PROGRAMA DETALHADO da Certificação de Gestores da ANBIMA (CGA)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROGRAMA DETALHADO da Certificação de Gestores da ANBIMA (CGA)"

Transcrição

1 PROGRAMA DETALHADO da Certificação de Gestores da ANBIMA (CGA) Controle: D Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão: 14/10/2014 Vigência a partir de 01/12/2014 Elaborado por: Certificação ANBIMA Aprovado por: Gerência de Certificação e/ou Comitê de Certificação e/ou Conselho de Certificação

2 Programa Detalhado da Certificação de Gestores da ANBIMA (CGA) Versão 1.8 OBJETIVOS DA CGA Os Programas de Certificação de Profissionais da ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) Séries 10 e 20 (CPA-10 e CPA-20), desenvolvidos desde 2002, provaram ser muito importantes para elevar o nível de conhecimento dos profissionais que atuam nos mercados financeiros e de capitais na comercialização e distribuição de produtos de investimento junto ao público investidor. Esta importância é comprovada pelo pelos mais de 300 mil profissionais certificados pela ANBIMA desde o início deste processo. Na implantação da certificação pela ANBIMA, a indústria de Gestão de Recursos de terceiros sempre se fez muito presente, sendo ainda uma das áreas de representação mais importantes da Associação. Os gestores de recursos estão presentes na ANBIMA não apenas como parte do corpo diretivo, mas atuam de forma intensa pelo Comitê de Gestão de Patrimônio suas Subcomissões. Dessa maneira, atuando em conformidade com as demandas e com o crescimento do mercado, a ANBIMA orientou seus esforços para desenvolver uma certificação para os profissionais que atuam na gestão profissional de recursos de terceiros, uma vez que os mesmos desempenham função primordial no mercado financeiro e de capitais, sendo o seu papel de extrema responsabilidade perante o público investidor. Assim, a Certificação de Gestores da ANBIMA (CGA) se destina a certificar Profissionais das Instituições Participantes que desempenham atividades de gestão profissional de recursos de terceiros, que atuam na gestão de carteira de títulos e valores mobiliários e que têm alçada/poder discricionário de investimento (compra e venda) dos ativos integrantes da referida carteira.

3 O CONTEÚDO DO PROGRAMA DETALHADO O presente programa é composto por dezessete grandes temas subdivididos em dois módulos: Módulo 1: Métodos Quantitativos; Economia; Análise de Relatórios Financeiros; Finanças Corporativas; Mercados; Análise e Precificação de Ativos; Ética e Compliance; Legislação / Regulamentação. Módulo II: Teoria Moderna de Carteiras; Modelos de Precificação; Finanças Comportamentais; Processo de Gestão e Política de Investimento (Investment Policy Statement - IPS); Formação de Expectativas, Alocação de Ativos e Rebalanceamento; Gestão de Carteiras Renda Variável; Gestão de Carteiras Renda Fixa; Avaliação de Desempenho; Gestão de Risco. Os seus respectivos desdobramentos em tópicos, itens e subitens detalham os assuntos considerados essenciais para o desempenho das atividades relacionadas à gestão de recursos de terceiros que deverão obter a CGA. A ANBIMA assume o compromisso de revisar periodicamente o Programa Detalhado da CGA com a finalidade de incorporar novos assuntos, sempre que o dinamismo e a evolução dos mercados financeiro e de capitais venham torná-los relevantes e essenciais. A constante atualização do profissional certificado é um dos objetivos da Certificação Continuada. A legislação vigente representativa para a gestão de recursos e os produtos de investimento, ainda que não totalmente explicitada, encontra-se também presente nos conceitos e conteúdos dos diversos temas e tópicos abordados. Aspectos conceituais e práticos relacionados à Matemática Financeira poderão ser objeto de avaliação. O profissional poderá utilizar máquina calculadora para a realização do exame, desde que não seja calculadora alfanumérica. VENCIMENTO DA CGA A CGA obtida por Profissional da Instituição Participante será válida por prazo indeterminado, desde que o Profissional esteja exercendo a atividade prevista, de acordo com as regras previstas no Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para o Programa de Certificação Continuada. A CGA será válida pelo prazo de 03 (três) anos: A partir da data de aprovação na prova de certificação quando esta for obtida por profissional de Instituição Participante que não exerce a atividade descrita no art. 27 do Código de Regulação e Melhores Práticas para o Programa de Certificação.

4 A partir da data em que o profissional certificado da Instituição Participante deixar de exercer a atividade descrita no art. 27 do Código de Regulação e Melhores Práticas para o Programa de Certificação. A partir da data da aprovação na prova de certificação quando esta for obtida por qualquer pessoa não vinculada à Instituição Participante. O vencimento da CGA será automaticamente restabelecido para perene, desde que a certificação não esteja vencida, a partir de novo vínculo com Instituição Participante ou exercício da atividade relacionada que venha a ser comunicado à ANBIMA na forma do disposto no art. 33 do Código de Regulação e Melhores Práticas para o Programa de Certificação. ORIENTAÇÕES DE ESTUDOS A fim de melhor direcionar os estudos dos candidatos ao exame da certificação CGA, a ANBIMA disponibilizou, no site da certificação, um documento, denominado Orientações de Estudo, que discrimina quais conhecimentos e habilidades são exigidas com relação aos diferentes tópicos apresentados neste Programa Detalhado. Dessa forma, este documento indica o que poderá ser exigido dos candidatos (por exemplo: conceito, cálculo, análise, entre outras habilidades) no exame da certificação CGA com base nos tópicos presentes nesse Programa Detalhado apresentado a seguir. As Orientações de Estudo (Learning Outcome Statement LOS) é uma parte complementar ao Programa Detalhado e é um documento que não está previsto no Código de Autorregulação para o Programa de Certificação Continuada, devendo servir apenas como uma orientação no direcionamento dos estudos dos candidatos à certificação CGA.

5 PROGRAMA DETALHADO CERTIFICAÇÃO DE GESTORES (CGA) MÓDULO I 1. Métodos Quantitativos (Proporção: 8% a 12%) 1.1. Valor do Dinheiro no Tempo Taxas de desconto e taxas de juros Frequência de capitalização (anual, semestral, trimestral, mensal, diária e contínua) Valor presente e valor futuro Anuidade e Perpetuidades Valor Presente Líquido (VPL) Taxa Interna de Retorno (TIR) Payback Simples e Payback Descontado 1.2. Conceitos Básicos de Estatística Medidas de tendência central Médias (aritmética, ponderada e geométrica) Mediana Moda Quantis Medidas de dispersão Variância Desvio-padrão Covariância e Coeficiente de Correlação Representação gráfica dos dados 1.3. Conceitos Básicos de Probabilidade Valor esperado Retorno esperado e variância de uma carteira Variáveis aleatórias Discretas Contínuas Distribuições de probabilidade Distribuição Uniforme Distribuição Binomial Distribuição Normal Distribuição Lognormal Simulação de Monte Carlo 1.4. Amostragem, Estimação e Testes de Hipótese Amostragem Distribuição da média amostral Estimativas por ponto e por intervalo

6 Estimadores por ponto Intervalo de confiança da média populacional Teste de hipóteses Hipótese Nula e Alternativa Erros Tipo I e Tipo II Teste unicaudal e bicaudal Análise de variância (ANOVA) Estatística F Testes de hipóteses para a média populacional Testes de hipóteses para a variância 1.5. Correlação e Regressão Análise de correlação Cálculo do coeficiente de correlação Interpretação e uso do coeficiente de correlação Regressão Linear e Múltipla Premissas Variável dependente e variável independente Termo aleatório Coeficiente de Regressão Coeficiente de Determinação (R2) Forecasting com modelos de regressão Interpretação de resultados do modelo de regressão Limitações de análise de regressão 1.6. Análise de Séries Temporais Modelos de tendências e suas limitações Modelo autorregressivo Passeios aleatórios (random walks) Modelos de média móvel 1.7. Análise Técnica Distinções entre análise técnica (ou grafista) e análise fundamentalista Premissas de análise técnica Vantagens e desafios da análise técnica Principais indicadores de análise técnica Indicadores de tendência Médias móveis Oscilador de Média Móvel MACD Moving Average Convergence/Divergence Envelopes Bandas Movimento Direcional Indicadores de Reversão Índice de Força Relativa (IFR) Estocástico Stop-and-Reverse (SAR) Parabólico

7 Indicadores de Volume On Balance Volume - OBV (Saldo de Volume) Média Móvel de Volume 2. Economia (Proporção: 8% a 12%) 2.1. Microeconomia Oferta e Demanda Princípios de Oferta e Demanda Movimento sobre as curvas de oferta e demanda: causas e efeitos Deslocamento das curvas de oferta e demanda: causas e efeitos Funções de oferta e demanda e suas formas inversas Excesso de demanda e excesso de oferta Excedente do consumidor e do produtor Elasticidades Elasticidade-preço da oferta e da demanda Elasticidade cruzada Elasticidade-renda da demanda Regulação governamental e seus impactos sobre o equilíbrio de mercado Demanda do Consumidor Restrição orçamentária Funções de utilidade Curvas de indiferença Bens normais e bens inferiores Bens substitutos e bens complementares Efeito renda e efeito substituição Produção, Custos e Lucro da Firma Fatores de produção Funções de produção Produto total, produto médio e produto marginal Retornos marginais decrescentes Custo fixo e custo variável de produção Custo total, custo médio e custo marginal Decisões de produção: pontos de breakeven e de encerramento de produção Economias e deseconomias de escala Receita total, receita média e receita marginal Lucro normal e lucro econômico Condição de maximização do lucro Determinação da quantidade que maximiza o lucro Estrutura de Mercado Competição Perfeita Mercados perfeitamente competitivos Maximização de lucros Tomadores de preços Lucros e perdas econômicas Curva de demanda de mercado e curva de demanda vista pela firma Escolha da estratégia competitiva

8 Forças competitivas de um setor Vantagens competitivas Tipos Estratégias e riscos Monopólio Características, origem e estratégias de preço Monopólio vs. competição perfeita Discriminação de preços Regulamentação de um monopólio natural Concorrência Monopolística e Oligopólio Características de concorrência monopolística Características de um oligopólio e seus modelos tradicionais Modelo de firma dominante Modelo de curva de demanda quebrada Medidas de concentração e seus limites de utilização Conceitos básicos de Teoria dos Jogos Equilíbrio de Nash Dilema do Prisioneiro Monopsônio e Oligopsônio 2.2. Macroeconomia Indicadores Econômicos PIB e PNB Inflação/deflação e o mercado financeiro. Indicadores de inflação: IGP, INPC, IPCA, IGP-M Nível de renda, nível de emprego, salários Formação dos juros na economia Taxas de juros e o mercado financeiro nacional: TJLP, TBF, TR. A taxa Selic A taxa CDI e o mercado interfinanceiro Sistema Financeiro Nacional (SFN) Atribuições dos órgãos e agentes reguladores: CMN, BACEN, CVM Instituições financeiras: Bancos Múltiplos, Bancos de Investimento, Distribuidoras e Corretoras de Títulos e Valores Mobiliários, de Câmbio e de Futuros Objetivos do Banco Central Balança comercial Ferramentas de política econômica Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB) Câmaras de Compensação/Liquidação: BMA, Cetip e Selic Política Fiscal e Governo Necessidade de financiamento do setor público Implicações sobre a dívida pública Curva de Laffer Efeito de crowding-out Efeitos intergeracionais da política fiscal Multiplicadores (gastos, impostos e orçamento equilibrado) e seus efeitos Implicações para a dívida pública

9 Política Monetária, Moeda e Inflação Funções da moeda Criação e destruição de moeda Agregados monetários Inflação Meta de inflação Cálculo da taxa de inflação Inflação não antecipada vs. antecipada e efeitos Inflação e desemprego Curva de Phillips de curto e longo prazo Inflação na taxa nominal de juros Teoria Quantitativa da Moeda Instrumentos de política monetária: operações de mercado aberto, redesconto e depósitos compulsórios Atribuições do COPOM e impacto das decisões Relação entre juros e atividade econômica Câmbio Determinantes da taxa de câmbio Regimes de taxas de câmbio Taxas de câmbio spot e forward Apreciação e depreciação de moedas Taxas de câmbio cruzadas Câmbio e fluxos internacionais de capital Reservas internacionais Relações de paridade entre as moedas Cupom cambial Swap cambial Oferta Agregada e Demanda Agregada Modelo de oferta agregada e demanda agregada Curva de demanda agregada Curva de oferta agregada de curto prazo e de longo prazo PIB real e PIB potencial Pleno emprego e taxa natural de desemprego Equilíbrio macroeconômico e seus determinantes 3. Análise de Relatórios Financeiros (Proporção: 8% a 12%) 3.1. Principais demonstrações contábeis Balanço Patrimonial: componentes e itens monetários e não monetários Demonstração do resultado do exercício (DRE) Demonstração das mutações do patrimônio liquido (DMPL) Demonstração dos Fluxos de Caixa (DCF) Demonstração de Valor Adicionado (DVA) Notas explicativas

10 3.2. Convergência Contábil e adoção do IFRS (Internacional Financial Reporting Standards) CPC 01 Redução do Valor Recuperável de Ativos (IAS 36) CPC 04 Ativos Intangíveis (IAS 38) CPC 15 Combinações de Negócios (IFRS 3) CPC 18 Investimento em Coligada e Controlada (IAS 28) CPC 22 Informações por Segmento (IFRS 8) CPC 25 Provisões, Passivos Contingentes e Ativos Contingentes (IAS 37) CPC 26 - Apresentação das Demonstrações Contábeis (IAS 1) CPC 27 Ativo Imobilizado (IAS 16) CPCs 38, 39 e 40 Instrumentos Financeiros (IAS 32, IAS 39 e IFRS 7) 3.3. Análise Financeira das Demonstrações Contábeis EBITDA (Lajida) Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization EVA Economic Value Added Cash Flow Return on Investment (CFROI) Método de análise vertical e horizontal Índices de atividade Giro do Ativo (GA) Período Médio de Cobrança Período Médio dos Estoques Período Médio de Pagamento Ciclo Operacional e Ciclo Financeiro Índices de Liquidez Liquidez Geral (LG) Liquidez Corrente (LC) Liquidez Seca (LS) Índices de Solvência e Estrutura de Capital Cobertura de Juros (ICJ) Saldo de Tesouraria sobre Vendas (STSV) Passivo Total / Patrimônio Líquido (Participação de Capitais de Terceiros) Grau de Endividamento: (Passivo Circulante + Exigível a Longo Prazo) / Ativo Total Índices de Rentabilidade Retorno sobre as Vendas (RSV) Retorno sobre o Ativo (RSA) Retorno sobre o Patrimônio Líquido (RSPL) Margem Bruta Margem Operacional Margem Líquida 3.4. Identificação de manipulação de informações financeiras e detecção de possíveis fraudes Manipulação de receitas Manipulação do fluxo de caixa Manipulação de indicadores chave das empresas

11 4. Finanças Corporativas (Proporção: 4% a 6%) 4.1. Decisões de Investimento Orçamento de Capital Período de Payback Simples Período de Payback Descontado VPL Valor presente líquido TIR Taxa interna de retorno Índice de rentabilidade (Profitability Index) Processo de orçamento de capital Projeto de capital de expansão e de um projeto de capital de substituição Rendimento contábil e o rendimento econômico no contexto de orçamento de capital Custo de Capital Custo do capital próprio: Capital Asset Pricing Model (CAPM) e Discounted Dividend Model (DDM) Custo de capital de terceiros Custo médio ponderado de capital (CMPC) 4.2. Decisões de Financiamento Riscos de credores e acionistas Estrutura de capital alvo Teoria de capital de Modigliani & Miller (MM) Lançamento de ações e instrumentos de dívida corporativa 4.3. Gestão de Capital de Giro Fontes Primárias e Secundárias de Liquidez: instrumentos do mercado monetário e bancário Gestão dos Componentes do Capital de Giro Caixa Recebíveis Estoque Contas a Pagar 4.4. Política de Dividendos Dividendos em ações, em dinheiro, bonificação, Juros sobre Capital Próprio (JCP), desdobramento (split) e grupamento: conceitos e impactos sobre os preços e quantidades das ações do investidor Recompra de ações Fatores que afetam a política de dividendos Restrições de pagamentos de dividendos Variação dos pagamentos de dividendos Estágio de maturidade da empresa Preferências de investidores Aspectos tributários Teorias de sinalização

12 Impacto da política de dividendos no preço da ação 4.5. Reestruturação de empresas Spin-offs Joint ventures Desinvestimento Fusões e incorporações Aquisições: Leveraged Buy-Out (LBO) e Management Buy-Out (MBO) Cisões 4.6. Governança Corporativa Objetivos, atributos e medidas de um sistema de Governança Corporativa Conflitos de interesse entre administradores, diretores e acionistas Conselho de administração: responsabilidades e fatores determinantes de eficiência Nível 1, Nível 2 e Novo Mercado: critérios de adesão/ listagem e os reflexos sobre o direito dos acionistas 5. Mercados (Proporção: 4% a 6%) 5.1. Organização e Funcionamento de Mercados de Capitais Mercados primário e secundário Mercado organizado (eletrônico e viva-voz) e mercado de balcão Formadores de mercado (Market makers) Tipos de ordens Registro e Liquidação (SELIC, CETIP e CBLC) O Sistema Brasileiro de Pagamento Mecanismos de ofertas públicas Garantia firme Melhores esforços Leilão holandês Coleta de intenções de investimento e recebimento de reservas (Bookbuilding) Distribuição de lote suplementar (Green shoes) Distribuição de quantidade adicional (Hot issue) Competitive bids Private placement Registro automático de ofertas públicas Ofertas Públicas com Esforços Restritos (ICVM 476) Ofertas com dispensa de registro Processo de divulgação de ofertas públicas: consultas sobre a viabilidade das ofertas (pilot fishing, predeal research, premarketing, Leitura de Mercado), definição da faixa de preços e apresentação para investidores (roadshow) Mercados de Renda Variável Mercado Primário Abertura de capital Underwritting

13 5.2. Índices Emissão de novas ações Funcionamento da BM&FBovespa Venda a descoberto Aluguel de ações Compra de ações com uso de margem Garantias Custos de execução Negociações à vista e a termo com ações Margens no mercado acionário Margem de manutenção Chamada de margem Regulamentação da BM&FBovespa Metodologias de cálculo dos índices acionários Ponderados pelo preço (price weighted) Ponderados pela capitalização de mercado (market weighted) Ponderados pela liquidez Sem ponderação (equal weighted) Características estruturais de índices Acionários domésticos e globais De renda fixa domésticos e globais Índices de bolsa de valores no Brasil: Índice Bovespa (IBOVESPA), Índice Brasil (IBrX), Índice de Ações com Governança Corporativa Diferenciada (IGC), Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE),Índice de Energia Elétrica (IEE), Índice Mid-Large Cap (MLCX), Índice Small Cap (SMLL), Índice Valor BM&F Bovespa (IVBX-2), Índice de Fundos de Investimento Imobiliário (IFIX) e Índice de Dividendos (IDIV) Índices de bolsa de valores no exterior: S&P 500, Dow Jones, Nikkei 225, FTSE, Hang Seng, NASDAQ-100, MSCI World, MSCI Emerging Markets Índices de renda fixa no Brasil: Família de Índices IMA Índice de Mercado ANBIMA (IMA- Geral, IRF-M, IMA-C, IMA-B, IMA-S), Índice de Renda Fixa Valor/Insper Índices de renda fixa no exterior: Barclays Capital Aggregate Bond Index, Citigroup World Government Bond Index, J.P. Morgan Emerging Markets Bond Index, Bloomberg US Corporate Bond Index 5.3. Mercado de capital eficiente Formas de mercado eficiente: fraco, semi-forte e forte Testes Conclusões gerais sobre cada tipo de mercado Implicações de eficiência do mercado acionário para análise técnica e análise fundamentalista Implicações de mercados eficientes para o processo de gestão de carteiras e investimentos em fundos indexados Criticas à Hipótese dos Mercados Eficientes

14 5.4. Melhor execução de ordens (best execution) Análise da execução das ordens Procedimentos para a escolha de corretoras Tratamento de serviços associados à corretagem (soft dollars) Segurança das ordens (utilização de plataformas eletrônicas, gravação) Equidade no tratamento de fundos e contas: Grupamento e alocação de ordens Transferência de ativos entre fundos Resolução de erros de trading 6. Análise e Precificação de Ativos (Proporção: 35% a 45%) 6.1. Renda Variável Produtos Ações: classificação (ordinárias e preferenciais) e medidas de liquidez Units ADRs American Depositary Receipts: conceituação, operacionalização, vantagens e tipos de ADRs BDRs Brazilian Depositary Receipts Rendimentos de Ações Valor nominal, patrimonial, de liquidação e de mercado Avaliação de ações Análise top-down e bottom-up Componentes da taxa de retorno ROE (Return on Equity) Rendimentos de ações Dividendos Direitos de subscrição Bonificação Juros sobre capital próprio Ganho de capital Modelos de Precificação de ações Capital Asset Pricing Model (CAPM) Dividend Discount Model (DDM) Gordon Growth Model Modelos de crescimento multi-estágios Modelo DuPont Free Cash Flow To Equity (FCFE) To the Firm (FCFF) Múltiplos Lucro por Ação (LPA) Preço / Lucro (P/L) Preço / Valor Patrimonial (P/VP) Preço / Vendas (P/V) Preço / Fluxo de Caixa (P/FC) Dividend yield

15 Índice P/E-to-growth (IPEG) EV (Enterprise Value) / EBITDA Multiplicador de lucros (earnings multiplier) para uma empresa Análise do mercado, da indústria e das forças competitivas Análise de SWOT (strengths, weaknesses, opportunities and threats) As 5 forças competitivas Gestão estratégica de empresas Ciclos de vida de indústrias Ciclos de mercado e impactos nos setores econômicos Avaliação de empresas em mercados emergentes Cálculo da taxa de desconto em mercados emergentes Riscos de mercados emergentes Tributação de ações (mercado a vista): fato gerador, alíquota e base de cálculo dos impostos aplicáveis 6.2. Renda Fixa Características de um título de renda fixa Prazos de aplicação e relação com preços dos títulos Características básicas (prazo, valor de face, taxa de cupom) Indexados (cambial, Selic, IGPM, IPCA) Taxas de cupom (cupom zero, prefixada, pós-fixada, step-up, deferred) Estrutura de títulos pós-fixados (fórmula de cupom, caps, floors) Definições de preços (juros devidos, preço limpo e preço sujo) Provisão de resgate antecipado Opções embutidas em debêntures Compra com uso de margem e operações compromissadas Princípios gerais de precificação de títulos de renda fixa Preço de mercado. Ágio e deságio. Retorno exigido do investimento Marcação na curva Títulos corporativos x títulos públicos. Formação de preços Processo de precificação Fatores que impactam o preço do titulo Precificação utilizando taxas spot vs. uma taxa constante (YTM) Setores e produtos Mercado de títulos públicos e privados. Estrutura do mercado, títulos negociados e formas de negociação. Ambientes de negociação: Bloomberg, Sisbex (BMA), CetipNet e BovespaFix Títulos Públicos Federais: Letras do Tesouro Nacional, Letras Financeiras do Tesouro e Notas do Tesouro Nacional Principais títulos privados: emissores, características, riscos, aspectos legais e de negociação, formas de contratos, tributação, vantagens e desvantagens, garantias e tipos Certificados de depósitos bancários (CDB) Letras Financeiras (LF) Debêntures

16 Notas promissórias Cédula de Crédito Bancário (CCB) Certificado de Cédula de Crédito Bancário (CCCB) Cédula de Credito Imobiliário (CCI) Securitização de recebíveis Fundos de Invest. em Direitos Creditórios (FIDC) Letras Hipotecárias e Letras Imobiliárias (LH) Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) Letra de Crédito Imobiliário (LCI) Depósito a Prazo com Garantia Especial (DPGE) Cédula de Produto Rural (CPR) Certificado de Direitos Creditórios do Agronegócio (CDCA) Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA) Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) Operações Compromissadas Medidas de liquidez dos títulos Índices de renda fixa do mercado local Riscos Associados a títulos de renda fixa Risco de Taxa de Juros Mensuração de risco de taxa de juros Análise de cenário vs. Duration / Convexidade Duration Macaulay Modificada Effective Convexidade Risco da Curva de Juros Risco de Resgate Antecipado Risco de Reinvestimento Risco de Crédito Risco de Liquidez Risco de Câmbio Risco de Inflação Risco de Volatilidade Risco de Evento Risco Soberano Análise de Crédito Processo de análise de crédito Fatores de análise Garantias: especificação e formalização Os cinco Cs do crédito: caráter, capacidade, capital, colateral e condições Análise qualitativa Análise quantitativa: demonstrações financeiras e técnicas estatísticas Ratings Tabela de classificação de risco das três principais agências internacionais: Moody s Investor Services, Standard & Poor s e Fitch Ratings Consistência vertical e horizontal Riscos na utilização de ratings

17 6.3. Derivativos Mercados Doméstico de Derivativos: Características e Instrumentos Bolsa de Valores Mercadorias & Futuros (BM&FBovespa) e funcionamento do mercado de derivativos Contratos e minicontratos de derivativos agropecuários e financeiros Sistemas de garantias (margem, ajustes diários, etc.) Regulamento das operações da BM&FBovespa Derivativos de balcão Contratos Futuros e a Termo Características gerais e operacionais Precificação e negociação Formação do preço futuro ou a termo Principais contratos futuros e a termo Opções Características gerais e operacionais Opções européias e americanas Opções exóticas Com barreira (knock-in e knock-out) Moneyness (in-the-money, at-the-money, out-of-the-money) Principais operações com opções Opção de compra (call) Opção de venda (put) Caps e floors Collar Box Butterfly Straddle Strangle Call spread Perda e ganho máximo, valor no vencimento, lucro/perda, preço de breakeven para cada operação Modelos de precificação de opções e seus fatores de impacto nos preços e suas limitações As gregas e o modelo de Black and Scholes Swaps Características gerais e operacionais Tipos de swap: moeda, taxas de juros, Credit Default Swap e ações Riscos de Derivativos Risco de taxa de Juros Risco de base Risco de financiamento Risco de crédito Risco de liquidez Risco de volatilidade

18 6.4. Investimentos no Exterior Mercado Acionário Classificação de ações: common stocks e preferred stocks Classificação de ações por qualidade e por capitalização Setores Índices internacionais Mercados acionários over the counter e exchange-listed Mercado de Renda Fixa Medidas de Yield, Taxas Spot e a Termo e Yield Spreads (prêmio de risco) Medidas de retorno (yield) Medidas de Prêmio de Risco (yield spread) Títulos do governo americano T-Bils, T-Notes, T-Bonds TIPS Treasury Inflation Protected Securities Treasury STRIPS Municipal Bonds (Munis) General Obligation (GO) Bonds Revenue Bonds Títulos de agências governamentais americanas Títulos corporativos Tipos e Características Commercial Papers Medium Term Notes (MTNs) Títulos de instituições financeiras Certificate of Deposit (CD) Bankers Acceptance Mortgage-Backed Securities (MBS) Mortgage Passthroughs Collateralized Mortgage Obligations (CMOs) Produtos Estruturados de Crédito Collateralized Debt Obligations (CDO) Asset Back Securities (ABS) Mercados de renda fixa: primário e secundário 7. Ética e Compliance (Proporção: 5% a 15%) 7.1. Princípios de Ética e padrões de conduta Princípios e Padrões de Conduta do Código de Regulação e Melhores Práticas para o Programa de Certificação Continuada* (Capítulo II do Código) Princípios que norteiam a atuação profissional Padrões de conduta Com relação ao mercado financeiro e de capitais Com relação à Instituição Participante com a qual mantenha vínculo Código de Ética e os Padrões de Conduta Profissional do CFA Institute (Standards of Practice Handbook, 10ª Edição). Disponível em: Code of Ethics

19 Standards of Professional Conduct Standard I Professionalism Standard II Integrity of Capital Markets Standard III Duties to Clients Standard IV Duties to Employers Standard V Investment Analysis, Recommendations, and Actions Standard VI Conflicts of Interest CFA Asset Manager Code of Professional Conduct Loyalty to Clients Investment Process and Actions Trading Risk Management, Compliance, and Support Performance and Valuation Disclosures Código de Ética da ANBIMA Princípios Éticos Fundamentais Padrões de Conduta Penalidades 7.2. Compliance com princípios éticos e padrões de conduta Código de Regulação e Melhores Práticas para o Programa de Certificação Continuada Art. 7º Responsabilidade da instituição participante Standards of Practice Handbook do CFA Institute Standard I Professionalism (recommended procedures for compliance) Standard II Integrity of Capital Markets (recommended procedures for compliance) Standard III Duties to Clients (recommended procedures for compliance) Standard IV Duties to Employers (recommended procedures for compliance) Standard V: Investment Analysis, Recommendations, and Actions (recommended procedures for compliance) Standard VI: Conflicts of Interest (recommended procedures for compliance) Treinamento e educação sobre Ética Hotlines, ouvidorias internas e enforcement 8. Legislação / Regulamentação (Proporção: 8% a 12%) 8.1. Regulação e Melhores Práticas Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para as Ofertas Públicas de Distribuição e Aquisição de Valores Mobiliários Propósito e abrangência (Capítulo I) Princípios gerais (Capítulo III) Obrigações das instituições participantes (Capítulo IV) Selo ANBIMA (Capítulo VII) Uso do selo de publicidade (Capítulo VIII)

20 Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas de Fundos de Investimento Propósito e abrangência (Capítulo I) Princípios gerais (Capítulo II) Envio de informações à base de dados da ANBIMA (Capítulo IV), as Diretrizes para Envio de Informações de Fundos de Investimento e a Classificação dos Fundos de Investimento (Conforme deliberações vigentes) Prospecto (Capítulo V) Publicidade e divulgação de material técnico dos fundos de investimento (Capítulo VI) e as Diretrizes para Publicidade e Divulgação de Material Técnico para Fundos de Investimento) Marcação a Mercado (Capítulo VII) e as Diretrizes de Marcação a Mercado Política de Exercício do Direito de Voto em Assembleias (Capítulo VIII) e Diretrizes de Política de Exercício de Voto em Assembleia Administração (Capítulo IX) Gestão de Fundos de Investimento (Capítulo X) Distribuição de Fundos de Investimento (Capítulo XI) Dever de verificar a adequação dos investimentos recomendados (Capítulo XII) Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para o Programa de Certificação Continuada Propósito e abrangência (Capítulo I) Princípios e Padrões de Conduta (Capítulo III) Certificação de Gestores ANBIMA (Capítulo VIII) Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas dos Serviços Qualificados ao Mercado de Capitais Propósito e abrangência (Capítulo I) Princípios gerais (Capítulo II) Serviço de custódia qualificada (Capítulo III) Serviço de controladoria (Capítulo IV) Exigências mínimas (Capítulo V) 8.2. Legislação Lei Lei do Mercado de Capitais (alterada pelas Leis 9.457, , , , e ) Das disposições gerais (Capítulo I) Distribuição de valores mobiliários (Art. 19) Da administração de carteiras e custódia de valores mobiliários (Capítulo VI) Dos crimes contra o mercado de capitais (Capítulo VII-B) Instrução CVM nº 306 (alterada pelas Instruções nº 364/02, nº 448/07, nº 450/07 e nº 510/11) - Dispõe sobre a administração de carteira de valores mobiliários Da definição Do administrador pessoa jurídica Das informações Das normas de conduta Das vedações Da responsabilidade do administrador

1. PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ECONOMIA, FINANÇAS E ESTATÍSTICA

1. PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ECONOMIA, FINANÇAS E ESTATÍSTICA CONTEÚDO CURSO PREPARATÓRIO PARA A REALIZAÇÃO DE PROVA DE CERTIFICAÇÃO PARA RESPONSÁVEIS PELA GESTÃO DOS RECURSOS DOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RPPS (CPA-20, CPA-10 e ANCOR) 1. PRINCÍPIOS

Leia mais

PROGRAMA DETALHADO da Certificação de Gestores da ANBIMA (CGA)

PROGRAMA DETALHADO da Certificação de Gestores da ANBIMA (CGA) PROGRAMA DETALHADO da Certificação de Gestores da ANBIMA (CGA) Controle: D.04.13.03 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão: 12/01/2011 Elaborado por: Certificação ANBIMA Aprovado por: Gerência

Leia mais

PROGRAMA DETALHADO da Certificação de Gestores da ANBIMA (CGA)

PROGRAMA DETALHADO da Certificação de Gestores da ANBIMA (CGA) PROGRAMA DETALHADO da Certificação de Gestores da ANBIMA (CGA) Controle: D.04.13-01 Data da Elaboração: 10/11/2009 Última atualização: 21/07/2010 Programa Detalhado da Certificação de Gestores da ANBIMA

Leia mais

PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO dos Profissionais Certificados pela ANBIMA CPA-10

PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO dos Profissionais Certificados pela ANBIMA CPA-10 PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO dos Profissionais Certificados pela ANBIMA CPA-10 Controle: D.04.10.04 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão: 30/09/2013 Elaborado por: Certificação ANBIMA Aprovado por:

Leia mais

PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO dos Profissionais Certificados pela ANBIMA CPA-10

PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO dos Profissionais Certificados pela ANBIMA CPA-10 PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO dos Profissionais Certificados pela ANBIMA CPA-10 Controle: D.04.10.05 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão: 14/05/2015 Elaborado por: Certificação ANBIMA Aprovado por:

Leia mais

Conteúdo Programático. Agente Autônomo de Investimentos (ANCORD)

Conteúdo Programático. Agente Autônomo de Investimentos (ANCORD) Conteúdo Programático Agente Autônomo de Investimentos (ANCORD) 1. A atividade do agente autônomo de investimento Instrução CVM 497 Diferenciação das atividades do agente autônomo, administração de carteiras,

Leia mais

POLÍTICA DE INVESTIMENTOS

POLÍTICA DE INVESTIMENTOS CAGEPREV - FUNDAÇÃO CAGECE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR POLÍTICA DE INVESTIMENTOS PLANO DE BENEFÍCIO DE CONTRIBUIÇÃO VARIÁVEL Vigência: 01/01/2013 a 31/12/2017 1. OBJETIVOS A Política de Investimentos tem

Leia mais

Programa de Atualização Certificação Profissional ANBIMA Série 10 (CPA-10) Versão 2.2

Programa de Atualização Certificação Profissional ANBIMA Série 10 (CPA-10) Versão 2.2 Programa de Atualização Certificação Profissional ANBIMA Série 10 (CPA-10) Versão 2.2 OBJETIVOS DA ATUALIZAÇÃO DA CPA-10 A Atualização dos profissionais certificados CPA-10 é parte do Código de Regulação

Leia mais

ORIENTAÇÃO DE ESTUDO da Certificação de Gestores ANBIMA (CGA)

ORIENTAÇÃO DE ESTUDO da Certificação de Gestores ANBIMA (CGA) ORIENTAÇÃO DE ESTUDO da Certificação de Gestores ANBIMA (CGA) Controle: D.04.20.04 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão: 14/10/2014 Vigência a partir de 01/12/2014 Elaborado por: Certificação

Leia mais

POLÍTICA DE INVESTIMENTOS

POLÍTICA DE INVESTIMENTOS CAGEPREV - FUNDAÇÃO CAGECE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR POLÍTICA DE INVESTIMENTOS PLANO DE GESTÃO ADMINISTRATIVA Vigência: 01/01/2013 a 31/12/2017 1. OBJETIVOS A Politica de Investimentos tem como objetivo

Leia mais

PROGRAMA DETALHADO Certificação ANBIMA Profissional Série 10 (CPA-10)

PROGRAMA DETALHADO Certificação ANBIMA Profissional Série 10 (CPA-10) PROGRAMA DETALHADO Programa da Certificação Detalhado Profissional da Certificação ANBIMA Profissional Série 10 (CPA-10) ANBID Série 10 Controle: D.04.08.06 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão:

Leia mais

Simulado CPA 10 Completo

Simulado CPA 10 Completo Simulado CPA 10 Completo Question 1. O SELIC é um sistema informatizado que cuida da liquidação e custódia de: ( ) Certificado de Depósito Bancário ( ) Contratos de derivativos ( ) Ações negociadas em

Leia mais

Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 10. Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 10 3º versão

Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 10. Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 10 3º versão Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 10 Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 10 3º versão 0 Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID SÉRIE 10-3º

Leia mais

Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 10

Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 10 Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 10 Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID SÉRIE 10 - Versão 5.4 OBJETIVOS DA CPA-10 A CPA 10 é uma importante parte do Programa

Leia mais

PROGRAMA DETALHADO da Certificação de Especialista em Investimentos ANBIMA

PROGRAMA DETALHADO da Certificação de Especialista em Investimentos ANBIMA PROGRAMA DETALHADO da Certificação de Especialista em Investimentos ANBIMA Controle: D.04.12-01 Data da Elaboração: 10/11/2009 Última atualização: 13/05/2010 Programa Detalhado da Certificação de Especialista

Leia mais

POLÍTICA DE INVESTIMENTOS SÃO RAFAEL SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA PRIVADA

POLÍTICA DE INVESTIMENTOS SÃO RAFAEL SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA PRIVADA POLÍTICA DE INVESTIMENTOS 2014 SÃO RAFAEL SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA PRIVADA 1 1 Dos objetivos de Rentabilidade Obter no longo prazo rendimentos iguais ou superiores à média do mercado nos segmentos de renda

Leia mais

Política e Alternativas de Investimentos. Alessandra Cardoso Towers Watson

Política e Alternativas de Investimentos. Alessandra Cardoso Towers Watson Política e Alternativas de Investimentos Alessandra Cardoso Towers Watson Processo de gestão de recursos Governança Definir Definição dos objetivos Alocação dos recursos Estrutura de investimento Executar

Leia mais

[POLÍTICA DE INVESTIMENTOS]

[POLÍTICA DE INVESTIMENTOS] [POLÍTICA DE INVESTIMENTOS] Este documento aborda o processo de seleção e alocação de valores mobiliários da Interinvest Data de Publicação: Abril de 2012 Política de Investimentos 1. Conteúdo do Documento

Leia mais

Preparatório para Certificação da ANBIMA CPA 10

Preparatório para Certificação da ANBIMA CPA 10 Preparatório para Certificação da ANBIMA CPA 10 Programa 2012 OBJETIVO: Habilitar os candidatos à Certificação Profissional ANBIMA CPA-10 a participarem do exame reunindo os conhecimentos necessários.

Leia mais

INSTITUTO EDUCACIONAL BM&FBOVESPA CERTIFICAÇÃO DOS PROFISSIONAIS PQO ROTEIRO DE ESTUDOS ÁREA DE RISCO

INSTITUTO EDUCACIONAL BM&FBOVESPA CERTIFICAÇÃO DOS PROFISSIONAIS PQO ROTEIRO DE ESTUDOS ÁREA DE RISCO INSTITUTO EDUCACIONAL BM&FBOVESPA CERTIFICAÇÃO DOS PROFISSIONAIS PQO ROTEIRO DE ESTUDOS ÁREA DE RISCO 1. Tributação no mercado financeiro 1.1. Tributação de cotistas de fundo de investimento 1.2. Tributação

Leia mais

MANUAL DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE LIQUIDEZ

MANUAL DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE LIQUIDEZ MANUAL DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE LIQUIDEZ Fundos de Investimento constituídos sob a forma de condomínio aberto Publicação 31/03/2015 - versão 003 Responsável: Compliance e Riscos Gestoras PETRA 0 ÍNDICE

Leia mais

PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO dos Profissionais Certificados pela ANBIMA CPA-20

PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO dos Profissionais Certificados pela ANBIMA CPA-20 PROGRAMA DE ATUALIZAÇÃO dos Profissionais Certificados pela ANBIMA CPA-20 Controle: D.04.11.05 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão: 30/09/2013 Elaborado por: Certificação ANBIMA Aprovado por:

Leia mais

Sumário. Parte Um Introdução à administração financeira. Capítulo l O papel e o ambiente da administração financeira 2

Sumário. Parte Um Introdução à administração financeira. Capítulo l O papel e o ambiente da administração financeira 2 Sumário Prefácio Parte Um Introdução à administração financeira xiii Capítulo l O papel e o ambiente da administração financeira 2 1.1 Finanças e empresas 3 O que são finanças? 3 Principais áreas e oportunidades

Leia mais

Concurso 2011. Prof. Cid Roberto. As bolsas de valores são instituições administradoras de mercados. prof.bancario@gmail.com

Concurso 2011. Prof. Cid Roberto. As bolsas de valores são instituições administradoras de mercados. prof.bancario@gmail.com Concurso 2011 Prof. Cid Roberto prof.bancario@gmail.com Bolsa de Valores As bolsas de valores são instituições administradoras de mercados. Comunidade Conhecimentos Bancários (orkut) 8ª aula Início da

Leia mais

ORIENTAÇÕES DE ESTUDO da Certificação de Especialista em Investimentos ANBIMA (CEA)

ORIENTAÇÕES DE ESTUDO da Certificação de Especialista em Investimentos ANBIMA (CEA) ORIENTAÇÕES DE ESTUDO da Certificação de Especialista em Investimentos ANBIMA (CEA) Controle: D.04.21.04 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão: 13/06/2015 Elaborado por: Certificação ANBIMA Aprovado

Leia mais

a) mercados de derivativos, tais como, exemplificativamente, índices de ações, índices de preços, câmbio (moedas), juros;

a) mercados de derivativos, tais como, exemplificativamente, índices de ações, índices de preços, câmbio (moedas), juros; CREDIT SUISSE HEDGINGGRIFFO 1. Públicoalvo LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS dezembro/2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o CSHG EQUITY HEDGE LEVANTE FUNDO DE INVESTIMENTO

Leia mais

GRADE DE DISCIPLINAS MBA em Gestão de Crédito

GRADE DE DISCIPLINAS MBA em Gestão de Crédito GRADE DE DISCIPLINAS MBA em Gestão de Crédito Disciplinas (*) Modalidade H/A (**) Núcleo Contabilidade Contabilidade Financeira Presencial 24 Contabilidade dos Investimentos em Participações Societárias

Leia mais

Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 20. Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 20 6º versão

Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 20. Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 20 6º versão Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 20 Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID Série 20 6º versão 0 Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBID SÉRIE 20-6º

Leia mais

Certificados pela ANBID CPA 20. Programa Detalhado da Atualização Profissional ANBID Série 20

Certificados pela ANBID CPA 20. Programa Detalhado da Atualização Profissional ANBID Série 20 Programa Detalhado de Atualização dos Profissionais Certificados pela ANBID CPA 20 Programa Detalhado da Atualização Profissional ANBID Série 20 0 Programa Detalhado de Atualização dos Profissionais Certificados

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FINANÇAS

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FINANÇAS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FINANÇAS Disciplina: Economia 30 h/a Mercado e seu equilíbrio: teoria do consumidor e a curva de demanda; Teoria da produção, custos, e a curva de

Leia mais

BAN CO DO BRASIL. Atualizada 19/01/2011 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores 1

BAN CO DO BRASIL. Atualizada 19/01/2011 Neste curso os melhores alunos estão sendo preparados pelos melhores Professores 1 41. (CAIXA/2010) Compete à Comissão de Valores Mobiliários CVM disciplinar as seguintes matérias: I. registro de companhias abertas. II. execução da política monetária. III. registro e fiscalização de

Leia mais

Preparatório para Certificação dos Profissionais de Fundos de Pensão no ICSS.

Preparatório para Certificação dos Profissionais de Fundos de Pensão no ICSS. Preparatório para Certificação dos Profissionais de Fundos de Pensão no ICSS. O Instituto IDEAS apresenta o Curso Preparatório para Certificação dos Profissionais de Fundos de Pensão no ICSS. Este curso

Leia mais

PROGRAMA DETALHADO Certificação ANBIMA Profissional Série 10 (CPA-10)

PROGRAMA DETALHADO Certificação ANBIMA Profissional Série 10 (CPA-10) PROGRAMA DETALHADO Programa da Certificação Detalhado Profissional da Certificação ANBIMA Profissional Série 10 (CPA-10) ANBID Série 10 Controle: D.04.08.07 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão:

Leia mais

POLÍTICA DE INVESTIMENTOS DO PERUIBEPREV PARA O EXERCICIO DE 2008

POLÍTICA DE INVESTIMENTOS DO PERUIBEPREV PARA O EXERCICIO DE 2008 POLÍTICA DE INVESTIMENTOS DO PERUIBEPREV PARA O EXERCICIO DE 2008 INTRODUÇÃO Este documento formaliza os objetivos e restrições de investimento da gestão dos recursos do PERUIBEPREV, através da designação

Leia mais

Turma BNDES Básica Exercícios

Turma BNDES Básica Exercícios Turma BNDES Básica Exercícios Banca: CESGRANRIO Edital de referência: 01/2012 (data da publicação: 17/12/2012) Carga horária (aulas presenciais): 92,0 horas EMENTA DA PROVA 1 OBJETIVA Carga Horária e Pré-Requisitos.

Leia mais

Curso Preparatório para exame CPA 20

Curso Preparatório para exame CPA 20 Curso Preparatório para exame CPA 20 1. PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ECONOMIA, FINANÇAS E ESTATÍSTICA 1.1. Conceitos Básicos de Economia 1.1.1. Indicadores econômicos (definição): PIB, índices de inflação (IPCA

Leia mais

PROGRAMA DETALHADO da Certificação de Especialista em Investimentos ANBIMA (CEA)

PROGRAMA DETALHADO da Certificação de Especialista em Investimentos ANBIMA (CEA) PROGRAMA DETALHADO da Certificação de Especialista em Investimentos ANBIMA (CEA) Controle: D.04.12.05 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão: 04/05/2015 Elaborado por: Certificação ANBIMA Aprovado

Leia mais

Programa de Atualização Certificação Profissional ANBIMA Série 20 (CPA-20) Versão 4.2

Programa de Atualização Certificação Profissional ANBIMA Série 20 (CPA-20) Versão 4.2 Programa de Atualização Certificação Profissional ANBIMA Série 20 (CPA-20) Versão 4.2 OBJETIVOS DA ATUALIZAÇÃO DA CPA-20 A Atualização dos profissionais certificados CPA-20 é parte do Código de Regulação

Leia mais

POLÍTICA DE INVESTIMENTO - 2015

POLÍTICA DE INVESTIMENTO - 2015 POLÍTICA DE INVESTIMENTO - 2015 A presente Política de Investimento tem como objetivo principal estabelecer condições para que os recursos dos Planos de Benefícios desta Entidade sejam geridos visando

Leia mais

PROGRAMA DETALHADO da Certificação de Especialista em Investimentos ANBIMA (CEA)

PROGRAMA DETALHADO da Certificação de Especialista em Investimentos ANBIMA (CEA) PROGRAMA DETALHADO da Certificação de Especialista em Investimentos ANBIMA (CEA) Controle: D.04.12.05 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão: 13/04/2015 Elaborado por: Certificação ANBIMA Aprovado

Leia mais

RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução.

RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. A Planner oferece uma linha completa de produtos financeiros e nossa equipe de profissionais está preparada para explicar tudo o que você precisa saber para tomar suas decisões com

Leia mais

Prof. Cid Roberto. Concurso 2012

Prof. Cid Roberto. Concurso 2012 Prof. Cid Roberto Concurso 2012 Grupo Conhecimentos Bancários no Google http://goo.gl/gbkij Comunidade Conhecimentos Bancários (orkut) http://goo.gl/4a6y7 São realizadas por bancos de investimentos e demais

Leia mais

PROGRAMA DETALHADO da Certificação Profissional

PROGRAMA DETALHADO da Certificação Profissional PROGRAMA DETALHADO da Certificação Profissional Programa ANBIMA Detalhado Série 20 da (CPA-20) Certificação Profissional ANBID Controle: D.04.09.06 Série 20 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão:

Leia mais

1. Sistema Financeiro 2. O Mercado Financeiro 1. Mercado Monetário 2. Mercado Cambial 3. Mercado Capitais 4. Mercado de Crédito 3.

1. Sistema Financeiro 2. O Mercado Financeiro 1. Mercado Monetário 2. Mercado Cambial 3. Mercado Capitais 4. Mercado de Crédito 3. 28 de junho de 2013 1. Sistema Financeiro 2. O Mercado Financeiro 1. Mercado Monetário 2. Mercado Cambial 3. Mercado Capitais 4. Mercado de Crédito 3. Política Econômicas 4. Fundos de Investimentos 5.

Leia mais

PROGRAMA DETALHADO da Certificação Profissional

PROGRAMA DETALHADO da Certificação Profissional PROGRAMA DETALHADO da Certificação Profissional Programa ANBIMA Detalhado Série 20 da (CPA-20) Certificação Profissional ANBID Controle: D.04.09.04 Série 20 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão:

Leia mais

Aplicação de recursos

Aplicação de recursos Aplicação de recursos São 3 os pilares de qualquer investimento Segurança Liquidez Rentabilidade Volatilidade - mede o risco que um fundo ou um título apresenta - maior a volatilidade, maior o risco; Aplicação

Leia mais

Gestão Ativa Perfil Renda Fixa Renda Variável Super Conservador 100% 0% Conservador 80% 20% Moderado 65% 35% Agressivo 50% 50%

Gestão Ativa Perfil Renda Fixa Renda Variável Super Conservador 100% 0% Conservador 80% 20% Moderado 65% 35% Agressivo 50% 50% III) Plano de Benefícios de Contribuição Definida (Plano CD) 1) Administracão dos Recursos: A administração dos recursos da Fundação Previdenciária IBM é terceirizada, sendo prerrogativa do Conselho Deliberativo

Leia mais

Art. 2º Fica alterado o art. 1º da Resolução 3.042, de 28 de novembro de 2002, que passa a vigorar com a seguinte redação:

Art. 2º Fica alterado o art. 1º da Resolução 3.042, de 28 de novembro de 2002, que passa a vigorar com a seguinte redação: RESOLUCAO 3.308 --------------- Altera as normas que disciplinam a aplicação dos recursos das reservas, das provisões e dos fundos das sociedades seguradoras, das sociedades de capitalização e das entidades

Leia mais

Administração Financeira: princípios, fundamentos e práticas brasileiras

Administração Financeira: princípios, fundamentos e práticas brasileiras Administração Financeira: princípios, fundamentos e práticas brasileiras Prof. Onivaldo Izidoro Pereira Finanças Corporativas Ambiente Econômico Em suas atividades uma empresa relacionase com: Clientes

Leia mais

Santos, 30 de setembro de 2009

Santos, 30 de setembro de 2009 Santos, 30 de setembro de 2009 Estas são nossas primeiras impressões, comentário e observações quanto a Resolução 3790/09 que regula as aplicações financeiras dos RPPS: Valorização da elaboração da política

Leia mais

Aprenda a investir na Bolsa de Valores

Aprenda a investir na Bolsa de Valores Aprenda a investir na Bolsa de Valores Investimento: Curso completo: R$ 350,00 à vista ou parcelado em até 5x (c/ juros) Módulos 1 ao 5: R$ 199,00 à vista ou parcelado em até 5x (c/ juros) Módulos 6 ao

Leia mais

Fundo multimercado que tem como objetivo buscar rentabilidade acima do Certificado de Depósito Interbancário - CDI.

Fundo multimercado que tem como objetivo buscar rentabilidade acima do Certificado de Depósito Interbancário - CDI. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS 1. Público-alvo dezembro/2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o CSHG VERDE FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO.

Leia mais

Capítulo 7 Fundos de Investimentos

Capítulo 7 Fundos de Investimentos Capítulo 7 Fundos de Investimentos 7.1 Apresentação do capítulo O objetivo deste capítulo é apresentar as principais características e classificações de um fundo de investimento. Ao final, você terá visto:

Leia mais

Itaú Fundo Multipatrocinado - IFM Plano CD Itaú

Itaú Fundo Multipatrocinado - IFM Plano CD Itaú Itaú Fundo Multipatrocinado - IFM Plano CD Itaú POLÍTICA DE INVESTIMENTOS 2012 a 2016 Resolução CMN nº 3.792/09 Introdução Este documento consolida as diretrizes estabelecidas para a gestão dos recursos

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O PERFIL DE INVESTIMENTOS CONSERVADOR INDEXADO A INFLAÇÃO DA VISÃO PREV SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O PERFIL DE INVESTIMENTOS CONSERVADOR INDEXADO A INFLAÇÃO DA VISÃO PREV SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O PERFIL DE INVESTIMENTOS CONSERVADOR INDEXADO A INFLAÇÃO DA VISÃO PREV SOCIEDADE DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

Por dentro da Política de Investimentos IPERGS Porto Alegre (RS) Fev/2015

Por dentro da Política de Investimentos IPERGS Porto Alegre (RS) Fev/2015 Por dentro da Política de Investimentos IPERGS Porto Alegre (RS) Fev/2015 Política de Investimento Os RPPS possuem obrigação legal de elaborar anualmente sua política de investimentos; Essa política deve

Leia mais

Preparatório para Certificação da ANBID CPA 10

Preparatório para Certificação da ANBID CPA 10 Preparatório para Certificação da ANBID CPA 10 Programa 2011 PROGRAMA: 1) Sistema Financeiro Nacional Funções Básicas: Função dos intermediários financeiros e definição de intermediação financeira. Estrutura

Leia mais

Política de Investimentos Plano PBS Telemig

Política de Investimentos Plano PBS Telemig 1/16 Introdução Este documento formaliza os objetivos e restrições de investimento da gestão dos recursos do, através da designação dos segmentos de ativos a serem utilizados, dos ativos autorizados em

Leia mais

CONSELHO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO DELIBERAÇÃO Nº 58

CONSELHO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO DELIBERAÇÃO Nº 58 CONSELHO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO DELIBERAÇÃO Nº 58 O Conselho de Regulação e Melhores Práticas de Fundos de Investimento, no exercício das atribuições a ele conferidas

Leia mais

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução.

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. A Planner oferece uma linha completa de produtos financeiros e nossa equipe de profissionais está preparada para explicar tudo o que você precisa saber para tomar suas decisões com

Leia mais

ORIENTAÇÃO DE ESTUDO da Certificação de Gestores ANBIMA (CGA)

ORIENTAÇÃO DE ESTUDO da Certificação de Gestores ANBIMA (CGA) ORIENTAÇÃO DE ESTUDO da Certificação de Gestores ANBIMA (CGA) Controle: D.04.20.03 Data da Elaboração: 10/11/2009 Data da Revisão: 30/04/2014 Vigência a partir de 01/12/2014 Elaborado por: Certificação

Leia mais

FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES E FUNDOS MULTIMERCADO

FUNDOS DE INVESTIMENTO EM AÇÕES E FUNDOS MULTIMERCADO I Curso de Férias do Grupo de Estudos de Direito Empresarial - Direito UFMG EM AÇÕES E FUNDOS MULTIMERCADO Fernanda Valle Versiani Mestranda em Direito Empresarial pela Universidade Federal de Minas Gerais,

Leia mais

Acompanhamento da Política de Investimentos Nucleos 4º Trimestre de 2012

Acompanhamento da Política de Investimentos Nucleos 4º Trimestre de 2012 Acompanhamento da Política de Investimentos Nucleos 4º Trimestre de 2012 1 - Introdução e Organização do Relatório O relatório de acompanhamento da política de investimentos tem por objetivo verificar

Leia mais

Política de Investimentos Plano de Gestão Administrativa - PGA

Política de Investimentos Plano de Gestão Administrativa - PGA Plano de Gestão Administrativa - PGA Ano de Vigência - 2015 1/13 Introdução Este documento formaliza os objetivos e restrições de investimento da gestão dos recursos do, através da designação dos segmentos

Leia mais

O ETF como instrumento na gestão de recursos:

O ETF como instrumento na gestão de recursos: O ETF como instrumento na gestão de recursos: Agosto de 2013 Tendências e Oportunidades no Brasil e no mundo. Informação Pública Política Corporativa de Segurança da Informação Conteúdo Utilização de ETFs

Leia mais

Manual para Registro de Fundos de Investimento Imobiliários na ANBIMA

Manual para Registro de Fundos de Investimento Imobiliários na ANBIMA Manual para Registro de Fundos de Investimento Imobiliários na ANBIMA ANBIMA Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais 30/09/2015 INTRODUÇÃO O presente Manual de Registro

Leia mais

3.3.2.2. O objetivo do FRONT é proporcionar ganhos de capital de longo prazo aos seus cotistas, através de um portfolio diversificado de aplicações.

3.3.2.2. O objetivo do FRONT é proporcionar ganhos de capital de longo prazo aos seus cotistas, através de um portfolio diversificado de aplicações. 1. Públicoalvo LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS dezembro/2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o CSHG GLOBAL CURRENCIES HEDGE FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO

Leia mais

PLANO DE GESTÃO ADMINISTRATIVA

PLANO DE GESTÃO ADMINISTRATIVA POLÍTICA DE INVESTIMENTOS 2015 PLANO DE GESTÃO ADMINISTRATIVA Aprovado pelo Conselho Deliberativo da Fundação Baneb de Seguridade Social Bases, no dia 28 de novembro de 2014, Ata nº 279. SUMÁRIO 1 DOS

Leia mais

A Indústria de Fundos de Investimento no Brasil. Luiz Calado Gerente de Certificação da ANBID

A Indústria de Fundos de Investimento no Brasil. Luiz Calado Gerente de Certificação da ANBID A Indústria de Fundos de Investimento no Brasil Luiz Calado Gerente de Certificação da ANBID A ANBID A ANBID Associação Nacional dos Bancos de Investimentos Criada em 1967, é a maior representante das

Leia mais

Curso Preparatório para Exames de Certificação ANBIMA Nível 10 e Nível 20. Professor Álvaro Luz

Curso Preparatório para Exames de Certificação ANBIMA Nível 10 e Nível 20. Professor Álvaro Luz Curso Preparatório para Exames de Certificação ANBIMA Nível 10 e Nível 20 Professor Álvaro Luz Curso Preparatório para Exames de Certificação ANBIMA Prof. Álvaro Luz Graduado Ciências Econômicas e Mestre

Leia mais

Curso Preparatório ANBIMA - CPA-10 Curso Preparatório ANBIMA - CPA-20

Curso Preparatório ANBIMA - CPA-10 Curso Preparatório ANBIMA - CPA-20 Solange Honorato Curso Preparatório ANBIMA - CPA-10 Curso Preparatório ANBIMA - CPA-20 Módulo VI CPA10 Demais produtos de Investimentos Pg 70 De 8 a 13 Questões na prova (15% a 25%) Demais produtos de

Leia mais

Mercado de Capitais. Renda Variável. Mercado Primário de Ações. Mercado Primário - ETAPAS. Mercado Primário - ETAPAS

Mercado de Capitais. Renda Variável. Mercado Primário de Ações. Mercado Primário - ETAPAS. Mercado Primário - ETAPAS Mercado Primário de Ações Mercado de Capitais Renda Variável Mestrando: Paulo Jordão. 03/04/2012 Venda direta aos investidores através de ofertas públicas (IPOs) ou subscrição particular; Motivos: Expansão

Leia mais

Como investir em 2012 Entenda como funciona cada produto financeiro : O Globo 2/fev/2012

Como investir em 2012 Entenda como funciona cada produto financeiro : O Globo 2/fev/2012 Como investir em 2012 Entenda como funciona cada produto financeiro : O Globo 2/fev/2012 Analistas indicam quais cuidados tomar no mercado financeiro em 2012 e quais investimentos oferecem menor probabilidade

Leia mais

Demonstrações Financeiras

Demonstrações Financeiras Demonstrações Financeiras Banrisul Extra Fundo de Investimento Renda Fixa (Administrado pelo Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A. - e 2011 Com Relatório dos Auditores Independentes Demonstrações financeiras

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS. RESOLUÇÃO CNSP N o 226, DE 2010.

MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS. RESOLUÇÃO CNSP N o 226, DE 2010. MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS RESOLUÇÃO CNSP N o 226, DE 2010. Dispõe sobre os critérios para a realização de investimentos pelas sociedades seguradoras, resseguradores locais,

Leia mais

Prefácio, xvii. Parte I Ambiente da Análise Financeira, 1

Prefácio, xvii. Parte I Ambiente da Análise Financeira, 1 Prefácio, xvii Parte I Ambiente da Análise Financeira, 1 1 Amplitude da análise financeira, 3 1.1 Visão estratégica da empresa, 3 1.2 Que é análise financeira de empresas, 6 1.3 Análise financeira e áreas

Leia mais

Safra Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce (C.N.P.J. nº 04.890.401/0001-15) (Administrado pelo Banco J. Safra S.A.

Safra Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce (C.N.P.J. nº 04.890.401/0001-15) (Administrado pelo Banco J. Safra S.A. Safra Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce (Administrado pelo Banco J. Safra S.A.) Demonstrações Financeiras em 30 de setembro de 2015 e relatório dos auditores independentes Relatório dos

Leia mais

PSS - Seguridade Social

PSS - Seguridade Social POLÍTICA DE INVESTIMENTOS PARA 2012 PLANO C 1. Objetivos Esta versão da Política de Investimentos, que estará em vigor durante o ano de 2012, tem como objetivo definir as diretrizes dos investimentos do

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Financeira e Controladoria tem por objetivo o fornecimento

Leia mais

Factoring. Leasing. Capítulo 7

Factoring. Leasing. Capítulo 7 Sumário Capítulo 1 Fundamentos: Sistema Financeiro Nacional, Conselho Monetário Nacional, Banco Central e Moeda 1.1. Sistema Financeiro Nacional (SFN) 1.1.1. Legislação Básica 1.1.2. Subdivisões do SFN

Leia mais

Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBIMA Série 20 (CPA-20) Versão 9.4

Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBIMA Série 20 (CPA-20) Versão 9.4 Programa Detalhado da Certificação Profissional ANBIMA Série 20 (CPA-20) Versão 9.4 OBJETIVOS DA CPA-20 A CPA-20 é parte do Programa de Certificação Continuada da ANBID e tem como objetivo a permanente

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM BANKING

ESPECIALIZAÇÃO EM BANKING ESPECIALIZAÇÃO EM BANKING Apresentação da FIPECAFI A Faculdade FIPECAFI é mantida pela Fundação Instituto de Pesquisa Contábeis, Atuariais e Financeiras, criada em 1974. Seus projetos modificaram o cenário

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 41-CEPE/UNICENTRO, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2012. Aprova o Curso de Especialização MBA em International Financial Reporting Standards, IFRS, Comitê de Pronunciamentos Contábeis, CPC, e Controladoria,

Leia mais

Fundo Especial de Previdência do Município de LEME - LEMEPREV

Fundo Especial de Previdência do Município de LEME - LEMEPREV Fundo Especial de Previdência do Município de LEME - LEMEPREV POLÍTICA ANUAL DE INVESTIMENTOS 2011 No presente documento encontram-se diretrizes para guiar o processo de investimentos do Fundo Especial

Leia mais

Transferência da administração de recursos e alocação de ativos para profissionais especializados;

Transferência da administração de recursos e alocação de ativos para profissionais especializados; Guia de Fundos de Investimento A CMA desenvolveu o Guia de Fundos de Investimento para você que quer se familiarizar com os princípios básicos do mercado financeiro, ou que tem interesse em aprofundar

Leia mais

da Certificação Profissional Certificação Profissional ANBIMA Série 20 (CPA-20) ANBID Série 20

da Certificação Profissional Certificação Profissional ANBIMA Série 20 (CPA-20) ANBID Série 20 Programa PROGRAMA Detalhado DETALHADO da da Certificação Profissional Certificação Profissional ANBIMA Série 20 (CPA-20) ANBID Série 20 Controle: Data da Elaboração: 10/11/2009 Última atualização: 13/05/2010

Leia mais

AS EMPRESAS SEGURADORAS E RESSEGURADORAS COMO INVESTIDORAS DO MERCADO DE CAPITAIS

AS EMPRESAS SEGURADORAS E RESSEGURADORAS COMO INVESTIDORAS DO MERCADO DE CAPITAIS AS EMPRESAS SEGURADORAS E RESSEGURADORAS COMO INVESTIDORAS DO MERCADO DE CAPITAIS HSM EXPO MANAGEMENT 2014 4 de novembro de 2014 Alexandre H. Leal Neto Superintendente de Regulação CNseg Agenda Representação

Leia mais

INSTRUÇÃO CVM Nº 555, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2014 101 ANEXO 42 MODELO DE LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS

INSTRUÇÃO CVM Nº 555, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2014 101 ANEXO 42 MODELO DE LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS INSTRUÇÃO CVM Nº 555, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2014 101 ANEXO 42 MODELO DE LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O [nome de fantasia do fundo] [CNPJ do fundo] Informações

Leia mais

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 03 DEMONSTRAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 03 DEMONSTRAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 03 DEMONSTRAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA Correlação às Normas Internacionais de Contabilidade IAS 7 (IASB) PRONUNCIAMENTO Conteúdo Item OBJETIVO

Leia mais

Curso Preparatório ANBIMA - CPA-10 Curso Preparatório ANBIMA - CPA-20

Curso Preparatório ANBIMA - CPA-10 Curso Preparatório ANBIMA - CPA-20 Solange Honorato Curso Preparatório ANBIMA - CPA-10 Curso Preparatório ANBIMA - CPA-20 E Solange Honorato Facilitadora Certificação Profissional ANBIMA - CPA-10 Destina-se aos profissionais que desempenham

Leia mais

PARTE. 1. AC- 1 Prof. Odair Ferreira AC- 2. Prof. Odair Ferreira AC- 4. AC- 3 Prof. Odair Ferreira. Prof. Odair Ferreira

PARTE. 1. AC- 1 Prof. Odair Ferreira AC- 2. Prof. Odair Ferreira AC- 4. AC- 3 Prof. Odair Ferreira. Prof. Odair Ferreira Risco e Mercado de Capitais Risco E Mercado De Capitais PARTE 1 AC- 1 AC- 2 l EMENTA: Estudar a gestão de risco no mercado de capitais, financeiro e de derivativos, por meio dos principais ativos negociados,

Leia mais

POLÍTICA DE INVESTIMENTOS PARA 2013

POLÍTICA DE INVESTIMENTOS PARA 2013 INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE ALMIRANTE TAMANDARÉ, pessoa jurídica de direito público interno, inscrito no CNPJ 05093137/000151 sediado à Rua Trav. Paulo Bini,27,

Leia mais

Alterações na Poupança

Alterações na Poupança PRODUTOS E SERVIÇOS FINANCEIROS INVESTIMENTOS POUPANÇA A conta de poupança foi criada para estimular a economia popular e permite a aplicação de pequenos valores que passam a gerar rendimentos mensalmente.

Leia mais

MBA Gestão de Riscos Financeiros, Corporativos e Compliance EMENTAS DISCIPLINAS

MBA Gestão de Riscos Financeiros, Corporativos e Compliance EMENTAS DISCIPLINAS MBA Gestão de Riscos Financeiros, Corporativos e Compliance EMENTAS DISCIPLINAS ESTRUTURA DO PROGRAMA O MBA Gestão de Riscos Financeiros, Corporativos e Compliance é composto pelas seguintes disciplinas,

Leia mais

Material Explicativo sobre Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI)

Material Explicativo sobre Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI) Material Explicativo sobre (CRI) 1. Definições Gerais Os Certificados de Recebíveis são títulos lastreados em créditos imobiliários, representativos de parcelas de um direito creditório. O ativo permite

Leia mais

Fundação Celpe de Seguridade Social - CELPOS Rua João Fernandes Vieira, 190 - Boa Vista - Recife - PE - CEP: 50050-200 PABX (81) 2128-4000 - FAX:

Fundação Celpe de Seguridade Social - CELPOS Rua João Fernandes Vieira, 190 - Boa Vista - Recife - PE - CEP: 50050-200 PABX (81) 2128-4000 - FAX: 1 2 Índice 1. Finalidade da Política de Investimentos... 1 1.1. A Fundação CELPE de Seguridade Social... 1 1.2. Constituição da Política de Investimentos... 1 1.3. Funções da Política de Investimentos...

Leia mais

ESTUDO DE ALM SERPROS FUNDO MULTIPATROCINADO SERPRO (PSI) e SERPRO (PSII BD/PSII CD)

ESTUDO DE ALM SERPROS FUNDO MULTIPATROCINADO SERPRO (PSI) e SERPRO (PSII BD/PSII CD) ESTUDO DE ALM SERPROS FUNDO MULTIPATROCINADO SERPRO (PSI) e SERPRO (PSII BD/PSII CD) Janeiro de 2012 1 MOVIMENTOS FIC ADVANTAGE III PSI E PSII - BD Carteira Título Vencimento Alocação Atual - MTM Alocação

Leia mais

Política de Investimento. 2014 a 2018

Política de Investimento. 2014 a 2018 Política de Investimento 2014 a 2018 Prev Pepsico - Sociedade Previdenciária Plano de Benefícios Pepsico Página 1 Índice 1 Introdução... 3 2 Governança Corporativa... 3 3 Diretrizes Gerais... 4 4 Plano

Leia mais