HOTELARIA CLÁSSICA X HOTELARIA HOSPITALAR

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "HOTELARIA CLÁSSICA X HOTELARIA HOSPITALAR"

Transcrição

1 HOTELARIA CLÁSSICA X HOTELARIA HOSPITALAR Palestrante: Marilia Mills CONCEITOS Hotelaria Clássica é a reunião de serviços com características próprias e que tem por finalidade oferecer hospedagem, alimentação, conforto e segurança às pessoas que por algum motivo estejam fora de seu domicilio, praticando qualquer tipo de turismo. Hotelaria Hospitalar é a reunião de todos os serviços de apoio,que,associados aos seus serviços específicos, ofereçam aos clientes internos e externos conforto,segurança e bem estar durante seu período de internação. Marcelo Boeger Gestão em hotelaria hospitalar 2003.

2 ORIGEM DA HOTELARIA CLÁSSICA ANTIGUIDADE Grécia Antiga Olimpíadas No templo de Olímpia construção do estádio, podium e posteriormente uma hospedaria com 10 mil metros quadrados para abrigar os visitantes e atletas. Influência dos gregos e romanos Necessidade de locais para abrigar viajantes em estradas. Estâncias hidrominerais instaladas pelos romanos na Inglaterra, na Suíça e no Oriente Médio. Pontos de paradas de caravanas.

3 IDADE MÉDIAM Mosteiros acolhiam os hóspedes. Acomodações junto aos postos de articulação dos correios. Século XI = Surgem em Portugal os Albergues. Final do século XVIII Surgimento de hotéis na Inglaterra, na Europa e nos Estados Unidos. A partir de 1850 Áreas próximas às estações ferroviárias passaram a concentrar os hotéis no final do século XIX e nos primeiros anos do século XX Introdução do quarto com banheiro privativo (apartamento).

4 1920 Grande número de hotéis construídos, na década de 20, nos Estados Unidos e na Europa, graças à prosperidade econômica Novo surto de construção de hotéis nos anos 50, coincidindo com a era dos jatos e o grande incremento do movimento turístico mundial HOTELARIA NO BRASIL 1808 Mudança da corte portuguesa para o Brasil, incentivando a implantação de hospedarias no Rio de Janeiro 1907 Primeira lei de incentivos para a implantação de hotéis no Rio de Janeiro.

5 Década de 20, do século XX Inauguração dos Hotéis Glória e Copacabana Palace, no Rio de Janeiro Copacabana Palace Hotel Glória 1944 Inauguração do Hotel Quitandinha- construído para ser o maior Cassino Hotel da América Latina Palácio Quitandinha em Proibição de jogos de azar e fechamento dos cassinos, inviabilizando os hotéis construídos para esse fim.

6 1966 Criação da Embratur que viabiliza a implantação de grandes hotéis, incluindo as áreas da Sudam e da Sudene 1990 Entrada definitiva das cadeias hoteleiras internacionais no país. EVOLUÇÃ ÇÃO O HOSPITALAR O primeiro hospital, com atividades básicas de restaurar a saúde e prestar assistência concluindo diagnósticos e efetuando tratamentos limitados conforme os padrões e condições da época, surgiu na cidade de Roma em 360 a.c. Com o desenvolvimento, surgiram características especificas: valetudinárias: enfermarias que prestavam assistência aos gladiadores romanos e guerreiros, dando origem aos hospitais militares e Cruz Vermelha Internacional;

7 tabernae medicar: pronto atendimento sem internação, comparado a um ambulatório; hospitium estabelecimento ocupado por pobres, incuráveis e insanos ( BOEGER, 2003). Século XIII - primeira citação da palavra Hospital em língua portuguesa. Em Portugal, surge a albergaria passiva : solução encontrada pela nobreza, para não ficar no mesmo teto dos pobres e doentes.

8 1º janeiro de 1545, criação do Hospital de Todos os Santos, por Brás Cubas, em Santos,SP. Fundado pela Família Imperial em 12 de março de 1876, o Hospital Santa Teresa, em Petrópolis. Hospital Santa Teresa 1876 Na década de 90, do século XX, surge o conceito de hotelaria hospitalar, baseada na nova tendência de valorização do paciente, buscando satisfazer necessidades e desejos dele e de seus familiares.

9 HOTEL X HOSPITAL HOTEL (1) HOSPITAL (1) Hóspede. Hóspede em busca de descanso,alimentação e lazer. Hóspede pode chegar só. Motivação: as mais diversas (lazer, negócios, etc). Diferencial : Vantagens oferecidas e hospitalidade. Cliente de saúde. Cliente em momento de carência e vulnerabilidade. Cliente de saúde geralmente chega acompanhado. Motivação: Tratamento, em momento crítico de sua vida. Diferencial : Vantagens oferecidas, respeito e solidariedade ao seu estado físico e emocional.

10 HOTEL (2) HOSPITAL (2) Expectativa: Satisfação de desejos e necessidades. Serviços : Todos os serviços oferecidos devem estar a disposição do hóspede. O hóspede deseja cortesia, presteza, hospitalidade, excelente padrão de atendimento. Necessidade de funcionários comprometidos com a filosofia do estabelecimento. Hotéis de saúde- Spas. Expectativa: Cura, conforto e bem estar de sua família e seus visitantes. Serviços Oferecidos : A vida do cliente pode depender da presteza e dos serviços prestados O Cliente de saúde deseja solidariedade, respeito e humanização. Necessita de funcionários inovadores e comprometidos com as mudanças. Hotelaria Hospitalar. SERVIÇOS EM COMUM HOTEL HOSPITAL Recepção Recepção Concierge Concierge Governança Governança Lavanderia Lavanderia A&B A&B (Nutrição e Dietética)

11 TENDÊNCIAS HOTELARIA CLÁSSICA Hotel verde. Hotel Boutique Segmentação de Mercado Hotéis de Negócio Hotel com Spa. TENDÊNCIAS HOTELARIA HOSPITALAR Formação de mão-de-obra especializada. Mudanças arquitetônicas. Decoração. Inovação na área de A&B. Criação de novos cargos. Conscientização.

12 EXPECTATIVAS HOTELARIA CLÁSSICA Nova Matriz de classificação hoteleira. Crescimento de 9% em relação a 2009 (Consultoria Deloitte dez 2009) Pró-copa Turismo linha de crédito oferecida pelo BNDES. Construção de 250 meios de hospedagem até Visita de 500 a 600 mil estrangeiros durante a Copa do Mundo Programas de capacitação : Olá! Turista e outros. EXPECTATIVAS DA HOTELARIA HOSPITALAR Implantação da Hotelaria Hospitalar em mais hospitais. Reconhecimento da sua importância no tratamento e satisfação do cliente de saúde. Profissionalização Valorização

13 Muito obrigada! Contato:

Desafíos y Gestión de la Hotelería Hospitalaria

Desafíos y Gestión de la Hotelería Hospitalaria Desafíos y Gestión de la Hotelería Hospitalaria Merielle Barbosa Lobo Pró-Saúde Hospital Materno Infantil Tia Dedé Tocantins Brasil merielle.hmitd@prosaude.org.br A ORIGEM DA ATIVIDADE HOTELEIRA O hotel

Leia mais

As origens do santuário conduzem a um ajuste cronológico que nos faz recuar ao século XIV (Bezerra, 2002).

As origens do santuário conduzem a um ajuste cronológico que nos faz recuar ao século XIV (Bezerra, 2002). Universidade Católica Portuguesa Seminário Turismo 2020: Fundos para o Turismo Bom Jesus do Monte - Braga Braga, 15 de Janeiro de 2015 Varico Da Costa Pereira Hotéis do Bom Jesus As origens do santuário

Leia mais

IDENTIFICANDO O HÓSPEDE EM PONTA GROSSA ATRAVÉS DO MÉTODO DE PESQUISA DE DEMANDA

IDENTIFICANDO O HÓSPEDE EM PONTA GROSSA ATRAVÉS DO MÉTODO DE PESQUISA DE DEMANDA 9. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( X) TRABALHO (

Leia mais

Recorde-se que no item Transporte chamou-se a atenção para o crescimento do movimento de vôos internacionais no aeroporto de Fortaleza.

Recorde-se que no item Transporte chamou-se a atenção para o crescimento do movimento de vôos internacionais no aeroporto de Fortaleza. A atividade do setor de no Ceará, tem apresentado um expressivo crescimento ao longo dos últimos anos. De fato, tendo recebido 970.000 turistas em 1997, este fluxo alcançou 1.550.857 em 2003 e 1.784.354

Leia mais

viajantes e comércio. Os comerciantes até poderiam ser hóspedes em potencial, mas estavam

viajantes e comércio. Os comerciantes até poderiam ser hóspedes em potencial, mas estavam 52 2.5 HOTELARIA NO BRASIL: UMA PERSPECTIVA Durante muito tempo o setor hoteleiro brasileiro ficou estagnado, devido à falta de viajantes e comércio. Os comerciantes até poderiam ser hóspedes em potencial,

Leia mais

Atendimento Domiciliar

Atendimento Domiciliar Atendimento Domiciliar Definição da Unimed Porto Alegre sobre Home Care O Home Care é um beneficio de prestação de serviço de assistência à saúde, a ser executado no domicilio do paciente com patologias

Leia mais

PLANEJAMENTO DE ESCALA DE TRABALHO NO SETOR DE GOVERNANÇA

PLANEJAMENTO DE ESCALA DE TRABALHO NO SETOR DE GOVERNANÇA PLANEJAMENTO DE ESCALA DE TRABALHO NO SETOR DE GOVERNANÇA Adevair Aparecido Dutra Junior 1 Universidade Estadual do Oeste do Paraná UNIOESTE Resumo: O objetivo deste artigo é contribuir para a compreensão

Leia mais

Secretaria. de Futebol de 2014

Secretaria. de Futebol de 2014 Secretaria Especial de Articulação para a Copa do Mundo de Futebol de 2014 SECOPA Assistir direta e indiretamente ao Prefeito na condução aos assuntos referentes a Copa do Mundo; Parcerias com a sociedade

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA- UNESP Prof. Msc. Francisco Nascimento Curso de Turismo 5º Semestre Disciplina Meios de Hospedagem.

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA- UNESP Prof. Msc. Francisco Nascimento Curso de Turismo 5º Semestre Disciplina Meios de Hospedagem. UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA- UNESP Prof. Msc. Francisco Nascimento Curso de Turismo 5º Semestre Disciplina Meios de Hospedagem 1º Semestre 2013 O Cadastur Registro Hotel, Hotel histórico, hotel de lazer/resort,

Leia mais

1.ª Fase - Primícias: Grécia, Roma, Jogos Olímpicos, Termas, Residências de Verão Renascimento, Circuitos no Continente Europeu;

1.ª Fase - Primícias: Grécia, Roma, Jogos Olímpicos, Termas, Residências de Verão Renascimento, Circuitos no Continente Europeu; FASES DO TURISMO 1.ª Fase - Primícias: Grécia, Roma, Jogos Olímpicos, Termas, Residências de Verão Renascimento, Circuitos no Continente Europeu; 2.ª Fase -Nascimento (Séc. XIX): incidência da modificação

Leia mais

IMPACTO DOS MEGA EVENTOS NA INDuSTrIA hoteleira brasileira JUNHO 2013

IMPACTO DOS MEGA EVENTOS NA INDuSTrIA hoteleira brasileira JUNHO 2013 IMPACTO DOS MEGA EVENTOS NA Industria hoteleira brasileira JUNHO 2013 ENTIDADE ABIH NACIONAL Fundada em 09/11/1936 3.500 associados 35 escritórios 26 capitais + DF 08 regionais ENTIDADE 25.500 meios de

Leia mais

Distribuição Geográfica dos Pontos de Coleta de Dados

Distribuição Geográfica dos Pontos de Coleta de Dados Distribuição Geográfica dos Pontos de Coleta de Dados Nº de Entrevistados da Pesquisa: 39.000 pessoas Nº de locais das entrevistas: 27 15 em aeroportos internacionais, que representam 99% do fluxo internacional

Leia mais

Investimentos no Brasil: Hotéis & Resorts -2011

Investimentos no Brasil: Hotéis & Resorts -2011 Investimentos no Brasil: Hotéis & Resorts -2011 INVESTIMENTOS NO BRASIL: HOTÉIS & RESORTS - 2011 Este relatório foi realizado pela BSH Travel Research, divisão estatística da BSH International e apresenta

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM HOTELARIA HOSPITALAR - CURITIBA Unidade

Leia mais

DECRETO N.º 33763 DE 5 DE MAIO DE 2011

DECRETO N.º 33763 DE 5 DE MAIO DE 2011 DECRETO N.º 33763 DE 5 DE MAIO DE 2011 Regulamenta os incentivos e os benefícios fiscais relacionados à realização da Copa das Confederações de 2013, da Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos

Leia mais

HOTELARIA DO RIO DE JANEIRO: A RELEVÂNCIA DE UMA LIDERANÇA HUMANIZADA

HOTELARIA DO RIO DE JANEIRO: A RELEVÂNCIA DE UMA LIDERANÇA HUMANIZADA ISSN 1984-9354 HOTELARIA DO RIO DE JANEIRO: A RELEVÂNCIA DE UMA LIDERANÇA HUMANIZADA Maria Clara Pavão de Melo mariaclaratur@hotmail.com (LATEC/UFF) Resumo: Porta de entrada no Brasil para o turismo internacional,

Leia mais

Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro

Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro 10 dias para a copa O estudo Destaques Principais mercados emissores Chegadas internacionais nas cidades sede Saídas do Brasil Junho-Julho 2014

Leia mais

*40DC369517* A deputada Iracema Portella (PP-PI) pronuncia o seguinte discurso: Senhor presidente, senhoras deputadas e senhores deputados,

*40DC369517* A deputada Iracema Portella (PP-PI) pronuncia o seguinte discurso: Senhor presidente, senhoras deputadas e senhores deputados, ** A deputada Iracema Portella (PP-PI) pronuncia o seguinte discurso: Senhor presidente, senhoras deputadas e senhores deputados, Apresentei nesta Casa a Indicação n 5453, de 2013, sugerindo ao Poder Executivo

Leia mais

01 de Novembro de 2013. Construção

01 de Novembro de 2013. Construção 01 de Novembro de 2013 Construção Revista de Imprensa 01-11-2013 1. (PT) - Diário de Notícias, 01/11/2013, Soares da Costa ganha obra nos EUA 1 2. (PT) - Exame, 01/11/2013, A força do betão 2 3. (PT) -

Leia mais

Planetree O cuidado humanizado no centro cirúrgico: eu devo, eu posso. Alzira Machado Teixeira 24/09/2015

Planetree O cuidado humanizado no centro cirúrgico: eu devo, eu posso. Alzira Machado Teixeira 24/09/2015 Planetree O cuidado humanizado no centro cirúrgico: eu devo, eu posso Alzira Machado Teixeira 24/09/2015 12º CONGRESSO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM EM CENTRO CIRÚRGICO, RECUPERAÇÃO ANESTÉSICA E CENTRO DE MATERIAL

Leia mais

AS COMPETÊNCIAS NECESSÁRIAS AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE E HOTELARIA

AS COMPETÊNCIAS NECESSÁRIAS AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE E HOTELARIA INTRODUÇÃO A mobilidade de doentes para cuidados médicos tem sido prática comum desde há séculos, embora limitada pelas distâncias geográficas. No Século XX verificou-se um grande progresso da medicina

Leia mais

Minas levará o legítimo sabor do Estado à BTL. Haverá degustação de pão de queijo para os visitantes que passarem pelo estande brasileiro.

Minas levará o legítimo sabor do Estado à BTL. Haverá degustação de pão de queijo para os visitantes que passarem pelo estande brasileiro. De 21 a 25 de janeiro, a Secretaria de Estado de Turismo divulga os principais roteiros do turismo de Minas Gerais na 21ª edição da Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), realizada em Lisboa, em Portugal. Em

Leia mais

X CAMPEONATO MUNDIAL DE XADREZ ESCOLAR 2014

X CAMPEONATO MUNDIAL DE XADREZ ESCOLAR 2014 X CAMPEONATO MUNDIAL DE XADREZ ESCOLAR 2014 I FESTIVAL INTERNACIONAL DE XADREZ DE JUIZ DE FORA A Federação Internacional de Xadrez (FIDE), a Confederação Brasileira de Xadrez (CBX), a Federação Mineira

Leia mais

Segundo 1.892.390. identificação da. Gráfico. Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Total 500.

Segundo 1.892.390. identificação da. Gráfico. Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Total 500. MOVIMENTAÇÃO DE PASSAGEIROS EM ALAGOAS E DO SETOR HOTELEIRO EM MACEIÓ, PARA JANEIRO DE 2015 Superintendência de Produção da Informação e do Conhecimento (SINC)( Diretoria de Estatística e Indicadores Segundo

Leia mais

Não residentes foram cruciais para o crescimento da atividade turística em 2013

Não residentes foram cruciais para o crescimento da atividade turística em 2013 Estatísticas do Turismo 2013 24 de junho de 2014 Não residentes foram cruciais para o crescimento da atividade turística em 2013 Em 2013, de acordo com os dados provisórios da Organização Mundial de Turismo,

Leia mais

Plano Estratégico Nacional do Turismo. Desafios do Turismo Sustentável do PATES

Plano Estratégico Nacional do Turismo. Desafios do Turismo Sustentável do PATES Ferramentas para a Sustentabilidade do Turismo Seminário Turismo Sustentável no Espaço Rural Castro Verde, 7 Março 2012 Teresa Bártolo 2012 Sustentare Todos os direitos reservados www.sustentare.pt 2 Turismo

Leia mais

DE SETEMBRO DE 2014 ANHEMBI PARQUE SÃO PAULO SP POST SHOW REPORT EQUIPAMENTOS UTENSÍLIOS FITNESS LAZER SPA HIGIENE LIMPEZA MANUTENÇÃO

DE SETEMBRO DE 2014 ANHEMBI PARQUE SÃO PAULO SP POST SHOW REPORT EQUIPAMENTOS UTENSÍLIOS FITNESS LAZER SPA HIGIENE LIMPEZA MANUTENÇÃO A18DE 15 DE SETEMBRO DE 2014 ANHEMBI PARQUE SÃO PAULO SP POST SHOW REPORT FOOD SERVICE ARQUITETURA DECORAÇÃO DESIGN EQUIPAMENTOS UTENSÍLIOS GESTÃO TECNOLOGIA HIGIENE LIMPEZA MANUTENÇÃO FITNESS LAZER SPA

Leia mais

DADOS DOS CURSOS TÉCNICOS NA FORMA CONCOMITANTE. 1500 (1200 horas das disciplinas + 300 horas de estágio)

DADOS DOS CURSOS TÉCNICOS NA FORMA CONCOMITANTE. 1500 (1200 horas das disciplinas + 300 horas de estágio) INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO COMITE GESTOR CENTRAL DO PRONATEC DADOS DOS CURSOS TÉCNICOS

Leia mais

BRASIL ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE DOIS LAJEADOS LEI MUNICIPAL Nº 460/95

BRASIL ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE DOIS LAJEADOS LEI MUNICIPAL Nº 460/95 BRASIL ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE DOIS LAJEADOS LEI MUNICIPAL Nº 460/95 INSTITUI O PROGRAMA MUNICIPAL DE INCENTIVO A CONSTRUÇÃO OU AMPLIA- ÇÃO DE EDIFICAÇÃO COM FINALIDADE HOTELEIRA,

Leia mais

COMO ABRIR UM HOTEL/POUSADA

COMO ABRIR UM HOTEL/POUSADA COMO ABRIR UM HOTEL/POUSADA Viviane Santos Salazar 08 a 11 de outubro de 2014 08 a 11 de outubro de 2014 O mercado Crescimento da demanda por hospedagem Copa do Mundo Olimpíadas Qual a representatividade

Leia mais

Lei nº 405/05 Rio Quente, 16 de Junho de 2005.

Lei nº 405/05 Rio Quente, 16 de Junho de 2005. Lei nº 405/05 Rio Quente, 16 de Junho de 2005. Cria a Taxa de Turismo Municipal e dá outras providências. A Câmara Municipal de Rio Quente, Estado de Goiás, aprovou e eu, Prefeito Municipal, sanciono a

Leia mais

Turismo no espaço rural: instrumentos financeiros previstos e formação Investimento na Beira Interior Sul Expectativas PDR

Turismo no espaço rural: instrumentos financeiros previstos e formação Investimento na Beira Interior Sul Expectativas PDR Turismo no espaço rural: instrumentos financeiros previstos e formação Investimento na Beira Interior Sul Expectativas PDR informação: DGADR ADRACES GPP Paulo Pires Águas Luís Quinta-Nova Isabel Castanheira

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM HOTELARIA

CURSO DE BACHARELADO EM HOTELARIA CURSO DE BACHARELADO EM HOTELARIA ESTÁGIO SUPERVISIONADO I e II Orientações aos Alunos Julho de 2010 NORMAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 1º O Estágio Supervisionado I e II são disciplinas integrantes

Leia mais

Invista no hotel certo

Invista no hotel certo Invista no hotel certo O QUE VOCÊ PROCURA EM UM INVESTIMENTO HOTELEIRO ESTÁ AQUI. A economia de minas gerais cresce acima da média nacional: 5,15% no 1º trim./2011. Fonte: Informativo CEI-PIB MG _Fundação

Leia mais

Estudo da Demanda Turística Internacional

Estudo da Demanda Turística Internacional Estudo da Demanda Turística Internacional Brasil 2012 Resultados do Turismo Receptivo Pontos de Coleta de Dados Locais de entrevistas - 25 Entrevistados - 31.039 15 aeroportos internacionais, que representam

Leia mais

5. Turismo Médico. 5.1. Evolução e razões do crescimento 5.2. Distribuição mundial 5.3. Riscos associados à prática

5. Turismo Médico. 5.1. Evolução e razões do crescimento 5.2. Distribuição mundial 5.3. Riscos associados à prática 5. Turismo Médico 5.1. Evolução e razões do crescimento 5.2. Distribuição mundial 5.3. Riscos associados à prática Ana Afonso Alcântara acgafonso@gmail.com 5.1. Evolução e razões do crescimento Turismo

Leia mais

Taxa de Ocupação atinge 80,69% e registra o melhor resultado para um mês de abril

Taxa de Ocupação atinge 80,69% e registra o melhor resultado para um mês de abril TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, em parceria com Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro Abril de 2012 Taxa

Leia mais

XII CONGRESSO BRASILEIRO DE ATIVIDADE TURÍSTICA A IMPORTÂNCIA DOS GRANDES EVENTOS PARA O TURISMO E O DESENVOLVIMENTO DA ECONOMIA LOCAL

XII CONGRESSO BRASILEIRO DE ATIVIDADE TURÍSTICA A IMPORTÂNCIA DOS GRANDES EVENTOS PARA O TURISMO E O DESENVOLVIMENTO DA ECONOMIA LOCAL XII CONGRESSO BRASILEIRO DE ATIVIDADE TURÍSTICA A IMPORTÂNCIA DOS GRANDES EVENTOS PARA O TURISMO E O DESENVOLVIMENTO DA ECONOMIA LOCAL Caio Luiz de Carvalho Turismo e Eventos: impacto econômico e social

Leia mais

Hotelaria com aumentos nos hóspedes, dormidas e proveitos

Hotelaria com aumentos nos hóspedes, dormidas e proveitos Atividade Turística Janeiro de 2014 19 de março de 2014 Hotelaria com aumentos nos hóspedes, dormidas e proveitos A hotelaria registou 1,7 milhões de dormidas em janeiro de 2014, valor que corresponde

Leia mais

3-5 TURISMO. Os dados sistematizados nesta seção referemse fundamentalmente à entrada e procedência de estrangeiros e aos índices de hotelaria.

3-5 TURISMO. Os dados sistematizados nesta seção referemse fundamentalmente à entrada e procedência de estrangeiros e aos índices de hotelaria. Anuário Estatístico do Município de Belém-2012 3-5 TURISMO 1 3-5 TURISMO Os dados sistematizados nesta seção referemse fundamentalmente à entrada e procedência de estrangeiros e aos índices de hotelaria.

Leia mais

Brasil 11/8/2013. PASSO 1 SEPARAR OS PROCESSOS DE: Saúde no Turismo X Turismo de Saúde. Hotelaria Hospitalar

Brasil 11/8/2013. PASSO 1 SEPARAR OS PROCESSOS DE: Saúde no Turismo X Turismo de Saúde. Hotelaria Hospitalar Hotelaria Hospitalar Turismo de Saúde em São Paulo Prof. Marcelo Boeger. Brasil 7a. Maioreconomiado mundo; 5a. Maior população mundial; 80% da população vive a 300 km dos 7400 km de litoral; 27% do Turismo

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 013, DE 21 DE MAIO DE 2002.

LEI COMPLEMENTAR Nº 013, DE 21 DE MAIO DE 2002. LEI COMPLEMENTAR Nº 013, DE 21 DE MAIO DE 2002. DISPÕE SOBRE A SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA RELATICA AO ISSQN IMPOSTO SOBRE SERVIÇOS DE QUALQUER NATUREZA. A CAMARA MUNICIPAL DE ANAPOLIS aprovou e eu, PREFEITO

Leia mais

Curso: Estudos Sociais Habilitação em História. Ementas das disciplinas: 1º Semestre

Curso: Estudos Sociais Habilitação em História. Ementas das disciplinas: 1º Semestre Curso: Estudos Sociais Habilitação em História Ementas das disciplinas: 1º Semestre Disciplina: Introdução aos estudos históricos Carga horária semestral: 80 h Ementa: O conceito de História, seus objetivos

Leia mais

MATEMÁTICA PARA VENCER. Apostilas complementares APOSTILA 08: PROVA CMSM SIMULADA. Pré-Curso. www.laercio.com.br

MATEMÁTICA PARA VENCER. Apostilas complementares APOSTILA 08: PROVA CMSM SIMULADA. Pré-Curso. www.laercio.com.br MATEMÁTICA PARA VENCER Apostilas complementares APOSTILA 08: PROVA CMSM SIMULADA Pré-Curso www.laercio.com.br APOSTILA 08 Colégio Militar 6º ano PROVA CMSM SIMULADA PRÉ-CURSO COLÉGIO MILITAR DE SANTA MARIA,

Leia mais

PROJETO COPA DO MUNDO DA FIFA 2014

PROJETO COPA DO MUNDO DA FIFA 2014 PROJETO COPA DO MUNDO DA FIFA 2014 APRESENTAÇÃO DA EMPRESA A Fabricato Construtora e Incorporadora Ltda explora o ramo de atividades da construção civil e atua na área de construção e incorporação. A empresa

Leia mais

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DO TURISMO EM ALAGOAS, PARA MAIO DE 2015

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DO TURISMO EM ALAGOAS, PARA MAIO DE 2015 ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DO TURISMO EM ALAGOAS, PARA MAIO DE 2015 Superintendência de Produção da Informação e do Conhecimento (SINC) Diretoria de Estatística e Indicadores A análise do setor de Turismo

Leia mais

Multipropriedades, uma nova tendência para o setor Imobiliário-Turístico Palestrante:Maria Carolina Pinheiro Diretora RCI Brasil

Multipropriedades, uma nova tendência para o setor Imobiliário-Turístico Palestrante:Maria Carolina Pinheiro Diretora RCI Brasil Multipropriedades, uma nova tendência para o setor Imobiliário-Turístico Palestrante:Maria Carolina Pinheiro Diretora RCI Brasil Propriedade de Férias Compartilhada Umaindústria em crescimento oturismo

Leia mais

INTERVENÇÃO DE S.EXA. O SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO, DR.BERNARDO TRINDADE, NA SESSÃO DE ABERTURA DO XXXIII CONGRESSO DA APAVT

INTERVENÇÃO DE S.EXA. O SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO, DR.BERNARDO TRINDADE, NA SESSÃO DE ABERTURA DO XXXIII CONGRESSO DA APAVT INTERVENÇÃO DE S.EXA. O SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO, DR.BERNARDO TRINDADE, NA SESSÃO DE ABERTURA DO XXXIII CONGRESSO DA APAVT TURISMO: TENDÊNCIAS E SOLUÇÕES Exmos. Senhores Conferencistas, Antes de

Leia mais

Apontamentos das obras LeYa em relação ao Currículo de Referência da Rede Estadual de Educação de GOIÁs. História Oficina de História

Apontamentos das obras LeYa em relação ao Currículo de Referência da Rede Estadual de Educação de GOIÁs. História Oficina de História Apontamentos das obras LeYa em relação ao Currículo de Referência da Rede Estadual de Educação de GOIÁs História Oficina de História 2 Caro professor, Este guia foi desenvolvido para ser uma ferramenta

Leia mais

Atividade Turística com resultados positivos em 2014

Atividade Turística com resultados positivos em 2014 Estatísticas do Turismo 2014 28 de julho de 2015 Atividade Turística com resultados positivos em 2014 Segundo os dados provisórios da Organização Mundial de Turismo, as chegadas de turistas internacionais,

Leia mais

Políticas de Turismo

Políticas de Turismo Políticas de Turismo Política O termo política é comumente usado para indicar a atividade ou conjunto de atividades, que, de alguma maneira, têm como termo de referência a polis, ou seja, o Estado. (Dias,2003)

Leia mais

IQV INDICADORES DE QUALIDADE DE VIDA SUMÁRIO PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA JOINVILLE, FLORIANÓPOLIS, BLUMENAU, CHAPECÓ, TUBARÃO

IQV INDICADORES DE QUALIDADE DE VIDA SUMÁRIO PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA JOINVILLE, FLORIANÓPOLIS, BLUMENAU, CHAPECÓ, TUBARÃO IQV INDICADORES DE QUALIDADE DE VIDA SUMÁRIO PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA JOINVILLE, FLORIANÓPOLIS, BLUMENAU, CHAPECÓ, TUBARÃO Qualidade de vida é ter condições de vida plena, gozar de saúde e respeito,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA 6/07

INSTRUÇÃO NORMATIVA 6/07 INSTRUÇÃO NORMATIVA 6/07 Define contribuintes do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza obrigados a efetuar a Declaração Mensal- escrituração eletrônica mensal do livro fiscal, a ser realizada por

Leia mais

LEI Nº 13.792, de 18 de julho de 2006. (PDIL) Procedência: Governamental Natureza: PL 141/06 DO: 17.928 de 20/07/06 Fonte - ALESC/Coord.

LEI Nº 13.792, de 18 de julho de 2006. (PDIL) Procedência: Governamental Natureza: PL 141/06 DO: 17.928 de 20/07/06 Fonte - ALESC/Coord. LEI Nº 13.792, de 18 de julho de 2006. (PDIL) Documentação Procedência: Governamental Natureza: PL 141/06 DO: 17.928 de 20/07/06 Fonte - ALESC/Coord. Estabelece políticas, diretrizes e programas para a

Leia mais

Seja Proprietário de Unidades Hoteleiras!

Seja Proprietário de Unidades Hoteleiras! PROSPECTO RESUMIDO Seja Proprietário de Unidades Hoteleiras! Seja Proprietário de Unidade Hoteleiras! Shepi Oportunidade única para o seu melhor investimento imobiliário UNIDADES HOTELEIRAS O mercado imobiliário

Leia mais

AGENDA. 1 Turismo de Saúde Introdução. 2 Indicadores do Mercado Internacional. 3 Globalização da Medicina. 4 Oportunidades do Brasil

AGENDA. 1 Turismo de Saúde Introdução. 2 Indicadores do Mercado Internacional. 3 Globalização da Medicina. 4 Oportunidades do Brasil AGENDA 1 Turismo de Saúde Introdução 2 Indicadores do Mercado Internacional 3 Globalização da Medicina 4 Oportunidades do Brasil 5 Desafios e Limitações TURISMO DE SAÚDE Acepção do Termo Conceito Prática

Leia mais

Responsabilidade Social em Portugal 2013. Boas Práticas nos Estabelecimentos Hoteleiros, Aldeamentos e Apartamentos Turísticos

Responsabilidade Social em Portugal 2013. Boas Práticas nos Estabelecimentos Hoteleiros, Aldeamentos e Apartamentos Turísticos Responsabilidade Social em Portugal 2013 Boas Práticas nos Estabelecimentos Hoteleiros, Aldeamentos e Apartamentos Turísticos ÍNDICE Sumário Executivo Introdução Caracterização Social Vínculo laboral dos

Leia mais

Legado turístico pós-copa: as potencialidades de BH. Roberto Luciano Fagundes Presidente do BHC&VB

Legado turístico pós-copa: as potencialidades de BH. Roberto Luciano Fagundes Presidente do BHC&VB Legado turístico pós-copa: as potencialidades de BH Roberto Luciano Fagundes Presidente do BHC&VB Legado turístico pós-copa: as potencialidades de BH O que é Belo Horizonte Convention & Vistors Bureau

Leia mais

Hotelaria mantém crescimento mas com desaceleração no número de hóspedes e de dormidas

Hotelaria mantém crescimento mas com desaceleração no número de hóspedes e de dormidas Atividade Turística Fevereiro de 20 15 de Abril de 20 Hotelaria mantém crescimento mas com desaceleração no número de hóspedes e de dormidas Os estabelecimentos hoteleiros registaram cerca de 2 milhões

Leia mais

ESTUDO COMPARATIVO ENTRE A TEORIA DA HOTELARIA HOSPITALAR E SUA REAL APLICAÇÃO EM DOIS HOSPITAIS PRIVADOS DA CIDADE DE SÃO PAULO

ESTUDO COMPARATIVO ENTRE A TEORIA DA HOTELARIA HOSPITALAR E SUA REAL APLICAÇÃO EM DOIS HOSPITAIS PRIVADOS DA CIDADE DE SÃO PAULO ESTUDO COMPARATIVO ENTRE A TEORIA DA HOTELARIA HOSPITALAR E SUA REAL APLICAÇÃO EM DOIS HOSPITAIS PRIVADOS DA CIDADE DE SÃO PAULO KAMYLA CASAGRANDE KUNZ DE OLIVEIRA 1 ROSISLENE DE FÁTIMA FONTANA 2 1 Pós

Leia mais

Eventos de Massa: Atribuições de cada membro do Grupo Técnico

Eventos de Massa: Atribuições de cada membro do Grupo Técnico SUPERINTENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DE DOENÇAS TRANSMISSÍVEIS CENTRO DE INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS E RESPOSTA EM VIGILÂNCIA EM SAÚDE Eventos de Massa: Atribuições

Leia mais

Uxuá Casa Hotel Praça São João (Quadrado) Trancoso, BA

Uxuá Casa Hotel Praça São João (Quadrado) Trancoso, BA Uxuá Casa Hotel Praça São João (Quadrado) Trancoso, BA Diárias incluem café da manhã com toques da cozinha baiana, Reserva de sofá no UXUA Praia Bar, Wi-Fi, Fitness Center e Estacionamento concedidos em

Leia mais

HOTELARIA ADAPTADA PARA ANIMAIS: UMA NOVA TENDÊNCIA NO MERCADO TURÍSTICO HOTELEIRO

HOTELARIA ADAPTADA PARA ANIMAIS: UMA NOVA TENDÊNCIA NO MERCADO TURÍSTICO HOTELEIRO HOTELARIA ADAPTADA PARA ANIMAIS: UMA NOVA TENDÊNCIA NO MERCADO TURÍSTICO HOTELEIRO Karla Cristinni Canteri 1 Larissa Mongruel Martins De Lara 2 RESUMO O presente resumo visa apresentar as novas tendências

Leia mais

Conforto, cuidados e consumo inteligente? As tecnologias integradas Legrand e Bticino podem proporcionar tudo isso em hotéis e hospitais

Conforto, cuidados e consumo inteligente? As tecnologias integradas Legrand e Bticino podem proporcionar tudo isso em hotéis e hospitais 1 Painel Automatizar Tecnologias para Automação Hospitalar e Hoteleira Conforto, cuidados e consumo inteligente? As tecnologias integradas Legrand e Bticino podem proporcionar tudo isso em hotéis e hospitais

Leia mais

Manguinhos. Essa e a VOCÊ SONHA, A GENTE ENTREGA. Desde 1981, a Morar transforma sonhos em realidade sendo reconhecida pelo seu atendimento,

Manguinhos. Essa e a VOCÊ SONHA, A GENTE ENTREGA. Desde 1981, a Morar transforma sonhos em realidade sendo reconhecida pelo seu atendimento, VOCÊ SONHA, A GENTE ENTREGA. Desde 1981, a Morar transforma sonhos em realidade sendo reconhecida pelo seu atendimento, projetos inovadores e entrega no prazo. Por estes e tantos outros motivos, a Morar

Leia mais

ANEXO 01. CURSO/Universidade: Licenciatura em Turismo/UFRRJ

ANEXO 01. CURSO/Universidade: Licenciatura em Turismo/UFRRJ ANEXO 01 CURSO/Universidade: Licenciatura em /UFRRJ SELEÇÃO DE DOCENTES DISCIPLINAS / FUNÇÕES - PROGRAMAS / ATIVIDADES - PERFIS DOS CANDIDATOS - NÚMEROS DE VAGAS DISCIPLINA/FUNÇÃO PROGRAMA/ATIVIDADES PERFIL

Leia mais

Autores: ANNARA MARIANE PERBOIRE DA SILVA, MARIA HELENA CAVALCANTI DA SILVA

Autores: ANNARA MARIANE PERBOIRE DA SILVA, MARIA HELENA CAVALCANTI DA SILVA RELAÇÕES ENTRE A EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E O SETOR DE HOSPITALIDADE: um estudo de caso aplicável ao curso Técnico de Hospedagem Secretaria de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente de Pernambuco Autores: ANNARA

Leia mais

CONHEÇA A MARCA MOÇAMBIQUE

CONHEÇA A MARCA MOÇAMBIQUE CONHEÇA A MARCA MOÇAMBIQUE Afinal o que é a Marca Moçambique? Saiba porque foi criada Conheça os seus atributos e benefícios O que reflecte o logotipo? Saiba como ajudar na sua divulgação Saiba como obter

Leia mais

PROJETO BÁSICO HOSPEDAGEM

PROJETO BÁSICO HOSPEDAGEM PROJETO BÁSICO HOSPEDAGEM 1 Projeto Básico da Contratação de Serviços: 1.1 O presente Projeto Básico consiste na abertura de credenciamento para empresas prestadoras de serviços de hospedagem, incluindo

Leia mais

O Cristianismo, Idade Média e Enfermagem Séc. I XVI

O Cristianismo, Idade Média e Enfermagem Séc. I XVI UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE BACHARELADO EM ENFERMAGEM HISTÓRIA E TEORIAS DA ENFERMAGEM Prof. Eurípedes Gil de França Aula 4 O Cristianismo, Idade Média e Enfermagem Séc. I XVI ...o diferencial

Leia mais

ANÁLISE DO PERFIL DOS RECURSOS HUMANOS DA HOTELARIA DE PONTA GROSSA, PROPOSTA DE UM CURSO DE CAPACITAÇÃO

ANÁLISE DO PERFIL DOS RECURSOS HUMANOS DA HOTELARIA DE PONTA GROSSA, PROPOSTA DE UM CURSO DE CAPACITAÇÃO ANÁLISE DO PERFIL DOS RECURSOS HUMANOS DA HOTELARIA DE PONTA GROSSA, PROPOSTA DE UM CURSO DE CAPACITAÇÃO Larissa Mongruel Martins (UTFPR) larimongruel@hotmail.com Dr. Cezar Augusto Romano (UTFPR) romano.utfpr@gmail.com

Leia mais

Cristina Siza Vieira AHP Associação da Hotelaria de Portugal. European Cities Hotel Forecast for 2016 and 2017

Cristina Siza Vieira AHP Associação da Hotelaria de Portugal. European Cities Hotel Forecast for 2016 and 2017 Cristina Siza Vieira AHP Associação da Hotelaria de Portugal European Cities Hotel Forecast for 2016 and 2017 Hotel Epic Sana, 12 de abril 2016 Indicadores do Turismo AML & LISBOA Portugal vs. Área Metropolitana

Leia mais

PROJETO DE LEI N o, DE 2008. (Do Sr. Maurício Quintella Lessa) O Congresso Nacional decreta:

PROJETO DE LEI N o, DE 2008. (Do Sr. Maurício Quintella Lessa) O Congresso Nacional decreta: PROJETO DE LEI N o, DE 2008 (Do Sr. Maurício Quintella Lessa) Dispõe sobre a legalização de cassinos, hotéis-cassinos e outros, no Brasil, e dá outras providências. O Congresso Nacional decreta: Art. 1º

Leia mais

Título do case: A importância do envolvimento das pessoas para a maximização dos resultados. Inscrito por: Adriano Serra Silvério

Título do case: A importância do envolvimento das pessoas para a maximização dos resultados. Inscrito por: Adriano Serra Silvério Título do case: A importância do envolvimento das pessoas para a maximização dos resultados. Inscrito por: Adriano Serra Silvério Campos dos Goytacazes, RJ a) Apresentação da empresa: Categoria Razão Social

Leia mais

Guia de Abertura de um Hotel em Pernambuco (Brasil) Zeta Advisors

Guia de Abertura de um Hotel em Pernambuco (Brasil) Zeta Advisors Guia de Abertura de um Hotel em Pernambuco (Brasil) Zeta Advisors 1 The way to get started is to quit talking and begin doing. Walt Disney Company ÍNDICE 1. Introdução... 3 2. Licenciamento e Legislação...

Leia mais

PARTICIPAÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR PARTICIPAÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR. R$ 54 bilhões VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO TOTAL DE ESTABELECIMENTOS

PARTICIPAÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR PARTICIPAÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR. R$ 54 bilhões VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO TOTAL DE ESTABELECIMENTOS Os dados mostram uma estrutura agrária ainda concentrada no país: os estabelecimentos não familiares, apesar de representarem 15,6% do total dos estabelecimentos, ocupavam 75,7% da área ocupada. A área

Leia mais

A FORÇA DA BHG. * Dados de 2010.

A FORÇA DA BHG. * Dados de 2010. PORQUE INVESTIR? Belo Horizonte tem o quarto maior PIB entre os municípios brasileiros; Minas Gerais é o segundo pólo turístico do Brasil; Localização estratégica. A Savassi é ponto nobre e estratégico

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM HOTELARIA HOSPITALAR Unidade Dias e Horários

Leia mais

Apartamentos Disponíveis em Salvador

Apartamentos Disponíveis em Salvador Apartamentos Disponíveis em Salvador Não é surpresa que um apartamento em Salvador seja a escolha de muitos compradores que querem viver ou investir nessa linda cidade litorânea. Tem tudo o que um investidor

Leia mais

GRM-COM-014/08 MISSÃO

GRM-COM-014/08 MISSÃO GRM-COM-014/08 MISSÃO "Proporcionar serviços de cuidados com a saúde, de qualidade, inovadores e humanizados, a preços justos, de forma ética, valorizando o trabalho médico e os colaboradores APRESENTAÇÃO

Leia mais

Urban View. Urban Reports. Existe apagão de hotéis no Brasil? O setor diz que não. Reportagem do portal Exame.com 28/04/2011

Urban View. Urban Reports. Existe apagão de hotéis no Brasil? O setor diz que não. Reportagem do portal Exame.com 28/04/2011 Urban View Urban Reports Existe apagão de hotéis no Brasil? Reportagem do portal Exame.com 28/04/2011 Problemas de superlotação são pontuais, segundo hoteleiros e consultores trânsito da cidade ficasse

Leia mais

PESQUISA DE IMPACTOS ECONÔMICOS DOS EVENTOS INTERNACIONAIS REALIZADOS NO BRASIL. Brasília, agosto de 2014

PESQUISA DE IMPACTOS ECONÔMICOS DOS EVENTOS INTERNACIONAIS REALIZADOS NO BRASIL. Brasília, agosto de 2014 PESQUISA DE IMPACTOS ECONÔMICOS DOS EVENTOS INTERNACIONAIS REALIZADOS NO BRASIL Brasília, agosto de 2014 2 Informações gerais da pesquisa Público-alvo: visitantes internacionais que participam de eventos

Leia mais

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO

FICHA TÉCNICA EQUIPE DO MINISTÉRIO DO TURISMO MINISTÉRIO DO TURISMO Ministro do Turismo Pedro Novais Lima Secretário Executivo Frederico Silva da Costa Secretário Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo Colbert Martins da Silva Filho Secretária

Leia mais

Dispomos de filiais em Natal/RN, bairro de Ponta Negra.

Dispomos de filiais em Natal/RN, bairro de Ponta Negra. Quem Somos? Atua há 22 anos firmada no mercado como agência especializada na negociação, planejamento, divulgação e execução das atividades turísticas. Empresa esta, devidamente cadastrada pelos órgãos

Leia mais

Especificação de Produtos do Plano Brasil de Saúde. Universidade Federal de Uberlândia - UFU

Especificação de Produtos do Plano Brasil de Saúde. Universidade Federal de Uberlândia - UFU Especificação de Produtos do Plano Brasil de Saúde Universidade Federal de Uberlândia - UFU PLANOS COM ABRANGÊNCIA NACIONAL AMIL ASSISTÊNCIA MÉDICA INTERNACIONAL S.A. a) Plano Básico (Amil 120) Plano Ambulatorial

Leia mais

B. Braun Avitum. Fornecedora de Sistemas em Terapia de Substituição Renal. Avitum

B. Braun Avitum. Fornecedora de Sistemas em Terapia de Substituição Renal. Avitum B. Braun Avitum Fornecedora de Sistemas em Terapia de Substituição Renal Avitum B. Braun Avitum. Sempre com Paixão. Paixão pela Vida Pois fazer a vida ficar melhor é o melhor de tudo Pois não há nada melhor

Leia mais

A Hotelaria Urbana de Luxo no Brasil

A Hotelaria Urbana de Luxo no Brasil A Hotelaria Urbana de Luxo no Brasil Panorama e Perspectivas Apresentado por A Hotelaria Urbana de Luxo no Brasil Quando se fala em hotelaria de luxo (quase) tudo é relativo. A multiplicidade de definições

Leia mais

SEBRAE/RJ Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Rio do Janeiro

SEBRAE/RJ Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Rio do Janeiro SEBRAE/RJ Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Rio do Janeiro Rua Santa Luzia, 685 6º, 7º e 9º andares Centro Rio de Janeiro RJ CEP: 20030-041 Presidente do Conselho Deliberativo

Leia mais

Alphaville vai ganhar um novo marco imobiliário. Duetto é o primeiro projeto da região que integra Módulos Corporativos, Flats e Serviços Diversos.

Alphaville vai ganhar um novo marco imobiliário. Duetto é o primeiro projeto da região que integra Módulos Corporativos, Flats e Serviços Diversos. Alphaville vai ganhar um novo marco imobiliário. Duetto é o primeiro projeto da região que integra Módulos Corporativos, Flats e Serviços Diversos. Duetto é único, grandioso exclusivo, ecológico. É especial.

Leia mais

Resumo do Estudo da Oxford Economics sobre o Impacto Econômico do projeto Hub Nordeste Brasil, encomendado pelo Grupo LATAM

Resumo do Estudo da Oxford Economics sobre o Impacto Econômico do projeto Hub Nordeste Brasil, encomendado pelo Grupo LATAM Resumo do Estudo da Oxford Economics sobre o Impacto Econômico do projeto Hub Nordeste Brasil, encomendado pelo Grupo LATAM Data da divulgação do estudo 17/09/2015 CONTEXTO A consultoria Oxford Economics,

Leia mais

COPA DO MUNDO DEVERÁ GERAR 47,9 MIL VAGAS NO TURISMO

COPA DO MUNDO DEVERÁ GERAR 47,9 MIL VAGAS NO TURISMO COPA DO MUNDO DEVERÁ GERAR 47,9 MIL VAGAS NO TURISMO Número corresponde a 35,2% das vagas a serem criadas em 2014 pelo setor de turismo em todo o País. Segmentos de alimentação, hospedagem e transportes

Leia mais

Visita Domiciliar e Qualidade de Vida

Visita Domiciliar e Qualidade de Vida Visita Domiciliar e Qualidade de Vida A importância do Nutricionista em Cuidados Paliativos Nut Edna Shibuya ednashibuya@yahoo.com.br Papel da Nutrição Preventivo NUTRIÇÃ ÇÃO Curativo Qualidade de Vida

Leia mais

A QUALIFICAÇÃO DO TURISMO PARA O DESENVOLVIMENTO TURISTICO NOS CAMPOS GERAIS DO PARANÁ. Área: TURISMO

A QUALIFICAÇÃO DO TURISMO PARA O DESENVOLVIMENTO TURISTICO NOS CAMPOS GERAIS DO PARANÁ. Área: TURISMO A QUALIFICAÇÃO DO TURISMO PARA O DESENVOLVIMENTO TURISTICO NOS CAMPOS GERAIS DO PARANÁ Área: TURISMO SOUZA Janaína Terezinha de MASCARENHAS, Rubia Gisele Tramontin Resumo A atividade turística está ligada

Leia mais

UGE Unidade de Gestão Estratégica Área de Estudos e Pesquisas

UGE Unidade de Gestão Estratégica Área de Estudos e Pesquisas Pesquisa Setorial Meios de Hospedagem Sebrae em em Goiás Goiás Conselho Deliberativo Conselho Deliberativo Marcelo Baiocchi Carneiro Marcelo Baiocchi Carneiro Presidente Presidente Diretoria Executiva

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DAS FERRAMENTAS ADMINISTRATIVAS CONTEMPORÂNEAS NA GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES HOSPITALARES

A UTILIZAÇÃO DAS FERRAMENTAS ADMINISTRATIVAS CONTEMPORÂNEAS NA GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES HOSPITALARES A UTILIZAÇÃO DAS FERRAMENTAS ADMINISTRATIVAS CONTEMPORÂNEAS NA GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES HOSPITALARES André F. Soares Correia, FSM, andre.s.correia@hotmail.com¹ Virginia Tomaz Machado, FSM, vtmachado@hotmail.com²

Leia mais

Modelo de Gestão para Serviços

Modelo de Gestão para Serviços Modelo de Gestão para Serviços Atendimento ao cliente em Instituições de Saúde Prof. Adm.Marcelo Boeger Presidente da Sociedade Brasileira de Hotelaria Hospitalar Consultor da Saúde A Saúde é o estado

Leia mais

PROJETO BÁSICO SERVIÇO DE HOSPEDAGEM E ALIMENTAÇÃO PARA OS EVENTOS CULTURAIS

PROJETO BÁSICO SERVIÇO DE HOSPEDAGEM E ALIMENTAÇÃO PARA OS EVENTOS CULTURAIS PROJETO BÁSICO SERVIÇO DE HOSPEDAGEM E ALIMENTAÇÃO PARA OS EVENTOS CULTURAIS ANEXO I PROJETO BÁSICO 2/9 1. DADOS DA INSTITUIÇÃO ORGÃO / ENTIDADE PROPONENTE SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA CGC / C.P.F:

Leia mais

b) Guarda bagagens e objetos de uso pessoal dos hóspedes, em local apropriado; c) Conservação, arrumação e limpeza das instalações e equipamentos.

b) Guarda bagagens e objetos de uso pessoal dos hóspedes, em local apropriado; c) Conservação, arrumação e limpeza das instalações e equipamentos. saída; Meios de Hospedagem Os meios de hospedagem oferecerão ao hóspede, no mínimo: I- Alojamento, para uso temporário do hóspede, em unidades habitacionais(uh) específicas a essa finalidade; II - serviços

Leia mais

ESTUDOS E PESQUISAS MINISTÉRIO DO TURISMO. Ministério do Turismo

ESTUDOS E PESQUISAS MINISTÉRIO DO TURISMO. Ministério do Turismo ESTUDOS E PESQUISAS MINISTÉRIO DO TURISMO DEMANDA TURÍSTICA INTERNACIONAL EXECUÇÃO FIPE APOIO INFRAERO DPF RECEITA ÓRGÃOS OFICIAS DE TURISMO Caracterizar e dimensionar o turismo internacional receptivo

Leia mais

OPÇÕES DE HOSPEDAGEM EM BRASÍLIA

OPÇÕES DE HOSPEDAGEM EM BRASÍLIA OPÇÕES DE HOSPEDAGEM EM BRASÍLIA Fonte: Secretaria de Turismo do Distrito Federal Além do alojamento organizado pela Comissão Organizadora do NDesign, o participante também poderá se hospedar em uma das

Leia mais