Oficina MAPAS. Oficina CH/EF Material do Aluno. Caro Aluno,

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Oficina MAPAS. Oficina CH/EF Material do Aluno. Caro Aluno,"

Transcrição

1 Oficina MAPAS Caro Aluno, Esta oficina tem o objetivo de apresentar os diferentes elementos dos mapas, bem como as principais formas de elaboração das representações espaciais. Observar e registrar lugares conhecidos faz parte da vida das civilizações mais antigas que se tem conhecimento. Antes mesmo de dominar a escrita, os homens já faziam inscrições para representar o espaço onde viviam. É a chamada arte rupestre, que destacava as representações artísticas da Pré-História nas paredes das cavernas e das rochas. Geralmente, essas inscrições evidenciavam cenas do cotidiano da sociedade da época, como por exemplo, cenas de caça ou rituais místicos. Há muitos anos, a Cartografia pode ser entendida como a linguagem que estuda e se ocupa da representação e da comunicação dos fenômenos a partir dos produtos cartográficos. O letramento cartográfico conhecer as direções, localiza-se, ler os símbolos de uma legenda, interpretar um mapa tal como qualquer outra linguagem, faz parte do aprendizado humano. Um mapa, o principal produto da Cartografia, não é uma imagem qualquer. Ele é um mapa porque nós somos capazes de lê-lo e interpretá-lo, ou seja, porque fomos alfabetizados cartograficamente. Assim, aprender a ler um mapa é diferente do que simplesmente olhá-lo. Para que possamos fazer essa leitura, portanto, é preciso sermos alfabetizados, tal como na linguagem escrita e na linguagem matemática. A diferença é que, neste caso, somos alfabetizados para conhecer a linguagem dos mapas. O mapa é uma representação gráfica reduzida da realidade, isto é, das características naturais, econômicas, sociais e culturais da superfície, ou pelo menos, de parte dela. O mapa é uma das principais formas de representação do espaço geográfico; e, saber interpretá-lo, é fundamental para a compreensão dos fenômenos que aqui ocorrem. Dessa forma, os mapas são representações que foram, e ainda são, elaboradas com a intenção de evidenciar fenômenos que ocorrem na superfície terrestre. Além dos mapas, o globo terrestre, as maquetes, as plantas, os croquis, os gráficos, as fotografias aéreas e as imagens de satélite são outras importantes ferramentas para a interpretação das informações espaciais e também fazem parte da linguagem cartográfica. Setor de Educação de Jovens e Adultos 1

2 Ao longo dessa oficina, você terá a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a história da Cartografia e entender como a produção dos mapas mudou ao longo dos anos. Assim, a oficina pretende fazer com que você conheça e compreenda a importância dos mapas. Além disso, esper-se que você seja capaz de conhecer os elementos que compõem um mapa; entender com quais finalidades os elementos do mapa são elaborados; interpretar fenômenos representados cartograficamente; compreender quais foram as principais transformações pela qual a Cartografia passou: das primeiras descobertas da Astronomia às mudanças provocadas pelo desenvolvimento das novas tecnologias. Bom trabalho! Parte 1 As diferentes formas de representar a Terra Todos os dias nos deparamos com diversas formas de representação da superfície terrestre, seja por meio de um mapa, de uma fotografia, de plantas, guias de ruas, com o uso de softwares de computadores, aplicativos de celulares e tablets, ou ainda, por meio dos sistemas de localização via satélite, o GPS. Desde as mais antigas civilizações, as pessoas utilizam-se das representações cartográficas para registrar fenômenos e elementos naturais e artificiais. Antes mesmo de dominar a escrita, os homens já faziam inscrições para representar o espaço em que viviam, como é o caso da arte rupestre. Observe a imagem a seguir: Setor de Educação de Jovens e Adultos 2

3 Figura 1 Arte rupestre na Serra da Capivara, Piauí. Disponível em: < _Several_Paintings_2b.jpg>. Acesso em: 23 out h45min. Atividade 1 Há muito tempo, a humanidade se interessa por representar o espaço em que vive. Faça uma lista apontando, pelo menos, três motivações que levam as pessoas a criarem mapas: A história dos mapas é bastante longa e começa há pelo menos 2500 anos, com o surgimento daquele que é considerado o primeiro mapa do mundo. Observe a imagem a seguir: Setor de Educação de Jovens e Adultos 3

4 Figura 2 Imago Mundi, elaborado há mais de 2500 anos. Disponível em: < Acesso em: 23 out h50min. O Imago Mundi ou Mapa do Mundo Babilônico que está exposto no Museu Britânico, em Londres (Inglaterra) é considerado o primeiro mapa do mundo e possui apenas 7 cm. Diferentemente das representações atuais, esse mapa foi produzido pelos babilônios, há mais de 2500 anos, em uma tábua de argila. Curiosidade Dentro da área concêntrica do Imago Mundi, na parte central da representação, está a região da Babilônia que hoje conhecemos como Iraque. Nele, encontramos também o rio Eufrates e outras regiões do Oriente Médio, que já eram conhecidas pelos babilônios. Esses dois círculos maiores representam o oceano e, na parte externa a eles, representadas por triângulos, estão ilhas (que formam as pontas de uma estrela) mostrando que os babilônios já tinham a intenção de retratar o mundo desconhecido, além de suas terras. Atrás da tábua está a descrição dessas regiões, porém o texto está incompleto. Os detalhes e as inscrições estão grafados em escrita cuneiforme, que é considerada a mais antiga do mundo, inventada pelos sumérios há quase 6 mil anos. Setor de Educação de Jovens e Adultos 4

5 A procura por novas terras, no fim da Idade Média e início da Idade Moderna, favoreceu a elaboração de mapas mais sofisticados. Foi somente a partir do século 13 com o desenvolvimento das primeiras cartas náuticas e, mais tarde, com a introdução do sistema de latitudes e longitudes nas cartas e mapas que a Cartografia tornou-se mais técnica e precisa, e passou a ser um suporte fundamental à uma das principais atividades da época: as Grandes Navegações europeias, nos séculos 15 e 16. Figura 3 Mappa Mundi (1500), o primeiro mapa europeu com a representação das Américas. O autor é o cartógrafo espanhol, Juan de la Cosa. Disponível em: < North_up.jpg>. Acesso em: 23 out h50min. As Grandes Navegações demandavam que os mapas fossem bastante precisos, uma vez que os navegadores percorriam longas distâncias por mares nunca dantes navegados, trazendo mercadorias preciosas e lucrativas para o mercado europeu. Isto é, o sucesso da viagem desses navegadores era sinônimo de acúmulo de capitais para as potências, com isso o desenvolvimento de instrumentos de navegação e mapas com localizações e distâncias exatas para o auxílio dessas viagens. Assim, os estudos astronômicos do passado deram, e ainda dão, à Cartografia a precisão necessária para representar os principais aspectos e fenômenos da superfície terrestre. Setor de Educação de Jovens e Adultos 5

6 Atividade 2 O mapa-múndi representado a seguir, conhecido por Nova totius terrarum orbis geographica ac hydrographica tabula, foi elaborado pelo cartógrafo belga Henricus Hondius I e impresso por volta de O mapa representa o mundo conhecido pelos europeus na primeira metade do século 17. Além dos contornos dos continentes e dos oceanos, o mapa apresenta imagens alegóricas representando o Sol, a Lua, alguns planetas, as estações do ano, as sete maravilhas do mundo antigo e os quatro elementos: terra, fogo, ar e água e, nos quatro cantos, personalidades da época. Setor de Educação de Jovens e Adultos 6

7 Figura 4 Nova totius terrarum orbis geographica ac hydrographica tabula. Disponível em: < Acesso em: 24 out h50min. Setor de Educação de Jovens e Adultos 7

8 Agora observe o próximo mapa, elaborado nos dias atuais: Figura 5 Planisfério ou Mapa-múndi político. Disponível em: < Acesso em: 24 out h55min. Setor de Educação de Jovens e Adultos 8

9 Compare as duas imagens apresentadas na atividade e indique as principais semelhanças e diferenças entre ambas. Um longo caminho foi percorrido desde a elaboração dos primeiros mapas até o desenvolvimento da Cartografia Digital e das técnicas de Sensoriamento Remoto. Os avanços das técnicas cartográficas ampliaram a precisão e também a quantidade de informações disponíveis nos mapas. Com isso, a finalidade dos mapas e dos outros produtos cartográficos também ampliou, atingindo diversas atividades humanas. Sensoriamento Remoto O desenvolvimento tecnológico possibilitou a utilização de novas técnicas de coleta e processamento de dados do espaço geográfico. O sensoriamento remoto é o conjunto de técnicas de obtenção e registro de imagens à distância, por meio de diferentes sensores. Os satélites posicionados na órbita da Terra, além da precisão na localização, também captam imagens de todo o planeta, permitindo o desenvolvimento da Cartografia e o rigor na elaboração dos mapas. As informações obtidas por esses sensores, posicionados na órbita da Terra, podem captar muitos elementos da superfície terrestre, como o crescimento urbano, o desmatamento e, por isso, são fundamentais para a produção de mapas. O desenvolvimento tecnológico também permite que encontremos endereços, tracemos rotas e itinerários de viagens, por meio do GPS (Sistema de Posicionamento Global, em inglês). Da mesma forma, podemos apreciar praticamente toda a superfície terrestre com o uso de programas de voos virtuais. Setor de Educação de Jovens e Adultos 9

10 Atividade 3 As imagens a seguir representam, de maneiras distintas, o mesmo lugar da cidade do Rio de Janeiro (bairros do Recreio dos Bandeirantes, Jacarepaguá, além de parte da Barra da Tijuca e da Cidade de Deus). Observe essas três imagens e preencha a legenda de cada uma delas com o nome correto de cada uma das representações: Croqui ilustrativo Mapa virtual Imagem de satélite Figura 6 Disponível em: < Acesso em: 31 out h10min. Setor de Educação de Jovens e Adultos 10

11 Figura 7 Disponível em: < Acesso em: 31 out h10min. Setor de Educação de Jovens e Adultos 11

12 Figura 8 Disponível em: < Acesso: 22 out h30min. Na sequência, preencha a tabela a seguir apontando as principais características que você observou em cada uma delas. Destaque os elementos que as diferenciam das demais: Representação Principais características Croqui Mapa virtual Imagem de satélite Setor de Educação de Jovens e Adultos 12

13 Após identificar as três representações e caracterizá-las, associe cada representação à sua correta definição: A. Croqui ( ) Arquivo de imagem obtido a partir de um satélite artificial localizado na B. C. Mapa virtual Imagem de satélite órbita da Terra, por meio de uma técnica conhecida como sensoriamento remoto. A partir dessas representações, é possível, por exemplo, observar e analisar as alterações provocadas na superfície terrestre, ao longo do tempo. ( ) Também chamada de rascunho ou esboço, essa representação geralmente é elaborada fora de escala. Trata-se de uma representação simples, que enfatiza apenas algumas características dos lugares representados. ( ) Representação elaborada a partir de um conjunto de dados compilados e formatados em uma plataforma digital. Por ser elaborada com o auxílio de instrumentos precisos, essa representação oferece informações também precisas da localidade indicada, detalhando determinados pontos de interesse, como eixos viários ou equipamentos urbanos. Como é elaborado em meio digital, essa representação pode ser constantemente atualizada. Setor de Educação de Jovens e Adultos 13

14 Parte 2 O globo terrestre e o planisfério Tal como o planisfério ou mapa-múndi, (representado na Figura 5), o globo terrestre também é uma forma muito comum de representação da Terra. O globo terrestre é a representação mais próxima da forma do nosso planeta, que é muito semelhante a uma esfera. Observe a imagem a seguir: Figura 9 Globo terrestre. Disponível em: < Acesso em: 17 nov h35min. Atividade 4 Apesar de ambos representarem o planeta Terra, o planisfério e o globo terrestre apresentam algumas características próprias, que permitem certas vantagens e desvantagens no uso de uma ou outra representação. Observe e compare as Figuras 5 e 9 e identifique as características listadas a seguir, associando-as ao globo terrestre (GT) ou ao planisfério (P): Setor de Educação de Jovens e Adultos 14

15 ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) Objeto geralmente feito de plástico que reproduz as distâncias e a forma do planeta Terra em proporção reduzida. Representação da superfície terrestre distribuída em um plano cartográfico. Forma de representação de fácil manuseio que permite ao usuário uma visualização total de todas as regiões do planeta Terra. Forma de representação que mostra os continentes, mares e oceanos em suas distâncias e proporções corretas. Representação que sempre oculta uma visão da superfície terrestre e, por isso, não permite a visualização de todo o planeta simultaneamente. Representação que coloca os hemisférios Oriental e Ocidental lado a lado, o que facilita o estudo comparativo dos continentes e de sua localização na Terra. Forma de representação que reproduz a inclinação do planeta Terra e o movimento de rotação. Geoide Provavelmente você já deve ter ouvido falar que a Terra é esférica, não é mesmo? Trata-se, portanto, de uma meia verdade. A forma da Terra não corresponde a uma esfera perfeita, como aquela representada no globo terrestre. Observe a imagem a seguir: Figura 10 Formato da Terra. Disponível em: < Acesso: 12 nov h40min. Quando vista do espaço, a Terra aparentemente é uma esfera; contudo, seu aspecto é levemente achatado nos polos e com superfície irregular. Para essa forma, damos o nome de Geoide. Setor de Educação de Jovens e Adultos 15

16 Parte 3 Elementos do Mapa O mapa é uma representação gráfica reduzida e de superfície plana, usada para lermos e interpretarmos objetos e fenômenos que ocorrem na superfície terrestre. Os mapas representam graficamente características naturais, econômicas, políticas e sociais do planeta (ou de algumas partes dele). A Cartografia é, portanto, a linguagem que permite que qualquer pessoa leia e compreenda a realidade a partir da análise do mapa. Para cumprir essa função, o mapa necessita de certos elementos que facilitam o seu entendimento, tais como: TÍTULO, FONTE, LEGENDA, ORIENTAÇÃO e ESCALA. São os chamados elementos do mapa. Observe o mapa a seguir: Figura 11 Brasil: principais estados produtores de arroz Setor de Educação de Jovens e Adultos 16

17 Atividade 5 Você sabe identificar os elementos de um mapa? Associe cada um dos elementos listados (identificados pelas letras A, B, C, D e E) à sua correta descrição. Na sequência, identifique esses mesmos elementos no mapa, que estão representados na página a seguir. (A) Título (B) Fonte (C) Orientação (D) Escala (E) Legenda ( ) Explica as informações do mapa, decodificando símbolos, códigos e cores. Esse elemento traduz as informações contidas em um mapa. Por convenção, algumas cores e símbolos são adotados mundialmente, como é caso do desenho de um avião, usado para indicar a presença de um aeroporto; ou ainda a cor azul, geralmente adotada para representar regiões cobertas por água (oceanos, mares, rios, lagos etc.). ( ) Revela a origem das informações representadas no mapa, isto é, a instituição que organizou a base de dados e as informações contidas naquela representação. Sua indicação permite ao leitor verificar a credibilidade do produto cartográfico. ( ) Informa o tema ou o conteúdo principal do mapa. Geralmente, responde a três perguntas: Qual o fenômeno representado?, Onde esse fenômeno ocorreu? e Quando esse fenômeno ocorreu? ( ) Indica quantas vezes o espaço real foi reduzido para poder ser representado na folha de papel (no mapa). O uso desse elemento permite relacionar as dimensões reduzidas do mapa com a porção territorial real a ser representada. ( ) Com o auxílio da Rosa dos Ventos ou de uma pequena seta que aponta para o norte, esse elemento mostra a direção e a localização dos lugares que o mapa visa representar. Da posse dessa informação, é possível traçar as demais orientações no mapa. Setor de Educação de Jovens e Adultos 17

18 Figura 12 Elementos do mapa Brasil: principais estados produtores de arroz Setor de Educação de Jovens e Adultos 18

19 Atividade 6 Observe a tabela e pinte, no mapa, os 5 estados brasileiros com maior renda per capita. Preencha corretamente a legenda e dê um título a ele. Posição 1º 2º 3º 4º 5º Unidade Federativa Distrito Federal São Paulo Rio de Janeiro Santa Catarina Rio Grande do Sul Renda per capita R$ 1.665,42 R$ 1.036,51 R$ 993,21 R$ 967,45 R$ 940,28 Disponível em: < Acesso: 17 nov h40min. Setor de Educação de Jovens e Adultos 19

20 Atividade 7 Observe o mapa a seguir e identifique o nome correto de cada um dos elementos destacados. Figura 13 Climas do mundo. Disponível em: < Acesso: 17 nov h20min. a) O quadro destacado com o número 1 indica o(a) ( ) Orientação. ( ) Título. ( ) Escala. ( ) Legenda. b) O quadro destacado com o número 2 indica o(a) ( ) Orientação. ( ) Título. ( ) Escala. ( ) Legenda. c) O quadro destacado com o número 3 indica o(a) ( ) Orientação. ( ) Título. ( ) Escala. ( ) Legenda. d) O quadro destacado com o número 4 indica o(a) ( ) Orientação. ( ) Título. ( ) Escala. ( ) Legenda. Setor de Educação de Jovens e Adultos 20

21 Atividade 8 Observe o mapa a seguir e responda as questões: Figura 14 Mortalidade infantil no Brasil (2010). Disponível em: < Acesso: 18 nov h30min. Setor de Educação de Jovens e Adultos 21

22 1. O título informa o tema principal de um mapa e responde a três perguntas fundamentais. A partir da leitura do título, responda: a) Qual o fenômeno representado no mapa? ( ) Brasil ( ) Mortalidade infantil - até um ano de idade ( ) 2010 b) Onde esse fenômeno ocorreu? ( ) Brasil ( ) Mortalidade infantil - até um ano de idade ( ) 2010 c) Quando esse fenômeno ocorreu? ( ) Brasil ( ) Mortalidade infantil - até um ano de idade ( ) A partir da interpretação das informações contidas no mapa, responda quais são os cinco estados brasileiros com os maiores índices de mortalidade infantil (até um ano de idade). Para auxiliá-lo, você pode utilizar um Atlas Geográfico Escolar ou a Figura A partir da interpretação das informações contidas no mapa, responda quais são os cinco estados brasileiros com os menores índices de mortalidade infantil (até um ano de idade). Para auxiliá-lo, você pode utilizar um Atlas Geográfico Escolar ou a Figura Qual o intervalo de dados dos estados que apresentam as maiores taxas de mortalidade infantil? Setor de Educação de Jovens e Adultos 22

23 5. Qual região brasileira apresenta as maiores taxas de mortalidade infantil? ( ) Norte ( ) Nordeste ( ) Centro-Oeste ( ) Sudeste ( ) Sul 6. Qual região brasileira apresenta as menores taxas de mortalidade infantil? ( ) Norte ( ) Nordeste ( ) Centro-Oeste ( ) Sudeste ( ) Sul Indicação Exercícios on-line Cartografia e localização. Disponível em: Portal - Biblioteca Digital - Exercícios on-line: <Cartografia e localização>. Web aula Mapas: história, construção e informação. Disponível em: Portal - Biblioteca Digital - Web aula: <Mapas: história, construção e informação>. Setor de Educação de Jovens e Adultos 23

Mapa-mundo 7. o ANO. Geografia. Planos ARINDA RODRIGUES. Professor

Mapa-mundo 7. o ANO. Geografia. Planos ARINDA RODRIGUES. Professor Mapa-mundo 7. o ANO Geografia Planos aula de ARINDA RODRIGUES Professor ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 4 PLANIFICAÇÃO ANUAL... 5 CALENDARIZAÇÃO DAS AULAS DO 1. O PERÍODO... 6 CALENDARIZAÇÃO DAS AULAS DO 2. O PERÍODO...

Leia mais

A arte de conceber, de levantar, de redigir e de divulgar os mapas.

A arte de conceber, de levantar, de redigir e de divulgar os mapas. CARTOGRAFIA Cartografia (do grego chartis = mapa e graphein = escrita) é a ciência que trata da concepção, produção, difusão, utilização e estudo dos mapas. Joly (1990, p. 7) considera a cartografia como:

Leia mais

Agora é só com você. Geografia - 131

Agora é só com você. Geografia - 131 Geografia - 131 3 Complete: O espaço da sala de aula é um domínio delimitado por um(a)..., que é sua fronteira. Ainda em grupo faça o seguinte: usando objetos como lápis, palitos, folhas e outros, delimite

Leia mais

Encontrando o seu lugar na Terra

Encontrando o seu lugar na Terra Encontrando o seu lugar na Terra A UU L AL A Nesta aula vamos aprender que a Terra tem a forma de uma esfera, e que é possível indicar e localizar qualquer lugar em sua superfície utilizando suas coordenadas

Leia mais

COLÉGIO JOÃO PAULO I GEOGRAFIA - EXERCÍCIOS 1ª PARCIAL 1ª SÉRIE. Professor(a): Richard

COLÉGIO JOÃO PAULO I GEOGRAFIA - EXERCÍCIOS 1ª PARCIAL 1ª SÉRIE. Professor(a): Richard COLÉGIO JOÃO PAULO I GEOGRAFIA - EXERCÍCIOS 1ª PARCIAL 1ª SÉRIE Professor(a): Richard 1) Sabendo-se que as coordenadas geográficas correspondem a um dos elementos básicos das representações cartográficas,

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 5.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 5.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 5.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados na

Leia mais

Geografia/15 6º ano Turma: 1º trimestre Nome: Data: / / RECUPERAÇÃO FINAL 2015 GEOGRAFIA 6º ano

Geografia/15 6º ano Turma: 1º trimestre Nome: Data: / / RECUPERAÇÃO FINAL 2015 GEOGRAFIA 6º ano Geografia/15 6º ano Turma: 1º trimestre Nome: Data: / / 6ºgeo301r RECUPERAÇÃO FINAL 2015 GEOGRAFIA 6º ano Querido(a) Aluno(a) No primeiro trimestre buscamos entender o surgimento da Geografia, sua contribuição

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. DOMINGOS JARDO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. DOMINGOS JARDO Temas/Conteúdos Objetivos de Conceitos TEMA 1 - A TERRA: ESTUDOS E REPRESENTAÇÕES 0. A GEOGRAFIA - O que é a Geografia - Como investigar em Geografia - Conhecer a superfície terrestre 1. DESCRIÇÃO DA PAISAGEM

Leia mais

Projeto. Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA?

Projeto. Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA? Projeto Pedagógico QUEM MEXEU NA MINHA FLORESTA? 1 Projeto Pedagógico Por Beatriz Tavares de Souza* Apresentação O livro tem como tema o meio ambiente em que mostra o homem e a destruição da natureza,

Leia mais

Compreendendo o espaço

Compreendendo o espaço Módulo 1 Unidade 2 Compreendendo o espaço Para início de conversa... A forma como você se locomove na cidade para ir de um lugar a outro tem a ver com as direções que você toma e com o sentido para o qual

Leia mais

Geografia Leituras e Interação

Geografia Leituras e Interação Apontamentos das obras LeYa em relação às Orientações Teórico-Metodológicas para o Ensino Médio do estado de PERNAMBUCO Geografia Leituras e Interação 2 Caro professor, Este guia foi desenvolvido para

Leia mais

MATRIZ BÁSICA DO REFERENCIAL CURRICULAR DE BETIM 1 CICLO- GEOGRAFIA

MATRIZ BÁSICA DO REFERENCIAL CURRICULAR DE BETIM 1 CICLO- GEOGRAFIA PREFEITURA MUNICIPAL DE BETIM SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SEMED DIVISÃO PEDAGÓGICA 2010 MATRIZ BÁSICA DO REFERENCIAL CURRICULAR DE BETIM 1 CICLO- GEOGRAFIA 06 ANOS 07 ANOS 08 ANOS COMPETÊNCIAS HABILIDADES

Leia mais

CAPÍTULO 12 USO ESCOLAR DO SENSORIAMENTO REMOTO COMO RECURSO DIDÁTICO PEDAGÓGICO NO ESTUDO DO MEIO AMBIENTE

CAPÍTULO 12 USO ESCOLAR DO SENSORIAMENTO REMOTO COMO RECURSO DIDÁTICO PEDAGÓGICO NO ESTUDO DO MEIO AMBIENTE INPE-8984-PUD/62 CAPÍTULO 12 USO ESCOLAR DO SENSORIAMENTO REMOTO COMO RECURSO DIDÁTICO PEDAGÓGICO NO ESTUDO DO MEIO AMBIENTE Vânia Maria Nunes dos Santos INPE São José dos Campos 2002 C A P Í T U L O 12

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES

CADERNO DE ATIVIDADES COLÉGIO ARNALDO 2014 CADERNO DE ATIVIDADES GEOGRAFIA ATENÇÃO: Este trabalho deverá ser realizado em casa, trazendo as dúvidas para serem sanadas durante as aulas de plantão. Aluno (a): 5º ano Turma: Professora:

Leia mais

Traçando os caminhos

Traçando os caminhos A UU L AL A Traçando os caminhos Hoje vamos aprender a traçar o caminho entre dois lugares. Já sabemos como encontrar no mapa um lugar que procuramos. Agora, é preciso decidir qual a melhor maneira de

Leia mais

Coordenadas Geográficas e Projeções Cartográficas. Prof. Bruno

Coordenadas Geográficas e Projeções Cartográficas. Prof. Bruno Coordenadas Geográficas e Projeções Cartográficas Prof. Bruno Paralelos Linhas Imaginárias que cortam o mundo no sentido horizontal Latitude É a medida do ângulo dos Paralelos. Varia de 0 a 90 graus, de

Leia mais

AULA 1 Os primeiros contatos da criança com a linguagem escrita. CURSO Alfabetização Linguística e Matemática na Educação Infantil

AULA 1 Os primeiros contatos da criança com a linguagem escrita. CURSO Alfabetização Linguística e Matemática na Educação Infantil AULA 1 Os primeiros contatos da criança com a linguagem escrita Meta Retomar alguns conceitos importantes relativos à alfabetização na educação. Infantil. Sugerir práticas que aproximem a criança do código

Leia mais

Rotas de aprendizagem - Projetos

Rotas de aprendizagem - Projetos Página1 Rotas de aprendizagem - Projetos Domínio - A Terra: Estudos e Representações Subdomínio: A e o Território 1/2 Quinzenas (Inicio: 1.º período) 1) Reconhecer a como a ciência que estuda os territórios

Leia mais

Os mapas são a tradução da realidade numa superfície plana.

Os mapas são a tradução da realidade numa superfície plana. Cartografia Desde os primórdios o homem tentou compreender a forma e as características do nosso planeta, bem como representar os seus diferentes aspectos através de croquis, plantas e mapas. Desenhar

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE GEOGRAFIA - 7.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE GEOGRAFIA - 7.º ANO DE GEOGRAFIA - 7.º ANO Ano Letivo 2014 2015 PERFIL DO ALUNO Dentro do domínio da geografia e o território, o aluno deve compreender o objeto e o método da Geografia. No dominio da representação da superfície

Leia mais

CONEXÃO ESCOLAR CONEXÃO ESCOLAR

CONEXÃO ESCOLAR CONEXÃO ESCOLAR CONEXÃO ESCOLAR CONEXÃO ESCOLAR ESCOPO PROJETO CONEXÃO ESCOLAR Promover o enriquecimento do vocabulário do aluno nos 3 idiomas mais relevantes para sua formação escolar e profissional: Língua Portuguesa,

Leia mais

TEMAS AMBIENTAIS NA INTERNET

TEMAS AMBIENTAIS NA INTERNET ATAS - Seminário Ensinar com Pesquisa (Ensinar, Pesquisar e Aprender) - ANO V 1 TEMAS AMBIENTAIS NA INTERNET Ana C. B. da Silva 1, Natália F. da Silva², Maria R. D. Kawamura 3 1 Instituto de Física/Ensino/USP,

Leia mais

BANDEIRAS EUROPÉIAS: CORES E SÍMBOLOS (PORTUGAL)

BANDEIRAS EUROPÉIAS: CORES E SÍMBOLOS (PORTUGAL) BANDEIRAS EUROPÉIAS: CORES E SÍMBOLOS (PORTUGAL) Resumo A série apresenta a formação dos Estados europeus por meio da simbologia das cores de suas bandeiras. Uniões e cisões políticas ocorridas ao longo

Leia mais

FACULDADE SATC CURSO DE JORNALISMO PROJETO EDITORIAL PORTAL SATC

FACULDADE SATC CURSO DE JORNALISMO PROJETO EDITORIAL PORTAL SATC FACULDADE SATC CURSO DE JORNALISMO PROJETO EDITORIAL PORTAL SATC 1. Contexto A transmissão e o acesso às informações é uma preocupação constante do ser humano. Ser bem informado e informar bem são, portanto,

Leia mais

Galileu e as primeiras descobertas com um telescópio. Guião para Stellarium

Galileu e as primeiras descobertas com um telescópio. Guião para Stellarium Galileu e as primeiras descobertas com um telescópio Guião para Stellarium Carlos Brás 14-11-2011 Galileu e as primeiras descobertas com um telescópio Esta é uma actividade com recurso ao Stellarium. Deve

Leia mais

História/15 8º ano Turma: 1º trimestre Nome: Data: / /

História/15 8º ano Turma: 1º trimestre Nome: Data: / / História/15 8º ano Turma: 1º trimestre Nome: Data: / / 8ºhist301r ROTEIRO DE ESTUDO RECUPERAÇÃO 2015 8º ano do Ensino Fundamental II HISTÓRIA 1º TRIMESTRE 1. Conteúdos Objetivo 1: Africanos no Brasil (Cap.

Leia mais

Terra à vista! Nesta aula, utilizaremos os mapas para situar

Terra à vista! Nesta aula, utilizaremos os mapas para situar A U A U L L A Terra à vista! Nesta aula, utilizaremos os mapas para situar o lugar em que vivemos na superfície da Terra. Vamos verificar que os lugares são agrupados em grandes conjuntos chamados de continentes,

Leia mais

Topografia. Conceitos Básicos. Prof.: Alexandre Villaça Diniz - 2004-

Topografia. Conceitos Básicos. Prof.: Alexandre Villaça Diniz - 2004- Topografia Conceitos Básicos Prof.: Alexandre Villaça Diniz - 2004- 1 ÍNDICE ÍNDICE...1 CAPÍTULO 1 - Conceitos Básicos...2 1. Definição...2 1.1 - A Planta Topográfica...2 1.2 - A Locação da Obra...4 2.

Leia mais

LATITUDE, LONGITUDE E GPS

LATITUDE, LONGITUDE E GPS LATITUDE, LONGITUDE E GPS Anselmo Lazaro Branco* ENTENDA O QUE É LATITUDE, LONGITUDE, E COMO FUNCIONA UM APARELHO DE GPS. GPS O GPS é um aparelho digital de localização, que determinada a posição exata

Leia mais

Professor: MARCOS ROBERTO Disciplina: HISTÓRIA Aluno(a): Série: 9º ano - REGULAR Turno: MANHÃ Turma: Data:

Professor: MARCOS ROBERTO Disciplina: HISTÓRIA Aluno(a): Série: 9º ano - REGULAR Turno: MANHÃ Turma: Data: Professor: MARCOS ROBERTO Disciplina: HISTÓRIA Aluno(a): Série: 9º ano - REGULAR Turno: MANHÃ Turma: Data: REVISÃO FINAL PARA O SIMULADO 1ª Avaliação: Imperialismo na Ásia e na África 01. Podemos sempre

Leia mais

Povos americanos: Primeiros habitantes da América do SUL

Povos americanos: Primeiros habitantes da América do SUL Povos americanos: Primeiros habitantes da América do SUL Nicho Policrômico. Toca do Boqueirão da Pedra Fiurada. Serra da Capivara Piauí- Brasil Ruínas as cidade inca Machu Picchu - Peru Código de escrita

Leia mais

NOME DO ALUNO: DISCIPLINA: Geografia ANO: 6º TURMA: FII 6 VALOR: 2,0 PROFESSOR(A): Tânia e Rita Aranda DATA: / /2013 NOTA:

NOME DO ALUNO: DISCIPLINA: Geografia ANO: 6º TURMA: FII 6 VALOR: 2,0 PROFESSOR(A): Tânia e Rita Aranda DATA: / /2013 NOTA: NOME DO ALUNO: Nº: DISCIPLINA: Geografia ANO: 6º TURMA: FII 6 VALOR: 2,0 PROFESSOR(A): Tânia e Rita Aranda DATA: / /2013 NOTA: Caro aluno, Com o objetivo de reforçar o conhecimento sobre a criação do Universo,

Leia mais

Quem são os brasileiros?

Quem são os brasileiros? C O L É G I O L A S A L L E Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Guarani, 000 - Fone (045) 35-336 - Fax (045) 3379-58 http://www.lasalle.edu.br/toledo/ DISCIPLINA: PROFESSOR(A): E-MAIL: GEOGRAFIA

Leia mais

Questão 25 Questão 26

Questão 25 Questão 26 Questão 25 Questão 26 A Antártida apresenta um quadro natural com características marcantes: o inverno é longo, com seis meses sem luz solar e médias térmicas ao redor de 60ºC negativos; no verão, o albedo

Leia mais

(in: SENE, Eustáquio. Geografia Geral e do Brasil. São Paulo, SP: Scipione, 2010.)

(in: SENE, Eustáquio. Geografia Geral e do Brasil. São Paulo, SP: Scipione, 2010.) CARTOGRAFIA Sensoriamento Remoto (in: SENE, Eustáquio. Geografia Geral e do Brasil. São Paulo, SP: Scipione, 2010.) Sensoriamento remoto é o conjunto de técnicas de captação e registro de imagens a distância

Leia mais

Fotografia e Escola. Marcelo Valle 1

Fotografia e Escola. Marcelo Valle 1 Fotografia e Escola Marcelo Valle 1 Desde 1839, ano do registro da invenção da fotografia na França, quase tudo vem sendo fotografado, não há atualmente quase nenhuma atividade humana que não passe, direta

Leia mais

Amarelo. 2b) (0,5 ponto) Pinte (de qualquer cor) a figura abaixo que melhor representa a forma da Terra.

Amarelo. 2b) (0,5 ponto) Pinte (de qualquer cor) a figura abaixo que melhor representa a forma da Terra. Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) - Agência Espacial Brasileira (AEB) VIII Olimpíada Brasileira de Astronomia e de Astronáutica - 2005 Gabarito da Prova do nível 2 (para alunos da 3ª à 4ª série) Questão

Leia mais

História da Mídia Impressa na Educação

História da Mídia Impressa na Educação História da Mídia Impressa na Educação LUSTOSA, Elem Acadêmica do Curso de Pedagogia Iniciação Científica MACIEL, Margareth de Fátima Doutorado em Educação UNICENTRO - PARANÁ RESUMO Esse texto aborda a

Leia mais

S I M U L A D O UVA. Conhecimento Específico 1 Geografia INSTRUÇÕES

S I M U L A D O UVA. Conhecimento Específico 1 Geografia INSTRUÇÕES Conhecimento Específico 1 Geografia INSTRUÇÕES UVA S I M U L A D O 1. Leia com atenção as instruções e observe se na sua prova encontram-se todas as questões previstas e se há falhas ou imperfeições gráficas

Leia mais

Aula 5 NOÇÕES BÁSICAS DE GEODÉSIA E ASTRONOMIA DE POSIÇÃO. Antônio Carlos Campos

Aula 5 NOÇÕES BÁSICAS DE GEODÉSIA E ASTRONOMIA DE POSIÇÃO. Antônio Carlos Campos Aula 5 NOÇÕES BÁSICAS DE GEODÉSIA E ASTRONOMIA DE POSIÇÃO META Mostrar as normas básicas de posicionamento e direção terrestre e apresentar formas de orientação que auxiliam na localização. OBJETIVOS Ao

Leia mais

XI Encontro de Iniciação à Docência

XI Encontro de Iniciação à Docência 4CCENDGEOCPLIC01-P ENSINO À DISTÂNCIA DE CARTOGRAFIA PARA PROFESSORES DE GEOGRAFIA José Yure Gomes dos Santos (1), Jefferson José Gonçalves Sales (1), Richarde Marques da Silva (3), Maria de Fátima Ferreira

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL PORTAL UTILITÀ ONLINE

PROPOSTA COMERCIAL PORTAL UTILITÀ ONLINE end: av. das américas 16.579, sala 201 recreio, 22790-701, rio de janeiro - rj tel: 21 2437 4222 21 2437 2669 www.utilitaonline.com.br PROPOSTA COMERCIAL PORTAL UTILITÀ ONLINE QUEM SOMOS Tudo começou com

Leia mais

2. (UFRN) Analise a figura abaixo e assinale a opção que corresponde, respectivamente, às coordenadas geográficas dos pontos X e Z.

2. (UFRN) Analise a figura abaixo e assinale a opção que corresponde, respectivamente, às coordenadas geográficas dos pontos X e Z. Lista de exercícios de Coordenadas Geográficas Professor: Jair Henrique 1.Examine atentamente as sentenças a seguir e assinale o grupo das que lhe parecerem corretas. 1 - Paralelamente ao Equador ficam

Leia mais

Leya Leituras Projeto de Leitura

Leya Leituras Projeto de Leitura Leya Leituras Projeto de Leitura Nome do livro: JAPĨĨ E JAKÃMĨ Uma história de amizade Autor: Yaguarê Yamã Nacionalidade do autor: Brasileira Currículo do autor: Escritor, professor e artista plástico

Leia mais

Mapa. CONSULTORAS Patrícia Corsino e Hélen A. Queiroz

Mapa. CONSULTORAS Patrícia Corsino e Hélen A. Queiroz Mapa CONSULTORAS Patrícia Corsino e Hélen A. Queiroz SINOPSE geral da série Chico, 6 anos, adora passar as tardes na estamparia de fundo de quintal do seu avô. Nela, Vô Manu construiu um Portal por onde

Leia mais

Globos Digitais. 1 Dglobo

Globos Digitais. 1 Dglobo Globos Digitais Introdução O sucesso do Google Earth, Microsoft Visual Earth e outros sistemas é mais do que cultuado e conhecido da comunidade cartográfica e do público que tem acesso aos mapas digitais.

Leia mais

CIDADÃOS VIRTUAIS RESPONSÁVEIS

CIDADÃOS VIRTUAIS RESPONSÁVEIS Guia da LIÇÃO Idade recomendada: 11 CIDADÃOS VIRTUAIS RESPONSÁVEIS Objetivos de aprendizado Os alunos irão desenvolver uma compreensão abrangente do conceito de comunidade e sua aplicação na internet.

Leia mais

caderno de atividades

caderno de atividades caderno de atividades A sociedade brasileira Índios, nossos primeiros habitantes Página 10 Para atender à causa desses povos, existem leis que garantem o direito à terra, delimitando espaços para reservas

Leia mais

Três importantes invenções

Três importantes invenções Três importantes invenções Por Pedro Varanda Para mim o fogo foi a maior conquista do ser humano na pré-história. A partir desta conquista o homem aprendeu a utilizar a força do fogo em seu proveito, extraindo

Leia mais

GEOGRAFIA - 1 o ANO MÓDULO 31 CARTOGRAFIA: ESCALAS

GEOGRAFIA - 1 o ANO MÓDULO 31 CARTOGRAFIA: ESCALAS GEOGRAFIA - 1 o ANO MÓDULO 31 CARTOGRAFIA: ESCALAS 0 10 20 30 40 km 1? 1 000 000 (ou 1 cm representa 10 km) A 10 20 30 40 30 40 50 B 50 50 40 40 30 30 20 20 10 0 0 10 A 50 50 B Edificações Estrada de ferro

Leia mais

CIÊNCIAS. Tantas vezes a morte é apercebida, na Terra tanta guerra, tanto engano, tanta necessidade aborrecida. Os Lusíadas, Luís Vaz de Camões.

CIÊNCIAS. Tantas vezes a morte é apercebida, na Terra tanta guerra, tanto engano, tanta necessidade aborrecida. Os Lusíadas, Luís Vaz de Camões. Tantas vezes a morte é apercebida, na Terra tanta guerra, tanto engano, tanta necessidade aborrecida. Os Lusíadas, Luís Vaz de Camões. Capítulo 1 Astronomia (Os cientistas e suas teorias sobre o Universo

Leia mais

ESTATÍSTICAS, O ABECEDÁRIO DO FUTURO

ESTATÍSTICAS, O ABECEDÁRIO DO FUTURO ESTATÍSTICAS, O ABECEDÁRIO DO FUTURO Maria João Valente Rosa Membro do Conselho Superior de Estatística; Professora Universitária da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas/ Universidade Nova de Lisboa;

Leia mais

15- Representação Cartográfica - Estudos Temáticos a partir de imagens de Sensoriamento Remoto

15- Representação Cartográfica - Estudos Temáticos a partir de imagens de Sensoriamento Remoto 15- Representação Cartográfica - Estudos Temáticos a partir de imagens de Sensoriamento Remoto O Sensoriamento Remoto é uma técnica que utiliza sensores, na captação e registro da energia refletida e emitida

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC MINAS E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 Caro (a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

Desenvolvimento humano e econômico da Austrália e Nova Zelândia

Desenvolvimento humano e econômico da Austrália e Nova Zelândia esta unidade, a proposta didática é o desenvolvimento humano e econômico. O objetivo é fazer os alunos entenderem que a Austrália e a ova Zelândia são países desenvolvidos, industrializados e com excelentes

Leia mais

Sugestões de avaliação. Geografia 7 o ano Unidade 1

Sugestões de avaliação. Geografia 7 o ano Unidade 1 Sugestões de avaliação Geografia 7 o ano Unidade 1 5 Unidade 1 Nome: Data: 1. Verdadeiro ( V ) ou falso ( F )? Responda considerando a localização do território brasileiro no planeta. a) o oceano que banha

Leia mais

Aula 14 FUSOS HORÁRIOS: CONCEITOS E DETERMINAÇÕES. Antônio Carlos Campos. META Apresentar as diferenças horárias entre lugares.

Aula 14 FUSOS HORÁRIOS: CONCEITOS E DETERMINAÇÕES. Antônio Carlos Campos. META Apresentar as diferenças horárias entre lugares. Aula 14 FUSOS HORÁRIOS: CONCEITOS E DETERMINAÇÕES META Apresentar as diferenças horárias entre lugares. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno deverá: estabelecer as diferenças horárias do globo; identificar

Leia mais

OS JOGOS DIGITAIS EDUCATIVOS NAS AULAS DE CIÊNCIAS

OS JOGOS DIGITAIS EDUCATIVOS NAS AULAS DE CIÊNCIAS OS JOGOS DIGITAIS EDUCATIVOS NAS AULAS DE CIÊNCIAS SAYONARA RAMOS MARCELINO FERREIRA QUIRINO (UEPB) WILAVIA FERREIRA ALVES (UEPB) RAFAELA CORREIA DOS SANTOS (UEPB) PAULA ALMEIDA DE CASTRO (ORIENTADORA

Leia mais

Componente curricular: Topografia e Cartografia. Curso: Técnico em Agroecologia Professor: Janice Regina Gmach Bortoli

Componente curricular: Topografia e Cartografia. Curso: Técnico em Agroecologia Professor: Janice Regina Gmach Bortoli Componente curricular: Topografia e Cartografia Curso: Técnico em Agroecologia Professor: Janice Regina Gmach Bortoli 1. Introdução a Topografia. 1.1. Definição. Como seria uma cidade se os donos de propriedades

Leia mais

Projeto: TE Conhecer, aprender, saber...

Projeto: TE Conhecer, aprender, saber... Colégio Pe. João Bagozzi Formação de Educadores Tecnologias da Informação e da Comunicação - TICs http://blog.portalpositivo.com.br/ticbagozzi Projeto: TE Conhecer, aprender, 1 Objetivos e Atividades:

Leia mais

O LETRAMENTO DE SURDOS NA SEGUNDA LÍNGUA

O LETRAMENTO DE SURDOS NA SEGUNDA LÍNGUA O LETRAMENTO DE SURDOS NA SEGUNDA LÍNGUA Mariana Rodrigues Ferreira Fantinelli (G UENP, campus de Jac.) naninha_fantinelli@hotmail.com Sonia Maria Dechandt Brochado ( Orientadora UENP) O letramento do

Leia mais

Entre 1998 e 2001, a freqüência escolar aumentou bastante no Brasil. Em 1998, 97% das

Entre 1998 e 2001, a freqüência escolar aumentou bastante no Brasil. Em 1998, 97% das INFORME-SE BNDES ÁREA PARA ASSUNTOS FISCAIS E DE EMPREGO AFE Nº 48 NOVEMBRO DE 2002 EDUCAÇÃO Desempenho educacional no Brasil: O que nos diz a PNAD-2001 Entre 1998 e 2001, a freqüência escolar aumentou

Leia mais

GEOGRAFIA. 49 TOPOGRAFIA As curvas de nível são linhas que unem pontos com a mesma altitude. A partir delas pode ser

GEOGRAFIA. 49 TOPOGRAFIA As curvas de nível são linhas que unem pontos com a mesma altitude. A partir delas pode ser GEOGRAFIA 49 TOPOGRAFIA As curvas de nível são linhas que unem pontos com a mesma altitude. A partir delas pode ser determinada a declividade do terreno e pode ser traçado seu perfil. Observe a figura.

Leia mais

Coordenadas Geográficas

Coordenadas Geográficas Orientação A rosa-dos-ventos possibilita encontrar a direção de qualquer ponto da linha do horizonte. Por convenção internacional, a língua inglesa é utilizada como padrão, portanto o Leste muitas vezes

Leia mais

PROPOSTA PEDAGÓGICA. Elaborada por Ana Carolina Carvalho

PROPOSTA PEDAGÓGICA. Elaborada por Ana Carolina Carvalho PROPOSTA PEDAGÓGICA Elaborada por Ana Carolina Carvalho PROPOSTA PEDAGÓGICA Crianças do Brasil Suas histórias, seus brinquedos, seus sonhos elaborada por ANA CAROLINA CARVALHO livro de JOSÉ SANTOS ilustrações

Leia mais

PROVA DE GEOGRAFIA UFRGS 2010

PROVA DE GEOGRAFIA UFRGS 2010 PROVA DE GEOGRAFIA UFRGS 2010 51. Ainda é 31 de dezembro no Brasil quando a televisão noticia a chegada do Ano Novo em diferentes países. Entre os países que comemoram a chegada do Ano Novo antes do Brasil,

Leia mais

Cais da Leitura: leitura em ação

Cais da Leitura: leitura em ação Cais da Leitura: leitura em ação Conceição Flores. Universidade Potiguar (UnP). Carla Rosiane C. Andrade. Universidade Potiguar (UnP). Nos últimos tempos, estamos sendo quase que cotidianamente bombardeados

Leia mais

DANÇANDO COM A ROSA DOS VENTOS

DANÇANDO COM A ROSA DOS VENTOS DANÇANDO COM A ROSA DOS VENTOS Juliana Alves Dias Universidade do Estado do Amazonas Bolsista Pibid de Geografia/CAPES alves-juliana@outlook.com Marcela Vieira Pereira Mafra Universidade do Estado do Amazonas

Leia mais

Versão Online ISBN 978-85-8015-040-7 Cadernos PDE VOLUME II. O PROFESSOR PDE E OS DESAFIOS DA ESCOLA PÚBLICA PARANAENSE Produção Didático-Pedagógica

Versão Online ISBN 978-85-8015-040-7 Cadernos PDE VOLUME II. O PROFESSOR PDE E OS DESAFIOS DA ESCOLA PÚBLICA PARANAENSE Produção Didático-Pedagógica Versão Online ISBN 978-85-8015-040-7 Cadernos PDE VOLUME II O PROFESSOR PDE E OS DESAFIOS DA ESCOLA PÚBLICA PARANAENSE Produção Didático-Pedagógica 2008 SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA

Leia mais

12 DE JUNHO, DIA DE COMBATE A EXPLORAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL: RELATO DE EXPERIÊNCIA NO PIBID DE GEOGRAFIA

12 DE JUNHO, DIA DE COMBATE A EXPLORAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL: RELATO DE EXPERIÊNCIA NO PIBID DE GEOGRAFIA 12 DE JUNHO, DIA DE COMBATE A EXPLORAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL: RELATO DE EXPERIÊNCIA NO PIBID DE GEOGRAFIA Resumo O presente trabalho tem como objetivo relatar uma experiência desenvolvida no Programa

Leia mais

PLANO ANUAL DE TRABALHO DOCENTE

PLANO ANUAL DE TRABALHO DOCENTE PLANO ANUAL DE TRABALHO DOCENTE CURSO DISCIPLINA ANO ENSINO FUNDAMENTAL GEOGRAFIA 2015 DOCENTE CARGA HORÁRIA AULAS PREVISTAS ALEXANDRINA SCARIOT BENDO 160 80 EMENTA DA DISCIPLINA A disciplina de geografia

Leia mais

HISTÓRIA PRÉ-HISTÓRIA

HISTÓRIA PRÉ-HISTÓRIA Grupo 1 Universo A Pré-História Professor Carlos HISTÓRIA PRÉ-HISTÓRIA Para começarmos é importante saber como os historiadores conceituam a Pré-História: A Pré-História é conceituada como o período que

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA UMA PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA O ENSINO DE GEOGRAFIA 1

SEQUÊNCIA DIDÁTICA UMA PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA O ENSINO DE GEOGRAFIA 1 SEQUÊNCIA DIDÁTICA UMA PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA O ENSINO DE GEOGRAFIA 1 QUEIROZ, Antônia Márcia Duarte Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais- IFSULDEMINAS Universidade

Leia mais

ÁLBUM DE FOTOGRAFIA: A PRÁTICA DO LETRAMENTO NA EDUCAÇÃO INFANTIL 59. Elaine Leal Fernandes elfleal@ig.com.br. Apresentação

ÁLBUM DE FOTOGRAFIA: A PRÁTICA DO LETRAMENTO NA EDUCAÇÃO INFANTIL 59. Elaine Leal Fernandes elfleal@ig.com.br. Apresentação ÁLBUM DE FOTOGRAFIA: A PRÁTICA DO LETRAMENTO NA EDUCAÇÃO INFANTIL 59 Elaine Leal Fernandes elfleal@ig.com.br Graduada em pedagogia e fonoaudiologia, Pós-graduada em linguagem, Professora da Creche-Escola

Leia mais

Há mais de 20 anos ajudando a construir o seu projeto de vida.

Há mais de 20 anos ajudando a construir o seu projeto de vida. Há mais de 20 anos ajudando a construir o seu projeto de vida. A Anhanguera Educacional nasceu em Leme (SP), em 1994, com a missão de formar e capacitar jovens estudantes para o mercado de trabalho. Alinhada

Leia mais

Biblioteca Virtual: Atualidade e Perspectivas 1. Guilhermina de Melo Terra 2. Universidade Federal do Amazonas

Biblioteca Virtual: Atualidade e Perspectivas 1. Guilhermina de Melo Terra 2. Universidade Federal do Amazonas Biblioteca Virtual: Atualidade e Perspectivas 1 Guilhermina de Melo Terra 2 Universidade Federal do Amazonas Resumo Discute o processo de produção, armazenamento e disseminação da informação que se encontra

Leia mais

Aprimoramento através da integração

Aprimoramento através da integração Aprimoramento através da integração Uma parceria para implementar uma solução de aprendizagem em tempo recorde Visão Geral Com mais de 70 anos de excelência na produção de conhecimento no Brasil, a Fundação

Leia mais

Colégio Cenecista Dr. José Ferreira 4 o ano Ensino Fundamental Data da entrega: 17/04/2015. Nome: n o :

Colégio Cenecista Dr. José Ferreira 4 o ano Ensino Fundamental Data da entrega: 17/04/2015. Nome: n o : Colégio Cenecista Dr. José Ferreira 4 o ano Ensino Fundamental Data da entrega: 17/04/2015 Nome: n o : Créditos distribuídos: 8,0 Créditos obtidos: 1) A personagem Gabriela, que conta a história do planetário,

Leia mais

P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O

P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O DISCIPLINA: Geografia ANO: 7ºano TURMAS: B, C ed ANO LECTIVO: 2011/2012 P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O UNIDADE DIDÁTICA 1: A Terra: Estudos e Representações (1º Período) AULAS PREVISTAS:

Leia mais

PROVA COMENTADA GEOGRAFIA/ ÍRIS TIPO B

PROVA COMENTADA GEOGRAFIA/ ÍRIS TIPO B PROVA COMENTADA GEOGRAFIA/ ÍRIS TIPO B Questão 1 A partir de seus conhecimentos sobre projeções cartográficas e analisando a que foi utilizada no mapa a seguir, você pode inferir que se trata da projeção:

Leia mais

1) Plano de Aula PARTE I ENQUADRAMENTO. Título Nível de Ensino Anos de escolaridade Disciplina Escala Tema/Conteúdos

1) Plano de Aula PARTE I ENQUADRAMENTO. Título Nível de Ensino Anos de escolaridade Disciplina Escala Tema/Conteúdos 1) Plano de Aula PARTE I ENQUADRAMENTO Título Nível de Ensino Anos de escolaridade Disciplina Escala Tema/Conteúdos Conceitos Objectivos/ Competências Agricultura controlada 3º Ciclo 8º Ano Geografia Território

Leia mais

interativa conteúdos digitais folder EDEBE Redimensionado 210x194.indd 1

interativa conteúdos digitais folder EDEBE Redimensionado 210x194.indd 1 interativa conteúdos digitais folder EDEBE Redimensionado 210x194.indd 1 08/09/14 16:55 10 razões para escolher interativa folder EDEBE Redimensionado 210x194.indd 2 08/09/14 16:55 Sistema Preventivo,

Leia mais

1º trimestre EXERCÍCIOS EXTRA - GEOGRAFIA Ensino Fundamental 7º ano classe: Profª. Débora Nome: nº

1º trimestre EXERCÍCIOS EXTRA - GEOGRAFIA Ensino Fundamental 7º ano classe: Profª. Débora Nome: nº . 1º trimestre EXERCÍCIOS EXTRA - GEOGRAFIA Ensino Fundamental 7º ano classe: Profª. Débora Nome: nº Valor: 10 Nota:. ASSINALE AS ALTERNATIVAS CONFORME PEDEM OS ENUNCIADOS E DEPOIS PREENCHA O GABARITO

Leia mais

Processo Seletivo/UFU - julho 2007-1ª Prova Comum GEOGRAFIA QUESTÃO 11. TAXAS DE URBANIZAÇÃO EM PAÍSES SELECIONADOS, 2003 (em %)

Processo Seletivo/UFU - julho 2007-1ª Prova Comum GEOGRAFIA QUESTÃO 11. TAXAS DE URBANIZAÇÃO EM PAÍSES SELECIONADOS, 2003 (em %) GEOGRAFIA QUESTÃO 11 Observe a tabela. TAXAS DE URBANIZAÇÃO EM PAÍSES SELECIONADOS, 2003 (em %) * Estimativa. Fonte: Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento PNUD, 2003. Com relação ao processo

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE QUÍMICA CURSO DE LICENCIATURA EM QUÍMICA LINDOMÁRIO LIMA ROCHA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE QUÍMICA CURSO DE LICENCIATURA EM QUÍMICA LINDOMÁRIO LIMA ROCHA UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE QUÍMICA CURSO DE LICENCIATURA EM QUÍMICA LINDOMÁRIO LIMA ROCHA FACILITADOR VIRTUAL DA APRENDIZAGEM EM QUÍMICA Campina Grande-

Leia mais

COLÉGIO JOÃO PAULO I GEOGRAFIA - EXERCÍCIOS 1ª PARCIAL V2 1ª SÉRIE

COLÉGIO JOÃO PAULO I GEOGRAFIA - EXERCÍCIOS 1ª PARCIAL V2 1ª SÉRIE COLÉGIO JOÃO PAULO I GEOGRAFIA - EXERCÍCIOS 1ª PARCIAL V2 1ª SÉRIE Professor(a): Richard QUESTÃO 1 Considere a reprodução da obra intitulada La Escuela del Sur de autoria de Joaquin Torres García, artista

Leia mais

Ficha para a identificação da Produção Didático-Pedagógica. TÍTULO: Leitura de mapas: o espaço geográfico em suas mãos. Marcli Elaine Verginio

Ficha para a identificação da Produção Didático-Pedagógica. TÍTULO: Leitura de mapas: o espaço geográfico em suas mãos. Marcli Elaine Verginio Ficha para a identificação da Produção Didático-Pedagógica TÍTULO: Leitura de mapas: o espaço geográfico em suas mãos AUTOR: DISCIPLINA ESCOLA DE IMPLEMENTAÇÃO DO PROJETO E SUA LOCALIZAÇÃO MUNICÍPIO DA

Leia mais

O Uso de Imagens de Satélite como Suporte para o Aprendizado Significativo da Cartografia no Ensino Fundamental. Denise Vieira SME/RJ

O Uso de Imagens de Satélite como Suporte para o Aprendizado Significativo da Cartografia no Ensino Fundamental. Denise Vieira SME/RJ O Uso de Imagens de Satélite como Suporte para o Aprendizado Significativo da Cartografia no Ensino Fundamental OBJETIVO Apresentar um conjunto de atividades práticas, desenvolvidas para o estudo da cartografia,

Leia mais

Recuperação - 1ª Etapa Ensino Fundamental II

Recuperação - 1ª Etapa Ensino Fundamental II 1 GEOGRAFIA 6º ANO ENS. FUNDAMENTAL II PROFESSOR (A): GRAZIELLA FERNANDES NOME: Nº Querido(a) aluno(a), para que eu possa lhe ajudar neste momento de recuperação será importante que estude o conteúdo listado

Leia mais

Entrevista com Magda Becker Soares Prof. Universidade Federal de Minas Gerais

Entrevista com Magda Becker Soares Prof. Universidade Federal de Minas Gerais "LETRAR É MAIS QUE ALFABETIZAR" Entrevista com Magda Becker Soares Prof. Universidade Federal de Minas Gerais Nos dias de hoje, em que as sociedades do mundo inteiro estão cada vez mais centradas na escrita,

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO ENSINO BÁSICO

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO ENSINO BÁSICO Geografia (3º Ciclo) 1. INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do ensino básico, a realizar em 2013 pelos alunos que se encontram abrangidos

Leia mais

Mudanças Socioespaciais em um Mundo Globalizado

Mudanças Socioespaciais em um Mundo Globalizado Mudanças Socioespaciais em um Mundo Globalizado Colégio Salesiano São José 8º ano Geografia Professor: Juliano Mudanças no Espaço Geográfico Como ocorrem essas mudanças: Formas; Funções; Fluxos; Modos

Leia mais

muito como cartas náuticas faça para o watercraft, ou o a mapa rodoviário para excitadores. Usando estas cartas e outras ferramentas pilotos possa

muito como cartas náuticas faça para o watercraft, ou o a mapa rodoviário para excitadores. Usando estas cartas e outras ferramentas pilotos possa Carta Aeronáutica é a mapa projetou ajudar dentro navegação de avião, muito como cartas náuticas faça para o watercraft, ou o a mapa rodoviário para excitadores. Usando estas cartas e outras ferramentas

Leia mais

Estudos Ambientais. Aula 4 - Cartografia

Estudos Ambientais. Aula 4 - Cartografia Estudos Ambientais Aula 4 - Cartografia Objetivos da aula Importância da cartografia; Conceitos cartográficos. O que é cartografia Organização, apresentação, comunicação e utilização da geoinformação nas

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS DE GEOGRAFIA/ 2ª Avaliação 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO - PRIMEIRO TRIMESTRE 2013

LISTA DE EXERCÍCIOS DE GEOGRAFIA/ 2ª Avaliação 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO - PRIMEIRO TRIMESTRE 2013 QUESTÕES DISCURSIVAS LISTA DE EXERCÍCIOS DE GEOGRAFIA/ 2ª Avaliação 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO - PRIMEIRO TRIMESTRE 2013 21. Podemos dizer que o espaço geográfico é o espaço astronômico ou sideral, o Universo?

Leia mais

3 O Panorama Social Brasileiro

3 O Panorama Social Brasileiro 3 O Panorama Social Brasileiro 3.1 A Estrutura Social Brasileira O Brasil é um país caracterizado por uma distribuição desigual de renda. Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílios

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO DEPARTAMENTO DE GEOLOGIA DISCIPLINA DESENHO GEOLÓGICO PROF. GORKI MARIANO gm@ufpe.br

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO DEPARTAMENTO DE GEOLOGIA DISCIPLINA DESENHO GEOLÓGICO PROF. GORKI MARIANO gm@ufpe.br UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO DEPARTAMENTO DE GEOLOGIA DISCIPLINA DESENHO GEOLÓGICO PROF. GORKI MARIANO gm@ufpe.br INTERPRETAÇÃO ATUALISTICA DE MAPAS GEOLÓGICOS INTRODUÇÃO O estudo das rochas tem

Leia mais

ENSINAR E APRENDER GEOGRAFIA COM ALUNOS SURDOS: ALGUMAS ATIVIDADES NO 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL INTRODUÇÃO

ENSINAR E APRENDER GEOGRAFIA COM ALUNOS SURDOS: ALGUMAS ATIVIDADES NO 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL INTRODUÇÃO ENSINAR E APRENDER GEOGRAFIA COM ALUNOS SURDOS: ALGUMAS ATIVIDADES NO 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Dirlene A. Costa Gonçalves Professora Escola para Surdos Dulce de Oliveira, Uberaba-MG. dirlenecosta12@hotmail.com

Leia mais

GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 46 CARTOGRAFIA: UMA FORMA DE REPRESENTAÇÃO DO PODER

GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 46 CARTOGRAFIA: UMA FORMA DE REPRESENTAÇÃO DO PODER GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 46 CARTOGRAFIA: UMA FORMA DE REPRESENTAÇÃO DO PODER Analisadas as figuras acima, é CORRETO afirmar que: a) ambas as projeções são cilíndricas, sendo que a de Mercator é

Leia mais

LISTA DE RECUPERAÇÃO FINAL GEOGRAFIA (1ª SÉRIE A)

LISTA DE RECUPERAÇÃO FINAL GEOGRAFIA (1ª SÉRIE A) 1. (Unesp 2013) Analise os climogramas dos principais tipos climáticos do Brasil e as fotos que retratam as formações vegetais correspondentes. Identifique o climograma e a respectiva foto que representa

Leia mais