Objetivo. Oferecer informações claras e precisas sobre Previdência.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Objetivo. Oferecer informações claras e precisas sobre Previdência."

Transcrição

1

2 Objetivo Oferecer informações claras e precisas sobre Previdência. Entender o quão importante é fazer um plano de Previdência complementar/privada para seus clientes. Derrubar o mito de que plano de Previdência privada serve apenas para aposentadoria.

3 POR QUÊ? PREVIDÊNCIA PRIVADA

4 Padrão de Vida na aposentadoria: sobrevivência ou qualidade de vida? Com o envelhecimento da população, será muito difícil manter mesmo padrão de vida na aposentadoria contando apenas com a Previdência Social

5 Escassez dos Contribuintes Em 1940: 33 contribuintes para cada beneficiário. Hoje: 1,7 contribuinte para cada beneficiário.

6 Por que fazer um plano Previdência Privada? Aumento da esperança de vida ao nascer. Redução da Taxa de Mortalidade Infantil Iminente quebra da Previdência Social Expectativa de Vida do Brasileiro homens mulheres total Fonte: IBGE

7 PREVIDÊNCIA PRIVADA

8 Também chamada de Previdência Complementar, é um sistema que acumula recursos que garantam uma renda mensal no futuro R$ 46 bilhões 16,26% 2011 R$ 53,5 bilhões Fonte: Revista Veja on line

9 Previdência Privada para os seus sonhos.

10 Passo a Passo 1) Escolha do melhor plano: PGBL ou VGBL 2) Escolha do melhor regime de tributação: Progressivo ou Regressivo 3) Escolha do melhor produto: Rentabilidade e Taxas

11 MODALIDADES

12 PLANO GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE È mais vantajoso para quem necessita de incentivo fiscal pois pode ser abatido até 12% da renda brutal anual do imposto de renda. VIDA GERADOR DE BENEFÍCIO LIVRE È aconselhável para aqueles que não têm renda tributável, já que não é dedutível do imposto de renda.

13 Dedução de IR com PGBL Beneficio Fiscal com dedução das contribuições no PGBL. Exemplo numérico. O incentivo fiscal aplica-se somente no caso de declaração completa de IRPF

14 PGBL X VGBL INCENTIVO FISCAL IMPOSTO DE RENDA TRIBUTAÇÃO DECLARAÇÃO Dedutivel (até 12% da renda bruta) Imposto Incide sobre o momtante de sua reserva De acordo com regime tributario Modelo Completo Imposto incide Não dedutivel sobre a rentabilidade de De acordo com regime tributario Modelo Simples sua reserva

15 REGIME DE TRIBUTAÇÃO

16 Incide apenas na ocasião de resgates e é obrigatório a opção no ato da contratação de um plano de previdência privada. As modalidades são: Progressivo/Compensável Regressivo/Definitivo

17 Progressivo/Compensável Ajustável na Declaração Anual de IR. Indicado para quem não tem certeza se vai aguardar a aposentadoria; Caso o cliente necessite do valor ou faça resgastes esporádicos, há possibilidade de rever o valor que ficou retido ou se estiver em alíquota superior, fica sujeito ao ajuste. Tributação de 15% na fonte e no ano seguinte ao resgate, na declaração de IR, é informado o que ficou retido e há possibilidade de restituir ou ajustar para a alíquota superior aos 15%.

18 Regressivo/Definitivo Quanto maior a permanência da reserva, menor será a alíquota do Imposto de Renda. Indicado para quem pensa na aposentadoria e tem certeza de que não vai utilizar o valor em prazo inferior a 10 anos; Utiliza o modelo PEPS. Período de Aportes Alíquota de IR Até 2 anos 35% De 2 a 4 anos 30% De 4 a 6 anos 25% De 6 a 8 anos 20% De 8 a 10 anos 15% A partir de 10 anos e 1 mês 10%

19 Mudança de Regime de Tributação PROGRESSIVO REGRESSIVO REGRESSIVO PROGRESSIVO

20 PLANOS COMERCIALIZADOS DE PREVIDÊNCIA PRIVADA

21 MAPFRE PREVIDÊNCIA MADRID FUNDOS DE PREVIDÊNCIA MAPFRE Corporate RENDA FIXA MAPFRE Corporate Multimercado Prev FIC de FI MAPFRE Corporate Multimercado Plus FIC de FI MAPFRE Corporate Governance Composto FIC de FI Multimercado BNP MAPFRE MAXI RF Prev BNP MAPFRE MAXI 20 Multimercado Prev CSHG MAPFRE Juro Real FIM CSHG MAPFRE Multimercado 40 FIC de FI CSHG MAPFRE Multimercado 10 FIC de FI MAPFRE PREVIDÊNCIA SEVILLA FUNDOS DE PREVIDÊNCIA MAPFRE Prevision Renda Fixa Prev MAPFRE Prevision Multimercado Prev FIC de FI MAPFRE Prevision Multimercado Plus FIC de FI MAPFRE Prevision Governance Composto FIC de FI Multimercado Madrid Adesão mínima de R$ 100,00 ou aporte único de R$1.200,00. Sevilla Reserva inicial de R$ ,00.

22 Perfis dos Planos de Previdência Perfis dos Planos de Previdência Conservador 100% em Renda Fixa Moderado Até 20% em Renda Variável Agressivo Até 49% em Renda Variável

23 Perfil Conservador NOME DO FUNDO RETORNO (%) MÊS ANO 6 MESES 12 MESES TAXA DE ADM. MAPFRE CORPORATE PREV FI RENDA FIXA 0,20 5,17 5,44 12,97 1,00% BRADESCO VGBL FIX FIC RENDA FIXA 0,24 3,39 3,61 8,32 3,00% PORTO SEGURO FIC RENDA FIXA 0,45 4,85 5,11 11,38 0,50% SANTANDER PREV FIX INVEST FIC RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO 0,22 3,37 3,59 8,24 3,20% Retorno Acumulado 22/04/2009 até 20/06/2012 (diária) MAPFRE CORPORATE PREV FI RENDA FIXA BRADESCO VGBL FIX FIC RENDA FIXA PORTO SEGURO FIC RENDA FIXA SANTANDER PREV FIX INVEST FIC RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO CDI

24 Perfil Moderado NOME DO FUNDO CSHG MAPFRE 40 FI EM COTAS DE FUNDOS INVESTIMENTO MULTIMERCADO PREVIDENCIÁRIO RETORNO (%) TAXA DE ADM. MÊS ANO 6 MESES 12 MESES 1,14 6,88 11,76 6,66 1,50% CSHG MAPFRE JURO REAL FIC MULTIMERCADO 1,54 5,48 9,64 18,79 1,10% MAPFRE CORPORATE PLUS PREV FIC MULTIMERCADO 1,13 3,46 6,20 16,17 1,90% BRADESCO SEGURO PGBL/VGBL V49/19 FIC MULTIMERCADO 0,04 7,25 10,69-1,90% PORTO SEGURO RV45 FI MULTIMERCADO PREVIDENCIÁRIO 0,54 8,46 11,41 3,80 2,50% SANTANDER PREV AGRESSIVO SUPERIOR FIC MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO 0,24 7,47 11,07 4,76 2,00% SANTANDER PREV FIC MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO 0,51 6,81 11,04 3,59 3,00% SANTANDER PREV SUPERIOR FIC MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO 0,59 7,07 11,59 4,63 2,00% Retorno Acumulado 02/08/2011 até 28/03/2012 (diária) CSHG MAPFRE 40 FI EM COTAS DE FUNDOS INVESTIMENTO MULTIMERCADO PREVIDENCIÁRIO CSHG MAPFRE JURO REAL FIC MULTIMERCADO MAPFRE CORPORATE PLUS PREV FIC MULTIMERCADO BRADESCO SEGURO PGBL/VGBL V49/19 FIC MULTIMERCADO PORTO SEGURO RV45 FI MULTIMERCADO PREVIDENCIÁRIO SANTANDER PREV AGRESSIVO SUPERIOR FIC MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO SANTANDER PREV FIC MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO SANTANDER PREV SUPERIOR FIC MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO CDI

25 Perfil Agressivo NOME DO FUNDO RETORNO (%) MÊS ANO 6 MESES 12 MESES TAXA DE ADM. MAPFRE CORPORATE PREV FIC MULTIMERCADO 0,03 6,30 6,41 14,87 1,40% PORTO SEGURO RV45 FI MULTIMERCADO PREVIDENCIÁRIO 2,83 3,88 3,66 3,16 2,50% SANTANDER PREV SUPERIOR FIC MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO 0,50 1,92 2,24 2,53 2,00% SULAMÉRICA MULTICARTEIRA PREV FI MULTIMERCADO 0,19 3,54 3,82 8,49 1,50% Retorno Acumulado 19/12/2007 até 21/06/2012 (diária) Risco x Retorno 19/12/2007 até 21/06/2012 (diária) MAPFRE CORPORATE PREV FIC MULTIMERCADO SULAMÉRICA MULTICARTEIRA PREV FIC MULTIMERCADO PORTO SEGURO RV45 FI MULTIMERCADO CDI SANTANDER PREV SUPERIOR FIC MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO

26 Tipos de Taxa Taxa de Administração Taxa anual cobrada pelo gestor do fundo de investimento. É diluída diariamente sobre a rentabilidade; Taxa fixa, definida no ato do contrato. Taxa de Carregamento Taxa definida em termos percentuais. Incide sobre todas as contribuições que você efetuar.

27 Taxa de Carregamento Na Mapfre não há taxa de carregamento na entrada; Pode haver na saída, mas dependendo do tempo de aplicação, essa taxa pode chegar a zero, conforme mostra a tabela abaixo: TABELA DE CARREGAMENTO PARA RESGATES / PORTABILIDADE SALDO DO VALOR NOMINAL DAS CONTRIBUIÇÕES PAGAS DE (R$) ATÉ (R$) , , , ,00 A PARTIR DE 4.999, , , , , ,00 0 a 12 meses 6,00% 5,00% 4,00% 3,00% 2,00% 1,00% 13 a 24 meses 5,00% 4,00% 3,00% 2,00% 1,00% 0,00% TEMPO DE PERMANÊNCIA 25 a 36 meses 4,00% 3,00% 2,00% 1,00% 0,00% 0,00% 37 a 48 meses 3,00% 2,00% 1,00% 0,00% 0,00% 0,00% 49 a 60 meses 2,00% 1,00% 0,00% 0,00% 0,00% 0,00% + de 60 meses 1,00% 0,00% 0,00% 0,00% 0,00% 0,00%

28 Vantagens Isenção Tx. Carregamento Aporte mensal: R$ 400,00 Taxa de Carregamento: 3,5% Rentabilidade: 1,0% a.m ANOS COM A TAXA (R$) SEM A TAXA (R$) , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,47 Diferença de R$ ,75 Equivalente a 132 contribuições ou a 11 anos de diferença

29 Previdência Privada - UM INVESTIMENTOS Vantagens Taxa de Administração/Taxa de Gestão Financeira abaixo do mercado. Excelente performance nos fundos comercializados. Taxa de Carregamento isenta na entrada e podendo também ser na saída.

30

31 Segurança ao investir De acordo com a regulamentação atual, todas as entidades abertas de Previdência Complementar, são obrigadas a constituir uma reserva técnica. Tal reserva visa a garantir que o participante receba o pagamento de seus benefícios. Quem acompanha essas informações periodicamente é a SUSEP, com o objetivo de: 1. Controlar e fiscalizar o mercado de seguros 2. Proteger os direitos dos consumidores Os investimentos ficam alocados em um fundo exclusivo de investimento, os quais são fiscalizados pela CVM.

32 CVM Quem é? Comissão de Valores Mobiliários (CVM) criada pela Lei nº 6.385/1976 para fiscalizar e desenvolver o mercado de valores mobiliários Atribuições: Fiscalizar e inspecionar os fundos de investimentos; Evitar fraudes e manipulação de preço dos valores no mercado mobiliário; Protege o investidor contra atos ilegais dos administradores e das companhias.

33 SUSEP Quem é? Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) é o órgão que controla e fiscaliza o mercado de Previdência Privada. Criada pelo Decreto-lei nº 73/1996 Atribuições: Fiscalizar o funcionamento e organização das Entidades de Previdência Privada; Zelar pela defesa dos interesses dos consumidores; Proteger a captação de recursos populares através de Previdência Privada

34 MAPFRE 43 países com mais de escritórios Classificação AA (excelente) pela Standard & Poor s 70 milhões de segurados e beneficiários Mais de 15 milhões de clientes Líder na Espanha e líder em seguros patrimoniais das Américas Ocupa a posição de 357 entre as 500 maiores empresas do mundo.

35 Contato Rosana Torres Ester Benvenuti (11) /3566

Programa de Previdência Complementar ArcelorMittal Brasil. ArcelorMittal Brasil

Programa de Previdência Complementar ArcelorMittal Brasil. ArcelorMittal Brasil Programa de Previdência Complementar ArcelorMittal Brasil ArcelorMittal Brasil 1 Porque ter um Plano de Previdência Complementar? 2 O Novo Programa de Previdência Complementar ArcelorMittal Brasil Conheça

Leia mais

Valor máximo: R$ 4.663,75 (2015) Benefícios variáveis, dependendo do valor acumulado pelo servidor

Valor máximo: R$ 4.663,75 (2015) Benefícios variáveis, dependendo do valor acumulado pelo servidor Valor máximo: R$ 4.663,75 (2015) Benefícios variáveis, dependendo do valor acumulado pelo servidor De servidor para servidor Conhecemos o dia a dia de quem trabalha para mover o estado mais importante

Leia mais

NOSSA HISTÓRIA UM INVESTIMENTOS S/A

NOSSA HISTÓRIA UM INVESTIMENTOS S/A NOSSA HISTÓRIA A UM INVESTIMENTOS S/A Corretora de Títulos e Valores Mobiliários é uma instituição financeira independente e atua no mercado financeiro há 40 anos. Em 2008 iniciou um processo de reestruturação,

Leia mais

Regime de Tributação de Imposto de Renda

Regime de Tributação de Imposto de Renda Apresentação O INFRAPREV elaborou esta cartilha com o objetivo de orientar o participante na escolha do regime de tributação quando do ingresso no seu Plano de Contribuição Variável. Com a publicação da

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BNP PARIBAS DIVIDENDOS FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO AÇÕES CNPJ/MF:

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BNP PARIBAS DIVIDENDOS FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO AÇÕES CNPJ/MF: LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BNP PARIBAS DIVIDENDOS FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDO DE INVESTIMENTO AÇÕES CNPJ/MF: Informações referentes a Dezembro de 2014 Esta lâmina contém um resumo

Leia mais

Aportes Esporádicos e Contribuições Únicas. 2ª a 12ª. 1% sobre contribuição

Aportes Esporádicos e Contribuições Únicas. 2ª a 12ª. 1% sobre contribuição Rio de Janeiro, 3 de julho de 2008 Ref.: Comissionamento Corretores Segue a atualização dos percentuais de comissões previstos para os produtos abaixo relacionados, válidos para propostas implantadas a

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO ADVANCED 01.919.

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO ADVANCED 01.919. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO ADVANCED 01.919.660/0001-33 Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém

Leia mais

Encontro dos Representantes Regionais da Prevdata 2012. Plano de Contribuição Variável CV - Prevdata II

Encontro dos Representantes Regionais da Prevdata 2012. Plano de Contribuição Variável CV - Prevdata II Encontro dos Representantes Regionais da Prevdata 2012 Plano de Contribuição Variável CV - Prevdata II Previdência Complementar e Prevdata Sistema Previdenciário Brasileiro e a nossa realidade ENTIDADES

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BNP PARIBAS MASTER CRÉDITO FI RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO LONGO PRAZO

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BNP PARIBAS MASTER CRÉDITO FI RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO LONGO PRAZO LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O CNPJ/MF: Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o BNP PARIBAS MASTER CRÉDITO FI RENDA FIXA CRÉDITO

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FIC FI MASTER RENDA FIXA REFERENCIADO DI 02.367.527/0001-84 Informações referentes a Abril de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FIC FI MASTER RENDA FIXA REFERENCIADO DI 02.367.527/0001-84 Informações referentes a Abril de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FIC FI MASTER RENDA FIXA REFERENCIADO DI 02.367.527/0001-84 Informações referentes a Abril de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

Com a Previdência Associativa

Com a Previdência Associativa O Painel O Sinergismo do Sistema Unicred Com a Previdência Associativa A Visão do Cooperado Negócio ou Benefício Gilberto Rodrigues Pinto Central RJ/MT A Realidade dos Aposentados No Brasil A Realidade

Leia mais

Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo SUMITOMO MITSUI MASTER PLUS FI REF DI CREDITO PRIVADO LONGO PRAZO

Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo SUMITOMO MITSUI MASTER PLUS FI REF DI CREDITO PRIVADO LONGO PRAZO Lâmina de informações essenciais sobre o Fundo SUMITOMO MITSUI MASTER PLUS FI REF DI CREDITO PRIVADO LONGO PRAZO Informações referentes a fevereiro de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações

Leia mais

Entretanto, este benefício se restringe a um teto de 12% da renda total tributável. O plano VGBL é vantajoso em relação ao PGBL para quem:

Entretanto, este benefício se restringe a um teto de 12% da renda total tributável. O plano VGBL é vantajoso em relação ao PGBL para quem: 2 1 3 4 2 PGBL ou VGBL? O plano PGBL, dentre outras, tem a vantagem do benefício fiscal, que é dado a quem tem renda tributável, contribui para INSS (ou regime próprio ou já aposentado) e declara no modelo

Leia mais

mpany.com any

mpany.com any APOSENTADORIA Dos 22,3 milhões de brasileiros com mais de 60 anos, perto de 3,3 milhões, mesmo aposentados, continuam trabalhando? 39,1% dos brasileiros aposentados, entre 60 e 69 anos, ainda trabalham?

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC FI ACOES PETROBRAS 2 12.014.083/0001-57 Informações referentes a Abril de 2013

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC FI ACOES PETROBRAS 2 12.014.083/0001-57 Informações referentes a Abril de 2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o HSBC FUNDO DE INVESTIMENTO EM ACOES. As informações completas sobre esse fundo podem ser obtidas no Prospecto e no Regulamento do fundo,

Leia mais

PASSO A PASSO PARA VENDER PGBL/VGBL Como orientar corretamente o seu cliente na aquisição de um produto de Previdência.

PASSO A PASSO PARA VENDER PGBL/VGBL Como orientar corretamente o seu cliente na aquisição de um produto de Previdência. PASSO A PASSO PARA VENDER PGBL/VGBL Como orientar corretamente o seu cliente na aquisição de um produto de Previdência. Maurício Viot Novembro 2017 Seis Motivações de Compra 1. OBTER LUCRO 2. EVITAR PERDAS

Leia mais

Restrições de Investimento:.

Restrições de Investimento:. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O ORAMA DI TESOURO MASTER 12.823.610/0001-74 Informações referentes a 05/2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o ÓRAMA DI TESOURO MASTER

Leia mais

TELOS. Fundação Embratel de Seguridade Social. Lei 11.053: institui novo tratamento fiscal para a Previdência Complementar

TELOS. Fundação Embratel de Seguridade Social. Lei 11.053: institui novo tratamento fiscal para a Previdência Complementar TELOS Fundação Embratel de Seguridade Social Lei 11.053: institui novo tratamento fiscal para a Previdência Complementar Introdução Esta apresentação tem por objetivo esclarecer os principais aspectos

Leia mais

Mercado de Planos de Caráter Previdenciário Dados Estatísticos Julho - 2011

Mercado de Planos de Caráter Previdenciário Dados Estatísticos Julho - 2011 Mercado de Planos de Caráter Previdenciário Dados Estatísticos Julho - 2011 Rua Senador Dantas, nº 74 11º andar Cep 20.031-205 Rio de Janeiro RJ Brasil Tel: +55 21 2510-7914 Fax: +55 21 2510-7930 e-mail:

Leia mais

Restrições de Investimento:.

Restrições de Investimento:. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O GAP ABSOLUTO FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO 01.823.373/0001 25 Informações referentes a 05/2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FIC SELEÇÃO TOP AÇÕES 02.436.763/0001-05 Informações referentes a Junho de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FIC SELEÇÃO TOP AÇÕES 02.436.763/0001-05 Informações referentes a Junho de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SANTANDER FIC SELEÇÃO TOP AÇÕES 02.436.763/0001-05 Informações referentes a Junho de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o SANTANDER

Leia mais

Restrições de Investimento:.

Restrições de Investimento:. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O GAP MULTIPORTIFOLIO FI MULTIMERCADO 03.804.917/0001 37 Informações referentes a 04/2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o GAP MULTIPORTFOLIO

Leia mais

Lamina de Informações Essenciais

Lamina de Informações Essenciais Lamina de Informações Essenciais SUL AMÉRICA TOP FI RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO CNPJ nº 20.789.835/0001-80 Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES DIVIDENDOS 06.916.384/0001-73. Informações referentes a Julho de 2016

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES DIVIDENDOS 06.916.384/0001-73. Informações referentes a Julho de 2016 LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES DIVIDENDOS 06.916.384/0001-73 Informações referentes a Julho de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

Previdência Complementar

Previdência Complementar Previdência Complementar Coriolano Teixeira de Oliveira Março de 2017 1 Agenda Mercado de Previdência Produtos PGBL x VGBL 2 Mercado de Previdência 3 Previdência Complementar Crise Demográfica Taxa de

Leia mais

ENTENDENDO A PREVIDÊNCIA PRIVADA

ENTENDENDO A PREVIDÊNCIA PRIVADA ENTENDENDO A PREVIDÊNCIA PRIVADA Porque é importante fazer um plano de Previdência Privada? A previdência social teve um déficit em 2016 de 151,9 BILHÕES de Reais e a previsão para 2017 é de 181,2 BILHÕES

Leia mais

Encontro com Participantes. 24 de março de 2016 BEM VINDOS!

Encontro com Participantes. 24 de março de 2016 BEM VINDOS! Encontro com Participantes 24 de março de 2016 BEM VINDOS! AGENDA Assunto Estrutura de Governança Indicadores São Rafael Seguridade Investimentos - Rentabilidade - Estratégia dos Investimentos Outros Assuntos

Leia mais

Pensando na Aposentadoria: PGBL, VGBL e Autoprevidência

Pensando na Aposentadoria: PGBL, VGBL e Autoprevidência Pensando na Aposentadoria: PGBL, VGBL e Autoprevidência Carlos Heitor Campani, Ph.D. Thiago Roberto Dias Costa, M.Sc. Mercado de Previdência Complementar Aberta Aumento da popularidade do segmento de previdência

Leia mais

RELATÓRIO TRIMESTRAL - 004/2013 23/01/2014

RELATÓRIO TRIMESTRAL - 004/2013 23/01/2014 RELATÓRIO TRIMESTRAL - 004/2013 23/01/2014 Regime Próprio de Previdência Social do município de PORTO MURTINHO - MS Prezado(a) Diretor(a) Executivo(a), Sr(a). Douglas Arlindo Placêncio Lopes; Atendendo

Leia mais

Plano de Contribuição Definida

Plano de Contribuição Definida Plano de Contribuição Definida Gerdau Previdência CONHEÇA A PREVIDÊNCIA REGIME DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR Oferecido pelo setor privado, com adesão facultativa, tem a finalidade de proporcionar uma proteção

Leia mais

Pensando na Aposentadoria: PGBL, VGBL e Autoprevidência

Pensando na Aposentadoria: PGBL, VGBL e Autoprevidência Pensando na Aposentadoria: PGBL, VGBL e Autoprevidência Carlos Heitor Campani, Ph.D. Thiago Roberto Dias Costa, M.Sc. Mercado de Previdência Complementar Aberta Aumento da popularidade do segmento de previdência

Leia mais

Em cada aniversário...

Em cada aniversário... Em cada aniversário... Muitos anos de vida! Expectativa de vida Expectativa de vida Em 2050, 25% da população terá mais de 60 anos. Vale a pena ficar velho? Ao mesmo tempo que ficamos felizes com a LONGEVIDADE,

Leia mais

T souro Direto Belo Horizonte outubro 2011 201 Diogo g Coscrato

T souro Direto Belo Horizonte outubro 2011 201 Diogo g Coscrato Tesouro Direto Belo Horizonte, outubro de 2011 Diogo Coscrato Visão Geral Vantagens Tributação Entendendo o que altera o preço Comprando e Vendendo Títulos Simulador do Tesouro Direto Perfil do Investidor

Leia mais

Dicas de cálculo e declaração seu Imposto na Spinelli investhb

Dicas de cálculo e declaração seu Imposto na Spinelli investhb Dicas de cálculo e declaração seu Imposto na Spinelli investhb Tesouro Direto Apuração O Imposto de Renda incide sobre o total dos rendimentos auferidos nas vendas antecipadas, nos vencimentos de títulos

Leia mais

Cartilha de Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2016

Cartilha de Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2016 Cartilha de Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2016 SEJA BEM-VINDO! Esta Cartilha traz informações para você, que possui um plano de previdência, preencher corretamente a sua Declaração Anual

Leia mais

1. Público - Alvo O FUNDO destina-se a receber aplicações de recursos pelo público em geral, desde que sejam clientes do Banco Citibank S.A.

1. Público - Alvo O FUNDO destina-se a receber aplicações de recursos pelo público em geral, desde que sejam clientes do Banco Citibank S.A. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O FRANKLIN MAXI ACOES FUNDO DE INVESTIMENTO EM ACOES CNPJ: 09.217.033/0001-62 Informações referentes a Maio de 2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais

Leia mais

Quem Pode Investir no TD?

Quem Pode Investir no TD? 2 1 3 Quem Pode Investir no TD? Pessoa física com CPF, residente no Brasil. Para tal: Cadastro junto a instituição financeira habilitada (conta corrente). Mínimo: R$ 30 por operação. Máximo: R$ 1.000.000,00

Leia mais

Tesouro Direto. Vitória, outubro de 2009. Renato Andrade

Tesouro Direto. Vitória, outubro de 2009. Renato Andrade Tesouro Direto Vitória, outubro de 2009. Renato Andrade Visão Geral Vantagens Tributação Entendendo o que altera o preço Comprando e Vendendo Títulos Simuladores do Tesouro Direto 2 O que é Tesouro Direto?

Leia mais

A Tributação dos Síndicos, Subsíndicos e Conselheiros (IRPF INSS)

A Tributação dos Síndicos, Subsíndicos e Conselheiros (IRPF INSS) A Tributação dos Síndicos, Subsíndicos e Conselheiros (IRPF INSS) QUAL É O CONCEITO DE SÍNDICO PREVISTO NO CÓDIGO CIVIL DE 2002? O Síndico é definido como sendo administrador do Condomínio (art. 1.346).

Leia mais

GUIA DE VENDAS PLANOS DE PREVIDÊNCIA

GUIA DE VENDAS PLANOS DE PREVIDÊNCIA PLANOS DE PREVIDÊNCIA 1 Índice Planos VGBL Proteção 05 PGBL/VGBL Individual - Planos Rubi Plus e Rubi Premium 07 PGBL/VGBL Individual - Planos Diamante 09 PGBL/VGBL Infantil - Planos Rubi 11 PGBL/VGBL

Leia mais

ÍNDICE. 1. Tabela Progressiva - a partir de Abril/2015... 2. 2. Exemplos Práticos... 3. 2.1. Declarante 1 Empregador pessoa física...

ÍNDICE. 1. Tabela Progressiva - a partir de Abril/2015... 2. 2. Exemplos Práticos... 3. 2.1. Declarante 1 Empregador pessoa física... ÍNDICE 1. Tabela Progressiva - a partir de Abril/2015.... 2 2. Exemplos Práticos... 3 2.1. Declarante 1 Empregador pessoa física... 3 2.2. Declarante 2 Rendimento pago ao exterior Fonte pagadora pessoa

Leia mais

ENTENDENDO A PREVIDÊNCIA PRIVADA

ENTENDENDO A PREVIDÊNCIA PRIVADA ENTENDENDO A PREVIDÊNCIA PRIVADA Porque é importante fazer um plano de Previdência Privada? A previdência social teve um déficit em 2016 de 151,9 BILHÕES de Reais e a previsão para 2017 é de 181,2 BILHÕES

Leia mais

RELATÓRIO TRIMESTRAL - 002/2013 16/07/2013

RELATÓRIO TRIMESTRAL - 002/2013 16/07/2013 RELATÓRIO TRIMESTRAL - 002/2013 16/07/2013 Regime Próprio de Previdência Social do município de SINOP - MT Prezado(a) Diretor(a) Executivo(a), Sr(a). Cássia Omizzollo; Atendendo a exigência da do Tribunal

Leia mais

Lista de exercício nº 1 Juros simples e compostos*

Lista de exercício nº 1 Juros simples e compostos* Lista de exercício nº 1 Juros simples e compostos* 1. Um investidor aplicou $1.000,00 numa instituição financeira que remunera seus depósitos a uma taxa de 5 % ao trimestre, no regime de juros simples.

Leia mais

Previdência Privada. A tabela a seguir apresenta algumas diferenças entre o FAPI e PGBL.

Previdência Privada. A tabela a seguir apresenta algumas diferenças entre o FAPI e PGBL. Previdência Privada Modalidades de Previdência Privada Aberta 1) FAPI Fundo de Aposentadoria Programada Individual Inspirado no IRA Individual Retirement Account, dos Estados Unidos, onde o contribuinte

Leia mais

Guia do Participante

Guia do Participante Guia do Participante Guia do Participante Aqui estão reunidas as principais informações sobre os benefícios que o PCV Plano de Contribuição Variável lhe oferece, apresentadas de forma simples. Como procuramos

Leia mais

Este ano será possível fazer a declaração no modo online através do e-cac Fatos Relevantes:

Este ano será possível fazer a declaração no modo online através do e-cac Fatos Relevantes: Este ano será possível fazer a declaração no modo online através do ecac Fatos Relevantes: 1) Caso seu interesse seja Publicar no DIÁRIO OFICIAL do MUNICÍPIO do RJ Rio de Janeiro, CLIQUE AQUI 2) Caso seu

Leia mais

ALFAPREV OURINVEST. Previdência Privada ALFA PREVIDÊNCIA CONGLOMERADO ALFA

ALFAPREV OURINVEST. Previdência Privada ALFA PREVIDÊNCIA CONGLOMERADO ALFA ALFAPREV OURINVEST Previdência Privada CONGLOMERADO ALFA Tradição e solidez fazendo história A história do Conglomerado Financeiro Alfa teve início em 1925, com a fundação do Banco da Lavoura de Minas

Leia mais

Perguntas e respostas sobre a instituição do Regime de Previdência Complementar para os servidores públicos da União

Perguntas e respostas sobre a instituição do Regime de Previdência Complementar para os servidores públicos da União Perguntas e respostas sobre a instituição do Regime de Previdência Complementar para os servidores públicos da União 1) O que é o Regime de Previdência Complementar? É um dos regimes que integram o Sistema

Leia mais

Conhecimentos Bancários

Conhecimentos Bancários Conhecimentos Bancários Conhecimentos Básicos em Administração Financeira: Fundamentos e Técnicas; Orçamento e Controle de Custos Professor Lucas Silva www.acasadoconcurseiro.com.br Conhecimentos Bancários

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE IR PREVIDÊNCIA

GUIA PARA ELABORAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE IR PREVIDÊNCIA Enviamos a todos os clientes que tenham realizado no ano-calendário de 2015 contribuições para o plano de previdência, resgates ou recebido renda de aposentadoria, o INFORME DE RENDIMENTO FINANCEIRO E

Leia mais

Consulta Pública de Lâmina de Fundo

Consulta Pública de Lâmina de Fundo Página 1 de 6 Consulta Pública de Lâmina de Fundo Atenção: Estas informações tem por base os documentos enviados à CVM pelas Instituições Administradoras dos Fundos de Investimento e são de exclusiva responsabilidade

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 161, DE

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 161, DE SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 161, DE 2009 Altera a Lei nº 8.212, de 24 de julho de 1991, que dispõe sobre a Organização da Seguridade Social, institui o Plano de Custeio e dá outras providências,

Leia mais

Palestras semestrais. Dez/2016. João Carlos Ferreira

Palestras semestrais. Dez/2016. João Carlos Ferreira Palestras semestrais Dez/2016 João Carlos Ferreira O que vamos abordar Elegibilidade aos benefícios e institutos. Quando terei acesso ao meu plano de previdência? Contribuição voluntária. Como obter o

Leia mais

Tesouro Direto. Belo Horizonte, outubro de 2009. Gilberto Stanzione

Tesouro Direto. Belo Horizonte, outubro de 2009. Gilberto Stanzione Tesouro Direto Belo Horizonte, outubro de 2009. Gilberto Stanzione Visão Geral Vantagens Tributação Entendendo o que altera o preço Comprando e Vendendo Títulos Simuladores do Tesouro Direto 2 O que é

Leia mais

MAIS DE 200 MIL PARTICIPANTES EM DOIS PLANOS DE BENEFÍCIOS

MAIS DE 200 MIL PARTICIPANTES EM DOIS PLANOS DE BENEFÍCIOS QUANTIDADE DE PARTICIPANTES MAIS DE 200 MIL PARTICIPANTES EM DOIS PLANOS DE BENEFÍCIOS Plano 1 (Ativos Totais: R$ 162,5 bilhões) PREVI Futuro (Ativos Totais: R$ 5,7 bilhões) 120.000 90.000 20.244 570 303

Leia mais

Previdencia PREVIDÊNCIA

Previdencia PREVIDÊNCIA Cartilha 2 Previdencia PREVIDÊNCIA 3 A MAPFRE Previdência desenvolveu para os participantes dos planos de previdência complementar: PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre), FGB Tradicional (Fundo Gerador

Leia mais

Restrições de Investimento:.

Restrições de Investimento:. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O VOTORANTIM FIC DE FI CAMBIAL DÓLAR 03.319.016/0001-50 Informações referentes a 05/2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o VOTORANTIM

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DE DESEMPENHO DO BNP PARIBAS NOVA YORK FI MULTIMERCADO PREVIDENCIÁRIO. CNPJ/MF: / Informações referentes a 2016

DEMONSTRAÇÃO DE DESEMPENHO DO BNP PARIBAS NOVA YORK FI MULTIMERCADO PREVIDENCIÁRIO. CNPJ/MF: / Informações referentes a 2016 DEMONSTRAÇÃO DE DESEMPENHO DO CNPJ/MF: Informações referentes a 2016 1. Denominação completa do fundo conforme o cadastro na CVM: BNP PARIBAS NOVA YORK FI MULTIMERCADO PREVIDENCIÁRIO 2. Rentabilidade 2.1

Leia mais

Como investir COM POUCO DINHEIRO COMEÇANDO DO ABSOLUTO ZERO. As 7 Etapas Fundamentais

Como investir COM POUCO DINHEIRO COMEÇANDO DO ABSOLUTO ZERO. As 7 Etapas Fundamentais Como investir COM POUCO DINHEIRO COMEÇANDO DO ABSOLUTO ZERO As 7 Etapas Fundamentais W W W. G U I A I N V E S T. C O M. B R Aviso Importante O autor não tem nenhum vínculo com as pessoas, instituições

Leia mais

Restrições de Investimento:.

Restrições de Investimento:. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O BRADESCO FUNDO DE INVESTIMENTO CAMBIAL EURO 04.084.590/0001 39 Informações referentes a 06/2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre obradesco

Leia mais

RENDIMENTOS E RETENÇÕES A TAXAS LIBERATÓRIAS

RENDIMENTOS E RETENÇÕES A TAXAS LIBERATÓRIAS R. P. MINISTÉRIO DAS FINANÇAS AUTORIDADE TRIBUTÁRIA E ADUANEIRA DECLARAÇÃO (Art. 119.º, N.º 12, do CIRS) RENDIMENTOS E RETENÇÕES A TAXAS LIBERATÓRIAS MODELO 39 1 NÚMERO DE IDENTIFICAÇÃO FISCAL NÚMERO DE

Leia mais

Manual do Participante

Manual do Participante Manual do Participante Plano de Benefícios SEESPPREV SUMÁRIO O que é o SEESPPREV?... 3 Quem pode participar do SEESPPREV?... 3 Como se inscrever no SEESPPREV?... 3 Quais as contribuições previstas para

Leia mais

PSS Seguridade Social. Retirada de Patrocínio

PSS Seguridade Social. Retirada de Patrocínio PSS Seguridade Social Retirada de Patrocínio 1 Agenda Retirada de Patrocínio Motivo e Implicações Cronograma Material Explicativo Entregue Valores Opções para os valores Documentos a serem assinados Motivo

Leia mais

Política Anual de Investimentos

Política Anual de Investimentos Política Anual de Investimentos 2009 1. Introdução... 3 2. Objetivos... 4 3. Modelo de Gestão:... 5 3.1. Acompanhamento da Gestão de Ente Credenciado:... 5 4. Estratégia de Alocação de Recursos:... 6 4.1.

Leia mais

Reforma do PIS/Cofins Questões para discussão

Reforma do PIS/Cofins Questões para discussão Reforma do PIS/Cofins Questões para discussão Apresentação para o Observatório da Reforma Tributária Centro de Cidadania Fiscal - CCiF A proposta do Governo em 2014 A proposta do Governo em 2014 Aspectos

Leia mais

EDIÇÃO 07 MARÇO 2015 ANO 3 IMPOSTO DE RENDA. Atenção à Declaração de 2015!

EDIÇÃO 07 MARÇO 2015 ANO 3 IMPOSTO DE RENDA. Atenção à Declaração de 2015! EDIÇÃO 07 IMPOSTO DE RENDA Atenção à Declaração de 2015! IMPOSTO DE RENDA 2015 Anualmente, entre os meses de março e abril, toda pessoa física não isenta de Imposto de Renda deve preencher e entregar à

Leia mais

Para acessar o Guia de Preenchimento de Declaração de Imposto de Renda, observe a modalidade do seu Plano de Previdência.

Para acessar o Guia de Preenchimento de Declaração de Imposto de Renda, observe a modalidade do seu Plano de Previdência. Caso não tenha recebido o Informe, via correios, acesse os Serviços ao Cliente, clicando no menu ao lado. Para acessar o Guia de Preenchimento de Declaração de Imposto de Renda, observe a modalidade do

Leia mais

Adendo ao livro MANUAL DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO Autor: Hugo Medeiros de Goes

Adendo ao livro MANUAL DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO Autor: Hugo Medeiros de Goes Adendo ao livro MANUAL DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO Autor: Hugo Medeiros de Goes 1. ERRATA Página 180 No primeiro parágrafo do item 2.10.1 (Beneficiários): Onde se lê: Os beneficiários da pensão por morte

Leia mais

Visão Mais Perto 2015 Perfil Investimentos 2015

Visão Mais Perto 2015 Perfil Investimentos 2015 Visão Mais Perto 2015 Perfil Investimentos 2015 Bradesco Custódia e Administração Gestão Visão Prev VP Finanças Telefonica-Vivo Conselho Deliberativo Comitê Investimentos Conselho Fiscal Auditoria Interna

Leia mais

Prof. Cid Roberto. Sistema de Seguros Privados, Previdência Complementar Aberta e Títulos de Capitalização

Prof. Cid Roberto. Sistema de Seguros Privados, Previdência Complementar Aberta e Títulos de Capitalização Conhecimentos Bancários e Atualidades do Mercado Financeiro Prof. Cid Roberto Grupo Conhecimentos Bancários no Google http://goo.gl/gbkij Comunidade Conhecimentos Bancários (orkut) http://goo.gl/4a6y7

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE PARÁ DE MINAS. Relatório Mensal agosto/2015

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE PARÁ DE MINAS. Relatório Mensal agosto/2015 INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE PARÁ DE MINAS Relatório Mensal agosto/2015 Carteira Atual agosto/2015 Renda Fixa Gestores Ativos Saldo Anterior Saldo Atual % Carteira Art.

Leia mais

INSTRUÇÃO CONJUNTA Nº. 2, DE XXX DE XXXXXXXXXX DE 2016.

INSTRUÇÃO CONJUNTA Nº. 2, DE XXX DE XXXXXXXXXX DE 2016. INSTRUÇÃO CONJUNTA Nº. 2, DE XXX DE XXXXXXXXXX DE 2016. Estabelece as regras a serem observadas pelas sociedades seguradoras e entidades fechadas de previdência complementar para transferência de riscos

Leia mais

ENAP - Brasília-DF, 30 de abril de 2014. ExecPrev. Plano de Previdência Complementar do Servidor Público Federal

ENAP - Brasília-DF, 30 de abril de 2014. ExecPrev. Plano de Previdência Complementar do Servidor Público Federal ENAP - Brasília-DF, 30 de abril de 2014 ExecPrev Plano de Previdência Complementar do Servidor Público Federal 1 2 Adesão Ingresso no Serviço Público Adesão à Funpresp Acumulação Formação da Poupança Previdenciária

Leia mais

QUAIS AS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DOS IMPOSTOS MAIS IMPORTANTES - PARTE I

QUAIS AS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DOS IMPOSTOS MAIS IMPORTANTES - PARTE I QUAIS AS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DOS - PARTE I! Imposto de Renda! Lucro Presumido! Lucro Arbitrado! Lucro Real por apuração mensal! COFINS Francisco Cavalcante(f_c_a@uol.com.br) Administrador de Empresas

Leia mais

Proposta de Inscrição/Adesão PGBL/VGBL Individual Angáprev Parceria APM Proposta n

Proposta de Inscrição/Adesão PGBL/VGBL Individual Angáprev Parceria APM Proposta n Proposta de Inscrição/Adesão PGBL/VGBL Individual Angáprev Parceria APM Proposta n Produto/Plano PGBL Individual VGBL Individual Dados do Proponente (Preenchimento Obrigatório) Nome do Proponente RG Órgão

Leia mais

A previdência do servidor público e o impacto nas finanças estaduais

A previdência do servidor público e o impacto nas finanças estaduais A previdência do servidor público e o impacto nas finanças estaduais Carlos Henrique Flory Abril de 2014 A PREVIDÊNCIA DO SERVIDOR PÚBLICO ATÉ AS EMENDAS CONTITUCIONAIS DE 1998 E 2003: Mudança de ativo

Leia mais

Previdência Social Brasília, junho de 2015

Previdência Social Brasília, junho de 2015 Previdência Social Brasília, junho de 2015 1 Década de 1980: A expectativa de vida ao nascer era de 62,5 anos; Transição demográfica no Brasil A maior concentração populacional estava na faixa até 19 anos

Leia mais

Consulta Pública de Lâmina de Fundo

Consulta Pública de Lâmina de Fundo Página 1 de 20 Consulta Pública de Lâmina de Fundo Atenção: Estas informações tem por base os documentos enviados à CVM pelas Instituições Administradoras dos Fundos de Investimento e são de exclusiva

Leia mais

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOA FÍSICA E DO EXTERIOR PELOS DEPENDENTES

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOA FÍSICA E DO EXTERIOR PELOS DEPENDENTES IDENTIFICAÇÃO DO CONTRIBUINTE Nome: CHIANG YING YI Data de Nascimento: 13/07/1974 Título Eleitoral: 281390630116 Houve mudança de endereço? Não Endereço: Rua VER. LUPERCIO DIAS DE CAMPOS Número: 61 BUENO

Leia mais

Guia Declaração Imposto de Renda Investimentos. Março de Brasil

Guia Declaração Imposto de Renda Investimentos. Março de Brasil Guia Declaração Imposto de Renda 2013 Investimentos Março de 2013 Brasil Guia de Declaração IR 2013 -Investimentos 2 O dia 30/04/2013 é último dia para entrega da declaração anual do Imposto de Renda 2013

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DE DESEMPENHO DO BNP PARIBAS CKF FIC DE FI MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO. CNPJ/MF: / Informações referentes a 2016

DEMONSTRAÇÃO DE DESEMPENHO DO BNP PARIBAS CKF FIC DE FI MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO. CNPJ/MF: / Informações referentes a 2016 DEMONSTRAÇÃO DE DESEMPENHO DO CNPJ/MF: Informações referentes a 2016 1. Denominação completa do fundo conforme o cadastro na CVM: BNP PARIBAS CKF FIC DE FI MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO 2. Rentabilidade

Leia mais

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOA FÍSICA E DO EXTERIOR PELOS DEPENDENTES

RENDIMENTOS TRIBUTÁVEIS RECEBIDOS DE PESSOA FÍSICA E DO EXTERIOR PELOS DEPENDENTES IDENTIFICAÇÃO DO CONTRIBUINTE Nome: CHIANG YING YI Data de Nascimento: 13/07/1974 Título Eleitoral: 281390630116 Houve mudança de endereço? Não Endereço: Rua VER. LUPERCIO DIAS DE CAMPOS Número: 61 BUENO

Leia mais

1. Denominação completa do fundo conforme o cadastro na CVM: BNP PARIBAS MILO - FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO - INVESTIDOR QUALIFICADO

1. Denominação completa do fundo conforme o cadastro na CVM: BNP PARIBAS MILO - FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO - INVESTIDOR QUALIFICADO DEMONSTRAÇÃO DE DESEMPENHO DO BNP PARIBAS MILO - FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO - INVESTIDOR QUALIFICADO CNPJ/MF: Informações referentes a 2017 1. Denominação completa do fundo conforme o cadastro

Leia mais

PREVIDÊNCIA PRIVADA. Entenda de forma simples e fácil

PREVIDÊNCIA PRIVADA. Entenda de forma simples e fácil PREVIDÊNCIA PRIVADA Entenda de forma simples e fácil O que é Previdência Privada? A previdência privada é uma forma de construir a sua aposentadoria. Por meio de depósitos mensais, você acumulará recursos.

Leia mais

GERÊNCIA EXECUTIVA DO INSS EM JUNDIAÍ APOSENTADORIAS X ALTERAÇÕES

GERÊNCIA EXECUTIVA DO INSS EM JUNDIAÍ APOSENTADORIAS X ALTERAÇÕES GERÊNCIA EXECUTIVA DO INSS EM JUNDIAÍ APOSENTADORIAS X ALTERAÇÕES 1 MODALIDADES APOSENTADORIA POR IDADE (urbana, rural e mista) APOSENTADORIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO (comum, especial e mista) LC142 (por

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 24 abril de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 24 abril de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 24 abril de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico O instrumento governamental da desoneração tributária 1 Desoneração, preços e consumo Um dos principais

Leia mais

COMENTÁRIOS ÀS QUESTÕES PROPOSTAS

COMENTÁRIOS ÀS QUESTÕES PROPOSTAS COMENTÁRIOS ÀS QUESTÕES PROPOSTAS 1- Assinale a opção correta: O fato gerador do Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas ocorre na data de encerramento do período-base, a) exceto para aquelas que apuram

Leia mais

EDITAL DE AUDIÊNCIA PÚBLICA SNC FUNDOS Nº 02/11 Prazo: 18 de julho de 2011

EDITAL DE AUDIÊNCIA PÚBLICA SNC FUNDOS Nº 02/11 Prazo: 18 de julho de 2011 Prazo: 18 de julho de 2011 Objeto: Inclusões de Informações sobre Transações com Partes Relacionadas nas Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras de Fundos de Investimento 1. Introdução A Comissão

Leia mais

Perfis de Investimento

Perfis de Investimento Perfis de Investimento OBJETIVO O presente documento apresenta como principal objetivo a defi nição de uma estrutura de Perfis de Investimento para os Participantes do Plano de Aposentadoria PREVIPLAN.

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DE DESEMPENHO DO BNP PARIBAS RF FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA. CNPJ/MF: / Informações referentes a 2013

DEMONSTRAÇÃO DE DESEMPENHO DO BNP PARIBAS RF FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA. CNPJ/MF: / Informações referentes a 2013 DEMONSTRAÇÃO DE DESEMPENHO DO CNPJ/MF: Informações referentes a 2013 1. Denominação completa do fundo conforme o cadastro na CVM: BNP PARIBAS RF FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA 2. Rentabilidade 2.1 Mensal:

Leia mais

Títulos privados de Renda Fixa

Títulos privados de Renda Fixa Títulos Privados de Renda Fixa são títulos emitidos por instituições privadas que possuem remuneração paga em intervalos e condições pré-definidos. Existem diversas modalidades disponíveis no mercado,

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA PRIVADA

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA PRIVADA MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA PRIVADA JAN A JUNHO -2013 1 O Mercado Brasileiro de Seguros e Previdência Privada encerrou o período em foco apresentando um Lucro Líquido não consolidado tecnicamente

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DE DESEMPENHO DO MULTIPREV CARTEIRA 14 FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO

DEMONSTRAÇÃO DE DESEMPENHO DO MULTIPREV CARTEIRA 14 FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO DEMONSTRAÇÃO DE DESEMPENHO DO CNPJ/MF: Informações referentes a 2016 1. Denominação completa do fundo conforme o cadastro na CVM: MULTIPREV CARTEIRA 14 FUNDO DE INVESTIMENTO MULTIMERCADO CRÉDITO PRIVADO

Leia mais

PROJETO DE LEI DA CÂMARA N. 125/2015 EMENDA MODIFICATIVA N

PROJETO DE LEI DA CÂMARA N. 125/2015 EMENDA MODIFICATIVA N PROJETO DE LEI DA CÂMARA N. 125/2015 EMENDA MODIFICATIVA N O caput e 1º a 3º do artigo 18 e os Anexos I a V da Lei Complementar nº 123, de 2006, na forma prevista no art. 1º e Anexos I a VI do PLC 125/2015,

Leia mais

MANUAL DE APOSENTADORIA DEFINIÇÕES / INFORMAÇÕES

MANUAL DE APOSENTADORIA DEFINIÇÕES / INFORMAÇÕES MANUAL DE APOSENTADORIA DEFINIÇÕES / INFORMAÇÕES A PREVIDÊNCIA SOCIAL É uma forma de seguro coletivo de caráter contributivo em que todos contribuem com uma parcela de seu salário e de filiação obrigatória.

Leia mais

CARACTERÍSTICAS E BENEFÍCIOS DA PREVIDÊNCIA PRIVADA

CARACTERÍSTICAS E BENEFÍCIOS DA PREVIDÊNCIA PRIVADA CARACTERÍSTICAS E BENEFÍCIOS DA PREVIDÊNCIA PRIVADA Karina Rosa Perochin 1 Keli Fernanda de Marchi 2 Odir Berlatto 3 Resumo: Esta pesquisa tem como tema central previdência privada, que é um assunto de

Leia mais

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR ESTRATÉGIA EM AÇÃO

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR ESTRATÉGIA EM AÇÃO MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR PERSPECTIVAS E EVOLUÇÃO FUTURA ESTRATÉGIA EM AÇÃO MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PRÊMIOS Fonte : CNSeg Fonte : CNSeg

Leia mais

A Remuneração de Conselhos de Administração e Fiscal

A Remuneração de Conselhos de Administração e Fiscal A Remuneração de Conselhos de Administração e Fiscal Fevereiro, 212 A Remuneração de Conselhos de Administração e Fiscal Nos últimos anos, a adoção de práticas de governança corporativa se tornou uma das

Leia mais

Prever Empresarial. Associação da Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho. Agosto de 2007. Previdência Complementar PJ 2007

Prever Empresarial. Associação da Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho. Agosto de 2007. Previdência Complementar PJ 2007 Prever Empresarial Associação da Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho Agosto de 2007 Institucional A Unibanco AIG é o grande destaque no mercado brasileiro em planos corporativos de previdência complementar,

Leia mais