INFLUÊNCIA DOS PLANOS DE RETIRADA DO ESCORAMENTO REMANESCENTE NAS DEFORMAÇÕES DAS LAJES DE CONCRETO ARMADO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INFLUÊNCIA DOS PLANOS DE RETIRADA DO ESCORAMENTO REMANESCENTE NAS DEFORMAÇÕES DAS LAJES DE CONCRETO ARMADO"

Transcrição

1 INFLUÊNCIA DOS PLANOS DE RETIRADA DO ESCORAMENTO REMANESCENTE NAS DEFORMAÇÕES DAS LAJES DE CONCRETO ARMADO Lineker B. Hoffmann (1) ; Lucas Z. Monteiro (2) ; Luis Otávio C. de Araújo (3) ; Pedro Vinicius M. Monteiro (4) e Thiago S. de Lima (5) (1) Departamento Construção Civil Escola Politécnica Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil, (2) Departamento Construção Civil Escola Politécnica Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil, (3) Departamento Construção Civil Escola Politécnica Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil, (4) Departamento Construção Civil Escola Politécnica Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil, (5) Departamento Construção Civil Escola Politécnica Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil, Resumo A aceleração do crescimento da indústria da construção civil tem instigado o surgimento de novos processos e métodos construtivos voltados à otimização dos prazos na execução de obras de construção. A antecipação de etapas construtivas, sem as devidas análises, tem provocado certa apreensão do setor. Em se tratando das estruturas de concreto armado, as conseqüências podem se repercutir no desempenho da mesma, bem como no dos demais subsistemas que se apresentem na sua interface. Este trabalho voltou-se a uma das etapas do processo de produção de estruturas de concreto armado que carece, ainda, de avaliações pormenorizadas, qual seja o posicionamento e retirada dos escoramentos remanescentes. Objetivou, portanto, analisar a validade das prescrições para retirada do escoramento remanescente adotadas por uma construtora atuante em todo o território brasileiro. Através de mensurações em campo, orientadas por um procedimento previamente definido, foram analisadas as deformações de um grupo de lajes idênticas, sujeitas a planos de retiradas de escoramento distintos. Confrontando-se os planos de retirada de escoramento com as deformações obtidas, poderão ser propostas novas orientações quanto à realização desta etapa, com o intuito final de mitigar as deformações excessivas das lajes estruturais, bem como de todos os seus impactos negativos decorrentes. Palavras-chave: Deformação da laje, Influência dos escoramentos, Concreto armado, Otimização, Laje, Escoras. Abstract The construction industry's acceleration has prompted the development of new processes and construction methods aiming at optimizing the building period. The early stages of construction, without adequate analysis, have caused apprehension in the industry. In the case of reinforced concrete structures, the consequences can impact their performance, as well as in others subsystems presented in the interface. This research is turned to one of the stages of concrete structures production which needs detailed evaluations, because the placement and removal of the remaining shoring. So, the objective is examine the validity of the requirements for removal of remaining shoring, measure taken by an active Brazilians builder. Through field measurements, guided by a 2374

2 procedure previously defined, we analyzed the deformation of identical slabs, under distinct plans drawn shoring. Comparing different shoring plans with the deformations obtained, it will be possible to propose new guidelines to conduct this stage minimizing the excess of deformations in the structural slabs, as well as all of its negative impacts. Keywords: Deformations of slabs, Influence of the shoring, Reinforced concrete, Optimization, Slabs, Walers. 1. INTRODUÇÃO Com o desenvolvimento crescente do setor da indústria da construção civil em todo o país durante a última década, com o surgimento de novos processos construtivos, percebe-se a necessidade de um estudo mais aprofundado em relação a otimização da elaboração dos processos de produção, para conferir segurança às estruturas, garantir qualidade e desempenho satisfatório em serviço. Assahi (2005) afirma que a execução da estrutura sempre faz parte do caminho crítico na composição do cronograma físico da obra, e que a execução das fôrmas pode consumir aproximadamente 30% do prazo total do empreendimento. Porém, a aceleração dos ciclos de execução pode trazer consequências sobre a durabilidade e a resistência das estruturas de concreto. A remoção ou movimentação prematura do escoramento em peças de concreto faz com que as mesmas sejam solicitadas pelo peso próprio do pavimento correspondente e dos pavimentos superiores, que nele estejam escorados. 2. OBJETIVO Este trabalho tem como objetivo a proposição de uma metodologia para monitoramento de deformações em lajes de concreto armado. Através de um projeto de pesquisa entre professores, alunos do curso de Engenharia Civil da UFRJ e uma grande empresa do ramo de construção civil do Rio de Janeiro, analisou-se o comportamento das deformações de uma laje ao longo do tempo de cura do concreto armado em função do término dos ciclos de execução. 3. MÉTODO Para padronizar os levantamentos de campo elaborou-se um procedimento baseado no ciclo de execução de um pavimento. A adoção do Procedimento de Medição permitiu a mitigação de interferências no processo de tomada de dados, reduzindo a incidência de erros de leitura e, por conseguinte, tornando as análises mais fiéis. Validou-se o procedimento de medição a partir da sua aplicação em um estudo de caso, em uma obra indicada pela empresa parceira desta pesquisa. Os dados coletados foram processados e apresentados, na forma de relatório, à empresa Procedimento de Medição O procedimento apresenta de forma bastante clara a metodologia de levantamento, incluindo desde critérios para escolha da laje a ser acompanhada, bem como a criação e locação da malha de pontos que serão monitorados. 2375

3 3.1.1 Escolha da Laje a ser Estudada No procedimento existe uma diretriz que indica uma restrição na escolha da laje. Esta diretriz visa controlar a manutenção das cargas com a elevação dos pavimentos. Esta laje deverá ser escolhida de forma que tenha pelo menos 3 pavimentos tipo inferiores escorados e previstos pelo menos 3 pavimentos tipo superiores. Assim, define-se que o estudo deve ser realizado a partir da 4ª laje tipo até que atinja este limite. Portanto, neste projeto foi escolhida a 4ª laje tipo Criação e locação da Malha de Pontos No procedimento existe uma diretriz que indica a criação de malhas de pontos e sua locação, com o objetivo de garantir que as medições sejam feitas nos mesmos pontos em todas as etapas do ciclo de escoramento. Esta etapa deverá ser feita com base no Projeto de Formas, com destaque para o projeto de cimbramento/escoramento, bem como as isodeformadas. É fundamental que esses pontos estejam com a melhor distribuição possível, e que estejam uniformemente distribuídas por todo o plano da laje. Definiu-se, portanto, uma malha com densidade de 0,25 pontos/m². Os pontos serão materializados na laje, fazendo-se marcações com tinta vermelha Medição in loco e tomada de dados A medição foi feita com um nível laser, buscando sempre fazê-la um dia após a concretagem de cada pavimento superior. Para criar uma referencia do nível da laje, a primeira medição foi feita um dia após a concretagem desta. As medições ocorreram em fases, tal como apresentado na Figura 1: (a) (b) (c) (d) (e) (a) 1ª Medição - Idade do concreto: 1 dia - Laje com 1 plano de escoramento provisório + 4 planos de escoramentos permanentes 100% (b) 2ª Medição - Idade do concreto: 14 dias - Laje com 3 planos de escoramentos permanentes 100% (c) 3ª Medição - Idade do concreto: 22 dias - Laje com 2 planos de escoramentos permanentes 100% (d) 4ª Medição - Idade do concreto: 33 dias - Laje com 1 plano de escoramento permanente 100% (e) 5ª Medição - Idade do concreto: 46 dias - Laje sem influência do escoramento Figura 1 - Representação da laje estudada (entre a linha tracejada), em diferentes fases de escoramento. 4. RESULTADOS Foi realizado um estudo de caso para medir a deformação de uma laje de concreto armado em diferentes idades a partir da aplicação do procedimento de medição desenvolvido pela equipe. 2376

4 Para tanto, uma parceria foi criada entre a UFRJ e uma grande empresa do ramo da construção civi a qual disponibilizou a obra cujas lajes da estrutura seriam monitoradas, assim como os equipamentos necessários para medição e apoio técnico. A seguir serão apresentados os resultados da medição das deformações deste estudo, a partir da aplicação do procedimento de medição Critérios de classificação A medição foi realizada na 4ª laje a partir da malha de pontos que continha 134 pontos. Para analise estes pontos foram classificados seguindo dois critérios: Pontos válidos e Comportamento da deformação Pontos válidos Este critério tornou válido os pontos que tiveram as deformações obtidas em todas as medições. Foram validados 104 pontos. Não foi possivel realizar as medições em alguns pontos tendo em vista interferências fisicas e imprevistos na obra. Figura 2 - Representação do critério de pontos válidos Comportamento da deformação Este critério define como comportamento normal pontos que tiverem aumento de deformação crescente ao longo do tempo. Foram descartados 8 pontos que apresentaram comportamento anormal Análise dos dados Para a análise dos dados foram considerados apenas os 94 pontos válidos e que tiveram o comportamento normal. A figura 3 apresenta o gráfico com os resultados de deformação média em função do tempo. A maior deformação sofrida pela laje ocorreu nas duas primeiras semanas, com um aumento significativo, porém menor, na quarta semana, quando houve a retirada do escoramento permanente inferior da laje estudada (fase (d) da figura 1). Isto é evidenciado a partir da inclinação das retas na figura 3 e nos valores apresentados na tabela abaixo. Tabela 1 - Representação da deformação média obtida 2377

5 4ª Medição 3ª Medição 2ª Medição 5ª Medição Tempo entre medições (dias) Figura 3 - Representação da deformação média obtida em função do tempo 5. CONCLUSÕES As deformações das lajes de concreto armado são influenciadas pelo programa de retirada dos escoramentos remanescentes. Programações mal definidas pelo projetista estrutural/construtor, bem como falhas no cumprimento destas programações, pelo pessoal de obra (carpinteiros) podem majorar as deformações da laje (instantânea e, por conseguinte, lenta). As consequências podem afetar negativamente outros subsistemas, com destaque para o subsistema vedações. Os resultados desse estudo demonstraram essa influência. A análise mostrou que a maior deformação ocorreu após a retirada do escoramento provisório e do primeiro carregamento, 70% da deformação final. Também houve uma deformação significativa entre a terceira e a quarta medição devido à retirada total do escoramento remanescente. Revelações como estas devem orientar as construtoras a reverem seus programas de retirada do escoramento remanescente, bem como reforçar a fiscalização junto à mão de obra executora. Como evolução do trabalho pretende-se verificar os níveis de deformações de acordo com limites estabelecidos no projeto de cálculo estrutural e analisar uma laje com outro plano de escoramento. REFERÊNCIAS ASSAHI, P.N. Sistema de fôrma para estrutura de concreto: Concreto-Ensino, pesquisa e realizações. G.C. ISAIA; São Paulo: IBRACON, 2005: p ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR 14931: Execução de estruturas de concreto - Procedimento, Rio de Janeiro, FRANÇA, R.L.S. Fatores críticos de execução de obras e consequências para as deformações ded estruturas de concreto. 7º Seminário de Tecnologia de Estruturas, São Paulo, AGRADECIMENTOS A Construtora RJZ-Cyrela pelo auxílio fornecido por seus profissionais e pela cessão de sua estrutura para a realização dos estudos de campo. 2378

Sistema de Formas para Estruturas de Concreto

Sistema de Formas para Estruturas de Concreto Sistema de Formas para Estruturas de Concreto System of Moulds for Concrete Structure Valter de Oliveira Bastos Filho (1); Ligyane de Abreu Barreto (2); Carlos Alberto Ibiapina e Silva Filho (3); Aldecira

Leia mais

ASPECTOS EXECUTIVOS, SURGIMENTO DE ANOMALIAS E QUALIDADE DAS ESTRUTURAS EM CONCRETO ARMADO

ASPECTOS EXECUTIVOS, SURGIMENTO DE ANOMALIAS E QUALIDADE DAS ESTRUTURAS EM CONCRETO ARMADO ASSOCIAÇÃO CULTURAL EDUCACIONAL DE ITAPEVA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA ASPECTOS EXECUTIVOS, SURGIMENTO DE ANOMALIAS E QUALIDADE DAS ESTRUTURAS EM CONCRETO ARMADO Adrianderson Pereira

Leia mais

ANÁLISE DA PRODUTIVIDADE EM SERVIÇOS DE EXECUÇÃO DE ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO ESTUDO DE CASO EM FLORIANÓPOLIS

ANÁLISE DA PRODUTIVIDADE EM SERVIÇOS DE EXECUÇÃO DE ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO ESTUDO DE CASO EM FLORIANÓPOLIS ANÁLISE DA PRODUTIVIDADE EM SERVIÇOS DE EXECUÇÃO DE ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO ESTUDO DE CASO EM FLORIANÓPOLIS Rodrigo Vieira Kotzias 1 ; Fernanda Fernandes Marchiori 2 1 UFSC, e-mail: rkotzias@hotmail.com

Leia mais

2. Sistema de fôrmas plásticas para lajes

2. Sistema de fôrmas plásticas para lajes Sistema de fôrmas plásticas para lajes de concreto JOAQUIM ANTÔNIO CARACAS NOGUEIRA Diretor de Engenharia VALTER DE OLIVEIRA BASTOS FILHO Engenheiro Civil CARLOS ALBERTO IBIAPINA E SILVA FILHO Engenheiro

Leia mais

ANÁLISE DA APLICAÇÃO DA FILOSOFIA LEAN CONSTRUCTION EM EMPRESAS DO SETOR DE CONSTRUÇÃO CIVIL DA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE ABSTRACT

ANÁLISE DA APLICAÇÃO DA FILOSOFIA LEAN CONSTRUCTION EM EMPRESAS DO SETOR DE CONSTRUÇÃO CIVIL DA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE ABSTRACT ANÁLISE DA APLICAÇÃO DA FILOSOFIA LEAN CONSTRUCTION EM EMPRESAS DO SETOR DE CONSTRUÇÃO CIVIL DA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE ANALYSIS OF APPLICATION OF PHILOSOPHY IN LEAN CONSTRUCTION COMPANIES

Leia mais

PROCEDIMENTO METODOLÓGICO PARA O LANÇAMENTO DE ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO CONVENCIONAL

PROCEDIMENTO METODOLÓGICO PARA O LANÇAMENTO DE ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO CONVENCIONAL Anais do XXXIV COBENGE. Passo Fundo: Ed. Universidade de Passo Fundo, Setembro de 2006. ISBN 85-7515-371-4 PROCEDIMENTO METODOLÓGICO PARA O LANÇAMENTO DE ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO CONVENCIONAL Dirceu

Leia mais

8º CONGRESSO IBEROAMERICANO DE ENGENHARIA MECANICA Cusco, 23 a 25 de Outubro de 2007

8º CONGRESSO IBEROAMERICANO DE ENGENHARIA MECANICA Cusco, 23 a 25 de Outubro de 2007 8º CONGRESSO IBEROAMERICANO DE ENGENHARIA MECANICA Cusco, 23 a 25 de Outubro de 27 DETERMINAÇÃO DAS CAUSAS DE FISSURAÇÃO EM VIGA DE CONCRETO PROTENDIDO USANDO SIMULAÇÃO NUMÉRICA Savaris, G.*, Garcia, S.

Leia mais

Relatório de Estágio Supervisionado

Relatório de Estágio Supervisionado PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL Relatório de Estágio Supervisionado Karla Gomes Pio Corrêa Goiânia, 2013/2 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO

Leia mais

Patologia em fachadas com revestimentos cerâmicos

Patologia em fachadas com revestimentos cerâmicos Manifestações patológicas na construção Patologia em fachadas com revestimentos cerâmicos Pathology on facades with ceramic coatings Galletto, Adriana (1); Andrello, José Mario (2) Mestre em Engenharia

Leia mais

OTIMIZAÇÃO DE VIGAS CONSIDERANDO ESTADOS LIMITES ÚLTIMOS, DE UTILIZAÇÃO E DISPOSIÇÕES CONSTRUTIVAS

OTIMIZAÇÃO DE VIGAS CONSIDERANDO ESTADOS LIMITES ÚLTIMOS, DE UTILIZAÇÃO E DISPOSIÇÕES CONSTRUTIVAS OTIMIZAÇÃO DE VIGAS CONSIDERANDO ESTADOS LIMITES ÚLTIMOS, DE UTILIZAÇÃO E DISPOSIÇÕES CONSTRUTIVAS Eng. Civil Leonardo Roncetti da Silva, TECHCON Engenharia e Consultoria Ltda. Resumo Estuda-se a otimização

Leia mais

PROJETO COM FERRAMENTA DE COMUNICAÇÃO. Erick Nogueira dos Santos Firmino Siqueira Consultores Associados Ltda.

PROJETO COM FERRAMENTA DE COMUNICAÇÃO. Erick Nogueira dos Santos Firmino Siqueira Consultores Associados Ltda. PROJETO COM FERRAMENTA DE COMUNICAÇÃO Erick Nogueira dos Santos Firmino Siqueira Consultores Associados Ltda. Firmino Soares de Siqueira Filho Firmino Siqueira Consultores Associados Ltda. Tatiane Lara

Leia mais

DIRETRIZES PARA A MELHORIA DO PROJETO DO SUBSISTEMA ELEVADORES DE EDIFÍCIOS UTILIZANDO CONCEITOS DA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS

DIRETRIZES PARA A MELHORIA DO PROJETO DO SUBSISTEMA ELEVADORES DE EDIFÍCIOS UTILIZANDO CONCEITOS DA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS DIRETRIZES PARA A MELHORIA DO PROJETO DO SUBSISTEMA ELEVADORES DE EDIFÍCIOS UTILIZANDO CONCEITOS DA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS Marcelo Menna Barreto AZAMBUJA M.Sc., Eng., Pesquisador do Núcleo Orientado

Leia mais

II Workshop de Desempenho

II Workshop de Desempenho II Workshop de Desempenho Alterações no Sistema de Avaliação da Conformidade de Empresas de Serviços e Obras SiAC para Inclusão das Exigências da Norma de Desempenho ABNT NBR 15575 Marcos Galindo 26.06.2015

Leia mais

ANÁLISE DE UM MÉTODO DE AVALIAÇÃO DOCENTE PARA CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

ANÁLISE DE UM MÉTODO DE AVALIAÇÃO DOCENTE PARA CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA ANÁLISE DE UM MÉTODO DE AVALIAÇÃO DOCENTE PARA CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Lucas da Silva Sacramento lucasdssacramento@gmail.com 40210-630 Salvador - Bahia Lucas Marins Batista lucasmarbatista@gmail.com

Leia mais

TEATRO MUNICIPAL DE SÃO PAULO: HISTÓRICO DE PROJETOS E ANÁLISE ESTRUTURAL

TEATRO MUNICIPAL DE SÃO PAULO: HISTÓRICO DE PROJETOS E ANÁLISE ESTRUTURAL SORAYA ARIDA KATCHVARTANIAN TEATRO MUNICIPAL DE SÃO PAULO: HISTÓRICO DE PROJETOS E ANÁLISE ESTRUTURAL SÃO PAULO 2015 SORAYA ARIDA KATCHVARTANIAN TEATRO MUNICIPAL DE SÃO PAULO: HISTÓRICO DE PROJETOS E ANÁLISE

Leia mais

A nova revisão da ABNT NBR 9062

A nova revisão da ABNT NBR 9062 A nova revisão da ABNT NBR 9062 OUTUBRO. 2013 A nova revisão da ABNT NBR 9062 Enga. Dra. Daniela Gutstein - Engevix Engenharia / Florianópolis, Comissões de revisão da ABNT NBR 9062 - Projeto e Execução

Leia mais

A NECESSIDADE DE UMA NOVA VISÃO DO PROJETO NOS CURSOS DE ENGENHARIA CIVIL, FRENTE À NOVA REALIDADE DO SETOR EM BUSCA DA QUALIDADE

A NECESSIDADE DE UMA NOVA VISÃO DO PROJETO NOS CURSOS DE ENGENHARIA CIVIL, FRENTE À NOVA REALIDADE DO SETOR EM BUSCA DA QUALIDADE A NECESSIDADE DE UMA NOVA VISÃO DO PROJETO NOS CURSOS DE ENGENHARIA CIVIL, FRENTE À NOVA REALIDADE DO SETOR EM BUSCA DA QUALIDADE ULRICH, Helen Departamento de Engenharia de Produção - Escola de Engenharia

Leia mais

ANTÓNIA CADIJATU ALVES DESENVOLVIMENTO DE RECURSOS HUMANOS NO CONTEXTO DA REFORMA DO APARELHO DO ESTADO: ESTUDO COMPARATIVO ENTRE BRASIL/GUINÉ BISSAU

ANTÓNIA CADIJATU ALVES DESENVOLVIMENTO DE RECURSOS HUMANOS NO CONTEXTO DA REFORMA DO APARELHO DO ESTADO: ESTUDO COMPARATIVO ENTRE BRASIL/GUINÉ BISSAU UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO ANTÓNIA CADIJATU ALVES DESENVOLVIMENTO DE RECURSOS HUMANOS NO CONTEXTO DA REFORMA DO APARELHO DO ESTADO: ESTUDO

Leia mais

Sistema Construtivo Tridirecional para Construção de Lajes Nervuradas

Sistema Construtivo Tridirecional para Construção de Lajes Nervuradas Sistema Construtivo Tridirecional para Construção de Lajes Nervuradas Construction system three-way for construction of waffle slab Ligyane de Abreu Barreto (1); Aldecira Gadelha Diogenes (2); Valter de

Leia mais

ENSINO PARA A PRÁTICA DE PROJETO DE ESTRUTURAS

ENSINO PARA A PRÁTICA DE PROJETO DE ESTRUTURAS ENSINO PARA A PRÁTICA DE PROJETO DE ESTRUTURAS Henrique Innecco Longo hlongo@civil.ee.ufrj.br Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, Escola de Engenharia Rua Brigadeiro Trompowsky s/n, Centro de

Leia mais

2 Sistema de Lajes com Forma de Aço Incorporado

2 Sistema de Lajes com Forma de Aço Incorporado 2 Sistema de Lajes com Forma de Aço Incorporado 2.1. Generalidades As vantagens de utilização de sistemas construtivos em aço são associadas à: redução do tempo de construção, racionalização no uso de

Leia mais

Danos devido à retirada precoce do escoramento

Danos devido à retirada precoce do escoramento Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Programa de Pós-GraduaP Graduação em Engenharia Civil Tecnologia da Construção Civil I Atuação de sobrecargas Concreto Armado Danos devido à retirada

Leia mais

OS POLOS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA, SUA DISTRIBUIÇÃO E ABRANGÊNCIA uma pesquisa sobre a otimização de recursos tecnológicos e impactos sociais

OS POLOS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA, SUA DISTRIBUIÇÃO E ABRANGÊNCIA uma pesquisa sobre a otimização de recursos tecnológicos e impactos sociais OS POLOS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA, SUA DISTRIBUIÇÃO E ABRANGÊNCIA uma pesquisa sobre a otimização de recursos tecnológicos e impactos sociais Andrino Fernandes¹, Caroline Neis Machado, Débora Inácio do

Leia mais

Rem: Revista Escola de Minas ISSN: 0370-4467 editor@rem.com.br Escola de Minas Brasil

Rem: Revista Escola de Minas ISSN: 0370-4467 editor@rem.com.br Escola de Minas Brasil Rem: Revista Escola de Minas ISSN: 0370-4467 editor@rem.com.br Escola de Minas Brasil Gomes Braga, Augusto Cezar; Graça Ferreira, Walnório Pilares mistos aço-concreto e comparativo de custo com pilares

Leia mais

Universidade do Vale do Rio dos Sinos Programa de Pós-Graduação em Geologia Laboratório de Sensoriamento Remoto e Cartografia Digital

Universidade do Vale do Rio dos Sinos Programa de Pós-Graduação em Geologia Laboratório de Sensoriamento Remoto e Cartografia Digital Universidade do Vale do Rio dos Sinos Programa de Pós-Graduação em Geologia Laboratório de Sensoriamento Remoto e Cartografia Digital Diagnóstico Ambiental do Município de São Leopoldo (Relatório da Implantação

Leia mais

Protótipo de Telhado Verde: Aliando Conhecimentos em Prol da Educação Ambiental

Protótipo de Telhado Verde: Aliando Conhecimentos em Prol da Educação Ambiental Artigo original DOI: 105902/2236130818740 Revista Monografias Ambientais Santa Maria, Santa Maria, Edição Especial Curso de Especialização em Educação Ambiental. 2015, p. 79-83 Revista do Centro de Ciências

Leia mais

12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 TEORIA E PRÁTICA EM UM CANTEIRO DE OBRAS

12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 TEORIA E PRÁTICA EM UM CANTEIRO DE OBRAS 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( X ) TECNOLOGIA TEORIA E

Leia mais

Resumo. Palavras-chave. Corrosão das armaduras; Reação álcali agregado; Patologia.

Resumo. Palavras-chave. Corrosão das armaduras; Reação álcali agregado; Patologia. Investigação dos Agentes Causadores de Corrosão nas Armaduras em Pontes de Concreto na Região do Curimataú Oriental Paraibano. Túlio Raunyr Cândido Felipe 1, Maria das Vitorias do Nascimento 2, Weslley

Leia mais

23/11/2015 MANUTENÇÃO PREDIAL. Profª Maria Cleide. Curso técnico em edificações. IFRN Manutenção Predial

23/11/2015 MANUTENÇÃO PREDIAL. Profª Maria Cleide. Curso técnico em edificações. IFRN Manutenção Predial MANUTENÇÃO PREDIAL Profª Maria Cleide Curso técnico em edificações 2015 1 2 A NBR 5674 define: MANUTENÇÃO PREDIAL é o conjunto de atividades a serem realizadas para conservar ou recuperar a capacidade

Leia mais

RESIDENCIAL TERRA NATIVA Estudo do Parcelamento do Solo

RESIDENCIAL TERRA NATIVA Estudo do Parcelamento do Solo Universidade Federal de Pelotas Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Departamento de Arquitetura e Urbanismo Teoria do Urbanismo II Professora Nirce Saffer Medvedovski RESIDENCIAL TERRA NATIVA Estudo do

Leia mais

PADRÕES DE SUSTENTABILIDADE APLICADOS AO PROCESSO DE PROJETO

PADRÕES DE SUSTENTABILIDADE APLICADOS AO PROCESSO DE PROJETO PADRÕES DE SUSTENTABILIDADE APLICADOS AO PROCESSO DE PROJETO Flávia Miranda MARQUES M.Sc.(PROARQ/FAU/UFRJ) Arquiteta., SUSTENTAX - Engenharia de Sustentabilidade. Alameda Santos, 2223, 3º andar. Cerqueira

Leia mais

Elaboração de Planilhas para Auxílio à Inspeção de Recebimento para Tubulações de Aço Liga e Aço Inoxidável

Elaboração de Planilhas para Auxílio à Inspeção de Recebimento para Tubulações de Aço Liga e Aço Inoxidável Heitor Belfort de Sousa Gama Leandro Teodoro Soares Dias Elaboração de Planilhas para Auxílio à Inspeção de Recebimento para Tubulações de Aço Liga e Aço Inoxidável Monografia apresentada ao Programa de

Leia mais

DER/PR ES-OA 06/05 OBRAS DE ARTE ESPECIAIS: ESCORAMENTOS

DER/PR ES-OA 06/05 OBRAS DE ARTE ESPECIAIS: ESCORAMENTOS DER/PR ES-OA 06/05 OBRAS DE ARTE ESPECIAIS: ESCORAMENTOS Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Paraná - DER/PR Avenida Iguaçu 420 CEP 80230 902 Curitiba Paraná Fone (41) 3304 8000 Fax (41) 3304

Leia mais

Estudo Geotécnico sobre a Utilização de Resíduos de Construção e Demolição como Agregado Reciclado em Pavimentação

Estudo Geotécnico sobre a Utilização de Resíduos de Construção e Demolição como Agregado Reciclado em Pavimentação Estudo Geotécnico sobre a Utilização de Resíduos de Construção e Demolição como Agregado Reciclado em Pavimentação Mariana Santos de Siqueira Departamento de Engenharia Civil, Universidade de Pernambuco,

Leia mais

CONTRIBUIÇÃO PARA O ESTUDO DA GESTÃO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL EM BELO HORIZONTE E REGIÃO

CONTRIBUIÇÃO PARA O ESTUDO DA GESTÃO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL EM BELO HORIZONTE E REGIÃO Porto Alegre/RS 23 a 26/11/2015 CONTRIBUIÇÃO PARA O ESTUDO DA GESTÃO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL EM BELO HORIZONTE E REGIÃO Sarah Moreira de Almeida ( * ), Raphael Tobias Vasconcelos Barros, Aylton

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DAS CARACTERÍSTICAS PESSOAIS DO AUDITOR DE SISTEMA DE GESTÃO THE IMPORTANCE OF THE PERSONAL`S SKILLS OF THE MANAGEMENT SYSTEM AUDITOR

A IMPORTÂNCIA DAS CARACTERÍSTICAS PESSOAIS DO AUDITOR DE SISTEMA DE GESTÃO THE IMPORTANCE OF THE PERSONAL`S SKILLS OF THE MANAGEMENT SYSTEM AUDITOR A IMPORTÂNCIA DAS CARACTERÍSTICAS PESSOAIS DO AUDITOR DE SISTEMA DE GESTÃO THE IMPORTANCE OF THE PERSONAL`S SKILLS OF THE MANAGEMENT SYSTEM AUDITOR Aldoney Freire Costa Pesquisador-Tecnologista Instituto

Leia mais

Um Processo Controlável de Desenvolvimento de Software Focado na Gestão da Qualidade em Pequenos Projetos

Um Processo Controlável de Desenvolvimento de Software Focado na Gestão da Qualidade em Pequenos Projetos Daniel Catunda Marreco Um Processo Controlável de Desenvolvimento de Software Focado na Gestão da Qualidade em Pequenos Projetos Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para

Leia mais

A ATIVIDADE DE PROJETO DIRECIONADA À RACIONALIZAÇÃO CONSTRUTIVA

A ATIVIDADE DE PROJETO DIRECIONADA À RACIONALIZAÇÃO CONSTRUTIVA A ATIVIDADE DE PROJETO DIRECIONADA À RACIONALIZAÇÃO CONSTRUTIVA E O DESAFIO DE EQUILIBRAR CONCEITOS TÉCNICOS E GERENCIAIS NO ENSINO DE ENGENHARIA CIVIL Helen Ulrich hulrich@sc.usp.br Departamento de Engenharia

Leia mais

MODELOS DE REFERÊNCIA PARA BIBLIOTECAS: a experiência do SIBi/USP

MODELOS DE REFERÊNCIA PARA BIBLIOTECAS: a experiência do SIBi/USP MODELOS DE REFERÊNCIA PARA BIBLIOTECAS: a experiência do SIBi/USP Teresinha das Graças Coletta 1, Maria Helena Di Francisco 2, Fabio Muller Guerrini³, Thyerre de Castro Ramazzi 4 1 Mestrado, Escola de

Leia mais

Influência do tipo de laje nos custos de um edifício em aço

Influência do tipo de laje nos custos de um edifício em aço ArtigoTécnico Ygor Dias da Costa Lima 1 Alex Sander Clemente de Souza 2 Silvana De Nardin 2 1 Mestre em Construção Civil pela Pós-Graduação em Construção Civil PPGCiv/UFSCar 2 Prof. Dr. Pós-Graduação em

Leia mais

RAPHAEL MANDARINO JUNIOR Diretor do Departamento de Segurança da Informação e Comunicações

RAPHAEL MANDARINO JUNIOR Diretor do Departamento de Segurança da Informação e Comunicações 04/IN01/DSIC/GSIPR 00 14/AGO/09 1/6 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações GESTÃO DE RISCOS DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES

Leia mais

Pró-Reitoria de Graduação Curso de Engenharia Civil Trabalho de Conclusão de Curso O USO DO CONCRETO ARMADO E PROTENDIDO PROCESSOS E APLICABILIDADE

Pró-Reitoria de Graduação Curso de Engenharia Civil Trabalho de Conclusão de Curso O USO DO CONCRETO ARMADO E PROTENDIDO PROCESSOS E APLICABILIDADE Pró-Reitoria de Graduação Curso de Engenharia Civil Trabalho de Conclusão de Curso O USO DO CONCRETO ARMADO E PROTENDIDO PROCESSOS E APLICABILIDADE Autor: Flávio Tolentino Fernandes Orientador: Prof. MSc.

Leia mais

CUR SO TECNOLOG IA E M G EST AO AM BI ENT AL PROJ ET O D E I NICI AÇ AO CI ENTIFI CA - PIC

CUR SO TECNOLOG IA E M G EST AO AM BI ENT AL PROJ ET O D E I NICI AÇ AO CI ENTIFI CA - PIC CUR SO TECNOLOG IA E M G EST AO AM BI ENT AL PROJ ET O D E I NICI AÇ AO CI ENTIFI CA UM ESTUDO SOBRE O TRATAMENTO DOS RESIDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL E DEMOLIÇÃO (RCD) NO DF - FATORES AMBIENTAIS E RECICLAGEM.

Leia mais

RAPHAEL MANDARINO JUNIOR Diretor do Departamento de Segurança da Informação e Comunicações

RAPHAEL MANDARINO JUNIOR Diretor do Departamento de Segurança da Informação e Comunicações 04/IN01/DSIC/GSI/PR 01 15/FEV/13 1/8 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações GESTÃO DE RISCOS DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES

Leia mais

Política de Segurança da Informação nas Organizações: desafio de elaboração para os gestores.

Política de Segurança da Informação nas Organizações: desafio de elaboração para os gestores. Política de Segurança da Informação nas Organizações: desafio de elaboração para os gestores. Edison Luiz Gonçalves Fontes Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza/CEETEPS SP - Brasil edison@pobox.com

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DE PRÁTICAS DE ENGENHARIA SIMULTÂNEA EM EDIFÍCIOS ESTRUTURADOS EM AÇO. Silvia Scalzo Maria Alice Gonzales

IDENTIFICAÇÃO DE PRÁTICAS DE ENGENHARIA SIMULTÂNEA EM EDIFÍCIOS ESTRUTURADOS EM AÇO. Silvia Scalzo Maria Alice Gonzales IDENTIFICAÇÃO DE PRÁTICAS DE ENGENHARIA SIMULTÂNEA EM EDIFÍCIOS ESTRUTURADOS EM AÇO Silvia Scalzo Maria Alice Gonzales 1 INTRODUÇÃO: COMPETITIVIDADE NO SETOR DA CONSTRUÇÃO crescimento da concorrência entre

Leia mais

IETEC INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

IETEC INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA IETEC INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO DE PROJETOS 86ª turma Os Ativos de Processos na Gestão de Projetos Sustentáveis da Construção Civil Beatriz de Almeida Singi Siqueira Belo Horizonte,

Leia mais

DIRETRIZES PARA A REDUÇÃO DO CONSUMO DE ÁGUA DURANTE A EXECUÇÃO DE REVESTIMENTOS ARGAMASSADOS DE FACHADAS DE EDIFÍCIOS

DIRETRIZES PARA A REDUÇÃO DO CONSUMO DE ÁGUA DURANTE A EXECUÇÃO DE REVESTIMENTOS ARGAMASSADOS DE FACHADAS DE EDIFÍCIOS DIRETRIZES PARA A REDUÇÃO DO CONSUMO DE ÁGUA DURANTE A EXECUÇÃO DE REVESTIMENTOS ARGAMASSADOS DE FACHADAS DE EDIFÍCIOS Marina da Costa Carmo Terra Barth (1) Lúcia Helena de Oliveira (2) (1) Departamento

Leia mais

(1) Mestrando em Engenharia Civil, Hevânio Duarte de Almeida, UFAL, hevanio@gmail.com:

(1) Mestrando em Engenharia Civil, Hevânio Duarte de Almeida, UFAL, hevanio@gmail.com: Interface gráfica para análise do comportamento estrutural de pórticos planos formados por elementos pré-moldados variando-se a rigidez das ligações GUI to analyze the structural behavior of plane frames

Leia mais

AULA 01 Conceitos básicos e Composição de

AULA 01 Conceitos básicos e Composição de AULA 01 Conceitos básicos e Composição de CONSTRUÇÃO CIVIL IV - Professor Rogerio Lemos custo unitário 13:42:49 1 ORÇAMENTO EMPRESARIAL ORÇAMENTO DE PRODUÇÃO ORÇAMENTO DE VENDA 2 ORÇAMENTO EMPRESARIAL:

Leia mais

In Situ Measurement of Stress Losses in Unbonded Tendons of Post Tensioned Flat Slabs

In Situ Measurement of Stress Losses in Unbonded Tendons of Post Tensioned Flat Slabs Volume 1, Number 3 (September, 2008) p. 237-260 ISSN 1983-4195 In Situ Measurement of Stress Losses in Unbonded Tendons of Post Tensioned Flat Slabs Avaliação in loco das perdas de protensão de cordoalhas

Leia mais

Direitos e Deveres. Belo Horizonte, 16 de Setembro de 2010. Eng. Flávio Renato P. Capuruço

Direitos e Deveres. Belo Horizonte, 16 de Setembro de 2010. Eng. Flávio Renato P. Capuruço : Direitos e Deveres Belo Horizonte, 16 de Setembro de 2010 Eng. Flávio Renato P. Capuruço Sistemas Construtivos: Comparativo 1 Alguns fatos motivadores da discussão: Na Aquisição: Compras efetuadas apenas

Leia mais

Data Versão Descrição Autor

Data Versão Descrição Autor Sistema de Controle de Pedidos SISCOP Versão 1.0 Termo de Abertura Versão 2.0 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 16/08/2010 2.0 Desenvolvimento do Termo de Abertura Adriano Marra Brasília,

Leia mais

Jateamento controle NOSSA QUALIDADE É O NOSSO CARTÃO DE APRESENTAÇÃO. Peça Original. Corpo de Prova

Jateamento controle NOSSA QUALIDADE É O NOSSO CARTÃO DE APRESENTAÇÃO. Peça Original. Corpo de Prova NOSSA QUALIDADE É O NOSSO CARTÃO DE APRESENTAÇÃO A PS Anticorrosão possui uma sólida política de qualidade, que assegura o cumprimento das inúmeras exigências previstas em normas para cada fase do processo

Leia mais

FOCO NO PROCESSO QUALIDADE. Cliente. Desenvolvimento do produto e projeto. Uso e operação. Gerenciamento e Execução de. Lançamento e vendas.

FOCO NO PROCESSO QUALIDADE. Cliente. Desenvolvimento do produto e projeto. Uso e operação. Gerenciamento e Execução de. Lançamento e vendas. QUALIDADE Cliente Uso e operação Desenvolvimento do produto e projeto FOCO NO Gerenciamento e Execução de obras PROCESSO Lançamento e vendas Suprimentos Planejamento e orçamento de obras Padronização dos

Leia mais

APARATO DE PROTEÇÃO AO OVO APO 2015

APARATO DE PROTEÇÃO AO OVO APO 2015 REGULAMENTO DO 22º CONCURSO 1/12 APARATO DE PROTEÇÃO AO OVO APO 2015 1 OBJETIVO 1.1 Este Concurso tem por objetivo testar a capacidade dos competidores no desenvolvimento de elementos estruturais que resistam

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DA PRODUÇÃO EM PROCESSOS BATELADAS UTILIZANDO PLANILHAS ELETRÔNICAS

PROGRAMAÇÃO DA PRODUÇÃO EM PROCESSOS BATELADAS UTILIZANDO PLANILHAS ELETRÔNICAS IX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - Iniciação Científica 03 a 06 de julho de 2011 Maringá, Paraná, Brasil PROGRAMAÇÃO DA PRODUÇÃO EM PROCESSOS BATELADAS UTILIZANDO PLANILHAS ELETRÔNICAS MIRANDA

Leia mais

Um método para o planejamento operacional da distribuição: aplicação para casos com abastecimento de granéis líquidos

Um método para o planejamento operacional da distribuição: aplicação para casos com abastecimento de granéis líquidos Leonardo Gondinho Botelho Um método para o planejamento operacional da distribuição: aplicação para casos com abastecimento de granéis líquidos Dissertação de Mestrado Departamento de Engenharia Industrial

Leia mais

PÓS GRADUAÇAO LATO SENSU EM ESTRUTURAS DE AÇO

PÓS GRADUAÇAO LATO SENSU EM ESTRUTURAS DE AÇO PÓS GRADUAÇAO LATO SENSU EM ESTRUTURAS DE AÇO A FACULDADE SENAI UNIVERSITÁRIO SENAI/GO, em parceria com PRZ Engenharia de Estruturas, com o apoio da ABECE e da ABCEM, trazem para Campinas/SP a terceira

Leia mais

Integração do processo de compra estratégica com as ferramentas de compra eletrônica

Integração do processo de compra estratégica com as ferramentas de compra eletrônica Lincoln Wolf de Almeida Neves Integração do processo de compra estratégica com as ferramentas de compra eletrônica Dissertação de Mestrado (Opção profissional) Dissertação apresentada como requisito parcial

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS Departamento de Arquitetura e Urbanismo

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS Departamento de Arquitetura e Urbanismo FIPAI FUNDAÇÃO PARA O INCREMENTO DA PESQUISA E DO APERFEIÇOAMENTO INDUSTRIAL UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS Departamento de Arquitetura e Urbanismo Relatório Avaliação pós-ocupação

Leia mais

Curso: Gestão de Estruturas Racionalizadas de Concreto

Curso: Gestão de Estruturas Racionalizadas de Concreto COMUNIDADE DA CONSTRUÇÃO - SALVADOR Curso: Gestão de Estruturas Racionalizadas de Concreto Trabalho Final: Marcações e Execuções Racionalizadas em Estruturas de Concreto. COMUNIDADE DA CONSTRUÇÃO - SALVADOR

Leia mais

Marina Costa Cruz Peixoto. Responsabilidade Social e Impacto no Comportamento do Consumidor: Um caso da indústria de refrigerantes

Marina Costa Cruz Peixoto. Responsabilidade Social e Impacto no Comportamento do Consumidor: Um caso da indústria de refrigerantes Marina Costa Cruz Peixoto Responsabilidade Social e Impacto no Comportamento do Consumidor: Um caso da indústria de refrigerantes DISSERTAÇÃO DE MESTRADO DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO Programa de Pós-Graduação

Leia mais

Título do Slide Máximo de 2 linhas

Título do Slide Máximo de 2 linhas Título do Slide 13ª Seminário Internacional de Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de projetos na construção civil predial - uma proposta de modelo de gestão integrada GIULLIANO POLITO 19/09/2013 Título

Leia mais

ESTUDO DE CASO: APLICAÇÃO DO PROCESSO DE ETIQUETAGEM DO SISTEMA DE AR CONDICIONADO DE UM EDIFÍCIO TIPO ESCRITÓRIO

ESTUDO DE CASO: APLICAÇÃO DO PROCESSO DE ETIQUETAGEM DO SISTEMA DE AR CONDICIONADO DE UM EDIFÍCIO TIPO ESCRITÓRIO ESTUDO DE CASO: APLICAÇÃO DO PROCESSO DE ETIQUETAGEM DO SISTEMA DE AR CONDICIONADO DE UM EDIFÍCIO TIPO ESCRITÓRIO Thiago Gonçalves de Oliveira Santos (1), Álvaro Messias Bigonha Tibiriçá (2), Joyce Carlo

Leia mais

de Desempenho e as Inovações Tecnológicas

de Desempenho e as Inovações Tecnológicas Seminário: Painel II Sistemas Industrializados à Base de Cimento para A Norma Habitação de Desempenho e as Inovações Tecnológicas Inovações Tecnológicas na CAIXA São Paulo, 31 de agosto 2011 VIGOV Vice-Presidência

Leia mais

INSTITUTO BRASILEIRO DO CONCRETO NÚCLEO DE QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE PESSOAL

INSTITUTO BRASILEIRO DO CONCRETO NÚCLEO DE QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE PESSOAL INSTITUTO BRASILEIRO DO CONCRETO NÚCLEO DE QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE PESSOAL SUSTENTABILIDADE DAS ESTRUTURAS DE CONCRETO Redução de desperdícios na construção civil (até 5% do concreto) Evolução dos

Leia mais

Gerência de Projetos Prof. Késsia Rita da Costa Marchi 3ª Série kessia@unipar.br

Gerência de Projetos Prof. Késsia Rita da Costa Marchi 3ª Série kessia@unipar.br Gerência de Projetos Prof. Késsia Rita da Costa Marchi 3ª Série kessia@unipar.br Motivações Gerenciamento de projetos, vem sendo desenvolvido como disciplina desde a década de 60; Nasceu na indústria bélica

Leia mais

MARCOS ANDRÉ DOS SANTOS CAIADO

MARCOS ANDRÉ DOS SANTOS CAIADO MARCOS ANDRÉ DOS SANTOS CAIADO Análise da Indústria e de Modelos de Negócio como Suporte à Decisão sobre Expansão de uma Rede de Frozen Yogurt no Rio de Janeiro Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada

Leia mais

PARFOR E AS INICIATIVAS DE FORM AÇÃO DE DOCENTES NO ESTADO DE SANTA CATARINA

PARFOR E AS INICIATIVAS DE FORM AÇÃO DE DOCENTES NO ESTADO DE SANTA CATARINA PARFOR E AS INICIATIVAS DE FORM AÇÃO DE DOCENTES NO ESTADO DE SANTA CATARINA Franciela Mara Córdova Ransolin Resumo: A formação de professores é um tema relevante entre as políticas públicas posto que

Leia mais

Análise Probabilística de Semântica Latente aplicada a sistemas de recomendação

Análise Probabilística de Semântica Latente aplicada a sistemas de recomendação Diogo Silveira Mendonça Análise Probabilística de Semântica Latente aplicada a sistemas de recomendação Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do título de

Leia mais

NOME 6TRU009 CONSTRUÇÕES EM CONCRETO ESTRUTURAL II CURSO ENGENHARIA CIVIL 4ª 1º 2º SEMESTRAL

NOME 6TRU009 CONSTRUÇÕES EM CONCRETO ESTRUTURAL II CURSO ENGENHARIA CIVIL 4ª 1º 2º SEMESTRAL ANO LETIVO Centro: DE TECNOLOGIA E URBANISMO Departamento: DE ESTRUTURAS 2009 PLANO DE CURSO CÓDIGO NOME 6TRU009 CONSTRUÇÕES EM CONCRETO ESTRUTURAL II CURSO ENGENHARIA CIVIL 4ª SÉRIE CARGA HORÁRIA SEM.

Leia mais

Tubulão TIPOS/MODELOS. De acordo com o método de escavação os tubulões se classificam em: a céu aberto e ar comprimido.

Tubulão TIPOS/MODELOS. De acordo com o método de escavação os tubulões se classificam em: a céu aberto e ar comprimido. Tubulão CONCEITO São fundações de forma cilíndrica com base alargada ou não, que resistem por compressão a cargas elevadas. São compostos por três partes: cabeça, fuste e base. A cabeça é executada em

Leia mais

PROPOSIÇÃO DE UM MODELO DE GESTÃO AMBIENTAL: APLICAÇÃO NA FACULDADE DE HORIZONTINA - FAHOR

PROPOSIÇÃO DE UM MODELO DE GESTÃO AMBIENTAL: APLICAÇÃO NA FACULDADE DE HORIZONTINA - FAHOR PROPOSIÇÃO DE UM MODELO DE GESTÃO AMBIENTAL: APLICAÇÃO NA FACULDADE DE HORIZONTINA - FAHOR Joel Tauchen (1); Luciana Londero Brandli (2); Marcos Antonio Leite Frandoloso (3) Felipe de Brito Rodrigues (4)

Leia mais

Entidade Setorial Nacional Mantenedora

Entidade Setorial Nacional Mantenedora Entidade Setorial Nacional Mantenedora Associação Brasileira de Materiais Compósitos Av. Professor Almeida Prado, 532 - Prédio 31 - Térreo - Sala 1 Cidade Universitária - 05508-901 São Paulo - SP - Tel/Fax:

Leia mais

AÇÕES PARA CONTROLE E GARANTIA DA QUALIDADE DE PROJETOS NA CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS

AÇÕES PARA CONTROLE E GARANTIA DA QUALIDADE DE PROJETOS NA CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS AÇÕES PARA CONTROLE E GARANTIA DA QUALIDADE DE PROJETOS NA CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS Celso Carlos NOVAES Professor doutor - Universidade Federal de São Carlos, Departamento de Engenharia Civil tel.: (16)

Leia mais

Construção e Energias Renováveis. Volume III Energia Eólica (parte 3) um Guia de O Portal da Construção. www.oportaldaconstrucao.

Construção e Energias Renováveis. Volume III Energia Eólica (parte 3) um Guia de O Portal da Construção. www.oportaldaconstrucao. Construção e Energias Renováveis Volume III Energia Eólica (parte 3) um Guia de Copyright, todos os direitos reservados. Este Guia Técnico não pode ser reproduzido ou distribuído sem a expressa autorização

Leia mais

MELHORIA NA CONSTRUÇÃO ATRAVÉS DA COOPERAÇÃO O CASO DO INOVACON-CE

MELHORIA NA CONSTRUÇÃO ATRAVÉS DA COOPERAÇÃO O CASO DO INOVACON-CE MELHORIA NA CONSTRUÇÃO ATRAVÉS DA COOPERAÇÃO O CASO DO INOVACON-CE MAIA, MARIA ARIDENISE MACENA Professor da UNIFOR e Pesquisador do NPT - Universidade de Fortaleza Av. Washington Soares 1321 - Edson Queiroz

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DA FERRAMENTA LINHA DE BALANÇO EM UMA OBRA INDUSTRIAL

IMPLANTAÇÃO DA FERRAMENTA LINHA DE BALANÇO EM UMA OBRA INDUSTRIAL IMPLANTAÇÃO DA FERRAMENTA LINHA DE BALANÇO EM UMA OBRA INDUSTRIAL Vanessa Lira Angelim (1); Luiz Fernando Mählmann Heineck (2) (1) Integral Engenharia e-mail: angelim.vanessa@gmail.com (2) Departamento

Leia mais

APLICAÇÃO DE NORMAS DA ABNT NA ELABORAÇÃO DO PLANO DE GERENCIAMENTO DE TECNOLOGIAS EM ORGANIZAÇÕES DE SAÚDE

APLICAÇÃO DE NORMAS DA ABNT NA ELABORAÇÃO DO PLANO DE GERENCIAMENTO DE TECNOLOGIAS EM ORGANIZAÇÕES DE SAÚDE APLICAÇÃO DE NORMAS DA ABNT NA ELABORAÇÃO DO PLANO DE GERENCIAMENTO DE TECNOLOGIAS EM ORGANIZAÇÕES DE SAÚDE THE APPLICATION OF ABNT STANDARDS DURING PREPARATION OF TECHNOLOGY MANAGEMENT PLAN IN HEALTH

Leia mais

ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DO RISCO OPERACIONAL DO BANCO COOPERATIVO SICREDI E EMPRESAS CONTROLADAS

ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DO RISCO OPERACIONAL DO BANCO COOPERATIVO SICREDI E EMPRESAS CONTROLADAS ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DO RISCO OPERACIONAL DO BANCO COOPERATIVO SICREDI E EMPRESAS CONTROLADAS Versão : 31 de dezembro de 2008 CONTEÚDO 1. INTRODUÇÃO...3 2. ORGANIZAÇÃO DA GESTÃO DE RISCO OPERACIONAL...3

Leia mais

SIMULAÇÕES COMPUTACIONAIS DE VIGA UNIDIMENSIONAL VIA SOFTWARE CATIA COMPUTER SIMULATION OF ONE-DIMENSIONAL BEAM BY SOFTWARE CATIA

SIMULAÇÕES COMPUTACIONAIS DE VIGA UNIDIMENSIONAL VIA SOFTWARE CATIA COMPUTER SIMULATION OF ONE-DIMENSIONAL BEAM BY SOFTWARE CATIA SIMULAÇÕES COMPUTACIONAIS DE VIGA UNIDIMENSIONAL VIA SOFTWARE CATIA Edgar Della Giustina (1) (edgar.giustina@pr.senai.br), Luis Carlos Machado (2) (luis.machado@pr.senai.br) (1) Faculdade de Tecnologia

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

IMPLANTAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IMPLANTAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE Luciana de Souza Martins Ferreira Celso Yamamoto reluferreira@ig.com.br celsoyamamoto@uol.com.br Resumo. Este artigo tem como objetivo avaliar os resultados

Leia mais

Maio 2011 Recife Fabio Villas Bôas

Maio 2011 Recife Fabio Villas Bôas Maio 2011 Recife Fabio Villas Bôas 1 FULL SERVICE - INCORPORAÇÃO / CONSTRUÇÃO / VENDAS 34 ANOS DE MERCADO; 1851 COLABORADORES PRÓPRIOS; 6415 COLABORADORES TERCEIROS; MAIS DE 2,7 MILHÃO DE M 2 LANÇADOS

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DO EFEITO DA CONCENTRAÇÃO DE TENSÕES EMPREGANDO O MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS NO PROCESSO DE ENSINO NA ENGENHARIA MECÂNICA

DEMONSTRAÇÃO DO EFEITO DA CONCENTRAÇÃO DE TENSÕES EMPREGANDO O MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS NO PROCESSO DE ENSINO NA ENGENHARIA MECÂNICA DEMONSTRAÇÃO DO EFEITO DA CONCENTRAÇÃO DE TENSÕES EMPREGANDO O MÉTODO DOS ELEMENTOS FINITOS NO PROCESSO DE ENSINO NA ENGENHARIA MECÂNICA Daniel Benítez Barrios danielbb@mackenzie.com.br Universidade Presbiteriana

Leia mais

2. Desenvolver Pesquisa de Campo sobre uma pequena empresa conforme modelo de pesquisa anexo.

2. Desenvolver Pesquisa de Campo sobre uma pequena empresa conforme modelo de pesquisa anexo. 1 1. ESTÁGIO SUPERVISIONADO 2. OBJETIVO Resolução nº 01 de 02/02/2004 do Conselho Nacional de Educação CNEC/CN/MEC. Proporcionar ao estudante oportunidade de desenvolver suas habilidades, analisar situações

Leia mais

Importância da Gestão do Escopo na Gestão de Projetos

Importância da Gestão do Escopo na Gestão de Projetos 1 Resumo Importância da Gestão do Escopo na Gestão de Projetos Amanda Oliveira Zoltay - amanda.zoltay10@gmail.com Gestão de Projetos em Engenharia e Arquitetura Instituto de Pós-Graduação - IPOG Goiânia,

Leia mais

Planejamento e controle da produção utilizando a ferramenta MRP: estudo de caso em uma fábrica de tubos de concreto

Planejamento e controle da produção utilizando a ferramenta MRP: estudo de caso em uma fábrica de tubos de concreto Planejamento e controle da produção utilizando a ferramenta MRP: estudo de caso em uma fábrica de tubos de concreto Eduardo Henrique Bogaz (UEPA) edu.bogaz@gmail.com Felipe Rossato Marques (UEPA) felipe.rossato20@gmail.com

Leia mais

Sistema de Monitoramento de Poços Tubulares

Sistema de Monitoramento de Poços Tubulares Sistema de Monitoramento de Poços Tubulares Pedro Antonio Roehe Reginato 1, Marcos Imério Leão 1, Fernando Pons da Silva 2, Carlos Alvin Heine 3 1 DHH/IPH/UFRGS (imerio@iph.ufrgs.br; pedro.reginato@ufrgs.br)

Leia mais

Alvenaria racionalizada

Alvenaria racionalizada Como construir Alvenaria racionalizada A alvenaria de vedação pode ser definida como a alvenaria que não é dimensionada para resistir a ações além de seu próprio peso. O subsistema vedação vertical é responsável

Leia mais

AMBIENTE PEDAGÓGICO INTERATIVO SOBRE O COMPORTAMENTO E O DIMENSIONAMENTO DE VIGAS MISTAS AÇO CONCRETO

AMBIENTE PEDAGÓGICO INTERATIVO SOBRE O COMPORTAMENTO E O DIMENSIONAMENTO DE VIGAS MISTAS AÇO CONCRETO Anais do XXXIV COBENGE. Passo Fundo: Ed. Universidade de Passo Fundo, Setembro de 2006. ISBN 85-7515-371-4 AMBIENTE PEDAGÓGICO INTERATIVO SOBRE O COMPORTAMENTO E O DIMENSIONAMENTO DE VIGAS MISTAS AÇO CONCRETO

Leia mais

MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL ESTBARREIRO/IPS

MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL ESTBARREIRO/IPS MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL ESTBARREIRO/IPS Seminário de Apresentação, 18 de junho 2014 Tópicos Introdução Saídas profissionais Funcionamento Plano de Estudos Calendário Escolar Datas candidaturas Ingresso

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE ESTRUTURA PRÉ-FABRICADA NA ESPLANADA DO CONDOMÍNIO DE EDIFÍCIOS HEMISPHERE 360º AQUILES GADELHA PONTE T&A PRÉ-FABRICADOS S/A 19/11/2014

UTILIZAÇÃO DE ESTRUTURA PRÉ-FABRICADA NA ESPLANADA DO CONDOMÍNIO DE EDIFÍCIOS HEMISPHERE 360º AQUILES GADELHA PONTE T&A PRÉ-FABRICADOS S/A 19/11/2014 UTILIZAÇÃO DE ESTRUTURA PRÉ-FABRICADA NA ESPLANADA DO CONDOMÍNIO DE EDIFÍCIOS HEMISPHERE 360º AQUILES GADELHA PONTE T&A PRÉ-FABRICADOS S/A 19/11/2014 DADOS DO EMPREENDIMENTO CONSTRUÇÃO E INCORPORAÇÃO:

Leia mais

Infraestrutura para Computação em Nuvem Privada para Governo

Infraestrutura para Computação em Nuvem Privada para Governo Infraestrutura para Computação em Nuvem Privada para Governo Julio Cesar Ribeiro de Lima Gonçalves Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) Natal - RN - Brasil jcrlima@gmail.com Abstract. This

Leia mais

A EXPERIÊNCIA DA CONSTRUTORA TARJAB NA ADOÇÃO DA NORMA DE DESEMPENHO OUTUBRO 2014

A EXPERIÊNCIA DA CONSTRUTORA TARJAB NA ADOÇÃO DA NORMA DE DESEMPENHO OUTUBRO 2014 A EXPERIÊNCIA DA CONSTRUTORA TARJAB NA ADOÇÃO DA NORMA DE DESEMPENHO OUTUBRO Apresentação dos trabalhos Porque devemos atender à Norma de Desempenho? O Contexto da normalização no Brasil A experiência

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº, DE 2009

RESOLUÇÃO Nº, DE 2009 RESOLUÇÃO Nº, DE 2009 Institui o Sistema Integrado de Informações de Inquéritos Civis, Processos Coletivos, Termos de Ajustamento de Conduta e Delação Premiada (Siproc), e dá outras providências. O CONSELHO

Leia mais

ANEXO VIII CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS E INFORMAÇÕES BÁSICAS PARA A EXPLORAÇÃO DA UHE TELES PIRES

ANEXO VIII CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS E INFORMAÇÕES BÁSICAS PARA A EXPLORAÇÃO DA UHE TELES PIRES ANEXO VIII CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS E INFORMAÇÕES BÁSICAS PARA A EXPLORAÇÃO DA UHE TELES PIRES A exploração da UHE Teles Pires, pela Concessionária, será realizada em conformidade com a legislação em vigor

Leia mais

Implantação do Sistema Nacional de Aprovação Técnica

Implantação do Sistema Nacional de Aprovação Técnica Programa 0810 Qualidade e Produtividade do Habitat - PBQP-H Objetivo Elevar os patamares da qualidade e produtividade da construção civil, por meio da criação e implantação de mecanismos de modernização

Leia mais

Barragem em Concreto Produzida com Agregado Brita Corrida: PCH SANTA FÉ MG

Barragem em Concreto Produzida com Agregado Brita Corrida: PCH SANTA FÉ MG Barragem em Concreto Produzida com Agregado Brita Corrida: PCH SANTA FÉ MG Antônio Eduardo Polisseni 1 Resumo O trabalho tem por objetivo mostrar as características e qualidades da Brita Corrida que foi

Leia mais

FACULDADE DO LITORAL SUL PAULISTA FALS CLAYTON DE SOUZA SILVA REQUISITOS DE SOFTWARE

FACULDADE DO LITORAL SUL PAULISTA FALS CLAYTON DE SOUZA SILVA REQUISITOS DE SOFTWARE FACULDADE DO LITORAL SUL PAULISTA FALS CLAYTON DE SOUZA SILVA REQUISITOS DE SOFTWARE PRAIA GRANDE 2010 CLAYTON DE SOUZA SILVA REQUISITOS DE SOFTWARE Trabalho de conclusão de curso, Faculdade do Litoral

Leia mais