MANUAL AVALIAÇÕES- DOCENTES. Versão a partir da 6711

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL AVALIAÇÕES- DOCENTES. Versão a partir da 6711"

Transcrição

1 MANUAL AVALIAÇÕES- DOCENTES Versão a partir da 6711

2 Índice Índice Utilização de Propostas Introdução de Classificações Utilização de propostas Sem a utilização de propostas Introdução de classificações- separador Pauta (disponível para o secundário) Avaliação 1º Ciclo Sínteses Disciplinas Utilização de parâmetros Avaliação Domínios e Parâmetros Sem a utilização de parâmetros Sínteses Globais Previstas, Dadas e Assistidas (PDA)-pela contagem dos sumários Previstas, Dadas e Assistidas (PDA)-Manualmente Percurso Habilitações Currículo Específico Individual (CEI) Inserir notas- Alunos CEI INOVAR +AZ Software de Gestão para Estabelecimentos de Ensino Página 1 de 15

3 1. Utilização de Propostas Cada docente fará o lançamento das suas propostas de avaliação, acedendo ao menu Avaliações e separador Propostas. Do lado esquerdo do separador terá disponível a lista de alunos da sua disciplina. Do lado direito, na coluna Proposta, ao fazer duplo clique sobre qualquer linha abrir-se-á uma janela onde poderá assinalar (básico) ou introduzir (secundário) a proposta pretendida para cada um dos alunos. Se estiver preenchida a data abaixo do período ativo é porque o DT já bloqueou a possibilidade dos docentes inserirem ou alterarem propostas. Fig. 1 Separador Propostas. Notas: Os alunos com Currículo Especifico Individual (CEI) terão uma avaliação específica, de acordo com o Despacho Normativo 13/2014. Na página 14 poderá consultar mais informações. O mesmo despacho normativo impõe que a avaliação qualitativa dos alunos do 4º ano também esteja definida. Fig. 2- Avaliações Propostas Ensino Básico. Fig. 2- Avaliações Propostas Ensino Secundário. INOVAR +AZ Software de Gestão para Estabelecimentos de Ensino Página 2 de 15

4 2. Introdução de Classificações 2.1. Utilização de propostas Depois de registadas as propostas de todos os docentes da turma, o DT deverá proceder à importação das avaliações propostas, acedendo a um dos menus Class. Disciplinas (para uma disciplina ou todas as disciplinas da turma) Class. Alunos (para um(a) aluno(a) em particular ou todos os alunos) e clicando no botão I. Deverá ter especial atenção pois uma nova importação substitui sempre as propostas Para evitar essa ocorrência poderá fazer uma importação para uma disciplina ou para um aluno especifico sempre que já tenha havido alterações nas notas depois destas serem importadas. Se o DT preencher a data que se encontra por baixo do período ativo será bloqueada aos docentes a possibilidade de alterar propostas.. Figura 4-Importação de propostas INOVAR +AZ Software de Gestão para Estabelecimentos de Ensino Página 3 de 15

5 As avaliações importadas das propostas, passarão a constar na coluna Notas. As notas podem ser alteradas em conselho de turma, bastando para isso fazer duplo clique sobre a classificação a alterar. O lançamento dessas alterações é feito pelo DT, em conselho de turma, e pode ser feito por aluno ou por disciplina, selecionando um dos menus Class. Alunos ou Class. Disciplinas fazendo em seguida duplo clique sobre o aluno ou disciplina que pretende avaliar. Fig. 3- Separador Classificação Disciplinas. Fig. 4- Editar notas, Ensino Básico. Fig. 7- Editar notas, Ensino Secundário. INOVAR +AZ Software de Gestão para Estabelecimentos de Ensino Página 4 de 15

6 3. Sem a utilização de propostas O lançamento das notas é feito pelo DT, em conselho de turma, pode ser feito por aluno ou por disciplina, selecionando um dos menus Class. Disciplinas ou Class. Alunos fazendo em seguida duplo clique sobre o aluno ou disciplina que pretende avaliar. Figura 8-Separador Classificação Disciplinas. Figura 10-Editar Notas Ensino Secundário. Figura 5-Editar Notas Ensino Básico. INOVAR +AZ Software de Gestão para Estabelecimentos de Ensino Página 5 de 15

7 4. Introdução de classificações- separador Pauta (disponível para o secundário) Para o ensino secundário existe um separador Pauta onde os docentes podem colocar as notas e visualizar o panorama da turma nas várias disciplinas. Este separador tem o mesmo conteúdo do separador Class. Disciplina / Class. Aluno. Está disponível apenas para o DT. Se a escola utilizar propostas, a importação das mesmas deverá ser feita no separador Class. Disciplina / Class. Aluno e as notas serão visíveis no separador Pauta. Para introduzir a nota, o docente insere diretamente na coluna CF a classificação final a atribuir ao aluno. No caso do 3.º período automaticamente será atribuído averbamento à disciplina e averbamento geral. Se a turma tiver alunos CEI a avaliação dos mesmos não poderá ser feita neste local. Poderá ver mais informações na página 9. Figura 11-Pauta de avaliação INOVAR +AZ Software de Gestão para Estabelecimentos de Ensino Página 6 de 15

8 5. Avaliação 1º Ciclo Os docentes do 1.º ciclo têm um separador próprio para efetuar a avaliação dos seus alunos, onde conseguem visualizar todas as disciplinas. Se, porventura, utilizam propostas para lançamento de avaliações, por exemplo pelos professores que lecionem Atividades Extracurriculares (AEC), deverão importar as mesmas no separador Class. Disciplinas ou Class. Alunos antes de começarem a introduzir as suas no separador 1º Ciclo, sob a pena de perderem os dados com a posterior importação de propostas. Ao clicar na última coluna, na seta, abrir-se-á uma janela correspondente à síntese descritiva onde o docente poderá colocar a apreciação por disciplina. No final, o docente poderá preencher a apreciação global e as medidas de apoio. Figura 12-Avaliação 1º Ciclo As aulas previstas e dadas podem ser inseridas no separador PDA` onde o docente tem acesso a todas as disciplinas. Nota: Os menus anteriores de classificação por aluno e por disciplina estarão disponíveis para os docentes no decorrer das avaliações, no entanto o docente do 1.º ciclo deverá utilizar o menu específico para este ciclo de ensino. Figura 13-Separador PDA INOVAR +AZ Software de Gestão para Estabelecimentos de Ensino Página 7 de 15

9 6. Sínteses Disciplinas 6.1. Utilização de parâmetros O docente poderá avaliar os seus alunos com base em Domínios e Parâmetros. Estes são definidos pelo supervisor do programa. No menu Avaliações, separador Sínteses Disciplinas, selecione o período e em seguida o aluno a avaliar. Coloque avaliação nos domínios e parâmetros. No campo Síntese Descritiva o docente poderá colocar as considerações necessárias. Figura 14-Sínteses com opção parâmetros 6.2. Avaliação Domínios e Parâmetros O separador Av. Domínios e Parâmetros pretende facilitar a avaliação dos parâmetros e domínios para todos os alunos da mesma turma. Pode ser utilizado por todos os docentes para avaliar os parâmetros da sua disciplina. Figura 15-Separador Av. Domínios e Parâmetros INOVAR +AZ Software de Gestão para Estabelecimentos de Ensino Página 8 de 15

10 6.3. Sem a utilização de parâmetros No menu Avaliações, separador Sínteses Disciplinas, selecione o período e em seguida o aluno a avaliar. No campo Síntese Descritiva o docente poderá colocar as considerações necessárias. Figura 16-Sínteses sem parâmetros 7. Sínteses Globais Depois de registadas as Sínteses Disciplinas por parte de cada um dos docentes da turma, o DT poderá consultar o separador Sínteses Globais. O DT visualiza as sínteses descritivas registadas por cada um dos docentes da turma. O DT deverá registar a Apreciação Global do aluno e se necessário as Medidas de Apoio a aplicar. Figura 17-Sínteses Globais INOVAR +AZ Software de Gestão para Estabelecimentos de Ensino Página 9 de 15

11 8. Previstas, Dadas e Assistidas (PDA)-pela contagem dos sumários Deverá ser introduzido no separador PDA, menu Avaliações, o número de aulas previstas P para o período. O preenchimento das restantes colunas é feito de forma automática pela contagem dos sumários. Figura 18-PDA com a opção de contagem dos sumários Previstas, Dadas e Assistidas (PDA)-Manualmente Deverá ser introduzido no separador PDA, menu Avaliações, o número de aulas previstas P para o período fazendo Enter, de seguida deverá introduzir o número de aulas dadas D. Nas impressões onde constem informações respeitantes às PDA, está visível o número de faltas conforme as configurações do programa. É possível visualizar o nº total de aulas e faltas por ano letivo ou por período. Figura 19-PDA. INOVAR +AZ Software de Gestão para Estabelecimentos de Ensino Página 10 de 15

12 9. Percurso O Docente poderá consultar o percurso dos seus alunos, sendo uma ferramenta importante para auxiliar o docente no momento da avaliação. Basta para isso aceder ao separador Percurso, no menu Avaliações, e aqui poderá consultar também os dados referentes aos pais e encarregados de educação. Figura 20- Separador Percurso Ao fazer 2 cliques sobre a linha do percurso poderá consultar os dados da matrícula do aluno nesse ano. Figura 21- Dados da matrícula do aluno. INOVAR +AZ Software de Gestão para Estabelecimentos de Ensino Página 11 de 15

13 10. Habilitações De forma a auxiliar o Docente no momento das Avaliações poderá consultar as habilitações dos seus alunos, para isso basta aceder ao separador Habilitações, no menu Avaliações. Aqui o docente pode consultar as habilitações do aluno desde o 2.º ciclo até à conclusão do ensino secundário. Figura 21- Separador Habilitações. 11. Currículo Específico Individual (CEI) De acordo com o Despacho Normativo no 13/2014, os alunos com Currículo Específico Individual (CEI) que frequentam o ensino básico são avaliados qualitativamente através das menções Muito Bom, Bom, Suficiente, e Insuficiente. Para verificar se tem o aluno assinalado corretamente basta ir à matrícula do aluno ao separador Encarregado de Educação e verificar se o aluno tem a situação de CEI assinalada. Figura 23- Alunos CEI. No separador Avaliações o DT pode optar por efetuar a avaliação por disciplina selecionando Class. Disciplinas ou pode efetuar a avaliação por aluno selecionando Class. Alunos. Ao fazer 2 cliques no aluno, ou na disciplina, conforme opção aparecerá à frente do aluno assinalado com Currículo Específico Individual as menções I, S, B, MB. INOVAR +AZ Software de Gestão para Estabelecimentos de Ensino Página 12 de 15

14 12. Inserir notas- Alunos CEI No separador Avaliações o DT pode optar por efetuar a avaliação por disciplina selecionando Class. Disciplinas ou pode efetuar a avaliação por aluno selecionando Class. Alunos. Ao fazer 2 cliques no aluno, ou na disciplina, conforme opção aparecerá à frente do aluno assinalado com Currículo Específico Individual as menções I, S, B, MB. Figura 24- Alunos CEI- Ensino Básico Figura 25- Alunos CEI- Ensino Secundário INOVAR +AZ Software de Gestão para Estabelecimentos de Ensino Página 13 de 15

15 INOVAR +AZ Software de Gestão para Estabelecimentos de Ensino Página 14 de 15

AVALIAÇÕES. Este pequeno manual de avaliações servirá como guia para os Docentes e Diretores de Turma (DT)

AVALIAÇÕES. Este pequeno manual de avaliações servirá como guia para os Docentes e Diretores de Turma (DT) AVALIAÇÕES Este pequeno manual de avaliações servirá como guia para os Docentes e Diretores de Turma (DT) Utilizam Propostas? SIM Inicia aqui PROPOSTAS Cada Docente fará o lançamento das suas propostas,

Leia mais

WebUntis. Livro de Ponto Digital INFORARIOS SOFTWARE, LDA

WebUntis. Livro de Ponto Digital INFORARIOS SOFTWARE, LDA WebUntis Livro de Ponto Digital INFORARIOS SOFTWARE, LDA 2013 Login na plataforma WebUntis 1. Escrever o endereço do WebUntis na barra de endereços do browser https://euterpe.webuntis.com/webuntis/ Definido

Leia mais

MANUAL INOVAR ALUNOS Área Docente

MANUAL INOVAR ALUNOS Área Docente MANUAL INOVAR ALUNOS Área Docente Índice INOVAR ALUNOS Área Docente 1. Menu Eventos... 2 2. Menu Inicial - Faltas... 4 2.1. Inserir Faltas... 5 2.1.1. Falta por aluno... 5 2.1.2. Por disciplina... 5 2.1.

Leia mais

Área Docente. Menu Eventos. Manual Inovar Alunos Área Docente. No menu eventos poderá ver de uma forma rápida os últimos acontecimentos da turma.

Área Docente. Menu Eventos. Manual Inovar Alunos Área Docente. No menu eventos poderá ver de uma forma rápida os últimos acontecimentos da turma. Área Docente Menu Eventos No menu eventos poderá ver de uma forma rápida os últimos acontecimentos da turma. A informação pode ser filtrada por classes: faltas, comportamentos, agenda, notificações, convocatórias

Leia mais

Área Docente. Menu Eventos. Manual Inovar Alunos Área Docente. No menu eventos poderá ver de uma forma rápida os últimos acontecimentos da turma.

Área Docente. Menu Eventos. Manual Inovar Alunos Área Docente. No menu eventos poderá ver de uma forma rápida os últimos acontecimentos da turma. Área Docente Menu Eventos No menu eventos poderá ver de uma forma rápida os últimos acontecimentos da turma. A informação pode ser filtrada por classes: faltas, comportamentos, agenda, notificações, convocatórias

Leia mais

Programa Inovar Alunos e Inovar Profissional - Sumários, Faltas e Comportamento

Programa Inovar Alunos e Inovar Profissional - Sumários, Faltas e Comportamento Programa Inovar Alunos e Inovar Profissional - Sumários, Faltas e Comportamento 1A. Programa Inovar Alunos - Fazer sumários e marcar faltas 1. O sumário e a marcação de faltas, no Inovar Alunos, deve ser

Leia mais

MANUAL TPROFESSOR VERSÃO 1.0. Com base na versão 34 da aplicação

MANUAL TPROFESSOR VERSÃO 1.0. Com base na versão 34 da aplicação MANUAL DO TPROFESSOR VERSÃO 1.0 Com base na versão 34 da aplicação Truncatura / "Manual TProfessor" / 2 INDICE INTRODUÇÃO... 3 CONVENÇÕES... 3 INÍCIO DA UTILIZAÇÃO... 4 SUMÁRIOS... 5 COMO SUMARIAR....

Leia mais

Escola Secundária José Saramago Mafra. Cursos Profissionais. Guião para os Professores

Escola Secundária José Saramago Mafra. Cursos Profissionais. Guião para os Professores Escola Secundária José Saramago Mafra Cursos Profissionais Guião para os Professores Ano letivo 2015-2016 1 2 Cursos profissionais e matriz curricular Coordenadora dos cursos profissionais e coordenadora

Leia mais

Manual de Gestão de Entregas

Manual de Gestão de Entregas Manual de Gestão de Entregas Índice 1. Acesso à Plataforma... 3 1.1. Certificado de Autenticação... 3 1.2. Autenticação perante a Plataforma... 6 2. Responsáveis pela Entrega... 7 3. Estado de Encomendas...

Leia mais

20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor

20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor 20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor Manual do Utilizador Professor... 1 1. Conhecer o 20 Escola Digital... 4 2. Autenticação... 6 2.1. Criar um registo na LeYa Educação... 6 2.2. Aceder ao

Leia mais

Perguntas Frequentes (FAQ) Portal do Professor

Perguntas Frequentes (FAQ) Portal do Professor Universidade Federal do Espírito Santo Perguntas Frequentes (FAQ) Portal do Professor Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI) Novembro/2014 Sumário 1 ATIVIDADES COMPLEMENTARES... 4 1.1 O que é o menu

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR

MANUAL DO UTILIZADOR MANUAL DO UTILIZADOR SISTEMA DE INFORMAÇÃO FORMAÇÃO CONTÍNUA (Art.21.º do Decreto-Lei n.º22/2014, de 11 de fevereiro) 6 de julho de 2015 Índice 1. ENQUADRAMENTO... 5 1.1 Objetivo... 5 1.2 Contactos Úteis...

Leia mais

GUIA BÁSICO DA SALA VIRTUAL

GUIA BÁSICO DA SALA VIRTUAL Ambiente Virtual de Aprendizagem - MOODLE GUIA BÁSICO DA SALA VIRTUAL http://salavirtual.faculdadesaoluiz.edu.br SUMÁRIO 1. Acessando Turmas 4 2. Inserindo Material 4 3. Enviando Mensagem aos Alunos 6

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

Manual de utilização do Moodle

Manual de utilização do Moodle Manual de utilização do Moodle Docentes Universidade Atlântica 1 Introdução O conceito do Moodle (Modular Object Oriented Dynamic Learning Environment) foi criado em 2001 por Martin Dougiamas, o conceito

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR. Bolsa de Contratação de Escola. Candidatura

MANUAL DO UTILIZADOR. Bolsa de Contratação de Escola. Candidatura MANUAL DO UTILIZADOR Bolsa de Contratação de Escola Candidatura 22 de julho de 2015 Índice 1 ENQUADRAMENTO... 4 1.1 Aspetos gerais... 4 1.2 Normas importantes de acesso e utilização da aplicação... 5 2

Leia mais

Adenda de Janeiro de 2013 Manual de Utilizador

Adenda de Janeiro de 2013 Manual de Utilizador Adenda de Janeiro de 2013 Manual de Utilizador Novas funcionalidades: - Fatura Simplificada (Certificação AT Janeiro de 2013) - Ficheiro SAFT (Certificação AT Janeiro de 2013) - Séries de Faturação (Certificação

Leia mais

Guia de registo de Reserva de Recursos. Reserva de Recursos

Guia de registo de Reserva de Recursos. Reserva de Recursos Reserva de Recursos Indice Introdução 2 Reserva simples 3 Reserva avançada 5 Consulta de disponibilidades de recursos 7 Reservas efetuadas 10 Serviços de Informática - Direção dos Serviços de Documentação

Leia mais

LeYa Educação Digital

LeYa Educação Digital Índice 1. Conhecer o 20 Aula Digital... 4 2. Registo no 20 Aula Digital... 5 3. Autenticação... 6 4. Página de entrada... 7 4.1. Pesquisar um projeto... 7 4.2. Favoritos... 7 4.3. Aceder a um projeto...

Leia mais

A Plataforma de e-learning da Faculdade de Farmácia UL

A Plataforma de e-learning da Faculdade de Farmácia UL 2012 A Plataforma de e-learning da Faculdade de Farmácia UL Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. O ACESSO... 3 3. A UTILIZAÇÃO... 5 3.1 O MENU... 5 3.2 AS DISCIPLINAS... 6 4. ATIVAR/UTILIZAR A CONTA DE EMAIL CAMPUS@UL...

Leia mais

Folha de Cálculo Introdução à Folha de Cálculo

Folha de Cálculo Introdução à Folha de Cálculo Introdução à Folha de Cálculo O Excel é uma folha de cálculo capaz de guardar dados, executar cálculos e gerar gráficos. Introdução à Folha de Cálculo Uma folha de cálculo, por exemplo o Excel, permite

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO FUNCIONAL. Versão 1.3

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO FUNCIONAL. Versão 1.3 MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO FUNCIONAL Versão 1.3 Sumário 1. ACESSO AO SISTEMA... 3 1.1. Primeiro acesso ao sistema... 3 1.2. Como alterar a senha no primeiro acesso... 4

Leia mais

O SAFT 2013. 1) Faturação simplificada

O SAFT 2013. 1) Faturação simplificada O SAFT 2013 1) Faturação simplificada Existe agora uma série com descrição FS. Esta série foi adicionada automaticamente com a versão 2.4.3.0 do SoftManagement, para que, possa ser utilizada em atividades

Leia mais

Manual do Fénix. Inscrições (Portal do Estudante) Serviços de Informática 2011-09-08 (Versão 2.0)

Manual do Fénix. Inscrições (Portal do Estudante) Serviços de Informática 2011-09-08 (Versão 2.0) Manual do Fénix Inscrições (Portal do Estudante) Serviços de Informática 2011-09-08 (Versão 2.0) Este manual tem como objectivo auxiliar os alunos na inscrição às unidades curriculares. Índice 1 Entrar

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 1 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA Documento de Arrecadação Estadual DAE Manual do Usuário Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 66.053-000 Av. Visconde de Souza Franco, 110 Reduto Belém PA Tel.:(091)

Leia mais

LNDnet. Lançamento de notas pelos docentes. Portal académico

LNDnet. Lançamento de notas pelos docentes. Portal académico LNDnet Lançamento de notas pelos docentes Portal académico A base para elaboração do presente manual foi o manual da Digitalis (SIGES.11.0.0 Manual de Utilizador) ao no qual foram registada as adaptações

Leia mais

Professor On-line. Em construção versão: 16/01/2015. Elaboração SED/DITI/GETIG

Professor On-line. Em construção versão: 16/01/2015. Elaboração SED/DITI/GETIG Professor On-line Em construção versão: 16/01/2015 Tela inicial de acesso Nº do IP do equipamento que está acessando o sistema 2 Login Matrícula no formato NNNNNN-D-VV (número, dígito, vínculo) Obs: independente

Leia mais

Manual Q-Acadêmico 2.0 Módulo Web - Aluno

Manual Q-Acadêmico 2.0 Módulo Web - Aluno Manual Q-Acadêmico 2.0 Módulo Web - Aluno Índice 1 Acessando o sistema via internet...3 2 Funcionalidades...6 2.1 Horário Individual...7 2.2 Calendário Acadêmico...8 2.3 Biblioteca...9 2.3.1 Consultar

Leia mais

COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML. Após abrir o sistema, localize o menu no canto superior esquerdo e clique em Movimentação > Entrada Material

COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML. Após abrir o sistema, localize o menu no canto superior esquerdo e clique em Movimentação > Entrada Material COMO FAZER ENTRADA DE MATERIAL POR XML Observação: O arquivo XML da nota fiscal deve estar salvo em seu computador. Se o seu fornecedor não enviou o arquivo por e-mail, você pode obter o arquivo pela internet,

Leia mais

Procedimento para requisição de pedidos de materiais - kits e contentores. 1. Registo da entidade (sem o qual não é possível realizar pedidos)

Procedimento para requisição de pedidos de materiais - kits e contentores. 1. Registo da entidade (sem o qual não é possível realizar pedidos) Procedimento para requisição de pedidos de materiais - kits e contentores 1. Registo da entidade (sem o qual não é possível realizar pedidos) Resumo A requisição de materiais implica, em primeiro lugar,

Leia mais

Sistema da Comissão Nacional de Residência Médica

Sistema da Comissão Nacional de Residência Médica Sistema da Comissão Nacional de Residência Médica APRESENTAÇÃO: Este Manual apresenta as telas que são utilizadas para a navegação no Sistema de Comissão Nacional de Residência Médica. Neste manual estão

Leia mais

Este Procedimento Operacional Padrão explica a melhor forma de se utilizar os filtros no Sistema TOTVS RM. Índice

Este Procedimento Operacional Padrão explica a melhor forma de se utilizar os filtros no Sistema TOTVS RM. Índice Este Procedimento Operacional Padrão explica a melhor forma de se utilizar os filtros no Sistema TOTVS RM. Índice I. Criação dos Filtros... 2 II. Gerenciamento de Filtros... 2 III. Operadores disponíveis:...

Leia mais

TEMA: Oficinas Configurações, workflow e funcionalidades

TEMA: Oficinas Configurações, workflow e funcionalidades APLICAÇÃO: XRP Gestão de Frota TEMA: Oficinas Configurações, workflow e funcionalidades ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO EM: 25 de fevereiro de 2015 ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO POR: Pedro Direito www.escritadigital.pt ÍNDICE

Leia mais

BALCÃO DIGITAL. Manual de Utilização

BALCÃO DIGITAL. Manual de Utilização BALCÃO DIGITAL Manual de Utilização BALCÃO DIGITAL 2 ÍNDICE COMO ADERIR ADESÃO À CARTEIRA DE SERVIÇOS DO BALCÃO DIGITAL ACTIVAÇÃO DA CARTEIRA DE SERVIÇOS DO BALCÃO DIGITAL Contratos Comunicar Leitura Adesão

Leia mais

Mas para iniciar o uso do CRM é necessário efetuar algumas configurações em primeiro lugar.

Mas para iniciar o uso do CRM é necessário efetuar algumas configurações em primeiro lugar. Menu CRM O KeyInvoice tem um CRM que lhe permite efetuar, no seu programa de faturação, uma gestão de contatos, podendo converter os mesmos em Oportunidades ou Orçamentos. Este menu inclui ainda uma agenda

Leia mais

Registo como Agente. De seguida, terá de editar a sua informação de agente, carregando em Profile e, de seguida, em Edit.

Registo como Agente. De seguida, terá de editar a sua informação de agente, carregando em Profile e, de seguida, em Edit. Manual de Agentes Indíce Registo como Agente... 3 Condições e Preços... 4 Criação de utilizadores... 7 Listagem de Clientes... 8 Criar cartão de Agente AirMenu... 9 Formulários... 10 Importação de Menus

Leia mais

Aleph 18.01 Manual de utilização do Módulo de Catalogação

Aleph 18.01 Manual de utilização do Módulo de Catalogação Aleph 18.01 Manual de utilização do Módulo de Catalogação Elaborado por: Amélia Janeiro e Ana Cosmelli SDUL 2008 Índice Apresentação... 3 1. Criar novos registos... 4 1.1 Abrir Template... 4 1.2 Usar Registo

Leia mais

Guia rápido de criação e gestão de um espaço no SAPO Campus

Guia rápido de criação e gestão de um espaço no SAPO Campus Guia rápido de criação e gestão de um espaço no SAPO Campus O SAPO Campus é uma plataforma online, disponível em http://campus.sapo.pt, que permite a comunicação e a colaboração entre membros de uma Instituição

Leia mais

Índice 1 INTRODUÇÃO...2 2 PESQUISA DE ENTIDADES...8 3 CRIAÇÃO DE ENTIDADES...12 4 DEPENDÊNCIAS...17 5 BANCOS, SEGURADORAS E CONSERVATÓRIAS...

Índice 1 INTRODUÇÃO...2 2 PESQUISA DE ENTIDADES...8 3 CRIAÇÃO DE ENTIDADES...12 4 DEPENDÊNCIAS...17 5 BANCOS, SEGURADORAS E CONSERVATÓRIAS... Índice 1 INTRODUÇÃO...2 1.1 JANELA ÚNICA DE ENTIDADES...3 1.2 PERMISSÕES POR UTILIZADOR...4 1.3 RESTRIÇÕES À VISUALIZAÇÃO/MANIPULAÇÃO...6 2 PESQUISA DE ENTIDADES...8 2.1 CRITÉRIOS DE PESQUISA...8 2.2 LISTA

Leia mais

Contratação de Escola. Manual de Utilizador - Candidato

Contratação de Escola. Manual de Utilizador - Candidato - Janeiro de 2012 Índice Conteúdo 1 ENQUADRAMENTO... 5 1.1 Aspetos gerais... 5 1.2 Principais Orientações... 5 1.3 Normas Importantes de Acesso e Utilização da Aplicação... 5 1.4 Definições, Abreviaturas,

Leia mais

Max Fatura Sistema de Gestão

Max Fatura Sistema de Gestão Sumário 1 Tela Inicial... 2 2 Tela de Pesquisa... 3 3 Tela de Vendas... 4 5 Aproveitamento de Icms... 5 6 Salvar... 5 9 Para emissão da nota fiscal... 7 10 Impressão de relatórios... 7 11 Contas a Pagar

Leia mais

Software-Global 1/11

Software-Global 1/11 Não esquecer que a senha do Administrador é ADMIN Botões do programa: Acesso ao Programa: O Acesso ao programa deve ser feito através do utilizador ADMINISTRADOR, que tem todas as permissões para gerir

Leia mais

Manual de Utilizador Utentes 2015-01.V01 DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL

Manual de Utilizador Utentes 2015-01.V01 DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DIREÇÃO DE SERVIÇOS DE QUALIFICAÇÃO Centro Nacional de Qualificação de Formadores Manual de Utilizador Utentes 2015-01.V01 Índice Índice... 2 1. Introdução... 4 1.1.

Leia mais

Bolsa de Contratação de Escola. Candidatura

Bolsa de Contratação de Escola. Candidatura MANUAL DO UTILIZADOR Bolsa de Contratação de Escola Candidatura 2 de setembro de 2014 Índice 1 ENQUADRAMENTO... 5 1.1 Aspetos gerais... 5 1.2 Normas importantes de acesso e utilização da aplicação... 6

Leia mais

DIÁRIO DE CLASSE. Atenciosamente,

DIÁRIO DE CLASSE. Atenciosamente, DIÁRIO DE CLASSE Estamos apresentando aos Professores e Professoras da UNEB o sistema de registros acadêmicos que será feito online a partir de qualquer computador com acesso à internet. Salientamos que

Leia mais

Apresentação do Ubuntu

Apresentação do Ubuntu Apresentação do Ubuntu O que significa Ubuntu? É uma palavra africana que significa Ser humanitário com os demais Com este espírito vamos introduzir o software livre no Agrupamento de Escolas de Penacova

Leia mais

PAINEL DE ADMINISTRADOR

PAINEL DE ADMINISTRADOR PAINEL DE ADMINISTRADOR IMPORTANTE: O Painel de administrador APENAS deverá ser utilizado pelo responsável do sistema. são: Nesta aplicação, poderá configurar todo o sistema de facturação. As opções do

Leia mais

Manual de Configuração

Manual de Configuração Manual de Configuração Índice Criar conta de Administrador... 3 Criar Negócio... 5 Back office... 7 Criar Locais... 11 Criar Menu... 13 Itens complexos... 18 One Click... 19 Painel de Pedidos... 20 QR

Leia mais

Notas de liberação Controle de acesso e software de administração de segurança

Notas de liberação Controle de acesso e software de administração de segurança Controle de acesso e software de administração de segurança DN2028-1111 / Versão 5.01 Copyright 2011 Tyco SA Internacional. e suas Companhias Respectivas. Todos os direitos reservados. Todas as especificações

Leia mais

I. COMO FAZER O REGISTO NA PLATAFORMA MOODLE 3 II. COMO ACEDER (ENTRAR) NO MOODLE DA ESCOLA 1

I. COMO FAZER O REGISTO NA PLATAFORMA MOODLE 3 II. COMO ACEDER (ENTRAR) NO MOODLE DA ESCOLA 1 Novembro.2010 Índice I. COMO FAZER O REGISTO NA PLATAFORMA MOODLE 3 II. COMO ACEDER (ENTRAR) NO MOODLE DA ESCOLA 1 III. COMO INSERIR MATERIAL PEDAGÓGICO (ANEXAR FICHEIROS) 1 IV. CRIAR UM GLOSSÁRIO 5 V.

Leia mais

Manual Sistema Curumim. Índice

Manual Sistema Curumim. Índice Versão 1.0 Índice 1. Instalação do Sistema... 3 2. Botões e Legenda... 4 3. Login do Sistema... 5 4. Tela Principal... 6 5. Dados Cadastrais da Empresa... 7 6. Aluno Cadastro... 8 7. Aluno - Cadastro de

Leia mais

Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual

Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual Diário On-line Apresentação ----------------------------------------------------------------------------------------- 5 Requisitos Básicos

Leia mais

SIGEM AVALIAÇÃO DE ALUNOS WEB

SIGEM AVALIAÇÃO DE ALUNOS WEB SIGEM AVALIAÇÃO DE ALUNOS WEB Conteúdo 1. ABERTURA DO SISTEMA... 3 1.1. Barra principal de Ferramentas... 4 1.2. Filtro de consultas... 5 2. VISÃO GERAL DO SISTEMA... 6 3. SELECIONAR ESCOLA... 7 4. SISTEMA

Leia mais

TEXTO 2 INCLUSÃO E EXCLUSÃO DE USUÁRIOS (PARTICIPANTES) NO CURSO E CRIAÇÃO DE GRUPOS MANUAIS E AUTOMATICAMENTE

TEXTO 2 INCLUSÃO E EXCLUSÃO DE USUÁRIOS (PARTICIPANTES) NO CURSO E CRIAÇÃO DE GRUPOS MANUAIS E AUTOMATICAMENTE 1 TEXTO 2 INCLUSÃO E EXCLUSÃO DE USUÁRIOS (PARTICIPANTES) NO CURSO E CRIAÇÃO DE GRUPOS MANUAIS E AUTOMATICAMENTE Acompanhamento de conclusão: aqui você pode ativar o rastreamento de conclusão das atividades.

Leia mais

MANUAL ESCOLA FLEX. Revisado em 09/07/2008. Sistema Flex www.sistemaflex.com

MANUAL ESCOLA FLEX. Revisado em 09/07/2008. Sistema Flex www.sistemaflex.com MANUAL ESCOLA FLEX Revisado em 09/07/2008 Sistema Flex www.sistemaflex.com Índice Manual Escola Flex Índice... 2 Tela de Abertura (Splash Screen)... 3 Login... 4 Seleção de Empresas... 5 Tela Principal...

Leia mais

Manual de Utilizador Entidades 2015-08.V01 DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL

Manual de Utilizador Entidades 2015-08.V01 DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DIREÇÃO DE SERVIÇOS DE QUALIFICAÇÃO Centro Nacional de Qualificação de Formadores Manual de Utilizador Entidades 2015-08.V01 Índice Índice... 2 1. Introdução... 4

Leia mais

INTRANET OPEN BUSINESS ANGELS

INTRANET OPEN BUSINESS ANGELS INTRANET OPEN BUSINESS ANGELS anual Índice de conteúdos INTRODUÇÃO...3 CONFIGURAR DADOS PESSOAIS...5 Preferências Pessoais...6 Alterar senha...7 Consultar dados...8 SECÇÃO INTRANET...9 Conteúdo Intranet...12

Leia mais

Expandindo um banco de dados SQL de ICM

Expandindo um banco de dados SQL de ICM Expandindo um banco de dados SQL de ICM Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Fundamentos Expanda o espaço com uso do ICMDBA Quando usar o gerenciador de empreendimento

Leia mais

Concurso Externo Extraordinário

Concurso Externo Extraordinário MANUAL DE INSTRUÇÕES Aperfeiçoamento da Candidatura Eletrónica Concurso Externo Extraordinário NOS TERMOS DO PONTO 3.2 do Nº 3 DO CAPÍTULO VIII DO AVISO N.º 1340-A/2013, PUBLICADO EM DIÁRIO DA REPÚBLICA,

Leia mais

Manual de Utilizador Documentos de Transporte. TOConline. Suporte. Página - 1

Manual de Utilizador Documentos de Transporte. TOConline. Suporte. Página - 1 TOConline Suporte Página - 1 Documentos de Transporte Manual de Utilizador Página - 2 Índice Criação de um documento de transporte... 4 Definições de empresa- Criação de moradas adicionais... 9 Comunicação

Leia mais

Manual de Transição TWT Sítio de Disciplina para Moodle 2.6

Manual de Transição TWT Sítio de Disciplina para Moodle 2.6 Universidade Católica Portuguesa Direcção de Sistemas de Informação Manual de Transição TWT Sítio de Disciplina para Moodle 2.6 Manual de utilização - Docentes DSI Outubro 2014 V2.6 ÍNDICE 1 OBJETIVO DESTE

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA DE CARGA HORÁRIA ESPECIAL Diretor

MANUAL DO SISTEMA DE CARGA HORÁRIA ESPECIAL Diretor MANUAL DO SISTEMA DE CARGA HORÁRIA ESPECIAL Diretor SUMÁRIO Introdução... 2 Como acessar o sistema - DIRETOR... 3 Seleção de CHE Regular - DIRETOR... 4 Seleção de CHE Profissionalizante - DIRETOR... 7

Leia mais

Portal Educacional - Aluno Online

Portal Educacional - Aluno Online 1. ACESSO AO SISTEMA O acesso ao sistema pode ser realizado pelos seguintes sites: http://www.iplc.g12.br http://www.franciscanasalcantarinas.org.br/ INFORME SEU CÓDIGO DE USUÁRIO (MATRÍCULA). INFORME

Leia mais

GIAE ONLINE. J.P.M & Abreu, Lda.

GIAE ONLINE. J.P.M & Abreu, Lda. GIAE ONLINE 1 Índice Índice 2 Índice de Figuras 3 1. Introdução 4 2. Aquisição de Refeições 5 3. Limitar consumo diário 7 4. Controlo de sessões 9 5. Configuração das novas funcionalidades na área de administração

Leia mais

Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de circulação e empréstimos

Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de circulação e empréstimos Aleph 18.01 Manual de utilização do módulo de circulação e empréstimos Elaborado por: Amélia Janeiro e Ana Cosmelli SDUL 2008 Índice Apresentação... 3 1. Gestão de leitores... 5 1.1 Pesquisa de leitores...

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE SUPORTE DA PREFEITURA UNIVERSITÁRIA

Leia mais

Tutorial para geração de boletos

Tutorial para geração de boletos Tutorial para geração de boletos Conteúdo 1. Criar desconto padrão... 2 2. Geração de boleto com desconto até o vencimento em porcentagem (inclusive bolsa) no momento da matrícula:... 2 3.Geração de boletos

Leia mais

PMAT. Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações. Manual. Desenvolvido pelo BNDES AS/DEGEP

PMAT. Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações. Manual. Desenvolvido pelo BNDES AS/DEGEP PMAT Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações Manual 1 Índice 1. O que é o Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações PMAT... 3 2. Acessando o sistema pela primeira vez Download... 3 3. Fluxogramas

Leia mais

SIM - SUPPLIERS INVOICING MANAGER - MANUAL DE UTILIZADOR

SIM - SUPPLIERS INVOICING MANAGER - MANUAL DE UTILIZADOR Leaseplan Portugal Bertrand Gossieaux SIM - SUPPLIERS INVOICING MANAGER - MANUAL DE UTILIZADOR Page2 INDICE 1. LOGIN, ESTRUTURA E SAÍDA DO SIM... 3 a) Login... 3 b) Estrutura principal... 4 c) Saída da

Leia mais

Manual de Pedido de Matrícula em Disciplinas pelo Q-Acadêmico WEB

Manual de Pedido de Matrícula em Disciplinas pelo Q-Acadêmico WEB Manual de Pedido de Matrícula em Disciplinas pelo Q-Acadêmico WEB Área Responsável Implantação Preparado por: Leonardo Moulin Franco 27 de maio de 2009 Revisão 00 TABELA DE REVISÃO DESTE MANUAL REVISÃO

Leia mais

Serviço de Atendimento Online. Manual de ajuda para uma melhor utilização dos programas de apoio ao serviço de atendimento online: Skype

Serviço de Atendimento Online. Manual de ajuda para uma melhor utilização dos programas de apoio ao serviço de atendimento online: Skype Serviço de Atendimento Online Manual de ajuda para uma melhor utilização dos programas de apoio ao serviço de atendimento online: Skype ÍNDICE SKYPE Dicas de utilização... 3 1. O que é... 3 2. Requisitos

Leia mais

Escola Secundária José Saramago Mafra. Cursos Profissionais. Ano letivo 2013-14

Escola Secundária José Saramago Mafra. Cursos Profissionais. Ano letivo 2013-14 Escola Secundária José Saramago Mafra Cursos Profissionais Ano letivo 2013-14 CURSOS PROFISSIONAIS Cursos Profissionais em funcionamento na Escola: Técnico de Apoio à Gestão Desportiva; Técnico de Apoio

Leia mais

ACESSANDO COM USUÁRIO DE PROFESSOR

ACESSANDO COM USUÁRIO DE PROFESSOR ACESSANDO COM USUÁRIO DE PROFESSOR 1º passo: Acesse a página através do link existente no site de Newton laboratório e audiovisual: 2º passo: Na tela inicial do sistema digite seu usuário e sua senha nos

Leia mais

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado de Roraima. AGIS Gerenciamento Eletrônico de Documentos

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado de Roraima. AGIS Gerenciamento Eletrônico de Documentos AGIS Gerenciamento Eletrônico de Documentos 1 SUMÁRIO 1. Definições 3 1.1 Apresentação 3 1.2 Disposição do Sistema 3 2. Acessando o Sistema 4 2.1 Procedimento para regularizar o primeiro acesso 4 2.2 Procedimento

Leia mais

REMOÇÃO 2015 Versão 10/04/2015

REMOÇÃO 2015 Versão 10/04/2015 Versão 10/04/2015 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 03 ACESSANDO O SISTEMA... 04 CONSULTA DE VAGAS... 06 CRIAR SOLICITAÇÃO PARA REMOÇÃO 2015... 09 PREENCHENDO A COMARCA/FORO... 10 ALTERANDO A SOLICITAÇÃO CADASTRADA...

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA GT WEB CALL. Teledata

MANUAL DO SISTEMA GT WEB CALL. Teledata MANUAL DO SISTEMA GT WEB CALL Teledata Indíce analítico 1. Prefácio...3 2. Funcionalidades...3 3. Abrir chamados...7 4. Atribuir chamados...9 5. Consultar chamados...10 6. Fechar chamados...12 7. Relatórios...15

Leia mais

Manual SAGe Versão 1.2

Manual SAGe Versão 1.2 Manual SAGe Versão 1.2 Cadastramento de Usuário (a partir da versão 12.08.01 ) Conteúdo Introdução... 2 Cadastramento... 2 Desvendando a tela inicial... 4 Completando seus dados cadastrais... 5 Não lembro

Leia mais

DIÁRIO DE CLASSE ONLINE

DIÁRIO DE CLASSE ONLINE TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO MANUAL DO USUÁRIO ESAJ WEB DIÁRIO DE CLASSE ONLINE Versão 2.2.0 TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 2/17 ÍNDICE I COMO ACESSAR O SISTEMA 3 II

Leia mais

Avaliação do Desempenho do. Pessoal Docente. Manual de Utilizador

Avaliação do Desempenho do. Pessoal Docente. Manual de Utilizador Avaliação do Desempenho do Pessoal Docente Manual de Utilizador Junho de 2011 V6 Índice 1 ENQUADRAMENTO... 4 1.1 Aspectos gerais... 4 1.2 Normas importantes de acesso e utilização da aplicação... 4 1.3

Leia mais

Cadastro de Matriz Curricular - GOES

Cadastro de Matriz Curricular - GOES Cadastro de Matriz Curricular - GOES Acesse a Secretaria Escolar Digital: https://sed.educacao.sp.gov.br Vá até a opção Matriz Curricular e depois em Quadro Curricular Cadastro de Matriz Curricular - GOES

Leia mais

Manual do Usuário - Portal Intranet

Manual do Usuário - Portal Intranet Manual do Usuário - [usado em conjunto com as recomendações do processo. Os textos em itálico-azul representam informações para auxiliar o preenchimento do template e devem ser removidos quando da sua

Leia mais

Índice Apresentação... 3 Mensagens... 4 Tickets... 6 Cadastro de Tickets... 6 Acompanhamento de Tickets:...9 Entregas... 11 Storage...

Índice Apresentação... 3 Mensagens... 4 Tickets... 6 Cadastro de Tickets... 6 Acompanhamento de Tickets:...9 Entregas... 11 Storage... Índice Apresentação... 3 Mensagens... 4 Tickets... 6 Cadastro de Tickets... 6 Acompanhamento de Tickets:...9 Entregas... 11 Storage... 12 Apresentação O Pitstop foi desenvolvido pela Interact com o objetivo

Leia mais

Universidade Federal de Mato Grosso. Secretaria de Tecnologias da Informação e Comunicação. SISCOFRE Sistema de Controle de Frequência MANUAL

Universidade Federal de Mato Grosso. Secretaria de Tecnologias da Informação e Comunicação. SISCOFRE Sistema de Controle de Frequência MANUAL Universidade Federal de Mato Grosso Secretaria de Tecnologias da Informação e Comunicação SISCOFRE Sistema de Controle de Frequência MANUAL Versão 2.1 2013 Cuiabá MT Sumário Usuários do SISCOFRE... 3 Fases

Leia mais

REMOÇÃO 2015 MANUAL DE DESISTÊNCIA

REMOÇÃO 2015 MANUAL DE DESISTÊNCIA REMOÇÃO 2015 MANUAL DE DESISTÊNCIA Versão 05/05/2015 SUMÁRIO ACESSANDO O SISTEMA... 03 VISUALIZANDO A SOLICITAÇÃO... 05 DEMONSTRATIVO DAS VAGAS... 06 DESISTÊNCIA DA REMOÇÃO... 08 IMPRIMIR PROTOCOLO...

Leia mais

SuperStore Sistema para Automação de Óticas

SuperStore Sistema para Automação de Óticas SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Administrador) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 ACESSANDO O SISTEMA PELA

Leia mais

3 - Tela Principal. Itens importantes da página

3 - Tela Principal. Itens importantes da página SUMÁRIO 1 1 - Conceitos Gerais O CRQ é um sistema de controle de qualidade utilizado na etapa de recrutamento de estudos de natureza qualitativa. Ele é um banco de dados que tem como principal objetivo

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS V PORTAL WEB Revisão: 07 Versão: 7.9.109 JM Soft Informática Março, 2015 SUMÁRIO 1 AVALIAÇÕES... 9 2 PLANO DE DESENVOLVIMENTO INDIVIDUAL...

Leia mais

BEM VINDO À GESTÃO DE STOCKS DO XD UNLIMITED

BEM VINDO À GESTÃO DE STOCKS DO XD UNLIMITED BEM VINDO À GESTÃO DE STOCKS DO XD UNLIMITED www.xdsoftware.pt Gestão de Stocks XD UNLIMITED 1. O que necessita para Controlar Stock...4 2. Criação de Armazéns...5 3. Configuração do Artigo...6 4. Configuração

Leia mais

Guia de Acesso à Formação Online Formando 2011

Guia de Acesso à Formação Online Formando 2011 Plano [1] Guia de Acesso à Formação Online 2011 [2] ÍNDICE ÍNDICE...2 1. Introdução...3 2. Metodologia Formativa...4 3. Actividades...4 4. Apoio e Acompanhamento do Curso...5 5. Avaliação...6 6. Apresentação

Leia mais

SISTEMA PLANO DE ENSINO - DOCENTES

SISTEMA PLANO DE ENSINO - DOCENTES SISTEMA PLANO DE ENSINO - DOCENTES 1- PÁGINA DE LOGIN DO SISTEMA E APRESENTAÇÕES INICIAIS Ao acessar o link do sistema, a seguinte página será apresentada: ACESSO AOS DOCENTES: Usar o usuário e senha do

Leia mais

LMS: Manual do aluno

LMS: Manual do aluno UNO Internacional LMS: Manual do aluno Neste Learning Coffee você vai aprender a: Aceder à plataforma e editar o seu perfil. Aceder às suas notificações. Consultar o calendário e criar eventos pessoais.

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição SSE 3.0 Guia Rápido Módulo Secretaria Nesta Edição 1 Acessando o Módulo Secretaria 2 Cadastros Auxiliares 3 Criação de Modelos Definindo o Layout do Modelo Alterando o Layout do Cabeçalho 4 Parametrização

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ÊXITO GESTÃO DE PROCESSOS. Dividir Arquivo com Winrar

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ÊXITO GESTÃO DE PROCESSOS. Dividir Arquivo com Winrar 1 Acesse a pagina http://www.win-rar.com/index.php?id=970&dl=/rar/ wrar393br.exe&btn=1, clique no ícone Download Now. 2 Ao clicar faça Download do Software, ao concluir o download de um duplo clique no

Leia mais

Manual utilização. Dezembro 2011. Instituto Politécnico de Viseu

Manual utilização. Dezembro 2011. Instituto Politécnico de Viseu Manual utilização Dezembro 2011 Instituto Politécnico de Viseu 1 Índice Zona pública... 3 Envio da ideia de negócio... 3 Inscrição nas Oficinas E... 4 Zona privada... 5 Administração... 5 Gestão de utilizadores...

Leia mais

Apostila nº 32 Contas a Pagar e a Receber; Como localizar, Incluir, Alterar, Eliminar, Baixar, reabrir e imprimir

Apostila nº 32 Contas a Pagar e a Receber; Como localizar, Incluir, Alterar, Eliminar, Baixar, reabrir e imprimir Apostila nº 32 Contas a Pagar e a Receber; Como localizar, Incluir, Alterar, Eliminar, Baixar, reabrir e imprimir Sumário Contas á Receber...3 Como atualizar a pesquisa no contas á receber?...3 Como efetuar

Leia mais

TRABALHADORES INDEPENDENTES SEGURANÇA SOCIAL DIRETA

TRABALHADORES INDEPENDENTES SEGURANÇA SOCIAL DIRETA TRABALHADORES INDEPENDENTES SEGURANÇA SOCIAL DIRETA PASSO-A-PASSO PARA SOLICITAR PEDIDO DE ALTERAÇÃO DE ESCALÃO ATRAVÉS DA SEGURANÇA SOCIAL DIRETA Aceda à Segurança Social Direta, em https:///consultas/ssdirecta/

Leia mais

Manual de Operação do Portal Acadêmico SENAI-BA

Manual de Operação do Portal Acadêmico SENAI-BA Manual de Operação do Portal Acadêmico SENAI-BA Este manual tem como objetivo auxiliar o docente na utilização do Portal Acadêmico, permitindo o acesso as rotinas acadêmicas através de ambiente WEB, flexibilizando

Leia mais

GlobalPhone - Central Telefónica. Manual do Portal de Selfcare Utilizador

GlobalPhone - Central Telefónica. Manual do Portal de Selfcare Utilizador Manual do Portal de Selfcare Utilizador Índice 1 Introdução... 3 1.1 Âmbito do Documento... 3 1.2 Acesso... 4 1.3 Autenticação... 4 2 Extensões... 5 2.1 Reencaminhamentos (redireccionamentos)... 6 2.2

Leia mais