SÍNTESE DOS INDICADORES DE TURISMO DO AMAZONAS 2003/2014

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SÍNTESE DOS INDICADORES DE TURISMO DO AMAZONAS 2003/2014"

Transcrição

1 SÍNTESE DOS INDICADORES DE TURISMO DO AMAZONAS 2003/2014

2 GOVERNO DO ESTADO DO AMAZONAS Governador JOSÉ MELO DE OLIVEIRA SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO, DESENVOLVIMENTO, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO SEPLANCTI Secretário THOMAZ AFONSO QUEIROZ NOGUEIRA EMPRESA ESTADUAL DE TURISMO AMAZONASTUR Presidente - ORENI CAMPÊLO BRAGA DA SILVA Diretor Executivo FRANCISCO LOPES DE LIMA Diretor Administrativo e Financeiro FELICIO DOMINGOS DA SILVA Diretor de Marketing NÍCKOLAS CABRAL DOS ANJOS DEPARTAMENTO DE REGISTRO, FISCALIZAÇÃO E ESTATÍSTICA Chefe - Est ico FRANCISCO ALVES DOS SANTOS

3 APRESENTAÇÃO Buscando compreender e desenvolver a atividade turística no Amazonas, o Governo do Estado por intermédio do Órgão Oficial de Turismo AMAZONASTUR, tem coletado dados junto ao trade turístico e entidades afins, os quais demonstram o movimento turístico em crescimento gradativo, bem como a identificação do perfil do turista que visita o Estado. A coleta dos dados e a elaboração desse documento refletem o enorme esforço que o Governo vem demonstrando para oferecer informações com maior precisão sobre o turismo no Amazonas. Essa Síntese dos Indicadores de Turismo do Estado 2003/2014, reúne informações pertinentes ao volume de turistas, dos principais mercados emissores e o número de desembarques nacionais e internacionais no Aeroporto Eduardo Gomes, em Manaus. Os dados enviados pela hotelaria, através da Ficha Nacional de Registro de Hóspedes (FNRH) e do Boletim de Ocupação Hoteleira (BOH), agregados aos dados coletados nas pesquisas sócioeconômicas, junto aos Cruzeiros Marítimos, e, junto às operadoras de Pesca Esportiva, têm ajudado a formar os indicadores turísticos do Amazonas, os quais vêm contribuindo para a definição de políticas públicas que possam nortear ações concretas voltadas para a estruturação e qualificação dos serviços turísticos, para captação de novos investimentos, bem como para a promoção e divulgação do Amazonas nos mercados nacional e internacional. Oreni Campêlo Braga da Silva Presidente

4 DEMANDA TURÍSTICA

5 O volume de turistas registrado no Estado do Amazonas, considerando a quantidade de hóspedes da hotelaria urbana e dos hotéis de floresta, o fluxo de turistas dos cruzeiros marítimos, e o número de turistas registrados nas temporadas de pesca esportiva, no período de 2003 a 2014, foi de Demanda Turística Quantidade de Turistas por Ano Em 2014, houve um volume de turistas. Este valor agrega, além do volume ordinário de turistas, o fluxo de visitantes que vieram ao Amazonas durante a realização da Copa do Mundo Fifa de Essa quantidade supera o fluxo de 2013, que foi de turistas, demonstrando um crescimento de 22%.

6 Demanda Turística Quantidade de Turistas por Segmentos O gráfico abaixo mostra o fluxo de turistas que visitaram o Amazonas, no período de 2003 a 2014, distribuídos por segmentos. No período de 2003 a 2014 observou-se que turistas hospedaram-se nos hotéis urbanos, em hotéis na floresta, visitaram o Estado nas temporadas de cruzeiros marítimos e participaram das temporadas de pesca esportiva.

7 Demanda Turística Taxa de Crescimento do Volume de Turistas O crescimento médio do fluxo turístico no período de 2003 a 2014 foi de 14%. O gráfico mostra que em 2014 houve um crescimento de 22% do fluxo de turistas em relação a 2013, fortalecido pela realização da Copa do Mundo Fifa 2014.

8 Demanda Turística Quantidade de Turistas Brasileiros No período de 2003 a 2014 o Amazonas recebeu um volume de turistas residentes no Brasil, tendo um crescimento médio de 20% ao ano. Em 2014 houve um fluxo doméstico de turistas, que demonstra um crescimento de 17%, em relação a 2013, quando o fluxo foi de turistas.

9 Demanda Turística Quantidade de Turistas Brasileiros O volume de turistas residentes no Brasil em 2014, foi de , que representa 54% do fluxo de turistas que o Estado recebeu nesse período ( ). Em 2014, o ranking dos principais emissores nacionais foi liderado por São Paulo, com turistas, o que corresponde a um aumento de 42,38% em relação ao fluxo de 2013, que foi de

10 Demanda Turística Quantidade de Turistas Brasileiros, por Região O Amazonas recebeu em 2014 um volume total de turistas emitidos por Estados da Região Sudeste, o que representa um incremento de 15,5% sobre o fluxo do ano anterior, que foi de turistas. A Região Sudeste tem três Estados dentre os dez maiores emissores (São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais). A segunda Região com maior representatividade no fluxo de turistas residentes no Brasil foi a Região Norte com turistas. Isso corresponde a um aumento de 4% em relação ao fluxo de 2013, que foi de turistas.

11 Demanda Turística Quantidade de Turistas Estrangeiros O Amazonas recebeu um fluxo de turistas residentes no Exterior no período de 2003 a 2014, tendo um crescimento médio de 18,5% ao ano. O fluxo de turistas residentes no exterior em 2014 foi de turistas, que demonstra um crescimento de 34,22%, em relação a 2013, quando o fluxo foi de turistas.

12 O Amazonas recebeu um volume total de turistas procedentes do Exterior, em Isso representa 36% do fluxo de turistas que o Estado recebeu nesse período ( ). Demanda Turística Quantidade de Turistas Estrangeiros Em 2014, o ranking dos principais Países emissores foi liderado pelos Estados Unidos, com turistas, o que corresponde a um aumento de 37%, em relação ao ano anterior, quando esse fluxo foi de

13 Demanda Turística Quantidade de Turistas Estrangeiros, por Continente O Amazonas recebeu um volume total de turistas emitidos pelo Continente Europeu em 2014, o que representa um aumento de 45,12% em comparação ao fluxo de 2013 que foi de turistas. A Europa apresenta seis Países dentre os dez maiores emissores daquele continente para o Amazonas (Alemanha, Itália, Inglaterra, França, Espanha e Portugal). O segundo Continente com maior representatividade no fluxo de turistas residentes no Exterior foi a América do Norte com turistas. Isso corresponde a um aumento de 29,36% em relação ao fluxo de 2013, que foi de turistas.

14 HOTELARIA URBANA

15 Indicadores da Hotelaria Urbana Quantidade de Turistas por Ano O volume de turistas hospedados na hotelaria urbana, no período compreendido entre 2003 e 2014 foi de , tendo um crescimento médio, nesse período de 14,45%. Em 2014 foi registrado um volume de turistas, superando o fluxo do ano anterior, que foi de turistas, em 24%.

16 Indicadores da Hotelaria Urbana Quantidade de Turistas por Procedência O fluxo de turistas residentes no Brasil cresceu em média 19,35%, no período de 2003 a 2014, somando turistas residentes no Brasil. O volume de turistas residentes no Exterior cresceu 22,14% nesse mesmo período, totalizando no Exterior. Houve ainda turistas que não informaram sua procedência Quantidade de Turistas Brasileiros e Estrangeiros na Hotelaria Urbana Período de 2003 a Em 2014, registrou-se turistas residentes no Brasil, residiam no Exterior, e, turistas não informaram sua procedência Fluxo Doméstico Fluxo Estrangeiro

17 Indicadores da Hotelaria Urbana Turistas dos Principais Estados Emissores No período de 2003 a 2014, o Estado de São Paulo foi o principal emissor de turistas residentes no Brasil para a Hotelaria Urbana, sendo responsável pela emissão de turistas, com crescimento médio de 21% ao ano, nesse período. Estes turistas em sua maioria, são do sexo masculino, com média de idade de 40 anos, e, predominantemente engenheiros, tendo como principal motivação para viajar ao Amazonas o turismo de negócios/corporativo. Quantidade Anual de Turistas dos Principais Estados Emissores Em 2014, o ranking dos principais Estados emissores foi liderado por São Paulo, com turistas, o que corresponde a um aumento de 22% em relação ao ano anterior, quando esse fluxo foi de São Paulo Rio de Janeiro Distrito Federal Pará Roraima

18 Indicadores da Hotelaria Urbana Turistas dos Principais Países Emissores Os Estados Unidos lideram o ranking na emissão de turistas estrangeiros para a Hotelaria Urbana, no período de 2003 a 2014, responsável por turistas, com crescimento de 30%, em média, ao ano. Os turistas dos países destacados neste ranking são predominantemente do sexo masculino, com média de idade de 50 anos, e na maioria, aposentados Quantidade Anual de Turistas dos Principais Países Emissores EUA Alemanha França Itália China Japão Espanha Inglaterra Portugal O principal emissor, em 2014, foi os Estados Unidos, que emitiu turistas, correspondente a um incremento de 93,11% em relação ao ano anterior, quando seu volume de turistas foi de Esse crescimento expressivo é devido ao volume de turistas que vieram ao Amazonas durante a Copa do Mundo de 2014.

19 Indicadores da Hotelaria Urbana Quantidade de Pernoites Gerados No período de 2003 a 2014, foram registrados pernoites nos hotéis urbanos do Amazonas. Destaca-se também que a taxa média de crescimento desses foi de 14% ao ano Quantidade de Pernoite Gerados na Hotelaria Urbana Período de 2003 a Em 2014 foram registrados pernoites, o que corresponde a um aumento de 14,40%, em relação ao ano anterior, quando foram registrados pernoites

20 Indicadores da Hotelaria Urbana Taxa de Ocupação das Unidades Habitacionais A Taxa de Ocupação das Unidades Habitacionais (TOUH) mede a relação entre a quantidade de hospedados e o número de unidades habitacionais oferecidas. A TOUH média, no período de 2003 a 2014, foi de 54,27%. Taxa de Ocupação das Unidades Habitacionais Em 2014, a TOUH 51,60 57,80 54,46 52,51 52,50 53,50 53,87 53,94 54,55 54,31 55,85 56,31 média foi de 56,31%, enquanto em 2013 foi de 55,85%

21 Indicadores da Hotelaria Urbana Taxa de Ocupação dos Leitos A Taxa de Ocupação de Leitos (TOL) mede a relação entre a quantidade de hospedados e o número de leitos oferecidos. A TOL média, no período de 2003 a 2014, foi de 54,41%. Taxa de Ocupação dos Leitos Em 2013, a TOL 54,28 54,17 55,70 56,82 56,93 57,78 59,23 62,73 63,09 média foi de 62,73%, passando para 63,09% em ,20 48,22 37,

22 ALOJAMENTOS DE FLORESTA

23 Indicadores dos Alojamentos de Floresta Quantidade de Turistas por Ano O volume de turistas hospedados em alojamentos de floresta, no período compreendido entre 2003 e 2014 foi de , tendo um crescimento médio nesse período de 15%. Em 2014, foi registrado um volume de turistas de , que supera o fluxo do ano anterior, quando foi registrado um fluxo de turistas, em 15,20%.

24 Indicadores dos Alojamentos de Floresta Procedência dos Turistas O fluxo de turistas residentes no Brasil teve um crescimento médio anual de 24,5%, no período de 2003 a Entre os turistas residentes no Exterior, o crescimento médio anual observado foi de 18,03%. Nesse período, os alojamentos de Floresta receberam turistas residentes no Brasil, do Exterior, e não informaram sua procedência. Quantidade de Turistas Brasileiros e Estrangeiros dos Alojamentos de Floresta Período de 2003 a Em 2014 registrou-se turistas residentes no Brasil, residiam no Exterior, e, turistas não informaram sua procedência Fluxo Doméstico Fluxo Estrangeiro

25 Indicadores dos Alojamentos de Floresta Turistas dos Principais Estados Emissores Os principais Estados brasileiros que emitiram turistas para os Alojamentos de Floresta do Amazonas, no período de 2003 a 2014, estão destacados no gráfico abaixo. O Estado de São Paulo, maior emissor, é responsável por 33,29% desse volume, o que corresponde a Quantidade Anual de Turistas dos Principais Estados Emissores Em 2014, o ranking dos principais Estados emissores de turistas foi liderado por São Paulo, com turistas, o que corresponde a um aumento de 17% em relação ao fluxo de 2013, que foi de São Paulo Rio de Janeiro Distrito Federal Minas Gerais Paraná

26 Indicadores dos Alojamentos de Floresta Turistas dos Principais Países Emissores Os principais Países que emitiram turistas para os Alojamentos de Floresta do Amazonas, no período de 2003 a 2014, estão destacados no gráfico abaixo. O maior emissor foi os Estados Unidos, responsável por 32% desse volume de turistas emitidos para o Amazonas, o que corresponde a Quantidade Anual de Turistas dos Principais Países Emissores EUA França Alemanha Itália Portugal Espanha Japão Inglaterra Canadá Em 2014, o ranking dos principais Países emissores de turistas foi liderado pelos Estados Unidos, com turistas, o que corresponde a um aumento de 40,35% comparado a 2032 quando o fluxo foi de

27 Indicadores dos Alojamentos de Floresta Pernoites Gerados nos Alojamentos de Floresta No período de 2003 a 2014, foram registrados pernoites nos Alojamentos de Floresta. Destaca-se também a taxa média de crescimento desses pernoites que foi de 11,21%. Quantidade de Pernoite Gerados nos Alojamentos de Floresta Período de 2003 a Em 2014, foram registrados pernoites, o que corresponde a um aumento de 4,11%, em relação ao ano anterior, quando foram registrados pernoites

28 Indicadores dos Alojamentos de Floresta Taxa de Ocupação das Unidades Habitacionais A Taxa de Ocupação média das Unidades Habitacionais (TOUH), dos Alojamentos na Floresta, no período de 2003 a 2014 foi de 15,01%. Taxa de Ocupação das Unidades Habitacionais Em 2013 a TOUH 15,54 16,08 14,76 12,91 13,28 14,12 14,64 14,69 15,19 16,45 14,92 17,53 média dos Alojamentos de Floresta foi de 16,45% e, em 2014, passou para 17,53%

29 Indicadores dos Alojamentos de Floresta Taxa de Ocupação dos Leitos A Taxa de Ocupação de Leitos (TOL), no período de 2003 a 2014, dos Alojamentos na Floresta foi de 16%. Taxa de Ocupação dos Leitos Em 2013, a TOL 18,47 19,29 média Alojamentos dos de 16,72 16,86 16,96 16,17 Floresta foi de 18,47% 12,74 13,83 12,18 13,64 14,86 15,61 e, em 2014, foi de 19,29%

30 CRUZEIROS MARÍTIMOS

31 Indicadores dos Cruzeiros Marítimos Quantidade de Turistas por Ano O volume de turistas registrado nas temporadas de Cruzeiros Marítimos, no período de 2003 a 2014, foi de , com crescimento médio anual de 3,37%. Em 2014, foi registrado um volume de turistas de , menor que no ano anterior, quando registrou-se um fluxo de turistas, apresentando um decréscimo de 25%, decorrente da redução no número de navios, em relação a 2013.

32 Indicadores dos Cruzeiros Marítimos Quantidade de Navios por Temporada O gráfico abaixo apresenta o número de navios que aportaram no Amazonas nas temporadas de Cruzeiros Marítimos, no período de 2003 a Em 2014, aportaram em Manaus 18 navios, trazendo um volume de turistas.

33 PESCA ESORTIVA

34 Indicadores da Pesca Esportiva Quantidade de Turistas por Ano O volume de turistas registrados nas temporadas de Pesca Esportiva, no período de 2003 a 2014, foi de , tendo um crescimento médio estimado de 9,23%. Em 2014, foi registrado um volume de turistas de 9.875, maior que no ano anterior, quando registrou-se um fluxo de turistas, apresentando um crescimento de 12%.

35 INDICADORES DE USO CORRENTE

36 Indicadores de Uso Corrente Movimentação Total de Passageiros No período de 2003 a 2014, a movimentação de passageiros no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes alcançou a marca de passageiros, apresentando um crescimento médio anual de 10%. Fonte: INFRAERO. A movimentação total no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes em 2014 foi de passageiros, o que demonstra um crescimento de 10,16%, em relação ao ano anterior, quando a movimentação foi de passageiros.

37 A movimentação doméstica de passageiros no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, no período de 2003 a 2014, foi de passageiros, tendo um crescimento médio anual de 21,33%. Indicadores de Uso Corrente Movimentação Doméstica de Passageiros Em 2014, a movimentação doméstica de passageiros foi de , o que representa um crescimento de 10% em relação a 2013, quando a movimentação alcançou passageiros. Fonte: INFRAERO.

38 A movimentação internacional de passageiros no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, no período de 2003 a 2014, foi de passageiros, tendo um crescimento médio anual de 21,33%. Indicadores de Uso Corrente Movimentação Internacional de Passageiros Fonte: INFRAERO. Em 2014, a movimentação internacional alcançou o volume de passageiros. Em 2013, essa movimentação totalizou passageiros. Assim, verifica-se um crescimento de 15,19% entre 2013 e 2014.

39 EMPRESA ESTADUAL DE TURISMO DO AMAZONAS AMAZONASTUR Endereço: Av. Djalma Batista, Ed Roldão Gomes Bairro: Parque 10 de Novembro CEP: Telefones: (92) /

Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro

Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro 10 dias para a copa O estudo Destaques Principais mercados emissores Chegadas internacionais nas cidades sede Saídas do Brasil Junho-Julho 2014

Leia mais

Estatísticas básicas de turismo. Brasil

Estatísticas básicas de turismo. Brasil Estatísticas básicas de turismo Brasil Brasília, outubro de 2010 Estatísticas básicas de turismo Índice Páginas I - Turismo no mundo 1. Fluxo receptivo internacional 1.1 - Chegadas de turistas internacionais

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ Secretaria de Estado do Turismo

ESTADO DO PARANÁ Secretaria de Estado do Turismo ESTADO DO PARANÁ Secretaria de Estado do Turismo MEIOS DE HOSPEDAGEM DO PARANÁ 2000 2007 HOTELARIA O segmento hoteleiro provoca no turismo um efeito multiplicador na geração de empregos (diretos e indiretos)

Leia mais

Recorde-se que no item Transporte chamou-se a atenção para o crescimento do movimento de vôos internacionais no aeroporto de Fortaleza.

Recorde-se que no item Transporte chamou-se a atenção para o crescimento do movimento de vôos internacionais no aeroporto de Fortaleza. A atividade do setor de no Ceará, tem apresentado um expressivo crescimento ao longo dos últimos anos. De fato, tendo recebido 970.000 turistas em 1997, este fluxo alcançou 1.550.857 em 2003 e 1.784.354

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DOS TURISTAS DA COPA 2014 (PST Copa 2014)

RESULTADOS CONSOLIDADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DOS TURISTAS DA COPA 2014 (PST Copa 2014) RESULTADOS CONSOLIDADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DOS TURISTAS DA COPA 2014 (PST Copa 2014) Os resultados a seguir são baseados em 2.257 entrevistas realizadas com turistas no período de 14 de junho a

Leia mais

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DO TURISMO EM ALAGOAS, PARA MAIO DE 2015

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DO TURISMO EM ALAGOAS, PARA MAIO DE 2015 ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DO TURISMO EM ALAGOAS, PARA MAIO DE 2015 Superintendência de Produção da Informação e do Conhecimento (SINC) Diretoria de Estatística e Indicadores A análise do setor de Turismo

Leia mais

Atividade Turística com resultados positivos em 2014

Atividade Turística com resultados positivos em 2014 Estatísticas do Turismo 2014 28 de julho de 2015 Atividade Turística com resultados positivos em 2014 Segundo os dados provisórios da Organização Mundial de Turismo, as chegadas de turistas internacionais,

Leia mais

DESEMPENHO DO SETOR DE TURISMO EM ALAGOAS, PARA SETEMBRO DE 2015

DESEMPENHO DO SETOR DE TURISMO EM ALAGOAS, PARA SETEMBRO DE 2015 DESEMPENHO DO SETOR DE TURISMO EM ALAGOAS, PARA SETEMBRO DE 2015 Superintendência de Produção da Informação e do Conhecimento (SINC) Gerência de Estatística e Indicadores Os resultados do turismo no estado

Leia mais

3-5 TURISMO. Os dados sistematizados nesta seção referemse fundamentalmente à entrada e procedência de estrangeiros e aos índices de hotelaria.

3-5 TURISMO. Os dados sistematizados nesta seção referemse fundamentalmente à entrada e procedência de estrangeiros e aos índices de hotelaria. Anuário Estatístico do Município de Belém-2012 3-5 TURISMO 1 3-5 TURISMO Os dados sistematizados nesta seção referemse fundamentalmente à entrada e procedência de estrangeiros e aos índices de hotelaria.

Leia mais

Análise Regional dezembro 2015

Análise Regional dezembro 2015 Portugal Em, o Algarve voltou a liderar o País com 16,6 milhões de dormidas (34% de quota no País) e cresceu 2,7% face a 2014. Lisboa posicionou-se no 2.º lugar com 12,3 milhões de dormidas e assinalou,

Leia mais

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro Como a Copa do Mundo 214 vai movimentar o Turismo Brasileiro 9 dias O estudo As empresas Principais conclusões a 9 dias da Copa 1 principais emissores 1 Desempenho das cidades-sede Chegadas internacionais

Leia mais

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DO TURISMO EM ALAGOAS, PARA JULHO DE 2015

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DO TURISMO EM ALAGOAS, PARA JULHO DE 2015 ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DO TURISMO EM ALAGOAS, PARA JULHO DE 2015 Superintendência de Produção da Informação e do Conhecimento (SINC) Diretoria de Estatística e Indicadores A partir da análise da movimentação

Leia mais

Indústria do Turismo. Aumento da renda do brasileiro alavancou mercado de passagens aéreas nos últimos anos

Indústria do Turismo. Aumento da renda do brasileiro alavancou mercado de passagens aéreas nos últimos anos Indústria do Turismo Aumento da renda do brasileiro alavancou mercado de passagens aéreas nos últimos anos Abril 2011 Aumento da renda do brasileiro alavancou mercado de passagens aéreas nos últimos anos

Leia mais

INDICADORES MACROECONÔMICOS DO TURISMO, DOS PRINCIPAIS DESTINOS LITORÂNEOS DA BAHIA, NO PERÍODO DE 1998 A 2008

INDICADORES MACROECONÔMICOS DO TURISMO, DOS PRINCIPAIS DESTINOS LITORÂNEOS DA BAHIA, NO PERÍODO DE 1998 A 2008 CULTUR, ano 05 - nº 01/Especial - Jan/2011 www.uesc.br/revistas/culturaeturismo Licença Copyleft: Atribuição-Uso não Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas INDICADORES MACROECONÔMICOS DO TURISMO,

Leia mais

SÃO PAULO TURISMO - OBSERVATÓRIO DE TENDÊNCIAS NÚMEROS DA CIDADE DE SÃO PAULO

SÃO PAULO TURISMO - OBSERVATÓRIO DE TENDÊNCIAS NÚMEROS DA CIDADE DE SÃO PAULO TURISMO - INDICADORES GERAIS Demanda Total de Turistas (estimativa) Principais Procedências - Internacionais 13,22 milhões; 84% Brasileiros, 16% Estrangeiros EUA, Argentina, Alemanha, Chile, Espanha 2013

Leia mais

Investimentos no Brasil: Hotéis & Resorts -2011

Investimentos no Brasil: Hotéis & Resorts -2011 Investimentos no Brasil: Hotéis & Resorts -2011 INVESTIMENTOS NO BRASIL: HOTÉIS & RESORTS - 2011 Este relatório foi realizado pela BSH Travel Research, divisão estatística da BSH International e apresenta

Leia mais

COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANA DE MANAUS

COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANA DE MANAUS FEVEREIRO / 2009 COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANA DE MANAUS MANAUS AM RELATÓRIO MENSAL DA PESQUISA DO COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANTA DE MANAUS, ANO 2009 - N 02 Para 55,6%

Leia mais

Turismo no Recife: Caso de sucesso

Turismo no Recife: Caso de sucesso Secretaria de Turismo Turismo no Recife: Caso de sucesso O Recife no Brasil: Reconhecimento nacional na Parceria Público-Privada PCR e RCVB; Prêmio de Melhor Política Pública do Turismo entre os 65 Destinos

Leia mais

Ingressos de Turistas Internacionais no RS por via de acesso

Ingressos de Turistas Internacionais no RS por via de acesso Anuário Estatístico de Turismo 2015 ano base 2014* *Publicado em 08/07/2015, pelo Ministério do Turismo. A publicação apresenta uma compilação de informações anuais relativas ao comportamento de diversos

Leia mais

Empresas nacionais de transporte aéreo movimentaram mais 6,3% de passageiros

Empresas nacionais de transporte aéreo movimentaram mais 6,3% de passageiros Transportes aéreos e atividade turística 2013 10 de setembro de 2014 Movimento de passageiros nos aeroportos nacionais aumentou 4,9% O tráfego comercial nas infraestruturas aeroportuárias nacionais em

Leia mais

1ª Avaliação Parlamentar Copa do Mundo 2014. Logística

1ª Avaliação Parlamentar Copa do Mundo 2014. Logística 1ª Avaliação Parlamentar Copa do Mundo 2014 Logística Economia Brasileira Gráfico 1 Crescimento Econômico Brasileiro e Mundial PIB 2002 a 2016 (em %) 8,0 6,0 4,0 2,0 0,0-2,0 7,5 61 6,1 5,7 4,6 5,3 5,2

Leia mais

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL APL DE TURISMO ECOLÓGICO E RURAL

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL APL DE TURISMO ECOLÓGICO E RURAL ARRANJO PRODUTIVO LOCAL APL DE TURISMO ECOLÓGICO E RURAL CIDADE PÓLO: MANAUS OBJETIVOS Orientar a integração e a convergência de ações dos agentes atuantes no APL de Turismo; Formalizar novas parcerias,

Leia mais

OFERTA DE VOOS PARA O RS JUNHO 2013

OFERTA DE VOOS PARA O RS JUNHO 2013 OFERTA DE VOOS PARA O RS JUNHO 2013 Divisão de Informações e Estudos Estratégicos do Turismo Secretaria do Turismo Governo do Estado do Rio Grande do Sul Julho 2013 EQUIPE TÉCNICA Governador do Estado

Leia mais

MERCADO DE PASSAGEIROS

MERCADO DE PASSAGEIROS 2 ANAC/SRI/GAMI MERCADO DE PASSAGEIROS Os Estados Unidos representam o principal mercado aéreo internacional do Brasil, tendo respondido por 25,7% do total do volume de passageiros transportados com origem

Leia mais

COPA 2014 DESAFIOS E OPORTUNIDADES. GEAE Grupo de Excelência em Administração Esportiva Conselho Regional de Administração - SP

COPA 2014 DESAFIOS E OPORTUNIDADES. GEAE Grupo de Excelência em Administração Esportiva Conselho Regional de Administração - SP COPA 2014 DESAFIOS E OPORTUNIDADES GEAE Grupo de Excelência em Administração Esportiva Conselho Regional de Administração - SP A INDÚSTRIA DO ESPORTE A Indústria do Esporte Atividades econômicas relacionadas

Leia mais

Expectativas da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Verão 2014-2015

Expectativas da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Verão 2014-2015 Expectativas da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Verão 2014-2015 PRESIDENTE: Marciano Gianerini Freire EQUIPE TÉCNICA: Coordenação: Mariana Nery Pesquisadores: Heike Duske César Melo

Leia mais

Taxa de Ocupação atinge 80,69% e registra o melhor resultado para um mês de abril

Taxa de Ocupação atinge 80,69% e registra o melhor resultado para um mês de abril TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, em parceria com Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro Abril de 2012 Taxa

Leia mais

ESTUDO DA DEMANDA TURÍSTICA INTERNACIONAL 2003

ESTUDO DA DEMANDA TURÍSTICA INTERNACIONAL 2003 ESTUDO DA DEMANDA TURÍSTICA INTERNACIONAL 2003 Brasília - Brasil Julho 2004 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO 09 2 CONSIDERAÇÕES METODOLÓGICAS 11 2.1 Objetivo geral 13 2.2 Objetivo específico 13 2.3 Amostra 14 2.4

Leia mais

SÃO PAULO TURISMO - OBSERVATÓRIO DE TENDÊNCIAS Números DA CIDADE DE SÃO PAULO

SÃO PAULO TURISMO - OBSERVATÓRIO DE TENDÊNCIAS Números DA CIDADE DE SÃO PAULO Turismo - indicadores gerais Demanda Total de Turistas (Estimativa) Demanda Total de Turistas (Estimativa) Principais Procedências - Internacionais 13,2 milhões; 85% Brasileiros, 15% Estrangeiros 15,1

Leia mais

BOLETIM DE DESEMPENHO ECONÔMICO DO TURISMO

BOLETIM DE DESEMPENHO ECONÔMICO DO TURISMO BOLETIM DE DESEMPENHO ECONÔMICO DO TURISMO SUMÁRIO EXECUTIVO JANEIRO 2006 ANO III No. 9 O Boletim de Desempenho Econômico do Turismo é uma publicação trimestral que leva ao público o resultado de uma análise

Leia mais

Segundo 1.892.390. identificação da. Gráfico. Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Total 500.

Segundo 1.892.390. identificação da. Gráfico. Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Total 500. MOVIMENTAÇÃO DE PASSAGEIROS EM ALAGOAS E DO SETOR HOTELEIRO EM MACEIÓ, PARA JANEIRO DE 2015 Superintendência de Produção da Informação e do Conhecimento (SINC)( Diretoria de Estatística e Indicadores Segundo

Leia mais

boletim trimestral - n.º 1 - junho 2013 algarve conjuntura turística

boletim trimestral - n.º 1 - junho 2013 algarve conjuntura turística boletim trimestral - n.º 1 - junho 2013 algarve conjuntura turística indicadores 1. Movimento de passageiros no aeroporto de Faro 1.1. Movimento total de passageiros 1.2. Passageiros desembarcados por

Leia mais

Distribuição Geográfica dos Pontos de Coleta de Dados

Distribuição Geográfica dos Pontos de Coleta de Dados Distribuição Geográfica dos Pontos de Coleta de Dados Nº de Entrevistados da Pesquisa: 39.000 pessoas Nº de locais das entrevistas: 27 15 em aeroportos internacionais, que representam 99% do fluxo internacional

Leia mais

DESEMPENHO DA HOTELARIA DE SALVADOR. Janeiro a Dezembro de 2014. Pesquisa SETUR

DESEMPENHO DA HOTELARIA DE SALVADOR. Janeiro a Dezembro de 2014. Pesquisa SETUR Superintendência de Investimentos em Polos Turísticos SUINVEST Diretoria de Planejamento e Estudos Econômicos DPEE DESEMPENHO DA HOTELARIA DE SALVADOR Janeiro a Dezembro de 2014 Pesquisa SETUR Janeiro,

Leia mais

Golfe e Turismo: indústrias em crescimento

Golfe e Turismo: indústrias em crescimento CAPÍTULO I CAPÍTULO I Golfe e Turismo: indústrias em crescimento O universo do golfe, bem visível hoje em muitos territórios, tem desde logo ao nível de contribuição uma relação de causa consequência com

Leia mais

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 EQUIPE TÉCNICA DO IPETURIS Coordenação: Mariana Nery Pesquisadores: César Melo Tamiris Martins Viviane Silva Suporte: Gerson

Leia mais

indicadores 1. Hóspedes 1.1. Número total de hóspedes 1.2. Hóspedes por tipologia de alojamento 1.3. Hóspedes por país de origem

indicadores 1. Hóspedes 1.1. Número total de hóspedes 1.2. Hóspedes por tipologia de alojamento 1.3. Hóspedes por país de origem boletim trimestral - n.º 2 - setembro 2013 algarve conjuntura turística indicadores 1. Hóspedes 1.1. Número total de hóspedes 1.2. Hóspedes por tipologia de alojamento 1.3. Hóspedes por país de origem

Leia mais

Economia do turismo da cidade do Rio de Janeiro - 2003

Economia do turismo da cidade do Rio de Janeiro - 2003 ISSN 1984-7203 C O L E Ç Ã O E S T U D O S C A R I O C A S Economia do turismo da cidade do Rio de Janeiro - 2003 Nº 20051201 Dezembro - 2005 SETUR/Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, EBAPE/Fundação

Leia mais

Nº 23 Março 2012. Perfil da Raça da População Cearense

Nº 23 Março 2012. Perfil da Raça da População Cearense Nº 23 Março 2012 Perfil da Raça da População Cearense Análise a partir dos dados do Censo Demográfico 2010 GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ Cid Ferreira Gomes Governador Domingos Gomes de Aguiar Filho Vice Governador

Leia mais

Meto t d o o d l o og o i g a II. Segm g e m nt n a t ção o do d o me m rcado III. C racte t rização o do d s o ent n r t evi v sta t do d s

Meto t d o o d l o og o i g a II. Segm g e m nt n a t ção o do d o me m rcado III. C racte t rização o do d s o ent n r t evi v sta t do d s Roteiro I. Metodologia II. III. IV. Segmentação do mercado Caracterização dos entrevistados Percepções sobre o turismo no Brasil V. Hábitos e comportamentos sobre turismo VI. VII. VIII. Prioridade de investimento

Leia mais

ESTUDOS E PESQUISAS MINISTÉRIO DO TURISMO. Ministério do Turismo

ESTUDOS E PESQUISAS MINISTÉRIO DO TURISMO. Ministério do Turismo ESTUDOS E PESQUISAS MINISTÉRIO DO TURISMO DEMANDA TURÍSTICA INTERNACIONAL EXECUÇÃO FIPE APOIO INFRAERO DPF RECEITA ÓRGÃOS OFICIAS DE TURISMO Caracterizar e dimensionar o turismo internacional receptivo

Leia mais

Visita a familiares e amigos e alojamento gratuito impulsionam deslocações dos residentes

Visita a familiares e amigos e alojamento gratuito impulsionam deslocações dos residentes PROCURA TURÍSTICA DOS RESIDENTES 4º Trimestre 2012 02 maio de 2013 Visita a familiares e amigos e alojamento gratuito impulsionam deslocações dos residentes No 4º trimestre de 2012, os residentes efetuaram

Leia mais

Secretaria. de Futebol de 2014

Secretaria. de Futebol de 2014 Secretaria Especial de Articulação para a Copa do Mundo de Futebol de 2014 SECOPA Assistir direta e indiretamente ao Prefeito na condução aos assuntos referentes a Copa do Mundo; Parcerias com a sociedade

Leia mais

Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro

Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro 2 dias para a copa O estudo Principais mercados emissores Chegadas internacionais nas cidades sede Pernoites no Brasil durante o último jogo O estudo

Leia mais

Emprego Formal do Estado do Amazonas Novembro 2015

Emprego Formal do Estado do Amazonas Novembro 2015 GOVERNO DO ESTADO DO AMAZONAS Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação - SEPLANCTI Emprego Formal do Estado do Amazonas Novembro 2015 MANAUS AMAZONAS 2015 GOVERNADOR

Leia mais

Participação da União em Projetos de Infra-estrutura Turística no Âmbito do PRODETUR SUL

Participação da União em Projetos de Infra-estrutura Turística no Âmbito do PRODETUR SUL Programa 0410 Turismo: a Indústria do Novo Milênio Objetivo Aumentar o fluxo, a taxa de permanência e o gasto de turistas no País. Público Alvo Turistas brasileiros e estrangeiros Ações Orçamentárias Indicador(es)

Leia mais

3.14 Demanda atual e potencial

3.14 Demanda atual e potencial 3.14 Demanda atual e potencial O Estado do Ceará vem adquirindo, no cenário nacional, uma importância turística crescente. Em 1998, por exemplo, ocupou o terceiro lugar dentre os destinos mais visitados

Leia mais

TURISMO NO RIO GRANDE DO NORTE

TURISMO NO RIO GRANDE DO NORTE TURISMO NO RIO GRANDE DO NORTE Relatório de Pesquisa Demanda Turística via Natal: Estrutura e Características do Fluxo Turístico Receptivo de 2009 Natal - Rio Grande do Norte Brasil (maio de 2010) RIO

Leia mais

boletim trimestral - edição especial - n.º 0 - abril 2013 algarve conjuntura turística 2. Capacidade de alojamento na hotelaria global

boletim trimestral - edição especial - n.º 0 - abril 2013 algarve conjuntura turística 2. Capacidade de alojamento na hotelaria global boletim trimestral - edição especial - n.º 0 - abril 2013 algarve conjuntura turística indicadores 1. Movimento de passageiros no Aeroporto de Faro 1.1. Movimento total de passageiros 1.2. Movimento mensal

Leia mais

Turismo no Espaço Rural. A oferta e a procura no TER

Turismo no Espaço Rural. A oferta e a procura no TER A oferta e a procura no TER 2007 Índice Introdução Capacidade de alojamento Estimativa de dormidas Taxas de ocupação-cama Anexos 2 Introdução. Em 2007 estavam em funcionamento em Portugal 1.023 unidades

Leia mais

vindo a verificar nos últimos tempos. As pers- próximo, estando prevista, a título de exemplo, náuticos internacionais que se realizam nos

vindo a verificar nos últimos tempos. As pers- próximo, estando prevista, a título de exemplo, náuticos internacionais que se realizam nos DO TURISMO DE LISBOA DADOS Março PERFORMANCE POSITIVA No primeiro trimestre de, a capital portuguesa continuou a demonstrar uma boa pectivas são igualmente positivas para o futuro vindo a verificar nos

Leia mais

Especificações Técnicas

Especificações Técnicas Especificações Técnicas Metodologia Técnicaeformadecoleta: Quantitativa: survey telefônico, com amostra 2.322 entrevistas, realizadas entre os dias 17 de junho e 07 de julho de 2009, pelo Instituto Vox

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2012

Anuário Estatístico de Turismo - 2012 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2012 Volume 39 Ano base 2011 Sumário I Turismo receptivo 1. Chegadas de turistas ao Brasil - 2010-2011

Leia mais

Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. MANAUS A Copa da Amazônia

Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. MANAUS A Copa da Amazônia Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 MANAUS A Copa da Amazônia Janeiro de 2009 ÍNDICE Agenda proposta a FIFA e CBF em 04/02 e 05/02/09 Introdução ao Amazonas ( Lima Projeto Básico de Arquitetura e Engenharia

Leia mais

BOLETIM DO TURISMO PARNANGUARA 2/2012

BOLETIM DO TURISMO PARNANGUARA 2/2012 OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE PARANAGUÁ BOLETIM DO TURISMO PARNANGUARA 2/2012 TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA PERFIL DOS HÓSPEDES EM MEIOS DE HÓPEDAGEM CENTRAIS DE INFORMAÇÕES TURÍSTICAS ESTAÇÃO FERROVIÁRIA

Leia mais

ABREMAR ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CRUZEIROS MARÍTIMOS

ABREMAR ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CRUZEIROS MARÍTIMOS ABREMAR ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CRUZEIROS MARÍTIMOS Marcia Leite Coordenadora do GET de Infraestrutura e Operações CRUZEIROS NO BRASIL últimos 10 anos Cruzeiristas no Brasil 800,000 700,000 600,000 500,000

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DO TURISMO DIVISÃO DE INFORMAÇÕES E ESTUDOS ESTRATÉGICOS DO TURISMO RELATÓRIO DA OFERTA DE VOOS PARA O RIO GRANDE DO SUL

SECRETARIA DE ESTADO DO TURISMO DIVISÃO DE INFORMAÇÕES E ESTUDOS ESTRATÉGICOS DO TURISMO RELATÓRIO DA OFERTA DE VOOS PARA O RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DO TURISMO DIVISÃO DE INFORMAÇÕES E ESTUDOS ESTRATÉGICOS DO TURISMO RELATÓRIO DA OFERTA DE VOOS PARA O RIO GRANDE DO SUL Porto Alegre Março de 2013 RESUMO: O Boletim de Horário Previsto

Leia mais

PERFIL DOS TRABALHADORES NA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DA BAHIA

PERFIL DOS TRABALHADORES NA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DA BAHIA PERFIL DOS TRABALHADORES NA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DA BAHIA SETEMBRO /2012 ÍNDICE INTRODUÇÃO 3 1. Dimensão e características da ocupação no setor da construção civil no Brasil e na Bahia (2000 e 2010)...

Leia mais

Ocupação em Empreendimentos Turísticos. Taxa de ocupação-quarto 2012

Ocupação em Empreendimentos Turísticos. Taxa de ocupação-quarto 2012 Ocupação em Empreendimentos Turísticos Taxa de ocupação-quarto 2012 Ocupação em Empreendimentos Turísticos Síntese A taxa de ocupação-quarto registada no país, em 2012, foi de 51,5%, com os residentes

Leia mais

Porto do Recife recebe três transatlânticos, com 5 mil turistas europeus Operação com três embarcações, simultaneamente, é inédita para o terminal

Porto do Recife recebe três transatlânticos, com 5 mil turistas europeus Operação com três embarcações, simultaneamente, é inédita para o terminal Clipping 20 de JANEIRO de 2015 Notícias do Porto do Recife Porto do Recife recebe três transatlânticos, com 5 mil turistas europeus Operação com três embarcações, simultaneamente, é inédita para o terminal

Leia mais

PANORAMA DOS MERCADOS Sul-Americanos

PANORAMA DOS MERCADOS Sul-Americanos Boletim PANORAMA DOS MERCADOS Sul-Americanos Edição nº 1 Julho/2015 Coordenação Geral de Mercados Americanos/Asiático - CGMA Diretoria de Mercados Internacionais - DMINT Apresentação A série Boletim Panorama

Leia mais

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro O estudo Destaques Os 10 principais emissores 10 Chegadas internacionais Viagens domésticas Cidades sedes Viagens dos brasileiros ao exterior

Leia mais

Estudo da Demanda Turística Internacional

Estudo da Demanda Turística Internacional Estudo da Demanda Turística Internacional Brasil 2012 Resultados do Turismo Receptivo Pontos de Coleta de Dados Locais de entrevistas - 25 Entrevistados - 31.039 15 aeroportos internacionais, que representam

Leia mais

QUEREMOS ENTRAR PARA ESSA SELEÇÃO

QUEREMOS ENTRAR PARA ESSA SELEÇÃO O conceito Nenhum esporte move tanto a paixão do brasileiro como o futebol. E os lances e feitos das Copas do Mundo são repetidos, revividos, relembrados e sempre voltam a emocionar. A iniciativa vai colocar

Leia mais

IMPACTOS POSITIVOS PARA 2014

IMPACTOS POSITIVOS PARA 2014 IMPACTOS POSITIVOS PARA 2014 O turismo da cidade de São Paulo desenvolveu-se positivamente nos últimos anos. Muito mais pode ser esperado os para os próximos, prevendo uma chegada estimada em 17 milhões

Leia mais

MAIS TURISMO, MAIS DESENVOLVIMENTO

MAIS TURISMO, MAIS DESENVOLVIMENTO Ministério do Turismo MAIS TURISMO, MAIS DESENVOLVIMENTO INDICADORES 2012 MAIS TURISMO, MAIS DESENVOLVIMENTO INDICADORES maio - 2013 Lagoa Azul, Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, MA Mais Turismo

Leia mais

200 4 Anuário Estatístico

200 4 Anuário Estatístico 2004 Anuário Estatístico REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA Presidente MINISTÉRIO DO TURISMO WALFRIDO SILVINO DOS MARES GUIA Ministro INSTITUTO BRASILEIRO DE TURISMO EMBRATUR EDUARDO

Leia mais

COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANA DE MANAUS

COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANA DE MANAUS SETEMBRO / 2010 COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANA DE MANAUS MANAUS AM RELATÓRIO MENSAL DA PESQUISA DO COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANTA DE MANAUS, ANO 2010 - N 05 Para 58,0%

Leia mais

Movimento de Turistas - Ano de 2009. Breve análise

Movimento de Turistas - Ano de 2009. Breve análise Movimento de Turistas - Ano de 2009 Breve análise Base de dados Não nos sendo possível saber a taxa de ocupação das unidades hoteleiras do concelho, foi elaborada esta breve análise, unicamente, com base

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2013

Anuário Estatístico de Turismo - 2013 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2013 Volume 40 Ano base 2012 Guia de leitura Guia de leitura O Guia de Leitura tem o propósito de orientar

Leia mais

Apresentação do novo sistema de reporte. Dezembro 2012

Apresentação do novo sistema de reporte. Dezembro 2012 Apresentação do novo sistema de reporte Dezembro 2012 Esquema da Apresentação Novo sistema de reporte Área de Empresa Aplicação de Recolha Questões específicas da rubrica Viagens e Turismo Banco de Portugal

Leia mais

FICHA TÉCNICA. DIRECÇÃO Pedro Mutindi Ministro da Hotelaria e Turismo. Paulino Domingos Baptista Secretário de Estado para Hotelaria

FICHA TÉCNICA. DIRECÇÃO Pedro Mutindi Ministro da Hotelaria e Turismo. Paulino Domingos Baptista Secretário de Estado para Hotelaria FICHA TÉCNICA DIRECÇÃO Pedro Mutindi Ministro da Hotelaria e Turismo Paulino Domingos Baptista Secretário de Estado para Hotelaria Alfredo Manuel Varo Kaputo Secretário de Estado para Turismo EQUIPA DE

Leia mais

Estudo da demanda turística internacional 2007-2013

Estudo da demanda turística internacional 2007-2013 Departamento de Estudos e Pesquisas Secretária Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Estudo da demanda turística internacional 2007-2013 Brasília, novembro de 2014 Sumário 1 Perfil da

Leia mais

Desejamos a todos ótima leitura! E não percam a edição especial que trará as análises completas do 1º semestre! 67%

Desejamos a todos ótima leitura! E não percam a edição especial que trará as análises completas do 1º semestre! 67% Ed. 47 junho / 2011 Este semestre foi muito especial para o InFOHB. Começamos o ano com a reformulação do conteúdo e observamos nossos associados cada dia mais empenhados com nossas estatísticas. Estamos

Leia mais

Fapespa Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas do Pará INFORME TÉCNICO DO COMÉRCIO EXTERIOR PARAENSE

Fapespa Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas do Pará INFORME TÉCNICO DO COMÉRCIO EXTERIOR PARAENSE Fapespa Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas do Pará INFORME TÉCNICO DO COMÉRCIO EXTERIOR PARAENSE JULHO 2015 GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ Simão Robison Oliveira Jatene Governador do Estado do

Leia mais

Cruzeiros Marítimos. Estudo de Perfil e Impactos Econômicos no Brasil

Cruzeiros Marítimos. Estudo de Perfil e Impactos Econômicos no Brasil Cruzeiros Marítimos Estudo de Perfil e Impactos Econômicos no Brasil Temporada 2014-2015 Sumário 1 APRESENTAÇÃO 2 EVOLUÇÃO DOS IMPACTOS ECONÔMICOS 4 PANORAMA GERAL 6 Armadoras Presentes no Brasil 10 IMPACTOS

Leia mais

Investimentos no Brasil: Hotéis & Resorts

Investimentos no Brasil: Hotéis & Resorts Investimentos no Brasil: Hotéis & Resorts 2013 Realização: INVESTIMENTOS NO BRASIL: HOTÉIS & RESORTS 2013 O relatório a seguir foi realizado pela BSH Travel Research, divisão estatística da BSH International

Leia mais

Apresentação. configura, hoje, cidades e territórios da sofisticada vida contemporânea.

Apresentação. configura, hoje, cidades e territórios da sofisticada vida contemporânea. 1 Caderno de Dados Agosto.14 1 APRESENTAÇÃO 3 2 METODOLOGIA 4 3 MENSAGEM DA BELOTUR 5 4 AMBIENTE MACRO 7 5 SONDAGEM DO CONSUMIDOR 9 6 RECEITA CAMBIAL E GASTOS 10 7 Indicadores 65 destinos indutores 12

Leia mais

Sobre o FOHB Nossa missão:

Sobre o FOHB Nossa missão: 20 de maio de 2014 Sobre o FOHB Criado em 2002, o FOHB Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil é uma entidade associativa sem fins lucrativos que representa importantes redes hoteleiras, nacionais e internacionais,

Leia mais

IMPACTO DOS MEGA EVENTOS NA INDuSTrIA hoteleira brasileira JUNHO 2013

IMPACTO DOS MEGA EVENTOS NA INDuSTrIA hoteleira brasileira JUNHO 2013 IMPACTO DOS MEGA EVENTOS NA Industria hoteleira brasileira JUNHO 2013 ENTIDADE ABIH NACIONAL Fundada em 09/11/1936 3.500 associados 35 escritórios 26 capitais + DF 08 regionais ENTIDADE 25.500 meios de

Leia mais

HOTELARIA RELATÓRIO DE CONJUNTURA

HOTELARIA RELATÓRIO DE CONJUNTURA HOTELARIA RELATÓRIO DE CONJUNTURA AEP / GABINETE DE ESTUDOS Julho de 2006 A actividade da hotelaria insere-se na CAE 55 Alojamento e Restauração, que, por sua vez, integra o sector do turismo, um dos sectores

Leia mais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL. Oportunidades e Desafios

COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL. Oportunidades e Desafios COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL Oportunidades e Desafios COPA DO MUNDO - OPORTUNIDADES Um evento esportivo do porte de uma Copa do Mundo é como uma grande vitrine do país no exterior e corresponde a um

Leia mais

ANÁLISE ESTATÍSTICA j a n e i r o m a i o 2011 1

ANÁLISE ESTATÍSTICA j a n e i r o m a i o 2011 1 ANÁLISE ESTATÍSTICA j a n e i r o m a i o 2011 1 ANÁLISE DE DORMIDAS NACIONAIS E ESTRANGEIRAS Estabelecimentos Hoteleiros, Aldeamentos e Apartamentos Turísticos Acumulado Janeiro Maio 2010/2011 A Turismo

Leia mais

indicadores 1. Hóspedes 2.1. Número total de hóspedes 2.2. Hóspedes por tipologia de alojamento 2.3. Hóspedes por país de origem

indicadores 1. Hóspedes 2.1. Número total de hóspedes 2.2. Hóspedes por tipologia de alojamento 2.3. Hóspedes por país de origem boletim trimestral - n.º 6 - outubro 2014 algarve conjuntura turística indicadores 1. Hóspedes 2.1. Número total de hóspedes 2.2. Hóspedes por tipologia de alojamento 2.3. Hóspedes por país de origem 1.

Leia mais

do turismo DA CIDADE DE DEMANDA TURÍSTICA Nacional e Internacional para a Cidade de São Paulo Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos

do turismo DA CIDADE DE DEMANDA TURÍSTICA Nacional e Internacional para a Cidade de São Paulo Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos observatório do turismo DA CIDADE DE SÃO PAULO são paulo turismo DEMANDA TURÍSTICA Nacional e Internacional para a Cidade de São Paulo Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos Ano-Base 2011 CRÉDITOS

Leia mais

ANÁLISE DOS PRINCIPAIS RESULTADOS - MOVIMENTAÇAO DE HÓSPEDES

ANÁLISE DOS PRINCIPAIS RESULTADOS - MOVIMENTAÇAO DE HÓSPEDES ANÁLISE DOS PRINCIPAIS RESULTADOS - MOVIMENTAÇAO DE HÓSPEDES EM 2009, AS ENTRADAS DE TURISTAS NOS ESTABELECIMENTOS HOTELEIROS DIMINUIRAM 0,9% FACE AO ANO ANTERIOR. NO ENTANTO, NESSE MESMO PERIODO AS DORMIDAS

Leia mais

Panorama do Comércio Exterior de Minas Gerais 2015

Panorama do Comércio Exterior de Minas Gerais 2015 Panorama do Comércio Exterior de Minas Gerais 2015 APRESENTAÇÃO Minas Gerais se consolida como um dos mais importantes estados exportadores do Brasil, pela grande produção de commodities e pelos esforços

Leia mais

PESQUISA DE PERFIL DE PÚBLICO DESFILE DAS ESCOLAS DE SAMBA DO GRUPO ESPECIAL DE SÃO PAULO 2015 PRINCIPAIS RESULTADOS

PESQUISA DE PERFIL DE PÚBLICO DESFILE DAS ESCOLAS DE SAMBA DO GRUPO ESPECIAL DE SÃO PAULO 2015 PRINCIPAIS RESULTADOS OBSERVATÓRIO DE TURISMO E EVENTOS DA CIDADE DE SÃO PAULO GERÊNCIA DE COMUNICAÇÃO SÃO PAULO TURISMO PESQUISA DE PERFIL DE PÚBLICO DESFILE DAS ESCOLAS DE SAMBA DO GRUPO ESPECIAL DE SÃO PAULO 2015 PRINCIPAIS

Leia mais

Barómetro Turismo Alentejo

Barómetro Turismo Alentejo Barómetro Turismo Alentejo Janeiro 2012 METODOLOGIA TOP DORMIDAS JANEIRO 2012 Inicia-se este ano de 2012 com alterações na metodologia do Barómetro, incluindo a sistemática comparação dos dados de 2012

Leia mais

COPA 2014. 28º Reunião do Conselho Nacional de Turismo

COPA 2014. 28º Reunião do Conselho Nacional de Turismo COPA 2014 28º Reunião do Conselho Nacional de Turismo COPA 2014 CIDADES-SEDE Fortaleza Manaus Natal Recife Cuiabá Salvador Brasília Belo Horizonte Curitiba São Paulo Rio de Janeiro Porto Alegre PLANEJAMENTO

Leia mais

Evolução das finanças dos clubes brasileiros -2003-2012 Janeiro de 2013

Evolução das finanças dos clubes brasileiros -2003-2012 Janeiro de 2013 Evolução das finanças dos clubes brasileiros -2003-2012 Janeiro de 2013 Destaques do Estudo O mercado brasileiro de clubes de futebol cresceu muito em receitas entre 2003 e 2011, passando de R$ 805 milhões

Leia mais

Conjuntura do Desempenho do Turismo no Nordeste: 2002/11

Conjuntura do Desempenho do Turismo no Nordeste: 2002/11 FUNDAÇÃO CTI/NE Conjuntura do Desempenho do Turismo no Nordeste: 2002/11 Valdo Mesquita Coordenador do GTP/CTI-NE Janeiro de 2012 Danielle Govas Pimenta Novis Presidente da Fundação CTI/NE Roberto Pereira

Leia mais

3º Ranking Mundial de Público nos Estádios 2013/14

3º Ranking Mundial de Público nos Estádios 2013/14 PLURI Especial 3º ing Mundial de nos Estádios /14 Fernando Ferreira Economista, Especialista em Gestão e Marketing do Esporte e Pesquisa de Mercado, Diretor da Pluri Consultoria, da BrSM Brasil e Sportfood

Leia mais

O Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT), em parceria com a Entidade Regional de Turismo do Porte e Norte de Portugal (ERTPNP)

O Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT), em parceria com a Entidade Regional de Turismo do Porte e Norte de Portugal (ERTPNP) O Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT), em parceria com a Entidade Regional de Turismo do Porte e Norte de Portugal (ERTPNP) e o Aeroporto Sá Carneiro, realizou o estudo do perfil

Leia mais

A HOTELARIA NA CIDADE DE PONTA GROSSA PR: UMA ANÁLISE DO PERFIL DO HÓSPEDE E DA OCUPAÇÃO HOTELEIRA ATRAVÉS DE PROJETO DE EXTENSÃO

A HOTELARIA NA CIDADE DE PONTA GROSSA PR: UMA ANÁLISE DO PERFIL DO HÓSPEDE E DA OCUPAÇÃO HOTELEIRA ATRAVÉS DE PROJETO DE EXTENSÃO 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE

Leia mais

9º Lugar. População: 62.204 hab. Área do Município: 1,589,52 km² Localização: Região Sul Goiano PIB (2005): R$ 505,5 milhões PIB :

9º Lugar. População: 62.204 hab. Área do Município: 1,589,52 km² Localização: Região Sul Goiano PIB (2005): R$ 505,5 milhões PIB : População: 62.204 hab. Área do Município: 1,589,52 km² Localização: Região Sul Goiano PIB (2005): R$ 505,5 milhões PIB : per capita R$ 7.701,00 9º Lugar Principais distâncias: Goiânia: 154 km Brasília:

Leia mais

Âmbito da rubrica Viagens e Turismo. Definição de conceitos

Âmbito da rubrica Viagens e Turismo. Definição de conceitos Questões específicas da rubrica Viagens e Turismo Âmbito da rubrica Viagens e Turismo Definição de conceitos Indicações específicas de reporte para a atividade das agências de viagens Indicações específicas

Leia mais

ANO 4 NÚMERO 25 MARÇO DE 2014 PROFESSORES RESPONSÁVEIS: FLÁVIO RIANI & RICARDO RABELO

ANO 4 NÚMERO 25 MARÇO DE 2014 PROFESSORES RESPONSÁVEIS: FLÁVIO RIANI & RICARDO RABELO ANO 4 NÚMERO 25 MARÇO DE 2014 PROFESSORES RESPONSÁVEIS: FLÁVIO RIANI & RICARDO RABELO 1 - CONSIDERAÇÕES INICIAIS Em geral as estatísticas sobre a economia brasileira nesse início de ano não têm sido animadoras

Leia mais

Copa do Mundo 2014: Oportunidades para o Brasil e para a iniciativa privada

Copa do Mundo 2014: Oportunidades para o Brasil e para a iniciativa privada BRA-MEB001-100209-0 Copa do Mundo 2014: Oportunidades para o Brasil e para a iniciativa privada São Paulo, 9 de março de 2010 0 BRA-MEB001-100209-1 O que o Brasil quer com uma Copa do Mundo FIFA Mobilizar

Leia mais

BNDES e a Copa 2014. Rodolfo Torres. Novembro de 2011. Área de Infraestrutura Social

BNDES e a Copa 2014. Rodolfo Torres. Novembro de 2011. Área de Infraestrutura Social BNDES e a Copa 2014 Novembro de 2011 Rodolfo Torres Área de Infraestrutura Social Agenda Introdução: Eventos Esportivos no Brasil Participação do BNDES Agenda Introdução: Eventos Esportivos no Brasil Participação

Leia mais