ELÉTRICA. seção 7,98 4,95 3,30 1,91 33,2 39,4 48,0. Cordão Paralelo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ELÉTRICA. seção 7,98 4,95 3,30 1,91 33,2 39,4 48,0. Cordão Paralelo"

Transcrição

1 ELÉTRICA APLICAÇÕES: São utilizados em instalações de baixa tensão, como construção civil, instalações industriais e comerciais, para tensões de até 75V. CONDUTOR: Corda flexível, classe 4 de encordoamento em cobre nu, conforme NBR NM 8, nas seções de,5 a 6, mm². ISOLAÇÃO: PVC resistente à chama. CARACTERÍST ICAS ELÉTRICAS Resistência Ôhmica máxima em c.c. à ºC (Ohms/km. Resistência de Isolamento mínima à ºC (MOhms x km. Centelhamento (kv.c.a.. Tensão Elétrica aplicada entre condutor x água (V.c.a. por 5 minutos seçã o,5,75,,5,5 4, 6,, 39, 67, 6, 59, 9,5 54, 3,3 5,7 7,98 4,95 3,3,9 47,9 39,4 33, 48, 5, 5, 5, 6, 7,5 7,5 7,5, ² Cordão Paralelo APLICAÇÕES : Utilizados para alimentação de força em equipamentos eletroeletrônicos portáteis de uso leve, destinados para tensões de até 3V, e aparelhos de iluminação. CONDUTOR: Corda flexível, classe 4 ou 5 de encordoamento em cobre nu ou estanhado, conforme NBR NM 8, nas seções de,5 a 4, mm². ISOLAÇÃO: PVC. CARACTERÍSTICAS ELÉTRICAS Resistência Ôhmica máxima em c.c. à ºC (Ohms/km. seção ²,5,75,,5,5 4, 39, 4, 6, 6,7 9,5, 3,3 3,7 7,98 8, 4,95 5,9 Resistência de Isolamento 6, 4,4 3,,8 9,7 7,9

2 mínima à ºC (MOhms x km. Centelhamento (kv.c.a.. 7,5 7,5 7,5 7,5 7,5 7,5 Tensão Elétrica aplicada entre condutor x água (V.c.a. por 5 minutos Cabos de Controle APLICAÇÕES: Utilizados para acionamento de válvulas e bombas hidráulicas, ligação de painéis de controle em áreas petroquímicas, químicas, siderúrgicas e ferroviárias. CONDUTOR: Corda de fios de cobre nu, classe ou 4 de encordoamento, conforme NBR NM 8. ISOLAÇÃO: PVC ou PE. CONDUTOR DRENO: Corda de fios de cobre estanhados, de seção,5 mm², classe de encordoamento, conforme NBR NM 8, presente nos cabos que possuem blindagem em fita de poliéster aluminizada. IDENTIFICAÇÃO: Veias pretas numeradas. REUNIÃO: Veias torcidas em coroas alternadas. BLINDAGEM: Se presente, pode ser do tipo fita de poliéster aluminizada ou trança de cobre. CARACTERÍSTICAS ELÉTRICAS seção ² Resistência Ôhmica máxima em c.c. à ºC (Ohms/km. Resistência de Isolamento mínima à ºC (MOhms x km. Tensão Elétrica aplicada entre condutores ou cond. x blind. (V em CA por 5 minutos,5,75,,5,5 4, 6,, 36, 39, 68, ,5 6, 6, , 9,5 55,6 36, 3,3 58, ,4 7,98 47,9 3 4,6 4,95 47,8 3 3,8 3,3 4,5 63,83,9 3, Tensão nominal (V CABOS DE CONTROLE 5V NBR 789 nº,5 mm²,75 mm², mm² Vias

3 6,3 4, 6,7 49, 7, 56, 3 6,7 53, 7, 63, 7,4 7, 4 7,3 66, 7,7 79, 8, 9, 5 8, 8, 8,5 97, 8,9, 6 8,6 96, 9, 6, 9,7 34, 7 8,6, 9,, 9,7 4, 8 9,3 4,, 38,,5 6, 9, 9,,7 55,,3 8,,9 4,,7 7,,4,,3 6,, 97,,8 3, 4,9 85,,7 5, 3,5 64, 6,6, 3,5 56, 4, 99, 4, 6, 5, 3, 5,9 376, 6 5,6 39, 6,7 39, 7,7 463, 3 6,5 364, 7,8 448, 8,8 59, 3 7, 389, 8,5 479, 9,6 567, CABOS DE CONTROLE kv NBR 789,5 mm²,5 mm² 4, mm² 6, mm², mm² 8,4 78, 9,4 4,,4 56,,7 7, 4,6 37, 3 9, 3,, 4,, 3, 3,6 85, 5,6 459, 4 9,8 3,, 8, 3,5 77, 5, 373, 7,3 65, 5,9 64,, 5, 5, 348, 6,7 468, 9, 76, 6,8 96, 3,3 7, 6,3 43, 8, 568,, 93, 7,8 6, 3,3 86, 6,3 449, 8, 68,, 4, 8,9 35, 4,5 38, 7,8 54, 9,9 698, 9 3,9 68, 5,6 373, 9,3 586,,6 794, 4 6 5, 95, 7, 4,, 643, 3,8 878, 5,7 34, 7,7 48,, 755, 4,6 34, 6,6 393, 8,7 554, 3, 874, 6, 98, 7,6 447, 9,8 63, 4,6, 7,6 37, 9,6 566,, 798, 7,6 68,, 697, 4,9 99,

4 ,3 798, 6,4 38, 4,3 854, 7,6 9, Blindados em Fita Alumizada CABOS DE CONTROLE 5V NBR 789 BLINDADOS EM FITA ALUMINIZADA,5 mm²,75 mm², mm² 6,5 49, 6,9 56, 7, 63, 3 6,8 6, 7,3 7, 7,6 79, 4 7,4 74, 7,9 86, 8,3 98, 5 8, 89, 8,7 4, 9,, 6 8,8 4, 9,4 4, 9,9 4, 7 8,8 8, 9,4 9, 9,9 49, 8 9,5,, 46,,7 69, 9, 37,,9 64,,5 9,, 5,,9 8,,5 9,,5 7,,3 6,,9 39, 4, 94,,9 35, 3,6 74, 6,7 9, 3,6 65, 4,4 39, 4, 7, 5, 33, 6, 387, 6 5,8 33, 6,9 43, 7,9 474, 3 6,7 375, 7,9 459, 9, 54, 3 7,4 4, 8,7 49, 9,8 579, CABOS DE CONTROLE KV NBR 789 BLINDADOS EM FITA ALUMINIZADA,5 mm²,5 mm² 4, mm² 6, mm², mm² 8,6 86, 9,6,,6 65,,9 6, 4,7 337, 3 9,,, 48,,4, 3,8 94, 5,8 47, 4, 4,, 89, 3,7 87, 5, 383, 7,5 66, 5, 73,,3 34, 5, 358, 6,9 479, 9,4 773, 6, 5, 3,4 8, 6,5 434, 8,4 58,, 935, 7, 4, 3,4 96, 6,5 46, 8,4 6,, 6,

5 8 3, 45, 4,6 338, 8, 55,, 7, 9 4, 78, 5,8 383, 9,5 598,,8 87, ,4 36, 7,3 4,,4 656, 3,9 89, 5,9 35, 7,9 49,, 768, 4,8 47, 6,8 43, 8,9 565, 3,4 887, 6,, 7,7 458,, 644, 4,8 5, 7,8 384, 9,8 578,,4 8, 7,8 83,, 7, 5, 6, 3,5 8, 6,6 5, 4,5 868, 7,7 34, Blindados em Trança de Cobre CABOS DE CONTROLE 5V NBR 789 BLINDADOS EM TRANÇA DE COBRE,5 mm²,75 mm², mm² 8,5 93, 9,, 9,3, 3 8,9 9, 9,5 9, 9,8 4, 4 9,5 4,, 48,,4 55, 5, 45,,9 74,, 8, 6,9 66,,6 89,,9 8, 7,9 69,,6,,9 4, 8,6 86,,4,,9 5, 9,4 3, 3, 47, 3,7 75, 3,3 34, 4, 67, 4,8 3, 3,7 56, 4,5 94, 5, 335, 4 4,3 86, 5, 33, 5,9 37, 6 5, 33, 5,9 363, 6,6 4, 6,4 37, 7,4 439, 8,4 58, 6 8, 44, 9,3 534,,3 69, 3 9, 55,,3 595,,4 687, 3 9,7 533,, 69,, 79,

6 CABOS DE CONTROLE KV NBR 789 BLINDADOS EM TRANÇA DE COBRE,5 mm²,5 mm² 4, mm² 6, mm², mm², 6,, 88, 4, 54, 5,4 3, 7,4 455, 3,6 4,,7 3, 5, 39, 6,4 48, 8,6 64, 4,5 8, 3,7 76, 6,3 4, 7,9 59,,3 776, 5 3,7 338, 5, 34, 7,8 484, 9,5 63,, 943, 6 4,6 387, 6, 393, 9,3 58,, 737, 4, 4, 7 4,6 397, 6, 48, 9,3 67,, 777, 4, 95, 8 5,7 44, 7,3 46,,8 68,,9 876, 9 6,7 487, 8,4 5,,3 76, 4,6 988, , 546,, 574, 4, 835, 6,7 83, 8,7 65,,7 646, 4,9 95, 7,5 44, 9,5 67,,7 75, 6, 76, 9, 46,,5 738,,8 89, 7,6, 3,6 596,,6 888, 5, 995, 3,6 5, 4,9 56, 7,8 4, 6,3 86, 9,4 358, 7,3 59, 3,5 445, Cabos Extra Flexíveis APLICAÇÕES : É um cabo de grande flexibilidade indicado para aparelhos eletroeletrônicos, eletrodomésticos, fisioterapia, área médica e afins. CONDUTOR: Constituído de fios de cobre eletrolítico nu, mole. ISOLAÇÃO: PVC. Bitolas,5,5 4, 6,

7 Cabos Auto Sustentável APLICAÇÕES : Este cabo possui uma grande resistencia mecânica, tração e peso. Indicado para sustentação de luminárias, etc. CONDUTOR: Constituído de fios de cobre eletrolítico nu, mole. SUSTENTAÇÃO : Constituído de uma alma de aço. ISOLAÇÃO: PVC. Branco Cristal Bitola x,5 x,5 Cabos PP Chato APLICAÇÕES : Este cabo, devido à sua grande flexibilidade, são indicados para ligações de aparelhos eletrodomésticos, como enceradeiras, aspiradores de pó, refrigeradores, etc. São indicados também para ligações de ferramentas, tais como : furadeiras, lixadeiras, serras, etc. Com design moderno possui uma boa caracteristica estética. CONDUTOR: Constituído de fios de cobre eletrolítico nu, mole. SUSTENTAÇÃO : Constituído de uma alma de aço. ISOLAÇÃO: PVC. Bitola x,5 x,75 Cabos de Silicone (Alta Temperatura APLICAÇÕES : Lides de moteres elétricos, luminarias, estufas, caldeiras, aquecedores e em ambientes onde seja exigida temperatura de 3º. CONDUTOR: Constituído de fios de cobre eletrolítico nu, mole. ISOLAÇÃO: Borracha de Silicone Vulcanizada. Bitola,5,5 4, 6,, 6, Cordão Paralelo HPN ou Silicone

8 APLICAÇÕES : Cordões de ferro de passar roupa. CONDUTOR: Constituído de fios de cobre eletrolítico nu, mole. ISOLAÇÃO: Hypalon ( polietileno clorosulfonado e/ou composto elastomérico vulcanizado. Bitola x,5 x,75 Cabos Flexível Estanhado 5º C - 3V APLICAÇÕES : Equipamentos móveis, painéis e quadros de comando, eletrônica, instalações eletricas, circuitos de iluminação e reatores. CONDUTOR: Constituído de fios de cobre eletrolítico estanhado, mole. ISOLAÇÃO: PVC. Bitola,4,,3,5,75,,5 Cabos Flexível Estanhado 5º C - 75V APLICAÇÕES : Equipamentos móveis, painéis e quadros de comando, eletrônica, instalações eletricas, circuitos de iluminação e reatores. CONDUTOR: Constituído de fios de cobre eletrolítico estanhado, mole. ISOLAÇÃO: PVC. Bitola,3,5,75,,5,5 4, Fio Wire Wrap Polipropileno 8º APLICAÇÕES : Eletronica de precisão. CONDUTOR: Constituído de fio de cobre eletrolítico estanhado. ISOLAÇÃO: Polipropileno. Bitola,3

9 Cabos Telefonia - CCI APLICAÇÕES: Utilizados para ligação de telefonia. CONDUTOR: Fio sólido de cobre, recozido, estanhado, com diâmetro de,4 mm ou,5 mm. ISOLAÇÃO: PE IDENTIFICAÇÃO: Veias coloridas. REUNIÃO: Veias agrupadas em feixe, nas formações de a condutores. CONDUTOR CARACTERÍSTICAS ELÉTRICAS,4,5 Resistência Ôhmica máxima em c.c. à ºC (Ohms/km. Resistência de Isolamento mínima à ºC (MOhms x km. Tensão Elétrica aplicada entre condutores (V.c.a. por minuto. DIMENSIONAL / MASSA EXT. 4,6 9, EXT. Par, 6,,4 9, Par,5 8,,9 3, 3 Par 3, 4, 3,4 9, 4 Par 3,3 7, 3,65 3, 5 Par 3,8, 4, 9, Cabos Telefonia - CI APLICAÇÕES: Utilizados para ligação de telefonia em paralelo com outras aplicações. CONDUTOR: Fio sólido de cobre, recozido, estanhado, com diâmetro de,4 mm,,5 mm ou,65 mm. ISOLAÇÃO: PE IDENTIFICAÇÃO: Veias coloridas.

10 REUNIÃO: Veias agrupadas em feixe, nas formações de a condutores. Diâmetro Externo nominal Comprimento Número de Maximo (Kg/Km Nominal (M pares ,5,, ,5,5 3, ,5 4,5 6, , 7,5 9, ,5,5, ,5,5 5, ,5 3, 34, ,5 37, 4, , 4, 46, ,5 5, 56, , 58, , 6, , 69, Cabo Telefonia - CTP APL APLICAÇÕES: Utilizados para ligação de telefonia externa. CONDUTOR: Fio sólido de cobre, recozido, estanhado, com diâmetro de,4 mm. ISOLAÇÃO: PE IDENTIFICAÇÃO: Veias coloridas. REUNIÃO: Veias agrupadas em feixe, nas formações de a 4 pares de condutores. Número de Pares Diâmetro Externo Nominal Líquida Nominal (Kg/Km Comprimento Nominal (m 9,3 69, 98 3, , , 8 7, 35 3, , , ,7 87

11 9 43, , , , , Cabo Telefonia - CTP APL - AS APLICAÇÕES: Utilizados para ligação de telefonia externa aerea. CONDUTOR: Fio sólido de cobre, recozido, estanhado, com diâmetro de,4 mm. ISOLAÇÃO: PE IDENTIFICAÇÃO: Veias coloridas, sustentadas por um cabo de aço recoberto em PVC paralelamente a capa APL. REUNIÃO: Veias agrupadas em feixe, nas formações de a pares de condutores. Número de Pares Dimensões Externas Altura Largura Líquida Nominal (Kg/Km Comprimento Nominal (m,5 9,5 5,3, 4 3,3, 9 5 4, 3, , 6, 435 8,6 7, 498 Cabo Telefonia - CCE APL APLICAÇÕES: Utilizados para ligação de telefonia externa. CONDUTOR: Fio sólido de cobre, recozido, estanhado, com diâmetro de,4 mm. ISOLAÇÃO: PE IDENTIFICAÇÃO: Veias coloridas. REUNIÃO: Veias agrupadas em feixe, nas formações de a 6 pares de condutores. Número de Pares Diâmetro Externo Nominal Líquida Nominal (Kg/Km Comprimento Nominal (m 7, 4

12 3 7, , , ,7 76 Cabo Telefonia - CCE APL - G APLICAÇÕES: Utilizados para ligação de telefonia externa submerssas. CONDUTOR: Fio sólido de cobre, recozido, estanhado, com diâmetro de,5 mm. ISOLAÇÃO: PE IDENTIFICAÇÃO: Veias coloridas. REUNIÃO: Veias agrupadas em feixe, nas formações de a 6 pares de condutores. Número de Pares Diâmetro Externo Nominal Líquida Nominal (Kg/Km Comprimento Nominal (m 7, , 6 4 8, , ,5 89 Cabo Telefonia - FE e FEB APLICAÇÕES: São indicados para instalações aéreas, interligando caixas de distribuição à entrada de assinantes. CONDUTOR: Fio sólido de cobre, recozido. FE paralelo, FEB redondo. COBERTURA: Polietileno de Alta Densidade (PEAD. Bitola FEB x,5 FE x, Cabo Telefonia - FI Paralelo e Torcido APLICAÇÕES: São indicados, para uso interno na ligação de aparelhos telefônicos, podendo ser instalados em tubulações ou presos em rodapés.

13 CONDUTOR: Fio sólido de cobre estanhado. Torcido Paralelo Bitola x,5 x,5 Cabo Telefonia - Jumper APLICAÇÕES: São indicados para interligação de blocos de armários de distribuição, para usos em distribuidores gerais, caixas internas de edifícios, caixas terminais e equipamentos telefônicos em geral. CONDUTOR: Fio sólido de cobre estanhado. Bitola x,5 Cabos Monitor Descrição do Cabo Metragem Observação Cabo Monitor DB5,8 mts Macho x Macho Cabo Monitor DB5 3, mts Macho x Macho Cabo Monitor DB5 5, mts Macho x Macho Cabo Extensão Monitor DB5,8 mts Macho x Femea Cabo Extensão Monitor DB5 3, mts Macho x Femea Cabo Monitor DB5 x DB9,8 mts Macho x Femea Cabo "Y" Monitor Macho x Femea Cabo DVI x HDMI,8 mts Macho x Macho Cabo DVI x DVI,8 mts Macho x Macho Cabo DVI x VGA,8 mts Macho x Macho Cabos Impressora

14 Descrição do Cabo Metragem Observação Cabo Impressora,8 mts Paralelo Cabo Impressora 3, mts Paralelo Cabo Impressora 5, mts Paralelo Cabo Impressora 7,5 mts Paralelo Cabo Impressora, mts Paralelo Cabo Impressora,8 mts USB Cabos Diversos Descrição do Cabo Metragem Observação Cabo IDE (HD Padrão Cabo IDE (HD Padrão ATA / 33 Cabo Disquete Padrão Cabo Serial ATA Padrão Energia Cabo Serial ATA Padrão Dados Extensão PS,8 mts Macho x Femea Extensão PS 3, mts Macho x Femea Extensão PS 5, mts Macho x Femea Conexão PS,8 mts Macho x Macho Extensão Mouse Serial,8 mts Macho x Femea Cabos USB Descrição do Cabo Metragem Observação Cabo USB,8 mts A x A Extensão USB,8 mts A x B Extensão USB 3, mts A x B Extensão USB 5, mts A x B Cabo 5 pinos,8 mts Cabo camera digital

15 Cabo 4 Pinos,8 mts Cabo camera digital QUANTO GASTA CADA ELETRODOMÉSTICO Aparelho Potência média( Watts Dias de uso no mês Tempo médio de uso por dia Consumo médiomensal (kwh Aparelho de som 3 4 horas,4 Ar condicionado horas 36 Aspirador de pó 3 minutos Batedeira 4 hora,35 Boiler elétrico 5 3 horas 9 Bomba d' água minutos 4,5 Cafeteira elétrica 3 hora 3 Computador + monitor 3 horas 8 Chuv. Elétrico*-inverno minutos Chuv. Elétrico*-verão minutos 7 Ferro elétrico hora Forno elétrico 5 5 hora,5 Forno microondas 3 3 minutos 3 Freezer** 4 3 horas Geladeira ( porta** 3 horas 6 Geladeira ( porta** 3 3 horas 9 Impressora jato de tinta 5 horas,5 Impressora laser/matricial horas 6 Lavadora de louça minutos 3 Lavadora de roupas 5 3 minutos 9 Liqüidificador minutos 7, Secadora de roupas 35 hora 4 Torneira elétrica minutos 5, Lâmpada Fluorescente 3 8 horas 4 Lâmpada incandescente 3 horas 7, TV a cores (9" 6 3 horas,6 TV a cores (" horas 45 TV a cores (4" 3 5 horas 8 Torradeira horas 9 Ventilador 8 3 minutos 4 Vaporetto 4 hora 66 Vídeo Cassete 5 horas 3

16 TABELA DE EQUIVALÊNCIA DE CONDUÇÃO DE CORRENTE NAS SÉRIES AWG E MÉTRICA AWG PVC 6oC EB 98 DA ABNT PVC 6oC EB 98 DA ABNT mm aprox Amperes mm Amperes,35 3,5,3 3,5,57 6,5 6 8,83 8,75 9 6,39 4,8 5,5 5,5 3,39,5 5, , , , , ,4 35 / 53, / 67, / 85, / , ,, 39, , 5, 7, 4 3 8, , 85, 3, , 4, 364, , , , 3, 49, , , , 5, , 578, TABELA DE SEÇÃO DOS CONDUTORES PARA INSTALAÇÃO DE MOTORES ELÉTRICOS - V- TRIFÁSICOS KW Potência Nominal CV Amperes mm m Amperes

17 ,,7,8,5 - -,8,5,,5-6,5,33,5,5-6,37,5,5,5 -,55,75,8,5 -,75 3,5,5-5,,5 5,5-5,5 6,5,5-5, 3 9, ,4,5 3 3,7 5 5, ,4 6 7, ,5 7, , ,, ,

Cabo para Sinal e Detecção de Incêndio - s/ blindagem - 600 V - flexível - Instalações contínuas cem tubulação de aço galvanizado para blindagem eletrostática e magnética; Cabo formado por dois ou mais

Leia mais

FIOS E CABOS BAIXA TENSÃO

FIOS E CABOS BAIXA TENSÃO FIOS E CABOS BAIXA TENSÃO Conceitos Básicos sobre es Elétricos Definições: Vergalhão Produto metálico não-ferroso de seção maciça circular, destinado à fabricação de fios. Fio Metálico Produto maciço,

Leia mais

CABOS ISOLADOS / COBERTOS DE BAIXA TENSÃO (até 1kV) Nota: Sob consulta, os cabos Forex, Flexonax, Forenax, Forefix podem ser fornecidos com armadura Fio e Cabo WPP Cordão FOREPLAST (300 V) Os fios WPP

Leia mais

ND - 5.1 6-1 CÁLCULO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA

ND - 5.1 6-1 CÁLCULO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA ND - 5.1 6-1 CÁLCULO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA 1. DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA a) Para definição do tipo de fornecimento, o consumidor deve determinar a carga instalada, somando-se a potência

Leia mais

Eletrodutos de PVC Rígido Tipo Rosqueável

Eletrodutos de PVC Rígido Tipo Rosqueável Barramentos de Cobre Medida Peso Amperagem /8 x 1/16 0,15kg 5 1/2 x 1/16 0,180kg 45 /8 x 1/8 0,269kg 7 1/2 x 1/8 0,58kg 97 5/8 x 1/8 0,448kg 122 /4 x 1/8 0,57kg 146 1 x 1/8 0,717kg 195 1.1/4 x 1/8 0,896kg

Leia mais

-30.-40-40 -40-50 -40 X -90-190 X -70

-30.-40-40 -40-50 -40 X -90-190 X -70 APRESENTAÇÃO A FNCE, empresa nacional com tradição a mais de 0 anos no mercado de condutores elétricos esta comprometida com a qualidade de seus produtos, treinamentos dos seus colaboradores e preservação

Leia mais

TABELA 10 - POTÊNCIAS MÉDIAS DE APARELHOS ELETRODOMÉSTICOS E DE AQUECIMENTO

TABELA 10 - POTÊNCIAS MÉDIAS DE APARELHOS ELETRODOMÉSTICOS E DE AQUECIMENTO ND-5.1 7-8 TABELA 10 - POTÊNCIAS MÉDIAS DE APARELHOS ELETRODOMÉSTICOS E DE AQUECIMENTO Aparelhos de Aquecimento e Eletrodomésticos Tipo Potência Tipo Potência ( W ) ( W ) Aquecedor de Água até 80 L 1.500

Leia mais

Fios e cabos elétricos

Fios e cabos elétricos Fios e cabos elétricos Fios e cabos elétricos 3 FIO PLASTICOM ANTICHAMA 450/750 V 5 CAbO PLASTICOM ANTICHAMA 450/750 V 7 CAbO CObreNAx ANTICHAMA 0,6/1 kv 9 CAbO COMPex 0,6/1 kv (COMPACTADO) 11 CAbO FLexICOM

Leia mais

TABELA ORIENTATIVA Potência Potência Seleção Aparelho Potência de Partida FP lp/ln Seleção Aparelho Potência de Partida FP lp/ln

TABELA ORIENTATIVA Potência Potência Seleção Aparelho Potência de Partida FP lp/ln Seleção Aparelho Potência de Partida FP lp/ln Linha GERADORES Linha GERADORES DE ENERGIA Energia garantida para o seu serviço A linha de Geradores de Energia Schulz foi especialmente desenvolvida para levar energia onde a eletricidade ainda não alcança.

Leia mais

Uma história de evolução e constante expansão

Uma história de evolução e constante expansão 2 Uma história de evolução e constante expansão A história da SIL é resultado de um trabalho empreendedor, pautado pela ética, confiabilidade e seriedade. A companhia foi, por duas décadas, uma das principais

Leia mais

Projeto de Rede Telefônica

Projeto de Rede Telefônica Projeto de Rede Telefônica Prof. Manoel Henrique Sequencia Definições e materiais. Caixas de distribuição Blocos de terminais Caixas de passagem Tubulação Entrada Primária Secundária Cabos telefônicos

Leia mais

CONDUTORES ELÉTRICOS

CONDUTORES ELÉTRICOS CONDUTORES ELÉTRICOS R = ρ l S ( Ω) Produto metálico, geralmente de forma cilíndrica, utilizada para transportar energia elétrica ou transmitir sinais elétricos. ρ cobre = 1,72 10-8 Ωm ρ alum = 2,80 10-8

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DO ITEM R$

ESPECIFICAÇÃO DO ITEM R$ ANEXO 2 Planilha Orçamentária Estimativa de Quantitativos e Preços Máximos Global e Unitários LOTE ÚNICO ESPECIFICAÇÃO DO ITEM Qtde. Unitário R$ Total R$ 01 02 03 04 05 CHAVE NIVEL TIPO BOIA,ATUACAO: ALARME

Leia mais

Cálculo de Demanda para Medição de Cliente em Baixa Tensão

Cálculo de Demanda para Medição de Cliente em Baixa Tensão ITA 001 Rev.3 Dezembro/2009 Cálculo de Demanda para Medição de Cliente em Baixa Tensão Praça Leoni Ramos n 1 São Domingos Niterói RJ CEP 24210-205 http:\\ www.ampla.com Diretoria Técnica Gerência de Planejamento

Leia mais

APLICAÇÃO PARA CABOS DE BAIXA E ALTA TEMPERATURA 2013 FNCE FABRICA NACIONAL DE CONDUTORES ELÉTRICOS

APLICAÇÃO PARA CABOS DE BAIXA E ALTA TEMPERATURA 2013 FNCE FABRICA NACIONAL DE CONDUTORES ELÉTRICOS APLICAÇÃO PARA CABOS DE BAIXA E ALTA TEMPERATURA 2013 FNCE FABRICA NACIONAL DE CONDUTORES ELÉTRICOS ÍNDICE INTRODUÇÃO...4 1. DEFINIÇÕES...5 1.1 REDONDO SÓLIDO...5 1.2 REDONDO NORMAL...5 1.3 REDONDO COMPACTO...5

Leia mais

PADRÃO DE ENTRADA DE INSTALAÇÕES CONSUMIDORAS MANUAL SIMPLIFICADO

PADRÃO DE ENTRADA DE INSTALAÇÕES CONSUMIDORAS MANUAL SIMPLIFICADO PADRÃO DE ENTRADA DE E N E R G I A E L É T R I C A E M INSTALAÇÕES CONSUMIDORAS MANUAL SIMPLIFICADO www.celesc.com.br PADRÃO DE ENTRADA DE E N E R G I A E L É T R I C A E M INSTALAÇÕES CONSUMIDORAS MANUAL

Leia mais

Redes de Distribuição Áreas Urbanas - RDAU

Redes de Distribuição Áreas Urbanas - RDAU Redes de Distribuição Áreas Urbanas - RDAU Normas CEMIG ND2.1 - Instalações Básicas de Redes de Distribuição Áreas Urbanas ND3.1 - Projetos de Redes de Distribuição Aéreas Urbanas RDU Rede de Distribuição

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Há 22 anos produzindo qualidade

APRESENTAÇÃO. Há 22 anos produzindo qualidade APRESENTAÇÃO Há 22 anos produzindo qualidade 3 A CONDUMIG - Indústria de Condutores Elétricos, localizada em Divinópolis, centro-oeste mineiro, é a maior fabricante de Fios e Cabos, Rígidos e Flexíveis

Leia mais

Tabelas de Dimensionamento

Tabelas de Dimensionamento Com o objetivo de oferecer um instrumento prático para auxiliar no trabalho de projetistas, instaladores e demais envolvidos com a seleção e dimensionamento dos em uma instalação elétrica de baixa tensão,

Leia mais

CUIDADO PARA NÃO SER ENGANADO

CUIDADO PARA NÃO SER ENGANADO Ciências da Natureza e Suas Tecnologias Física Prof. Eduardo Cavalcanti nº10 CUIDADO PARA NÃO SER ENGANADO Alguns aparelhos consomem mais eletricidade que outros. Alguns, como a geladeira, embora permanentemente

Leia mais

Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V

Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V Características Construtivas 1) Para Fio Inbranil Antichama: condutor sólido de cobre eletrolítico nu, têmpera mole, classe 1. Para Cabo Inbranil Antichama: condutor

Leia mais

ENE065 Instalações Elétricas I

ENE065 Instalações Elétricas I 26/03/2012 ENE065 Instalações Elétricas I Prof.: Ivo Chaves da Silva Junior ivo.junior@ufjf.edu.br Cálculo da Demanda em Edificações Tensão Secundária Cálculo da Demanda em Edificações Individuais (a)

Leia mais

Certificado de Registro e Classificação Cadastral - CRCC

Certificado de Registro e Classificação Cadastral - CRCC CERTIFICAMOS que a empresa acima identificada encontra-se regularmente inscrita no Cadastro de es de Materiais e/ou Serviços da PETROBRAS e habilitada para as especialidades indicadas conforme relação

Leia mais

DICAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS RES

DICAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS RES DICAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS RES z CNCEITS BÁSICS DE ELETRICIDADE Nos condutores existem partículas invisíveis chamadas de elétrons livres que, assim como os planetas ao redor do sol, giram ao redor

Leia mais

Prefeitura Municipal de Patos de Minas Secretaria Municipal de Administração.

Prefeitura Municipal de Patos de Minas Secretaria Municipal de Administração. PREGÃO nº 132/2008 ANEXO I Proposta de Preços Processo: 7926/2008 Razão Social do Licitante: CNPJ: Insc Estadual: Endereço: Cidade: Estado: Telefone : Fax : e-mail : INFORMACÕES PARA PAGAMENTOS (quando

Leia mais

TABELA 1 Os métodos de referência são os de instalação indicados na NBR - 5410

TABELA 1 Os métodos de referência são os de instalação indicados na NBR - 5410 CAPACIAE E CONUÇÃO E CORRENTE PARA CABO E BAIXA TENÃO O dimensionamento de uma instalação elétrica alimentada sob tensão nominal igual ou inferior a 00V, em corrente alternada é a 0V em corrente contínua,

Leia mais

Liderança em Cabos Vulcanizados. Cabos unipolares para altas temperaturas

Liderança em Cabos Vulcanizados. Cabos unipolares para altas temperaturas Cabos unipolares para altas temperaturas 2 A CONFIABILIDADE QUE FAZ A DIFERENÇA (Estas certificações são da linha geral de cabos produzidos pela Cofibam) Política da qualidade A COFIBAM SE COMPROMETE EM

Leia mais

DICAS. Instalações elétricas residenciais. 8ª Edição

DICAS. Instalações elétricas residenciais. 8ª Edição DICAS Instalações elétricas residenciais 8ª Edição DICAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS RES CONCEITOS BÁSICOS DE ELETRICIDADE Nos condutores existem partículas invisíveis chamadas de elétrons livres que, assim

Leia mais

Número PE022/2015. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega

Número PE022/2015. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega Folha 1 UNIVERSIDADE DO SUDOESTE DA - CAMPUS VITORIA DA CO 1 ALICATE, universal, de 8 polegadas, em aco, cabo com isolacao para 1000 volts e em conformidade com norma ABNT NBR vigente no que diz respeito

Leia mais

DICAS PARA A SUA ECONOMIA

DICAS PARA A SUA ECONOMIA DICAS PARA A SUA ECONOMIA SELO PROCEL Quer saber como economizar energia de forma simples e em situações práticas do dia a dia? Clique nos números. Depois, é só colocar em prática. 11 7 1 Ao comprar refrigeradores,

Leia mais

CABOS ESPECIAIS CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA SIMÉTRICO SOLUÇÕES ESPECIAIS SINAL GARANTIDO DE PONTA A PONTA

CABOS ESPECIAIS CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA SIMÉTRICO SOLUÇÕES ESPECIAIS SINAL GARANTIDO DE PONTA A PONTA CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA pretas numeradas + uma veia verde/amarela. em fita de alumínio invertida + dreno estanhado de 0,5mm2 sobreposta por trança de cobre estanhado. SINAL GARANTIDO DE PONTA A PONTA

Leia mais

Cabos Elétricos. Cabo Conduspar BWF 750V. Cabo Singelo Flexpar BWF 750V

Cabos Elétricos. Cabo Conduspar BWF 750V. Cabo Singelo Flexpar BWF 750V Cabos Elétricos Cabo Conduspar BWF 750V Características Construtivas (NBR NM47-3): Fios sólidos cobre eletrolítico, seção circular não compactado, têmpera mole, classe encordoamento (NBR NM80), isolamento

Leia mais

cabos para áudio vídeo broadcast

cabos para áudio vídeo broadcast cabos para áudio vídeo broadcast apresentação A CV AUDIO inciou uma parceria com a espanhola Conducfil para oferecer cabos com qualidade europeia aos profissionais de áudio, vídeo e Broadcast de todo o

Leia mais

Grupo Geradores Residenciais. O que mantém sua família unida é a energia que compartilham.

Grupo Geradores Residenciais. O que mantém sua família unida é a energia que compartilham. Grupo Geradores Residenciais O que mantém sua família unida é a energia que compartilham. Gerando os melhores momentos para viver. Você precisa de eletricidade para iluminar os ambientes de sua casa, operar

Leia mais

Portaria n.º 589, de 05 de novembro de 2012

Portaria n.º 589, de 05 de novembro de 2012 Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 589, de 05 de novembro de 2012 O PRESIDENTE

Leia mais

Número PE030/2014. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega

Número PE030/2014. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega Folha 1 1 SOLDA, de estanho, liga 60/40. Embalagem: rolo com 100 metros, com peso 500 g, com dados de identificacao do produto e marca do Rl 2,00 fabricante. Ref. SAEB => 34.39.00.00038889-0 2 FERRO, de

Leia mais

Produtos. Fio e Cabo Pauliplast BWF 750V. Fio e Cabo de Cobre Nu. 2 www.ipce.com.br. Fios e cabos para uso geral de baixa tensão

Produtos. Fio e Cabo Pauliplast BWF 750V. Fio e Cabo de Cobre Nu. 2 www.ipce.com.br. Fios e cabos para uso geral de baixa tensão Fio e Cabo de Cobre Nu Fio e Cabo Pauliplast BWF 750V Características dimensionais e resistência elétrica de fios e cabos de cobre nu, meio duro e duro Empregados em linhas aéreas para transmissão e distribuição

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PREGÃO ITEM ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DESCRIÇÃO MATERIAL ÓRGÃO LICITANTE UASG DATA 19/2012 25 ADAPTADOR, TENSÃO NOMINAL 127/220 V, CONEXÃO TOMADA MACHO NBR14136 PARA TOMADAFÊMEA 2P + T, CORRENTE NOMINAL

Leia mais

ANEXO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

ANEXO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ANEXO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Este documento é parte integrante da Ata de Registro de Preços nº PE.DAQ.G.0132.2009, celebrada entre FURNAS e a empresa CONDUSPAR CONDUTORES ELÉTRICOS LTDA., que teve

Leia mais

POLIRON 105 CM 03 CL2 B FR Cabo Controle Blindado 3 x 0,50 70ºC 0,5kV classe 2

POLIRON 105 CM 03 CL2 B FR Cabo Controle Blindado 3 x 0,50 70ºC 0,5kV classe 2 POLIRON Código 7200 POLIRON 105 CM 02 CL2 B FR Cabo Controle Blindado 2x 0,50 70ºC 0,5kV classe 2 /bitolas de 1,5mm 2 a 10 estruturado, alimentação, sist. microprocessados, em plantas industria quimica,

Leia mais

RF-75 0,5 / 3,0 (DT)

RF-75 0,5 / 3,0 (DT) 401.006 RF-75 0,5 / 3,0 (DT) Data: 11/00 Rev.: Antenas domésticas de TV, rádio e TV, VHF e UHF, informática, automação. Prática Telebrás 235-330-702 Condutor interno: Cobre estanhado, 0,49 mm Isolamento:

Leia mais

Sistema Normativo Corporativo

Sistema Normativo Corporativo Sistema Normativo Corporativo PADRÃO TÉCNICO VERSÃO Nº ATA Nº DATA DATA DA VIGÊNCIA 00-13/07/2009 13/07/2009 APROVADO POR José Rubens Macedo Junior SUMÁRIO 1. RESUMO...3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES...3 3.

Leia mais

Cabo Cofivinil HEPR (1 Condutor) 0,6/1kV 90 o C

Cabo Cofivinil HEPR (1 Condutor) 0,6/1kV 90 o C Cabo Cofivinil HEPR (1 Condutor) 0,6/1kV 90 o C 1 Dados Construtivos: 1.1 Desenho: 1 2 3 4 1 Condutor: Fios de cobre eletrolítico nu, têmpera mole. Encordoamento classe 05. 2 Separador: Fita não higroscópica

Leia mais

CONDUSCAMP CONDUTORES CAMPINAS LTDA. Conectando soluções em condutores

CONDUSCAMP CONDUTORES CAMPINAS LTDA. Conectando soluções em condutores CONDUSCAMP CONDUTORES CAMPINAS LTDA. Conectando soluções em condutores QUEM SOMOS EMPRESA CONHEÇA A CONDUSCAMP Com uma consolidada história no mercado de condutores elétricos, a Conduscamp há mais de 15

Leia mais

SAN.T.IN.NT 31. Os barramentos instalados em subestações e/ou cubículos deverão ser pintados em toda sua extensão, exceto nos pontos de conexão.

SAN.T.IN.NT 31. Os barramentos instalados em subestações e/ou cubículos deverão ser pintados em toda sua extensão, exceto nos pontos de conexão. 1 / 7 SUMÁRIO: 1. FINALIDADE 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO 3. CONCEITOS BÁSICOS 4. PROCEDIMENTOS 5. REFERÊNCIAS 6. ANEXOS 1. FINALIDADE Esta norma tem como finalidade regulamentar os princípios básicos e procedimentos

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino-Americana. Termo de Adjudicação do Pregão Eletrônico Nº 00037/2013

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino-Americana. Termo de Adjudicação do Pregão Eletrônico Nº 00037/2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino-Americana Termo de Adjudicação do Pregão Eletrônico Nº 00037/2013 Às 11:08 horas do dia 10 de janeiro de 2014, após analisado o resultado

Leia mais

9. Realize as operações seguintes e expresse as respostas em notação científica. (a) 2 10 4 6 10 5 (b) 3,2 10 3 7 10 6 30 0002 0,04 2 (d) 5003 100 2

9. Realize as operações seguintes e expresse as respostas em notação científica. (a) 2 10 4 6 10 5 (b) 3,2 10 3 7 10 6 30 0002 0,04 2 (d) 5003 100 2 INSTITUTO FEDERAL DE SÃO PAULO IFSP Câmpus São José dos Campos Eletricidade I Lista de Exercícios Conceitos básicos Prof. Fabiano Rodrigo Borges 2 o semestre de 2015 Lista de exercícios 1. Converta os

Leia mais

8-Pregão Eletrônico n 134/2014 Fios e cabos validade da Ata 17/08/2015. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00134/2014 (SRP)

8-Pregão Eletrônico n 134/2014 Fios e cabos validade da Ata 17/08/2015. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00134/2014 (SRP) 8-Pregão Eletrônico n 134/2014 Fios e cabos validade da Ata 17/08/2015 Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00134/2014 (SRP) Às 09:30 horas do dia 30 de junho de 2014, reuniram-se o Pregoeiro Oficial

Leia mais

Economia de energia. No escritório. Ar Condicionado

Economia de energia. No escritório. Ar Condicionado Economia de energia O consumo de energia elétrica nos países em desenvolvimento, como o Brasil, cresce anualmente 8 vezes mais que nos países ditos desenvolvidos. Esse aumento de consumo é devido à modernização

Leia mais

Manual de Consumo Consciente de Energia. Veja se você está aproveitando a energia com todo o conforto e segurança que ela traz.

Manual de Consumo Consciente de Energia. Veja se você está aproveitando a energia com todo o conforto e segurança que ela traz. Manual de Consumo Consciente de Energia. Veja se você está aproveitando a energia com todo o conforto e segurança que ela traz. Quando você utiliza energia de forma eficiente, todo mundo sai ganhando.

Leia mais

Condutores e cabos eléctricos

Condutores e cabos eléctricos Condutores e cabos eléctricos Os condutores utilizados nas instalações eléctricas são geralmente de cobre, ou de alumínio. O condutor eléctrico pode ser divididos em: Condutor nu: é um condutor que não

Leia mais

Av. Maria Leonor, 1222 Pq. Reid Diadema CEP 09920-080 Tel.: 55-11 4092-9000 FAX.: 55 11 4092-9090

Av. Maria Leonor, 1222 Pq. Reid Diadema CEP 09920-080 Tel.: 55-11 4092-9000 FAX.: 55 11 4092-9090 v 6 5 4 3 2 1 1- condutor 2- isolação 3- separador 4- capa intermediária 5- trança de cobre estanhado 6- capa externa CONSTRUÇÃO CONDUTORES: formados com 7 elementos de cobre eletrolítico, conforme NM

Leia mais

Instalações Elétricas Industriais. Prof. Carlos T. Matsumi

Instalações Elétricas Industriais. Prof. Carlos T. Matsumi Instalações Elétricas Industriais Divisão de Sistemas de Alimentação Faixa de Tensão Elétrica (IE) orrente Alternada - A orrente ontínua- Extra Baixa Tensão: Tensão Inferior à 50 V (A) e 120 V () Baixa

Leia mais

Aula 08 Instalações Elétricas de Distribuição. Professor Jorge Alexandre A. Fotius

Aula 08 Instalações Elétricas de Distribuição. Professor Jorge Alexandre A. Fotius Aula 08 Instalações Elétricas de Distribuição Professor Jorge Alexandre A. Fotius Redes Aéreas Redes Aéreas Redes Aéreas Redes Aéreas Redes Aéreas Redes Aéreas Redes Aéreas Em áreas urbanas com baixa densidade

Leia mais

SUBESTAÇÃO 150KVA SEC. DE SAÚDE DO ESTADO DO CE. SESA

SUBESTAÇÃO 150KVA SEC. DE SAÚDE DO ESTADO DO CE. SESA Memorial descritivo e de cálculo SUBESTAÇÃO 150KVA SEC. DE SAÚDE DO ESTADO DO CE. SESA 1 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 2. IDENTIFICAÇÃO 3. CARACTERÍSTICAS DA SUBESTAÇÃO 4. PROJETO ELÉTRICO 4.1. MEMORIAL DESCRITIVO

Leia mais

Grupos Geradores Residenciais. O que mantém sua família unida é a energia que compartilham.

Grupos Geradores Residenciais. O que mantém sua família unida é a energia que compartilham. Grupos Geradores Residenciais O que mantém sua família unida é a energia que compartilham. Cummins Onan. Gerando os melhores momentos para viver. Você precisa de eletricidade para iluminar os ambientes

Leia mais

NORMA TÉCNICA Padrão para Entrada de Serviço Simplificada

NORMA TÉCNICA Padrão para Entrada de Serviço Simplificada NORMA TÉCNICA Padrão para Entrada de Serviço Simplificada DEPARTAMENTO DE PLANEJAMENTO E ENGENHARIA DPE NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO DONOR - NTE 008 2ª Edição DPE/PPE 19/06/07 2 de 21 APRESENTAÇÃO Esta

Leia mais

REPRESENTANTE AUTORIZADO CONSTRUTORAS, INSTALADORAS E B2B - SP

REPRESENTANTE AUTORIZADO CONSTRUTORAS, INSTALADORAS E B2B - SP REPRESENTANTE AUTORIZADO CONSTRUTORAS, INSTALADORAS E B2B - SP 50 anos. E muitas obras de experiência. Em sua longa trajetória, o Grupo Nambei já realizou o fornecimento de fios e cabos para centenas de

Leia mais

a Energia em casa Da usina até sua casa

a Energia em casa Da usina até sua casa a Energia em casa Da usina até sua casa Para ser usada nas cidades, a energia gerada numa hidrelétrica passa por uma série de transformações A eletricidade é transmitida de uma usina até os centros de

Leia mais

Sumário ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD 035.02.04 REDE CONVENCIONAL TRANSFORMADORES

Sumário ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD 035.02.04 REDE CONVENCIONAL TRANSFORMADORES Sumário 1. Objetivo 2. Âmbito de Aplicação 3. Documentos de Referência 4. Requisitos Ambientais 5. Condições Gerais 6. Estruturas Trifásicas com Transformadores 6.1. Estrutura M1 com Transformador 6.2.

Leia mais

atron cabos, sa www.atron.pt SEGURANÇA

atron cabos, sa www.atron.pt SEGURANÇA atron cabos, sa www.atron.pt SEGURANÇA Í N D I C E SEGURANÇA Micro Coaxiais para C.C.T.V Cabos de Sistemas C.C.T.V Cabos de Alarme Fogo - Detecção Pág. 07 Pág. 09 Pág. 19 Pág. 22 6 MICRO COAXIAIS PARA

Leia mais

Padrão de Entrada. prof.arbex@gmail.com

Padrão de Entrada. prof.arbex@gmail.com Padrão de Entrada Professor Cristiano prof.arbex@gmail.com Introdução O objetivo deste material é orientar os projetistas no que se refere ao projeto e dimensionamento do padrão de entrada, de acordo com

Leia mais

Total KG COLETADO: Resíduos Diversos - Fita Sintética KG 145 0 ADMINISTRA. Resíduos Diversos - Louças KG 192 1 HIGI SERV LI

Total KG COLETADO: Resíduos Diversos - Fita Sintética KG 145 0 ADMINISTRA. Resíduos Diversos - Louças KG 192 1 HIGI SERV LI Total KG COLETADO: 9.60,000,000 0,000 6,000 87,000,000 7,000,000 0,000,000.996,000 77,000,000.9,000 9,000 9,000,000 08,000 0,000,000,000 0,000 6,000,000 KG 88 SLAVIERO HO Lâmpadas Fluorescentes Quebradas

Leia mais

Soluções inovadoras em fios e cabos elétricos.

Soluções inovadoras em fios e cabos elétricos. 1 Soluções inovadoras em fios e cabos elétricos. Somos um dos maiores fabricantes mundiais de fios e cabos, com mais de 170 anos de história de progresso contínuo em nível global e mais de 40 anos no Brasil.

Leia mais

Manual Técnico. Aplicações recomendadas para os fios e cabos de BT e MT

Manual Técnico. Aplicações recomendadas para os fios e cabos de BT e MT Manual Técnico Aplicações recomendadas para os fios e cabos de BT e MT Líder Mundial na Indústria de Cabos Com a energia como base de seu desenvolvimento, a Nexans é a líder mundial na indústria de cabos,

Leia mais

Catálogo de produtos 1

Catálogo de produtos 1 Catálogo de produtos 1 Fundada em 1975, a Daneva Materiais Elétricos, uma empresa 100% nacional, está instalada numa área de 25 mil metros quadrados, em Poá, Grande São Paulo. Com modernas instalações

Leia mais

RELAÇÃO DE PREÇOS - SEGURO DE GARANTIA ESTENDIDA ORIGINAL - CNOVA

RELAÇÃO DE PREÇOS - SEGURO DE GARANTIA ESTENDIDA ORIGINAL - CNOVA Eletrodomésticos R$ 0,01-R$ 300 17,99 30,60 R$ 300,01-R$ 500 47,99 81,59 R$ 700,01-R$ 1000 85,01 144,51 CONDICIONADOR DE AR R$ 3000,01-R$ 6000 540,02 918,06 R$ 6000,01-R$ 7000 779,99 1.325,98 R$ 7000,01-R$

Leia mais

Portaria n.º 11, de 10 de janeiro de 2014. CONSULTA PÚBLICA

Portaria n.º 11, de 10 de janeiro de 2014. CONSULTA PÚBLICA Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 11, de 10 de janeiro de 2014. CONSULTA

Leia mais

CABOS ELÉTRICOS PARA APLICAÇÃO EM OFFSHORE 1/2013

CABOS ELÉTRICOS PARA APLICAÇÃO EM OFFSHORE 1/2013 1/2013 CABOS ELÉTRICOS PARA APLICAÇÃO EM OFFSHORE ÍNDICE: Cabos Elétricos de Energia e Controle - 0,6/1kV (1,8/3kV) LKM-SHF2 & LKM-SHF2 FLEX...4 LKMM-SHF2...8 LKSM-SHF2 & LKSM-SHF2 FLEX...10 LKMSM-SHF2...14

Leia mais

NORMAS TÉCNICAS BRASILEIRAS SOBRE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

NORMAS TÉCNICAS BRASILEIRAS SOBRE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS NORMAS TÉCNICAS BRASILEIRAS SOBRE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS Novas Normas NBR IEC 61643-1 - Dispositivos de proteção contra surtos em baixa tensão - Parte 1: Dispositivos de proteção conectados a sistemas de

Leia mais

Instalações Elétricas Prediais A

Instalações Elétricas Prediais A Instalações Elétricas Prediais A ENG04482 Prof. Luiz Fernando Gonçalves AULA 8 Previsão de Cargas Porto Alegre - 2012 Tópicos Cargas dos pontos de utilização Previsão de cargas conforme a norma Exemplo

Leia mais

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO. Ensaio de estanqueidade das peças condutoras de gás

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO. Ensaio de estanqueidade das peças condutoras de gás ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO Norma de Origem: NIT-DICLA-016 Folha: 1 Total de Folhas: 9 RAZÃO SOCIAL/DESIGNAÇÃO DO LABORATÓRIO LABOTEC ENSAIOS E MEDIÇÕES LABORATORIAIS LTDA E ÁGUA

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA DISPOSITIVOS ELÉTRICOS UTILIZADOS NAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS DE BAIXA TENSÃO

PROCEDIMENTO PARA DISPOSITIVOS ELÉTRICOS UTILIZADOS NAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS DE BAIXA TENSÃO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO Diretoria da Qualidade Dqual Divisão de Fiscalização e Verificação

Leia mais

Número PE046/2013. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega

Número PE046/2013. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega Folha 1 1 CONECTOR, N - Encaixe tipo femea; Un 20,00 - Fixacao do condutor interno por solda; - Fixacao do cabo por sistema Clamp; - Para cabo coaxial tipo RGC213 50ohms; - Frequencia de trabalho max 6,5GHz;

Leia mais

CADASTRO TÉCNICO DE FORNECEDORES SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO MATERIAIS PADRONIZADOS APLICADOS EM CÂMARA DE TRANSFORMAÇÃO 15KV - ATENDIMENTO COLETIVO

CADASTRO TÉCNICO DE FORNECEDORES SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO MATERIAIS PADRONIZADOS APLICADOS EM CÂMARA DE TRANSFORMAÇÃO 15KV - ATENDIMENTO COLETIVO SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO CADASTRO TÉCNICO CÓDIGO TÍTULO VERSÃO CD.DT.PDN.03.14.001 03 APROVADO POR MARCELO POLTRONIERI ENGENHARIA E CADASTRO (DEEE) SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES...

Leia mais

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO Norma de Origem: NIT-DICLA-013 Folha: 1/28 RAZÃO SOCIAL/DESIGNAÇÃO DO LABORATÓRIO INSTITUTO LAB SYSTEM DE PESQUISAS E S LTDA. ACREDITAÇÃO N FIOS, CABOS E CORDÕES S MECÂNICOS Ensaio de tração e alongamento

Leia mais

Descrição e dimensões dos itens elétricos

Descrição e dimensões dos itens elétricos Descrição e dimensões dos itens elétricos Item 2 2.1 Condutivímetro (Kit 01 Química - Compostos Iônicos) Lâmpada miniatura rosca. Voltagem 6 volts. Corrente 150 ma à 250 ma Diâmetro 9,5 mm e altura 22

Leia mais

A solução ideal para instalações residenciais e terciárias

A solução ideal para instalações residenciais e terciárias NOVOS Disjuntores RX 3 A solução ideal para instalações residenciais e terciárias Ambiente Residencial - área úmida Ambiente Residencial Soho - Pequeno Escritório ou Home Office Ambiente Residencial -

Leia mais

MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO

MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO Dados do cliente Proprietário: Roney Casagrande CPF: 765.425.990-53 Endereço: Estrada Pinhal da Serra, n 04452, Interior Cidade: Pinhal da Serra RS CEP: 95.390-000 Dados da

Leia mais

SUBESTAÇÃO 300KVA SEC. DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DO CE. SEDUC

SUBESTAÇÃO 300KVA SEC. DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DO CE. SEDUC Memorial descritivo e de cálculo SUBESTAÇÃO 300KVA SEC. DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DO CE. SEDUC 1 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 2. IDENTIFICAÇÃO 3. CARACTERÍSTICAS DA SUBESTAÇÃO 4. PROJETO ELÉTRICO 4.1. MEMORIAL DESCRITIVO

Leia mais

Noções Básicas de identificação da qualidade de cabos coaxiais e pares trançados

Noções Básicas de identificação da qualidade de cabos coaxiais e pares trançados Noções Básicas de identificação da qualidade de cabos coaxiais e pares trançados Este tutorial apresenta noções básicas de identificação da qualidade de cabos coaxiais e pares trançados. Mauricio Matos

Leia mais

CENTRO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES GERAÇÃO FUTURA

CENTRO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES GERAÇÃO FUTURA MEMORIAL DESCRITIVO E JUSTIFICATIVO DE CÁLCULO PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EM MÉDIA TENSÃO 13.8KV CENTRO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES GERAÇÃO FUTURA RUA OSVALDO PRIMO CAXILÉ, S/N ITAPIPOCA - CE 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

INDICE. Catálogo de cabos industriais e energia CAPÍTULOS

INDICE. Catálogo de cabos industriais e energia CAPÍTULOS INDICE Catálogo de cabos industriais e energia CAPÍTULOS 1 Cabos de Energia Harmonizados 2 Cabos de Energia - Baixa Tensão (0,6/1kV) 3 Cabos de Energia de Média e Alta Tensão 4 Cabos de Segurança 5 Cabos

Leia mais

CABO GIGALAN AUGMENTED CAT. 6A F/UTP 23AWGX4P

CABO GIGALAN AUGMENTED CAT. 6A F/UTP 23AWGX4P CABO GIGALAN AUGMENTED CAT. 6A F/UTP 23AWGX4P Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto Construção GigaLan Augmented RoHS Compliant Categoria 6A F/UTP (blindado) PVC - CM, CMR Características Gerais

Leia mais

Montagem de SPDA e Aterramento

Montagem de SPDA e Aterramento Executamos obras com uma equipe especializada e experiente, qualificada na área de sistem as de SPDA e aterramento. O SPDA e o aterramento é de fundamental importância para a proteção de pessoas e de sistemas

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA TR 20150139

TERMO DE REFERÊNCIA TR 20150139 TERMO DE REFERÊNCIA TR 20150139 1. DA JUSTIFICATIVA: Dispensa de licitação, via cotação eletrônica, nos termos do decreto estadual Nº 28.397, de 21 de setembro de 2006 para atender SC 13827 - UNBME 2.

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título ESTRUTURAS PARA MONTAGEM DE REDES AÉREAS DE DISTRIBUIÇÃO URBANA SECUNDÁRIA COM CABOS MULTIPLEXADOS APRESENTAÇÃO

PADRONIZAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título ESTRUTURAS PARA MONTAGEM DE REDES AÉREAS DE DISTRIBUIÇÃO URBANA SECUNDÁRIA COM CABOS MULTIPLEXADOS APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO 1-1 SUMÁRIO SEÇÃO 1 Apresentação SEÇÃO 2 Engastamento de postes SEÇÃO 3 Afastamentos mínimos SEÇÃO 4 Instalações básicas SEÇÃO 5 Cruzamentos SEÇÃO 6 Rabichos SEÇÃO 7 Aterramento 1 OBJETIVO

Leia mais

FAST-LAN ETHERNET INDUSTRIAL CAT.6 F/UTP 23AWGx4P

FAST-LAN ETHERNET INDUSTRIAL CAT.6 F/UTP 23AWGx4P FAST-LAN ETHERNET INDUSTRIAL CAT.6 F/UTP 23AWGx4P Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto FASTLAN Construção Categoria 6 F/UTP (blindado) PVC/TPU - CM/CMX Características Gerais Descritivo Ambiente

Leia mais

Re9 Instalações e Sistemas. contao@re9instalacoes.com.br

Re9 Instalações e Sistemas. contao@re9instalacoes.com.br Re9 Instalações e Sistemas contao@re9instalacoes.com.br A Empresa A Re9 Instalações e Sistemas, uma empresa especializada no fornecimento de Mão de obra especializada e implantação de sistemas para Condomínios

Leia mais

Aquecedores são aparelhos que consomem muita energia elétrica. Por isso, evite deixar o seu sempre ligado.

Aquecedores são aparelhos que consomem muita energia elétrica. Por isso, evite deixar o seu sempre ligado. Aquecedor central Aquecedores são aparelhos que consomem muita energia elétrica. Por isso, evite deixar o seu sempre ligado. Planeje seu uso e habitue-se a ligá-lo apenas o tempo necessário para que você

Leia mais

DEFINIÇÕES. Entrada de energia. Entrada de serviço

DEFINIÇÕES. Entrada de energia. Entrada de serviço 1 Entrada de energia DEFINIÇÕES Instalação de responsabilidade do consumidor, compreendendo ramal de entrada, poste particular ou pontalete, caixas, dispositivos de proteção, eletrodo de aterramento e

Leia mais

Disciplina: Eletrificação Rural

Disciplina: Eletrificação Rural UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS RIAS DEPARTAMENTO DE SOLOS E ENGENHARIA AGRÍCOLA Disciplina: Eletrificação Rural Unidade 6 Condutores elétricos - dimensionamento e instalação.

Leia mais

A ELETRICIDADE NO LAR

A ELETRICIDADE NO LAR Como a eletricidade chega ao lar Nós chegamos nos lares na forma de corrente alternada através de fios estendidos do poste até a casa. Dois destes fios são conhecidos como FASES e um deles é o NEUTRO.

Leia mais

DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES

DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES Os seis critérios de dimensionamento de circuitos de BT: 1. Seção mínima; 2. Capacidade de condução de corrente; 3. Queda de tensão; 4. Proteção contra sobrecargas; 5. Proteção contra curtos-circuitos;

Leia mais

FAST CIT ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA. Tipo do Produto. Construção. Descrição. Aplicações

FAST CIT ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA. Tipo do Produto. Construção. Descrição. Aplicações FAST CIT Tipo do Produto Cabos Telefônicos Construção 02 a 200 pares Núcleo seco Classificação de retardância a chama: CM ROHS Compliant Descrição Cabo telefônico constituído por condutores de cobre eletrolítico,

Leia mais

TERMO DE ADJUDICAÇÃO. Item 0001

TERMO DE ADJUDICAÇÃO. Item 0001 TERMO DE ADJUDICAÇÃO Às 15:21 horas do dia 17 de dezembro de 2012, o Pregoeiro Oficial da Prefeitura Municipal de Palmas, designado pela portaria 027/2012-GAB/SEFIN após analise da documentação do Pregão

Leia mais

Tipos de linhas. Sumário Linhas Elétricas Dimensionamento. Aspectos Gerais Características Tipos de Linhas

Tipos de linhas. Sumário Linhas Elétricas Dimensionamento. Aspectos Gerais Características Tipos de Linhas Tipos de linhas Sumário Aspectos Gerais Características Tipos de Linhas Instalação dos condutores Aspectos Gerais Características Tipos de Linhas Os cabos multipolares só deve conter os condutores de um

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE MPN-DP-01/MN-3 TÍTULO: INSTALAÇÕES BÁSICAS DE BT ISOLADA Página 1 MPN-DP-01/MN-3 TÍTULO: INSTALAÇÕES BÁSICAS DE BT ISOLADA ÍNDICE CAPÍTULO Página 1. OBJETIVO 4 2. APLICAÇÃO 4 3. AFASTAMENTOS MÍNIMOS 5

Leia mais

Cabos Navais. Introdução

Cabos Navais. Introdução Cabos Navais Introdução A Prysmian Energia Cabos e Sistemas do Brasil S.A. apresenta a sua linha de cabos para aplicação em plataformas de petróleo off-shore e navios, tipo LS0H (Low Smoke Zero Halogen),

Leia mais

Energia e potência em receptores elétricos

Energia e potência em receptores elétricos Energia e potência em receptores elétricos 1 17.1. Quando uma corrente elétrica atravessa um receptor, a energia elétrica consumida ou é totalmente transformada em calor (é o caso dos resistores), ou então

Leia mais