Estudo da Demanda Turística Internacional

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estudo da Demanda Turística Internacional"

Transcrição

1 Estudo da Demanda Turística Internacional Brasil 2012 Resultados do Turismo Receptivo

2 Pontos de Coleta de Dados Locais de entrevistas - 25 Entrevistados aeroportos internacionais, que representam mais de 99% do fluxo internacional aéreo. 10 fronteiras terrestres, que representam cerca de 90% do fluxo internacional terrestre (dois pontos em Foz do Iguaçu)

3 Época das Viagens de turistas internacionais ao Brasil Anuário Estatístico de Turismo , ,3 Percentual no Total do ano 7,4 6,1 6 7,2 7 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Sazonalidade: janeiro concentra com 13,2% de todo o fluxo turístico internacional do ano, em ,7 7,5 8,2 10,3 Percentual no total do ano Jan 13,2 Fev 10,0 Mar 10,3 Abr 7,4 Mai 6,1 Jun 6,0 Jul 7,2 Ago 7,0 Set 6,7 Out 7,5 Nov 8,2 Dez 10,3 Total 100,0

4 Chegadas de turistas ao Brasil, segundo continentes de residência permanente, por vias de acesso * Continentes de residência permanente Total Aéreo Terrestre Outros (%) (%) Ac. América do Sul ,7% 49,7% Europa ,1% 78,8% América do Norte ,6% 91,4% Ásia ,2% 96,7% África ,6% 98,3% Oceania ,9% 99,2% América Central ,8% 100,0% Países não especificados ,0% 100,0% TOTAL % * Anuário Estatístico de Turismo A entrada de visitantes internacionais foi superior a 5,6 milhões: América do Sul (50%), Europa (29%) e América do Norte (13%). Juntos, totalizam mais de 90% do receptivo internacional do Brasil. A via Aérea responde por 70% do acesso dos visitantes estrangeiros, seguida pela via Terrestre (27%).

5 Chegadas de turistas ao Brasil, segundo países de residência permanente * País de residência permanente Argentina Estados Unidos Alemanha Uruguai Chile Paraguai Itália França Espanha Portugal Inglaterra Bolívia Colômbia Peru Holanda Japão Suíça Canadá México Demais TOTAL * Anuário Estatístico de Turismo

6 Motivo Principal da Viagem Motivo da viagem Lazer 44,1 44,3 42,7 45,5 46,1 46,1 46,8 Negócios, eventos e convenções 28,1 27,4 27,0 22,9 23,3 25,6 25,3 Outros motivos 27,8 28,3 30,3 31,6 30,6 28,3 27,9 Visitar amigos e parentes 24,4 24,3 26,8 28,1 27,0 24,5 24,4 Estudo ou cursos 1,5 1,6 1,6 1,6 1,5 2,0 1,8 Motivos de saúde 0,6 1,2 0,6 0,6 0,6 0,6 0,6 Religião ou peregrinação 0,4 0,5 0,4 0,4 0,5 0,3 0,4 Compras 0,3 0,1 0,1 0,1 0,2 0,1 0,1 Outros 0,6 0,6 0,8 0,8 0,8 0,8 0,6 Total 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 Predominam as viagens de lazer (46,8%), seguido de Negócios e Eventos (25,3%) e Visita a Amigos/Parentes (24,4%).

7 Viagem a Lazer: Principal Motivação Motivo da Viagem a Lazer Sol e Praia 54,7 60,4 52,3 61,5 60,2 62,1 64,2 Natureza, ecoturismo ou aventura 19,5 20,9 22,2 23,2 26,9 24,6 21,3 Cultura 17,0 11,7 16,9 9,7 8,5 9,4 10,6 Esportes 3,3 2,6 3,2 2,2 1,7 1,6 1,9 Diversão noturna 1,5 1,4 1,8 1,0 0,7 0,9 0,9 Viagem de incentivo 1,1 0,9 0,7 0,7 0,6 0,4 0,3 Outros 2,9 2,1 2,9 1,7 1,5 1,0 0,8 Total 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 Sol e Praia (64,2%) predominou como principal motivação de viagem para quem veio a Lazer seguida de Natureza (21,3%).

8 Tipo de Hospedagem Hospedagem, por Motivo (em %) 85,6 74,5 56,2 52,1 27,4 21,9 14,9 11,9 10,4 11,5 7,2 7,6 2,6 4,6 3,0 Hotel, Pousada, Resort Casa Amigos/Parentes Casa alugada Outros 8,6 Hotel predomina como hospedagem para viagens de Negócios (86%). É também importante para viagens a Lazer (56%). Lazer Negócios, eventos e convenções Outros motivos TOTAL Tipo de alojamento utilizado Hotel, flat, pousada ou resort 58,7 58,0 55,9 53,4 54,2 53,8 52,1 Casa de amigos e parentes 26,1 25,9 27,3 28,2 27,0 26,8 27,4 Casa alugada 8,0 7,4 8,4 9,2 9,7 10,2 11,9 Camping ou albergue 2,4 2,7 3,4 4,0 4,3 4,2 4,9 Casa própria 3,4 4,3 3,9 3,8 3,3 3,1 2,5 Outros 1,4 1,7 1,1 1,4 1,5 1,9 1,2 Total 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0

9 Destinos mais visitados - Lazer e Negócios Lazer Rio de Janeiro - RJ 30,2 30,2 29,1 30,0 27,3 26,7 29,6 Florianópolis - SC 15,1 15,3 16,9 16,7 19,3 19,7 18,1 Foz do Iguaçu - PR 17,1 16,1 19,0 21,4 23,4 19,8 17,3 São Paulo - SP 12,6 13,7 14,9 11,5 9,9 11,0 10,5 Armação dos Búzios - RJ 4,4 6,4 6,2 7,9 7,5 6,4 7,9 Salvador - BA 11,4 10,2 8,7 7,2 7,4 6,8 6,2 Balneário Camboriú - SC 7,8 5,4 7,1 6,1 5,8 6,4 5,0 Bombinhas - SC 2,0 2,6 3,0 4,1 4,0 4,1 4,8 Angra dos Reis - RJ 1,5 2,9 3,5 4,3 3,8 3,5 4,7 Parati - RJ 2,9 3,4 3,7 3,8 4,0 3,3 3,5 Negócios, eventos e convenções São Paulo - SP 51,4 52,5 53,8 48,8 51,3 51,6 48,3 Rio de Janeiro - RJ 22,9 24,7 20,4 24,9 23,9 24,4 23,9 Curitiba - PR 4,8 5,1 4,6 3,7 4,8 4,9 4,4 Porto Alegre - RS 4,7 5,4 5,0 4,9 4,6 3,7 4,1 Brasília - DF 2,9 3,1 3,0 2,9 4,0 2,6 3,8 Belo Horizonte - MG 4,6 4,1 4,7 3,7 4,5 3,8 3,5 Campinas - SP 4,6 3,9 3,9 3,8 3,5 3,6 3,5 Foz do Iguaçu - PR 3,9 3,3 2,3 2,8 2,3 2,1 2,9 Salvador - BA 3,3 3,7 3,1 3,0 3,5 2,9 2,8 Fortaleza - CE 2,1 1,4 1,4 2,0 1,3 1,8 2,1 O Rio de Janeiro continua sendo o destino turístico preferido pelos visitantes de Lazer. São Paulo é a cidade mais visitada pelos turistas que visitam o país a negócios e convenções, seguida de Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre e Brasília. Respostas múltiplas Ressalta-se que os valores apresentados nas tabelas acima possuem bases diferentes conforme o ano de realização da pesquisa.

10 Gastos dos Visitantes, por Motivo da Viagem Gasto per capita dia no Brasil (US$) Lazer 64,33 73,37 68,00 63,26 70,53 72,68 73,77 Negócios, Eventos e Convenções 105,24 112,86 110,89 106,14 119,38 127,94 120,25 Outros Motivos 41,77 43,57 42,79 42,35 48,58 50,29 46,41 Total 61,13 65,59 61,05 58,19 66,27 71,35 68,94 Gasto per capita no Brasil (US$) Lazer 964, ,62 846,52 800,63 846,36 888,85 877,86 Negócios, Eventos e Convenções 1.240, , , , , , ,33 Outros Motivos 1.320, , , , , , ,07 Total 1.149, , , , , , ,51 As viagens que geram as maiores receitas per capita/dia são as de Negócios e Eventos (US$ 120,25 contra US$ 68,94 do total) Em termos per capita, considerando a permanência, as viagens de Negócios e Eventos continuam na liderança (US$ 1.599,33), contra o total médio de US$ 1.137,51.

11 Gasto e Permanência, por Continente Origem Gasto per capita Permanência Gasto per capita dia Europa 1.480,67 23,7 62,38 América do Norte 1.499,63 19,7 76,00 América do Sul 680,98 10,7 63,82 Outros 2.052,35 20,6 99,80 Total 1.136,50 16,5 68,94 Embora tenham gastos per capita diários similares, os turistas da Europa permanecem no Brasil cerca de 2 vezes mais do que os da América do Sul.

12 Gasto per capita no Brasil, por País de Residência ,04 Gasto per capita no Brasil, por país de residência (US$) 1.582, , , , , , , ,87 647,90 522,53 414, Espanha Portugal França Suíça Estados Unidos Inglaterra Itália Alemanha Chile Argentina Uruguai Paraguai Os visitantes provenientes de países europeus e dos Estados Unidos gastam per capita em média mais que o dobro que os provenientes da América do Sul.

13 Permanência Média, por País de Residência 35,0 30,0 25,0 20,0 15,0 10,0 5,0 31,0 Permanência média - por país de residência (em %) 29,9 25,5 23,6 21,7 19,6 19,3 16,3 10,8 10,8 8,0 6,6 0,0 Espanha Portugal Itália França Alemanha Estados Unidos Inglaterra México Argentina Chile Uruguai Paraguai Os visitantes provenientes da Europa e Estados Unidos ficam, no mínimo, duas vezes mais do que os visitantes da América do Sul.

14 Utilização de Agência de Viagem Utilização de Agência de Viagem Lazer Negócios, Eventos, Convenções Outros motivos Total 2012 Pacote 22,2 3,5 1,2 11,7 Serviços avulsos 9,0 22,6 19,8 15,4 Não utilizou 68,8 73,9 79,0 72,9 Total 100,0 100,0 100,0 100,0 A maioria dos turistas em visita ao Brasil não utiliza serviços de Agências de Viagem (72,9%). Dos que utilizam, 15,4% compram serviços avulsos e 11,7% ou pacotes. Pacotes são importantes nas viagens de Lazer (22,2%). Serviços avulsos são mais utilizados nas viagens de Negócios e Outros Motivos, respectivamente 22,6% e 19,8%.

15 Principal Fonte de Informação Fonte de informação (em %) Internet 19,9 24,4 27,6 30,1 30,9 32,6 33,6 Amigos e parentes 39,7 38,4 30,7 30,8 28,4 28,5 29,9 Viagem corporativa 19,5 17,9 17,1 15,6 16,0 18,9 18,6 Agência de viagens 8,5 8,6 13,6 12,2 14,5 11,4 9,9 Guias e Impressos 7,5 5,8 6,5 7,3 6,2 5,3 4,4 Feiras, eventos e congressos - - 1,3 1,6 1,4 1,4 1,1 1,7 Folders e brochuras 0,4 0,5 0,4 0,3 0,4 0,2 0,3 Artigos em jornais e revistas 0,7 0,6 0,2 0,2 0,2 0,2 0,1 Programas de televisão e rádio 1,0 0,4 0,1 0,2 0,1 0,1 0,1 Outros 2,8 2,1 2,2 1,9 1,9 1,7 1,4 Total 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 A Internet destaca-se como principal fonte de consulta dos visitantes e supera a cada ano a fonte Amigos e Parentes. Em 2012 foi 33,6% contra 29,9%. Em 2006 era o contrário: 20% contra 40%. É pequena participação das mídias pagas.

16 Nível de Satisfação com a Viagem Nível de Satisfação Superou 24,6 26,6 26,9 26,6 31,5 29,6 30,6 Atendeu plenamente 59,6 58,0 58,9 60,7 53,8 53,7 53,9 Atendeu em parte 13,4 12,8 12,8 11,0 13,0 14,7 13,5 Decepcionou 2,4 2,6 1,4 1,7 1,7 2,0 2,0 Total 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 É positiva a avaliação feita pelos turistas que visitam o Brasil: mais de 80% avaliam que a viagem superou ou atendeu plenamente as expectativas. Dos que vieram por via terrestre esta avaliação positiva alcança 93,6%, enquanto que pela via aérea é de 81,2%.

17 Intenção de Retorno ao Brasil, por Motivo Intenção de Retorno (em %) Voltar ao Brasil 96,0 96,4 95,3 94,9 96,0 95,4 95,7 Não voltar ao Brasil 4,0 3,6 4,7 5,1 4,0 4,6 4,3 Total 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 É alto o grau de fidelidade dos estrangeiros que visitam o Brasil: 95,7% manifestam o desejo de retornar.

18 Frequência de Visita ao Brasil, por Motivo Frequência de Visita 2012 (em %) Lazer Negócios Eventos Outros Motivos Total Fez outras visitas 62,2 70,6 78,7 68,9 Primeira visita 37,8 29,4 21,3 31,1 Total 100,0 100,0 100,0 100,0 69% dos turistas entrevistados já tinham feito outras visitas ao Brasil. 95,7% manifestam a intenção de retornar ao País. Sendo que quase 1/3 deles (31,0%) fizeram sua primeira viagem ao Brasil.

19 Avaliação da Infraestrutura e Serviços Turísticos Táxi 89,7 90,5 90,8 91,0 90,2 88,8 88,8 Segurança pública 76,8 78,8 79,8 80,8 82,5 82,9 82,9 Transporte urbano 83,0 82,2 83,0 82,3 81,5 79,7 78,5 Aeroportos 85,9 80,2 82,2 82,2 78,2 73,0 73,0 Limpeza pública 78,3 78,4 80,1 80,1 80,3 79,0 80,5 Telefonia e internet 78,8 79,8 76,6 75,0 73,8 71,7 67,7 Rodovias 64,1 66,8 63,8 64,5 66,4 68,0 70,0 Restaurantes 94,9 95,1 95,6 95,3 95,0 94,3 94,5 Alojamento 95,2 95,6 94,5 94,6 94,0 92,6 93,2 Diversão noturna 90,2 91,4 90,1 90,0 90,5 89,9 90,8 Sinalização turística 74,6 73,8 75,4 75,8 76,5 76,0 76,5 Hospitalidade 98,0 97,5 98,2 98,1 97,8 97,6 97,7 Gastronomia 95,0 96,0 96,0 95,7 95,5 95,0 95,5 Guias de turismo 90,3 91,9 90,1 90,8 90,6 88,9 88,8 Informações turísticas 85,5 86,5 86,2 86,6 86,1 85,6 85,4 Preços 68,1 67,4 66,5 71,7 59,9 50,2 56,1 (*)Avaliação Positiva: somatória de "Muito Bom" e "Bom" Avaliação positiva (em %) (*) Infraestrutura e Serviços Infraestrutura Turística Serviços turísticos Dentre os itens, as melhores avaliações são para: Hospitalidade (97,7%), Gastronomia (95,5%), Restaurantes (94,5%) e Alojamento (93,2%). Os preços (56,1%), telefonia e internet (67,7%), rodovias (70,0%), aeroportos (73,0%) e sinalização (76,5%) têm o menor índice de satisfação.

20 Grau de instrução Grau de instrução (em %) 43, ,7 26, ,3 4,0 Sem educação formal Fundamental Médio Superior Pós-graduação Predominam os visitantes estrangeiros com grau de instrução superior (43,5%), seguido de pós-graduados (26,5%) e nível médio (25,7%).

21 Gênero Gênero 2012 (em %) Feminino 39% Masculino Feminino Masculino 61% Os homens são maioria entre os estrangeiros que visitam o Brasil (61%), enquanto que as mulheres representam 39% dos visitantes.

22 Renda Média Renda média mensal e 2012 (em US$) , , , , Familiar 2011 Individual 2012 A renda média mensal manteve-se estável, enquanto que a renda média individual cresceu de US$ 3,29 mil para US$ 3,5 mil.

23 OBRIGADO

Distribuição Geográfica dos Pontos de Coleta de Dados

Distribuição Geográfica dos Pontos de Coleta de Dados Distribuição Geográfica dos Pontos de Coleta de Dados Nº de Entrevistados da Pesquisa: 39.000 pessoas Nº de locais das entrevistas: 27 15 em aeroportos internacionais, que representam 99% do fluxo internacional

Leia mais

Estudo da demanda turística internacional 2006-2012

Estudo da demanda turística internacional 2006-2012 Departamento de Estudos e Pesquisas Secretária Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Estudo da demanda turística internacional 2006-2012 Brasília, agosto de 2013 Sumário 1 Perfil da demanda

Leia mais

Estudo da demanda turística internacional 2005-2011

Estudo da demanda turística internacional 2005-2011 Departamento de Estudos e Pesquisas Secretária Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Estudo da demanda turística internacional 2005-2011 Brasília, outubro de 2012 Sumário 1 Perfil da demanda

Leia mais

Estudo da demanda turística internacional 2007-2013

Estudo da demanda turística internacional 2007-2013 Departamento de Estudos e Pesquisas Secretária Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Estudo da demanda turística internacional 2007-2013 Brasília, novembro de 2014 Sumário 1 Perfil da

Leia mais

368 municípios visitados

368 municípios visitados TURISTAS INTERNACIONAIS 60,3% visitaram o Brasil pela primeira vez 91,4 % Copa como o principal motivo da viagem 83% o Brasil atendeu plenamente ou superou suas expectativas 95% tem intenção de retornar

Leia mais

ESTUDO DA DEMANDA TURÍSTICA INTERNACIONAL 2003

ESTUDO DA DEMANDA TURÍSTICA INTERNACIONAL 2003 ESTUDO DA DEMANDA TURÍSTICA INTERNACIONAL 2003 Brasília - Brasil Julho 2004 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO 09 2 CONSIDERAÇÕES METODOLÓGICAS 11 2.1 Objetivo geral 13 2.2 Objetivo específico 13 2.3 Amostra 14 2.4

Leia mais

Apresentação dos Resultados da Pesquisa de Demanda: Internacional Doméstica/Nacional Estadual. Comparação do Turista Lazer x Negócios

Apresentação dos Resultados da Pesquisa de Demanda: Internacional Doméstica/Nacional Estadual. Comparação do Turista Lazer x Negócios Apresentação dos Resultados da Pesquisa de Demanda: Internacional Doméstica/Nacional Estadual Comparação do Turista Lazer x Negócios Gilce Zelinda Battistuz Curitiba, 28/06/2015 Turismo Internacional -

Leia mais

PESQUISA DO IMPACTO ECONÔMICO DOS EVENTOS INTERNACIONAIS REALIZADOS NO BRASIL - 2007/2008. Consolidado 6 Eventos - Rio de Janeiro

PESQUISA DO IMPACTO ECONÔMICO DOS EVENTOS INTERNACIONAIS REALIZADOS NO BRASIL - 2007/2008. Consolidado 6 Eventos - Rio de Janeiro PESQUISA DO IMPACTO ECONÔMICO DOS EVENTOS INTERNACIONAIS REALIZADOS NO BRASIL - 2007/2008 JUNHO 2008 Informações do Evento Consolidado 6 Eventos - Rio de Janeiro EVENTO CIDADE PERÍODO Nº DE PARTICIPANTES

Leia mais

Turismo do Rio em números

Turismo do Rio em números 1 2 APRESENTAÇÃO A indústria do turismo tanto no Brasil como no Rio de Janeiro enfrenta um grande carência de indicadores estatísticos e econômicos, que possibilitem mensurar de maneira confiável e precisa

Leia mais

Caderno de dados do Turismo

Caderno de dados do Turismo EDIÇÃO 5 CADERNO D E DAD OS Caderno de dados do Turismo Maio - 2013 Apresentação Mineirão - Fotógrafo Alberto Andrich e Ilustrador digital Felipe Coutinho Nesta edição 1 Apresentação 1 Metodologia 2 Mensagem

Leia mais

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 EQUIPE TÉCNICA DO IPETURIS Coordenação: Mariana Nery Pesquisadores: César Melo Tamiris Martins Viviane Silva Suporte: Gerson

Leia mais

Introdução. Núcleo de Pesquisas

Introdução. Núcleo de Pesquisas Introdução O verão é um período onde Santa Catarina demonstra todo a sua vocação para a atividade turística. Endereço de belas praias, o estado se consolidou como um dos principais destinos de turistas,

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TURISMO E HOTELARIA SETEMBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TURISMO E HOTELARIA SETEMBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TURISMO E HOTELARIA SETEMBRO DE 2015 1 2 PRODUTOS De acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT) o turismo compreende as atividades realizadas

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2013

Anuário Estatístico de Turismo - 2013 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2013 Volume 40 Ano base 2012 Guia de leitura Guia de leitura O Guia de Leitura tem o propósito de orientar

Leia mais

200 4 Anuário Estatístico

200 4 Anuário Estatístico 2004 Anuário Estatístico REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA Presidente MINISTÉRIO DO TURISMO WALFRIDO SILVINO DOS MARES GUIA Ministro INSTITUTO BRASILEIRO DE TURISMO EMBRATUR EDUARDO

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DOS TURISTAS DA COPA 2014 (PST Copa 2014)

RESULTADOS CONSOLIDADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DOS TURISTAS DA COPA 2014 (PST Copa 2014) RESULTADOS CONSOLIDADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DOS TURISTAS DA COPA 2014 (PST Copa 2014) Os resultados a seguir são baseados em 2.257 entrevistas realizadas com turistas no período de 14 de junho a

Leia mais

19ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO ESTADUAL DE TURISMO. 05 de Dezembro de 2013 BDMG Belo Horizonte

19ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO ESTADUAL DE TURISMO. 05 de Dezembro de 2013 BDMG Belo Horizonte 19ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO ESTADUAL DE TURISMO 05 de Dezembro de 2013 BDMG Belo Horizonte ESTATÍSTICAS DO TURISMO MINEIRO -Perfil da Demanda -Estudo de Competitividade -Dados Econômicos RAFAEL OLIVEIRA

Leia mais

PESQUISA DO IMPACTO ECONÔMICO DOS EVENTOS INTERNACIONAIS REALIZADOS NO BRASIL - 2007/2008. Evento: World Congress of Epidemiology

PESQUISA DO IMPACTO ECONÔMICO DOS EVENTOS INTERNACIONAIS REALIZADOS NO BRASIL - 2007/2008. Evento: World Congress of Epidemiology PESQUISA DO IMPACTO ECONÔMICO DOS EVENTOS INTERNACIONAIS REALIZADOS NO BRASIL - 2007/2008 SETEMBRO 2008 Informações do Evento. Evento: World Congress of Epidemiology Período: 20 a 24 de setembro de 2008

Leia mais

Ingressos de Turistas Internacionais no RS por via de acesso

Ingressos de Turistas Internacionais no RS por via de acesso Anuário Estatístico de Turismo 2015 ano base 2014* *Publicado em 08/07/2015, pelo Ministério do Turismo. A publicação apresenta uma compilação de informações anuais relativas ao comportamento de diversos

Leia mais

Turismo de Negócios, Congressos e Eventos. 1º. Encontro de Secretários de Turismo da Rede Mercocidades. Mercodestinos Capitais Gauchas Rotas Tchê

Turismo de Negócios, Congressos e Eventos. 1º. Encontro de Secretários de Turismo da Rede Mercocidades. Mercodestinos Capitais Gauchas Rotas Tchê Turismo de Negócios, Congressos e Eventos 1º. Encontro de Secretários de Turismo da Rede Mercocidades Mercodestinos Capitais Gauchas Rotas Tchê Visão, Acordos, Compromissos, Estratégias e Ações Porto Alegre,

Leia mais

INDICADORES TURÍSTICOS 2013 ANO BASE 2012

INDICADORES TURÍSTICOS 2013 ANO BASE 2012 1 FUNDAÇÃO DE TURISMO DE MATO GROSSO DO SUL FUNDTUR/MS INDICADORES TURÍSTICOS 2013 ANO BASE 2012 A Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul para acompanhar o andamento da atividade e sua contribuição

Leia mais

Taxa de Ocupação atinge 80,69% e registra o melhor resultado para um mês de abril

Taxa de Ocupação atinge 80,69% e registra o melhor resultado para um mês de abril TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, em parceria com Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro Abril de 2012 Taxa

Leia mais

Mensagem da Belotur. Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte. Igreja da Boa Viagem - Acervo Belotur

Mensagem da Belotur. Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte. Igreja da Boa Viagem - Acervo Belotur 1 Igreja da Boa Viagem - Acervo Belotur Caderno de Dados Abril.15 1 MENSAGEM DA BELOTUR 2 2 APRESENTAÇÃO 4 3 METODOLOGIA 5 4 AMBIENTE MACRO 6 5 SONDAGEM DO CONSUMIDOR 8 6 RECEITA CAMBIAL, GASTOS e fluxo

Leia mais

Mensagem da Belotur. Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte. Igreja da Boa Viagem - Acervo Belotur

Mensagem da Belotur. Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte. Igreja da Boa Viagem - Acervo Belotur 1 Igreja da Boa Viagem - Acervo Belotur Caderno de Dados JUNHO.15 1 MENSAGEM DA BELOTUR 2 2 APRESENTAÇÃO 4 3 METODOLOGIA 5 4 AMBIENTE MACRO 6 5 SONDAGEM DO CONSUMIDOR 8 6 RECEITA CAMBIAL, GASTOS e fluxo

Leia mais

AVALIAÇÃO DA DEMANDA TURÍSTICA EM MINAS GERAIS MÉDIA TEMPORADA

AVALIAÇÃO DA DEMANDA TURÍSTICA EM MINAS GERAIS MÉDIA TEMPORADA AVALIAÇÃO DA DEMANDA TURÍSTICA EM MINAS GERAIS MÉDIA TEMPORADA JANEIRO DE 2010 INTRODUÇÃO Este relatório contém os resultados de um estudo realizado pela MDA PESQUISA junto aos turistas em 19 Circuitos

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2015

Anuário Estatístico de Turismo - 2015 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2015 Volume 42 Ano base 2014 Sumário I Turismo receptivo 1. Chegadas de turistas ao Brasil - 2013-2014

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2012

Anuário Estatístico de Turismo - 2012 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2012 Volume 39 Ano base 2011 Sumário I Turismo receptivo 1. Chegadas de turistas ao Brasil - 2010-2011

Leia mais

Pesquisa do Perfil do Turista Nacional em Porto Alegre. Outono 2010

Pesquisa do Perfil do Turista Nacional em Porto Alegre. Outono 2010 Pesquisa do Perfil do Turista Nacional em Porto Alegre Outono 2010 Pesquisa realizada pela SMTur, em parceria com a FARGS e com apoio da Infraero e da Veppo. 22 a 28 de abril Aeroporto área de embarque

Leia mais

Mensagem da Belotur. Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte. Igreja da Boa Viagem - Acervo Belotur

Mensagem da Belotur. Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte. Igreja da Boa Viagem - Acervo Belotur 1 Igreja da Boa Viagem - Acervo Belotur Caderno de Dados agosto.15 1 MENSAGEM DA BELOTUR 2 2 APRESENTAÇÃO 4 3 METODOLOGIA 5 4 AMBIENTE MACRO 6 5 SONDAGEM DO CONSUMIDOR 8 6 RECEITA CAMBIAL, GASTOS e fluxo

Leia mais

PÓLO COSTA DAS PISCINAS/PARAÍBA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO TURISMO SUSTENTÁVEL

PÓLO COSTA DAS PISCINAS/PARAÍBA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO TURISMO SUSTENTÁVEL PÓLO COSTA DAS PISCINAS/PARAÍBA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO TURISMO SUSTENTÁVEL ANEXO IV PERFIL DO TURISTA TABELAS JOÃO PESSOA-PB, JUNHO 2004 TABELA Nº01 PROCEDÊNCIA DOS TURISTAS JANEIRO/1999

Leia mais

Economia do turismo da cidade do Rio de Janeiro - 2003

Economia do turismo da cidade do Rio de Janeiro - 2003 ISSN 1984-7203 C O L E Ç Ã O E S T U D O S C A R I O C A S Economia do turismo da cidade do Rio de Janeiro - 2003 Nº 20051201 Dezembro - 2005 SETUR/Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, EBAPE/Fundação

Leia mais

CENTRAIS DE INFORMAÇÕES TURÍSTICAS PARANAGUÁ / ILHA DO MEL

CENTRAIS DE INFORMAÇÕES TURÍSTICAS PARANAGUÁ / ILHA DO MEL CENTRAIS DE INFORMAÇÕES TURÍSTICAS PARANAGUÁ / ILHA DO MEL Observatório do Turismo de Paranaguá Destino Indutor do Paraná ATENDIMENTOS POR CENTRAIS DE INFORMAÇÕES JANEIRO A DEZEMBRO 2014 RODOVIÁRIA - PRAÇA

Leia mais

Os indicadores setoriais de Turismo de Belo Horizonte confirmam em maio de 2015 a tendência de crescimento já apontada nos meses anteriores.

Os indicadores setoriais de Turismo de Belo Horizonte confirmam em maio de 2015 a tendência de crescimento já apontada nos meses anteriores. 1 Igreja da Boa Viagem - Acervo Belotur Caderno de Dados MAIO.15 1 MENSAGEM DA BELOTUR 2 2 APRESENTAÇÃO 4 3 METODOLOGIA 5 4 AMBIENTE MACRO 6 5 SONDAGEM DO CONSUMIDOR 8 6 RECEITA CAMBIAL, GASTOS e fluxo

Leia mais

PANORAMA DO MERCADO Asiático

PANORAMA DO MERCADO Asiático Boletim PANORAMA DO MERCADO Asiático Edição nº 1 Julho/2015 Coordenação Geral de Mercados Americanos/Asiático - CGMA Diretoria de Mercados Internacionais - DMINT Apresentação A série Boletim Panorama dos

Leia mais

Recorde-se que no item Transporte chamou-se a atenção para o crescimento do movimento de vôos internacionais no aeroporto de Fortaleza.

Recorde-se que no item Transporte chamou-se a atenção para o crescimento do movimento de vôos internacionais no aeroporto de Fortaleza. A atividade do setor de no Ceará, tem apresentado um expressivo crescimento ao longo dos últimos anos. De fato, tendo recebido 970.000 turistas em 1997, este fluxo alcançou 1.550.857 em 2003 e 1.784.354

Leia mais

Apresentação. configura, hoje, cidades e territórios da sofisticada vida contemporânea.

Apresentação. configura, hoje, cidades e territórios da sofisticada vida contemporânea. 1 Caderno de Dados Agosto.14 1 APRESENTAÇÃO 3 2 METODOLOGIA 4 3 MENSAGEM DA BELOTUR 5 4 AMBIENTE MACRO 7 5 SONDAGEM DO CONSUMIDOR 9 6 RECEITA CAMBIAL E GASTOS 10 7 Indicadores 65 destinos indutores 12

Leia mais

Norte Nordeste Centro-Oeste Sudeste Sul INTERNACIONAL

Norte Nordeste Centro-Oeste Sudeste Sul INTERNACIONAL 3.11 Perfil do turista Os documentos utilizados para a análise do perfil do turista que visita o Ceará são: Relatório de Pesquisa da Demanda Turística via Fortaleza 1999 foram aplicados 4.032 questionários

Leia mais

Mercado em números. Brasil. Designação oficial: República Federativa do Brasil. Guiana Venezuela Suriname Columbia. Capital: Brasília.

Mercado em números. Brasil. Designação oficial: República Federativa do Brasil. Guiana Venezuela Suriname Columbia. Capital: Brasília. Guiana Venezuela Suriname Columbia Guiana Francesa Designação oficial: República Federativa do Capital: Brasília Localização: Leste da América do Sul Peru Fronteiras terrestres: 16.145 km com a Argentina

Leia mais

MAIS TURISMO, MAIS DESENVOLVIMENTO

MAIS TURISMO, MAIS DESENVOLVIMENTO Ministério do Turismo MAIS TURISMO, MAIS DESENVOLVIMENTO INDICADORES 2012 MAIS TURISMO, MAIS DESENVOLVIMENTO INDICADORES maio - 2013 Lagoa Azul, Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, MA Mais Turismo

Leia mais

SEBRAE/RJ Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Rio do Janeiro

SEBRAE/RJ Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Rio do Janeiro SEBRAE/RJ Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Rio do Janeiro Rua Santa Luzia, 685 6º, 7º e 9º andares Centro Rio de Janeiro RJ CEP: 20030-041 Presidente do Conselho Deliberativo

Leia mais

São Francisco do Sul. Masculino 66% 56% 50% 51% 55% Feminino 34% 44% 50% 49% 45%

São Francisco do Sul. Masculino 66% 56% 50% 51% 55% Feminino 34% 44% 50% 49% 45% 1 2 A FECOMÉRCIO SC, com o intuito de mapear o perfil do turista e do empresário do turismo de carnaval em Santa Catarina, realizou uma pesquisa com esses públicos nas quatro cidades de maior movimento

Leia mais

WORLD CUP Turistas África do Sul, Junho/2010

WORLD CUP Turistas África do Sul, Junho/2010 WORLD CUP Turistas do Sul, Junho/20 Total: 4.835 entrevistas : 46% (n=2.204) : 4% (n=202) : 41% (n=2.000) : 6% (n=307) : 3% (n=122) Perfil dos entrevistados PRINCIPAL FINANCIADOR DA VIAGEM Está pagando

Leia mais

PERFIL SOCIOECONÔMICO DOS VISITANTES NOS JOGOS DA COPA DO MUNDO 2014 ARENA PERNAMBUCO Junho de 2014

PERFIL SOCIOECONÔMICO DOS VISITANTES NOS JOGOS DA COPA DO MUNDO 2014 ARENA PERNAMBUCO Junho de 2014 PERFIL SOCIOECONÔMICO DOS VISITANTES NOS JOGOS DA COPA DO MUNDO 2014 ARENA PERNAMBUCO Junho de 2014 APRESENTAÇÃO A Secretaria de Turismo do Estado de Pernambuco, através da EMPETUR, apresenta os resultados

Leia mais

Comércio exterior. Dados gerais e do capítulo 30 da NCM relacionados ao comércio exterior do Brasil e do Estado de São Paulo.

Comércio exterior. Dados gerais e do capítulo 30 da NCM relacionados ao comércio exterior do Brasil e do Estado de São Paulo. Comércio exterior Dados gerais e do capítulo 30 da NCM relacionados ao comércio exterior do Brasil e do Estado de São Paulo. Janeiro 2015 Sindusfarma Gerência de Regulação de Mercados Índice Brasil...

Leia mais

PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO Turismo de Cruzeiros em Itajaí

PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO Turismo de Cruzeiros em Itajaí Federação do Comércio do Estado de Santa Catarina PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO Turismo de Cruzeiros em Itajaí Sumário Introdução... 3 Perfil dos turistas... 4 Hábitos e comportamentos sobre o turismo

Leia mais

TURISMO NO RIO GRANDE DO NORTE

TURISMO NO RIO GRANDE DO NORTE TURISMO NO RIO GRANDE DO NORTE Relatório de Pesquisa Demanda Turística via Natal: Estrutura e Características do Fluxo Turístico Receptivo de 2009 Natal - Rio Grande do Norte Brasil (maio de 2010) RIO

Leia mais

Deslocações turísticas de residentes aumentaram

Deslocações turísticas de residentes aumentaram PROCURA TURÍSTICA DOS RESIDENTES 2º Trimestre 2013 31 de outubro de 2013 Deslocações turísticas de residentes aumentaram Entre abril e junho de 2013, os residentes em Portugal efetuaram 3,9 milhões de

Leia mais

PLANO AQUARELA MARKETING TURÍSTICO INTERNACIONAL DO BRASIL

PLANO AQUARELA MARKETING TURÍSTICO INTERNACIONAL DO BRASIL PLANO AQUARELA MARKETING TURÍSTICO INTERNACIONAL DO BRASIL 2007-2010 ANTECEDENTES Em 2004 foi iniciada a elaboração do Plano Aquarela - Marketing Turístico Internacional do Brasil, cujos objetivos foram

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TURISMO E HOTELARIA MARÇO DE 2010

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TURISMO E HOTELARIA MARÇO DE 2010 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TURISMO E HOTELARIA MARÇO DE 2010 1 2 PRODUTOS De acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT) o turismo compreende as atividades realizadas pelas

Leia mais

COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANA DE MANAUS

COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANA DE MANAUS FEVEREIRO / 2009 COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANA DE MANAUS MANAUS AM RELATÓRIO MENSAL DA PESQUISA DO COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANTA DE MANAUS, ANO 2009 - N 02 Para 55,6%

Leia mais

Especificações Técnicas

Especificações Técnicas Especificações Técnicas Metodologia Técnicaeformadecoleta: Quantitativa: survey telefônico, com amostra 2.322 entrevistas, realizadas entre os dias 17 de junho e 07 de julho de 2009, pelo Instituto Vox

Leia mais

Expectativas da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Verão 2014-2015

Expectativas da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Verão 2014-2015 Expectativas da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Verão 2014-2015 PRESIDENTE: Marciano Gianerini Freire EQUIPE TÉCNICA: Coordenação: Mariana Nery Pesquisadores: Heike Duske César Melo

Leia mais

MATERIAL COMPLEMENTAR PRINCIPAIS ROTAS DO TRÁFICO DE SERES HUMANOS

MATERIAL COMPLEMENTAR PRINCIPAIS ROTAS DO TRÁFICO DE SERES HUMANOS MATERIAL COMPLEMENTAR PRINCIPAIS ROTAS DO TRÁFICO DE SERES HUMANOS 1. PRINCIPAIS ROTAS DO TRÁFICO DE PESSOAS 2. CLASSIFICAÇÃO DOS PAÍSES SEGUNDO AS ROTAS DE TRÁFICO 3. PAÍSES COM MAIOR NÚMERO DE ROTAS

Leia mais

EMBRATUR. Percepção dos estrangeiros sobre o Brasil durante a Copa das Confederações 2013

EMBRATUR. Percepção dos estrangeiros sobre o Brasil durante a Copa das Confederações 2013 EMBRATUR Percepção dos estrangeiros sobre o Brasil durante a Copa das Confederações 2013 Com 20 anos de experiência em Estudos de Mercado, o Instituto Methodus garante aos seus clientes relatórios que

Leia mais

1ª Avaliação Parlamentar Copa do Mundo 2014. Logística

1ª Avaliação Parlamentar Copa do Mundo 2014. Logística 1ª Avaliação Parlamentar Copa do Mundo 2014 Logística Economia Brasileira Gráfico 1 Crescimento Econômico Brasileiro e Mundial PIB 2002 a 2016 (em %) 8,0 6,0 4,0 2,0 0,0-2,0 7,5 61 6,1 5,7 4,6 5,3 5,2

Leia mais

DADOS DE MERCADO 2010/2011 HOLANDA + BÉLGICA

DADOS DE MERCADO 2010/2011 HOLANDA + BÉLGICA DADOS DE MERCADO 2010/2011 HOLANDA + BÉLGICA HÓSPEDES HOTELARIA ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA (NUTSII) (Fonte: INE, PORTUGAL) HOLANDA Hóspedes hotelaria - AM Lisboa 82.600 78.557 75.546 76.601 75.636 74.305

Leia mais

Indicadores Turísticos 1995/2012. Março de 2013 Fortaleza - Ceará - Brasil

Indicadores Turísticos 1995/2012. Março de 2013 Fortaleza - Ceará - Brasil Indicadores Turísticos 1995/2012 Março de 2013 Fortaleza - Ceará - Brasil GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ Governador: Cid Ferreira Gomes SECRETARIA DO TURISMO DO ESTADO DO CEARÁ Secretário: Bismarck Maia Secretário

Leia mais

3-5 TURISMO. Os dados sistematizados nesta seção referemse fundamentalmente à entrada e procedência de estrangeiros e aos índices de hotelaria.

3-5 TURISMO. Os dados sistematizados nesta seção referemse fundamentalmente à entrada e procedência de estrangeiros e aos índices de hotelaria. Anuário Estatístico do Município de Belém-2012 3-5 TURISMO 1 3-5 TURISMO Os dados sistematizados nesta seção referemse fundamentalmente à entrada e procedência de estrangeiros e aos índices de hotelaria.

Leia mais

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro Como a Copa do Mundo 214 vai movimentar o Turismo Brasileiro 9 dias O estudo As empresas Principais conclusões a 9 dias da Copa 1 principais emissores 1 Desempenho das cidades-sede Chegadas internacionais

Leia mais

OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE SÃO PAULO São Paulo Turismo

OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE SÃO PAULO São Paulo Turismo OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE SÃO PAULO São Paulo Turismo BOLETIM SEMESTRAL 2009/1 Introdução O Observatório do Turismo da Cidade de São Paulo, como núcleo de acompanhamento de informações, estudos

Leia mais

DADOS DE MERCADO 2010/2011 BRASIL

DADOS DE MERCADO 2010/2011 BRASIL DADOS DE MERCADO 2010/2011 BRASIL HÓSPEDES HOTELARIA ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA (NUTSII) (Fonte: INE, PORTUGAL) Hóspedes hotelaria - AM Lisboa 268.153 224.435 153.292 183.962 167.661 90.897 87.686 101.723

Leia mais

Meto t d o o d l o og o i g a II. Segm g e m nt n a t ção o do d o me m rcado III. C racte t rização o do d s o ent n r t evi v sta t do d s

Meto t d o o d l o og o i g a II. Segm g e m nt n a t ção o do d o me m rcado III. C racte t rização o do d s o ent n r t evi v sta t do d s Roteiro I. Metodologia II. III. IV. Segmentação do mercado Caracterização dos entrevistados Percepções sobre o turismo no Brasil V. Hábitos e comportamentos sobre turismo VI. VII. VIII. Prioridade de investimento

Leia mais

Hotelaria e Turismo em Salvador: Top 10 Emissivo Nacional. Panorama Brasil. principais emissores e receptores. Aline Zorthea

Hotelaria e Turismo em Salvador: Top 10 Emissivo Nacional. Panorama Brasil. principais emissores e receptores. Aline Zorthea Hotelaria e Turismo em : panorama e perspectivas Aline Zorthea, 11 de agosto de 2009 Mini Currículo Graduada em turismo (1999) e especialista em gestão e marketing de destinos turísticos pela George Washington

Leia mais

O Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT), em parceria com a Entidade Regional de Turismo do Porte e Norte de Portugal (ERTPNP)

O Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT), em parceria com a Entidade Regional de Turismo do Porte e Norte de Portugal (ERTPNP) O Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT), em parceria com a Entidade Regional de Turismo do Porte e Norte de Portugal (ERTPNP) e o Aeroporto Sá Carneiro, realizou o estudo do perfil

Leia mais

A decolagem do turismo

A decolagem do turismo A decolagem do turismo OBrasil sempre foi considerado detentor de um enorme potencial turístico. Em 1994, no entanto, o país recebeu menos de 2 milhões de turistas internacionais, um contingente que, na

Leia mais

O Paraná no mercado de turismo

O Paraná no mercado de turismo O TURISMO NO PARANÁ O Paraná no mercado de turismo Os principais pontos positivos são: 1.Cataratas de Foz de Iguaçu patrimônio natural da Humanidade (UNESCO), 3º destino mais visitado por turistas, além

Leia mais

Visita a familiares e amigos e alojamento gratuito impulsionam deslocações dos residentes

Visita a familiares e amigos e alojamento gratuito impulsionam deslocações dos residentes PROCURA TURÍSTICA DOS RESIDENTES 4º Trimestre 2012 02 maio de 2013 Visita a familiares e amigos e alojamento gratuito impulsionam deslocações dos residentes No 4º trimestre de 2012, os residentes efetuaram

Leia mais

COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANA DE MANAUS

COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANA DE MANAUS SETEMBRO / 2010 COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANA DE MANAUS MANAUS AM RELATÓRIO MENSAL DA PESQUISA DO COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANTA DE MANAUS, ANO 2010 - N 05 Para 58,0%

Leia mais

PESQUISA MERCADOLÓGICA ESTUDO DA DEMANDA TURÍSTICA MUNICÍPIO DE BOMBINHAS. SINOPSE COMPARATIVA 2006, 2007 e 2008 janeiro/fevereiro

PESQUISA MERCADOLÓGICA ESTUDO DA DEMANDA TURÍSTICA MUNICÍPIO DE BOMBINHAS. SINOPSE COMPARATIVA 2006, 2007 e 2008 janeiro/fevereiro PESQUISA MERCADOLÓGICA ESTUDO DA DEMANDA TURÍSTICA MUNICÍPIO DE BOMBINHAS SINOPSE COMPARATIVA 2006, 2007 e 2008 janeiro/fevereiro Convênio: Santur/Prefeitura Municipal Execução: Gerência de Planejamento/Santur

Leia mais

do turismo DA CIDADE DE DEMANDA TURÍSTICA Nacional e Internacional para a Cidade de São Paulo Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos

do turismo DA CIDADE DE DEMANDA TURÍSTICA Nacional e Internacional para a Cidade de São Paulo Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos observatório do turismo DA CIDADE DE SÃO PAULO são paulo turismo DEMANDA TURÍSTICA Nacional e Internacional para a Cidade de São Paulo Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos Ano-Base 2011 CRÉDITOS

Leia mais

FLUXO TURÍSTICO INTERNACIONAL PARA O RS: A EVOLUÇÃO NA ÚLTIMA DÉCADA

FLUXO TURÍSTICO INTERNACIONAL PARA O RS: A EVOLUÇÃO NA ÚLTIMA DÉCADA FLUXO TURÍSTICO INTERNACIONAL PARA O RS: A EVOLUÇÃO NA ÚLTIMA DÉCADA RESUMO Leandro Carvalho 1 Maximilianus Andrey Pontes Pinent 2 Marcia Colao Merllo 3 Este artigo tem o objetivo de analisar a evolução

Leia mais

SONDAGEM DO CONSUMIDOR INTENÇÃO DE VIAGEM

SONDAGEM DO CONSUMIDOR INTENÇÃO DE VIAGEM SONDAGEM DO CONSUMIDOR INTENÇÃO DE VIAGEM MINISTÉRIO DO TURISMO FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS SUMÁRIO EXECUTIVO PESQUISA REALIZADA /2013, EM GRANDES CIDADES BRASILEIRAS, REFERENTE À PERSPECTIVA DE INTENÇÃO DE

Leia mais

IMPACTOS POSITIVOS PARA 2014

IMPACTOS POSITIVOS PARA 2014 IMPACTOS POSITIVOS PARA 2014 O turismo da cidade de São Paulo desenvolveu-se positivamente nos últimos anos. Muito mais pode ser esperado os para os próximos, prevendo uma chegada estimada em 17 milhões

Leia mais

Estágios Desportivos - Participantes

Estágios Desportivos - Participantes Estágios Desportivos - Participantes 1 Com o apoio de: Índice 2 1 Análise Síntese 4 2 Resultados 6 3 Metodologia 19 Contextualização do Projecto 3 O grupo Controlinveste pretendeu realizar um inquérito

Leia mais

MARKETING PARA TURISMO RODOVIÁRIO. Rosana Bignami Outubro_2015

MARKETING PARA TURISMO RODOVIÁRIO. Rosana Bignami Outubro_2015 MARKETING PARA TURISMO RODOVIÁRIO Rosana Bignami Outubro_2015 ATRATIVOS CIDADES PESSOAS TRANSPORTES SISTEMA DE TRANSPORTE VEÍCULO ATENDE LOCAIS E ATENDE A MINHA EMPRESA ESTÁ PRONTA PARA O MARKETING? OUÇA

Leia mais

Expediente. Créditos. Prefeito de Vitória João Coser. Vice-Prefeito Tião Barbosa. Secretário Municipal de Turismo Antônio Olímpio Bispo

Expediente. Créditos. Prefeito de Vitória João Coser. Vice-Prefeito Tião Barbosa. Secretário Municipal de Turismo Antônio Olímpio Bispo Expediente Prefeito de Vitória João Coser Vice-Prefeito Tião Barbosa Secretário Municipal de Turismo Antônio Olímpio Bispo Subsecretário Municipal de Turismo Leandro Dalcolmo Tononi Gerente de Desenvolvimento

Leia mais

I - Resultado mensal: 60,82%, acum. ano: 66,55% acum. 12 meses: 68,50%

I - Resultado mensal: 60,82%, acum. ano: 66,55% acum. 12 meses: 68,50% dez/12 fev/13 abr/13 jun/13 ago/13 out/13 dez/12 fev/13 abr/13 jun/13 ago/13 out/13-870 -953-919 -937-1.015-601 -623-714 -780-780 -860-266 Novembro de edição n. 28 I - Resultado mensal: 60,82%, acum. ano:

Leia mais

Nome do programa, pesquisa ou produto: Almanaque IBOPE Pesquisa: Demografia Hábitos de lazer

Nome do programa, pesquisa ou produto: Almanaque IBOPE Pesquisa: Demografia Hábitos de lazer 1 Data de elaboração da ficha: Abr 2007 IBOPE - Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística Dados da organização Nome: IBOPE - Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística Endereço:

Leia mais

Valorização e Globalização da Marca Brasil Plano Aquarela, Megaeventos e Marketing Turístico Internacional

Valorização e Globalização da Marca Brasil Plano Aquarela, Megaeventos e Marketing Turístico Internacional Valorização e Globalização da Marca Brasil Plano Aquarela, Megaeventos e Marketing Turístico Internacional Tribunal de Contas da União, 17 de agosto de 2011 Plano Aquarela Desde 2005 é a base metodológica

Leia mais

INSS Diretoria de Benefícios

INSS Diretoria de Benefícios IV CONFERÊNCIA BRASILEIROS NO MUNDO INSS Diretoria de Benefícios Praia do Forte, 20 de novembro de 2013 ACORDOS INTERNACIONAIS Globalização Principais objetivos ou finalidades dos Acordos Internacionais

Leia mais

Avanços e encaminhamentos sobre a Pesquisa de Turismo Internacional:

Avanços e encaminhamentos sobre a Pesquisa de Turismo Internacional: Avanços e encaminhamentos sobre a Pesquisa de Turismo Internacional: Avaliações para o desenho amostral em rodovias segundo a metodologia proposta para a PTI Palestrante: Alfredo García Ramos (Consultor

Leia mais

Pesquisa junto a turistas de negócios & eventos. Vitória, março de 2011.

Pesquisa junto a turistas de negócios & eventos. Vitória, março de 2011. Pesquisa junto a turistas de negócios & eventos Vitória, março de 2011. Governo do Estado do Espírito Santo Governador Jose Renato Casagrande Vice Governador Givaldo Vieira Secretário de Estado de Turismo

Leia mais

PROGRAMA PARANÁ MICE PROJETO DE PESQUISAS DE DEMANDA

PROGRAMA PARANÁ MICE PROJETO DE PESQUISAS DE DEMANDA PROGRAMA PARANÁ MICE PROJETO DE PESQUISAS DE DEMANDA PROMOTORES DE EVENTOS ASSOCIATIVOS ESTADUAIS ASSOCIATIVOS LOCAIS CORPORATIVOS TURISTAS NEGÓCIOS ( 2016) EVENTOS FEIRAS CONGRESSOS 2 SEMINÁRIO PARANÁ

Leia mais

Setor de Incorporadoras no Brasil. Junho, 2012

Setor de Incorporadoras no Brasil. Junho, 2012 Setor de Incorporadoras no Brasil Junho, 2012 Agenda Mercado Imobiliário Brasileiro - 2011 Desempenho das Incorporadoras Listadas Fundamentos do Setor 2 Mercado Imobiliário Brasileiro - 2011 VGV Lançado

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INDÚSTRIA DE MÓVEIS OUTUBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INDÚSTRIA DE MÓVEIS OUTUBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos INDÚSTRIA DE MÓVEIS OUTUBRO DE 2015 PRODUTOS INDÚSTRIA DE MÓVEIS Importação 3,3% Residenciais 67,7% Mercado interno 96,4% Escritório 16,6% INDÚSTRIA

Leia mais

SÃO PAULO TURISMO - OBSERVATÓRIO DE TENDÊNCIAS NÚMEROS DA CIDADE DE SÃO PAULO

SÃO PAULO TURISMO - OBSERVATÓRIO DE TENDÊNCIAS NÚMEROS DA CIDADE DE SÃO PAULO TURISMO - INDICADORES GERAIS Demanda Total de Turistas (estimativa) Principais Procedências - Internacionais 13,22 milhões; 84% Brasileiros, 16% Estrangeiros EUA, Argentina, Alemanha, Chile, Espanha 2013

Leia mais

OBJECTIVOS DO OBSERVATÓRIO:

OBJECTIVOS DO OBSERVATÓRIO: ENQUADRAMENTO: O Observatório do Turismo de Lisboa é uma estrutura interna da Associação Turismo de Lisboa, criada em 1999. A ATL é uma associação privada de utilidade pública, que conta actualmente com

Leia mais

MINISTÉRIO DO TURISMO

MINISTÉRIO DO TURISMO Igar MINISTÉRIO DO TURISMO CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DO TURISMO DOMÉSTICO NO BRASIL - 27 RELATÓRIO EXECUTIVO PRINCIPAIS RESULTADOS SELECIONADOS SÃO PAULO Julho/29 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO 4 2 PRINCIPAIS

Leia mais

Copa do Mundo. Juliana Amorim Souza

Copa do Mundo. Juliana Amorim Souza Copa do Mundo Juliana Amorim Souza Motivação Sede 2014 Protestos e polêmicas 2 Tópicos 3 Introdução História das Copas Formato Atual Copa 2014: Brasil Introdução 4 Competição internacional de futebol a

Leia mais

CARTA-CIRCULAR N 2.070. Aos Bancos Múltiplos com Carteira Comercial, Bancos Comerciais e Caixas Econômicas.

CARTA-CIRCULAR N 2.070. Aos Bancos Múltiplos com Carteira Comercial, Bancos Comerciais e Caixas Econômicas. CARTA-CIRCULAR N 2.070 Aos Bancos Múltiplos com Carteira Comercial, Bancos Comerciais e Caixas Econômicas. Divulga relação das missões diplomáticas, repartições consulares de carreira e representações

Leia mais

SONDAGEM DO CONSUMIDOR INTENÇÃO DE VIAGEM

SONDAGEM DO CONSUMIDOR INTENÇÃO DE VIAGEM SONDAGEM DO CONSUMIDOR INTENÇÃO DE VIAGEM MINISTÉRIO DO TURISMO FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS SUMÁRIO EXECUTIVO PESQUISA REALIZADA /2015, EM GRANDES CIDADES BRASILEIRAS, REFERENTE À PERSPECTIVA DE INTENÇÃO DE

Leia mais

PERFIL DA DEMANDA DOMÉSTICA NO RIO DE JANEIRO SEMANA SANTA 2008

PERFIL DA DEMANDA DOMÉSTICA NO RIO DE JANEIRO SEMANA SANTA 2008 PERFIL DA DEMANDA DOMÉSTICA NO RIO DE JANEIRO SEMANA SANTA 2008 FAIXA ETÁRIA Acima de 66 4% Entre 46 a 65 anos 24% 18 a 27 anos 36% 28 a 45 anos 36% SEXO Feminino 50% Masculino 50% Separado 5% Solteiro

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DA MATRIZ ORIGEM DESTINO DO TRANSPORTE AÉREO NO BRASIL 2009 REGIÃO NORTE

CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DA MATRIZ ORIGEM DESTINO DO TRANSPORTE AÉREO NO BRASIL 2009 REGIÃO NORTE CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DA MATRIZ ORIGEM DESTINO DO TRANSPORTE AÉREO NO BRASIL 2009 REGIÃO NORTE São Paulo Outubro de 2009 SUMÁRIO SUMÁRIO... 2 1 ACRE RIO BRANCO AEROPORTO PRESIDENTE MÉDICI...

Leia mais

Empresas nacionais de transporte aéreo movimentaram mais 6,3% de passageiros

Empresas nacionais de transporte aéreo movimentaram mais 6,3% de passageiros Transportes aéreos e atividade turística 2013 10 de setembro de 2014 Movimento de passageiros nos aeroportos nacionais aumentou 4,9% O tráfego comercial nas infraestruturas aeroportuárias nacionais em

Leia mais

SÃO PAULO TURISMO - OBSERVATÓRIO DE TENDÊNCIAS Números DA CIDADE DE SÃO PAULO

SÃO PAULO TURISMO - OBSERVATÓRIO DE TENDÊNCIAS Números DA CIDADE DE SÃO PAULO Turismo - indicadores gerais Demanda Total de Turistas (Estimativa) Demanda Total de Turistas (Estimativa) Principais Procedências - Internacionais 13,2 milhões; 85% Brasileiros, 15% Estrangeiros 15,1

Leia mais

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro O estudo Destaques Os 10 principais emissores 10 Chegadas internacionais Viagens domésticas Cidades sedes Viagens dos brasileiros ao exterior

Leia mais

INTERCAMPUS Inquérito a Turistas Maio de 2015 EVENTOS DE SURF. Com o apoio de:

INTERCAMPUS Inquérito a Turistas Maio de 2015 EVENTOS DE SURF. Com o apoio de: EVENTOS DE SURF 1 Com o apoio de: Índice 2 1 Análise Síntese 4 2 Resultados 7 1. Caracterização da amostra 8 2. Satisfação 15 4. Regressar e recomendar 20 3 Metodologia 23 Contextualização do Projecto

Leia mais

Implantação do Programa Visa Waiver. 26.11.2013 Audiência pública: Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado

Implantação do Programa Visa Waiver. 26.11.2013 Audiência pública: Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado Implantação do Programa Visa Waiver 26.11.2013 Audiência pública: Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado Chegadas internacionais Brasil XAmérica Latina Turistas internacionais (milhões)

Leia mais

PESQUISA DE TURISMO EM IMBITUBA Praia do Rosa

PESQUISA DE TURISMO EM IMBITUBA Praia do Rosa EM IMBITUBA Praia do Rosa SUMÁRIO Perfil do turista e avaliação do destino...3 Perfil dos meios de hospedagem - Praia do Rosa...16 Perfil do turista e avaliação do destino Pesquisa com o turista Buscando

Leia mais

Estatísticas básicas de turismo. Brasil

Estatísticas básicas de turismo. Brasil Estatísticas básicas de turismo Brasil Brasília, outubro de 2010 Estatísticas básicas de turismo Índice Páginas I - Turismo no mundo 1. Fluxo receptivo internacional 1.1 - Chegadas de turistas internacionais

Leia mais