DIOCESE DE GUARABIRA. Pastoral Familiar O QUE NÃO É PLANEJAMENTO PASTORAL MISSIONÁRIO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DIOCESE DE GUARABIRA. Pastoral Familiar O QUE NÃO É PLANEJAMENTO PASTORAL MISSIONÁRIO"

Transcrição

1 DIOCESE DE GUARABIRA Pastoral Familiar O QUE NÃO É PLANEJAMENTO PASTORAL MISSIONÁRIO Planejamento pastoral missionário não é uma caixa de mágicas nem um amontoado de quantificar não é planejar; Não é previsão ele se faz necessário por não se ter a capacidade de prever; Não opera com decisões futuras; Ele opera com o que há de futuro nas decisões presentes; Ele não é uma tentativa de eliminar o risco; Não opera com decisões futuras; Ele opera com o que há de futuro nas decisões presentes; Ele não é uma tentativa de eliminar o risco; É fundamental que os riscos assumidos sejam os riscos certos; 1. O QUE É PLANEJAMENTO PASTORAL MISSIONÁRIO O primeiro e mais importante passo para que uma ação, projeto pastoral missionário dê certo, é preciso que se tenha feito antes um PLANEJAMENTO. APELOS DA IGREJA Um dos grandes apelos da Igreja é que nossas pastorais se lancem para águas mais profundas, saindo de uma pastoral de mera manutenção, sem planejamentos, para ações decididamente missionárias. SAIR DA SEGURANÇA DAS MARGENS É como se o nosso barco estivesse sendo impulsionado para sair da segurança das margens, das águas rasas, para adentrar nas águas mais profundas dos oceanos e lá lançar as redes do lado certo (Lc 5, 1-11; Jo 11, 6). Porém, sem planejamento, isso não é possível; 1

2 PLANEJAMENTO = CONJUNTO DE AÇÕES Planejamento é, portanto, um conjunto de ações prévias antes de executar um projeto, ou uma missão. Planejar Preparar Acompanhar Revisar NÃO É ALGO PRONTO, REALIZADO, OU ESTAGNADO. O Planejamento mostra a dinamicidade da vida pastoral da Igreja. Uma Igreja (Pastoral) que não está acomodada; Uma pastoral que está em constante mudança, ou em estado de missão permanente, como pedem os atuais documentos da Igreja; MÉTODO: VER JULGAR AGIR Por essa razão, o método que sugerimos aqui é o Ver, julgar e agir. A utilização desse método não pode faltar no planejamento pastoral missionário de uma pastoral se de fato ela quer atingir seus objetivos ou fins. PARTES DE UM PLANEJAMENTO PASTORAL MISSIONÁRIO O planejamento pastoral missionário se subdivide em diversas partes, de modo que Pastoral deve ter um planejamento pastoral geral, e depois planejamentos específicos; PLANEJAMENTO GERAL SOMA DOS PLANEJAMENTOS ESPECÍFICOS Eles contemplam realidades específicas, mas sempre deve estar em sintonia com a realidade geral da Pastoral Familiar. A soma dos planejamentos específicos, isto é, dos organismos, ajuda a formar o planejamento geral da pastoral(âmbito: paroquial, diocesano, regional). AS AÇÕES DOS COORDENADORES DE PASTORAL As ações de cada coordenação da Pastoral Familiar ajudam o regional a deslanchar no seu planejamento pastoral missionário TUDO PRECISA SER PLANEJADO Por menor que seja uma ação pastoral, ela precisa ser planejada, isto é, deve existir antes um planejamento. RECOMENDAÇÕES BÍBLICAS A Bíblia traz algumas recomendações bem claras sobre a importância do planejamento das ações pastorais missionárias. Podemos usá-las como iluminação para o planejamento pastoral missionário da Pastoral Familiar VEJAMOS: Lc 14, 28-32: alguém que vai construir uma torre, sem planejamento; O rei que pretende sair para guerrear, sem calcular e planejar suas ações; 2

3 PLANEJAMENTO COMO DESAFIO PASTORAL MISSIONÁRIO Porém, um dos grandes desafios das pastorais continua sendo o planejamento pastoral. Nem todas as pastorais têm planejamento pastoral, e nem toda coordenação sabe elaborar bem um planejamento pastoral missionário PLANEJAMENTO E PLANO DE PASTORAL Muitos confundem planejamento pastoral com calendário pastoral, ou com o Plano Pastoral. QUANDO FALTA PLANEJAMENTO A MISSÃO É PREJUDICADA Ou, às vezes, não se tem nenhuma ação pastoral, ficando apenas numa pastoral de manutenção, na linha sacramentalista, sem se lançar aos desafios da missão PASSOS PARA UM BOM PLANEJAMENTO PASTORAL MISSIONÁRIO Saber o que é planejamento = VER Elaborar o planejamento = JULGAR Colocar em prática o planejamento = AGIR Ver fatos causas conseqüências Julgar dimensão de fé Agir transformar Avaliar aprender com os erros Celebrar momentos de espiritualidade PARA UMA BOA ORGANIZAÇÃO PASTORAL EM VISTA DA MISSÃO É PRECISO TRÊS PASSOS... 1 PASSO: saber o que é um planejamento pastoral; 2 PASSO: fazer esse planejamento, de modo que ele responda as necessidades da realidade da PF (âmbito: paroquial, diocesano, regional e da Igreja. 3 PASSO: colocar em prática esse planejamento para que ele se transforme num Plano de Pastoral; O Plano Pastoral significa a definição e a realização dos caminhos trilhados, ou planejados. PASSOS FUNDAMENTAIS PARA O PLANEJAMENTO Motivação Iniciativa Capacidade de realização ORGANIZAÇÃO PASTORAL MISSIONÁRIA A Pastoral que não têm planejamento é Pastoral que não tem organização pastoral missionária. Ela pode até ter organização funcional, ou seja, ter tudo arrumado em suas gavetas, mas não terá um norte, um rumo ou direção pastoral missionária. ENFIM, PLANEJAR É... Organizar e definir planos de ação; É programar as atividades pastorais, estipulando os objetivos gerais e específicos a serem atingidos; É ter projetos, e para isso se traçam os caminhos e as estratégias a serem seguidas, utilizando métodos eficazes para atingir tais finalidades. 3

4 2. QUANDO FAZER UM PLANEJAMENTO PASTORAL MISSIONÁRIO PRAZO NÃO SIGNIFICA INTERRUPÇÕES O ideal é que não houvesse interrupções, ou lacunas entre um planejamento e outro, ou entre um plano pastoral e outro, mesmo que nesse ínterim mude o pároco ou os coordenadores de pastoral. Diagnóstico do Cenário Atual Ações continuadas Desenvolvimento de padrões e processos Programa de reconhecimento Treinamento da equipe PLANEJAMENTO CONTÍNUO Um planejamento não deve ser interrompido só porque mudou o padre, ou certos agentes de pastoral; CONHECER A REALIDADE Por isso, toda equipe quando chega para assumir uma coordenação, deveria primeiro conhecer os trabalhos que vem sendo desenvolvido e se inteirar do planejamento pastoral daquela pastoral, para poder dar continuidade. CALCULAR O TEMPO... Todo planejamento deve ter tempo para iniciar e tempo para concluir, como tudo na vida; Assim diz o livro do Eclesiastes: Debaixo do céu há momento para tudo, e tempo certo para cada coisa (Ecl. 3, 1). RESUMO DOS PONTOS PRINCIPAIS DE UM PLANEJAMENTO PASTORAL MISSIONÁRIO Objetivos maiores, de longo alcance; Escolha das alternativas para realizá-las; Quais recursos alocar para sua realização; FUNDAMENTOS DO PLANEJAMENTO: Onde Estamos? 4

5 Que tipo de pastoral temos? Quais nossos maiores desafios? Com quais recursos podemos contar? Quais são nossos pontos fortes e nossos pontos fracos? ESQUEMA DE PLANEJAMENTO PASTORAL MISSIONÁRIO I. CONTEXTUALIZAÇÃO II. MOTIVAÇÕES DE FÉ III. FUNDAMENTAÇÃO BÍBLICA IV. PRINCÍPIOS PEDAGÓGICOS DE UM PLANEJAMENTO 1. Benefícios 2. Formas de encaminhamentos 3. Personagens 4. Processo 5. Esclarecimentos V. PASSOS DO PLANEJAMENTO 1. Começar o planejamento 2. Registrar todo o processo de planejamento 3. Ver a realidade 4. Julgar-iluminar a realidade 5. Fixar o objetivo geral 6. Agir na realidade 7. Avaliar o planejamento 8. Retomar o planejamento VI. ESQUEMATIZAR O PLANO DE PASTORAL MISSIONÁRIO 5

6 Mudança de estrutura subentende-se: CONVERSÃO PASTORAL Consiste em ampliar a formação de pequenas comunidades de discípulos convertidos pela Palavra de Deus e conscientes da urgência de viver um estado permanente de missão (Doc. 100, n. 8) O PLANEJAMENTO PASTORAL MISSIONÁRIO ATERRISSA, NA PRÁTICA, EM SEIS INSTÂNCIAS As 6 instâncias do Planejamento Suas metas (o quê) Os passos (como) Responsáveis (quem) Recursos (com quê) Data (quando) Lugar (onde) 6

7 PENSAR OS MECANISMOS DE COORDENAÇÃO DESSE PLANEJAMENTO PENSAR OS ORGANISMOS DE ARTICULAÇÃO DO PLANEJAMENTO PASTORAL Assembleias Conselhos Reuniões DEFINIR OS PRIMEIROS RESPONSÁVEIS E DISCRIMINAR SUAS RESPECTIVAS FUNÇÕES Assistente Eclesiástico Demais agentes da Pastoral Coordenação da Pastoral Familiar QUESTÕES PARA REFLEXÃO 1. Quais passos já foram dados no Regional, na sua Diocese, no âmbito de planejamento pastoral missionário? 2. Como se desenvolve, na sua Diocese, o processo de planejamento pastoral em vista da missão? 3. O que ainda precisa ser feito para a renovação da Pastoral Familiar na sua Diocese? 4. Quais as maiores dificuldades encontradas no planejamento pastoral da sua Diocese? Aponte, comente e indique alternativas para superá-las. 5. Quais os indicativos de que a Pastoral Familiar na sua Diocese está em estado permanente de missão? 6. Você consegue ver sinais de conversão pastoral na sua Diocese? Quais? Formatação: Secretariado Pastoral -GBA 7

ESTRUTUTA DE CORRESPONSABILIDADE NA COORDENAÇÃO DA PASTORAL

ESTRUTUTA DE CORRESPONSABILIDADE NA COORDENAÇÃO DA PASTORAL Capítulo IV ESTRUTUTA DE CORRESPONSABILIDADE NA COORDENAÇÃO DA PASTORAL Introdução A unidade da Igreja tem um instrumento importante na unidade de ação, tarefa da coordenação de Pastoral. A preocupação

Leia mais

PRIMEIRA URGÊNCIA Uma Igreja em estado permanente de missão

PRIMEIRA URGÊNCIA Uma Igreja em estado permanente de missão PRIMEIRA URGÊNCIA Uma Igreja em estado permanente de missão Na linha da primeira urgência das DGAE, uma Igreja em estado permanente de missão, destacam-se as seguintes ações concretas: - Formação e missão;

Leia mais

envolve o maior número possível de interessados, na reflexão, na decisão, na execução e na avaliação.

envolve o maior número possível de interessados, na reflexão, na decisão, na execução e na avaliação. Realizar a Campanha para a Evangelização 113 A Campanha para a Evangelização é um programa global dos Organismos Nacionais, do Secretariado Nacional da Conferência dos Bispos do Brasil (CNBB) e das Igrejas

Leia mais

Em falar nisso, você tem realizado PLANEJAMENTO de suas atividades?

Em falar nisso, você tem realizado PLANEJAMENTO de suas atividades? O mundo globalizado nos impõem grandes mudanças é precisamos estar sempre atualizados e preparados para enfrentar os novos desafios. Para tanto é preciso saber onde estamos, observar os acontecimentos

Leia mais

Pastoral como Comunicação

Pastoral como Comunicação Pastoral como Comunicação No decorrer da história da Igreja, o termo pastoral recebeu diversas concepções, entretanto, no sentido mais restrito significa o agir do mais restrito significa o agir do pastor.

Leia mais

Plano Diocesano da Pastoral da Juventude Diocese de Chapecó/SC

Plano Diocesano da Pastoral da Juventude Diocese de Chapecó/SC Plano Diocesano da Pastoral da Juventude Diocese de Chapecó/SC 2007 2009 Apresentação Os jovens devem sentir que são Igreja experimentando a como lugar de comunhão e participação. (Puebla 1184) A evangelização

Leia mais

SESI GINÁSTICA NA EMPRESA

SESI GINÁSTICA NA EMPRESA SESI GINÁSTICA NA EMPRESA Planejamento é? Processo de busca de equilíbrio entre: Meios e fins; Entre recursos e objetivos; Visa o melhor funcionamento de empresas, instituições, setores de trabalho, organizações

Leia mais

Papa Francisco e Sínodo dos Bispos

Papa Francisco e Sínodo dos Bispos Papa Francisco e Sínodo dos Bispos Pastoral Juvenil Diocese de Jales QUESTIONÁRIO DIOCESANO PASTORAL JUVENIL: Os Jovens, a fé e o discernimento vocacional A Finalidade deste questionário é auxiliar a Coordenação

Leia mais

Como elaborar um projeto de pesquisa?

Como elaborar um projeto de pesquisa? Como elaborar um projeto de pesquisa? O que é um projeto de pesquisa? Descreve as fases e os procedimentos de um processo de investigação científica a ser realizado. Projeto de Pesquisa pode ser definido

Leia mais

CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL PASTORAL CARCERÁRIA REGIONAL SUL 4 REGIMENTO SEÇÃO I CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO

CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL PASTORAL CARCERÁRIA REGIONAL SUL 4 REGIMENTO SEÇÃO I CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO 1 CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL PASTORAL CARCERÁRIA REGIONAL SUL 4 REGIMENTO SEÇÃO I DA ORGANIZAÇÃO Art.1º. A Pastoral Carcerária está organizada nos seguintes níveis: I Diocesano; II Regional

Leia mais

Passo a Passo da Venda de MÓVEIS PLANEJADOS

Passo a Passo da Venda de MÓVEIS PLANEJADOS Passo a Passo da Venda de MÓVEIS PLANEJADOS Instrutor/Orientador Sigmar Sabin www. sigmarsabin.com.br comercial@ sigmarsabin.com.br 41.99666.8183 Whats APOIO Gandara Representações Realização Parabéns!!!

Leia mais

Reunião de Trabalho Professores Coordenadores. Diretoria de Ensino da Região de Carapicuíba Dirigente Regional de Ensino Junho/2017

Reunião de Trabalho Professores Coordenadores. Diretoria de Ensino da Região de Carapicuíba Dirigente Regional de Ensino Junho/2017 Reunião de Trabalho Professores Coordenadores Diretoria de Ensino da Região de Carapicuíba Dirigente Regional de Ensino Junho/2017 Pauta Acolhimento; Aquecimento; o que nos dizem os registros? Refletindo

Leia mais

Comunidade D Descobrir (Discípulos) (Novembro/Dezembro) I Integrar (Comunidade) (Janeiro/Fevereiro/Março) P Proclamar (Evangelho) (Abril/Maio/Junho)

Comunidade D Descobrir (Discípulos) (Novembro/Dezembro) I Integrar (Comunidade) (Janeiro/Fevereiro/Março) P Proclamar (Evangelho) (Abril/Maio/Junho) Secretariado Diocesano da Pastoral Juvenil Diocese de Coimbra Ano Pastoral 2013-2014 Vós sois o corpo de Cristo e cada um, pela sua parte, é um membro (1 Cor 12,27) Enquadramento - Comunidade DIP É chegado

Leia mais

Aula 1. Planejamento. Lilian R. Rios 18/02/16

Aula 1. Planejamento. Lilian R. Rios 18/02/16 Aula 1 Planejamento Lilian R. Rios 18/02/16 Planejamento de Ensino É um conjunto de conhecimentos práticos e teóricos ordenados de modo a possibilitar interagir com a realidade, programar as estratégias

Leia mais

DIOCESE DE GUARAPUAVA

DIOCESE DE GUARAPUAVA DIOCESE DE GUARAPUAVA Diretrizes gerais da Diocese de Guarapuava para Conselhos Pastorais Documento de estudos Assembleia Diocesana 1- Será realizada anualmente seguindo a seguinte ordem: 1.1- Assembleia

Leia mais

Gerenciamento da Qualidade

Gerenciamento da Qualidade Gerenciamento da Qualidade Aula 09 Prof. Ewerton Monti Objetivo principal das empresas: Satisfação das necessidades das pessoas. Incluindo consumidores, empregados, acionistas, sociedade, fornecedores

Leia mais

Coordenação Pastoral

Coordenação Pastoral Coordenação Pastoral Necessidade de um Coordenador Arquidiocesano de Pastoral. Dom Jaime colocou esta função como necessária. Diz ele: Falta um plano diocesano de Pastoral, com linhas de ação em comum..

Leia mais

SEMINÁRIO Planejamento Estratégico Elaborado por: Jesus Borges (Pró-Reitor de Desenvolvimento Institucional) Fabrício Sobrosa Affeldt (Coordenador de

SEMINÁRIO Planejamento Estratégico Elaborado por: Jesus Borges (Pró-Reitor de Desenvolvimento Institucional) Fabrício Sobrosa Affeldt (Coordenador de SEMINÁRIO Planejamento Estratégico Elaborado por: Jesus Borges (Pró-Reitor de Desenvolvimento Institucional) Fabrício Sobrosa Affeldt (Coordenador de Ensino - Campus Feliz) Cláudia Lorenzon (RH-Reitoria)

Leia mais

Gabriela Pinheiro Coelho Diretora Executiva Mary Kay Unidade Mundo Cor de Rosa

Gabriela Pinheiro Coelho Diretora Executiva Mary Kay Unidade Mundo Cor de Rosa Gabriela Pinheiro Coelho Diretora Executiva Mary Kay Unidade Mundo Cor de Rosa Não faça nada que você sabe que não deve fazer. Não ache que o que acontece com os outros não vai acontecer com você, porque

Leia mais

GRUPO SOLIDARIEDADE DA ASSOCIAÇÃO DOS ECONOMIÁRIOS APOSENTADOS DO PARANÁ

GRUPO SOLIDARIEDADE DA ASSOCIAÇÃO DOS ECONOMIÁRIOS APOSENTADOS DO PARANÁ GRUPO SOLIDARIEDADE DA ASSOCIAÇÃO DOS ECONOMIÁRIOS APOSENTADOS DO PARANÁ DA DEFINIÇÃO MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS Art. 1 - O GRUPO SOLIDARIEDADE DA ASSOCIAÇÃO DOS ECONOMIÁRIOS APOSENTADOS DO PARANÁ

Leia mais

Curso Técnico Subsequente em Eventos CÂMPUS FLORIANÓPOLIS-CONTINENTE MATRIZ CURRICULAR. Módulo 1

Curso Técnico Subsequente em Eventos CÂMPUS FLORIANÓPOLIS-CONTINENTE MATRIZ CURRICULAR. Módulo 1 Curso Técnico Subsequente em Eventos CÂMPUS FLORIANÓPOLIS-CONTINENTE MATRIZ CURRICULAR Módulo 1 Unidades Curriculares Fundamentos de Hospitalidade e Turismo (modalidade: ensino à distância) Fundamentos

Leia mais

SUBSÍDIOS DE FORMAÇÃO

SUBSÍDIOS DE FORMAÇÃO O COORDENADOR E O CALENDÁRIO PASTORAL Paulo de Lima Curitiba/PR Para início de nosso estudo faço uma simples pergunta: Quais as razões que temos para acreditar nos jovens? Todos os anos aparece o temido

Leia mais

PROGRAMAS PASTORAIS 1. CONTEXTUALIZAÇÃO 2. ESTRUTURA 3. OBJETIVOS GERAIS DOS PROGRAMAS 4. PROGRAMA VOLUNTARIADO 5. CONSIDERAÇÕES GERAIS

PROGRAMAS PASTORAIS 1. CONTEXTUALIZAÇÃO 2. ESTRUTURA 3. OBJETIVOS GERAIS DOS PROGRAMAS 4. PROGRAMA VOLUNTARIADO 5. CONSIDERAÇÕES GERAIS PROGRAMAS PASTORAIS 1. CONTEXTUALIZAÇÃO 2. ESTRUTURA 3. OBJETIVOS GERAIS DOS PROGRAMAS 4. PROGRAMA VOLUNTARIADO 5. CONSIDERAÇÕES GERAIS 1. CONTEXTUALIZAÇÃO Origem dos Programas Por que cada um deles nasceu?

Leia mais

Diocese de Criciúma. Plano. Diocesano. de Pastoral

Diocese de Criciúma. Plano. Diocesano. de Pastoral Diocese de Criciúma Plano Diocesano de Pastoral 2012-2016 OBJETIVO GERAL Nós, povo de Deus da Diocese de Criciúma, animados pela Santíssima Trindade, queremos: Evangelizar vivendo em comunidade, como Igreja

Leia mais

O QUE É A PASTORAL DA COMUNICAÇÃO? - A PASCOM é a pastoral que comunica o evangelho.

O QUE É A PASTORAL DA COMUNICAÇÃO? - A PASCOM é a pastoral que comunica o evangelho. O QUE É A PASTORAL DA COMUNICAÇÃO? - A PASCOM é a pastoral que comunica o evangelho. O anúncio fundamental é: - O amor pessoal de Deus que Se fez homem, entregou-se a Si mesmo por nós e, vivo, oferece

Leia mais

GERENCIAMENTO DO TEMPO DO PROJETO

GERENCIAMENTO DO TEMPO DO PROJETO DO PROJETO Gestão de Projetos de Infraestrutura Luciano Rodrigues de Souza GESTÃO DO TEMPO Começar um trabalho sem planejá-lo primeiro, ou seja, partir para o AGIR antes do PENSAR em como agir. Fazer atividades

Leia mais

Fichas técnicas, o primeiro passo para uma boa organização

Fichas técnicas, o primeiro passo para uma boa organização Nesse artigo falaremos sobre: A importância de definir preços para os pratos do seu restaurante ou lanchonete Fichas técnicas, o primeiro passo para uma boa organização Com seu custo definido, pense no

Leia mais

Roteiros Mensais para Grupos

Roteiros Mensais para Grupos Roteiros Mensais para Grupos ABRIL 2017 INTENÇÃO DE ORAÇÃO DO PAPA Ajudar a aprofundar e rezar com a INTENÇÃO DE ORAÇÃO DO PAPA de cada mês, para mobilizar os grupos e a vida pessoal diante dos grandes

Leia mais

Na teoria, parece ser um passo fácil de se dar, mas na prática não é simples. Pois exige:

Na teoria, parece ser um passo fácil de se dar, mas na prática não é simples. Pois exige: Apresentação Há pouco mais de três anos, nossa Igreja de Curitiba decidiu iniciar um caminho de experiências missionárias em nossas comunidades paroquiais. Tomamos a peito esta tarefa de nos colocar em

Leia mais

PLANEJAMENTO. Para que Planejar? A finalidade do planejamento é a eficiência; A eficiência é a execução perfeita de uma tarefa que se realiza;

PLANEJAMENTO. Para que Planejar? A finalidade do planejamento é a eficiência; A eficiência é a execução perfeita de uma tarefa que se realiza; Prof. jose PLANEJAMENTO Para que Planejar? A finalidade do planejamento é a eficiência; A eficiência é a execução perfeita de uma tarefa que se realiza; O planejamento visa também a eficácia. 1 Planejar

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa DECRETO Nº 52.567, DE 23 DE SETEMBRO DE 2015. (publicado no DOE n.º 183, de 24 de setembro de 2015) Dispõe sobre o

Leia mais

1. Introdução. Gestão Orçamental. Júlia Fonseca 2010/2011. Gestão Orçamental

1. Introdução. Gestão Orçamental. Júlia Fonseca 2010/2011. Gestão Orçamental 1. Introdução Júlia Fonseca 2010/2011 CICLO DE GESTÃO Planeamento Implementação Controlo de gestão Ciclo de gestão Planeamento Feedback Implementação Controlo Planear Dirigir e Motivar Controlar PLANEAMENTO

Leia mais

Função em Confiança ANALISTA TÉCNICO

Função em Confiança ANALISTA TÉCNICO Função em Confiança ANALISTA TÉCNICO Nível Anterior 15 Nível Atual 19 Requisitos: Diploma de Graduação reconhecido pelo MEC e inscrição no Conselho da Profissão, Descrição da Função: Prestar orientações

Leia mais

Preparação de Atividades Didáticas Plano da Escola, Plano de Ensino e Plano de Aula

Preparação de Atividades Didáticas Plano da Escola, Plano de Ensino e Plano de Aula Preparação de Atividades Didáticas Plano da Escola, Plano de Ensino e Plano de Aula Zaqueu Vieira Oliveira Planejamento Currículo Plano da Escola Plano de Ensino Plano de Aula Planejamento Guia de orientação

Leia mais

AULA 2 GERENCIAMENTO DE PROJETOS

AULA 2 GERENCIAMENTO DE PROJETOS AULA 2 GERENCIAMENTO DE PROJETOS Gestão de Projetos O que é um Projeto? O que é Gerência de Projeto? O que é um Projeto? Um empreendimento único e não-repetitivo, de duração determinada, formalmente organizado

Leia mais

Objetivos. Público Alvo

Objetivos. Público Alvo Objetivos Desenvolver competências de gestão do fator humano na liderança de projetos. Compreender a natureza estratégica da gestão de mudanças a fim de reduzir antagonismos e ampliar o engajamento para

Leia mais

Pastoral do Dízimo instrumento eficaz para a Evangelização

Pastoral do Dízimo instrumento eficaz para a Evangelização Pastoral do Dízimo instrumento eficaz para a Evangelização. ORIENTAÇÕES Pastoral do Dízimo é uma ação eclesial que tem por finalidade motivar, planejar, organizar e executar iniciativas para a implantação

Leia mais

ESTATUTO DO GRUPO JOVENS PROMOTORES DA VIDA

ESTATUTO DO GRUPO JOVENS PROMOTORES DA VIDA ESTATUTO DO GRUPO JOVENS PROMOTORES DA VIDA Sumário TÍTULO I - DA DENOMINAÇÃO, DA NATUREZA, DOS COMPROMISSOS E DAS FINALIDADES... 2 CAPÍTULO I - DOS COMPROMISSOS DO GRUPO... 2 CAPÍTULO II - DAS FINALIDADES

Leia mais

Plan (Planejamento) Do (Execução) Check (Verificação) Act (Ação)

Plan (Planejamento) Do (Execução) Check (Verificação) Act (Ação) MODELO PDCA O ciclo PDCA tem por princípio tornar mais claros e ágeis os processos envolvidos na execução da gestão da qualidade, dividindo-a em 4 passos: Plan (Planejamento) Do (Execução) Check (Verificação)

Leia mais

A República Federativa do Brasil

A República Federativa do Brasil AJUSTE COMPLEMENTAR AO ACORDO ENTRE A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E A ORGANIZACÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O FUNCIONAMENTO NO BRASIL DO ESCRITÓRIO DA COMISSÃO ECONÔMICA PARA A AMÉRICA LATINA E O CARIBE,

Leia mais

Escrito por Administrator Seg, 22 de Novembro de :55 - Última atualização Seg, 22 de Novembro de :09

Escrito por Administrator Seg, 22 de Novembro de :55 - Última atualização Seg, 22 de Novembro de :09 MISSÃO O Serviço Social tem como missão dar suporte psico-social e emocional ao colaborador e sua família. Neste sentido, realiza o estudo de casos, orientando e encaminhando aos recursos sociais da comunidade,

Leia mais

Nas palavras de Gadotti:

Nas palavras de Gadotti: Nas palavras de Gadotti: Todo projeto supõe rupturas com o presente e promessas para o futuro. Projetar significa tentar quebrar um estado confortável para arriscar-se, atravessar um período de instabilidade

Leia mais

Guia Prático do Planejamento Estratégico

Guia Prático do Planejamento Estratégico Guia Prático do Planejamento Estratégico Introdução A todo o momento surgem ideias para melhorar nossas vidas. A maior parte destas ideias morre, porque não são sistematizadas. Numa empresa também é assim,

Leia mais

CONVERSÃO PASTORAL. Reflexões sobre o Documento 100 da CNBB em vista da renovação paroquial

CONVERSÃO PASTORAL. Reflexões sobre o Documento 100 da CNBB em vista da renovação paroquial CONVERSÃO PASTORAL Reflexões sobre o Documento 100 da CNBB em vista da renovação paroquial Coleção Organização paroquial Como estrelas no céu: desafios da pastoral da educação, Marcos Sandrini Como fazer

Leia mais

CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL REGIMENTO

CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL REGIMENTO CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL PASTORAL CARCERÁRIA NACIONAL REGIMENTO SEÇÃO I DA ORGANIZAÇÃO Art.1º. A Pastoral Carcerária está organizada nos seguintes âmbitos: I Diocesano; II Regional ou

Leia mais

Bacharelado em Sistemas de Informação

Bacharelado em Sistemas de Informação Bacharelado em Sistemas de Informação Normas para o Trabalho de Conclusão de Curso CAPÍTULO I DAS DEFINIÇÕES E OBJETIVOS Art 1 o O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é uma atividade prevista do curso

Leia mais

CAP - Curso de Aperfeiçoamento Profissional. Cronometragem e Cronoanálise - Nível Básico

CAP - Curso de Aperfeiçoamento Profissional. Cronometragem e Cronoanálise - Nível Básico Cronometragem e Cronoanálise - Nível Básico Toda empresa deve conhecer sua REAL capacidade de produção para que seja eficiente e produtiva, isso em qualquer tipo de segmento. Não conhecer os limites da

Leia mais

Profª Daniela Cartoni

Profª Daniela Cartoni Etapa da Negociação Planejamento, estratégias e táticas Profª Daniela Cartoni daniela_cartoni@yahoo.com.br Etapas da negociação Uma negociação é um processo de comunicação interativa que pode ocorrer quando

Leia mais

Oficina de Planejamento Municipal em Saúde: Estratégia de Gestão Participativa na construção da Programação Anual da Saúde de Crateús 2012

Oficina de Planejamento Municipal em Saúde: Estratégia de Gestão Participativa na construção da Programação Anual da Saúde de Crateús 2012 2º SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE INOVAÇÃO SOBRE PARTICIPAÇÃO E CONTROLE SOCIAL NA ELABORAÇÃO E MONITORAMENTO DAS POLÍTICAS, AÇÕES E SERVIÇOS DE SAÚDE Oficina de Planejamento Municipal em Saúde: Estratégia

Leia mais

DOMÍNIO AFETIVO: Compreende aspectos relacionados com a EMOÇÃO, OS SENTIMENTOS, O GRAU DE ACEITAÇÃO OU REJEIÇÃO.

DOMÍNIO AFETIVO: Compreende aspectos relacionados com a EMOÇÃO, OS SENTIMENTOS, O GRAU DE ACEITAÇÃO OU REJEIÇÃO. DOMÍNIO COGNITIVO: O domínio cognitivo é o âmbito do SABER. DOMÍNIO AFETIVO: Compreende aspectos relacionados com a EMOÇÃO, OS SENTIMENTOS, O GRAU DE ACEITAÇÃO OU REJEIÇÃO. DOMÍNIO PSICOMOTOR: Estes objetivos

Leia mais

1. Processo de venda. 7 Regras para Fazer Prospecção de Clientes. Este conteúdo faz parte da série: Funil de Vendas Ver 3 posts dessa série

1. Processo de venda. 7 Regras para Fazer Prospecção de Clientes. Este conteúdo faz parte da série: Funil de Vendas Ver 3 posts dessa série Este conteúdo faz parte da série: Funil de Vendas Ver 3 posts dessa série O que é: a prospecção pode ser vista como o processo de conquista de novos clientes. Está estritamente ligada ao crescimento e

Leia mais

GEPLANES 3. Este documento é um Guia explicativo para as principais atividades necessárias para utilizar o Geplanes. 1. CONCEITOS CHAVE...

GEPLANES 3. Este documento é um Guia explicativo para as principais atividades necessárias para utilizar o Geplanes. 1. CONCEITOS CHAVE... GEPLANES 3 Este documento é um Guia explicativo para as principais atividades necessárias para utilizar o Geplanes. SUMÁRIO 1. CONCEITOS CHAVE...2 MISSÃO...2 VISÃO...2 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO...2 BSC...3

Leia mais

Período ATIVIDADE OBJETIVO Responsabilidade Local

Período ATIVIDADE OBJETIVO Responsabilidade Local Período ATIVIDADE OBJETIVO Responsabilidade Local Durante todo Estágio (Teórica e prática) Março a junho 2013 Mês de março e abril de 2013 25 a 31 março Preparação para o ingresso no Estágio Leitura obrigatória

Leia mais

Gestão de Processos. Tópico 4. Ferramentas de Qualidade: PDCA

Gestão de Processos. Tópico 4. Ferramentas de Qualidade: PDCA Gestão de Processos Tópico 4 Ferramentas de Qualidade: PDCA Sumário 1. O que é o Ciclo PDCA... 3 2. Importância do Ciclo PDCA... 3 3. Etapas do Ciclo PDCA... 3 3.1 Planejar (PLAN)... 3 3.1.1 Qual é o problema/processo

Leia mais

Gestão de Pessoas Revisão: 02 Página 1 de 6

Gestão de Pessoas Revisão: 02 Página 1 de 6 PROCEDIMENTO PR 6.01 Gestão de Pessoas Revisão: 02 Página 1 de 6 CÓPIA CONTROLADA 1. HISTÓRICO DE REVISÕES DATA REVISÃO RESUMO DE ALTERAÇÕES 20/08/2013 00 Emissão inicial 29/07/2014 01 03/12/2015 02 Adequações

Leia mais

Arquidiocese de Ribeirão Preto

Arquidiocese de Ribeirão Preto ENCONTRO DA PASTORAL DO DÍZIMO Arquidiocese de Ribeirão Preto Casa Dom Luís Brodowski 19 e 20 de Agosto 2017 CNBB Conferência Nacional dos Bispos do Brasil CNBB 14 Outubro de 1952 1º Presidente: Dom Carlos

Leia mais

Desenvolvimento Pessoal e Empregabilidade.

Desenvolvimento Pessoal e Empregabilidade. Desenvolvimento Pessoal e Empregabilidade. Projeto de Vida: Um jeito de estar no mundo. Professor Douglas Pereira da Silva 1 Para Reflexão. Viver é envelhecer, o que significa que todos nós podemos olhar

Leia mais

Aula 1 O processo educativo: a Escola, a Educação e a Didática. Profª. M.e Cláudia Benedetti

Aula 1 O processo educativo: a Escola, a Educação e a Didática. Profª. M.e Cláudia Benedetti Aula 1 O processo educativo: a Escola, a Educação e a Didática Profª. M.e Cláudia Benedetti Profa. M.e Cláudia Benedetti Graduada em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita

Leia mais

06/03/2013 RODA DE CONVERSA

06/03/2013 RODA DE CONVERSA 06/03/2013 RODA DE CONVERSA Planejamento Geovana F. Melo Diva Souza Silva difdo@prograd.ufu.br Planejamento de Ensino Objetivos Conceituar planejamento de ensino; Refletir sobre a importância do planejamento

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS 1. Objetivo geral: Assessorar tecnicamente a gestão e a implementação das atividades relacionadas com as iniciativas governamentais para

Leia mais

Magistério profético na construção da Igreja do Porto

Magistério profético na construção da Igreja do Porto Magistério profético na construção da Igreja do Porto Excertos do pensamento de D. António Ferreira Gomes entre 1969-1982 A liberdade é sem dúvida um bem e um direito, inerente à pessoa humana, mas é antes

Leia mais

Vogal de Formação Cadernos de Serviços

Vogal de Formação Cadernos de Serviços Vogal de Formação Cadernos de Serviços Nome: Conselho Local / Regional / Nacional Centro Local: Para uma vivência cristã plena, o jovem necessita de se formar como tal, num ritmo de formação contínuo adaptado

Leia mais

CONCEITO DE ADMINISTRAÇÃO

CONCEITO DE ADMINISTRAÇÃO CONCEITO DE ADMINISTRAÇÃO Sistema Aberto DISCIPLINA: Introdução à Administração FONTE: BATEMAN, Thomas S. SNELL, Scott A. Administração Construindo Vantagem Competitiva. Atlas. São Paulo, 1998. IA_02_CONCEITO

Leia mais

SEMINÁRIO DE TREINAMENTO PARA GOVERNADORES ASSISTENTES E PRESIDENTES ELEITOS. GATS e PETS 2017

SEMINÁRIO DE TREINAMENTO PARA GOVERNADORES ASSISTENTES E PRESIDENTES ELEITOS. GATS e PETS 2017 SEMINÁRIO DE TREINAMENTO PARA GOVERNADORES ASSISTENTES E PRESIDENTES ELEITOS GATS e PETS 2017 GILMAR FIEBIG Governador 2011/2012 D. 4700 Instrutor Distrital 2017/2018 GOVERNADORES ASSISTENTES Sua principal

Leia mais

Qual a equipe ideal para minha escola? Uma boa estrutura é fator determinante para o sucesso do seu negócio

Qual a equipe ideal para minha escola? Uma boa estrutura é fator determinante para o sucesso do seu negócio Qual a equipe ideal para minha escola? Uma boa estrutura é fator determinante para o sucesso do seu negócio Uma boa estrutura é fator determinante para o sucesso do seu negócio Montar uma escola profissionalizante

Leia mais

Ó Deus, que para comunicar vosso amor aos homens, enviastes seu Filho, Jesus Cristo, e o constituístes Mestre, Caminho, Verdade e Vida da humanidade,

Ó Deus, que para comunicar vosso amor aos homens, enviastes seu Filho, Jesus Cristo, e o constituístes Mestre, Caminho, Verdade e Vida da humanidade, Ó Deus, que para comunicar vosso amor aos homens, enviastes seu Filho, Jesus Cristo, e o constituístes Mestre, Caminho, Verdade e Vida da humanidade, concedei-nos a graça de utilizar os meios de comunicação

Leia mais

COMO IGREJA POVO DE DEUS:

COMO IGREJA POVO DE DEUS: Objetivo Geral: COMO IGREJA POVO DE DEUS: Celebrar a presença e a organização dos cristãos leigos e leigas no Brasil; Aprofundar a sua identidade, vocação, espiritualidade e missão; Testemunhar Jesus Cristo

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO POR COMPETÊNCIAS

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO POR COMPETÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO POR COMPETÊNCIAS Atualizado em 22/10/2015 GESTÃO POR COMPETÊNCIAS As competências não são estáticas, tendo em vista a necessidade de adquirir agregar novas competências individuais

Leia mais

Taller sobre remesas, educación financiera y microemprendimiento en Goíanía, Brasil, 26 y 27 de Noviembre 2014.

Taller sobre remesas, educación financiera y microemprendimiento en Goíanía, Brasil, 26 y 27 de Noviembre 2014. Fortalecimiento del diálogo y de la cooperación entre la Unión Europea (UE) y América Latina y el Caribe (ALC) para el establecimiento de modelos de gestión sobre migración y políticas de desarrollo www.migracion-ue-alc.eu

Leia mais

SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO NO SERVIÇO PÚBLICO NO BRASIL

SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO NO SERVIÇO PÚBLICO NO BRASIL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO NO SERVIÇO PÚBLICO NO BRASIL TÓPICO 1: CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL O Artigo 7, Inciso XXII, determina como direito do trabalhador a garantia de redução

Leia mais

Auxiliar empresários dos mais variados segmentos a encontrar soluções para gerir seus negócios nas áreas administrativa, financeira e de custos.

Auxiliar empresários dos mais variados segmentos a encontrar soluções para gerir seus negócios nas áreas administrativa, financeira e de custos. NOSSO OBJETIVO Auxiliar empresários dos mais variados segmentos a encontrar soluções para gerir seus negócios nas áreas administrativa, financeira e de custos. CONSULTORIA EMPRESARIAL Assessoria Quando

Leia mais

11 - Controle de produção

11 - Controle de produção 11 - Controle de produção Atingir a excelência na gestão corporativa é fundamental para o sucesso de qualquer negócio de panificação e confeitaria na atualidade. As empresas que possuem mecanismos de controle

Leia mais

DIOCESE DE BRAGANÇA MIRANDA VISITA PASTORAL DO BISPO ÀS COMUNIDADES DA SUA DIOCESE

DIOCESE DE BRAGANÇA MIRANDA VISITA PASTORAL DO BISPO ÀS COMUNIDADES DA SUA DIOCESE DIOCESE DE BRAGANÇA MIRANDA VISITA PASTORAL DO BISPO ÀS COMUNIDADES DA SUA DIOCESE SUBSÍDIOS PASTORAIS CONFORME DMPB E EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PASTORES GREGIS NATUREZA E FINALIDADE Visita pastoral é a que

Leia mais

Questões sobre a IS014001

Questões sobre a IS014001 Professor: Carlos William Curso/ Disciplina/Período: Administração/ Gestão Ambiental/ 2º ano Aluno: Lázaro Santos da Silva Questões sobre a IS014001 1. A NBR ISO 14001:2004 foi concebida para estabelecer

Leia mais

Gestão Pública Democrática

Gestão Pública Democrática Gestão Pública Democrática Apoio Parceria Coordenação Técnica Iniciativa Gestão Pública Democrática Conceito de gestão Tem origem na palavra latina gestione que se refere ao ato de gerir, gerenciar e administrar.

Leia mais

30% a 50% dos custos desenvolvimento A complexidade torna impossível teste completo (cobertura total) Mas...

30% a 50% dos custos desenvolvimento A complexidade torna impossível teste completo (cobertura total) Mas... TESTES TESTES DE SOFTWARE 30% a 50% dos custos desenvolvimento A complexidade torna impossível teste completo (cobertura total) Mas... Metodologia para testes bem definida Uso de ferramentas podem aumentar

Leia mais

- REPRODUÇÃO AUTORIZADA - Eu sou seu cliente sabia? Instrutora: Jane Costa de Paula Oliveira

- REPRODUÇÃO AUTORIZADA - Eu sou seu cliente sabia? Instrutora: Jane Costa de Paula Oliveira - REPRODUÇÃO AUTORIZADA - Eu sou seu cliente sabia? Instrutora: Jane Costa de Paula Oliveira CLIENTE INTERNO Instrutoria: Jane Costa de Paula Oliveira FOCO NO CLIENTE O que é CLIENTE? O QUE É CLIENTE INTERNO?

Leia mais

Município de Presidente Prudente Secretaria Municipal de Educação Coordenadoria de Gestão Pedagógica

Município de Presidente Prudente Secretaria Municipal de Educação Coordenadoria de Gestão Pedagógica PAUTA E ATA DE HTPC E HAC: COMO ELABORAR? Coordenadora Pedagógica (Ed. Infantil): Daniele Ramos de Oliveira COMO ORGANIZAR A PAUTA DA REUNIÃO DE HTPC E HAC -Deve conter especificação se é pauta de HAC

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE PEDAGOGIA

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE PEDAGOGIA MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE PEDAGOGIA 2016.1 MANTENEDORA Faculdade de Ciências e Tecnologia do Maranhão LTDA MANTIDA Faculdade de Ciências e Tecnologia do Maranhão Facema DIRETORIA Maria

Leia mais

Material para Avaliação

Material para Avaliação Material para Avaliação DPP Letras 1 Para Fixar. Projeto de vida é uma visualização antecipada da vida que desejamos ter ou levar. 2 O que é um projeto de vida? Um projeto de vida é mais do que uma ferramenta,

Leia mais

Planejar, coordenar e orientar as atividades relacionadas às áreas: Financeira

Planejar, coordenar e orientar as atividades relacionadas às áreas: Financeira Diretoria Administrativo-Financeira Planejar, coordenar e orientar as atividades relacionadas às áreas: Administrativa Gestão de pessoas Financeira Planejar, coordenar e orientar as atividades relacionadas

Leia mais

Gestão de sistemas em energia:

Gestão de sistemas em energia: MESTRADO EM ENERGIA Gestão de sistemas em energia: - Planejamento da Operação - Projeto de sistemas de energia Prof. Manuel Jarufe manueljarufe@ceunes.ufes.br Disciplina: Gestão de sistemas em energia

Leia mais

Plano Bienal

Plano Bienal Plano Bienal 2016-2017 Quem somos "Deus manifesta-se numa revelação histórica, no tempo. O tempo inicia os processos, o espaço cristaliza-os. Deus encontra-se no tempo, nos processos em curso. Não é preciso

Leia mais

PLANEJAMENTO DE ENSINO

PLANEJAMENTO DE ENSINO PLANEJAMENTO DE ENSINO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS CÂMPUS CAMPOS BELOS GERALDO MAGELA DE PAULA gmagela@wordpress.com CARACTERÍSTICAS DA FORMAÇÃO DO PROFESSOR PARA O SÉCULO XXI o momento histórico está

Leia mais

CURSO Vendas Passo a Passo de Material de Construção

CURSO Vendas Passo a Passo de Material de Construção Instrutor/Orientador Sigmar Sabin www.bomdiahoje.com.br sigmarsabin@bomdiahoje.com.br 41.9666.8183 Whats CURSO Vendas Passo a Passo de Material de Construção Acomac e Parceiros desejam Boas Vindas ao Curso

Leia mais

PDCA UMA SIMPLES FERRAMENTA QUE PODE MUDAR SUA EMPRESA. Sobre o Autor:

PDCA UMA SIMPLES FERRAMENTA QUE PODE MUDAR SUA EMPRESA. Sobre o Autor: PDCA UMA SIMPLES FERRAMENTA QUE PODE MUDAR SUA EMPRESA Sobre o Autor: Meu nome é Guilherme Pereira Nunes Assunção Araújo. Sou graduado em Administração Empreendedora, tenho MBA em Gestão Empresarial com

Leia mais

Aula Ensino: planejamento e avaliação. Profª. Ms. Cláudia Benedetti

Aula Ensino: planejamento e avaliação. Profª. Ms. Cláudia Benedetti Aula Ensino: planejamento e avaliação Profª. Ms. Cláudia Benedetti Profa. M.a. Cláudia Benedetti Graduada em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1998). Mestre

Leia mais

Agosto 2012. Gestão Social Estratégia para Gerar Resultados

Agosto 2012. Gestão Social Estratégia para Gerar Resultados Agosto 2012 Gestão Social Estratégia para Gerar Resultados Objetivo Compartilhar com o grupo uma postura de planejamento positiva para que a regionais da FEMAMA consigam atingir o seu objetivo, e desta

Leia mais

Como fazer o projeto (usando os formulários fornecidos)

Como fazer o projeto (usando os formulários fornecidos) Projeto de Desenvolvimento Pessoal e Ministerial Propósito A partir do entendimento e aplicação dos conteúdos aprendidos no CTL, cada participante deverá elaborar um projeto pessoal para seu crescimento

Leia mais

Gerência de Projetos e Qualidade de Software. Prof. Walter Gima

Gerência de Projetos e Qualidade de Software. Prof. Walter Gima Gerência de Projetos e Qualidade de Software Prof. Walter Gima 1 Plano de Ensino e Aprendizagem 2 CONTEÚDO Compreender as diferenças entre o gerenciamento de projetos de software e outros projetos Conhecer

Leia mais

NORMAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO COLEGIADO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

NORMAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO COLEGIADO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Colegiado de Engenharia de Produção NORMAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO COLEGIADO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares

Leia mais

Diagnóstico Organizacional

Diagnóstico Organizacional Este conteúdo faz parte da série: Diagnóstico Empresarial Ver 4 posts dessa série Diagnóstico Organizacional O diagnóstico organizacional ou empresarial é uma ferramenta de gestão que serve para analisar

Leia mais

CATEQUESE JUNTO A PESSOA COM DEFICIÊNCIA (RPII)

CATEQUESE JUNTO A PESSOA COM DEFICIÊNCIA (RPII) CATEQUESE JUNTO A PESSOA COM DEFICIÊNCIA (RPII) A CATEQUESE A catequese é considerada pela Igreja o que não pode faltar em nenhuma comunidade. Porem dentro da catequese encontramos uma grande deficiência

Leia mais

O Superintendente. Um diretor de EBD deve contribuir para a formação de sua equipe, encaminhando, entre outras coisas:

O Superintendente. Um diretor de EBD deve contribuir para a formação de sua equipe, encaminhando, entre outras coisas: O Superintendente Um diretor de EBD deve contribuir para a formação de sua equipe, encaminhando, entre outras coisas: Como contribuir para a formação de uma boa equipe? Reunião pedagógica periódica para

Leia mais

Curso Técnico (Integrado/Concomitante/Subsequente) em Curso de (Engenharia, Tecnologia, Licenciatura) em Nome do Curso MATRIZ CURRICULAR

Curso Técnico (Integrado/Concomitante/Subsequente) em Curso de (Engenharia, Tecnologia, Licenciatura) em Nome do Curso MATRIZ CURRICULAR Curso Técnico (Integrado/Concomitante/Subsequente) em Curso de (Engenharia, Tecnologia, Licenciatura) em Nome do Curso CÂMPUS Araranguá MATRIZ CURRICULAR Módulo/Semestre 1 Carga horária total: 0h Eletricidade

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa Solucionar o problema crônico da dívida dos precatórios, com a implementação de ações conciliatórias na capital e interior mineiro, com vistas a facilitar o acesso

Leia mais

Matriz de Especificação de Prova da Habilitação Técnica de Nível Médio. Habilitação Técnica de Nível Médio: Técnico em Logística

Matriz de Especificação de Prova da Habilitação Técnica de Nível Médio. Habilitação Técnica de Nível Médio: Técnico em Logística : Técnico em Logística Descrição do Perfil Profissional: Planejar, programar e controlar o fluxo de materiais e informações correlatas desde a origem dos insumos até o cliente final, abrangendo as atividades

Leia mais

PROGRAMA DE COACHING & VOCÊ

PROGRAMA DE COACHING & VOCÊ LAIS SILVA Profissional coach &Leader Coach Analista comportamental & 360 graus Coach, Consultora, Palestrante. Especialista em Recursos Humanos e Gestão Auditoria em Serviços de Saúde. Atua há mais de

Leia mais

NOTA TÉCNICA N. 028/2013 Brasília, 21 de agosto de Desenvolvimento Social. O Planejamento da Assistência Social no Plano Plurianual.

NOTA TÉCNICA N. 028/2013 Brasília, 21 de agosto de Desenvolvimento Social. O Planejamento da Assistência Social no Plano Plurianual. NOTA TÉCNICA N. 028/2013 Brasília, 21 de agosto de 2013. ÁREA: TÍTULO: Desenvolvimento Social. O Planejamento da Assistência Social no Plano Plurianual. REFERÊNCIA: Lei 4.320, de 1964; Lei Complementar

Leia mais

DIRETÓRIO DA PASTORAL FAMILIAR doc

DIRETÓRIO DA PASTORAL FAMILIAR doc DIRETÓRIO DA PASTORAL FAMILIAR doc 79-2004 O trabalho da PF é amplo e abrangente; principal enfoque é PROMOVER, FORTALECER e EVANGELIZAR a família. Uma das principais ações: UNIR ESFORÇOS PARA QUE A FAMÍLIA

Leia mais