ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE LÍNGUA PORTUGUESA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE LÍNGUA PORTUGUESA"

Transcrição

1 ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE LÍNGUA PORTUGUESA Nome: Nº 8º Data / / Professor: Nota: A INTRODUÇÃO Agora, você terá a oportunidade de recuperar os conteúdos do ano por meio de um roteiro de estudo. Leia atentamente este roteiro, pois ele resgata o que há de essencial para a finalização do ano. 1º bimestre B) OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM Espera-se que o aluno seja capaz de: 1. Produção de texto e leitura Reconhecer as características básicas de uma narrativa: a) existência de narrador; b) começo, meio e fim; c) clímax; d) desfecho. Identificar características do da narrativa: a estruturação da história, como a ação se desenvolve, se o narrador é ou não personagem, qual é o clímax e o conflito que se apresentam. Relacionar esses conhecimentos à leitura da obra Frankenstein, lembrando-se dos temas principais da história, da relação entre o protagonista e a sua criatura e dos eventos que relacionam essa história à ideia de vingança. 2. Gramática Diferenciar partes da gramática sobretudo Morfologia e Sintaxe e as relações que se estabelecem entre elas. Observar os efeitos de sentido decorrentes do uso dos recursos linguísticos. 1

2 Reconhecer os termos essenciais, responsáveis pela estrutura básica da oração. Reconhecer os diferentes tipos de sujeito e suas implicações semânticas. Utilizar os verbos de acordo com o contexto determinando a transitividade verbal. Reconhecer e diferenciar os tipos de complementos verbais: objeto direto e objeto indireto; observar os efeitos de sentido no texto. Compreender que os adjuntos adverbiais informam com precisão as circunstâncias em que se dá a ação. Utilizá-los para expressar determinadas circunstâncias e expressar um efeito de sentido no texto. Compreender que os adjuntos adnominais qualificam, especificam, determinam ou indeterminam substantivos, independente da função sintática desses substantivos. Apropriar-se do uso dos adjuntos adnominais para expressar determinado sentido no texto. Reconhecer o aposto e perceber sua função no texto. 2º bimestre B) OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM Espera-se que o aluno seja capaz de: 1. Produção de texto e leitura Reconhecer as características do gênero crônica: a) fatos cotidianos como ponto de partida; b) proximidade com o leitor; c) reflexão a partir do fato observado; d) na crônica argumentativa: manifestação de um ponto de vista; apresentação e organização dos argumentos. Relacionar os assuntos tratados nas crônicas ao tema da adolescência. 2. Gramática. Diferenciar tipos de predicado e reconhecer efeitos de sentido resultantes de seu emprego no enunciado dos textos. Apropriar-se do conceito de predicativo do objeto e do predicado verbo-nominal. 2

3 Distinguir predicativo do sujeito de predicativo do objeto. Distinguir predicado verbo-nominal de predicado verbal e nominal. Compreender a função do adjunto adnominal, do adjunto adverbial e do complemento nominal, bem como os efeitos de sentido produzidos por seu emprego. Distinguir o complemento nominal do adjunto adnominal. 3º bimestre B) OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM Espera-se que o aluno seja capaz de: 1. Produção de texto e leitura Reconhecer as características do gênero crônica: a) fatos cotidianos como ponto de partida; b) proximidade com o leitor; c) reflexão a partir do fato observado; d) na crônica argumentativa: manifestação de um ponto de vista; apresentação e organização dos argumentos. Relacionar os assuntos tratados nas crônicas ao tema da adolescência. Identificar características do texto teatral: a estruturação dos diálogos, a função das rubricas, a importância do discurso direto, a organização e desenvolvimento da ação. Relacionar esses conhecimentos à leitura do O auto da compadecida, de Ariano Suassuna. Perceber os elementos próprios da narrativa popular presentes na obra, relacionando esses aspectos ao termo auto anunciado no título. 2. Gramática Reconhecer e diferenciar sintática e semanticamente apostos e vocativos. Compreender a função do vocativo no texto- particularmente no texto teatral. 3

4 Identificar termos sintáticos formadores da oração; diferenciar frase; período; e oração; identificar e empregar as diferentes vozes verbais: ativa, passiva, reflexiva. Rever a sintaxe: reconhecer os termos essenciais, responsáveis pela estrutura básica da oração. 4ª bimestre B) OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM Espera-se que o aluno seja capaz de: 1. Produção de texto e leitura Exercitar a leitura em prosa: estudar a estrutura narrativa proposta; avaliar a técnica descritiva e o papel do espaço no desenrolar da ação. 2. Gramática Distinguir predicado verbo-nominal de predicado verbal e do nominal. Distinguir o complemento nominal do adjunto adnominal. C) - CONTEÚDOS ESSENCIAIS 3º bimestre 1. Conteúdos relativos a texto: a) características do gênero crônica; b) características da crônica argumentativa; c) interpretação textual. 2. Conteúdos relativos a gramática, levando em conta o uso de recursos gramaticais e seus efeitos de sentido no texto. 4

5 a) sujeito e predicado; b) predicação verbal; c) adjuntos (adnominal e adverbial); d) complemento nominal; 3. Conteúdos relativos à leitura do bimestre: Ana Terra, de Érico Veríssimo: a) evolução da ação na história; contexto regional; personagens; b) conhecimento da simbologia que envolve a natureza e os sentimentos das personagens; c) interpretação de passagens do livro, relacionando-as ao conjunto da obra; 4º BIMESTRE 1. Análise e interpretação de texto: a) O texto teatral: forma e organização do texto. b) Papel dos diálogos e das rubricas. c) Interpretação do texto. 2. Gramática: a) Sujeito: classificação e usos. b) Predicação verbal: uso de verbos e complementos. c) Adjuntos: I. adnominais -- função de especificar e detalhar substantivos; II. adverbiais as diferentes circunstâncias dentro do texto. d) vozes verbais (uso, transformações e efeitos de sentido dessas construções). e) Vocativo. 3. Leituras do bimestre: 5

6 a) Auto da Compadecida, de Ariano Suassuna: temas principais, personagens, interpretação. b) Os ratos, de Dyonélio Machado: temas principais; cenário, personagens e o modo como se relacionam; interpretação. D ORIENTAÇÕES DE ESTUDOS Nesse momento, é necessário que você siga com muita responsabilidade as orientações a seguir para que seu desempenho melhore e, assim, você retome os conteúdos que não assimilou e recupere a sua nota. Para isso: Verifique suas anotações de aula no caderno e nas fichas; Faça uma síntese do conteúdo; Reorganize todas as suas fichas; Refaça todos os exercícios; Verifique a qualidade das suas respostas; Destaque aqueles exercícios que geraram dúvidas; Consulte a monitoria; Compartilhe as suas anotações com colegas e faça ajustes, se necessário; Registre dúvidas no caderno e procure esclarecê-las na monitoria. E- ATIVIDADES Leia o texto a seguir. A luta e a lição Carlos Heitor Cony Um brasileiro de 38 anos, Vítor Negrete, morreu no Tibete após escalar pela segunda vez o ponto culminante do planeta, o monte Everest. Da primeira, usou o reforço de um cilindro de oxigênio para suportar a altura. Na segunda (e última), dispensou o cilindro, devido ao seu estado geral, que era considerado ótimo. As façanhas dele me emocionaram, a bem-sucedida e a malograda. Aqui do meu canto, temendo e tremendo toda a vez que viajo no bondinho do Pão de Açúcar, fico meditando sobre os motivos que levam alguns heróis a se superarem. Vitor já havia vencido o cume mais alto do mundo. Quis provar mais, fazendo a escalada sem a ajuda 6

7 do oxigênio suplementar. O que leva um ser humano bem-sucedido a vencer desafios assim? Ora, dirão os entendidos, é assim que caminha a humanidade. Se cada um repetisse meu exemplo, ficando solidamente instalado no chão, sem tentar a aventura, ainda estaríamos nas cavernas, lascando o fogo com pedras, comendo animais crus e puxando nossas mulheres pelos cabelos, como os trogloditas se é que os trogloditas faziam isso. Somos o que somos hoje devido a heróis que trocam a vida pelo risco. Bem verdade que escalar montanhas, em si, não traz nada de prático ao resto da humanidade, que prefere ficar na cômoda planície da segurança. Mas o que há de louvável (e lamentável) na aventura de Vítor Negrete é a aspiração de ir mais longe, de superar marcas, de ir mais alto, desafiando os riscos. Não sei até que ponto ele foi temerário ao recusar o oxigênio suplementar. Mas seu exemplo e seu sacrifício é uma lição de luta, mesmo sendo uma luta perdida. (Adaptado de: Acesso em: 03 dez ) 1. O texto que você acabou de ler é um texto que parte de uma pequena narrativa. Mais especificamente, uma crônica. Apoiando-se na leitura, responda ao que se pede. a) Explique, com suas palavras, qual é essa parte narrativa e por que se trata de uma pequena narração. b) Agora diga, com base nos conhecimentos do 2º e do 3º bimestres, por que se trata de uma crônica. 7

8 2. De uma maneira geral, você diria que o autor do texto vê a jornada de Vítor Negrete como algo positivo ou negativo? Explique sua resposta. 3. Dentre os ditados populares abaixo, marque um X naquele que represente melhor a ideia principal da crônica. a) Quem espera sempre alcança. b) Quem não arrisca não petisca. c) Devagar se vai ao longe. d) Quem avisa amigo é. e) Quem com o ferro fere, com o ferro será ferido. 4. Observe a oração abaixo, adaptada do texto. Vítor Negrete morreu no Tibete. a) Transcreva o sujeito da oração, classifique-o e, em seguida, justifique a sua resposta. b) Transcreva o verbo da oração, dê a sua predicação e, em seguida, justifique a sua resposta. 8

9 c) Transcreva o adjunto adverbial da oração e indique a sua circunstância. 5. Observe o trecho a seguir, também adaptado do texto. Seu exemplo é uma lição de luta. a) Qual é a predicação do verbo da oração acima? Justifique sua resposta. b) Como se classifica o predicado da oração? Explique. c) Qual é a função sintática do termo uma lição de luta? Justifique sua resposta. 9

10 d) Qual é a função sintática dos termos seu, uma e de luta? Explique por quê. 6. Leia atentamente a seguinte oração e responda ao que se pede. Vítor venceu seus desafios. a) Qual é a predicação do verbo vencer? Justifique sua resposta. b) Por que podemos dizer que a oração está na voz ativa? Explique. c) Reescreva a oração passando-a para a voz passiva analítica. 10

11 d) Reescreva a oração passando-a para a voz passiva sintética. 7. Veja as duas orações a seguir e responda à questão. I. Vítor escalou a montanha. II. Vítor realizou a escalada da montanha. Qual é a diferença entre os dois termos sintáticos sublinhados? Retome o seu material e explique. Observe a tirinha a seguir e responda às questões 8, 9 e

12 (Disponível em: Acesso em 03 dez ) 8. Com base no que aprendemos, no último bimestre, a respeito do texto teatral, consulte o seu material e relembre, nas linhas abaixo, algumas características desse gênero. 9. Na fala do priemeiro quadrinho, há um uso de pronome que, segundo a norma culta, é impróprio. Destaque-o nas linhas a seguir e explique o problema. 12

13 10. Na tirinha apresentada, há o uso de um vocativo. Transcreva-o e explique qual é a sua função em um enunciado. 11. Elabore períodos compostos por coordenação juntando as orações abaixo de acordo com a relação dentro dos parênteses, faça um círculo na conjunção usada: a.(adversativa) Esta floresta era tão feliz. Veio o homem destruidor de alegrias. b. (aditiva) Estou tão sozinho. Preciso de companhia. c. (explicativa) Não fique triste. Meu marido está com você. d.(alternativa) Ele chora. Ele olha para a plateia. e) (conclusão) Ninguém faz o bem para a floresta. Ele chora. * * * 13

14 Produção de texto Agora, para encerrar seus estudos, você deve produzir um texto argumentativo, como foi aprendido no 3º bimestre. Você vai produzir uma crônica argumentativa que responda à seguinte pergunta: Por que é importante que o adolescente expresse a sua opinião no mundo de hoje? Lembre-se: - seu texto não deve passar de 35 linhas; - construa um texto que tenha uma ideia principal ou tese e desenvolva essa opinião ao longo de, pelo menos, três parágrafos; - não use corretivo; - dê um título à sua produção. 14

15 15

16 D2 ATIVIDADES METACOGNITIVAS Agora que você fez todos os exercícios é importante corrigi-los e fazer o seguinte levantamento: Leio o texto com atenção Grifo palavras com sentido que desconheço Quais as principais dificuldades que você percebeu em seus estudos? Nunca Às vezes Muitas vezes Sempre Leio enunciado Releio texto e enunciado sempre que tenho dúvidas Ao escrever, penso que tenho de ser claro com o meu leitor. Ainda apresento falha de correção da escrita ortografia e acentuação Dificuldades na avaliação percepção do aluno Interpretação de textos Interpretação de enunciados Produção de textos e respostas Conteúdo Organização 16

17 Dificuldades na avaliação percepção do professor (tabela de uso exclusivo do professor) Interpretação de textos Interpretação de enunciados Produção de textos e respostas Conteúdo Organização Não houve dificuldade relevante 17

CONTEÚDO E HORÁRIO DAS AVALIAÇÕES Nº 1 4º BIMESTRE/2015

CONTEÚDO E HORÁRIO DAS AVALIAÇÕES Nº 1 4º BIMESTRE/2015 , CONTEÚDO E HORÁRIO DAS AVALIAÇÕES Nº 1 4º BIMESTRE/2015 Senhores pais, segue enviando o Horário das Avaliações Nº 01 do 4º Bimestre/2015. 5º Ano A Dia Disciplina Conteúdo Geografia = Capítulo 1 - Mundo,

Leia mais

TIPO DE AVALIAÇÃO: Lista de Exercícios - Recuperação

TIPO DE AVALIAÇÃO: Lista de Exercícios - Recuperação TIPO DE AVALIAÇÃO: Lista de Exercícios - Recuperação Nome: Nº 8º ano / Ensino Fundamental Turma: Disciplina(s): Português Data: Professor(a): Érica Beatriz Nota: Leia o texto de Clarice Lispector e veja

Leia mais

1. Reescreva a fala do Cebolinha, no 1º quadrinho, de acordo com a norma gramatical. Em seguida circule os adjuntos adnominais.

1. Reescreva a fala do Cebolinha, no 1º quadrinho, de acordo com a norma gramatical. Em seguida circule os adjuntos adnominais. EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO DE PORTUGUÊS SERIE: 7 ANO TURMA: 3 BIMESTR DATA / /2010 PROFESSORA: CLAUDIA ALUNO (A): NOTA: Nº: Leia a tira com atenção. 1. Reescreva a fala do Cebolinha, no 1º quadrinho, de

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA Nome: Nº 6ºAno Data: / /2015 Professor: Nota: (valor: 1,0) 2º semestre Neste semestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou os conteúdos mínimos necessários.

Leia mais

LÍNGUA INTERATIVIDADE REVISÃO 2 INTERATIVIDADE. Unidade II. Cultura- A pluralidade na expressão humana. Aula 20. Revisão e avaliação da unidade II.

LÍNGUA INTERATIVIDADE REVISÃO 2 INTERATIVIDADE. Unidade II. Cultura- A pluralidade na expressão humana. Aula 20. Revisão e avaliação da unidade II. Unidade II Cultura- A pluralidade na expressão humana. Aula 20 Revisão e avaliação da unidade II. 2 Ervas O caule das ervas (plantas herbáceas) é geralmente verde, ao contrário das árvores e arbustos.

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL. Sondagem 2014 6º ANO. Língua Portuguesa

ENSINO FUNDAMENTAL. Sondagem 2014 6º ANO. Língua Portuguesa ENSINO FUNDAMENTAL O processo de sondagem Colégio Sion busca detectar, no aluno, pré-requisitos que possibilitem inseri-lo adequadamente no ano pretendido. As disciplinas de Língua Portuguesa e são os

Leia mais

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 9 Ọ ANO EM 2014. Disciplina: PoRTUGUÊs TALVEZ VOCÊ TENHA SENTIDO

Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: PARA QUEM CURSA O 9 Ọ ANO EM 2014. Disciplina: PoRTUGUÊs TALVEZ VOCÊ TENHA SENTIDO Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O 9 Ọ ANO EM 2014 Disciplina: PoRTUGUÊs Prova: desafio nota: Texto para as questões 1 e 2. O MELHOR DE CALVIN / Bill Watterson OI, SUSIE,

Leia mais

FACCAT FACULDADES INTEGRADAS DE TAQUARA Nomes: Ana Carvalho, Tairini, Ellen, Tâmiris, Cássia, Cátia Weber. Professor: Zenar Schein Data:

FACCAT FACULDADES INTEGRADAS DE TAQUARA Nomes: Ana Carvalho, Tairini, Ellen, Tâmiris, Cássia, Cátia Weber. Professor: Zenar Schein Data: FACCAT FACULDADES INTEGRADAS DE TAQUARA Nomes: Ana Carvalho, Tairini, Ellen, Tâmiris, Cássia, Cátia Weber. Professor: Zenar Schein Data: Listagem Conteúdos: 6º ano ensino fundamental Morfologia Fonética

Leia mais

3. Para resolver a questão, leia atentamente o texto que segue e analise o gráfico que o acompanha.

3. Para resolver a questão, leia atentamente o texto que segue e analise o gráfico que o acompanha. 1 março 2011 1 No Brasil, a nanoarte já está dando os primeiros frutos. Leia o texto a seguir para se informar sobre o tema e responder às questões 1 e 2. O invisível Nanotecnologia é aquele ramo da ciência

Leia mais

Nome: Vão acabar comigo?

Nome: Vão acabar comigo? Disciplina: LÍNGUA PORTUGUESA Ano / Série: 8º Professor(a): JULIANE GALINDO Data: / / 2014 Roteiro de Recuperação Final Nome: Matéria: Interpretação de texto Sujeito e tipos Predicado e tipos Complementos

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE CIÊNCIAS

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE CIÊNCIAS ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE CIÊNCIAS Nome: Nº 6º Ano Data: / / 2015 Professor(a): Nota: (Valor 1,0) 3º Bimestre A Introdução: Neste bimestre, tivemos como tema principal a água. Estudamos os estados físicos

Leia mais

Análise Sintática AMOSTRA DA OBRA. Português é simples. 2ª edição. Eliane Vieira. www.editoraferreira.com.br

Análise Sintática AMOSTRA DA OBRA. Português é simples. 2ª edição. Eliane Vieira. www.editoraferreira.com.br AMOSTRA DA OBRA www.editoraferreira.com.br O sumário aqui apresentado é reprodução fiel do livro 2ª edição. Eliane Vieira Análise Sintática Português é simples 2ª edição Nota sobre a autora Sumário III

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE GEOGRAFIA 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE GEOGRAFIA 2015 ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE GEOGRAFIA 2015 Nome: Nº 6º ano Data: / /2015 Professor: Nota: (valor: 2.0) A - Introdução Neste ano, sua pontuação foi inferior a 60,0 pontos e você não assimilou os conteúdos

Leia mais

Prova de Equivalência à Frequência de Português (Prova Oral) Informação Prova de Equivalência à Frequência. Prova 61 2014. 2.º Ciclo do Ensino Básico

Prova de Equivalência à Frequência de Português (Prova Oral) Informação Prova de Equivalência à Frequência. Prova 61 2014. 2.º Ciclo do Ensino Básico Informação Prova de Equivalência à Frequência Data: 2014.04.02 Prova de Equivalência à Frequência de Português (Prova Oral) Prova 61 2014 2.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de 05 de julho

Leia mais

Conteúdos das Avaliações Oficiais do 3º Trimestre/Ensino Fundamental

Conteúdos das Avaliações Oficiais do 3º Trimestre/Ensino Fundamental Conteúdos das Avaliações Oficiais do 3º Trimestre/Ensino Fundamental 6º ano Ciências: Livro 1 - Unidade 3 - capítulo 1 ( pag. 81 ): cálculo de média e cálculo de energia elétrica. Livro 2 - Unidade 1 -

Leia mais

MANUAL DO ALUNO DO CURSO DE EJA ENSINO MÉDIO MANUAL DO ALUNO EJA - ENSINO MÉDIO. Praça Marechal Deodoro, 356 Santa Cecília São Paulo SP CEP: 01150-010

MANUAL DO ALUNO DO CURSO DE EJA ENSINO MÉDIO MANUAL DO ALUNO EJA - ENSINO MÉDIO. Praça Marechal Deodoro, 356 Santa Cecília São Paulo SP CEP: 01150-010 MANUAL DO ALUNO EJA - ENSINO MÉDIO Caro Aluno, Este manual tem o objetivo de tirar suas dúvidas e tornar seu curso no INED o mais completo possível. Leia tudo com muita atenção e, se ao final ainda tiver

Leia mais

2010/2. Instruções e Orientações

2010/2. Instruções e Orientações 2010/2 PROVA: 24 de JUNHO Instruções e Orientações 1. Verifique se este caderno está sem defeito e contém 20 questões objetivas. Caso contrário, peça ao fiscal da sua sala a substituição do material. 2.

Leia mais

6º ANO ENSINO FUNDAMENTAL. MATEMÁTICA Álgebra PORTUGUÊS. Geometria REDAÇÃO ESPANHOL CIÊNCIAS INGLÊS

6º ANO ENSINO FUNDAMENTAL. MATEMÁTICA Álgebra PORTUGUÊS. Geometria REDAÇÃO ESPANHOL CIÊNCIAS INGLÊS 6º ANO ENSINO FUNDAMENTAL MATEMÁTICA Álgebra - Números naturais, operações e resolução de problemas - Raiz quadrada e potenciação - Múltiplos e divisores - Critérios de divisibilidade - MMC e MDC - Frações

Leia mais

Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE. Comunicação Oral e Escrita. Unidade 11. Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais

Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE. Comunicação Oral e Escrita. Unidade 11. Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE Comunicação Oral e Escrita Unidade 11 Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais Núcleo de Educação a Distância 2 Aviso importante! Este material foi produzido

Leia mais

CONTEÚDOS DO TESTE DE SELEÇÃO - 2013 (Ingresso 2014)

CONTEÚDOS DO TESTE DE SELEÇÃO - 2013 (Ingresso 2014) POLÍCIA MILITAR DE ALAGOAS DIRETORIA DE ENSINO Colégio Tiradentes - CPM CONTEÚDOS DO TESTE DE SELEÇÃO - 2013 (Ingresso 2014) 4º ano Texto e interpretação; As quatro operações: Adição, subtração, Substantivo:

Leia mais

EDITAL Nº 26/2014 PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA

EDITAL Nº 26/2014 PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA SELEÇÃO PÚBLICA PARA A CONTRATAÇÃO DE PROFESSORES SUBSTITUTOS PARA A REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE FORTALEZA EDITAL Nº 26/2014 PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA PROVA OBJETIVA DATA: 06 DE JULHO DE 2014 DURAÇÃO:

Leia mais

O Açúcar. Leia este poema de Ferreira Gullar. Com que adoço meu café esta manhã em Ipanema.

O Açúcar. Leia este poema de Ferreira Gullar. Com que adoço meu café esta manhã em Ipanema. 8 Gramática -Revisão 8º ano DATA: /09/15: Unidade Centro Aluno (a) Professora: MARIA DO CARMO Leia este poema de Ferreira Gullar. O Açúcar O branco açúcar que adoçará meu café Nesta manhã de Ipanema Não

Leia mais

Disciplina:Língua Portuguesa Professor (a): Cris Souto Ano: 8º Turmas: 8.1 e 8.2

Disciplina:Língua Portuguesa Professor (a): Cris Souto Ano: 8º Turmas: 8.1 e 8.2 Rede de Educação Missionárias Servas do Espírito Santo Colégio Nossa Senhora da Piedade Av. Amaro Cavalcanti, 2591 Encantado Rio de Janeiro / RJ CEP: 20735042 Tel: 2594-5043 Fax: 2269-3409 E-mail: cnsp@terra.com.br

Leia mais

Ensino Fundamental 2. Nome: Nº: Data: / /2012 TARDE Ano: 9 o Bimestre: 4 o Código da Prova: NOTA:

Ensino Fundamental 2. Nome: Nº: Data: / /2012 TARDE Ano: 9 o Bimestre: 4 o Código da Prova: NOTA: 1º TEMPO / GAMA Nome: Nº: Ensino Fundamental 2 AVALIAÇÃO MULTIDISCIPLINAR Data: / /2012 TARDE Ano: 9 o Bimestre: 4 o Código da Prova: 1209404936 NOTA: Leia o texto a seguir e responda ao que se pede: O

Leia mais

PROPOSTA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA Rotina de Sala de Aula TEMA GERADOR: Bicharada

PROPOSTA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA Rotina de Sala de Aula TEMA GERADOR: Bicharada PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARIPE SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA DO PROGRAMA LUZ DO SABER INFANTIL PROPOSTA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA Rotina de Sala de Aula TEMA GERADOR:

Leia mais

O ATO DE ESTUDAR 1. (Apresentação a partir do texto de Paulo Freire.)

O ATO DE ESTUDAR 1. (Apresentação a partir do texto de Paulo Freire.) O ATO DE ESTUDAR 1 (Apresentação a partir do texto de Paulo Freire.) Paulo Freire, educador da atualidade, aponta a necessidade de se fazer uma prévia reflexão sobre o sentido do estudo. Segundo suas palavras:

Leia mais

Nome: nº Data: 7º ano Profa.:Juliana Sanches

Nome: nº Data: 7º ano Profa.:Juliana Sanches 1 Nome: nº Data: 7º ano Profa.:Juliana Sanches Conteúdo: - Predicação Verbal; - Modo e Tempo Verbal; - Vozes Verbais. Trabalho para Recuperação 01. Leia a tira. a) Na oração Queria mandar um alô para o

Leia mais

DISCIPLINA: LINGUA PORTUGUESA

DISCIPLINA: LINGUA PORTUGUESA DISCIPLINA: LINGUA PORTUGUESA EMENTA: A Língua Portuguesa priorizará os conteúdos estruturantes (ouvir, falar, ler e escrever) tendo como fundamentação teórica o sociointeracionismo. APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA

Leia mais

UFRGS INSTITUTO DE LETRAS Curso de Especialização em Gramática e Ensino da Língua Portuguesa 8ª Edição Trabalho de Conclusão de Curso

UFRGS INSTITUTO DE LETRAS Curso de Especialização em Gramática e Ensino da Língua Portuguesa 8ª Edição Trabalho de Conclusão de Curso UFRGS INSTITUTO DE LETRAS Curso de Especialização em Gramática e Ensino da Língua Portuguesa 8ª Edição Trabalho de Conclusão de Curso REFLEXÕES SOBRE A DESCRIÇÃO DE SUBSTANTIVOS E ADJETIVOS EM LIVROS DIDÁTICOS

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS À BEIRA DOURO Escola Básica e Secundária À Beira Douro- Medas

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS À BEIRA DOURO Escola Básica e Secundária À Beira Douro- Medas AGRUPAMENTO DE ESCOLAS À BEIRA DOURO Escola Básica e Secundária À Beira Douro- Medas Departamento de Línguas Estrangeiras - Inglês - 3º Ciclo - 7º Ano Planificação Anual 2010 / 2011 1º Período - Aulas

Leia mais

AS QUESTÕES OBRIGATORIAMENTE DEVEM SER ENTREGUES EM UMA FOLHA À PARTE COM ESTA EM ANEXO. A etiqueta nas redes sociais

AS QUESTÕES OBRIGATORIAMENTE DEVEM SER ENTREGUES EM UMA FOLHA À PARTE COM ESTA EM ANEXO. A etiqueta nas redes sociais ENSINO FUNDAMENTAL Conteúdos do 8º Ano 1º/2º Bimestre 2014 Trabalho de Dependência Nome: N. o : Turma: Professor(a): Aline Data: / /2014 Unidade: Cascadura Mananciais Méier Taquara Língua Portuguesa Resultado

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO Sequência de Aulas de Língua Portuguesa Produção de uma Fotonovela 1. Nível de

Leia mais

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa 8 o ano 2 o bimestre PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa Escola: Nome: Turma: n o : Novartis perde processo sobre patente do Glivec na Índia A Suprema Corte da Índia rejeitou o apelo da Novartis AG pela

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PESSOAL TÉCNICO CONTADOR. Contador. Página 0

CONCURSO PÚBLICO PARA PESSOAL TÉCNICO CONTADOR. Contador. Página 0 Contador Página 0 LÍNGUA PORTUGUESA E LEGISLAÇÃO 1 Leia o texto abaixo e assinale a direção de sentido que melhor se adequar: Que peixe é esse? Perguntou a moça com afetada admiração. Foi na cidade de

Leia mais

Período composto por subordinação

Período composto por subordinação Período composto por subordinação GRAMÁTICA MAIO 2015 Na aula anterior Período composto por coordenação: conjunto de orações independentes Período composto por subordinação: conjunto no qual um oração

Leia mais

Salesianos Mogofores Colégio

Salesianos Mogofores Colégio Salesianos Mogofores Colégio Rota de Aprendizagem PORTUGUÊS 6º ano Grupo de Português 2015-16 * Em anexo encontram-se Lista de Obras e Textos para Iniciação à Educação literária; e Metas Curriculares (2º

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE PORTUGUÊS 6.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE PORTUGUÊS 6.º ANO DE PORTUGUÊS 6.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO No final do 6.º ano de escolaridade, o aluno deve ser capaz de: interpretar e produzir textos orais com diferentes finalidades e coerência, apresentando

Leia mais

PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS

PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BANCO DE QUESTÕES - PORTUGUÊS - 8º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================== BRINCADEIRA Começou

Leia mais

1. Assinale a alternativa em que os termos da oração dispõem-se na ordem direta.

1. Assinale a alternativa em que os termos da oração dispõem-se na ordem direta. LÍNGUA PORTUGUESA SINTAXE DO PERÍODO SIMPLES E DO PERÍODO COMPOSTO PROF. AGNALDO MARTINO 1. Assinale a alternativa em que os termos da oração dispõem-se na ordem direta. a) Sedosos eram seus cabelos. b)

Leia mais

ALTERNATIVAS APRESENTADAS PELOS PROFESSORES PARA O TRABALHO COM A LEITURA EM SALA DE AULA

ALTERNATIVAS APRESENTADAS PELOS PROFESSORES PARA O TRABALHO COM A LEITURA EM SALA DE AULA ALTERNATIVAS APRESENTADAS PELOS PROFESSORES PARA O TRABALHO COM A LEITURA EM SALA DE AULA RAQUEL MONTEIRO DA SILVA FREITAS (UFPB). Resumo Essa comunicação objetiva apresentar dados relacionados ao plano

Leia mais

1. (FUVEST-SP) Em Queria que me ajudasses, o trecho destacado pode ser substituído por:

1. (FUVEST-SP) Em Queria que me ajudasses, o trecho destacado pode ser substituído por: COLÉGIO DE APLICAÇÃO DOM HÉLDER CÂMARA AVALIAÇÃO: EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES I DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR(A): ANA PAULA DA VEIGA CALDAS ALUNO(A) DATA: / / TURMA: M SÉRIE: 9º ANO DATA PARA ENTREGA:

Leia mais

1º E 2º ANO EM - INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS (TRAZER DICIONÁRIO INGLÊS- PORTUGUÊS)

1º E 2º ANO EM - INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS (TRAZER DICIONÁRIO INGLÊS- PORTUGUÊS) INGLÊS - PROFESSOR EDUARDO 4ª ANO: UNIDADES 5-6- 7 E 8 5ª ANO: UNIDADES 5-6- 7 E 8 6ª ANO: UNIDADES 1-2- 3-4 -6 E 8. 7ª ANO: UNIDADES 3-4-5-6 E 7. 8ª ANO: UNIDADES 2-3-4-6 E 7. PÁGINA 160 9ª ANO: 2 ÉPOCA

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDOS. 3º ano 1º trimestre / 2015. Nome: Data: / /.

ROTEIRO DE ESTUDOS. 3º ano 1º trimestre / 2015. Nome: Data: / /. ROTEIRO DE ESTUDOS 3º ano 1º trimestre / 2015 Nome: Data: / /. Querido (a) Aluno (a), Elaboramos este roteiro com dicas sobre os conteúdos trabalhados no 1º trimestre e que serão abordados nas avaliações

Leia mais

ESCOLA BÁSICA FERNANDO CALDEIRA Currículo de Português. Departamento de Línguas. Currículo de Português - 7º ano

ESCOLA BÁSICA FERNANDO CALDEIRA Currículo de Português. Departamento de Línguas. Currículo de Português - 7º ano Departamento de Línguas Currículo de Português - Domínio: Oralidade Interpretar discursos orais com diferentes graus de formalidade e complexidade. Registar, tratar e reter a informação. Participar oportuna

Leia mais

COMO ESTUDAR 1. Nereide Saviani 2

COMO ESTUDAR 1. Nereide Saviani 2 COMO ESTUDAR 1 Nereide Saviani 2 Estudar não é apenas ler. O fato de ser ter devorado com avidez um livro - seja por achá-lo interessante, seja por se ter pressa em dar conta de seu conteúdo - não significa

Leia mais

RENDIMENTO NESTE PERÍODO

RENDIMENTO NESTE PERÍODO ALUNO (A): ANO: 5º ANO FUNDAMENTAL 23/11/2012 A SEGUIR ALGUMAS ORIENTAÇÕES PARA UM MELHOR RENDIMENTO NESTE PERÍODO: ( ) MELHORAR A CALIGRAFIA. ( ) MAIS ATENÇÃO NA ORTOGRAFIA. ( ) REALIZAR AS ATIVIDADES

Leia mais

Netiqueta Regras de convivência na Internet

Netiqueta Regras de convivência na Internet São alguns modelos de conduta que irão facilitar o relacionamento com os colegas e professor e contribuir para uma aprendizagem colaborativa e efetiva. O termo inglês NET (significa REDE ) e o termo ETIQUETA

Leia mais

P MS MP LF 0 5 2 0 1 5. PREFEITURA MUNICIPAL DE PAU DOS FERROS - RN Concurso Público - 2015 NÍVEL SUPERIOR CONTADOR

P MS MP LF 0 5 2 0 1 5. PREFEITURA MUNICIPAL DE PAU DOS FERROS - RN Concurso Público - 2015 NÍVEL SUPERIOR CONTADOR P MS MP L 0 5 2 0 1 5 PREEITURA MUNICIPAL DE PAU DOS ERROS - RN Concurso Público - 2015 NÍEL SUPERIOR CONTADOR EXAME GRAOTÉCNICO (Transcreva a frase abaixo no local indicado na sua olha de Respostas) A

Leia mais

Gabinete de Aconselhamento Vocacional e Psicológico FCT/UNL

Gabinete de Aconselhamento Vocacional e Psicológico FCT/UNL Sugestões Para o Teu Estudo Não há regras rígidas para um estudo efectivo e bem sucedido, pelo que cada pessoa deve desenvolver a sua própria abordagem ao mesmo. Contudo, no geral, o acto de estudar envolve

Leia mais

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa 9 o ano 1 o bimestre PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa Escola: Nome: Turma: n o : Responda às questões 1, 2 e 3, após a leitura de um fragmento do texto Homem no mar, de Rubem Braga. De minha varanda vejo,

Leia mais

7 Tal pai, tal filho. Acabada a assembléia da comunidade de. Cenatexto

7 Tal pai, tal filho. Acabada a assembléia da comunidade de. Cenatexto JANELA A U L A 7 Tal pai, tal filho Cenatexto Acabada a assembléia da comunidade de Júpiter da Serra, em que se discutiu a expansão da mineradora, dona Ana volta para casa com o Samuel, seu garotinho.

Leia mais

Para estudar literatura

Para estudar literatura Para estudar literatura Cícero Galeno Lopes Este material foi preparado para mesa-redonda realizada no Câmpus da UCS em Bento Gonçalves, Câmpus Universitário da Região dos Vinhedos, durante a 26ª Feira

Leia mais

EMPREGO DE PALAVRAS E EXPRESSÕES

EMPREGO DE PALAVRAS E EXPRESSÕES EMPREGO DE PALAVRAS E EXPRESSÕES ASPECTOS TEÓRICOS. POR QUE /POR QUÊ / PORQUE / PORQUÊ a) POR QUE: Equivale a POR QUAL MOTIVO ou a pelo qual e variações; vem também depois de EIS e DAÍ. b) POR QUÊ: Equivale

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS PROVAS / ATIVIDADES PEDAGÓGICAS Processo Seletivo 2016 para Ensino Fundamental e Ensino Médio

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DAS PROVAS / ATIVIDADES PEDAGÓGICAS Processo Seletivo 2016 para Ensino Fundamental e Ensino Médio / ATIVIDADES PEDAGÓGICAS 1º Ano do Ensino Fundamental (Alunos concluintes do 2º Período da Educação Infantil) Escrita do nome completo; Identificar e reconhecer as letras do alfabeto; Identificar e diferenciar

Leia mais

TD DE RECUPERAÇÃO FINAL DISCIPLINA: GRAMÁTICA SÉRIE: 7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL 2

TD DE RECUPERAÇÃO FINAL DISCIPLINA: GRAMÁTICA SÉRIE: 7º ANO ENSINO FUNDAMENTAL 2 TD DE RECUPERAÇÃO FINAL DISCIPLINA: GRAMÁTICA SÉRIE: 7º ANO ALUNO(A): PROFESSOR(A): OSG: Caro(a) aluno(a), Você está recebendo o TD DE RECUPERAÇÃO 2015, que deve ser feito em casa. O TD vale de zero a

Leia mais

Dia 07 de novembro (sábado) 10h Osasco e Granja Viana

Dia 07 de novembro (sábado) 10h Osasco e Granja Viana PROVA BOLSA MÉRITO ENSINO FUNDAMENTAL II (6º, 7º, 8º e 9º ano) Dia 07 de novembro (sábado) 10h Osasco e Granja Viana 1. Ingresso de novos alunos. O ingresso de alunos, no Ensino Fundamental II do Colégio

Leia mais

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa 6 o ano 1 o bimestre PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa Escola: Nome: Turma: n o : Leia com atenção o texto a seguir, para responder às questões de 1 a 4. Lisboa: aventuras tomei um expresso cheguei de

Leia mais

GRAMÁTICA COMPLEMENTOS VERBAIS. DISPONÍVEIS NO SITE http://www.infoescola.com/portugues/analise-sintatica-e-analisemorfologica/exercicios/

GRAMÁTICA COMPLEMENTOS VERBAIS. DISPONÍVEIS NO SITE http://www.infoescola.com/portugues/analise-sintatica-e-analisemorfologica/exercicios/ GRAMÁTICA Profª. Gina Maciel COMPLEMENTOS VERBAIS DISPONÍVEIS NO SITE http://www.infoescola.com/portugues/analise-sintatica-e-analisemorfologica/exercicios/ 1. (UFMS 2010) Faça uma análise sintática da

Leia mais

Data de entrega 16/03/2015 segunda-feira Frase, oração e período

Data de entrega 16/03/2015 segunda-feira Frase, oração e período Nome: Ano: 7 ano Disciplina: P.T. Textos Nº: Data: Professor: Valdeci Lopes Data de entrega 16/03/2015 segunda-feira Frase, oração e período 1. Leia a tirinha abaixo: Reescreva a frase nominal do quadrinho,

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA O Teotônio Brandão Vilela Filho AVALIAÇÕES DE SISTEMA

MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA O Teotônio Brandão Vilela Filho AVALIAÇÕES DE SISTEMA MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA O Teotônio Brandão Vilela Filho USO DOS GOVERNADOR RESULTADOS DO ESTADO DE ALAGOAS DAS AVALIAÇÕES DE SISTEMA Rogério Auto Teófilo SECRETÁRIO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E DO ESPORTE

Leia mais

Níveis de desempenho. Perguntar e fornecer opiniões. Perguntar e responder sobre os diferentes tipos de férias

Níveis de desempenho. Perguntar e fornecer opiniões. Perguntar e responder sobre os diferentes tipos de férias Competências.Adquirir conhecimentos sobre a cultura e civilização Anglo- Americana numa perspectiva intercultural. - Aprofundar o conhecimento da realidade Portuguesa através do confronto com aspectos

Leia mais

DICAS PARA UM ESTUDO EFICAZ

DICAS PARA UM ESTUDO EFICAZ 1 DICAS PARA UM ESTUDO EFICAZ PRESSUPOSTOS DA TÉCNICA Muitos problemas de insucesso escolar devem-se ao facto de os alunos não saberem estudar de modo eficiente. Existem alguns aspetos que devem ser levados

Leia mais

As Metas Curriculares de Português, para o 3º Ciclo, apresentam cinco características essenciais:

As Metas Curriculares de Português, para o 3º Ciclo, apresentam cinco características essenciais: DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 9º ANO C Ano Letivo: 204 /205. Introdução / Metas Curriculares Na disciplina de Português o desenvolvimento do ensino será orientado por Metas Curriculares cuja definição

Leia mais

CARGO: ANALISTA CONTROLE INTERNO. TEXTO: Quando a sociedade quer...

CARGO: ANALISTA CONTROLE INTERNO. TEXTO: Quando a sociedade quer... CARGO: ANALISTA CONTROLE INTERNO TEXTO: Quando a sociedade quer... Era uma vez um país muito grande e muito quente. Era um país de lastimáveis tradições educativas. Séculos se passaram antes que conseguisse

Leia mais

VÁRIAS MENINAS: DA EXEMPLARIDADE AO DIÁLOGO CAMILA FLESSATI RESUMO:

VÁRIAS MENINAS: DA EXEMPLARIDADE AO DIÁLOGO CAMILA FLESSATI RESUMO: VÁRIAS MENINAS: DA EXEMPLARIDADE AO DIÁLOGO RESUMO: CAMILA FLESSATI O presente artigo é fruto do trabalho realizado no grupo de estudos Literatura Infantil/Juvenil e Sociedade da Universidade de São Paulo.

Leia mais

PORTUGUÊS PARA CONCURSOS

PORTUGUÊS PARA CONCURSOS PORTUGUÊS PARA CONCURSOS Sumário Capítulo 1 - Noções de fonética Fonema Letra Sílaba Número de sílabas Tonicidade Posição da sílaba tônica Dígrafos Encontros consonantais Encontros vocálicos Capítulo 2

Leia mais

UMA REFLEXÃO SOBRE A PRÁTICA DOCENTE ATRAVÉS DAS NARRATIVAS DISCENTES

UMA REFLEXÃO SOBRE A PRÁTICA DOCENTE ATRAVÉS DAS NARRATIVAS DISCENTES UMA REFLEXÃO SOBRE A PRÁTICA DOCENTE ATRAVÉS DAS NARRATIVAS DISCENTES Luciana Bessa Silva (bessaluciana@hotmail.com) RESUMO Como humanos, narramos nossos sentimentos, nossos desejos, nossas emoções, nossas

Leia mais

PLANO DE CURSO REFERENCIAL LÍNGUA PORTUGUESA/GESTAR 6ª SÉRIE (7º ANO)

PLANO DE CURSO REFERENCIAL LÍNGUA PORTUGUESA/GESTAR 6ª SÉRIE (7º ANO) PLANO DE CURSO REFERENCIAL LÍNGUA PORTUGUESA/GESTAR 6ª SÉRIE (7º ANO) Processo Avaliativo Unidade Didática PRIMEIRA UNIDADE Competências e Habilidades Aperfeiçoar a escuta de textos orais - Reconhecer

Leia mais

Adjunto adnominal. Os dois primeiros colocados disputarão a medalha de ouro. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj: adn.

Adjunto adnominal. Os dois primeiros colocados disputarão a medalha de ouro. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj: adn. Professor Jailton Adjunto adnominal é o termo da oração que sempre se refere a um substantivo que funciona como núcleo de um termo, a fim de determiná-lo, indeterminá-lo ou caracterizá-lo. adj. adn. adj.

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MONTES CLAROS. VESTIBULAR 2012 I Processo Seletivo PROVA II

FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MONTES CLAROS. VESTIBULAR 2012 I Processo Seletivo PROVA II FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MONTES CLAROS VESTIBULAR 2012 I Processo Seletivo PROVA II SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Este caderno contém uma prova de redação no valor de 40 (quarenta) pontos. 1.

Leia mais

ORGANIZAÇÃO BIMESTRAL MATRIZ CURRICULAR DO 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL PORTUGUÊS 4º ANO 1º BIMESTRE EIXO CAPACIDADE CONTEÚDO 4º ANO

ORGANIZAÇÃO BIMESTRAL MATRIZ CURRICULAR DO 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL PORTUGUÊS 4º ANO 1º BIMESTRE EIXO CAPACIDADE CONTEÚDO 4º ANO 2. LEIURA 1. COMPREENSÃO E VALORIZAÇÃO DA CULURA ESCRIA ORGANIZAÇÃO BIMESRAL MARIZ CURRICULAR DO 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENAL PORUGUÊS 4º ANO 1º BIMESRE EIXO CAPACIDADE CONEÚDO 4º ANO 1.1 Conhecer e valorizar

Leia mais

DETALHES IMPORTANTES PARA ATINGIR A BOA COMUNICAÇÃO

DETALHES IMPORTANTES PARA ATINGIR A BOA COMUNICAÇÃO Página 1 de 7 INDICE Nenhuma entrada de sumário foi encontrada. Página 2 de 7 Autor: Alkíndar de Oliveira (alkindar@terra.com.br) Dentre outros atributos, o exercício da oratória exige o conhecimento e

Leia mais

5º Ano O amor é paciente. (I Coríntios 13:4 a)

5º Ano O amor é paciente. (I Coríntios 13:4 a) 5º Ano Roteiro Semanal de Atividades de Casa (13 a 17 de Maio 2013) NA TEIA DA ARANHA Resolva as operações, pinte a trilha que o resultado seja 67 e descubra o inseto que caiu na teia da aranha. O inseto

Leia mais

Gabinete de Apoio ao Aluno e à Comunidade Educativa (GACE)

Gabinete de Apoio ao Aluno e à Comunidade Educativa (GACE) Núcleos de Estudo Caderno de Apoio Núcleos de Estudo 1 Podes dizer-me, por favor, que caminho devo seguir para sair daqui? [perguntou a Alice] Isso depende muito de para onde é que queres ir disse o Gato.

Leia mais

Orientações de Como Estudar Segmento II

Orientações de Como Estudar Segmento II Orientações de Como Estudar Segmento II Aprender é uma tarefa árdua que exige esforço e método e por isso organizamos algumas dicas para ajudá-lo(la) a aprender Como Estudar! Você verá que as orientações

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA ANEXO I CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONHECIMENTOS BÁSICOS ENSINO MÉDIO - Língua Portuguesa: Compreensão e interpretação de palavra, frase ou texto, estrutura textual, coesão e coerência, recursos coesivos, ponto

Leia mais

Ano: 8 Turma: 8.1 e 8.2

Ano: 8 Turma: 8.1 e 8.2 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 2ª Etapa 2014 Disciplina: Ciências Professor (a): Felipe Cesar Ano: 8 Turma: 8.1 e 8.2 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

SOFTWARES DE SIMULAÇÃO NO ENSINO DE QUÍMICA

SOFTWARES DE SIMULAÇÃO NO ENSINO DE QUÍMICA Aula 7 SOFTWARES DE SIMULAÇÃO NO ENSINO DE QUÍMICA META Discutir a utilização de softwares no ensino de Química. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno deverá: Através da utilização do software carbópolis,

Leia mais

CONTEÚDOS E AULAS PREVISTAS (em minutos) POR DISCIPLINA 9º ANO DE ESCOLARIDADE - ANO LECTIVO 2012-2013

CONTEÚDOS E AULAS PREVISTAS (em minutos) POR DISCIPLINA 9º ANO DE ESCOLARIDADE - ANO LECTIVO 2012-2013 CONTEÚDOS E AULAS PREVISTAS (em ) POR DISCIPLINA 9º ANO DE ESCOLARIDADE - ANO LECTIVO 2012-2013 DISCIPLINAS Português AULAS PREVISTAS (em ) 9ºA 9ºB 7275 7150 Conteúdos Temáticos Interpretação / análise

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA Nome: Nº 2 a. Série Data: / /2015 Professores: Gabriel e Marcelo Nota: (valor: 1,0) 3º bimestre de 2015 A - Introdução Neste bimestre, sua média foi inferior a 6,0 e

Leia mais

Casa Templária, 9 de novembro de 2011.

Casa Templária, 9 de novembro de 2011. Casa Templária, 9 de novembro de 2011. Mais uma vez estava observando os passarinhos e todos os animais que estão ao redor da Servidora. Aqui onde estou agora é a montanha, não poderia ser outro lugar.

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Você que se inscreveu no Bolsão do Colégio Futuro Vip para cursar o 6º ano do Ensino Fundamental está recebendo o programa das provas. BOLSÃO 6º ANO Fonética Fonema distinção entre FONEMA e LETRA Sílaba

Leia mais

Content Area Grade Quarter Língua Portuguesa 6ª Serie Unidade I

Content Area Grade Quarter Língua Portuguesa 6ª Serie Unidade I Content Area Grade Quarter Língua 6ª Serie Unidade I Texto: parágrafos: descritivo/comparativo; reconto; resenha crítica, anedota, cartum, revista em quadrinhos Linguística: comunicação: elementos/códigos;

Leia mais

Oficina Porcentagem e Juros

Oficina Porcentagem e Juros Oficina Porcentagem e Juros Esta oficina está dividida em duas partes. A primeira consiste em uma revisão do conceito de porcentagem. Na segunda parte, os conceitos vistos na primeira parte serão aplicados

Leia mais

EDITAL N. º 001/CTPM/2015 CONCURSO DE ADMISSÃO 2016 ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO EXAME INTELECTUAL

EDITAL N. º 001/CTPM/2015 CONCURSO DE ADMISSÃO 2016 ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO EXAME INTELECTUAL EDITAL N. º 001/CTPM/2015 CONCURSO DE ADMISSÃO 2016 ANEXO II CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO EXAME INTELECTUAL 1) PARA O ENSINO MÉDIO REDAÇÃO Do 1º ano ao 3º ano do ensino médio, a prova discursiva será composta

Leia mais

Colégio dos Santos Anjos Avenida Iraí, 1330 Planalto Paulista www.colegiosantosanjos.g12.br A Serviço da Vida por Amor

Colégio dos Santos Anjos Avenida Iraí, 1330 Planalto Paulista www.colegiosantosanjos.g12.br A Serviço da Vida por Amor Colégio dos Santos Anjos Avenida Iraí, 1330 Planalto Paulista www.colegiosantosanjos.g12.br A Serviço da Vida por Amor Curso: Nome do (a) Aluno (a): Ano: 3º Componente Curricular: Língua Portuguesa Professor

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE GEOGRAFIA 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE GEOGRAFIA 2015 ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE GEOGRAFIA 2015 Nome: Nº 7º ano Data: / /2015 Professor: Nota: (valor: 2,0) A - Introdução Neste ano, sua pontuação foi inferior a 60,0 pontos e você não assimilou os conteúdos

Leia mais

Alguns truques do Excel. 1- Títulos com inclinação. 2- Preencha automaticamente células em branco

Alguns truques do Excel. 1- Títulos com inclinação. 2- Preencha automaticamente células em branco Alguns truques do Excel 1- Títulos com inclinação No Excel é possível colocar o conteúdo das células na vertical. Para além disto, pode-se escolher o grau de inclinação. Para isto, seleccione as células

Leia mais

Projeto da Disciplina Parte1: Estudo de Viabilidade. Um Estudo de Viabilidade

Projeto da Disciplina Parte1: Estudo de Viabilidade. Um Estudo de Viabilidade Projeto da Disciplina Parte1: Estudo de Viabilidade ENTREGA: 09/04/09 Professor: Carlos José Maria Olguin Um Estudo de Viabilidade Você deve fazer um estudo de viabilidade para um projeto de sistema de

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO 2013/2014 PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA (Prova 1) 6º Ano / Ensino Fundamental

CONCURSO DE ADMISSÃO 2013/2014 PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA (Prova 1) 6º Ano / Ensino Fundamental Leia atentamente o texto 1 e responda às questões de 01 a 12 assinalando a única alternativa correta. Texto 1 Uma história de Dom Quixote Moacyr Scliar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Leia mais

PORTUGUÊS CIDA BISPO

PORTUGUÊS CIDA BISPO TIPO 1 PORTUGUÊS CIDA BISPO 7º UNIDADE IV Orientações: Não será aceita a utilização de corretivo; não será permitido o empréstimo de material durante a avaliação; use somente caneta esferográfica azul

Leia mais

CONTEÚDO DE RECUPERAÇÃO DO 2º SEMESTRE 2015 FUNDAMENTAL II 6º ANO

CONTEÚDO DE RECUPERAÇÃO DO 2º SEMESTRE 2015 FUNDAMENTAL II 6º ANO CONTEÚDO DE RECUPERAÇÃO DO 2º SEMESTRE 2015 FUNDAMENTAL II 6º ANO Disciplina GEOGRAFIA Turma 6º ano 1. População Mundial - Grupo7 Páginas 207 a 215- Bônus demográfico e fases da transição demográfica (material

Leia mais

ANEXO I CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS 1 º ANO DO ENSINO MÉDIO DA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE DE CAJAZEIRAS PARA O ANO 2014.

ANEXO I CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS 1 º ANO DO ENSINO MÉDIO DA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE DE CAJAZEIRAS PARA O ANO 2014. ANEXO I CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS 1 º ANO DO ENSINO MÉDIO DA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE DE CAJAZEIRAS PARA O ANO 2014. LÍNGUA PORTUGUESA: 1. Classes de palavras: - Substantivo - Adjetivo - Artigo - Numeral

Leia mais

CURRÍCULO DE PORTUGUÊS PARA O ENSINO FUNDAMENTAL COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO

CURRÍCULO DE PORTUGUÊS PARA O ENSINO FUNDAMENTAL COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO CURRÍCULO DE PORTUGUÊS PARA O ENSINO FUNDAMENTAL COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO GOVERNADOR DE PERNAMBUCO Eduardo Campos VICE-GOVERNADOR João Lyra Neto SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO

Leia mais

O Ponto entrevista Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para ATRFB!

O Ponto entrevista Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para ATRFB! O Ponto entrevista Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para ATRFB! A história da Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para Analista Tributário da Receita Federal do Brasil, é mais uma das histórias

Leia mais

1º Congresso Internacional e 2º Congresso Brasileiro da Raça Girolando.

1º Congresso Internacional e 2º Congresso Brasileiro da Raça Girolando. 1º Congresso Internacional e 2º Congresso Brasileiro da Raça Girolando. Normas para elaboração do Resumo Expandido INFORMAÇÕES GERAIS 1) Os resumos expandidos e a ficha de inscrição devidamente preenchida

Leia mais

MÓDULO IX ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DA PÓS-GRADUAÇÃO

MÓDULO IX ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DA PÓS-GRADUAÇÃO Setembro/2015 MÓDULO IX ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DA PÓS-GRADUAÇÃO Prof. Dr. Marcos Vinicius Cardoso ESTRUTURA DA PÓS GRADUAÇÃO Definida pelo parecer n. 977/65; Já estava prevista na Lei de Diretrizes

Leia mais

FACULDADE CANDIDO MENDES SUPERVISAO ESCOLAR CURSO DE PÓS - GRADUAÇÃO PRODUÇÃO DE TEXTOS POR ALUNOS DAS CLASSES INICIAIS MARIA RITA CORREIA COELHO

FACULDADE CANDIDO MENDES SUPERVISAO ESCOLAR CURSO DE PÓS - GRADUAÇÃO PRODUÇÃO DE TEXTOS POR ALUNOS DAS CLASSES INICIAIS MARIA RITA CORREIA COELHO FACULDADE CANDIDO MENDES SUPERVISAO ESCOLAR CURSO DE PÓS - GRADUAÇÃO PRODUÇÃO DE TEXTOS POR ALUNOS DAS CLASSES INICIAIS MARIA RITA CORREIA COELHO ORIENTADOR: PROFª. MARY SUE RIO DE JANEIRO 2003 2 FACULDADE

Leia mais

ANEXO I - DAS VAGAS. Vagas Abertas, Escolaridade exigida, Remuneração e Carga Horária Semanal

ANEXO I - DAS VAGAS. Vagas Abertas, Escolaridade exigida, Remuneração e Carga Horária Semanal ANEXO I - DAS VAGAS Vagas Abertas, Escolaridade exigida, Remuneração e Carga Horária Semanal LOCAL DE TRABALHO: CÂMARA MUNICIPAL DE TERRA NOVA DO NORTE. TABELA DE VAGAS PARA CANDIDATOS: NIVEL SUPERIOR

Leia mais

Introdução. De que adianta estudar filosofia se não para melhorar o seu pensamento sobre as questões importantes do dia a dia? Ludwig Wittgenstein

Introdução. De que adianta estudar filosofia se não para melhorar o seu pensamento sobre as questões importantes do dia a dia? Ludwig Wittgenstein Introdução De que adianta estudar filosofia se não para melhorar o seu pensamento sobre as questões importantes do dia a dia? Ludwig Wittgenstein O que a filosofia tem a ver com o dia a dia? Tudo! Na verdade,

Leia mais