a) Incorreta. Os corpos podem apresentar velocidades diferentes de mesmo sentido e ainda assim colidir posteriormente.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "a) Incorreta. Os corpos podem apresentar velocidades diferentes de mesmo sentido e ainda assim colidir posteriormente."

Transcrição

1 FÍS 10 A - AULA a) ncorreta. Os corpos podem apresentar elocidades diferentes de mesmo sentido e ainda assim colidir posteriormente. b) ncorreta. Se o módulo da elocidade de afastamento for maior que o módulo da elocidade de aproximação, o sistema apresentaria energia cinética maior que a inicial. c) Correta. Se os corpos permanecem grudados após a colisão, a elocidade de afastamento será nula, portanto o coeficiente de restituição da colisão será nulo (colisão inelástica). d) ncorreta. A elocidade de afastamento é B A e a elocidade de aproximação é A B. Com isso, se as elocidades na quarta fase forem iguais às elocidades na primeira fase, o coeficiente de restituição será igual a 1. e) ncorreta. Cada material possui características de deformação específicas, isso influencia na deformação dos corpos. 8.0 Como a massa do asteroide é desprezíel diante da massa da Terra, tem-se que a energia cinética final é igual a energia cinética do asteroide. Dessa forma: m E 3, c J A equação da energia elétrica relacionada com a potência e o interalo de tempo é dada por: Eel = P t t = 3, s Em anos, tem-se t = 114 anos. Alternatia: c 8.03 QA = ma A QA = = kg km/h QB = mb B QB = = kg km/h Se os dois corpos possuem sentidos opostos, tem-se: QR = = 0 Alternatia: d 8.04

2 Para um sistema isolado de corpos, o impulso resultante das forças externas é nulo e a quantidade de moimento se consera. = ΔQ 0 = Qf Qi Qf = Qi Alternatia: d 8.05 Parte da energia mecânica da bola foi dissipada na forma de som. Alternatia: d 8.06 A massa do carro é maior que a massa da moto. Se os dois apresentam mesmo módulo de elocidade, tem-se que numa colisão: Qc > Qm, sendo Qc a quantidade de moimento do carro e Qm a quantidade de moimento da moto. Ainda que a força de ação possua mesma intensidade do que a força de reação, a moto apresentará maior aceleração pois possui menor massa (FR = m a) Alternatia: c 8.07 Segundo a equação da colisão, tem-se: QA + QB = Q A + Q B Com isso, a quantidade de moimento do sistema imediatamente antes da colisão é igual a quantidade de moimento do sistema após a colisão. Alternatia: a 8.08 VAP = VA VB = 5 ( 3) = 8 m/s VAF = V B V A = 1 = 1 m/s e V V AF AP e = 0,15 Alternatia: b 8.09 A partir da equação de colisões, tem-se: ma A + mb B = ma A + mb B Diidindo toda a equação por mb:

3 m m m ' m ' m m m m A A B B A A B B B B B B ma A ma ' A ' B m m B m A ( A ' A ) ' B B mb ma 6,0 3,0 m (6,0 4,0) B B B Alternatia: c 8.10 Para que o asteroide seja atingido frontalmente pelo Super-Homem e para que os dois fiquem parados em relação à Terra, dee-se considerar: ma A = ms S S = km/h Alternatia: a 8.11 O módulo da quantidade de moimento do sistema é: QR = Q1 + Q = m1 1 + m QR = 00 3, ,0 QR = = 100 g m/s Alternatia: a 8.1 Qantes = Qdepois Qantes = mantes Qdepois = (mantes + mdepois) mantes = (mantes + mdepois) ' = 0 m/s Alternatia: d 8.13 Q1 + Q = QR

4 m1 1 + m = m1 1 + m m1 (1 1) = m ( ) m1 ( 3) = m (1 4) m1 ( 5) = m ( 3) 5 m1 = 3 m Alternatia: e 8.14 Qantes = (m + m) Qantes = 3m Como a quantidade de moimento se consera, a quantidade de moimento final (Qdepois) dee ser igual a inicial a) Correta. mb B + ma A = Qdepois m 1,5 + m 0 = 3m b) Correta. mb B + ma A = Qdepois m + m ( 1) = 3m c) Correta. mb B + ma A = Qdepois m 3 + m ( 3) = 3m d) ncorreta. mb B + ma A = Qdepois m + m 1 = 5m e) Correta. mb B + ma A = Qdepois m 1,5 + m 0,5 = 3m Alternatia: d 8.15 Qantes = Qdepois QoA + QoB = QA + QB QoB = 0 e QA = 0, então: ma oa = mb ob ob = 0, m/s E m B ob c Ec = 400 J

5 Alternatia c 8.16 A quantidade de moimento se consera. a) ncorreta. mb B + ma A = Qdepois 0,5 m b) Correta. mb B + ma A = Qdepois 6 m c) ncorreta. mb B + ma A = Qdepois 8 m d) ncorreta. Obseração: O corpo da frente tem uma elocidade maior que o de trás. Não haerá colisão. mb B + ma A = Qdepois 6 m e) ncorreta. mb B + ma A = Qdepois 4 m Alternatia: b 8.17 Utiliza-se a equação de colisões Qantes = Qdepois e a equação do coeficiente de V restituição e AF para assim, formar um sistema que possa encontrar os alores V AP de A e B que são as elocidades finais de cada esfera. Alternatia: a 8.18 A partir do gráfico pode-se calcular as elocidades de cada bloco rígido, então: Δx 1 = 3 m/s e = 1 m/s Δt a) ncorreta. Qantes = m1 1 + m Qantes = (-1) = 8 m/s b) ncorreta. Colisões inelásticas dissipam energia mecânica. c) Correta. Qantes = Qdepois 8 = (4 + 4) = 1 m/s. d) ncorreta Ec = 4 J e) ncorreta. Verificou-se que a elocidade após o choque foi de 1 m/s.

6 8.19 Da equação de colisões, tem-se: Qantes = Qdepois ma A + mb B = (ma + mb) ( 4) = (7 + 75) = 0,4 m/s 8.0 Da conseração da quantidade de moimento, tem-se: Qantes = Qdepois m A + m B = (m) m 4 + m 0 = m = m/s Da conseração de energia mecânica, tem-se: Emi = Emf ECi + EPi = ECf + EPf m 0 0 m g h h = 0, m 0 cm FÍS 10A - AULA Quando a bolinha é retirada de sua posição inicial e leada à certa altura, neste momento a bolinha possui uma energia potencial graitacional. Ao ser abandonada, a energia potencial graitacional se transforma em moimento, ou em energia cinética, até que colide com a segunda bolinha e atraés desta, até a penúltima bolinha é conserada a quantidade de moimento. A energia acumulada, quando em contato com a ultima bolinha, faz essa leantar na mesma altura inicial. Assim, consera-se a energia mecânica total do sistema, quando desprezada a resistência do ar. Alternatia: d 9.0 Os choques mecânicos perfeitamente inelásticos ocorrem quando há perda máxima de energia cinética no impacto. Nestas colisões, o coeficiente de restituição e a elocidade de afastamento dos corpos são iguais a zero, o que equiale a dizer que, após o impacto, os corpos permanecerão unidos. Quando não há forças externas sobre o sistema, a elocidade do corpo formado poderá ser determinada pela formula: m m (m m ) A A B B A B Alternatia: a

7 9.03 A direção e o sentido da força são dadas pelo impulso. Alteratia: c 9.04 Os choques mecânicos perfeitamente elásticos ocorrem quando há máxima conseração de energia cinética no impacto e conseração da quantidade de moimento. Nestas colisões o coeficiente de restituição é igual a 1 e a elocidade de afastamento é igual a elocidade de aproximação. Sendo assim, após o choque os corpos seguem separados com elocidades diferentes. Alternatia: a 9.05 Qantes = Qdepois m = m 1 + m = 1 + e = Substituindo: = ( ) + = 1 = 0 Alternatia: b 9.06 Na ausência de forças externas a quantidade de moimento se consera, e como a colisão é inelástica, há máxima dissipação de energia cinética no impacto. Consequentemente, a energia mecânica não se consera. Alternatia: e

8 9.07 Nas colisões perfeitamente elásticas a energia mecânica total do sistema se consera. Alternatia: d 9.08 A conseração da quantidade de moimento acontece, pois Qantes = Qdepois e a dissipação de energia cinética ocorre deido ao acoplamento dos carros. Alternatia: e 9.09 Qantes = Qdepois m m 0 = 4 m = 4 Alternatia: e 9.10 Qantes = Qdepois = ( + ) = 4 m/s Alternatia: b 9.11 Qantes = Qdepois ma A + mb B = ma A + mb B B = 7 m/s Alternatia: b 9.1 Após o choque os dois corpos deslocam-se grudados, houe máxima perda de energia cinética do sistema. Alternatia: a 9.13 Na colisão inelástica os corpos tem a mesma elocidade após o impacto. ma A mb B = (ma + mb) = 0 m/s

9 E c m Ec = 0 J Alternatia: a 9.14 A máxima perda de energia cinética ocorre quando a colisão é inelástica. Qantes = Qdepois ma A mb B = (ma + mb) = m/s ECi = EC1 + EC E E Ci Cf ma A mb B ECi = 8 J (m B m A) ECf = 1 J ΔEC ECf E Ci ΔE = -16 J C Alternatia: b 9.15 De acordo com o gráfico, pode-se encontrar as elocidades das duas esferas antes e depois do choque: Q1 = m1 1 1 = m/s Q = m = 1 m/s Obsera-se que as esferas, após o choque, trocam de alores entre si da quantidade de moimento. Dessa forma: Q 1 = m1 1 1 = 1 m/s Q = m = m/s ' ' ( 1) ( 1) af 1 e 1 ap Qantes = Qdepois m1 1 + m = m1 1 + m 8,0 0,0 = 4,0 A +,0 B e 0,5 ' ' B A,5 = 1 Substituindo: A

10 110 = = 0,5 m/s Substituindo: 115 = 5 = 3 m/s Alternatia: b 9.17 Q = Q0 ma A + mb B = ma A + mb B 1,0 = 4 A + B ' ' B A e 1 ' A ' B 1 = B A Substituindo: A = 6 m/s B = 6 m/s Alternatia: d 9.18 Qantes = Qdepois ma A + mb B = (ma + mb) = m/s E C (m m ) A B EC = 10 J Alternatia: e 9.19 Qantes = Qdepois m + m 0 = (m + m) = ECi = ECf E Ci m m E Cf ( ) ECi = ECf 0.0 a) Qantes = Qdepois = = 16,5 m/s = 58,5 km/h

11 b) ECi + EPi = ECf + EPf ECi = J EPf = J ECf 100%,5% E Ci FÍS 10B - AULA A brisa terrestre ocorre durante a noite. A água fica mais quente que o continente, pois ela se resfria mais lentamente. A camada de ar próxima ao oceano se aquece e sobe, dando lugar a uma noa camada de ar frio que estaa sobre o continente. Assim, o ar se moe do continente para o oceano. Alternatia: a 8.0 A condutiidade térmica é uma constante de cada material e quanto maior for seu alor, melhor condutor de calor será o material. Alternatia: d ncorreta. Se o reseratório de água for metálico ele será um bom condutor de calor, ou seja, dissipará o calor com mais eficiência.. Correta. O coeficiente de condutiidade do idro é baixo comparado ao de outros materiais, fazendo dele um bom isolante de calor.. Correta. Quanto mais escuro o material, maior será a absorção de ondas eletromagnéticas na faixa do infraermelho (ondas de calor). Alternatia: e 8.04 Quanto menor é o coeficiente de condutiidade do material, melhor é a capacidade deste de manter a temperatura sem grandes ariações. Alternatia: d 8.05

12 Quanto maior a condutiidade do material, mais calor esse material propagará. Prata: 0,99 cal / (s cm ºC) Alumínio: 0,5 cal / (s cm ºC) Ferro: 0,16 cal / (s cm ºC) Vidro: 0, cal / (s cm ºC) Água: 0,0 014 cal / (s cm ºC) Lã: 0, cal / (s cm ºC) Ar seco: 0, cal / (s cm ºC) 8.08

13 A condução é um fenômeno de transferência térmica, causado por uma diferença de temperatura entre duas regiões em um mesmo meio ou entre dois meios em contato. Ocorre principalmente em sólidos. A conecção é um fenômeno de transferência térmica, feito por meio de transporte de matéria entre duas regiões. Ocorre principalmente em fluidos. A irradiação é um fenômeno de transferência térmica por meio de ondas eletromagnéticas, é a única forma de propagação de calor que pode ocorrer no ácuo. Alternatia: d O braseiro chega à carne, principalmente por irradiação.. O calor propaga-se atraés da carne por condução. Transferência térmica por irradiação ocorre por meio de ondas eletromagnéticas que no caso, constitui o braseiro. Condução ocorre de transferência de calor, átomo a átomo Depois de certo tempo as duas mesas atingem a mesma temperatura, atingindo o equilíbrio térmico. Logo, o estudante está errado, a mesa de metal dá a ele a sensação de estar mais fria, pois o metal tem um coeficiente de condutiidade maior que o da madeira. Alternatia: d Correta. Qualquer objeto emite e recebe calor de ondas eletromagnéticas.. Correta. A condução térmica ocorre de átomo para átomo.. Correta. A conecção térmica ocorre apenas para os fluidos, pois nos sólidos as partículas não podem ser moimentadas com a mesma facilidade que nos líquidos e gases. Alternatia: c 8.1 A partir da equação de Fourier: Κ A Δθ Φ L

14 Mantendo K que é o coeficiente de condutiidade do material e a temperatura, para aumentar o fluxo de calor, dee-se aumentar o alor da área de seção transersal A e diminuir o comprimento L. Alternatia: e 8.13 A garrafa térmica tem como função manter seu conteúdo em temperatura praticamente constante durante um longo interalo de tempo. É constituída por uma ampola de idro cujas superfícies interna e externa são espelhadas para impedir a propagação do calor por irradiação. As paredes de idro são más condutoras de calor eitando-se a condução térmica. O ácuo entre as paredes da ampola dificulta a propagação do calor por conecção e condução. Alternatia: c ) O calor é transmitido por irradiação por meio de ondas eletromagnéticas, com predominância de raios infraermelhos. 04) O calor é transmitido por conecção por meio dos moimentos de partículas de fluidos Quanto maior a capacidade do tecido de refletir calor, menor será o fluxo de calor refletido a ele. Assim, a cor branca diminui o aquecimento. A baixa condutiidade térmica do material (lã) implica em baixo fluxo de calor. Alternatia: c 8.16 A partir da equação de Fourier: Κ A Δθ Φ L Sabe-se que: d = r e A = r Κ A Δθ Κ A Δθ A A B B Se A = B 4 KA = KB L L Alternatia: a 8.17 Se os dois extremos forem mantidos às temperaturas T1 e T, o fluxo de calor se torna constante (regime estacionário).

15 Alternatia: d ) Deido à formação da ilha de calor, ocorre uma região de baixa pressão no centro urbano, fazendo que o poluente rural penetre para o centro urbano, pelo menos durante o dia, arrastado pelo ento. 0) A ilha de calor urbano ocorre deido às diferenças nas capacidades térmicas entre as superfícies do centro urbano e rural. 08) A formação da ilha de calor é uma ação antropogênica. 16) Um mapa que apresenta as isotérmicas sobre uma região que contém uma grande metrópole se assemelha à distribuição de curas de níel em uma carta topográfica A = B KA (T T1) = KB (T T) T = 500 K Alternatia: b 8.0 a) Tem-se que: A = r e T1 > T Κ A (T T ) 1 Φ L b) ( T T ) 1 T a)

16 b) O bloco que derreterá antes é o B e o bloco que derreterá por ultimo é o D. O Cobertor funciona como um isolante térmico. FÍS 10B - AULA Na Combustão interna, o motor utiliza os próprios gases de combustão como fluido de trabalho. Ou seja, são estes gases que realizam os processos de compressão, aumento de temperatura (queima), expansão e finalmente exaustão. Alternatia: a 9.0 A energia mecânica total do sistema é conserada, porém nem todo calor é utilizado para realização de trabalho. Portanto, ele absore energia eleando, assim, a sua temperatura. Alternatia: c 9.03 a) UA = = 10 J 10 EmA,5 J 4 b) UB = = 1 J 1 EmB J 6 c) UC = = 14 J 14 EmC 7 J d) UD = = 16 J 16 EmD J 8 e) UE = = 15 J 15 EmE,5 J 6 f) UF = = 14 J 14 EmF 7 J

17 Ordem decrescente das energias interna: UD > UE > UC = UF > UB > UA Ordem decrescente das energias médias: EmC > EmA > EmB = EmD = EmF Ordem decrescente das temperaturas: TC > TA = TE > TB = TD = TF 9.04 a) Verdadeira. b) Verdadeira. c) Falsa. Conforme o exercício anterior, as partículas de um corpo podem ter quantidades de energia diferentes. d) Falsa. O corpo C possui a maior temperatura, mas não possui a maior energia interna. O mesmo para o corpo D, esse possui maior energia interna, mas não possui maior temperatura. e) Verdadeira. f) Verdadeira. g) Falsa. O corpo C possui a maior temperatura, mas não possui a maior energia interna. O mesmo para o corpo D, esse possui maior energia interna, mas não possui maior temperatura. h) Falsa. TA = TE, porém A possui 4 partículas e E possui 6 partículas. i) Falsa. Conforme o exercício anterior, TA = TE, porém UA não possui o mesmo alor que UE. j) Verdadeira. k) Verdadeira. l) Falsa. Conforme o exercício anterior, TA = TE, porém UA não possui o mesmo alor que UE. m) Verdadeira a) Do estado A para o estado B, tanto a pressão quanto o olume aumentam. De acordo com a Lei Geral dos Gases, se a pressão e o olume aumentam, a temperatura também aumenta. A ariação da energia interna ΔU depende exclusiamente da temperatura, portanto tem alor positio. b) Do estado A para o estado B, tanto a pressão quanto o olume diminuem. De acordo com a Lei Geral dos Gases, se a pressão e o olume diminuem, a temperatura também diminui. A ariação da energia interna ΔU depende exclusiamente da temperatura, portanto tem alor negatio. 9.06

18 Do estado A para o estado B, a pressão diminui e o olume aumenta. De acordo com a Lei Geral dos Gases, se a pressão diminui e o olume aumenta, a temperatura também aumenta. A ariação da energia interna ΔU depende exclusiamente da temperatura, portanto tem alor positio a) Q > 0 ou Q + b) Q < 0 ou Q c) ΔU > 0 ou ΔU + d) ΔU < 0 ou ΔU e) τ > 0 ou τ + f) τ < 0 ou τ 9.08 a) Q = + 40 J ; τ = + 30 J b) Calor. c) Trabalho. d) Ganhou mais energia do que perdeu. e) ΔU = + 10 J f) Aqueceu, pois a quantidade de calor (Q = + 40 J) é maior que o trabalho realizado (τ = + 30 J), portanto a quantidade de Q restante é transformada em aumento de temperatura a) Q = + 30 cal; τ = + 40 cal b) Calor. c) Trabalho. d) Perdeu mais energia do que ganhou. e) ΔU = 10 cal f) Resfriou, pois a quantidade de calor (Q = +30 cal) é menor que o trabalho realizado (τ = +40 cal), portanto a quantidade τ restante é transformada em resfriamento do sistema a) Q = 30 J; τ = 30 J

19 b) Trabalho. c) Calor. d) Ganhou e perdeu quantidades iguais. e) ΔU = 0 f) A temperatura ficou constante. O sistema possui a mesma quantidade de calor (Q = 30 J) e de trabalho (τ = 30 J) a) Q = +40 J; τ = 30 J b) Calor e trabalho. c) Nenhuma. d) O gás apenas ganhou energia. e) U = 70 J f) Aqueceu, pela primeira lei da termodinâmica obsera-se que se ΔU aumenta, a temperatura também aumenta. 9.1 Pela primeira lei da termodinâmica, tem-se: ΔU = Q τ.sendo ΔU a ariação de energia interna do sistema e Q τ são processos para ariação ou transferência de energia. Alternatia: d 9.13 a) p = 10 N/m ; V = 10 m 3 τ = = 100 J b) O gás realiza trabalho sobre o meio, trabalho positio. c) O gás cede energia para o meio. d) Q = +50 J e) Aumenta. Q > τ. f) ΔU = Q τ = +150 J. Se ΔU aumenta, a temperatura também aumenta. 9.14

20 a) p = 0 N/m ; V = 10 τ = 0 ( 10 - ) = 4 10 J b) o gás recebe trabalho do meio, trabalho negatio. c) o gás ganha energia do meio. d) Q = 0, J e) Diminui. τ > Q f) ) ΔU = Q τ = 0,16 J 9.15 a) τ = área = 5 (4 ) = 10 J b) τ = área = 5 [ ( 10 ) ( ) ] = 10 J c) τ = área = (0,5 10) + ( 5) = 15 J d) τ = área = a) τ = área = 15 = 30 J b) τ = área = 0 c) τ = área = 5 ( ) = 10 J d) τ = área = 0 e) τtotal = 0 J f) área = 0 J g) τ é numericamente igual à área Pela primeira lei da termodinâmica: τ = cal ; Q = cal ΔU = = cal Alternatia: b Correta.

21 . ncorreta. Pressão é resultante das colisões entre as moléculas e o recipiente (razão entre força e área).. Correta. Alternatia: d ncorreta. A isoterma que contém os pontos e 3, possui maior energia interna (maior pressão e maior olume) que a cura isoterma do ponto 1.. Correta. ΔU = 0, logo τ = 0. De 1 para 3 o olume é constante.. Correta. O processo é isobárico. O trabalho (τ) aumenta, a ariação de energia interna do gás (ΔU) aumenta, consequentemente o calor (Q) é maior que zero. Recebe energia (Q > 0), fornece energia (τ > 0). Alternatia: d 9.0. No processo de aporização, a ariação de energia interna é igual a zero, consequentemente o calor fornecido é igual ao trabalho realizado (Q = τ). A troca de calor ocorre no mesmo ambiente, portanto a temperatura média não ai diminuir.. Durante mudanças de fase a temperatura (T) se mantém constante. Obseração: Desde a fusão até a aporização a ariação de energia interna (ΔU) aumenta. 9.1 Para gases monoatômicos, é possíel calcular a energia interna pela seguinte equação: 3 U p V 3 3 UA pa VA 4p V 3 3 UB pb VB p 3V UA 4 U 3 B 9. a) No processo isocórico (olume constante) a ariação de pressão é:

22 Δp = (1, ) (3, ) =, Pa. E a ariação no olume é zero, pois o olume é constante de A para B. No processo isobárico (pressão constante) a ariação de pressão é zero, pois a pressão é constante de B para C. E a ariação no olume é: ΔV = (6,0 10 ) (,0 10 ) = 4,0 10 m 3 A relação entre a temperatura inicial no estado termodinâmico A, e final, no estado termodinâmico C, pode ser escrita de forma: pa V T A A pc V T c c 5 5 (3,0 10 ) (,0 10 ) (1,0 10 ) 6,0 10 ) A TA TB B T 1 T b) Como TA = TC, ΔU = 0. Portanto Q = τ τ é numericamente igual à área. QAC = τab + τbc QAC = τbc QAC = (4,0 10 ) (1, ) = 4, J. FÍS 10C AULA Nunca abra o gabinete ou toque as peças no interior do teleisor. A alta tensão utilizada para acelerar os elétrons por causar choques elétricos. Não coloque seu teleisor próximo de aparelhos domésticos com motores elétricos ou ímãs. Os ímãs possuem campos magnéticos que podem desiar a trajetória dos elétrons que incidem sobre a tela, proocando deformação na imagem. Alternatia: A 8.0 m q B sen R 7 4 m 1, , 0 10 R q B 19 1,6 10 1,6 R = 10 4 m Alternatia: B 8.03 F = q B sen θ Quando a partícula carregada incide na direção do eixo magnético conforme mostrado na figura, θ = 0º e F = 0 (sen θ = 0)

23 Alternatia: E 8.04 F = q B sen θ Para uma carga q (q 0) que encontra-se em um campo magnético B (B 0), a força magnética será nula se = 0 ou sen θ = 0 Analisando a dependência do ângulo, sen θ = 0 θ = 0º ou 180º Ou seja, se a trajetória da partícula for paralela ao campo magnético, a força magnética será nula. Alternatia: A 8.05 m q B sen R m R q B Para reduzir o raio, pode-se tomar qualquer uma das ações isoladamente: - diminuir a massa m - diminuir a elocidade - aumentar a carga elétrica q - aumentar o campo magnético B. Alternatia: A 8.06 A força magnética é dada por: F = q B sen θ Cargas positias e negatias desiam de forma diferente na presença de um campo magnético B, porém a massa não interfere nas características do etor força magnética. Alternatia: B 8.07 De acordo com a regra da mão esquerda, com o dedo indicador apontando para dentro do plano da página, o dedo médio para direita, o polegar apontará para cima.

24 Esse é o sentido da força magnética sobre uma partícula de carga positia. No caso do elétron (q < 0), o sentido da força é para baixo. Alternatia: D 8.08 De acordo com a regra da mão esquerda, com o dedo indicador apontando para dentro do plano da página (etor campo magnético), o dedo médio para baixo (etor elocidade), o polegar apontará para direita (etor força magnética). Alternatia: D 8.09 De acordo com a regra da mão esquerda, com o dedo indicador apontando para dentro do plano da página (etor campo magnético), o dedo médio para direita (etor elocidade), o polegar apontará para cima (etor força magnética), para o caso de uma carga positia (próton), e para baixo para o caso de uma carga negatia (elétron). Já o nêutron, por não possuir carga elétrica, não sofrerá desio. Quanto ao raio da trajetória, ele pode ser determinado por: m q B sen R m R q B Como a massa do elétron é menor do que do próton, o raio da trajetória do próton dee ser maior do que o do elétron. Alternatia: D 8.10 F = q B sen θ F = sen 90º F = 10 1 N Alternatia: B 8.11 A) ncorreta. F = q B sen 90º = q B O moimento será uniformemente ariado B) ncorreta. Se for paralelo à B, então θ = 0º e F = q B sen 0º = 0 C) ncorreta. Toda carga em moimento na presenta de um campo magnético não paralelo ao etor elocidade fica sujeita a uma força magnética do tipo

25 F = q B sen θº D) Correta. gualando a resultante centrípeta com a força magnética, o raio da trajetória é dado por: m q B sen R m R q B E) ncorreta. Ver D. Alternatia: D 8.1 De acordo com a regra da mão esquerda, com o dedo indicador apontando para dentro do plano da página (etor campo magnético), o dedo médio para cima (etor elocidade): 1. Cargas positias serão desiadas para esquerda (o polegar apontará para esquerda etor força magnética). Cargas negatias serão desiadas para direita (o polegar apontará para direita etor força magnética) 3. Partículas neutras não sofrerão desios. O raio da trajetória é dado por: m q B sen R m R q B Alternatia: A 8.13 De acordo com a regra da mão esquerda: Para o próton, o dedo indicador apontando para dentro do plano da página (etor campo magnético), o dedo médio para direita (etor elocidade), o polegar apontará para cima (etor força magnética), assim 1 pode representar a trajetória de saída do próton. Para o elétron, o dedo indicador apontando para dentro do plano da página (etor campo magnético), o dedo médio para cima (etor elocidade), o polegar apontará para esquerda, mas como a carga é negatia, o etor força magnética aponta para direita, assim ou 3 podem representar a trajetória de saída do elétron. Alternatia: D 8.14

26 . O raio da trajetória é dado por: m q B sen R 5 m R q B R = 0,5 m. De acordo com a regra da mão esquerda, com o dedo indicador apontando para dentro do plano da página (etor campo magnético), o dedo médio para cima (etor elocidade), o polegar apontará para esquerda (etor força magnética para uma carga positia), assim, se a carga fosse negatia, desiaria para a direita não atingindo o ponto Q.. F = q B sen θ F = sen 90º F =,4 N Alternatia: A 8.15 De acordo com a regra da mão esquerda, com o dedo indicador apontando para fora do plano da página (etor campo magnético), o dedo médio para direita (etor elocidade), o polegar apontará para baixo (etor força magnética). Com efeito, o moimento da partícula será circular e no sentido horário. Alternatia: 33 (01, 3) 8.16 De acordo com a regra da mão esquerda, com o dedo indicador apontando para fora do plano da página (etor campo magnético), o dedo médio para cima (etor elocidade), o polegar apontará para a direita (etor força magnética), para o caso de uma carga positia, e para esquerda para o caso de uma carga negatia. Quanto ao raio da trajetória, ele pode ser determinado por: m q B sen R q m R B A razão q/m é maior para a partícula que apresenta menor raio, ou seja, para a partícula. Alternatia: D 8.17

27 De acordo com a regra da mão esquerda, com o dedo indicador apontando para dentro do plano da página, o dedo médio para direita, o polegar apontará para cima. Esse é o sentido da força magnética sobre uma partícula de carga positia. No caso do elétron (q < 0), o sentido da força é para baixo. Se θ = 90º, a força magnética é a resultante centrípeta: m q B sen R m R q B Se θ = 0º, F = q B sen 0º = 0 Alternatia: 15 (01, 0, 04, 08) 8.18 FE = FM q E = q B sen θ 5, = 10 4 =, m/s Alternatia: B 8.19 Exercício resolido no material. 8.0 Exercício resolido no material. FÍS 10C AULA Utilizando a regra da mão esquerda, o indicador aponta para baixo (campo magnético), o dedo médio para fora do plano da página (sentido da corrente elétrica), o polegar aponta para direita (etor força magnética). A intensidade da força é dada por F = B i L sen α Alternatia: A 9.0

28 Segundo a orientação sugerida, a força graitacional aponta para dentro do plano da página. A força magnética dee então apontar para fora do plano da página. Utilizando a regra da mão esquerda, o polegar dee apontar para fora do plano da página (etor força magnética). Assim, o indicador dee apontar para cima (campo magnético), o dedo médio para direita (sentido da corrente elétrica) Alternatia: A 9.03 Para os segmentos de fios que estão paralelos ao campo B em y, a força magnética F é zero, pois α = 0º ou 180º. Para os segmentos de x, primeiro obsera-se na direção de x, próximo de N, a força magnética aponta para baixo. No segmento de x próximo de S a força magnética aponta para cima. A espira ai girar em torno de xx no sentido antihorário para o obserador em O. Resposta: A 9.04 Usando a regra da mão esquerda, tem-se que o dedo médio, indicador da corrente elétrica aponta para a direita. O dedo indicador que representa o campo magnético aponta para dentro do plano. E o polegar que representa a força magnética, aponta para cima. Alternatia: A 9.05 Usando a regra da mão esquerda, tem-se que o dedo médio, indicador da corrente elétrica aponta para baixo. O dedo indicador que representa o campo magnético aponta para dentro do plano. E o polegar que representa a força magnética, aponta para a direita. Alternatia: B 9.06 Usando a regra da mão esquerda, tem-se que o dedo médio, indicador da corrente elétrica aponta para a direita. O dedo indicador que representa o campo magnético aponta para cima. E o polegar que representa a força magnética, aponta para fora do plano. Alternatia: B 9.07

29 A equação da força magnética é dada por: F = B i L sen α F = 3 1 sen 90 F = 6 N Alternatia: E 9.08 Para que os fios sofram atração, o campo magnético do fio da esquerda tem que estar saindo do plano, enquanto o campo magnético do fio da direita tem que estar entrando no plano. Alternatia: A 9.09 Em B, a força magnética será máxima, pois a corrente está perpendicular ao plano. Em C, a força magnética será mínima, pois a corrente está paralela ao plano. Em A, a força magnética terá alor abaixo da força magnética de B e acima do alor da força magnética em C, pois se tem o ângulo de 45 graus. Alternatia: B De acordo com a regra da mão esquerda, com o dedo indicador apontando para dentro do plano da página (etor campo magnético), o dedo médio para direita (etor elocidade), o polegar apontará para cima (etor força magnética).. De acordo com a regra da mão esquerda, com o dedo indicador apontando para cima (etor campo magnético), o dedo médio para direita (etor elocidade), o polegar apontará para fora do plano da página (etor força magnética).. De acordo com a regra da mão esquerda, com o dedo indicador apontando para fora do plano da página (etor campo magnético), o dedo médio para cima (etor elocidade), o polegar apontará para a direita (etor força magnética). Alternatia: E 9.11 De acordo com a regra da mão esquerda, com o dedo indicador apontando para fora do plano da página (etor campo magnético), o dedo médio para direita (etor elocidade), o polegar apontará para baixo (etor força magnética). A equação da força magnética é dada por: F = B i L sen α F = 5, ,1 sen 90 F = 5, N. Alternatia: D

30 9.1 Como i1 e i estão no mesmo sentido os fios se atraem. Para fios paralelos tem-se: F M μ i i L 1 FM = 10 5 N/m. π d Alternatia: B 9.13 Como i1 e i estão em sentidos opostos os fios se repelem. Para fios paralelos tem-se: F M μ i i L 1 FM = 10 4 N/m. π d Alternatia: A 9.14 Para fios paralelos tem-se: F M μ i i L 1 π d A permeabilidade magnética do ácuo, as correntes, o comprimento dos fios paralelos, todos esses alores são proporcionais à força F. Já o alor da distancia entre os fios paralelos é inersamente proporcional à F, nesse caso, se aumentar o alor de d, diminui o alor de F. Alternatia: E 9.15 De acordo com a regra da mão esquerda, com o dedo indicador apontando para dentro do plano da página (etor campo magnético), o dedo médio para direita (etor elocidade), o polegar apontará para baixo (etor força magnética). A equação da força magnética é dada por: FM = B i L F = m g gualando as duas equações: B i L = m g 0,3 0 0, = m 10 m = 0,1 kg. Alternatia: C 9.16

31 A corrente elétrica percorre sentido anti-horário, já que sai do polo positio e ai para o polo negatio. As linhas do campo magnético saem do polo N e chegam no polo S. De acordo com a regra da mão esquerda, com o dedo indicador apontando para a direita (etor campo magnético), o dedo médio para fora do plano da pagina (etor elocidade), o polegar apontará para cima (etor força magnética). Alternatia: C 9.17 A corrente elétrica sai do polo positio e ai para o polo negatio. De acordo com a regra da mão esquerda, com o dedo indicador apontando para a direita (etor campo magnético), o dedo médio para cima (etor elocidade), o polegar apontará para dentro do plano da página (etor força magnética). Alternatia: 0, 3 (34) 9.18 A corrente elétrica sai do polo positio e ai para o polo negatio. Para fios paralelos tem-se: F M μ i i L 1 π d Mas como i1 e i são iguais, tem-se: F M μ i L π d Portanto FM é proporcional à i. Como i1 e i estão em sentidos opostos os fios se repelem. Alternatia: E 9.19 Exercício resolido no material. 9.0 Exercício resolido no material.

32 FÍS 10D - AULA m... L1 = 100 db 6 m... L = 94 db 1 m... L3 = 88 db 4 m... L4 = 8 db 48 m... L5 = 76 db 96 m... L6 = 70 db 19 m... L7 = 64 db 384 m... L8 = 58 db Alternatia: C 8.0 Da equação de níel sonoro, tem-se: β 10 log β = 10 log 10 8 β = 80 db o 8.03

33 Para os homens e as mulheres, OH = OM = = W/m Alternatia: d ncorreta. Um som de alta frequência é agudo e um som de baixa frequência é grae.. Correta.. ncorreta. O som é uma onda longitudinal que precisa de um meio para se propagar. V. Correta. V. ncorreta. db é a unidade para exprimir níel sonoro. Alternatia: a 8.05 Altura depende exclusiamente da frequência. Alternatia: a 8.06 A cada oitaa, a frequência é duplicada. Então duas oitaas acima, tem-se: f = 510 Hz f = = 040 Hz Alternatia: d 8.07 O níel sonoro é dado pela equação:

Física. Questão 16. Questão 17. Questão 18 ETAPA. alternativa C. alternativa D

Física. Questão 16. Questão 17. Questão 18 ETAPA. alternativa C. alternativa D Física Questão 6 elocidade O gráfico acima apresenta a elocidade de um objeto em função do tempo. A aceleração média do objeto no interalo de tempo de 0 a 4 t é: a) t _ d) 4 t b) 3 4 t e) 3 4 t alternatia

Leia mais

(A) (B) (C) (D) (E) Resposta: A

(A) (B) (C) (D) (E) Resposta: A 1. (UFRGS-2) Ao resolver um problema de Física, um estudante encontra sua resposta expressa nas seguintes unidades: kg.m 2 /s 3. Estas unidades representam (A) força. (B) energia. (C) potência. (D) pressão.

Leia mais

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa E. alternativa C. alternativa D. Características Amostra 1 Amostra 2. Pressão (atm) 1,0 0,5

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa E. alternativa C. alternativa D. Características Amostra 1 Amostra 2. Pressão (atm) 1,0 0,5 Questão 46 Um corpo de 50 g de massa encontra-se em equilíbrio, preso a uma mola helicoidal de massa desprezíel e constante elástica k igual a 100 N/m, como mostra a figura a seguir. O atrito entre as

Leia mais

TIPO-A FÍSICA. r 1200 v média. Dado: Aceleração da gravidade: 10 m/s 2. Resposta: 27

TIPO-A FÍSICA. r 1200 v média. Dado: Aceleração da gravidade: 10 m/s 2. Resposta: 27 1 FÍSICA Dado: Aceleração da gravidade: 10 m/s 01. Considere que cerca de 70% da massa do corpo humano é constituída de água. Seja 10 N, a ordem de grandeza do número de moléculas de água no corpo de um

Leia mais

IME - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

IME - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR IME - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Física Questão 01 Um pequeno refrigerador para estocar vacinas está inicialmente desconectado da rede elétrica e o ar em seu interior encontra-se

Leia mais

Questão 57. Questão 59. Questão 58. alternativa D. alternativa C

Questão 57. Questão 59. Questão 58. alternativa D. alternativa C OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representada por g. Quando necessário adote: para g, o valor de 10 m/s 2 ; para a massa específica

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES 1 a QUESTÃO Valor: 1,00 A L 0 H mola apoio sem atrito B A figura acima mostra um sistema composto por uma parede vertical

Leia mais

FÍSICA. Questões de 01 a 04

FÍSICA. Questões de 01 a 04 GRUPO 1 TIPO A FÍS. 1 FÍSICA Questões de 01 a 04 01. Considere uma partícula presa a uma mola ideal de constante elástica k = 420 N / m e mergulhada em um reservatório térmico, isolado termicamente, com

Leia mais

Questão 46. Questão 47. Questão 48. alternativa E. alternativa C

Questão 46. Questão 47. Questão 48. alternativa E. alternativa C Questão 46 O movimento de uma partícula é caracterizado por ter vetor velocidade e vetor aceleração não nulo de mesma direção. Nessas condições, podemos afirmar que esse movimento é a) uniforme. b) uniformemente

Leia mais

UNIGRANRIO www.exerciciosdevestibulares.com.br. 2) (UNIGRANRIO) O sistema abaixo encontra-se em equilíbrio sobre ação de três forças

UNIGRANRIO www.exerciciosdevestibulares.com.br. 2) (UNIGRANRIO) O sistema abaixo encontra-se em equilíbrio sobre ação de três forças 1) (UNIGRANRIO) Um veículo de massa 1200kg se desloca sobre uma superfície plana e horizontal. Em um determinado instante passa a ser acelerado uniformemente, sofrendo uma variação de velocidade representada

Leia mais

Questão 57. Questão 58. alternativa D. alternativa C. seu mostrador deverá indicar, para esse mesmo objeto, o valor de

Questão 57. Questão 58. alternativa D. alternativa C. seu mostrador deverá indicar, para esse mesmo objeto, o valor de OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representado por g. Quando necessário, adote: para g, o valor 10 m/s ; para a massa específica

Leia mais

Resolução Comentada CEFET/MG - 2 semestre 2014

Resolução Comentada CEFET/MG - 2 semestre 2014 Resolução Comentada CEFET/MG - 2 semestre 2014 01 - A figura mostra um sistema massa-mola que pode oscilar livremente, sem atrito, sobre a superfície horizontal e com resistência do ar desprezível. Nesse

Leia mais

18 a QUESTÃO Valor: 0,25

18 a QUESTÃO Valor: 0,25 6 a A 0 a QUESTÃO FÍSICA 8 a QUESTÃO Valor: 0,25 6 a QUESTÃO Valor: 0,25 Entre as grandezas abaixo, a única conservada nas colisões elásticas, mas não nas inelásticas é o(a): 2Ω 2 V 8Ω 8Ω 2 Ω S R 0 V energia

Leia mais

grandeza do número de elétrons de condução que atravessam uma seção transversal do fio em segundos na forma, qual o valor de?

grandeza do número de elétrons de condução que atravessam uma seção transversal do fio em segundos na forma, qual o valor de? Física 01. Um fio metálico e cilíndrico é percorrido por uma corrente elétrica constante de. Considere o módulo da carga do elétron igual a. Expressando a ordem de grandeza do número de elétrons de condução

Leia mais

TC 5 Revisão UECE 1 a. fase Física Prof. João Paulo

TC 5 Revisão UECE 1 a. fase Física Prof. João Paulo 1. (IFSP 11) Uma caixa d água está cheia de água e, por um acidente, ela é furada na sua parte inferior. Para consertá la e tampar o furo, ocê dispõe de uma rolha, que é colocada de fora para dentro conforme

Leia mais

Questão 91. Questão 92. Questão 93. alternativa D. alternativa D

Questão 91. Questão 92. Questão 93. alternativa D. alternativa D Questão 91 A unidade de medida de potencial elétrico do Sistema Internacional é o olt (V), que também é unidade da grandeza física chamada a) força elétrica. c) corrente elétrica. e) campo magnético. b)

Leia mais

Questão 46. o diagrama horário da velocidade escalar, cuja ilustração correta para esse movimento. a) d)

Questão 46. o diagrama horário da velocidade escalar, cuja ilustração correta para esse movimento. a) d) Questão 46 b) Sobre um trilho reto, uma pequena esfera descreve um movimento uniformemente variado. Um estudante resolveu analisar esse movimento e construiu o gráfico do espaço percorrido (S) em função

Leia mais

UFMG - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

UFMG - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR UFMG - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Física Questão 01 Durante uma brincadeira, Rafael utiliza o dispositivo mostrado nesta figura para lançar uma bolinha horizontalmente. Nesse

Leia mais

γ = 5,0m/s 2 2) Cálculo da distância percorrida para a velocidade escalar reduzir-se de 30m/s para 10m/s. V 2 2

γ = 5,0m/s 2 2) Cálculo da distância percorrida para a velocidade escalar reduzir-se de 30m/s para 10m/s. V 2 2 OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representado por g. Quando necessário, adote: para g, o valor 10 m/s 2 ; para a massa específica

Leia mais

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Física

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Física Vestibular URGS 2015 Resolução da Prova de ísica 1. Alternativa (C) O módulo da velocidade relativa de móveis em movimentos retilíneos de sentidos opostos pode ser obtido pela expressão matemática: v r

Leia mais

=30m/s, de modo que a = 30 10 =3m/s2. = g sen(30 o ), e substituindo os valores, tem-se. = v B

=30m/s, de modo que a = 30 10 =3m/s2. = g sen(30 o ), e substituindo os valores, tem-se. = v B FÍSIC 1 Considere a figura a seguir. Despreze qualquer tipo de atrito. a) O móvel de massa M = 100 kg é uniformemente acelerado (com aceleração a) a partir do repouso em t =0 segundos, atingindo B, emt

Leia mais

Questão 46. Questão 47. Questão 48. Questão 49. alternativa C. alternativa A. alternativa B

Questão 46. Questão 47. Questão 48. Questão 49. alternativa C. alternativa A. alternativa B Questão 46 Um ferreiro golpeia, com a marreta, uma lâmina de ferro, em ritmo uniforme, a cada 0,9 s. Um observador afastado desse ferreiro vê, com um binóculo, a marreta atingir o ferro e ouve o som das

Leia mais

Capítulo 4 Trabalho e Energia

Capítulo 4 Trabalho e Energia Capítulo 4 Trabalho e Energia Este tema é, sem dúvidas, um dos mais importantes na Física. Na realidade, nos estudos mais avançados da Física, todo ou quase todos os problemas podem ser resolvidos através

Leia mais

Corpo 1. v Corpo 2 FÍSICA

Corpo 1. v Corpo 2 FÍSICA (9) 5-0 O ELITE RESOLVE O VESTIULAR DA AFA 008 FÍSICA FÍSICA QUESTÃO Uma partícula moe-se com elocidade de 50 m/s. Sob a ação de uma aceleração de módulo 0, m/s, ela chega a atingir a mesma elocidade em

Leia mais

1) d = V t. d = 60. (km) = 4km 60 2) Movimento relativo: s V rel 80 60 = t = (h) = h = 12min

1) d = V t. d = 60. (km) = 4km 60 2) Movimento relativo: s V rel 80 60 = t = (h) = h = 12min OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representado por g. Quando necessário, adote: para g, o valor de 10 m/s 2 ; para a massa específica

Leia mais

Soluções das Questões de Física do Processo Seletivo de Admissão à Escola Preparatória de Cadetes do Exército EsPCEx

Soluções das Questões de Física do Processo Seletivo de Admissão à Escola Preparatória de Cadetes do Exército EsPCEx Soluções das Questões de Física do Processo Seletivo de dmissão à Escola Preparatória de Cadetes do Exército EsPCEx Questão Concurso 009 Uma partícula O descreve um movimento retilíneo uniforme e está

Leia mais

04. Com base na lei da ação e reação e considerando uma colisão entre dois corpos A e B, de massas m A. , sendo m A. e m B. < m B.

04. Com base na lei da ação e reação e considerando uma colisão entre dois corpos A e B, de massas m A. , sendo m A. e m B. < m B. 04. Com base na lei da ação e reação e considerando uma colisão entre dois corpos A e B, de massas m A e m B, sendo m A < m B, afirma-se que 01. Um patrulheiro, viajando em um carro dotado de radar a uma

Leia mais

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa A. alternativa E. alternativa B. Tássia, estudando o movimento retilíneo uniformemente

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa A. alternativa E. alternativa B. Tássia, estudando o movimento retilíneo uniformemente Questão 46 Tássia, estudando o movimento retilíneo uniformemente variado, deseja determinar a posição de um móvel no instante em que ele muda o sentido de seu movimento. Sendo a função horária da posição

Leia mais

Física: Eletromagnetismo

Física: Eletromagnetismo Física: Eletromagnetismo Questões de treinamento para a banca Cesgranrio elaborada pelo prof. Alex Regis Questão 01 Está(ão) correta(s): Considere as afirmações a seguir a respeito de ímãs. I. Convencionou-se

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES 2011 1 a QUESTÃO Valor: 1,00 Um varal de roupas foi construído utilizando uma haste rígida DB de massa desprezível, com

Leia mais

RECUPERAÇÃO TURMAS: 2º ANO FÍSICA

RECUPERAÇÃO TURMAS: 2º ANO FÍSICA RECUPERAÇÃO TURMAS: 2º ANO Professor: XERXES DATA: 22 / 11 / 2015 RECUPERAÇÃO FINAL FORÇA ELÉTRICA (LEI DE COULOMB) FÍSICA Para todas as questões, considere a constante eletrostática no vácuo igual a 9.10

Leia mais

Questão 1. Questão 2. Resposta. Resposta

Questão 1. Questão 2. Resposta. Resposta Questão 1 Na natureza, muitos animais conseguem guiar-se e até mesmo caçar com eficiência, devido à grande sensibilidade que apresentam para a detecção de ondas, tanto eletromagnéticas quanto mecânicas.

Leia mais

Pelo princípio da independência dos movimentos, na horizontal, temos: V. = 0, o corpo se comporta como em queda livre, por isso: F g.

Pelo princípio da independência dos movimentos, na horizontal, temos: V. = 0, o corpo se comporta como em queda livre, por isso: F g. Questão 01 008 Um astronauta, de pé sobre a superfície da Lua, arremessa uma pedra, horizontalmente, a partir de uma altura de 1,5 m, e verifica que ela atinge o solo a uma distância de 15 m. Considere

Leia mais

física EXAME DISCURSIVO 2ª fase 30/11/2014

física EXAME DISCURSIVO 2ª fase 30/11/2014 EXAME DISCURSIVO 2ª fase 30/11/2014 física Caderno de prova Este caderno, com dezesseis páginas numeradas sequencialmente, contém dez questões de Física. Não abra o caderno antes de receber autorização.

Leia mais

Fuvest 2005 2ª fase FÍSICA

Fuvest 2005 2ª fase FÍSICA Fuvest 2005 2ª fase FÍSICA 1. Procedimento de segurança, em auto-estradas, recomenda que o motorista mantenha uma distância de 2 segundos do carro que está à sua frente, para que, se necessário, tenha

Leia mais

Resolução O período de oscilação do sistema proposto é dado por: m T = 2π k Sendo m = 250 g = 0,25 kg e k = 100 N/m, vem:

Resolução O período de oscilação do sistema proposto é dado por: m T = 2π k Sendo m = 250 g = 0,25 kg e k = 100 N/m, vem: 46 c FÍSICA Um corpo de 250 g de massa encontra-se em equilíbrio, preso a uma mola helicoidal de massa desprezível e constante elástica k igual a 100 N/m, como mostra a figura abaixo. O atrito entre as

Leia mais

TURMA DE ENGENHARIA - FÍSICA

TURMA DE ENGENHARIA - FÍSICA Prof Cazuza 1 (Uff 2012) O ciclo de Stirling é um ciclo termodinâmico reversível utilizado em algumas máquinas térmicas Considere o ciclo de Stirling para 1 mol de um gás ideal monoatônico ilustrado no

Leia mais

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa C. alternativa D. alternativa C

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa C. alternativa D. alternativa C Questão 46 função da velocidade em relação ao tempo de um ponto material em trajetória retilínea, no SI, é v = 5,0 2,0t. Por meio dela pode-se afirmar que, no instante t = 4,0 s, a velocidade desse ponto

Leia mais

Problemas de termologia e termodinâmica vestibular UA (1984)

Problemas de termologia e termodinâmica vestibular UA (1984) Problemas de termologia e termodinâmica vestibular UA (1984) 1 - Um corpo humano está a 69 0 numa escala X. Nessa mesma escala o ponto do gelo corresponde a 50 graus e o ponto a vapor 100 0. Este corpo:

Leia mais

UFRGS 2000 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA

UFRGS 2000 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA RESOLUÇÃO DA PROVA DE 1. Ao resolver um problema de Física, um estudante encontra sua resposta expressa nas seguintes unidades: kg.m 2 /s 3. Estas unidades representam RESOLUÇÃO DAS QUESTÃO 1. Para resolver

Leia mais

Bom trabalho! DATA: 17/12/2015 VALOR: 20,0 NOTA: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL. SÉRIE: 2 a EM NOME COMPLETO:

Bom trabalho! DATA: 17/12/2015 VALOR: 20,0 NOTA: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL. SÉRIE: 2 a EM NOME COMPLETO: DISCIPLINA: FÍSICA PROFESSOR: Erich/ André DATA: 17/12/2015 VALOR: 20,0 NOTA: ASSUNTO: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO FINAL SÉRIE: 2 a EM Circule a sua turma: Funcionários: 2 o A 2ºB Anchieta:2 o NOME COMPLETO:

Leia mais

Tânia observa um lápis com o auxílio de uma lente, como representado nesta figura:

Tânia observa um lápis com o auxílio de uma lente, como representado nesta figura: PROVA DE FÍSICA QUESTÃO 0 Tânia observa um lápis com o auxílio de uma lente, como representado nesta figura: Essa lente é mais fina nas bordas que no meio e a posição de cada um de seus focos está indicada

Leia mais

FISICA. Justificativa: Taxa = 1,34 kw/m 2 Energia em uma hora = (1,34 kw/m 2 ).(600x10 4 m 2 ).(1 h) ~ 10 7 kw. v B. v A.

FISICA. Justificativa: Taxa = 1,34 kw/m 2 Energia em uma hora = (1,34 kw/m 2 ).(600x10 4 m 2 ).(1 h) ~ 10 7 kw. v B. v A. FISIC 01. Raios solares incidem verticalmente sobre um canavial com 600 hectares de área plantada. Considerando que a energia solar incide a uma taxa de 1340 W/m 2, podemos estimar a ordem de grandeza

Leia mais

Física. Setor B. Índice-controle de Estudo. Prof.: Aula 9 (pág. 102) AD TM TC. Aula 10 (pág. 102) AD TM TC. Aula 11 (pág.

Física. Setor B. Índice-controle de Estudo. Prof.: Aula 9 (pág. 102) AD TM TC. Aula 10 (pág. 102) AD TM TC. Aula 11 (pág. Física Setor B Prof.: Índice-controle de Estudo Aula 9 (pág. 102) AD TM TC Aula 10 (pág. 102) AD TM TC Aula 11 (pág. 104) AD TM TC Aula 12 (pág. 106) AD TM TC Aula 13 (pág. 107) AD TM TC Aula 14 (pág.

Leia mais

FÍSICA. Dados: Velocidade da luz no vácuo: 3,0 x 10 8 m/s Aceleração da gravidade: 10 m/s 2 1 4πε. Nm 2 /C 2

FÍSICA. Dados: Velocidade da luz no vácuo: 3,0 x 10 8 m/s Aceleração da gravidade: 10 m/s 2 1 4πε. Nm 2 /C 2 Dados: FÍSICA Velocidade da luz no vácuo: 3,0 x 10 8 m/s Aceleração da gravidade: 10 m/s 1 4πε 0 = 9,0 10 9 Nm /C Calor específico da água: 1,0 cal/g o C Calor latente de evaporação da água: 540 cal/g

Leia mais

GREGOR MENDEL & GRANDES MESTRES REVISÃO 2ª FASE BAHIANA

GREGOR MENDEL & GRANDES MESTRES REVISÃO 2ª FASE BAHIANA REVISÃO ª FASE BAHIANA 1 Um anel condutor de raio a e resistência R é colocado em um campo magnético homogêneo no espaço e no tempo. A direção do campo de módulo B é perpendicular à superfície gerada pelo

Leia mais

Física. Resolução. Q uestão 01 - A

Física. Resolução. Q uestão 01 - A Q uestão 01 - A Uma forma de observarmos a velocidade de um móvel em um gráfico d t é analisarmos a inclinação da curva como no exemplo abaixo: A inclinação do gráfico do móvel A é maior do que a inclinação

Leia mais

Revisão de Física Vestibular ITA 2011

Revisão de Física Vestibular ITA 2011 Vestibular ITA 011 Questão 1 Um cilindro oco, feito de material isolante, é fechado em uma das extremidades por uma placa metálica fixa e na outra por um pistão metálico bem ajustado livre para se mover.

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Considerando a interdependência das várias áreas de conhecimento dentro da Física, julgue os itens a seguir. 61 A temperatura de um cubo de gelo a 0 ºC, ao ser colocado em um

Leia mais

Preencha a tabela a seguir, de acordo com as informações do texto.

Preencha a tabela a seguir, de acordo com as informações do texto. 1. Uma amostra de um gás está contida em um cilindro ao qual se adapta um êmbolo. A figura a seguir mostra o diagrama pressão X volume das transformações sofridas pelo gás. A energia interna do gás no

Leia mais

a) Estime o intervalo de tempo t 1 , em segundos, que a bola levou para ir do ponto A ao ponto B. b) Estime o intervalo de tempo t 2

a) Estime o intervalo de tempo t 1 , em segundos, que a bola levou para ir do ponto A ao ponto B. b) Estime o intervalo de tempo t 2 1 FÍSICA Durante um jogo de futebol, um chute forte, a partir do chão, lança a bola contra uma parede próxima. Com auxílio de uma câmera digital, foi possível reconstituir a trajetória da bola, desde o

Leia mais

Resoluções das Atividades

Resoluções das Atividades LIVO FÍSICA 4 esoluções das Atiidades Sumário Módulo 4 Composição de moimentos e moimentos no plano ertical... Módulo 5 Cinemática angular...3 Módulo 6 Leis de Newton I...5 C Módulo 4 Composição de moimentos

Leia mais

1) Calcular, em m/s, a velocidade de um móvel que percorre 14,4Km em 3min. a) ( ) 70m/s b) ( ) 80 m/s c) ( ) 90m/s d) ( ) 60m/s

1) Calcular, em m/s, a velocidade de um móvel que percorre 14,4Km em 3min. a) ( ) 70m/s b) ( ) 80 m/s c) ( ) 90m/s d) ( ) 60m/s SIMULADO DE FÍSICA ENSINO MÉDIO 1) Calcular, em m/s, a velocidade de um móvel que percorre 14,4Km em 3min. a) ( ) 70m/s b) ( ) 80 m/s c) ( ) 90m/s d) ( ) 60m/s 2) Um avião voa com velocidade constante

Leia mais

LISTA DE RECUPERAÇÃO 3º ANO PARA 07/12

LISTA DE RECUPERAÇÃO 3º ANO PARA 07/12 LISTA DE RECUPERAÇÃO 3º ANO PARA 07/12 Questão 01) Quando uma pessoa se aproxima de um espelho plano ao longo da direção perpendicular a este e com uma velocidade de módulo 1 m/s, é correto afirmar que

Leia mais

Questão 37. Questão 39. Questão 38. alternativa D. alternativa D

Questão 37. Questão 39. Questão 38. alternativa D. alternativa D Questão 37 Os movimentos de dois veículos, e, estão registrados nos gráficos da figura. s(m) 37 3 22 1 7 t(s) 1 1 2 Sendo os movimentos retilíneos, a velocidade do veículo no instante em que alcança é

Leia mais

Resolução de Provas 2009

Resolução de Provas 2009 Resolução de Provas 2009 01.No bebedouro doméstico representado na figura, a água do garrafão virado para baixo, de boca aberta, não vaza para o recipiente onde ele se apóia, devido à pressão atmosférica.

Leia mais

Atividade de Reforço2

Atividade de Reforço2 Professor(a): Eliane Korn Disciplina: Física Aluno(a): Ano: 1º Nº: Bimestre: 2º Atividade de Reforço2 INSTRUÇÕES GERAIS PARA A ATIVIDADE I. Leia atentamente o resumo da teoria. II. Imprima a folha com

Leia mais

Questão 1 NOTE E ADOTE: Resposta. c) O intervalo de tempo t 2, em s, entre o instante

Questão 1 NOTE E ADOTE: Resposta. c) O intervalo de tempo t 2, em s, entre o instante aceleração da gravidade na Terra, g = 10m/s densidade da água a qualquer temperatura, ρ= 1000 kg/m = 1,0 3 3 g/cm velocidade da luz no vácuo = 3,0 x 10 8 m/s o calor específico da água 4J/( C g) 1 caloria

Leia mais

ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES E RESPECTIVOS ESPAÇOS PARA RESPOSTAS. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS

ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES E RESPECTIVOS ESPAÇOS PARA RESPOSTAS. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS ATENÇÃO ESTE CADERNO CONTÉM 10 (DEZ) QUESTÕES E RESPECTIVOS ESPAÇOS PARA RESPOSTAS. DURAÇÃO DA PROVA: 3 (TRÊS) HORAS A correção de cada questão será restrita somente ao que estiver registrado no espaço

Leia mais

Programa de Revisão Paralela 4º Bimestre

Programa de Revisão Paralela 4º Bimestre Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio Regular. Rua Cantagalo 313, 325, 337 e 339 Tatuapé Fones: 2293-9393 e 2293-9166 Diretoria de Ensino Região LESTE 5 Programa de Revisão Paralela 4º Bimestre

Leia mais

Simulado ENEM. a) 75 C b) 65 C c) 55 C d) 45 C e) 35 C

Simulado ENEM. a) 75 C b) 65 C c) 55 C d) 45 C e) 35 C 1. Um trocador de calor consiste em uma serpentina, pela qual circulam 18 litros de água por minuto. A água entra na serpentina à temperatura ambiente (20 C) e sai mais quente. Com isso, resfria-se o líquido

Leia mais

Questão 37. Questão 38. alternativa B. alternativa E

Questão 37. Questão 38. alternativa B. alternativa E Questão 37 O motorista de um veículo A é obrigado a frear bruscamente quando avista um veículo B à sua frente, locomovendo-se no mesmo sentido, com uma velocidade constante menor que a do veículo A. Ao

Leia mais

Considerando essas informações, estime: a) O intervalo de tempo t 1

Considerando essas informações, estime: a) O intervalo de tempo t 1 FÍSICA FUVEST 1 O salto que conferiu a medalha de ouro a uma atleta brasileira, na Olimpíada de 2008, está representado no esquema ao lado, reconstruído a partir de fotografias múltiplas. Nessa representação,

Leia mais

FÍSICA: CONCEITOS E EXERCÍCIOS DE FÍSICA TÉRMICA

FÍSICA: CONCEITOS E EXERCÍCIOS DE FÍSICA TÉRMICA FÍSICA: CONCEITOS E EXERCÍCIOS DE FÍSICA TÉRMICA 1 SOBRE Apanhado de exercícios sobre física térmica selecionados por segrev. O objetivo é que com esses exercícios você esteja preparado para a prova, mas

Leia mais

Física Experimental I. Impulso e quantidade de. movimento

Física Experimental I. Impulso e quantidade de. movimento Física xperimental I Impulso e quantidade de movimento SSUNTOS BORDDOS Impulso Quantidade de Movimento Teorema do Impulso Sistema Isolado de Forças Princípio da Conservação da Quantidade de Movimento Colisões

Leia mais

ALUNO(A): Nº TURMA: TURNO: DATA: / / SEDE:

ALUNO(A): Nº TURMA: TURNO: DATA: / / SEDE: Professor: Edney Melo ALUNO(A): Nº TURMA: TURNO: DATA: / / SEDE: 01. As pirâmides do Egito estão entre as construções mais conhecidas em todo o mundo, entre outras coisas pela incrível capacidade de engenharia

Leia mais

= R. Sendo m = 3,3. 10 27 kg, V = 3,0. 10 7 m/s e R = 0,45m, calcula-se a intensidade da força magnética. 3,3. 10 27. (3,0. 10 7 ) 2 = (N) 0,45

= R. Sendo m = 3,3. 10 27 kg, V = 3,0. 10 7 m/s e R = 0,45m, calcula-se a intensidade da força magnética. 3,3. 10 27. (3,0. 10 7 ) 2 = (N) 0,45 37 a FÍSICA Em um cíclotron tipo de acelerador de partículas um deutério alcança velocidade final de 3,0 x 10 7 m/s, enquanto se move em um caminho circular de raio 0,45m, mantido nesse caminho por uma

Leia mais

Física. Questão 42. Questão 41 ETAPA. alternativa C. alternativa A

Física. Questão 42. Questão 41 ETAPA. alternativa C. alternativa A Física OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representado por g. Quando necessário adote: para g, o valor de 10 m/s ; para a massa específica

Leia mais

Professores: Gilberto / Gustavo / Luciano / Maragato CURSO DOMÍNIO. Comentário: Energia de Capacitor. Comentário: Questão sobre atrito

Professores: Gilberto / Gustavo / Luciano / Maragato CURSO DOMÍNIO. Comentário: Energia de Capacitor. Comentário: Questão sobre atrito Professores: Gilberto / Gustavo / Luciano / Maragato CURSO DOMÍNIO A prova de física exigiu um bom conhecimento dos alunos. Há questões relacionadas principalmente com a investigação e compreensão dos

Leia mais

a) os módulos das velocidades angulares ωr NOTE E ADOTE

a) os módulos das velocidades angulares ωr NOTE E ADOTE 1. Um anel condutor de raio a e resistência R é colocado em um campo magnético homogêneo no espaço e no tempo. A direção do campo de módulo B é perpendicular à superfície gerada pelo anel e o sentido está

Leia mais

Resoluções das Atividades

Resoluções das Atividades Resoluções das Atividades Sumário Módulo 4 Calorimetria e mudanças de fase Calor sensível e calor latente Lei geral das trocas de calor... 1 Módulo 5 Calorimetria Estados físicos da matéria... Módulo Calorimetria

Leia mais

TC 3 UECE - 2013 FASE 2 MEDICINA e REGULAR

TC 3 UECE - 2013 FASE 2 MEDICINA e REGULAR TC 3 UECE - 03 FASE MEICINA e EGULA SEMANA 0 a 5 de dezembro POF.: Célio Normando. A figura a seguir mostra um escorregador na forma de um semicírculo de raio = 5,0 m. Um garoto escorrega do topo (ponto

Leia mais

Prova 3 Física QUESTÕES APLICADAS A TODOS OS CANDIDATOS QUE REALIZARAM A PROVA ESPECÍFICA DE FÍSICA. QUESTÕES OBJETIVAS GABARITO 3

Prova 3 Física QUESTÕES APLICADAS A TODOS OS CANDIDATOS QUE REALIZARAM A PROVA ESPECÍFICA DE FÍSICA. QUESTÕES OBJETIVAS GABARITO 3 Prova 3 QUESTÕES OBJETIVAS QUESTÕES APLICADAS A TODOS OS CANDIDATOS QUE REALIZARAM A PROVA ESPECÍFICA DE FÍSICA. UEM Comissão Central do Vestibular Unificado FÍSICA 01 O diagrama abaixo mostra um brinquedo

Leia mais

FORÇA MAGNÉTICA. Força magnética sobre cargas em um campo magnético uniforme

FORÇA MAGNÉTICA. Força magnética sobre cargas em um campo magnético uniforme FORÇA MAGNÉTICA Força magnética sobre cargas em um campo magnético uniforme Em eletrostática vimos que quando uma carga penetra em uma região onde existe um campo elétrico, fica sujeita a ação de uma força

Leia mais

1 a QUESTÃO: (2,0 pontos) Avaliador Revisor

1 a QUESTÃO: (2,0 pontos) Avaliador Revisor 1 a QUESTÃO: (,0 pontos) Avaliador evisor Vários fenômenos físicos podem ser explicados pela propagação retilínea da luz em meios homogêneos. Essa hipótese é conhecida como o modelo do raio luminoso da

Leia mais

FÍSICA Questões de 1 a 20

FÍSICA Questões de 1 a 20 2ªSérieLISTA DE EXERCÍCIOS DE FÍSICA FÍSICA Questões de 1 a 20 1) (UFRN) Os carros modernos usam diferentes tipos de espelhos retrovisores, de modo que o motorista possa melhor observar os veículos que

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2015/2016 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa de Física 12.º ano homologado em 21/10/2004 ENSINO SECUNDÁRIO FÍSICA 12.º ANO TEMAS/DOMÍNIOS

Leia mais

FÍSICA-2012. Da análise da figura e supondo que a onda se propaga sem nenhuma perda de energia, calcule

FÍSICA-2012. Da análise da figura e supondo que a onda se propaga sem nenhuma perda de energia, calcule -2012 UFBA UFBA - 2ª - 2ª FASE 2012 Questão 01 Ilustração esquemática (fora de escala) da formação da grande onda Em 11 de março de 2011, após um abalo de magnitude 8,9 na escala Richter, ondas com amplitudes

Leia mais

FÍSICA. Sempre que for necessário, utilize g= 10m/s 2

FÍSICA. Sempre que for necessário, utilize g= 10m/s 2 FÍSICA Sempre que for necessário, utilize g= 10m/s 2 28 d Leia com atenção a tira da Turma da Mônica mostrada abaixo e analise as afirmativas que se seguem, considerando os princípios da Mecânica Clássica.

Leia mais

g= 10 m.s c = 3,0 10 8 m.s -1 h = 6,63 10-34 J.s σ = 5,7 10-8 W.m -2 K -4

g= 10 m.s c = 3,0 10 8 m.s -1 h = 6,63 10-34 J.s σ = 5,7 10-8 W.m -2 K -4 TESTE DE FÍSICO - QUÍMICA 10 º Ano Componente de Física A Duração do Teste: 90 minutos Relações entre unidades de energia W = F r 1 TEP = 4,18 10 10 J Energia P= t 1 kw.h = 3,6 10 6 J Q = mc θ P = U i

Leia mais

IME - 2006 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

IME - 2006 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR IME - 2006 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Física Questão 01 O ciclo Diesel, representado na figura seguinte, corresponde ao que ocorre num motor Diesel de quatro tempos: o trecho AB representa

Leia mais

Lista de Exercícios Professor Mário http://www.professormario.com.br mario@meson.pro.br

Lista de Exercícios Professor Mário http://www.professormario.com.br mario@meson.pro.br 1. (Unicamp 93) Um aluno simplesmente sentado numa sala de aula dissipa uma quantidade de energia equivalente à de uma lâmpada de 100W. O valor energético da gordura é de 9,0kcal/g. Para simplificar, adote

Leia mais

3. Calorimetria. 3.1. Conceito de calor

3. Calorimetria. 3.1. Conceito de calor 3. Calorimetria 3.1. Conceito de calor As partículas que constituem um corpo estão em constante movimento. A energia associada ao estado de movimento das partículas faz parte da denominada energia intera

Leia mais

ENEM 2014/2015 Física (Prova Amarela) Prof. Douglas Almeida

ENEM 2014/2015 Física (Prova Amarela) Prof. Douglas Almeida Questão 46 Nesta questão, o candidato precisa saber que um filtro de luz realiza a refração seletiva, deixando passar as cores que o compõe e absorvendo substancialmente as outras cores. Assim, para absorver

Leia mais

LISTÃO DE MAGNETISMO PARA REVISÃO

LISTÃO DE MAGNETISMO PARA REVISÃO LISTÃO DE MAGNETISMO PARA REVISÃO 1. Favip-PE Considerando as propriedades dos ímãs, assinale a alternativa correta. a) Quando temos dois ímãs, podemos afirmarque seus pólos magnéticos de mesmo nome (norte

Leia mais

1 m 2. Substituindo os valores numéricos dados para a análise do movimento do centro de massa, vem: Resposta: D. V = 2 10 3,2 V = 8 m/s

1 m 2. Substituindo os valores numéricos dados para a análise do movimento do centro de massa, vem: Resposta: D. V = 2 10 3,2 V = 8 m/s 01 De acordo com o enunciado, não há dissipação ou acréscimo de energia. Considerando que a energia citada seja a mecânica e que, no ponto de altura máxima, a velocidade seja nula, tem-se: ε ε = ' + 0

Leia mais

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa A. alternativa B

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa A. alternativa B Questão 46 Na figura, são dados os vetores a, bec. Sendo u a unidade de medida do módulo desses vetores, pode-se afirmar que o vetor d = = a b + c tem módulo a) 2u, e sua orientação é vertical, para cima.

Leia mais

P R O V A DE FÍSICA II

P R O V A DE FÍSICA II 1 P R O V A DE FÍSICA II QUESTÃO 16 A figura mostra uma barra rígida articulada no ponto O. A barra é homogênea e seu peso P está em seu ponto médio. Sobre cada uma de suas extremidades são aplicadas forças

Leia mais

c = c = c =4,20 kj kg 1 o C 1

c = c = c =4,20 kj kg 1 o C 1 PROPOSTA DE RESOLUÇÃO DO TESTE INTERMÉDIO - 2014 (VERSÃO 1) GRUPO I 1. H vap (H 2O) = 420 4 H vap (H 2O) = 1,69 10 3 H vap (H 2O) = 1,7 10 3 kj kg 1 Tendo em consideração a informação dada no texto o calor

Leia mais

Física II Efeito Doppler

Física II Efeito Doppler Física II Efeito Doppler João Francisco Fuzile Rodrigues Garcia -- 8549323 Maiara Fernanda Moreno 8549344 Otáio Massola Sumi - 8549452 Ex. 15.73 Um radar emite micro-ondas com a frequência de 2,00 GHz.

Leia mais

Lista de Eletrostática da UFPE e UPE

Lista de Eletrostática da UFPE e UPE Lista de Eletrostática da UFPE e UPE 1. (Ufpe 1996) Duas pequenas esferas carregadas repelem-se mutuamente com uma força de 1 N quando separadas por 40 cm. Qual o valor em Newtons da força elétrica repulsiva

Leia mais

1 Analise a figura a seguir, que representa o esquema de um circuito com a forma da letra U, disposto perpendicularmente à superfície da Terra.

1 Analise a figura a seguir, que representa o esquema de um circuito com a forma da letra U, disposto perpendicularmente à superfície da Terra. FÍSIC 1 nalise a figura a seguir, que representa o esquema de um circuito com a forma da letra U, disposto perpendicularmente à superfície da Terra. Esse circuito é composto por condutores ideais (sem

Leia mais

UFRGS 2012 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA

UFRGS 2012 RESOLUÇÃO DA PROVA DE FÍSICA RESOLUÇÃO DA PROVA DE Prof. Giovane Irribarem de Mello Instrução: As questões 01 a 03 estão relacionadas ao texto abaixo. O tempo de reação tr de um condutor de um automóvel é definido como o intervalo

Leia mais

Questão 48. Questão 46. Questão 47. alternativa A. alternativa D. alternativa A

Questão 48. Questão 46. Questão 47. alternativa A. alternativa D. alternativa A Questão 46 Do alto de um edifício, lança-se horizontalmente uma pequena esfera de chumbo com velocidade de 8 m/s. Essa esfera toca o solo horizontal a uma distância de 24 m da base do prédio, em relação

Leia mais

a) Qual é a energia potencial gravitacional, em relação à superfície da água, de um piloto de 60km, quando elevado a 10 metros de altura?

a) Qual é a energia potencial gravitacional, em relação à superfície da água, de um piloto de 60km, quando elevado a 10 metros de altura? 1. (Unicamp 015) Jetle é um equipamento de diersão moido a água. Consiste em um colete conectado a uma mangueira que, por sua ez, está conectada a uma bomba de água que permanece submersa. O aparelho retira

Leia mais

-----> V = 73,3V. Portanto: V2 = 73,3V e V1 = 146,6V, com isso somente L1 brilhará acima do normal e provavelmente queimará.

-----> V = 73,3V. Portanto: V2 = 73,3V e V1 = 146,6V, com isso somente L1 brilhará acima do normal e provavelmente queimará. TC 3 UECE 01 FASE POF.: Célio Normando Conteúdo: Lâmpadas Incandescentes 1. A lâmpada incandescente é um dispositivo elétrico que transforma energia elétrica em energia luminosa e energia térmica. Uma

Leia mais

Prova de Física ENEM 2014

Prova de Física ENEM 2014 Prova de Física ENEM 014 QUESTÃO 01 Para entender os movimentos dos corpos, Galileu discutiu o movimento de uma esfera de metal em dois planos inclinados sem atrito e com a possibilidade de se alterarem

Leia mais

I - colocam-se 100 g de água fria no interior do recipiente. Mede-se a temperatura de equilíbrio térmico de 10ºC.

I - colocam-se 100 g de água fria no interior do recipiente. Mede-se a temperatura de equilíbrio térmico de 10ºC. COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO COPESE CAMPUS UNIVERSITÁRIO BAIRRO MARTELOS JUIZ DE FORA MG CEP 36.036-900 - TELEFAX: (3)10-3755 e-mail: vestibular@ufjf.edu.br PARÂMETROS DE CORREÇÃO VESTIBULAR /FÍSICA

Leia mais

FOLHAS DE PROBLEMAS. Termodinâmica e teoria cinética. Física dos Estados da Matéria 2002/03

FOLHAS DE PROBLEMAS. Termodinâmica e teoria cinética. Física dos Estados da Matéria 2002/03 FOLHAS DE PROBLEMAS Termodinâmica e teoria cinética Física dos Estados da Matéria 00/03 Licenciatura em Engenharia Electrotécnica e de Computadores Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto ª FOLHA

Leia mais

Cada pilha tem tensão de 1,5 volts. Em relação às características dos circuitos A e B, considerem-se as proposições a seguir formuladas.

Cada pilha tem tensão de 1,5 volts. Em relação às características dos circuitos A e B, considerem-se as proposições a seguir formuladas. 20. Consideremos agora as associações de pilhas mostradas nas fotos A e B. Nos dois casos, os circuitos estão alimentando um Led (diodo emissor de luz). Cada pilha tem tensão de 1,5 volts. Em relação às

Leia mais