Resumo. 1 - Introdução

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Resumo. 1 - Introdução"

Transcrição

1 Este artigo, disponível em refere-se ao curso de construção de páginas para a Internet desenvolvida para professores, realizado por pesquisadores da PUCSP em 2000, junto ao projeto Profissionalização de Docentes e Administração da Educação, MEC/OEA. Artigo publicado no "Congresso Ibero_Americano de Informática na Educação", RIBIE2000. A Construção de Páginas para Internet por meio da Parceria Ednilson Aparecido Guioti Rosamaria de Medeiros Arnt Resumo O seguinte trabalho tem por objetivo retratar uma das atividades que vem sendo desenvolvida por nós no Projeto Profissionalização de Professores e Administradores Educacionais 1, uma oficina de construção de páginas para a Internet. Esse trabalho foi realizado em parceria com professores e administradores de uma escola da rede pública municipal de ensino da cidade de São Paulo, onde já realizamos diversas ações, objetivando construir com os professores e administradores um ambiente de aprendizagem significativa, contextualizada e prazerosa. 1 - Introdução Tivemos como propósito realizar uma oficina sobre a construção de páginas para a Internet, com professores de uma escola pública da rede municipal de ensino da cidade de São Paulo. Essa atividade fazia parte de uma proposta maior contida no Projeto Profissionalização de Professores e Administradores Educacionais. Desta forma, nossa ações não representavam um momento isolado, uma oficina estanque para capacitar os professores na utilização da rede mundial em suas atividades educacionais. O vínculo com o projeto acrescenta compromisso e a responsabilidade de sermos coerentes com o grupo de pesquisadores, com os pressupostos e fundamentação que norteiam a intervenção na escola. Assim, ao descrevermos o planejamento e as atividades desenvolvidas na oficina em si, precisamos analisar em que contexto este planejamento se deu. Mestrandos do Curso de Pós-graduação em Educação: Currículo da PUC/SP - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo 1 O Projeto Profissionalização de Professores e Administradores Educacionais é financiado pela OEA e realizado em parceria com o Ministério de Educação e Cultura/Secretaria de Educação a Distância/Programa de Informática na Educação, Universidade Estadual de Campinas/Núcleo de Informática Aplicada a Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul/Laboratório de Estudos Cognitivos e Pontifícia Universidade Católica de São Paulo/Educação: Currículo

2 2- Projeto Práxis O Projeto Práxis, integrando o Projeto de Profissionalização de Professores e Administradores Educacionais, tem por objetivo desenvolver, implementar e avaliar uma nova metodologia de formação dos profissionais que atuam na escola usando as novas tecnologias digitais, no sentido de capacitá-los para o aperfeiçoamento de sua prática pedagógica e a melhoria da gestão escolar. Os pressupostos teóricos assentam-se na aprendizagem significativa, envolvendo o construcionismo contextualizado e o pensamento reflexivo. No construcionismo (Valente, 1999, p.141) temos o aprendiz engajado na construção de um produto significativo, que deve ser contextualizado, para que este produto esteja relacionado com a realidade do educando. No pensamento reflexivo (Schön, 2000, p.32), identificamos dois processos distintos que se complementam: a reflexão na ação, através do diálogo do pensamento com a realidade, visando a solução de um problema; e a reflexão sobre a ação, com o afastamento e análise da ação sobre o objeto, possibilitando o conhecimento construído. Associados aos pressupostos teóricos, são tomados como marcos a criticidade, autonomia, cooperação, respeito mútuo, cooperação, criatividade, interatividade, alegria, humildade, diálogo, afetividade. 3 - A construção de Páginas para a Internet por meio da parceria Tínhamos por objetivo a realização de uma oficina de construção de páginas, de modo que os professores dessem continuidade ao trabalho desenvolvido na primeira oficina sobre a Internet 2 no inicio do primeiro semestre deste mesmo ano, quando destacamos a pesquisa e a comunicação através da rede mundial de computadores, utilizando como fundamentação um dos itens da Pedagogia da Autonomia de Paulo Freire, ensinar exige pesquisa (Freire, 1997, p.32) 3. E Paulo Freire completa, dando sentido e objetivo à pesquisa, quando afirma: pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar ou anunciar a novidade. (idem). Assim, precisávamos avançar para o passo seguinte comunicação. Através da construção de páginas comunicaríamos o que foi pesquisado. Juntávamos a este propósito uma outra intenção. Considerando, segundo Mihaly Csikszentmihalyi (in Moraes, 2000), a intenção como força motriz que impulsiona, que mantém a 2 Guioti, Ednilson Ap., Arnt, Rosamaria de M., - A Pedagogia da Autonomia em uma Oficina de Internet, Artigo apresentado no Congresso Internacional um olhar sobre paulo freire Évora, Portugal set/2000 Guioti, Ednilson Ap., Arnt, Rosamaria de M., - Trabalhando a pedagogia da autonomia em uma oficina de internet. Em Ana Maria Saul (org) Paulo Freire e a formação de educadores múltiplos olhares, São Paulo, Articulação Universidade/Escola, FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia. São Paulo, Paz na Terra, 1997

3 mente centrada em alguns estímulos e não em outros, buscávamos algo que julgávamos maior, uma ação nossa que favorecesse a mostra da boniteza do trabalho do professor. Passamos então a pensar em como poderíamos fazer isso. Um pressuposto já estava nítido: essa oficina deveria ser construída com eles. Como planejar algo assim? Apresentamos então aos professores a nossa proposta de criarmos um ambiente de parceria onde todos nós pudéssemos compartilhar nossos saberes em torno da construção de páginas para a Internet. Tínhamos como intenção compartilhar com os professores nossos conhecimentos sobre os recursos tecnológicos para a construção de páginas para Internet e, em contrapartida, estaríamos aprendendo com eles como isso poderia ser utilizado em um ambiente escolar. Essa proposta da construção de um ambiente de aprendizagem em parceria estava embebida de significados que foram explicitadas aos professores na apresentação da nossa trajetória junto à escola. Foi um momento importante, onde desnudamos nossa intenções e as afirmamos frente ao grupo de professores, nossos parceiros, nosso objetivo de construirmos com eles todos os instantes e mesmo os materiais que seriam utilizados por eles A construção da apostila Na oficina realizada anteriormente, elaboramos como muito esmero e carinho, para os professores, uma apostila onde abordávamos pontos que julgávamos relevantes. Nela estavam contidas algumas rápidas informações sobre a ferramenta de navegação, o browser, bem como textos referentes à utilização da Internet em ambiente educacional, pesquisa, poesias, espaços para a reflexão dos professores, etc. Naquele momento, o material foi muito bem avaliado por nós e pelos professores. Porém, agora, frente à proposta de ação compartilhada, entendemos que não poderíamos mais preparar, sozinhos, este material. A produção da apostila deveria ser feita pelos professores. Nela estariam contidos alguns textos que selecionamos, mas o conteúdo seria formulado, elaborado em conjunto com aquilo que cada professor julgasse relevante para sua aprendizagem, interesse, gosto, necessidade, etc. 3.2 A concepção e a construção das páginas O trabalho desenvolvido não difere muito de qualquer outra página construída em uma oficina com professores. Mas o processo, envolvendo parceria, enriqueceu-se pela participação e comprometimento que gerou. A questão da boniteza, do trabalho significativo e prazeroso produzido pelos professores, frente ao envolvimento, ao desejo de comunicar algo que seja pessoalmente importante, resultou nas páginas por eles construídas e que podem ser visitadas e com eles comentadas em

4 Toda concepção e construção foi obra deles. Talvez seja essa a dificuldade de apresentar aqui em palavras algo que nós não construímos, mas sim atuamos como parceiros frente a essa produção altamente significativa para o professor construtor. 4 Avaliação A avaliação feita pelos professores, no encerramento das atividades, nos mostrou a importância da trajetória, do desvelamento das intenções, na busca da coerência entre as teorias que aprendemos e nossa prática como formadores. Parceria é um momento rico e indispensável. Hoje, não mais conseguimos conceber nosso trabalho de outra forma. Somos seres sociáveis e gostamos e temos a necessidade de viver em sociedade, com o outro. Nosso trabalho em parceria proporcionou a construção de páginas para Internet como elemento desafiador e desequilibrador, introduzindo um momento de reflexão sobre a questão da comunicação. A oficina sempre esteve impregnada, ainda que de forma ingênua, das idéias e desejos da criação de um ambiente de tranquilidade, alegria, curiosidade, carinho, cumplicidade, onde a autonomia pudesse ser exercida. Paulo Freire escreve que quem ensina, aprende ao ensinar e quem aprende, ensina ao aprender (Freire, 1997, p. 25). As idéias de Paulo Freire trazem em si um mundo a ser descoberto, que se desvela especialmente quando, num momento de coerência, compreendemos a diferença entre a razão, que aceita uma teoria, da vivência, que proporciona a compreensão, um novo olhar, um novo proceder. A avaliação da oficina feita pelos participantes nos demonstrou que a intenção de caminhada conjunta em busca da autonomia, tendo por cenário as novas tecnologias da informação e da comunicação, produziu uma parada reflexiva significativa pela oportunidade criada no contato com o novo. Como seres inacabados, navegadores interplanetários, solitários na trajetória do conhecimento, mas solidários pelos objetivos comuns, continuamos na busca. Toda procura gera a esperança de achar e ninguém é esperançoso por teimosia. É por isso também que a educação é permanente. (Freire, 2000, p.120). Como seres inacabados que somos, assim também são as páginas criadas pelos professores participantes da oficina. Bibliografia Consultada 1. FREIRE, Paulo. Professora Sim, Tia Não. São Paulo, Olho d água, À Sombra desta Mangueira. São Paulo, Olho d água, Pedagogia da Autonomia. São Paulo, Paz e Terra, Pedagogia da Esperança. 5 a ed. São Paulo, Paz e Terra, 1998.

5 5.. Pedagogia da Indignação, cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo, UNESP, FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia. São Paulo, Paz na Terra, GUIOTI, Ednilson Ap., ARNT, Rosamaria de M., - Trabalhando a pedagogia da autonomia em uma oficina de internet. Em Ana Maria Saul (org) Paulo Freire e a formação de educadores múltiplos olhares, São Paulo, Articulação Universidade/Escola, MORAES, Maria Cândida. Descobrindo o fluxo e aprendendo a desfrutar da aprendizagem e da vida. Mimeo, PUC/SP, MORIN, Edgar. Introdução ao Pensamento Complexo. Lisboa, Instituto Piaget, SCHÖN, Donald A. Educando o Profissional Reflexivo. Porto Alegre, Artmed, VALENTE, José Armando. Formação de professores: diferentes abordagens pedagógicas. Em José Armando Valente (org) O Computador na Sociedade do Conhecimento, Campinas, NID-UNICAMP, 1999.

Mestrandos do Curso de Pós-graduação em Educação: Currículo da PUC/SP - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Mestrandos do Curso de Pós-graduação em Educação: Currículo da PUC/SP - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Esta publicação, disponível em http://www.nied.unicamp.br/oea, foi apresentada no Congresso "Um olhar sobre Paulo Freire", Évora-Portugal (19-23/09/2000). Este artigo enfoca uma ação de formação de professores,

Leia mais

1ª Oficina - 2013 Curso 4

1ª Oficina - 2013 Curso 4 1ª Oficina - 2013 Curso 4 1ª Oficina - 2013 Curso 4 Bem-vindo ao curso de formação de Professores do Programa Um Computador por Aluno PROUCA Iniciamos o nosso curso de formação desenvolvendo a 1ª Oficina

Leia mais

Educação virtual em Freire:

Educação virtual em Freire: Educação virtual em Freire: autonomia na relação alunoprofessor Maria Elizabeth Bianconcini de Almeida Bethalmeida@pucsp.br Programa de Pós-Graduação em Educação: Currículo Departamento de Ciência da Computação

Leia mais

Flávia Amaral Rezende IA Multimeios - Unicamp Núcleo de Educação a Distância - NEaD /Unicid

Flávia Amaral Rezende IA Multimeios - Unicamp Núcleo de Educação a Distância - NEaD /Unicid A mediação pedagógica construcionista como competência estratégica na formação de professores universitários Flávia Amaral Rezende IA Multimeios - Unicamp Núcleo de Educação a Distância - NEaD /Unicid

Leia mais

Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI. Coordenação Prof. Dr. Marcos T. Masetto

Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI. Coordenação Prof. Dr. Marcos T. Masetto Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI Coordenação Prof. Dr. Marcos T. Masetto 1 Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI Professor Doutor Marcos T. Masetto Objetivos Desenvolver competências

Leia mais

A BONITEZA DO OLHAR INFANTIL NA PERSPECTIVA EMANCIPADORA: Ensinar e aprender em diálogo com os saberes das crianças

A BONITEZA DO OLHAR INFANTIL NA PERSPECTIVA EMANCIPADORA: Ensinar e aprender em diálogo com os saberes das crianças A BONITEZA DO OLHAR INFANTIL NA PERSPECTIVA EMANCIPADORA: Ensinar e aprender em diálogo com os saberes das crianças PADILHA, Aparecida Arrais PMSP cidarrais@yahoo.com.br Resumo: Este artigo apresenta uma

Leia mais

INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS E A RECONSTRUÇÃO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA

INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS E A RECONSTRUÇÃO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA Tema debatido na série Integração de tecnologias, linguagens e representações, apresentado no programa Salto para o Futuro/TV Escola, de 2 a 6 de maio de 2005 (Programa 1) INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS E A RECONSTRUÇÃO

Leia mais

Palavras-chave: Informática na Educação, Computador na Escola, Blogs

Palavras-chave: Informática na Educação, Computador na Escola, Blogs O USO DO BLOG NO PROCESSO EDUCACIONAL: RELATO DE EXPERIÊNCIA DA ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL PROFESSORA CÂNDIDA ZASSO DE NOVA PALMA. Franciele Liliane Vendruscolo 1 Kássia Quadros Ferreira 2

Leia mais

MODELOS ORGANIZATIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM: UMA PROPOSTA PARA A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA

MODELOS ORGANIZATIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM: UMA PROPOSTA PARA A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA MODELOS ORGANIZATIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM: UMA PROPOSTA PARA A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA Jaqueline Oliveira Silva Ribeiro SESI-SP josr2@bol.com.br Dimas Cássio Simão SESI-SP

Leia mais

BLOG: A CONSTRUÇÃO DE UM AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM

BLOG: A CONSTRUÇÃO DE UM AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM BLOG: A CONSTRUÇÃO DE UM AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Suzana Aparecida Portes FC UNESP- Bauru/SP E-mail: suzanaapportes@gmail.com Profa. Dra. Thaís Cristina Rodrigues Tezani FC UNESP- Bauru/SP E-mail:

Leia mais

A PRODUÇÃO DE VÍDEOS COMO RECURSO METODOLÓGICO INTERDISCIPLINAR

A PRODUÇÃO DE VÍDEOS COMO RECURSO METODOLÓGICO INTERDISCIPLINAR A PRODUÇÃO DE VÍDEOS COMO RECURSO METODOLÓGICO INTERDISCIPLINAR Maria Aparecida Monteiro Deponti (cida_mw@yahoo.com.br) Carlos Henrique Campanher (carloscampanher@oi.com.br ) Resumo O presente trabalho

Leia mais

JOGOS DIGITAIS NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL. Um Relato de Experiência do Projeto de Inovação com Tecnologias Educacionais

JOGOS DIGITAIS NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL. Um Relato de Experiência do Projeto de Inovação com Tecnologias Educacionais JOGOS DIGITAIS NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL Um Relato de Experiência do Projeto de Inovação com Tecnologias Educacionais O SENAI estimula e aperfeiçoa as tecnologias educacionais para suprir as necessidades

Leia mais

Uso da Lousa Digital em Aulas de Matemática: um estudo com professores do Ensino Médio

Uso da Lousa Digital em Aulas de Matemática: um estudo com professores do Ensino Médio Uso da Lousa Digital em Aulas de Matemática: um estudo com professores do Ensino Médio João Victor Maceno Lacerda 1 GD6 Educação Matemática, Tecnologias Informáticas e Educação à Distância Resumo: Neste

Leia mais

ENSINO COLABORATIVO: POSSIBILIDADES PARA INCLUSÃO ESCOLAR NO ENSINO FUNDAMENTAL

ENSINO COLABORATIVO: POSSIBILIDADES PARA INCLUSÃO ESCOLAR NO ENSINO FUNDAMENTAL 1003 ENSINO COLABORATIVO: POSSIBILIDADES PARA INCLUSÃO ESCOLAR NO ENSINO FUNDAMENTAL Cristina Angélica Aquino de Carvalho Mascaro Carla Fernanda Siqueira Vanessa Cabral Amanda Carlou Andrade Santos Fundação

Leia mais

Perspectivas de Formação de Formadores com apoio da EaD: emprego de métodos ativos e avaliação formativa

Perspectivas de Formação de Formadores com apoio da EaD: emprego de métodos ativos e avaliação formativa 1 Perspectivas de Formação de Formadores com apoio da EaD: emprego de métodos ativos e avaliação formativa Solange Rauchbach Garani Escola da Magistratura do Paraná E-mail: solangergarani@yahoo.com.br

Leia mais

FORMAÇÃO DOCENTE: UMA REFLEXÃO SOBRE O USO DAS TIC NO DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE APRENDIZAGEM 1

FORMAÇÃO DOCENTE: UMA REFLEXÃO SOBRE O USO DAS TIC NO DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE APRENDIZAGEM 1 AYRES, Sandra Regina Braz; MILANESI, Irton; MILHOMEM, André Luiz Borges. Formação Docente: Uma reflexão sobre o uso das TIC no desenvolvimento de projetos de aprendizagem. SemiEdu2010 - ISSN:1518-4846

Leia mais

Articulando saberes e transformando a prática

Articulando saberes e transformando a prática Articulando saberes e transformando a prática Maria Elisabette Brisola Brito Prado Na sociedade do conhecimento e da tecnologia torna-se necessário repensar o papel da escola, mais especificamente as questões

Leia mais

Perspectivas de Formação de Formadores com apoio da EaD: emprego de métodos ativos e avaliação formativa

Perspectivas de Formação de Formadores com apoio da EaD: emprego de métodos ativos e avaliação formativa Perspectivas de Formação de Formadores com apoio da EaD: emprego de métodos ativos e avaliação formativa Texto revisto pela autora, quanto ao conteúdo. Retirada a indicação da instituição pois não atua

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO Curso Pedagogia Departamento de Educação: Formação Docente, Gestão e Tecnologias.

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO Curso Pedagogia Departamento de Educação: Formação Docente, Gestão e Tecnologias. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO Curso Pedagogia Departamento de Educação: Formação Docente, Gestão e Tecnologias. A INCLUSÃO DA CRIANÇA COM SINDROME DE DOWN E SEU PROCESSO

Leia mais

PRÁTICAS PEDAGÓGICAS PROGRAMADAS: APROXIMAÇÃO DO ACADÊMICO DE PEDAGOGIA COM O PROFISSIONAL DO ENSINO

PRÁTICAS PEDAGÓGICAS PROGRAMADAS: APROXIMAÇÃO DO ACADÊMICO DE PEDAGOGIA COM O PROFISSIONAL DO ENSINO PRÁTICAS PEDAGÓGICAS PROGRAMADAS: APROXIMAÇÃO DO ACADÊMICO DE PEDAGOGIA COM O PROFISSIONAL DO ENSINO Resumo HOÇA, Liliamar Universidade Positivo liliamarh@up.com.br MORASTONI, Josemary- Universidade Positivo

Leia mais

FUNDAÇÃO CARMELITANA MÁRIO PALMÉRIO FACIHUS FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS Educação de qualidade ao seu alcance SUBPROJETO: PEDAGOGIA

FUNDAÇÃO CARMELITANA MÁRIO PALMÉRIO FACIHUS FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS Educação de qualidade ao seu alcance SUBPROJETO: PEDAGOGIA SUBPROJETO: PEDAGOGIA Alfabetizar letrando com as tecnologias INTRODUÇÃO A escola necessita formar seu aluno a aprender a ler o mundo, ter autonomia para buscar seu conhecimento, incentivá-lo a ser autor

Leia mais

ANÁLISE DA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS NATURAIS ATRAVÉS DE EXPERIÊNCIAS NO PIBID/UFPA

ANÁLISE DA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS NATURAIS ATRAVÉS DE EXPERIÊNCIAS NO PIBID/UFPA ANÁLISE DA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE CIÊNCIAS NATURAIS ATRAVÉS DE EXPERIÊNCIAS NO PIBID/UFPA Lilliane Miranda Freitas (Faculdade de Biologia/Universidade Federal do Pará) Resumo: Este trabalho tem como

Leia mais

Contexto. Rosana Jorge Monteiro Magni

Contexto. Rosana Jorge Monteiro Magni Título MUDANÇAS DE CONCEPÇÕES SOBRE O PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE GEOMETRIA EM UM CURSO DE ATUALIZAÇÃO PARA PROFESSORES DE MATEMÁTICA DA EDUCAÇÃO BÁSICA Doutoranda da Universidade Anhangura/ Uniban

Leia mais

A ARTE NA FORMAÇÃO CONTÍNUA DE PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL: EM BUSCA DE UMA PRAXE TRANSFORMADORA

A ARTE NA FORMAÇÃO CONTÍNUA DE PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL: EM BUSCA DE UMA PRAXE TRANSFORMADORA A ARTE NA FORMAÇÃO CONTÍNUA DE PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL: EM BUSCA DE UMA PRAXE TRANSFORMADORA Sumaya Mattar Moraes Mestranda na Área de Linguagem e Educação da FEUSP Esta pesquisa coloca em pauta

Leia mais

Formação de Professores de Matemática em Serviço e Uso da Lousa Digital

Formação de Professores de Matemática em Serviço e Uso da Lousa Digital Formação de Professores de Matemática em Serviço e Uso da Lousa Digital Sérgio Freitas de Carvalho 1 GD6 Educação Matemática, Tecnologias Informáticas e Educação à Distância Resumo: Este artigo tem por

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA EM SERVIÇO DE PROFESSORAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL: UMA PESQUISA-INTERVENÇÃO EM ESCOLA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO.

FORMAÇÃO CONTINUADA EM SERVIÇO DE PROFESSORAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL: UMA PESQUISA-INTERVENÇÃO EM ESCOLA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO. 1 FORMAÇÃO CONTINUADA EM SERVIÇO DE PROFESSORAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL: UMA PESQUISA-INTERVENÇÃO EM ESCOLA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO. Autora: MERLI, Angélica de Almeida - UNINOVE - angel.almeida@uninove.edu.br

Leia mais

ESTUDO DE PROJETOS E A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE NATAÇÃO/EDUCAÇÃO FÍSICA SUBSIDIADA POR PRINCÍPIOS E CONCEITOS DA TEORIA DE HENRI WALLON1

ESTUDO DE PROJETOS E A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE NATAÇÃO/EDUCAÇÃO FÍSICA SUBSIDIADA POR PRINCÍPIOS E CONCEITOS DA TEORIA DE HENRI WALLON1 ESTUDO DE PROJETOS E A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE NATAÇÃO/EDUCAÇÃO FÍSICA SUBSIDIADA POR PRINCÍPIOS E CONCEITOS DA TEORIA DE HENRI WALLON 1 Ana Martha de Almeida Limongelli (PED/PUC-SP) Introdução: O presente

Leia mais

EDUCADOR INFANTIL E O PROCESSO FORMATIVO NA CONSTRUÇÃO DE ATORES REFLEXIVOS DA PRÁTICA PEDAGÓGICA

EDUCADOR INFANTIL E O PROCESSO FORMATIVO NA CONSTRUÇÃO DE ATORES REFLEXIVOS DA PRÁTICA PEDAGÓGICA GT-1 FORMAÇÃO DE PROFESSORES EDUCADOR INFANTIL E O PROCESSO FORMATIVO NA CONSTRUÇÃO DE ATORES REFLEXIVOS DA PRÁTICA PEDAGÓGICA RESUMO Maria de Lourdes Cirne Diniz Profa. Ms. PARFOR E-mail: lourdinhacdiniz@oi.com.br

Leia mais

MATEMÁTICA INTERATIVA: REFLEXÕES DE UMA PRÁTICA PEDAGÓGICA USANDO OBJETOS DE APRENDIZAGEM

MATEMÁTICA INTERATIVA: REFLEXÕES DE UMA PRÁTICA PEDAGÓGICA USANDO OBJETOS DE APRENDIZAGEM MATEMÁTICA INTERATIVA: REFLEXÕES DE UMA PRÁTICA PEDAGÓGICA USANDO OBJETOS DE APRENDIZAGEM Nicélio José Gesser Universidade Federal de Santa Catarina niceliogesser@gmail.com Sonia Palomino Bean Universidade

Leia mais

DOCÊNCIA ASSISTIDA NO ENSINO SUPERIOR: EXPERIÊNCIA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO CURSO DE MÚSICA LICENCIATURA DA UFRN

DOCÊNCIA ASSISTIDA NO ENSINO SUPERIOR: EXPERIÊNCIA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO CURSO DE MÚSICA LICENCIATURA DA UFRN DOCÊNCIA ASSISTIDA NO ENSINO SUPERIOR: EXPERIÊNCIA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO CURSO DE MÚSICA LICENCIATURA DA UFRN Autor: Anne Charlyenne Saraiva Campos; Co-autor: Emerson Carpegiane de Souza Martins

Leia mais

FORMAÇÃO DE PROFESSORES PARA ATUAÇÃO EM AMBIENTE INFORMATIZADO: RELATO DE EXPERIÊNCIA

FORMAÇÃO DE PROFESSORES PARA ATUAÇÃO EM AMBIENTE INFORMATIZADO: RELATO DE EXPERIÊNCIA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PARA ATUAÇÃO EM AMBIENTE INFORMATIZADO: RELATO DE EXPERIÊNCIA Resumo BALADELI, Ana Paula Domingos UEM annapdomingos@yahoo.com.br ALTOÉ, Anair UEM aaltoe@uem.br Eixo temático: Comunicação

Leia mais

FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES: PARTILHA DE SABERES E VIVÊNCIAS COMUNICACIONAIS

FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES: PARTILHA DE SABERES E VIVÊNCIAS COMUNICACIONAIS FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES: PARTILHA DE SABERES E VIVÊNCIAS COMUNICACIONAIS Lourdes Helena Rodrigues dos Santos - UFPEL/F/AE/PPGE Resumo: O presente estudo pretende compartilhar algumas descobertas,

Leia mais

O JORNAL EM SALA DE AULA: PARA ALÉM DO LETRAMENTO, O ALUNO COMO CENTRO DA NOTÍCIA

O JORNAL EM SALA DE AULA: PARA ALÉM DO LETRAMENTO, O ALUNO COMO CENTRO DA NOTÍCIA O JORNAL EM SALA DE AULA: PARA ALÉM DO LETRAMENTO, O ALUNO COMO CENTRO DA NOTÍCIA Ana Lhayse Feitoza Albuquerque analhayse@hotmail.com Beatriz Correia Neri de Araújo beatrizneri00@hotmail.com Thays Emanuela

Leia mais

TUTORIA DE ESTÁGIO: CONTRIBUIÇÕES À FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES/AS

TUTORIA DE ESTÁGIO: CONTRIBUIÇÕES À FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES/AS TUTORIA DE ESTÁGIO: CONTRIBUIÇÕES À FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES/AS Gabriella Pizzolante da Silva Universidade Federal de São Carlos gabriellapizzolante@gmail.com Maria José da Silva Rocha - Universidade

Leia mais

O currículo do século XXI: a integração das TIC ao currículo - inovação, conhecimento científico e aprendizagem

O currículo do século XXI: a integração das TIC ao currículo - inovação, conhecimento científico e aprendizagem O currículo do século XXI: a integração das TIC ao currículo - inovação, conhecimento científico e aprendizagem Estudo de Caso Escola Municipal Governador André Franco Montoro, Campo Limpo Paulista. Um

Leia mais

Projetos de apoio ao SUS

Projetos de apoio ao SUS Carta Convite: Facilitação dos Cursos de Especialização em Gestão da Vigilância em Saúde, Gestão da Clínica nas Redes de Atenção à Saúde, Regulação em Saúde no SUS e Gestão do Risco e Segurança do Paciente

Leia mais

Pedagogia. Objetivos deste tema. 3 Sub-temas compõem a aula. Tecnologias da informação e mídias digitais na educação. Prof. Marcos Munhoz da Costa

Pedagogia. Objetivos deste tema. 3 Sub-temas compõem a aula. Tecnologias da informação e mídias digitais na educação. Prof. Marcos Munhoz da Costa Pedagogia Prof. Marcos Munhoz da Costa Tecnologias da informação e mídias digitais na educação Objetivos deste tema Refletir sobre as mudanças de experiências do corpo com o advento das novas tecnologias;

Leia mais

Objetivo Promover reflexões acerca da identidade, do papel e das atribuições das equipes pedagógicas do IFTM, visando à construção coletiva de ações

Objetivo Promover reflexões acerca da identidade, do papel e das atribuições das equipes pedagógicas do IFTM, visando à construção coletiva de ações Objetivo Promover reflexões acerca da identidade, do papel e das atribuições das equipes pedagógicas do IFTM, visando à construção coletiva de ações a serem implementadas nos câmpus do Instituto. A identidade

Leia mais

FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM LOGO: APRENDIZAGEM DE PROGRAMAÇÃO E GEOMETRIA * 1. COSTA, Igor de Oliveira 1, TEIXEIRA JÚNIOR, Waine 2

FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM LOGO: APRENDIZAGEM DE PROGRAMAÇÃO E GEOMETRIA * 1. COSTA, Igor de Oliveira 1, TEIXEIRA JÚNIOR, Waine 2 FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM LOGO: APRENDIZAGEM DE PROGRAMAÇÃO E GEOMETRIA * 1 COSTA, Igor de Oliveira 1, TEIXEIRA JÚNIOR, Waine 2 Palavras-CHAVE: formação de professores, programação, Logo Introdução As

Leia mais

TÍTULO: COMO INTERLIGAR OS LIVROS DE LITERATURA INFANTIL COM OS CONTEÚDOS MATEMÁTICOS TRABALHADOS NA EDUCAÇÃO INFANTIL?

TÍTULO: COMO INTERLIGAR OS LIVROS DE LITERATURA INFANTIL COM OS CONTEÚDOS MATEMÁTICOS TRABALHADOS NA EDUCAÇÃO INFANTIL? Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: COMO INTERLIGAR OS LIVROS DE LITERATURA INFANTIL COM OS CONTEÚDOS MATEMÁTICOS TRABALHADOS NA

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO SILMARA SILVEIRA ANDRADE

PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO SILMARA SILVEIRA ANDRADE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO SILMARA SILVEIRA ANDRADE POLÍTICAS PÚBLICAS EDUCACIONAIS: FORTALECIMENTO DA LÍNGUA ESTRANGEIRA Assunção, Paraguay Abril 2015 POLÍTICAS PÚBLICAS

Leia mais

OBJETIVO GERAL OBJETIVOS ESPECÍFICOS

OBJETIVO GERAL OBJETIVOS ESPECÍFICOS APRENDER BRINCANDO INVESTIDAS DA PRÁTICA EDUCACIONAL EM ESPAÇOS NÃO ESCOLARES JUNTO AO PROGRAMA INTEGRAÇÃO AABB COMUNIDADE, UMA EXPERIÊNCIA COM CRIANÇAS E JOVENS DA REDE PÚBLICA DE ENSINO DA CIDADE DE

Leia mais

AVANÇOS DAS AÇÕES EDUCATIVAS EM EAD, UTILIZANDO TELEDUC, DESENVOLVIDAS NA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DE SANTOS COMPARTILHANDO SABERES NA REDE

AVANÇOS DAS AÇÕES EDUCATIVAS EM EAD, UTILIZANDO TELEDUC, DESENVOLVIDAS NA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DE SANTOS COMPARTILHANDO SABERES NA REDE AVANÇOS DAS AÇÕES EDUCATIVAS EM EAD, UTILIZANDO TELEDUC, DESENVOLVIDAS NA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DE SANTOS COMPARTILHANDO SABERES NA REDE Santos/SP- 02/2014 Carlos Eduardo da Silva Fontoura SEDUC/Santos

Leia mais

CINEMA PEDAGÓGICO COMO INTERVENÇÃO PARA PRÁTICA DOCENTE. Elaine Fernanda Dornelas de Souza

CINEMA PEDAGÓGICO COMO INTERVENÇÃO PARA PRÁTICA DOCENTE. Elaine Fernanda Dornelas de Souza Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 721 CINEMA PEDAGÓGICO COMO INTERVENÇÃO PARA PRÁTICA DOCENTE Elaine Fernanda Dornelas de Souza Serviço Nacional de

Leia mais

Palavras-chave: Formação continuada de professores, cinema, extensão universitária.

Palavras-chave: Formação continuada de professores, cinema, extensão universitária. CINEMA UNIVERSITÁRIO: A EXTENSÃO COMO ESPAÇO PARA A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES NA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO (UNEMAT) André Luiz Borges Milhomem (UNEMAT) Egeslaine de Nez (UNEMAT) Maria

Leia mais

PLANO DE ENSINO E ESTRATÉGIAS

PLANO DE ENSINO E ESTRATÉGIAS PLANO DE ENSINO E ESTRATÉGIAS Profª. Msc. Clara Maria Furtado claramaria@terra.com.br clara@unifebe.edu.br PLANEJAMENTO Representa uma organização de ações em direção a objetivos bem definidos, dos recursos

Leia mais

Edna Misseno Universidade Católica de Goiás ednamisseno@ucg.br. Rose Mary Almas de Carvalho Universidade Católica de Goiás rose.cead@ucg.

Edna Misseno Universidade Católica de Goiás ednamisseno@ucg.br. Rose Mary Almas de Carvalho Universidade Católica de Goiás rose.cead@ucg. CURSO DE LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS LIBRAS ON-LINE: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA Edna Misseno Universidade Católica de Goiás ednamisseno@ucg.br Rose Mary Almas de Carvalho Universidade Católica de Goiás

Leia mais

As 11 dúvidas mais frequentes

As 11 dúvidas mais frequentes As 11 dúvidas mais frequentes Deyse Campos Assessora de Educação Infantil dcampos@positivo.com.br Frequentemente recebemos solicitações de professores de escolas que estão utilizando o Sistema Positivo

Leia mais

Palavras-chave: Formação de professores, software livre e TIC s.

Palavras-chave: Formação de professores, software livre e TIC s. INFORMÁTICA EDUCATIVA NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES EM UMA ESCOLA PÚBLICA: PROCESSOS DE POTENCIALIZAÇÃO DOS SABERES E PRÁTICAS Jardel Silva 1 Alex Sandro C. Sant Ana 2 RESUMO Aliada às discussões

Leia mais

Palavras chave: Interdisciplinaridade; Ciências da Natureza; Formação de professores; Concepções de professores.

Palavras chave: Interdisciplinaridade; Ciências da Natureza; Formação de professores; Concepções de professores. INTERDISCIPLINARIDADE NO ENSINO DE CIÊNCIAS DA NATUREZA: DIFICULDADES DE PROFESSORES DE EDUCAÇÃO BÁSICA, DA REDE PÚBLICA BRASILEIRA, PARA A IMPLANTAÇÃO DESSAS PRÁTICAS. GIMENEZ DA SILVA AUGUSTO, THAÍS

Leia mais

REFLEXÃO EM PAULO FREIRE:UMA CONTRIBUIÇÃO PARA A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES

REFLEXÃO EM PAULO FREIRE:UMA CONTRIBUIÇÃO PARA A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES REFLEXÃO EM PAULO FREIRE:UMA CONTRIBUIÇÃO PARA A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES Everson Melquiades Araújo Silva 1 Clarissa Martins de Araújo 2 RESUMO O objetivo desse estudo é recuperar nas obras de

Leia mais

A formação inicial e continuada de professores de crianças pequenas

A formação inicial e continuada de professores de crianças pequenas A formação inicial e continuada de professores de crianças pequenas Linha de Pesquisa: LINHA DE PESQUISA E DE INTERVENÇÃO METODOLOGIAS DA APRENDIZAGEM E PRÁTICAS DE ENSINO (LIMAPE) Área de Concentração:

Leia mais

A atuação do educador e as tecnologias: uma relação possível?

A atuação do educador e as tecnologias: uma relação possível? 1 A atuação do educador e as tecnologias: uma relação possível? Natália Regina de Almeida (UERJ/EDU/CNPq) Eixo Temático: Tecnologias: Pra que te quero? Resumo As novas tecnologias estão trazendo novos

Leia mais

G1 Formação de Professores. Julia de Cassia Pereira do Nascimento (DO)/ juliacpn@interacaosp.com.br Edda Curi/ edda.curi@cruzeirodosul.edu.

G1 Formação de Professores. Julia de Cassia Pereira do Nascimento (DO)/ juliacpn@interacaosp.com.br Edda Curi/ edda.curi@cruzeirodosul.edu. CONTRIBUIÇÕES DO ESTÁGIO PARA O ENSINO DE MATEMÁTICA NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL: INDICATIVOS DA LEGISLAÇÃO VIGENTE E DA ORGANIZAÇÃO DO ESTÁGIO NUM CURSO DE PEDAGOGIA G1 Formação de Professores

Leia mais

A AÇÃO-REFLEXÃO NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES

A AÇÃO-REFLEXÃO NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES A AÇÃO-REFLEXÃO NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES PINTO 1,SIMONE P; VIANNA 2,DEISE M. 1 Programa de Pós Graduação em Ensino de Biociências e Saúde. Instituto Oswaldo Cruz. 2 Instituto de Física. Universidade

Leia mais

A GESTÃO ESCOLAR SOB O PONTO DE VISTA PEDAGÓGICO: A COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA E A FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFESSORES

A GESTÃO ESCOLAR SOB O PONTO DE VISTA PEDAGÓGICO: A COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA E A FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFESSORES A GESTÃO ESCOLAR SOB O PONTO DE VISTA PEDAGÓGICO: A COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA E A FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFESSORES TAMASSIA, Silvana Ap. Santana Pontifícia Universidade Católica- PUC/SP Esta pesquisa busca

Leia mais

A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino INTRODUÇÃO

A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino INTRODUÇÃO A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino O bom professor é o que consegue, enquanto fala trazer o aluno até a intimidade do movimento de seu pensamento. Paulo Freire INTRODUÇÃO A importância

Leia mais

O SEU OBJETIVO É GARANTIR A QUALIDADE DA EDUCAÇÃO E AMPLIAR O RECONHECIMENTO SOBRE A SUA INSTITUIÇÃO DE ENSINO?

O SEU OBJETIVO É GARANTIR A QUALIDADE DA EDUCAÇÃO E AMPLIAR O RECONHECIMENTO SOBRE A SUA INSTITUIÇÃO DE ENSINO? O SEU OBJETIVO É GARANTIR A QUALIDADE DA EDUCAÇÃO E AMPLIAR O RECONHECIMENTO SOBRE A SUA INSTITUIÇÃO DE ENSINO? ENTÃO, DÊ AGORA UM ZOOM NA SUA ESCOLA! Conheça o ZOOM Educação Tecnológica e ofereça uma

Leia mais

INSTITUTO VIANNA JÚNIOR LTDA FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS VIANNA JÚNIOR INTERNET COMO INSTRUMENTO DE ENSINO-APRENDIZAGEM

INSTITUTO VIANNA JÚNIOR LTDA FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS VIANNA JÚNIOR INTERNET COMO INSTRUMENTO DE ENSINO-APRENDIZAGEM INSTITUTO VIANNA JÚNIOR LTDA FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS VIANNA JÚNIOR INTERNET COMO INSTRUMENTO DE ENSINO-APRENDIZAGEM Lúcia Helena de Magalhães 1 Maria Cristina de Oliveira 2 Resumo Este artigo

Leia mais

9. Os ciclos de aprendizagem e a organização da prática pedagógica

9. Os ciclos de aprendizagem e a organização da prática pedagógica L 9 Os ciclos de aprendizagem e a organização da prática pedagógica Diretoria Geral de Ensino/SE/Prefeitura do Recife A organização da prática pedagógica em ciclos de aprendizagem requer, necessariamente,

Leia mais

III Seminário Web Currículo PUC-SP Educação e Mobilidade

III Seminário Web Currículo PUC-SP Educação e Mobilidade III Seminário Web Currículo PUC-SP Educação e Mobilidade Seminário de Pesquisa A CURIOSIDADE EPISTEMOLÓGICA EM PAULO FREIRE COMO SUPORTE PARA A REFLEXÃO SOBRE A EDUCAÇÃO ONLINE David de Sousa Oliveira

Leia mais

Reflexões sobre a prática docente na Educação Infantil.

Reflexões sobre a prática docente na Educação Infantil. 6. Humanização, diálogo e amorosidade. Reflexões sobre a prática docente na Educação Infantil. Santos, Marisa Alff dos 1 Resumo O presente trabalho tem como objetivo refletir sobre as práticas docentes

Leia mais

Elaboração de Projetos

Elaboração de Projetos Elaboração de Projetos 2 1. ProjetoS Projeto: uma nova cultura de aprendizagem ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini de. Projeto: uma nova cultura de aprendizagem. [S.l.: s.n.], jul. 1999. A prática pedagógica

Leia mais

Currículo e tecnologias digitais da informação e comunicação: um diálogo necessário para a escola atual

Currículo e tecnologias digitais da informação e comunicação: um diálogo necessário para a escola atual Currículo e tecnologias digitais da informação e comunicação: um diálogo necessário para a escola atual Adriana Cristina Lázaro e-mail: adrianaclazaro@gmail.com Milena Aparecida Vendramini Sato e-mail:

Leia mais

ANAIS DA VII JORNADA CIENTÍFICA DA FAZU 20 a 24 de outubro de 2008 ARTIGOS CIENTÍFICOS COMPUTAÇÃO SUMÁRIO

ANAIS DA VII JORNADA CIENTÍFICA DA FAZU 20 a 24 de outubro de 2008 ARTIGOS CIENTÍFICOS COMPUTAÇÃO SUMÁRIO ARTIGOS CIENTÍFICOS COMPUTAÇÃO SUMÁRIO AS NOVAS TECNOLOGIAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PESQUISADORES... 2 AS NOVAS TECNOLOGIAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PESQUISADORES SILVA, M.M Margareth Maciel Silva

Leia mais

PRÁTICAS LÚDICAS NO PROCESSO DE AQUISIÇÃO DA LÍNGUA ESCRITA DO INFANTIL IV E V DA ESCOLA SIMÃO BARBOSA DE MERUOCA-CE

PRÁTICAS LÚDICAS NO PROCESSO DE AQUISIÇÃO DA LÍNGUA ESCRITA DO INFANTIL IV E V DA ESCOLA SIMÃO BARBOSA DE MERUOCA-CE 1 PRÁTICAS LÚDICAS NO PROCESSO DE AQUISIÇÃO DA LÍNGUA ESCRITA DO INFANTIL IV E V DA ESCOLA SIMÃO BARBOSA DE MERUOCA-CE 1 Rochelle Lopes da Silva- UVA 2 Andrea Abreu Astigarraga- UVA INTRODUÇÃO De acordo

Leia mais

relato êa internet como atividade integrante de uma prática docente

relato êa internet como atividade integrante de uma prática docente A internet como atividade integrante de uma prática docente Flávio Chame Barreto Instituto Educacional Vivenciando RJ flaviocbarreto@yahoo.com.br Resumo Um consenso entre os docentes do Ensino Fundamental

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010 Curso: PEDAGOGIA Disciplina: TECNOLOGIA NA SALA DE AULA I Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º 1 - Ementa (sumário, resumo) Histórico da informática,

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR

PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR PÓS-GRADUAÇÃO EM DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR Instituição Certificadora: FALC Amparo Legal: Resolução CNE CES 1 2001 Resolução CNE CES 1 2007 Carga Horária: 460h Período de Duração: 12 meses (01 ano) Objetivos:

Leia mais

O PROCESSO INICIAL DE IMPLANTAÇÃO DE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO A DISTÂNCIA: O CASO DA UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU (FURB)

O PROCESSO INICIAL DE IMPLANTAÇÃO DE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO A DISTÂNCIA: O CASO DA UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU (FURB) O PROCESSO INICIAL DE IMPLANTAÇÃO DE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO A DISTÂNCIA: O CASO DA UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU (FURB) 076-A3 05/2005 Sônia Regina de Andrade Universidade Regional de Blumenau,

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA CAMINHOS PARA O ENSINO

FORMAÇÃO CONTINUADA CAMINHOS PARA O ENSINO FORMAÇÃO CONTINUADA CAMINHOS PARA O ENSINO SUPERIOR PLANO DE ENSINO E ESTRATÉGIAS Profª Msc. Clara Maria Furtado PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO CURRÍCULO ORGANIZAÇÃO CURRICULAR PLANEJAMENTO DO CURSO OBJETIVOS

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE UNICENTRO CURSO DE MÍDIAS NA EDUCAÇÃO KARINA DE NAZARÉ DA COSTA MARTINS PROFESSOR: PAULO GUILHERMITE

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE UNICENTRO CURSO DE MÍDIAS NA EDUCAÇÃO KARINA DE NAZARÉ DA COSTA MARTINS PROFESSOR: PAULO GUILHERMITE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE UNICENTRO CURSO DE MÍDIAS NA EDUCAÇÃO KARINA DE NAZARÉ DA COSTA MARTINS PROFESSOR: PAULO GUILHERMITE O USO DA INTERNET NO PROCESSO EDUCACIONAL: O DESAFIO PARA OS PROFESSORES

Leia mais

INCLUSÃO E DIVULGAÇÃO DAS ATIVIDADES DE GERAÇÃO DE RENDA DAS ALUNAS DO PROGRAMA MULHERES MIL DE SÃO JOÃO DA BARRA NAS REDES SOCIAIS

INCLUSÃO E DIVULGAÇÃO DAS ATIVIDADES DE GERAÇÃO DE RENDA DAS ALUNAS DO PROGRAMA MULHERES MIL DE SÃO JOÃO DA BARRA NAS REDES SOCIAIS INCLUSÃO E DIVULGAÇÃO DAS ATIVIDADES DE GERAÇÃO DE RENDA DAS ALUNAS DO PROGRAMA MULHERES MIL DE SÃO JOÃO DA BARRA NAS REDES SOCIAIS Resumo Solange da Silva Figueiredo; Isabel Cristina da Silva Gonçalves;

Leia mais

Ensinar ciências fazendo ciência com professores e alunos da educação básica

Ensinar ciências fazendo ciência com professores e alunos da educação básica Ensinar ciências fazendo ciência com professores e alunos da educação básica Pavão, Antonio, C.¹, Rocha, Claudiane, F..S.², Silva, Ana, P.³ Espaço Ciência - www.espacociencia.pe.gov.br pavao@ufpe.br¹,

Leia mais

A METODOLOGIA DE PROJETOS COM O USO DA TECNOLOGIA NA

A METODOLOGIA DE PROJETOS COM O USO DA TECNOLOGIA NA A METODOLOGIA DE PROJETOS COM O USO DA TECNOLOGIA NA FORMAÇÃO CONTINUADA DO PROFESSOR DO ENSINO FUNDAMENTAL RITA ANDRÉIA MORO SENCO ZEM PUC PR PROFª DRA MARILDA APARECIDA BEHRENS- PUC PR RESUMO Esta pesquisa

Leia mais

ATIVIDADE WEBQUEST COMO ABORDAGEM DIDÁTICA

ATIVIDADE WEBQUEST COMO ABORDAGEM DIDÁTICA ATIVIDADE WEBQUEST COMO ABORDAGEM DIDÁTICA Renato dos Santos Diniz renatomatematica@hotmail.com Adelmo de Andrade Carneiro adelmomatematico@yahoo.com.br Wesklemyr Lacerda wesklemyr@hotmail.com Abigail

Leia mais

A FORMAÇÃO DO PEDAGOGO PARA O ENSINO DE MATEMÁTICA

A FORMAÇÃO DO PEDAGOGO PARA O ENSINO DE MATEMÁTICA A FORMAÇÃO DO PEDAGOGO PARA O ENSINO DE MATEMÁTICA Luciana Pereira de Sousa 1 Carmem Lucia Artioli Rolim 2 Resumo O presente estudo propõe discutir o contexto da formação dos pedagogos para o ensino da

Leia mais

CONTRIBUIÇÃO DA PESQUISA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE QUÍMICA NA UFPR

CONTRIBUIÇÃO DA PESQUISA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE QUÍMICA NA UFPR CONTRIBUIÇÃO DA PESQUISA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DE QUÍMICA NA UFPR Orliney Maciel Guimarães, Flávio Massao Matsumoto e Izaura Hiroko Kuwabara Universidade Federal do Paraná RESUMO A iniciação

Leia mais

QUANTO É? PALAVRAS-CHAVE: Aulas investigativas, lúdico, aprendizagem. INTRODUÇÃO

QUANTO É? PALAVRAS-CHAVE: Aulas investigativas, lúdico, aprendizagem. INTRODUÇÃO QUANTO É? Danielle Ferreira do Prado - GEEM-UESB RESUMO Este trabalho trata sobre um trabalho que recebeu o nome de Quanto é? que foi desenvolvido depois de vários questionamentos a cerca de como criar

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE IMPLEMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE FORMAÇÃO À DISTÂNCIA

ESTRATÉGIAS DE IMPLEMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE FORMAÇÃO À DISTÂNCIA ESTRATÉGIAS DE IMPLEMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE FORMAÇÃO À DISTÂNCIA Mônica Mota Tassigny Professora doutora da Universidade de Fortaleza, UNIFOR, Brasil 1. INTRODUÇÃO Numa sociedade mundial, na qual

Leia mais

OS JOGOS DIGITAIS EDUCATIVOS NAS AULAS DE CIÊNCIAS

OS JOGOS DIGITAIS EDUCATIVOS NAS AULAS DE CIÊNCIAS OS JOGOS DIGITAIS EDUCATIVOS NAS AULAS DE CIÊNCIAS SAYONARA RAMOS MARCELINO FERREIRA QUIRINO (UEPB) WILAVIA FERREIRA ALVES (UEPB) RAFAELA CORREIA DOS SANTOS (UEPB) PAULA ALMEIDA DE CASTRO (ORIENTADORA

Leia mais

UM OLHAR PEDAGÓGICO SOBRE A RELAÇÃO ENSINO E PESQUISA NOS CURSOS DE LICENCIATURA NA ÁREA DA SAÚDE

UM OLHAR PEDAGÓGICO SOBRE A RELAÇÃO ENSINO E PESQUISA NOS CURSOS DE LICENCIATURA NA ÁREA DA SAÚDE UM OLHAR PEDAGÓGICO SOBRE A RELAÇÃO ENSINO E PESQUISA NOS CURSOS DE LICENCIATURA NA ÁREA DA SAÚDE Ana Cristina Oliveira Lima, bolsista PIBIC/ CNPq, anacristinaoliveiralima@yahoo.com.br, UECE. Brena de

Leia mais

USO DO LABORATÓRIO DE INFOMÁTICA NAS DE MATEMÁTICA

USO DO LABORATÓRIO DE INFOMÁTICA NAS DE MATEMÁTICA USO DO LABORATÓRIO DE INFOMÁTICA NAS DE MATEMÁTICA Resumo: Neste mini-curso os participantes terão a oportunidade de conhecer uma metodologia, bem como também construir e trabalhar com a mesma, na tentativa

Leia mais

Bem Vindo... 4. A Disciplina de Dependência Interativa... 5. A Organização da Disciplina... 7. O Processo de Ensino e Aprendizagem...

Bem Vindo... 4. A Disciplina de Dependência Interativa... 5. A Organização da Disciplina... 7. O Processo de Ensino e Aprendizagem... 1 2 Sumário Bem Vindo... 4 A Disciplina de Dependência Interativa... 5 A Organização da Disciplina... 7 O Processo de Ensino e Aprendizagem... 10 Sua Semana no Curso... 11 O apoio local ao Ensino Semipresencial...

Leia mais

O ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL NA MODALIDADE A DISTÂNCIA NO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA DA UFRPE

O ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL NA MODALIDADE A DISTÂNCIA NO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA DA UFRPE 1 O ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL NA MODALIDADE A DISTÂNCIA NO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA DA UFRPE Recife, maio/2010 Ana Paula Teixeira Bruno Silva Universidade Federal

Leia mais

PROFESSORES E O LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: EM BUSCA DE UMA FORMAÇÃO CONTINUADA

PROFESSORES E O LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: EM BUSCA DE UMA FORMAÇÃO CONTINUADA PROFESSORES E O LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA: EM BUSCA DE UMA FORMAÇÃO CONTINUADA GONÇALVES, Claudia Cristine Souza Appel UFPR clauealex@yahoo.com.br BRITO, Glaucia da Silva UFPR glaucia@ufpr.br Eixo Temático:

Leia mais

Palavras-chave: Formação, Aprendizagem, Ensino

Palavras-chave: Formação, Aprendizagem, Ensino LABORATÓRIO DE ENSINO E APRENDIZAGEM Cármen Lúcia Rodrigues * RESUMO O presente texto busca explicar o que é o Laboratório de Ensino e Aprendizagem do curso de Pedagogia ULBRA/Guaíba, relatando suas funções,

Leia mais

DUAS EXPERIÊNCIAS COM A UTILIZAÇÃO DE TECNOLOGIAS INFORMACIONAIS E COMUNICACIONAIS EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA

DUAS EXPERIÊNCIAS COM A UTILIZAÇÃO DE TECNOLOGIAS INFORMACIONAIS E COMUNICACIONAIS EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA DUAS EXPERIÊNCIAS COM A UTILIZAÇÃO DE TECNOLOGIAS INFORMACIONAIS E COMUNICACIONAIS EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA Davis Oliveira ALVES Universidade Federal de Ouro Preto Fausto Rogério ESTEVES Universidade Federal

Leia mais

GRADUAÇÃO INOVADORA NA UNESP

GRADUAÇÃO INOVADORA NA UNESP PROGRAMA GRADUAÇÃO INOVADORA NA UNESP 2014 PROGRAMA GRADUAÇÃO INOVADORA NA UNESP INTRODUÇÃO A Pró-reitoria de graduação (PROGRAD), a Câmara Central de Graduação (CCG), o Núcleo de Educação à Distância

Leia mais

A MEDIAÇÃO ARTICULADA COM USO DE TECNOLOGIAS: CONTRUÇÃO DO TRABALHO DOCENTE NA INCLUSÃO

A MEDIAÇÃO ARTICULADA COM USO DE TECNOLOGIAS: CONTRUÇÃO DO TRABALHO DOCENTE NA INCLUSÃO A MEDIAÇÃO ARTICULADA COM USO DE TECNOLOGIAS: CONTRUÇÃO DO TRABALHO DOCENTE NA INCLUSÃO Resumo Silvana Souza Silva Alves 1 - UnB Amaralina Miranda de Souza 2 - UnB Grupo de Trabalho Diversidade e inclusão

Leia mais

Eixo Temático 4 : Formação de professores e práticas pedagógicas PROFESSORES AUTÔNOMOS: UTILIZANDO FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO

Eixo Temático 4 : Formação de professores e práticas pedagógicas PROFESSORES AUTÔNOMOS: UTILIZANDO FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO Eixo Temático 4 : Formação de professores e práticas pedagógicas PROFESSORES AUTÔNOMOS: UTILIZANDO FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO RESUMO Arlam Dielcio Pontes da Silva UFRPE/UAG Gerciane

Leia mais

O PIBID-UESB E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA FORMAÇÃO DO FUTURO PEDAGOGO

O PIBID-UESB E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA FORMAÇÃO DO FUTURO PEDAGOGO O PIBID-UESB E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA FORMAÇÃO DO FUTURO PEDAGOGO Elane Porto Campos-UESB Graduanda em Pedagogia pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Bolsista do subprojeto de Pedagogia PIBID/UESB-CAPES

Leia mais

O ENSINO DA MATEMÁTICA NOS ANOS INICIAIS ATRAVÉS DA UTILIZAÇÃO DE JOGOS EM SALA DE AULA E DE UM OLHAR SENSÍVEL DO PROFESSOR

O ENSINO DA MATEMÁTICA NOS ANOS INICIAIS ATRAVÉS DA UTILIZAÇÃO DE JOGOS EM SALA DE AULA E DE UM OLHAR SENSÍVEL DO PROFESSOR O ENSINO DA MATEMÁTICA NOS ANOS INICIAIS ATRAVÉS DA UTILIZAÇÃO DE JOGOS EM SALA DE AULA E DE UM OLHAR SENSÍVEL DO PROFESSOR Erika Aparecida Domiciano Moser 1 RESUMO A alegria não chega apenas no encontro

Leia mais

A FORMAÇÃO DO PROFESSOR PARA A ESCOLA INCLUSIVA

A FORMAÇÃO DO PROFESSOR PARA A ESCOLA INCLUSIVA A FORMAÇÃO DO PROFESSOR PARA A ESCOLA INCLUSIVA Vera Lúcia de Brito Barbos Mestranda em Educação Lúcia de Araújo R. Martins UFRN 1. INTRODUÇÃO Podemos considerar que estamos atravessando um dos maiores

Leia mais

UMA AÇÃO DE EXTENSÃO PARA CONTRIBUIR COM A INCLUSÃO DIGITAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES RESUMO

UMA AÇÃO DE EXTENSÃO PARA CONTRIBUIR COM A INCLUSÃO DIGITAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES RESUMO UMA AÇÃO DE EXTENSÃO PARA CONTRIBUIR COM A INCLUSÃO DIGITAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES Dayana da Silva Souza 1 ; Luana de Oliveira F. Crivelli 1 ; Kerly Soares Castro 1 ; Eduardo Machado Real 2 ; André

Leia mais

JOGOS ONLINE NA CONSTRUÇÃO DE CONCEITOS MATEMÁTICOS

JOGOS ONLINE NA CONSTRUÇÃO DE CONCEITOS MATEMÁTICOS JOGOS ONLINE NA CONSTRUÇÃO DE CONCEITOS MATEMÁTICOS Lucas Gabriel Seibert Universidade Luterana do Brasil lucasseibert@hotmail.com Roberto Luis Tavares Bittencourt Universidade Luterana do Brasil rbittencourt@pop.com.br

Leia mais

OBSERVANDO A PRÁTICA DOCENTE E O APRENDIZADO DAS CRIANÇAS EM UMA CRECHE MUNICIPAL DA CIDADE DO RECIFE PRISCILLA SILVESTRE DE LIRA OLIVEIRA

OBSERVANDO A PRÁTICA DOCENTE E O APRENDIZADO DAS CRIANÇAS EM UMA CRECHE MUNICIPAL DA CIDADE DO RECIFE PRISCILLA SILVESTRE DE LIRA OLIVEIRA 1 OBSERVANDO A PRÁTICA DOCENTE E O APRENDIZADO DAS CRIANÇAS EM UMA CRECHE MUNICIPAL DA CIDADE DO RECIFE PRISCILLA SILVESTRE DE LIRA OLIVEIRA 1. Introdução: Compreendendo que a Educação Infantil é uma etapa

Leia mais

UM PROJETO COMO CATALISADOR DA INTERDISCIPLINARIDADE NO ENSINO DE CIÊNCIAS 1

UM PROJETO COMO CATALISADOR DA INTERDISCIPLINARIDADE NO ENSINO DE CIÊNCIAS 1 UM PROJETO COMO CATALISADOR DA INTERDISCIPLINARIDADE NO ENSINO DE CIÊNCIAS 1 Christian Dias Azambuja christian.dias.92@gmail.com Bianca Silveira silveirabianca41@gmail.com Geovânia dos Santos geovania_dos_santos@hotmail.com

Leia mais

O SIGNIFICADO DA FORMAÇÃO CONTINUADA DOCENTE

O SIGNIFICADO DA FORMAÇÃO CONTINUADA DOCENTE O SIGNIFICADO DA FORMAÇÃO CONTINUADA DOCENTE Lilian Kemmer Chimentão Resumo O presente estudo tem como objetivo a compreensão do significado e da importância da formação continuada docente para o exercício

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR MANUAL DE ESTÁGIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM GEOGRAFIA

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR MANUAL DE ESTÁGIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM GEOGRAFIA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E SOCIEDADE CURSO DE LICENCIATURA EM GEOGRAFIA MANUAL DE ESTÁGIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM GEOGRAFIA Nova

Leia mais