Física Unidade VI Série 1

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Física Unidade VI Série 1"

Transcrição

1 01 a) Os polos sul e norte encontram-se próximos, por isso ocorre atração. b) Polos iguais encontram-se próximos, resultando em repulsão. c) Polos iguais encontram-se próximos, resultando em repulsão. 1

2 02 a) Para flutuar sobre a base a resultante no ímã deve ser nula. Para isso, a força feita deve equilibrar o peso. Assim: F mag = P = mg = 0,01 10 = 0,1 N. int ensidade F = direção : vertical sentido : para cima b) Para que os ímãs sofram repulsão, os polos do ímã que flutua são: o Norte acima e Sul abaixo. 2

3 03 A partir da afirmativa II, sabe-se que ambas as barras 1 e 3 estão magnetizadas. A partir das afirmativas I e III, sabe-se que as barra 2 está desmagnetizada, pois ela é atraída tanto pela barra 1, quanto pela barra 3, sendo que os polos utilizados são opostos. 3

4 04 a) A figura abaixo representa a situação descrita no enunciado e as forças aplicadas na bonequinha. P : Peso F mg : Força magnética C : Força de contato AE : Componente de atrito (estático) N : Componente da normal. b) Estabelecendo-se as condições de equilíbrio: Na horizontal: N = F mag (1) Na vertical: A E = P A E = P A E = 0,2N (2) Sendo a condição para não haver escorregamento: A 0,5 F F 0,4 N E mg mg ( Fmg ) = 0,4 N min 4

5 05 A partir da figura podemos observar que a componente de cada uma das forças F 1 e F2 na direção do peso vale 2 N (dois quadrados). Logo, pela condição de equilíbrio: 1. Quando o ímã A se encontra distante do ímã B, sofre uma repulsão e uma atração praticamente na mesma direção. Como a intensidade do campo magnético decresce com a distância, a componente repulsiva será mais intensa que a atrativa, fazendo que o movimento seja retardado. Se a velocidade de A for baixa, ele irá parar e retroceder, como indica o gráfico I. 2. a) No entanto, se a velocidade for suficientemente alta, o ímã A poderá se aproximar o suficiente para que a componente atrativa se torne mais intensa que a repulsiva, como mostra a figura a seguir. Nesse caso, o movimento passará de retardado para acelerado. b) Logo depois que o ímã A passa por B, o movimento continua acelerado, como indica a figura seguinte. c) Quando o ímã A se afastar bastante do ímã B, a atração e a repulsão terão praticamente a mesma direção. Como a intensidade do campo magnético decresce com a distância, a componente atrativa ficará mais intensa que a repulsiva, fazendo que o movimento volte a ser retardado. As fases a, b e c estão representadas no gráfico III. 5

6 06 I) Falsa, ao que dividirmos o ímã em duas partes, obteremos dois novos ímãs. II) Verdadeira, para haver atração basta que polos opostos sejam aproximados e para haver repulsão, basta que polos iguais sejam aproximados. III) Falsa, pois a esfera de ferro será atraída por qualquer um dos polos. Resposta: B 6

7 07 Para que as duas partes do ímã não voltem à posição original, o ímã deve ser quebrado no plano µ, pois assim as partes que serão aproximadas serão iguais. Resposta: C 7

8 08 Da figura I, percebe-se que as linhas de campo saem de um polo de um dos ímãs e segue para o outro, indicando que os ímãs possuem polos opostos. Da figura II, percebe-se que as linhas de campo não vão de um polo à outro, caracterizando polos iguais. Resposta: D 8

9 09 As linhas de indução magnética de um campo magnético gerado por imãs são orientados no sentido norte-sul, tendo, portanto, a configuração: Resposta: A 9

10 10 Os vetores campo magnético dos ímãs são: A soma vetorial é Resposta: E 10

11 11 Do enunciado, depreende-se que existe campo magnético terrestre, dessa forma com o ímã ligado, o campo resultante será: Resposta: D 11

12 12 12

13 13 Nos vértices B e C, os polos dos ímãs são iguais de modo que o polo norte da agulha colocada no vértice B está apontando para fora e no vértice C está apontando para o sul dos ímãs. No vértice A, por possuir os polos norte e sul, a agulha fica na direção horizontal, com o polo norte da agulha apontando para o sul do ímã. Resposta: A 13

14 14 Para que o feixe de magnetita volte a apontar na direção inicial, deve-se necessário submeter um campo magnético cuja soma deve ser na direção original, como na figura: Resposta: B 14

15 15 Considerando que: O ponto P é equidistante dos polos dos quatro imãs; Os imãs são iguais; O sentido do campo de indução magnética gerado por imãs é do Norte para o Sul, marcamos em P os campos B 1, B 2, B 3 e B 4 devido aos imãs. Como a agulha magnética se alinha com o campo resultante. Resposta: A 15

16 16 A bússola, ao ser colocada em um campo magnético, fica alinhada na direção do campo e com o polo norte no sentido da linha de indução. A representa a bússola em cada posição, podendo-se observar que, ao completar uma volta circular em torno do imã, completa duas voltas em torno do seu eixo. Resposta: D 16

17 17 Lembrando que o polo norte geográfico da Terra corresponde ao polo sul magnético e o polo sul geográfico da Terra corresponde ao polo norte magnético. Dessa forma o polo norte da agulha deve apontar ao polo sul magnético da Terra e o polo sul deve apontar ao polo norte da Terra. Resposta: E 17

18 18 Ao aproximarmos uma agulha imantada a um condutor no qual percorre corrente, a agulha se posiciona na direção ortogonal ao condutor. Resposta: E 18

19 19 No enunciado, explica-se que a agulha se orienta, aproximadamente, numa direção perpendicular ao fio. Dessa maneira podemos concluir que a agulha não está apenas sobre a ação do campo magnético gerado pelo fio. Considerando-se que a experiência está sendo feito na Terra, a agulha está sob a influência do campo magnético do fio e da Terra. Resposta: E 19

20 20 A experiência de Oërsted, mostra que um condutor retilíneo que passa corrente, gera um campo cujas linhas de campo são circunferências concêntricas ao condutor, dessa forma uma agulha imantada toma uma posição num plano perpendicular ao condutor Resposta: B 20

21 21 Utilizando a regra da mão direita a alternativa correta é: Resposta: A 21

22 22 a) b) c) d) 22

23 23 A experiência de Oërsted, mostra que um condutor retilíneo que passa corrente, gera um campo cujas linhas de campo são circunferências concêntricas ao condutor, em um plano perpendicular ao condutor. Resposta: D 23

24 24 Utilizando a regra da mão direita, o vetor campo magnético é entrando no plano do papel. Resposta: E 24

25 25 Utilizando a regra da mão direita, o único vetor que continua no mesmo sentido é o da posição C. Resposta: C 25

26 26 i µ i 0 5 π B = 1 10 = i = 1,25A 2πr 2π 0,025 26

27 27 7 µ 0 i 4π 10 1,5 6 B = B = B = 1,2 10 T 2πr 2π 0,25 27

28 28 Utilizando a regra da mão direita para ambas as correntes, o campo magnético é para cima. Resposta: C 28

29 29 Os sentidos das correntes, pela regra da mão direita, podem ser deduzidos a partir da figura dada: Nos pontos 1 e 2, o campo magnético resultante deve ser ortogonal aos fios e pode ser determinado a partir do sentido das correntes: Logo, no ponto 1: No ponto 2: Resposta: A 29

30 30 Para que o campo magnético resultante seja nulo, para um fio deve-se ter um campo magnético entrando e no outro fio um campo magnético saindo. Isso ocorre apenas nas regiões I e III. Resposta: B 30

31 31 O campo gerado pelo fio X, tem intensidade: B X µ i = = B e entrando no plano do papel. 2πr No fio Y, o campo tem intensidade: B Y µ 3i = = 3B e saindo do plano do papel. 2πr Logo o campo magnético resultante é 2B Resposta: C 31

32 32 O campo magnético gerado no fio em C, B e D são representados respectivamente pelo vetores B 3, B 1 e B 2, resultando no vetor resultante B R. Dessa forma o ímã apontará na direção AA. Resposta: A 32

33 33 O campo gerado pelo fio na direção DA é vertical e para baixo, no sentido de C para G. O campo gerado pelo fio na direção GH é na horizontal entrando no plano do papel no sentido de C para B. A situação é ilustrada na figura a seguir: Assim o vetor campo magnético resultante têm a direção CF. Resposta: C 33

34 34 O campo magnético é perpendicular ao plano da espira. Resposta: D 34

35 35 A intensidade do campo magnético é: 7 µ i 4π B = = = 4 10 T 2 r 2 π A direção é perpendicular ao plano da espira (plano xy). Resposta: E 35

36 36 Para que o campo magnético resultante seja nulo, o campo gerado pela espira com corrente i 1, deve ser igual ao campo magnético gerado pela espira com corrente i 2. Assim: B = B 1 2 µ i1 µ i2 = 2 R 2 R i i R = R Resposta: B 36

37 37 O campo gerado pelo fio na origem do sistema de coordenadas (O) é representado pelo vetor B F, e o campo gerado pela espira na origem do sistema de coordenadas é dado pelo vetor B E. Assim o vetor campo magnético resultante é representado pelo vetor B R. Resposta: C 37

38 38 Cada espira gera na origem do sistema de coordenadas um campo magnético, essa situação é representada a seguir: O vetor campo magnético gerado pela espira do plano xz é o vetor na direção y e o vetor campo magnético gerado pela espira do plano xy é representado pelo vetor perpendicular ao plano xy (na direção de z). A intensidade de cada vetor é: 6 µ 1 1, B = = = 6,3 10 T 2 r 2 0,1 Logo o vetor campo magnético resultante é: 5 4 BR B 2 6,3 10 = = 2 8,9 10 T No plano y,z. Resposta: C 38

39 39 a) Na situação dada, cada fio representa um resistor, de maneira que como o fio mais comprido possui o triplo do comprimento terá corrente i e o fio menor corrente 3i. Assim: b) O campo gerado por cada fio é: 39

RECUPERAÇÃO TURMAS: 2º ANO FÍSICA

RECUPERAÇÃO TURMAS: 2º ANO FÍSICA RECUPERAÇÃO TURMAS: 2º ANO Professor: XERXES DATA: 22 / 11 / 2015 RECUPERAÇÃO FINAL FORÇA ELÉTRICA (LEI DE COULOMB) FÍSICA Para todas as questões, considere a constante eletrostática no vácuo igual a 9.10

Leia mais

Analise as seguintes afirmações sobre ímãs e suas propriedades magnéticas.

Analise as seguintes afirmações sobre ímãs e suas propriedades magnéticas. Imãs 1. (G1 - ifsp 2013) Um professor de Física mostra aos seus alunos 3 barras de metal AB, CD e EF que podem ou não estar magnetizadas. Com elas faz três experiências que consistem em aproximá-las e

Leia mais

TC DE FÍSICA 2 a SÉRIE ENSINO MÉDIO

TC DE FÍSICA 2 a SÉRIE ENSINO MÉDIO TC DE FÍSICA 2 a SÉRIE ENSINO MÉDIO Professor(es): Odair Mateus 14/6/2010 1.Na(s) questão(ões) a seguir, escreva no espaço apropriado a soma dos itens corretos. Sobre os conceitos e aplicações da Eletricidade

Leia mais

LISTÃO DE MAGNETISMO PARA REVISÃO

LISTÃO DE MAGNETISMO PARA REVISÃO LISTÃO DE MAGNETISMO PARA REVISÃO 1. Favip-PE Considerando as propriedades dos ímãs, assinale a alternativa correta. a) Quando temos dois ímãs, podemos afirmarque seus pólos magnéticos de mesmo nome (norte

Leia mais

Física: Eletromagnetismo

Física: Eletromagnetismo Física: Eletromagnetismo Questões de treinamento para a banca Cesgranrio elaborada pelo prof. Alex Regis Questão 01 Está(ão) correta(s): Considere as afirmações a seguir a respeito de ímãs. I. Convencionou-se

Leia mais

Campo Magnético. e horário. e anti-horário. e horário. e anti-horário. e horário. a) b) c) d) e)

Campo Magnético. e horário. e anti-horário. e horário. e anti-horário. e horário. a) b) c) d) e) Campo Magnético 1. (Ita 2013) Uma espira circular de raio R é percorrida por uma corrente elétrica i criando um campo magnético. Em seguida, no mesmo plano da espira, mas em lados opostos, a uma distância

Leia mais

Condensador equivalente de uma associação em série

Condensador equivalente de uma associação em série Eletricidade Condensador equivalente de uma associação em série por ser uma associação em série, a ddp U nos terminais da associação é igual à soma das ddps individuais em cada capacitor. U U U U 1 2 3

Leia mais

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 3 o ano Disciplina: Física - Magnetismo

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 3 o ano Disciplina: Física - Magnetismo Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 3 o ano Disciplina: Física - Magnetismo 01 - (PUC SP) Na figura abaixo temos a representação de dois

Leia mais

Cap. 6 - Campo Magnético e Força Magnética

Cap. 6 - Campo Magnético e Força Magnética Universidade Federal do Rio de Janeiro Instituto de Física Física III 2014/2 Cap. 6 - Campo Magnético e Força Magnética Prof. Elvis Soares Nesse capítulo, estudaremos as forças que agem em cargas elétricas

Leia mais

Magnetismo. Campo Magnético. Professor Bolinha

Magnetismo. Campo Magnético. Professor Bolinha Magnetismo Campo Magnético Professor Bolinha Magnetismo Magnetismo é o ramo da Ciência que estuda os materiais magnéticos, ou seja, que estuda materiais capazes de atrair ou repelir outros a distância.

Leia mais

Exercícios de Física Eletromagnetismo

Exercícios de Física Eletromagnetismo Exercícios de Física Eletromagnetismo 1-Considerando as propriedades dos ímãs, assinale a alternativa correta. a) Quando temos dois ímãs, podemos afirmar que seus pólos magnéticos de mesmo nome (norte

Leia mais

Exercícios de Física Eletromagnetismo

Exercícios de Física Eletromagnetismo Exercícios de Física Eletromagnetismo 1-Considerando as propriedades dos ímãs, assinale a alternativa correta. a) Quando temos dois ímãs, podemos afirmar que seus pólos magnéticos de mesmo nome (norte

Leia mais

Exercícios Eletromagnetismo

Exercícios Eletromagnetismo Exercícios Eletromagnetismo 1-Considerando as propriedades dos ímãs, assinale a alternativa correta. a) Quando temos dois ímãs, podemos afirmar que seus pólos magnéticos de mesmo nome (norte e norte, ou

Leia mais

FORÇA MAGNÉTICA. Força magnética sobre cargas em um campo magnético uniforme

FORÇA MAGNÉTICA. Força magnética sobre cargas em um campo magnético uniforme FORÇA MAGNÉTICA Força magnética sobre cargas em um campo magnético uniforme Em eletrostática vimos que quando uma carga penetra em uma região onde existe um campo elétrico, fica sujeita a ação de uma força

Leia mais

Problemas de eletricidade

Problemas de eletricidade Problemas de eletricidade 1 - Um corpo condutor está eletrizado positivamente. Podemos afirmar que: a) o número de elétrons é igual ao número de prótons. b) o número de elétrons é maior que o número de

Leia mais

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Ufpe) Constantes físicas necessárias para a solução dos problemas:

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Ufpe) Constantes físicas necessárias para a solução dos problemas: TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Ufpe) Constantes físicas necessárias para a solução dos problemas: aceleração da gravidade: 10 m/s constante de Planck: 6,6 x 10 J.s 3. (Fuvest) A figura adiante mostra, num

Leia mais

Fundamentos do Eletromagnetismo (FEMZ4)

Fundamentos do Eletromagnetismo (FEMZ4) Fundamentos do Eletromagnetismo (FEMZ4) Aulas (período diurno): 3as-feiras: Três aulas de teoria 5as.-feiras: Duas aulas de laboratório Conteúdo: Campos Magnéticos. Forças Magnéticas. Leis de Maxwell:

Leia mais

Deverão ser apresentados os cálculos e/ou as justificativas das respostas.

Deverão ser apresentados os cálculos e/ou as justificativas das respostas. Ensino Médio Unidade Parque Atheneu Professor (a): Pedro Paulo Aluno (a): Série: 2ª Data: / / 2015. LISTA DE FÍSICA I Deverão ser apresentados os cálculos e/ou as justificativas das respostas. 1) (FAMERP

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS CAMPO MAGNÉTICO

LISTA DE EXERCÍCIOS CAMPO MAGNÉTICO 1. (Fuvest 96) A figura esquematiza um ímã permanente, em forma de cruz de pequena espessura, e oito pequenas bússolas, colocadas sobre uma mesa. As letras N e S representam, respectivamente, pólos norte

Leia mais

Capacitores, correntes contínua e alternada, magnetismo

Capacitores, correntes contínua e alternada, magnetismo É melhor lançar-se à luta em busca do triunfo, mesmo expondo-se ao insucesso, do que ficar na fila dos pobres de espírito, que nem gozam muito nem sofrem muito, por viverem nessa penumbra cinzenta de não

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica de Santa Catarina Departamento de Eletrônica Retificadores. Prof. Clóvis Antônio Petry.

Centro Federal de Educação Tecnológica de Santa Catarina Departamento de Eletrônica Retificadores. Prof. Clóvis Antônio Petry. Centro Federal de Educação Tecnológica de Santa Catarina Departamento de Eletrônica Retificadores Campos Magnéticos, Densidade de Fluxo, Permeabilidade e Relutância Prof. Clóvis Antônio Petry. Florianópolis,

Leia mais

Lista de Eletromagnetismo. 1 Analise as afirmativas seguintes e marque a opção correta.

Lista de Eletromagnetismo. 1 Analise as afirmativas seguintes e marque a opção correta. Lista de Eletromagnetismo 1 Analise as afirmativas seguintes e marque a opção correta. I. Se duas barras de ferro sempre se atraem, podemos concluir que uma das duas não está magnetizada. II. Para conseguirmos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA PROPRIEDADES DOS ÍMÃS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA PROPRIEDADES DOS ÍMÃS UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA PROPRIEDADES DOS ÍMÃS ELETROMAGNETISMO O estudo dos ímãs remonta da China antiga, quando, por curiosidade, as pessoas utilizavam a hematita (óxido de ferro) para atrair

Leia mais

Campo Magnético gerado por um condutor (fio) reto

Campo Magnético gerado por um condutor (fio) reto Campo Magnético gerado por um condutor (fio) reto 1. (Unesp 2015) Dois fios longos e retilíneos, 1 e 2, são dispostos no vácuo, fixos e paralelos um ao outro, em uma direção perpendicular ao plano da folha.

Leia mais

TRABALHO (REC. TRIMESTRAL) DE FÍSICA 3º TRIMESTRE. Data: / / 2013 Professor: ANDERSON

TRABALHO (REC. TRIMESTRAL) DE FÍSICA 3º TRIMESTRE. Data: / / 2013 Professor: ANDERSON TRABALHO (REC. TRIMESTRAL) DE FÍSICA 3º TRIMESTRE Nome nº: Ano:2º E.M. Data: / / 2013 Professor: ANDERSON Nota: QUESTÃO 1 A figura (a) representa uma metade magnetizada de uma lâmina de barbear, com os

Leia mais

ELETROMAGNETISMO INTRODUÇÃO FÍSICA 3º ANO

ELETROMAGNETISMO INTRODUÇÃO FÍSICA 3º ANO 1 ÍMÃS ELETROMAGNETISMO INTRODUÇÃO O nome magnetismo vem de Magnésia, pequena região da Ásia Menor, onde foi encontrado em grande abundância um mineral naturalmente magnético. A pedra desse mineral é chamada

Leia mais

1] Dada a associação de resistores abaixo, calcule a resistência total.

1] Dada a associação de resistores abaixo, calcule a resistência total. ª ANO 1] Dada a associação de resistores abaixo, calcule a resistência total. Onde: O circuito A é uma associação de resitores em série, pois há apenas um caminho para que a corrente passe de uma extremidade

Leia mais

Um carro está andando ao longo de uma estrada reta e plana. Sua posição em função do tempo está representada neste gráfico:

Um carro está andando ao longo de uma estrada reta e plana. Sua posição em função do tempo está representada neste gráfico: PROVA DE FÍSICA QUESTÃO 0 Um carro está andando ao longo de uma estrada reta e plana. Sua posição em função do tempo está representada neste gráfico: Sejam v P, v Q e v R os módulos das velocidades do

Leia mais

2. Um pedaço de ferro é posto nas proximidades de um ímã, conforme a figura abaixo.

2. Um pedaço de ferro é posto nas proximidades de um ímã, conforme a figura abaixo. Magnetismo 1. Um feixe constituído de três espécies de partículas, A eletrizada positivamente, B eletrizada negativamente e C neutra, é lançado de um ponto O de um campo magnético uniforme de indução B

Leia mais

INTRODUÇÃO AO MAGNETISMO 311EE TEORIA

INTRODUÇÃO AO MAGNETISMO 311EE TEORIA 1 TEORIA 1 UM BREVE HISTÓRICO Há muito tempo se observou que certos corpos têm a propriedade de atrair o ferro. Esses corpos foram chamados ímãs. Essa propriedade dos ímãs foi observada pela primeira vez

Leia mais

Prof. Rogério Porto. Assunto: Eletrostática

Prof. Rogério Porto. Assunto: Eletrostática Questões COVEST Física Elétrica Prof. Rogério Porto Assunto: Eletrostática 1. Duas esferas condutoras A e B possuem a mesma carga Q. Uma terceira esfera C, inicialmente descarregada e idêntica às esferas

Leia mais

Tânia observa um lápis com o auxílio de uma lente, como representado nesta figura:

Tânia observa um lápis com o auxílio de uma lente, como representado nesta figura: PROVA DE FÍSICA QUESTÃO 0 Tânia observa um lápis com o auxílio de uma lente, como representado nesta figura: Essa lente é mais fina nas bordas que no meio e a posição de cada um de seus focos está indicada

Leia mais

E L E T R O M AG N E T I S M O. Professor Alex Siqueira

E L E T R O M AG N E T I S M O. Professor Alex Siqueira E L E T R O M AG N E T I S M O Professor Alex Siqueira Equipe de Física UP 2015 DESCOBERTA DOS IMÃS Há muito tempo se observou que certos corpos tem a propriedade de atrair o ferro. Esses corpos foram

Leia mais

TURMA: 3º ANO: Campo Elétrico

TURMA: 3º ANO: Campo Elétrico DISCIPLINA: FÍSICA SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR UNIDADE POLIVALENTE MODELO VASCO

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 2ª Etapa 2014

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 2ª Etapa 2014 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 2ª Etapa 2014 Disciplina: Física Série: 3ª Professor (a): Marcos Vinicius Turma: FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

Lista de Eletrostática da UFPE e UPE

Lista de Eletrostática da UFPE e UPE Lista de Eletrostática da UFPE e UPE 1. (Ufpe 1996) Duas pequenas esferas carregadas repelem-se mutuamente com uma força de 1 N quando separadas por 40 cm. Qual o valor em Newtons da força elétrica repulsiva

Leia mais

Resolução Comentada CEFET/MG - 2 semestre 2014

Resolução Comentada CEFET/MG - 2 semestre 2014 Resolução Comentada CEFET/MG - 2 semestre 2014 01 - A figura mostra um sistema massa-mola que pode oscilar livremente, sem atrito, sobre a superfície horizontal e com resistência do ar desprezível. Nesse

Leia mais

Magnetismo: Campo Magnético

Magnetismo: Campo Magnético INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA PARAÍBA Campus Princesa Isabel Magnetismo: Campo Magnético Disciplina: Física III Professor: Carlos Alberto Aurora Austral Polo Sul Aurora Boreal Polo

Leia mais

Valores eternos. MATÉRIA. PROFESSOR(A) Hermann ---- ---- 1. Para a associação da figura, a resistência equivalente entre os terminais A e B é igual a:

Valores eternos. MATÉRIA. PROFESSOR(A) Hermann ---- ---- 1. Para a associação da figura, a resistência equivalente entre os terminais A e B é igual a: Valores eternos. TD Recuperação ALUNO(A) MATÉRIA Física III PROFESSOR(A) Hermann ANO SEMESTRE DATA 3º 1º Julho/2013 TOTAL DE ESCORES ESCORES OBTIDOS ---- ---- 1. Para a associação da figura, a resistência

Leia mais

FONTES DE CAMPO MAGNÉTICO. Caracterizar e mostrar o campo magnético produzido por uma carga a velocidade constante.

FONTES DE CAMPO MAGNÉTICO. Caracterizar e mostrar o campo magnético produzido por uma carga a velocidade constante. FONTES DE CAMPO MAGNÉTICO META Aula 8 Caracterizar e mostrar o campo magnético produzido por uma carga a velocidade constante. Mostrar a lei da circulação de Ampère-Laplace e a lei de Biot-Savart. Estudar

Leia mais

Considerando a polaridade do ímã, as linhas de indução magnética criadas por ele e o sentido da corrente elétrica induzida no tubo condutor de cobre

Considerando a polaridade do ímã, as linhas de indução magnética criadas por ele e o sentido da corrente elétrica induzida no tubo condutor de cobre 1. Em uma aula de laboratório, os estudantes foram divididos em dois grupos. O grupo A fez experimentos com o objetivo de desenhar linhas de campo elétrico e magnético. Os desenhos feitos estão apresentados

Leia mais

s t 2) V m s = V m . t = 35. 2240 (km) s 7,9. 10 5 km

s t 2) V m s = V m . t = 35. 2240 (km) s 7,9. 10 5 km 14 A foto, tirada da Terra, mostra uma seqüência de 12 instantâneos do trânsito de Vênus em frente ao Sol, ocorrido no dia 8 de junho de 2004. O intervalo entre esses instantâneos foi, aproximadamente,

Leia mais

Introdução à Eletricidade e Lei de Coulomb

Introdução à Eletricidade e Lei de Coulomb Introdução à Eletricidade e Lei de Coulomb Introdução à Eletricidade Eletricidade é uma palavra derivada do grego élektron, que significa âmbar. Resina vegetal fossilizada Ao ser atritado com um pedaço

Leia mais

Equilíbrio de um Ponto

Equilíbrio de um Ponto LABORATÓRIO DE FÍSICA Equilíbrio de um Ponto Experiência 03/2014 Objetivos: Conceituar e aplicar as leis de Newton na vida cotidiana. Diferenciar grandezas escalares e grandezas vetoriais. Determinar o

Leia mais

Exercícios de Física sobre Vetores com Gabarito

Exercícios de Física sobre Vetores com Gabarito Exercícios de Física sobre Vetores com Gabarito 1) (UFPE-1996) Uma pessoa atravessa uma piscina de 4,0m de largura, nadando com uma velocidade de módulo 4,0m/s em uma direção que faz um ângulo de 60 com

Leia mais

EXPERIMENTO DE OERSTED 313EE 1 TEORIA

EXPERIMENTO DE OERSTED 313EE 1 TEORIA EXPERIMENTO DE OERSTED 313EE 1 TEORIA 1. UM BREVE HISTÓRICO No século XIX, o período compreendido entre os anos de 1819 e 1831 foi dos mais férteis em descobertas no campo da eletricidade. Os fenômenos

Leia mais

cícios: gnetismo 01. ( UEI) Não há registro concreto de quando o ímã foi utilizado pela primeira vez na navegação.

cícios: gnetismo 01. ( UEI) Não há registro concreto de quando o ímã foi utilizado pela primeira vez na navegação. Exercício cícios: Magnetism gnetismo 01. ( UEI) Não há registro concreto de quando o ímã foi utilizado pela primeira vez na navegação. Há as referencias de que por volta do ano 1150 era obrigatória, para

Leia mais

Introdução ao Eletromagnetismo. Interação entre os pólos de um ímã. Os pólos de um ímã. Inseparabilidade dos pólos de um ímã

Introdução ao Eletromagnetismo. Interação entre os pólos de um ímã. Os pólos de um ímã. Inseparabilidade dos pólos de um ímã TC DE FÍSICA Nº 1 PROFESSOR Edney Melo ALUNO(A): Nº TURMA: TURNO: DATA: / / COLÉGIO: Introdução ao Eletromagnetismo As histórias da Eletricidade e do Magnetismo se desenvolveram de forma independente durante

Leia mais

As leis de Newton e suas aplicações

As leis de Newton e suas aplicações As leis de Newton e suas aplicações Disciplina: Física Geral e Experimental Professor: Carlos Alberto Objetivos de aprendizagem Ao estudar este capítulo você aprenderá: O que significa o conceito de força

Leia mais

professordanilo.com Considerando a intensidade da aceleração da gravidade de tração em cada corda é de g 10 m / s, a intensidade da força

professordanilo.com Considerando a intensidade da aceleração da gravidade de tração em cada corda é de g 10 m / s, a intensidade da força 1. (Espcex (Aman) 015) Em uma espira condutora triangular equilátera, rígida e homogênea, com lado medindo 18 cm e massa igual a 4,0 g, circula uma corrente elétrica i de 6,0 A, no sentido anti-horário.

Leia mais

Força Eletromotriz Induzida

Força Eletromotriz Induzida Força Eletromotriz Induzida 1. (Uerj 2013) Um transformador que fornece energia elétrica a um computador está conectado a uma rede elétrica de tensão eficaz igual a 120 V. A tensão eficaz no enrolamento

Leia mais

Um pouco de história. Um pouco de história. Um pouco de história. Um pouco de história CORPOS ELETRIZADOS E NEUTROS CARGA ELÉTRICA

Um pouco de história. Um pouco de história. Um pouco de história. Um pouco de história CORPOS ELETRIZADOS E NEUTROS CARGA ELÉTRICA Um pouco de história O conhecimento de eletricidade data de antes de Cristo ~ 600 a.c. Ambar, quando atritado, armazena eletricidade William Gilbert em 1600 conseguiu eletrizar muitas substâncias diferentes

Leia mais

Aula de Véspera - Inv-2008

Aula de Véspera - Inv-2008 01. Um projétil foi lançado no vácuo formando um ângulo θ com a horizontal, conforme figura abaixo. Com base nesta figura, analise as afirmações abaixo: (001) Para ângulos complementares teremos o mesmo

Leia mais

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 11 EQUILÍBRIO: DO PONTO MATERIAL E CORPO EXTENSO REVISÃO

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 11 EQUILÍBRIO: DO PONTO MATERIAL E CORPO EXTENSO REVISÃO FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 11 EQUILÍBRIO: DO PONTO MATERIAL E CORPO EXTENSO REVISÃO Fixação F 1) (CESGRANRIO) A figura a seguir mostra uma peça de madeira, no formato de uma forca, 2 utilizada para suspender

Leia mais

Lista de Eletromagnetismo - Tubarão. amostra em relação à localização dos. 1. Num laboratório de biofísica, um. lagos de onde vieram.

Lista de Eletromagnetismo - Tubarão. amostra em relação à localização dos. 1. Num laboratório de biofísica, um. lagos de onde vieram. 1. Num laboratório de biofísica, um pesquisador realiza uma experiência com "bactérias magnéticas", bactérias que tem pequenos ímãs no seu interior. Com auxílio desses imãs, amostra em relação à localização

Leia mais

FÍSICA 3ª Série LISTA DE EXERCÍCIOS/ELETROSTÁTICA Data: 20/03/07

FÍSICA 3ª Série LISTA DE EXERCÍCIOS/ELETROSTÁTICA Data: 20/03/07 1. O campo elétrico de uma carga puntiforme em repouso tem, nos pontos A e B, as direções e sentidos indicados pelas flechas na figura a seguir. O módulo do campo elétrico no ponto B vale 24V/m. O módulo

Leia mais

TC 1 UECE 2012 FASE 2. PROF.: Célio Normando

TC 1 UECE 2012 FASE 2. PROF.: Célio Normando TC 1 UECE 01 FASE PROF.: Célio Normando Conteúdo: Aritmética Ordem de Grandeza 1. Racionalizar o uso da água significa usá-la sem desperdício e considerá-la uma prioridade social e ambiental, para que

Leia mais

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA FUNDAÇÃO ESCOLA TÉCNICA LIBERATO SALZANO VIEIRA DA CUNHA Projeto para Trabalho Trimestral de Física Curso: Mecânica Turma: 3112 Data: 14/08/2008 Sala : 269 Aluno: Pedro Santos Nascimento n : 28 Grupo C

Leia mais

Microfone e altifalante. Conversão de um sinal sonoro num sinal elétrico. sinal elétrico num sinal sonoro.

Microfone e altifalante. Conversão de um sinal sonoro num sinal elétrico. sinal elétrico num sinal sonoro. Microfone e altifalante Conversão de um sinal sonoro num sinal elétrico. Conversão de um sinal elétrico num sinal sonoro. O funcionamento dos microfones e dos altifalantes baseia-se na: - acústica; - no

Leia mais

Eletricidade e Magnetismo - Lista de Exercícios IV CEFET-BA / UE - VITÓRIA DA CONQUISTA COORDENAÇÃO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

Eletricidade e Magnetismo - Lista de Exercícios IV CEFET-BA / UE - VITÓRIA DA CONQUISTA COORDENAÇÃO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Eletricidade e Magnetismo - Lista de Exercícios IV CEFET-BA / UE - VITÓRIA DA CONQUISTA COORDENAÇÃO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Campo Magnético (Fundamentos de Física Vol.3 Halliday, Resnick e Walker, Cap.

Leia mais

Eletromagnetismo: imãs, bobinas e campo magnético

Eletromagnetismo: imãs, bobinas e campo magnético Eletromagnetismo: imãs, bobinas e campo magnético 22 Eletromagnetismo: imãs, bobinas e campo magnético 23 Linhas do campo magnético O mapeamento do campo magnético produzido por um imã, pode ser feito

Leia mais

LISTA 10 INDUÇÃO ELETROMAGNÉTICA

LISTA 10 INDUÇÃO ELETROMAGNÉTICA 1. (Ufmg 95) Esta figura mostra uma espira retangular, de lados a = 0,20 m e b = 0,50 m, sendo empurrada, com velocidade constante v = 0,50 m/s, para uma região onde existe um campo magnético uniforme

Leia mais

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa A. alternativa B

Questão 46. Questão 48. Questão 47. alternativa A. alternativa B Questão 46 Na figura, são dados os vetores a, bec. Sendo u a unidade de medida do módulo desses vetores, pode-se afirmar que o vetor d = = a b + c tem módulo a) 2u, e sua orientação é vertical, para cima.

Leia mais

1. Descobertas de Oersted

1. Descobertas de Oersted Parte II - ELETROMAGNETISMO 1. Descobertas de Oersted Até o início do século XIX acreditava-se que não existia relação entre os fenômenos elétricos e magnéticos. Em 1819, um professor e físico dinamarquês

Leia mais

Lista de Eletrostática - Mackenzie

Lista de Eletrostática - Mackenzie Lista de Eletrostática - Mackenzie 1. (Mackenzie 1996) Uma esfera eletrizada com carga de + mc e massa 100 g é lançada horizontalmente com velocidade 4 m/s num campo elétrico vertical, orientado para cima

Leia mais

Questão 57. Questão 58. Questão 59. alternativa C. alternativa C

Questão 57. Questão 58. Questão 59. alternativa C. alternativa C Questão 57 Um automóvel e um ônibus trafegam em uma estrada plana, mantendo velocidades constantes em torno de 100 km/h e 75 km/h, respectivamente. Os dois veículos passam lado a lado em um posto de pedágio.

Leia mais

A experiência de Oersted

A experiência de Oersted Os pólos de um ímã á séculos, o homem observou que determinadas pedras têm a propriedade de atrair pedaços de ferro ou interagir entre si. Essas pedras foram chamadas de ímãs e os fenômenos, que de modo

Leia mais

A busca constantes da qualidade e a preocupação com o atendimento ao cliente estão presentes nas ações do SENAI.

A busca constantes da qualidade e a preocupação com o atendimento ao cliente estão presentes nas ações do SENAI. Sumário Introdução 5 Magnetismo 6 Magnetismo natural - ímãs 6 Ímãs artificiais 6 Pólos magnéticos de um ímã 7 Origem do magnetismo 8 Inseparabilidade dos pólos 10 Interação entre ímãs 10 Campo magnético

Leia mais

Física Geral III F -328. Aula 8 Campo Magnético. 1 0 semestre, 2014

Física Geral III F -328. Aula 8 Campo Magnético. 1 0 semestre, 2014 Física Geral III F -328 Aula 8 Campo Magnético 1 0 semestre, 2014 Diferenças campos magnéticos e elétricos E Campo elétrico Devido a cargas elétricas * Carga isolada Linhas de campo da carga + para a carga

Leia mais

Primeira lista de física para o segundo ano 1)

Primeira lista de física para o segundo ano 1) Primeira lista de física para o segundo ano 1) Dois espelhos planos verticais formam um ângulo de 120º, conforme a figura. Um observador está no ponto A. Quantas imagens de si mesmo ele verá? a) 4 b) 2

Leia mais

Questão 1. Questão 2. Resposta. Resposta

Questão 1. Questão 2. Resposta. Resposta Questão 1 Na natureza, muitos animais conseguem guiar-se e até mesmo caçar com eficiência, devido à grande sensibilidade que apresentam para a detecção de ondas, tanto eletromagnéticas quanto mecânicas.

Leia mais

TC 3 UECE - 2013 FASE 2 MEDICINA e REGULAR

TC 3 UECE - 2013 FASE 2 MEDICINA e REGULAR TC 3 UECE - 03 FASE MEICINA e EGULA SEMANA 0 a 5 de dezembro POF.: Célio Normando. A figura a seguir mostra um escorregador na forma de um semicírculo de raio = 5,0 m. Um garoto escorrega do topo (ponto

Leia mais

Curso Wellington Física Magnetismo Prof Hilton Franco

Curso Wellington Física Magnetismo Prof Hilton Franco 1. Um condutor retilíneo de comprimento l percorrido por uma corrente elétrica i é imerso em um campo magnético uniforme B. Na figura a seguir, estão disponibilizadas as seguintes situações I, II, III,

Leia mais

FÍSICA FENÔMENOS ONDULATÓRIOS E MAGNETISMO FÍSICA 1

FÍSICA FENÔMENOS ONDULATÓRIOS E MAGNETISMO FÍSICA 1 20_Física_2 ano FÍSICA Prof. Bruno Roberto FENÔMENOS ONDULATÓRIOS E MAGNETISMO FÍSICA 1 1. (Ufg 20) O princípio de funcionamento do forno de micro-ondas é a excitação ressonante das vibrações das moléculas

Leia mais

N S. Técnico de Refrigeração e Climatização. Magnetismo TÉCNICO DE REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO. Magnetismo. Magnetismo. Magnetismo. Magnetismo.

N S. Técnico de Refrigeração e Climatização. Magnetismo TÉCNICO DE REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO. Magnetismo. Magnetismo. Magnetismo. Magnetismo. Imanes TÉCICO DE REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO UFCD 1290 Eletricidade e eletrónica eletromagnetismo e circuitos de comando eletromagnético Ímanes naturais: Magnetite Ímanes artificiais: são constituídos

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E FÍSICA Professor: Renato Medeiros EXERCÍCIOS NOTA DE AULA IV Goiânia - 2014 EXERCÍCIOS 1. Uma partícula eletrizada positivamente é

Leia mais

9) (UFMG/Adap.) Nesta figura, está representado um bloco de peso 20 N sendo pressionado contra a parede por uma força F.

9) (UFMG/Adap.) Nesta figura, está representado um bloco de peso 20 N sendo pressionado contra a parede por uma força F. Exercícios - Aula 6 8) (UFMG) Considere as seguintes situações: I) Um carro, subindo uma rua de forte declive, em movimento retilíneo uniforme. II) Um carro, percorrendo uma praça circular, com movimento

Leia mais

Lista 1 Cinemática em 1D, 2D e 3D

Lista 1 Cinemática em 1D, 2D e 3D UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA DEPARTAMENTO DE ESTUDOS BÁSICOS E INSTRUMENTAIS CAMPUS DE ITAPETINGA PROFESSOR: ROBERTO CLAUDINO FERREIRA DISCIPLINA: FÍSICA I Aluno (a): Data: / / NOTA: Lista

Leia mais

a) os módulos das velocidades angulares ωr NOTE E ADOTE

a) os módulos das velocidades angulares ωr NOTE E ADOTE 1. Um anel condutor de raio a e resistência R é colocado em um campo magnético homogêneo no espaço e no tempo. A direção do campo de módulo B é perpendicular à superfície gerada pelo anel e o sentido está

Leia mais

Questão 28. Questão 30. Questão 29. alternativa E. alternativa C

Questão 28. Questão 30. Questão 29. alternativa E. alternativa C Sempre que for necessário, utilize a aceleraçãodagravidadelocalcomog= 10 m/s Questão 8 A potência hídrica média teórica da hidrelétrica de Tucuruí, localizada no Pará, é de, 10 6 kw (fonte: site oficial

Leia mais

Força Magnética (Força de Lorentz) sobre Carga Lançada em Campo Magnético

Força Magnética (Força de Lorentz) sobre Carga Lançada em Campo Magnético PROESSOR Edney Melo ALUNO(A): Nº TURMA: TURNO: DATA: / / COLÉGIO: orça Magnética (orça de Lorentz) sobre Carga Lançada em Campo Magnético magnética, a força magnética tem o sentido de um tapa dado com

Leia mais

Exercícios de Eletrização

Exercícios de Eletrização Exercícios de Eletrização 1-Um corpo inicialmente neutro recebe 10 milhões de elétrons. Este corpo adquire uma carga de: (e = 1,6. 10 19 C). a) 1,6. 10 12 C b) 1,6. 10 12 C c) 16. 10 10 C d) 16. 10 7 C

Leia mais

INTRODUÇÃO AO MAGNETISMO. Condigital: Mídias Digitais para a Educação

INTRODUÇÃO AO MAGNETISMO. Condigital: Mídias Digitais para a Educação Condigital: Mídias Digitais para a Educação CONTEXTO Tu foste mistério desde a antiga China e há mais de cinco mil anos se conta a sua história. Foi objeto de premonição do futuro, nas mãos dos adivinhos

Leia mais

5/8/2015. O Campo Magnético... um pouco do passado As primeiras manifestações de fenômenos magnéticos que se tem notícia ocorreu na Magnésia.

5/8/2015. O Campo Magnético... um pouco do passado As primeiras manifestações de fenômenos magnéticos que se tem notícia ocorreu na Magnésia. As primeiras manifestações de fenômenos s que se tem notícia ocorreu na agnésia. Na Grécia antiga, se conheciam as propriedades de um minério de ferro encontrado na região da agnésia, a magnetita, (Fe

Leia mais

Engenharias, Física Elétrica, prof. Simões. Eletromagnetismo. Campo magnético produzido em um fio percorrido por uma corrente elétrica. Exercícios 1.

Engenharias, Física Elétrica, prof. Simões. Eletromagnetismo. Campo magnético produzido em um fio percorrido por uma corrente elétrica. Exercícios 1. Engenharias, Física Elétrica, prof. Simões Eletromagnetismo. Campo magnético produzido em um fio percorrido por uma corrente elétrica. Exercícios 1. 1.(EEM-SP) É dado um fio metálico reto, muito longo,

Leia mais

-----> V = 73,3V. Portanto: V2 = 73,3V e V1 = 146,6V, com isso somente L1 brilhará acima do normal e provavelmente queimará.

-----> V = 73,3V. Portanto: V2 = 73,3V e V1 = 146,6V, com isso somente L1 brilhará acima do normal e provavelmente queimará. TC 3 UECE 01 FASE POF.: Célio Normando Conteúdo: Lâmpadas Incandescentes 1. A lâmpada incandescente é um dispositivo elétrico que transforma energia elétrica em energia luminosa e energia térmica. Uma

Leia mais

AULA 17.1. Eletromagnetismo: Introdução ao eletromagnetismo.

AULA 17.1. Eletromagnetismo: Introdução ao eletromagnetismo. AULA 17.1 Eletromagnetismo: Introdução ao eletromagnetismo. 1 INTRODUÇÃO AO ELETROMAGNETISMO A palavra magnetismo está relacionada à Magnésia, região da Ásia onde foi encontrada, pela primeira vez, a magnetita,

Leia mais

TIPO-A FÍSICA. r 1200 v média. Dado: Aceleração da gravidade: 10 m/s 2. Resposta: 27

TIPO-A FÍSICA. r 1200 v média. Dado: Aceleração da gravidade: 10 m/s 2. Resposta: 27 1 FÍSICA Dado: Aceleração da gravidade: 10 m/s 01. Considere que cerca de 70% da massa do corpo humano é constituída de água. Seja 10 N, a ordem de grandeza do número de moléculas de água no corpo de um

Leia mais

FÍSICA 3 Campo Magnético. Prof. Alexandre A. P. Pohl, DAELN, Câmpus Curitiba

FÍSICA 3 Campo Magnético. Prof. Alexandre A. P. Pohl, DAELN, Câmpus Curitiba FÍSICA 3 Campo Magnético Prof. Alexandre A. P. Pohl, DAELN, Câmpus Curitiba EMENTA Carga Elétrica Campo Elétrico Lei de Gauss Potencial Elétrico Capacitância Corrente e resistência Circuitos Elétricos

Leia mais

É usual dizer que as forças relacionadas pela terceira lei de Newton formam um par ação-reação.

É usual dizer que as forças relacionadas pela terceira lei de Newton formam um par ação-reação. Terceira Lei de Newton A terceira lei de Newton afirma que a interação entre dois corpos quaisquer A e B é representada por forças mútuas: uma força que o corpo A exerce sobre o corpo B e uma força que

Leia mais

ESTUDO DIRIGIDO DE REVISÃO PARA RECUPERAÇÃO FINAL - 2015

ESTUDO DIRIGIDO DE REVISÃO PARA RECUPERAÇÃO FINAL - 2015 Nome: 3ª série: n o Professor: Luiz Mário Data: / / 2015. ESTUDO DIRIGIDO DE REVISÃO PARA RECUPERAÇÃO FINAL - 2015 Orientações: - Este estudo dirigido poderá ser usado para revisar a matéria que será cobrada

Leia mais

3º Bimestre. Física I. Autor: Geraldo Velazquez

3º Bimestre. Física I. Autor: Geraldo Velazquez 3º Bimestre Autor: Geraldo Velazquez SUMÁRIO UNIDADE III... 4 Capítulo 3: Eletromagnetismo... 4 3.1 Introdução... 4 3.2 Campo Magnético (B)... 6 3.3 Campo Magnético Gerado Por Corrente... 7 3.4 Campo

Leia mais

FISICA. Justificativa: Taxa = 1,34 kw/m 2 Energia em uma hora = (1,34 kw/m 2 ).(600x10 4 m 2 ).(1 h) ~ 10 7 kw. v B. v A.

FISICA. Justificativa: Taxa = 1,34 kw/m 2 Energia em uma hora = (1,34 kw/m 2 ).(600x10 4 m 2 ).(1 h) ~ 10 7 kw. v B. v A. FISIC 01. Raios solares incidem verticalmente sobre um canavial com 600 hectares de área plantada. Considerando que a energia solar incide a uma taxa de 1340 W/m 2, podemos estimar a ordem de grandeza

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE FÁTIMA ALUNO(A): Nº PROF.: André Harada

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE FÁTIMA ALUNO(A): Nº PROF.: André Harada COLÉGIO NOSSA SENHORA DE FÁTIMA ALUNO(A): Nº PROF.: André Harada DISCIPLINA: Física II SÉRIE: 2ª Ensino Médio TURMA: DATA: 1. (Uerj 2000) Duas partículas de cargas +4Q e -Q coulombs estão localizadas sobre

Leia mais

Íman. Índice. Tipos de ímanes. O íman ou ímã. chamado ainda de magneto, é um objecto que provoca um campo magnético à sua volta.

Íman. Índice. Tipos de ímanes. O íman ou ímã. chamado ainda de magneto, é um objecto que provoca um campo magnético à sua volta. Íman Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. (português europeu) (português brasileiro) [nota 1] O íman ou ímã. chamado ainda de magneto, é um objecto que provoca um campo magnético à sua volta. Um íman

Leia mais

Nas figuras a seguir, estão representadas as montagens feitas por quatro estudantes:

Nas figuras a seguir, estão representadas as montagens feitas por quatro estudantes: Atividade extra Fascículo 6 Física Unidade 14 Exercício 1 Adaptado de UFMG - 2010 Um professor pediu a seus alunos que ligassem uma lâmpada a uma pilha com um pedaço de fio de cobre. Nas figuras a seguir,

Leia mais

EXPERIMENTO 11: DEMONSTRAÇÕES SOBRE ELETROMAGNETISMO. Observar, descrever e explicar algumas demonstrações de eletromagnetismo.

EXPERIMENTO 11: DEMONSTRAÇÕES SOBRE ELETROMAGNETISMO. Observar, descrever e explicar algumas demonstrações de eletromagnetismo. EXPERIMENTO 11: DEMONSTRAÇÕES SOBRE ELETROMAGNETISMO 11.1 OBJETIVOS Observar, descrever e explicar algumas demonstrações de eletromagnetismo. 11.2 INTRODUÇÃO Força de Lorentz Do ponto de vista formal,

Leia mais

MAGNETISMO História. De Magnete, Magneticisque Corporibus, et de Magno Magnete Tellure

MAGNETISMO História. De Magnete, Magneticisque Corporibus, et de Magno Magnete Tellure MAGNETISMO História. Na Grécia antiga (séc. VI a.c.) em uma região chamada Magnésia o filósofo grego Tales de Mileto observou-se a existência de uma pedra de comportamento diferente. Essas pedras possuíam

Leia mais

Cap. 7 - Fontes de Campo Magnético

Cap. 7 - Fontes de Campo Magnético Universidade Federal do Rio de Janeiro Instituto de Física Física III 2014/2 Cap. 7 - Fontes de Campo Magnético Prof. Elvis Soares Nesse capítulo, exploramos a origem do campo magnético - cargas em movimento.

Leia mais

Introdução ao Magnetismo. Pólos Magnéticos

Introdução ao Magnetismo. Pólos Magnéticos Campo Magnético Introdução ao magnetismo. Pólos magnéticos Campo magnético Linhas de campo magnético Campo magnético criado por correntes eléctricas e magnetes Campo magnético terrestre. Campo magnético

Leia mais