PRH 08 Programa de Pós-Graduação e Graduação em Geofísica e Geologia para o Setor de Petróleo e Gás

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PRH 08 Programa de Pós-Graduação e Graduação em Geofísica e Geologia para o Setor de Petróleo e Gás"

Transcrição

1 PRH 08 Programa de Pós-Graduação e Graduação em Geofísica e Geologia para o Setor de Petróleo e Gás Instituição Sigla Reitor Coordenadoria Endereço Universidade Federal da Bahia UFBA Naomar Monteiro de Almeida Filho Hédison Kiuity Sato Rua Augusto Vianna CEP Cidade Salvador UF BA Telefone (71) Home Page Cursos 1. Bacharel/Mestre/Doutor em Geofísica Aplicada à Exploração de Petróleo 2. Geólogo do Petróleo Objetivo(s) do Programa Considerando o novo cenário instalado no Brasil, a partir da abertura do Setor de Petróleo, o programa visa formar novos profissionais para atender as necessidades de pessoal qualificado para a Indústria do Petróleo. Também busca proporcionar uma maior integração entre os cursos de graduação e pós-graduação em geofísica, incentivando e melhor capacitando os jovens que ingressam na graduação para uma futura carreira na Indústria de Exploração de Petróleo. Informações detalhadas sobre o(s) curso(s) Título do Curso Nível Especialização Geofísica Graduação Bacharel em Geofísica Aplicada à Exploração do Petróleo Objetivo(s) Específico(s) O aluno deverá realizar sua monografia (Trabalho de Graduação) na área de Geofísica Aplicada à Exploração do Petróleo. Nesta oportunidade ele deverá consolidar sua formação geofísica bem como sua especialização profissional. Desta forma ele irá aplicar na área de exploração de petróleo, os conhecimentos básicos de Geofísica, bem como desenvolver competências e habilidades para desenvolver atividades profissionais, tais como o processamento e a interpretação de dados sísmicos, de perfís de poços, de dados potenciais (gravimetria e magnetometria), de dados eletromagnéticos, e de dados geotérmicos. Prática(s) Pedagógica(s) Aulas práticas Visitas ao campo com objetivo de aperfeiçoar a prática geológica Visitas às instalações de companhias de petróleo e equipes de aquisição de dados geofísicos em campo. Possibilidade de assistir aos seminários da Pós-Graduação Uso extensivo dos recursos computacionais do CPGG/UFBA Uso de pacotes de programas especiais para o processamento de dados geológicos e geofísicos, usandos na indústria de petróleo

2 Título do Curso Nível Especialização Geofísica Mestrado Mestre em Geofísica Aplicada à Exploração de Petróleo Objetivo(s) Específico(s) O aluno deverá adquirir uma boa fundamentação teórica sobre os principais métodos geofísicos de exploração de petróleo. Ao mesmo tempo deverá desenvolver a maturidade e a competência técnico e científica para lidar com problemas teóricos e práticos relacionados com a exploração de petróleo. Prática(s) Pedagógica(s) Aulas práticas Visitas ao campo, incluindo as instalações de companhias de petróleo Obrigação assistir aos seminários semanais da Pós-Graduação Uso extensivo dos recursos computacionais do CPGG/UFBA Título do Curso Nível Especialização Geofísica Doutorado Doutor em Geofísica Aplicada à Exploração do Petróleo Objetivo(s) Específico(s) O aluno deverá adquirir uma boa fundamentação teórica sobre os principais métodos geofísicos de exploração de petróleo. Ao tempo deverá desenvolver a maturidade e a competência técnico e científica para lidar com problemas teóricos e práticos relacionados com a exploração de petróleo. Também deverá desenvolver a competência científica e profissional para realizar pesquisa de caráter original na área de geofísica aplicada à exploração de petróleo. Prática(s) Pedagógica(s) Aulas práticas Visitas ao campo (instalações da Petrobras) Obrigação em assistir aos seminários semanais da Pós-Graduação Uso extensivo dos recursos computacionais do CPGG/UFBA Título do Curso Nível Especialização Geologia Graduação Geólogo do Petróleo Objetivo(s) Específico(s) O geólogo do petróleo é habilitado para utilização de equipamentos, descrição de testemunhos geológicos, leitura e interpretação de mapas e perfis geológicos, assim como a avaliação preliminar de reservatórios de petróleo e gás. Prática(s) Pedagógica(s) - Aulas práticas - Visitas ao campo (instalações da Petrobras) - Participação em cursos de complementação da formação (curta duração) Temáticas para 2013 Graduação 1. Inversão tomográfica de tempos de transito na exploração de petróleo em campos maduros Pertinência: A exploração de petróleo e gás lida com três etapas fundamentais: aquisição de dados sísmicos, o processamento desses dados e por fim a interpretação dos resultados. A sísmica convencional trata principalmente das duas primeiras etapas, ou seja, tem por principal objetivo o imageamento da superfície. Esse projeto se encaixa

3 na área de exploração de petróleo e gás, particularmente quando se deseja uma maior resolução do imageamento da subsuperfície. Interesse para o setor petróleo e gás: As técnicas de tomografia embora mais caras que a sísmica convencional, oferecem uma melhor resolução na delimitação de reservatórios de petróleo e gás. 2. Modelagem física de dados sísmicos de reflexão e processamento Pertinência: Fazer o estudante entender os fenômenos associados à propagação de ondas elásticas (reflexão, conversão, difração, etc...), observando registros sísmicos gerados em modelos reduzidos, seguido do seu tratamento. Interesse para o setor petróleo e gás: Fenômenos elásticos básicos que controlam a propagação de ondas na pesquisa sísmica de petróleo. 3. Interpretação de seções sísmicas empilhadas e migradas Pertinência: Fazer o estudante entender as técnicas de processamento e apresentação de imagens sísmicas, visando reconhecer as estruturas favoráveis ao armazenamento de óleo e gás. Interesse para o setor petróleo e gás: Locação de poços. 4. Reservatórios de petróleo Sub tema 1: Estudos da geometria, arquitetura e heterogeneidades das rochas reservatórios, utilizando afloramentos da Formação Sergí na Bacia do Recôncavo. Sub tema 2: Estudos da geometria, arquitetura e heterogenidades e petrologia das rochas reservatórios, utilizando afloramentos do Membro Caruaçu da Formação Maracangalha na Bacia do Recôcavo. Sub tema 3: Estudo das heterogenidades das fácies reservatórios fluvio-eólicas da Formação Sergí na área de Saubara, porção Sul da Bacia do Recôncavo. Pertinência: O potencial de um reservatório, em um campo produtor de petróleo e gás natural, depende, sobretudo, do conhecimento de sua geometria, arquitetura e heterogenidades desses reservatórios. O objetivo desse tipo de pesquisa é tentar definir melhor esses parâmetros geosedimentares. Interesse para o setor petróleo e gás: Bom potencial para produção de gás natural em algumas áreas do Recôncavo. 5. Estratigrafia de seqüências Sub tema 1: Estudos das seqüências fluvio-eólicas das formações Sergí e Aliança enfocando períodos de exposição e afogamento dessas seqüências sedimentares. Sub tema 2: Estudo da Seqüência Permiana Formação Afligidos - sobreposta discordante do embasamento cristalino BR101, km 151. Pertinência e interesse: O entendimento do empilhamento das seqüências sedimentares formadas em diferentes ambientes deposicionais, só é possível com a aplicação dos conceitos da Estratigrafia de Seqüências que pode explicar a provável existência ou ausência de potenciais reservatórios de petróleo e gás natural. 6. Caracterização Geoquímica do potencial gerador dos folhelhos pretos da Formação Candeias no afloramento de Bom Despacho, Ilha de Itaparica, Bacia do Recôncavo. Pertinência e interesse: A ocorrência de petróleo e gás natural em qualquer bacia sedimentar, depende de vários fatores. Entre eles, o potencial gerador dos folhelhos existentes na bacia. Os estudos geoquímicos sugeridos para essa pesquisa poderão mostrar a potencialidade desses folhelhos na geração de petróleo e gás natural nessa porção da Bacia do Recôncavo. 7. Medidas de parâmetros térmicos e de produção de calor radiogênico das litologias do fluxo

4 geotérmico e em bacias sedimentares Sub tema 1: Nas bacias de Jequitinhonha e Cumuruxatiba obter, por sondagens, amostras do embasamento em áreas cobertas pela formação Barreiras. Utilizar levantamento elétrico na locação dos furos de sondagem buscando atingir o embasamento com pouca profundidade e evitando zonas de falha. Nas amostras coletadas, determinar os parâmetros térmicos e a taxa volumétrica de produção de calor radiogênico. Determinar o fluxo geotérmico nos furos a serem feitos. Sub tema 2: Bacia do Recôncavo determinar os parâmetros térmicos nas amostras do embasamento já coletadas no projeto anterior e ampliar a amostragem com amostras de calha de poços da bacia a serem fornecidas pela PETROBRAS. Sub tema 3: caracterização litológica dos embasamentos adjacentes às bacias Sergipe- Alagoas e Pernambuco-Paraíba, como também determinação dos parâmetros térmicos e da taxa de produção de calor das litologias presentes na área. A amostragem será complementada com amostras de calha de poços das bacias a serem fornecidas pela PETROBRAS. Pertinência e interesse para o setor de petróleo e gás: caracterização litológica dos embasamentos litorâneos do nordeste brasileiro visando, por um lado, conhecer esses embasamentos e, por outro, inferir as principais litologias existentes sob os sedimentos das bacias. Também, determinar os parâmetros térmicos e a taxa de produção de calor das litologias dos referidos embasamentos. Este estudo iniciou-se com o projeto GEOTERM ( ), financiando pela Finep e Petrobras para construir as histórias térmicas das bacias sedimentares do Recôncavo, Camamu, Almada, Cumuruxatiba e Jequitinhonha e continua com o projeto GEOTERM-NE ( ), financiado pela PETROBRAS através do Programa de Modelagem de Bacias - PROMOB, do CENPES, abrangendo a região de Cumuruxatiba e os embasamentos adjacentes às bacias Sergipe-Alagoas e Pernambuco-Paraíba. A finalidade desse estudo é obter parâmetros térmicos necessários à modelagem termo-mecânica das bacias. 8. Métodos elétrico e eletromagnético na exploração de petróleo Pertinência: O método eletromagnético está sendo retomado na exploração de petróleo e gás operando com outras propriedades físicas, no caso a resistividade elétrica e polarização elétrica induzida, para resolver algumas ambigüidades em situações em que os resultados dos métodos sísmicos têm-se mostrado limitado. Na mesma direção, a literatura tem exemplos da aplicação dos métodos elétricos, particularmente a polarização elétrica induzida sendo usada na exploração de petróleo. Interesse para o setor petróleo e gás: Rede Cooperativa 04 (Geologia e Geofísica de Campos Maduros) visando testar novas técnicas para melhorar o processo de recuperação de campos maduros, bem como a aplicação na exploração (Projeto encomenda Aplicações de métodos eletromagnéticos à exploração e ao monitoramento de reservatórios de petróleo). 9. Métodos potenciais na exploração de petróleo Sub-temas: processamento de dados, algoritmos, inversão. Pertinência e interesse para o setor petróleo e gás: Os métodos potenciais constituem-se em um grupo de ferramentas importante na exploração de petróleo pois pode, a baixos custos, trazer informações sobre as extensões laterais e em profundidade das bacias sedimentares. Embora não decisivos quanto aos métodos sísmicos, estes métodos ainda são importantes e o treinamento de graduados no assunto é relevante. 10. Migração de Dados Sísmicos-Aplicações Pertinência: A migração sísmica é uma das etapas do processamento sísmico mais largamente usada pela indústria de óleo e gás e tem como objetivo obter uma imagem que melhor represente a subsuperficie, relativa aos dados coletados. Em áreas geologicamente complexas a migração sísmica se constitui em uma ferramenta de uso comum na localização de reservatórios. Devido a sua grande importância na interpretação dos dados sísmicos, muitos métodos de migração têm sido desenvolvidos nas ultimas décadas, sempre buscando uma melhoria na qualidade do imageamento dos dados sísmicos.

5 Interesse para o setor petróleo e gás: Existe um grande interesse da indústria de petróleo no desenvolvimento de técnicas de processamento, como a migração sísmica, que possam fornecer imagens de boa qualidade da subsuperficie e tornando mais preciso o mapeamento de estruturas geológicas, bem como a identificação dos limites de reservatórios de hidrocarbonetos e, portanto, possibilitando um menor risco no processo exploratório (Rede Cooperativa 01 Risco Exploratório). 11. Estudos geofísicos em afloramentos extensos da Formação Maracangalha, bacia do Recôncavo. Pertinência: A Formação Maracangalha, em suas fácies arenosas, é portadora de expressivas reservas de gás na bacia do Recôncavo. Todavia, por representarem depósitos de fluxo gravitacionais sub-aquosos, compõem reservatórios de arquitetura deposicional complexa e ampla variabilidade lateral em suas propriedades poro-permeáveis, o que muito dificulta suas explorações. Um estudo geofísico de afloramentos e uma análise petrofísica detalhada desses corpos arenosos deverá fornecer elementos para se efetuar avaliações quantitativas de tais reservatórios, a partir de atributos sismo-estratigráficos. Interesse para o setor petróleo e gás: Os resultados previstos de serem alcançados terão fortes repercussões no esforço de exploração e no aumento do fator de recuperação de campos localizados nessa formação (Projeto encomenda Arquitetura estratigráfica, geometria e heterogeneidade dos reservatórios da Formação Maracangalha, bacia do Recôncavo). 12. Obtenção de Perfis de Tempos de Trânsito usando Traçamento de Raios Sísmicos no Modelo Geológico do Talude. Pertinência: O tema do trabalho se enquadra na área de modelagem sísmica de exploração de petróleo, na qual o aluno terá a oportunidade de aplicar uma grande variedade de conceitos sísmicos apreendidos no curso num problema de real interesse. Interesse para o setor petróleo e gás: Estudo do modelo geológico do talude, no qual, atualmente, a indústria de petróleo vem revelando grande interesse. Isto se deve ao fato de que os maiores campos petrolíferos brasileiros estarem localizados na região geológica da plataforma continental. Além disso, a quebra dessa plataforma (talude), tem apresentado inúmeros problemas interpretativos. 13. Modelagem Sísmica de Tempos de Trânsito usando Traçamento de Raios Sísmicos em Modelo Geológico do Talude. Pertinência: O tema do trabalho se enquadra na área de modelagem sísmica de exploração de petróleo, na qual o aluno terá a oportunidade de aplicar uma grande variedade de conceitos sísmicos apreendidos no curso num problema de real interesse. Interesse para o setor petróleo e gás: Estudo do modelo geológico do talude, no qual, atualmente, a indústria de petróleo vem revelando grande interesse. Isto se deve ao fato de que os maiores campos petrolíferos brasileiros estarem localizados na região geológica da plataforma continental. Além disso, a quebra dessa plataforma (talude), tem apresentado inúmeros problemas interpretativos. 14. Estudo da Influência da Forma Geométrica de Intrusões em Perfis de Tempo de Trânsito. Pertinência: O aluno poderá aplicar conceitos sísmicos de traçamento de raios, sistemas sísmicos de aquisição, construção de modelos, e interpretação de dados sísmicos. Todos pertinentes à área de sísmica de exploração de petróleo. Interesse para o setor petróleo e gás: Estimativa de formas geométricas características de reservatórios de hidrocarbonetos através da análise de dados coletados. 15. Obtenção de Perfis de Amplitudes Sísmicas usando Traçamento de Raios. Pertinência: Além da aplicação dos conceitos de dispersão e atenuação de ondas elásticas, o aluno terá a oportunidade de utilizar técnicas de traçamento de raios, de construção de modelos sísmicos, e de interpretação dos dados sintéticos gerados. Estes últimos poderão ser comparados com aqueles provenientes da exploração petrolífera. Interesse para o setor petróleo e gás: Fornecimento de novos elementos que facilitem a interpretação de sismogramas obtidos na indústria petrolífera. 16. Utilização de Diferentes Métodos de Representação de Modelo Sísmicos. Pertinência: A tradução de modelos geológicos em modelos sísmicos passíveis de serem tratados computacionalmente é uma etapa de importância fundamental nas atividades de modelagem e inversão sísmicas praticadas na indústria do petróleo. Interesse para o setor petróleo e gás: Representação da realidade geológica em modelos sísmicos acurados e que propiciem alguma redução no tempo de processamento de algoritmos computacionais utilizados na indústria de petróleo. 17. Parametrização de Modelos Sísmicos utilizando diferentes tipos de Ondaletas (Wavelets). Pertinência: Modelos sísmicos precisam ser representados por algum tipo de parametrização

6 que os tornem passíveis de serem quantificados, isto é: tratados matematicamente e computacionalmente. Interesse para o setor petróleo e gás: Aprofundar o desenvolvimento e a aplicação de um tipo de parametrização conhecida por ondaletas (Wavelets) que, se utilizada, irá enriquecer as metodologias do gênero já em uso na indústria petrolífera. 18. Estabelecimento de Relações entre as Representações Matriciais de Dados e Modelos Sísmicos. Pertinência: Estabelecimento de relações matemáticas entre matrizes representativas de dados e modelos sísmicos provenientes de situações geológicas com presença de estruturas armazenadoras de hidrocarbonetos. Interesse para o setor petróleo e gás: Concorre para a realização da possibilidade de criação de um método automático e econômico de imageamento de estruturas de subsuperfície capazes de armazenar hidrocarbonetos. 19. Estudo Comparativo de Parametrizações de Modelos Sísmicos usando diferentes tipos de Splines. Pertinência: Comparar diferentes possibilidades de uso de splines na parametrização de modelos sísmicos advindos de geologias com diferentes tipos de reservatórios de hidrocarbonetos. Interesse para o setor petróleo e gás: Oferece um estudo comparativo no uso de splines para a representação de modelos sísmicos de interesse para a indústria de petróleo. 20. Modelagem Magnética usando Barras Dipolares na Parametrização de Aspectos Geométricos e Petrológicos de Modelos Geológicos. Pertinência: Representar modelos geológicos com possibilidade de armazenar hidrocarbonetos através de barras dipolares e realizar modelagens magnéticas. Interesse para o setor petróleo e gás: Oferecer à indústria petrolífera mais uma possibilidade de estudo de situações geológicas de interesse através do método magnético e usando novas possibilidades de representação de modelos. Mestrado 1. Inversão tomográfica de tempos de trânsito com dados reais na exploração de petróleo Pertinência: A exploração de petróleo e gás lida com três etapas fundamentais: aquisição de dados sísmicos, o processamento desses dados e por fim a interpretação dos resultados. A sísmica convencional trata principalmente das duas primeiras etapas, ou seja, tem por principal objetivo o imageamento da superfície. Esse projeto se encaixa na área de exploração de petróleo e gás, particularmente quando se deseja uma maior resolução do imageamento da subsuperfície. Interesse para o setor petróleo e gás: As técnicas de tomografia embora mais caras que a sísmica convencional, oferecem uma melhor resolução na delimitação de reservatórios de petróleo e gás (Rede Cooperativa 01 Risco Exploratório). 2. Fluxo geotérmico e produção de calor radiogênico em bacias sedimentares Sub tema 1: Bacia do Recôncavo Sub tema 2: Bacia do Jequitinhonha Sub tema 3: Bacia do Cumuruxatiba Pertinência e interesse para o setor de petróleo e gás: Estudos previstos no projeto GEOTEM, finaciando pela Finep e Petrobras, para construir as histórias térmicas das bacias sedimentares do Recôncavo, Camamu, Almada, Cumuruxatiba e Jequitinhonha. 3. Métodos elétrico e eletromagnético na exploração de petróleo Pertinência: O método eletromagnético está sendo retomado na exploração de petróleo e gás operando com outras propriedades físicas, no caso a resistividade elétrica e polarização elétrica induzida, para resolver algumas ambigüidades em situações em que os resultados dos métodos sísmicos têm-se mostrado limitado. Na mesma direção, a literatura tem exemplos da aplicação dos métodos elétricos, particularmente a polarização elétrica induzida

7 sendo usada na exploração de petróleo. Interesse para o setor petróleo e gás: Rede Cooperativa 04 (Geologia e Geofísica de Campos Maduros) visando testar novas técnicas para melhorar o processo de recuperação de campos maduros, bem como a aplicação na exploração (Projeto encomenda Aplicações de métodos eletromagnéticos à exploração e ao monitoramento de reservatórios de petróleo). 4. Métodos potenciais na exploração de petróleo Sub-tema: processamento de dados, algoritmos, inversão. Pertinência e interesse para o setor petróleo e gás: Os métodos potenciais constituem-se em um grupo de ferramentas importante na exploração de petróleo pois pode, a baixos custos, trazer informações sobre as extensões laterais e em profundidade das bacias sedimentares. Embora não decisivos quanto aos métodos sísmicos, estes métodos ainda são importantes e o treinamento de graduados no assunto é relevante. 5. Migração de Dados Sísmicos: teste de algoritmos com aplicações a dados reais Pertinência: A migração sísmica é uma das etapas do processamento sísmico mais largamente usada pela indústria de óleo e gás e tem como objetivo obter uma imagem que melhor represente a subsuperficie, relativa aos dados coletados. Em áreas geologicamente complexas a migração sísmica se constitui em uma ferramenta de uso comum na localização de reservatórios. Devido a sua grande importância na interpretação dos dados sísmicos, muitos métodos de migração têm sido desenvolvidos nas ultimas décadas, sempre buscando uma melhoria na qualidade do imageamento dos dados sísmicos. Interesse para o setor petróleo e gás: Existe um grande interesse da industria de petróleo no desenvolvimento de técnicas de processamento, como a migração sísmica, que possam fornecer imagens de boa qualidade da subsuperficie e tornando mais preciso o mapeamento de estruturas geológicas, bem como a identificação dos limites de reservatórios de hidrocarbonetos e, portanto, possibilitando um menor risco no processo exploratório (Rede Cooperativa 01 Risco Exploratório). 6. Heterogeneidades petrofísicas nos arenitos da Formação Maracangalha, bacia do Recôncavo. Pertinência: A Formação Maracangalha, em suas fácies arenosas, é portadora de expressivas reservas de gás na bacia do Recôncavo. Todavia, por representarem depósitos de fluxo gravitacionais sub-aquosos, compõem reservatórios de arquitetura deposicional complexa e ampla variabilidade lateral em suas propriedades poro-permeáveis, o que muito dificulta suas explorações. Um estudo geofísico de afloramentos e uma análise petrofísica detalhada desses corpos arenosos deverá fornecer elementos para se efetuar avaliações quantitativas de tais reservatórios, a partir de atributos sismo-estratigráficos. Interesse para o setor petróleo e gás: Os resultados previstos de serem alcançados terão fortes repercussões no esforço de exploração e no aumento do fator de recuperação de campos localizados nessa formação (Projeto encomenda Arquitetura estratigráfica, geometria e heterogeneidade dos reservatórios da Formação Maracangalha, bacia do Recôncavo). 7. Um estudo sobre a influência da interpolação de traço sísmicos na obtenção da seção CMP empilhada Pertinência: A conseqüência prática e a importância desses estudos dizem respeito ao custo de aquisição dos dados, como também a eficácia e eficiência das técnicas modernas de processamento dos dados sísmicos. A amostragem espacial utilizada nos levantamentos sísmicos pode afetar a resolução lateral dos eventos sísmicos, causando severas restrições na seqüência do processamento. Interesse para o setor petróleo e gás: Redução dos custos nas etapas do processamento de dados sísmicos melhorando a qualidade total dos resultados (Rede Cooperativa 01 Risco Exploratório). 8. Deconvolução do traço sísmico complexo Pertinência: compreende a extensão da teoria dos filtros Wienner Levinson (WL) para filtros complexos bem como sua aplicação na deconvolução de sismogramas analíticos obtidos a partir de dados sísmicos sintéticos e reais. A pesquisa compreender á a análise do desempenho de tais algoritmos frente ao método de WL convencional utilizados no processamento sísmico. Interesse para o setor petróleo e gás: Redução dos custos nas etapas do processamento de dados sísmicos melhorando a qualidade total dos resultados (Rede Cooperativa 01 Risco

8 Exploratório). 9. A Influência da Dimensão do Modelo na Estabilidade da Inversão Sísmica. Pertinência: A robustez de algoritmos de inversão será analisada. Isto é, será avaliada a influência da dimensão do problema na sensibilidade do procedimento de inversão relativamente a grau de presença de ruído nos dados que é uma questão crítica em sísmica de exploração de petróleo. Interesse para o setor petróleo e gás: A importância do trabalho proposto para a indústria de petróleo está no fato de que os dados por ela utilizados serem reais e, portanto, com elevada presença de ruído e, além disso, os modelos reais são, no mínimo, tridimensionais. 10. Estimativa de Parâmetros Sísmicos em Situações Geológicas caracterizadas pela presença de Talude Continental. Pertinência: O trabalho envolve as etapas de: parametrização, modelagem, inversão, e interpretação do modelo do talude continental. Além de abranger todas as principais etapas do trabalho geofísico (sísmico), o aluno trabalhará com modelo de particular interesse para a indústria de petróleo. Interesse para o setor petróleo e gás: Estudo do modelo geológico do talude, no qual, atualmente, a indústria de petróleo vem revelando grande interesse. Isto se deve ao fato de que os maiores campos petrolíferos brasileiros estarem localizados na região geológica da plataforma continental. Além disso, a quebra dessa plataforma (talude), tem apresentado inúmeros problemas interpretativos. 11. A Influência da Dimensão do Modelo na Estabilidade da Inversão Sísmica. Pertinência: A robustez de algoritmos de inversão será analisada. Isto é, será avaliada a influência da dimensão do problema na sensibilidade do procedimento de inversão relativamente ao grau de presença de ruído nos dados que é uma questão crítica em sísmica de exploração de petróleo. Interesse para o setor petróleo e gás: A importância do trabalho proposto para a indústria de petróleo está no fato de que os dados por ela utilizados serem reais e, portanto, com elevada presença de ruído e, além disso, os modelos reais são, no mínimo, tridimensionais. 12. Estimativa de Parâmetros Sísmicos em Situações Geológicas caracterizadas pela presença de Talude Continental. Pertinência: O trabalho envolve as etapas de: parametrização, modelagem, inversão, e interpretação do modelo do talude continental. Além de abranger todas as principais etapas do trabalho geofísico (sísmico), o aluno trabalhará com modelo de particular interesse para a indústria de petróleo. Interesse para o setor petróleo e gás: Estudo do modelo geológico do talude, no qual, atualmente, a indústria de petróleo vem revelando grande interesse. Isto se deve ao fato de que os maiores campos petrolíferos brasileiros estarem localizados na região geológica da plataforma continental. Além disso, a quebra dessa plataforma (talude), tem apresentado inúmeros problemas interpretativos. 13. Modelagem Sísmica Time-Lapse em Reservatórios com Campo de Velocidades Sísmicas dependente do Tempo. Pertinência: Realização de modelagens sísmicas nas quais o campo de velocidades sísmicas em reservatórios de hidrocarbonetos é dependente, não apenas da posição, mais também do tempo. Interesse para o setor petróleo e gás: Oferecer à exploração petrolífera técnicas nas quais o comportamento do reservatório poderá ser visto como um todo, ao longo do tempo, mediante excitações capazes de alterar o campo de velocidades sísmicas. 14. Estimativa Tomográfica de Parâmetros de Modelos Sísmicos com Heterogeneidade Local. Pertinência: O aluno utilizará técnicas de inversão para estimar parâmetros cinemáticos e geométricos de estruturas sísmico-geológicas de reservatórios de hidrocarbonetos. Interesse para o setor petróleo e gás: Estimativa de parâmetros geométricos e sísmicos de reservatórios de hidrocarbonetos. Doutorado 1. Modelagem geotérmica da Bacia do Recôncavo Pertinência: A modelagem é necessária para se estabelecer se a bacia teve condições de gera petróleo, procedimento rotineiro em estudo de bacias.

9 Interesse para o setor petróleo e gás: Valorizar a bacia sedimentar 2. Métodos elétrico e eletromagnético na exploração de petróleo Sub tema 1: modelagem tridimensional em situações com polarização de Maxwell-Wagner Sub tema 2: estudo da polarização de Maxwell-Wagner em rochas com água, óleo e gás. Sub tema 3: inversão de dados eletromagnéticos Pertinência: O método eletromagnético está sendo retomado na exploração de petróleo e gás operando com outras propriedades físicas, no caso a resistividade elétrica e polarização elétrica induzida, para resolver algumas ambigüidades em situações em que os resultados dos métodos sísmicos têm-se mostrado limitado. Na mesma direção, a literatura tem exemplos da aplicação dos métodos elétricos, particularmente a polarização elétrica induzida sendo usada na exploração de petróleo. Interesse para o setor petróleo e gás: Novas técnicas para melhorar o processo de recuperação de campos maduros, bem como a aplicação na exploração de petróleo, têm sido temas que a indústria de petróleo se interessado, haja vista os contratos que têm sido assinados sobre o assunto. 3. Métodos potenciais na exploração de petróleo Sub-temas: processamento de dados, algoritmos, inversão. Pertinência e interesse para o setor petróleo e gás: Os métodos potenciais constituem-se em um grupo de ferramentas importante na exploração de petróleo pois pode, a baixos custos, trazer informações sobre as extensões laterais e em profundidade das bacias sedimentares. Embora não decisivos quanto aos métodos sísmicos, estes métodos ainda são importantes e o treinamento de graduados no assunto é relevante. 4. Migração de Dados Sísmicos: desenvolvimento de algoritmos Pertinência: A migração sísmica é uma das etapas do processamento sísmico mais largamente usada pela indústria de óleo e gás e tem como objetivo obter uma imagem que melhor represente a subsuperficie, relativa aos dados coletados. Em áreas geologicamente complexas a migração sísmica se constitui em uma ferramenta de uso comum na localização de reservatórios. Devido a sua grande importância na interpretação dos dados sísmicos, muitos métodos de migração têm sido desenvolvidos nas ultimas décadas, sempre buscando uma melhoria na qualidade do imageamento dos dados sísmicos. Interesse para o setor petróleo e gás: Existe um grande interesse da indústria de petróleo no desenvolvimento de técnicas de processamento, como a migração sísmica, que possam fornecer imagens de boa qualidade da subsuperficie e tornando mais preciso o mapeamento de estruturas geológicas, bem como a identificação dos limites de reservatórios de hidrocarbonetos e, portanto, possibilitando um menor risco no processo exploratório (Rede Cooperativa 01 Risco Exploratório). 5. Interpolação de traços sísmicos no domínio F-XY e aplicações na migração sísmica Pertinência: A conseqüência prática e a importância desses estudos dizem respeito ao custo de aquisição dos dados, como também a eficácia e eficiência das técnicas modernas de processamento dos dados sísmicos. A amostragem espacial utilizada nos levantamentos sísmicos pode afetar a resolução lateral dos eventos sísmicos, causando severas restrições na seqüência do processamento. Interesse para o setor petróleo e gás: Redução dos custos nas etapas do processamento de dados sísmicos melhorando a qualidade total dos resultados (Rede Cooperativa 01 Risco Exploratório). 6. Deconvolução do pulso sísmico utilizando filtros multicanais adaptativos Pertinência: compreende o desenvolvimento e aplicação de algoritmos multicanais adaptativos para a deconvolução do pulso sísmico. A pesquisa deverá analisar o desempenho de tais algoritmos em termos de eficiência (rapidez) computacional e eficácia (melhoria da qualidade final) frente aos métodos convencionais utilizados no processamento sísmico. Interesse para o setor petróleo e gás: Redução dos custos nas etapas do processamento de dados sísmicos melhorando a qualidade total dos resultados (Rede Cooperativa 01 Risco Exploratório). 7. Estimativas de Campos de Velocidades Sísmicas usando Técnicas de Continuação de Dados de Campos de Ondas. Pertinência: O trabalho pretende estimar campos de velocidades sísmicas que permitirá a

10 obtenção de importantes informações (de grande utilidade na exploração petrolífera) a respeito das rochas que se encontram na sub-superfície inacessível analisada. Interesse para o setor petróleo e gás: Fornece para a indústria de petróleo um campo de velocidades sísmicas que terá sua utilidade em outros procedimentos já desenvolvidos dentro da empresa petrolífera, tais como: migração, inversão, e interpretação. 8. Realização de Inversões de Propriedade de Reservatórios de Hidrocarbonetos usando Tomografia Sísmica. Pertinência: Estimativa de propriedades de reservatórios de hidrocarbonetos usando tempos de trânsito e amplitudes calculadas ao longo de trajetórias de raios sísmicos de atravessam reservatórios. Interesse para o setor petróleo e gás: Oferecer novas possibilidades de imageamento de reservatórios petrolíferos.

Geodinâmica/Geofísica aplicada ao Setor Petróleo e Gás (mestrado e doutorado);

Geodinâmica/Geofísica aplicada ao Setor Petróleo e Gás (mestrado e doutorado); PRH 22 - Programa de Formação em Geologia, Geofísica e Informática no Setor Petróleo e Gás na UFRN Instituição: UFRN - Universidade Federal do Rio Grande do Norte Reitor: José Ivonildo do Rego Helenice

Leia mais

6200 Métodos geofísicos

6200 Métodos geofísicos 6200 Métodos geofísicos 1 Geofísica aplicada à detecção da contaminação do solo e das águas subterrâneas Os métodos geofísicos são técnicas indiretas de investigação das estruturas de subsuperfície através

Leia mais

Nota técnica produzida para o projeto Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento

Nota técnica produzida para o projeto Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento Nota técnica produzida para o projeto Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento Agosto/2009 SDS Edifício Eldorado salas 106/109 CEP 70392-901 Brasília DF Telefax: (61) 3225-2288 E-mail: fneng@fne.org.br

Leia mais

ESTATÍSTICA. 1. TURNO: Vespertino e Noturno HABILITAÇÃO: Bacharelado. PRAZOS PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos

ESTATÍSTICA. 1. TURNO: Vespertino e Noturno HABILITAÇÃO: Bacharelado. PRAZOS PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos ESTATÍSTICA 1. TURNO: Vespertino e Noturno HABILITAÇÃO: Bacharelado GRAU ACADÊMICO: Estatístico PRAZOS PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos Máximo = 8 anos 2. OBJETIVO/PERFIL DO PROFISSIONAL A SER FORMADO De

Leia mais

Introdução à. Engenharia de Software. Givanaldo Rocha de Souza givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.

Introdução à. Engenharia de Software. Givanaldo Rocha de Souza givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu. "Antes de imprimir pense em sua responsabilidade e compromisso com o MEIO AMBIENTE." Engenharia de Software Introdução à Engenharia de Software Givanaldo Rocha de Souza givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha

Leia mais

PROJETO: CONSOLIDAÇÃO DA MODELAGEM PREVISÃO NUMÉRICA DO TEMPO NO INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGIA (INMET) BRA/OMM/011/001 TERMO DE REFERÊNCIA

PROJETO: CONSOLIDAÇÃO DA MODELAGEM PREVISÃO NUMÉRICA DO TEMPO NO INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGIA (INMET) BRA/OMM/011/001 TERMO DE REFERÊNCIA PROJETO: CONSOLIDAÇÃO DA MODELAGEM PREVISÃO NUMÉRICA DO TEMPO NO INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGIA (INMET) BRA/OMM/011/001 TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIALISTA TI SÊNIOR (SISDAGRO) Perfil: Especialista em

Leia mais

http://www.if.ufrj.br/teaching/geo/sbgfque.html

http://www.if.ufrj.br/teaching/geo/sbgfque.html 1 de 5 12/8/2009 11:34 O Que é Geofísica? (* Adaptado por C.A. Bertulani para o projeto de Ensino de Física a Distância) Geofísica é o estudo da Terra usando medidas físicas tomadas na sua superfície.

Leia mais

CURSO. Master in Business Economics 1. vire aqui

CURSO. Master in Business Economics 1. vire aqui CURSO MASTER In Business Economics Master in Business Economics 1 vire aqui DISCIPLINAs O aluno poderá solicitar a dispensa das disciplinas básicas: Matemática Básica, Estatística Aplicada e Contabilidade.

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOLOGIA

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOLOGIA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOLOGIA I N S T IT U T O D E G E O C I Ê N C I A S - U N IV E R S I D A D E FE D E R A L D A BA H IA CAMPUS ONDINA - SALVADOR (BA) - CEP 40210-340 TEL: (71) 3203 8534 - FAX:

Leia mais

PERGUNTA: [...] 1. Entendemos que a abrangência do trabalho deve considerar os seguintes órgãos do MEC:

PERGUNTA: [...] 1. Entendemos que a abrangência do trabalho deve considerar os seguintes órgãos do MEC: ESCLARECIMENTO II AOS INTERESSADOS. Brasília, 24 de outubro de 2008. REFERÊNCIA: PREGÃO 45/2008 Proc. nº: 23000.011534/2008-22 ASSUNTO: Respostas aos Questionamentos. Prezados Senhores interessados, Em

Leia mais

11/12/2012. I. Introdução 1.O Rio São Francisco 2.O Projeto de Irrigação Iuiú

11/12/2012. I. Introdução 1.O Rio São Francisco 2.O Projeto de Irrigação Iuiú 2/15 Autores: Mario Grüne de Souza e Silva Prof. Geraldo Wilson Júnior 03/12/2012 I. Introdução 1.O Rio São Francisco 2.O Projeto de Irrigação Iuiú II. Objetivos III.Aplicação Metodológica 1.Tratamento

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini - Junho 2010

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini - Junho 2010 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini - Junho 2010 A FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS PARA O SETOR DE REAL ESTATE Prof. Dr. João da Rocha Lima Jr. Prof. Dr. Claudio Tavares de Alencar.

Leia mais

PRH 04 Programa de Pós-Graduação em Energia PPGE

PRH 04 Programa de Pós-Graduação em Energia PPGE PRH 04 Programa de Pós- em Energia PPGE Instituição Sigla Reitor Coordenadoria Endereço Universidade de São Paulo USP João Grandino Rodas Edmilson Moutinho dos Santos Av. Prof. Luciano Gualberto, 1.289

Leia mais

TERMO DE REFERENCIA PARA COMPILAÇÃO E MAPEAMENTO DE IMOVEIS RURAIS

TERMO DE REFERENCIA PARA COMPILAÇÃO E MAPEAMENTO DE IMOVEIS RURAIS SERVIÇOS DE GEORREFERENCIAMENTO DE IMÓVEIS RURAIS PARA FINS DE ELABORAÇÃO DE CADASTRO AMBIENTAL RURAL CAR NO MUNICÍPIO DE RIO CLARO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 1. Contextualização A The Nature Conservancy

Leia mais

PLANO DECENAL - ANP. Mauro Barbosa de Araújo Superintendência de Definição de Blocos

PLANO DECENAL - ANP. Mauro Barbosa de Araújo Superintendência de Definição de Blocos PLANO DECENAL - ANP Planejamento das Atividades de Estudos Geológicos & Geofísicos nas Bacias Sedimentares Brasileiras Visando a Exploração de Petróleo e Gás Natural Mauro Barbosa de Araújo Superintendência

Leia mais

ANEXO I, DA PORTARIA N 111 MATRIZ DE COMPETÊNCIAS E HABILIDADES DO ENCCEJA/2003 ENSINO MÉDIO

ANEXO I, DA PORTARIA N 111 MATRIZ DE COMPETÊNCIAS E HABILIDADES DO ENCCEJA/2003 ENSINO MÉDIO ANEXO I, DA PORTARIA N 111 MATRIZ DE COMPETÊNCIAS E HABILIDADES DO ENCCEJA/2003 ENSINO MÉDIO 1 - Matriz de Competências e Habilidades de Ciências da Natureza e Suas Tecnologias Ensino Médio EIXOS COGNITIVOS

Leia mais

M A T E M Á T I C A ENGENHARIA GEOGRÁFICA LICENCIATURAS MESTRADOS DOUTORAMENTOS

M A T E M Á T I C A ENGENHARIA GEOGRÁFICA LICENCIATURAS MESTRADOS DOUTORAMENTOS M A T E M Á T I C A ENGENHARIA GEOGRÁFICA LICENCIATURAS MESTRADOS DOUTORAMENTOS JÁ PENSASTE EM ESTUDAR MATEMÁTICA? Esta brochura destina-se a todos os jovens que gostam de Matemática e que querem conhecer

Leia mais

2 Método sísmico na exploração de petróleo

2 Método sísmico na exploração de petróleo 16 2 Método sísmico na exploração de petróleo O método sísmico, ou sísmica de exploração de hidrocarbonetos visa modelar as condições de formação e acumulação de hidrocarbonetos na região de estudo. O

Leia mais

IMPORTÂNCIA DE DETALHAMENTO DE PROJETOS EM OBRAS QUE UTILIZAM MND. ESTEIO - Engenharia e Aerolevantamentos Eng. Marcos de Castro Leal

IMPORTÂNCIA DE DETALHAMENTO DE PROJETOS EM OBRAS QUE UTILIZAM MND. ESTEIO - Engenharia e Aerolevantamentos Eng. Marcos de Castro Leal IMPORTÂNCIA DE DETALHAMENTO DE PROJETOS EM OBRAS QUE UTILIZAM MND ESTEIO - Engenharia e Aerolevantamentos Eng. Marcos de Castro Leal Histórico APRESENTAÇÃO Fundada em 1969, a ESTEIO Engenharia e Aerolevantamentos

Leia mais

SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008

SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008 SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS PROJETO PEDAGÓGICO I OBJETIVOS

Leia mais

Aula 2 Revisão 1. Ciclo de Vida. Processo de Desenvolvimento de SW. Processo de Desenvolvimento de SW. Processo de Desenvolvimento de SW

Aula 2 Revisão 1. Ciclo de Vida. Processo de Desenvolvimento de SW. Processo de Desenvolvimento de SW. Processo de Desenvolvimento de SW Ciclo de Vida Aula 2 Revisão 1 Processo de Desenvolvimento de Software 1 O Processo de desenvolvimento de software é um conjunto de atividades, parcialmente ordenadas, com a finalidade de obter um produto

Leia mais

Pós-Graduação em Gestão de Negócios com Ênfase em Mercado Farmacêutico

Pós-Graduação em Gestão de Negócios com Ênfase em Mercado Farmacêutico Pós-Graduação em Gestão de Negócios com Ênfase em Mercado Farmacêutico Manual do Curso São Paulo Educação Executiva 2016 Apresentação O Sindusfarma deseja oferecer aos seus associados à possibilidade de

Leia mais

IMAGENS 3D DE POÇOS PETROLÍFEROS

IMAGENS 3D DE POÇOS PETROLÍFEROS Copyright 2005, Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás - IBP Este Trabalho Técnico Científico foi preparado para apresentação no 3 Congresso Brasileiro de P&D em Petróleo e Gás, a ser realizado no período

Leia mais

Estudo de Casos 57. 5.1. Estudo de Caso 1: Velocidade Intervalar e Espessura da Camada

Estudo de Casos 57. 5.1. Estudo de Caso 1: Velocidade Intervalar e Espessura da Camada Estudo de Casos 57 5 Estudo de Casos Neste capítulo são relatados três estudos de caso com sismogramas de referência sintéticos que têm como objetivo avaliar o modelo proposto. Na descrição dos estudos

Leia mais

LEVANTAMENTO E MONITORAMENTO DOS RECURSOS FLORESTAIS DOS TABULEIROS COSTEIROS DO NORDESTE DO BRASIL*

LEVANTAMENTO E MONITORAMENTO DOS RECURSOS FLORESTAIS DOS TABULEIROS COSTEIROS DO NORDESTE DO BRASIL* LEVANTAMENTO E MONITORAMENTO DOS RECURSOS FLORESTAIS DOS TABULEIROS COSTEIROS DO NORDESTE DO BRASIL* BOLFE, É. L. 1 I. INTRODUÇÃO A necessidade de conhecer os modelos atuais de uso da terra e as modificações

Leia mais

2 Estudo dos Acoplamentos

2 Estudo dos Acoplamentos 24 2 Estudo dos Acoplamentos Um problema acoplado é aquele em que dois ou mais sistemas físicos interagem entre si e cujo acoplamento pode ocorrer através de diferentes graus de interação (Zienkiewicz

Leia mais

Capítulo 12 Simulador LOGSIM

Capítulo 12 Simulador LOGSIM Jogos de Empresas Manuel Meireles & Cida Sanches 61 Texto selecionado do artigo: Capítulo 12 Simulador LOGSIM CAVANHA FILHO, A.O. Simulador logístico. Florianópolis: UFSC, 2000. (Dissertação submetida

Leia mais

MORFODINÂMICA DA ZONA DE ARREBENTAÇÃO NA PRAIA DO CASSINO EM EVENTOS DE MARÉ METEOROLÓGICA

MORFODINÂMICA DA ZONA DE ARREBENTAÇÃO NA PRAIA DO CASSINO EM EVENTOS DE MARÉ METEOROLÓGICA MORFODINÂMICA DA ZONA DE ARREBENTAÇÃO NA PRAIA DO CASSINO EM EVENTOS DE MARÉ METEOROLÓGICA Elaine Siqueira Goulart 1 ; Lauro Júlio Calliari 1 elainegoulart@gmail.com 1 - Universidade Federal do Rio Grande

Leia mais

Formulário Nº 01 APRESENTAÇÃO

Formulário Nº 01 APRESENTAÇÃO Ministério da Educação Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - UFRB Pró-Reitoria de Graduação PROGRAD Coordenadoria de Ensino e Integração Acadêmica Núcleo Didático-Pedagógico Atenção: As orientações

Leia mais

MÓDULO DA AULA TEMÁTICA / BIOLOGIA E FÍSICA / ENERGIA

MÓDULO DA AULA TEMÁTICA / BIOLOGIA E FÍSICA / ENERGIA MÓDULO DA AULA TEMÁTICA / BIOLOGIA E FÍSICA / ENERGIA FÍSICA 01. Três especialistas fizeram afirmações sobre a produção de biocombustíveis. Para eles, sua utilização é importante, pois estes combustíveis.

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM DESIGN 514502 INTRODUÇÃO AO DESIGN Conceituação e história do desenvolvimento do Design e sua influência nas sociedades contemporâneas no mundo e no Brasil.

Leia mais

SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO ENGENHARIA CIVIL POÇOS DE CALDAS

SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO ENGENHARIA CIVIL POÇOS DE CALDAS 1) Perfil do curso: SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO ENGENHARIA CIVIL POÇOS DE CALDAS O curso de Engenharia Civil da PUC Minas, campus de Poços de Caldas, tem como objetivo principal formar um profissional

Leia mais

Assistentes Virtuais Inteligentes

Assistentes Virtuais Inteligentes Assistentes Virtuais Inteligentes Excelência e Redução de Custo Operacional WHITEPAPER OFERECEMOS RECORDAÇÕES E EXPERIÊNCIAS ENCANTADORAS We offer amazing memories and experiences Ofrecemos preciosos recuerdos

Leia mais

VI Cinform PROJETO: MAPEAMENTO DO CONHECIMENTO SOCIAL

VI Cinform PROJETO: MAPEAMENTO DO CONHECIMENTO SOCIAL VI Cinform PROJETO: MAPEAMENTO DO CONHECIMENTO SOCIAL MARCUS TÚLIO DE FREITAS PINHEIRO * mtuliop@globo.com O trabalho apresenta um relato de pesquisa voltada para análise do conhecimento gerado em comunidades

Leia mais

Trilha 4 Como estimular conteúdos e plataformas nacionais na rede mundial

Trilha 4 Como estimular conteúdos e plataformas nacionais na rede mundial Coordenador da Trilha Lisandro Zambenedetti Granville (CGI.br, UFRGS) Oradores iniciais indicados pelo setores do CGI.br: 3º Setor Nelson Pretto (UFBA) Academia Regina Melo Silveira (LARC-USP) e Guido

Leia mais

Digitalização do acervo da Delegacia Regional do Trabalho 1933-1940: Dados Quantitativos e a Construção de um Perfil do Trabalhador

Digitalização do acervo da Delegacia Regional do Trabalho 1933-1940: Dados Quantitativos e a Construção de um Perfil do Trabalhador 1707 X Salão de Iniciação Científica PUCRS Digitalização do acervo da Delegacia Regional do Trabalho 1933-1940: Dados Quantitativos e a Construção de um Perfil do Trabalhador SCHNEIDER, Kate M.¹; BEM,

Leia mais

GEOMETRIA ANALÍTICA NO ENSINO MÉDIO ATRAVÉS DA METODOLOGIA DE RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS

GEOMETRIA ANALÍTICA NO ENSINO MÉDIO ATRAVÉS DA METODOLOGIA DE RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS ISSN 2177-9139 GEOMETRIA ANALÍTICA NO ENSINO MÉDIO ATRAVÉS DA METODOLOGIA DE RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS Jeruza Quintana Petrarca de Freitas jeruza.quintana@gmail.com Fundação Universidade Federal do Pampa,

Leia mais

RAÇÃO ESSENCIAL HUMANA: MODELANDO SITUAÇÕES COTIDIANAS

RAÇÃO ESSENCIAL HUMANA: MODELANDO SITUAÇÕES COTIDIANAS RAÇÃO ESSENCIAL HUMANA: MODELANDO SITUAÇÕES COTIDIANAS Vlademir Marim Universidade Federal de Uberlândia marim@pontal.ufu.br Leonardo Silva Costa Universidade Federal de Uberlândia leonardo@mat.pontal.ufu.br

Leia mais

PROGRAMA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA

PROGRAMA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA PROGRAMA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA 11ª, 12ª e 13ª classes Formação de Professores do 1º Ciclo do Ensino Secundário Ficha Técnica TÍTULO: Programa de Metodologia do Ensino de Educação

Leia mais

1Introdução 20. 1 Introdução

1Introdução 20. 1 Introdução 1Introdução 20 1 Introdução Quando um poço de petróleo é perfurado e o mesmo atravessa um reservatório portador de uma estrutura mineralógica onde os grãos da rocha reservatório não estão suficientemente

Leia mais

Resenha sobre o capítulo II Concepção e Organização da pesquisa do livro Metodologia da Pesquisa-ação

Resenha sobre o capítulo II Concepção e Organização da pesquisa do livro Metodologia da Pesquisa-ação Resenha sobre o capítulo II Concepção e Organização da pesquisa do livro Metodologia da Pesquisa-ação Felipe Schadt 1 O presente capítulo 2 é parte integrante do livro Metodologia da Pesquisa-ação, do

Leia mais

CARTA ABERTA EM DEFESA DO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA

CARTA ABERTA EM DEFESA DO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA CARTA ABERTA EM DEFESA DO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA O Fórum das universidades públicas participantes do PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA vem, por meio desta, defender

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO DEPARTAMENTO DE GEOLOGIA DISCIPLINA DESENHO GEOLÓGICO PROF. GORKI MARIANO gm@ufpe.br

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO DEPARTAMENTO DE GEOLOGIA DISCIPLINA DESENHO GEOLÓGICO PROF. GORKI MARIANO gm@ufpe.br UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO DEPARTAMENTO DE GEOLOGIA DISCIPLINA DESENHO GEOLÓGICO PROF. GORKI MARIANO gm@ufpe.br INTERPRETAÇÃO ATUALISTICA DE MAPAS GEOLÓGICOS INTRODUÇÃO O estudo das rochas tem

Leia mais

Utilização de métodos geoelétricos aplicados à determinação de plumas contaminantes em área urbana na grande São Paulo

Utilização de métodos geoelétricos aplicados à determinação de plumas contaminantes em área urbana na grande São Paulo Introdução O método geofísico da eletrorresistividade tem sido usado com sucesso para conhecer a geometria de jazidas minerais; determinação de cobertura de solo/estéril, profundidade e geometria do aquífero,

Leia mais

Manual de. Estágio Curricular Supervisionado. Bacharelado

Manual de. Estágio Curricular Supervisionado. Bacharelado 1 Manual de Estágio Curricular Supervisionado Bacharelado 2 APRESENTAÇÃO O Manual de Estágio Curricular Supervisionado está organizado de forma objetiva e prática, buscando definir informações e conceitos

Leia mais

O PROGRAMA DE EXPLORAÇÃO MINERAL CBPM. SIMEXMIN Ouro Preto - Maio 2012

O PROGRAMA DE EXPLORAÇÃO MINERAL CBPM. SIMEXMIN Ouro Preto - Maio 2012 O PROGRAMA DE EXPLORAÇÃO MINERAL CBPM SIMEXMIN Ouro Preto - Maio 2012 REFERENCIAIS HISTÓRICOS A Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM) é uma sociedade de economia mista, criada pela Lei Estadual nº

Leia mais

Projetos de Pesquisa ENGENHARIAS III

Projetos de Pesquisa ENGENHARIAS III LINHA DE PESQUISA: Projeto Isolado CT-HIDRO: Aproveitamento de Água da Chuva na Amazônia 2010 Descrição: CT-HIDRO: Aproveitamento de Água da Chuva na Amazônia Design of a RC power plant with tunnel at

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO A disciplina aborda o estudo da área de Informática como um todo, e dos conceitos fundamentais,

Leia mais

SUMÁRIO DAS BACIAS SEDIMENTARES

SUMÁRIO DAS BACIAS SEDIMENTARES SUMÁRIO DAS BACIAS SEDIMENTARES INTRODUÇÃO A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulga, neste documento, as características das bacias sedimentares em estudo para a 13ª

Leia mais

TECNOLOGIA EM MEIO AMBIENTE

TECNOLOGIA EM MEIO AMBIENTE TECNOLOGIA EM MEIO AMBIENTE 1. TURNO: Noturno MODALIDADE: Saneamento ÁREA: Meio Ambiente e Tecnologia da Saúde GRAU ACADÊMICO: Tecnólogo em Meio Ambiente PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 3 anos Máximo =

Leia mais

4. BANCO DE COMPETÊNCIAS PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE APOIO À DECISÃO DE CAPACITAÇÃO DE RH

4. BANCO DE COMPETÊNCIAS PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE APOIO À DECISÃO DE CAPACITAÇÃO DE RH 4. BANCO DE COMPETÊNCIAS PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE APOIO À DECISÃO DE CAPACITAÇÃO DE RH 1. INTRODUÇÃO Gilson da Silva Cardoso Antonio Carlos Francisco Luciano Scandelari O mundo está experimentando

Leia mais

LICENCIATURA EM MATEMÁTICA. IFSP Campus São Paulo AS ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS

LICENCIATURA EM MATEMÁTICA. IFSP Campus São Paulo AS ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS LICENCIATURA EM MATEMÁTICA IFSP Campus São Paulo AS ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS O componente curricular denominado Atividades Acadêmico-Científico- Culturais foi introduzido nos currículos

Leia mais

Modelagem Digital do Terreno

Modelagem Digital do Terreno Geoprocessamento: Geração de dados 3D Modelagem Digital do Terreno Conceito Um Modelo Digital de Terreno (MDT) representa o comportamento de um fenômeno que ocorre em uma região da superfície terrestre

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO DEPARTAMENTO DE ESTATÍSTICA E INFORMÁTICA BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO RAPID APPLICATION DEVELOPMENT

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO DEPARTAMENTO DE ESTATÍSTICA E INFORMÁTICA BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO RAPID APPLICATION DEVELOPMENT UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO DEPARTAMENTO DE ESTATÍSTICA E INFORMÁTICA BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO RAPID APPLICATION DEVELOPMENT Disciplina: Modelagem a Programação Orientada a Objetos

Leia mais

Desempenho de Operações. EAD 0763 Aula 2 Livro Texto Cap.2 Leonardo Gomes

Desempenho de Operações. EAD 0763 Aula 2 Livro Texto Cap.2 Leonardo Gomes Desempenho de Operações EAD 0763 Aula 2 Livro Texto Cap.2 Leonardo Gomes Agenda da aula 1 Desempenho de operações 2 Estudo de caso Capítulo 2- Desempenho de Operações Desempenho de operações Como avaliar

Leia mais

SBGf. boletim. A Geofísica na Indústria da Mineração

SBGf. boletim. A Geofísica na Indústria da Mineração boletim SBGf Publicação da Sociedade Brasileira de Geofísica Número 4.2010 ISSN 2177-9090 A Geofísica na Indústria da Mineração Investir em levantamentos geofísicos é o caminho mais eficiente na busca

Leia mais

PROJETO DE JARDINAGEM

PROJETO DE JARDINAGEM PROJETO DE JARDINAGEM ESCOLA ESPECIAL RENASCER APAE LUCAS DO RIO VERDE-MT JUSTIFICATIVA A escolha do tema jardinagem vem de acordo com a proposta pedagógica da Escola Especial Renascer que é proporcionar

Leia mais

SIGNIFICADOS ATRIBUÍDOS ÀS AÇÕES DE FORMAÇÃO CONTINUADA DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DO RECIFE/PE

SIGNIFICADOS ATRIBUÍDOS ÀS AÇÕES DE FORMAÇÃO CONTINUADA DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DO RECIFE/PE SIGNIFICADOS ATRIBUÍDOS ÀS AÇÕES DE FORMAÇÃO CONTINUADA DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DO RECIFE/PE Adriele Albertina da Silva Universidade Federal de Pernambuco, adrielealbertina18@gmail.com Nathali Gomes

Leia mais

Competências e habilidades EIXOS COGNITIVOS (comuns a todas as áreas de conhecimento) I. Dominar linguagens (DL): dominar a norma culta da Língua

Competências e habilidades EIXOS COGNITIVOS (comuns a todas as áreas de conhecimento) I. Dominar linguagens (DL): dominar a norma culta da Língua Competências e habilidades EIXOS COGNITIVOS (comuns a todas as áreas de conhecimento) I. Dominar linguagens (DL): dominar a norma culta da Língua Portuguesa e fazer uso das linguagens matemática, artística

Leia mais

DIMENSIONAMENTO E LAYOUT DE MICRO E PEQUENAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTOS

DIMENSIONAMENTO E LAYOUT DE MICRO E PEQUENAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTOS DIMENSIONAMENTO E LAYOUT DE MICRO E PEQUENAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTOS COSTA FILHO, UFPB, Professor Orientador, Aluisio, Aluisio@ct.ufpb.br. NEVES, UFPB, Discente bolsista, Ana Marília Andrade, contato@anamarilia.com.br.

Leia mais

O ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL NA MODALIDADE A DISTÂNCIA NO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA DA UFRPE

O ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL NA MODALIDADE A DISTÂNCIA NO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA DA UFRPE 1 O ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL NA MODALIDADE A DISTÂNCIA NO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA DA UFRPE Recife, maio/2010 Ana Paula Teixeira Bruno Silva Universidade Federal

Leia mais

DESENVOLVIMENTO E ORGANIZA- ÇÃO DO TRABALHO CIENTÍFICO. META Descrever como proceder para melhor elaborar e organizar um trabalho científico.

DESENVOLVIMENTO E ORGANIZA- ÇÃO DO TRABALHO CIENTÍFICO. META Descrever como proceder para melhor elaborar e organizar um trabalho científico. DESENVOLVIMENTO E ORGANIZA- ÇÃO DO TRABALHO CIENTÍFICO Aula 3 META Descrever como proceder para melhor elaborar e organizar um trabalho científico. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno(a) deverá: ler

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DE TERRAÇOS FLUVIAIS NO RIO ITAPICURU (BA) POR MEIO DE DIFERENTES PRODUTOS DE SENSORES REMOTOS

IDENTIFICAÇÃO DE TERRAÇOS FLUVIAIS NO RIO ITAPICURU (BA) POR MEIO DE DIFERENTES PRODUTOS DE SENSORES REMOTOS IDENTIFICAÇÃO DE TERRAÇOS FLUVIAIS NO RIO ITAPICURU (BA) POR Lima, K.C. 1 ; Perez Filho, A. 2 ; 1 UNICAMP Email:kleberlima@ige.unicamp.br; 2 UNICAMP Email:archi@ige.unicamp.br; RESUMO: Identificamos os

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA VISANDO CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO DE SONDAGEM, ELABORAÇÃO DO PROJETO DE FUNDAÇÃO E DO PROJETO IMPLANTAÇÃO DO CENTRO DE INICIAÇÃO AO

TERMO DE REFERÊNCIA VISANDO CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO DE SONDAGEM, ELABORAÇÃO DO PROJETO DE FUNDAÇÃO E DO PROJETO IMPLANTAÇÃO DO CENTRO DE INICIAÇÃO AO TERMO DE REFERÊNCIA VISANDO CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO DE SONDAGEM, ELABORAÇÃO DO PROJETO DE FUNDAÇÃO E DO PROJETO IMPLANTAÇÃO DO CENTRO DE INICIAÇÃO AO ESPORTE CIE -TIPOLOGIA M3R40 1 SIGLAS E DEFINIÇÕES ABNT

Leia mais

Orientações Preliminares. Professor Fábio Vinícius

Orientações Preliminares. Professor Fábio Vinícius Orientações Preliminares Professor Fábio Vinícius O ENEM O ENEM foi criado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP), sob a supervisão do Ministério da Educação (MEC), em 1998,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 70/ 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Matemática Computacional, Bacharelado

Leia mais

MANUAL DO CURSO ESPM. Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo - SP. Informações

MANUAL DO CURSO ESPM. Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo - SP. Informações MANUAL DO CURSO ESPM Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo - SP Informações Central de Candidatos: (11) 5081-8200 (opção1) Segunda a sexta 9h às 21h Sábado 9h às 13h candidato@espm.br www.espm.br

Leia mais

Bancos de Dados e Observatório Virtual

Bancos de Dados e Observatório Virtual Bancos de Dados e Observatório Virtual Relatório Resumido Sub-comissão da CEA 17 de março de 2010 Albert Bruch (Relator), Claudio Bastos Pereira, Haroldo Campos Velho, Luiz Nicolaci da Costa, Paula R.T.

Leia mais

GEOMETRIA VIRTUAL: UMA PROPOSTA DE ENSINO PARA OS ANOS INICIAIS

GEOMETRIA VIRTUAL: UMA PROPOSTA DE ENSINO PARA OS ANOS INICIAIS GEOMETRIA VIRTUAL: UMA PROPOSTA DE ENSINO PARA OS ANOS INICIAIS Francimar Gomes de Oliveira Júnior Universidade Federal do Mato Grosso do Sul francirrio@gmail.com Bruna Samylle Pereira de Oliveira Universidade

Leia mais

COMISSÃO DE COORDENAÇÃO DE CURSO INTRA-UNIDADE

COMISSÃO DE COORDENAÇÃO DE CURSO INTRA-UNIDADE PROJETO PEDAGÓGICO I. PERFIL DO GRADUANDO O egresso do Bacharelado em Economia Empresarial e Controladoria deve ter sólida formação econômica e em controladoria, além do domínio do ferramental quantitativo

Leia mais

INTRODUÇÃO 1.1 POR QUE GEOPROCESSAMENTO?

INTRODUÇÃO 1.1 POR QUE GEOPROCESSAMENTO? 1 INTRODUÇÃO 1.1 POR QUE GEOPROCESSAMENTO? O termo Geoprocessamento denota a disciplina do conhecimento que utiliza técnicas matemáticas e computacionais para o tratamento da informação geográfica. Esta

Leia mais

Sobre o Instituto Desenvolve T.I

Sobre o Instituto Desenvolve T.I Sobre o Instituto Desenvolve T.I A empresa Desenvolve T.I foi fundada em 2008, em Maringá, inicialmente focando a sua atuação em prestação de serviços relacionados à Tecnologia da Informação e atendendo

Leia mais

4. Metodologia. Capítulo 4 - Metodologia

4. Metodologia. Capítulo 4 - Metodologia Capítulo 4 - Metodologia 4. Metodologia Neste capítulo é apresentada a metodologia utilizada na modelagem, estando dividida em duas seções: uma referente às tábuas de múltiplos decrementos, e outra referente

Leia mais

Soma. Paulo Roberto Guimarães Junior

Soma. Paulo Roberto Guimarães Junior Soma Paulo Roberto Guimarães Junior Observatório Nacional de Segurança Viária. Rua 9 de Julho, 1953 - Vila Georgina - Cep: 13.333-070 - Indaiatuba SP Telefone: (19) 3801.4500 E-mail: onsv@onsv.org.br SÍNTESE

Leia mais

Novembro de 2011 www.hrt.com.br/ri

Novembro de 2011 www.hrt.com.br/ri HRT: Divulgação de Resultados 3T11 Novembro de 2011 www.hrt.com.br/ri Aviso legal Esta apresentação contêm declarações acerca de eventos futuros. Todas as declarações exceto aquelas relativas a fatos históricos

Leia mais

CIÊNCIA E TECNOLOGIA Ramón S. Cortés Paredes, Dr. Engº.

CIÊNCIA E TECNOLOGIA Ramón S. Cortés Paredes, Dr. Engº. CIÊNCIA E TECNOLOGIA Ramón S. Cortés Paredes, Dr. Engº. Coordenador do Laboratório de Aspersão Térmica e Soldagem Especiais - LABATS Departamento de Engenharia Mecânica - DEMEC Universidade Federal do

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação MANUAL DO CANDIDATO Pós-graduação Prezado(a) Candidato(a), Agradecemos o interesse pelos nossos cursos. Este manual contém informações básicas pertinentes ao curso, tais como: objetivos do curso e das

Leia mais

IMPACTOS DO USO X PERFIL DAS EMPRESAS E ANALISAR SEUS PROCESSOS DE GESTÃO DE PROJETOS

IMPACTOS DO USO X PERFIL DAS EMPRESAS E ANALISAR SEUS PROCESSOS DE GESTÃO DE PROJETOS IMPACTOS DO USO X PERFIL DAS EMPRESAS E ANALISAR SEUS PROCESSOS DE GESTÃO DE PROJETOS Vinicius Coutinho dos Santos BARBOSA (1); Michele Tereza Marques CARVALHO (2) (1) Campus Universitário Darcy Ribeiro

Leia mais

Sistemas Inteligentes. Aula: Agentes Inteligentes Flávia Barros & Patricia Tedesco

Sistemas Inteligentes. Aula: Agentes Inteligentes Flávia Barros & Patricia Tedesco Sistemas Inteligentes Aula: Agentes Inteligentes Flávia Barros & Patricia Tedesco 1 Ao final desta aula a gente deve... Entender o que é um Agente Racional (inteligente)? Distinguir entre os vários tipos

Leia mais

Análise de Risco de Taludes na Estrada de Ferro Vitória-Minas

Análise de Risco de Taludes na Estrada de Ferro Vitória-Minas Análise de Risco de Taludes na Estrada de Ferro Vitória-Minas Stefânia Moreira Alves Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, Brasil, stefaniamoreiraalves@yahoo.com.br Romero César Gomes Universidade

Leia mais

GEOFÍSICA APLICADA A INVESTIGAÇÃO AMBIENTAL NOVAS TECNOLOGIAS E NOVAS TENDÊNCIAS

GEOFÍSICA APLICADA A INVESTIGAÇÃO AMBIENTAL NOVAS TECNOLOGIAS E NOVAS TENDÊNCIAS GEOFÍSICA APLICADA A INVESTIGAÇÃO AMBIENTAL NOVAS TECNOLOGIAS E NOVAS TENDÊNCIAS V Seminário de Políticas de Gestão da Qualidade do Solo e das Águas Subterrâneas São Paulo/SP - Brasil Setembro / 2007 ÁREAS

Leia mais

RELATÓRIO FINAL - INDICADORES - ESTUDANTES. Quadro 1: Resultados dos Indicadores para o curso de Pedagogia Campus São Carlos.

RELATÓRIO FINAL - INDICADORES - ESTUDANTES. Quadro 1: Resultados dos Indicadores para o curso de Pedagogia Campus São Carlos. RELATÓRIO FINAL - INDICADORES - ESTUDANTES CURSO: PEDAGOGIA UFSCAR Quadro 1: Resultados dos Indicadores para o curso de Pedagogia Campus São Carlos. INDICADOR CLASSIFICAÇÃO ÍNDICE DE AVALIAÇÃO GERAL ALTO

Leia mais

Gerenciamento de Drenagem de Mina. Soluções e Tecnologias Avançadas. www.water.slb.com

Gerenciamento de Drenagem de Mina. Soluções e Tecnologias Avançadas. www.water.slb.com Gerenciamento de Drenagem de Mina Soluções e Tecnologias Avançadas www.water.slb.com Buscando sempre desenvolver solução inovadoras, eficientes e econômicas. A Schlumberger Water Services é um segmento

Leia mais

OS SABERES NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA. Cleber Luiz da Cunha 1, Tereza de Jesus Ferreira Scheide 2

OS SABERES NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA. Cleber Luiz da Cunha 1, Tereza de Jesus Ferreira Scheide 2 Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 1029 OS SABERES NA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA Cleber Luiz da Cunha 1, Tereza de Jesus Ferreira Scheide 2

Leia mais

MANUAL DO CURSO ESPM. Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo - SP. Informações

MANUAL DO CURSO ESPM. Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo - SP. Informações MANUAL DO CURSO ESPM Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo - SP Informações Central de Relacionamento: (11) 5081-8200 (opção 1) Segunda a sexta 9h às 20h45 Sábado 9h às 12h45 relacionamentojt@espm.br

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI Belo Horizonte

Faculdade de Tecnologia SENAI Belo Horizonte PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FATEC SENAI BH A Faculdade de Tecnologia SENAI Belo Horizonte, credenciada pelo MEC pela Portaria n 1788 de 27 de maio de 2005 e despacho SEMTEC nº 311/2005, apresenta

Leia mais

O CONTEXTO TECTÓNICO DO ENXAME DE DIQUES ARAUÁ POR ANÁLISE DE IMAGENS LANDSAT

O CONTEXTO TECTÓNICO DO ENXAME DE DIQUES ARAUÁ POR ANÁLISE DE IMAGENS LANDSAT O CONTEXTO TECTÓNICO DO ENXAME DE DIQUES ARAUÁ POR ANÁLISE DE IMAGENS LANDSAT Teresa Barata 1, Jussara Sommer 2, Fernando Carlos Lopes 3, Adriane Machado 4, Carlos A. Sommer 5, 1 Geóloga, Bolsista de pós-doutorado

Leia mais

UNIÃO EDUCACIONAL DO NORTE UNINORTE AUTOR (ES) AUTOR (ES) TÍTULO DO PROJETO

UNIÃO EDUCACIONAL DO NORTE UNINORTE AUTOR (ES) AUTOR (ES) TÍTULO DO PROJETO UNIÃO EDUCACIONAL DO NORTE UNINORTE AUTOR (ES) AUTOR (ES) TÍTULO DO PROJETO RIO BRANCO Ano AUTOR (ES) AUTOR (ES) TÍTULO DO PROJETO Pré-Projeto de Pesquisa apresentado como exigência no processo de seleção

Leia mais

Questão 45. Questão 47. Questão 46. alternativa D. alternativa B

Questão 45. Questão 47. Questão 46. alternativa D. alternativa B Questão 45 O aumento do número de mortes de soldados das forças de ocupação do Iraque, mesmo após o anúncio do final da guerra pelo governo dos Estados Unidos, deve-se à a) participação tardia da Rússia,

Leia mais

Pós graduação EAD Área de Educação

Pós graduação EAD Área de Educação Pós graduação EAD Área de Educação Investimento: a partir de R$ 109,00 mensais. Tempo de realização da pós graduação: 15 meses Investimento: R$109,00 (acesso ao portal na internet e livros em PDF). Ou

Leia mais

Curso e-learning CEP Controle Estatístico de Processo

Curso e-learning CEP Controle Estatístico de Processo Curso e-learning CEP Controle Estatístico de Processo Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa do autor. Objetivos

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.061, DE 30 DE SETEMBRO DE 2010

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.061, DE 30 DE SETEMBRO DE 2010 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E ETENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.061, DE 30 DE SETEMBRO DE 2010 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado em

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO (Anexo 1)

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO (Anexo 1) Prezado(a) Professor(a), Visando orientar e otimizar as informações que deverão constar no projeto, elencamos, abaixo, os itens imprescindíveis para compreensão e apresentação da sua proposta ao Prêmio

Leia mais

Rastreamento Garantido Ifaseg Amplie a proteção do auto do seu cliente e ganhe mais uma fonte de receita

Rastreamento Garantido Ifaseg Amplie a proteção do auto do seu cliente e ganhe mais uma fonte de receita Rastreamento Garantido Ifaseg Amplie a proteção do auto do seu cliente e ganhe mais uma fonte de receita Rastreamento Garantido Ifaseg É um seguro desenhado sob medida para autos com rastreadores; É o

Leia mais

Disciplina: Técnicas de Racionalização de Processos Líder da Disciplina: Rosely Gaeta NOTA DE AULA 04 O PROJETO DE MELHORIA DOS PROCESSOS

Disciplina: Técnicas de Racionalização de Processos Líder da Disciplina: Rosely Gaeta NOTA DE AULA 04 O PROJETO DE MELHORIA DOS PROCESSOS Disciplina: Técnicas de Racionalização de Processos Líder da Disciplina: Rosely Gaeta NOTA DE AULA 04 O PROJETO DE MELHORIA DOS PROCESSOS 3.4 O PROJETO DE MELHORIA DE PROCESSOS 3.4.1 - CONCEITO DE PROJETO

Leia mais

Processo Seletivo/UFU - julho 2007-1ª Prova Comum GEOGRAFIA QUESTÃO 11. TAXAS DE URBANIZAÇÃO EM PAÍSES SELECIONADOS, 2003 (em %)

Processo Seletivo/UFU - julho 2007-1ª Prova Comum GEOGRAFIA QUESTÃO 11. TAXAS DE URBANIZAÇÃO EM PAÍSES SELECIONADOS, 2003 (em %) GEOGRAFIA QUESTÃO 11 Observe a tabela. TAXAS DE URBANIZAÇÃO EM PAÍSES SELECIONADOS, 2003 (em %) * Estimativa. Fonte: Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento PNUD, 2003. Com relação ao processo

Leia mais

A utilização da Web no apoio ao ensino de Desenho na Arquitetura

A utilização da Web no apoio ao ensino de Desenho na Arquitetura A utilização da Web no apoio ao ensino de Desenho na Arquitetura HARRIS, Ana Lúcia Nogueira de Camargo (1) Av. Prof. Almeida Prado trav.2 n o 271 Cidade Universitária 05508-900 São Paulo SP Tel.: (011)

Leia mais

ESTUDO GRANULOMÉTRICO DA PLATAFORMA INTERNA N DO RN, ENTRE GALINHOS E PORTO DO MANGUE

ESTUDO GRANULOMÉTRICO DA PLATAFORMA INTERNA N DO RN, ENTRE GALINHOS E PORTO DO MANGUE Copyright 2004, Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás - IBP Este Trabalho Técnico Científico foi preparado para apresentação no 3 Congresso Brasileiro de P&D em Petróleo e Gás, a ser realizado no período

Leia mais

Concurso: Recursos Humanos Aula 03 LEONARDO FERREIRA SENADO FEDERAL ADMINISTRADOR

Concurso: Recursos Humanos Aula 03 LEONARDO FERREIRA SENADO FEDERAL ADMINISTRADOR Concurso: SENADO FEDERAL ADMINISTRADOR Recursos Humanos Aula 03 LEONARDO FERREIRA Conteúdo Programático! Recursos Humanos Senado Federal! Recrutamento e Seleção. Avaliação Desempenho. Treinamento e Desenvolvimento.

Leia mais

PATRIMÔNIO HISTÓRIO DE SÃO JOÃO DO CARIRI: MÚLTIPLAS POSSIBILIDADES NO ESTUDO DA MATEMÁTICA MOVIDAS POR SUA ESTÉTICA APARENTE

PATRIMÔNIO HISTÓRIO DE SÃO JOÃO DO CARIRI: MÚLTIPLAS POSSIBILIDADES NO ESTUDO DA MATEMÁTICA MOVIDAS POR SUA ESTÉTICA APARENTE PATRIMÔNIO HISTÓRIO DE SÃO JOÃO DO CARIRI: MÚLTIPLAS POSSIBILIDADES NO ESTUDO DA MATEMÁTICA MOVIDAS POR SUA ESTÉTICA APARENTE Gilmara Gomes MEIRA 1 1 Departamento de Matemática Mestrado em Ensino de Ciências

Leia mais