Curso de Gerenciamento de Projetos com Base no PMBoK do PMI 5ª Edição Preparatório para Certificação CAPM

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Curso de Gerenciamento de Projetos com Base no PMBoK do PMI 5ª Edição Preparatório para Certificação CAPM"

Transcrição

1 , Esp., PMP, ITIL Expert Curso de Gerenciamento de Projetos com Base no PMBoK do PMI 5ª Edição Preparatório para Certificação CAPM, Esp., PMP, ITIL Expert

2 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

3 , Esp., PMP, ITIL Expert Curso de Gerenciamento de Projetos com Base no PMBoK do PMI 5ª Edição Preparatório para Certificação CAPM MÓDULO 1: APRESENTAÇÃO

4 , Esp., PMP, ITIL Expert Objetivos do curso PREPARAR OS ALUNOS PARA TRABALHAR COM MELHORES PRÁTICAS DE GESTÃO DE PROJETOS PREPARAR OS ALUNOS PARA A PROVA DE CERTIFICAÇÃO CAPM DO PMI CONTRIBUIR PARA O DESENVOLVIMENTO DO MERCADO BRASILEIRO

5 Avisos importantes Autor e Instrutor do Curso:, Esp., PMP, ITIL Expert Marcas Registradas: PMI e PMBoK são marcas registradas do PMI. ITIL é uma marca registrada Axelos. Site do Autor: Esp., PMP, ITIL Expert

6 Fundamentos Áreas de Conhecimento do PMBoK, Esp., PMP, ITIL Expert Módulos deste treinamento Apresentação Influências Organizacionais Integração Escopo Informações gerais 13 módulos 47 processos de gestão Processos de Gestão Informações gerais As aulas de fundamentos são apresentadas em blocos inteiros, não em grupos distintos como as aulas das áreas de conhecimento. Tempo Custo Qualidade Comunicações Recursos Humanos Riscos Partes Interessadas Aquisições Para cada área do conhecimento, há uma apresentação da área e dos processos da mesma. Para cada processo, há uma tela com as entradas, outra com as ferramentas e mais uma com as saídas. As principais entradas, ferramentas e saídas receberam maior ênfase ao longo das apresentações e telas adicionais.

7 , Esp., PMP, ITIL Expert Quem é o gerente de projetos?

8 , Esp., PMP, ITIL Expert O que faz o gerente de projetos?

9 , Esp., PMP, ITIL Expert O PMI - Project Management Institute Membro do PMI Registro:

10 , Esp., PMP, ITIL Expert O PMI - Project Management Institute Project Management Institute Voltado para o gerenciamento de projetos, o Project Management Institute (PMI) é uma entidade de classe mundial sem fins lucrativos e com capítulos espalhados por todo o mundo. Fundada em 1969, na Filadélfia, Pensilvânia, Estados Unidos, o PMI foi iniciado com apenas 5 voluntários. Em Atlanta, Geórgia, nos Estados Unidos, aconteceu o primeiro seminário da organização, que contou com um público de cerca de 80 pessoas. Atualmente, com cerca de aproximadamente associados, é a maior instituição de profissionais de gerenciamento de projetos do mundo. Membro do PMI Registro:

11 , Esp., PMP, ITIL Expert O PMI - Project Management Institute Project Management Institute Presente em mais de 170 países, os profissionais afiliados são de diversas áreas de trabalho, desde engenharia civil, indústria automotiva, infraestrutura de informática e telecomunicações, serviços financeiros e ainda mais. O principal instrumento de comunicação do PMI para com seus membros e com a comunidade em geral são os padrões que ele estabelece de gerenciamento de projetos, programas e portifólios. Também é responsável por uma série de certificações relacionadas com os livros que edita. O mais conhecido destes livros é o PMBoK. Membro do PMI Registro:

12 , Esp., PMP, ITIL Expert Vale a pena se filiar o PMI?

13 , Esp., PMP, ITIL Expert O PMBoK - Project Management Body of Knowledge PMBoK Como o próprio nome esclarece, o Project Management Body of Knowledge (PMBOK) é a reunião do conhecimento em gerenciamento de projetos do Project Management Institute (PMI). As práticas em gerenciamento de projetos que são amplamente conhecidas e reconhecidas como bem sucedidas são descritas no livro, juntamente com definições e explicações sobre outras questões envolvendo o gerenciamento de projetos.

14 , Esp., PMP, ITIL Expert O PMBoK - Project Management Body of Knowledge PMBoK O livro PMBOK é dividido entre as 10 áreas de conhecimento em gerenciamento. Também fazem parte do volume uma introdução ao gerenciamento de projetos e o ciclo de vida de projetos. O livro é construído de maneira lógica, explorando os termos colocados e trazendo luz aos principais conceitos apresentados.

15 , Esp., PMP, ITIL Expert O PMBoK - Project Management Body of Knowledge PMBoK Vale ressaltar que os conhecimentos e práticas apresentados não devem ser considerados como uma fórmula pronta. Cada gerente de projeto deve tomar a decisão de utilizar ou não determinadas práticas, inclusive como utilizar e que parte utilizar.

16 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

17 , Esp., PMP, ITIL Expert Você tem que ler o PMBoK?

18 , Esp., PMP, ITIL Expert As certificações do PMI CAPM PMP PgMP PMI-ACP Outras Certificações: Portfolio Management Professional (PfMP) Para profissionais que trabalham em equipes de gerenciamento de projetos. No passado não era procurada, hoje é requisitada no mercado. Para Gerentes de Projetos com experiência comprovada. Certificação mais popular nas Américas e Ásia de Gestão de Projetos. Para Gerentes de Programas com experiência comprovada. Programas são conjuntos de projetos com objetivos em comum. Para Gerentes de Projetos com experiência comprovada em práticas ágeis. Métodos ágeis tornaram-se tendência no mercado. Professional in Business Analysis (PMI-PBA) SM PMI Risk Management Professional (PMI-RMP) PMI Scheduling Professional (PMI-SP) Acesse e saiba mais: Certifications.aspx

19 , Esp., PMP, ITIL Expert A certificação CAPM é para você? CAPM Para profissionais que trabalham em equipes de gerenciamento de projetos. Certified Associate in Project Management "A certificação CAPM oferece reconhecimento aos profissionais que estão iniciando uma carreira em gerenciamento de projetos, assim como aos membros de equipes que desejam demonstrar conhecimento na área. Essa certificação denota que você possui conhecimentos sobre os princípios e a terminologia de Um Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK ), o padrão das reconhecidas boas práticas em gerenciamento de projetos. Fonte: Manual da Certificação CAPM Oficial do PMI

20 , Esp., PMP, ITIL Expert A certificação CAPM é para você? CAPM Para profissionais que trabalham em equipes de gerenciamento de projetos. Certified Associate in Project Management Indivíduos que contribuem com seus conhecimentos especializados em uma equipe de projetos podem se beneficiar desta certificação através da possibilidade de alinhar o seu trabalho com o dos gerentes de projetos. O conhecimento que um profissional adquire ao obter a certificação CAPM pode ser aplicado na prática diariamente, o que o ajuda no desenvolvimento de competências em práticas de gerenciamento de projetos. Aqueles que possuem a designação CAPM depois de seu nome gozam de um alto nível de credibilidade por parte de profissionais certificados PMP, gerentes de projetos, empregadores e pares." Fonte: Manual da Certificação CAPM Oficial do PMI

21 , Esp., PMP, ITIL Expert O que você precisa ter para fazer a certificação CAPM CAPM Certified Associate in Project Management Para profissionais que trabalham em equipes de gerenciamento de projetos. Escolaridade Diploma do Ensino Médio Escolaridade Diploma do Ensino Médio OU Experiência em Projetos horas de experiência em equipes de projetos Educação em Gestão 23 horas de curso formal em gestão de projetos

22 , Esp., PMP, ITIL Expert Processo de certificação CAPM CAPM Envio da Inscrição Revisão da Inscrição Pagamento da Inscrição Para profissionais que trabalham em equipes de gerenciamento de projetos. Auditoria Elegibilidade de 12 meses Aprovação Ciclo da Certificação 5 Acesse o manual da certificação:

23 , Esp., PMP, ITIL Expert O que você precisa ter para fazer a certificação CAPM CAPM Para profissionais que trabalham em equipes de gerenciamento de projetos. Fonte: Manual da Certificação CAPM Oficial do PMI

24 , Esp., PMP, ITIL Expert O que você precisa ter para fazer a certificação CAPM CAPM Exempo de Questão da Prova CAPM "Em qual grupo de processos do Gerenciamento de Projetos se gasta a maior parte do orcamento?" Para profissionais que trabalham em equipes de gerenciamento de projetos. A) Planejamento B) Monitoramento e Controle C) Execucao D) Encerramento Estima-se que o score mínimo para aprovação seja de 65%, pois o PMI não divulga o número desde 2006, quando este era o score. O exame deve ser realizado em até 3 horas. Todas as questões são baseadas na última edição do PMBoK, a 5ª. Grande parte das questões envolvem entradas, ferramentas e técnicas e saídas dos 47 processos contidos no guia. São poucas as questões de cálculo. Fonte: Manual da Certificação CAPM Oficial do PMI

25 , Esp., PMP, ITIL Expert Vale a pena se certificar?

26 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo de exemplo > Área de conhecimento exemplo > Apresentação da área de conhecimento exemplo Exemplo de apresentação de conteúdo Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum. Exemplo didático PMI ACP PMP

27 , Esp., PMP, ITIL Expert Vamos começar?

28 , Esp., PMP, ITIL Expert Fim do Módulo 1 Obrigado!, Esp., PMP, ITIL Expert

29 , Esp., PMP, ITIL Expert Curso de Gerenciamento de Projetos com Base no PMBoK do PMI 5ª Edição Preparatório para Certificação CAPM MÓDULO 2: INFLUÊNCIAS ORGANIZACIONAIS

30 Avisos importantes Autor e Instrutor do Curso:, Esp., PMP, ITIL Expert Marcas Registradas: PMI e PMBoK são marcas registradas do PMI. ITIL é uma marca registrada Axelos. Site do Autor: Esp., PMP, ITIL Expert

31 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 2 > Definição de projeto Um projeto é uma atividade finita, cujo objetivo é entregar um produto único. Algo finito tem fim, ou seja, um projeto não dura para sempre e deve entregar um produto singular. Você já trabalhou em algum projeto? De acordo com o PMBoK, projetos tem natureza temporária e por isso tem início, meio e fim. O término de um projeto é alcançado quando os objetivos do projeto são atingidos ou quando o projeto é encerrado porque seus objetivos não serão ou não podem ser alcançados. Projetos tem natureza temporária!

32 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 2 > Exemplos de Projetos Este curso é um exemplo de projeto. O esforço para realizar o trabalho foi temporário e o resultado é único. Podem existir diversos cursos preparatórios, mas apenas um como este. Você consegue pensar em outros exemplos? Criar os textos Criar as apresentações Curso Preparatório para Certificação CAPM Preparar os gráficos

33 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 2 > Exemplos de Projetos Um prédio é resultado de um projeto! Construir um prédio é um esforço temporário que gera um resultado único. Existem milhares de prédios na cidade, mas cara um teve seu período de planejamento, execução e encerramento. Cada prédio é único, cada um tem seu próprio número e fica em um lugar diferente da cidade. Uma empresa pode oferecer, por meio da gestão de projetos, seus serviços ao mercado.

34 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 2 > Projetos Vs. Serviços Se pensarmos que os serviços de manutenção do prédio - tais quais limpeza, remoção do lixo, manutenção de elevadores e etc. -não tem um prazo definido para acabar, podemos facilmente distinguir projetos de serviços. Serviços......São contínuos! A manutenção irá ser necessária enquanto o prédio existir, enquanto o projeto existiu até o prédio estar pronto! Enquanto a empresa de manutenção tem um gerente de serviços que cuida da manutenção oferecida em vários prédios, a empresa que construiu o prédio tem um engenheiro que é o gerente de projetos, que cuida dos projetos de construção!...um prazo definido para acabar!...mas não tem... Eles começam...

35 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 2 > O que é gerenciamento de projetos? Gerenciamento de projetos, segundo o PMBoK, é a aplicação do conhecimento, habilidades, ferramentas e técnicas às atividades do projeto a fim de atender aos seus requisitos. Realizamos a gestão de projetos, seguindo o guia PMBoK, a partir da aplicação dos 47 processos que o livro nos apresenta. Estes processos estão divididos em 5 grupos: Iniciação Planejamento Execução Monitoramento e controle Encerramento

36 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

37 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 2 > As restrições conflitantes As restrições apresentadas na imagem ao lado entram em conflito durante a gestão do projeto. Mas por que? Escopo Imagine-se construindo uma casa: se você quer mais um quarto na sua casa, terá de gastar mais. Se resolver mesmo construir um quarto adicional, levará mais tempo para realizar a obra. Para este novo quarto, terá de ter mais material de construção e também mais mão de obra. Precisará investir mais na casa e pode ser que você não consiga recuperar seu investimento, o que representa um risco para o projeto. Além disso, uma casa a mais representa mais cimento e se você não tiver recursos para comprar mais, pode acabar colocando mais areia na fórmula e isso vai impactar na qualidade final da sua obra. Tempo Custo Restrições Conflitantes Qualidade Riscos Recursos

38 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 2 > O que são partes interessadas? Partes interessadas pode ser quem paga pelo projeto, pode ser quem trabalha no projeto e quem está sendo afetado pelo projeto. Se você foi contratado para construir uma casa para uma família, o casal que está lhe contratando é parte interessada na obra. Os pedreiros também, mesmo que não paguem pela obra, tem interesse no trabalho. Se você está tendo de retirar do terreno pessoas que ocuparam ilegalmente a área, elas serão partes interessadas negativas no seu projeto.

39 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 2 > O que são partes interessadas? O custo das mudanças é menor no começo do projeto, assim como a interação com as partes interessadas é maior. Devemos reforçar a interação das partes interessadas e trazê-las para junto da gestão. Isso vai nos ajudar a entender melhor o que precisa ser feito e se tivermos de mudar algo, a mudança vai sair mais em conta do que se deixarmos para mudar no final do projeto.

40 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 2 > Ciclo de vida dos projetos Executa r Planejar Encerra r O ciclo de vida dos projetos pode ser dividido conforme as necessidades de cada projeto. Ao término do projeto é possível que o trabalho entregue resulte em um serviço, por exemplo. Podemos criar um projeto para transferir o serviço de um fornecedor para outro. O ciclo de vida de um serviço não é igual ao ciclo de vida de um projeto, isso porque entende-se o serviço como uma atividade contínua, enquanto projetos possuem natureza temporária. Lembrase dos slides anteriores? Projetos tem começo e devem ter um fim. Atividades Contínuas Ciclo de vida de projeto e de produto são diferentes

41 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 2 > Fases de um projeto As fases de um projeto geralmente se sobrepõe e podem ser divididas conforme a necessidade do projeto em questão. Ainda trabalhando com o exemplo de construção de uma casa, podemos separar o projeto de construção nas seguintes fases: 1) Preparação do terreno 2) Construção das Paredes 3) Pintura Fase 1 Fase 2 Podemos começar a pintar as paredes antes de termos terminado de erguer todas elas. Por isso as fases podem se sobrepor, assim como os grupos de processos - iniciação, planejamento, execução, monitoramento e controle e encerramento - também podem se repetir nas fases do projeto! Fase 3

42 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 2 > Portfólio Projeto A Projeto C Portfólio Projeto B Programa X Portfólios de projetos são projetos agrupados de forma a serem melhor geridos ou para compor o quadro de projetos de uma determinada empresa. Portfólios podem conter projetos que não compartilham qualquer recurso, mas fazem parte de uma estratégia maior de uma organização

43 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 2 > Programas Projeto A Programa X Projeto B Programas são projetos que compartilham objetivos e até mesmo recursos. Um programa do governo para oferecer saneamento básico pode ter vários projetos que irão compartilhar recursos financeiros, por exemplo. Projeto C Projeto D Um portfólio pode conter programas e projetos isolados.

44 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 2 > Escritório de projetos Financeiro Equipes Equipes Escritório de Projetos Gerente de Projetos Equipe de Projetos Escritórios de projetos são como departamentos em uma organização funcional. O PMO, ou Project Management Office, é onde serão organizados os recursos de projetos, padrões de gerenciamento de projetos, as equipes que irão trabalhar nos projetos e etc. Também é no PMO que são mantidos os documentos relacionados aos projetos, lições aprendidas e informações referentes ao negócio que podem afetar a gestão dos projetos.

45 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 2 > Influências organizacionais Departamento A Projeto Departamento B Departamento C Cada empresa possui uma cultura própria e também uma forma de trabalhar que serve aos propósitos do negócio e dos clientes do negócio. O PMBoK nos apresenta estruturas organizacionais padrão que ajudam a construir o entendimento das organizações e sua forma de trabalho. Independente do tipo de organização, tenha em mente que o papel do gerente será de integrar para entregar.

46 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 2 > Estruturas organizacionais Funcional Matricial Projetizad a Maturidade em Gerenciamento de Projetos Estruturas organizacionais podem ser entendidas como a forma através da qual uma empresa ou organização entrega seus resultados

47 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 2 > Organização funcional Neste tipo de organização, o gerenciamento dos projetos é geralmente feito pelos gerentes funcionais. Se um projeto requer parte da equipe do departamento de TI e parte do departamento comercial, ambos os gerentes funcionais irão fazer o gerenciamento do projeto - ou então negociar a autoridade de um ou de outro em relação aos participantes dos projetos, que serão os colaboradores diretamente relacionados aos gestores de cada departamento.

48 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 2 > Organização matricial fraca A organização matricial fraca é próximo passo em direção à maturidade organizacional no que diz respeito a projetos. Aqui pode surgir o coordenador de projetos, profissional alocado em tempo parcial e que deve realizar a gestão de determinados projetos. Ainda é muito próxima a organização funcional e o coordenador de projetos, ou expeditor como alguns sugerem, tem pouquíssima autoridade e precisa negociar constantemente com os gerentes funcionais. Não raro é apenas um "mensageiro", profissional sem autoridade que simplesmente repassa decisões e informações.

49 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 2 > Organização matricial balanceada Surge então o Gerente de Projetos. A organização matricial balanceada traz para dentro de si alguns elementos do gerenciamento de projetos, mas sem deixar de lado aspectos da organização funcional. Aqui, finalmente aparece o cargo de gerente de projetos - mas não um gerente autônomo, com autoridade distinta ou superior a do gerente funcional. Ambos compartilham e negociam pela autoridade sobre a equipe e é comum ver gerentes de projetos em departamentos gerenciados por gerentes funcionais.

50 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 2 > Organização matricial forte Entendida como a melhor organização para se trabalhar com gerenciamento de projetos, pois aqui as equipes podem ter chance de construção de carreira - o que não acontece em uma estrutura organizacional projetizada e orientada por cada projeto. Os gerentes de projetos possuem um departamento próprio, conhecido em algumas organizações como PMO - como visto anteriormente neste curso. O gerente tem autoridade distinta do gerente funcional e está alocado em um departamento fora dos departamentos funcionais e é comum que as equipes de projeto trabalhem em um ambiente distinto durante a duração dos projetos.

51 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 2 > Organização projetizada Organização orientada para projetos, onde as equipes são construídas para atender necessidades de cada projeto em específico. Cultura 100% projetual, e aqui o gerente de projetos consegue estruturar as equipes de acordo com as necessidades de cada projeto - ao mesmo tempo em que encontra dificuldades em buscar profissionais altamente qualificados em função da incapacidade de construção de carreira - em muitos casos - pois neste tipo de organização as equipes tendem a se dissolver após o término dos projetos.

52 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 2 > Organização composta Em uma organização matricial forte, por exemplo, pode existir um departamento de gerenciamento de projetos e ainda assim ocorrer de projetos serem geridos fora deste departamento e por gerentes funcionais ou gerentes de projetos temporariamente alocados. Como é a organização onde você trabalha?

53 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 2 > Papel do gerente de projetos Exercício de fixação Preencha a tabela abaixo com as informações pertinentes em cada campo. Para lhe ajudar, irei preencher a primeira coluna. Gerente de Projetos... Autoridade do GP Acesso a recursos Papel de GP Equipe de Projeto Funcional Matricial Fraca Matricial Balanceada Matricial Forte Projetizada Baixa Dependente Não Tempo parcial

54 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

55 , Esp., PMP, ITIL Expert Fim do Módulo 2 Obrigado!, Esp., PMP, ITIL Expert

56 , Esp., PMP, ITIL Expert Curso de Gerenciamento de Projetos com Base no PMBoK do PMI 5ª Edição Preparatório para Certificação CAPM MÓDULO 3: PROCESSOS DE GESTÃO

57 Avisos importantes Autor e Instrutor do Curso:, Esp., PMP, ITIL Expert Marcas Registradas: PMI e PMBoK são marcas registradas do PMI. ITIL é uma marca registrada Axelos. Site do Autor: Esp., PMP, ITIL Expert

58 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > O que é um processo? Um processo é um meio de se atingir um objetivo. Em gerenciamento de projetos, processos são utilizados para gerar saídas que irão lhe ajudar a gerenciar seus projetos de uma forma mais profissional. Ainda falando de forma geral, pense em um moedor de carne. A carne entra inteira, passa pelo moedor e sai moída. Com a carne moída você pode fazer almôndegas, por exemplo. Entrada Carne moída Farinha Ferramenta Técnica de fritura Panela com óleo Saída Almônegas fritas

59 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Tipos de processo Falamos em processos de projetos e processos de produtos. Existem processos que servem para gerenciarmos projetos, outros que servem para gerenciarmos produtos em seu ciclo de vida ou para criarmos produtos. Processos de projeto incluem: Definir atividades Estimar os custos Identificar riscos Identificar partes interessadas e ainda outros! Processos de produto incluem: Processos de produção Processos de suporte Analisar requisitos Processos de desenvolvimento e outros!

60 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Processos do PMBoK 5ª Edição O PMBoK nos apresenta 47 processos de gerenciamento de projetos divididos em 5 grupos de processos. Iniciação Planejamento Execução Monitoramento e controle Encerramento Esta divisão nos ajuda a entender melhor em que momento podemos melhor utilizar os processos. Determinados projetos são melhor utilizados quando na iniciação de um projeto, enquanto outros se aplicam ao encerramento. A partir desta divisão podemos estudar os processos e também planejar as fases de nossos projetos.

61 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Estruturas dos processos no PMBoK 5ª Edição Documentos, informações... Técnicas de análise, de interação... Documentos, dados, solicitações... Entradas Ferramentas e Técnicas Saídas Entradas Ferramentas e Técnicas Saídas Entradas Ferramentas e Técnicas Saídas Exemplo em gerenciamento de projetos de entradas e saídas: O processo de definição de atividades permite que os recursos das atividades sejam estimados.

62 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Interação entre os grupos de processos Os processos e os grupos de processos não acontecem um por um, mas se sobrepõe ao longo do ciclo de vida de um projeto. Enquanto definimos parte das atividades, outra parte pode estar sendo executada. Iniciamos o encerramento de atividades e processos antes de termos terminado todas as atividades. Já durante a iniciação, monitoramos o trabalho em andamento. Os processos não seguem uma sequência fixa, você precisa ter isso em mente. Estamos lidando com melhores práticas, não com um "passo-apasso" de gerenciamento de projetos.

63 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

64 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Elaboração progressiva Fase 1 Fase 2 Fase 3 A... AB... ABC... Mas este não é sempre o caso. Muitas vezes, em projetos muito longos, não podemos prever atividades ou o ambiente de 3 ou 4 anos distantes do dia do começo do projeto. O conceito de elaboração progressiva nos permite inciar com o que temos e, de forma iterativa, progredirmos no trabalho de planejamento e execução.

65 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Elaboração progressiva Fase 1 Fase 2 Fase 3 A... AB... ABC... Mas este não é sempre o caso. Muitas vezes, em projetos muito longos, não podemos prever atividades ou o ambiente de 3 ou 4 anos distantes do dia do começo do projeto. O conceito de elaboração progressiva nos permite inciar com o que temos e, de forma iterativa, progredirmos no trabalho de planejamento e execução.

66 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Grupos de processos versus fases do projeto Lembra-se do conceito de elaboração progressiva? Neste slide você pode ver que os grupos de processos podem se repetir nas diversas dases de um projeto. Fase 1 Fase 2 Fase 3

67 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Os limites de um projeto Não é o gerente de projetos que inicia o projeto, mas um patrocinador em uma organização. Podemos trabalhar para a mesma organização que demandou o projeto ou para uma empresa contratada por outra, terceirizada. O gerente de projetos não define sua própria autoridade, mas ela é delegada por outrem.

68 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Visão geral do grupo de processos de iniciação O grupo de processos de iniciação faz a interface entre tudo que ocorreu antes do início do projeto e o trabalho de planejamento. Antes, como vimos no slide anterior, o projeto teve de ser selecionado. Deve ter passado pela gestão do negócio da organização, pode ter sido assinado um contrato e deve existir, também, um caso de negócios. Todos estes elementos podem variar de projeto para projeto e como este é um preparatório para a certificação CAPM não iremos ver em detalhe cada conceito.

69 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Visão geral do grupo de processos de iniciação Todavia, entenda que um caso de negócios é uma justificativa para a existência de um projeto. Esta justificativa pode ser financeira, estratégica e ainda incluir outros detalhes. A seleção do projeto pode ser feita pela diretoria de uma empresa ou então por um escritório de gerenciamento de projetos por meio de técnicas específicas de seleção.

70 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

71 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Visão geral do grupo de processos de iniciação É nos processos de iniciação que iremos construir o termo de abertura do projeto e identificar as partes interessadas. Este termo de abertura poderá ser construído com informações advindas dos processos mencionados acima, enquanto as partes interessadas podem ser identificadas a partir de técnicas simples, como veremos adiante.

72 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Principais atividades de iniciação Definir o gerente do projeto Entender a posição do projeto dentro da organização Desenvolver o termo de abertura Identificar as partes interessadas Mapear as influências organizacionais Quem irá gerir o projeto é uma decisão que não cabe ao gerente do projeto. A partir desta definição o trabalho do gerente pode começar, como a identificação das partes interessadas, a participação do gerente na construção do termo de abertura e também o mapeamento das influências organizacionais que irão influenciar o projeto.

73 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Processos de iniciação - 2 processos Processos por Grupo de Processo Processos por Área de Conhecimento Iniciação Integração 1. Desenvolver o termo de abertura do projeto 1. Identificar as partes interessadas Desenvolver o termo de abertura do projeto Partes Interessadas Identificar as partes interessadas

74 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Visão geral do grupo de processos de planejamento Lembre-se: um projeto pode ter sua elaboração progressiva, o que significa que você pode ter de planejar e replanejar diversas vezes ao longo de seu andamento. O grupo de processos de planejamento inicia-se logo após tendo sido assinado o termo de abertura do projeto e de terem sido indentificadas as partes interessadas.

75 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Visão geral do grupo de processos de planejamento Neste grupo de processos iremos planejar toda a execução do projeto, seu monitoramento e controle e o encerramento do mesmo. Também iremos planejar atividades dentro da própria área de planejamento. Como iremos gerir o projeto? Como iremos identificar os riscos? Como iremos construir nosso planejamento? Começamos pelo desenvolvimento do plano de gerenciamento do projeto, onde apontaremos os processos que farão parte da nossa gestão, para então irmos acrescentando planos auxiliares e desenvolvendo documentos de projeto ao longo das atividades de planejamento.

76 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Principais atividades de planejamento Estipular processos de planejamento do projeto Como serão coletados os requisitos Como será definido o escopo do projeto Documentos e ferramentas de planejamento Definir atividades Estimar recursos Criar o cronograma do projeto Criar o orçamento do projeto Planejar as comunicações Planejar os recursos humanos Identificar e planejar respostas aos riscos identificados O que comprar Quem contratar Aprovação formal do planejamento do projeto Dar início a execução do projeto a partir da reunião de kick-off

77 Processos por Grupo de Processo, Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Processos de planejamento - 24 processos Planejamento Processos por Área de Conhecimento 1. Elaborar o plano de gerenciamento do projeto 2. Planejar o gerenciamento do escopo 3. Coletar os requisitos 4. Definir o escopo 5. Criar a EAP 6. Planejar o gerenciamento do tempo 7. Definir as atividades 8. Sequenciar as atividades 9. Estimar os recursos para as atividades 10. Estimar a duração das atividades 11. Determinar o cronograma do projeto 12. Planejar o gerenciamento dos custos 13. Estimar os custos 14. Determinar o orçamento do projeto 15. Planejar o gerenciamento da qualidade 16. Planejar o gerenciamento das comunicações 17. Planejar o gerenciamento dos recursos humanos 18. Planejar o gerenciamento dos riscos 19. Identificar os riscos 20. Análise qualitativa dos riscos 21. Análise quantitativa dos riscos 22. Planejar resposta aos riscos 23. Planejar o gerenciamento das aquisições 24. Planejar o gerenciamento das partes interessadas Integração Escopo Tempo Custos Qualidade Comunicações Recursos Humanos Riscos Aquisições Partes Interessadas

78 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Visão geral do grupo de processos de execução É o trabalho que se inicia após o planejamento, a partir do planejamento. Neste grupo de processos iremos buscar construir as entregas que o projeto se propõe a entregar. Qual o escopo do projeto e como ele será transformado em um produto tangível ou em um serviço? Neste grupo de processos a maior parte do tempo será investida, assim como maior parte do orçamento. Mudanças não ocorrem neste grupo, mas no grupo de monitoramento e controle. Aqui iremos solicitar mudanças e implementar mudanças.

79 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Principais atividades de execução Executar o planejamento do projeto Trabalhar para entregar o planejado Solicitar mudanças Implementar mudanças aprovadas pelo controle integrado de mudanças Mobilizar a equipe do projeto Construir a equipe do projeto Avaliar o desempenho do projeto e da equipe do projeto Garantir que as partes interessadas estão engajadas com o projeto Garantir que os processos que geram entregas estão dentro da qualidade planejada Fazer reuniões para apresentar informações aos clientes e partes interessadas Conduzir aquisições

80 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Processos de execução - 8 processos Processos por Grupo de Processo Processos por Área de Conhecimento Execução 1. Orientar e gerenciar o trabalho do projeto 2. Realizar a garantia da qualidade 3. Gerenciar as comunicações 4. Mobilizar a equipe do projeto 5. Construir a equipe do projeto 6. Gerenciar a equipe do projeto 7. Conduzir as aquisições 8. Gerenciar o engajamento das partes interessadas Integração Qualidade Comunicações Recursos Humanos Aquisições Partes Interessadas

81 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Visão geral do grupo de processos de monitoramento e controle Monitorar é acompanhar o andamento do projeto. É como levar uma criança ao parque e ficar observando sua diversão. Enquanto observamos, monitoramos. Mas e se a criança fizer algo perigoso? Algo que coloque sua segurança em risco? Você então irá controlar a situação tomando atitudes. Assim também acontece com um projeto: se ele não está andando de forma a entregar os resultados propostos ou se os resultados tem de mudar para acompanhar demandas externas ao projeto, é preciso entrar em ação por meio de processos do grupo de monitoramento e controle. Aqui serão recebidas as solicitações de mudança e, por meio do processo Realizar o controle integrado de mudanças, elas irão ser aprovadas ou rejeitadas. Mudanças no projeto afetam primariamente esforços de planejamento, que precisam ser refeitos. Sem o devido replanejamento corremos o risco de prejudicar nossos projetos.

82 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Principais atividades de monitoramento e controle Comparar o que está sendo feito com o que foi planejado Acompanhar o desempenho frente as linhas de base Determinar a necessidade de mudanças no projeto Fazer análises de variação no desempenho Solicitar mudanças Rejeitar mudanças Aprovar mudanças Comunicar as partes interessadas a respeito das atividaes de controle Controlar a qualidade do projeto Controlar o trabalho do projeto de forma geral Gerar relatórios de desempenho Controlar os riscos Gerir contratos e reservas financeiras

83 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Processos de monitoramento e controle - 11 processos Processos por Grupo de Processo Processos por Área de Conhecimento Monitoramento e Controle 1. Controlar a integração 2. Realizar o controle integrado de mudanças 3. Validar o escopo 4. Controlar o escopo 5. Controlar o tempo 6. Controlar os custos 7. Controlar a qualidade 8. Controlar as comunicações 9. Controlar os riscos 10. Controlar as aquisições 11. Controlar o engajamento das partes interessadas Integração Escopo Tempo Qualidade Comunicações Riscos Aquisições Partes Interessadas

84 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Visão geral do grupo de processos de encerramento Tendo decidido encerrar o projeto, seja por uma ordem natural estipulada no planejamento ou porque o patrocinador ou cliente já não querem mais os resultados contratados ou demandados, chega a hora de colocar em movimento os processos do grupo de encerramento. Estes processos devem ocorrer sempre que evocados e jamais fortuitamente. O cliente ou patrocinador devem concordar com as entregas do projeto, mesmo que não estejam completas. Contratos oriundos de aquisições devem ser encerrados antes de encerrarmos o projeto. Lições aprendidas são coletadas e armanzenadas aqui, pois cada projeto nos ensina um pouco mais a respeito de nós mesmos, da nossa organização e nos leva mais adiante no caminho da maturidade organizacional em gerenciamento de projetos.

85 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Principais atividades de encerramento Encerrar contratos Armazenar lições aprendidas Atualizar ativos de processos organizacionais Receber aceite formal das entregas do projeto com o cliente ou patrocinador Encerrar o projeto ou fase Liberar recursos do projeto - equipes, máquinas e etc.

86 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Processos de encerramento - 2 processos Processos por Grupo de Processo Processos por Área de Conhecimento no Grupo Encerramento Integração 1. Encerrar contratos Encerrar projeto ou fase 1. Encerrar projeto ou fase Aquisições Encerrar contratos

87 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Áreas de conhecimento Áreas de conhecimento do PMBoK 5ª Edição Integração Escopo Tempo Custos Qualidade Recursos Humanos Comunicações Riscos Aquisições Partes Interessadas

88 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Gerenciamento da integração Integramos ou não entregamos. O gerenciamento da integração é onde tudo começa e onde tu termina: sem esta área as atividades de gerenciamento de projeto estariam soltas, sem nexo. Aqui dizemos como vamos planejar, que processos vamos utilizar na gestão do nosso projeto e como vamos encerrar nosso projeto. Iniciação Planejamento Execução Monitoramento e Controle Encerramento Desenvolver o termo de abertura Elaborar o plano de gerenciamento do projeto Orientar e gerenciar o trabalho do projeto Controlar a integração Realizar o controle integrado de mudanças Encerrar o projeto ou fase

89 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Gerenciamento do escopo O que o projeto se propõe a entregar? O gerenciamento do escopo é onde coletamos os requisitos das partes interessadas, do projeto, das entregas. Determinamos aqui o escopo do produto e também do projeto. Validamos o que estamos fazendo e garantimos que o que estamos fazendo é o que precisa ser feito. Iniciação Planejamento Execução Monitoramento e Controle Encerramento Planejar o gerenciamento do escopo Coletar os requisitos Definir o escopo Criar a EAP Validar o escopo Controlar o escopo

90 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

91 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Gerenciamento do tempo Quais recursos precisamos para quais atividades? Quanto tempo isso vai levar e qual será o cronograma do projeto? Como vamos montar o cronograma e controlar a linha de base do que foi programado? Tempo é dinheiro! Iniciação Planejamento Execução Monitoramento e Controle Encerramento Planejar o gerenciamento do tempo Definir as atividades Sequenciar as atividades Estimar os recursos das atividades Estimar a duração das atividades Determinar o cronograma do projeto Controlar o cronograma

92 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Gerenciamento dos custos Todo projeto tem um custo e este custo precisa ser estimado, orçado e controlado. É por meio do controle de custos que fazemos o controle do escopo, tempo e dos próprios custos. Veremos neste curso a técnica de gerenciamento do valor agregado, a mais importante técnica de controle do PMBoK. Iniciação Planejamento Execução Monitoramento e Controle Encerramento Planejar o gerenciamento dos custos Estimar os custos Determinar o orçamento Controlar os custos

93 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Gerenciamento da qualidade O que é qualidade? Qual o grau de qualidade que o produto que construiremos por meio de nosso projeto deve possuir? Como vamos garantir que os processos que estamos empregando são capazes de entregar a qualidade que planejamos? Todas estas perguntas podem ser respondidas por meio da área de gerenciamento da qualidade. Iniciação Planejamento Execução Monitoramento e Controle Encerramento Planejar o gerenciamento da qualidade Realizar a garantia da qualidade Controlar a qualidade

94 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Gerenciamento dos recursos humanos É por meio do gerenciamento dos recursos humanos que designamos nossa equipe, negociamos com gerentes funcionais quem fará parte do time, estipulamos regras e recompensas. Construímos nossa equipe durante a execução do projeto para que consigamos entregar aquilo que nos propusemos a entregar. Iniciação Planejamento Execução Monitoramento e Controle Encerramento Planejar o gerenciamento dos recursos humanos Mobilizar a equipe Construir a equipe do projeto Gerenciar a equipe do projeto

95 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Gerenciamento das comunicações Por meio do plano de gerenciamento das comunicações fazemos a entrega das informações, dados e até mesmo do conhecimento que construímos ao longo do projeto para as partes interessadas. Gastamos até 90% do nosso tempo durante a execução de um projeto em comunicações. É preciso criar um canal, calcular os canais e estruturar as conversas. Iniciação Planejamento Execução Monitoramento e Controle Encerramento Planejar o gerenciamento das comunicações Gerenciar as comunicações Controlar as comunicações

96 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Gerenciamento dos riscos Uma das áreas mais populosas em termos de processos, por meio do gerenciamento dos riscos podemos identificar riscos e planejar respostas por meio de estratégias bem definidas para endereçar os riscos encontrados e garantir o sucesso dos projetos que gerenciamos. Iniciação Planejamento Execução Monitoramento e Controle Encerramento Planejar o gerenciamento dos riscos Identificar os riscos Análise qualitativa dos riscos Análise quantitativa dos riscos Planejar resposta aos riscos Controlar os riscos

97 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Gerenciamento das aquisições Vamos comprar ou vamos fazer? Vale a pena construir dentro da nossa organização ou temos de terceirizar? Qual a melhor estratégia de contratação de serviços? Quais contratos vamos utilizar? Como vamos encerrar os contratos? Uma área de conhecimento fundamental, como todas, pois em um mundo cada vez mais interconectado é impossível fazer tudo sózinho. Uma organização não existe sem as outras, é a natureza da evolução e da especialização. Iniciação Planejamento Execução Monitoramento e Controle Encerramento Planejar o gerenciamento das aquisições Conduzir as aquisições Controlar as aquisições Encerrar as aquisições

98 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 3 > Gerenciamento das partes interessadas As partes interessadas são o coração de um projeto. Elas decidem o que é bom, elas realizam o trabalho, elas podem acabar com um projeto ou fazer dele um sucesso. É preciso conhecer as partes, planejar e controlar seu engajamento para que o projeto satisfaça a todas. Iniciação Planejamento Execução Monitoramento e Controle Encerramento Identificar as partes interessadas Planejar o gerenciamento das partes interessadas Gerenciar o engajamento das partes interessadas Controlar o engajamento das partes interessadas

99 , Esp., PMP, ITIL Expert Para realizar este curso completo, gratuitamente, acesse: Obrigado!

100 , Esp., PMP, ITIL Expert Fim do Módulo 3 Obrigado!, Esp., PMP, ITIL Expert

101 , Esp., PMP, ITIL Expert Curso de Gerenciamento de Projetos com Base no PMBoK do PMI 5ª Edição Preparatório para Certificação CAPM MÓDULO 4: GERENCIAMENTO DA INTEGRAÇÃO

102 Avisos importantes Autor e Instrutor do Curso:, Esp., PMP, ITIL Expert Marcas Registradas: PMI e PMBoK são marcas registradas do PMI. ITIL é uma marca registrada Axelos. Site do Autor: Esp., PMP, ITIL Expert

103 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Processos de gerenciamento da integração Processos de Gerenciamento da Área de Integração 1. Desenvolver o termo de abertura do projeto (In.) 2. Desenvolver o plano de gerenciamento do projeto (Pl.) 3. Orientar e gerenciar a execução projeto (Ex.) 4. Monitorar e controlar o trabalho do projeto (Mo.) 5. Realizar o controle integrado de mudanças (Mo.) 6. Encerrar o projeto ou fase (En.)

104 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

105 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Desenvolver o termo de abertura do projeto: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de desenvolver um documento que formalmente autoriza a existência de um projeto e dá ao gerente de projetos a autoridade necessária para aplicar recursos organizacionais às atividades do projeto - de acordo com o PMBoK.

106 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Desenvolver o termo de abertura do projeto: entradas Entradas Declaração do trabalho do projeto ou EPT - Especificação do Trabalho do Projeto É a descrição do trabalho a ser construída pelo cliente, seja interno ou externo - escopo preliminar Business Case Justificativa de negócios para o projeto com investimentos, oportunidades, riscos e mais Acordos Contratos, nível de serviço acordado e documentos relacionados ao projeto Fatores ambientais da empresa Ambiente onde a empresa está: economia, cultura organizacional e assim por diante Ativos de processos organizacionais Padrões de gerenciamento de projetos, base de conhecimento e processos e procedimentos

107 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Desenvolver o termo de abertura do projeto: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Opinião especializada Consultores, pessoas com experiência em determinada área, clientes e patrocinadores Técnicas de facilitação Toda técnica que possa ajudar a criar o TAP, tal como uma reunião de brainstorming No blog azevedoaranha.blogspot.com você encontra um modelo de TAP e dicas de como criar um

108 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Desenvolver o termo de abertura do projeto: saídas Saídas Termo de abertura do projeto Documento que apresenta o projeto a partir do planejamento de alto nível Contém premissas, restrições, descrição, riscos, escopo, custos preliminares, justificativa objetivos e outras informações que possam ser relevantes - como o Gerente de projetos e a designação de recursos humanos

109 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Desenvolver plano de gerenciamento do projeto: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de definir, preparar, coordenar todos os planos auxiliares e integrá-los a um plano de gerenciamento de projeto abrangente - de acordo com o PMBoK.

110 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Desenvolver plano de gerenciamento do projeto: entradas Entradas Termo de abertura do projeto Saídas de outros processos Os planos auxiliares e as linhas de base geradas nos demais processos de planejamento Fatores ambientais da empresa Relações com clientes, fornecedores, governo, políticas de qualidade, administração e outros Ativos de processos organizacionais Modelos, políticas, padrões e procedimentos de projetos e trabalho

111 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Desenvolver plano de gerenciamento do projeto: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Opinião especializada Direcionada para o desenvolvimento do plano Técnicas de facilitação Brainstorming, reuniões e tudo que ajudar a desenvolver o plano

112 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Desenvolver plano de gerenciamento do projeto: saídas Saídas Plano de gerenciamento do projeto Planos auxiliares e linhas de base

113 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Conceitos gerais

114 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Desenvolver plano de gerenciamento do projeto: reflexão É o processo de definir, preparar, coordenar todos os planos auxiliares e integrá-los a um plano de gerenciamento de projeto abrangente - de acordo com o PMBoK.

115 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Orientar e gerenciar o trabalho do projeto: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de liderança e realização do trabalho definido no plano de gerenciamento do projeto e a implementação das mudanças aprovadas para atingir os objetivos planejados - de acordo com o PMBoK.

116 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Orientar e gerenciar o trabalho do projeto: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto Orienta a execução do projeto Solicitações de mudança aprovadas Mudanças aprovadas no projeto e que são entradas e devem ser implementadas Fatores ambientais da empresa Estrutura da organização e sua cultura, além de diversos fatores ambientais internos e externos Ativos de processos organizacionais Elementos que possam ser utilizadas na gestão do projeto

117 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Orientar e gerenciar o trabalho do projeto: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Opinião especializada O GP é o especialista em Gestão de Projetos e precisa de especialistas em áreas diversas Sistema de informações do gerenciamento de projetos Reunião de softwares e sistemas de gestão de trabalho, horas e informações dentro da organização e que podem ser utilizados na gestão do projeto Reuniões

118 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

119 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Orientar e gerenciar o trabalho do projeto: saídas Saídas Entregas Produtou ou serviços planejados no escopo e que são o objetivo do projeto Informações sobre o desempenho do trabalho Andamento das atividades do projeto, solicitações de mudança, desempenho de custos e etc. Solicitações de mudança Onde e quando for necessário, devem ser solicitadas mudanças para ajustar o curso do projeto Atualizações do Plano de gerenciamento do projeto Modificações no plano que devem ser registradas Atualizações dos Documentos do projeto Modificações nos documentos do projeto e que devem ser registradas

120 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Orientar e gerenciar o trabalho do projeto: reflexão É o processo de liderança e realização do trabalho definido no plano de gerenciamento do projeto e a implementação das mudanças aprovadas para atingir os objetivos planejados - de acordo com o PMBoK.

121 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Monitorar e controlar o trabalho do projeto: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de acompanhamento, análise e registro do progresso para atender aos objetivos de desempenho definidos no plano de gerenciamento do projeto - de acordo com o PMBoK.

122 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Monitorar e controlar o trabalho do projeto: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto Previsões do cronograma - EPT, VPR, IDP Previsões de custo - VC, IDC, EPT Mudanças validadas Mudanças validadas e implementadas durante a execução do projeto Informações sobre o desempenho do trabalho Andamento das atividades e oriundas de outros processos de controle Fatores ambientais da empresa Ativos de processos organizacionais

123 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Monitorar e controlar o trabalho do projeto: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Opinião especializada Técnicas analíticas Análise de variação, gerenciamento do valor agregado, análise de causa raiz e ainda outras técnicas analíticas Sistema de informações do gerenciamento de projetos Reuniões

124 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Monitorar e controlar o trabalho do projeto: saídas Saídas Solicitações de mudança Ações preventivas, ações corretivas e reparos de defeitos Relatórios de desempenho do trabalho Andamento do trabalho do projeto e recomendações Atualizações do Plano de gerenciamento do projeto Atualizações dos Documentos do projeto

125 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Realizar o controle integrado de mudanças: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de revisar todas as solicitações de mudança, aprovar as mudanças e gerenciar as mudanças sendo feitas nas entregas, ativos de processos organizacionais, documentos do projeto e no plano de gerenciamento do projeto e comunicar a disposição dos mesmos - de acordo com o PMBoK.

126 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Realizar o controle integrado de mudanças: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto - e todos seus planos auxiliares Relatórios de desempenho do trabalho Solicitações de mudança Além das ações preventivas, corretivas e reparos podemos alterar entregas e também processos Fatores ambientais da empresa Ativos de processos organizacionais Confira um modelo de solicitação de mudança no blog azevedoaranha.blogspot.com

127 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Realizar o controle integrado de mudanças: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Opinião especializada Pessoas que tenham alto conhecimento nas áreas de interesse das mudanças e que possam fazer parte de um comitê de controle de mudanças Reuniões Neste contexto, seria o comitê de controle de mudanças Ferramentas de controle de mudanças Software de solicitações de mudanças e controle de mudanças, documentos padrão e que de alguma forma ajudem o CCM a tomar decisões

128 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Realizar o controle integrado de mudanças: saídas Saídas Solicitações de mudança aprovadas - ou rejeitadas Registro das mudanças Planilha de controle de mudanças que aponta mudanças, onde impactaram, qual escopo da mudança, status da mudança e todas as informações necessárias para controlar as mudanças Atualizações do Plano de gerenciamento do projeto Atualizações dos Documentos do projeto

129 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Realizar o controle integrado de mudanças: reflexão É o processo de revisar todas as solicitações de mudança, aprovar as mudanças e gerenciar as mudanças sendo feitas nas entregas, ativos de processos organizacionais, documentos do projeto e no plano de gerenciamento do projeto e comunicar a disposição dos mesmos - de acordo com o PMBoK.

130 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Desenvolver o termo de abertura do projeto: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de finalização de todas as atividades de todos os grupos de processos de gerenciamento do projeto, para encerrar formalmente o projeto ou a fase - de acordo com o PMBoK.

131 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Desenvolver o termo de abertura do projeto: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto Entregas aceitas Ativos de processos organizacionais

132 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Desenvolver o termo de abertura do projeto: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Opinião especializada Conversar com quem sabe encerrar administrativamente o projeto, por exemplo Técnicas analíticas Análise de regressão e análise de tendências Reuniões Reunir-se com a equipe para coletar lições aprendidas, com o cliente para transferir o produto, outras áreas da empresa e toda reunião necessária para encerrar o projeto

133 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Desenvolver o termo de abertura do projeto: entradas, ferramentas e técnicas e saídas Saídas Transição do produto, serviço ou resultado final Da equipe de projetos para a equipe de operações ou da equipe de projetos para o cliente, por exemplo Atualizações dos ativos de processos organizacionais Arquivos de projetos Documentos do projeto Lições aprendidas: o que deu certo, errado, o que pode ser melhorado no futuro e demais lições aprendidas

134 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 4 > Desenvolver o termo de abertura do projeto: reflexão É o processo de finalização de todas as atividades de todos os grupos de processos de gerenciamento do projeto, para encerrar formalmente o projeto ou a fase - de acordo com o PMBoK.

135 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

136 , Esp., PMP, ITIL Expert Fim do Módulo 4 Obrigado!, Esp., PMP, ITIL Expert

137 , Esp., PMP, ITIL Expert Curso de Gerenciamento de Projetos com Base no PMBoK do PMI 5ª Edição Preparatório para Certificação CAPM MÓDULO 5: GERENCIAMENTO DO ESCOPO

138 Avisos importantes Autor e Instrutor do Curso:, Esp., PMP, ITIL Expert Marcas Registradas: PMI e PMBoK são marcas registradas do PMI. ITIL é uma marca registrada Axelos. Site do Autor: Esp., PMP, ITIL Expert

139 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Processos de gerenciamento do escopo Processos de Gerenciamento do Escopo 1. Planejar o gerenciamento do escopo (Pl.) 2. Coletar requisitos (Pl.) 3. Definir o escopo (Pl.) 4. Criar a Estrutura Analítica de Processo (EAP) (Pl.) 5. Validar o escopo (Mo.) 6. Controlar do escopo (Mo.)

140 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

141 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Planejar o gerenciamento do escopo: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de criação de um plano de gerenciamento do escopo do projeto que documenta como tal escopo será definido, validado e controlado - de acordo com o PMBoK.

142 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Planejar o gerenciamento do escopo: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto Aqui teremos definidos os processos de gerenciamento de escopo que iremos utilizar Termo de abertura do projeto O escopo preliminar já deve ter sido apresentado Fatores ambientais da empresa Cultura da empresa, fatores internos e externos ao negócio Ativos de processos organizacionais Informações históricas, padrões, documentos e bases para o trabalho de gestão de projetos

143 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Planejar o gerenciamento do escopo: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Opinião Especializada Experts em escopo, tanto do produto como do projeto - mantendo o foco no planejamento Reuniões

144 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Planejar o gerenciamento do escopo: saídas Saídas Plano de gerenciamento do escopo Apresenta como será feita a definição do escopo, desenvolvido, monitorado, validado e controlado Plano de gerenciamento dos requisitos Como serão coletados os requisitos, como serão acompanhadas as mudanças nos requisitos, rastreabilidade dos requisitos, documentação e gerenciamento

145 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Planejar o gerenciamento do escopo: reflexão É o processo de criação de um plano de gerenciamento do escopo do projeto que documenta como tal escopo será definido, validado e controlado - de acordo com o PMBoK.

146 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Coletar os requisitos: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de determinar, documentar e gerenciar as necessidades e requisitos das partes interessadas a fim de atender aos objetivos do projeto - de acordo com o PMBoK.

147 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Coletar os requisitos: entradas Entradas Plano de gerenciamento do escopo Tipos de requisitos a serem coletados Plano de gerenciamento dos requisitos Como serão coletados os requisitos Plano de gerenciamento das partes interessadas Como as partes interessadas serão engajadas na coleta dos requisitos Termo de abertura do projeto Apresentação dos requisitos e escopo preliminar Registro das partes interessadas Partes que podem vir a colaborar na coleta dos requisitos

148 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Coletar os requisitos: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Entrevistas Grupos de discussão - com moderação de um expert Oficinas facilitadas - trabalho em grupo para chegar aos requisitos Técnicas de criatividade em grupo - brainstorming, grupo nominal e múltiplos critérios, diagrama de afinidade e mapas mentais Técnicas de tomada de decisão em grupo - maioria, pluralidade, ditadura, unanimidade Questionários e pesquisas Observações Protótipos Benchmarking Diagrama de contexto - semelhante a casos de uso Análise dos documentos - levantamento histórico

149 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Coletar os requisitos: saídas Saídas Documentação dos requisitos Requisitos do negócio Requisitos das partes interessadas Requisitos de entrega ou transição Outros Matriz de rastreabilidade dos requisitos

150 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Coletar os requisitos: saídas Saídas

151 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Coletar os requisitos: reflexão É o processo de determinar, documentar e gerenciar as necessidades e requisitos das partes interessadas a fim de atender aos objetivos do projeto - de acordo com o PMBoK.

152 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Definir o escopo: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de desenvolvimento de uma descrição detalhada do projeto e do produto - de acordo com o PMBoK.

153 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

154 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Definir o escopo: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto Termo de abertura do projeto Escopo preliminar, requisitos, premissas, restrições, riscos e ainda outras informações relevantes Documentação dos requisitos Coletada anteriormente Ativos de processos organizacionais

155 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Definir o escopo: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Opinião Especializada Análise de produto Pode variar de acordo com o produto, como por exemplo um motor ou um software - cada um tem seus próprios processos de construção Geração de alternativas Buscar formas alternativas de se atender um mesmo requisito ou elemento do escopo Oficinas facilitadas Também conhecidas como workshops, atividades em grupo com direcionamento específico

156 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Definir o escopo: saídas Saídas Declaração do escopo do projeto Descrição detalhada das entregas e o trabalho necessário para que estas sejam criadas. Aqui também teremos premissas e restrições do projeto, assim como apresentadas no TAP e aqui estruturadas Atualizações dos Documentos do projeto Definindo o escopo podemos, por exemplo, atualizar o registro de riscos, partes interessadas e documentos de requisitos

157 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Conceitos gerais

158 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Definir o escopo: reflexão É o processo de desenvolvimento de uma descrição detalhada do projeto e do produto - de acordo com o PMBoK.

159 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Criar a EAP: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de subdivisão das entregas e do trabalho do projeto em componentes menores e de gerenciamento mais fácil - de acordo com o PMBoK.

160 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Criar a EAP: entradas Entradas Plano de gerenciamento do escopo Instruções para a criação da EAP - visual, textual (...) Declaração do escopo do projeto As entregas a serem construídas pelo projeto Documentação dos requisitos Requisitos do projeto e das entregas Fatores ambientais da empresa Ativos de processos organizacionais Benchmark com projetos anteriores

161 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Criar a EAP: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Decomposição Subdivisão das entregas do projeto em componentes menores até o nível de pacote de trabalho O pacote de trabalho é o nível mais baixo na EAP, antes da descrição das atividades Projeto > Entregas > Grupos de trabalho > Pacotes de Trabalho Opinião Especializada Experts em EAP e também membros da equipe do projeto especialistas em áreas técnicas

162 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Criar a EAP: saídas Saídas Linha de base do escopo Declaração do escopo + EAP + Dicionário da EAP Atualizações dos Documentos do projeto Registro das partes interessadas Matriz de rastreabilidade dos requisitos

163 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Criar a EAP: saídas Saídas

164 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Criar a EAP: saídas Saídas

165 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Criar a EAP: saídas Saídas

166 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Criar a EAP: reflexão É o processo de subdivisão das entregas e do trabalho do projeto em componentes menores e de gerenciamento mais fácil - de acordo com o PMBoK.

167 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Validar o escopo: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de formalização da aceitação das entregas concluídas do projeto - de acordo com o PMBoK.

168 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Validar o escopo: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto Plano de gerenciamento do escopo faz parte do plano de gerenciamento do projeto e também a linha de base do escopo Documentação dos requisitos Todos requisitos que precisam ser atendidos - importantíssimo para a validação do escopo Matriz de rastreabilidade dos requisitos Aponta quem solicitou qual requisito e nos ajuda a rastrear mudanças, partes interessadas e status Entregas validadas Depois de controlar a qualidade, a entrega pode ser validada pelo cliente Dados sobre o desempenho do trabalho Andamento do trabalho relacionado com as entregas

169 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Validar o escopo: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Inspeção Medição, avaliação, validação e tudo que for necessário para verificar se a entrega atende aos requisitos e critérios definidos para o aceite do produto Técnicas de tomada de decisão em grupo Conforme já vistas na coleta dos requisitos - unanimidade, maioria, pluralidade e ditadura

170 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Validar o escopo: saídas Saídas Entregas aceitas Tendo sido validadas, as entregas são aceitas. Deve ser registrado todo o aceite por parte do cliente. Solicitações de mudança Entregas não aceitas podem gerarsolicitações de mudança Informações sobre o desempenho do trabalho Andamento das entregas, trabalho relacionado e atividades relacionadas Atualizações dos documentos do projeto Entregas aceitas e solicitações de mudança podem fazer com que sejam alterados documentos como registro de riscos, matriz de rastreabilidade dos requisitos e outros

171 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Validar reflexão É o processo de formalização da aceitação das entregas concluídas do projeto - de acordo com o PMBoK.

172 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Controlar o escopo: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de monitoramento do andamento do escopo do projeto e do produto e gerenciamento das mudanças feitas na linha de base do escopo - de acordo com o PMBoK.

173 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Controlar o escopo: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto Linha de base do escopo, plano de gerenciamento do escopo, gerenciamento de mudanças, configurações e requisitos Documentação dos requisitos Existe alguma diferença entre o que está sendo feito e o que precisa ser feito de acordo com os requisitos? Matriz de rastreabilidade dos requisitos Dados sobre o desempenho do trabalho Ativos de processos organizacionais

174 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Controlar o escopo: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Análise de variação Diferença entre o que foi feito e o que foi definido no escopo - assim são geradas as variações no escopo

175 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Controlar o escopo: saídas Saídas Informações sobre o desempenho do trabalho Variações no escopo, por exemplo, atividades relacionadas e andamento do trabalho relacionado ao escopo Solicitações de mudança Mudanças no escopo e em outras partes do plano de gerenciamento do projeto Atualizações do Plano de gerenciamento do projeto Mudanças podem gerar riscos, alterar partes interessadas, matriz de rastreabilidade e assim por diante Atualizações dos documentos do projeto Atualizações dos ativos de processos organizacionais

176 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 5 > Controlar o escopo: reflexão É o processo de monitoramento do andamento do escopo do projeto e do produto e gerenciamento das mudanças feitas na linha de base do escopo - de acordo com o PMBoK.

177 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

178 , Esp., PMP, ITIL Expert Fim do Módulo 5 Obrigado!, Esp., PMP, ITIL Expert

179 , Esp., PMP, ITIL Expert Curso de Gerenciamento de Projetos com Base no PMBoK do PMI 5ª Edição Preparatório para Certificação CAPM MÓDULO 6: GERENCIAMENTO DO TEMPO

180 Avisos importantes Autor e Instrutor do Curso:, Esp., PMP, ITIL Expert Marcas Registradas: PMI e PMBoK são marcas registradas do PMI. ITIL é uma marca registrada Axelos. Site do Autor: Esp., PMP, ITIL Expert

181 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Processos de gerenciamento do tempo Processos de Gerenciamento do Tempo 1. Planejar o gerenciamento do cronograma (Pl.) 2. Definir atividades (Pl.) 3. Sequenciar atividades (Pl.) 4. Estimar de recursos da atividade (Pl.) 5. Estimar de duração da atividade (Pl.) 6. Desenvolver do cronograma (Pl.) 7. Controlar do cronograma (Mo.)

182 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Planejar o gerenciamento do cronograma: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de estabelecer as políticas, os procedimentos e a documentação para planejamento, desenvolvimento, gerenciamento, execução e controle do cronigrama do projeto - de acordo com o PMBoK.

183 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Planejar o gerenciamento do cronograma: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto Linha de base do escopo Estrutração de custos, riscos e escopo ligadas ao cronograma Termo de abertura do projeto Premissas e restrições relacionadas ao tempo, assim como cronograma e escopo preliminares Fatores ambientais da empresa Ambiente interno e externo, pressões internas, externas, cultura organizacional e mais Ativos de processos organizacionais Cronogramas, documentos padrão, softwares de controle do tempo

184 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Planejar o gerenciamento do cronograma: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Opinião Especializada Gerentes sêniores de projetos, chefe do departamento de gerenciamento de projetos Técnicas analíticas Para a tomada de decisões e construção do plano e também escolha de ferramentas para popular o plano Reuniões Reuniões com pessoal de projeto para construir o plano, por exemplo

185 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Planejar o gerenciamento do cronograma: saídas Saídas Plano de gerenciamento do cronograma Plano auxiliar do plano de gerenciamento do projeto que aponta como as atividades para o desenvolvimento do cronograma e todas as atividades relacionadas serão listadas. Aqui podemos encontrar: Nível de exatidão das estimativsas Limites de controle Como medir od esempenho Descrição dos processos Modelo do cronograma

186 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Planejar o gerenciamento do cronograma: reflexão É o processo de estabelecer as políticas, os procedimentos e a documentação para planejamento, desenvolvimento, gerenciamento, execução e controle do cronigrama do projeto - de acordo com o PMBoK.

187 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Definir as atividades: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de identificação das ações específicas a serem realizadas para produzir as entregas do projeto - de acordo com o PMBoK.

188 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Definir as atividades: entradas Entradas Plano de gerenciamento do cronograma Descrição do processo de definição de atividades Linha de base do escopo Linha de base do escopo = declaração do escopo, EAP + dicionário da EAP Fatores ambientais da empresa Ativos de processos organizacionais

189 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Definir as atividades: entradas Ferramentas e técnicas Decomposição A partir do pacote de trabalho, criamos as atividades. Isto é decomposição! Planejamento em ondas sucessivas Nem sempre conseguimos decompor todas as atividades no começo do projeto, principalmente em projetos de longa duração Opinião especializada Especialistas em áreas específicas de atividades do projeto e do produto

190 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

191 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Definir as atividades: entradas Saídas Lista das atividades Pacote de trabalho relacionado, identificação da atividade e descrição da mesma Atributos das atividades Responsável, recursos necessários, recursos relacionados, dependências e etc. É o mesmo que o dicionário da EAP, mas para atividades Lista dos marcos Marcos são atividades sem duração, apenas para marcar um grupo de entregas ou fases em um projeto

192 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Definir as atividades: reflexão É o processo de identificação das ações específicas a serem realizadas para produzir as entregas do projeto - de acordo com o PMBoK.

193 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Sequenciar as atividades: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de identificação e documentação dos relacionamentos entre as atividades do projeto - de acordo com o PMBoK.

194 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Sequenciar as atividades: entradas Entradas Plano de gerenciamento do cronograma Lista das atividades Atributos das atividades Lista dos marcos Declaração do escopo do projeto Elementos do escopo podem afetar a sequência de atividades Fatores ambientais da empresa Ativos de processos organizacionais

195 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Sequenciar as atividades: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Método do diagrama de precedência (MDP) Produz diagramas de atividades no nó, ou ANN. São atividades apresentadas em um diagrama de rede com a precedência das atividades Determinação de dependência Dependências arbitradas, obrigatórias e externas Antecipações e esperas Antecipar atividades, esperar e até mesmo adiar atividades

196 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Conceitos gerais

197 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Sequenciar as atividades: saídas Saídas Diagramas de rede do cronograma do projeto Atualizações dos Documentos do projeto

198 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Sequenciar as atividades: reflexão É o processo de identificação e documentação dos relacionamentos entre as atividades do projeto - de acordo com o PMBoK.

199 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Estimar os recursos das atividades: entradas, ferramentas e técnicas e saídas Este é o processo de estimativa dos tipos e quantidades de material, pessoas, equipamentos e/ou suprimentos que serão necessários para realizar cada atividade - de acordo com o PMBoK.

200 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

201 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Estimar os recursos das atividades: entradas Entradas Plano de gerenciamento do cronograma Lista das atividades Atributos das atividades Calendários dos recursos - recursos como espaço de trabalho, pessoas, equipamentos, dinheiro e etc. Registro dos riscos - riscos impactam a duração das atividades. Estimativas de custos das atividades Fatores ambientais da empresa Ativos de processos organizacionais

202 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Estimar os recursos das atividades: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Opinião especializada Especialistas em áreas específicas para determinar estimativas de atividades de trabalho Análise de alternativas Fazendo de outra forma, é possível otimizar o tempo? Com um profissional mais experiente será mais rápido? Dados publicados para auxílio a estimativas Oriundos de relatórios de segmentos específicos Estimativa bottom-up De baixo para cima, da atividade ao pacote de trabalho e adiante Software de gerenciamento de projetos

203 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Estimar os recursos das atividades: saídas Saídas Requisitos de recursos das atividades O que será necessário em termos de recursos para cada atividade por pacote de trabalho Estrutura analítica dos recursos Uma EAR substitui pacotes de trabalho e contas de controle por recursos e seus requisitos Atualizações dos Documentos do projeto Listas de atividades, atributos, calendário de recursos

204 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Estimar os recursos das atividades: reflexão Este é o processo de estimativa dos tipos e quantidades de material, pessoas, equipamentos e/ou suprimentos que serão necessários para realizar cada atividade - de acordo com o PMBoK.

205 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Estimar as durações das atividades: entradas, ferramentas e técnicas e saídas Este é o processo de estimativa do número de períodos de trabalho que serão necessários para terminar as atividades específicas com os recursos estimados - de acordo com o PMBoK.

206 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Estimar as durações das atividades: entradas Entradas Plano de gerenciamento do cronograma Lista das atividades Atributos das atividades Requisitos de recursos das atividades Calendários dos recursos Declaração do escopo do projeto Registro dos riscos Estrutura analítica dos recursos Fatores ambientais da empresa Ativos de processos organizacionais

207 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Estimar as durações das atividades: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Opinião especializada Estimativa análoga (top-down) Comparar projetos anteriores com o atual e estimar por analogia Estimativa paramétrica Utilizar dados e informações de projetos anteriores e construir parâmetros para estimativas em projetos presentes e futuros Estimativas de três pontos Técnica PERT de data mais provável, otimista e pessimista Técnicas de tomada de decisão em grupo Análises de reservas Incluir reservas contingenciais e gerenciais no cronograma

208 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Estimar as durações das atividades: saídas Saídas Estimativas de duração das atividades Apresentação quantificada das estimativas de duração de cada atividade Atualizações dos Documentos do projeto Riscos relacionados as atividades, atributos das atividades, premissas e etc.

209 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Estimar as durações das atividades: reflexão Este é o processo de estimativa do número de períodos de trabalho que serão necessários para terminar as atividades específicas com os recursos estimados - de acordo com o PMBoK.

210 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

211 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Desenvolver o cronograma: entradas, ferramentas e técnicas e saídas Este é o processo de análise de sequências das atividades, suas durações, recursos necessários e restrições do cronograma visando criar o modelo do cronograma do projeto - de acordo com o PMBoK.

212 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Desenvolver o cronograma: entradas Entradas Plano de gerenciamento do cronograma Lista das atividades Atributos das atividades Diagramas de rede do cronograma do projeto Requisitos de recursos das atividades Calendários dos recursos Estimativas de duração das atividades Declaração do escopo do projeto Registro dos riscos - riscos que podem vir a afetar o cronograma do projeto Designações do pessoal do projeto - profissionais a serem alocados ou que já foram designados para atividades Estrutura analítica dos recursos - EAR construída na estimativa dos recursos Fatores ambientais da empresa Ativos de processos organizacionais

213 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Desenvolver o cronograma: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Análise de rede do cronograma - concatena todas as informações produzidas até agora e gera o modelo de cronograma do projeto Método do caminho crítico - identifica o caminho mais longo no diagrama de rede e os inícios mais cedo e mais tarde das atividades. Geralmente o caminho crítico não possui folgas entre as suas atividades, que devem ser identificadas por meio da técnica. Método da corrente crítica - remover das atividades no projeto reservas e adicionar buffers de alimentação em atividades não críticas e de projeto no caminho crítico Técnicas de otimização de recursos - nivelação e suavização de recursos Técnicas de criação de modelos - Monte Carlo, por exemplo, um modelo probabilístico de simulação Antecipações e esperas - adiantar e aguardar pelo início de atividades Compressão de cronograma - investir mais recursos em uma atividade ou executar atividades em paralelo Ferramenta de cronograma - software como Project

214 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Conceitos gerais

215 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Conceitos gerais

216 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Desenvolver o cronograma: entradas, ferramentas e técnicas e saídas Saídas Linha de base do cronograma Modelo de cronograma aprovado pelas partes interessadas e precisa ser aprovada qualquer alteração nele Cronograma do projeto Apresentação do modelo de cronograma Dados do cronograma Informações relacionadas ao cronograma como marcos, intervalos e outras já vistas Calendários do projeto Organização do tempo com base no cronograma Atualizações do Plano de gerenciamento do projeto Atualizações dos Documentos do projeto

217 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Desenvolver o cronograma: reflexão Este é o processo de análise de sequências das atividades, suas durações, recursos necessários e restrições do cronograma visando criar o modelo do cronograma do projeto - de acordo com o PMBoK.

218 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Controlar o cronograma: entradas, ferramentas e técnicas e saídas Este é o processo de monitoramento do andamento do projeto para atualização do seu progresso e gerenciamento das mudanças feitas na linha de base do crongorama - de acordo com o PMBoK.

219 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Controlar o cronograma: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto Cronograma do projeto Dados sobre o desempenho do trabalho Calendários do projeto Dados do cronograma Ativos de processos organizacionais

220 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Controlar o cronograma: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Análise de desempenho Análise das tendências, caminho crítico, gerenciamento do valor agregado e aplicação da corrente crítica - preferencialmente em conjunto Software de gerenciamento de projetos Técnicas de otimização de recursos Técnicas de criação de modelos Antecipações e esperas Compressão de cronograma Ferramenta de cronograma

221 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

222 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Controlar o cronograma: saídas Saídas Informações sobre o desempenho do trabalho Previsões do cronograma Solicitações de mudança Atualizações do Plano de gerenciamento do projeto Atualizações dos Documentos do projeto Atualizações dos ativos de processos organizacionais

223 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 6 > Controlar o cronograma: reflexão Este é o processo de monitoramento do andamento do projeto para atualização do seu progresso e gerenciamento das mudanças feitas na linha de base do crongorama - de acordo com o PMBoK.

224 , Esp., PMP, ITIL Expert Fim do Módulo 6 Obrigado!, Esp., PMP, ITIL Expert

225 , Esp., PMP, ITIL Expert Curso de Gerenciamento de Projetos com Base no PMBoK do PMI 5ª Edição Preparatório para Certificação CAPM MÓDULO 7: GERENCIAMENTO DOS CUSTOS

226 Avisos importantes Autor e Instrutor do Curso:, Esp., PMP, ITIL Expert Marcas Registradas: PMI e PMBoK são marcas registradas do PMI. ITIL é uma marca registrada Axelos. Site do Autor: Esp., PMP, ITIL Expert

227 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Processos de gerenciamento dos custos Processos de Gerenciamento dos Custos 1. Planejar o gerenciamento dos custos (Pl.) 2. Estimar de custos (Pl.) 3. Determinar o orçamento (Pl.) 4. Controlar custos (Mo.)

228 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Conceitos gerais TCO Custo de propriedade, ou Total Cost of Ownership. Inclui os custos de manutenção. Se você tem um táxi, deve pagar pela manutenção do veículo, da gasolina e etc. Se você apenas pega o táxi, paga o valor da utilização, não o custo da propriedade daquele bem - por exemplo. Custos do projeto Custos relacionados ao projeto em si, não ao produto depois de ser entregue. É o custo de se iniciar, planejar, executar controlar e encerrar o projeto. Custos de operação São os custos da operação contínua, ao longo do ciclo de vida do serviço ou produto gerado por meio de um projeto.

229 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Conceitos gerais Custo das alternativas O que deixaremos de ganhar ao optar por uma alternativa em detrimento de outra. Depereciação Despesas e desvalorização dos bens que pode chegar do valor inicial de aquisição até zero ao longo de um período determinado. Pode ser calculado como custo dentro de projetos. Custos afundados É o que já foi investido no projeto, o que foi gasto. Não há como recuperar e não deve ser utilizado para decidir se o projeto deve continuar ou não. Como em Poker, é o dinheiro que já está na mesa. Você deve pensar no que ainda pode ganhar ou perder, não no que já perdeu.

230 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

231 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Planejar o gerenciamento dos custos: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de estabelecer as políticas, procedimentos e a documentação para planejamento, gestão, despesas e controle dos custos do projeto - de acordo como PMBoK.

232 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Planejar o gerenciamento dos custos: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto Linha de base do escopo, do cronograma e informações que irão auxiliar na construção do plano de gerenciamento dos custos Termo de abertura do projeto Orçamento preliminar que pode contribuir para a estimativa dos custos e para elaboração do planejamento em si Fatores ambientais da empresa Taxas de câmbio, taxas de juros bancários, condições gerais de mercado, estrutura da organização e etc Ativos de processos organizacionais Processos internos de controladoria, gestão de recursos, políticas da organização e assim por diante

233 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Planejar o gerenciamento dos custos: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Opinião especializada Opinião especializada de pessoas com conhecimento profundo em projetos similares ou em atividades relacionadas a área de gerenciamento de custos dentro ou fora da organização. Técnicas analíticas Como será financiado o projeto? Qual a melhor escolha de fonte de recursos? Análise de alternativas. Reuniões Determinação de fontes de recursos, políticas organizacionais e formas de gestão por meio de reunições.

234 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Planejar o gerenciamento dos custos: entradas Saídas Plano de gerenciamento de custos Escolha das corrências a serem utilizadas no projeto Definição das unidades de medida Limites de controle, ou seja, até onde irão ser tolerados desvios Como será gerenciado o Valor Agregado Descrição dos processos escolhidos para o gerenciamento dos custos

235 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Planejar o gerenciamento dos custos: reflexão É o processo de estabelecer as políticas, procedimentos e a documentação para planejamento, gestão, despesas e controle dos custos do projeto - de acordo como PMBoK.

236 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

237 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Estimar os custos: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de desenvolvimento de uma estimativa dos recursos monetários necessários para executar as atividades do projeto - de acordo como PMBoK.

238 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Conceitos de estimativas Rough Order of Magnitude (ROM) Inicialmente, fazemos uma análise de cima para baixo. Conhecido como ordem de grandeza, o ROM estabelece que a variação do orçamento pode ir de -25% até +75%. Top Down É estimar a partir das contas de controle e do projeto como um todo, não estimando atividades nem pacotes de trabalho ou, se estimando, de forma superficial. Bottom Up É estimar de baixo para cima, começando nas atividades, subindo para os pacotes de trabalho até contas de controle e o projeto como um todo. A estimativa definitiva, bottom up, pode variar entre -5% e +10%.

239 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Estimar os custos: entradas Entradas Plano de gerenciamento dos custos Apresenta as técnicas que serão utilizadas para gerar as estimativas Plano de gerenciamento dos recursos humanos Custos relacionados a mobilização da equipe, construção do time e gerenciamento dos recursos humanos. Linha de base do escopo EAP, dicionário da EAP e declaração do escopo - essencial para garantir a estimativa de todo o escopo Cronograma do projeto Recursos necessários par a realização das tarefas em detalhe (estimativa dos recursos) Registro de riscos Utilizado aqui para análise do custo das respostas planejadas aos riscos Fatores ambientais da empresa Informações sobre o mercado, condições gerais, momento vivido pelo negócio, fatores internos e externos Ativos de processos organizacionais Políticas de estimativas, métodos, modelos, informações de projetos anteriores e lições aprendidas

240 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Estimar os custos - ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Opinião especializada Estimativa análoga Estimativa paramétrica Estimativa bottom-up Estimativas de três pontos Análise de reservas Custo da qualidade Software para estimativas em gerenciamento de projetos Análise de propostas de fornecedores Técninas de tomada de decisão em grupo

241 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Estimar os custos - ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Estimativa análoga o Utilização de projetos anteriores para construção de uma analogia de tais projetos com o projeto atual. É uma técnica mais utilizada no começo dos projetos ou então em empresas que estão acostumadas a repetir projetos que entregam um produto parecido - mas não podemos esquecer que todas as entregas são únicas, como já vimos antes. o É uma técnica barata e rápida, mas ao mesmo tempo é mais arriscada porque não é muito precisa. Precisamos sempre buscar ajustar as estimativas para não cometer o erro de ignorarmos fatores presentes.

242 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

243 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Estimar os custos - ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Estimativa paramétrica o Comum quando temos muitos dados e dados de confiança, íntegros, para gerar parâmetros de projetos anteriores que possam ser aplicados a projetos atuais e futuros. Digamos que tenhamos experiência em obras, então depois de muitos projetos temos um pool de dados bem estruturado e íntegro. Com estes dados podemos estipular parâmetros, como o custo por metro quadrado da empresa, que pode ser utilizado para firmar contratos com terceiros e também para construir estimativas de custos.

244 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Estimar os custos - ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Estimativa de três pontos o Esta técnica é igual a técnica vista no gerenciamento do tempo. O CE, ou CUSTO ESPERADO, pode ser calculado por meio da técnica BETA ou TRIANGULAR: CE=CO+4CM+4CP/6 (BETA) CE=CO+CM+CP/3 (TRIANGULAR) CO = Custo Otimosta CM = Custo Mais Provável CP = Custo Pessimista Utilizamos as estimativas de três pontos quando não temos estimativas mais próximas.

245 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Estimar os custos - ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Estimativa bottom-up o Método mais confiável, pois vamos até as atividades definidas e detalhadas para o projeto e fazemos as estimativas de cima para baixo, ou seja, da atividade até a conta de controle e o projeto como um todo. É a técnica mais confiávle, porém a mais demorada.

246 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Estimar os custos - ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Análise de reservas o Por meio da análise de reservas podemos identificar o risco relacionado as atividades e estimar quanto teremos de reservar para poder tratar estes riscos caso aconteçam. Através da análise de reservas é possível criar duas reservas: Reservas contingenciais: reservas para riscos conhecidos. Reservas gerenciais: reservas para riscos desconhecidos. Reservas gerenciais não entram na linha de base dos custos.

247 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Estimar os custos - ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Custo da qualidade o Toda vez que uma entrega do projeto não atende os requisitos de qualidade, devemos considerar que há um custo a ser pago por esta não conformidade - ou não. Se deixarmos de treinar pessoal e com esta falta de treinamento não for possível atender um requisito de qualidade, estaremos economizando de um lado e, por outro, assumindo o risco que a não conformidade irá gerar e seus custos relacionados - tais como falhas.

248 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Estimar os custos - ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Software para estimativas o Todas as estimativas podem ser registradas em algum tipo de software, desde o bloco de notas até ferramentas como Excel, Project, Word ou ferramentas específicas da organização onde será gerido o projeto.

249 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Estimar os custos - ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Análise de proposta de fornecedor o Toda vez que forem feitas aquisições/terceirizações podem ser feitas análises a respeito das propostas oferecidas e os custos relacionados aos mesmos. Técnicas de tomada de decisão em grupo o Técnicas já abordadas, em parte, dentro do gerenciamento do escopo. Podemos considerar aqui técnicas como Delphi e Brainstorm.

250 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Estimar os custos: saídas Saídas Estimativa de custos das atividades o É a estimativa dos custos do projeto e informações relevantes apresentadas, geralmente, em uma tabela com informações tais quais: Atividades, duração, recursos relacionados, recursos alocados, custos diretos, custos indiretos, custos estimados e etc.

251 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

252 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Estimar os custos: saídas Saídas Bases das estimativas o Apresentação de todas as bases utilizadas para a construção das estimativas, como por exemplo: Premissas do projeto Restrições do projeto Registro dos riscos e sua versão Bases utilizadas para os cálculos e também medidas adotadas

253 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Estimar os custos: saídas Saídas Atualizações dos documentos do projeto o Lista de atividades o Registro dos riscos o E ainda outros!

254 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Estimar os custos: reflexão É o processo de desenvolvimento de uma estimativa dos recursos monetários necessários para executar as atividades do projeto - de acordo como PMBoK.

255 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Determinar o orçamento: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de agregação dos custos estimados de atividades individuais ou pacotes de trabalho para estabelecer uma linha de base dos custos autorizada - de acordo com o PMBoK.

256 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Determinar o orçamento: entradas Entradas Plano de gerenciamento dos custos o Como será criado o orçamento e como será aplicado? É isto que buscaremos no plano de gerenciamento dos custos Linha de base do escopo o Declaração do escopo, EAP e o dicionário da EAP para conectarmos as estimativas aos pacotes de trabalho, contas de controle e ao projeto como um todo Estimativas de custos das atividades o Estimativa de custo por atividade Bases das estimativas o Origem e forma como foram feitas as estimativas de custos.

257 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Determinar o orçamento: entradas Entradas Cronograma do projeto o Importante para integrar custos e tempo, pois as estimativas devem estar relacionadas as atividades na linha de tempo do projeto Calendário dos recursos o Organização dos recursos ao longo do projeto - disponibilidade, quantidade e etc. Registro dos riscos o Os riscos trazem consigo um custo, uma estimativa de custo e devem ser agregados ao orçamento Acordos o Contratos oriundos das aquisições do projeto Ativos de processos organizacionais o Ferramentas, modelos, formas de se fazer o trabalho dentro da organização e assim por diante.

258 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Determinar o orçamento: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Agregação de custos o Começando pelas atividades, subimos até os pacotes de trabalho, contas de controle e por fim chegamos ao orçamento final do projeto. O custo do projeto, ou o orçamento do projeto, é a somatória de todos os custos de atividades, pacotes de trabalho e contas de projeto. Este orçamento não está completo sem as reservas contingenciais, por isso chamamos de custos agregados o custo do projeto que foi obtido pela agregação de custos. Em geral, este custo agregado não inclui as reservas gerenciais nem contingenciais.

259 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Determinar o orçamento: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Análise de reservas o Reservas de contingência: reservas estabelecidas pela gestão do projeto e aprovadas pelo patrocinador ou partes interessadas relevantes para mudanças e riscos que podem vir a impactar o projeto deuma forma ou de outra. Tais mudanças estão relacionadas a riscos previamente identificados. Estas reservas são previamente aprovadas. o Reservas gerenciais: reservas para tudo aquilo que não conhecemos, como desastres. Estas reservas existem, mas para sua utilização de fato é preciso autorização por parte dos patrocinadores ANTES da sua utilização - diferentemente das reservas de contingência, que em termos gerais tem sua utilização pré-aprovada. Reservas gerenciais não fazem parte da linha de base do escopo, apenas as reservas contingenciais e tampouco são utilizadas para o cálculo do valor agregado.

260 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

261 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Determinar o orçamento: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Opinião especializada o Utilização de experts na matéria, neste caso experts em custos Relações históricas o Comparação de projetos anteriores com apoio de experts no assunto para chegar a parâmetros que possam ser utilizados como fonte de comparação para a validação do orçamento do projeto Reconciliação dos limites de recursos financeiros o É comparar as necessidades financeiras do projeto com a capacidade de pagamento e recursos do negócio. Se a empresa não puder pagar por um recurso na data em que será necessário, é preciso alterar o desembolso e até mesmo o cronograma do projeto

262 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Determinar o orçamento: saídas Saídas Linha de base dos custos o Orçamento no término (ONT) aprovado e ajustado com o cronograma. Esta linha de base será controlada pelos processos de controle de custos por meio de técnicas de gerenciamento de valor agregado o É comum, colocando em um gráfico, vermos um gráfico que forma um S que demonstra como os custos aumentam devagar no começo do projeto e tem uma super aceleração durante a execução, ao passo que perto do fim desaceleram muito e mantém um ritmo vagaroso até o fim

263 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Determinar o orçamento: saídas

264 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Determinar o orçamento: saídas

265 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Determinar o orçamento: saídas Saídas Requisitos de recursos financeiros para o projeto o Determinação de quanto será necessário em termos de fundos, recursos financeiros, para que o projeto acontaça Atualizações dos documentos de projetos o Cronogramas, registro de riscos, estimativas de custos, plano de gerenciamento do projeto e outros que possam vir a ser necessários.

266 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Determinar o orçamento: reflexão É o processo de agregação dos custos estimados de atividades individuais ou pacotes de trabalho para estabelecer uma linha de base dos custos autorizada - de acordo com o PMBoK.

267 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Controlar os custos: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de monitoramento do progresso do projeto para atualização do seu orçamento e gerenciamento das mudanças feitas na linha de base dos custos - de acordo com o PMBoK.

268 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Controlar os custos: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto o Plano de gerenciamento de custos (auxiliar) e a linha de base de custos) Requisitos de recursos financeiros do projeto o Fundos necessários para cada fase do projeto Dados de desempenho do trabalho o Andamento das entregas, custos, estimativas para terminar o trabalho Ativos de processos organizacionais o Procedimentos, processos organizacionais e formas de se fazer e controlar dentro da empresa

269 Módulo 7 > Controlar os custos: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Gerenciamento do valor agregado (GVA) o É uma técnica que entrega medidas de escopo, custos e cronograma. É a união da linha de base de escopo, tempo e custos e resulta na linha de base de medição de desempenho. Utilizamos a linha de base de medição do desempenho para comparar e medir o trabalho que foi planejado em relação ao trabalho que foi feito. Assim, é possível comprar os custos reais aos planejados. Trabalhamos com três dimensões para a realização dos cálculos do gerenciamento do valor agregado: Valor Planejado (VP): Valor aprovado para o trabalho de uma determinada atividade ou componente da EAP. Custo Real (CR): É o que foi gasto até o momento do cálculo em determinado componente da EAP ou atividade. Valor Agregado (VA): É o percentual da tarefa que foi concluído até o momento do cálculo vezes o Valor Planejado para aquela tarefa ou atividade., Esp., PMP, ITIL Expert

270 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Controlar os custos: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Gerenciamento do valor agregado (GVA) o Fórmulas do GVA: VA = % Concluído X ONT ou VP VC = VA-CR IDC = VA/CR VPR = VA - VP IDP = VA/VP Ainda existem outras fórmulas, mas você não precisar conhecer todas para tornar-se um profissional certificado CAPM ou PMP. Na prova CAPM você não terá de fazer cálculos complexos e na prova PMP é mais importante entender o conceito por trás de cada fórmula do que a fórmula em si.

271 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Controlar os custos: saídas

272 Módulo 7 > Controlar os custos: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Previsão o Fórmulas de Previsão: ENT = ONT/IDC EPT = ONT - VA IDTP = ONT-VA/ONT-CR As estimativas para o término e para o término ajudam a controlar os custos pois com elas podemos orientar mudanças no projeto no que diz respeito ao escopo, cronograma e aos custos. Estas previsões também impactam o registro de riscos do projeto e ainda diversos outros elementos caso sejam levadas adiante as mudanças necessárias., Esp., PMP, ITIL Expert

273 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Controlar os custos: saídas

274 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Controlar os custos: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Análise de variação o De forma simples, a análise de variação é a explicação para as variações encontradas por meio da aplicação das técnicas de controle anteriores. o Analisamos a variação do orçamento, diferenças entre o planejado e o custo real Análise de desempenho o Explicação para as variações nas estimativas no término e para o término. Software de gerenciamento de projetos o Utiliizado para monitorar as variações, aplicar cálculos e registrar as tendências encontradas. Análise de reservas o Monitoramento das reservas gerenciais e contingênciais. Pode não ser mais necessário, por exemplo, ter uma reserva contingêncial de 10 milhões de dólares sendo que os riscos que levaram a esta reserva não mais existem.

275 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Controlar os custos: saídas Saídas Informações sobre o desempenho do trabalho o Índices gerados ao longo do processo de controle de custos Previsões de custos o Previsões geradas a partir das ferramentas e técnicas ajustadas ao projeto Solicitações de mudanças o Para entregar no prazo, no escopo e no custo o que precisará ser modificado? Atualizações no plano de gerenciamento do projeto o Não se esqueça que a linha de base está no plano de gerenciamento do projeto Atualizações nos documentos do projeto o Registro de riscos, cronograma,e stimativas e assim por diante Atualizações nos ativos de processos organizacionais o Lições aprendidas ao longo do processo, decisões e ferramentas utilizadas

276 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 7 > Controlar os custos: reflexão É o processo de monitoramento do progresso do projeto para atualização do seu orçamento e gerenciamento das mudanças feitas na linha de base dos custos - de acordo com o PMBoK.

277 , Esp., PMP, ITIL Expert Fim do Módulo 7 Obrigado!, Esp., PMP, ITIL Expert

278 , Esp., PMP, ITIL Expert Curso de Gerenciamento de Projetos com Base no PMBoK do PMI 5ª Edição Preparatório para Certificação CAPM MÓDULO 8: GERENCIAMENTO DA QUALIDADE

279 Avisos importantes Autor e Instrutor do Curso:, Esp., PMP, ITIL Expert Marcas Registradas: PMI e PMBoK são marcas registradas do PMI. ITIL é uma marca registrada Axelos. Site do Autor: Esp., PMP, ITIL Expert

280 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

281 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 8 > Processos de gerenciamento da qualidade Planejar o Gerenciamento da Qualidade 1. Planejar o gerenciamento da qualidade (Pl.) 2. Realizar a garantia da qualidade (Ex.) 3. Realizar o controle da qualidade (Mo.)

282 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 8 > Planejar o gerenciamento da qualidade: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de identificação dos requisitos e/ou padrões de qualidade do projeto e suas entregas, e a documentação de como o projeto demonstrará conformidade com os requisitos de qualidade relevantes - de acordo com o PMBoK.

283 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 8 > Planejar o gerenciamento da qualidade: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto Referência para mapeamento dos requisitos de qualidade a partir da linha de base do escopo. A linha de base do cronograma e dos custos também são entradas, pois qualidade maior pode significar mais tempo e mais dinheiro - por exemplo Registro das partes interessadas O entendimento de qualidade, o engajamento para entrega da qualidade e aceite da qualidade entregue Registro dos riscos Riscos ligados a qualidade do projeto e do produto Documentação dos requisitos Fatores ambientais da empresa Ativos de processos organizacionais Padrões de qualidade e ainda outros ativos

284 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 8 > Planejar o gerenciamento da qualidade: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Análise de custo-benefício - aumento da qualidade pode significar mais custos e custos não significam necessariamente benefícios Custo da qualidade - custo para atender aos padrões definidos, que podem ser custos de conformidade e não conformidade As sete ferramentas básicas da qualidade - diagramas de causa e efeito, fluxogramas, folhas de verificação, diagrama de pareto, histogramas, gráficos de controle e diagramas de dispersão Benchmarking - comparação com projetos anteriores Projeto de experimentos - semelhante a prototipação Amostragem estatística Ferramentas adicionais de planejamento da qualidade - brainstorming, Delphi e outras Reuniões

285 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 8 > Conceitos gerais

286 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 8 > Conceitos gerais

287 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 8 > Conceitos gerais

288 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 8 > Planejar o gerenciamento da qualidade: saídas Ferramentas e técnicas Plano de gerenciamento da qualidade Padrões, recursos necessários para realizar e controlar a qualidade Métricas da qualidade Atributos ou índices para medição da qualidade de processos e entregas Listas de verificação da qualidade Checklist da qualidade para inspeções Plano de melhorias no processo Voltado para a melhoria de processos de gerenciamento de projetos Atualizações dos Documentos do projeto

289 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

290 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 8 > Planejar o gerenciamento da qualidade: reflexão É o processo de identificação dos requisitos e/ou padrões de qualidade do projeto e suas entregas, e a documentação de como o projeto demonstrará conformidade com os requisitos de qualidade relevantes - de acordo com o PMBoK.

291 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 8 > Realizar a garantia da qualidade: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de auditoria dos requisitos de qualidade e dos resultados das medições do controle da qualidade para garantir que sejam usados os padrões de qualidade e definições operacionais apropriados - de acordo com o PMBoK.

292 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 8 > Realizar a garantia da qualidade: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto Apresenta como gerir mudanças na qualidade e os processos de qualidade Métricas da qualidade Base para medição a ser utilizada nos processos Medições do controle da qualidade Saídas do controle da qualidade Documentos do projeto Documentos que possam ter relação com a qualidade do projeto

293 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 8 > Realizar a garantia da qualidade: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Ferramentas de gestão e controle da qualidade Utilização das ferramentas básicas da qualidade + ferramentas adicionais Auditorias de qualidade Identificam se os processos estão sendo realizados dentro dos padrões definidos Análise de processos Analisar os processos para buscar melhorias que possam vir a ser necessárias

294 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 8 > Realizar a garantia da qualidade: saídas Saídas Solicitações de mudança Se necessário, devido a não conformidades, mudanças podem ser solicitadas para ações corretivas ou até mesmo preventivas Atualizações do Plano de gerenciamento do projeto Estas atualizações incluem os planos auxiliares, tais qual o de escopo, custos, cronograma e também qualidade Atualizações dos Documentos do projeto Documentos de qualidade como relatórios, processos revistos e ainda outros documentos do projeto Atualizações dos Ativos de processos organizacionais

295 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 8 > Realizar a garantia da qualidade: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de auditoria dos requisitos de qualidade e dos resultados das medições do controle da qualidade para garantir que sejam usados os padrões de qualidade e definições operacionais apropriados - de acordo com o PMBoK.

296 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 8 > Controlar a qualidade: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de monitoramento e registro dos resultados da execução das atividades de qualidade para avaliar o desempenho e recomendar as mudanças necessárias - de acordo com o PMBoK.

297 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 8 > Controlar a qualidade: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto Métricas da qualidade Listas de verificação da qualidade Apresentam se as entregas estão em conformidade com os requisitos de qualidade Dados sobre o desempenho do trabalho Andamento das entregas versus planejamento Solicitações de mudança aprovadas As mudanças aprovadas precisam ter controle para validação posterior do escopo Entregas Documentos do projeto Ativos de processos organizacionais

298 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 8 > Controlar a qualidade: ferramentas e técnicas e saídas Ferramentas e técnicas As sete ferramentas básicas da qualidade Conforme visto no planejamento da qualidade Amostragem estatística Inspeção Inspeção no produto para determinar a aderência aos padrões de qualidade durante o desenvolvimento e também as entregas finais Revisão das solicitações de mudança aprovadas Revisão de mudanças implementadas

299 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 8 > Controlar a qualidade: saídas Saídas Medições do controle da qualidade Documentação de acordo com o planejado dos níveis de qualidade que se torna uma entrada na realização da garantia da qualidade Mudanças validadas Mudanças atendem os requisitos da qualidade ou não Entregas validadas Entregas validadas seguirão para a validação do escopo Informações sobre o desempenho do trabalho Solicitações de mudança Atualizações do Plano de gerenciamento do projeto Atualizações dos Documentos do projeto Atualizações dos Ativos de processos organizacionais

300 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 8 > Controlar a qualidade: reflexão É o processo de monitoramento e registro dos resultados da execução das atividades de qualidade para avaliar o desempenho e recomendar as mudanças necessárias - de acordo com o PMBoK.

301 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

302 , Esp., PMP, ITIL Expert Fim do Módulo 8 Obrigado!, Esp., PMP, ITIL Expert

303 , Esp., PMP, ITIL Expert Curso de Gerenciamento de Projetos com Base no PMBoK do PMI 5ª Edição Preparatório para Certificação CAPM MÓDULO 9: GERENCIAMENTO DOS RECURSOS HUMANOS

304 Avisos importantes Autor e Instrutor do Curso:, Esp., PMP, ITIL Expert Marcas Registradas: PMI e PMBoK são marcas registradas do PMI. ITIL é uma marca registrada Axelos. Site do Autor: Esp., PMP, ITIL Expert

305 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 9 > Processos de gerenciamento dos recursos humanos Processos de Gerenciamento dos Recursos Humanos 1. Planejar o gerenciamento dos recursos humanos (Pl.) 2. Contratar ou mobilizar a equipe do projeto (Ex.) 3. Desenvolver a equipe de projeto (Ex.) 4. Gerenciar a equipe de projeto (Ex.)

306 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 9 > Planejar o gerenciamento dos recursos humanos: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de identificar e documentar paéis, responsabilidades, habilidades necessárias e relações hierárquicas do projeto, e criar um plano de gerenciamento de pessoal - de acordo com o PMBoK.

307 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 9 > Planejar o gerenciamento dos recursos humanos: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto Processos de gerenciamento escolhidos para o projeto, como vai ser tocado o trabalho, como vamos trabalhar com processos de outras áreas e suas relações - pois inclui os planos auxiliares Requisitos de recursos das atividades O que vamos precisar em termos de pessoas, habilidades, dinheiro e tempo para cada atividade Fatores ambientais da empresa Empresa com RH, sem RH, formas de contratação, planos de carreira e informações relevantes também no ambiente externo - como o mercado Ativos de processos organizacionais Estrutura de cargos, documentos, processos de contratação e gestão de pessoas

308 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 9 > Planejar o gerenciamento dos recursos humanos: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Organogramas e descrições de cargos Organização da equipe. Pode ser como os organogramas que vimos no estudo das estruturas organizacionais Rede de relacionamentos Relacionamentos dentro da organização e fora da organização - networking! Teoria organizacional Como Maslow e as necessidades básicas e de realização, por exemplo Opinião Especializada Reuniões

309 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 9 > Planejar o gerenciamento dos recursos humanos: saídas Saídas Plano de gerenciamento dos recursos humanos Aqui vamos encontrar orgranogramas do projeto - alinhados com os da empresa, isso se não forem os da própria empresa - papéis e responsabilidades e o plano de gerenciamento de pessoal O plano de gerenciamento de pessoasl apresenta como será feita a mobilização, como vão ser dispensados, o que precisa ser reforçado em termos de habilidades, segurança (EPI, por exemplo), recompensas e punições

310 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

311 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 9 > Conceitos gerais

312 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 9 > Conceitos gerais

313 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 9 > Conceitos gerais

314 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 9 > Planejar o gerenciamento dos recursos humanos: reflexão É o processo de identificar e documentar paéis, responsabilidades, habilidades necessárias e relações hierárquicas do projeto, e criar um plano de gerenciamento de pessoal - de acordo com o PMBoK.

315 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 9 > Mobilizar a equipe do projeto: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de confirmação da disponibilidade dos recursos humanos e obtenção da equipe necessária para concluir as designações do projeto - de acordo com o PMBoK.

316 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 9 > Mobilizar a equipe do projeto: entradas Entradas Plano de gerenciamento dos recursos humanos Fatores ambientais da empresa Ativos de processos organizacionais

317 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 9 > Mobilizar a equipe do projeto: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Pré-designação No TAP, por exemplo, pode ser determinado como premissa a designação de um profissional específico da empresa Negociação Negociar com outros gerentes e até gerentes funcionais e sêniores para conseguir recursos humanos para o projeto Contratação Buscar no mercado pessoal qualificado Equipes virtuais Equipes distribuídas Análise de decisão envolvendo critérios múltiplos

318 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 9 > Mobilizar a equipe do projeto: saídas Saídas Designações do pessoal do projeto Quem vai trabalhar no projeto e quais as necessidades dos profissionais em termos de preparação, matriz de responsabilidades, organogramas e etc. Calendários dos recursos Quando cada recurso irá trabalhar em atividades do projeto Atualizações do Plano de gerenciamento do projeto Atualização no plano de gerenciamento de RH e também em outros, como no cronograma, por exemplo

319 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 9 > Mobilizar a equipe do projeto: reflexão É o processo de confirmação da disponibilidade dos recursos humanos e obtenção da equipe necessária para concluir as designações do projeto - de acordo com o PMBoK.

320 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 9 > Desenvolver a equipe do projeto: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de melhoria de competêncisas, interação e ambiente global da equipe para aprimorar o desempenho do projeto - de acordo com o PMBoK.

321 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 9 > Desenvolver a equipe do projeto: entradas Entradas Plano de gerenciamento dos recursos humanos Aqui vamos aplicar o planejado, de acordo com a evolução do projeto e sua execução partindo de organogramas e o plano em si Fatores ambientais da empresa A mobilização de fato, a designação das pessoas determinadas para o projeto Ativos de processos organizacionais O calendário possibilita uma correta designação

322 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 9 > Desenvolver a equipe do projeto: ferramentas e técnicas e saídas Ferramentas e técnicas Habilidades interpessoais Ser um líder situacional, tomar decisões, ter boa comunicação e habilidades interpessoais relevantes para o projeto - não pode ser uma pedra! Treinamento Desenvolvimento envolve preparo do pessoal para trabalhar nas habilidades necessárias para o projeto Atividades de construção da equipe Ir para um sítio jogar bola no final de semana faz milagres! Existem cinco estágios de desenvolvimento: formação, conflito, acordo, desempenho e disperção. Regras básicas - estipular regras para o relacionamento e trabalho Agrupamento - por todos em uma sala de trabalho Reconhecimento e recompensas Ferramentas de avaliação de pessoal

323 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

324 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 9 > Desenvolver a equipe do projeto: saídas Saídas Avaliações do desempenho da equipe Desempenho no projeto, não antes, mas depois da mobilização. Ao mobilizar avaliamos o que é necessário, depois avaliamos o resultado e necessidade de nova construção ou desenvolvimento específico Atualizações dos fatores ambientais da empresa A empresa pode ter registros e arquivos por funcionários, por exemplo.

325 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 9 > Desenvolver a equipe do projeto: reflexão É o processo de melhoria de competêncisas, interação e ambiente global da equipe para aprimorar o desempenho do projeto - de acordo com o PMBoK.

326 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 9 > Gerenciar a equipe do projeto: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de acompanhar o desempenho de membros da equipe, fornecer feedback, resolver questões e gerenciar as mudanças para otimizar o desempenho do projeto - de acordo com o PMBoK.

327 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 9 > Gerenciar a equipe do projeto: entradas Entradas Plano de gerenciamento dos recursos humanos Designações do pessoal do projeto Avaliações do desempenho da equipe Conforme a saída do desenvovlimento da equipe Registro das questões Relacionada com as partes interessadas. As partes interessadas podem registrar questões, dúvidas, ingadações e até mesmo problemas encontrados e registrados junto das partes interessadas Relatórios de desempenho do trabalho Andamento do projeto como um todo Ativos de processos organizacionais

328 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 9 > Gerenciar a equipe do projeto: Ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Observação e conversas Perceber na prática, no dia-a-dia, de forma informal o clima da equipe de projeto e trabalho Avaliações de desempenho do projeto Desempenho dos indivíduos Gerenciamento de conflitos Evitar, suavizar, comprometer, impor e colaborar Habilidades interpessoais

329 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 9 > Gerenciar a equipe do projeto: saídas Saídas Solicitações de mudança Atualizações do Plano de gerenciamento do projeto Atualizações dos documentos do projeto Atualizações dos Fatores ambientais da empresa Atualizações dos Ativos de processos organizacionais

330 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 9 > Gerenciar a equipe do projeto: reflexão É o processo de acompanhar o desempenho de membros da equipe, fornecer feedback, resolver questões e gerenciar as mudanças para otimizar o desempenho do projeto - de acordo com o PMBoK.

331 , Esp., PMP, ITIL Expert Fim do Módulo 9 Obrigado!, Esp., PMP, ITIL Expert

332 , Esp., PMP, ITIL Expert Curso de Gerenciamento de Projetos com Base no PMBoK do PMI 5ª Edição Preparatório para Certificação CAPM MÓDULO 10: GERENCIAMENTO DAS COMUNICAÇÕES

333 Avisos importantes Autor e Instrutor do Curso:, Esp., PMP, ITIL Expert Marcas Registradas: PMI e PMBoK são marcas registradas do PMI. ITIL é uma marca registrada Axelos. Site do Autor: Esp., PMP, ITIL Expert

334 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 10 > Processos de gerenciamento das comunicações Processos de Gerenciamento das Comunicações 1. Planejar o gerenciamento das comunicações (Pl.) 2. Gerenciar as comunicações (Ex.) 3. Controlar as comunicações (Mo.)

335 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

336 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 10 > Planejar o gerenciamento das comunicações: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de desenvolver uma abordagem apropriada e um plano de comunicação do projeto com base nas necessidades de informação e requisitos das partes interessadas e nos ativos organizacionais disponíveis - de acordo com o PMBoK.

337 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 10 > Planejar o gerenciamento das comunicações: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto Controle geral do projeto e também processos de gestão apontados Registro das partes interessadas As necessidades comunicacionais das partes interessadas é o que queremos aqui Fatores ambientais da empresa Ativos de processos organizacionais

338 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 10 > Planejar o gerenciamento das comunicações: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Análise de requisitos da comunicação Quem precisa de qual informação baseado nas necessidades do projeto n(n-1)/2 Tecnologia das comunicações Telefone, , sistemas de comunicação até a estrutura comunicacional Modelos de comunicações Quem codifica, decodifica, ruídos na comunicação - um modelo de acordo com o gráfico apresentado Métodos de comunicação Interativa, push e pull Reuniões Kick-off, por exemplo

339 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 10 > Conceitos gerais

340 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 10 > Planejar o gerenciamento das comunicações: saídas Saídas Plano de gerenciamento das comunicações Requisitos de comunicações das partes interessadas Como vão ser comunicadas as informações Intervalo de tempo Métodos, tecnologias Quem e como vai comunicar Glossário Atualizações dos documentos do projeto

341 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 10 > Planejar o gerenciamento das comunicações: reflexão É o processo de desenvolver uma abordagem apropriada e um plano de comunicação do projeto com base nas necessidades de informação e requisitos das partes interessadas e nos ativos organizacionais disponíveis - de acordo com o PMBoK.

342 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 10 > Gerenciar as comunicações: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de criar, coletar, distribuir, armazenar e recuperar e de disposição final das informações do projeto de acordo com o plano de gerenciamento das comunicações - de acordo com o PMBoK.

343 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 10 > Gerenciar as comunicações: entradas Entradas Plano de gerenciamento das comunicações Vamos atuar colocando na prática o planejado aqui Relatórios de desempenho do trabalho Vamos investir um bom tempo comunicando o andamento do projeto Fatores ambientais da empresa Ativos de processos organizacionais

344 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 10 > Gerenciar as comunicações: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Tecnologia das comunicações Modelos de comunicações Métodos de comunicação Sistemas de gerenciamento da informação Relatórios de desempenho

345 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 10 > Gerenciar as comunicações: saídas Saídas Comunicações do projeto Relatórios, status, reuniões, s... Atualizações do Plano de gerenciamento do projeto Atualizações dos documentos do projeto Registro de questões, cronograma, orçamento, relatórios e diversos documentos relacionados com as comunciações Atualizações dos ativos de processos organizacionais

346 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 10 > Gerenciar as comunicações: reflexão É o processo de criar, coletar, distribuir, armazenar e recuperar e de disposição final das informações do projeto de acordo com o plano de gerenciamento das comunicações - de acordo com o PMBoK.

347 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 10 > Controlar as comunicações: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de monitoramento e controle das comunicações durante todo o ciclo de vida do projeto para garantir que as necessidades de informação das partes interessadas sejam atendidas - de acordo com o PMBoK.

348 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 10 > Controlar as comunicações: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto Comunicações do projeto Registro das questões Dados sobre o desempenho do trabalho Ativos de processos organizacionais

349 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 10 > Controlar as comunicações: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Sistemas de gerenciamento da informação Opinião Especializada Reuniões

350 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 10 > Controlar as comunicações: saídas Saídas Informações sobre o desempenho do trabalho Solicitações de mudança Atualizações do Plano de gerenciamento do projeto Atualizações dos Documentos do projeto Atualizações dos Ativos de processos organizacionais

351 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 10 > Controlar as comunicações: reflexão É o processo de monitoramento e controle das comunicações durante todo o ciclo de vida do projeto para garantir que as necessidades de informação das partes interessadas sejam atendidas - de acordo com o PMBoK.

352 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

353 , Esp., PMP, ITIL Expert Fim do Módulo 10 Obrigado!, Esp., PMP, ITIL Expert

354 , Esp., PMP, ITIL Expert Curso de Gerenciamento de Projetos com Base no PMBoK do PMI 5ª Edição Preparatório para Certificação CAPM MÓDULO 11: GERENCIAMENTO DOS RISCOS

355 Avisos importantes Autor e Instrutor do Curso:, Esp., PMP, ITIL Expert Marcas Registradas: PMI e PMBoK são marcas registradas do PMI. ITIL é uma marca registrada Axelos. Site do Autor: Esp., PMP, ITIL Expert

356 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Processos de gerenciamento dos riscos Processos de Gerenciamento dos Riscos 1. Planejar o gerenciamento de riscos (Pl.) 2. Identificar riscos (Pl.) 3. Realizar a análise qualitativa de riscos (Pl.) 4. Realizar a análise quantitativa de riscos (Pl.) 5. Planejar respostas aos riscos (Pl.) 6. Monitorar e controlar riscos (Mo.)

357 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

358 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Conceitos gerais

359 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Conceitos gerais

360 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Conceitos gerais

361 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Planejar o gerenciamento dos riscos: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de definição de como conduzir as atividades de gerenciamento dos riscos de um projeto - de acordo com o PMBoK.

362 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Planejar o gerenciamento dos riscos: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto Linhas de base do escopo, tempo e custos e também processos de risco apontados para o projeto Termo de abertura do projeto Riscos preliminares, informações a respeito de restrições, premissas e partes interessadas Registro das partes interessadas Partes interessadas que podem afetar o projeto positiva e/ou negativamente, seus interesses e necessidades Fatores ambientais da empresa Apetite e tolerância ao risco, ambiente interno e externo Ativos de processos organizacionais Procedimentos de gestão de riscos, documentos e padrões

363 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Planejar o gerenciamento dos riscos: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Técnicas analíticas Mais próxima de uma análise dos fatores ambientais Opinião Especializada Especialistas em gerenciamento de riscos, gerentes sêniores e partes interessadas Reuniões Para determinação do plano, seus componentes e processos de gestão de riscos

364 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Planejar o gerenciamento dos riscos: saídas Saídas Plano de gerenciamento dos riscos Papéis e responsabilidades frente as atividades de gestão dos riscos Categoria de riscos EAR - Estrutura analítica de riscos já relacionados com o trabalho do projeto e entregas Probabilidade e impacto dos riscos Aqui temos os números, a base para futuros cálculos Matriz de propabilidade de impacto Tolerências/limites

365 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Conceitos gerais

366 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Conceitos gerais

367 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

368 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Planejar o gerenciamento dos riscos: reflexão É o processo de definição de como conduzir as atividades de gerenciamento dos riscos de um projeto - de acordo com o PMBoK.

369 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Identificar os riscos: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de determinação dos riscos que podem afetar o projeto e de documentação de suas características - de acordo com o PMBoK.

370 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Identificar os riscos: entradas Entradas Plano de gerenciamento dos riscos Plano de gerenciamento dos custos Plano de gerenciamento do cronograma Plano de gerenciamento da qualidade Plano de gerenciamento dos recursos humanos Linha de base do escopo Estimativas de custos das atividades Estimativas de duração das atividades Registro das partes interessadas Documentos do projeto Fatores ambientais da empresa Ativos de processos organizacionais

371 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Conceitos gerais

372 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Identificar os riscos: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Revisões de documentação Rever os documentos relacionados nas entradas do processo Técnicas de coleta de informações Levantar informações a partir da revisão dos documentos a partir de análise da causa-raiz, entrevistas e brainstorming Análise de listas de verificação Verificação de pontos específicos com base em projetos passados e sobressalentes Análise de premissas Validar as premissas, como por exemplo se é uma premissa ter 100 mil reais de orçamento, verificar se o dinheiro está disponível Técnicas de diagramas Causa e efeito, diagrama de influência e outros Análise de forças, fraquezas, oportunidades e ameaças - SWOT Opinião Especializada

373 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Identificar os riscos: saídas Saídas Registro dos riscos Eventos de risco, gatilhos que podem acionar os riscos, categoria de acordo com a EAR, causas, responsável, respostas possíveis e informações relacionadas e relevantes de acordo com os objetivos do projeto

374 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Conceitos gerais

375 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Identificar os riscos: reflexão É o processo de determinação dos riscos que podem afetar o projeto e de documentação de suas características - de acordo com o PMBoK.

376 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Análise qualitativa dos riscos: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de priorização de riscos para análise ou ação adicional através da avaliação e combinação de sua probabilidade de ocorrência e impacto - de acordo com o PMBoK.

377 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Análise qualitativa dos riscos: entradas Entradas Plano de gerenciamento dos riscos O mais importante aqui é a probabilidade e impacto e a matriz de P&I junto dos papéis na gestão dos riscos Linha de base do escopo Cara-crachá com a EAP em mãos para busar riscos em pacotes de trabalho Registro dos riscos Todos os riscos identificados até então Fatores ambientais da empresa Ativos de processos organizacionais

378 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Análise qualitativa dos riscos: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Avaliação de probabilidade e impacto dos riscos Ferramenta subjetiva de análise por meio de reuniões utilizando a matriz de P&I - utiliza-se a fórmula ER=P*I para classificar os riscos Matriz de probabilidade e impacto Aplicação da matriz aos riscos avaliados Avaliação de qualidade dos dados sobre riscos Será que podemos confiar nos dados que temos para fazer um julgamento mais próximo do real/correto? Categorização de riscos Utilização de uma ténica de organização como a EAR Avaliação da urgência dos riscos ER= P*I*U Opinião Especializada

379 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Análise qualitativa dos riscos: saídas Saídas Atualizações dos documentos do projeto A matriz de propabilidade e impacto, por exemplo, é um documento do projeto que vai ser atualizado - assim como o registro de riscos e ainda outros relacionados

380 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Análise qualitativa dos riscos: reflexão É o processo de priorização de riscos para análise ou ação adicional através da avaliação e combinação de sua probabilidade de ocorrência e impacto - de acordo com o PMBoK.

381 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

382 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Análise quantitativa dos riscos: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de analisar numericamente o efeito dos riscos identificados nos objetivos gerais do projeto - de acordo com o PMBoK.

383 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Análise quantitativa dos riscos: entradas Entradas Plano de gerenciamento dos riscos O que define os riscos que serão quantitativamente analisados? Plano de gerenciamento dos custos Riscos geralmente significam custos Plano de gerenciamento do cronograma E também prazos... Registro dos riscos Riscos até então identificados e registrados Fatores ambientais da empresa O ambiente pode afetar os riscos, como super inflação ou eventos como falecimento de um executivo importante Ativos de processos organizacionais

384 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Análise quantitativa dos riscos: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Técnicas de coleta e apresentação de dados Entrevistas e gráficos diversos Técnicas de modelagem e análise quantitativa de riscos Análise de sensibilidade, análise do valor monetário esperado, árvore de decisão e Monte Carlo Opinião Especializada

385 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Análise quantitativa dos riscos: saídas Saídas Atualizações dos documentos do projeto Registro dos riscos com relacionamento entre os riscos e as análises correspondentes, novos riscos, novos valores encontrados, prazos determinados e assim por diante

386 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Análise quantitativa dos riscos: reflexão É o processo de analisar numericamente o efeito dos riscos identificados nos objetivos gerais do projeto - de acordo com o PMBoK.

387 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Planejar resposta aos riscos: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de desenvolvimento de opções e ações para aumentar as oportunidades e reduzir as ameaças aos objetivos do projeto - de acordo com o PMBoK.

388 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Planejar resposta aos riscos: entradas Entradas Plano de gerenciamento dos riscos A forma de lidar com os riscos está descrita aqui, portanto os riscos qualificados para análise e planejamento de respostas devem ser selecionados por meio dos riscos Registro dos riscos Os riscos priorizados devem ser mantidos no registro dos riscos e, inclusive, algumas respostas iniciais podem ter sido apresentadas

389 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Planejar resposta aos riscos: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Estratégias para riscos negativos ou ameaças Evitar, transferir, mitigar ou aceitar Estratégias para riscos positivos ou oportunidades Explorar, compartilhar, melhorar ou aceitar Estratégias de respostas de contingência Planos de contingência, reservas de contingência e planos de emergência em geral Opinião Especializada

390 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Planejar resposta aos riscos: saídas Saídas Atualizações do plano de gerenciamento do projeto Lembrando que o plano de gerenciamento é composto pelo plano em si e os planos auxiliares Estratégias e respostas a riscos podem afetar diversos dos planos de gerenciamento do projeto Atualizações dos documentos do projeto Registro de riscos, planos de emergência e outros

391 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Planejar resposta aos riscos: reflexão É o processo de desenvolvimento de opções e ações para aumentar as oportunidades e reduzir as ameaças aos objetivos do projeto - de acordo com o PMBoK.

392 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Controlar os riscos: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de implementação dos planos de resposta aos riscos, acompanhamento dos riscos identificados, monitoramento dos riscos residuais, identificação de novos riscos e avaliação da eficácia do processo de riscos durante todo o projeto - de acordo com o PMBoK.

393 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Controlar os riscos: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto Inclui linhas de base e planos de gerenciamento do projeto Registro dos riscos Aqui as respostas aos riscos, planejadas, devem estar registradas Dados sobre o desempenho do trabalho Status de atividades e dados gerais Relatórios de desempenho do trabalho Índices como IDC, IDP e etc.

394 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

395 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Controlar os riscos: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Reavaliação de riscos Manutenção do registro dos riscos Auditorias de riscos Voltada para os processos de gestão de riscos Análises de variação e tendências Acompanhamento de tendências para monitorar riscos e gatilhos Medição de desempenho técnico Não muito diferente das variações, pois aponta a capacidade de atender prazos, custos e escopo Análise de reservas Pode não ser mais necessário manter reservas, por exemplo Reuniões

396 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Controlar os riscos: saídas Saídas Informações sobre o desempenho do trabalho Solicitações de mudança Atualizações do plano de gerenciamento do projeto Atualizações dos documentos do projeto Atualizações dos ativos de processos organizacionais

397 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 11 > Controlar os riscos: reflexão É o processo de implementação dos planos de resposta aos riscos, acompanhamento dos riscos identificados, monitoramento dos riscos residuais, identificação de novos riscos e avaliação da eficácia do processo de riscos durante todo o projeto - de acordo com o PMBoK.

398 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

399 , Esp., PMP, ITIL Expert Fim do Módulo 11 Obrigado!, Esp., PMP, ITIL Expert

400 , Esp., PMP, ITIL Expert Curso de Gerenciamento de Projetos com Base no PMBoK do PMI 5ª Edição Preparatório para Certificação CAPM MÓDULO 12: GERENCIAMENTO DAS AQUISIÇÕES

401 Avisos importantes Autor e Instrutor do Curso:, Esp., PMP, ITIL Expert Marcas Registradas: PMI e PMBoK são marcas registradas do PMI. ITIL é uma marca registrada Axelos. Site do Autor: Esp., PMP, ITIL Expert

402 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 12 > Processos de gerenciamento das aquisições Processos de Gerenciamento das Aquisições 1. Planejar aquisições (Pl.) 2. Conduzir aquisições (Ex.) 3. Gerenciar as aquisições (Mo.) 4. Encerrar aquisições (En.)

403 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 12 > Planejar o gerenciamento das aquisições: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de documentação das decisões de compra do projeto, especificando a abordagem e identificando fornecedores em potencial - de acordo com o PMBoK.

404 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 12 > Planejar o gerenciamento das aquisições: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto Linha de base do escopo para verificação de fazer ou comprar Documentação dos requisitos Questões legais, técnicas, prazos e custos Registro dos riscos Riscos envolvidos no trabalho do projeto e de desenvolvimento do produto/entregas Requisitos de recursos das atividades Talvez não existam recursos disponíveis para determinadas atividades Cronograma do projeto Estimativas de custos das atividades Registro das partes interessadas Até mesmo por uma questão de ética, por exemplo uma parte interessada quer vender algo para o projeto Fatores ambientais da empresa Ativos de processos organizacionais

405 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 12 > Planejar o gerenciamento das aquisições: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Análise de fazer ou comprar Determinará a necessidade de compra ou terceirização de serviços no projeto Opinião especializada Experts, pessoas da organização que podem ajudar a determinar a capacidade da empresa nas decisões de fazer ou comprar Pesquisa de mercado Para determinar as melhores escolhas de fornecedores e entender impactos relacionados a decisões de aquisições Reuniões

406 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

407 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 12 > Planejar o gerenciamento das aquisições: saídas Saídas Plano de gerenciamento das aquisições Fornecedores pré-selecionados, como serão selecionados e contratados os fornecedores, os contratos a serem utilizados, documentos padrão e como será feita a gestão das aquisições e seus processos subsequentes Declarações do trabalho das aquisições Semelhante a declaração do trabalho do projeto, apresenta o trabalho a ser feito pelo contratado Documentos de aquisição Contrados, cláusulas específicas, DT e outros documentos de interesse de ambas as partes - solicitação de informações, propostas, convites para concorrência e assim por diante Critérios para seleção de fontes Decisões de fazer ou comprar Solicitações de mudança Terceirizar um serviço pode mudar linhas de base do projeto, por exemplo Atualizações dos Documentos do projeto

408 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 12 > Planejar o gerenciamento das aquisições: reflexão É o processo de documentação das decisões de compra do projeto, especificando a abordagem e identificando fornecedores em potencial - de acordo com o PMBoK.

409 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 12 > Conduzir as aquisições: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de obtenção de respostas de fornecedores, seleção de um fornecedor e adjudicação de um contrato - de acordo com o PMBoK.

410 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

411 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 12 > Conduzir as aquisições: entradas Entradas Plano de gerenciamento das aquisições Explica a aplicação do processo Documentos de aquisição As solicitações de proposta, informações e outros documentos de aquisição/contratação necessários e gerados anteriormente Critérios para seleção de fontes O que será levado em conta na contratação? Propostas dos fornecedores As respostas para os documentos enviados de solicitação de informações e outros Documentos do projeto Riscos identificados, questões de partes interessadas, requisitos e todos que possam ser necessários Decisões de fazer ou comprar Declarações do trabalho das aquisições Ativos de processos organizacionais

412 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 12 > Conduzir as aquisições: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Reuniões com licitantes Os licitantes podem ter dúvidas, podem precisar de informações adicionais e ao mesmo tempo precisamso ser justos e oferecer informações para todos Técnicas de avaliação de propostas Por escore ou nota relacionada a pontos de interesse do projeto aplicados as propostas Estimativas independentes Consultoria, não muito diferente da opinião especializada - mas fora da organização Opinião especializada Publicidade Técnicas analíticas Negociações das aquisições

413 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 12 > Conduzir as aquisições: saídas Saídas Fornecedores selecionados Acordos Contratos, por exemplo, incluindo documentos anexos relevantes Calendários dos recursos Calendário dos recursos contratados alinhados com os recursos próprios já mapeados Solicitações de mudança Aquisições podem representar mudanças no projeto de forma geral Atualizações do plano de gerenciamento do projeto Linhas de base, por exemplo, podem ser diretamente impactadas por aquisições Atualizações dos documentos do projeto Requisitos terceirizados podem ter sua rastreabilidade alterada e riscos novos podem surgir

414 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 12 > Conduzir as aquisições: reflexão É o processo de obtenção de respostas de fornecedores, seleção de um fornecedor e adjudicação de um contrato - de acordo com o PMBoK.

415 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 12 > Controlar as aquisições: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de gerenciar as relações de aquisição, monitorar o desempenho do contrato e fazer mudanças e correções conforme necessário - de acordo com o PMBoK.

416 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 12 > Controlar as aquisições: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto Linhas de base e planos de gerenciamento de projeto auxiliares Documentos de aquisição Documentação gerada nos processos anteriores, como propostas e informações Acordos Contratos firmados e seus anexos Solicitações de mudança aprovadas Solicitações geradas no processo de condução de aquisições e aprovadas no controle integrado de mudanças Relatórios de desempenho do trabalho Relatórios com indicadores, dados transformados em informações para controle Dados sobre o desempenho do trabalho Custos, prazos e DADOS de desempenho geral

417 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 12 > Controlar as aquisições: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Sistema de controle de mudanças no contrato Análise de desempenho das aquisições Inspeções e Auditorias Controle de entregas e também auditoria de processos nas empresas contratadas Relatórios de desempenho Informações de desempenho das entregas terceirizadas Sistemas de pagamento Administração de reivindicações Reinvindicações podem ser questões de partes interessadas transformadas em reinvindicações contratuais, dificuldades, problemas com entregas e pagamentos Sistema de gerenciamento de registros Mais voltado para o controle documental

418 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 12 > Controlar as aquisições: Saídas Saídas Informações sobre o desempenho do trabalho Solicitações de mudança Atualizações do plano de gerenciamento do projeto Atualizações dos documentos do projeto Atualizações dos ativos de processos organizacionais

419 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 12 > Controlar as aquisições: reflexão É o processo de gerenciar as relações de aquisição, monitorar o desempenho do contrato e fazer mudanças e correções conforme necessário - de acordo com o PMBoK.

420 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 12 > Encerrar as aquisições: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de finalização de cada aquisição do projeto - de acordo com o PMBoK.

421 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 12 > Encerrar as aquisições: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto Plano de gerenciamento das aquisições que irá orientar o encerramento das aquisições Documentos de aquisição Projeto desenvolvido pela empresa terceirizada Contratos, cronogramas, inspeções e auditorias Mudanças Desempenho, faturas, pagamentos

422 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 12 > Encerrar as aquisições: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Auditorias de aquisições Revisão dos processos de aquisição Negociações das aquisições Encerramento das reinvindicações Sistema de gerenciamento de registros Registros documentais

423 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 12 > Encerrar as aquisições: saídas Saídas Aquisições encerradas O encerramento a partir do que fora acordado por meio do contrato de aquisição de produtos ou prestação de serviços Atualizações dos ativos de processos organizacionais Lições aprendidas, documentos e padrões de aquisição

424 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 12 > Encerrar as aquisições: reflexão É o processo de finalização de cada aquisição do projeto - de acordo com o PMBoK.

425 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

426 , Esp., PMP, ITIL Expert Fim do Módulo 12 Obrigado!, Esp., PMP, ITIL Expert

427 Curso de Gerenciamento de Projetos com Base no PMBoK do PMI 5ª Edição Preparatório para Certificação CAPM MÓDULO 13: GERENCIAMENTO DAS PARTES INTERESSADAS, Esp., PMP, ITIL Expert

428 Avisos importantes Autor e Instrutor do Curso:, Esp., PMP, ITIL Expert Marcas Registradas: PMI e PMBoK são marcas registradas do PMI. ITIL é uma marca registrada Axelos. Site do Autor: Esp., PMP, ITIL Expert

429 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 13 > Processos de gerenciamento das partes interessadas Processos de Gerenciamento das Aquisições 1. Identificar as partes interessadas (In.) 2. Planejar o gerenciamento das partes interessadas (Pl.) 3. Gerenciar o engajamento das partes interessadas (Ex.) 4. Controlar o engajamento das partes interessadas (Mo.)

430 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 13 > Identificar as partes interessadas: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de identificação das pessoas, grupos ou organizações que possam afetar ou serem afetados por uma decisão, atividade, ou resultado do projeto; e analisar e documentar as informações relevantes relacionadas aos seus interesses, envolvimento, interdependência, influência e impacto potencial no sucesso do projeto - de acordo com o PMBoK.

431 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 13 > Identificar as partes interessadas: entradas Entradas Termo de abertura do projeto Aqui já podemos encontrar partes interessadas listadas Documentos de aquisição Um contrato pode apresentar, em um subprojeto ou projeto para terceiros, partes interessadas relevantes Fatores ambientais da empresa O ambiente organizacional por si só é a origem de grande parte das partes interessadas Ativos de processos organizacionais Padrões, processos modelo e projetos anteriores e seus documentos

432 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

433 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 13 > Identificar as partes interessadas: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Análise de partes interessadas Determina o interesse, poder, influência e impacto da parte interessada no projeto e com isto é possível elaborar estratégias de posição para a parte interessada e até neutralização Opinião Especializada Pode variar de projeto para projeto, como em construções em áreas ocupadas um especialista pode ser um sociólogo Reuniões

434 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 13 > Identificar as partes interessadas: entradas Saídas Registro das partes interessadas Nome, cargo, departamento, o que espera do projeto, como influencia o projeto, qual responsabilidade tem, se é da equipe do projeto ou de trabalho, sua classificação de poder e influência e informações que o gestor achar importantes

435 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 13 > Conceitos gerais

436 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 13 > Identificar as partes interessadas: reflexão É o processo de identificação das pessoas, grupos ou organizações que possam afetar ou serem afetados por uma decisão, atividade, ou resultado do projeto; e analisar e documentar as informações relevantes relacionadas aos seus interesses, envolvimento, interdependência, influência e impacto potencial no sucesso do projeto - de acordo com o PMBoK.

437 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 13 > Planejar o gerenciamento das partes interessadas: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de desenvolvimento de estratégias de gerenciamento adequadas para envolver efetivamente as partes interessadas durante todo o ciclo de vida do projeto, com base na análise de suas necessidades, interesses e potencial impacto sobre o sucesso do projeto - de acordo com o PMBoK.

438 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 13 > Planejar o gerenciamento das partes interessadas: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto Indica os processos de gerenciamento das partes interessadas e dependendo do momento em que for dada a entrada neste processo pode já contar com outros planos auxiliares Registro das partes interessadas Elaborada no processo próprio de identificação Fatores ambientais da empresa Cultura, ambiente interno e externo Ativos de processos organizacionais Projetos anteriores e gestão de partes interessadas em outros trabalhos

439 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 13 > Planejar o gerenciamento das partes interessadas: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Opinião Especializada Reuniões Técnicas analíticas Inconsciente Resistente Neutro Apoiador Entusiasta

440 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 13 > Conceitos gerais

441 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 13 > Planejar o gerenciamento das partes interessadas: saídas Saídas Plano de gerenciamento das partes interessadas Neste plano iremos apresentar os resultados do processo de identificação e também as estratégias de engajamento para as partes interessadas Atualizações dos Documentos do projeto Cronogramas, custos e o próprio registro das partes interessadas

442 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 13 > Planejar o gerenciamento das partes interessadas: reflexão É o processo de desenvolvimento de estratégias de gerenciamento adequadas para envolver efetivamente as partes interessadas durante todo o ciclo de vida do projeto, com base na análise de suas necessidades, interesses e potencial impacto sobre o sucesso do projeto - de acordo com o PMBoK.

443 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 13 > Gerenciar o engajamento das partes interessadas: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo de comunicação e interação com as partes interessadas para atender suas necessidades e expectativas, solucionar questões à medida que ocorrem e promover o engajamento das partes interessadas adequadas nas atividades do projeto ao longo do ciclo de vida do projeto - de acordo com o PMBoK.

444 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 13 > Gerenciar o engajamento das partes interessadas: entradas Entradas Plano de gerenciamento das partes interessadas Apresenta as estratégias adotadas para as partes interessadas e a posição que queremos que cada uma tenha no projeto Plano de gerenciamento das comunicações Este é o plano que apresenta como iremos nos comunicar não só com a equipe de projeto e de trabalho, mas também com as partes interessadas Registro das mudanças Mudanças necessárias advindas da interação com as partes interessadas Ativos de processos organizacionais

445 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 13 > Gerenciar o engajamento das partes interessadas: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Métodos de comunicação Aplicação das comunicações do projeto Habilidades interpessoais Habilidades do gestor de gerenciar as partes interessadas Habilidades de gerenciamento Habilidades de gestão de projetos como muitas apresentadas neste curso - negociação colaborativa para resolução de conflitos, or exemplo

446 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 13 > Gerenciar o engajamento das partes interessadas: saídas Saídas Registro das questões Dúvidas, conflitos, problemas, necessidades que precisam de atenção impactam o projeto Podem ser apresentadas em um documento com a questão, o autor, a parte involvida (ou partes), status, gravidade, área do projeto relacionda e etc. Solicitações de mudança A partir da interação com as partes interessadas podem ser necessárias mudanças no projeto com o objetivo de mantê-las satisfeitas Atualizações do plano de gerenciamento do projeto Atualizações dos documentos do projeto Atualizações dos ativos de processos organizacionais

447 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 13 > Gerenciar o engajamento das partes interessadas: reflexão É o processo de comunicação e interação com as partes interessadas para atender suas necessidades e expectativas, solucionar questões à medida que ocorrem e promover o engajamento das partes interessadas adequadas nas atividades do projeto ao longo do ciclo de vida do projeto - de acordo com o PMBoK.

448 , Esp., PMP, ITIL Expert Você pode copiar este material livremente inclusive para fins comerciais contando que atribua a autoria do original a mim,. A atribuição deve ser feita antes da apresentação do conteúdo de forma clara e legível. Isto não significa que você deva atribuir seu trabalho a mim, apenas a parte que criei de forma voluntária e que hoje compartilho publicamente. Respeite meus direitos autorais e continuarei criando material livre para você e para todos.

449 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 13 > Controlar o engajamento das partes interessadas: entradas, ferramentas e técnicas e saídas É o processo que monitora as relações das partes interessadas do projeto e ajusta as estratégias e planos para envolver as partes interessadas - de acordo com o PMBoK.

450 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 13 > Controlar o engajamento das partes interessadas: entradas Entradas Plano de gerenciamento do projeto Registro das questões Elaborado ao longo do gerenciamento das partes interessadas Dados sobre o desempenho do trabalho Dados referentes ao status do trabalho e do projeto Documentos do projeto Regsitro das partes interessadas, registro de mudanças, riscos e etc.

451 , Esp., PMP, ITIL Expert Módulo 13 > Controlar o engajamento das partes interessadas: ferramentas e técnicas Ferramentas e técnicas Sistemas de gerenciamento da informação Softwares e sistemas lógicos de uma organização Opinião Especializada Reuniões

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: GESTÃO DE PROJETOS. Prof. Msc. Carlos José Giudice dos Santos

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: GESTÃO DE PROJETOS. Prof. Msc. Carlos José Giudice dos Santos FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: GESTÃO DE PROJETOS Prof. Msc. Carlos José Giudice dos Santos IMPORTÂNCIA DO GUIA PMBOK [01] Grandes organizações, notadamente aquelas que chamamos de multinacionais, trabalham

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Assinatura Visual Aplicação com outras marcas Em locais onde a marca da será centro vertical, respeitando uma mesma distância da assinatura colocada junto a outras marcas, distância equivalente a 2 vezes

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: GESTÃO DE PROJETOS. Prof. Msc. Carlos José Giudice dos Santos

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: GESTÃO DE PROJETOS. Prof. Msc. Carlos José Giudice dos Santos FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: GESTÃO DE PROJETOS Prof. Msc. Carlos José Giudice dos Santos O QUE SÃO PROCESSOS? De acordo com o Guia PMBOK, (2013) processo é um conjunto de ações e/ou atividades inter-relacionadas

Leia mais

Logo. O que procura? Onde? Para? Mais opções. Pesquisar

Logo. O que procura? Onde? Para? Mais opções. Pesquisar Ecrã inicial Logo O que procura? Onde? Para? Mais opções Pesquisar Clicar nas setas puxa os empreendimentos Pesquisa Publicar Banca Área Pessoal 1 Iniciar sessão Iniciar sessão: Email Password Iniciar

Leia mais

MÍDIAKIT Publicidade: Formatos / Ubicações / Tarifário

MÍDIAKIT Publicidade: Formatos / Ubicações / Tarifário Publicidade: Formatos / Ubicações / Tarifário CONTATO Roberto Ribas roberto@proautores.com Formatos de Banners GS: Todas as páginas do site 480x120 pix 920x100 pix Mini Banner 455x100 pix 320x100 pix 220x240

Leia mais

Devo fazer uma certificação em Gerenciamento de Projetos? CAPM PMP PgMP PMI-ACP SM PMI-RMP PMI-SP. http://brasil.pmi.org

Devo fazer uma certificação em Gerenciamento de Projetos? CAPM PMP PgMP PMI-ACP SM PMI-RMP PMI-SP. http://brasil.pmi.org Devo fazer uma certificação em Gerenciamento de Projetos? CAPM PMP PgMP PMI-ACP SM PMI-RMP PMI-SP http://brasil.pmi.org Em todo o mundo há uma grande demanda por gerentes de projetos qualificados. Uma

Leia mais

Novidades do Guia PMBOK 5ª edição

Novidades do Guia PMBOK 5ª edição Novidades do Guia PMBOK 5ª edição Mauro Sotille, PMP O Guia PMBOK 5 a edição (A Guide to the Project Management Body of Knowledge (PMBOK Guide) Fifth Edition), em Inglês, foi lançado oficialmente pelo

Leia mais

Manual da Marca Grupo Educacional Unis. Grupo Educacional

Manual da Marca Grupo Educacional Unis. Grupo Educacional Manual da Marca Grupo Educacional Unis Grupo Educacional Enquanto os meios de comunicação se tornam mais complexos, o comportamento das empresas, o nome social, os sinais visuais e produtos seguem o caminho

Leia mais

O PMI e o Gerenciamento de Projetos

O PMI e o Gerenciamento de Projetos O PMI e o Gerenciamento de Projetos André Voltolini Ex presidente PMI-RS VP de Relações Institucionais e Marketing - PMI-RS 09/2015 1 Sobre o que falaremos hoje PMI e o PMI-RS Guia PMBOK e Outras Referências

Leia mais

Um passo inicial para aplicação do gerenciamento de projetos em pequenas empresas

Um passo inicial para aplicação do gerenciamento de projetos em pequenas empresas Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gestão de Projetos Aperfeiçoamento/GPPP1301 T132 09 de outubro de 2013 Um passo inicial para aplicação do gerenciamento de s em pequenas empresas Heinrich

Leia mais

Tutorial de Gerenciamento de Projetos. Erika Yamagishi Semana de Qualidade e Gestão Unicamp/FT 13 de maio de 2011

Tutorial de Gerenciamento de Projetos. Erika Yamagishi Semana de Qualidade e Gestão Unicamp/FT 13 de maio de 2011 Tutorial de Gerenciamento de Projetos Erika Yamagishi Semana de Qualidade e Gestão Unicamp/FT 13 de maio de 2011 Apresentação Erika Yamagishi Engenheira de Computação pela UNICAMP Consultora associada

Leia mais

Gerenciamento de Projetos. Faculdade Unisaber 2º Sem 2009

Gerenciamento de Projetos. Faculdade Unisaber 2º Sem 2009 Semana de Tecnologia Gerenciamento de Projetos Faculdade Unisaber 2º Sem 2009 ferreiradasilva.celio@gmail.com O que é um Projeto? Projeto é um "esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço

Leia mais

PMBOK 4ª Edição III. O padrão de gerenciamento de projetos de um projeto

PMBOK 4ª Edição III. O padrão de gerenciamento de projetos de um projeto PMBOK 4ª Edição III O padrão de gerenciamento de projetos de um projeto 1 PMBOK 4ª Edição III Processos de gerenciamento de projetos de um projeto 2 Processos de gerenciamento de projetos de um projeto

Leia mais

Atenção: Esse produto pode ser pago pelos seus fornecedores.

Atenção: Esse produto pode ser pago pelos seus fornecedores. Atenção: Esse produto pode ser pago pelos seus fornecedores. E AGORA? ACERTOU, ESTAMOS FALANDO DA FORMA COMO SE PROMOVE UMA MARCA HOJE. A realidade SEU CLIENTE ENTRA NO SEU ESTABELECIMENTO NEM TE CUMPRIMENTA

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos PMI, PMP e PMBOK PMI (Project Management Institute) Estabelecido em 1969 e sediado na Filadélfia, Pensilvânia EUA, o PMI é a principal associação mundial, sem fins lucrativos,

Leia mais

Gerenciamento de custos do projeto

Gerenciamento de custos do projeto PMBOK Visão Geral O PMBOK (Project Management Body of Knowledge) é um guia do Conjunto de Conhecimentos em de Projetos, o qual inclui práticas comprovadas que são amplamente aplicadas na gestão de s, além

Leia mais

Gerenciamento da Integração (PMBoK 5ª ed.)

Gerenciamento da Integração (PMBoK 5ª ed.) Gerenciamento da Integração (PMBoK 5ª ed.) O PMBoK diz que: O gerenciamento da integração do projeto inclui os processos e as atividades necessárias para identificar, definir, combinar, unificar e coordenar

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS E CERTIFICAÇÕES PMI. Hedson Rodrigues Lima, CTFL, PMP

GERENCIAMENTO DE PROJETOS E CERTIFICAÇÕES PMI. Hedson Rodrigues Lima, CTFL, PMP GERENCIAMENTO DE PROJETOS E CERTIFICAÇÕES PMI Hedson Rodrigues Lima, CTFL, PMP Sobre o Palestrante Hedson Rodrigues Lima, CTFL, PMP Atua como: Gerente de Projetos Na Empresa: Gestao TI E também como: Instrutor

Leia mais

WWW.RJN.COM.BR. De acordo com a 5ª Edição (2013) do PMBOK

WWW.RJN.COM.BR. De acordo com a 5ª Edição (2013) do PMBOK De acordo com a 5ª Edição (2013) do PMBOK EMENTA DO TREINAMENTO Apresentar metodologia de estudo dos fundamentos de gerenciamento de projetos, das áreas de conhecimento (integração, escopo, tempo, custo,

Leia mais

Índice. O manual de identidade visual. A família tipográfica

Índice. O manual de identidade visual. A família tipográfica Índice 1 I. I. O manual de identidade visual 2 2.2. A família tipográfica 3 3.3. 3.1 3.1 3.2 3.2 3.3 3.3 3.4 3.4 3.5 3.5 3.6 3.6 Convenções sobre a utilização do logótipo A cor no logótipo Comportamento

Leia mais

Introdução. Gerência de Projetos de Software. Sumário. Sistemas de Informação para Processos Produtivos

Introdução. Gerência de Projetos de Software. Sumário. Sistemas de Informação para Processos Produtivos Sumário Sistemas de Informação para Processos Produtivos 1. Gerência de 2. Agentes principais e seus papéis 3. Ciclo de vida do gerenciamento de projetos M. Sc. Luiz Alberto lasf.bel@gmail.com Módulo 6

Leia mais

Olá. Milton Bueno Gerência da Central de Relações com Sindicatos e Coordenadorias. Ike Weber Comunicação Institucional

Olá. Milton Bueno Gerência da Central de Relações com Sindicatos e Coordenadorias. Ike Weber Comunicação Institucional 1 2 Olá Este material foi desenvolvido especialmente para tornar nossa parceria cada vez mais forte e próxima. O Sistema Fiep está passando por um grande alinhamento da sua comunicação institucional em

Leia mais

NÃO RESPONDA AS QUESTÕES QUE VOCÊ NÃO SABE

NÃO RESPONDA AS QUESTÕES QUE VOCÊ NÃO SABE Easy PMP - Preparatório para o Exame de Certificação PMP Simulado Inicial versão 5_22 Prof. André Ricardi, PMP Todos os direitos reservados Registre suas respostas na planilha Easy PMP-Simulado Inicial-5ª

Leia mais

O GERENTE DE PROJETOS

O GERENTE DE PROJETOS O GERENTE DE PROJETOS INTRODUÇÃO Autor: Danubio Borba, PMP Vamos discutir a importância das pessoas envolvidas em um projeto. São elas, e não os procedimentos ou técnicas, as peças fundamentais para se

Leia mais

Ministério Público do Estado de Goiás

Ministério Público do Estado de Goiás Ministério Público do Estado de Goiás Apresentação Inicial PMO Institucional MP-GO 1 Um projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo. Em muitos casos

Leia mais

Minicurrículo. Prof. Dr. Adilson de Oliveira Computer Engineering Ph.D Project Management Professional. Líder no PMO. Diretor e Professor

Minicurrículo. Prof. Dr. Adilson de Oliveira Computer Engineering Ph.D Project Management Professional. Líder no PMO. Diretor e Professor Adilson de Oliveira Minicurrículo Mestre em Ciência da Informação Doutor em Engenharia de Computação Diretor e Professor Líder no PMO Gerente de Projetos Profissional Prof. Dr. Adilson de Oliveira Computer

Leia mais

Comparação da Metodologia TenStep PGP (Processo de Gerenciamento de Projetos), com o Guia PMBOK 4ª Edição - PMI

Comparação da Metodologia TenStep PGP (Processo de Gerenciamento de Projetos), com o Guia PMBOK 4ª Edição - PMI Comparação da Metodologia TenStep PGP (Processo de Gerenciamento de Projetos), com o Guia PMBOK 4ª Edição - PMI 2010 TenStep Comparação da Metodologia TenStep PGP (Processo de Gerenciamento de Projetos)

Leia mais

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT MASTER IN PROJECT MANAGEMENT PROJETOS E COMUNICAÇÃO PROF. RICARDO SCHWACH MBA, PMP, COBIT, ITIL Atividade 1 Que modelos em gestão de projetos estão sendo adotados como referência nas organizações? Como

Leia mais

Gerenciamento de integração de projeto

Gerenciamento de integração de projeto Objetivos do Conteúdo Gerenciamento de integração de projeto Sergio Scheer / DCC / UFPR TC045 Gerenciamento de Projetos Prover capacitação para: - Identificar os processos de Gerenciamento de Projetos;

Leia mais

O GERENTE E A EQUIPE DE PROJETOS O Gerente de Projeto. Gestão Pública - 2º Ano Desenvolvimento de Projetos Prof. Rafael Roesler Aula 5

O GERENTE E A EQUIPE DE PROJETOS O Gerente de Projeto. Gestão Pública - 2º Ano Desenvolvimento de Projetos Prof. Rafael Roesler Aula 5 O GERENTE E A EQUIPE DE PROJETOS O Gerente de Projeto Gestão Pública - 2º Ano Desenvolvimento de Projetos Prof. Rafael Roesler Aula 5 Sumário Introdução Níveis de gerenciamento A função de gerente de projetos

Leia mais

As principais novidades encontradas no PMBOK quarta edição

As principais novidades encontradas no PMBOK quarta edição Page 1 of 5 As principais novidades encontradas no PMBOK quarta edição Por Rossano Tavares ( rossano.tavares@dm2tavares.com.br) Novas edições ou versões de manuais, programas, sistemas operacionais, livros,

Leia mais

I Seminário de Fiscalização, Infrações e Sanções em Telecomunicações. 2º Painel - Transparência da Fiscalização

I Seminário de Fiscalização, Infrações e Sanções em Telecomunicações. 2º Painel - Transparência da Fiscalização I Seminário de Fiscalização, Infrações e Sanções em Telecomunicações 2º Painel - Transparência da Fiscalização Evolução do Acesso à Informação - Sociedade Adaptação do homem a um novo paradigma de sociedade

Leia mais

Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Curso de Arquivologia Profa. Lillian Alvares

Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Curso de Arquivologia Profa. Lillian Alvares Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Curso de Arquivologia Profa. Lillian Alvares O Project Management Institute é uma entidade sem fins lucrativos voltada ao Gerenciamento de Projetos.

Leia mais

Certificações em Gerenciamento de Projetos. Daniel Tadeu Martínez Castello Branco, PMP MBA

Certificações em Gerenciamento de Projetos. Daniel Tadeu Martínez Castello Branco, PMP MBA Certificações em Gerenciamento de Projetos Daniel Tadeu Martínez Castello Branco, PMP MBA Dúvida Quantos aqui atuam como Gerentes de Projeto? Quantos tem investido na carreira de Gerente de Projeto? Tempo

Leia mais

A ESTRUTURA DA GESTÃO DE

A ESTRUTURA DA GESTÃO DE A ESTRUTURA DA GESTÃO DE PROJETOS Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br SUMÁRIO Importância do Gerenciamento de Projetos. Benefícios do Gerenciamento de Projetos Gerenciamento

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos Em conformidade com a metodologia PMI 1 Apresentações Paulo César Mei, MBA, PMP Especialista em planejamento, gestão e controle de projetos e portfólios, sempre aplicando as melhores

Leia mais

Processos de gerenciamento de projetos em um projeto

Processos de gerenciamento de projetos em um projeto Processos de gerenciamento de projetos em um projeto O gerenciamento de projetos é a aplicação de conhecimentos, habilidades, ferramentas e técnicas às atividades do projeto a fim de cumprir seus requisitos.

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo III Grupo de Processos

Gerenciamento de Projetos Modulo III Grupo de Processos Gerenciamento de Projetos Modulo III Grupo de Processos Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo II Clico de Vida e Organização

Gerenciamento de Projetos Modulo II Clico de Vida e Organização Gerenciamento de Projetos Modulo II Clico de Vida e Organização Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos

Leia mais

Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo de Maturidade Prado-MMGP

Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo de Maturidade Prado-MMGP DARCI PRADO Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo de Maturidade Prado-MMGP Versão 2.2.0 Julho 2014 Extraído do Livro "Maturidade em Gerenciamento de Projetos" 3ª Edição (a publicar)

Leia mais

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro:

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro: Gerenciamento de Projetos Teoria e Prática Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009 do PMBOK do PMI Acompanha o livro: l CD com mais de 70 formulários exemplos indicados pelo PMI e outros desenvolvidos

Leia mais

Preparatório para o Exame de PMP Autora: Rita Mulcahy Edição: 8ª, em português (alinhado ao Guia PMBoK 2013 5ª Edição)

Preparatório para o Exame de PMP Autora: Rita Mulcahy Edição: 8ª, em português (alinhado ao Guia PMBoK 2013 5ª Edição) Preparatório para Certificação PMP Objetivo Este treinamento tem como finalidade preparar o profissional que atua como gerente de projetos, para que possa realizar com segurança o exame de Certificação

Leia mais

CAPM. Certified Associate in Project Management. Larissa Miszura projetos@miszura.com.br. 8º Seminário de Gerenciamento de Projetos de Goiás

CAPM. Certified Associate in Project Management. Larissa Miszura projetos@miszura.com.br. 8º Seminário de Gerenciamento de Projetos de Goiás CAPM Certified Associate in Project Management Larissa Miszura projetos@miszura.com.br 8º Seminário de Gerenciamento de Projetos de Goiás Apresentação Larissa Arantes Miszura Formação acadêmica Engenheira

Leia mais

Ficha técnica do curso

Ficha técnica do curso Gerenciamento de Projetos Teoria e Prática 40h Domine os conhecimentos em gerenciamento de projetos e esteja um passo a frente no mercado. Cada vez mais, as empresas reconhecem a importância de profissionais

Leia mais

CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS. Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa. Ricardo Pereira

CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS. Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa. Ricardo Pereira CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa Ricardo Pereira Antes de começar por Ricardo Pereira Trabalhando na Templum Consultoria eu tive a rara oportunidade

Leia mais

Simulações em Aplicativos

Simulações em Aplicativos Simulações em Aplicativos Uso Avançado de Aplicativos Prof. Marco Pozam mpozam@gmail.com A U L A 0 1 Simulações em Aplicativos Uso Avançado de Aplicativos Apresentação da Disciplina Sobre o professor Marco

Leia mais

Prof. Marcelo Lima da Silva, PMP marcelo.lima@rjproj.com.br www.rjproj.com.br 2224-5965 98316-4969

Prof. Marcelo Lima da Silva, PMP marcelo.lima@rjproj.com.br www.rjproj.com.br 2224-5965 98316-4969 Palestra Certificações PMP e CAPM e Gerenciamento de Riscos Prof. Marcelo Lima da Silva, PMP marcelo.lima@rjproj.com.br www.rjproj.com.br 2224-5965 98316-4969 1 Objetivo Contextualizar algumas siglas importantes

Leia mais

Questionário de avaliação de Práticas X Resultados de projetos - Carlos Magno Xavier (magno@beware.com.br)

Questionário de avaliação de Práticas X Resultados de projetos - Carlos Magno Xavier (magno@beware.com.br) Obrigado por acessar esta pesquisa. Sei como é escasso o seu tempo, mas tenha a certeza que você estará contribuindo não somente para uma tese de doutorado, mas também para a melhoria das práticas da Comunidade

Leia mais

OBJETIVO DO : FORMAÇÃO NAS MELHORES PRÁTICAS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS. Apresentar o caderno;

OBJETIVO DO : FORMAÇÃO NAS MELHORES PRÁTICAS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS. Apresentar o caderno; IRAIR VALESAN (PMP) OBJETIVO DO : FORMAÇÃO NAS MELHORES PRÁTICAS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS Apresentar o caderno; Exemplo de projetos bem sucedidos http://g1.globo.com/minas-gerais/triangulomineiro/noticia/2015/02/produtores-ruraisaprendem-como-recuperar-nascentes-de-riosem-mg.html

Leia mais

29/05/2012. Gestão de Projetos. Luciano Gonçalves de Carvalho FATEC. Agenda. Gerenciamento de Integração do Projeto Exercícios Referências FATEC

29/05/2012. Gestão de Projetos. Luciano Gonçalves de Carvalho FATEC. Agenda. Gerenciamento de Integração do Projeto Exercícios Referências FATEC Gestão de Projetos 1 Agenda Gerenciamento de Integração do Projeto Exercícios Referências 2 1 GERENCIAMENTO DA INTEGRAÇÃO DO PROJETO 3 Gerenciamento da Integração do Projeto Fonte: EPRoj@JrM 4 2 Gerenciamento

Leia mais

Professor Gilberto Porto Gerenciamento de Projetos PMBoK

Professor Gilberto Porto Gerenciamento de Projetos PMBoK Professor Gilberto Porto Gerenciamento de Projetos PMBoK Brasília, Setembro de 2012 Metodologias PMI Project Management Institute Fundado em 1969 por cinco voluntários na Filadélfia, Pensilvânia EUA 250.000

Leia mais

Gerência de Projetos Prof. Késsia Rita da Costa Marchi 3ª Série kessia@unipar.br

Gerência de Projetos Prof. Késsia Rita da Costa Marchi 3ª Série kessia@unipar.br Gerência de Projetos Prof. Késsia Rita da Costa Marchi 3ª Série kessia@unipar.br Motivações Gerenciamento de projetos, vem sendo desenvolvido como disciplina desde a década de 60; Nasceu na indústria bélica

Leia mais

CAPÍTULO 4 - Gerenciamento de integração do projeto

CAPÍTULO 4 - Gerenciamento de integração do projeto CAPÍTULO 4 - Gerenciamento de integração do projeto 4.1 Desenvolver o termo de abertura do projeto INICIAÇÃO.1 Contrato (quando aplicável).2 Declaração do trabalho do projeto.1 Métodos de seleção de.2

Leia mais

Gerenciamento das Aquisições do Projeto (PMBoK 5ª ed.)

Gerenciamento das Aquisições do Projeto (PMBoK 5ª ed.) Gerenciamento das Aquisições do Projeto (PMBoK 5ª ed.) Esta é a penúltima área do conhecimento do PMBoK, sendo o capítulo 12 do guia. O PMBoK diz que esta área inclui os processos necessários para comprar

Leia mais

Introdução. Escritório de projetos

Introdução. Escritório de projetos Introdução O Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK ) é uma norma reconhecida para a profissão de gerenciamento de projetos. Um padrão é um documento formal que descreve normas,

Leia mais

Gerenciamento de integração de projeto. Sergio Scheer / DCC / UFPR TC045 Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de integração de projeto. Sergio Scheer / DCC / UFPR TC045 Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de integração de projeto Sergio Scheer / DCC / UFPR TC045 Gerenciamento de Projetos 9 áreas de conhecimento de GP / PMBOK / PMI QUALIDADE RECURSOS HUMANOS ESCOPO AQUISIÇÕES INTEGRAÇÃO COMUNICAÇÕES

Leia mais

ROSALDO DE JESUS NOCÊRA PMP, PMI-SP, PMI-RMP, MCTS

ROSALDO DE JESUS NOCÊRA PMP, PMI-SP, PMI-RMP, MCTS ROSALDO DE JESUS NOCÊRA PMP, PMI-SP, PMI-RMP, MCTS Project Management Professional do PMI - Project Management Institute De acordo com a 5ª edição (2013) do PMBOK Guide GUIA DEFINITIVO 2ª edição Inclui:

Leia mais

OFICINA I UNISINOS 2013/1 PROF. PAULO H. CAZAROTTO

OFICINA I UNISINOS 2013/1 PROF. PAULO H. CAZAROTTO OFICINA I UNISINOS 2013/1 PROF. PAULO H. CAZAROTTO Aula 1 - Apresentação da disciplina - Apresentação da tecnologia - Ferramentas sugeridas - Trabalho final - Trabalho da semana Oficina I? Oficina para

Leia mais

Módulo 4: Gerenciamento dos Riscos, das Aquisições, das Partes Interessadas e da Integração

Módulo 4: Gerenciamento dos Riscos, das Aquisições, das Partes Interessadas e da Integração Diretoria de Desenvolvimento Gerencial Coordenação Geral de Educação a Distância Gerência de Projetos - Teoria e Prática Conteúdo para impressão Módulo 4: Gerenciamento dos Riscos, das Aquisições, das

Leia mais

Processos de Gerenciamento de Projetos. Planejamento e Controle de Projetos 5 TADS FSR. Processos

Processos de Gerenciamento de Projetos. Planejamento e Controle de Projetos 5 TADS FSR. Processos Processos de Gerenciamento de Projetos Planejamento e Controle de Projetos 5 TADS FSR Prof. Esp. André Luís Belini 2 Processos O gerenciamento de projetos é a aplicação de conhecimento, habilidades, ferramentas

Leia mais

Certificação em Gerenciamento de Projetos

Certificação em Gerenciamento de Projetos Certificação em Gerenciamento de Projetos Existe um ponto muito importante para as organizações, que é a certificação, que vem trazer ao profissional as melhores práticas para o Gerenciamento de Projetos.

Leia mais

3 Gerenciamento de Projetos

3 Gerenciamento de Projetos 34 3 Gerenciamento de Projetos Neste capítulo, será abordado o tema de gerenciamento de projetos, iniciando na seção 3.1 um estudo de bibliografia sobre a definição do tema e a origem deste estudo. Na

Leia mais

www.pmbasis.com.br CONHEÇA TODAS AS SOLUÇÕES EM NEGÓCIOS, PROJETOS E FORMAÇÃO QUE A PMBASIS TEM PARA SUA EMPRESA OU INSTITUIÇÃO.

www.pmbasis.com.br CONHEÇA TODAS AS SOLUÇÕES EM NEGÓCIOS, PROJETOS E FORMAÇÃO QUE A PMBASIS TEM PARA SUA EMPRESA OU INSTITUIÇÃO. www.pmbasis.com.br CONHEÇA TODAS AS SOLUÇÕES EM NEGÓCIOS, PROJETOS E FORMAÇÃO QUE A PMBASIS TEM PARA SUA EMPRESA OU INSTITUIÇÃO. Crescer, Desenvolver, Multiplicar-se. Nossos melhores sonhos começam assim.

Leia mais

WWW.RJN.COM.BR/SIMULADOPMP

WWW.RJN.COM.BR/SIMULADOPMP EMENTA DO TREINAMENTO Apresentar metodologia de estudo dos fundamentos de gerenciamento de projetos, das áreas de conhecimento (integração, escopo, tempo, custo, qualidade, recursos humanos, comunicação,

Leia mais

A ESTRUTURA DA GESTÃO DE

A ESTRUTURA DA GESTÃO DE A ESTRUTURA DA GESTÃO DE PROJETOS Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br IMPORTÂNCIA DO GERENCIAMENTO DE PROJETO Gerenciamento de Projetos GP é o caminho para atingir

Leia mais

Gerenciamento de Projetos. Douglas Farias Cordeiro

Gerenciamento de Projetos. Douglas Farias Cordeiro Gerenciamento de Projetos Douglas Farias Cordeiro Conceito de Organização Uma organização pode ser descrita como um arranjo sistemático, onde esforços individuais são agregados em prol de um resultado

Leia mais

CSE-300-4 Métodos e Processos na Área Espacial

CSE-300-4 Métodos e Processos na Área Espacial CSE-300-4 Métodos e Processos na Área Espacial Engenharia e Tecnologia Espaciais ETE Engenharia e Gerenciamento de Sistemas Espaciais L.F.Perondi Engenharia e Tecnologia Espaciais ETE Engenharia e Gerenciamento

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Tecnológicos

Gerenciamento de Projetos Tecnológicos Gerenciamento de Projetos Tecnológicos Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc PMP, PMI-RMP, CSM, ITIL & CobiT Certified Carlos Henrique Santos da Silva, MSc Mestre em Informática em Sistemas de Informação

Leia mais

04/02/2009. Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores. Disciplina: Gestão de Projetos de TI. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Unidade 1.

04/02/2009. Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores. Disciplina: Gestão de Projetos de TI. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Unidade 1. Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia: Redes de Computadores Disciplina: Gestão de Projetos de TI Prof.: Fernando Hadad Zaidan 1 Unidade 1.1 2 Introdução ao Gerenciamento de Projetos 3 1 Leitura

Leia mais

Gerentes de projetos e gerentes

Gerentes de projetos e gerentes Biblioteca Virtual PMI 2010 Jarno Marchetto O duplo papel do Gerente de Projeto/Gerente Funcional: Funciona? Por Jarno Marchetto, MSc, PMP Resumo Em uma ampla gama de organizações, uma pessoa pode ser

Leia mais

Simulado "Simulado PMP 13-02-2012 25 questoes"

Simulado Simulado PMP 13-02-2012 25 questoes Pá gina 1 de 12 Simulado "Simulado PMP 13-02-2012 25 questoes" Simulado do PMI por Juarez Vanderlei Guimarães Junior 13 de March de 2012 Pá gina 2 de 12 Disciplinas e temas deste simulado Introdução ao

Leia mais

A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES. Evolução do TI e Gestão das Organizações Gestão de Projetos Métodos Ágeis

A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES. Evolução do TI e Gestão das Organizações Gestão de Projetos Métodos Ágeis A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES Evolução do TI e Gestão das Organizações Gestão de Projetos Métodos Ágeis Vamos nos conhecer e definir as diretrizes de nosso curso??? www.eadistancia.com.br

Leia mais

PROCESSO DE TESTE DE SOFTWARE. Emerson Rios emersonrios@riosoft.org.br www.emersonrios.eti.br

PROCESSO DE TESTE DE SOFTWARE. Emerson Rios emersonrios@riosoft.org.br www.emersonrios.eti.br PROCESSO DE TESTE DE SOFTWARE Emerson Rios emersonrios@riosoft.org.br www.emersonrios.eti.br PROJETO DE TESTE DE SOFTWARE Deixa eu te dizer uma coisa. Teste de Software é um projeto. Certo? CERTO? Você

Leia mais

PMBoK Comentários das Provas TRE-PR 2009

PMBoK Comentários das Provas TRE-PR 2009 PMBoK Comentários das Provas TRE-PR 2009 Comentário geral: As provas apresentaram grau de dificuldade médio. Não houve uma preocupação da banca em aprofundar os conceitos ou dificultar a interpretação

Leia mais

Aula Nº 9 Gerenciamento de Recursos Humanos em projetos

Aula Nº 9 Gerenciamento de Recursos Humanos em projetos Aula Nº 9 Gerenciamento de Recursos Humanos em projetos Objetivos da Aula: Os objetivos desta aula visam tratar da identificação bem como do estabelecimento de uma estrutura organizacional apropriada ao

Leia mais

OBJETIVO PÚBLICO ALVO

OBJETIVO PÚBLICO ALVO PMO Implantação e Operação do Escritório de Projetos. n Instrutor Luis Claudio, M.Sc. PMP, ITIL, COBIT DIFERENCIAIS Avaliação prévia das necessidades de cada participante para customização do conteúdo;

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO RIO GRANDE DO NORTE

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO RIO GRANDE DO NORTE TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO RIO GRANDE DO NORTE METODOLOGIA DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS Versão: 2.0 (Em elaboração) Elaborado por: Rodrigo da Câmara Varela. Francisco Sales de Lima Filho. Colaboração: Tribunal

Leia mais

Estou aqui para estudar com vocês o conteúdo de LEGISLAÇÃO - GESTÃO

Estou aqui para estudar com vocês o conteúdo de LEGISLAÇÃO - GESTÃO Aula 0 Olá, pessoal! Estou aqui para estudar com vocês o conteúdo de LEGISLAÇÃO - GESTÃO DE PROJETOS E GESTÃO SOCIAL para o concurso de ANALISTA DE POLÍTICAS SOCIAIS do MPOG. Esta é uma carreira nova,

Leia mais

Palestra Gratuita sobre Certificação PMP - 5ª Edição Prof. André Ricardi, PMP

Palestra Gratuita sobre Certificação PMP - 5ª Edição Prof. André Ricardi, PMP Palestra Gratuita sobre Certificação PMP - 5ª Edição Prof. André Ricardi, PMP 17 -agosto-2013 Agenda Apresentação Institucional Certificação PMP Mudanças na Certificação PMP Preparação para o Exame de

Leia mais

O que é um projeto? Características de um projeto. O Que é o PMBoK Guide 3º Edition? Desmembrando o PMBoK através de mapas mentais (Mindmaps)

O que é um projeto? Características de um projeto. O Que é o PMBoK Guide 3º Edition? Desmembrando o PMBoK através de mapas mentais (Mindmaps) O que é um projeto? Projeto é um empreendimento não repetitivo, caracterizado por uma sequência clara e lógica de eventos, com início, meio e fim, que se destina a atingir um objetivo claro e definido,

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES. Inatel Competence Center. Business School. Gestão de Projetos

INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES. Inatel Competence Center. Business School. Gestão de Projetos INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Inatel Competence Center Business School Gestão de Projetos Projeto Pedagógico de Curso de Extensão Curricular Aprovado no dia 15/05/2013 Pró diretoria de Desenvolvimento

Leia mais

Regulamento geral para a certificação dos Sistemas de Gestão

Regulamento geral para a certificação dos Sistemas de Gestão Regulamento geral para a certificação dos Sistemas de Gestão Em vigor a partir de 01/04/2016 RINA Via Corsica 12 16128 Genova - Itália tel. +39 010 53851 fax +39 010 5351000 website : www.rina.org Normas

Leia mais

Seja um Provedor Registrado de Educação do PMI (R.E.P.)

Seja um Provedor Registrado de Educação do PMI (R.E.P.) Seja um Provedor Registrado de Educação do PMI (R.E.P.) Faça Mais Negócios Aliando-se a Maior Associação de Profissionais de Gerenciamento de Projeto do Mundo O QUE SÃO OS R.E.P.S DO PMI? Os Provedores

Leia mais

Planejamento de Projeto Gestão de Projetos

Planejamento de Projeto Gestão de Projetos Planejamento de Projeto Gestão de Projetos O gerenciamento de projetos consiste na aplicação de conhecimentos, habilidades, ferramentas e técnicas adequadas às atividades do projeto, a fim de cumprir seus

Leia mais

Como escrever um estudo de caso que é um estudo de caso? Um estudo so é um quebra-cabeça que tem de ser resolvido. A primeira coisa a

Como escrever um estudo de caso que é um estudo de caso? Um estudo so é um quebra-cabeça que tem de ser resolvido. A primeira coisa a Página 1 1 Como escrever um Estudo de Caso O que é um estudo de caso? Um estudo de caso é um quebra-cabeça que tem de ser resolvido. A primeira coisa a lembre-se de escrever um estudo de caso é que o caso

Leia mais

PMI Espírito Santo. Política de Voluntariado. Diretoria de Filiação e Voluntariado

PMI Espírito Santo. Política de Voluntariado. Diretoria de Filiação e Voluntariado PMI Espírito Santo Política de Voluntariado Diretoria de Filiação e Voluntariado Índice 1. Introdução...3 2. O Trabalho Voluntário...4 3. O PMI-ES e o Trabalho Voluntário...4 4. Expectativas do PMI-ES

Leia mais

Palestra 03. O ICBv3 da IPMA como Instrumento para a Auto Avaliação Avaliação de Competências do

Palestra 03. O ICBv3 da IPMA como Instrumento para a Auto Avaliação Avaliação de Competências do Palestra 03 O ICBv3 da IPMA como Instrumento para a Auto Avaliação Avaliação de Competências do Gerente de Projetos O ICBV3 DA IPMA COMO INSTRUMENTO PARA A AUTO AVALIAÇÃO DE COMPETÊNCIAS DO GERENTE DE

Leia mais

Escritório de Projetos e Escritório de Processos: Diferenças e Tendências ELO Group

Escritório de Projetos e Escritório de Processos: Diferenças e Tendências ELO Group Escritório de Projetos e Escritório de Processos: Diferenças e Tendências ELO Group contato@elogroup.com.br tel: 21 2561-5619 Agenda Algumas confusões práticas As funções básicas do(s) escritório(s) de

Leia mais

Objetivos da aula. Planejamento, Execução e Controle de Projetos de Software. O que é um plano de projeto? O que é um projeto?

Objetivos da aula. Planejamento, Execução e Controle de Projetos de Software. O que é um plano de projeto? O que é um projeto? Planejamento, Execução e Controle de Projetos de Software. Objetivos da aula 1) Dizer o que é gerenciamento de projetos e a sua importância; 2) Identificar os grupos de processos do gerenciamento de projetos

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos Profa Msc Lidiane Reis -lreis@radial.br Plano de Ensino / Aula Inaugural Onde você quer chegar??? Por quê estudar Gestão de Projetos??? O que vamos estudar? (Ementa) O aluno aprenderá

Leia mais

fagury.com.br. PMBoK 2004

fagury.com.br. PMBoK 2004 Este material é distribuído por Thiago Fagury através de uma licença Creative Commons 2.5. É permitido o uso e atribuição para fim nãocomercial. É vedada a criação de obras derivadas sem comunicação prévia

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA EXECUTIVA

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA EXECUTIVA PROGRAMA DE MODERNIZAÇÃO INTEGRADA DO MINISTÉRIO DA FAZENDA - PMIMF MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA EXECUTIVA ATORES DA REDE DE INOVAÇÃO 2 O MODELO CONTEMPLA: Premissas e diretrizes de implementação Modelo

Leia mais

Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo PRADO-MMGP

Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo PRADO-MMGP DARCI PRADO Questionário de Avaliação de Maturidade Setorial: Modelo PRADO-MMGP Versão 1.6.4 Setembro 2009 Extraído do Livro "Maturidade em Gerenciamento de Projetos" 2ª Edição (a publicar) Autor: Darci

Leia mais

A Temporada dos Prêmios ADC 2015 está oficialmente aberto! Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor

A Temporada dos Prêmios ADC 2015 está oficialmente aberto! Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor ADC 106 W 29 th St, New York, NY United States of America A Temporada dos Prêmios ADC 2015 está oficialmente aberto! Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt

Leia mais

Análise de Negócios para o Ger. de Projetos...Que negócio é esse? Rodrigo Neves, MSc, PMP

Análise de Negócios para o Ger. de Projetos...Que negócio é esse? Rodrigo Neves, MSc, PMP Análise de Negócios para o Ger. de Projetos...Que negócio é esse? Rodrigo Neves, MSc, PMP 1 Análise de Negócios para o Ger. de Projetos...Que negócio é esse? Rodrigo Neves, MSc, PMP 2 Agenda: Por que Análise

Leia mais

Conteúdo. Apresentação do PMBOK. Projeto 29/07/2015. Padrões de Gerenciamento de Projetos. Fase 01 1.PMBOK e PMI. 2. Conceitos 3.

Conteúdo. Apresentação do PMBOK. Projeto 29/07/2015. Padrões de Gerenciamento de Projetos. Fase 01 1.PMBOK e PMI. 2. Conceitos 3. 02m Conteúdo Apresentação do PMBOK Brasília, 25 de Junho de 2015 Fase 01 1.PMBOK e PMI 2. Conceitos 3.Processos Fase 02 4. Áreas de Conhecimento 10m Gerenciamento de Projetos Projeto A manifestação da

Leia mais

PLANO DO PROJETO. Início: 18/11/10 Término: 16/12/10. Projeto: Treinamento em Gerenciamento de Projetos

PLANO DO PROJETO. Início: 18/11/10 Término: 16/12/10. Projeto: Treinamento em Gerenciamento de Projetos PLANO DO PROJETO : Treinamento em Gerenciamento de s : Carlos Magno da Silva Xavier Início: 18/11/10 Término: 16/12/10 Versão: 01 1 Introdução 1.1. Justificativa No momento atual, em que várias organizações

Leia mais

Gestão de Projetos Logísticos

Gestão de Projetos Logísticos Gestão de Projetos Logísticos Professor: Fábio Estevam Machado CONTEÚDO DA AULA ANTERIOR Teoria Gestão de Projetos Projetos Atualidades Tipos de Projetos Conceitos e Instituições Certificação Importância

Leia mais

Conceituar projetos e a gerência de projetos. Conhecer a importância e os benefícios do gerenciamento de projetos Conhecer o PMI, o PMBOK, os grupos

Conceituar projetos e a gerência de projetos. Conhecer a importância e os benefícios do gerenciamento de projetos Conhecer o PMI, o PMBOK, os grupos Gestão de Projetos Empresariais Objetivos: Conceituar projetos e a gerência de projetos. Conhecer a importância e os benefícios do gerenciamento de projetos Conhecer o PMI, o PMBOK, os grupos de processos

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS: PMI

GERENCIAMENTO DE PROJETOS: PMI GERENCIAMENTO DE PROJETOS: PMI Henrique Franco de Souza DIRETOR DE NEGÓCIOS www.efgh.com.br ENGENHEIRO DE REDES www.globaltask.com.br henrique@efgh.com.br http://www.linkedin.com/pub/henrique-franco-de-souza/30/12/697

Leia mais