preenchimento clique no botão Avançar. guiaskype O Skype é o melhor programa para conversas de voz e vídeo da atualidade. Com ele você realiza conversas de voz em tempo real com uma ou mais pessoas ao mesmo tempo. Além disso o Skype não é um

Leia mais

Operações de Caixa. Versão 2.0. Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais

Operações de Caixa. Versão 2.0. Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais Operações de Caixa Versão 2.0 Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais Sumário Introdução... 3 Suprimento... 3 Sangria... 4 Abertura de Caixa... 6 Fechamento de Caixa...

Leia mais

Atualizado em 9 de outubro de 2007

Atualizado em 9 de outubro de 2007 2 Nettion R Copyright 2007 by Nettion Information Security. Este material pode ser livremente reproduzido, desde que mantidas as notas de copyright e o seu conteúdo original. Envie críticas e sugestões

Leia mais

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI Manual de Utilização Família MI ÍNDICE 1.0 COMO LIGAR O MÓDULO... pág 03 e 04 2.0 OBJETIVO... pág 05 3.0 COMO CONFIGURAR O MÓDULO MI... pág 06, 07, 08 e 09 4.0 COMO TESTAR A REDE... pág 10 5.0 COMO CONFIGURAR

Leia mais

Produto IV: ATU SAAP. Manual de Referência

Produto IV: ATU SAAP. Manual de Referência Produto IV: ATU SAAP Manual de Referência Pablo Nogueira Oliveira Termo de Referência nº 129275 Contrato Número 2008/000988 Brasília, 30 de outubro de 2008 1 Sistema de Apoio à Ativideade Parlamentar SAAP

Leia mais

O sistema possui 5 módulos para registros:

O sistema possui 5 módulos para registros: ÍNDICE 1 DESCRIÇÃO...4 2 ACESSO...6 3 DADOS CADASTRAIS...7 3.1 ATUALIZAR CADASTRO...7 3.2 TROCAR SENHA...8 4 GRUPO DE USUÁRIO...9 4.1 INCLUIR...9 4.2 ATUALIZAR...9 5 FUNCIONÁRIOS...10 5.1 INCLUIR...10

Leia mais

MANUAL ESCOLA FLEX. Revisado em 09/07/2008. Sistema Flex www.sistemaflex.com

MANUAL ESCOLA FLEX. Revisado em 09/07/2008. Sistema Flex www.sistemaflex.com MANUAL ESCOLA FLEX Revisado em 09/07/2008 Sistema Flex www.sistemaflex.com Índice Manual Escola Flex Índice... 2 Tela de Abertura (Splash Screen)... 3 Login... 4 Seleção de Empresas... 5 Tela Principal...

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO NextCall Gravador Telefônico Digital

MANUAL DO USUÁRIO NextCall Gravador Telefônico Digital MANUAL DO USUÁRIO NextCall Gravador Telefônico Digital DEZEMBRO / 2010 NEXTCALL GRAVADOR TELEFÔNICO DIGITAL Obrigado por adquirir o NextCall. Este produto foi desenvolvido com o que há de mais atual em

Leia mais

HTVix HA 211. Entrada de alimentação 12VDC / 500mA (Positivo no centro)

HTVix HA 211. Entrada de alimentação 12VDC / 500mA (Positivo no centro) 1 HTVix HA 211 1. Interfaces Entrada de alimentação 12VDC / 500mA (Positivo no centro) Conector RJ11 para conexão de aparelho telefônico analógico ou o adaptador para telefone e rede de telefonia convencional

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. - INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Introdução O VoIP. O Sistema. Funcionamento. Painel Administrativo.

Introdução O VoIP. O Sistema. Funcionamento. Painel Administrativo. Manual VoIP Sumário Introdução...2 O VoIP...2 O Sistema....2 Funcionamento....2 Painel Administrativo....2 Adicionar Créditos....3 Relatório de Clientes....5 Relatório de Chamadas....6 Sistema de Revenda....7

Leia mais

Processo de Envio de email

Processo de Envio de email Processo de Envio de email Introdução O envio de documentos de forma eletrônica vem sendo muito utilizado, assim o envio de arquivos, relatórios, avisos, informações é realizado via e-mail. O sistema disponibiliza

Leia mais

Guia IPBRICK Billing 2.0

Guia IPBRICK Billing 2.0 Guia IPBRICK Billing 2.0 iportalmais 4 de Janeiro de 2013 1 Conteúdo 1 Introdução 3 2 Características 3 2.1 Novas características no Billing 2.0................... 3 3 Procedimento Básico 4 4 Instalação

Leia mais

Módulo e-rede VirtueMart v1.0. Manual de. Instalação do Módulo. estamos todos ligados

Módulo e-rede VirtueMart v1.0. Manual de. Instalação do Módulo. estamos todos ligados Módulo e-rede VirtueMart v1.0 Manual de Instalação do Módulo estamos todos ligados ÍNDICE 01 02 03 04 Introdução 3 Versão 3 Requerimentos 3 Manual de instalação 4 05 06 4.1 Permissões 4 4.2 Instalação

Leia mais

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge Manual do Usuário Versão 1.1 ExpressoMG 14/10/2015 Sumário 1. Apresentação... 4 1.1 Objetivos do Manual... 4 1.2 Público Alvo...

Leia mais

Abra o software de programação. Clique na opção VOIP, depois opção configuração conforme as imagens:

Abra o software de programação. Clique na opção VOIP, depois opção configuração conforme as imagens: Caro cliente, atendendo a sua solicitação de auxílio no processo de configuração da placa VoIP na central Impacta, segue um passo-a-passo para ajudar a visualização. Abra o software de programação. Clique

Leia mais

1. Tela de Acesso pg. 2. 2. Cadastro pg. 3. 3. Abas de navegação pg. 5. 4. Abas dados cadastrais pg. 5. 5. Aba grupo de usuários pg.

1. Tela de Acesso pg. 2. 2. Cadastro pg. 3. 3. Abas de navegação pg. 5. 4. Abas dados cadastrais pg. 5. 5. Aba grupo de usuários pg. Sumário 1. Tela de Acesso pg. 2 2. Cadastro pg. 3 3. Abas de navegação pg. 5 4. Abas dados cadastrais pg. 5 5. Aba grupo de usuários pg. 6 6. Aba cadastro de funcionários pg. 7 7. Pedidos pg. 12 8. Cartões

Leia mais

2013 GVDASA Sistemas Administração dos Portais

2013 GVDASA Sistemas Administração dos Portais 2013 GVDASA Sistemas Administração dos Portais 2013 GVDASA Sistemas Administração dos Portais AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a

Leia mais

Autenticação modo Roteador. Após finalizar a configuração, seu computador obterá o IP e a página de configuração do ATA poderá ser acessada.

Autenticação modo Roteador. Após finalizar a configuração, seu computador obterá o IP e a página de configuração do ATA poderá ser acessada. 2. Conecte a porta WAN do GKM 2210 T ao seu acesso à internet (porta ethernet do modem). O LED WAN acenderá; 3. Conecte a porta LAN à placa de rede do PC. O LED LAN acenderá; 4. Conecte o(s) telefone(s)

Leia mais

FAQ PERGUNTAS FREQUENTES

FAQ PERGUNTAS FREQUENTES FAQ PERGUNTAS FREQUENTES 1 SUMÁRIO SUMÁRIO...2 1.Quais são as características do Programa?...4 2.Quais são os pré-requisitos para instalação do Sigep Web?...4 3.Como obter o aplicativo para instalação?...4

Leia mais

Plataforma Manual do Administrador/Revenda

Plataforma Manual do Administrador/Revenda 1 Entrando no Sistema Acesse o site: http://209.133.196.250/painel/login.aspx Conforme tela abaixo Informe em usuário o seu telefone celular e em senha, a senha que você recebeu por sms. Caso você não

Leia mais

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09 ÍNDICE Sobre o SabeTelemarketing 03 Ícones comuns à várias telas de gerenciamento Contato Verificar registros 09 Telas de cadastro e consultas 03 Menu Atalho Nova pessoa Incluir um novo cliente 06 Novo

Leia mais

1. Conhecendo o Pligg

1. Conhecendo o Pligg MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Conhecendo o Pligg....................................................... 1 2. Como instalar o Pligg...................................................... 2 3. Como ativar

Leia mais

Manual Ilha Web Imóveis. Sistema para Imobiliárias e Corretores. Ilha Web Internet Ltda.

Manual Ilha Web Imóveis. Sistema para Imobiliárias e Corretores. Ilha Web Internet Ltda. Manual Ilha Web Imóveis Sistema para Imobiliárias e Corretores Ilha Web Internet Ltda. Sumário 1 REQUISITOS DO SERVIDOR...3 2 INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO...4 2.1 CRIE UMA BASE DE DADOS...4 2.2 MODIFIQUE O

Leia mais

jfinanç as Empresa Versão 2.0 - Fevereiro/2015

jfinanç as Empresa Versão 2.0 - Fevereiro/2015 jfinanças Empresa Versão 2.0 - Fevereiro/2015 Índice 1 INTRODUÇÃO E VISÃO GERAL... 1 2 INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO INICIAL DO JFINANÇAS EMPRESA... 2 2.1 Download... 3 2.2 Instalação do jfinanças Empresa...

Leia mais

MANUAL DO SERVICE DESK SYSTEM

MANUAL DO SERVICE DESK SYSTEM Manual do Sumário Conhecendo o SERVICE DESK SYSTEM... 3 - A tela de Acesso ao sistema:... 3 - A tela do sistema após o acesso(exemplo):... 3 OCORRÊNCIAS... 4 - Abertura de chamados:... 4 - Atendendo um

Leia mais

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO MANUAL VTWEB CLIENT URBANO A marca do melhor atendimento. Conteúdo... 2 1. Descrição... 3 2. Cadastro no sistema... 3 2.1. Pessoa Jurídica... 3 2.2. Pessoa Física... 5 2.3. Concluir o cadastro... 6 3.

Leia mais

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo em sua oficina. O sistema foi desenvolvido para ser utilizado

Leia mais

Cetac - Centro de Ensino e Treinamento em Anatomia e Cirurgia Veterinária Manual Técnico do Sistema Administrativo do site Cetacvet.com.

Cetac - Centro de Ensino e Treinamento em Anatomia e Cirurgia Veterinária Manual Técnico do Sistema Administrativo do site Cetacvet.com. Manual Técnico do Sistema Administrativo do site Cetacvet.com.br SÃO PAULO - SP SUMÁRIO Introdução... 3 Autenticação no sistema administrativo... 4 Apresentação do sistema administrativo... 5 Gerenciamento

Leia mais

Manual do Sistema de RMO P á g i n a 2. Manual do Sistema de RMO. Registro Mensal de Ocorrências (GRH) Núcleo de Informática

Manual do Sistema de RMO P á g i n a 2. Manual do Sistema de RMO. Registro Mensal de Ocorrências (GRH) Núcleo de Informática Gerência de Recursos Humanos GRH/PRAD/UFMS Manual do Sistema de RMO Versão On-Line Núcleo de Informática Universidade Federal de Mato Grosso do Sul P á g i n a 2 Manual do Sistema de RMO Registro Mensal

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Ferramenta de Fidelização Eletrônica ÁGUA DOCE SABORES DO BRASIL. Interface de OPERAÇÃO (no caixa)

MANUAL DO USUÁRIO. Ferramenta de Fidelização Eletrônica ÁGUA DOCE SABORES DO BRASIL. Interface de OPERAÇÃO (no caixa) MANUAL DO USUÁRIO Ferramenta de Fidelização Eletrônica ÁGUA DOCE SABORES DO BRASIL Interface de OPERAÇÃO (no caixa) http://abf.e-deploy.com.br/operacao/ Versão 1.0 Conteúdo Sobre o programa fidelidade

Leia mais

Visão Empresa de Contabilidade. Versão 8.1A-13

Visão Empresa de Contabilidade. Versão 8.1A-13 Visão Empresa de Contabilidade Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse

Leia mais