TAYLORISMO, FORDISMO E GEOGRAFIA. Instituto Federal Santa Catarina Câmpus Joinville Unidade Curricular Geografia Professor Mauricio Ruiz Camara

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TAYLORISMO, FORDISMO E GEOGRAFIA. Instituto Federal Santa Catarina Câmpus Joinville Unidade Curricular Geografia Professor Mauricio Ruiz Camara"

Transcrição

1 TAYLORISMO, FORDISMO E GEOGRAFIA Instituto Federal Santa Catarina Câmpus Joinville Unidade Curricular Geografia Professor Mauricio Ruiz Camara

2 Taylorismo Frederick W. Taylor ( ) WIKIWAND. Disponível em: < Administração Científica

3 Taylorismo - Define o conjunto de tarefas ao operário; - O conhecimento do processo produtivo é tarefa do gerente.

4 Tarefas parceladas Tarefas ritmadas Tarefas ininterruptas

5 Controle do tempo da produção Padronização Execução de tarefas simples e repetitivas

6

7 Fordismo Henry Ford ( ) Fonte: Disponível em: < Sistema de organização industrial em que matéria-prima é ininterruptamente trabalhada, desde operações elementares até o acabamento do produto.

8 Consiste na organização da linha de montagem da fábrica para aumentar a produção, controlando as matériasprimas, a energia, os transportes e os trabalhadores.

9 O automóvel desloca-se no interior da fábrica para a realização de cada etapa do processo de Fonte: Disponível em: < produção.

10 Implantado na linha de montagem da Ford Motor Company, EUA, em 1909;

11 Fundamentos do fordismo Intensificação: Diminuir o tempo da produção com o emprego racionalizado dos equipamentos e da matéria-prima e a rápida colocação do produto no mercado.

12 Fundamentos do fordismo Economia: Reduzir ao mínimo o volume do estoque da matéria-prima em transformação.

13 Fundamento do fordismo Produtividade: Aumentar a produtividade do trabalhador por meio da especialização e da linha de montagem. O trabalhador ganha mais e aumenta a produção.

14 Sistema fordismo Características do fordismo: - O trabalho dividido; - O trabalho repetido; - O trabalho em cadeia; - O trabalho contínuo.

15 Linha de produção As várias etapas de fabricação foram distribuídas ao longo de uma esteira rolante e cada empregado deveria acoplar um componente padronizado.

16 Linha de produção Fonte: Disponível em: <

17 Linha de produção Fonte: Disponível em: <

18 Linha de produção Fonte: Disponível em: <

19 Linha de produção Fonte: Disponível em: <

20 Linha de produção Fonte: Disponível em: < Um sistema racional de produção em massa transformou radicalmente a indústria na primeira metade do século XX.

21 Resultados do fordismo O Sistema de produção reduziu de 750min (1913) para 93min (1914), ou seja, a produção de um carro passou de 12h28m para 1h33m, uma redução de 88% do tempo de produção.

22 - Intercâmbio das peças e padronização do produto; - Produção em massa; - Padronização de produto e ferramentas; - Redução em 2/3 do valor de produção.

23 O principal produto, o Ford Modelo T, a partir de 1915, passou do custo de US$ 850,00 para US$ 490,00. Fonte: Disponível em: <

24 Ford modelo T Fonte: Disponível em: <

25 Mundo do trabalho - Implantou a carga horária 8h/dia e U$5,00 (1914); - Estabeleceu programa de educação e bem-estar para os operários; - Realizou treinamento em educação moral e Inglês; - Reação dos sindicatos.

26 Fonte: Disponível em: <

27 Fonte: Disponível em: <

28 Fordismo e Geografia O fordismo proporcionou vantagens competitivas aos países e indústrias que o adotaram, possibilitando a rápida expansão da produção.

29 Fordismo e Geografia Algumas nações como Inglaterra, Alemanha e França consolidaram sua posição de liderança econômica no mundo, devido aos aumentos de produtividade obtidos com o sistema fordista de produção. O Produto Interno Bruto aumentou significativamente durante os anos dourados do fordismo.

30 Fordismo e Geografia Intensificação e exportação do estilo de vida norte americano Produção massificada; Consumo de massa; Aglomeração urbana bairros operários; Rede de transporte matéria-prima e suprimentos.

31 Referências BECKOUCHE, P. Indústria: um só mundo. 4. Ed. São Paulo: Ática, (Série Geografia Hoje). GERAB, W. J. ; ROSSI, W. Indústria e trabalho no Brasil: limites e desafios. 4. Ed. São Paulo: Atual, (Espaço & Debate).

AP03 OS MODELOS DE PRODUÇÃO DE HENRY FORD

AP03 OS MODELOS DE PRODUÇÃO DE HENRY FORD 1 2 Conhecer os princípios de produção em massa preconizados por Henry Ford Estabelecer correlações entre o Taylorismo e o Fordismo 3 Henry Ford e o modelo T Henry Ford (1863-1947) também é um dos precursores

Leia mais

SISTEMAS DE PRODUÇÃO. Técnico em Logística, Pronatec- Anhanguera

SISTEMAS DE PRODUÇÃO. Técnico em Logística, Pronatec- Anhanguera SISTEMAS DE PRODUÇÃO Técnico em Logística, Pronatec- Anhanguera James Watt foi um matemático e engenheiro escocês. Construtor de instrumentos científicos, destacou-se pelos melhoramentos que introduziu

Leia mais

Sociologia. Professor: Matheus Bortoleto Rodrigues E-mail: matheus.bortoleto@cnec.edu.br Colégio Cenecista Dr. José Ferreira

Sociologia. Professor: Matheus Bortoleto Rodrigues E-mail: matheus.bortoleto@cnec.edu.br Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Sociologia Professor: Matheus Bortoleto Rodrigues E-mail: matheus.bortoleto@cnec.edu.br Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Organização da produção social do trabalho Objetivo: Problematizar as diferentes

Leia mais

Atividade extra. Módulo 2 Fascículo 2 Sociologia Unidade 3. Questão 1. Ciências Humanas e suas Tecnologias Sociologia

Atividade extra. Módulo 2 Fascículo 2 Sociologia Unidade 3. Questão 1. Ciências Humanas e suas Tecnologias Sociologia Atividade extra Módulo 2 Fascículo 2 Sociologia Unidade 3 Questão 1 Leia com atenção o texto de Paul Lovejoy sobre escravidão: Enquanto propriedade, os escravos eram bens móveis: o que significa dizer

Leia mais

O QUE É UMA REVOLUÇÃO?

O QUE É UMA REVOLUÇÃO? Industr ial O QUE É UMA REVOLUÇÃO? - é uma mudança rápida e profunda que afeta as estruturas de uma sociedade determinando a essa uma nova realidade. - Pode ser cultural, política, social, etc. A Revolução

Leia mais

Modelos de Produção. 1 Empresas: Movimentos Ideológicos. 1.1 - Taylorismo:

Modelos de Produção. 1 Empresas: Movimentos Ideológicos. 1.1 - Taylorismo: Modelos de Produção 1 Empresas: Movimentos Ideológicos 1.1 - Taylorismo: Taylorismo ou Administração científica é o modelo de administração desenvolvido pelo engenheiro norte-americano Frederick Taylor

Leia mais

Gestão Aplicada I. Professor: Venicio Paulo Mourão Saldanha E-mail: veniciopaulo@gmail.com / Site: www.veniciopaulo.com

Gestão Aplicada I. Professor: Venicio Paulo Mourão Saldanha E-mail: veniciopaulo@gmail.com / Site: www.veniciopaulo.com Gestão Aplicada I Professor: Venicio Paulo Mourão Saldanha E-mail: veniciopaulo@gmail.com / Site: www.veniciopaulo.com Formação e ficha profissional: Graduado em Analises e Desenvolvimento de Sistemas

Leia mais

A origem latina da palavra trabalho (tripalium, antigo instrumento de tortura) confirma o valor negativo atribuído às atividades laborais.

A origem latina da palavra trabalho (tripalium, antigo instrumento de tortura) confirma o valor negativo atribuído às atividades laborais. 1 Origem do termo O trabalho é o conjunto de atividades por meio das quais o ser humano cria as condições para sua sobrevivência. Por esta característica, sempre foi indispensável na vida dos indivíduos.

Leia mais

No modo de produção escravista os trabalhadores recebiam salários muito baixos.

No modo de produção escravista os trabalhadores recebiam salários muito baixos. Atividade extra Fascículo 2 Sociologia Unidade 3 Questão 1 Leia com atenção o texto de Paul Lovejoy sobre escravidão: Enquanto propriedade, os escravos eram bens móveis: o que significa dizer que eles

Leia mais

Curso de Graduação em Administração. Administração da Produção e Operações I

Curso de Graduação em Administração. Administração da Produção e Operações I Curso de Graduação em Administração Administração da Produção e Operações I 2º Encontro - 17/02/2012 18:50 às 20:30h COMO SERÁ NOSSO ENCONTRO HOJE? 02 - ABERTURA - EVOLUÇÃO HISTÓRICA DA ADMINISTRAÇÃO DA

Leia mais

INDUSTRIALIZAÇÃO E ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL SÉCULOS XVIII E XIX

INDUSTRIALIZAÇÃO E ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL SÉCULOS XVIII E XIX REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E INDUSTRIALIZAÇÃO INDUSTRIALIZAÇÃO E ORGANIZAÇÃO INDUSTRIAL SÉCULOS XVIII E XIX RESUMO O setor têxtil foi um dos primeiros a ter uma demanda de designers que produzissem padrões com

Leia mais

Relatório de Atividades: Visita Técnica FORD

Relatório de Atividades: Visita Técnica FORD Ramo Estudantil IEEE ÁREA1 Gestão 2007-2008 Relatório de Atividades: Visita Técnica FORD Autor: Ramo Estudantil IEEE ÁREA1 1 Sumário 1 Resumo 4 2 Introdução 4 2.1 Produção...............................

Leia mais

Fordismo e o Surgimento do Keynesianismo

Fordismo e o Surgimento do Keynesianismo Fordismo e o Surgimento do Keynesianismo Material de apoio para Monitoria 1. (ENEM-2001)... Um operário desenrola o arame, o outro o endireita, um terceiro corta, um quarto o afia nas pontas para a colocação

Leia mais

Pedagogia Empresarial

Pedagogia Empresarial Pedagogia Prof. Denise D Aurea Tardeli PEDAGOGIA E EMPRESA: fundamentos e práticas Pedagogia Empresarial A Pedagogia empresarial é a área que se ocupa em formar pessoas no âmbito da empresa e promover

Leia mais

Administração da Produção. Prof. Paulo Medeiros.

Administração da Produção. Prof. Paulo Medeiros. Administração da Produção Prof. Paulo Medeiros. Evolução Histórica A função produção, entendida como o conjunto de atividades que levam a transformação de um bem tangível, ou serviço, em outro com maior

Leia mais

www.professoravanucia.blogspot.com A importância da Indústria A Indústria é um dos três setores de atividade da economia. Os outros dois são os serviços e a agropecuária. As atividades agrícolas, o comércio

Leia mais

INTRODUÇÃO A ADMINISTRAÇÃO

INTRODUÇÃO A ADMINISTRAÇÃO ADMINISTRAÇÃO EM SEGURANÇA DO TRABALHO IMPORTÂNCIA INTRODUÇÃO A ADMINISTRAÇÃO Quando do início de um empreendimento, de um negócio ou qualquer atividade; As expectativas e desejos de início são grandes:

Leia mais

Antecedentes Históricos da Administração: Os primórdios da Administração

Antecedentes Históricos da Administração: Os primórdios da Administração Antecedentes Históricos da Administração: Os primórdios da Administração No decorrer da história da humanidade sempre existiu alguma forma simples ou complexa de administrar as organizações. O desenvolvimento

Leia mais

A efetividade da educação à distância para a formação de profissionais de Engenharia de Produção

A efetividade da educação à distância para a formação de profissionais de Engenharia de Produção A efetividade da educação à distância para a formação de profissionais de Engenharia de Produção Carolina Pinheiro Bicalho Maria Clara Duarte Schettino Maria Laura Quaresma Ragone Mário Santiago Israel

Leia mais

Abordagem Clássica da Administração: TGA Abordagem Clássica da Administração. Abordagem Clássica da Administração:

Abordagem Clássica da Administração: TGA Abordagem Clássica da Administração. Abordagem Clássica da Administração: TGA Abordagem Clássica da Administração Profa. Andréia Antunes da Luz andreia-luz@hotmail.com No despontar do XX, 2 engenheiros desenvolveram os primeiros trabalhos pioneiros a respeito da Administração.

Leia mais

DEPS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS SISTEMAS DE PRODUÇÃO LEAN

DEPS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS SISTEMAS DE PRODUÇÃO LEAN DEPS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS SISTEMAS DE PRODUÇÃO LEAN Prof a Carla R. Pereira SURGIMENTO DA PRODUÇÃO LEAN Novas ideias vem em resposta a problemas concretos (Dennis, 2008, p.19)

Leia mais

GESTÃO DAS OPERAÇÕES 18/01/2016 VAMOS NOS CONHECER AVALIAÇÕES

GESTÃO DAS OPERAÇÕES 18/01/2016 VAMOS NOS CONHECER AVALIAÇÕES GESTÃO DAS OPERAÇÕES VAMOS NOS CONHECER Danillo Tourinho Sancho da Silva, M.Sc Bacharel em Administração, UNEB Especialista em Gestão da Produção e Logística, SENAI Especialista em Gestão de Projetos,

Leia mais

Trabalho, Educação e Práticas Pedagógicas: Fordismo

Trabalho, Educação e Práticas Pedagógicas: Fordismo Trabalho, Educação e Práticas Pedagógicas: Fordismo ADRIANO MACHADO ALDERENIK OLIVEIRA EDILENE CUNHA MARTINEZ UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ, UEM PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MINTER UEM/FAFIJA

Leia mais

Evolução do Pensamento Administrativo

Evolução do Pensamento Administrativo Evolução do Pensamento Administrativo Rosely Gaeta Slides de Aula 01 - Evolução da Administração: estágios até as primeiras escolas Fonte: Chiavenatto e diversos autores 18/9/2014 Organização Companhia,

Leia mais

Curso de Engenharia de Produção. Noções de Engenharia de Produção

Curso de Engenharia de Produção. Noções de Engenharia de Produção Curso de Engenharia de Produção Noções de Engenharia de Produção Histórico: - Um dos registros mais antigos de produção gerenciada data de cerca de 5.000 a.c.: monges sumérios já contabilizavam seus estoques,

Leia mais

ENG 1090 Introdução à Engenharia de Produção

ENG 1090 Introdução à Engenharia de Produção Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Engenharia Curso de Graduação em Engenharia de Produção ENG 1090 Introdução à Engenharia de Produção Prof. Gustavo Meireles, M.Sc. Segundo a Associação

Leia mais

Relato - Do Fordismo/Keynesiano ao Toyotismo/Neoliberal

Relato - Do Fordismo/Keynesiano ao Toyotismo/Neoliberal Relato - Do Fordismo/Keynesiano ao Toyotismo/Neoliberal Segundo diferentes autores, como ANTUNES (1999), HARVEY (2001), GOUNET (1999), KURZ (1996) entre outros, vivemos, atualmente, o chamado desemprego

Leia mais

Departamento de Engenharia. ENG 1090 Introdução à Engenharia de Produção

Departamento de Engenharia. ENG 1090 Introdução à Engenharia de Produção Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Engenharia Curso de Graduação em Engenharia de Produção ENG 1090 Introdução à Engenharia de Produção Prof. Gustavo Suriani de Campos Meireles Faz

Leia mais

Fotos Antigas da. Fábrica da Ford Motor Company. Highland Park

Fotos Antigas da. Fábrica da Ford Motor Company. Highland Park Fotos Antigas da Fábrica da Ford Motor Company Highland Park Fábrica da Ford em 1922 Fábrica da Ford Vista Aérea da Fábrica de River Rouge Esteiras Cruzadas (1927) Chão-de-Fábrica de 6 Andares Correias

Leia mais

6 Quarta parte logística - Quarterização

6 Quarta parte logística - Quarterização 87 6 Conclusão A concorrência aumentou muito nos últimos anos e com isso os clientes estão recebendo produtos com melhor qualidade e um nível de serviço melhor. As empresas precisam, cada vez mais, melhorar

Leia mais

TRADIÇÃO E REPRESENTATIVIDADE A SERVIÇO DA INDÚSTRIA BRASILEIRA DE AUTOPEÇAS

TRADIÇÃO E REPRESENTATIVIDADE A SERVIÇO DA INDÚSTRIA BRASILEIRA DE AUTOPEÇAS TRADIÇÃO E REPRESENTATIVIDADE A SERVIÇO DA INDÚSTRIA BRASILEIRA DE AUTOPEÇAS FOCO EM INICIATIVAS E OPORTUNIDADES PARA ASSOCIADOS DE PEQUENO, MÉDIO E GRANDE PORTES Mais do que representar legitimamente

Leia mais

Filósofos. A história administração. Filósofos. Igreja Católica e Organização Militar. Revolução Industrial

Filósofos. A história administração. Filósofos. Igreja Católica e Organização Militar. Revolução Industrial Uninove Sistemas de Informação Teoria Geral da Administração 3º Semestre Prof. Fábio Magalhães Blog da disciplina: http://fabiotga.blogspot.com A história administração A história da Administração é recente,

Leia mais

T e r c e i r i z a ç ã o

T e r c e i r i z a ç ã o T e r c e i r i z a ç ã o O que é...o que é? O Direito considera a TERCEIRIZAÇÃO uma das formas de relação do trabalho... Por isto, é passível de Lei... O DIEESE conceitua a TERCEIRIZAÇÃO, como sendo:

Leia mais

SGI SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO

SGI SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO SGI SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO Qual o significado de ISO? ISO International Organization for Standardization, é uma organização não governamental com sede em Genebra, na Suíça, que foi criada em 1946

Leia mais

COLÉGIO SANTA ROSA PROFESSOR: CARLOS FERREIRA. ASSUNTO: TAYLORISMO, FORDISMO E TOYOTISMO Fordismo, Taylorismo e Toyotismo são modelos de produção

COLÉGIO SANTA ROSA PROFESSOR: CARLOS FERREIRA. ASSUNTO: TAYLORISMO, FORDISMO E TOYOTISMO Fordismo, Taylorismo e Toyotismo são modelos de produção COLÉGIO SANTA ROSA PROFESSOR: CARLOS FERREIRA. ASSUNTO: TAYLORISMO, FORDISMO E TOYOTISMO Fordismo, Taylorismo e Toyotismo são modelos de produção industrial, sendo que o Taylorismo se caracteriza por técnicas

Leia mais

Introdução histórica a Administração de Materiais. Prof. Vianir André Behnem

Introdução histórica a Administração de Materiais. Prof. Vianir André Behnem Introdução histórica a Administração de Materiais Prof. Vianir André Behnem Origem - A origem da logística surge cerca de 10.000 AC; - Cerca de 6.000 anos, as civilizações da Mesopotâmia e do Egito já

Leia mais

Sumário AS LIÇÕES DA HISTÓRIA 13. O que é a Ciência da Fábrica? 1 PARTE I. 1 A Indústria Norte-Americana 15

Sumário AS LIÇÕES DA HISTÓRIA 13. O que é a Ciência da Fábrica? 1 PARTE I. 1 A Indústria Norte-Americana 15 O que é a Ciência da Fábrica? 1 0.1 Uma resposta simples (A resposta curta) 1 0.2 Uma resposta mais elaborada (A resposta longa) 1 0.2.1 Foco: a gestão da produção 1 0.2.2 O escopo: as operações 3 0.2.3

Leia mais

Oportunidades no Mercado de Biocombustíveis

Oportunidades no Mercado de Biocombustíveis 4 e 5 de junho de 2007 World Trade Center São Paulo, Brasil SÃO PAULO ETHANOL SUMMIT Novas Fronteiras do Etanol: Desafios da Energia no Século 21 Oportunidades no Mercado de Biocombustíveis Arnaldo Walter

Leia mais

1. Evolução da técnicas de gerenciamento

1. Evolução da técnicas de gerenciamento Gestão de Projetos Evolução das técnicas de gerenciamento; A história do gerenciamento de projetos; Características dos projetos; Causas de fracasso em projetos; Ciclo de vida de um projeto e suas fases;

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS ATENÇÃO! UTILIZE OS SLIDES APENAS COMO MATERIAL ACADÊMICO. NÃO O PASSE A TERCEIROS. OBRIGADA.

GESTÃO DE PESSOAS ATENÇÃO! UTILIZE OS SLIDES APENAS COMO MATERIAL ACADÊMICO. NÃO O PASSE A TERCEIROS. OBRIGADA. GESTÃO DE PESSOAS ATENÇÃO! UTILIZE OS SLIDES APENAS COMO MATERIAL ACADÊMICO. NÃO O PASSE A TERCEIROS. OBRIGADA. René Descartes Dualismo: Corpo e mente Cogito ergo sun O trabalho deu origem as organizações

Leia mais

VISÃO GLOBAL DAS ÁREAS FUNCIONAIS : MERCADOLÓGICA, FINANCEIRA, PRODUÇÃO E DE RECURSOS HUMANOS

VISÃO GLOBAL DAS ÁREAS FUNCIONAIS : MERCADOLÓGICA, FINANCEIRA, PRODUÇÃO E DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE PRODUÇÃO UNTO DE SETORES CUJO OBJETIVO É TRANSFORMAR A ENTRADA EM SAIDAS EM FORMA DE BENS OU SERVIÇOS, ATRAVÉS DE PROCESSOS PRÉ-DETERMINADOS. MATÉRIA-PRIMA ENTRADAS SAÍDAS PRODUTOS INFORMAÇÃO

Leia mais

Caderno Prudentino de Geografia, Presidente Prudente, n.32, v.2, p.367-373, ago./dez.2010 RESENHA:

Caderno Prudentino de Geografia, Presidente Prudente, n.32, v.2, p.367-373, ago./dez.2010 RESENHA: RESENHA: PINTO, Geraldo Augusto. A organização do trabalho no século 20: taylorismo, fordismo e toyotismo. 2.ed. São Paulo: Expressão Popular, 2010. 88p. Rogério Gerolineto FONSECA Graduando do curso de

Leia mais

Prof. Dr.Onofre Miranda Agosto/2014

Prof. Dr.Onofre Miranda Agosto/2014 Prof. Dr.Onofre Miranda Agosto/2014 1 OBJETIVOS Objetivo Geral: Revisar conceitos e abordagens clássicas das Teorias da Administração (Introdução à Administração); Objetivos Específicos: Contextualizar

Leia mais

Departamentalização. Disciplina: Organização de Sistemas e Métodos Instituto Educacional de Monte Alto IEMA Faculdade de Monte Alto - FAN

Departamentalização. Disciplina: Organização de Sistemas e Métodos Instituto Educacional de Monte Alto IEMA Faculdade de Monte Alto - FAN Departamentalização Disciplina: Organização de Sistemas e Métodos Instituto Educacional de Monte Alto IEMA Faculdade de Monte Alto - FAN Prof. Marcio R. G. de Vazzi Departamentalização Conceitos Processo

Leia mais

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL FREDERICO GUILHERME SCHMIDT Rua Bento Gonçalves, 1171 Telefone: 3592.1795 - CEP: 93010-220 São Leopoldo RS.

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL FREDERICO GUILHERME SCHMIDT Rua Bento Gonçalves, 1171 Telefone: 3592.1795 - CEP: 93010-220 São Leopoldo RS. ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL FREDERICO GUILHERME SCHMIDT Rua Bento Gonçalves, 1171 Telefone: 3592.1795 - CEP: 93010-220 São Leopoldo RS. Professor: Fernando dos Santos Seminário Integrado Teorias da Administração:

Leia mais

ESTUDO DE TEMPOS E MÉTODOS PARA A ELABORAÇÃO DE FOLHA DE PROCESSOS NO SETOR DE MONTAGEM DE CADEIRAS

ESTUDO DE TEMPOS E MÉTODOS PARA A ELABORAÇÃO DE FOLHA DE PROCESSOS NO SETOR DE MONTAGEM DE CADEIRAS ESTUDO DE TEMPOS E MÉTODOS PARA A ELABORAÇÃO DE FOLHA DE PROCESSOS NO SETOR DE MONTAGEM DE CADEIRAS Franciele Bonatto (UTFPR ) bonatto.franciele@gmail.com Joao Luiz Kovaleski (UTFPR ) kovaleski@utfpr.edu.br

Leia mais

1ª Revolução Industrial

1ª Revolução Industrial Modelos de Administração da Produção Evolução dos Sistemas de Produção A Revolução Industrial trouxe uma produção acelerada, porém faltava organização e método. (Frederick Taylor 1856-1915) (Henry Ford

Leia mais

PLANO DE CURSO. organizações. Novas configurações organizacionais. Organização. Planejamento. Direção: comunicação,

PLANO DE CURSO. organizações. Novas configurações organizacionais. Organização. Planejamento. Direção: comunicação, PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Bacharelado em Administração Disciplina: Teoria da Administração I Professor: Salomão David Vergne Cardoso e-mail: vergne07@gmail.com Código: MAR00 Carga

Leia mais

Conteúdo programático

Conteúdo programático Parte I - Processo Decisório Unidade 4 - Como decidir? Conteúdo programático 4.1- Etapas usuais do processo de tomada de decisão 4.2- Os tipos de decisões 4.3- Modelos (e estilos) de tomada de decisão

Leia mais

Paradigmas Tecnológicos e Teorias Econômicas da Firma. TIGRE, Paulo Bastos.

Paradigmas Tecnológicos e Teorias Econômicas da Firma. TIGRE, Paulo Bastos. Paradigmas Tecnológicos e Teorias Econômicas da Firma TIGRE, Paulo Bastos. Resumo TEORIA DA FIRMA Mudanças Tecnológicas (i) Revolução Industrial Inglesa análise economia neoclássica (ii) Fordista análise

Leia mais

Viva o Novo! Qual Comprar 2009 Revista AutoEsporte. Ford Motor Company. São Bernardo do Campo, 05 de maio de 2009. MKT- 018/09.

Viva o Novo! Qual Comprar 2009 Revista AutoEsporte. Ford Motor Company. São Bernardo do Campo, 05 de maio de 2009. MKT- 018/09. Ford Motor Company São Bernardo do Campo, 05 de maio de 2009. MKT- 018/09 Qual Comprar Escolha 2009 1 Caros colegas, A edição deste mês da Revista Auto Esporte que acaba de chegar as bancas, traz a eleição

Leia mais

A abordagem clássica se divide em: Administração Científica com o americano Frederick Winslow Taylor Teoria Clássica com o europeu Henry Fayol.

A abordagem clássica se divide em: Administração Científica com o americano Frederick Winslow Taylor Teoria Clássica com o europeu Henry Fayol. ABORDAGEM CLÁSSICA DA ADMINISTRAÇÃO A abordagem clássica se divide em: Administração Científica com o americano Frederick Winslow Taylor Teoria Clássica com o europeu Henry Fayol. Partiram de pontos distintos

Leia mais

PLANEJAMENTO E IMPLANTAÇÕES DE UM ARRANJO FÍSICO (LAYOUT) RESUMO

PLANEJAMENTO E IMPLANTAÇÕES DE UM ARRANJO FÍSICO (LAYOUT) RESUMO PLANEJAMENTO E IMPLANTAÇÕES DE UM ARRANJO FÍSICO (LAYOUT) RESUMO Edilaine Cristina Duarte de Souza Flávia Galdino Silva Com a concorrência acirrada nos dias de hoje, com grandes mudanças a todo tempo,

Leia mais

Departamento de Produção

Departamento de Produção Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Produção Administração e Finanças para Engenharia Alunos: Adão Gonzaga de Castro Danilo Braz da Silva Wemerson Dias Júnior Professor: Luiz Guilherme

Leia mais

CARLA ANDREIA DE ALMEIDA IMPLANTAÇÃO DA MANUFATURA ENXUTA EM UMA CÉLULA DE PRODUÇÃO JOINVILLE - SC

CARLA ANDREIA DE ALMEIDA IMPLANTAÇÃO DA MANUFATURA ENXUTA EM UMA CÉLULA DE PRODUÇÃO JOINVILLE - SC CARLA ANDREIA DE ALMEIDA IMPLANTAÇÃO DA MANUFATURA ENXUTA EM UMA CÉLULA DE PRODUÇÃO JOINVILLE - SC 2007 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGIAS CCT DEPARTAMENTO

Leia mais

EVOLUÇÃO HISTÓRICA DOS SISTEMAS PRODUTIVOS

EVOLUÇÃO HISTÓRICA DOS SISTEMAS PRODUTIVOS EVOLUÇÃO HISTÓRICA DOS SISTEMAS PRODUTIVOS OS PRIMÓRDIOS Wanderson Paris Evaldo Zagonel A função produção, entendida como o conjunto de atividades que levam à transformação de um bem tangível em um outro

Leia mais

Projeto Casa Aberta - ELETROSUL: 20 anos educando para a cidadania

Projeto Casa Aberta - ELETROSUL: 20 anos educando para a cidadania Projeto Casa Aberta - ELETROSUL: 20 anos educando para a cidadania 1. A EMPRESA A ELETROSUL Centrais Elétricas S.A. é uma empresa subsidiária de Centrais Elétricas do Brasil S.A. - ELETROBRAS, vinculada

Leia mais

Pode ser desdobrada em 2 orientações diferentes que se completam.

Pode ser desdobrada em 2 orientações diferentes que se completam. Evolução da Teoria Administrativa Escolas de Concepção Administrativa. Abordagem Clássica da Administração. Pode ser desdobrada em 2 orientações diferentes que se completam. 1 - Visão Americana: Liderada

Leia mais

Introdução às teorias organizacionais.

Introdução às teorias organizacionais. Curso: Teologia Prof. Geoval Jacinto da Silva. Introdução às teorias organizacionais. Boas vindas Apresentação. Iniciamos hoje, com o Tema: Introdução às teorias organizacionais. Portanto, espero contar

Leia mais

Sociologia das organizações

Sociologia das organizações Sociologia das organizações Prof. Dr. Alexandre H. de Quadros Pessoas: recursos X parceiros Pessoas como recursos Empregados isolados nos cargos Horário rigidamente estabelecido Preocupação com normas

Leia mais

Trabalho resgatado da época do Sinac. Título: Desenvolvimento de Recursos Humanos para a Comercialização Hortigranjeiro Autor: Equipe do CDRH

Trabalho resgatado da época do Sinac. Título: Desenvolvimento de Recursos Humanos para a Comercialização Hortigranjeiro Autor: Equipe do CDRH Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento MAPA Companhia Nacional de Abastecimento Conab Diretoria de Gestões de Estoques Diges Superintendência de Programas Institucionais e Sociais de Abastecimento

Leia mais

XXV Encontro Nac. de Eng. de Produção Porto Alegre, RS, Brasil, 29 out a 01 de nov de 2005

XXV Encontro Nac. de Eng. de Produção Porto Alegre, RS, Brasil, 29 out a 01 de nov de 2005 Laboratório de tecnologia de manufatura - uma experiência aplicada ao ensino da engenharia de produção Wilson de Castro Hilsdorf (FEI) wicastro@fei.edu.br Alexandre Augusto Massote (FEI) massote@fei.edu.br

Leia mais

Prof. Adm. Esp. Rodrigo Leão Brasileiro

Prof. Adm. Esp. Rodrigo Leão Brasileiro Prof. Adm. Esp. Rodrigo Leão Brasileiro Abordagem básica da Adm. Científica: Ênfase nas tarefas; Iniciada por Taylor, que teve como seguidores Gantt, Gilbreth, Ford Tentativa de aplicação dos métodos da

Leia mais

FERRAMENTA FLUXOGRAMA ESSENCIAL NO PROCESSO LOGÍSTICO

FERRAMENTA FLUXOGRAMA ESSENCIAL NO PROCESSO LOGÍSTICO FERRAMENTA FLUXOGRAMA ESSENCIAL NO PROCESSO LOGÍSTICO Douglas Lima 1 Lucas Rocco 2 Stefano Batista 3 Professor Orientador: André Rodrigues da Silva 4 Professor Orientador: Fábio Fernandes 5 Resumo A tendência

Leia mais

Inovação 3M do Brasil. Inovação Sustentável. 3M 2009. All Rights Reserved

Inovação 3M do Brasil. Inovação Sustentável. 3M 2009. All Rights Reserved Inovação Sustentável Liderança na prevenção à poluição Reduzir o impacto das nossas operações no ambiente. Economizar recursos naturais. Oferecimento de produtos que ajudam os clientes a atingir os objetivos

Leia mais

Logística Lean: exemplos apresentados no Lean Summit 2010

Logística Lean: exemplos apresentados no Lean Summit 2010 Logística Lean: exemplos apresentados no Lean Summit 2010 Autor: José Roberto Ferro Novembro de 2010 Ao adotar conceitos do Sistema Lean na logística, como Sistema Puxado, Milk Run e Rotas de Abastecimento,

Leia mais

Inovar para Sustentar o Crescimento

Inovar para Sustentar o Crescimento Café & Debate Escola Nacional de Administração Pública ENAP Inovar para Sustentar o Crescimento Glauco Depto. de Sociologia USP Brasília, 19 de abril de 2007 2007 China: volta ao patamar natural? Data

Leia mais

Da Escola Clássica à Produção Enxuta

Da Escola Clássica à Produção Enxuta Da Escola Clássica à Produção Enxuta Aula 4 EAD-610 2017 1 SUMÁRIO Evolução do Pensamento Administrativo Administração Científica Taylor Fordismo Sloan Processo Administrativo Fayol Evolução Produção Enxuta

Leia mais

Tecnologia de Comando Numérico 164399

Tecnologia de Comando Numérico 164399 164399 Aula 2 Introdução à Automação da Manufatura Mecatrônica; Automação; Níveis de Automação; Tipos de Automação; Justificativas para automatizar; Justificativas para não automatizar; Prof. Edson Paulo

Leia mais

Fundamentos de Automação

Fundamentos de Automação Ministério da educação - MEC Secretaria de Educação Profissional e Técnica SETEC Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Rio Grande Fundamentos de Automação Conceito,

Leia mais

Desenvolvimento Econômico. Parte III. Inovação e Crescimento Econômico

Desenvolvimento Econômico. Parte III. Inovação e Crescimento Econômico Desenvolvimento Econômico Parte III Inovação e Crescimento Econômico Prof. Antonio Carlos Assumpção O Motor do Crescimento Econômico Nossa primeira resposta foi dada pelo modelo de Solow e algumas considerações

Leia mais

Uma empresa só poderá vender seus bens/serviços aos consumidores se dois requisitos básicos forem preenchidos:

Uma empresa só poderá vender seus bens/serviços aos consumidores se dois requisitos básicos forem preenchidos: Módulo 4. O Mercado O profissional de marketing deverá pensar sempre em uma forma de atuar no mercado para alcançar os objetivos da empresa. Teoricamente parece uma tarefa relativamente fácil, mas na realidade

Leia mais

Objetivos da aula 9/8/2012. Gestão de Recursos Humanos. Teorias da Administração. Empresas X Pessoas X Administração: uma coisa tem a ver com a outra?

Objetivos da aula 9/8/2012. Gestão de Recursos Humanos. Teorias da Administração. Empresas X Pessoas X Administração: uma coisa tem a ver com a outra? Gestão de Recursos Humanos Profª: Silvia Gattai Teorias da Administração Objetivos da aula Construir conhecimentos sobre as várias teorias da administração, que embasam as metodologias de gestão de pessoas

Leia mais

MANUFATURA ENXUTA COMO FERRAMENTA NA MUDANÇA DE LAYOUT DO FORMATO DE U PARA O FORMATO EM I. UM ESTUDO DE CASO

MANUFATURA ENXUTA COMO FERRAMENTA NA MUDANÇA DE LAYOUT DO FORMATO DE U PARA O FORMATO EM I. UM ESTUDO DE CASO MANUFATURA ENXUTA COMO FERRAMENTA NA MUDANÇA DE LAYOUT DO FORMATO DE U PARA O FORMATO EM I. UM ESTUDO DE CASO Alessandra Osório Freitas (UFAM) afreitas83@gmail.com Maria Elena Leon Olave (UEA) melena@usp.br

Leia mais

ESCO COMO INSTRUMENTO DE FOMENTO A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

ESCO COMO INSTRUMENTO DE FOMENTO A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA ESCO COMO INSTRUMENTO DE FOMENTO A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Ralf Majevski Santos 1 Flávio Tongo da Silva 2 ( 1 Ralf_majevski@yahoo.com.br, 2 ftongo@bitavel.com) Fundamentos em Energia Professor Wanderley

Leia mais

Teorias da Administração Conhecimentos organizados, produzidos pela experiência prática das organizações.

Teorias da Administração Conhecimentos organizados, produzidos pela experiência prática das organizações. Introdução à Teoria Geral da Administração Organização É uma combinação intencional de recursos para atingir um determinado objetivo. O que são teorias? São explicações, interpretações ou proposições sobre

Leia mais

Como Elaborar uma RFP

Como Elaborar uma RFP Como Elaborar uma RFP Eduardo Mayer Fagundes Engenheiro eletricista, especialista em telecomunicações, mestre em Ciência da Computação. Extensão universitária em Darden School of Business na Universidade

Leia mais

Gerenciamento de Depósitos

Gerenciamento de Depósitos Gerenciamento de Depósitos Diferentes modelos e tipos de CD s e armazéns podem auxiliar na busca por soluções logísticas eficientes, para diferentes produtos, com características logísticas diversas. As

Leia mais

Formação da Economia Global

Formação da Economia Global Formação da Economia Global *Capitalismo Comercial Séculos XV e XVI Expansão Comercial Renascimento (arte, cultura, filosofia e ciências, século XIII a XVI) Matéria- prima MercanGlismo metais preciosos

Leia mais

Fiorella Del Bianco. Tema: Relações da gestão da produção com a estratégia competitiva das empresas.

Fiorella Del Bianco. Tema: Relações da gestão da produção com a estratégia competitiva das empresas. Fiorella Del Bianco Tema: Relações da gestão da produção com a estratégia competitiva das empresas. Objetivo: Apresentar a relação existente entre o processo de gestão da produção com o desenvolvimento

Leia mais

ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS 2 Gerência Setorial 3 Minério de Ferro 1. Reservas e Mercado Mundial

ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS 2 Gerência Setorial 3 Minério de Ferro 1. Reservas e Mercado Mundial ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS 2 Gerência Setorial 3 Minério de Ferro 1. Reservas e Mercado Mundial O minério de ferro é abundante no mundo, porém as jazidas concentram-se em poucos países, sendo que apenas

Leia mais

04/02/2013 ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS PARA ENGENHARIA. Professor: Luis Guilherme Magalhães (62) 9607-2031 NOÇÕES SOBRE ADMINISTRAÇÃO

04/02/2013 ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS PARA ENGENHARIA. Professor: Luis Guilherme Magalhães (62) 9607-2031 NOÇÕES SOBRE ADMINISTRAÇÃO ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS PARA ENGENHARIA Professor: Luis Guilherme Magalhães (62) 9607-2031 NOÇÕES SOBRE ADMINISTRAÇÃO 1 ANTECEDENTES HISTÓRICOS Influências da Igreja Católica organização hierárquica Influências

Leia mais

MELHORIA DA QUALIDADE DO AUTOMÓVEL BRASILEIRO

MELHORIA DA QUALIDADE DO AUTOMÓVEL BRASILEIRO MELHORIA DA QUALIDADE DO AUTOMÓVEL BRASILEIRO JOÃO RICARDO SANTOS TORRES DA MOTTA Consultor Legislativo da Área IX Política e Planejamento Econômicos, Desenvolvimento Econômico, Economia Internacional,

Leia mais

Produção de bisnagas de mel: um estudo pela ótica da Administração Científica

Produção de bisnagas de mel: um estudo pela ótica da Administração Científica Produção de bisnagas de mel: um estudo pela ótica da Administração Científica Lucas Renato Espuri COSTA¹; Júlio César Benfenatti FERREIRA² ¹Graduando em Administração, IFMG Campus Bambuí, lucasespuri@yahoo.com.br

Leia mais

Tipos de organizações. Márcia Valéria Gonçalves

Tipos de organizações. Márcia Valéria Gonçalves Tipos de organizações Márcia Valéria Gonçalves Organização Entidade que tem funções e estrutura administrativa próprias, uma finalidade bem definida e objetivos a alcançar. Estrutura Administração Departamentos

Leia mais

Por que Arábia Saudita?

Por que Arábia Saudita? Por que Arábia Saudita? Introdução Quantos países são capazes de oferecer suprimentos seguros de energia de baixo custo, uma plataforma geográfica de lançamento para um vasto mercado e uma solução ob

Leia mais

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO CENÁRIO E MERCADO Ao final do primeiro semestre de 2001, a necessidade de racionamento de energia elétrica e o agravamento da situação argentina provocaram uma pressão mais acentuada

Leia mais

20/04/2009. Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores. Disciplina: Dinâmica nas Organizações. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Unidade 2.

20/04/2009. Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores. Disciplina: Dinâmica nas Organizações. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Unidade 2. Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores Disciplina: Dinâmica nas Organizações Prof.: Fernando Hadad Zaidan 1 Unidade 2.1 2 ETAPAS DO DESENVOLVIMENTO DA TEORIA DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Ficha de Inscrição do 17º Prêmio Expressão de Ecologia

Ficha de Inscrição do 17º Prêmio Expressão de Ecologia Ficha de Inscrição do 17º Prêmio Expressão de Ecologia Informações cadastrais a) Identificação: empresa b) Nome: Vicêncio Paludo, Filhos & Cia ltda c) Setor/Atividades: Reforma de Pneus e Treinamentos

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico Análise externa Roberto César 1 A análise externa tem por finalidade estudar a relação existente entre a empresa e seu ambiente em termos de oportunidades e ameaças, bem como a

Leia mais

Programa de Comunicação Social e Educação Ambiental - PCSEA

Programa de Comunicação Social e Educação Ambiental - PCSEA Programa de Comunicação Social e Educação Ambiental - PCSEA LICENÇA AMBIENTAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO LAI E LAO 71.80.00 - Recuperação de Áreas Degradadas Empreendimento: Rua Bertolina May Kechelle, s/n

Leia mais

2 Trabalho e sociedade

2 Trabalho e sociedade Unidade 2 Trabalho e sociedade Os seres humanos trabalham para satisfazer suas necessidades, desde as mais simples, como as de alimento, vestimenta e abrigo, até as mais complexas, como as de lazer, crença

Leia mais

INDUSTRIALIZAÇÃO EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS, SP: UMA ANÁLISE DAS ATIVIDADES ECONÔMICAS DO DISTRITO INDUSTRIAL DO CHÁCARAS REUNIDAS

INDUSTRIALIZAÇÃO EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS, SP: UMA ANÁLISE DAS ATIVIDADES ECONÔMICAS DO DISTRITO INDUSTRIAL DO CHÁCARAS REUNIDAS INDUSTRIALIZAÇÃO EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS, SP: UMA ANÁLISE DAS ATIVIDADES ECONÔMICAS DO DISTRITO INDUSTRIAL DO CHÁCARAS REUNIDAS Gustavo Andreiev Nunes Serra 1, Adriane Aparecida Moreira de Souza 2 Universidade

Leia mais

paulo.santosi9@aedu.com

paulo.santosi9@aedu.com 1 2 1 Analista da Divisão de Contratos da PRODESP Diretor de Esporte do Prodesp Clube Trainer Graduado em Administração de Empresas Pós-graduado em Gestão Estratégica de Negócios MBA em Negociação Mestrando

Leia mais

Surgimento da marca Volvo

Surgimento da marca Volvo Surgimento da marca Volvo Uma fábrica automotiva instalada em Gotemburgo na Suécia em 1927, resultante da ideia de dois amigos de infância O Engenheiro Gustaf Larson O Economista Assar Gabrielsson Surgimento

Leia mais

Organização e Normas

Organização e Normas Organização e Normas Conteúdo Programático Histórico das organizações Precursores da Administração Estrutura das Empresas Uso dos métodos estatísticos como ferramenta analítica para os processos industriais

Leia mais

Patrocínio Apoio Parceria Institucional

Patrocínio Apoio Parceria Institucional Patrocínio Apoio Parceria Institucional Negócio sustentável e responsável é a atividade econômica orientada a para a geração de valor econômico-financeiro, ético, social e ambiental, cujos resultados são

Leia mais

Curso de Graduação em Administração. Administração da Produção e Operações I

Curso de Graduação em Administração. Administração da Produção e Operações I Curso de Graduação em Administração Administração da Produção e Operações I 21º Encontro - 07/05/2012 18:50 às 20:30h COMO SERÁ NOSSO ENCONTRO HOJE? - ABERTURA - LAYOUTS DE EMPRESAS INDIVIDUAIS 02 ABERTURA

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Produção e Agroenergia AÇÚCAR E ÁLCOOL NO BRASIL

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Produção e Agroenergia AÇÚCAR E ÁLCOOL NO BRASIL Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Produção e Agroenergia AÇÚCAR E ÁLCOOL NO BRASIL Departamento da Cana-de-açúcar e Agroenergia MARÇO 2007 www.agricultura.gov.br daa@agricultura.gov.br

Leia mais

GESTÃO DO CONHECIMENTO

GESTÃO DO CONHECIMENTO GESTÃO DO Prof. Dr. Egon Walter Wildauer egon0910@gmail.com INTRODUÇÃO Trabalho: conceito formas A importância do conhecimento e do talento como diferencial competitivo; O conhecimento e o estudo das organizações;

Leia mais