CONDUSCAMP CONDUTORES CAMPINAS LTDA. Conectando soluções em condutores

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONDUSCAMP CONDUTORES CAMPINAS LTDA. Conectando soluções em condutores"

Transcrição

1 CONDUSCAMP CONDUTORES CAMPINAS LTDA. Conectando soluções em condutores

2 QUEM SOMOS EMPRESA CONHEÇA A CONDUSCAMP Com uma consolidada história no mercado de condutores elétricos, a Conduscamp há mais de 15 anos atende indústrias e comércios de todo o país. Sua distribuição de cabos e fios abrange clientes de vários segmentos como automação, construção civil, comunicação, eletroeletrônica, energia, equipamentos elétricos, iluminação, etc. Localizada na cidade de Campinas, a Conduscamp possui fácil acesso às rodovias Bandeirantes e Anhanguera, proporcionando uma entrega de produtos com muito mais eficiência e qualidade. A Conduscamp preza por um atendimento diferenciado e cada vez melhor, com profissionais capacitados e treinados, garantindo aos seus clientes o melhor atendimento e total satisfação.

3 DADOS CADASTRAIS Razão Social Conduscamp Condutores Campinas Ltda Endereço Rua Fernão Pompeo de Camargo, 1936 Bairro Jardim do Trevo Cidade/UF Campinas/SP CEP CNPJ / I.E Site

4 FORNECEDORES CONHEÇA NOSSOS PRINCIPAIS PARCEIROS

5 QUALIDADE CERTIFICAÇÕES CONDUSCAMP A Conduscamp trabalha somente com materiais que estão dentro das normas do Inmetro e certificados de acordo com os padrões de qualidade ISO 9002.

6 CABO DE COBRE NU FORMADO POR FIOS DE COBRE NU, SÓLIDO, ELETROLÍTICO ENCORDOAMENTO CLASSE 2, TÊMPERA MOLE. UTILIZADO NAS INST. DE LINHAS AÉREAS DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA E NO SISTEMA DE ATERRAMENTO. NORMAS BÁSICAS APLICÁVEIS NBR 5111 DA ABNT E NBR NM 280 DA ABNT/MERCOSUL. CABO FLEXÍVEL 750V PARA TENSÕES NOMINAIS ATÉ 450/750V, FORMADO POR FIOS DE COBRE NU, ELETROLÍTICO, TÊMPERA MOLE, ENCORDOAMENTO CLASSE 4,5 OU 6 (FLEXÍVEL), ISOLADO COM POLICLORETO DE VILINA (PVC), TIPO PVC/A PARA 70 C, ANTICHAMA (BWF-B). SÃO INDICADOS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INTERNAS, INDUSTRIAIS, COMERCIAIS E RESIDENCIAIS DE LUZ E FORÇA, EMBUTIDOS EM ELETRODUTOS, BANDEJAS OU CANALETAS, APARELHOS DE ILUMINAÇÃO, PAINÉIS DE COMANDO E SINALIZAÇÃO. NORMAS BÁSICAS APLICÁVEIS NBR NM E NBR NM 280 DA ABNT/MERCOSUL.

7 CABO HEPR 90º 1KV FLEX PARA TENSÕES NOMINAIS ATÉ 0,6/1KV, FORMADO POR FIOS DE COBRE NU, ELETROLÍTICO, TÊMPERA MOLE, ENCORDOAMENTO CLASSES 5 E 6 (FLEXÍVEIS), ISOLADO COM COMPOSTO TERMOFIXO ETILENO PROPILENO (HEPR), TIPO ALTO MÓDULO PARA 90ºC E COBERTURA DE POLICLORETO DE VILINA (PVC), TIPO ST2, ANTICHAMA. SÃO INDICADOS NOS CIRCUITOS DE ALIMENTAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA, EM INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS, RESIDENCIAIS, SUBESTAÇÕES DE TRANSFORMAÇÃO, AO AR LIVRE OU SUBTERRÂNEAS EM LOCAIS DE EXCESSIVA UMIDADE OU DIRETAMENTE ENTERRADAS NO CHÃO, EM ELETRODUTOS, BANDEJAS E CANALETAS. NORMAS BÁSICAS APLICÁVEIS NBR 7286 DA ABNT E NBR 5410 DA ABNT. CABO SOLDA EMBORRACHADO CONDUTOR CONFECCIONADO EM COBRE, CONSTITUÍDO EM TÊMPERA MOLE E FORMAÇÃO EXTRA FLEXÍVEL EM NEOPRENE. MELHOR ACONDIONAMENTO EM BOBINAS. INDICADOS PARA MÁQUINAS DE SOLDA E LIGAÇÃO PROVISÓRIA DE EQUIPAMENTOS DE POTÊNCIA ATÉ 100V. NORMA BÁSICA APLICÁVEL NBR 8762.

8 CABO SOLDA PVC CONDUTOR FORMADO POR FIOS DE COBRE NU, TÊMPERA MOLE, ELETROLÍTICO, ENCORDOAMENTO CLASSE 4 E 5 (FLEXÍVEL), COBERTURA PROTETORA EM PVC FLEXÍVEL, TIPO ST1 PARA 70 C, RESISTENTE À ABRASÃO. SÃO INDICADOS NA LIGAÇÃO DO TERMINAL DE SAÍDA DA FONTE DE ENERGIA AO ELETRODO DA MÁQUINA DE SOLDAR A ARCO. PARA CABOS COM MAIOR FLEXIBILIDADE, SOB CONSULTA. NORMAS BÁSICAS APLICÁVEIS NBR 8762 DA ABNT E NBR NM 280 DA ABNT/MERCOSUL. CABO PP FLEXÍVEL 750V CONDUTOR: COBRE, TÊMPERA MOLE FLEXÍVEL. ISOLAÇÃO: PVC/F (CLORETO DE POLIVINILA) 70ºC - 750V. COBERTURA: PVC/ST1 70 C EXTRA FLEXÍVEL NÃO PROPAGANTE À CHAMA. ACONDICIONAMENTO: EM ROLOS DE 100M. LANCES ESPECIAIS, SOB ENCOMENDA. ESPECIALMENTE INDICADOS PARA LIGAÇÕES DE ELETRODOMÉSTICOS, MÁQUINAS DE SOLDA, TALHAS ELÉTRICAS E EQUIPAMENTOS PORTÁTEIS MÓVEIS, DEVIDO À SUA GRANDE FLEXIBILIDADE E CARACTERÍSTICAS ESPECIAIS DE ISOLAÇÃO. NORMAS BÁSICAS APLICÁVEIS NBR 13249, NM E NBR NM 280 DA ABNT/MERCOSUL.

9 CABO COM FIBRA FCI 400º 300V NTT11 CONDUTOR: FIOS DE COBRE ELETROLÍTICO ESTANHADO, TÊMPERA MOLE E FIO DE AÇO INOX. SEPARADOR: FITA NÃO HIGROSCÓPICA DE POLIÉSTER APLICADA QUANDO NECESSÁRIO. COBERTURA: CONSTITUÍDA POR TRANÇA DE FIBRA DE VIDRO IMPREGNADA COM VERNIZ SILICONE. POSSUI ESTABILIDADE TÉRMICA ATÉ 400ºC, UMA BOA FLEXIBILIDADE EM BAIXAS TEMPERATURAS (ATÉ -70ºC) E RESISTÊNCIA À UMIDADE, ÓLEOS, GRAXAS, ÁCIDOS E VAPORES CORROSIVOS. INDICADO PARA LIGAÇÕES EM ESTUFAS, LUMINÁRIAS, RESISTÊNCIAS ELÉTRICAS, FORNOS E APLICAÇÕES SIMILARES. NORMA BÁSICA APLICÁVEL NTT11 (TRAMAR). CABO DE CONTROLE BLINDAGEM EM MALHA DE COBRE CABO MULTIVIAS 0,5 A 1KV, TRANÇA DE COBRE ESTANHADO, COM FORMAÇÃO DE 02 A 30 VIAS E SEÇÕES NOMINAIS DE 1,00 A 50,00MM². CONDUTOR EM CORDA DE FIOS DE COBRE NU, CLASSE 4 DE ENCORDOAMENTO E ISOLAÇÃO EM PVC. CORDA DE FIOS DE COBRE ESTANHADOS, DE SEÇÃO 0,50 MM², CLASSE 2 DE ENCORDOAMENTO, VEIAS PRETAS NUMERADAS, REUNIÃO COM VEIAS TORCIDAS EM COROAS ALTERNADAS. BLINDAGEM: TRANÇA DE COBRE SEM CAPA INTERMEDIÁRIA. UTILIZADOS PARA ACIONAMENTO DE VÁLVULAS E BOMBAS HIDRÁULICAS, LIGAÇÃO DE PAINÉIS DE CONTROLE EM ÁREAS PETROQUÍMICAS, QUÍMICAS, SIDERÚRGICAS E FERROVIÁRIAS. NORMAS BÁSICAS APLICÁVEIS NBR 7286, NBR 7289 E NBR NM 280.

10 CABO DE CONTROLE SEM BLINDAGEM CONDUTOR EM COBRE POSSUINDO TÊMPERA MOLE FLEXÍVEL. A ISOLAÇÃO É CONFECCIONADA EM PVC/A (CLORETO DE POLIVINILA) 70 C - 500V OU 1KV. POSSUI COBERTURA PVC-ST1 (CLORETO DE POLIVINILA). COM CARACTERÍSTICA DE AUTO EXTINÇÃO DE CHAMA. ACONDICIONAMENTO EM ROLOS COM PESO MÁXIMO DE 40KG OU EM BOBINAS. GERALMENTE UTILIZADOS EM CONTROLE DE EQUIPAMENTOS, EM PAINÉIS E ACIONAMENTOS DE CCMS. VEIAS INTERNAS NA COR PRETA E NUMERADAS. NORMA BÁSICA APLICÁVEL NBR CABO DE CONTROLE BLINDAGEM EM FITA ALUMINIZADA CONDUTOR EM COBRE POSSUINDO TÊMPERA MOLE FLEXÍVEL. A ISOLAÇÃO É CONFECCIONADA EM PVC/A 70 C - 500V OU 1KV. A BLINDAGEM É GLOBAL EM FITA DE POLIÉSTER ALUMINIZADA E DRENO DE COBRE ESTANHADO E SUA COBERTURA, EM PVC-ST1 (CLORETO DE POLIVINILA). COM CARACTERÍSTICA DE AUTO EXTINÇÃO DE CHAMA. ACONDICIONAMENTO: EM ROLOS DE PESO MÁXIMO DE 40KG OU EM BOBINAS. GERALMENTE UTILIZADOS EM CONTROLE DE EQUIPAMENTOS, APLICÁVEL EM PAINÉIS E ACIONAMENTOS DE CCM, ONDE NECESSÁRIA BLINDAGEM ELETROSTÁTICA DOS EQUIPAMENTOS. NORMA BÁSICA APLICÁVEL NBR 7289.

11 CABO DE CONTROLE BLINDAGEM EM FITA DE COBRE CONDUTOR EM COBRE POSSUINDO TÊMPERA MOLE FLEXÍVEL. A ISOLAÇÃO É CONFECCIONADA EM PVC-A 70ºC - 500V OU 1KV. A BLINDAGEM É GLOBAL EM FITA DE COBRE NU. COBERTURA EM PVC-ST1 (CLORETO DE POLIVINILA), COM CARACTERÍSTICA DE AUTO EXTINÇÃO DE CHAMA. ACONDICIONAMENTO: EM ROLOS DE PESO MÁXIMO DE 40KG OU EM BOBINAS. GERALMENTE UTILIZADOS EM CONTROLE DE EQUIPAMENTOS, EM PAINÉIS E ACIONAMENTOS DE CCM, ONDE NECESSÁRIA BLINDAGEM ELETROSTÁTICA E ELETROMAGNÉTICA DOS EQUIPAMENTOS. NORMA BÁSICA APLICÁVEL NBR CABO INSTRUMENTAÇÃO / CABO ALARME E INCÊNDIO FORMADO POR FIOS DE COBRE ELETROLÍTICO NU, TÊMPERA MOLE, COM ENCORDOAMENTO CLASSE 2 E UMA ISOLAÇÃO EM COMPOSTO POLIVINÍLICO ESPECIAL PARA TEMPERATURAS EM REGIME DE ATÉ 105 C (PVC/E). BLINDAGEM INDIVIDUAL: FITA DE POLIÉSTER ALUMINIZADA APLICADA HELICOIDALMENTE COM SOBREPOSIÇÃO (100% COBERTURA), COM CONDUTOR DE DRENO 0,5MM² DE COBRE ESTANHADO, FLEXÍVEL, EM PERMANENTE CONTATO COM A PARTE ALUMINIZADA DA FITA DE BLINDAGEM E SEU ENFAIXAMENTO. FITA NÃO HIGROSCÓPIA DE POLIÉSTER, APLICADA HELICOIDALMENTE COM SOBREPOSIÇÃO (100% COBERTURA), COBERTURA EM PVC. INDICADOS NA UTILIZAÇÃO EM INSTRUMENTAÇÃO ELETRÔNICA PARA INDÚSTRIA PETROQUÍMICA, QUÍMICA, CLOROQUÍMICA, PAPEL E CELULOSE, ETC., SINALIZAÇÃO INDUSTRIAL EM GERAL E TELEMETRIA.

12 CABO AFT CONDUTOR FORMADO POR CORDA DE FIOS DE COBRE ESTANHADO, RECOZIDO, COM FORMAÇÃO FLEXÍVEL. A ISOLAÇÃO É FEITA EM PVC. BLINDAGEM: TRANÇA COBRE ESTANHADO (AFT). CABOS DE USO GERAL EM INSTALAÇÕES ELETROELETRÔNICAS EM ÁUDIO, VÍDEO, INFORMÁTICA E AUTOMAÇÃO, QUE REQUEIRAM IMUNIDADE A INTERFERÊNCIAS ELETROMAGNÉTICAS. CABO AFD CONDUTOR FORMADO POR CORDA DE FIOS DE COBRE ESTANHADO, RECOZIDO, COM FORMAÇÃO FLEXÍVEL. A ISOLAÇÃO É FEITA EM PVC. CONDUTOR DRENO: CORDA DE FIOS DE COBRE ESTANHADO, PRESENTE QUANDO O CABO FOR BLINDADO EM FITA DE POLIÉSTER ALUMINIZADA. BLINDAGEM: FITA DE POLIÉSTER ALUMINIZADA, (AF BF). CABOS DE USO GERAL EM INSTALAÇÕES ELETROELETRÔNICAS EM ÁUDIO, VÍDEO, INFORMÁTICA E AUTOMAÇÃO, QUE REQUEIRAM IMUNIDADE A INTERFERÊNCIAS ELETROMAGNÉTICAS.

13 CABO AFS CORDA DE FIOS DE COBRE ESTANHADO, RECOZIDO, COM FORMAÇÃO FLEXÍVEL. ISOLAÇÃO EM PVC. CONDUTOR DRENO: CORDA DE FIOS DE COBRE ESTANHADO, PRESENTE QUANDO O CABO FOR BLINDADO EM FITA DE POLIÉSTER ALUMINIZADA. BLINDAGEM: TRANÇA + FITA DE POLIÉSTER ALUMINIZADA, (AF BF + T). CABOS DE USO GERAL EM INSTALAÇÕES ELETROELETRÔNICAS EM ÁUDIO, VÍDEO, INFORMÁTICA E AUTOMAÇÃO, QUE REQUEIRAM IMUNIDADE A INTERFERÊNCIAS ELETROMAGNÉTICAS. CORDÃO FLEXÍVEL PARALELO PARA TENSÕES NOMINAIS ATÉ 300V, FORMADO POR FIOS DE COBRE NU, ELETROLÍTICO, TÊMPERA MOLE, ENCORDOAMENTO CLASSES 4 (FLEXÍVEL), ISOLADAS DUAS VEIAS DISPOSTAS EM PARALELO COM POLICLORETO DE VILINA (PVC), TIPO PVC/F PARA 70 C, POSSUINDO ISOLAÇÃO NAS CORES BRANCA, MARROM E NEGRA. ACONDICIONAMENTO EM ROLOS DE 100M. SÃO INDICADOS NA ALIMENTAÇÃO DE APARELHOS ELETRODOMÉSTICOS, LIGAÇÕES INTERNAS APARENTES, EXTENSÕES, LUMINÁRIAS E APARELHOS PORTÁTEIS. NORMAS BÁSICAS APLICÁVEIS NBR 247 NM 42 DA ABNT E NBR NM 280 DA ABNT/MERCOSUL.

14 CABO LIDES 130º 750V CONDUTOR EM FIOS DE COBRE ELETROLÍTICO NU, TÊMPERA MOLE. DE ACORDO COM O ENCORDOAMENTO SÃO DIVIDIDOS NA SEGUINTE FORMA: CLASSES 4 E 5 - CONDUTORES FLEXÍVEIS. SEM SEPARADOR. ISOLAÇÃO: CONSTITUÍDA POR UMA CAMADA DE COMPOSTO TERMOFIXO DE BORRACHA ETILENO-PROPILENO (EPR), APLICADA SOBRE O CONDUTOR, DEVE SER CONCÊNTRICA, CONTÍNUA, UNIFORME E HOMOGÊNEA, AO LONGO DE TODO O COMPRIMENTO DO CONDUTOR. CABOS ISOLADOS FLEXÍVEIS PARA LIGAÇÕES INTERNAS COM ISOLAÇÃO SÓLIDA EXTRUDADA DE BORRACHA ETILENO-PROPILENO (EPR) PARA 130ºC E TENSÕES ATÉ 750V. POSSUI AINDA, ESTABILIDADE TÉRMICA ATÉ 130ºC, FLEXIBILIDADE A BAIXAS TEMPERATURAS MENOR QUE 0ºC (ATÉ -40ºC). RESISTENTE À UMIDADE, ÓLEOS, GRAXAS, ÁCIDOS E VAPORES CORROSIVOS E ELEVADA RESISTÊNCIA À OZONA. PARA USO EM MOTORES (CLASSE B) E LIGAÇÕES INTERNAS EM APARELHOS COM TEMPERATURA DE TRABALHO DE ATÉ 130ºC. NORMA BÁSICA APLICÁVEL ABNT - NBR CABO MANGA CONDUTOR EM CORDA DE FIOS DE COBRE NU, RECOZIDO, COM FORMAÇÃO FLEXÍVEL, POSSUINDO UMA ISOLAÇÃO EM PVC 70ºC. IDENTIFICAÇÃO: VEIAS COLORIDAS REUNIÃO: VEIAS EM COROAS ALTERNADAS. SEM BLINDAGEM. FITA ALUMINIZADA. CONDUTOR DRENO: CORDA DE FIOS DE COBRE ESTANHADO, DE SEÇÃO IGUAL AOS CONDUTORES DO CABO. IDENTIFICAÇÃO: VEIAS COLORIDAS REUNIÃO: VEIAS EM COROAS ALTERNADAS. SEPARADOR: ENFITAMENTO, EM FITA NÃO HIGROSCÓPICA. TRANÇA DE COBRE. SEPARADOR: ENFITAMENTO EM FITA NÃO HIGROSCÓPICA. UTILIZADOS EM EQUIPAMENTOS DE COMUNICAÇÃO E TRANSMISSÃO DE SINAIS BALANCEADOS SUJEITOS A NÍVEIS DE RUÍDOS, CENTRAIS DE PROCESSAMENTOS DE DADOS, INTERLIGAÇÃO DE COMPUTADORES E PERIFÉRICOS, E AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL.

15 CABO PROTEGIDO 15KV COBRE CONDUTOR EM CABO DE COBRE COMPACTADO BLOQUEADO OU NÃO, TÊMPERA MOLE CLASSE 2, COM COBERTURA EM XLPE 90ºC, COM ESPECIAIS CARACTERÍSTICAS ANTITRILHAMENTO (ANTI TRACKING). ACONDICIONAMENTO EM BOBINAS DE MADEIRA. UTILIZAÇÃO EM REDES AÉREAS COMPACTAS DE DISTRIBUIÇÃO EM MÉDIA TENSÃO. CABO ATÓXICO FLEX PARA TENSÕES NOMINAIS DE 750V ATÉ 1000V, FORMADO POR FIOS DE COBRE NU, ELETROLÍTICO, TÊMPERA MOLE, ENCORDOAMENTO CLASSE 4 (FLEXÍVEIS). ISOLAÇÃO: COMPOSTO TERMOPLÁSTICO POLIOLEFINICO NÃO HALOGENADO (70 C), COM CARACTERÍSTICAS ESPECIAIS COMO A NÃO PROPAGAÇÃO E AUTO EXTINÇÃO DO FOGO, A BAIXA EMISSÃO DE FUMAÇA E GASES TÓXICOS. SÃO RECOMENDADOS ESPECIALMENTE PARA INSTALAÇÕES EM LOCAIS DE AGLOMERAÇÃO DE PESSOAS TAIS COMO: HOSPITAIS, TEATROS, CINEMAS, ÁREAS COMUNS EM SHOPPING CENTERS, ESCOLAS, ETC., EDIFÍCIOS COMERCIAIS E RESIDENCIAIS QUANDO INSTALADOS EM LINHAS APARENTES OU EM CONDUTOS ABERTOS. NORMAS BÁSICAS APLICÁVEIS NBR 13248: CABOS DE POTÊNCIA E CONTROLE E CONDUTORES ISOLADOS SEM COBERTURA, COM ISOLAÇÃO EXTRUDADA E COM BAIXA EMISSÃO DE FUMAÇA PARA TENSÕES ATÉ 1KV. NBR NM 280: CONDUTORES DE COBRE MOLE PARA FIOS E CABOS ISOLADOS. INSTALAÇÃO DE ACORDO COM NBR 5410.

16 CABO PROFIBUS PA CABOS PARA REDES INDUSTRIAIS ETHERNET INDUSTRIAL CAT5E, CAT6 E CAT7, FIELDBUS, PROFINET, PROFIBUS, DEVICENET, ASI, CAN BUS, CONTROLNET, INTERBUS, MODBUS, CC-LINK. VERSÃO LIVRE DE HALOGÊNEOS PARA APLICAÇÕES DE ALTA FLEXIBILIDADE, RESISTÊNCIA A ATAQUES QUÍMICOS, RESISTENTE À ALTA TEMPERATURA ENTRE OUTROS. PROFIBUS PA 1 PAR X 18AWG = NAS CORES CINZA, LARANJA E AZUL ESCURO. BLINDAGEM EM FITA ALUMINIZADA + DRENO COBRE ESTANHADO. O PROFIBUS PODE SER USADO TANTO EM APLICAÇÕES COM TRANSMISSÃO DE DADOS EM ALTA VELOCIDADE COMO EM TAREFAS COMPLEXAS E EXTENSAS DE COMUNICAÇÃO. CABO PROFIBUS DP CABOS PARA REDES INDUSTRIAIS ETHERNET INDUSTRIAL CAT5E, CAT6 E CAT7, FIELDBUS, PROFINET, PROFIBUS, DEVICENET, ASI, CAN BUS, CONTROLNET, INTERBUS, MODBUS, CC-LINK. VERSÃO LIVRE DE HALOGÊNEOS PARA APLICAÇÕES DE ALTA FLEXIBILIDADE, RESISTÊNCIA A ATAQUES QUÍMICOS, RESISTENTE À ALTA TEMPERATURA ENTRE OUTROS. PROFIBUS DP 1 PAR X 22AWG = NAS CORES CINZA E LILÁS. BLINDAGEM EM MALHA DE COBRE ESTANHADO + FITA ALUMINIZADA. O PROFIBUS PODE SER USADO TANTO EM APLICAÇÕES COM TRANSMISSÃO DE DADOS EM ALTA VELOCIDADE COMO EM TAREFAS COMPLEXAS E EXTENSAS DE COMUNICAÇÃO.

17 CABO DE MÉDIA TENSÃO O CONDUTOR DE COBRE É CONSTRUÍDO NA CLASSE 2 COMPACTADA. ESTA COMPACTAÇÃO É FEITA POR UM EXCLUSIVO PROCESSO DE LAMINAÇÃO, QUE CONFERE AO CONDUTOR UM PERÍMETRO EXTERNO EXTENSIVAMENTE CIRCULAR (SMOOTH BODY), GARANTINDO AO CABO UM CAMPO ELÉTRICO RADIAL UNIFORME. A ISOLAÇÃO EM HEPR, UM COMPOSTO DE ELEVADA RIGIDEZ DIELÉTRICA, CONTA COM EXCELENTES PROPRIEDADES TERMOMECÂNICAS, PERMITINDO A UTILIZAÇÃO DE ESPESSURAS COORDENADAS (REDUZIDAS), RESULTANDO NUM CABO DE MENOR DIÂMETRO E MELHORANDO A FLEXIBILIDADE JÁ INERENTE AO EPR. AS BLINDAGENS SEMICONDUTORAS E A ISOLAÇÃO, SÃO EXTRUDADAS SIMULTANEAMENTE EM CABEÇOTE COAXIAL ONDE SE CONSEGUE UM PERFEITO CONTROLE DA ADESIVIDADE ENTRE OS COMPONENTES. A PARTE METÁLICA DA BLINDAGEM DA ISOLAÇÃO É COMPOSTA DE FIOS DE COBRE DISPOSTOS HELICOIDALMENTE E A COBERTURA DE PVC ANTICHAMA (ST2) COMPLETAM O CABO. GERALMENTE UTILIZADOS COMO CABOS DE POTÊNCIA COM ISOLAÇÃO SÓLIDA ESTRUTURADA DE BORRACHA ETILENO-PROPILENO (EPR) PARA TENSÕES DE ISOLAMENTO DE 1KV A 35KV. NORMA BÁSICA APLICÁVEL NBR CABO DE ALUMÍNIO MULTIPLEXADO CONDUTORES FASE: ALUMÍNIO REDONDO COMPACTADO, COM RESISTÊNCIA MÍNIMA DE 10,5 KGF/MM², CONFORME NM-280 CLASSE 2. ISOLAÇÃO DAS FASES: POLIETILENO TERMOFIXO 90 C TIPO XLPE, NA COR PRETA, IDENTIFICADO POR NÚMEROS. CONDUTOR NEUTRO: CABO ALUMÍNIO NU TÊMPERA H-19 ATÉ 25MM² E CABO DE ALUMÍNIO LIGA 6201 NU PARA SEÇÕES SUPERIORES. CONDUTORES FASE: ALUMÍNIO H-19 SÓLIDO, TIPO REDONDO NORMAL OU REDONDO COMPACTADO COM EM MM², AWG OU KCM. CONDUTOR NEUTRO: ALUMÍNIO SÓLIDO, CABO DE ALUMÍNIO COM ALMA DE AÇO, COM SEÇÕES EM MM², AWG OU KCM. ACONDICIONAMENTO: EM CARRETÉIS DE MADEIRA, COM LANCES DEFINIDOS PELO CLIENTE. ISOLAÇÃO: VEIAS PRETAS IDENTIFICADAS POR NÚMEROS, FRISOS, TRAÇOS, LETRAS OU CORES A CRITÉRIO DO CLIENTE, PODENDO SER PE 70 C, PVC 70 C OU XLPE 90 C PARA CONDUTORES FASE E CONDUTOR NEUTRO. GERALMENTE UTILIZADOS EM ENTRADA AÉREA DE PADRÃO DE CONSUMIDORES E DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA. NORMA BÁSICA APLICÁVEL NBR 8182.

18 CABO DE ALUMÍNIO ISOLADO UNIPOLAR CONDUTOR: ALUMÍNIO REDONDO COMPACTADO, RESISTÊNCIA MÍNIMA À TRAÇÃO DE 10,5 KGF/MM², CONFORME NM-280 CLASSE 2. ISOLAÇÃO: POLIETILENO TERMOFIXO 90 C TIPO XLPE NA COR PRETA. CONDUTOR: SÓLIDO, TIPO REDONDO NORMAL OU REDONDO COMPACTADO. ISOLAÇÃO: CORES À CRITÉRIO DO CLIENTE. PORÉM, CABOS ISOLADOS EM CORES DIFERENTES DE PRETO, NÃO PODERÃO SER INSTALADOS AO AR LIVRE. ACONDICIONAMENTO: EM CARRETÉIS DE MADEIRA, COM LANCES DEFINIDOS PELO CLIENTE. GERALMENTE UTILIZADOS EM ENTRADA SUBTERRÂNEA DE PADRÃO DE CONSUMIDORES EM SISTEMAS DE POTÊNCIA. PODE SER INSTALADO DIRETAMENTE ENTERRADO OU EM DUTOS SUBTERRÂNEOS. NORMA BÁSICA APLICÁVEL NBR CABO DE ALUMÍNIO NU CA/CAA CONDUTOR: ALUMÍNIO TIPO REDONDO COMPACTADO. ACONDICIONAMENTO: EM CARRETÉIS DE MADEIRA OU ROLOS, COM LANCES DEFINIDOS PELO CLIENTE. GERALMENTE UTILIZADOS EM INSTALAÇÕES AÉREAS DE BAIXA, MÉDIA E ALTA TENSÃO EM SISTEMAS DE TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA. NORMA BÁSICA APLICÁVEL NBR 7271.

19 CABO PROTEGIDO 15KV ALUMÍNIO CONDUTOR: CABO DE ALUMÍNIO COMPACTADO BLOQUEADO OU NÃO, TÊMPERA MOLE CLASSE 2, COM COBERTURA EM XLPE 90ºC, COM ESPECIAIS CARACTERÍSTICAS ANTITRILHAMENTO (ANTI TRACKING). CORES: PREFERENCIALMENTE CINZA. ACONDICIONAMENTO: EM BOBINAS DE MADEIRA. UTILIZAÇÃO EM REDES AÉREAS COMPACTAS DE DISTRIBUIÇÃO EM MÉDIA TENSÃO. CABO DE SILICONE 200/300º C/ IGNIÇÃO HT 15KV CONDUTOR EM FIOS DE COBRE ELETROLÍTICO NU OU ESTANHADO TÊMPERA MOLE. CLASSES DE ENCORDOAMENTO DE ACORDO COM O ENCORDOAMENTO. SÃO DIVIDIDOS NA SEGUINTE FORMA: CLASSES 4 E 5 - CONDUTORES FLEXÍVEIS. A ISOLAÇÃO É CONSTITUÍDA POR UMA CAMADA DE COMPOSTO DE BORRACHA SILICONE, APLICADA SOBRE O CONDUTOR, DEVE SER CONCÊNTRICA, CONTÍNUA, UNIFORME E HOMOGÊNEA, AO LONGO DE TODO O COMPRIMENTO DO CONDUTOR. COBERTURA DE TRANÇA DE FIBRA DE VIDRO, SOB CONSULTA. ESTABILIDADE TÉRMICA ATÉ 300ºC. BOA FLEXIBILIDADE EM BAIXAS TEMPERATURAS (ATÉ -70ºC). RESISTÊNCIA À UMIDADE, ÓLEOS, GRAXAS, ÁCIDOS E VAPORES CORROSIVOS. ELEVADA RESISTÊNCIA À OZONA. GERALMENTE UTILIZADOS EM MOTORES ELÉTRICOS, LIGAÇÕES EM ESTUFAS, LUMINÁRIAS, RESISTÊNCIAS ELÉTRICAS, FORNOS E APLICAÇÕES SIMILARES. NORMA BÁSICA APLICÁVEL NTT-20.

20 CONTATOS Lais C. Felipe Secretária de Vendas Felipe Del Nero Representante Comercial Mobile Redsox Representações Comerciais Sede Campinas Av. Antônio Artioli, 580 Ed. Altdorf Swiss Park Office Swiss Park Campinas/SP

21

Produtos. Fio e Cabo Pauliplast BWF 750V. Fio e Cabo de Cobre Nu. 2 www.ipce.com.br. Fios e cabos para uso geral de baixa tensão

Produtos. Fio e Cabo Pauliplast BWF 750V. Fio e Cabo de Cobre Nu. 2 www.ipce.com.br. Fios e cabos para uso geral de baixa tensão Fio e Cabo de Cobre Nu Fio e Cabo Pauliplast BWF 750V Características dimensionais e resistência elétrica de fios e cabos de cobre nu, meio duro e duro Empregados em linhas aéreas para transmissão e distribuição

Leia mais

REPRESENTANTE AUTORIZADO CONSTRUTORAS, INSTALADORAS E B2B - SP

REPRESENTANTE AUTORIZADO CONSTRUTORAS, INSTALADORAS E B2B - SP REPRESENTANTE AUTORIZADO CONSTRUTORAS, INSTALADORAS E B2B - SP 50 anos. E muitas obras de experiência. Em sua longa trajetória, o Grupo Nambei já realizou o fornecimento de fios e cabos para centenas de

Leia mais

Soluções inovadoras em fios e cabos elétricos.

Soluções inovadoras em fios e cabos elétricos. 1 Soluções inovadoras em fios e cabos elétricos. Somos um dos maiores fabricantes mundiais de fios e cabos, com mais de 170 anos de história de progresso contínuo em nível global e mais de 40 anos no Brasil.

Leia mais

FIOS E CABOS BAIXA TENSÃO

FIOS E CABOS BAIXA TENSÃO FIOS E CABOS BAIXA TENSÃO Conceitos Básicos sobre es Elétricos Definições: Vergalhão Produto metálico não-ferroso de seção maciça circular, destinado à fabricação de fios. Fio Metálico Produto maciço,

Leia mais

Cabo Cofivinil HEPR (1 Condutor) 0,6/1kV 90 o C

Cabo Cofivinil HEPR (1 Condutor) 0,6/1kV 90 o C Cabo Cofivinil HEPR (1 Condutor) 0,6/1kV 90 o C 1 Dados Construtivos: 1.1 Desenho: 1 2 3 4 1 Condutor: Fios de cobre eletrolítico nu, têmpera mole. Encordoamento classe 05. 2 Separador: Fita não higroscópica

Leia mais

Liderança em Cabos Vulcanizados. Cabos unipolares para altas temperaturas

Liderança em Cabos Vulcanizados. Cabos unipolares para altas temperaturas Cabos unipolares para altas temperaturas 2 A CONFIABILIDADE QUE FAZ A DIFERENÇA (Estas certificações são da linha geral de cabos produzidos pela Cofibam) Política da qualidade A COFIBAM SE COMPROMETE EM

Leia mais

Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V

Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V Características Construtivas 1) Para Fio Inbranil Antichama: condutor sólido de cobre eletrolítico nu, têmpera mole, classe 1. Para Cabo Inbranil Antichama: condutor

Leia mais

Fios e cabos elétricos

Fios e cabos elétricos Fios e cabos elétricos Fios e cabos elétricos 3 FIO PLASTICOM ANTICHAMA 450/750 V 5 CAbO PLASTICOM ANTICHAMA 450/750 V 7 CAbO CObreNAx ANTICHAMA 0,6/1 kv 9 CAbO COMPex 0,6/1 kv (COMPACTADO) 11 CAbO FLexICOM

Leia mais

Capítulo 5. Linhas elétricas. 5.1 Aspectos gerais 26/04/2010

Capítulo 5. Linhas elétricas. 5.1 Aspectos gerais 26/04/2010 Capítulo 5 Linhas elétricas 2008 by Pearson Education slide 1 5.1 Aspectos gerais Condutor elétrico Fio Barra Linha pré-fabricada Barramento Condutor encordoado: classes 1 a 6 Cabo Corda Perna Coroa Cabo

Leia mais

www.rcmcaboseletricos.com.br

www.rcmcaboseletricos.com.br Distrito Industrial Porto União SC Brasil End: Rua Paulista 300 CEP 8900000 Tel: (2) 3523.8785 (2) 352.3353 www.rcmcaboseletricos.com.br catálogo de produtos Nós trabalhamos com energia. A RCM Cabos Elétricos

Leia mais

Catálogo de. Produtos

Catálogo de. Produtos Catálogo de Produtos Atualização: Janeiro/01. Sumário Tabelas de Dimensionamento Fios e Cabos Elétricos de Cobre para Baixa Tensão 6 Fio Sólido BWF 0 V Cabo BWF 0 V 8 Cabo Flexível Corfitox HEPR 90 C 0,6/1

Leia mais

CABOS ISOLADOS / COBERTOS DE BAIXA TENSÃO (até 1kV) Nota: Sob consulta, os cabos Forex, Flexonax, Forenax, Forefix podem ser fornecidos com armadura Fio e Cabo WPP Cordão FOREPLAST (300 V) Os fios WPP

Leia mais

Cabo Foreplast BWF Flexível 750V

Cabo Foreplast BWF Flexível 750V Cabo Foreplast BWF Flexível 7V Devido à sua flexibilidade, os cabos Foreplast BWF flexíveis são recoendados para fiações de quadros e painéis, alé das instalações fixas de construção civil. : Cobre nu,

Leia mais

PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PROJETO: ELÉTRICO Modelo: 3.000 m2 MAIO 2011 SUMÁRIO 1. GENERALIDADES... 03 2. DOCUMENTOS APLICÁVEIS... 04 3. DESCRIÇÃO DO PROJETO...

Leia mais

ANEXO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

ANEXO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ANEXO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Este documento é parte integrante da Ata de Registro de Preços nº PE.DAQ.G.0132.2009, celebrada entre FURNAS e a empresa CONDUSPAR CONDUTORES ELÉTRICOS LTDA., que teve

Leia mais

Av. Maria Leonor, 1222 Pq. Reid Diadema CEP 09920-080 Tel.: 55-11 4092-9000 FAX.: 55 11 4092-9090

Av. Maria Leonor, 1222 Pq. Reid Diadema CEP 09920-080 Tel.: 55-11 4092-9000 FAX.: 55 11 4092-9090 6 5 4 3 2 1 1- condutor 2- isolação 3- separador 4- capa intermediária 5- trança de cobre estanhado 6- capa externa CONSTRUÇÃO CONDUTORES: formados por elementos flexíveis de cobre eletrolítico, conforme

Leia mais

Condutores elétricos

Condutores elétricos Sair da Norma Voltar para o Índice Alfabético Geral Condutores elétricos NOV 1986 NBR 5471 ABNT-Associação Brasileira de Normas Técnicas Sede: Rio de Janeiro Av. Treze de Maio, 13-28º andar CEP 20003-900

Leia mais

CABOS ESPECIAIS CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA SIMÉTRICO SOLUÇÕES ESPECIAIS SINAL GARANTIDO DE PONTA A PONTA

CABOS ESPECIAIS CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA SIMÉTRICO SOLUÇÕES ESPECIAIS SINAL GARANTIDO DE PONTA A PONTA CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA pretas numeradas + uma veia verde/amarela. em fita de alumínio invertida + dreno estanhado de 0,5mm2 sobreposta por trança de cobre estanhado. SINAL GARANTIDO DE PONTA A PONTA

Leia mais

TABELA DE PREÇOS OUTUBRO 2010 V. 1

TABELA DE PREÇOS OUTUBRO 2010 V. 1 TABELA DE PREÇOS OUTUBRO 2010 V. 1 CABO VINIL FLEXÍVEL CABOS 0,6/1kV CABO FITER FLEX CABO AFITOX EP90-F 1kV 1 2 4 1,5 1,22 2,597,480 4,568 2,5 1,78,849 5,249 6,86 4 2,584 5,556 7,727 10,167 6,647 7,711

Leia mais

APLICAÇÃO PARA CABOS DE BAIXA E ALTA TEMPERATURA 2013 FNCE FABRICA NACIONAL DE CONDUTORES ELÉTRICOS

APLICAÇÃO PARA CABOS DE BAIXA E ALTA TEMPERATURA 2013 FNCE FABRICA NACIONAL DE CONDUTORES ELÉTRICOS APLICAÇÃO PARA CABOS DE BAIXA E ALTA TEMPERATURA 2013 FNCE FABRICA NACIONAL DE CONDUTORES ELÉTRICOS ÍNDICE INTRODUÇÃO...4 1. DEFINIÇÕES...5 1.1 REDONDO SÓLIDO...5 1.2 REDONDO NORMAL...5 1.3 REDONDO COMPACTO...5

Leia mais

Portaria n.º 260, de 05 de junho de 2014.

Portaria n.º 260, de 05 de junho de 2014. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 260, de 05 de junho de 2014. O PRESIDENTE

Leia mais

Cabo para Sinal e Detecção de Incêndio - s/ blindagem - 600 V - flexível - Instalações contínuas cem tubulação de aço galvanizado para blindagem eletrostática e magnética; Cabo formado por dois ou mais

Leia mais

Cabos Elétricos. Cabo Conduspar BWF 750V. Cabo Singelo Flexpar BWF 750V

Cabos Elétricos. Cabo Conduspar BWF 750V. Cabo Singelo Flexpar BWF 750V Cabos Elétricos Cabo Conduspar BWF 750V Características Construtivas (NBR NM47-3): Fios sólidos cobre eletrolítico, seção circular não compactado, têmpera mole, classe encordoamento (NBR NM80), isolamento

Leia mais

INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS

INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS DIMENSIONAMENTO DE ELÉTRICOS INTRODUÇÃO Os fatores básicos que envolvem o dimensionamento de um condutor são: tensão nominal; freqüência nominal; potência ou corrente

Leia mais

Uma história de evolução e constante expansão

Uma história de evolução e constante expansão 2 Uma história de evolução e constante expansão A história da SIL é resultado de um trabalho empreendedor, pautado pela ética, confiabilidade e seriedade. A companhia foi, por duas décadas, uma das principais

Leia mais

NTU AES 003-1. Condutores Elétricos Distr. Subterrânea NORMA TÉCNICA UNIFICADA AES ELETROPAULO / AES SUL

NTU AES 003-1. Condutores Elétricos Distr. Subterrânea NORMA TÉCNICA UNIFICADA AES ELETROPAULO / AES SUL NTU AES 003-1 Condutores Elétricos Distr. Subterrânea NORMA TÉCNICA UNIFICADA AES ELETROPAULO / AES SUL Elaborado: Aprovado: DATA: 30/09/2010 João Carlos Nacas AES Eletropaulo Fernanda Pedron AES Sul Sergio

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título CONDUTOR DE ALUMÍNIO MULTIPLEXADO

ESPECIFICAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título CONDUTOR DE ALUMÍNIO MULTIPLEXADO ESPECIFICAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título CONDUTOR DE ALUMÍNIO MULTIPLEXADO Código ETD-00.023 Data da emissão 28.12.1993 Data da última revisão 09.09.2009 Folha 1 SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Normas Complementares

Leia mais

A entrada de energia elétrica será executada através de:

A entrada de energia elétrica será executada através de: Florianópolis, 25 de março de 2013. 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS O presente memorial tem como principal objetivo complementar as instalações apresentadas nos desenhos/plantas, descrevendo-os nas suas partes

Leia mais

Certificado de Registro e Classificação Cadastral - CRCC

Certificado de Registro e Classificação Cadastral - CRCC CERTIFICAMOS que a empresa acima identificada encontra-se regularmente inscrita no Cadastro de es de Materiais e/ou Serviços da PETROBRAS e habilitada para as especialidades indicadas conforme relação

Leia mais

CONDUTORES ELÉTRICOS

CONDUTORES ELÉTRICOS CONDUTORES ELÉTRICOS R = ρ l S ( Ω) Produto metálico, geralmente de forma cilíndrica, utilizada para transportar energia elétrica ou transmitir sinais elétricos. ρ cobre = 1,72 10-8 Ωm ρ alum = 2,80 10-8

Leia mais

A DESATIVAÇÃO OU REMOÇÃO DA CHAVE SIGNIFICA A ELIMINAÇÃO DA MEDIDA PROTETORA CONTRA CHOQUES ELÉTRICOS E RISCO DE VIDA PARA OS USUÁRIOS DA INSTALAÇÃO.

A DESATIVAÇÃO OU REMOÇÃO DA CHAVE SIGNIFICA A ELIMINAÇÃO DA MEDIDA PROTETORA CONTRA CHOQUES ELÉTRICOS E RISCO DE VIDA PARA OS USUÁRIOS DA INSTALAÇÃO. Fornecimento de Energia Elétrica Nos banheiros deverão ser instalados um disjuntor bifásico no quadro de energia existente de cada quadrante conforme projeto. Deste quadro sairá a alimentação para os banheiros.

Leia mais

Divisão Elétrica/Hidráulica

Divisão Elétrica/Hidráulica Divisão Elétrica/Hidráulica CARBINOX. O Brasil passa por aqui. Elétrica/Hidráulica A Carbinox é uma empresa que atua há 30 anos fornecendo soluções sob medida para impulsionar o desenvolvimento da economia.

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ET-206/2007 R-02 CABO DE CONTROLE BLINDADO

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ET-206/2007 R-02 CABO DE CONTROLE BLINDADO /007 R-0 DOCUMENTO NORMATIVO I JUN/007 APRESENTAÇÃO Este documento encerra requisitos, recomendações e diretrizes para nortear os interessados no fornecimento de Cabo de Controle Blindado, multipolar em

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUMÁRIO CONTEÚDO PG. 1. OBJIVO 02 2. ÂMBITO 02 3. CONCEITOS 02 4. NORMAS E LEGISLAÇÃO APLICÁVEIS 02 5. INSTRUÇÕES GERAIS 03 5.1. Condições de Operação 03 5.2. Materiais e Construção 04 6. PROCEDIMENTOS

Leia mais

-30.-40-40 -40-50 -40 X -90-190 X -70

-30.-40-40 -40-50 -40 X -90-190 X -70 APRESENTAÇÃO A FNCE, empresa nacional com tradição a mais de 0 anos no mercado de condutores elétricos esta comprometida com a qualidade de seus produtos, treinamentos dos seus colaboradores e preservação

Leia mais

Manual Técnico. Aplicações recomendadas para os fios e cabos de BT e MT

Manual Técnico. Aplicações recomendadas para os fios e cabos de BT e MT Manual Técnico Aplicações recomendadas para os fios e cabos de BT e MT Líder Mundial na Indústria de Cabos Com a energia como base de seu desenvolvimento, a Nexans é a líder mundial na indústria de cabos,

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO E MEMORIAL DE CÁLCULO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

ESPECIFICAÇÃO E MEMORIAL DE CÁLCULO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS ESPECIFICAÇÃO E MEMORIAL DE CÁLCULO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS OBRA: C.M.E.I TIA JOVITA LOCAL: RUA PARACATU C/ RUA 4 C/ AVENIDA CRUZEIRO DO SUL - VILA PEDROSO. GOIÂNIA / GO. 1 1.0 - MEMORIAL DESCRITIVO.

Leia mais

Assim como o diâmetro de um cano é função da quantidade de água que passa em seu interior, a bitola de um condutor depende da quantidade de elétrons

Assim como o diâmetro de um cano é função da quantidade de água que passa em seu interior, a bitola de um condutor depende da quantidade de elétrons Elétrica Quem compõe a instalação elétrica - quadro de luz - centro nervoso das instalações elétricas. Deve ser metálico ou de material incombustível, e nunca de madeira (na sua parte interna ou externa).

Leia mais

ELÉTRICA. seção 7,98 4,95 3,30 1,91 33,2 39,4 48,0. Cordão Paralelo

ELÉTRICA. seção 7,98 4,95 3,30 1,91 33,2 39,4 48,0. Cordão Paralelo ELÉTRICA APLICAÇÕES: São utilizados em instalações de baixa tensão, como construção civil, instalações industriais e comerciais, para tensões de até 75V. CONDUTOR: Corda flexível, classe 4 de encordoamento

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DO ITEM R$

ESPECIFICAÇÃO DO ITEM R$ ANEXO 2 Planilha Orçamentária Estimativa de Quantitativos e Preços Máximos Global e Unitários LOTE ÚNICO ESPECIFICAÇÃO DO ITEM Qtde. Unitário R$ Total R$ 01 02 03 04 05 CHAVE NIVEL TIPO BOIA,ATUACAO: ALARME

Leia mais

Portaria n.º 589, de 05 de novembro de 2012

Portaria n.º 589, de 05 de novembro de 2012 Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 589, de 05 de novembro de 2012 O PRESIDENTE

Leia mais

Especialista em Soluções

Especialista em Soluções Fita Adesiva de Polipropileno (Empacotamento) Fita adesiva de filme de polipropileno biorientado transparente com adesivo acrílico. Indicada para: - Trabalhos escolares; - Reforço de embalagens; - Fechamento

Leia mais

Informações e Tabelas Técnicas

Informações e Tabelas Técnicas Características dos condutores de cobre mole para fios e cabos isolados 1 Temperatura característica dos condutores 1 Corrente de curto-circuito no condutor 1 Gráfico das correntes máximas de curto-circuito

Leia mais

CÓDIGO TÍTULO VERSÃO FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA EM TENSÃO SECUNDÁRIA EDIFICAÇÕES COLETIVAS COM SUBESTAÇÃO INSTALADA NO INTERIOR DA PROPRIEDADE

CÓDIGO TÍTULO VERSÃO FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA EM TENSÃO SECUNDÁRIA EDIFICAÇÕES COLETIVAS COM SUBESTAÇÃO INSTALADA NO INTERIOR DA PROPRIEDADE SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO PADRÃO TÉCNICO CÓDIGO TÍTULO VERSÃO PT.DT.PDN.03.14.009 SECUNDÁRIA EDIFICAÇÕES COLETIVAS COM SUBESTAÇÃO INSTALADA NO INTERIOR DA 01 APROVADO POR PAULO JORGE TAVARES DE LIMA

Leia mais

RF-75 0,5 / 3,0 (DT)

RF-75 0,5 / 3,0 (DT) 401.006 RF-75 0,5 / 3,0 (DT) Data: 11/00 Rev.: Antenas domésticas de TV, rádio e TV, VHF e UHF, informática, automação. Prática Telebrás 235-330-702 Condutor interno: Cobre estanhado, 0,49 mm Isolamento:

Leia mais

ENE065 Instalações Elétricas I

ENE065 Instalações Elétricas I 07/05/2012 ENE065 Instalações Elétricas I Prof.: Ivo Chaves da Silva Junior ivo.junior@ufjf.edu.br Quadro de Distribuição Circuitos Terminais Circuitos Terminais Quadro de Distribuição Quadro de Distribuição

Leia mais

Coletor de dados MensorNet

Coletor de dados MensorNet Coletor de dados MensorNet ML485 Edição 02/2011 Especificações Técnicas Por favor, leia integralmente estas instruções antes de ligar o equipamento. Descrição do Sistema O coletor de dados ML485 é parte

Leia mais

NORMA TÉCNICA CELG Cabos de Potência com Isolação em XLPE para Tensões de 1 a 35 kv Especificação NTC-34

NORMA TÉCNICA CELG Cabos de Potência com Isolação em XLPE para Tensões de 1 a 35 kv Especificação NTC-34 NORMA TÉCNICA CELG Cabos de Potência com Isolação em XLPE para Tensões de 1 a 35 kv Especificação NTC-34 ÍNDICE SEÇÃO TÍTULO PÁGINA 1. OBJETIVO 1 2. NORMAS E DOCUMENTOS COMPLEMENTARES 2 3. TERMINOLOGIA

Leia mais

http://www.comprasnet.gov.br/livre/pregao/ataeletronico.asp?co_no_uasg=399003&...

http://www.comprasnet.gov.br/livre/pregao/ataeletronico.asp?co_no_uasg=399003&... Page 1 of 6 399003.172012.3612.4863.8044290644.491 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA ESPECIAL DE PORTOS Companhia Docas do Estado de São Paulo Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00017/2012 Às

Leia mais

Tabelas de Dimensionamento

Tabelas de Dimensionamento Com o objetivo de oferecer um instrumento prático para auxiliar no trabalho de projetistas, instaladores e demais envolvidos com a seleção e dimensionamento dos em uma instalação elétrica de baixa tensão,

Leia mais

Capítulo 3 Circuitos Elétricos

Capítulo 3 Circuitos Elétricos Capítulo 3 Circuitos Elétricos 3.1 Circuito em Série O Circuito Série é aquele constituído por mais de uma carga, ligadas umas as outras, isto é, cada carga é ligada na extremidade de outra carga, diretamente

Leia mais

Av. Maria Leonor, 1222 Pq. Reid Diadema CEP 09920-080 Tel.: 55-11 4092-9000 FAX.: 55 11 4092-9090

Av. Maria Leonor, 1222 Pq. Reid Diadema CEP 09920-080 Tel.: 55-11 4092-9000 FAX.: 55 11 4092-9090 v 6 5 4 3 2 1 1- condutor 2- isolação 3- separador 4- capa intermediária 5- trança de cobre estanhado 6- capa externa CONSTRUÇÃO CONDUTORES: formados com 7 elementos de cobre eletrolítico, conforme NM

Leia mais

3M MR Terminal Contrátil a Frio QT-II Corpo Isolador em Silicone,

3M MR Terminal Contrátil a Frio QT-II Corpo Isolador em Silicone, 3M MR Terminal Contrátil a Frio QT-II Corpo Isolador em Silicone, Série 5630 3,6/6 kv a 12/20 kv Ambientes Externos e Internos Boletim Técnico Março 2014 Descrição do Produto Os conjuntos de terminais

Leia mais

EM-RIOLUZ-74 ESPECIFICAÇÃO DE CABO PARA REDE SUBTERRÂNEA DE IP

EM-RIOLUZ-74 ESPECIFICAÇÃO DE CABO PARA REDE SUBTERRÂNEA DE IP DIRETORIA TECNOLÓGICA E DE PROJETO DTP GERÊNCIA TECNOLÓGICA E DE DESENVOLVIMENTO GTD EM-RIOLUZ-74 ESPECIFICAÇÃO DE CABO PARA REDE SUBTERRÂNEA DE IP EMISSÃO- 02 29.12.2014 ESPECIFICAÇÃO EM-RIOLUZ-74 EMISSÃO

Leia mais

Camada Física Camada Física Camada Física Função: A camada Física OSI fornece os requisitos para transportar pelo meio físico de rede os bits que formam o quadro da camada de Enlace de Dados. O objetivo

Leia mais

Instalações Elétricas BT I. Odailson Cavalcante de Oliveira

Instalações Elétricas BT I. Odailson Cavalcante de Oliveira Instalações Elétricas BT I Odailson Cavalcante de Oliveira Dimensionamento de condutores Tipos de Condutores Condutores isolados Condutores unipolar Condutores multipolar Critérios para dimensionamento:

Leia mais

Instalações Elétricas Prediais A

Instalações Elétricas Prediais A Instalações Elétricas Prediais A ENG04482 Prof. Luiz Fernando Gonçalves AULA 10 Dispositivos de Proteção e Condutores Porto Alegre - 2012 Tópicos Dimensionamento dos dispositivos de proteção Condutores

Leia mais

LINHA DE PRODUTOS NEXANS

LINHA DE PRODUTOS NEXANS LÍDER GLOBAL EM CABOS E SISTEMAS DE CABEAMENTO LINHA DE PRODUTOS NEXANS Seja qual for a aplicação, conte com as soluções e a qualidade Nexans INSTITUCIONAL O mundo em que vivemos requer cada vez mais energia

Leia mais

Cabos Navais. Introdução

Cabos Navais. Introdução Cabos Navais Introdução A Prysmian Energia Cabos e Sistemas do Brasil S.A. apresenta a sua linha de cabos para aplicação em plataformas de petróleo off-shore e navios, tipo LS0H (Low Smoke Zero Halogen),

Leia mais

NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO NTD 2.0

NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO NTD 2.0 NTD 2.0.07 REDES SECUNDÁRIAS ISOLADAS RSI PADRÕES BÁSICOS DE 5ª EDIÇÃO AGOSTO-2011 DIRETORIA DE ENGENHARIA SUPERINTENDENCIA DE PLANEJAMENTO E PROJETOS GERÊNCIA DE NORMATIZAÇÃO E TECNOLOGIA 1/34 NORMA TÉCNICA

Leia mais

Disciplina: Eletrificação Rural

Disciplina: Eletrificação Rural UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS RIAS DEPARTAMENTO DE SOLOS E ENGENHARIA AGRÍCOLA Disciplina: Eletrificação Rural Unidade 6 Condutores elétricos - dimensionamento e instalação.

Leia mais

FAST CIT ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA. Tipo do Produto. Construção. Descrição. Aplicações

FAST CIT ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA. Tipo do Produto. Construção. Descrição. Aplicações FAST CIT Tipo do Produto Cabos Telefônicos Construção 02 a 200 pares Núcleo seco Classificação de retardância a chama: CM ROHS Compliant Descrição Cabo telefônico constituído por condutores de cobre eletrolítico,

Leia mais

Instalações Elétricas Industriais. Prof. Carlos T. Matsumi

Instalações Elétricas Industriais. Prof. Carlos T. Matsumi Instalações Elétricas Industriais Divisão de Sistemas de Alimentação Faixa de Tensão Elétrica (IE) orrente Alternada - A orrente ontínua- Extra Baixa Tensão: Tensão Inferior à 50 V (A) e 120 V () Baixa

Leia mais

FIO PLASTICOM CABOS DE ENERGIA. Fios e cabos elétricos ANTICHAMA 450/750 V. Central de Relacionamento : (11)

FIO PLASTICOM CABOS DE ENERGIA. Fios e cabos elétricos ANTICHAMA 450/750 V. Central de Relacionamento : (11) FIO PLASTICOM ANTICHAMA 450/750 V têmpera mole, isolado com Policloreto de Vinila (PVC), tipo PVC/A para 70 C, antichama (BWF-B). embutidos em eletrodutos, bandejas ou canaletas. ANTICHAMA 450/750 V Normas

Leia mais

MATERIAIS ELÉTRICOS EIN 101

MATERIAIS ELÉTRICOS EIN 101 EEEMBA ESCOLA TÉCNICA ELETROMECÂNICA DA BAHIA MATERIAIS ELÉTRICOS EIN 101 CURSO DE ELETROTÉCNICA - 2011 - Elaboração: Eng. Eletricista João Luiz Rodrigues Revisão e Coordenação: Prof. Fernando Azevedo

Leia mais

Redes subterrâneas em loteamentos e condomínios particulares Por Caius V. S. Malagoli*

Redes subterrâneas em loteamentos e condomínios particulares Por Caius V. S. Malagoli* 46 Capítulo VI em loteamentos e condomínios particulares Por Caius V. S. Malagoli* Tendência irreversível no mercado da construção civil, as redes subterrâneas a cada dia ganham mais terreno em obras em

Leia mais

FieldLink para aplicações de Ethernet industrial

FieldLink para aplicações de Ethernet industrial FieldLink para aplicações de Ethernet industrial : Retardador de chamas Resistente a respingo de solda Altamente flexível Instalação permanente Sem halogênio Sem silicone Resistente à luz solar Resistente

Leia mais

Tel.: (21) 3543.5858 3547-6367 www.terracotaeletrica.com.br

Tel.: (21) 3543.5858 3547-6367 www.terracotaeletrica.com.br CATÁLOGO DE PRODUTOS 2012 2 É com grande satisfação que apresentamos a mais nova opção em fornecimento de materiais elétricos em geral. A Terracota Elétrica uniu juventude e experiência para trazer não

Leia mais

8-Pregão Eletrônico n 134/2014 Fios e cabos validade da Ata 17/08/2015. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00134/2014 (SRP)

8-Pregão Eletrônico n 134/2014 Fios e cabos validade da Ata 17/08/2015. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00134/2014 (SRP) 8-Pregão Eletrônico n 134/2014 Fios e cabos validade da Ata 17/08/2015 Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00134/2014 (SRP) Às 09:30 horas do dia 30 de junho de 2014, reuniram-se o Pregoeiro Oficial

Leia mais

SAN.T.IN.NT 31. Os barramentos instalados em subestações e/ou cubículos deverão ser pintados em toda sua extensão, exceto nos pontos de conexão.

SAN.T.IN.NT 31. Os barramentos instalados em subestações e/ou cubículos deverão ser pintados em toda sua extensão, exceto nos pontos de conexão. 1 / 7 SUMÁRIO: 1. FINALIDADE 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO 3. CONCEITOS BÁSICOS 4. PROCEDIMENTOS 5. REFERÊNCIAS 6. ANEXOS 1. FINALIDADE Esta norma tem como finalidade regulamentar os princípios básicos e procedimentos

Leia mais

bom desempenho Segurança, eficiência e Facebook.com/RevistaPotência www.hmnews.com.br/linkedin www.hmnews.com.br

bom desempenho Segurança, eficiência e Facebook.com/RevistaPotência www.hmnews.com.br/linkedin www.hmnews.com.br Mercado Mercado Fios e Fios cabos e cabos elétricos elétricos Facebook.com/RevistaPotência www.hmnews.com.br/linkedin www.hmnews.com.br Segurança, eficiência e bom desempenho A história recente do mercado

Leia mais

PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS MEMORIAL DESCRITIVO

PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS MEMORIAL DESCRITIVO Instalação Nobreak 60 KVA - 380 V PROPRIETÁRIO: Procuradoria Geral de Justiça. 1 MEMORIAL DESCRITIVO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO DADOS DO PROPRIETÁRIO

Leia mais

CONDUTORES ELÉTRICOS DE BAIXA TENSÃO

CONDUTORES ELÉTRICOS DE BAIXA TENSÃO 8 CONDUTORES ELÉTRICOS DE BAIXA TENSÃO 8.1 INTRODUÇÃO Em qualquer circuito elétrico, nota-se a presença de elementos condutores, que interligam os equipamentos elétricos às fontes e aos demais componentes

Leia mais

CTP APL xdsl 8,5 MHz

CTP APL xdsl 8,5 MHz CTP APL xdsl 8,5 MHz Tipo do Produto Construção 10 a 1800 pares Cabos Telefônicos Núcleo seco Descrição Cabo telefônico para banda larga, constituído por condutores de cobre eletrolítico e maciço, isolação

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. PROPRIETÁRIO: IFSULDEMINAS - Câmpus Muzambinho.. Estrada de Muzambinho, km 35 - Bairro Morro Preto.

MEMORIAL DESCRITIVO. PROPRIETÁRIO: IFSULDEMINAS - Câmpus Muzambinho.. Estrada de Muzambinho, km 35 - Bairro Morro Preto. MEMORIAL DESCRITIVO ASSUNTO: Projeto de adaptação de rede de distribuição de energia elétrica urbana em tensão nominal primária de 13.8KV e secundária de 220/127V, com 02 postos de transformação de 75KVA

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EMPREENDIMENTO COMERCIAL AC GOIANÉSIA/DR/GO

MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EMPREENDIMENTO COMERCIAL AC GOIANÉSIA/DR/GO MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EMPREENDIMENTO COMERCIAL AC GOIANÉSIA/DR/GO 1. GENERALIDADES 1.1 O projeto refere-se às instalações elétricas do empreendimento comercial localizado

Leia mais

atron cabos, sa www.atron.pt DADOS E COMUNICAÇÃO - v01

atron cabos, sa www.atron.pt DADOS E COMUNICAÇÃO - v01 atron cabos, sa www.atron.pt DADOS E COMUNICAÇÃO v01 Í N D I C E DADOS E COMUNICAÇÃO Telefónicos Interiores Transmissão de Dados Pág. 03 Pág. 07 3 CABOS TELEFÓNICOS INTERIORES CABO PLANO TIPO CONSTITUIÇÃO

Leia mais

KMAT 400ºC 1KV PROJETOS ESPECIAIS. Dados Construtivos: Valores Nominais. Peso (kg/km) Diâmetro Externo Nominal (mm) Formação Classe 4 (mm) Seção (mm²)

KMAT 400ºC 1KV PROJETOS ESPECIAIS. Dados Construtivos: Valores Nominais. Peso (kg/km) Diâmetro Externo Nominal (mm) Formação Classe 4 (mm) Seção (mm²) Quando o assunto é equipamentos ou processos seguros, contar com uma solução personalizada em cabos elétricos pode ser fundamental para o sucesso de sua empresa, seja para suprir suas necessidades técnicas

Leia mais

NORMAS TÉCNICAS BRASILEIRAS SOBRE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

NORMAS TÉCNICAS BRASILEIRAS SOBRE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS NORMAS TÉCNICAS BRASILEIRAS SOBRE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS Novas Normas NBR IEC 61643-1 - Dispositivos de proteção contra surtos em baixa tensão - Parte 1: Dispositivos de proteção conectados a sistemas de

Leia mais

TUBO DE CRISTAL PARA USO ALIMENTAR (série 1500)

TUBO DE CRISTAL PARA USO ALIMENTAR (série 1500) TUBO DE CRISTAL PARA USO ALIMENTAR (série 1500) MEDIDA mm METROS ROLO 2x4 100 3x5 100 4x6 100 5x8 100 5x9 50 6x8 50 6x8 25 6x9 50 6x10 50 7x10 50 7x12 50 8x10 50 8x11 50 8x12 50 9x12 50 9x15 50 10x12 50

Leia mais

MULTILUX CHAPA DE POLICARBONATO ALVEOLAR. Nada existe para ser temido e sim entendido. RESINAS PLÁSTICAS EXTRUDADAS LTDA VANTAGENS

MULTILUX CHAPA DE POLICARBONATO ALVEOLAR. Nada existe para ser temido e sim entendido. RESINAS PLÁSTICAS EXTRUDADAS LTDA VANTAGENS MULTILUX CHAPA DE POLICARBONATO ALVEOLAR VANTAGENS Material translúcido e leve para ambientes com iluminação natural. As chapas de policarbonato alveolar MULTILUX da Replaex são largamente utilizadas em

Leia mais

Soluções inovadoras em fios e cabos elétricos.

Soluções inovadoras em fios e cabos elétricos. 1 Soluções inovadoras em fios e cabos elétricos. Somos um dos maiores fabricantes mundiais de fios e cabos, com mais de 170 anos de história de progresso contínuo em nível global e mais de 40 anos no Brasil.

Leia mais

Cabos para instalações de energia solar fotovoltaica PARA UMA ENERGIA LIMPA

Cabos para instalações de energia solar fotovoltaica PARA UMA ENERGIA LIMPA Cabos para instalações de energia solar fotovoltaica PARA UMA ENERGIA LIMPA Soluções inovadoras em fios e cabos elétricos. Somos um dos maiores fabricantes mundiais de fios e cabos, com mais de 70 anos

Leia mais

INFRA-ESTRUTURA PARA INSTALAÇÃO, ATIVAÇÃO E RECUPERAÇÃO DE EILD

INFRA-ESTRUTURA PARA INSTALAÇÃO, ATIVAÇÃO E RECUPERAÇÃO DE EILD ANEXO 5 Contrato de Fornecimento de Serviços de Exploração Industrial de Linhas Dedicadas EILD entre a BRASIL e a OPERADORA INFRA-ESTRUTURA PARA INSTALAÇÃO, ATIVAÇÃO E RECUPERAÇÃO DE EILD Página 1 de 7

Leia mais

FASCÍCULO MEDIÇÃO ELETRÔNICA CENTRALIZADA. BAIXA TENSÃO edição 2010. Diretoria de Planejamento e Engenharia. Gerência de Engenharia

FASCÍCULO MEDIÇÃO ELETRÔNICA CENTRALIZADA. BAIXA TENSÃO edição 2010. Diretoria de Planejamento e Engenharia. Gerência de Engenharia FASCÍCULO MEDIÇÃO ELETRÔNICA CENTRALIZADA BAIXA TENSÃO edição 2010 Diretoria de Planejamento e Engenharia Gerência de Engenharia Fascículo de Medição Eletrônica Centralizada 2010 1º Edição v.01-31/03/2010

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Há 22 anos produzindo qualidade

APRESENTAÇÃO. Há 22 anos produzindo qualidade APRESENTAÇÃO Há 22 anos produzindo qualidade 3 A CONDUMIG - Indústria de Condutores Elétricos, localizada em Divinópolis, centro-oeste mineiro, é a maior fabricante de Fios e Cabos, Rígidos e Flexíveis

Leia mais

Cabo SOHOPLUS U/UTP CAT 5e 24 AWGX4P CMX

Cabo SOHOPLUS U/UTP CAT 5e 24 AWGX4P CMX Cabo SOHOPLUS U/UTP CAT 5e 24 AWGX4P CMX Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto Construção SOHOPLUS RoHS Compliant Categoria 5e U/UTP (não blindado) PVC - CMX Jm Características Gerais Descritivo

Leia mais

SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO Administração Regional no Estado da Bahia. Criado e mantido pelos Empresários do Comércio de Bens, Serviços e Turismo

SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO Administração Regional no Estado da Bahia. Criado e mantido pelos Empresários do Comércio de Bens, Serviços e Turismo CONVITE N. 44/2012 MEMORIAL DESCRITIVO CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA REALIZAÇÃO DE SERVIÇOS DE AJUSTES E CORREÇÕES EM INSTALAÇÕES ELÉTRICAS DO SESC COMÉRCIO, PARA INSTALAÇÃO DE MÁQUINAS DE

Leia mais

DIMENSIONAMENTO OS SEIS CRITÉRIOS TÉCNICOS DE DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS:

DIMENSIONAMENTO OS SEIS CRITÉRIOS TÉCNICOS DE DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS: DIMENSIONAMENTO OS SEIS CRITÉRIOS TÉCNICOS DE DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS: Chamamos de dimensionamento técnico de um circuito à aplicação dos diversos itens da NBR 5410 relativos à escolha

Leia mais

ND-2.009 Ligação de Edifícios com Transformadores

ND-2.009 Ligação de Edifícios com Transformadores ND-2.009 Ligação de Edifícios com Transformadores em Pedestal Norma Técnica Distribuição de Energia Elétrica ND-2.009 Ligação de Edifícios com Transformadores em Pedestal Autores: Plácido Antonio Brunheroto

Leia mais

CADASTRO TÉCNICO DE FORNECEDORES SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO MATERIAIS PADRONIZADOS APLICADOS EM CÂMARA DE TRANSFORMAÇÃO 15KV - ATENDIMENTO COLETIVO

CADASTRO TÉCNICO DE FORNECEDORES SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO MATERIAIS PADRONIZADOS APLICADOS EM CÂMARA DE TRANSFORMAÇÃO 15KV - ATENDIMENTO COLETIVO SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO CADASTRO TÉCNICO CÓDIGO TÍTULO VERSÃO CD.DT.PDN.03.14.001 03 APROVADO POR MARCELO POLTRONIERI ENGENHARIA E CADASTRO (DEEE) SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES...

Leia mais

CABOS ELÉTRICOS PARA APLICAÇÃO EM OFFSHORE 1/2013

CABOS ELÉTRICOS PARA APLICAÇÃO EM OFFSHORE 1/2013 1/2013 CABOS ELÉTRICOS PARA APLICAÇÃO EM OFFSHORE ÍNDICE: Cabos Elétricos de Energia e Controle - 0,6/1kV (1,8/3kV) LKM-SHF2 & LKM-SHF2 FLEX...4 LKMM-SHF2...8 LKSM-SHF2 & LKSM-SHF2 FLEX...10 LKMSM-SHF2...14

Leia mais

INCENTIVO AO ATERRAMENTO ELÉTRICO RESIDENCIAL RESUMO

INCENTIVO AO ATERRAMENTO ELÉTRICO RESIDENCIAL RESUMO INCENTIVO AO ATERRAMENTO ELÉTRICO RESIDENCIAL Fernando Nascimento 1-21370122 Gabriela Sampaio Rêma 2-21370051 Marcos Vinícius Lemos da Silva 3-21270116 Paula da Silva Nogueira 4-21370049 RESUMO Poucas

Leia mais

Escola de Educação Profissional Senac Pelotas Centro Histórico Técnico em Informática Modulo I

Escola de Educação Profissional Senac Pelotas Centro Histórico Técnico em Informática Modulo I Escola de Educação Profissional Senac Pelotas Centro Histórico Técnico em Informática Modulo I Unidade Curricular: Conectividade Docente: Nataniel Vieira Aluna: Rosiane Fernandes da Silva Cabo Coaxial

Leia mais

BAIXA TENSÃO Uso Geral

BAIXA TENSÃO Uso Geral Dimensionamento OS SEIS CRITÉRIOS TÉCNICOS DE DIMENSIONA- MENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS: Chamamos de dimensionamento técnico de um circuito à aplicação dos diversos itens da NBR 5410/2004 relativos à escolha

Leia mais

Número PE022/2015. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega

Número PE022/2015. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega Folha 1 UNIVERSIDADE DO SUDOESTE DA - CAMPUS VITORIA DA CO 1 ALICATE, universal, de 8 polegadas, em aco, cabo com isolacao para 1000 volts e em conformidade com norma ABNT NBR vigente no que diz respeito

Leia mais

ENGENHEIRO ELETRICISTA

ENGENHEIRO ELETRICISTA ENGENHEIRO ELETRICISTA QUESTÃO 01 O projeto de uma S.E. consumidora prevê dois transformadores, operando em paralelo, com as seguintes características: 500kVA, 13800//220/127V, Z = 5% sob 13.8KV; I n =

Leia mais

COMUNICADO TÉCNICO Nº 48

COMUNICADO TÉCNICO Nº 48 Página 1 de 19 COMUNICADO TÉCNICO Nº 48 ATENDIMENTO DE NOVOS CONSUMIDORES LOCALIZADOS EM ÁREAS DE SISTEMAS SUBTERRÂNEOS DE DISTRIBUIÇÃO Diretoria de Engenharia e Serviços Gerência de Engenharia da Distribuição

Leia mais

Fios e cabos elétricos

Fios e cabos elétricos Fios e cabos elétricos FIO PLASTICOM ANTICHAMA 450/750 V CABO COMPEX 0,6/1 kv COMPACTADO Para tensões nominais até 450/750 V, formado por fio de cobre nu, eletrolítico, sólido, classe 1, têmpera mole,

Leia mais

CORD-FIOS E CABOS DE COBRE NU

CORD-FIOS E CABOS DE COBRE NU CORD-FIOS E CABOS DE COBRE NU Cobre eletrolítico nu, meio duro. Empregado em linhas aéreas para transmissão e distribuição de energia elétrica e sistema de aterramento. NBR 6524: Fios e cabos de cobre

Leia mais