Av. Maria Leonor, 1222 Pq. Reid Diadema CEP Tel.: FAX.:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Av. Maria Leonor, 1222 Pq. Reid Diadema CEP 09920-080 Tel.: 55-11 4092-9000 FAX.: 55 11 4092-9090"

Transcrição

1 v condutor 2- isolação 3- separador 4- capa intermediária 5- trança de cobre estanhado 6- capa externa CONSTRUÇÃO CONDUTORES: formados com 7 elementos de cobre eletrolítico, conforme NM 280, classe 2. ISOLAÇÃO PRIMÁRIA: PVC, classe de isolação 0,5 / 1kV. IDENTIFICAÇÃO: condutores pretos numerados. FORMAÇÃO: coroa concêntrica com passo de torção conforme NBR SEPARADOR TOTAL AO CONJUNTO: fita não higroscópica 100% de cobertura. BLINDAGEM: em trança de cobre estanhado sobre jaqueta intermediária, tipo gaiola de Faraday, 85% de cobertura. JAQUETA INTERNA E EXTERNA: em PVC ST1 70 C conforme NBR INSTALAÇÃO Fixas,em bandejas, calhas, canaletas, conduites, painéis, eletrodutos, etc. CARACTERÍSTICAS Excelente custo benefício em relação à capacidade de transmissão de corrente em função da seção circular dos condutores. Boa resistência à umidade. Blindagem em trança de cobre estanhado sobre capa interna, formando uma blindagem tipo gaiola de Faraday. APLICAÇÃO Os cabos de comando POLIRON CM B são indicados para circuitos de controle, comando e sinalização, ligação de máquinas, botoeiras, cabeamento estruturado, alimentação, sistemas microprocessados, em plantas industriais, química, petroquímica, automação de subestação, em instalações onde se necessita de descarga eletrostática e em locais com campos de interferências externas. Diminui a possibilidade de interferência em outros circuitos. A trança permite instalações em prensa cabos E1F, permitindo montagens com grau de proteção IP67. ENSAIOS DE ROTINA ( R ) Ensaio de resistência elétrica do condutor conforme NM 280 e NBR Teste de tensão: para cabo 0,5 kv (2,5 kv por 5 minutos) e para cabos 1 kv (3,0 kv por 5 minutos). NBR 7289 Teste de resistência de isolação (Mega ohms) : 500 V / de 1 a 5 minutos. NBR CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS GERAIS Atendem aos ensaios das publicações da série NBR NM-IEC Não propagante ao fogo, auto extinguível, atende aos requisitos para ensaio de fogueira NBR 6812, categoria B conforme especificação da NBR Produto com certificação voluntária INMETRO através do organismo certificador BRTÜV OCP 016.

2 SECÇÃO 0,50 mm² - CONFORME NM PVC/PVC - 70 C 0,5 KV CLASSE AA202I CM 02 CL2 B FR 02 10,15 149,16 121,80 11, AA203I CM 03 CL2 B FR 03 10,49 164,53 125,83 16, AA204I CM 04 CL2 B FR 04 11,03 183,79 132,38 22, AA205I CM 05 CL2 B FR 05 11,62 203,85 139,44 27, AA206I CM 06 CL2 B FR 06 12,25 224,72 147,00 33, AA207I CM 07 CL2 B FR 07 12,25 233,68 147,00 38, AA208I CM 08 CL2 B FR 08 12,99 254,43 155,82 44, AA210I CM 10 CL2 B FR 10 14,35 297,90 172,20 55, AA212I CM 12 CL2 B FR 12 14,69 322,10 176,23 66, AA214I CM 14 CL2 B FR 14 15,30 351,41 183,54 77, AA216I CM 16 CL2 B FR 16 15,82 379,16 189,84 88, AA220I CM 20 CL2 B FR 20 17,10 438,96 205,21 110, AA224I CM 24 CL2 B FR 24 18,55 501,92 222,60 132, AA230I CM 30 CL2 B FR 30 19,45 572,55 233,44 165, AA236I CM 36 CL2 B FR 36 20,70 651,15 248,39 198, AA240I CM 40 CL2 B FR 40 21,80 710,12 261,61 220, AA242I CM 42 CL2 B FR 42 22,00 732,32 264,03 231, AA250I CM 50 CL2 B FR 50 23,89 844,61 286,68 275, AA252I CM 52 CL2 B FR 52 23,89 862,52 286,68 286, AA261I CM 61 CL2 B FR 61 25,19 971,81 302,32 335, AA271I CM 71 CL2 B FR 71 27, ,06 329,29 390,50 0,50 0,60 70ºC 67 35,95 0,5 KV

3 SECÇÃO 0,75 mm² - CONFORME NM PVC/PVC - 70 C 0,5 KV CLASSE BA202I CM 02 CL2 B FR 02 10,65 164,85 127,80 13, BA203I CM 03 CL2 B FR 03 11,03 184,06 132,31 20, BA204I CM 04 CL2 B FR 04 11,64 207,69 139,64 27, BA205I CM 05 CL2 B FR 05 12,30 232,10 147,54 33, BA206I CM 06 CL2 B FR 06 13,00 255,38 156,00 40, BA207I CM 07 CL2 B FR 07 13,00 267,43 156,00 47, BA208I CM 08 CL2 B FR 08 13,82 294,88 165,87 54, BA210I CM 10 CL2 B FR 10 15,35 347,59 184,20 67, BA212I CM 12 CL2 B FR 12 15,73 378,73 188,71 81, BA214I CM 14 CL2 B FR 14 16,41 415,60 196,89 94, BA216I CM 16 CL2 B FR 16 17,00 450,70 203,94 108, BA220I CM 20 CL2 B FR 20 18,43 525,75 221,14 135, BA224I CM 24 CL2 B FR 24 20,06 604,68 240,69 162, BA230I CM 30 CL2 B FR 30 21,14 699,50 253,66 202, BA236I CM 36 CL2 B FR 36 22,57 802,20 270,86 243, BA240I CM 40 CL2 B FR 40 23,80 877,04 285,65 270, BA242I CM 42 CL2 B FR 42 24,03 906,08 288,36 283, BA250I CM 50 CL2 B FR 50 26, ,35 313,71 337, BA252I CM 52 CL2 B FR 52 26, ,45 313,71 351, BA261I CM 61 CL2 B FR 61 27, ,06 331,21 411, BA271I CM 71 CL2 B FR 71 30, ,24 361,39 479,25 0,75 0,60 70ºC 57 24,45 0,5 KV

4 SECÇÃO 1,00 mm² - CONFORME NM PVC/PVC - 70 C 0,5 KV CLASSE CA202I CM 02 CL2 B FR 02 10,95 176,09 131,40 17, CA203I CM 03 CL2 B FR 03 11,35 198,71 136,20 25, CA204I CM 04 CL2 B FR 04 12,00 225,93 144,00 34, CA205I CM 05 CL2 B FR 05 12,70 254,04 152,40 42, CA206I CM 06 CL2 B FR 06 13,45 280,94 161,40 51, CA207I CM 07 CL2 B FR 07 13,45 280,25 161,40 59, CA208I CM 08 CL2 B FR 08 14,33 327,14 171,90 68, CA210I CM 10 CL2 B FR 10 15,95 387,39 191,40 85, CA212I CM 12 CL2 B FR 12 16,35 424,69 196,20 102, CA214I CM 14 CL2 B FR 14 17,08 468,08 204,90 119, CA216I CM 16 CL2 B FR 16 17,70 509,60 212,40 136, CA220I CM 20 CL2 B FR 20 19,23 597,79 230,70 170, CA224I CM 24 CL2 B FR 24 21,02 693,27 252,25 204, CA230I CM 30 CL2 B FR 30 22,17 807,01 266,05 255, CA236I CM 36 CL2 B FR 36 23,70 929,29 284,35 306, CA240I CM 40 CL2 B FR 40 25, ,71 300,08 340, CA242I CM 42 CL2 B FR 42 25, ,87 302,96 357, CA250I CM 50 CL2 B FR 50 27, ,86 329,93 425, CA252I CM 52 CL2 B FR 52 27, ,67 329,93 442, CA261I CM 61 CL2 B FR 61 29, ,76 348,55 518, CA271I CM 71 CL2 B FR 71 31, ,48 380,65 603,50 1,00 0,60 70ºC 52 18,07 0,5 KV

5 SECÇÃO 1,50 mm² - CONFORME NM PVC/PVC - 70 C - 1KV CLASSE DA202I CM 02 CL2 B FR 02 12,25 216,69 147,00 20, DA203I CM 03 CL2 B FR 03 12,75 249,11 153,05 30, DA204I CM 04 CL2 B FR 04 13,57 285,23 162,88 40, DA205I CM 05 CL2 B FR 05 14,46 324,56 173,46 50, DA206I CM 06 CL2 B FR 06 15,40 365,10 184,80 60, DA207I CM 07 CL2 B FR 07 15,40 387,95 184,80 70, DA208I CM 08 CL2 B FR 08 16,50 431,45 198,03 80, DA210I CM 10 CL2 B FR 10 18,55 515,49 222,60 100, DA212I CM 12 CL2 B FR 12 19,05 570,62 228,65 120, DA214I CM 14 CL2 B FR 14 19,97 633,50 239,63 140, DA216I CM 16 CL2 B FR 16 20,81 696,70 249,74 160, DA220I CM 20 CL2 B FR 20 22,87 831,68 274,41 200, DA224I CM 24 CL2 B FR 24 25,19 973,93 302,32 240, DA230I CM 30 CL2 B FR 30 26, ,54 319,71 300, DA236I CM 36 CL2 B FR 36 28, ,73 342,77 360, DA240I CM 40 CL2 B FR 40 30, ,92 362,59 400, DA242I CM 42 CL2 B FR 42 30, ,83 366,23 420, DA250I CM 50 CL2 B FR 50 33, ,32 400,20 500, DA252I CM 52 CL2 B FR 52 33, ,01 400,20 520, DA261I CM 61 CL2 B FR 61 35, ,50 423,66 610, DA271I CM 71 CL2 B FR 71 38, ,20 464,93 710,00 1,50 0,80 70ºC 54 12,08 1 KV

6 SECÇÃO 2,50 mm² - CONFORME NM PVC/PVC - 70 C - 1KV CLASSE EA202I CM 02 CL2 B FR 02 13,25 255,26 159,00 32, EA204I CM 03 CL2 B FR 03 14,78 351,51 177,40 48, EA205I CM 04 CL2 B FR 04 15,81 404,55 189,66 64, EA206I CM 05 CL2 B FR 05 16,90 458,85 202,80 80, EA207I CM 06 CL2 B FR 06 16,90 492,64 202,80 96, EA208I CM 07 CL2 B FR 07 18,18 550,36 218,13 112, EA210I CM 08 CL2 B FR 08 20,59 664,46 247,11 128, EA212I CM 10 CL2 B FR 10 21,22 745,12 254,61 160, EA214I CM 12 CL2 B FR 12 22,35 836,70 268,20 192, EA216I CM 14 CL2 B FR 14 23,33 925,28 279,92 224, EA220I CM 16 CL2 B FR 16 25, ,89 308,50 256, EA224I CM 20 CL2 B FR 20 28, ,46 340,84 320, EA230I CM 24 CL2 B FR 24 30, ,58 360,99 384, EA236I CM 30 CL2 B FR 30 32, ,85 387,71 480, EA240I CM 36 CL2 B FR 36 34, ,22 410,67 576, EA242I CM 40 CL2 B FR 40 34, ,59 414,89 640, EA250I CM 42 CL2 B FR 42 37, ,00 454,69 672, EA252I CM 50 CL2 B FR 50 37, ,58 454,69 800,00 2,50 0,80 70ºC 45 7,39 1 KV

7 SECÇÃO 4,00 mm² - CONFORME NM PVC/PVC - 70 C - 1KV CLASSE FA202I CM 02 CL2 B FR 02 15,15 331,42 181,80 40, FA203I CM 03 CL2 B FR 03 15,89 399,25 190,63 60, FA204I CM 04 CL2 B FR 04 17,08 475,69 204,98 80, FA205I CM 05 CL2 B FR 05 18,37 553,85 220,44 100, FA206I CM 06 CL2 B FR 06 19,75 633,74 237,00 120, FA207I CM 07 CL2 B FR 07 19,75 687,78 237,00 140, FA208I CM 08 CL2 B FR 08 21,46 777,06 257,51 160, FA210I CM 10 CL2 B FR 10 24,66 954,17 295,90 200, FA212I CM 12 CL2 B FR 12 25, ,72 305,35 240, FA214I CM 14 CL2 B FR 14 26, ,95 322,48 280, FA216I CM 16 CL2 B FR 16 28, ,23 337,25 320, FA220I CM 20 CL2 B FR 20 31, ,14 373,28 400, FA224I CM 24 CL2 B FR 24 34, ,62 414,03 480, FA230I CM 30 CL2 B FR 30 36, ,56 439,43 600, FA236I CM 36 CL2 B FR 36 39, ,21 474,27 720,00 4,00 1,00 70ºC 45 4,60 1 KV

8 SECÇÃO 6,00 mm² - CONFORME NM PVC/PVC - 70 C - 1 KV CLASSE GA202I CM 02 CL2 B FR 02 16,25 395,64 195,00 90, GA203I CM 03 CL2 B FR 03 17,07 486,93 204,89 135, GA204I CM 04 CL2 B FR 04 18,41 587,86 220,96 180, GA205I CM 05 CL2 B FR 05 19,86 690,72 238,26 225, GA206I CM 06 CL2 B FR 06 21,50 800,75 258,02 270, GA207I CM 07 CL2 B FR 07 21,50 876,61 258,02 315, GA208I CM 08 CL2 B FR 08 23,43 993,72 281,17 360, GA210I CM 10 CL2 B FR 10 27, ,06 324,15 450, GA212I CM 12 CL2 B FR 12 27, ,96 334,73 540, GA214I CM 14 CL2 B FR 14 29, ,88 353,91 630, GA216I CM 16 CL2 B FR 16 30, ,08 370,44 720, GA220I CM 20 CL2 B FR 20 34, ,90 410,78 900, GA224I CM 24 CL2 B FR 24 38, ,51 456, , GA230I CM 30 CL2 B FR 30 40, ,28 486, ,00 6,00 1,00 70ºC 39 3,07 1 KV

9 SECÇÃO 10,00 mm² - CONFORME NM PVC/PVC - 70 C - 1 KV CLASSE NA202I CM 02 CL2 B FR 02 18,15 511,51 217,80 90, NA203I CM 03 CL2 B FR 03 19,13 645,78 229,51 135, NA204I CM 04 CL2 B FR 04 20,77 794,15 249,19 180, NA205I CM 05 CL2 B FR 05 22,59 948,81 271,12 225, NA206I CM 06 CL2 B FR 06 24, ,36 294,62 270, NA207I CM 07 CL2 B FR 07 24, ,35 294,62 315, NA208I CM 08 CL2 B FR 08 26, ,46 322,03 360, NA210I CM 10 CL2 B FR 10 31, ,57 372,94 450, NA212I CM 12 CL2 B FR 12 32, ,80 385,47 540, NA214I CM 14 CL2 B FR 14 34, ,37 408,19 630, NA216I CM 16 CL2 B FR 16 35, ,39 427,77 720, NA220I CM 20 CL2 B FR 20 39, ,08 476,83 900,00 10,00 1,00 70ºC 32 1,83 1 KV

Av. Maria Leonor, 1222 Pq. Reid Diadema CEP 09920-080 Tel.: 55-11 4092-9000 FAX.: 55 11 4092-9090

Av. Maria Leonor, 1222 Pq. Reid Diadema CEP 09920-080 Tel.: 55-11 4092-9000 FAX.: 55 11 4092-9090 6 5 4 3 2 1 1- condutor 2- isolação 3- separador 4- capa intermediária 5- trança de cobre estanhado 6- capa externa CONSTRUÇÃO CONDUTORES: formados por elementos flexíveis de cobre eletrolítico, conforme

Leia mais

POLIRON 105 CM 03 CL2 B FR Cabo Controle Blindado 3 x 0,50 70ºC 0,5kV classe 2

POLIRON 105 CM 03 CL2 B FR Cabo Controle Blindado 3 x 0,50 70ºC 0,5kV classe 2 POLIRON Código 7200 POLIRON 105 CM 02 CL2 B FR Cabo Controle Blindado 2x 0,50 70ºC 0,5kV classe 2 /bitolas de 1,5mm 2 a 10 estruturado, alimentação, sist. microprocessados, em plantas industria quimica,

Leia mais

CABOS ESPECIAIS CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA SIMÉTRICO SOLUÇÕES ESPECIAIS SINAL GARANTIDO DE PONTA A PONTA

CABOS ESPECIAIS CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA SIMÉTRICO SOLUÇÕES ESPECIAIS SINAL GARANTIDO DE PONTA A PONTA CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA pretas numeradas + uma veia verde/amarela. em fita de alumínio invertida + dreno estanhado de 0,5mm2 sobreposta por trança de cobre estanhado. SINAL GARANTIDO DE PONTA A PONTA

Leia mais

Cabo para Sinal e Detecção de Incêndio - s/ blindagem - 600 V - flexível - Instalações contínuas cem tubulação de aço galvanizado para blindagem eletrostática e magnética; Cabo formado por dois ou mais

Leia mais

Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V

Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V Características Construtivas 1) Para Fio Inbranil Antichama: condutor sólido de cobre eletrolítico nu, têmpera mole, classe 1. Para Cabo Inbranil Antichama: condutor

Leia mais

Cabo Cofivinil HEPR (1 Condutor) 0,6/1kV 90 o C

Cabo Cofivinil HEPR (1 Condutor) 0,6/1kV 90 o C Cabo Cofivinil HEPR (1 Condutor) 0,6/1kV 90 o C 1 Dados Construtivos: 1.1 Desenho: 1 2 3 4 1 Condutor: Fios de cobre eletrolítico nu, têmpera mole. Encordoamento classe 05. 2 Separador: Fita não higroscópica

Leia mais

FIOS E CABOS BAIXA TENSÃO

FIOS E CABOS BAIXA TENSÃO FIOS E CABOS BAIXA TENSÃO Conceitos Básicos sobre es Elétricos Definições: Vergalhão Produto metálico não-ferroso de seção maciça circular, destinado à fabricação de fios. Fio Metálico Produto maciço,

Leia mais

-30.-40-40 -40-50 -40 X -90-190 X -70

-30.-40-40 -40-50 -40 X -90-190 X -70 APRESENTAÇÃO A FNCE, empresa nacional com tradição a mais de 0 anos no mercado de condutores elétricos esta comprometida com a qualidade de seus produtos, treinamentos dos seus colaboradores e preservação

Leia mais

Uma história de evolução e constante expansão

Uma história de evolução e constante expansão 2 Uma história de evolução e constante expansão A história da SIL é resultado de um trabalho empreendedor, pautado pela ética, confiabilidade e seriedade. A companhia foi, por duas décadas, uma das principais

Leia mais

índice 02 CONDIÇÕES BÁSICAS Prezado cliente, REDE DE ACESSO PARA INSTALAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS ACOMODAÇÕES DE EQUIPAMENTOS CABOS E CONEXÕES

índice 02 CONDIÇÕES BÁSICAS Prezado cliente, REDE DE ACESSO PARA INSTALAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS ACOMODAÇÕES DE EQUIPAMENTOS CABOS E CONEXÕES Prezado cliente, índice Bem-vindo à GVT. Agora sua empresa conta com soluções inovadoras de voz, dados e Internet com o melhor custo-benefício. Para garantir a qualidade dos serviços e aproveitar todos

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE PROJETO ELÉTRICO PARA CONSTRUÇÃO DAS CASAS POPULARES DO LOTEAMENTO DE INTERESSE SOCIAL PRESIDENTE KENNDY ES

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE PROJETO ELÉTRICO PARA CONSTRUÇÃO DAS CASAS POPULARES DO LOTEAMENTO DE INTERESSE SOCIAL PRESIDENTE KENNDY ES ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE PROJETO ELÉTRICO PARA CONSTRUÇÃO DAS CASAS POPULARES DO LOTEAMENTO DE INTERESSE SOCIAL PRESIDENTE KENNDY ES MEMORIAL DESCRITIVO Memorial Descritivo Elétrico Projeto: Marcelo

Leia mais

CABOS ISOLADOS / COBERTOS DE BAIXA TENSÃO (até 1kV) Nota: Sob consulta, os cabos Forex, Flexonax, Forenax, Forefix podem ser fornecidos com armadura Fio e Cabo WPP Cordão FOREPLAST (300 V) Os fios WPP

Leia mais

FAST-LAN ETHERNET INDUSTRIAL CAT.6 F/UTP 23AWGx4P

FAST-LAN ETHERNET INDUSTRIAL CAT.6 F/UTP 23AWGx4P FAST-LAN ETHERNET INDUSTRIAL CAT.6 F/UTP 23AWGx4P Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto FASTLAN Construção Categoria 6 F/UTP (blindado) PVC/TPU - CM/CMX Características Gerais Descritivo Ambiente

Leia mais

Capítulo 5. Linhas elétricas. 5.1 Aspectos gerais 26/04/2010

Capítulo 5. Linhas elétricas. 5.1 Aspectos gerais 26/04/2010 Capítulo 5 Linhas elétricas 2008 by Pearson Education slide 1 5.1 Aspectos gerais Condutor elétrico Fio Barra Linha pré-fabricada Barramento Condutor encordoado: classes 1 a 6 Cabo Corda Perna Coroa Cabo

Leia mais

CABOS ELÉTRICOS PARA APLICAÇÃO EM OFFSHORE 1/2013

CABOS ELÉTRICOS PARA APLICAÇÃO EM OFFSHORE 1/2013 1/2013 CABOS ELÉTRICOS PARA APLICAÇÃO EM OFFSHORE ÍNDICE: Cabos Elétricos de Energia e Controle - 0,6/1kV (1,8/3kV) LKM-SHF2 & LKM-SHF2 FLEX...4 LKMM-SHF2...8 LKSM-SHF2 & LKSM-SHF2 FLEX...10 LKMSM-SHF2...14

Leia mais

Cabos Elétricos. Cabo Conduspar BWF 750V. Cabo Singelo Flexpar BWF 750V

Cabos Elétricos. Cabo Conduspar BWF 750V. Cabo Singelo Flexpar BWF 750V Cabos Elétricos Cabo Conduspar BWF 750V Características Construtivas (NBR NM47-3): Fios sólidos cobre eletrolítico, seção circular não compactado, têmpera mole, classe encordoamento (NBR NM80), isolamento

Leia mais

Liderança em Cabos Vulcanizados. Cabos unipolares para altas temperaturas

Liderança em Cabos Vulcanizados. Cabos unipolares para altas temperaturas Cabos unipolares para altas temperaturas 2 A CONFIABILIDADE QUE FAZ A DIFERENÇA (Estas certificações são da linha geral de cabos produzidos pela Cofibam) Política da qualidade A COFIBAM SE COMPROMETE EM

Leia mais

Certificado de Registro e Classificação Cadastral - CRCC

Certificado de Registro e Classificação Cadastral - CRCC CERTIFICAMOS que a empresa acima identificada encontra-se regularmente inscrita no Cadastro de es de Materiais e/ou Serviços da PETROBRAS e habilitada para as especialidades indicadas conforme relação

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DO ITEM R$

ESPECIFICAÇÃO DO ITEM R$ ANEXO 2 Planilha Orçamentária Estimativa de Quantitativos e Preços Máximos Global e Unitários LOTE ÚNICO ESPECIFICAÇÃO DO ITEM Qtde. Unitário R$ Total R$ 01 02 03 04 05 CHAVE NIVEL TIPO BOIA,ATUACAO: ALARME

Leia mais

SAN.T.IN.NT 31. Os barramentos instalados em subestações e/ou cubículos deverão ser pintados em toda sua extensão, exceto nos pontos de conexão.

SAN.T.IN.NT 31. Os barramentos instalados em subestações e/ou cubículos deverão ser pintados em toda sua extensão, exceto nos pontos de conexão. 1 / 7 SUMÁRIO: 1. FINALIDADE 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO 3. CONCEITOS BÁSICOS 4. PROCEDIMENTOS 5. REFERÊNCIAS 6. ANEXOS 1. FINALIDADE Esta norma tem como finalidade regulamentar os princípios básicos e procedimentos

Leia mais

TRANSFORMADORES MOLDADOS EM RESINA

TRANSFORMADORES MOLDADOS EM RESINA MODELO TAM TRANSFORMADORES - TIPO TAM Os transformadores a seco moldados em resina epóxi são indicados para operar em locais que exigem segurança, os materiais utilizados em sua construção são de difícil

Leia mais

Empresa. Relatório de Ensaio

Empresa. Relatório de Ensaio Empresa 08 de maio de 1971 - O Engº Paschoal Graziano, com vasta experiência no mercado de eletroeletrônica, e o filho Engº Nunziante Graziano Neto, com a garra e a determinação de um jovem engenheiro,

Leia mais

DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES

DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES Os seis critérios de dimensionamento de circuitos de BT: 1. Seção mínima; 2. Capacidade de condução de corrente; 3. Queda de tensão; 4. Proteção contra sobrecargas; 5. Proteção contra curtos-circuitos;

Leia mais

www.rcmcaboseletricos.com.br

www.rcmcaboseletricos.com.br Distrito Industrial Porto União SC Brasil End: Rua Paulista 300 CEP 8900000 Tel: (2) 3523.8785 (2) 352.3353 www.rcmcaboseletricos.com.br catálogo de produtos Nós trabalhamos com energia. A RCM Cabos Elétricos

Leia mais

A entrada de energia elétrica será executada através de:

A entrada de energia elétrica será executada através de: Florianópolis, 25 de março de 2013. 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS O presente memorial tem como principal objetivo complementar as instalações apresentadas nos desenhos/plantas, descrevendo-os nas suas partes

Leia mais

CONDUTORES ELÉTRICOS

CONDUTORES ELÉTRICOS CONDUTORES ELÉTRICOS R = ρ l S ( Ω) Produto metálico, geralmente de forma cilíndrica, utilizada para transportar energia elétrica ou transmitir sinais elétricos. ρ cobre = 1,72 10-8 Ωm ρ alum = 2,80 10-8

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUMÁRIO CONTEÚDO PG.. Cabos Elétricos e Acessórios 02.1. Geral 02.2. Noras 02.3. Escopo de Forneciento 02 T-.1. Tabela 02.4. Características Construtivas 04.4.1. Aplicação 04.4.2. Diensionaento 04.4.3.

Leia mais

Soluções inovadoras em fios e cabos elétricos.

Soluções inovadoras em fios e cabos elétricos. 1 Soluções inovadoras em fios e cabos elétricos. Somos um dos maiores fabricantes mundiais de fios e cabos, com mais de 170 anos de história de progresso contínuo em nível global e mais de 40 anos no Brasil.

Leia mais

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO Norma de Origem: NIT-DICLA-013 Folha: 1/28 RAZÃO SOCIAL/DESIGNAÇÃO DO LABORATÓRIO INSTITUTO LAB SYSTEM DE PESQUISAS E S LTDA. ACREDITAÇÃO N FIOS, CABOS E CORDÕES S MECÂNICOS Ensaio de tração e alongamento

Leia mais

RECOMENDAÇÕES PARA REFORMA DE INSTALAÇÕES ELETRICAS TEATRO SERRADOR

RECOMENDAÇÕES PARA REFORMA DE INSTALAÇÕES ELETRICAS TEATRO SERRADOR RECOMENDAÇÕES PARA REFORMA DE INSTALAÇÕES ELETRICAS TEATRO SERRADOR Tel.: (021) 2583 6737 Fax.: (021) 2583 6737 Cel.: (021) 9159 4057 dsp@dsp-rj.com.br 1 / 9 Sumário 1 OBJETIVO... 3 2- NORMAS APLICÁVEIS...

Leia mais

Fios e cabos elétricos

Fios e cabos elétricos Fios e cabos elétricos Fios e cabos elétricos 3 FIO PLASTICOM ANTICHAMA 450/750 V 5 CAbO PLASTICOM ANTICHAMA 450/750 V 7 CAbO CObreNAx ANTICHAMA 0,6/1 kv 9 CAbO COMPex 0,6/1 kv (COMPACTADO) 11 CAbO FLexICOM

Leia mais

da qualidade ISO 9001:2008 certificados, a IPCE tem como A Qualidade na energia!

da qualidade ISO 9001:2008 certificados, a IPCE tem como A Qualidade na energia! da qualidade ISO 9001:2008 certificados, a IPCE tem como A Qualidade na energia! Tecnologia & Segurança Tecnologia que Proporciona Segurança A qualidade, conceito evolutivo e constante, exige a renovação

Leia mais

CABO GIGALAN AUGMENTED CAT. 6A F/UTP 23AWGX4P

CABO GIGALAN AUGMENTED CAT. 6A F/UTP 23AWGX4P CABO GIGALAN AUGMENTED CAT. 6A F/UTP 23AWGX4P Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto Construção GigaLan Augmented RoHS Compliant Categoria 6A F/UTP (blindado) PVC - CM, CMR Características Gerais

Leia mais

TRANSFORMADOR A SECO Geafol de 75 a 25.000 kva

TRANSFORMADOR A SECO Geafol de 75 a 25.000 kva Com a linha Geafol, obteve-se um transformador com excelentes características elétricas, mecânicas e térmicas que, adicionalmente, ainda é ecológico. São produzidos sob certificação DQS, ISO 9001 e ISO

Leia mais

Montagem de SPDA e Aterramento

Montagem de SPDA e Aterramento Executamos obras com uma equipe especializada e experiente, qualificada na área de sistem as de SPDA e aterramento. O SPDA e o aterramento é de fundamental importância para a proteção de pessoas e de sistemas

Leia mais

2.5. Placas eletrônicas da central

2.5. Placas eletrônicas da central 2.5. Placas eletrônicas da central Placa eletrônica de laço Piezo Placa de laço Na placa eletrônica de laço podem ser ligados quatro laços de detecção, compostos por detectores de fumaça, detectores termovelocimétricos

Leia mais

Montagem de cabo coaxial digital

Montagem de cabo coaxial digital Montagem de cabo coaxial digital No Módulo 2 de nosso curso discutimos as vantagens e desvantagens de técnicas de montagem utilizando solda ou processo de crimpagem. Na ocasião, todos os presentes puderam

Leia mais

ELÉTRICA. seção 7,98 4,95 3,30 1,91 33,2 39,4 48,0. Cordão Paralelo

ELÉTRICA. seção 7,98 4,95 3,30 1,91 33,2 39,4 48,0. Cordão Paralelo ELÉTRICA APLICAÇÕES: São utilizados em instalações de baixa tensão, como construção civil, instalações industriais e comerciais, para tensões de até 75V. CONDUTOR: Corda flexível, classe 4 de encordoamento

Leia mais

ISOTRANS IND. DE TRANSFORMADORES LTDA.

ISOTRANS IND. DE TRANSFORMADORES LTDA. ISOTRANS IND. DE TRANSFORMADORES LTDA. TRANSFORMADORES MONOFÁSICOS DE ISOLAÇÃO COM BLINDAGEM APLICAÇÃO Os transformadores monofásicos de isolação com blindagens, magnética e eletrostática, foram desenvolvidos

Leia mais

A INTERFERÊNCIA ELETROMAGNÉTICA EM REDE DE COMPUTADORES

A INTERFERÊNCIA ELETROMAGNÉTICA EM REDE DE COMPUTADORES 01 A INTERFERÊNCIA ELETROMAGNÉTICA EM REDE DE COMPUTADORES A interferência eletromagnética (EMI) é um dos maiores causadores de falhas em redes de computadores, principalmente quando são utilizadas tubulações

Leia mais

A N E X O V I I I M Ó D U L O S C O N S T R U T I V O S D E L I N H A S E R E D E S D E D I S T R I B U I Ç Ã O S U B M E R S A S

A N E X O V I I I M Ó D U L O S C O N S T R U T I V O S D E L I N H A S E R E D E S D E D I S T R I B U I Ç Ã O S U B M E R S A S A N E X O V I I I M Ó D U L O S C O N S T R U T I V O S D E L I N H A S E R E D E S D E D I S T R I B U I Ç Ã O S U B M E R S A S C A T Á L O G O R E F E R E N C I A L DE M Ó D U L O S P A D R Õ E S D

Leia mais

CAPACIDADE DE CONDUÇÃO DE CORRENTE 1/40

CAPACIDADE DE CONDUÇÃO DE CORRENTE 1/40 1/40 Os valores de capaci dade de condução de correntes constantes das tabelas a seguir, foram calculados de acordo com os critérios estabelecidos pela NBR 11301. Para os cálculos foram consideradas aterradas

Leia mais

Tipos de linhas. Sumário Linhas Elétricas Dimensionamento. Aspectos Gerais Características Tipos de Linhas

Tipos de linhas. Sumário Linhas Elétricas Dimensionamento. Aspectos Gerais Características Tipos de Linhas Tipos de linhas Sumário Aspectos Gerais Características Tipos de Linhas Instalação dos condutores Aspectos Gerais Características Tipos de Linhas Os cabos multipolares só deve conter os condutores de um

Leia mais

Cabos e acessórios para redes subterrâneas

Cabos e acessórios para redes subterrâneas Cabos e acessórios para redes subterrâneas Evoluindo com você. A distribuição de energia Vida atual com alta dependência de energia elétrica: produção serviços uso doméstico Conseqüências nas grandes cidades:

Leia mais

CABO GIGALAN AUGMENTED 23AWG x 4 P CAT. 6 F/UTP

CABO GIGALAN AUGMENTED 23AWG x 4 P CAT. 6 F/UTP CABO GIGALAN AUGMENTED 23AWG x 4 P CAT. 6 F/UTP Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto Construção GigaLan Augmented RoHS Compliant Categoria 6A F/UTP (blindado) PVC - CM, CMR Características Gerais

Leia mais

Aula 08 Instalações Elétricas de Distribuição. Professor Jorge Alexandre A. Fotius

Aula 08 Instalações Elétricas de Distribuição. Professor Jorge Alexandre A. Fotius Aula 08 Instalações Elétricas de Distribuição Professor Jorge Alexandre A. Fotius Redes Aéreas Redes Aéreas Redes Aéreas Redes Aéreas Redes Aéreas Redes Aéreas Redes Aéreas Em áreas urbanas com baixa densidade

Leia mais

Portaria n.º 260, de 05 de junho de 2014.

Portaria n.º 260, de 05 de junho de 2014. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 260, de 05 de junho de 2014. O PRESIDENTE

Leia mais

Produtos. Fio e Cabo Pauliplast BWF 750V. Fio e Cabo de Cobre Nu. 2 www.ipce.com.br. Fios e cabos para uso geral de baixa tensão

Produtos. Fio e Cabo Pauliplast BWF 750V. Fio e Cabo de Cobre Nu. 2 www.ipce.com.br. Fios e cabos para uso geral de baixa tensão Fio e Cabo de Cobre Nu Fio e Cabo Pauliplast BWF 750V Características dimensionais e resistência elétrica de fios e cabos de cobre nu, meio duro e duro Empregados em linhas aéreas para transmissão e distribuição

Leia mais

Tabelas de Dimensionamento

Tabelas de Dimensionamento Com o objetivo de oferecer um instrumento prático para auxiliar no trabalho de projetistas, instaladores e demais envolvidos com a seleção e dimensionamento dos em uma instalação elétrica de baixa tensão,

Leia mais

Cabos Navais. Introdução

Cabos Navais. Introdução Cabos Navais Introdução A Prysmian Energia Cabos e Sistemas do Brasil S.A. apresenta a sua linha de cabos para aplicação em plataformas de petróleo off-shore e navios, tipo LS0H (Low Smoke Zero Halogen),

Leia mais

Prática em Redes de Computadores. Meios de Transmissão. Prof. M.Sc. Eduardo Luzeiro Feitosa efeitosa@dcc.ufam.edu.br

Prática em Redes de Computadores. Meios de Transmissão. Prof. M.Sc. Eduardo Luzeiro Feitosa efeitosa@dcc.ufam.edu.br Prática em Redes de Computadores Meios de Transmissão Prof. M.Sc. Eduardo Luzeiro Feitosa efeitosa@dcc.ufam.edu.br Sumário Introdução Meios de Transmissão Cabo coaxial Cabo Par Trançado Fibra Óptica Interferências

Leia mais

Monitor de Nível de Óleo para Transformadores - MNO

Monitor de Nível de Óleo para Transformadores - MNO ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Nível de Óleo para Transformadores e reatores MNO, é um equipamento microprocessado de alta precisão que indica o nível de óleo em escala

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUMÁRIO CONTEÚDO PG.. Instalações Elétricas Gerais 02.1. Geral 02.2. Normas 02.3. Escopo de Fornecimento 02.4. Características Elétricas para Iluminação de Uso Geral 02.4.1. Geral 02.4.2. Tensões de Alimentação

Leia mais

ANEXO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

ANEXO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ANEXO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Este documento é parte integrante da Ata de Registro de Preços nº PE.DAQ.G.0132.2009, celebrada entre FURNAS e a empresa CONDUSPAR CONDUTORES ELÉTRICOS LTDA., que teve

Leia mais

RF-75 0,5 / 3,0 (DT)

RF-75 0,5 / 3,0 (DT) 401.006 RF-75 0,5 / 3,0 (DT) Data: 11/00 Rev.: Antenas domésticas de TV, rádio e TV, VHF e UHF, informática, automação. Prática Telebrás 235-330-702 Condutor interno: Cobre estanhado, 0,49 mm Isolamento:

Leia mais

INDICADOR DE POSIÇÃO DE TAP DIGITAL - IPTE

INDICADOR DE POSIÇÃO DE TAP DIGITAL - IPTE Catálogo Técnico INDICADOR DE POSIÇÃO DE TAP DIGITAL - IPTE CATÁLOGO TÉCNICO ÍNDICE CATÁLOGO TÉCNICO... 1 INTRODUÇÃO... 2 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS... 2 DADOS TÉCNICOS... 3 ENSAIOS DE TIPO REALIZADOS...

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS SITE: www.amm.org.br- E-mail: engenharia@amm.org.br AV. RUBENS DE MENDONÇA, N 3.920 CEP 78000-070 CUIABÁ MT FONE: (65) 2123-1200 FAX: (65) 2123-1251 MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES

Leia mais

CONDUSCAMP CONDUTORES CAMPINAS LTDA. Conectando soluções em condutores

CONDUSCAMP CONDUTORES CAMPINAS LTDA. Conectando soluções em condutores CONDUSCAMP CONDUTORES CAMPINAS LTDA. Conectando soluções em condutores QUEM SOMOS EMPRESA CONHEÇA A CONDUSCAMP Com uma consolidada história no mercado de condutores elétricos, a Conduscamp há mais de 15

Leia mais

CENTRO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES GERAÇÃO FUTURA

CENTRO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES GERAÇÃO FUTURA MEMORIAL DESCRITIVO E JUSTIFICATIVO DE CÁLCULO PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EM MÉDIA TENSÃO 13.8KV CENTRO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES GERAÇÃO FUTURA RUA OSVALDO PRIMO CAXILÉ, S/N ITAPIPOCA - CE 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

Canaletas PVC Sistema X & Acessórios

Canaletas PVC Sistema X & Acessórios Centro de Suporte Técnico 0800-11 11-8008 servmercado@piallegrand.com.br Canaletas PVC Sistema X & Acessórios (s): 30801/02, 30060/61/62, 30024/46, 313/08, 29900, 30400, 30404/05, 30993/94, 307, 33606/46,

Leia mais

FieldLink para aplicações de Ethernet industrial

FieldLink para aplicações de Ethernet industrial FieldLink para aplicações de Ethernet industrial : Retardador de chamas Resistente a respingo de solda Altamente flexível Instalação permanente Sem halogênio Sem silicone Resistente à luz solar Resistente

Leia mais

Soluções em Automação Industrial Selecionando o cabeamento adequado. Ricardo Avena Technical Sales Manager. Maio 2015

Soluções em Automação Industrial Selecionando o cabeamento adequado. Ricardo Avena Technical Sales Manager. Maio 2015 Soluções em Automação Industrial Selecionando o cabeamento adequado Ricardo Avena Technical Sales Manager Maio 2015 2013 Belden Inc. belden.com @BeldenInc Porque o cabo é importante? Uma infraestrutura

Leia mais

Fios, Cabos, Cordões e Fitas Adesivas

Fios, Cabos, Cordões e Fitas Adesivas Página: 1/22 Elaborado por: Douglas Ferreira Verificado por: Karen Carolina Martins Aprovado por: Nelson Coelho Data Aprovação: 18/08/2014 1 - OBJETIVO Este documento apresenta os critérios complementares

Leia mais

R & R Projetos e Instalações Ltda ( MASTER Engenharia em Eletricidade)

R & R Projetos e Instalações Ltda ( MASTER Engenharia em Eletricidade) PROJETO ELÉTRICO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DA BAHIA CEFET - BA MEMORIAL DESCRITIVO Este projeto visa a unificação de medição de média tensão, reforma da subestação II e instalação de alimentadores

Leia mais

NORMAS TÉCNICAS BRASILEIRAS SOBRE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

NORMAS TÉCNICAS BRASILEIRAS SOBRE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS NORMAS TÉCNICAS BRASILEIRAS SOBRE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS Novas Normas NBR IEC 61643-1 - Dispositivos de proteção contra surtos em baixa tensão - Parte 1: Dispositivos de proteção conectados a sistemas de

Leia mais

Manual de instruções. Botões de comando Série 44

Manual de instruções. Botões de comando Série 44 Manual de instruções Botões de comando Série 44 1- Introdução A série 44 caracteriza-se pelo seu sistema modular de pelo seu sistema modular de elementos de contatos e, pela numerosa possibilidade de configuração

Leia mais

REPRESENTANTE AUTORIZADO CONSTRUTORAS, INSTALADORAS E B2B - SP

REPRESENTANTE AUTORIZADO CONSTRUTORAS, INSTALADORAS E B2B - SP REPRESENTANTE AUTORIZADO CONSTRUTORAS, INSTALADORAS E B2B - SP 50 anos. E muitas obras de experiência. Em sua longa trajetória, o Grupo Nambei já realizou o fornecimento de fios e cabos para centenas de

Leia mais

CORD-FIOS E CABOS DE COBRE NU

CORD-FIOS E CABOS DE COBRE NU CORD-FIOS E CABOS DE COBRE NU Cobre eletrolítico nu, meio duro. Empregado em linhas aéreas para transmissão e distribuição de energia elétrica e sistema de aterramento. NBR 6524: Fios e cabos de cobre

Leia mais

Nome : Empresa : Cargo : Endereço : Telefone : FAX: E-mail : Site :

Nome : Empresa : Cargo : Endereço : Telefone : FAX: E-mail : Site : Nome : Empresa : Cargo : Endereço : Cidade: CEP: Telefone : FAX: E-mail : Site : Assinatura Local e Data IMPORTANTE: Preencher os dados completos e em letra legível pois, em caso de aprovação, as informações

Leia mais

Portaria n.º 589, de 05 de novembro de 2012

Portaria n.º 589, de 05 de novembro de 2012 Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 589, de 05 de novembro de 2012 O PRESIDENTE

Leia mais

Seminário Online DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS

Seminário Online DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS Seminário Online DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS Leonel Rodrigues Gerente de Aplicação de Produto Nexans Product Application Dept. Sep 2014 1 Dimensionamento de Condutores Elétricos Dimensionamento

Leia mais

CCM. Centro de Controle de Motores Conjunto de manobra e controle de baixa tensão. Painéis metálicos fabricados em aço carbono.

CCM. Centro de Controle de Motores Conjunto de manobra e controle de baixa tensão. Painéis metálicos fabricados em aço carbono. Centro de Controle de Motores Conjunto de manobra e controle de baixa tensão Painéis metálicos fabricados em aço carbono. Definição ( montado): é uma combinação de dispositivos e equipamentos de manobra,

Leia mais

Transformadores Secos. Motores Automação Energia Tintas

Transformadores Secos. Motores Automação Energia Tintas Motores Automação Energia Tintas www.weg.net Em um Transformador Seco WEG, há mais de 40 anos de experiência na fabricação de motores elétricos, mais de 25 anos na fabricação de transformadores e toda

Leia mais

SUPLEMENTO Nº 03. 1. Com referência ao Pregão Eletrônico PE.GCM.A.00175.2013, informamos que este Suplemento visa alterar:

SUPLEMENTO Nº 03. 1. Com referência ao Pregão Eletrônico PE.GCM.A.00175.2013, informamos que este Suplemento visa alterar: PE.GCM.A.0075.203 /6 SUPLEMENTO Nº 03. Com referência ao Pregão Eletrônico PE.GCM.A.0075.203, informamos que este Suplemento visa alterar:.. Edital, Seção V, Anexo II, Formulário 02 Acessórios e Ferramentas

Leia mais

ENE065 Instalações Elétricas I

ENE065 Instalações Elétricas I 07/05/2012 ENE065 Instalações Elétricas I Prof.: Ivo Chaves da Silva Junior ivo.junior@ufjf.edu.br Quadro de Distribuição Circuitos Terminais Circuitos Terminais Quadro de Distribuição Quadro de Distribuição

Leia mais

8-Pregão Eletrônico n 134/2014 Fios e cabos validade da Ata 17/08/2015. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00134/2014 (SRP)

8-Pregão Eletrônico n 134/2014 Fios e cabos validade da Ata 17/08/2015. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00134/2014 (SRP) 8-Pregão Eletrônico n 134/2014 Fios e cabos validade da Ata 17/08/2015 Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00134/2014 (SRP) Às 09:30 horas do dia 30 de junho de 2014, reuniram-se o Pregoeiro Oficial

Leia mais

APLICAÇÃO PARA CABOS DE BAIXA E ALTA TEMPERATURA 2013 FNCE FABRICA NACIONAL DE CONDUTORES ELÉTRICOS

APLICAÇÃO PARA CABOS DE BAIXA E ALTA TEMPERATURA 2013 FNCE FABRICA NACIONAL DE CONDUTORES ELÉTRICOS APLICAÇÃO PARA CABOS DE BAIXA E ALTA TEMPERATURA 2013 FNCE FABRICA NACIONAL DE CONDUTORES ELÉTRICOS ÍNDICE INTRODUÇÃO...4 1. DEFINIÇÕES...5 1.1 REDONDO SÓLIDO...5 1.2 REDONDO NORMAL...5 1.3 REDONDO COMPACTO...5

Leia mais

DICAS. Instalações elétricas residenciais. 8ª Edição

DICAS. Instalações elétricas residenciais. 8ª Edição DICAS Instalações elétricas residenciais 8ª Edição DICAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS RES CONCEITOS BÁSICOS DE ELETRICIDADE Nos condutores existem partículas invisíveis chamadas de elétrons livres que, assim

Leia mais

Aterramento. 1 Fundamentos

Aterramento. 1 Fundamentos Aterramento 1 Fundamentos Em toda instalação elétrica de média tensão para que se possa garantir, de forma adequada, a segurança das pessoas e o seu funcionamento correto deve ter uma instalação de aterramento.

Leia mais

DIMENSIONAMENTO OS SEIS CRITÉRIOS TÉCNICOS DE DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS:

DIMENSIONAMENTO OS SEIS CRITÉRIOS TÉCNICOS DE DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS: DIMENSIONAMENTO OS SEIS CRITÉRIOS TÉCNICOS DE DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS: Chamamos de dimensionamento técnico de um circuito à aplicação dos diversos itens da NBR 5410 relativos à escolha

Leia mais

A DESATIVAÇÃO OU REMOÇÃO DA CHAVE SIGNIFICA A ELIMINAÇÃO DA MEDIDA PROTETORA CONTRA CHOQUES ELÉTRICOS E RISCO DE VIDA PARA OS USUÁRIOS DA INSTALAÇÃO.

A DESATIVAÇÃO OU REMOÇÃO DA CHAVE SIGNIFICA A ELIMINAÇÃO DA MEDIDA PROTETORA CONTRA CHOQUES ELÉTRICOS E RISCO DE VIDA PARA OS USUÁRIOS DA INSTALAÇÃO. Fornecimento de Energia Elétrica Nos banheiros deverão ser instalados um disjuntor bifásico no quadro de energia existente de cada quadrante conforme projeto. Deste quadro sairá a alimentação para os banheiros.

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS IMPLANTAÇÃO.

ESPECIFICAÇÃO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS IMPLANTAÇÃO. OBRA: COL. EST. RESIDENCIAL SÃO PEDRO - PROJETO PADRÃO SECULO XXI. LOCAL: - Rua Tucunaré com Rua Pacu e Avenida Astolpho Leão Borges APM-05, Residencial São Pedro Goianira - GO ESPECIFICAÇÃO DE INSTALAÇÕES

Leia mais

Protetores de Surto de Alta Performance. Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas

Protetores de Surto de Alta Performance. Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Protetores de Surto de Alta Performance otores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Protetores de Surto de Alta Performance Os Protetores de Surto WEG, são componentes de alto desempenho

Leia mais

DICAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS RES

DICAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS RES DICAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS RES z CNCEITS BÁSICS DE ELETRICIDADE Nos condutores existem partículas invisíveis chamadas de elétrons livres que, assim como os planetas ao redor do sol, giram ao redor

Leia mais

Proteção de cabos. o valor da relação Uo/U, que representa o quanto o cabo suporta de sobretensão fase-terra (Uo) e entre fases (U).

Proteção de cabos. o valor da relação Uo/U, que representa o quanto o cabo suporta de sobretensão fase-terra (Uo) e entre fases (U). 32 Apoio Proteção e seletividade Capítulo XII Proteção de cabos Por Cláudio Mardegan* Falando em proteção de cabos, este capítulo abordará de proteção deve ficar, no máximo, igual ao valor de alguns critérios

Leia mais

Monitor de Temperatura M96

Monitor de Temperatura M96 ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura M96 foi desenvolvido para supervisionar até 8 (oito) canais de temperatura simultaneamente, ele é utilizado para proteger

Leia mais

TABELA 1 Os métodos de referência são os de instalação indicados na NBR - 5410

TABELA 1 Os métodos de referência são os de instalação indicados na NBR - 5410 CAPACIAE E CONUÇÃO E CORRENTE PARA CABO E BAIXA TENÃO O dimensionamento de uma instalação elétrica alimentada sob tensão nominal igual ou inferior a 00V, em corrente alternada é a 0V em corrente contínua,

Leia mais

GUIA DE APLICAÇÃO AMBIENTES CRÍTICOS INDUSTRIAIS Abril/2010. Cabeamento Estruturado para Ambientes Industriais. Ambientes Aplicáveis

GUIA DE APLICAÇÃO AMBIENTES CRÍTICOS INDUSTRIAIS Abril/2010. Cabeamento Estruturado para Ambientes Industriais. Ambientes Aplicáveis Cabeamento Estruturado para Ambientes Industriais Terminais portuários A Solução Ethernet para uso Industrial está relacionada a produtos de cabeamento estruturado que podem ser utilizados em qualquer

Leia mais

FÓRUM DE POÇÕES MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DAS INSTALAÇÕES DE PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO E SPDA

FÓRUM DE POÇÕES MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DAS INSTALAÇÕES DE PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO E SPDA TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA FÓRUM DE POÇÕES MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DAS INSTALAÇÕES DE PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO E SPDA EMPRESA RESPONSÁVEL: Senemig Engenharia LTDA RESPONSÁVEIS

Leia mais

PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS MEMORIAL DESCRITIVO

PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS MEMORIAL DESCRITIVO Instalação Nobreak 60 KVA - 380 V PROPRIETÁRIO: Procuradoria Geral de Justiça. 1 MEMORIAL DESCRITIVO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO DADOS DO PROPRIETÁRIO

Leia mais

Número PE022/2015. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega

Número PE022/2015. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega Folha 1 UNIVERSIDADE DO SUDOESTE DA - CAMPUS VITORIA DA CO 1 ALICATE, universal, de 8 polegadas, em aco, cabo com isolacao para 1000 volts e em conformidade com norma ABNT NBR vigente no que diz respeito

Leia mais

Condutores e cabos eléctricos

Condutores e cabos eléctricos Condutores e cabos eléctricos Os condutores utilizados nas instalações eléctricas são geralmente de cobre, ou de alumínio. O condutor eléctrico pode ser divididos em: Condutor nu: é um condutor que não

Leia mais

Classificação dos locais das instalações eléctricas

Classificação dos locais das instalações eléctricas Classificação dos locais das instalações eléctricas Quando se concebe uma instalação eléctrica devem avaliar-se as condições ambientais dos vários locais, para que a selecção dos equipamentos e das canalizações

Leia mais

O Site da Eletrônica Aterramento

O Site da Eletrônica Aterramento O Site da Eletrônica Aterramento 1 - Generalidades As características e a eficácia dos aterramentos devem satisfazer às prescrições de segurança das pessoas e funcionais da instalação. O valor da resistência

Leia mais

ENE065 Instalações Elétricas I

ENE065 Instalações Elétricas I 14/05/2012 ENE065 Instalações Elétricas I Prof.: Ivo Chaves da Silva Junior ivo.junior@ufjf.edu.br Dimensionamento dos Condutores FASE Ampacidade Queda de Tensão Seção Mínima Dimensionamento dos Condutores

Leia mais

Monitor de Temperatura Digital para transformadores MONITEMP PLUS

Monitor de Temperatura Digital para transformadores MONITEMP PLUS ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/6 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MoniTemp Plus foi desenvolvido para monitorar a temperatura de óleo e enrolamento, comandar a ventilação e proteger transformadores

Leia mais

CABO ICE-ALARME DE INCÊNDIO 600V BC

CABO ICE-ALARME DE INCÊNDIO 600V BC CABO ICE-ALARME DE INCÊNDIO 600V BC Condutor: Fios de cobre eletrolitíco nu, têmpera mole, encordoamento classe 2 ou 5. Isolação: Composto extrudado de policloreto de vinila PVC/E para temperatura no condutor

Leia mais

SUBESTAÇÃO 150KVA SEC. DE SAÚDE DO ESTADO DO CE. SESA

SUBESTAÇÃO 150KVA SEC. DE SAÚDE DO ESTADO DO CE. SESA Memorial descritivo e de cálculo SUBESTAÇÃO 150KVA SEC. DE SAÚDE DO ESTADO DO CE. SESA 1 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 2. IDENTIFICAÇÃO 3. CARACTERÍSTICAS DA SUBESTAÇÃO 4. PROJETO ELÉTRICO 4.1. MEMORIAL DESCRITIVO

Leia mais

INSTALAÇÕES DE S P D A

INSTALAÇÕES DE S P D A FNDE ProInfância INSTALAÇÕES DE S P D A PROJETO EXECUTIVO MEMORIAL TÉCNICO 13 de março de 2008 FNDE ProInfância INSTALAÇÕES DE S P D A MEMORIAL TÉCNICO Memória Descritiva e Justificativa Normas Técnicas

Leia mais

Finalidade... : ILUMINAÇÃO PÚBLICA PRAÇA JOÃO PESSOA Nº08

Finalidade... : ILUMINAÇÃO PÚBLICA PRAÇA JOÃO PESSOA Nº08 MEMORIAL DESCRITIVO 1. INTRODUÇÃO: O presente memorial tem por objetivo possibilitar uma visão global do projeto elétrico e da implantação da rede de distribuição em Baixa Tensão e iluminação pública do

Leia mais