CABOS ELÉTRICOS PARA APLICAÇÃO EM OFFSHORE 1/2013

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CABOS ELÉTRICOS PARA APLICAÇÃO EM OFFSHORE 1/2013"

Transcrição

1 1/2013 CABOS ELÉTRICOS PARA APLICAÇÃO EM OFFSHORE

2 ÍNDICE: Cabos Elétricos de Energia e Controle - 0,6/1kV (1,8/3kV) LKM-SHF2 & LKM-SHF2 FLEX...4 LKMM-SHF2...8 LKSM-SHF2 & LKSM-SHF2 FLEX...10 LKMSM-SHF LKSM-EMC-SHF LKSM-VFD-SHF Cabos Elétricos de Energia e Controle, resistentes ao fogo - 0,6/1kV LKM-FRSHF LKSM-FRSHF Cabos elétricos de controle, instrumentação e comunicação, 250V LKSM-SHF RFE-SHF RFE-SHF2 (i)...30 Cabos elétricos de controle, instrumentação e comunicação, resistentes ao fogo, 250V RFE-FRSHF RFE-FRSHF2 (i)...34 Informação Técnica Introdução...36 Raio de curvatura...37 Diâmetro externo (tolerâncias)...37 Identificação dos condutores...37 Corrente...38 Corrente de curto-circuito...38 Serviço intermitente...39 Fatores de curto-circuito...40 Queda de tensão...41 Sujeito a atuazização sem prévio aviso. Ùltimas atualizações, disponiveis no site:

3 HELKAMA é especializada em desenvolvimento e produção de cabos elétricos para a indústria Naval e Offshore, aplicando as mais avançadas tecnologias e matérias primas, tornando nossos cabos elétricos leves, flexíveis, e com diâmetro reduzido, possibilitando uma instalação mais fácil e rápida dos mesmos. Neste catálogo apresentamos nossos cabos elétricos seguindo as principais normas Internacionais que regem a fabricação e os testes destes, para aplicação na indústria Naval e Offshore. Nossos cabos elétricos são : livres de halogênio, de baixa emissão de fumaça, retardantes a chamas, resistentes a óleo, resistentes ao fogo e contra interferência eletromagnética, conforme os parâmetros técnicos, para cada tipo, apresentado neste catálogo. Esses cabos elétricos são próprios para instalação em ativos Offshore, tais como: FPO, FPSO, Navios Sondas, Semi-Submersiveis, Barcos de Apoio. A exceção é a aplicação em áreas onde cabos elétricos resistentes a lama de perfuração são requeridos. Esta parte e atendida por nossa linha de cabos elétricos NEK606, apresentados em outro catálogo Como uma empresa independente e especializada em cabos para a indústria Naval e Offshore, nós fomos capazes de crescer com sustentabilidade, trazendo respostas rápidas e logísticas eficientes, para nossos clientes. Nossos prazos de fornecimento são otimizados, com estoques estratégicos, permitindo um fornecimento pontual, mantendo nossos clientes satisfeitos.

4 40,6/1kV CABO ELÉTRICO LKM-SHF2 E LKM-SHF2 FLEX CABO ELÉTRICO, NÃO ARMADO, DE ENERGIA E CONTROLE 0,6/1kV 1/2013 CONSTRUÇÃO NORMA IEC , projeto 1. Condutor - Fios de cobre eletrolítico 1,0-10mm 2 IEC Classe 2 - Fios de cobre eletrolítico mm 2 IEC Classe 5 (Flex) - Fios de cobre eletrolítico estanhado, sob consulta 2. Isolamento - Composto termofixo de polietileno (XLPE) IEC Separador - Fita de poliéster não higroscópica 4. Cobertura externa - Poliolefine termoindurecido livre de halogênio (SHF2) IEC Cor padrão, preta; outras cores sob consulta oleo Retardante a Chama Fogo Livre de Halogênio Baixa emissão De fumaça Aplicação: Instalação fixa em ativos offshore e embarcações Tensão de trabalho: 0,6/1kV (1,2kV) CA 0,9/1,5kV (tensão para massa não excedendo 0,9kV)) Máx. temperatura no condutor + 90 C Retardante a chama IEC teste com cabo/condutor IEC teste com agrupamento cabo/condutor, categoria A Livre de Halogênio IEC Emissão de fumaça IEC Resistência a óleo IEC condições de acordo com Temperatura mínima da instalação recomendada: - 15 C Temperatura mínima de operação: - 40 C Identificação dos condutores: ver seção de informação técnica. Identificação na cobertura externa: Numero do lote; código do cabo; seção do cabo; tensão; temperatura de operação; normas aplicáveis; nome do fabricante; metragem. Tel , fax ,

5 5 LKM-SHF2 0,6/1KV CÓDIGO CÓDICO PADRÃO G * Numero de condutores e seção (N x mm 2) Diâmetro externo Peso aproximado (Kg/Km) Corrente Nominal à 45 C (A) Raio de curvatura mínimo para instalação fixa x1,0 5, x1,5 5, x2,5 5, x4 6, x6 7, x10 8, x16 Flex 9, x25 Flex 11, x35 Flex 12, x50 Flex 14, x70 Flex 17, x95 Flex 19, x120 Flex 21, x150 Flex 24, x185 Flex 27, x240 Flex 30, x300 Flex 33, x1,0 7, x1,5 8, x2,5 9, x4 10, x6 12, x10 14, x16 Flex 16, x25 Flex 20, x35 Flex 23, x50 Flex 27, x70 Flex 31, x1,0 8, x1,5 9, x2,5 10, x4 11, x6 13, x10 15, x16 Flex 17, x25 Flex 22, x35 Flex 25, x50 Flex 29, x70 Flex 34, x95 Flex 40, x120 Flex 44, x150 Flex 50, x185 Flex 57, x240 Flex 64, ,6/1kV CABO ELÉTRICO 1/2013 * código G, corresponde a inclusão de um condutor de aterramento (amarelo/verde) com marcação na cobertura externa ( Ex.: 3G1,5) Tabela continua na próxima página

6 60,6/1kV CABO ELÉTRICO 1/2013 LKM-SHF2 0,6/1KV CÓDIGO CÓDICO PADRÃO G * Numero de condutores e seção (N x mm 2) Diâmetro externo Peso aproximado (Kg/Km) Corrente Nominal à 45 C (A) Raio de curvatura mínimo para instalação fixa x1,0 8, x1,5 10, x2,5 11, x4 12, x6 14, x10 16, x16 Flex 19, x25 Flex 24, x35 Flex 27, x50 Flex 33, x70 Flex 38, x95 Flex 44, x120 Flex 49, x1,0 9, x1,5 11, x2,5 12, x4 13, x6 15, x10 18, x16 Flex 21, x25 Flex 27, x35 Flex 30, x50 Flex 37, x70 Flex 42, x1,0 10, x1,0 13, x1,0 13, x1,0 14, x1,0 15, x1, x1, x1,0 19, x1, x1, * código G, corresponde a inclusão de um condutor de aterramento (amarelo/verde) com marcação na cobertura externa ( Ex.: 3G1,5) Tabela continua na próxima página Tel , fax ,

7 7 LKM-SHF2 0,6/1KV CÓDIGO CÓDICO PADRÃO G * Numero de condutores e seção (N x mm 2) Diâmetro externo Peso aproximado (Kg/Km) Corrente Nominal à 45 C (A) Raio de curvatura mínimo para instalação fixa x1,5 11, x1,5 15, x1,5 15, x1,5 16, x1,5 17, x1,5 18, x1,5 22, x1,5 22, x1,5 25, x2,5 13, x2,5 17, x2,5 17, x2,5 18, x2,5 19, x2,5 20, x2,5 24, x2,5 25, * código G, corresponde a inclusão de um condutor de aterramento (amarelo/verde) com marcação na cobertura externa ( Ex.: 3G1,5) 0,6/1kV CABO ELÉTRICO 1/2013

8 80,6/1kV CABO ELÉTRICO LKMM-SHF2 CABO ELÉTRICO, NÃO ARMADO, DE ENERGIA COM ENCHIMENTO EXTRUDADO 0,6/1kV 1/2013 CONSTRUÇÃO NORMA IEC , projeto 1. Condutor - Fios de cobre eletrolítico 1,5-10mm 2 IEC Classe 2 - Fios de cobre eletrolítico mm 2 IEC Classe 5 - Fios de cobre eletrolítico estanhado, sob consulta 2. Isolamento - Composto termofixo de polietileno (XLPE) IEC Separador - Enchimento extrudado de termoplástico 4. Cobertura externa - Poliolefine termoindurecido livre de halogênio SHF2 IEC Cor padrão, preta; outras cores sob consulta oleo Retardante a Chama Fogo Livre de Halogênio Baixa emissão De fumaça Aplicação: Instalação fixa em ativos offshore e embarcações Tensão de trabalho: 0,6/1kV (1,2kV) CA 0,9/1,5kV (tensão para massa não excedendo 0,9kV) Máx. temperatura no condutor + 90 C Retardante a chama IEC teste com cabo/condutor isolado IEC teste com agrupamento cabo/condutor, categoria A Livre de Halogênio IEC Emissão de fumaça IEC Resistência a óleo IEC condições de acordo com Temperatura mínima da instalação recomendada: - 15 C Temperatura mínima de operação: - 40 C Identificação dos condutores: ver seção de informação técnica Identificação na cobertura externa: Numero do lote; código do cabo; seção do cabo; tensão; temperatura de operação; normas aplicáveis; nome do fabricante; metragem. Tel , fax ,

9 9 LKMM-SHF2 0,6/1KV CÓDIGO CÓDICO PADRÃO G * Numero de condutores e seção (N x mm 2) Diâmetro externo Peso aproximado (Kg/Km) Corrente Nominal à 45 C (A) Raio de curvatura mínimo para instalação fixa x1,5 9, x2,5 10, x4 11, x6 12, x10 14, x16 18, x25 23, x35 25, x50 30, x70 34, x1,5 9, x2,5 10, x4 12, x6 13, x10 15, x16 20, x25 24, x35 27, x50 32, x70 37, x95 42, x120 47, x150 53, x1,5 10, x2,5 11, x4 13, x6 14, x10 17, x16 21, x25 27, x35 30, x50 35, x70 40, x1,5 11, x2,5 12, x4 14, x6 16, x10 19, x16 24, x25 29, ,6/1kV CABO ELÉTRICO 1/2013 * código G, corresponde a inclusão de um condutor de aterramento (amarelo/verde) com marcação na cobertura externa ( Ex.: 3G1,5)

10 10 0,6/1kV CABO ELÉTRICO LKSM-SHF2 E LKSM-SHF2 FLEX CABO ELÉTRICO, ARMADO, DE ENERGIA E CONTROLE. 0,6/1kV 1/2013 CONSTRUÇÃO: NORMA: IEC , projeto 1. Condutor - Fios de cobre eletrolítico IEC Classe 2 - Fios de cobre eletrolítico mm 2 IEC Classe 5 (Flex) - Fios de cobre eletrolítico estanhado, sob consulta 2. Isolamento - Composto termofixo de polietileno (XLPE) IEC Separador - Fita de poliéster não higroscópica 4. Armação - Fios de cobre trançados (90% de cobertura) IEC Fios de cobre estanhados, sob consulta 5. Cobertura externa - Poliolefine termoindurecido livre de halogênio (SHF2) IEC Cor padrão, preta; outras cores sob consulta oleo Retardante a Chama Fogo Livre de Halogênio Baixa emissão De fumaça Aplicação: Instalação fixa em ativos offshore e embarcações Tensão de trabalho: Rated voltage 0,6/1kV (1,2kV) CA 0,9/1,5kV (tensão para massa não excedendo 0,9kV) Máx. temperatura no condutor + 90 C Retardante a chama IEC teste com cabo/condutor isolado IEC Teste com agrupamento cabo/condutor, categoria A Livre de Halogênio IEC Emissão de fumaça IEC Resistência a óleo IEC condições de acordo com Temperatura mínima da instalação recomendada: - 15 C Temperatura mínima de operação: - 40 C Identificação dos condutores: ver seção de informação técnica. Identificação na cobertura externa: Numero do lote; código do cabo; seção do cabo; tensão; temperatura de operação; normas aplicáveis; nome do fabricante; metragem. Tel , fax ,

11 11 LKSM-SHF2 0,6/1kV CÓDIGO CÓDICO PADRÃO G * Numero de condutores e seção (N x mm 2 ) Seção da armaçao mm 2 Diâmetro externo Peso aproximado (Kg/Km) Corrente Nominal à 45 C (A) Raio de curvatura mínimo para instalação fixa x1,0 3,0 6, x1,5 3,0 6, x2,5 3,1 7, x4 3,1 7, x6 3,1 8, x10 3,5 9, x16 Flex 4,1 10, x25 Flex 4,9 13, x35 Flex 5,5 14, x50 Flex 8,7 17, x70 Flex 11,4 19, x95 Flex 11,5 21, x120 Flex 14,5 23, x150 Flex 14,7 26, x185 Flex 15,2 29, x240 Flex 18,2 32, x300 Flex 18,7 35, x1,0 3,6 9, x1,5 3,8 9, x2,5 4,3 10, x4 4,9 12, x6 5,4 13, x10 8,7 15, x16 Flex 10,0 18, x25 Flex 14,5 23, x35 Flex 14,7 25, x50 Flex 18,1 29, x70 Flex 18,7 34, x1,0 3,7 9, x1,5 4,1 10, x2,5 4,6 11, x4 5,2 12, x6 5,8 14, x10 9,3 16, x16 Flex 10,7 19, x25 Flex 14,6 24, x35 Flex 15,0 27, x50 Flex 18,3 32, x70 Flex 22,0 36, x95 Flex 22,8 42, x120 Flex 37,8 47, x150 Flex 39,3 53, x185 Flex 47,9 59, ,6/1kV CABO ELÉTRICO 1/2013 * código G, corresponde a inclusão de um condutor de aterramento (amarelo/verde) marcação na cobertura externa ( Ex.: 3G1,5) Tabela continua na próxima página

12 12 0,6/1kV CABO ELÉTRICO 1/2013 LKSM-SHF2 0,6/1kV CÓDIGO CÓDICO PADRÃO G * Numero de condutores e seção (N x mm 2 ) Seção da armaçao mm 2 Diâmetro externo Peso aproximado (Kg/Km) Corrente Nominal à 45 C (A) Raio de curvatura mínimo para instalação fixa x1,0 4,1 10, x1,5 4,5 11, x2,5 5,0 12, x4 5,8 13, x6 8,8 15, x10 10,3 18, x16 Flex 11,9 21, x25 Flex 14,8 27, x35 Flex 18,1 29, x50 Flex 19,5 35, x70 Flex 22,6 40, x95 Flex 37,8 47, x120 Flex 39,3 52, x150 Flex 48,2 59, x1,0 4,5 10, x1,5 5,0 12, x2,5 5,6 13, x4 8,6 15, x6 9,7 17, x10 11,5 20, x16 Flex 13,2 23, x25 Flex 18,1 29, x1,0 4,9 11, x1,0 8, x1, x1,0 9, x1,0 11, x1,0 11,4 17, x1,0 12,5 20, x1,0 12, x1,0 14,4 23, * código G, corresponde a inclusão de um condutor de aterramento (amarelo/verde) marcação na cobertura externa ( Ex.: 3G1,5) Tabela continua na próxima página Tel , fax ,

13 13 LKSM-SHF2 0,6/1kV CÓDIGO CÓDICO PADRÃO G * Numero de condutores e seção (N x mm 2 ) Seção da armaçao mm 2 Diâmetro externo Peso aproximado (Kg/Km) Corrente Nominal à 45 C (A) Raio de curvatura mínimo para instalação fixa x1,5 5,4 13, x1,5 9,6 16, x1,5 9,9 17, x1,5 10,5 18, x1,5 11,5 19, x1,5 11,7 19, x1,5 13,9 23, x1,5 14,1 24, x1,5 16,0 26, x2,5 8,5 15, x2,5 11,5 18, x2,5 11,5 19, x2,5 11,8 20, x2,5 12,5 21, x2,5 13,2 22, x2,5 15,7 26, x2,5 16,1 27, * código G, corresponde a inclusão de um condutor de aterramento (amarelo/verde) marcação na cobertura externa ( Ex.: 3G1,5) 0,6/1kV CABO ELÉTRICO 1/2013

14 14 0,6/1kV CABO ELÉTRICO LKMSM-SHF2 CABO ELÉTRICO, ARMADO, DE ENERGIA COM ENCHIMENTO EXTRUDADO. 0,6/1kV 1/2013 CONSTRUÇÃO: NORMA: IEC , projeto 1. Condutor - Fios de cobre eletrolítico 1,5-10mm 2 IEC Classe 2 - Fios de cobre eletrolítico mm 2 IEC Classe 5 - Fios de cobre eletrolítico estanhado, sob consulta 2. Isolamento - Composto termofixo de polietileno (XLPE) IEC Separador - Enchimento extrudado de termoplastico 4. Armação - Fios de cobre trançados (90% de cobertura) IEC Fios de cobre estanhados, sob consulta 5. Cobertura externa - Poliolefine termoindurecido livre de halogênio (SHF2) IEC Cor padrão, preta; outras cores sob consulta oleo Retardante a Chama Fogo Livre de Halogênio Baixa emissão De fumaça Aplicação: Instalação fixa em ativos offshore e embarcações Tensão de trabalho: 0,6/1kV (1,2kV) CA 0,9/1,5kV (tensão para massa não excedendo 0,9kV) Máx. temperatura no condutor + 90 C Retardante a chama IEC teste com cabo/condutor isolado IEC teste com agrupamento cabo/condutor, categoria A Livre de Halogênio IEC Emissão de fumaça IEC Resistência a óleo IEC condições de acordo com Temperatura mínima da instalação recomendada: - 15 C Temperatura mínima de operação: - 40 C Identificação dos condutores: ver seção de informação técnica. Identificação na cobertura externa: Numero do lote; código do cabo; seção do cabo; tensão; temperatura de operação; normas aplicáveis; nome do fabricante; metragem. Tel , fax ,

15 15 LKMSM-SHF2 0,6/1kV CÓDIGO CÓDICO PADRÃO G * Numero de condutores e seção (N x mm 2 ) Seção da armaçao mm 2 Diâmetro externo Peso aproximado (Kg/Km) Corrente Nominal à 45 C (A) Raio de curvatura mínimo para instalação fixa x1,5 4,9 11, x2,5 5,4 12, x4 6,0 14, x6 9,1 15, x10 10,7 17, x16 12,4 20, x25 15,4 24, x35 17,1 27, x50 20,2 31, x1,5 5,1 12, x2,5 5,7 13, x4 6,4 14, x6 9,7 16, x10 11,4 18, x16 13,2 21, x25 16,4 26, x35 18,2 28, x50 21,9 33, x70 25,4 38, x95 40,6 45, x120 44,8 49, x150 51,7 55, x1,5 5,6 13, x2,5 6,3 14, x4 9,5 16, x6 10,6 17, x10 12,5 20, x16 14,5 23, x25 18,2 28, x35 20,2 31, x50 24,1 37, x70 45,7 43, x95 45,0 49, x120 51,2 55, x1,5 6,1 14, x2,5 9,2 15, x4 10,4 17, x6 11,8 19, x10 13,8 22, x16 16,0 25, x25 20,1 31, ,6/1kV CABO ELÉTRICO 1/2013 * código G, corresponde a inclusão de um condutor de aterramento (amarelo/verde) marcação na cobertura externa ( Ex.: 3G1,5)

16 16 0,6/1kV CABO ELÉTRICO LKSM-EMC-SHF2 CABO ELÉTRICO, ARMADO, DE ENERGIA E CONTROLE COM BLINDAGEM CONTRA INTERF. 0,6/1kV 1/2013 CONSTRUÇÃO: NORMA: IEC , projeto 1. Condutor - Fios de cobre eletrolítico (1,0-10mm 2) ) IEC Classe 2 - Fios de cobre eletrolitico (16-150mm 2 ) IEC Classe 5 - Fios de cobre eletrolítico estanhado, sob consulta 2. Isolamento - Composto termofixo de polietileno (XLPE) IEC Separador - Fita de poliéster não higroscópica 4. Blindagem (EMC) - Fita de cobre (100% cobertura) 5. Armação - Fios de cobre trançados (90% de cobertura) IEC Fios de cobre estanhados, sob consulta 6. Cobertura externa - Poliolefine termoindurecido livre de halogênio (SHF2) IEC Cor padrão, preta; outras cores sob consulta oleo Retardante a Chama Fogo Livre de Halogênio Baixa emissão De fumaça Aplicação: Instalação fixa em ativos offshore e embarcações, projetado para atender os regulamentos e normas de proteção contra interferência eletromagnética (EMC). Tensão de trabalho: 0,6/1kV (1,2kV) CA 0,9/1,5kV (tensão para massa não excedendo 0,9kV) Máx. temperatura no condutor + 90 C Retardante a chama IEC teste com cabo/condutor isolado IEC teste com agrupamento cabo/condutor, categoria A Livre de Halogênio IEC series Emissão de fumaça IEC series Impedância transferida IEC (26dB sobre 1mΩ/m à 100Mhz [20mΩ/m]) Resistência a óleo IEC (parametros de acordo com ) Temperatura mínima da instalação recomendada: - 15 C Temperatura mínima de operação: - 40 C Identificação dos condutores: ver seção de informação técnica. Condutor de aterramento, sob consulta. Identificação na cobertura externa: Numero do lote; código do cabo; seção do cabo; tensão; temperatura de operação; normas aplicáveis; nome do fabricante; metragem. Tel , fax ,

17 17 LKSM-EMC-SHF2 0,6/1kV CÓDIGO CÓDICO PADRÃO G * Numero de condutores e seção (N x mm 2 ) Seção da armaçao mm 2 Diâmetro externo Peso aproximado (Kg/Km) Corrente Nominal à 45 C (A) Raio de curvatura mínimo para instalação fixa x1,0 3,0 6, x1,5 3,0 6, x2,5 3,0 7, x4 3,1 7, x6 3,1 8, x10 3,3 9, x16 4,2 11, x25 4,9 13, x35 5,6 14, x50 8,7 17, x70 9,9 19, x95 11,5 21, x120 12,4 24, x150 14,7 26, x1,0 3,3 9, x1,5 3,6 10, x2,5 4,1 10, x4 4,6 12, x6 5,1 13, x10 8,5 16, x16 11,4 18, x25 12,4 23, x35 14,7 25, x1,0 3,6 9, x1,5 3,8 10, x2,5 4,3 11, x4 5,0 12, x6 5,6 14, x10 8,9 16, x16 10,9 19, x25 14,6 24, x35 15,1 27, x50 18,3 32, x70 22,0 36, x95 22,9 42, x120 37,9 47, x150 39,4 53, ,6/1kV CABO ELÉTRICO 1/2013 Tabela continua na próxima página

18 18 0,6/1kV CABO ELÉTRICO 1/2013 LKSM-EMC-SHF2 0,6/1kV CÓDIGO CÓDICO PADRÃO G * Numero de condutores e seção (N x mm 2 ) Seção da armaçao mm 2 Diâmetro externo Peso aproximado (Kg/Km) Corrente Nominal à 45 C (A) Raio de curvatura mínimo para instalação fixa x1,0 3,8 10, x1,5 4,3 11, x2,5 4,7 12, x4 5,5 13, x6 8,5 15, x10 9,9 18, x16 12,0 22, x25 14,8 27, x35 18,2 29, x50 19,6 35, x70 22,6 40, x95 37,9 47, x120 39,4 52, x150 43,7 59, x1,0 4,2 11, x1,0 4,7 12, x1,0 9,9 15, x1,0 9,9 16, x1,0 9,9 16, x1,0 10,0 17, x1,0 10,2 18, x1,0 12,1 21, x1,0 12,5 22, x1,0 14,1 24, Tabela continua na próxima página

19 19 LKSM-EMC-SHF2 0,6/1kV CÓDIGO CÓDICO PADRÃO G * Numero de condutores e seção (N x mm 2 ) Seção da armaçao mm 2 Diâmetro externo Peso aproximado (Kg/Km) Corrente Nominal à 45 C (A) Raio de curvatura mínimo para instalação fixa x1,5 4,7 12, x1,5 5,1 13, x1,5 9,9 16, x1,5 10,0 17, x1,5 10,1 18, x1,5 10,7 19, x1,5 11,4 20, x1,5 13,6 23, x1,5 13,9 24, x1,5 15,7 26, x2,5 5,3 13, x2,5 5,8 14, x2,5 11,4 18, x2,5 11,5 19, x2,5 11,5 20, x2,5 12,2 21, x2,5 12,9 22, x2,5 15,3 26, x2,5 15,8 27, x2,5 17,7 30, ,6/1kV CABO ELÉTRICO 1/2013

20 20 0,6/1kV CABO ELÉTRICO LKSM-VFD-SHF2 CABO ELÉTRICO, ARMADO, DE ENERGIA E CONTROLE COM BLINDAGEM CONTRA INTERF. ELETROMAGNETICA. 1,8/3kV 1/2013 CONSTRUÇÃO: NORMA: IEC , projeto 1. Condutor - Fios de cobre eletrolítico IEC Classe 5 - Fios de cobre eletrolítico estanhado, sob consulta 2. Isolamento - Composto termofixo de polietileno (XLPE) IEC Separador - Fita de poliéster não higroscópica 4. Blindagem (EMC) - Fita de cobre (100% cobertura) 5.Armação - Fios de cobre trançados (> 90% de cobertura) IEC Fios de cobre estanhados, sob consulta 6. Cobertura externa - Poliolefine termoindurecido livre de halogênio (SHF2) IEC Cor padrão, preta; outras cores sob consulta oleo Retardante a Chama Fogo Livre de Halogênio Baixa emissão De fumaça Aplicação: Instalação fixa em ativos offshore e embarcações, projetado para ser aplicado na instalação de variadores de frequência (VFD), suportando picos de tensão de até 3kV Tensão de trabalho: 1,8/3kV (3,6kV) Máx. temperatura no condutor + 90 C Retardante a chama IEC teste com cabo/condutor isolado IEC teste com agrupamento cabo/condutor, categoria A Livre de Halogênio IEC Emissão de fumaça IEC Impedância transferida IEC (26dB sobre 1mΩ/m à 100Mhz [20mΩ/m]) Resistência a óleo IEC (condições de acordo com ) For details see general information section Temperatura mínima da instalação recomendada: - 15 C Temperatura mínima de operação: - 40 C Identificação dos condutores: ver seção de informação técnica. Condutor de aterramento, sob consulta. Identificação na cobertura externa: Numero do lote; código do cabo; seção do cabo; tensão; temperatura de operação; normas aplicáveis; nome do fabricante; metragem. Tel , fax ,

21 21 LKSM-VFD-SHF2 1,8/3kV CÓDIGO PADRÃO Numero de condutores e seção (N x mm 2 ) Seção da armaçao mm 2 Diâmetro externo Peso aproximado (Kg/Km) Corrente Nominal à 45 C (A) Raio de curvatura mínimo para instalação fixa x16 5,5 14, ) x25 8,5 16, ) x35 9,3 17, ) x50 10,3 19, ) x70 11,3 20, ) x95 12,5 23, ) x120 13,6 25, ) x150 14,7 27, ) x185 15,8 29, ) x240 17,6 33, ) x300 18,9 35, ) x16 16,4 26, x25 16,9 29, x35 18,7 32, x50 28,8 37, x70 35,0 41, x95 35,4 46, ) x120 38,6 50, ) x150 42,0 55, ) x185 45,5 60, ) x95+3x16 35,4 46, ) x120+3x25 38,6 50, ) x150+3x25 42,0 55, ) Nota 0,6/1kV CABO ELÉTRICO 1/2013 Notas: 1) = Normalização quando ao uso do condutor de aterramento não é atendida. (Para condutores acima de 16mm 2, o condutor de aterramento metade da seção do condutor principal e no mínimo 16mm 2, conforme IEC ) 2) = Com três condutores adicionais para aterramento. (Atendendo a IEC )

22 22 0,6/1kV CABO ELÉTRICO LKM-FRSHF2 CONSTRUÇÃO: CABO ELÉTRICO, NÃO ARMADO, DE ENERGIA E CONTROLE, RESISTENTE AO FOGO. 0,6/1kV NORMA: IEC , projeto 1. Condutor - Fios de cobre eletrolítico IEC Classe 2 - Fios de cobre eletrolítico estanhado, sob consulta (Classe 5, sob consulta) 1/ Isolamento - Fita de Mica - Composto termofixo de polietileno (XLPE) IEC Separador - Fita de poliéster não higroscópica 4. Cobertura externa - Poliolefine termoindurecido livre de halogênio (SHF2) IEC Cor padrão, laranja; outras cores sob consulta. oleo Retardante a Chama Fogo Livre de Halogênio Baixa emissão De fumaça Aplicação: Instalação fixa em ativos offshore e embarcações. Nota: Se a instalação do cabo ficar submetida a luz solar, a cobertura externa na cor preta é a mais recomendada Tensão de trabalho: 0,6/1kV (1,2kV) CA 0,9/1,5kV (tensão para massa não excedendo 0,9kV) Máx. temperatura no condutor + 90 C Retardante a chama IEC teste com cabo/condutor IEC teste com agrupamento cabo/condutor, categoria A fogo IEC series Livre de Halogênio IEC series Emissão de fumaça IEC series Resistência a óleo IEC condições de acordo com Temperatura mínima da instalação recomendada: - 15 C Temperatura mínima de operação: - 40 C Identificação dos condutores: ver seção de informação técnica. Identificação na cobertura externa: Numero do lote; código do cabo; seção do cabo; tensão; temperatura de operação; normas aplicáveis; nome do fabricante; metragem, Tel , fax ,

23 23 LKM-FRSHF2 0,6/1kV CÓDIGO CÓDICO PADRÃO G * Numero de condutores e seção (N x mm 2 ) Diâmetro externo Peso aproximado (Kg/Km) Corrente Nominal à 45 C (A) Raio de curvatura mínimo para instalação fixa x1,0 8, x1,5 9, x2,5 10, x4 11, x6 13, x10 15, x16 17, x25 21, x1,0 9, x1,5 9, x2,5 11, x4 12, x6 14, x10 16, x16 18, x25 23, x35 25, x50 29, x70 34, x95 38, x1,0 9, x1,5 11, x2,5 12, x4 13, x6 15, x10 18, x16 20, x25 25, x35 28, x50 32, x70 38, x95 43, x1,0 11, x1,5 12, x2,5 13, x1,0 12, x1,0 15, x1,0 15, x1,0 16, x1,0 17, x1,0 18, x1,0 21, x1,0 22, x1,0 25, x1,5 13, x1,5 16, x1,5 17, x1,5 18, x1,5 19, x1,5 20, x1,5 24, x1,5 25, x1,5 28, x2,5 14, x2,5 18, x2,5 19, x2,5 20, x2,5 21, x2,5 23, x2,5 27, x2,5 28, x2,5 31, * código G, corresponde a inclusão de um condutor de aterramento (amarelo/verde) marcação na cobertura externa (Ex.: 3G1,5) 0,6/1kV CABO ELÉTRICO 1/2013

24 24 0,6/1kV CABO ELÉTRICO 1/2013 LKSM-FRSHF2 CABO ELÉTRICO, ARMADO, DE ENERGIA E CONTROLE, RESISTENTE AO FOGO. 0,6/1kV CONSTRUÇÃO: NORMA: IEC , projeto 1. Condutor - Fios de cobre eletrolítico IEC Classe 2 - Fios de cobre eletrolítico estanhado, sob consulta (Classe 5, sob consulta) 2. Isolamento - Fita de Mica - Composto termofixo de polietileno (XLPE) EC Separador - Fita de poliéster não higroscópica 4. Armação - Fios de cobre trançados (> 90% de cobertura) IEC Fios de cobre estanhados, sob consulta 5. Cobertura externa - Poliolefine termoindurecido livre de halogênio (SHF2) IEC Cor padrão, laranja; outras cores sob consulta oleo Retardante a Chama Fogo Livre de Halogênio Baixa emissão De fumaça Aplicação: Instalação fixa em ativos offshore e embarcações Nota: Se a instalação do cabo ficar submetida a luz solar, a cobertura externa na cor preta é a mais recomendada Tensão de trabalho: 0,6/1kV (1,2kV) CA 0,9/1,5kV (tensão para massa não excedendo 0,9kV) Máx. temperatura no condutor + 90 C Retardante a chama IEC teste com cabo/condutor isolado IEC teste com agrupamento cabo/condutor, categoria A fogo IEC Livre de Halogênio IEC Emissão de fumaça IEC Resistência a óleo IEC condições de acordo com Temperatura mínima da instalação recomendada: - 15 C Temperatura mínima de operação: - 40 C Identificação dos condutores: ver seção de informação técnica. Identificação na cobertura externa: Numero do lote; código do cabo; seção do cabo; tensão; temperatura de operação; normas aplicáveis; nome do fabricante; metragem. Tel , fax ,

25 LKSM-FRSHF2 0,6/1kV CÓDIGO CÓDICO PADRÃO G * Numero de condutores e seção (N x mm 2 ) Seção da armaçao mm 2 Diâmetro externo Peso aproximado (Kg/Km) Corrente Nominal à 45 C (A) Raio de curvatura mínimo para instalação fixa x4 3,1 8, x6 3,1 8, x10 3,5 10, x16 4,0 11, x25 4,9 13, x35 5,5 14, x50 8,7 16, x70 11,4 18, x95 11,5 20, x120 14,5 22, x150 14,7 25, x185 15,2 27, x240 18,2 30, x300 18,7 33, x1,0 3, x1,5 3,8 10, x2,5 4,3 11, x4 4,9 13, x6 5,4 14, x10 8,7 16, x16 10,0 19, x25 14,5 23, x35 14,7 26, x50 18,1 29, x70 18,7 34, x1,0 4,1 10, x1,5 4,1 11, x2,5 4,6 12, x4 5,2 13, x6 5,7 15, x10 9,3 17, x16 10,7 20, x25 14,6 25, x35 15,0 28, x50 18,3 31, x70 22,0 36, x95 22,8 40, x120 37,8 45, x1,0 4, x1,5 4,5 12, x2,5 5,0 13, x4 5,7 14, x6 8,8 16, x10 10,3 19, x16 11,9 22, x25 14,8 27, x35 18,1 30, x50 19,5 35, x70 22,4 40, x95 37,8 46, x1,0 4, x1,5 5,0 13, x2,5 5,6 14, x1,0 4, x1,0 8,7 16, x1, x1,0 11, x1,0 11, x1,0 11, x1,0 12,5 23, x1,0 12, x1,0 14,4 26, x1,5 5,4 14, x1,5 9,6 18, x1,5 9,9 19, x1,5 11,7 20, x1,5 11,8 21, x1,5 11,8 22, x1,5 13,9 26, x1,5 14,1 26, x1,5 16,0 29, x2,5 8,6 16, x2,5 11,7 20, x2,5 11,8 21, x2,5 11,9 22, x2,5 12,5 23, x2,5 13,2 24, x2,5 15,7 29, x2,5 16,1 29, x2,5 18,1 33, * código G, corresponde a inclusão de um condutor de aterramento (amarelo/verde) e a marcação na cobertura externa (Ex.: 3G1,5) 25 0,6/1kV CABO ELÉTRICO 1/2013

26 26 250V CABO ELÉTRICO LKSM-SHF2 CABO ELÉTRICO, ARMADO, DE CONTROLE E INSTRUMENTAÇÃO. 250V 1/2013 CONSTRUÇÃO: NORMA: IEC , projeto 1. Condutor - Fios de cobre eletrolítico IEC Classe 2 - Fios de cobre eletrolítico estanhado, sob consulta 2. Isolamento - Composto termofixo de polietileno (XLPE) IEC Separador - Fita de poliéster não higroscópica 4. Armação - Condutor de dreno em cobre eletrolítico (para todos os tipos) - Fios de cobre trançados (>90% de cobertura) IEC Fios de cobre estanhados, sob consulta 5. Cobertura externa - Poliolefine termoindurecido livre de halogênio (SHF2) IEC Cor padrão, cinza; outras cores sob consulta oleo Retardante a Chama Fogo Livre de Halogênio Baixa emissão De fumaça Aplicação: Instalação fixa em ativos offshore e embarcações Nota: Se a instalação do cabo ficar submetida a luz solar, a cobertura externa na cor preta é a mais recomendada Tensão de trabalho: 150/250V (300V) Máx. temperatura no condutor + 90 C Retardante a chama IEC teste com cabo/condutor isolado IEC teste com agrupamento cabo/condutor, categoria A Livre de Halogênio IEC Emissão de fumaça IEC Resistência a óleo IEC condições de acordo com Temperatura mínima da instalação recomendada: - 15 C Temperatura mínima de operação: - 40 C Identificação dos condutores: Numeração na cor preta sobre base na cor branca Identificação na cobertura externa: Numero do lote; código do cabo; seção do cabo; tensão; temperatura de operação; normas aplicáveis; nome do fabricante; metragem. Tel , fax ,

27 27 LKSM-SHF2 250V CÓDIGO PADRÃO Numero de condutores e seção (N x mm 2 ) Seção da armaçao mm 2 Diâmetro externo Peso aproximado (Kg/Km) Corrente Nominal à 45 C (A) Raio de curvatura mínimo para instalação fixa x0,5 3,1 7,0 80 8, x0,5 3,1 7,5 85 7, x0,5 3,1 8,0 95 6, x0,5 3,2 8, , x0,5 3,5 9, , x0,5 4,6 11, , x0,5 4,8 11, , x0,5 5,1 12, , x0,5 5,5 12, , x0,5 5,8 13, , x0,5 6,1 14, , x0,5 6,8 15, , x0,5 6,9 15, , x0,5 9,9 16, , x0,5 10,9 18, , x0,75 3,6 7, , x0,75 3,6 7, , x0,75 3,6 8, , x0,75 4,1 9, , x0,75 4,1 10, , x0,75 5,1 12, , x0,75 5,3 12, , x0,75 5,6 13, , x0,75 6,1 14, , x0,75 6,3 14, , x0,75 11,0 18, , x0,75 11,7 17, , x0,75 11,7 17, , x0,75 11,8 18, , x0,75 11,9 19, , V CABO ELÉTRICO 1/2013

28 28 250V CABO ELÉTRICO 1/2013 RFE-SHF2 CONSTRUÇÃO: CABO ELÉTRICO, ARMADO, DE INSTRUMENTAÇÃO E COMUNICAÇÃO. 250V NORMA: IEC , projeto 1. Condutor - Fios de cobre eletrolítico IEC Classe 2 - Fios de cobre eletrolítico estanhado, sob consulta 2.Isolamento - Composto termofixo de polietileno (XLPE) IEC Par torcido - Dois condutores isolados e torcidos par a par Para agrupamento de quatro condutores, ver nota na pagina seguinte 4. Separador - Fita de poliéster não higroscópica 5. Armação - Condutor de dreno em cobre eletrolítico (para todos os tipos) - Fios de cobre trançados (>94% de cobertura) IEC Fios de cobre estanhados, sob consulta 6. Cobertura externa - Poliolefine termoindurecido livre de halogênio (SHF2) IEC Cor padrão, cinza; outras cores sob consulta oleo Retardante a Chama Fogo Livre de Halogênio Baixa emissão De fumaça Aplicação: Instalação fixa em ativos offshore e embarcações Nota: Se a instalação do cabo ficar submetida a luz solar, a cobertura externa na cor preta é a mais recomendada Tensão de trabalho: 150/250V (300V) Máx. temperatura no condutor + 90 C Retardante a chama IEC teste com cabo/condutor isolado IEC teste com agrupamento cabo/condutor, categoria A Livre de Halogênio IEC Emissão de fumaça IEC Resistência a óleo IEC condições de acordo com Características elétricas: Resistência do par em loop, Max. +20 C Capacitância do par Indutância do loop Resistência de isolamento, + 20 C 0,5mm 2 0,75mm 2 1,5mm 2 unidade ,4 Ω/km nf/km 0,6 0,6 0,7 mh/km MΩ*km. Temperatura mínima da instalação recomendada: - 15 C Temperatura mínima de operação: - 40 C Identificação na cobertura externa: Numero do lote; código do cabo; seção do cabo; tensão; temperatura de operação; normas aplicáveis; nome do fabricante Tel , fax ,

29 29 RFE-SHF2 250V CÓDIGO PADRÃO Numero de condutores e seção (N x mm 2 ) Diâmetro externo Peso aproximado (Kg/Km) Raio de curvatura mínimo para instalação fixa x2x0,5 7, x2x0,5 Quad 8, x2x0,5 10, x2x0,5 11, x2x0,5 14, x2x0,5 14, x2x0,5 17, x2x0,5 17, x2x0,5 18, x2x0,5 19, x2x0,5 21, x2x0,5 23, x2x0,5 28, x2x0,75 7, x2x0,75 Quad 9, x2x0,75 11, x2x0,75 12, x2x0,75 15, x2x0,75 16, x2x0,75 18, x2x0,75 19, x2x0,75 20, x2x0,75 21, x2x0,75 23, x2x0,75 26, x2x0,75 29, x2x1,5 9, x2x1,5 Quad 11, x2x1,5 14, x2x1,5 17, x2x1,5 20, x2x1,5 21, x2x1,5 24, x2x1,5 25, x2x1,5 27, x2x1,5 31, x2x1,5 35, x2x1,5 39, V CABO ELÉTRICO 1/2013 Identificação dos condutores Cada par, na cor branca e azul e seguindo numeração sequencial ( 1,2,3,4,5,6...) No caso de agrupamento de quatro condutores, deve-se seguir a orientação: Condutor 1, branco Condutor 2, azul Condutor 3, branco Condutor 4, azul

30 30 250V CABO ELÉTRICO 1/2013 RFE-SHF2 (i) CONSTRUÇÃO: CABO ELÉTRICO, ARMADO, DE CONTROLE E INSTRUMENTAÇÃO COM BLINDAGEM INDIVIDUAL ( PAR A PAR ) E COLETIVA. 250V NORMA: IEC , projeto 1. Condutor - Fios de cobre eletrolítico IEC Classe 2 - Fios de cobre eletrolítico estanhado, sub consulta 2. Isolamento - Composto termofixo de polietileno (XLPE) IEC Par torcido e blindagem do par - Dois condutores isolados e torcidos par a par - fita de alumínio plastificada e um condutor de dreno em cobre estanhado 4. Separador e preenchiment - Fita de poliéster não higroscópica 5. Armação - Condutor de dreno em cobre eletrolítico (para todos os tipos) - Fios de cobre trançados (90% de cobertura) IEC Fios de cobre estanhados, sob consulta 6. Cobertura externa - Poliolefine termoindurecido livre de halogênio (SHF2) IEC Cor padrão, cinza; outras cores sob consulta oleo Retardante a Chama Fogo Livre de Halogênio Baixa emissão De fumaça Aplicação: Instalação fixa em ativos offshore e embarcações. Nota: Se a instalação do cabo ficar submetida a luz solar, a cobertura externa na cor preta é a mais recomendada Tensão de trabalho: 150/250V (300V) Máx. temperatura no condutor + 90 C Retardante a chama IEC teste com cabo/condutor IEC teste com agrupamento cabo/condutor, categoria A Livre de Halogênio IEC Emissão de fumaça IEC Resistência a óleo IEC (condições de acordo com ) Características elétricas: Resistência do par em loop, Max. +20 C Capacitância do par Indutância do loop. IResistência de isolamento, + 20 C 0,75mm 2 1,5mm 2 unidade 52 24,4 Ω/km nf/km 0,6 0,7 mh/km MΩ*km. Temperatura mínima da instalação recomendada: - 15 C Temperatura mínima de operação: - 40 C Identificação na cobertura externa: Numero do lote; código do cabo; seção do cabo; tensão; temperatura de operação; normas aplicáveis; nome do fabricante; metragem. Tel , fax ,

31 31 RFE-SHF2(i) 250V CÓDIGO PADRÃO Numero de condutores e seção (N x mm 2 ) Diâmetro externo Peso aproximado (Kg/Km) Raio de curvatura mínimo para instalação fixa x2x0,75 7, x4x0,75 9, x2x0,75 11, x2x0,75 13, x2x0,75 15, x2x0,75 16, x2x0,75 19, x2x0,75 20, x2x0,75 21, x2x0,75 24, x2x0,75 27, x2x1,5 10, x4x1,5 11, x2x1,5 14, x2x1,5 17, x2x1,5 20, x2x1,5 22, x2x1,5 25, x2x1,5 26, x2x1,5 28, x2x1,5 32, Identificação dos condutores Cada par, na cor branca e azul e seguindo numeração sequencial ( 1,2,3,4,5,6...) Os pares também são cobertos por uma fita numerada ( 1,2,3,4,5,6...) 250V CABO ELÉTRICO 1/2013

32 32 250V CABO ELÉTRICO 1/2013 CABO ELÉTRICO, ARMADO, DE INSTRUMENTAÇÃO E COMUNICAÇÃO, RFE-FRSHF2 RESISTENTE AO FOGO. 250V CONSTRUÇÃO: NORMA: IEC , projeto 1. Condutor - Fios de cobre eletrolítico IEC Classe 2 - Fios de cobre eletrolítico estanhado, sob consulta 2. Isolamento - Mica tape - Composto termofixo de polietileno (XLPE) IEC Par torcido - Dois condutores isolados e torcidos par a par Para agrupamento de quatro condutores, ver nota na pagina seguinte 4. Separador e preenchiment - Fita de poliéster não higroscópica 5. Armação - Condutor de dreno em cobre eletrolítico (para todos os tipos) - Fios de cobre trançados (>94% de cobertura) IEC Fios de cobre estanhados, sob consulta 6. Cobertura externa - Poliolefine termoindurecido livre de halogênio (SHF2) IEC Cor padrão, laranja; outras cores sob consulta oleo Retardante a Chama Fogo Livre de Halogênio Baixa emissão De fumaça Aplicação: Instalação fixa em ativos offshore e embarcações Nota: Se a instalação do cabo ficar submetida a luz solar, a cobertura externa na cor preta é a mais recomendada Tensão de trabalho: 150/250V (300V) Máx. temperatura no condutor + 90 C Retardante a chama IEC teste com cabo/condutor IEC teste com agrupamento cabo/condutor, categoria A fogo IEC Livre de Halogênio IEC series Emissão de fumaça IEC series Resistência a óleo IEC condições de acordo com Características elétricas Resistência do par em loop, Max. +20 C Capacitância do par Indutância do loop Resistência de isolamento, + 20 C 0,75mm 2 1,5mm 2 unidade 52 24,4 Ω/km nf/km 0,6 0,7 mh/km MΩ*km. Temperatura mínima da instalação recomendada: - 15 C Temperatura mínima de operação: - 40 C Identificação na cobertura externa: Numero do lote; código do cabo; seção do cabo; tensão; temperatura de operação; normas aplicáveis; nome do fabricante; metragem. Tel , fax ,

CABOS ESPECIAIS CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA SIMÉTRICO SOLUÇÕES ESPECIAIS SINAL GARANTIDO DE PONTA A PONTA

CABOS ESPECIAIS CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA SIMÉTRICO SOLUÇÕES ESPECIAIS SINAL GARANTIDO DE PONTA A PONTA CABO INVERSOR DE FREQUÊNCIA pretas numeradas + uma veia verde/amarela. em fita de alumínio invertida + dreno estanhado de 0,5mm2 sobreposta por trança de cobre estanhado. SINAL GARANTIDO DE PONTA A PONTA

Leia mais

Cabos Navais. Introdução

Cabos Navais. Introdução Cabos Navais Introdução A Prysmian Energia Cabos e Sistemas do Brasil S.A. apresenta a sua linha de cabos para aplicação em plataformas de petróleo off-shore e navios, tipo LS0H (Low Smoke Zero Halogen),

Leia mais

Cabo Cofivinil HEPR (1 Condutor) 0,6/1kV 90 o C

Cabo Cofivinil HEPR (1 Condutor) 0,6/1kV 90 o C Cabo Cofivinil HEPR (1 Condutor) 0,6/1kV 90 o C 1 Dados Construtivos: 1.1 Desenho: 1 2 3 4 1 Condutor: Fios de cobre eletrolítico nu, têmpera mole. Encordoamento classe 05. 2 Separador: Fita não higroscópica

Leia mais

Cabo para Sinal e Detecção de Incêndio - s/ blindagem - 600 V - flexível - Instalações contínuas cem tubulação de aço galvanizado para blindagem eletrostática e magnética; Cabo formado por dois ou mais

Leia mais

Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V

Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V Características Construtivas 1) Para Fio Inbranil Antichama: condutor sólido de cobre eletrolítico nu, têmpera mole, classe 1. Para Cabo Inbranil Antichama: condutor

Leia mais

-30.-40-40 -40-50 -40 X -90-190 X -70

-30.-40-40 -40-50 -40 X -90-190 X -70 APRESENTAÇÃO A FNCE, empresa nacional com tradição a mais de 0 anos no mercado de condutores elétricos esta comprometida com a qualidade de seus produtos, treinamentos dos seus colaboradores e preservação

Leia mais

FAST-LAN ETHERNET INDUSTRIAL CAT.6 F/UTP 23AWGx4P

FAST-LAN ETHERNET INDUSTRIAL CAT.6 F/UTP 23AWGx4P FAST-LAN ETHERNET INDUSTRIAL CAT.6 F/UTP 23AWGx4P Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto FASTLAN Construção Categoria 6 F/UTP (blindado) PVC/TPU - CM/CMX Características Gerais Descritivo Ambiente

Leia mais

CABOS ISOLADOS / COBERTOS DE BAIXA TENSÃO (até 1kV) Nota: Sob consulta, os cabos Forex, Flexonax, Forenax, Forefix podem ser fornecidos com armadura Fio e Cabo WPP Cordão FOREPLAST (300 V) Os fios WPP

Leia mais

Soluções inovadoras em fios e cabos elétricos.

Soluções inovadoras em fios e cabos elétricos. 1 Soluções inovadoras em fios e cabos elétricos. Somos um dos maiores fabricantes mundiais de fios e cabos, com mais de 170 anos de história de progresso contínuo em nível global e mais de 40 anos no Brasil.

Leia mais

atron cabos, sa www.atron.pt SEGURANÇA

atron cabos, sa www.atron.pt SEGURANÇA atron cabos, sa www.atron.pt SEGURANÇA Í N D I C E SEGURANÇA Micro Coaxiais para C.C.T.V Cabos de Sistemas C.C.T.V Cabos de Alarme Fogo - Detecção Pág. 07 Pág. 09 Pág. 19 Pág. 22 6 MICRO COAXIAIS PARA

Leia mais

CABO GIGALAN AUGMENTED CAT. 6A F/UTP 23AWGX4P

CABO GIGALAN AUGMENTED CAT. 6A F/UTP 23AWGX4P CABO GIGALAN AUGMENTED CAT. 6A F/UTP 23AWGX4P Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto Construção GigaLan Augmented RoHS Compliant Categoria 6A F/UTP (blindado) PVC - CM, CMR Características Gerais

Leia mais

CABO GIGALAN AUGMENTED 23AWG x 4 P CAT. 6 F/UTP

CABO GIGALAN AUGMENTED 23AWG x 4 P CAT. 6 F/UTP CABO GIGALAN AUGMENTED 23AWG x 4 P CAT. 6 F/UTP Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto Construção GigaLan Augmented RoHS Compliant Categoria 6A F/UTP (blindado) PVC - CM, CMR Características Gerais

Leia mais

Manual Técnico. Aplicações recomendadas para os fios e cabos de BT e MT

Manual Técnico. Aplicações recomendadas para os fios e cabos de BT e MT Manual Técnico Aplicações recomendadas para os fios e cabos de BT e MT Líder Mundial na Indústria de Cabos Com a energia como base de seu desenvolvimento, a Nexans é a líder mundial na indústria de cabos,

Leia mais

Superintendência de Desenvolvimento e Engenharia da Distribuição TD ND-3.3 - TABELAS

Superintendência de Desenvolvimento e Engenharia da Distribuição TD ND-3.3 - TABELAS 02.111-TD/AT-3013a Superintendência de Desenvolvimento e Engenharia da Distribuição TD ND-3.3 - TABELAS Gerência de Desenvolvimento e Engenharia de Ativos da Distribuição TD/AT Belo Horizonte Setembro/2013

Leia mais

ANEXO 5 MATERIAIS E FERRAMENTAS ESPECÍFICAS (PARTE 1 CABOS)

ANEXO 5 MATERIAIS E FERRAMENTAS ESPECÍFICAS (PARTE 1 CABOS) ANEXO 5 MATERIAIS E FERRAMENTAS ESPECÍFICAS (PARTE 1 CABOS) MANUAL ITED 1ª edição ANEXO 6 1 CABOS TVV E TVHV 1 2 3 4 1 5 2 3 1. Revestimento Exterior (camada de PVC) 2. Cintagem 3. Isolamento do condutor

Leia mais

Cabos de Telecomunicações

Cabos de Telecomunicações Cabos de Telecomunicações A General Cable detém uma posição de liderança tecnológica no fabrico de cabos de telecomunicações. A unidade fabril de Morelena, que concentra a produção na Europa desde tipo

Leia mais

Liderança em Cabos Vulcanizados. Cabos unipolares para altas temperaturas

Liderança em Cabos Vulcanizados. Cabos unipolares para altas temperaturas Cabos unipolares para altas temperaturas 2 A CONFIABILIDADE QUE FAZ A DIFERENÇA (Estas certificações são da linha geral de cabos produzidos pela Cofibam) Política da qualidade A COFIBAM SE COMPROMETE EM

Leia mais

INDICE. Catálogo de cabos industriais e energia CAPÍTULOS

INDICE. Catálogo de cabos industriais e energia CAPÍTULOS INDICE Catálogo de cabos industriais e energia CAPÍTULOS 1 Cabos de Energia Harmonizados 2 Cabos de Energia - Baixa Tensão (0,6/1kV) 3 Cabos de Energia de Média e Alta Tensão 4 Cabos de Segurança 5 Cabos

Leia mais

TABELA 1 Os métodos de referência são os de instalação indicados na NBR - 5410

TABELA 1 Os métodos de referência são os de instalação indicados na NBR - 5410 CAPACIAE E CONUÇÃO E CORRENTE PARA CABO E BAIXA TENÃO O dimensionamento de uma instalação elétrica alimentada sob tensão nominal igual ou inferior a 00V, em corrente alternada é a 0V em corrente contínua,

Leia mais

FieldLink para aplicações de Ethernet industrial

FieldLink para aplicações de Ethernet industrial FieldLink para aplicações de Ethernet industrial : Retardador de chamas Resistente a respingo de solda Altamente flexível Instalação permanente Sem halogênio Sem silicone Resistente à luz solar Resistente

Leia mais

cabos para áudio vídeo broadcast

cabos para áudio vídeo broadcast cabos para áudio vídeo broadcast apresentação A CV AUDIO inciou uma parceria com a espanhola Conducfil para oferecer cabos com qualidade europeia aos profissionais de áudio, vídeo e Broadcast de todo o

Leia mais

Certificado de Registro e Classificação Cadastral - CRCC

Certificado de Registro e Classificação Cadastral - CRCC CERTIFICAMOS que a empresa acima identificada encontra-se regularmente inscrita no Cadastro de es de Materiais e/ou Serviços da PETROBRAS e habilitada para as especialidades indicadas conforme relação

Leia mais

Cabos Elétricos. Cabo Conduspar BWF 750V. Cabo Singelo Flexpar BWF 750V

Cabos Elétricos. Cabo Conduspar BWF 750V. Cabo Singelo Flexpar BWF 750V Cabos Elétricos Cabo Conduspar BWF 750V Características Construtivas (NBR NM47-3): Fios sólidos cobre eletrolítico, seção circular não compactado, têmpera mole, classe encordoamento (NBR NM80), isolamento

Leia mais

POLIRON 105 CM 03 CL2 B FR Cabo Controle Blindado 3 x 0,50 70ºC 0,5kV classe 2

POLIRON 105 CM 03 CL2 B FR Cabo Controle Blindado 3 x 0,50 70ºC 0,5kV classe 2 POLIRON Código 7200 POLIRON 105 CM 02 CL2 B FR Cabo Controle Blindado 2x 0,50 70ºC 0,5kV classe 2 /bitolas de 1,5mm 2 a 10 estruturado, alimentação, sist. microprocessados, em plantas industria quimica,

Leia mais

Cabo Óptico Tubo Único Dielétrico

Cabo Óptico Tubo Único Dielétrico Os cabos ópticos Telcon proporcionam excelente performance de transmissão. Este cabo tem como diferencial ser constituído por um único tubo loose, protegidos por termoplástico preto retardante a chama

Leia mais

Fios e cabos elétricos

Fios e cabos elétricos Fios e cabos elétricos Fios e cabos elétricos 3 FIO PLASTICOM ANTICHAMA 450/750 V 5 CAbO PLASTICOM ANTICHAMA 450/750 V 7 CAbO CObreNAx ANTICHAMA 0,6/1 kv 9 CAbO COMPex 0,6/1 kv (COMPACTADO) 11 CAbO FLexICOM

Leia mais

CONDUTORES ISOLADOS E SEUS ACESSÓRIOS PARA REDES

CONDUTORES ISOLADOS E SEUS ACESSÓRIOS PARA REDES CONDUTORES ISOLADOS E SEUS ACESSÓRIOS PARA REDES Cabos ignífugos de baixa tensão Características e ensaios Elaboração: DNT Homologação: conforme despacho do CA de 2007-01-11 Edição: 1ª Emissão: EDP Distribuição

Leia mais

RF-75 0,5 / 3,0 (DT)

RF-75 0,5 / 3,0 (DT) 401.006 RF-75 0,5 / 3,0 (DT) Data: 11/00 Rev.: Antenas domésticas de TV, rádio e TV, VHF e UHF, informática, automação. Prática Telebrás 235-330-702 Condutor interno: Cobre estanhado, 0,49 mm Isolamento:

Leia mais

EM-RIOLUZ-74 ESPECIFICAÇÃO DE CABO PARA REDE SUBTERRÂNEA DE IP

EM-RIOLUZ-74 ESPECIFICAÇÃO DE CABO PARA REDE SUBTERRÂNEA DE IP DIRETORIA TECNOLÓGICA E DE PROJETO DTP GERÊNCIA TECNOLÓGICA E DE DESENVOLVIMENTO GTD EM-RIOLUZ-74 ESPECIFICAÇÃO DE CABO PARA REDE SUBTERRÂNEA DE IP EMISSÃO- 02 29.12.2014 ESPECIFICAÇÃO EM-RIOLUZ-74 EMISSÃO

Leia mais

FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR

FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR Tipo do Produto Cabos Ópticos Construção Dielétrico Tight Monomodo ou Multimodo Descrição Cabo óptico tipo "tight", constituído por fibras ópticas do tipo multimodo ou monomodo.

Leia mais

Sistema Normativo Corporativo

Sistema Normativo Corporativo Sistema Normativo Corporativo PADRÃO TÉCNICO VERSÃO Nº ATA Nº DATA DATA DA VIGÊNCIA 00-13/07/2009 13/07/2009 APROVADO POR José Rubens Macedo Junior SUMÁRIO 1. RESUMO...3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES...3 3.

Leia mais

Cabo Optico Aéreo Dielétrico Tubo unico ASU (NR/RC)

Cabo Optico Aéreo Dielétrico Tubo unico ASU (NR/RC) Cabo Optico Aéreo Dielétrico Tubo unico ASU (NR/RC) Os cabos ópticos TELCON contam com uma excelente proteção e transmissão óptica para conectar longas distancias e outros serviços como Multimedia, Internet

Leia mais

Uma história de evolução e constante expansão

Uma história de evolução e constante expansão 2 Uma história de evolução e constante expansão A história da SIL é resultado de um trabalho empreendedor, pautado pela ética, confiabilidade e seriedade. A companhia foi, por duas décadas, uma das principais

Leia mais

CABO INSTRUMENTAÇÃO/CONTROLE ARMADO/BLINDADO ATC/ATS BFI - FIRE RESISTANT - MICA TAPE/XLPE/SHF1 - Multi Par/Triplo - 0,15/0,25Kv (300V) - IEC 60331

CABO INSTRUMENTAÇÃO/CONTROLE ARMADO/BLINDADO ATC/ATS BFI - FIRE RESISTANT - MICA TAPE/XLPE/SHF1 - Multi Par/Triplo - 0,15/0,25Kv (300V) - IEC 60331 CABO INSTRUMENTAÇÃO/CONTROLE ARMADO/BLINDADO ATC/ATS BFI - FIRE RESISTANT - MICA TAPE/XLPE/SHF1 - Multi Par/Triplo - 0,15/0,25Kv (300V) - IEC 60331 CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS 1) Condutor formado por

Leia mais

Produtos. Fio e Cabo Pauliplast BWF 750V. Fio e Cabo de Cobre Nu. 2 www.ipce.com.br. Fios e cabos para uso geral de baixa tensão

Produtos. Fio e Cabo Pauliplast BWF 750V. Fio e Cabo de Cobre Nu. 2 www.ipce.com.br. Fios e cabos para uso geral de baixa tensão Fio e Cabo de Cobre Nu Fio e Cabo Pauliplast BWF 750V Características dimensionais e resistência elétrica de fios e cabos de cobre nu, meio duro e duro Empregados em linhas aéreas para transmissão e distribuição

Leia mais

Av. Maria Leonor, 1222 Pq. Reid Diadema CEP 09920-080 Tel.: 55-11 4092-9000 FAX.: 55 11 4092-9090

Av. Maria Leonor, 1222 Pq. Reid Diadema CEP 09920-080 Tel.: 55-11 4092-9000 FAX.: 55 11 4092-9090 v 6 5 4 3 2 1 1- condutor 2- isolação 3- separador 4- capa intermediária 5- trança de cobre estanhado 6- capa externa CONSTRUÇÃO CONDUTORES: formados com 7 elementos de cobre eletrolítico, conforme NM

Leia mais

atron cabos, sa www.atron.pt DADOS E COMUNICAÇÃO - v01

atron cabos, sa www.atron.pt DADOS E COMUNICAÇÃO - v01 atron cabos, sa www.atron.pt DADOS E COMUNICAÇÃO v01 Í N D I C E DADOS E COMUNICAÇÃO Telefónicos Interiores Transmissão de Dados Pág. 03 Pág. 07 3 CABOS TELEFÓNICOS INTERIORES CABO PLANO TIPO CONSTITUIÇÃO

Leia mais

FIOS E CABOS BAIXA TENSÃO

FIOS E CABOS BAIXA TENSÃO FIOS E CABOS BAIXA TENSÃO Conceitos Básicos sobre es Elétricos Definições: Vergalhão Produto metálico não-ferroso de seção maciça circular, destinado à fabricação de fios. Fio Metálico Produto maciço,

Leia mais

Prefeitura Municipal de Patos de Minas Secretaria Municipal de Administração.

Prefeitura Municipal de Patos de Minas Secretaria Municipal de Administração. PREGÃO nº 132/2008 ANEXO I Proposta de Preços Processo: 7926/2008 Razão Social do Licitante: CNPJ: Insc Estadual: Endereço: Cidade: Estado: Telefone : Fax : e-mail : INFORMACÕES PARA PAGAMENTOS (quando

Leia mais

ITEN - INSTITUTO TECNOLÓGICO DE ENSAIOS LTDA.

ITEN - INSTITUTO TECNOLÓGICO DE ENSAIOS LTDA. ITEN - INSTITUTO TECNOLÓGICO DE ENSAIOS LTDA. Laboratório pertencente à RBLE. Relatório de Ensaios de Produtos (REP): n. 1403054-2/03 Emissão: 28.07.2014 Solicitante: Endereço: Fabricante: Eletrocal Indústria

Leia mais

CAPACIDADE DE CONDUÇÃO DE CORRENTE 1/40

CAPACIDADE DE CONDUÇÃO DE CORRENTE 1/40 1/40 Os valores de capaci dade de condução de correntes constantes das tabelas a seguir, foram calculados de acordo com os critérios estabelecidos pela NBR 11301. Para os cálculos foram consideradas aterradas

Leia mais

Seminário Online DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS

Seminário Online DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS Seminário Online DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS Leonel Rodrigues Gerente de Aplicação de Produto Nexans Product Application Dept. Sep 2014 1 Dimensionamento de Condutores Elétricos Dimensionamento

Leia mais

NORMAS TÉCNICAS BRASILEIRAS SOBRE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

NORMAS TÉCNICAS BRASILEIRAS SOBRE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS NORMAS TÉCNICAS BRASILEIRAS SOBRE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS Novas Normas NBR IEC 61643-1 - Dispositivos de proteção contra surtos em baixa tensão - Parte 1: Dispositivos de proteção conectados a sistemas de

Leia mais

ANEXO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

ANEXO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ANEXO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Este documento é parte integrante da Ata de Registro de Preços nº PE.DAQ.G.0132.2009, celebrada entre FURNAS e a empresa CONDUSPAR CONDUTORES ELÉTRICOS LTDA., que teve

Leia mais

CABO ÓPTICO FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR

CABO ÓPTICO FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR CABO ÓPTICO FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR Tipo do Produto Cabos Ópticos Família do Produto Construção TeraLan Dielétrico Tight Monomodo ou Multimodo Descrição Cabo óptico tipo "tight", constituído por fibras

Leia mais

FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR

FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR Tipo do Produto Construção Cabos Ópticos Dielétrico Tight Monomodo ou Multimodo Descrição Cabo óptico tipo "tight", constituído por fibras ópticas do tipo multimodo ou monomodo.

Leia mais

Catálogo de. Produtos

Catálogo de. Produtos Catálogo de Produtos Atualização: Janeiro/01. Sumário Tabelas de Dimensionamento Fios e Cabos Elétricos de Cobre para Baixa Tensão 6 Fio Sólido BWF 0 V Cabo BWF 0 V 8 Cabo Flexível Corfitox HEPR 90 C 0,6/1

Leia mais

Noções Básicas de identificação da qualidade de cabos coaxiais e pares trançados

Noções Básicas de identificação da qualidade de cabos coaxiais e pares trançados Noções Básicas de identificação da qualidade de cabos coaxiais e pares trançados Este tutorial apresenta noções básicas de identificação da qualidade de cabos coaxiais e pares trançados. Mauricio Matos

Leia mais

atron cabos, sa www.atron.pt CABOS PARA SISTEMAS FOTOVOLTAICOS

atron cabos, sa www.atron.pt CABOS PARA SISTEMAS FOTOVOLTAICOS atron cabos, sa www.atron.pt Í N D I C E Interligação de Painéis Alimentação dos Inversores / Rede Pág. 03 Pág. 05 3 CABO SOLAR FLEX - 1x4 mm² 1 2 3 Cabo solar flexível de 4 mm² para instalações fotovoltaicas

Leia mais

Proteção de cabos. o valor da relação Uo/U, que representa o quanto o cabo suporta de sobretensão fase-terra (Uo) e entre fases (U).

Proteção de cabos. o valor da relação Uo/U, que representa o quanto o cabo suporta de sobretensão fase-terra (Uo) e entre fases (U). 32 Apoio Proteção e seletividade Capítulo XII Proteção de cabos Por Cláudio Mardegan* Falando em proteção de cabos, este capítulo abordará de proteção deve ficar, no máximo, igual ao valor de alguns critérios

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUMÁRIO CONTEÚDO PG. 1. OBJIVO 02 2. ÂMBITO 02 3. CONCEITOS 02 4. NORMAS E LEGISLAÇÃO APLICÁVEIS 02 5. INSTRUÇÕES GERAIS 03 5.1. Condições de Operação 03 5.2. Materiais e Construção 04 6. PROCEDIMENTOS

Leia mais

FAST CIT ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA. Tipo do Produto. Construção. Descrição. Aplicações

FAST CIT ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA. Tipo do Produto. Construção. Descrição. Aplicações FAST CIT Tipo do Produto Cabos Telefônicos Construção 02 a 200 pares Núcleo seco Classificação de retardância a chama: CM ROHS Compliant Descrição Cabo telefônico constituído por condutores de cobre eletrolítico,

Leia mais

Portaria n.º 589, de 05 de novembro de 2012

Portaria n.º 589, de 05 de novembro de 2012 Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 589, de 05 de novembro de 2012 O PRESIDENTE

Leia mais

PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PROJETO: ELÉTRICO Modelo: 3.000 m2 MAIO 2011 SUMÁRIO 1. GENERALIDADES... 03 2. DOCUMENTOS APLICÁVEIS... 04 3. DESCRIÇÃO DO PROJETO...

Leia mais

REPRESENTANTE AUTORIZADO CONSTRUTORAS, INSTALADORAS E B2B - SP

REPRESENTANTE AUTORIZADO CONSTRUTORAS, INSTALADORAS E B2B - SP REPRESENTANTE AUTORIZADO CONSTRUTORAS, INSTALADORAS E B2B - SP 50 anos. E muitas obras de experiência. Em sua longa trajetória, o Grupo Nambei já realizou o fornecimento de fios e cabos para centenas de

Leia mais

CFOT-MF/UB. Interno / Externo

CFOT-MF/UB. Interno / Externo CFOT-MF/UB Tipo do Produto Cabos Ópticos Construção Dielétrico Núcleo Seco Tubo Loose (UB) ou Cordão Monofibra (MF) SM ou MM Descrição Conjunto constituído por cordões ópticos ("tight buffer") ou tubos

Leia mais

Cabos para instalações de energia solar fotovoltaica PARA UMA ENERGIA LIMPA

Cabos para instalações de energia solar fotovoltaica PARA UMA ENERGIA LIMPA Cabos para instalações de energia solar fotovoltaica PARA UMA ENERGIA LIMPA Soluções inovadoras em fios e cabos elétricos. Somos um dos maiores fabricantes mundiais de fios e cabos, com mais de 70 anos

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS SITE: www.amm.org.br- E-mail: engenharia@amm.org.br AV. RUBENS DE MENDONÇA, N 3.920 CEP 78000-070 CUIABÁ MT FONE: (65) 2123-1200 FAX: (65) 2123-1251 MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES

Leia mais

NTU AES 003-1. Condutores Elétricos Distr. Subterrânea NORMA TÉCNICA UNIFICADA AES ELETROPAULO / AES SUL

NTU AES 003-1. Condutores Elétricos Distr. Subterrânea NORMA TÉCNICA UNIFICADA AES ELETROPAULO / AES SUL NTU AES 003-1 Condutores Elétricos Distr. Subterrânea NORMA TÉCNICA UNIFICADA AES ELETROPAULO / AES SUL Elaborado: Aprovado: DATA: 30/09/2010 João Carlos Nacas AES Eletropaulo Fernanda Pedron AES Sul Sergio

Leia mais

Montagem de cabo coaxial digital

Montagem de cabo coaxial digital Montagem de cabo coaxial digital No Módulo 2 de nosso curso discutimos as vantagens e desvantagens de técnicas de montagem utilizando solda ou processo de crimpagem. Na ocasião, todos os presentes puderam

Leia mais

DIMENSIONAMENTO OS SEIS CRITÉRIOS TÉCNICOS DE DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS:

DIMENSIONAMENTO OS SEIS CRITÉRIOS TÉCNICOS DE DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS: DIMENSIONAMENTO OS SEIS CRITÉRIOS TÉCNICOS DE DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS: Chamamos de dimensionamento técnico de um circuito à aplicação dos diversos itens da NBR 5410 relativos à escolha

Leia mais

Esquematicamente, a rede de assinantes é composta pelos seguintes elementos: Planta Externa. Caixa de Distribuição. Cabo Primário.

Esquematicamente, a rede de assinantes é composta pelos seguintes elementos: Planta Externa. Caixa de Distribuição. Cabo Primário. 2 REDE DE ASSINANTES É a parcela do sistema telefônico que interliga a central local com o aparelho telefônico. Além da voz, é usada também para comunicação de dados. Atualmente a rede de assinantes é

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título CONDUTOR DE ALUMÍNIO MULTIPLEXADO

ESPECIFICAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título CONDUTOR DE ALUMÍNIO MULTIPLEXADO ESPECIFICAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título CONDUTOR DE ALUMÍNIO MULTIPLEXADO Código ETD-00.023 Data da emissão 28.12.1993 Data da última revisão 09.09.2009 Folha 1 SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Normas Complementares

Leia mais

Boletim Técnico. A Belden Amplia a Linha DataTuff com Cabos Livres de Halogênio, Emissão Reduzida de Fumaça e Blindagem para Instalação Subterrânea

Boletim Técnico. A Belden Amplia a Linha DataTuff com Cabos Livres de Halogênio, Emissão Reduzida de Fumaça e Blindagem para Instalação Subterrânea Boletim Técnico NP 23P Industrial Ethernet Não importa se você especifica cabos cobre ou fibra óptica, sua re atingirá picos eficiência e confiabilida com os cabos industriais para Ethernet DataTuff da

Leia mais

Instruções de Operação. Sistema de avaliação para sensores de fluxo VS3000

Instruções de Operação. Sistema de avaliação para sensores de fluxo VS3000 Instruções de Operação Sistema de avaliação para sensores de fluxo VS3000 Conteúdo Instruções de segurança... pág. 03 Função e características... pág. 04 Montagem... pág. 04 Conexão elétrica... pág. 05

Leia mais

A N E X O V I I I M Ó D U L O S C O N S T R U T I V O S D E L I N H A S E R E D E S D E D I S T R I B U I Ç Ã O S U B M E R S A S

A N E X O V I I I M Ó D U L O S C O N S T R U T I V O S D E L I N H A S E R E D E S D E D I S T R I B U I Ç Ã O S U B M E R S A S A N E X O V I I I M Ó D U L O S C O N S T R U T I V O S D E L I N H A S E R E D E S D E D I S T R I B U I Ç Ã O S U B M E R S A S C A T Á L O G O R E F E R E N C I A L DE M Ó D U L O S P A D R Õ E S D

Leia mais

CONDUTORES ELÉTRICOS

CONDUTORES ELÉTRICOS CONDUTORES ELÉTRICOS R = ρ l S ( Ω) Produto metálico, geralmente de forma cilíndrica, utilizada para transportar energia elétrica ou transmitir sinais elétricos. ρ cobre = 1,72 10-8 Ωm ρ alum = 2,80 10-8

Leia mais

C HAVE FUSÍVEL T IPO MZ PARA DISTRIBUIÇÃO

C HAVE FUSÍVEL T IPO MZ PARA DISTRIBUIÇÃO C HAVE FUSÍVEL T IPO MZ PARA DISTRIBUIÇÃO A Chave fusível tipo MZ foi desenvolvida para operar em redes de distribuição com tensões de 15, 27 e 38 kv. Especialmente projetada para proteger transformadores,

Leia mais

CABO INNOVSHORE INSTRUMENTAÇÃO ARMADO/BLINDADO ATA/AFC/AFA BF 0,15/0,25KV (300V) CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS CONDUTOR

CABO INNOVSHORE INSTRUMENTAÇÃO ARMADO/BLINDADO ATA/AFC/AFA BF 0,15/0,25KV (300V) CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS CONDUTOR CABO INNOVSHORE INSTRUMENTAÇÃO ARMADO/BLINDADO ATA/AFC/AFA BF 0,15/0,25KV (300V) CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS 1) Condutor formado por fios de cobre eletrolítico nu ou estanhado, têmpera mole, encordoamento

Leia mais

Cabos e acessórios para redes subterrâneas

Cabos e acessórios para redes subterrâneas Cabos e acessórios para redes subterrâneas Evoluindo com você. A distribuição de energia Vida atual com alta dependência de energia elétrica: produção serviços uso doméstico Conseqüências nas grandes cidades:

Leia mais

CHANDER FIRE DO BRASIL. equipamentos de segurança

CHANDER FIRE DO BRASIL. equipamentos de segurança CHANDER FIRE DO BRASIL equipamentos de segurança www.chanderfiredobrasil.com.br SISTEMA ENDEREÇÁVEL CENTRAL ENDEREÇÁVEL DE 250 ENDEREÇOS Especificações Técnicas: - Alimentação primária: 110V ou 220V AC

Leia mais

REGRAS de EXECUÇÃO. António M. S. Francisco (revisão 01/06)

REGRAS de EXECUÇÃO. António M. S. Francisco (revisão 01/06) REGRAS de EXECUÇÃO António M. S. Francisco (revisão 01/06) INTERNET Para informação completa e detalhada consultar o manual ITED em: http://www.anacom.pt Para informação sobre material (catálogo) para

Leia mais

Informações e Tabelas Técnicas

Informações e Tabelas Técnicas As instalações e dimensionamentos de fios e cabos elétricos de baixa tensão devem obedecer as recomendações indicadas na NBR 5410/2004. Características dos condutores de cobre mole para fios e cabos isolados

Leia mais

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17025 ENSAIO Norma de Origem: NIT-DICLA-013 Folha: 1/28 RAZÃO SOCIAL/DESIGNAÇÃO DO LABORATÓRIO INSTITUTO LAB SYSTEM DE PESQUISAS E S LTDA. ACREDITAÇÃO N FIOS, CABOS E CORDÕES S MECÂNICOS Ensaio de tração e alongamento

Leia mais

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Dimensionamento de Condutores Elétricos Dimensionamento de Condutores Elétricos Dimensionamento técnico baixa tensão Seção mínima Capacidade

Leia mais

CONECTORES PARA CABOS FLEXÍVEIS RAMAIS DE LIGAÇÃO E MEDIDORES

CONECTORES PARA CABOS FLEXÍVEIS RAMAIS DE LIGAÇÃO E MEDIDORES TÍTULO ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DA DISTRIBUIÇÃO CONECTORES PARA CABOS FLEXÍVEIS RAMAIS DE LIGAÇÃO E MEDIDORES CÓDIGO ESP-I-GPC-01/13 VERSÃO Nº APROVAÇÃO DATA DATA DA VIGÊNCIA R0 20/05/2013 CONTROLE DE REVISÃO

Leia mais

Tabelas de Dimensionamento

Tabelas de Dimensionamento Com o objetivo de oferecer um instrumento prático para auxiliar no trabalho de projetistas, instaladores e demais envolvidos com a seleção e dimensionamento dos em uma instalação elétrica de baixa tensão,

Leia mais

Roxtec BG soluções de vedação para equipotencialização e aterramento dos cabos

Roxtec BG soluções de vedação para equipotencialização e aterramento dos cabos Roxtec soluções de vedação para equipotencialização e aterramento dos cabos Aplicações previstas A família de produtos Roxtec é projetada para conectar e aterrar cabos armados e blindados, com segurança

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DO ITEM R$

ESPECIFICAÇÃO DO ITEM R$ ANEXO 2 Planilha Orçamentária Estimativa de Quantitativos e Preços Máximos Global e Unitários LOTE ÚNICO ESPECIFICAÇÃO DO ITEM Qtde. Unitário R$ Total R$ 01 02 03 04 05 CHAVE NIVEL TIPO BOIA,ATUACAO: ALARME

Leia mais

Alguns erros frequentes em cálculos de circuitos BT

Alguns erros frequentes em cálculos de circuitos BT Alguns erros frequentes em cálculos de circuitos B Lisardo Recio Maíllo www.prysmian.es Cabos termoplásticos (PVC) e cabos termoestáveis (XLPE ou EPR) Cabos termoplásticos (PVC) e cabos termoestáveis (XLPE

Leia mais

Tendências Tecnológicas, Cabos Isolados para Média e Alta Tensão

Tendências Tecnológicas, Cabos Isolados para Média e Alta Tensão Tendências Tecnológicas, Cabos Isolados para Média e Alta Tensão Roger Tocchetto Breve histórico: como chegamos onde estamos Materiais contemporâneos e tendências Desenvolvimentos recentes notáveis EPR

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Há 22 anos produzindo qualidade

APRESENTAÇÃO. Há 22 anos produzindo qualidade APRESENTAÇÃO Há 22 anos produzindo qualidade 3 A CONDUMIG - Indústria de Condutores Elétricos, localizada em Divinópolis, centro-oeste mineiro, é a maior fabricante de Fios e Cabos, Rígidos e Flexíveis

Leia mais

Cabo SOHOPLUS U/UTP CAT 5e 24 AWGX4P CMX

Cabo SOHOPLUS U/UTP CAT 5e 24 AWGX4P CMX Cabo SOHOPLUS U/UTP CAT 5e 24 AWGX4P CMX Tipo do Produto Cabos LAN Família do Produto Construção SOHOPLUS RoHS Compliant Categoria 5e U/UTP (não blindado) PVC - CMX Jm Características Gerais Descritivo

Leia mais

Experiência 03 Ensaio de Fios Condutores

Experiência 03 Ensaio de Fios Condutores Universidade Federal de Santa Catarina Departamento de Engenharia Elétrica Laboratório de Materiais Elétricos EEL 7051 Professor Clóvis Antônio Petry Experiência 03 Ensaio de Fios Condutores Fábio P. Bauer

Leia mais

Cabo Óptico Anti-Roedor com Fita de Aço Corrugada

Cabo Óptico Anti-Roedor com Fita de Aço Corrugada Cabo Óptico Anti-Roedor com Fita de Aço Corrugada Os cabos ópticos Telcon proporcionam excelente performance de transmissão e proteção das fibras ópticas contra mudanças ambientais. Estes cabos são formados

Leia mais

APLICAÇÃO PARA CABOS DE BAIXA E ALTA TEMPERATURA 2013 FNCE FABRICA NACIONAL DE CONDUTORES ELÉTRICOS

APLICAÇÃO PARA CABOS DE BAIXA E ALTA TEMPERATURA 2013 FNCE FABRICA NACIONAL DE CONDUTORES ELÉTRICOS APLICAÇÃO PARA CABOS DE BAIXA E ALTA TEMPERATURA 2013 FNCE FABRICA NACIONAL DE CONDUTORES ELÉTRICOS ÍNDICE INTRODUÇÃO...4 1. DEFINIÇÕES...5 1.1 REDONDO SÓLIDO...5 1.2 REDONDO NORMAL...5 1.3 REDONDO COMPACTO...5

Leia mais

Cabo Foreplast BWF Flexível 750V

Cabo Foreplast BWF Flexível 750V Cabo Foreplast BWF Flexível 7V Devido à sua flexibilidade, os cabos Foreplast BWF flexíveis são recoendados para fiações de quadros e painéis, alé das instalações fixas de construção civil. : Cobre nu,

Leia mais

APRESENTAÇÃO... 13. Unidade 1: Revisão de eletricidade básica. 1.1 Primeiras palavras... 17. 1.2 Problematizando o tema... 17

APRESENTAÇÃO... 13. Unidade 1: Revisão de eletricidade básica. 1.1 Primeiras palavras... 17. 1.2 Problematizando o tema... 17 ........... Sumário APRESENTAÇÃO.... 13 Unidade 1: Revisão de eletricidade básica 1.1 Primeiras palavras.... 17 1.2 Problematizando o tema... 17 1.3 Texto básico para estudos.... 17 1.3.1 Tensão Contínua

Leia mais

09/08/2015 DISCIPLINA: TECNOLOGIA DE REDES DE COMPUTADORES. Tecnologia em Jogos Digitais. Mídias (meios) de transmissão

09/08/2015 DISCIPLINA: TECNOLOGIA DE REDES DE COMPUTADORES. Tecnologia em Jogos Digitais. Mídias (meios) de transmissão Tecnologia em Jogos Digitais Mídias (meios) de transmissão DISCIPLINA: TECNOLOGIA DE REDES DE COMPUTADORES Mídias físicas: composta pelo cabeamento e outros elementos componentes utilizados na montagem

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL EZEQUIEL F. LIMA ATERRAMENTO E BLINDAGEM

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL EZEQUIEL F. LIMA ATERRAMENTO E BLINDAGEM GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL EZEQUIEL F. LIMA ATERRAMENTO E BLINDAGEM Os sistemas de cabeamento estruturado foram desenvolvidos

Leia mais

Portaria n.º 260, de 05 de junho de 2014.

Portaria n.º 260, de 05 de junho de 2014. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 260, de 05 de junho de 2014. O PRESIDENTE

Leia mais

Os termômetros de resistência podem ser isolados de altas tensões. Todavia, na prática, o espaço de instalação disponível é frequentemente pequeno

Os termômetros de resistência podem ser isolados de altas tensões. Todavia, na prática, o espaço de instalação disponível é frequentemente pequeno ProLine P 44000 Medições Precisas de Temperatura em Altas Tensões, até 6,6 kv Quando as temperaturas precisam ser medidas com termômetros de resistência Pt100 em ambientes sob altas tensões, os transmissores

Leia mais

CADASTRO TÉCNICO DE FORNECEDORES SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO MATERIAIS PADRONIZADOS APLICADOS EM CÂMARA DE TRANSFORMAÇÃO 15KV - ATENDIMENTO COLETIVO

CADASTRO TÉCNICO DE FORNECEDORES SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO MATERIAIS PADRONIZADOS APLICADOS EM CÂMARA DE TRANSFORMAÇÃO 15KV - ATENDIMENTO COLETIVO SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO CADASTRO TÉCNICO CÓDIGO TÍTULO VERSÃO CD.DT.PDN.03.14.001 03 APROVADO POR MARCELO POLTRONIERI ENGENHARIA E CADASTRO (DEEE) SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES...

Leia mais

ELÉTRICA. seção 7,98 4,95 3,30 1,91 33,2 39,4 48,0. Cordão Paralelo

ELÉTRICA. seção 7,98 4,95 3,30 1,91 33,2 39,4 48,0. Cordão Paralelo ELÉTRICA APLICAÇÕES: São utilizados em instalações de baixa tensão, como construção civil, instalações industriais e comerciais, para tensões de até 75V. CONDUTOR: Corda flexível, classe 4 de encordoamento

Leia mais

MISTURADOR SUBMERSO RÁPIDO MSR

MISTURADOR SUBMERSO RÁPIDO MSR Indústria e Comércio de Bombas D Água Beto Ltda Manual de Instruções MISTURADOR SUBMERSO RÁPIDO MSR Parabéns! Nossos produtos são desenvolvidos com a mais alta tecnologia Bombas Beto. Este manual traz

Leia mais

CTP APL xdsl 8,5 MHz

CTP APL xdsl 8,5 MHz CTP APL xdsl 8,5 MHz Tipo do Produto Construção 10 a 1800 pares Cabos Telefônicos Núcleo seco Descrição Cabo telefônico para banda larga, constituído por condutores de cobre eletrolítico e maciço, isolação

Leia mais

Aula 08 Instalações Elétricas de Distribuição. Professor Jorge Alexandre A. Fotius

Aula 08 Instalações Elétricas de Distribuição. Professor Jorge Alexandre A. Fotius Aula 08 Instalações Elétricas de Distribuição Professor Jorge Alexandre A. Fotius Redes Aéreas Redes Aéreas Redes Aéreas Redes Aéreas Redes Aéreas Redes Aéreas Redes Aéreas Em áreas urbanas com baixa densidade

Leia mais

ENE065 Instalações Elétricas I

ENE065 Instalações Elétricas I 07/05/2012 ENE065 Instalações Elétricas I Prof.: Ivo Chaves da Silva Junior ivo.junior@ufjf.edu.br Quadro de Distribuição Circuitos Terminais Circuitos Terminais Quadro de Distribuição Quadro de Distribuição

Leia mais

Apresentação Linha de Produtos

Apresentação Linha de Produtos Apresentação Linha de Produtos Linha de Atuação Foco da Empresa Equipamentos para instalações de CFTV Linhas de Produtos - Conversores de Vídeo Passivos - Conversores de Vídeo Ativos - Isoladores de Sinal

Leia mais

TEKA ELECTRONICS 81 UTP

TEKA ELECTRONICS 81 UTP 81 UTP CABO U/UTP CAT 5e Cabo com performances até os 100MHz (ANSI/TIA/EIA-568-C2), frequentemente utilizado para redes de voz e dados (100Mbit/s e Gigabit Ethernet). Pares em CCA sólido: 0,51mm (24AWG)

Leia mais