ANEXO II - ( PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - COPEIRAGEM ) MÃO-DE-OBRA MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANEXO II - ( PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - COPEIRAGEM ) MÃO-DE-OBRA MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL"

Transcrição

1 ANEXO II - ( PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - COPEIRAGEM ) Nº PROCESSO: /2014 LICITAÇÃO GR10 (U.O 101) Nº: 09/2014 DATA: HORA: A B C D DISCRIMINAÇÃO DOS SERVIÇOS Data de apresentação da proposta (dia/mês/ano): Município/UF: São Luís/MA Ano Acordo, Convenção ou Sentença Normativa em Dissídio Coletivo: 2014/ MA000067/2014 Nº de meses de execução contratual: 12 MESES MÃO-DE-OBRA MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL DADOS COMPLEMENTARES PARA COMPOSIÇÃO DOS CUSTOS REFERENTES À MÃO-DE-OBRA 1 2 Tipo de serviço: Copeiragem Salário normativo da categoria profissional: Sindicato (indicar): 3 4 Categoria profissional (vinculada à execução contratual): Copeiro Data base da categoria (dia/mês/ano): MÓDULO 1: COMPOSIÇÃO DA REMUNERAÇÃO A Salário base B Adicional de periculosidade C Adicional de insalubridade D Adicional noturno E Hora noturna adicional F Adicional de hora extra G Intervalo intrajornada H Outros (especificar) Total da remuneração A = Obedecer o Piso salarial mínimo previsto na CCT da categoria MÓDULO 2: BENEFÍCIOS MENSAIS E DIÁRIOS A Transporte B Auxílio alimentação (vales, cesta básica etc.) C Assistência médica e familiar D Auxílio creche E Seguro de vida, invalidez e funeral F Outros Total de benefícios mensais e diários Nota: o valor informado deverá ser o custo real do insumo (descontado o valor eventualmente pago pelo empregado). A = (valor do vale-transporte x quantidade de vales utilizados por dia x média de dias úteis no mês) - desconto por parte do empregado. B = Indicar o disposto na CCT C = Indicar o disposto na CCT D = Indicar o disposto na CCT. Auxílio creche (valor mensal do auxilio creche x meses de concessão x incidência de ocorrencia) / meses do ano F = Indicar, se houver. MÓDULO 3: INSUMOS DIVERSOS A Uniformes B Materiais C Equipamentos D Outros (especificar) Total de insumos diversos Nota: valores mensais por empregado. Atentar-se aos materiais, equipamentos e utensilios citados no Anexo III-B para subsidar a fixação dos presentes custos.

2 MÓDULO 4: ENCARGOS SOCIAIS E TRABALHISTAS Submódulo Encargos previdenciários e FGTS Lucros Real e Presumido % A INSS 0,00% B SESI ou SESC 0,00% C SENAI ou SENAC 0,00% D INCRA 0,00% E Salário educação 0,00% F FGTS 0,00% G Seguro acidente do trabalho 0,00% H SEBRAE 0,00% Total de encargos previdenciários e FGTS 0,00% Nota (1): os percentuais de encargos previdenciários e FGTS são aqueles estabelecidos pela legislação vigente. Nota (2): percentuais incidentes sobre a remuneração. Submódulo º Salário e Adicional de Férias A 13º salário B Adicional de férias Subtotal C Incidência do submódulo 4.1 sobre 13º salário e adicional de férias Total A = Remuneração 12 meses B = Remuneração 3 (um terço) 12 meses Submódulo Afastamento maternidade A Afastamento maternidade B Incidência do submódulo 4.1 sobre afastamento maternidade B.1 Incidência do submódulo 4.1 sobre a remuneração e 13º recebidos pelo substituto durante os 120 dias de licença-maternidade. C Outros (Benefícios mensais e diários do substituto) Total A = {[(Remuneração + um terço constitucional = férias do substituto) x (meses de afastamento por licença-maternidade 12 meses do ano)] 12 meses} x incidência da ocorrência. B.1 = {[(Remuneração + 13º salário) x (meses de afastamento por licença-maternidade 12 meses do ano)] x incidência de ocorrência de licença-maternidade] x incidência do submódulo 4.1. Tem por objeto provisionar o custo do reflexo dos encargos referentes aos 120 dias e 13º salário proporcionais à licença. C = Discriminar. Submódulo Provisão para rescisão A Aviso prévio indenizado B Incidência do FGTS sobre o aviso prévio indenizado C Multa do FGTS (40%) e Contribuição Social (10%) do aviso prévio indenizado D Aviso prévio trabalhado E Incidência do submódulo 4.1 sobre o aviso prévio trabalhado F Multa do FGTS (40%) e Contribuição Social (10%) do aviso prévio trabalhado Total A = (Remuneração meses do ano) x porcentagem de dispensa sem justa causa com aviso prévio indenizado. B = Aviso prévio indenizado x porcentagem de recolhimento mensal do FGTS (8%). C = (Remuneração x multa do FGTS (40%) + multa sobre a Contribuição Social (10%) x porcentagem de recolhimento do FGTS (8%) x porcentagem de dispensa sem justa causa com aviso prévio indenizado. D = (Remuneração dias do mês (30) meses do ano (12) x 7 dias de redução de jornada) x porcentagem de dispensa sem justa causa com aviso prévio trabalhado. Esse custo será retirado da planilha após o segundo ano de contrato, caso prorrogado. E = Aviso prévio trabalhado x incidência do submódulo 4.1. F = (Remuneração x multa do FGTS (40%) + multa sobre a Contribuição Social (10%) x porcentagem de recolhimento do FGTS (8%) x porcentagem de dispensa sem justa causa com aviso prévio trabalhado. Esse custo será retirado da planilha após o segundo ano de contrato, caso prorrogado. Submódulo Custo de reposição do profissional ausente A Férias B Ausência por doença C Licença paternidade D Ausências legais E Ausência por acidente de trabalho F Outros (especificar) Subtotal G Incidência do submódulo 4.1 sobre o custo de reposição Total A = Remuneração número de meses do ano (12). B = Remuneração dias do mês (30) meses do ano (12) x quantidade média de faltas por doença no ano. C = Remuneração dias do mês (30) meses do ano (12) x dias de licença paternidade (5) x porcentagem da incidência. D = Remuneração dias do mês (30) meses do ano (12) x quantidade média de ausências legais no ano. G = Subtotal do custo de reposição do profissional ausente x incidência do submódulo 4.1.

3 QUADRO-RESUMO - MÓDULO 4 - ENCARGOS SOCIAIS E TRABALHISTAS 4.1 Encargos previdenciários e FGTS ª salário + adicional de férias 4.3 Afastamento maternidade 4.4 Custo de rescisão 4.5 Custo de reposição do profissional ausente 4.6 Outros (especificar) Total MÓDULO 5: CUSTOS INDIRETOS, TRIBUTOS E LUCRO Lucro Real Lucro Presumido % % A Custos indiretos 0,00% 0,00% B Tributos (fator de divisão) 100,00% 100,00% B.1 Tributos federais (especificar) 0,00% 0,00% B.2 Tributos estaduais (especificar) 0,00% 0,00% B.3 Tributos municipais (especificar) 0,00% 0,00% B.4 Outros tributos (especificar) 0,00% 0,00% C Lucro 0,00% 0,00% Total Nota (1): custos indiretos, tributos e lucro por empregado. Nota (2): o valor referente a tributos é obtido aplicando-se o percentual sobre o valor do faturamento. B = o Fator de divisão é a base de claculo para os tributos (cálculo invertido dos tributos) e é obtido com a seguinte fórmula: FD=1-(X/100), sendo X o somatório das aliquotas dos impostos. Após a obtenção do mesmo, deverá ser obtida a somatoria dos modulos 1 a 4, acrescidos de custo indireto e lucro, dividindo-os pelo fator. (modulos 1 a 4 + CI + Lucro)/FD. ANEXO II-B QUADRO-RESUMO DO CUSTO POR EMPREGADO MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL (VALOR POR EMPREGADO) Lucro Real (R$) A Módulo 1 - Composição da remuneração B Módulo 2 - Benefícios mensais e diários C Módulo 3 - Insumos diversos (uniformes, materiais, equipamentos e outros) D Módulo 4 - Encargos sociais e trabalhistas Subtotal (A + B + C + D) E Módulo 5 - Custos indiretos, tributos e lucro VALOR TOTAL POR EMPREGADO (*)

4

5 Lucros Real e Presumido. dulo 4.1. Tem por objeto provisionar o custo om aviso prévio indenizado. rá retirado da planilha após o segundo ano de m aviso prévio trabalhado. Esse custo será

6 Lucro Presumido postos. Após a obtenção do mesmo, deverá Lucro Presumido (R$)

7 VALOR GLOBAL DA PROPOSTA ANEXO II - PLANILHA CONSOLIDA - COPEIRAGEM LOCAL DO SERVIÇO ANATEL - MA, Rua dos Sucupiras,nº 476, Renascença, São Luís/MA PREÇO MENSAL Nº DE TIPO POR POSTO (a) POSTOS (b) Copeiro(a) R$ 1 VALOR TOTAL MENSAL DOS SERVIÇOS (R$) VALOR GLOBAL ANUAL (POR EXTENSO) VALOR GLOBAL OBS: Nos valores acima deverão estar compreendidos, além do lucro, encargos sociais, todas e quaisquer despesas de que, diretamente ou indiretamente, decorram da execução do objeto licitado. DADOS DA PROPONENTE: Nome: Razão Social: CNPJ n.º Endereço completo: Telefone: Fax: Telex: Validade da Proposta (não inferior a 60 dias corridos):, de de PROPONENTE

8 RAGEM VALOR MENSAL c=axb R$ R$ VALOR TOTAL ANUAL d=cx12 O) VALOR GLOBAL ANUAL (R$) isquer despesas de responsabilidade do proponente

QUANTIDADE TOTAL A CONTRATAR (EM FUNÇÃO DA UNIDADE DE MEDIDA)

QUANTIDADE TOTAL A CONTRATAR (EM FUNÇÃO DA UNIDADE DE MEDIDA) ANEXO PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS POR POSTO (Valores Mensais) - 1 o Turno Nº Processo: 0000263-69.2016.6.02.8000 Licitação nº: / 2016 Dia / / às h mim Discriminação dos Serviços (dados referentes

Leia mais

PLANILHAS E VALORES ESTIMADOS ALTERADOS

PLANILHAS E VALORES ESTIMADOS ALTERADOS PLANILHAS E VALORES ESTIMAOS ALTERAOS Em virtude de ajuste percentual de 0,97% para 5,00% sobre a Multa sobre FGTS e contribuições sociais sobre o aviso prévio indenizado. PLANILHA A PLANILHA E COMPOSIÇÃO

Leia mais

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS. Pregão Eletrônico. Contratação de empresa para prestação dos serviços de apoio ao Meio Circulante em Brasília

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS. Pregão Eletrônico. Contratação de empresa para prestação dos serviços de apoio ao Meio Circulante em Brasília Nº Processo: 66710 Licitação Nº 85/2014 Dia 25/9/2014 às 10h (horário de Brasília) PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Pregão Eletrônico Contratação de empresa para prestação dos serviços de apoio

Leia mais

ANEXO L PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

ANEXO L PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS ANEXO L PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Número do Processo Licitação nº Dia / / às : horas. Discriminação dos serviços: (Dados referentes à contratação) A Data de apresentação da proposta (dia/mês/ano)

Leia mais

Planilha de Custos e Formação de Preços. Dia: às horas DADOS DO PROPONENTE

Planilha de Custos e Formação de Preços. Dia: às horas DADOS DO PROPONENTE 1-"Solicito que sejam verificadas as planilhas de formação de preços, pois ao fazermos nossa planilha houve divergências com os modelos fornecidos pelo edital! Os valores de custos, lucros e tributos,

Leia mais

ANEXO II-A - PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - MODO: MOTORISTAS. Nº Processo 53548.001329/2011 Licitação: Pregão Eletrônico n.

ANEXO II-A - PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - MODO: MOTORISTAS. Nº Processo 53548.001329/2011 Licitação: Pregão Eletrônico n. ANEXO II-A - PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - MODO: MOTORISTAS Nº Processo 53548.001329/2011 Licitação: Pregão Eletrônico n.º018/2011-er07 LOCAL DE PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS ANATEL-MS Rua 13 de junho,

Leia mais

ANEXO 3 MODELO DE PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE PREÇOS DA UNIDADE BANCO CENTRAL DE SERVIÇOS - UBCS

ANEXO 3 MODELO DE PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE PREÇOS DA UNIDADE BANCO CENTRAL DE SERVIÇOS - UBCS 51 NEXO 3 MODELO DE PLNILH DE OMPOSIÇÃO DE PREÇOS D UNIDDE NO ENTRL DE SERVIÇOS - US 1 Instruções para preenchimento 1.1 planilha deve obrigatoriamente ser apresentada no mesmo envelope da proposta de

Leia mais

Planilha Formação de Preços

Planilha Formação de Preços Salário do Auxiliar de Limpeza Araçatuba R$ 437,72 Informar o percentual do adicional periculosidade 0 Quantidade de empregados 2 Outros custos por funcionário (especificar) R$ 3,18 Fornecimento de material

Leia mais

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Caderno Técnico 28/2014 Serviços de Vigilância Unidade da Federação: RS Data

Leia mais

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Nº do Processo: Nº da Licitação: Data / Hora: Discriminação do Seviços (dados referente à contratação)

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Nº do Processo: Nº da Licitação: Data / Hora: Discriminação do Seviços (dados referente à contratação) PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Nº do Processo: Nº da Licitação: Data / Hora: 59800.000305/201291 3/2012 04/12/2012 10:00 horas Discriminação do Seviços (dados referente à contratação) A Data de

Leia mais

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Caderno Técnico 24/2014 Serviços de Vigilância Unidade da Federação: RN Data

Leia mais

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Caderno Técnico 29/2014 Serviços de Vigilância Unidade da Federação: ES Data

Leia mais

TABELA DE INCIDÊNCIA TRIBUTÁRIA

TABELA DE INCIDÊNCIA TRIBUTÁRIA DE 01/08//97 A 10/12/97 DE 11/12/97 A 21/05/98 A PARTIR DE 22/05/98 ATÉ 31/07/97 VIGÊNCIA DA MP 1.523-7/97 VIGÊNCIA DA LEI Nº 9.528/97 VIGÊNCIA DA MP 1.586-9/98 TABELA DE INCIDÊNCIA TRIBUTÁRIA EVENTOS

Leia mais

ANEXO III PLANILHAS MODELO PARA APRESENTAÇÃO DAS PROPOSTAS

ANEXO III PLANILHAS MODELO PARA APRESENTAÇÃO DAS PROPOSTAS 1 ANEXO III PLANILHAS MODELO PARA APRESENTAÇÃO DAS PROPOSTAS Planilha de Proposta de Preço nº Processo: Licitação nº Dia / / às : horas Data da apresentação da proposta Município/UF Ano Acordo, Convenção

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO RETIFICAÇÃO

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO RETIFICAÇÃO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO RETIFICAÇÃO Na Instrução Normativa nº 2, de 30 de abril de 2008, publicada no Diário Oficial da União do

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA DECLARAÇÃO DA RAIS ANO-BASE 2005

ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA DECLARAÇÃO DA RAIS ANO-BASE 2005 ORIENTAÇÕES PARA PREENCHIMENTO DA DECLARAÇÃO DA RAIS ANO-BASE 2005 PREENCHIMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES SINDICAIS DAS CONTRIBUIÇÕES PAGAS PELAS EMPRESAS CONTRIBUIÇÃO SINDICAL Entidade Sindical Patronal beneficiada

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL SUDESTE DE MINAS GERAIS CÂMPUS SÃO JOÃO DEL-REI

INSTITUTO FEDERAL SUDESTE DE MINAS GERAIS CÂMPUS SÃO JOÃO DEL-REI MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de MG Câmpus São João del-rei Diretoria de Administração e Planejamento ANEXO IV Modelo de Planilha de Custos e Formação

Leia mais

O que o trabalhador espera do agente homologador

O que o trabalhador espera do agente homologador O que o trabalhador espera do agente homologador Conhecimento da legislação trabalhista e inclusive CC ou ACT; Prática de cálculos rescisórios; Segurança; Linguagem fácil; Boa comunicação; Orientar sobre

Leia mais

PLANILHA DE FORMAÇÃO DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Instrução Normativa Nº 02/2008-SLTI/MPOG e Atualizações Posteriores

PLANILHA DE FORMAÇÃO DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Instrução Normativa Nº 02/2008-SLTI/MPOG e Atualizações Posteriores Campo Grande/MS PLANILHA DE FORMAÇÃO DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Instrução Normativa Nº 02/2008-SLTI/MPOG e Atualizações Posteriores 21 e 22 SETEMBRO 16 Horas de Curso Palestrante Paulo Rui Barbosa

Leia mais

Estudo sobre a composição dos Custos dos Valores Limites Serviços de Vigilância

Estudo sobre a composição dos Custos dos Valores Limites Serviços de Vigilância Estudo sobre a composição dos Custos dos Valores Limites Serviços de Vigilância Unidade da Federação Bahia 2015 Versão 1.0 Presidente da República Dilma Rousseff Ministério do Planejamento, Orçamento e

Leia mais

ANEXO IV PLANILHA ESTIMATIVA PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - SERVIÇO DE ASCENSORISTA

ANEXO IV PLANILHA ESTIMATIVA PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - SERVIÇO DE ASCENSORISTA ANEXO IV PLANILHA ESTIMATIVA PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - SERVIÇO DE ASCENSORISTA DADOS COMPLEMENTARES DO ANEXO DA PROPOSTA DE PREÇOS: ADSERTE - ADMINISTRAÇÃO E TERCEIRIZAÇÃO DE MÃO DE OBRA

Leia mais

Comércio e Serviços de Materiais de Construção Ltda - EPP.

Comércio e Serviços de Materiais de Construção Ltda - EPP. AO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS (TJAM) COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO (CPL) EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 020/2011-TJAM DIA: 22 de novembro de 2011 HORÁRIO: 11 h (horário

Leia mais

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Caderno Técnico 49/2014 Serviços de Vigilância da Federação: RJ Data de início

Leia mais

MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - ORÇAMENTO RECEPCIONISTA. Página 1. Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação)

MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - ORÇAMENTO RECEPCIONISTA. Página 1. Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação) Obs.: O modelo utiliza o Regime de Tributação Lucro Real. A empresa deverá utilizar o seu Regime de Tributação indicando as respectivas alíquotas no item C, do Módulo 5. MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E

Leia mais

Pagamento de complemento de salário-maternidade, considerando que este valor deve ser deduzido da guia de INSS, pois é pago pelo INSS.

Pagamento de complemento de salário-maternidade, considerando que este valor deve ser deduzido da guia de INSS, pois é pago pelo INSS. Complemento Salarial Licença Maternidade Abaixo estão descritas as regras do sistema para cálculo do complemento de salário-maternidade, no complemento salarial e na rescisão complementar por Acordo/Convenção/Dissídio:

Leia mais

Planilha de custos e formação de preços Servente Página 1 de 6

Planilha de custos e formação de preços Servente Página 1 de 6 Nº Processo: 53512.000404/2010 Licitação nº: 006/2010 ER02/UO021 ANEXO IIB PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS LOTE 2 LIMPEZA E CONSERVAÇÃO A Data da apresentação da proposta B Município/UF C Ano do

Leia mais

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS 1 MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS PREGÃO PRESENCIAL Nº01/2010 ANEXO II - MODELOS 2 ANEXO II - MODELOS ÍNDICE DECLARAÇÃO DE CUMPRIMENTO DE HABILITAÇÃO...3

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Empregado comissionista puro como tratar se não atingir o piso da categoria

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Empregado comissionista puro como tratar se não atingir o piso da categoria Empregado comissionista puro como tratar se não atingir o piso da categoria 05/05/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3

Leia mais

ANEXO VI MODELO DE PROPOSTA

ANEXO VI MODELO DE PROPOSTA Ao ANEXO VI MODELO DE PROPOSTA BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S/A COMISSÃO DE LICITAÇÃO COLIC Ref. PREGÃO ELETRÔNICO N. 2013/ Prezados Senhores, Apresentamos em atendimento ao Edital do Pregão em epígrafe

Leia mais

O mercado de trabalho para os engenheiros. Engenheiro Civil Valter Fanini

O mercado de trabalho para os engenheiros. Engenheiro Civil Valter Fanini para os engenheiros Engenheiro Civil Valter Fanini Formação do salário dos engenheiros O contexto macro-econômico O mercado de trabalho As informações do mercado (RAIS) As normas legais O contexto macro-econômico

Leia mais

Anexo II - PLANILHA DE PREÇOS Serviços de recepção e mensageria Escritório Regional da Anatel no Paraná Pegrão Amplo nº 009/2011-Anatel-ER03

Anexo II - PLANILHA DE PREÇOS Serviços de recepção e mensageria Escritório Regional da Anatel no Paraná Pegrão Amplo nº 009/2011-Anatel-ER03 Anexo II - PLANILHA DE PREÇOS Serviços de recepção e mensageria Escritório Regional da Anatel no Paraná Pegrão Amplo nº 009/2011-Anatel-ER03 Número do processo: Data de apresentação da proposta: Unidade

Leia mais

ANEXO III PLANILHA DE CUSTOS. I - MÃO DE OBRA - AJUDANTE GERAL Salário 647,95 Total da Mão de Obra 647,95

ANEXO III PLANILHA DE CUSTOS. I - MÃO DE OBRA - AJUDANTE GERAL Salário 647,95 Total da Mão de Obra 647,95 ANEXO III PLANILHA DE CUSTOS I - MÃO DE OBRA - AJUDANTE GERAL Salário 647,95 Total da Mão de Obra 647,95 II - ENCARGOS SOCIAIS - Incidentes sobre o valor da mão de obra PREVIDÊNCIA SOCIAL 20,00 129,59

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO PARANA PLANILHA DE CUSTOS

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO PARANA PLANILHA DE CUSTOS EMPRESA: PROCESSO LICITATÓRIO: OBJETO DA LICITAÇÃO: Data apresentacao proposta Regime Tributário da Empresa: (se lucro real, lucro presumido ou beneficiária do tratamento diferenciado às DISCRIMINAÇÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS 1 MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS PREGÃO PRESENCIAL Nº 20/2009 ANEXO II - MODELOS 2 ANEXO II - MODELOS ÍNDICE DECLARAÇÃO DE CUMPRIMENTO DE HABILITAÇÃO...3

Leia mais

ANEXO IV - PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

ANEXO IV - PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS NXO IV PLNILH USTOS ORMÇÃO PRÇOS Planilha de ustos e ormação de Preços Nº do Processo Licitação nº 197/2011SÃO mai/12 ia / /2011 às : horas ata de apresentação das propostas Município/U no/cordo/onvenção

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 22/2013. Processo Administrativo n. 23069.079918/2012-34 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 22/2013. Processo Administrativo n. 23069.079918/2012-34 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 22/2013 Processo Administrativo n. 23069.079918/2012-34 PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Planilha de Custo e Formação de Preços (Em conformidade à Portaria nº 7, de 09/03/2011

Leia mais

MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - ORÇAMENTO. Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação)

MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - ORÇAMENTO. Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação) Obs.: O modelo utiliza o Regime de Tributação Lucro Real. A empresa deverá utilizar o seu Regime de Tributação indicando as respectivas alíquotas no item C, do Módulo 5. MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROPONENTE

IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROPONENTE IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROPONENTE Dados da empresa Razão Social: Nome de fantasia: Endereço: RUA DOUTOR AGENOR MARTINS DE CARVALHO, 1138 - SALA 02 - BAIRRO AGENOR MARTINS DE CARVALHO CEP: 76.820-350

Leia mais

PORTARIA DO MINISTÉRIO DO TRABALHO EMPREGO - MTE Nº 2.685 DE 26.12.2011 D.O.U: 27.12.2011

PORTARIA DO MINISTÉRIO DO TRABALHO EMPREGO - MTE Nº 2.685 DE 26.12.2011 D.O.U: 27.12.2011 PORTARIA DO MINISTÉRIO DO TRABALHO EMPREGO - MTE Nº 2.685 DE 26.12.2011 D.O.U: 27.12.2011 Altera a Portaria nº 1.621, de 14 de julho de 2010, que aprovou os modelos de Termos de Rescisão de Contrato de

Leia mais

Estudo sobre a Composição dos Custos dos Valores Limites Serviços de Vigilância

Estudo sobre a Composição dos Custos dos Valores Limites Serviços de Vigilância Estudo sobre a Composição dos Custos dos Valores Limites Serviços de Vigilância Unidade da Federação RORAIMA 2015 Versão 1.0 Presidente da República Dilma Rousseff Ministério do Planejamento, Orçamento

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO SUSCITANTE: SINDICATO DOS FISIOTERAPEUTAS, TERAPEUTAS OCUPACIONAIS, AUXILIARES EM FISIOTERAPIA E AUXILIARES DE TERAPIA OCUPACIONAL NO ESTADO DE SÃO PAULO - SINFITO-SP, Entidade

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR004199/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 26/09/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR043608/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.012090/2013-10 DATA DO PROTOCOLO: 25/09/2013 ACORDO COLETIVO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO ANEXO IV

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO ANEXO IV MINISTÉRIO EUÇÃO UNIVERSIE FEERL OS VLES O JEQUITINHONH E MUURI IMNTIN - MINS GERIS PRÓ-REITORI E MINISTRÇÃO NEXO IV PLNILH E USTOS E FORMÇÃO E PREÇOS PR SERVIÇOS E LIMPEZ E ONSERVÇÃO. Nº Processo Licitação

Leia mais

SERVIÇOS: De limpeza conservação de forma contínua prédio da Anatel-PI

SERVIÇOS: De limpeza conservação de forma contínua prédio da Anatel-PI ANEXO II PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA SERVIÇOS: LIMPEZA E CONSERVAÇÃO PREDIAL - ANATEL - PI PA 03/2006-ER09 - UO9.2 Fls.01/06 LOCAL: AVENIDA FREI SERAFIM Nº 2786 - CENTRO - TERESINA-PI

Leia mais

SALÁRIO DE CONTRIBUIÇÃO, SALÁRIO DE BENEFÍCIO E RENDA MENSAL INICIAL CONCEITOS Professor: Anderson Castelucio CONCEITOS DE SALÁRIO DE CONTRIBUIÇÃO Art. 214. Entende-se por salário-de-contribuição: I -

Leia mais

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS RECEPÇÃO_POA Nº do processo: Contrato Dia: XX/XX/2013 - Hora: XxhXXmin A PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação) Data de apresentação da proposta

Leia mais

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS 1 MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS PREGÃO PRESENCIAL Nº 05/2008 ANEXO II - MODELOS 2 ANEXO II - MODELOS ÍNDICE DECLARAÇÃO DE CUMPRIMENTO DE HABILITAÇÃO...3

Leia mais

Zimbra https://mail.tjam.jus.br/h/printmessage?id=5572&tz=america/guyana 1 de 1 30/06/2015 13:01 Zimbra edivam.lucena@tjam.jus.br PROPOSTA PARA O PREGÃO 027/2015 LOTE III De : Administrativo

Leia mais

Como calcular uma rescisão trabalhista

Como calcular uma rescisão trabalhista Como calcular uma rescisão trabalhista Hoje iremos aprender como elaborar e calcular uma rescisão do contrato de trabalho. O primeiro passo a ser dado será descobrir qual o motivo da rescisão do funcionário,

Leia mais

SALÁRIO DE CONTRIBUIÇÃO

SALÁRIO DE CONTRIBUIÇÃO CÁLCULOS SALÁRIO DE CONTRIBUIÇÃO CONCEITO: é o valor que serve de base de cálculo para incidência das alíquotas das contribuições previdenciárias (fonte de custeio) e para o cálculo do salário benefício.

Leia mais

31 Código Sindical 32 CNPJ e Nome da Entidade Sindical Laboral DISCRIMINAÇÃO DAS VERBAS RESCISÓRIAS VERBAS RESCISÓRIAS

31 Código Sindical 32 CNPJ e Nome da Entidade Sindical Laboral DISCRIMINAÇÃO DAS VERBAS RESCISÓRIAS VERBAS RESCISÓRIAS ANEXO I TERMO DE RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO IDENTIFICAÇÃO DO EMPREGADOR 01 02 Razão Social/ 03 Endereço (logradouro, nº, andar, apartamento) 05 Município 06 UF 07 CEP 08 CNAE IDENTIFICAÇÃO DO TRABALHADOR

Leia mais

RESUMO ALÍQUOTAS - CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS

RESUMO ALÍQUOTAS - CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS RESUMO ALÍQUOTAS - CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS - DAS EMPRESAS EM GERAL, sobre: Folha de Pagamento (EMP./AVULSOS) 20% Remunerações pagas aos CI 20% Terceiros (EMP./AVULSOS) 5,8% RAT (EMP./AVULSOS) 1% (leve) 2%

Leia mais

PARTE 1 COMO TORNAR-SE UM EMPREGADOR E UM EMPREGADO DOMÉSTICO LEGAIS?

PARTE 1 COMO TORNAR-SE UM EMPREGADOR E UM EMPREGADO DOMÉSTICO LEGAIS? SUMÁRIO DO LIVRO INTRODUÇÃO... 23 PARTE 1 COMO TORNAR-SE UM EMPREGADOR E UM EMPREGADO DOMÉSTICO LEGAIS? Capítulo 1 Definições importantes... 31 1.1 O que é um empregador doméstico?... 31 1.2 O que é um

Leia mais

ANEXO VI DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE LIMPEZA URBANA DIVISÃO DE LIMPEZA E COLETA ASSESSORIA TÉCNICA

ANEXO VI DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE LIMPEZA URBANA DIVISÃO DE LIMPEZA E COLETA ASSESSORIA TÉCNICA PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE CUSTOS Cálculo do Custo Total Mensal 1. VARRIÇÃO MANUAL 1.1. Mão-de-obra ANEXO VI 1.1.1. Operários turno do dia Salário mensal homem 1,00 527,33 527,33 Horas extras hora 8,00

Leia mais

Propostas para os Candidatos a Prefeito dos Municípios do Rio de Janeiro 2016

Propostas para os Candidatos a Prefeito dos Municípios do Rio de Janeiro 2016 Propostas para os Candidatos a Prefeito dos Municípios do Rio de Janeiro 2016 Sumário Respeito aos contratos Melhoria da gestão pública Melhoria do processo de licitação Sugestão para ampliar investimentos

Leia mais

MANUAL DO PROGRAMA DE INCENTIVO AO DESLIGAMENTO VOLUNTÁRIO PIDV ELETROBRAS ELETRONORTE

MANUAL DO PROGRAMA DE INCENTIVO AO DESLIGAMENTO VOLUNTÁRIO PIDV ELETROBRAS ELETRONORTE MANUAL DO PROGRAMA DE INCENTIVO AO DESLIGAMENTO VOLUNTÁRIO PIDV Julho, 2011 O calendário de implantação do Programa de Incentivo ao Desligamento Voluntário PIDV, da Eletrobras Eletronorte, foi aprovado

Leia mais

O QUE MUDA NA PLANILHA DE CUSTOS E PREÇOS DA IN Nº 02/08 COM AS ALTERAÇÕES DA PORTARIA Nº 07/11

O QUE MUDA NA PLANILHA DE CUSTOS E PREÇOS DA IN Nº 02/08 COM AS ALTERAÇÕES DA PORTARIA Nº 07/11 O QUE MUDA NA PLANILHA DE CUSTOS E PREÇOS DA IN Nº 02/08 COM AS ALTERAÇÕES DA PORTARIA Nº 07/11 Aspectos polêmicos do planejamento e do julgamento da licitação e os entendimentos do TCU Exercício com o

Leia mais

ANEXO II-A - PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - LOTE I

ANEXO II-A - PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - LOTE I ANEXO II-A - PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - LOTE I Processo nº 53560.002034/2013 Dia: Pregão Eletrônico nº 8/2013-GR09 (UO-9.1) Horário: 9:30h (horário Brasília/DF) LOCAL DE PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS

Leia mais

Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal

Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Caderno Técnico 35/2013 Serviços de Vigilância da Federação: Rio Grande do

Leia mais

ERRATA ERRATA EDITAL DE LICITAÇÃO - PROCESSO N.º 014/2015 - COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS- DIVULGAÇÃO ELETRÔNICA N.º 014/2015

ERRATA ERRATA EDITAL DE LICITAÇÃO - PROCESSO N.º 014/2015 - COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS- DIVULGAÇÃO ELETRÔNICA N.º 014/2015 INSTITUTO PALMAS DE DESENVOLVIMENTO E SOCIOECONOMIA SOLIDÁRIA Av. Val Paraíso, 698, Conjunto Palmeira Fortaleza-CE CEP 60870-440 bancopalmas@bancopalmas.org.br / 55 85 3459-4848 CNPJ 05705438/0001-99 ERRATA

Leia mais

DIREITO DO TRABALHO LC 150 - ESQUEMATIZADA Prof. Antonio Daud Jr (www.facebook.com/adaudjr)

DIREITO DO TRABALHO LC 150 - ESQUEMATIZADA Prof. Antonio Daud Jr (www.facebook.com/adaudjr) Questão 1 FCC/TRT23 Técnico Judiciário - Área Administrativa - 2016 (FCC_TRT23_TÉCNICO_JUDICIÁRIO_ÁREA_ADMINISTRATIVA_2016) De acordo com a Lei Complementar no 150 de 2015, no tocante às férias do empregado

Leia mais

Prof. Cleiton Coutinho

Prof. Cleiton Coutinho Prof. Cleiton Coutinho 01.Aos empregados domésticos, a Constituição assegura os mesmos direitos que aos trabalhadores urbanos e rurais, exceto (A) repouso semanal remunerado. (B) fundo de garantia do tempo

Leia mais

COMO ELABORAR A PLANILHA DE FORMAÇÃO DE PREÇOS DA IN Nº 02/08 E COMO JULGAR A LICITAÇÃO PARA A CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS CONTÍNUOS

COMO ELABORAR A PLANILHA DE FORMAÇÃO DE PREÇOS DA IN Nº 02/08 E COMO JULGAR A LICITAÇÃO PARA A CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS CONTÍNUOS COMO ELABORAR A PLANILHA DE FORMAÇÃO DE PREÇOS DA IN Nº 02/08 E COMO JULGAR A LICITAÇÃO PARA A CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS CONTÍNUOS POLÊMICAS DO PLANEJAMENTO E DO JULGAMENTO DA LICITAÇÃO E ENTENDIMENTOS

Leia mais

Estudo sobre a composição dos Custos dos Valores Limites Serviços de Limpeza

Estudo sobre a composição dos Custos dos Valores Limites Serviços de Limpeza Estudo sobre a composição dos Custos dos Valores Limites Serviços de Limpeza Unidade da Federação Bahia 2015 Versão 1.0 Presidente da República Dilma Rousseff Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão

Leia mais

COMUNICADO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 015/2007 ATUALIZAÇÃO DE PLANILHA DE FORMAÇÃO DE PREÇOS

COMUNICADO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 015/2007 ATUALIZAÇÃO DE PLANILHA DE FORMAÇÃO DE PREÇOS COMUNICADO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 015/2007 ATUALIZAÇÃO DE PLANILHA DE FORMAÇÃO DE PREÇOS ANEXO I - A - PLANILHA ESTIMATIVA DE CUSTOS E FORMAÇÂO DE PREÇOS I - MÃO-DE-OBRA APOIO TÉCNICO ESPECIALIZADO NIVEL

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 1.386/2016

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 1.386/2016 MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 1.386/2016 Referência : Ofício nº 123/2016/MPT/PRT12/GAB-SC. Protocolo AUDIN-MPU nº 894/2016.

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROPONENTE

IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROPONENTE IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROPONENTE Dados da empresa Razão Social: Nome de fantasia: BRILHAR 14.846.479/0001-96 Endereço: CEP: Avenida Bandeirantes, 440 - Bairro Amambai 79.005-670 Municipio/UF: Campo

Leia mais

APOSENTADORIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO

APOSENTADORIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO CONTRIBUIÇÃO CONTRIBUIÇÃO Legislação Artigo 201, 7º, I, da CF Artigo 52 a 56 Lei 8213/91 Artigo 56 a 63 Decreto 3048/99 Artigo 234 a 245, da IN 77/2015 CONTRIBUIÇÃO Conceito É o benefício devido ao segurado

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Rendimentos Recebidos Acumuladamente x Licença Maternidade

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Rendimentos Recebidos Acumuladamente x Licença Maternidade 02/01/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 5 5. Informações Complementares... 5 6. Referências... 6 7.

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR002952/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/07/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR047032/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.011168/2015-41 DATA DO PROTOCOLO: 23/07/2015 ACORDO COLETIVO

Leia mais

Anexo II - Planilha de Formação de Preço - Serviço de Vigilância - PRT24ª - Sede - Campo Grande/MS

Anexo II - Planilha de Formação de Preço - Serviço de Vigilância - PRT24ª - Sede - Campo Grande/MS Anexo II - Planilha de Formação de Preço - Serviço de Vigilância - PRT24ª - Sede - Campo Grande/MS ENTRADA DE DADOS - Convenção Coletiva de Trabalho 2013/2014 DATA BASE DA CATEGORIA: 01 de março I - REMUNERAÇÃO

Leia mais

INSS/FGTS/IRRF Tabela de incidências

INSS/FGTS/IRRF Tabela de incidências INSS/FGTS/IRRF Tabela de incidências Tabela de incidências Fonte: ECONET EDITORA RUBRICAS INCIDÊNCIAS INSS FGTS IR 28, I, Lei n de qualquer natureza, salvo o de Sim. Arts. 3 e 7 e 1, art. férias 457 da

Leia mais

Construção pesada gargalos trabalhistas: sugestões de mudança. José Pastore SINICESP

Construção pesada gargalos trabalhistas: sugestões de mudança. José Pastore SINICESP Construção pesada gargalos trabalhistas: sugestões de mudança José Pastore SINICESP 29-03-2011 Principais gargalos Custo do trabalho: a desoneração da folha Custo da insegurança jurídica: a disciplina

Leia mais

ANEXO III A -PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS

ANEXO III A -PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS Nº do processo: Contrato Dia: XX/XX/2014 Hora: XxhXXmin C NEXO III PLNILH DE CUSTOS E FORMÇÃO DE PREÇOS Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação) Data de apresentação da proposta Município/UF

Leia mais

3.438,76 ASCENSSORISTA 16 R$ 1.969,29 R$ PREÇO TOTAL MENSAL:

3.438,76 ASCENSSORISTA 16 R$ 1.969,29 R$ PREÇO TOTAL MENSAL: Ao Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJAM) Proposta que faz a empresa ALMAN CONSERVAÇÃO DE PREDIOS EPP, CNPJ: 19.002.421/000180 contratação de empresa especializada para a prestação

Leia mais

PORTARIA Nº 7, DE 9 DE MARÇO DE 2011.

PORTARIA Nº 7, DE 9 DE MARÇO DE 2011. PORTARIAS PORTARIA Nº 7, DE 9 DE MARÇO DE 2011. Altera o anexo III da Instrução Normativa nº 02/2008, de 30 de abril 2008, que dispõe sobre os procedimentos a serem observados pelos proponentes em licitações

Leia mais

Bloco Recursos Humanos

Bloco Recursos Humanos Bloco Recursos Humanos Ponto Eletrônico Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Ponto Eletrônico, que se encontra no Bloco Recursos Humanos. Todas informações aqui disponibilizadas

Leia mais

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS EDITAL DE PREGÃO DAA N 05/2007 ANEXO I - MODELOS

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS EDITAL DE PREGÃO DAA N 05/2007 ANEXO I - MODELOS Av. Marechal Floriano, nº 19-26º 1 MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS EDITAL DE PREGÃO N 05/2007 ANEXO I - MODELOS (Revisão 03/10/2007 verificar alterações no

Leia mais

SINDPD-RJ SEPRORJ CLÁUSULA 1ª - ABRANGÊNCIA, OBJETIVO E VIGÊNCIA:

SINDPD-RJ SEPRORJ CLÁUSULA 1ª - ABRANGÊNCIA, OBJETIVO E VIGÊNCIA: TERMO ADITIVO À CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO FIRMADA ENTRE O SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS E SERVIÇOS PÚBLICOS E PRIVADOS, DE INFORMÁTICA, INTERNET E SIMILARES DO ESTADO, DORAVANTE DENOMINADO

Leia mais

Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INCIDÊNCIAS INSS FGTS IR

Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INCIDÊNCIAS INSS FGTS IR Tabela de Incidência INSS/FGTS/IRRF INCIDÊNCIAS Abono Adicionais RUBRICAS de qualquer natureza, salvo o de férias pecuniário de férias (Insalubridade, periculosidade, noturno, de função e tempo de serviço,

Leia mais

Aviso Prévio indenizado OBS: o posicionamento do STJ não há a incidência de INSS sobre o aviso prévio indenizado, devendo o verificado o posicionament

Aviso Prévio indenizado OBS: o posicionamento do STJ não há a incidência de INSS sobre o aviso prévio indenizado, devendo o verificado o posicionament de qualquer natureza, salvo o de férias Sim. Art. 28, I, Lei nº e 1º, art. 457 da CLT Abono Adicionais (Insalubridade, periculosidade, noturno, de função e tempo de serviço, de transferência, Horas extras)

Leia mais

Para iniciantes os primeiros 90 dias:

Para iniciantes os primeiros 90 dias: CIRCULAR CONJUNTA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO DATA BASE - NOVEMBRO DE 2013 O SINDICATO DA INDÚSTRIA DE PANIFICAÇÃO E CONFEITARIA DE RIBEIRÃO PRETO E REGIÃO, celebrou com os SINDICATOS DOS TRABALHADORES

Leia mais

DEPARTAMENTO PESSOAL, RH E CÁLCULOS TRABALHISTAS

DEPARTAMENTO PESSOAL, RH E CÁLCULOS TRABALHISTAS DEPARTAMENTO PESSOAL, RH E CÁLCULOS TRABALHISTAS Instrutor(a): CLAUDIO SALDANHA Brasília(DF) - 10 e 11/09/2015 Quer esse curso Incompany para sua empresa ou órgão público? Clique no botão e solicite uma

Leia mais

CLÁUSULA QUARTA - REAJUSTE SALARIAL ESCALONADO

CLÁUSULA QUARTA - REAJUSTE SALARIAL ESCALONADO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/201 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG001670/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 24/04/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR015029/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46504.000885/2012-19 DATA DO PROTOCOLO:

Leia mais

ANEXO V - TERMO DE REFERÊNCIA PARA ELABORAÇÃO DA PROPOSTA COMERCIAL

ANEXO V - TERMO DE REFERÊNCIA PARA ELABORAÇÃO DA PROPOSTA COMERCIAL ANEXO V - TERMO DE REFERÊNCIA PARA ELABORAÇÃO DA PROPOSTA COMERCIAL 1.0 QUANTITATIVOS DE REFERÊNCIA. Item 1 2 3 4 5 6 7 8 Serviços Coleta, Transporte e Destinação Final de Resíduos Sólidos Domiciliares

Leia mais

ANEXO V PLANILHA DE CUSTO E FORMAÇÃO DE PREÇO SERVENTE DE LIMPEZA MÃO-DE-OBRA MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL

ANEXO V PLANILHA DE CUSTO E FORMAÇÃO DE PREÇO SERVENTE DE LIMPEZA MÃO-DE-OBRA MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ ANEXO V PLANILHA DE CUSTO E FORMAÇÃO DE PREÇO SERVENTE DE LIMPEZA MÃO-DE-OBRA MÃO-DE-OBRA VINCULADA À EXECUÇÃO CONTRATUAL Dados complementares para composição dos custos referentes

Leia mais

Parcela do Empregado (6% do salário base mensal)

Parcela do Empregado (6% do salário base mensal) POSTO 12 HORAS DIÁRIAS - DIURNO (de segunda-feira a domingo) Quantidade de vigilantes por posto: 02 MEMORIA DE CALCULOS - SALÁRIOS E ENCARGOS Salário base mensal 2.436,30 Adicional de Periculosidade 30%

Leia mais

SINPEFESP- (empregados) SEADESP - (patronal)

SINPEFESP- (empregados) SEADESP - (patronal) SINPEFESP- (empregados) SEADESP - (patronal) Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho 2015/2016. 01-VIGÊNCIA E DATA-BASE As cláusulas e condições da presente Convenção Coletiva de Trabalho

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SRT00038/2016 DATA DE REGISTRO NO MTE: 28/01/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR082299/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46219.024182/2015-44 DATA DO

Leia mais

MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - ORÇAMENTO. Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação)

MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS - ORÇAMENTO. Discriminação dos Serviços (dados referentes à contratação) Obs.: O modelo utiliza o Regime de Tributação Lucro Real. A empresa deverá utilizar o seu Regime de Tributação indicando as respectivas alíquotas no item C, do Módulo 5. MODELO DE PLANILHA DE CUSTOS E

Leia mais

Tabela de incidência de INSS, FGTS e Imposto de Renda e legislação correlata

Tabela de incidência de INSS, FGTS e Imposto de Renda e legislação correlata Tabela de incidência de INSS, FGTS e Imposto de Renda e legislação correlata RUBRICAS INCIDÊNCIAS INSS FGTS IR Abono de qualquer natureza, salvo o de férias Incide Art. 28, I, Lei nº e 1º, art. 457 da

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO Tribunal de Justiça Estado de Pernambuco Diretoria de Infraestrutura ANEXO II TERMO DE VISTORIA

PODER JUDICIÁRIO Tribunal de Justiça Estado de Pernambuco Diretoria de Infraestrutura ANEXO II TERMO DE VISTORIA PODER JUDICIÁRIO Tribunal de Justiça Estado de Pernambuco Diretoria de Infraestrutura ANEXO II TERMO DE VISTORIA Declaramos, para fins de participação no Pregão em epígrafe, que vistoriamos os locais onde

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO DE JORNAIS E REVISTAS - PISO SALARIAL ENTREGADOR MOTO-FRETISTA E ENTREGADOR CICLISTA

DISTRIBUIÇÃO DE JORNAIS E REVISTAS - PISO SALARIAL ENTREGADOR MOTO-FRETISTA E ENTREGADOR CICLISTA RESUMO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 Salários, Reajustes e Pagamento Piso Salarial CLÁUSULA TERCEIRA: DISTRIBUIÇÃO DE JORNAIS E REVISTAS - PISO SALARIAL ENTREGADOR MOTO-FRETISTA E ENTREGADOR

Leia mais

As EMPRESAS concederão 5% (cinco por cento) a título de aumento real para todos os TRABALHADORES.

As EMPRESAS concederão 5% (cinco por cento) a título de aumento real para todos os TRABALHADORES. REFERÊNCIA: GRUPO TELEFÔNICA / VIVO S/A RESUMO DA PAUTA NACIONAL DE REIVINDICAÇÕES DOS TRABALHADORES DAS EMPRESAS CONCESSIONÁRIAS DE TELEFONIA FIXA E MÓVEL (OPERADORAS) PARA NEGOCIAÇÃO UNIFICADA DOS SINDICATOS

Leia mais

Alterações e reivindicação da pauta da Convenção Coletiva de Trabalho 2010/2011

Alterações e reivindicação da pauta da Convenção Coletiva de Trabalho 2010/2011 Alterações e reivindicação da pauta da Convenção Coletiva de Trabalho 2010/2011 Cláusula 01 Reajuste salarial Os empregados abrangidos por esta convenção terão seus salários reajustados sobre os salários

Leia mais

PAUTA DO ACORDO COLETIVO 2016/2017 DA CONCESSIONÁRIA INFRAMÉRICA S.G. DO AMARANTE.

PAUTA DO ACORDO COLETIVO 2016/2017 DA CONCESSIONÁRIA INFRAMÉRICA S.G. DO AMARANTE. PAUTA DO ACORDO COLETIVO 2016/2017 DA CONCESSIONÁRIA INFRAMÉRICA S.G. DO AMARANTE. Considerando, suas funções institucionais, e a constante luta pela melhoria das condições gerais de trabalho, o Sindicato

Leia mais

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal

Estudos sobre valores limite para a. contratação de serviços de vigilância e. limpeza no âmbito da Administração Pública. Federal Estudos sobre valores limite para a contratação de serviços de vigilância e limpeza no âmbito da Administração Pública Federal Caderno Técnico 35/2014 Serviços de Limpeza da Federação: DF Data de início

Leia mais

OFICINA DE MANEJO DE PLANILHAS ELETRÔNICAS: COMPREENSÃO DO PREÇO DE REFERÊNCIA E FÓRMULAS PARA A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS.

OFICINA DE MANEJO DE PLANILHAS ELETRÔNICAS: COMPREENSÃO DO PREÇO DE REFERÊNCIA E FÓRMULAS PARA A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS. OFICINA DE MANEJO DE PLANILHAS ELETRÔNICAS: COMPREENSÃO DO PREÇO DE REFERÊNCIA E FÓRMULAS PARA A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS. 1 OFICINA DE MANEJO DE PLANILHAS ELETRÔNICAS: COMPREENSÃO DO PREÇO DE REFERÊNCIA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2005/2006 S A N T U R

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2005/2006 S A N T U R ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2005/2006 S A N T U R CLÁUSULA 1ª- REPOSIÇÃO SALARIAL Termo de Acordo Coletivo de Trabalho, que entre si celebram o SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE ASSESSORAMENTO,

Leia mais