3. GPS FORMAS DE PREENCHIMENTO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "3. GPS FORMAS DE PREENCHIMENTO"

Transcrição

1 3. GPS FORMAS DE PREENCHIMENTO - Retenção previdenciária GUIA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL GPS 1. NOME OU RAZÃO SOCIAL/FONE/ENDEREÇO: preencher com o nome da empresa prestadora de serviços em seguida acrescentando / empresa tomadora Modelo da GPS 3. CÓDIGO DE PAGAMENTO 2631 ou COMPETÊNCIA sempre o da emissão da nota o CNPJ da empresa 5. IDENTIFICADOR contratada 6. VALOR DO INSS o valor da retenção de 11% VENCIMENTO (Uso exclusivo INSS) 9.VALOR DE OUTRAS ENTIDADES ATENCÃO: É vedada a utilização de GPS para recolhimento de receita de valor inferior ao estipulado em Resolução publicada pelo INSS. A receita que resultar valor inferior deverá ser adicionada à contribuição ou importância correspondente nos meses subsequentes, até que o total seja igual ou superior ao valor mínimo fixado 10. ATM/MULTA E JUROS 11. TOTAL valor da retenção de 11% sobre a prestação de serviços. 12. AUTENTICAÇÃO BANCÁRIA Instruções para preenchimento no verso. Como preencher: 1 - Nome do contribuinte, Fone e Endereço 3 - Código de pagamento 4 - Competência MM/AAAA. 5 - Identificador CNPJ da empresa contratada. 6 - Valor do INSS 9 - Valor de Outras Entidades Não preencher Atualização Monetária, Multa e Juros 11 - Total Contribuição Retida sobre a NF/Fatura da Empresa Prestadora de Serviço - CNPJ Contribuição Retida sobre NF/Fatura da Prestadora de Serviço - CNPJ - Uso Exclusivo do Órgão do Poder Público - Administração Direta, Autarquia e Fundação Federal, Estadual, do Distrito Federal ou Municipal (contratante do serviço) Contribuição Retida sobre a NF/Fatura da Empresa Prestadora de Serviço - CEI Contribuição Retida sobre NF/Fatura da Prestadora de Serviço - CEI (Uso Exclusivo do Órgão do Poder Público - Administração Direta, Autarquia e Fundação Federal, Estadual, do Distrito Federal ou Municipal (contratante do serviço). - Reclamatória Trabalhista

2 01) Pessoa Física - CPF Pessoa Jurídica - CNPJ Com vínculo empregatício Código (Reclamatória trabalhista CNPJ) 05 N CNPJ do reclamado 09 Pagamento para outras entidades (Sesc, Sesi, Senai, etc.) 02) Pessoa Física - CPF Pessoa Jurídica - CNPJ Sem vínculo empregatício Código (Reclamatória trabalhista CNPJ) 05 N CNPJ do reclamado 09 Não preencher 11 Total: Registrar o somatório dos campos 6 e 10 03) Pessoa Física - CPF Pessoa Jurídica Equiparada - CEI Com vínculo empregatício Código (Reclamatória trabalhista CEI) 05 N CEI do reclamado

3 09 Pagamento para outras entidades (Sesc, Sesi, Senai, etc.) 04) * Recolhimento exclusivo para outras entidades: Pessoa Física - CPF Pessoa Jurídica - CNPJ Com vínculo empregatício Código (Reclamatória trabalhista CNPJ) 05 N CNPJ do reclamado 06 Não preencher 09 Pagamento para outras entidades (Sesc, Sesi, Senai, etc.) 11 Total: Registrar o somatório dos campos 9 e 10 05) * Recolhimento exclusivo para outras entidades: Pessoa Física - CPF Pessoa Jurídica Equiparado - CEI Com vínculo empregatício Código (Reclamatória trabalhista CEI) 05 N CEI do reclamado 06 Não preencher 09 Pagamento para outras entidades (Sesc, Sesi, Senai, etc.) 11 Total: Registrar o somatório dos campos 9 e 10 06) Pessoa Física - CPF Pessoa Física - CPF Sem vínculo empregatício Código (Reclamatória trabalhista NIT/PIS/PASEP)

4 05 NIT/PIS/PASEP 09 Não preencher 11 Total: Registrar o somatório dos campos 6 e 10 07) Pessoa Física - CPF - Empregada Doméstica Pessoa Física - CPF - empregador Doméstico Com vínculo empregatício Código (Reclamatória trabalhista NIT/PIS/PASEP) 05 NIT/PIS/PASEP 09 Não preencher 11 Total: Registrar o somatório dos campos 6 e 10 08) Pessoa Física - CPF - Empregado Rural Pessoa Física - CEI - empregador Rural Com vínculo empregatício Código (Reclamatória trabalhista CEI) 05 N CEI do empregador rural 09 Pagamento para outras entidades (2,7%)

5 - Produção rural Pessoa Jurídica Pessoa Jurídica 2,85% 2607 Vendedor Produtor Rural Pessoa Jurídica Produtor Rural Pessoa Jurídica 03 Código (Utilizado para comercialização da produção rural, contribuinte com CNPJ 05 N CNPJ do produtor rural pessoa jurídica 06 Lançar o valor da contribuição de 2,6% (dois vírgula seis por cento) sobre a receita bruta da comercialização da produção rural 09 Lançar o valor de comercialização de 0,25% (zero vinte cinco por cento) sobre a receita bruta da comercialização da produção rural - SENAR Pessoa Física Pessoa Jurídica 2,3% 2607 Comprador Produtor Rural Pessoa Física Contribuinte Individual Empresa adquirente, consumidora ou consignatária 03 Código (Utilizado para comercialização da produção rural, CNPJ do comprador) 05 N CNPJ da empresa adquirente, consumidora ou consignatária 06 Lançar o valor da contribuição de 2,1% (dois vírgula um por cento) sobre a receita bruta da comercialização da produção rural 09 Lançar o valor de comercialização de 0,2% (dois décimos por cento) sobre a receita bruta da comercialização da produção rural - SENAR Pessoa Física Pessoa Física (equiparada a jurídica) 2,3% 2704 Comprador 03 Código (Produtor Rural Pessoa Física Contribuinte Individual) 05 N CEI do produtor rural pessoa jurídica

6 06 Lançar o valor da contribuição de 2,1% (dois vírgula um por cento) sobre a receita bruta da comercialização da produção rural 09 Lançar o valor de comercialização de 0,2% (dois décimos por cento) sobre a receita bruta da comercialização da produção rural - SENAR Pessoa Física Pessoa Física 2,3% 2704 Vendedor Produtor Rural Pessoa Física Contribuinte Individual Produtor Rural Pessoa Física 03 Código (Utilizado para comercialização da produção rural, contribuinte com CEI) 05 Nº matrícula CEI - Produtor Rural Pessoa Física 06 Lançar o valor da contribuição de 2,1% (dois vírgula um por cento) sobre a receita bruta da comercialização da produção rural 09 Lançar o valor de comercialização de 0,2% (dois décimos por cento) sobre a receita bruta da comercialização da produção rural - SENAR Pessoa Jurídica Pessoa Física 2,85% 2607 Vendedor Produtor Rural Pessoa Jurídica Produtor Rural Pessoa Jurídica 03 Código (Utilizado para comercialização da produção rural, contribuinte com CNPJ 05 N CNPJ do produtor rural pessoa jurídica 06 Lançar o valor da contribuição de 2,6% (dois vírgula seis por cento) sobre a receita bruta da comercialização da produção rural 09 Lançar o valor de comercialização de 0,25% (zero vinte cinco por cento) sobre a receita bruta da comercialização da produção rural - SENAR

7 Pessoa Física Pessoa Jurídica (Optante pelo Simples) 2,3% 2011 Comprador Produtor Rural Pessoa Física Contribuinte Individual Pessoa jurídica enquadrada no Simples Nacional 03 Código (Utilizado para comercialização da produção rural, contribuinte com CNPJ enquadrada no Simples) 05 N CNPJ da empresa adquirente, consumidora ou consignatária 06 Lançar o valor da contribuição de 2,1% (dois vírgula um por cento) sobre a receita bruta da comercialização da produção rural 09 Lançar o valor de comercialização de 0,2% (dois décimos por cento) sobre a receita bruta da comercialização da produção rural - SENAR Pessoa Física Pessoa Jurídica - Órgão Público 2,3% 2437 Comprador Produtor Rural Pessoa Física - Contribuinte Individual ou Segurado Especial Órgão Público que adquire produção rural 03 Código (Órgãos do poder público - CNPJ - recolhimento sobre aquisição de produto rural do produtor rural pessoa física) 05 N CNPJ da empresa adquirente, consumidora ou consignatária 06 Lançar o valor da contribuição de 2,1% (dois vírgula um por cento) sobre a receita bruta da comercialização da produção rural 09 Lançar o valor de comercialização de 0,2% (dois décimos por cento) sobre a receita bruta da comercialização da produção rural - SENAR Pessoa Física Pessoa Jurídica - Cooperativa 2,3% 2607 Comprador Produtor Rural Pessoa Física - Contribuinte Individual Cooperativa adquirente, consumidora ou consignatária

8 03 Código (Utilizado para comercialização da produção rural, contribuinte com CNPJ 05 N CNPJ da cooperativa 06 Lançar o valor da contribuição de 2,1% (dois vírgula um por cento) sobre a receita bruta da comercialização da produção rural 09 Lançar o valor de comercialização de 0,2% (dois décimos por cento) sobre a receita bruta da comercialização da produção rural - SENAR

Empregado Doméstico Trimestral - NIT/PIS/PASEP - (que recebe até um salário mínimo)

Empregado Doméstico Trimestral - NIT/PIS/PASEP - (que recebe até um salário mínimo) CÓDIGO DE GUIAS GPS Recolhimento Relação de Códigos de Pagamento Código Descrição 1007 Contribuinte Individual - Recolhimento Mensal NIT/PIS/PASEP 1104 Contribuinte Individual - Recolhimento Trimestral

Leia mais

RELAÇÃO DE CÓDIGOS DE PAGAMENTO

RELAÇÃO DE CÓDIGOS DE PAGAMENTO RELAÇÃO DE CÓDIGOS DE PAGAMENTO Código Descrição 1007 Contribuinte Individual Recolhimento Mensal NIT/PIS/PASEP 1104 Contribuinte Individual Recolhimento Trimestral NIT/PIS/PASEP 1120 Contribuinte Individual

Leia mais

Atualização de Folders: Produtor Rural Pessoa Física (Contribuinte Individual)

Atualização de Folders: Produtor Rural Pessoa Física (Contribuinte Individual) Atualização de Folders: Atualização nos termos da IN RFB nº 1.338/2013 Produtor Rural Pessoa Física (Contribuinte Individual) GFIP do Produtor Rural Pessoa Física (*) Quando houver exportações, deverá

Leia mais

Código de Recolhimento do INSS

Código de Recolhimento do INSS Código de Recolhimento do INSS Códigos de Recolhimento do INSS Códigos de Pagamentos/Recolhimento Código Descrição 1007 Contribuinte Individual - Recolhimento Mensal - NIT/PIS/PASEP 1104 Contribuinte Individual

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA Nº. 38/2009 TODAS AS UNIDADES ORÇAMENTÁRIAS

ORIENTAÇÃO TÉCNICA Nº. 38/2009 TODAS AS UNIDADES ORÇAMENTÁRIAS ORIENTAÇÃO TÉCNICA Nº. 38/2009 UNIDADE ORÇAMENTÁRIA: RESPONSÁVEL: Com Cópia: ASSUNTO: TODAS AS UNIDADES ORÇAMENTÁRIAS Secretário Executivo Coordenador Financeiro Procedimentos de Recolhimento de Contribuição

Leia mais

1. GPS- CÓDIGOS DE PAGAMENTO

1. GPS- CÓDIGOS DE PAGAMENTO PARTE 1 OBRIGAÇÕES PREVINCIÁRIAS TABELAS PRÁTICAS 1. GPS- CÓDIGOS PAGAMENTO ITEM CÓDIGO RECEITA (GPS) ESPECIFICAÇÃO DA RECEITA 1 1007 Contribuinte Individual - Recolhimento Mensal NIT/PIS/PASEP 2 1104

Leia mais

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX PREVIDÊNCIA SOCIAL. GPS - Códigos de Recolhimento

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX PREVIDÊNCIA SOCIAL. GPS - Códigos de Recolhimento VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX PREVIDÊNCIA SOCIAL GPS - Códigos de Recolhimento Orientador Empresarial ATO DECLARATÓRIO EXECUTIVO CODAC nº 79/2010 - DOU: 28.10.2010

Leia mais

1. RESUMO DAS OBRIGAÇÕES

1. RESUMO DAS OBRIGAÇÕES 1. RESUMO DAS OBRIGAÇÕES OBRIGAÇÕES IMPOSTO DE RENDA VENCIMENTO PENALIDADES (Pág.) IMPOSTO DE RENDA Recolhimento........................................................................... 20 5 OUTROS ASSUNTOS

Leia mais

Códigos de Recolhimentos (GPS)

Códigos de Recolhimentos (GPS) Códigos de Recolhimentos (GPS) Relação dos Códigos de Recolhimento (Campo 3 GPS): Código Descrição 1007 Contribuinte Individual Recolhimento Mensal 1104 Contribuinte Individual Recolhimento Trimestral

Leia mais

Trabalhista/Previdenciária Mês: 08/2016

Trabalhista/Previdenciária Mês: 08/2016 Trabalhista/Previdenciária Mês: 08/2016 Dia: 05 GFIP - Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço e Informações à Previdência Social Envio da Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia

Leia mais

Tabelas Práticas. Tabela de Códigos de Pagamento do INSS RELAÇÃO DE CÓDIGOS DE PAGAMENTO GUIA DE PREVIDÊNCIA SOCIAL. Especificação da Receita

Tabelas Práticas. Tabela de Códigos de Pagamento do INSS RELAÇÃO DE CÓDIGOS DE PAGAMENTO GUIA DE PREVIDÊNCIA SOCIAL. Especificação da Receita Tabela de Códigos de Pagamento do INSS RELAÇÃO DE CÓDIGOS DE PAGAMENTO GUIA DE PREVIDÊNCIA SOCIAL Item Código de Receita (GPS) Especificação da Receita 1 1007 Contribuinte Individual - Recolhimento Mensal

Leia mais

Página 1

Página 1 Códigos da Guia da Previdência Social - GPS Tabela atualizada até o Ato Declaratório Executivo CODAC nº 46, de 11.7.2013 (D.O.U de 15.7.2013). Código de Receita (GPS) 1007 Contribuinte Individual - Recolhimento

Leia mais

Este documento tem por objetivo orientar na emissão de Guias de Retenção Previdenciária e de Imposto de Renda.

Este documento tem por objetivo orientar na emissão de Guias de Retenção Previdenciária e de Imposto de Renda. Versão 01 - Página 1/10 1. Objetivo Este documento tem por objetivo orientar na emissão de Guias de Retenção Previdenciária e de Imposto de Renda. 2. Aplicação Esta instrução aplica-se a emissão de todas

Leia mais

1. RESUMO DAS OBRIGAÇÕES

1. RESUMO DAS OBRIGAÇÕES 1. RESUMO DAS OBRIGAÇÕES OBRIGAÇÕES IMPOSTO DE RENDA VENCIMENTO PENALIDADES (Pág.) IMPOSTO DE RENDA Recolhimento........................................................................... 20 5 OUTROS ASSUNTOS

Leia mais

CALENDÁRIO DAS OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS e PREVIDENCIÁRIAS DEZEMBRO/2010

CALENDÁRIO DAS OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS e PREVIDENCIÁRIAS DEZEMBRO/2010 1 CALENDÁRIO DAS OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS e PREVIDENCIÁRIAS DEZEMBRO/2010 Dia 06-12-2010 (Segunda-feira): SALÁRIOS Todos os empregadores, assim definidos pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). Fato

Leia mais

GUIA DE RECOLHIMENTO Códigos

GUIA DE RECOLHIMENTO Códigos GUIA DE RECOLHIMENTO Códigos O COORDENADOR-GERAL DE ARRECADAÇÃO E COBRANÇA, no uso da atribuição que lhe confere o inciso III do art. 312 do Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil,

Leia mais

RESUMO ALÍQUOTAS - CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS

RESUMO ALÍQUOTAS - CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS RESUMO ALÍQUOTAS - CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS - DAS EMPRESAS EM GERAL, sobre: Folha de Pagamento (EMP./AVULSOS) 20% Remunerações pagas aos CI 20% Terceiros (EMP./AVULSOS) 5,8% RAT (EMP./AVULSOS) 1% (leve) 2%

Leia mais

ATO DECLARATÓRIO EXECUTIVO 46 CODAC, DE (DO U DE ) (Retificação no DO U de )

ATO DECLARATÓRIO EXECUTIVO 46 CODAC, DE (DO U DE ) (Retificação no DO U de ) ... Informativo 29 Página 0 Ano 2013 ATO DECLARATÓRIO EXECUTIVO 46 CODAC, DE 11 7 2013 (DO U DE 15 7 2013) (Retificação no DO U de 14 11 2014) GUIA DE RECOLHIMENTO Códigos RFB divulga nova relação de códigos

Leia mais

GPS Relação de Códigos de Pagamento

GPS Relação de Códigos de Pagamento GPS Relação de Códigos de Pagamento Código de Especificação da Receita Receita (GPS) 1007 Contribuinte Individual Recolhimento Mensal NIT/PIS/PASEP 1104 Contribuinte Individual Recolhimento Trimestral

Leia mais

1. GPS- CÓDIGOS DE PAGAMENTO

1. GPS- CÓDIGOS DE PAGAMENTO PARTE 1 OBRIGAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS TABELAS PRÁTICAS 1. GPS- CÓDIGOS DE PAGAMENTO ITEM CÓDIGO DE RECEITA (GPS) ESPECIFICAÇÃO DA RECEITA 1 1007 Contribuinte Individual - Recolhimento Mensal 2 1104 Contribuinte

Leia mais

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Ato Declaratório Executivo Codac nº 98, de 15 de dezembro de 2009 Dispõe sobre a divulgação de códigos de receita para recolhimento das contribuições sociais destinadas

Leia mais

ÍNDICE. 1. Tabela Progressiva - a partir de Abril/2015... 2. 2. Exemplos Práticos... 3. 2.1. Declarante 1 Empregador pessoa física...

ÍNDICE. 1. Tabela Progressiva - a partir de Abril/2015... 2. 2. Exemplos Práticos... 3. 2.1. Declarante 1 Empregador pessoa física... ÍNDICE 1. Tabela Progressiva - a partir de Abril/2015.... 2 2. Exemplos Práticos... 3 2.1. Declarante 1 Empregador pessoa física... 3 2.2. Declarante 2 Rendimento pago ao exterior Fonte pagadora pessoa

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFSe) Layout de Interface para envio de Remessa de Escrituração Versão 1.0 (05/2015)

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFSe) Layout de Interface para envio de Remessa de Escrituração Versão 1.0 (05/2015) NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFSe) Layout de Interface para envio de Remessa de Escrituração Versão 1.0 (05/2015) Layout de Interface para envio de Remessa de Escrituração - PMSJP 2 SUMÁRIO INTRODUÇÃO...

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Rendimentos Recebidos Acumuladamente x Licença Maternidade

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Rendimentos Recebidos Acumuladamente x Licença Maternidade 02/01/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 5 5. Informações Complementares... 5 6. Referências... 6 7.

Leia mais

DEPARTAMENTO JURÍDICO PREVIDENCIÁRIO BOLETIM 003/2013

DEPARTAMENTO JURÍDICO PREVIDENCIÁRIO BOLETIM 003/2013 DEPARTAMENTO JURÍDICO PREVIDENCIÁRIO ADM 095 / 2013 BOLETIM 003/2013 Governo divulga os códigos de receita para recolhimento das contribuições sociais destinadas à Previdência Social As contribuições sociais

Leia mais

CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA SOBRE A RECEITA BRUTA - Lei 12.546/2011 DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTOS NO SETOR DA CONSTRUÇÃO CIVIL LEI 13.

CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA SOBRE A RECEITA BRUTA - Lei 12.546/2011 DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTOS NO SETOR DA CONSTRUÇÃO CIVIL LEI 13. CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA SOBRE A RECEITA BRUTA - Lei 12.546/2011 DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTOS NO SETOR DA CONSTRUÇÃO CIVIL LEI 13.161/2015 Conceito A desoneração da folha de pagamento consiste

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL

INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL Ministério da Previdência Social INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL DIRETORIA DE ATENDIMENTO Programa de Educação Previdenciária ria Todos que se inscrevem na Previdência Social podem escolher como vão

Leia mais

CÓDIGOS DE RECEITA - GPS

CÓDIGOS DE RECEITA - GPS CÓDIGOS DE RECEITA - GPS Os códigos de receita para recolhimento das contribuições sociais destinadas à Previdência Social e das destinadas às outras entidades ou fundos, recolhidas por meio de Guia da

Leia mais

Agenda Tributária: de 12 a 18 de maio de 2016

Agenda Tributária: de 12 a 18 de maio de 2016 Agenda Tributária: de 12 a 18 de maio de 2016 Até: Quinta-feira, dia 12 dígito do CNPJ corresponda a 2, devem efetuar o registro eletrônico dos documentos Até: Sexta-feira, dia 13 dígito do CNPJ corresponda

Leia mais

EDITAL SISTEMATIZADO TECNICO INSS 2015/2016. Direito Previdenciário - 6ª edição Adriana Menezes Editora Juspodivm

EDITAL SISTEMATIZADO TECNICO INSS 2015/2016. Direito Previdenciário - 6ª edição Adriana Menezes Editora Juspodivm EDITAL SISTEMATIZADO TECNICO INSS 2015/2016 De acordo com o edital do concurso e com a obra: Direito Previdenciário - 6ª edição Adriana Menezes Editora Juspodivm ITENS DO EDITAL TECNICO INSS TÓPICO DO

Leia mais

1. Cadastro de Funcionários

1. Cadastro de Funcionários Pró-labore 1. Cadastro de Funcionários... 2 1.1. Tela Dados... 2 1.2. Tela Ident. Adm.... 3 1.3. Tela Outros... 3 2. Eventos dos Pró-labores... 4 3. Digitação... 5 4. Impressão de Recibo... 6 5. Folha

Leia mais

Adendo ao livro MANUAL DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO Autor: Hugo Medeiros de Goes

Adendo ao livro MANUAL DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO Autor: Hugo Medeiros de Goes Adendo ao livro MANUAL DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO Autor: Hugo Medeiros de Goes 1. ERRATA Página 180 No primeiro parágrafo do item 2.10.1 (Beneficiários): Onde se lê: Os beneficiários da pensão por morte

Leia mais

INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO DO FORCED

INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO DO FORCED INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO DO FORCED QUADRO I - DADOS IDENTIFICADORES Os campos de 1 (um) a 11 (onze) destinam-se a identificar o contribuinte, o documento a ser cadastrado e a operação a ser realizada

Leia mais

SUMÁRIO Capítulo 1 Seguridade Social e a Previdência Social

SUMÁRIO Capítulo 1 Seguridade Social e a Previdência Social S UMÁRIO Capítulo 1 Seguridade Social e a Previdência Social... 1 1.1. Seguridade Social... 1 1.1.1. A Saúde... 2 1.1.2. A Assistência Social... 5 1.1.3. A Previdência Social... 10 1.1.3.1. Natureza jurídica

Leia mais

ENTIDADE EMPREGADORA. Sem proteção na doença 27% Com proteção na doença 30% Praticantes desportivos profissionais com contrato de trabalho desportivo.

ENTIDADE EMPREGADORA. Sem proteção na doença 27% Com proteção na doença 30% Praticantes desportivos profissionais com contrato de trabalho desportivo. TRABALHADORES POR CONTA DE OUTRÉM ENTIDADE EMPREGADORA TRABALHADOR GLOBAL LEGISLAÇÃO ANTERIOR Regime Regra Trabalhadores em Geral 23,75% 11% 34,75% 34,75% Membros dos órgãos estatutários das pessoas coletivas

Leia mais

A Tributação dos Síndicos, Subsíndicos e Conselheiros (IRPF INSS)

A Tributação dos Síndicos, Subsíndicos e Conselheiros (IRPF INSS) A Tributação dos Síndicos, Subsíndicos e Conselheiros (IRPF INSS) QUAL É O CONCEITO DE SÍNDICO PREVISTO NO CÓDIGO CIVIL DE 2002? O Síndico é definido como sendo administrador do Condomínio (art. 1.346).

Leia mais

1. RESUMO DAS OBRIGAÇÕES

1. RESUMO DAS OBRIGAÇÕES IMPOSTO DE RENDA 1. RESUMO DAS OBRIGAÇÕES OBRIGAÇÕES IMPOSTO DE RENDA VENCIMENTO PENALIDADES (Pág.) Recolhimento.......................................................................... 20 5 OUTROS ASSUNTOS

Leia mais

Construção Civil Regularização, Retenção e Desoneração da Folha de Pagamento

Construção Civil Regularização, Retenção e Desoneração da Folha de Pagamento Construção Civil Regularização, Retenção e Desoneração da Folha de Pagamento Delegacia da Receita Federal do Brasil Sete Lagoas Maio/2016 ABORDAGEM Construção Civil Responsabilidade pela Matrícula Retenção

Leia mais

de 2002, permanecem com a alíquota da Cofins reduzida a zero, em que pesem as alterações introduzidas pela Lei nº 10.865, de 2004.

de 2002, permanecem com a alíquota da Cofins reduzida a zero, em que pesem as alterações introduzidas pela Lei nº 10.865, de 2004. DIVISÃO DE TRIBUTAÇÃO 4. Região Fiscal SOLUÇÃO DE CONSULTA Nº 1, DE 13 DE JANEIRO DE 2009 EMENTA: GFIP - Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço e Informações à Previdência Social.

Leia mais

DOM DE 03/09/2014 Republicada, no DOM de 09/09/2014, por ter saído incompleta. Alterada pela IN nº 36/2014, no DOM de 15/10/2014.

DOM DE 03/09/2014 Republicada, no DOM de 09/09/2014, por ter saído incompleta. Alterada pela IN nº 36/2014, no DOM de 15/10/2014. DOM DE 03/09/2014 Republicada, no DOM de 09/09/2014, por ter saído incompleta. Alterada pela IN nº 36/2014, no DOM de 15/10/2014. INSTRUÇÃO NORMATIVA SEFAZ/DGRM Nº 29/2014 Dispõe sobre os procedimentos

Leia mais

CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA SOBRE A RECEITA BRUTA (CPRB) (LEI Nº 12.546/2011)

CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA SOBRE A RECEITA BRUTA (CPRB) (LEI Nº 12.546/2011) CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA SOBRE A RECEITA BRUTA (CPRB) (LEI Nº 12.546/2011) Fundamento constitucional A Constituição Federal de 1988, no 13 de seu artigo 195, acrescentado pela Emenda Constitucional

Leia mais

Quadro comparativo do Projeto de Lei do Senado nº 253, de 2005

Quadro comparativo do Projeto de Lei do Senado nº 253, de 2005 1 Regulamenta os 12 e 13 do art. 201 e o 9º do art. Regulamenta os 12 e 13 do art. 201 da 195 da Constituição Federal, para dispor sobre o Constituição Federal, para dispor sobre o sistema sistema especial

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA CGM N.º 38/2015 ANEXO 15 DOCUMENTOS NECESSÁRIOS AO EMPENHAMENTO, À LIQUIDAÇÃO E AO PAGAMENTO SUMÁRIO. 1. Licitação Compras...

INSTRUÇÃO NORMATIVA CGM N.º 38/2015 ANEXO 15 DOCUMENTOS NECESSÁRIOS AO EMPENHAMENTO, À LIQUIDAÇÃO E AO PAGAMENTO SUMÁRIO. 1. Licitação Compras... SUMÁRIO 1. Licitação Compras... 4 2. Licitação Serviços Sem Cessão de Mão-de-Obra... 4 3. Licitação Serviços Com Cessão de Mão-de-Obra... 5 4. Licitação Obras e Serviços de Engenharia Sem Cessão de Mão-de-Obra...

Leia mais

Manual de Retenção e Recolhimento de Contribuições Previdenciárias em Serviços Prestados por Contribuintes Individuais

Manual de Retenção e Recolhimento de Contribuições Previdenciárias em Serviços Prestados por Contribuintes Individuais PREFEITURA DE JUIZ DE FORA SECRETARIA DA FAZENDA SUBSECRETARIA DO SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DEPARTAMENTO DE NORMAS TÉCNICAS Manual de Retenção e Recolhimento de Contribuições Previdenciárias em Serviços

Leia mais

ANO XXIV - 2013-1ª SEMANA DE OUTUBRO DE 2013 BOLETIM INFORMARE Nº 40/2013

ANO XXIV - 2013-1ª SEMANA DE OUTUBRO DE 2013 BOLETIM INFORMARE Nº 40/2013 ANO XXIV - 2013-1ª SEMANA DE OUTUBRO DE 2013 BOLETIM INFORMARE Nº 40/2013 ASSUNTOS PREVIDENCIÁRIOS CONSTRUÇÃO CIVIL - INFORMAÇÕES NA GFIP/SEFIP... Pág.1072 ASSUNTOS TRABALHISTAS ALIMENTAÇÃO - PAT (PROGRAMA

Leia mais

Sistema de Parcelamento Previdenciário - Parcelamento Simplificado de Contribuiç...

Sistema de Parcelamento Previdenciário - Parcelamento Simplificado de Contribuiç... Sistema de Parcelamento Previdenciário - Parcelamento Simplificado de Contribuiç... https://www2.dataprev.gov.br/parcwebprevinternet/index.xhtml Parcelamento Simplificado de Contribuições Previdenciárias

Leia mais

ORIENTAÇÕES DESPESAS MIÚDAS DE PRONTO PAGAMENTO

ORIENTAÇÕES DESPESAS MIÚDAS DE PRONTO PAGAMENTO ORIENTAÇÕES DESPESAS MIÚDAS DE PRONTO PAGAMENTO DIRETOR DE PLANEJAMENTO, GESTÃO E FINANÇAS Adailton Vieira Pereira GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO E FINANÇAS Renata Vieira Oliva de Paula DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE

Leia mais

Fonte: Diário Oficial da União, Seção 1, Edição 17, p. 108, Instrução Normativa RFB nº 1.324, de DOU 1 de

Fonte: Diário Oficial da União, Seção 1, Edição 17, p. 108, Instrução Normativa RFB nº 1.324, de DOU 1 de Fonte: Diário Oficial da União, Seção 1, Edição 17, p. 108, 24.02.2013 Instrução Normativa RFB nº 1.324, de 23.01.2013 - DOU 1 de 24.01.2013 Estabelece os procedimentos pertinentes aos Depósitos Judiciais

Leia mais

CONTRIBUIÇÃO PREVIDÊNCIA SOCIAL/SENAR PRODUTOR RURAL PESSOA FÍSICA. Receita Federal do Brasil

CONTRIBUIÇÃO PREVIDÊNCIA SOCIAL/SENAR PRODUTOR RURAL PESSOA FÍSICA. Receita Federal do Brasil CONTRIBUIÇÃO PREVIDÊNCIA SOCIAL/SENAR PRODUTOR RURAL PESSOA FÍSICA Receita Federal do Brasil SEFIP/GFIP? Como declarar no SEFIP/GFIP a Receita da Comercialização Rural Versão 8.4 SENAR Previdência Rural

Leia mais

Parcelamento Especial ou Pagamento à Vista da Lei nº 12.996/2014 e MP 651/2014. Refis da Copa (Reabertura do Refis da Crise )

Parcelamento Especial ou Pagamento à Vista da Lei nº 12.996/2014 e MP 651/2014. Refis da Copa (Reabertura do Refis da Crise ) Parcelamento Especial ou Pagamento à Vista da Lei nº 12.996/2014 e MP 651/2014. Refis da Copa (Reabertura do Refis da Crise ) 1 Débitos abrangidos Débitos de qualquer natureza junto à PGFN ou à RFB, vencidos

Leia mais

SUMÁRIO. Capítulo 1 A seguridade social no Brasil... 17

SUMÁRIO. Capítulo 1 A seguridade social no Brasil... 17 SUMÁRIO Capítulo 1 A seguridade social no Brasil... 17 1. Evolução hist rica e composição... 17 2. Definição e natureza jurídica... 18 3. Competência legislativa... 19 4. Princípios informadores... 20

Leia mais

a9y1]"]"]*j,i"z1w%h$j"]7b.q*s3d%]"]1h J*J.B1Hb

a9y1]]]*j,iz1w%h$j]7b.q*s3d%]]1h J*J.B1Hb MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL - MPAS INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS GUIA DA PREVIDENCIA SOCIAL - GPS 1-NOME OU RAZÃO SOCIAL / FONE / ENDEREÇO Rua X, 34 CHACARA - JARDIM BRASIL

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria de Desenvolvimento Social Coordenadoria de Gestão Estratégica

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria de Desenvolvimento Social Coordenadoria de Gestão Estratégica Atualização GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria de Desenvolvimento Social Coordenadoria de Gestão Estratégica Formulário de Inclusão e/ou Atualização das Entidades Beneficentes da Área da Assistência

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇO ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Exportação de NFS-e Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em Sistema de Informação. Todos os direitos reservados. http://www.tiplan.com.br Página 2 de 20 1. Índice ÍNDICE... 2 1. INTRODUÇÃO...

Leia mais

ROTEIRO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS LEI DE INCENTIVO À CULTURA

ROTEIRO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS LEI DE INCENTIVO À CULTURA GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA DEPARTAMENTO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS COORDENADORIA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS ROTEIRO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS LEI DE INCENTIVO À

Leia mais

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA JUNHO DE 2013

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA JUNHO DE 2013 AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA JUNHO DE 2013 Até dia Obrigação 5 IRRF 6 Salário de Maio/2013 FGTS Dacon Histórico ocorridos no período de 21 a 31.05.2013, incidente sobre rendimentos de (art. 70,

Leia mais

Considerando a Lei nº. 14.653, de 22 de dezembro de 2011, que instituiu o regime de Previdência Complementar do Estado de São Paulo;

Considerando a Lei nº. 14.653, de 22 de dezembro de 2011, que instituiu o regime de Previdência Complementar do Estado de São Paulo; Instrução SP-PREVCOM / TJ nº 04/2013. Considerando a Lei nº. 14.653, de 22 de dezembro de 2011, que instituiu o regime de Previdência Complementar do Estado de São Paulo; A Fundação de Previdência Complementar

Leia mais

Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas esocial. Perguntas e Respostas

Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas esocial. Perguntas e Respostas Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas esocial Perguntas e Respostas O Ato Declaratório Executivo Sufis nº 5, de 18 de julho de 2013, aprovou e divulgou o leiaute

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA INSS/DC Nº 89, DE 11 DE JUNHO DE 2003 DOU DE 13/06/2003

INSTRUÇÃO NORMATIVA INSS/DC Nº 89, DE 11 DE JUNHO DE 2003 DOU DE 13/06/2003 INSTRUÇÃO NORMATIVA INSS/DC Nº 89, DE 11 DE JUNHO DE 2003 DOU DE 13/06/2003 Dispõe sobre a contribuição para o financiamento da aposentadoria especial do cooperado filiado a cooperativa de trabalho ou

Leia mais

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA AGOSTO DE 2013

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA AGOSTO DE 2013 AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA AGOSTO DE 2013 Até dia Obrigação 5 IRRF Histórico ocorridos no período de 21 a 31.07.2013, incidente sobre rendimentos de (art. 70, I, letra "b", da Lei nº 11.196/2005):

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Desoneração da Folha - Construção Civil - Subempreiteiro - Federal

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Desoneração da Folha - Construção Civil - Subempreiteiro - Federal Desoneração 05/12/2013 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1. Situação da Contribuição Previdenciária... 4 3.2. Cadastro

Leia mais

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE GUAJARÁ-MIRIM SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE GUAJARÁ-MIRIM SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE GUAJARÁ-MIRIM SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/GAB.SEMFAZ/2013, 25 DE SETEMBRO DE 2013. Regulamenta o disposto no Decreto Municipal Nº

Leia mais

ANEXO I RELAÇÃO DE CÓDIGOS DE PAGAMENTO Descrição Código 1007 Contribuinte Individual Recolhimento Mensal NIT/PIS/PASEP 1104 Contribuinte Individual

ANEXO I RELAÇÃO DE CÓDIGOS DE PAGAMENTO Descrição Código 1007 Contribuinte Individual Recolhimento Mensal NIT/PIS/PASEP 1104 Contribuinte Individual ANEXO I RELAÇÃO DE CÓDIGOS DE PAGAMENTO Descrição Código 1007 Contribuinte Individual Recolhimento Mensal NIT/PIS/PASEP 1104 Contribuinte Individual Recolhimento Trimestral NIT/PIS/PASEP 1120 Contribuinte

Leia mais

TÍTULO VIII DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I DO DOMICÍLIO TRIBUTÁRIO E DO ESTABELECIMENTO

TÍTULO VIII DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I DO DOMICÍLIO TRIBUTÁRIO E DO ESTABELECIMENTO TÍTULO VIII DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I DO DOMICÍLIO TRIBUTÁRIO E DO ESTABELECIMENTO Art. 487. Domicílio tributário é aquele eleito pelo sujeito passivo ou, na falta de eleição, aplicase o disposto

Leia mais

Para interposição de recurso especial e de recurso ordinário em mandado de segurança são devidos porte de remessa e retorno dos autos e custas.

Para interposição de recurso especial e de recurso ordinário em mandado de segurança são devidos porte de remessa e retorno dos autos e custas. DÚVIDAS FREQÜENTES RECOLHIMENTO DAS CUSTAS E DO PORTE DE REMESSA E RETORNO DOS AUTOS DO RECURSO ESPECIAL E DO RECURSO ORDINÁRIO DE COMPETÊNCIA DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA Para interposição de recurso

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 2 1 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 147 - Data 2 de junho de 2014 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS PREVIDENCIÁRIAS SERVIÇOS NOTARIAIS E DE REGISTRO.

Leia mais

2. O arquivo conterá as NFS-e emitidas em determinado período, a critério do contribuinte.

2. O arquivo conterá as NFS-e emitidas em determinado período, a critério do contribuinte. Introdução Este manual tem como objetivo apresentar o layout utilizado pelo Sistema de Notas Fiscais de Serviços Eletrônica na exportação e importação de NFS-e (Contribuintes Prefeitura e Prefeitura Contribuintes),

Leia mais

AGENDA TRIBUTÁRIA: DE 01 A 07 DE SETEMBRO DE 2016

AGENDA TRIBUTÁRIA: DE 01 A 07 DE SETEMBRO DE 2016 AGENDA TRIBUTÁRIA: DE 01 A 07 DE SETEMBRO DE 2016 Até: Quinta-feira, dia 1 Histórico: Transportador revendedor retalhista (TRR) Entrega das informações relativas às operações interestaduais com combustíveis

Leia mais

SERVIÇO FLORESTAL BRASILEIRO

SERVIÇO FLORESTAL BRASILEIRO SERVIÇO FLORESTAL BRASILEIRO Orientações sobre o recolhimento dos valores devidos em face dos Contratos de Transição 1. Do Valor Devido 2. Do Recolhimento 2.1. Recolhimento por GRU Simples 2.2. Recolhimento

Leia mais

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA JULHO DE 2014. c) multa ou qualquer vantagem por rescisão de contratos.

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA JULHO DE 2014. c) multa ou qualquer vantagem por rescisão de contratos. Até dia Obrigação AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA JULHO DE 2014 Histórico Recolhimento do Imposto de Renda Retido na Fonte correspondente a fatos geradores ocorridos no período de 21 a 30.06.2014,

Leia mais

(Fl. 1 do Anexo Único ao Ato Declaratório Executivo Codac nº 22, de 18 de agosto de 2015.)

(Fl. 1 do Anexo Único ao Ato Declaratório Executivo Codac nº 22, de 18 de agosto de 2015.) (Fl. 1 do Anexo Único ao Ato Declaratório Executivo Codac nº 22, de 18 de agosto de 2015.) ANEXO ÚNICO vencimento: data em que se encerra o prazo legal para pagamento dos tributos administrados pela Secretaria

Leia mais

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA JULHO DE 2016

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA JULHO DE 2016 AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA JULHO DE 2016 Até dia Obrigação Histórico 05 IRRF Recolhimento do Imposto de Renda Retido na Fonte correspondente a fatos geradores ocorridos no período de 21 a 30.06.2016,

Leia mais

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA JUNHO DE 2016

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA JUNHO DE 2016 AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA JUNHO DE 2016 Até dia Obrigação Histórico 03 IRRF Recolhimento do Imposto de Renda Retido na Fonte correspondente a fatos geradores ocorridos no período de 21 a 31.05.2016,

Leia mais

Como abrir uma empresa?

Como abrir uma empresa? Disciplina- Novos Negócios FONTES: 1- http://www.sebrae-rs.com.br/areaatuacao/empreendedorismo/setores/7-passos-para-abrir-minhaempresa/314.aspx 2- Entrevista com um contador 3- Boa Ideia! E Agora? 1.Situação

Leia mais

1. SEGURADOS DO REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL. 1) Segurado (art. 11 a 15 Lei n. 8.212) e dependente (art. 16, Lei n 8.212)

1. SEGURADOS DO REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL. 1) Segurado (art. 11 a 15 Lei n. 8.212) e dependente (art. 16, Lei n 8.212) 1 DIREITO PREVIDENCIÁRIO DIREITO PREVIDENCIÁRIO PONTO 1: Segurados do Regime Geral de Previdência Social PONTO 2: Do Segurado PONTO 3: Da Contribuição do produtor rural, do pescador segurado especial PONTO

Leia mais

Saúde Ocupacional e Regulamentação dos Planos de Saúde

Saúde Ocupacional e Regulamentação dos Planos de Saúde Saúde Ocupacional e Regulamentação dos Planos de Saúde Regulamentação dos planos Resolução CONSU 10 Art. 2º, 2º Nos contratos de planos coletivos, não é obrigatória a cobertura para os procedimentos relacionados

Leia mais

DIAS E HORÁRIO DE ATENDIMENTO PARA A MATRÍCULA: DOCUMENTOS PARA MATRÍCULA E PARA COMPROVAÇÃO DAS POLÍTICAS DE AÇÕES AFIRMATIVAS

DIAS E HORÁRIO DE ATENDIMENTO PARA A MATRÍCULA: DOCUMENTOS PARA MATRÍCULA E PARA COMPROVAÇÃO DAS POLÍTICAS DE AÇÕES AFIRMATIVAS 2ª chamada de aprovados no SISU 2013/01 DIAS E HORÁRIO DE ATENDIMENTO PARA A MATRÍCULA: Dias 01, 04 e 05 de fevereiro de 2013. Horário: 10 horas às 11 horas e das 14horas às 20 horas. Local: Coordenação

Leia mais

28/03/2014. Silvio Helder Lencioni Senne março/2014 BASE LEGAL

28/03/2014. Silvio Helder Lencioni Senne março/2014 BASE LEGAL Silvio Helder Lencioni Senne março/2014 BASE LEGAL 2 1 CONSTITUIÇÃO FEDERAL, Art. 37, XXII AS ADMINISTRAÇÕES TRIBUTÁRIAS DA UNIÃO, DOS ESTADOS, DO DISTRITO FEDERAL E DOS MUNICÍPIOS ATUARÃO DE FORMA INTEGRADA,

Leia mais

AGROINDÚSTRIA. Como contribuir para Previdência Social e para o SENAR SENAR PERNAMBUCO. Atualização Agosto de 2013

AGROINDÚSTRIA. Como contribuir para Previdência Social e para o SENAR SENAR PERNAMBUCO. Atualização Agosto de 2013 AGROINDÚSTRIA? Como contribuir para Previdência Social e para o SENAR SENAR PERNAMBUCO Atualização Agosto de 2013 ATUALIZAÇÃO 2013 Alterações introduzidas pela IN/RFB Nº 971, de 13 de novembro 2009 Apresentação

Leia mais

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA ABRIL DE 2013

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA ABRIL DE 2013 AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA ABRIL DE 2013 Até dia Obrigação 3 IRRF Histórico ocorridos no período de 21 a 31.03.2013, incidente sobre rendimentos de (art. 70, I, letra "b", da Lei nº 11.196/2005):

Leia mais

COMUNICADO Nº 003/2016-JUR/FENAPEF

COMUNICADO Nº 003/2016-JUR/FENAPEF COMUNICADO Nº 003/2016-JUR/FENAPEF Jurídico da FENAPEF orienta sindicalizados a declararem valores provenientes de ganhos judiciais referentes à ação dos 3,17% no Imposto de Renda 2016/2015 I - PREVISÃO

Leia mais

esocial Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (Decreto nº 8.373, 11/12/2014 )

esocial Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (Decreto nº 8.373, 11/12/2014 ) O que é o? esocial Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (Decreto nº 8.373, 11/12/2014 ) É um projeto do governo federal que vai unificar o envio de informações

Leia mais

(Fl. 1 do Anexo Único ao Ato Declaratório Executivo Codac nº 42, de 28 de junho de 2011.) ANEXO ÚNICO

(Fl. 1 do Anexo Único ao Ato Declaratório Executivo Codac nº 42, de 28 de junho de 2011.) ANEXO ÚNICO (Fl. 1 do Anexo Único ao Ato Declaratório Executivo Codac nº 42, de 28 de junho de 2011.) ANEXO ÚNICO vencimento: data em que se encerra o prazo legal para pagamento dos tributos administrados pela Secretaria

Leia mais

O Prefeito Municipal de Divinópolis, Demetrius Arantes Pereira, no uso de suas atribuições legais,

O Prefeito Municipal de Divinópolis, Demetrius Arantes Pereira, no uso de suas atribuições legais, DECRETO Nº 7646 INSTITUI O SISTEMA ELETRÔNICO DE GESTÃO E REGULAMENTA NOVAS DISPOSIÇÕES DO IMPOSTO SOBRE SERVIÇO DE QUALQUER NATUREZA ISSQN, CONTIDAS NA LEI COMPLEMENTAR Nº 007/91 E MODIFICAÇÕES POSTERIORES,

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Análise Comparativa RAIS ANO BASE 2013 x ANO BASE 2014

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Análise Comparativa RAIS ANO BASE 2013 x ANO BASE 2014 Análise Comparativa RAIS ANO BASE 2013 x ANO BASE 2014 14/01//2015 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 5 5.

Leia mais

Do Cadastramento e da matrícula dos candidatos classificados.

Do Cadastramento e da matrícula dos candidatos classificados. Do Cadastramento e da matrícula dos candidatos classificados. O cadastramento tem por finalidade vincular o candidato à UFCG, confirmando sua pretensão de frequentar o curso em que obteve classificação

Leia mais

(Fl. 1 do Anexo Único ao Ato Declaratório Executivo Codac nº 64, de 21 de junho de 2012.) ANEXO ÚNICO

(Fl. 1 do Anexo Único ao Ato Declaratório Executivo Codac nº 64, de 21 de junho de 2012.) ANEXO ÚNICO (Fl. 1 do Anexo Único ao Ato Declaratório Executivo Codac nº 64, de 21 de junho de 2012.) ANEXO ÚNICO vencimento: data em que se encerra o prazo legal para pagamento dos tributos administrados pela Secretaria

Leia mais

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA MAIO DE 2015. Até dia

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA MAIO DE 2015. Até dia AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA MAIO DE 2015 Até dia Obrigação 6 IRRF Salário de Abril de 2015 Histórico ocorridos no período de 21 a 30.04.2015, incidente sobre rendimentos de (art. 70, I, letra "b",

Leia mais

Instrução Normativa RFB nº 1.080, de 3/11/ DOU 1 de 4/11/2010

Instrução Normativa RFB nº 1.080, de 3/11/ DOU 1 de 4/11/2010 Instrução Normativa RFB nº 1.080, de 3/11/2010 - DOU 1 de 4/11/2010 Altera a Instrução Normativa RFB nº 971, de 13 de novembro de 2009, que dispõe obre normas gerais de tributação previdenciária e de arrecadação

Leia mais

CONTABILIDADE DOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA Perguntas & Respostas

CONTABILIDADE DOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA Perguntas & Respostas CONTABILIDADE DOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA Perguntas & Respostas 1 O Ministério da Previdência Social - MPS tem competência para editar normas contábeis para os Regimes Próprios de Previdência Social,

Leia mais

2017 6 28 I nt ernet B_anking::::CAI_XA Comprovante de pagamento de Guia da Previdência Social Via Internet Banking CAIXA Documento pago dentro das condições definidas pela portaria MPAS NR. 375, de 25/01/2001

Leia mais

esocial esocial Compartilhar informações integradas e atualizadas através de um único banco de dados entre os órgãos envolvidos;

esocial esocial Compartilhar informações integradas e atualizadas através de um único banco de dados entre os órgãos envolvidos; Ref.: nº 34/2013 esocial 1. Conceito O esocial é um projeto do Governo Federal que vai coletar as informações descritas em seu objeto, armazenando-as em Ambiente Nacional, possibilitando aos órgãos participantes,

Leia mais

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA MARÇO DE 2016

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA MARÇO DE 2016 Até dia Obrigação AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA MARÇO DE 2016 Histórico Recolhimento do Imposto de Renda Retido na Fonte correspondente a fatos geradores ocorridos no período de 21 a 29.02.2016,

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 21 20 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 18 - Data 4 de novembro de 2013 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS PREVIDENCIÁRIAS CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA

Leia mais

CONTRATO nº 09/2015 CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO

CONTRATO nº 09/2015 CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO CONTRATO nº 09/2015 Os signatários deste instrumento, por um lado, a UNIVERSIDADE ESTADUAL DO NORTE DO PARANÁ UENP, autarquia estadual de ensino superior, situada nesta Cidade, na Av. Getúlio Vargas, nº

Leia mais

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA FEVEREIRO DE 2016

AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA FEVEREIRO DE 2016 Até dia Obrigação AGENDA DAS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PARA FEVEREIRO DE 2016 Histórico Recolhimento do Imposto de Renda Retido na Fonte correspondente a fatos geradores ocorridos no período de 21 a 31.01.2016,

Leia mais

Relatório Trabalhista

Relatório Trabalhista Rotinas de Pessoal & Recursos Humanos www.sato.adm.br - sato@sato.adm.br - fone (11) 4742-6674 Desde 1987 Legislação Consultoria Assessoria Informativos Treinamento Auditoria Pesquisa Qualidade Relatório

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 161, DE

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 161, DE SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 161, DE 2009 Altera a Lei nº 8.212, de 24 de julho de 1991, que dispõe sobre a Organização da Seguridade Social, institui o Plano de Custeio e dá outras providências,

Leia mais

(Fl. 15 do Anexo Único ao Ato Declaratório Executivo Codac nº 18, de 28 de junho de 2016.)

(Fl. 15 do Anexo Único ao Ato Declaratório Executivo Codac nº 18, de 28 de junho de 2016.) (Fl. 15 do Anexo Único ao Ato Declaratório Executivo Codac nº 18, de 28 de junho de 2016.) Agenda Tributária Julho de 2016 Data de apresentação: data em que se encerra o prazo legal para apresentação das

Leia mais