Contação de História Como contar histórias de forma cativante

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Contação de História Como contar histórias de forma cativante"

Transcrição

1 Contação de História Como contar histórias de forma cativante SANTOS, Bianca de Paula 1. Palavras-chave: História; Extensão; Contos infantis; Desenvolvimento. Introdução Em dias que as crianças se voltam para brinquedos tecnológicos e a televisão como fontes de diversão, desejamos direcionar a criança para momentos de atenção dirigida, contando histórias antigas e novas com outro olhar de uma forma onde as crianças sintam prazer em passar alguns momentos adquirindo uma cultura que não deve se perder com o tempo. Um contador de histórias educa, socializa, informa e desperta a imaginação das crianças na creche. (COSTA, In: ROSSETTI-FERREIRA, 2001, p. 89), a história é envolvente, ele faz com que possamos imaginar coisas, criar muitas vezes outras. No parque, no pátio, em qualquer espaço da creche. Não é preciso palco ou cenário, apenas um assento onde possamos viajar em mais um Era uma vez... ninguém sabe de onde eu vim, como cheguei aqui, se foi de carro, avião, trem de ferro, barco ou balão. É mágico. (COSTA, In: ROSSETTI- FERREIRA, 2001, p. 89) Ao contar uma história podemos passar ensinamentos, lições morais, podemos tratar de assuntos polêmicos, podemos desmistificar tabus, enfim, quando começamos a contar uma história se abre um mundo de informações que podemos estar passando a crianças, adolescentes, adultos e idosos. A atividade foi realizada em uma Operação do Núcleo do Projeto Rondon da Universidade de Brasília no Município de Rio Rufino - SC, no mês de dezembro de 2012; a Operação consiste em uma imersão em campo com duração de dez dias em alguma comunidade do interior do Brasil. 1 Universidade de Brasília

2 Metodologia A execução da oficina começa com uma conversa, os monitores dialogam com as crianças e professores sobre a importância da leitura e a influência dos livros, contos e sobre as atividades que serão realizadas na oficina. Pedimos para as crianças contarem se gostam de ouvir histórias, se elas se lembram das histórias que os pais contam e se os pais e professores leem livros para eles, procurando não impor a necessidade da leitura, mas deixando as crianças falarem sobre qual a importância que cada uma dá para a leitura, e livros. Procurase não estender muito o assunto, mas sempre respeitando o ritmo que a conversa levar. Logo após essa conversa já começamos a introduzir o período em que vamos contar a história Apresentamos uma história com fantoches, gravuras, cartazes ou caracterizações para as crianças, sendo uma narração expressiva com musicalização em alguns momentos da história e/ou baú surpresa. O baú surpresa é uma técnica em que não se usa necessariamente um baú, pode ser uma bolsa, uma caixa ou até mesmo podemos usar nossa roupa. Desse baú vamos tirar elementos que vão compor a história e enriquecer a imaginação das crianças; os objetos vão sendo retirados de acordo com o decorrer da história, se no meio da história aparece uma borboleta, por que não tirar um par de asas do baú, ou quem sabe aparece uma formiga e tiramos então um par de antenas. O baú surpresa é justamente o momento em que vamos incorporar o personagem, e criar esse momento surpreendente a criança. O baú surpresa também pode ser um recurso de mediações. As crianças assim ampliam o seu vocabulário a partir dos objetos que formos retirando, elas podem expressar suas dúvidas, seus sentimentos em relação ao momento da história e a situação que ela representa, permitindo a manifestação de algumas emoções. Esse momento da contação da história dura em média de cinco a dez minutos, após esse tempo as crianças não conseguem mais prestar tanto atenção. Após o momento da história passamos uma atividade relacionada a historia. Com as crianças menores, entre dois e quatro anos de idade, é preciso ser uma atividade menos elaborada por contata da idade e porque necessita de um número de ajudantes mínimo. Geralmente o público que temos são as crianças maiores das

3 creches e as das series iniciais da educação infantil, que estão na faixa de quatro a seis anos. Resultados e discussões As atividades que realizamos com elas são a confecção de fantoches de caixa de leite e desenhos. As crianças menores são estimuladas a reescrever a historia do jeito que elas entenderam em forma de um desenho. O mais interessante dessa atividade é que por mais que seja uma atividade bem simples ela revela habilidade para o desenho, mostra qual foi o entendimento da criança sobre a história e se a há uma ligação história realidade. A montagem do fantoche é simples e divertida, ensinar o modo de fazer os fantoches a partir de caixas de leite é interessante porque eles depois podem fazer mais em casa. Para fazer esse fantoche você vai precisar de: Caixas de leite longa vida Lã ou papel crepom Folha de papel pardo ou colorido Cola Papel sulfite Fita crepe ou durex Tesoura 1) Lave a caixa de leite e recorte 1 lateral, 1 frente e 1 lateral, 2) Abra-a e dobre como se fosse fantoche, testando, colocando suas mãos na abertura

4 3) Cole com uma fita crepe as abas e encape com papel pardo ou outro tipo de papel. E na parte interna, cole papel vermelho. 4) Pronto? Ficou assim? Faça olhinhos, narizinho e boquinha e cole-os. Cole o cabelinho que pode ser lã ou papel crepom. 5) Você pode incrementar fazendo filhotinhos com caixinhas menores de remédio ou puro-purê... ou fazer animaizinhos conforme a história.

5 Com seus fantoches as crianças soltam a imaginação, começam a recontar a história, elas criam suas próprias histórias e se divertem bastante. Conclusão Essa oficina foi pensada e preparada para cativar e incentivar as crianças a passarem momentos juntas na escola, em casa com os pais ou até mesmo sozinhas lendo, ouvindo uma boa história ou criando suas próprias histórias. Todos os que tiveram um contador de histórias em sua história de vida sabem o quanto ele é importante. (COSTA, In: ROSSETTI-FERREIRA, 2001, p. 90), a leitura é um hábito muito importante que é necessário por toda a nossa vida, a imaginação nos ajuda a resolver problemas e circunstancias adversas, ela também precisa ser estimulada, e o simples fato de poder criar, nos torna pessoas especiais. Os resultados que essa oficina pode trazer só poderão ser vistos em longo prazo, mas a semente foi lançada. Bibliografia COSTA, Edna Ap. A. da. As histórias de um contador. In: ROSSETTI-FERREIRA, M. Clotilde et. Al. Os fazedores na educação infantil. 4º edição. São Paula: Ed. Cortez, Imagens ilustrativas. Disponível em

Projeto Quem sou eu? Tema: Identidade e Autonomia Público alvo: Educação Infantil Disciplina: Natureza e Sociedade Duração: Seis semanas

Projeto Quem sou eu? Tema: Identidade e Autonomia Público alvo: Educação Infantil Disciplina: Natureza e Sociedade Duração: Seis semanas Projeto Quem sou eu? Image URI: http://mrg.bz/q6vqo3 Tema: Identidade e Autonomia Público alvo: Educação Infantil Disciplina: Natureza e Sociedade Duração: Seis semanas Justificativa: Tendo em vista a

Leia mais

FACULDADE EÇA DE QUEIRÓS

FACULDADE EÇA DE QUEIRÓS FACULDADE EÇA DE QUEIRÓS GISELE CRISTINA DE SANTANA FERREIRA PEREIRA JÉSSICA PALOMA RATIS CORREIA NOBRE PEDAGOGIA: PROJETO MENINA BONITA DO LAÇO DE FITA JANDIRA - 2012 FACULDADE EÇA DE QUEIRÓS GISELE CRISTINA

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA As Histórias do Senhor Urso 2. EPISÓDIO(S) TRABALHADO(S): O piado da coruja 3. SINOPSE DO(S) EPISÓDIO(S) ESPECÍFICO(S) O episódio O piado da Coruja

Leia mais

Histórias em Sequência

Histórias em Sequência Histórias em Sequência Objetivo Geral Através das histórias em sequência fazer com que os alunos trabalhem com a oralidade, escrita, causalidade e vivências pessoais. Objetivos Específicos Trabalho envolvendo

Leia mais

CONTEÚDOS OBJETIVOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO. Representar as idéias do texto através de desenho, modelagem e dramatização;

CONTEÚDOS OBJETIVOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO. Representar as idéias do texto através de desenho, modelagem e dramatização; PLANO DE TRABALHO DE LÍNGUA PORTUGUESA ELABORAÇÃO: JOSIANE DE LIMA ANO: 1º GÊNERO: PARLENDA PERÍDO APROXIMADAMENTE: CONTEÚDOS OBJETIVOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Ideia de representação; (desenho, modelagem

Leia mais

PROJETO DE LEITURA E ESCRITA. Era uma vez... E conte outra vez.

PROJETO DE LEITURA E ESCRITA. Era uma vez... E conte outra vez. PROJETO DE LEITURA E ESCRITA Era uma vez... E conte outra vez. CARACTERIZAÇÃO DO PROJETO TEMA; PROJETO DE LEITURA E ESCRITA. Era uma vez... E conte outra vez. INSTITUIÇÃO Escola Estadual Lino Villachá

Leia mais

LEI ROUANET PROJETO ESTÓRIAS

LEI ROUANET PROJETO ESTÓRIAS LEI ROUANET PROJETO ESTÓRIAS Projeto Estórias I. Introdução O projeto Estórias nasceu da necessidade de incluir na literatura infantil personagens com câncer e o ambiente hospitalar. A literatura que contém

Leia mais

CRECHE MUNICIPAL MACÁRIA MILITONA DE SANTANA PROJETO LITERATURA INFANTIL: "MUNDO ENCANTADOR"

CRECHE MUNICIPAL MACÁRIA MILITONA DE SANTANA PROJETO LITERATURA INFANTIL: MUNDO ENCANTADOR CRECHE MUNICIPAL MACÁRIA MILITONA DE SANTANA PROJETO LITERATURA INFANTIL: "MUNDO ENCANTADOR" CUIABÁ-MT 2015 CRECHE MUNICIPAL MÁCARIA MILITONA DE SANTANA 1- Tema: "Mundo Encantador" 1.2- Faixa etária: 2

Leia mais

A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL

A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL EVELISE RAQUEL DE PONTES (UNESP). Resumo O ato de contar histórias para crianças da educação infantil é a possibilidade de sorrir, criar, é se envolver com

Leia mais

Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?)

Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?) Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?) Ação nº41/2012 Formadora: Madalena Moniz Faria Lobo San-Bento Formanda: Rosemary Amaral Cabral de Frias Introdução Para se contar histórias a crianças,

Leia mais

OBSERVANDO A PRÁTICA DOCENTE E O APRENDIZADO DAS CRIANÇAS EM UMA CRECHE MUNICIPAL DA CIDADE DO RECIFE PRISCILLA SILVESTRE DE LIRA OLIVEIRA

OBSERVANDO A PRÁTICA DOCENTE E O APRENDIZADO DAS CRIANÇAS EM UMA CRECHE MUNICIPAL DA CIDADE DO RECIFE PRISCILLA SILVESTRE DE LIRA OLIVEIRA 1 OBSERVANDO A PRÁTICA DOCENTE E O APRENDIZADO DAS CRIANÇAS EM UMA CRECHE MUNICIPAL DA CIDADE DO RECIFE PRISCILLA SILVESTRE DE LIRA OLIVEIRA 1. Introdução: Compreendendo que a Educação Infantil é uma etapa

Leia mais

Observação na Escolinha EMEI Cebolinha no Dia 02 de setembro de 2015

Observação na Escolinha EMEI Cebolinha no Dia 02 de setembro de 2015 Observação na Escolinha EMEI Cebolinha no Dia 02 de setembro de 2015 Acadêmica: Ewelyn Sampaio Cardoso Ao chegar à Escola EMEI cebolinha ás 08h00min, a professora do pré I já estava na escola com uma aluna

Leia mais

A leitura, um bem essencial

A leitura, um bem essencial A leitura, um bem essencial A leitura, um bem essencial A leitura é uma competência básica que todas as pessoas devem adquirir para conseguirem lidar de forma natural com a palavra escrita. Mas aprender

Leia mais

RECURSOS COM PALAVRAS E GESTOS

RECURSOS COM PALAVRAS E GESTOS RECURSOS COM PALAVRAS E GESTOS Arquivo enviado cordialmente por Alice Lirio ao Grupo virtual de Ev. Infantil Yahoo e convertido para formato PPS por Arlete Länzlinger Artes Cênicas Englobam a dramatização

Leia mais

Informativo G3 Abril 2011 O início do brincar no teatro

Informativo G3 Abril 2011 O início do brincar no teatro Informativo G3 Abril 2011 O início do brincar no teatro Professora Elisa Brincar, explorar, conhecer o corpo e ouvir histórias de montão são as palavras que traduzem o trabalho feito com o G3. Nesse semestre,

Leia mais

PIBID/FSDB. Autoras: Bolsistas ID da Educação Infantil

PIBID/FSDB. Autoras: Bolsistas ID da Educação Infantil PIBID/FSDB Autoras: Bolsistas ID da Educação Infantil PROJETO DIDÁTICO: BRINCANDO COM FORMAS E CORES Turma: Berçário II, Maternal I e II, Jardim I e II Duração: 2 meses. Objetivo Compartilhado: Aprofundar

Leia mais

Tema: Educando Para a Vida

Tema: Educando Para a Vida Tema: Educando Para a Vida 1- JUSTIFICATIVA: Uma parte dos alunos utiliza o transporte escolar e carros de familiares para locomover até a Escola, a outra parte que reside próximo fazem uso das faixas

Leia mais

4. PALAVRAS-CHAVE Tempo;,relógio, horas, construção, amizade, cooperação.

4. PALAVRAS-CHAVE Tempo;,relógio, horas, construção, amizade, cooperação. DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA As Histórias do Senhor Urso 2. EPISÓDIO TRABALHADO O Relógio 3. SINOPSE DO EPISÓDIO ESPECÍFICO Alguns animais que são amigos brincam juntos e, nessas

Leia mais

MUNDO DAS BORBOLETAS

MUNDO DAS BORBOLETAS MUNDO DAS BORBOLETAS Martinez, Ana Paula Resumo O projeto Mundo das Borboletas foi desenvolvido com vinte crianças de seis anos do 1º ano do Ensino Fundamental na Escola Estadual Eugênio Franco na cidade

Leia mais

A criança e as mídias

A criança e as mídias 34 A criança e as mídias - João, vá dormir, já está ficando tarde!!! - Pera aí, mãe, só mais um pouquinho! - Tá na hora de criança dormir! - Mas o desenho já tá acabando... só mais um pouquinho... - Tá

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES DE MATEMÁTICA

CADERNO DE ATIVIDADES DE MATEMÁTICA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO / DIRETORIA PEDAGÓGICA GERÊNCIA DE ENSINO FUNDAMENTAL CADERNO DE ATIVIDADES DE MATEMÁTICA de Keiko Kasza Assessoria Pedagógica de Matemática Regina Aparecida de Oliveira Londrina,

Leia mais

TRANSPARÊNCIA INSTITUCIONAL PROJETO BOA SEMENTE OFICINA SEMEANDO MOVIMENTO

TRANSPARÊNCIA INSTITUCIONAL PROJETO BOA SEMENTE OFICINA SEMEANDO MOVIMENTO TRANSPARÊNCIA INSTITUCIONAL PROJETO BOA SEMENTE OFICINA SEMEANDO MOVIMENTO O Orfanato Evangélico, através do Projeto Boa Semente, desenvolveu atividades direcionadas as crianças de 1 mês a 1 ano de idade,

Leia mais

A importância da leitura na fase infantil.

A importância da leitura na fase infantil. EDIÇÃO II VOLUME 3 01/04/2011 A importância da leitura na fase infantil. O desenvolvimento de interesses e hábitos permanentes de leitura é um processo constante, que principia no lar, aperfeiçoa-se sistematicamente

Leia mais

PROJETO DE ESTÁGIO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

PROJETO DE ESTÁGIO NA EDUCAÇÃO INFANTIL PROJETO DE ESTÁGIO NA EDUCAÇÃO INFANTIL BRIZOLA, Silene Francisca dos Santos. (UNEMAT) silenefsb@hotmail.com SILVA, Maria Ivonete da. (UNEMAT) ivonete0304@hotmail.com RESUMO Este projeto foi desenvolvido

Leia mais

FACULDADE EÇA DE QUEIROS. Edna Cristina do Nascimento. Marineide Gonçalves. Tâmara de Oliveira PROJETO PEDAGÓGICO JANDIRA

FACULDADE EÇA DE QUEIROS. Edna Cristina do Nascimento. Marineide Gonçalves. Tâmara de Oliveira PROJETO PEDAGÓGICO JANDIRA FACULDADE EÇA DE QUEIROS Edna Cristina do Nascimento Marineide Gonçalves Tâmara de Oliveira PROJETO PEDAGÓGICO JANDIRA MARÇO 2012 FACULDADE EÇA DE QUEIROS PROJETO PEDAGÓGICO SOBRE O LIVRO: MENINA BONITA

Leia mais

IV EDIPE Encontro Estadual de Didática e Prática de Ensino 2011 A IMPORTÂNCIA DAS ARTES NA FORMAÇÃO DAS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

IV EDIPE Encontro Estadual de Didática e Prática de Ensino 2011 A IMPORTÂNCIA DAS ARTES NA FORMAÇÃO DAS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL A IMPORTÂNCIA DAS ARTES NA FORMAÇÃO DAS CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Marília Darc Cardoso Cabral e Silva 1 Tatiane Pereira da Silva 2 RESUMO Sendo a arte uma forma do ser humano expressar seus sentimentos,

Leia mais

Livro 1. Activity. Tradução para o Português

Livro 1. Activity. Tradução para o Português 1 Pag. 5 Pag. 6 Pag. 7 Pag. 8 LIÇÃO 1 Diga as falas das crianças depois de ouvi-las. Estes são os seus novos amigos. Você vai aprender inglês com eles. Uau! Vamos ouvir as crianças. Preste atenção à fisionomia

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Dezembro 2014

Atividades Pedagógicas. Dezembro 2014 Atividades Pedagógicas Dezembro 2014 EM DESTAQUE Acompanhe aqui um pouco do dia-a-dia de nossos alunos em busca de novos aprendizados. ATIVIDADES DE SALA DE AULA GRUPO I A GRUPO I B GRUPO I C GRUPO I D

Leia mais

A criança, a escrita e a leitura: sugestões para a ação

A criança, a escrita e a leitura: sugestões para a ação A criança, a escrita e a leitura: sugestões para a ação Geraldina Porto Witter PUC-Campinas As sugestões aqui arroladas decorrem de pesquisas, as quais evidenciam a eficiência das mesmas. Elas servem a

Leia mais

5- Cite, em ordem de preferência, três profissões que você mais gostaria de exercer: 1º 2º 3º

5- Cite, em ordem de preferência, três profissões que você mais gostaria de exercer: 1º 2º 3º 18. DICAS PARA A PRÁTICA Orientação para o trabalho A- Conhecimento de si mesmo Sugestão: Informativo de Orientação Vocacional Aluno Prezado Aluno O objetivo deste questionário é levantar informações para

Leia mais

Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos. Quem sou eu? Dinâmica de Apresentação para Grupo de Jovens

Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos. Quem sou eu? Dinâmica de Apresentação para Grupo de Jovens Disponível no site Esoterikha.com: http://bit.ly/dinamicas-para-jovens Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos As dinâmicas de grupo já fazem parte do cotidiano empresarial,

Leia mais

EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO)

EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO) Explorando a obra EXPLORANDO A OBRA (ALUNOS SENTADOS EM CÍRCULO) INTRODUÇÃO Antes da leitura Peça para que seus alunos observem a capa por alguns instantes e faça perguntas: Qual é o título desse livro?

Leia mais

COMO TRABALHAR COM BLOCOS LÓGICOS

COMO TRABALHAR COM BLOCOS LÓGICOS I. Descrição do Material: COMO TRABALHAR COM BLOCOS LÓGICOS Material criado por Dienes. Constitui-se de 48 peças, que combinam quatro atributos em cada uma sendo: Tamanho (grande e pequeno) Cor (amarelo,

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Agosto 2014

Atividades Pedagógicas. Agosto 2014 Atividades Pedagógicas Agosto 2014 EM DESTAQUE Acompanhe aqui um pouco do dia-a-dia de nossos alunos em busca de novos aprendizados. ATIVIDADES DE SALA DE AULA GRUPO II A GRUPO II B GRUPO II C GRUPO II

Leia mais

Ateliers de Verão Câmara Municipal do Barreiro

Ateliers de Verão Câmara Municipal do Barreiro Programação de Actividades Julho 02 (4ª) 15h00 Edifício Américo Marinho Hum! Hum! Hum! Que delícia!, sessão I 04 (6ª) 15h00 Auditório Municipal Augusto Cabrita Atelier de Movimento, sessão I 07 (2ª) 15h00

Leia mais

PARA SABER MAIS. Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES GUIA DE LEITURA. Cabe aqui na minha mão!

PARA SABER MAIS. Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES GUIA DE LEITURA. Cabe aqui na minha mão! CLÁUDIO MARTINS & MAURILO ANDREAS PARA SABER MAIS Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES LÚCIA HIRATSUKA JASON GARDNER Priscilla Kellen Cabe aqui na minha mão! Frutas GUIA

Leia mais

PARA SABER MAIS. Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES GUIA DE LEITURA. Cabe aqui na minha mão!

PARA SABER MAIS. Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES GUIA DE LEITURA. Cabe aqui na minha mão! CLÁUDIO MARTINS & MAURILO ANDREAS PARA SABER MAIS Consulte o site do IAB www.alfaebeto.org.br COLEÇÃO PEQUENOS LEITORES LÚCIA HIRATSUKA JASON GARDNER Priscilla Kellen Cabe aqui na minha mão! Frutas GUIA

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA Balinha e Dentinho 2. EPISÓDIO(S) TRABALHADO(S): Aniversário do Dentinho 3. SINOPSE DO(S) EPISÓDIO(S) ESPECÍFICO(S) O episódio Aniversário do Dentinho

Leia mais

José e Maria partem para Belém Lucas 2

José e Maria partem para Belém Lucas 2 José e Maria partem para Belém Lucas 2 Só para você Aprendendo Para decorar Respeitando a maneira que você está acostumado a fazer com sua classe, gostaríamos de apenas dar algumas sugestões com relação

Leia mais

Sistema de Ensino CNEC. 1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome:

Sistema de Ensino CNEC. 1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome: 1 o ano Ensino Fundamental Data: / / Nome: A literatura infantil surgiu no século XVII, no intuito de educar as crianças moralmente. Em homenagem ao escritor dinamarquês Hans Christian Andersen, foi criado

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA As Letrinhas Mágicas 2. EPISÓDIO(S) TRABALHADO(S): Descendo as Corredeiras 3. SINOPSE DO(S) EPISÓDIO(S) ESPECíFICO(S) O episódio Descendo as Corredeiras

Leia mais

Professor Ventura Ensina Tecnologia

Professor Ventura Ensina Tecnologia Professor Ventura Ensina Tecnologia Experimento PV001 Maquete com Instalação Elétrica Ensino Fundamental Direitos Reservados = Newton C. Braga 1 Maquete com Instalação Elétrica Você gostaria de aprender

Leia mais

QUE ESCOLA QUEREMOS PARA AS NOSSAS CRIANÇAS?

QUE ESCOLA QUEREMOS PARA AS NOSSAS CRIANÇAS? SEMINÁRIO DE PESQUISA OBJETIVO DEBATER E PROBLEMATIZAR QUESTÕES RELACIONADAS ÀS PRÁTICAS DOCENTES NA EDUCAÇÃO INAFANTIL, BEM COMO ESTABELECER DIÁLOGO COM TEÓRICOS DA PEDAGOGIA, DA EDUCAÇÃO INFANTIL E DAS

Leia mais

Saúde é qualidade de vida

Saúde é qualidade de vida Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Educação infantil Publicado em 2012 Projetos temáticos Educação Infantil Data: / / Nível: Escola: Nome: Saúde é qualidade de vida Justificativa O projeto

Leia mais

Futuro Profissional um incentivo à inserção de jovens no mercado de trabalho

Futuro Profissional um incentivo à inserção de jovens no mercado de trabalho Futuro Profissional um incentivo à inserção de jovens no mercado de trabalho SOUSA, Pedro H. 1 Palavras-chave: Mercado de Trabalho, Formação Acadêmica, Empreendedorismo. Introdução: O mercado de trabalho

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA Balinha e Dentinho. 2. EPISÓDIO TRABALHADO Soltando Pipa. 3. SINOPSE DO EPISÓDIO ESPECÍFICO No episódio Soltando Pipa, Balinha e Dentinho vão brincar

Leia mais

Educação Infantil - Ensino Fundamental - Ensino Médio. Atividade: Reflexão sobre Amadurecimento e Relacionamento Interpessoal

Educação Infantil - Ensino Fundamental - Ensino Médio. Atividade: Reflexão sobre Amadurecimento e Relacionamento Interpessoal Educação Infantil - Ensino Fundamental - Ensino Médio Atividade: Reflexão sobre Amadurecimento e Relacionamento Interpessoal Público: Oitavos anos Data: 25/5/2012 181 Dentro deste tema, foi escolhida para

Leia mais

Projeto - Profissões. Público alvo: Educação Infantil / Crianças de 3 a 4 anos. Áreas: Natureza e Sociedade / Identidade e Autonomia

Projeto - Profissões. Público alvo: Educação Infantil / Crianças de 3 a 4 anos. Áreas: Natureza e Sociedade / Identidade e Autonomia Projeto - Profissões Público alvo: Educação Infantil / Crianças de 3 a 4 anos Áreas: Natureza e Sociedade / Identidade e Autonomia Duração: 5 semanas Justificativa: Este projeto visa apresentar às crianças

Leia mais

Atividade: Leitura e interpretação de texto. Português- 8º ano professora: Silvia Zanutto

Atividade: Leitura e interpretação de texto. Português- 8º ano professora: Silvia Zanutto Atividade: Leitura e interpretação de texto Português- 8º ano professora: Silvia Zanutto Orientações: 1- Leia o texto atentamente. Busque o significado das palavras desconhecidas no dicionário. Escreva

Leia mais

SOBRE ESTE LIVRO BOM TRABALHO PARA TODOS!

SOBRE ESTE LIVRO BOM TRABALHO PARA TODOS! As pistas e propostas de trabalho que se seguem são apenas isso mesmo: propostas e pistas, pontos de partida, sugestões, pontapés de saída... Não são lições nem fichas de trabalho, não procuram respostas

Leia mais

OBJETIVOS: ARTES VISUAIS EDUCAÇÃO INFANTIL PRÉ II DATA: PERÍODO:

OBJETIVOS: ARTES VISUAIS EDUCAÇÃO INFANTIL PRÉ II DATA: PERÍODO: ARTES VISUAIS EDUCAÇÃO INFANTIL PRÉ II DATA: PERÍODO: CONTEÚDO: Gênero: Retrato /Fotografia Técnica: Pintura óleo sobre tela Elementos formais: cor e luz Os recursos formais de representação: figuração

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Agosto 2014

Atividades Pedagógicas. Agosto 2014 Atividades Pedagógicas Agosto 2014 EM DESTAQUE Acompanhe aqui um pouco do dia-a-dia de nossos alunos em busca de novos aprendizados. ATIVIDADES DE SALA DE AULA GRUPO I A GRUPO I B GRUPO I C GRUPO I D I

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADE

RELATÓRIO DE ATIVIDADE RELATÓRIO DE ATIVIDADE A IMPORTÂNCIA DE CADA ALIMENTO Coordenador da atividade: Thaís Canto Cury Integrantes da equipe: Manha: Bianca Domingues, Fernando Peixoto e Juliana Ravelli Tarde: Thaís Cury, Thalita

Leia mais

ENTRE FRALDAS E CADERNOS

ENTRE FRALDAS E CADERNOS ENTRE FRALDAS E CADERNOS Entre Fraldas e Cadernos Proposta metodológica: Bem TV Educação e Comunicação Coordenação do projeto: Márcia Correa e Castro Consultoria Técnica: Cláudia Regina Ribeiro Assistente

Leia mais

A História do. Luca Rischbieter. Discussão 4. No Capítulo 4 da História do Pequeno Reino. Ideias e Sugestões

A História do. Luca Rischbieter. Discussão 4. No Capítulo 4 da História do Pequeno Reino. Ideias e Sugestões Desenhar, modelar, pintar: brincadeiras especiais No Capítulo 4 da História do Pequeno Reino Aparecem no castelo materiais para desenhar, pintar e modelar que, juntamente com os brinquedos, passam a fazer

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL 2 A PROJETO ARCA DE NOÉ INTRODUÇÃO

EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL 2 A PROJETO ARCA DE NOÉ INTRODUÇÃO EDUCAÇÃO INFANTIL INFANTIL 2 A PROJETO ARCA DE NOÉ INTRODUÇÃO Foram dois os fatores que contribuíram para a formação do projeto Arca de Noé. O interesse das crianças da sala do infantil 2 A por animais

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL NTE VARGINHA PROJETO IDENTIDADE

NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL NTE VARGINHA PROJETO IDENTIDADE Projeto Identidade Quem sou eu??? NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL NTE VARGINHA PROJETO IDENTIDADE ELABORAÇÃO: Míria Azevedo de Lima Bartelega --------------------------------Agosto / 2010 I A Questão

Leia mais

Nada melhor do que colocar em prática os conhecimentos obtidos em nossas aulas, confeccionando um incrível álbum de vegetais.

Nada melhor do que colocar em prática os conhecimentos obtidos em nossas aulas, confeccionando um incrível álbum de vegetais. Nome: Nº: 2º ano Trabalho Interdisciplinar de Ciências e Informática 3º Bimestre Data: Durante este bimestre aprendemos que as plantas, também chamadas de vegetais, são seres vivos, já que nascem, crescem

Leia mais

Paródia 1ªA. Música Fugidinha Michel Teló. Cheguei na escola não consegui entender. Mas depois de um tempo tudo foi se resolver

Paródia 1ªA. Música Fugidinha Michel Teló. Cheguei na escola não consegui entender. Mas depois de um tempo tudo foi se resolver Paródia 1ªA Música Fugidinha Michel Teló Cheguei na escola não consegui entender Mas depois de um tempo tudo foi se resolver Tudo dando certo eu vou ficar esperto E vestibular eu vou fazer Sempre tem aquele

Leia mais

projeto Resgatando o Prazer de brincar

projeto Resgatando o Prazer de brincar projeto Resgatando o Prazer de brincar São Paulo 1 Diana Gomes Signorelli Karine de Oliveira Costa MARIANA CERQUEIRA RODRIGUEZ Pedro Michelli Arantes Colégio Equipe Este projeto faz parte do Programa Aprendiz

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA Balinha e Dentinho. 2. EPISÓDIO TRABALHADO Leite, O Meu Melhor Amigo. 3. SINOPSE DO EPISÓDIO ESPECÍFICO Leite, O Meu Melhor Amigo é um episódio da

Leia mais

VII Mostra de Trabalhos ABC na Educação Científica - Mão na Massa LAVA, LAVA, LAVA

VII Mostra de Trabalhos ABC na Educação Científica - Mão na Massa LAVA, LAVA, LAVA LAVA, LAVA, LAVA Luciana M. M. C. Françoso Luciane Martins Gisele Ap. de Souza Resumo Este projeto foi desenvolvido em uma escola municipal do interior do estado de São Paulo, em uma sala de educação infantil

Leia mais

ATIVIDADES RECUPERAÇÃO PARALELA

ATIVIDADES RECUPERAÇÃO PARALELA ATIVIDADES RECUPERAÇÃO PARALELA Nome: Nº Ano: 6º Data: / /2012 Bimestre: 2º Professora: Samanta Disciplina: P1 Orientações para estudo: refaça os exercícios propostos (inclusive folha extra) e as avaliações

Leia mais

CONTEÚDOS OBJETIVOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CONTEÚDOS OBJETIVOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PLANO DE TRABALHO ELABORAÇÃO: JOSIANE DE LIMA GÊNERO: Notícia PERÍODO APROXIMADAMENTE: 4º Ano CONTEÚDOS OBJETIVOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO - Ritmo, fluência e entonação na leitura; - Apreensão das ideias

Leia mais

Tomada de decisão. O que é necessário para ser bom? Algumas dicas práticas: Por que ser bom? Como tomamos boas decisões?

Tomada de decisão. O que é necessário para ser bom? Algumas dicas práticas: Por que ser bom? Como tomamos boas decisões? Exercitando o Caráter 4 a 6 anos Tomada de decisão O que é necessário para ser bom? Ser uma pessoa correta é mais do que somente fazer o que deve ser feito. É realmente escolher fazer o que deve ser feito.

Leia mais

O PAPEL DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

O PAPEL DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL 0 O PAPEL DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL 1 O PAPEL DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL Renato da Guia Oliveira 2 FICHA CATALOGRÁFICA OLIVEIRA. Renato da Guia. O Papel da Contação

Leia mais

REDE PRÓ-MENINO. ECTI - Escola no Combate ao Trabalho Infantil ATIVIDADE MÓDULO 2 (COLAGEM) EM INTEGRAÇÃO COM O MÓDULO 1- B (ENTREVISTA)

REDE PRÓ-MENINO. ECTI - Escola no Combate ao Trabalho Infantil ATIVIDADE MÓDULO 2 (COLAGEM) EM INTEGRAÇÃO COM O MÓDULO 1- B (ENTREVISTA) REDE PRÓ-MENINO ECTI - Escola no Combate ao Trabalho Infantil CURSISTA: JACKELYNE RIBEIRO CINTRA MORAIS CPF: 014275241-06 ATIVIDADE MÓDULO 2 (COLAGEM) EM INTEGRAÇÃO COM O MÓDULO 1- B (ENTREVISTA) Características

Leia mais

VERSÍCULO BÍBLICO Todo o que ama a repreensão ama a sabedoria, mas aquele que odeia a repreensão é tolo Provérbios 12:1

VERSÍCULO BÍBLICO Todo o que ama a repreensão ama a sabedoria, mas aquele que odeia a repreensão é tolo Provérbios 12:1 VERSÍCULO BÍBLICO Todo o que ama a repreensão ama a sabedoria, mas aquele que odeia a repreensão é tolo Provérbios 12:1 OBJETIVOS O QUÊ? (GG): As crianças participarão de um programa de auditório chamado

Leia mais

Projeto: Filhotes. Eixo: Natureza e Sociedade Duração: Setembro/Outubro de 2012 Infantil I

Projeto: Filhotes. Eixo: Natureza e Sociedade Duração: Setembro/Outubro de 2012 Infantil I Projeto: Filhotes Eixo: Natureza e Sociedade Duração: Setembro/Outubro de 2012 Infantil I Justificativa: A escolha da temática FILHOTES para o infantil I se deve ao fato de que os animais em geral provocam

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSORES SUBSTITUTOS EDITAL

PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSORES SUBSTITUTOS EDITAL EDUCAÇÃO INFANTIL 01) Tomando como base a bibliografia atual da área, assinale a alternativa que destaca CORRE- TAMENTE os principais eixos de trabalho articuladores do cotidiano pedagógico nas Instituições

Leia mais

III ENCONTRO PROGRAMA DE BOLSA AUXÍLIO RESULTADO QUESTIONÁRIO BOLSISTAS

III ENCONTRO PROGRAMA DE BOLSA AUXÍLIO RESULTADO QUESTIONÁRIO BOLSISTAS III ENCONTRO PROGRAMA DE BOLSA AUXÍLIO 1. Há quanto tempo você participa do Programa de bolsa-auxílio do Instituto Girassol? Até 1 ano 3 De 1 a 2 anos 8 De 2 a 3 anos 3 De 2 a 3 anos 21% Até 1 ano 22%

Leia mais

Projetos. Outubro 2012

Projetos. Outubro 2012 Projetos Outubro 2012 Assunto de gente grande para gente pequena. No mês de outubro os brasileiros foram às urnas para eleger prefeitos e vereadores e a Turma da Lagoa não poderia ficar fora deste grande

Leia mais

Como escrever para o seu. Site. e usar seu conhecimento como forma de conquistar e reter clientes. Blog do Advogado Moderno - PROMAD

Como escrever para o seu. Site. e usar seu conhecimento como forma de conquistar e reter clientes. Blog do Advogado Moderno - PROMAD o seu Site e usar seu conhecimento como forma de conquistar e reter clientes. Conteúdo Introdução Escrever bem é um misto entre arte e ciência Seus conhecimentos geram mais clientes Dicas práticas Faça

Leia mais

PROJETO: APRENDENDO SOBRE ATITUDES E VALORES COM CHAPEUZINHOS COLORIDOS

PROJETO: APRENDENDO SOBRE ATITUDES E VALORES COM CHAPEUZINHOS COLORIDOS PROJETO: APRENDENDO SOBRE ATITUDES E VALORES COM CHAPEUZINHOS COLORIDOS Duração: Uma aula por mês durante o ano letivo. Público-Alvo: Alunos do 4º Ano (Ensino Fundamental I). Justificativa: Os PCN s afirmam

Leia mais

Fio Condutor Faz de conta Subtema(s): Branca de Neve Planejamento das atividades

Fio Condutor Faz de conta Subtema(s): Branca de Neve Planejamento das atividades Nome do bolsista: Priscila Barcellos Sabetta Escola em que atua: EMEI Sementinha Turma: Creche I Turno: Manhã Professora Supervisora: Milena Professora coordenadora do Subprojeto: Patrícia Pinho Fio Condutor

Leia mais

Feira de troca: trocar é mais divertido do que comprar

Feira de troca: trocar é mais divertido do que comprar Feira de troca: trocar é mais divertido do que comprar Feira de troca Natal, aniversário, Dia das Crianças, já pensou em quantos presentes você ganha o ano todo? Com quantos deles você ainda gosta de brincar?

Leia mais

Cores e Formas. Aplicando os conceitos da reciclagem, fazer uso das formas geométricas como materiais para a composição e decomposição de figuras.

Cores e Formas. Aplicando os conceitos da reciclagem, fazer uso das formas geométricas como materiais para a composição e decomposição de figuras. Cores e Formas 1) Objetivo Geral Aplicando os conceitos da reciclagem, fazer uso das formas geométricas como materiais para a composição e decomposição de figuras. 2) Objetivo Específico Reconhecimento,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CENTRO DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL BRASIL-ALEMANHA ALUNO: GINO BONA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CENTRO DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL BRASIL-ALEMANHA ALUNO: GINO BONA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CENTRO DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL BRASIL-ALEMANHA ALUNO: GINO BONA CONTOS DE FADAS NO ENSINO DA LÍNGUA ALEMÃ PARA A PRÉ-ESCOLA BÁSICA MUNICIPAL DR. ADALBERTO TOLENTINO DE

Leia mais

Ao longo deste 2 semestre, a turma dos 1 anos vivenciaram novas experiências e aprendizados que contemplaram suas primeiras conquistas do semestre

Ao longo deste 2 semestre, a turma dos 1 anos vivenciaram novas experiências e aprendizados que contemplaram suas primeiras conquistas do semestre Ao longo deste 2 semestre, a turma dos 1 anos vivenciaram novas experiências e aprendizados que contemplaram suas primeiras conquistas do semestre anterior, dentro de contextos que buscavam enfatizar o

Leia mais

O JORNAL EM SALA DE AULA: PARA ALÉM DO LETRAMENTO, O ALUNO COMO CENTRO DA NOTÍCIA

O JORNAL EM SALA DE AULA: PARA ALÉM DO LETRAMENTO, O ALUNO COMO CENTRO DA NOTÍCIA O JORNAL EM SALA DE AULA: PARA ALÉM DO LETRAMENTO, O ALUNO COMO CENTRO DA NOTÍCIA Ana Lhayse Feitoza Albuquerque analhayse@hotmail.com Beatriz Correia Neri de Araújo beatrizneri00@hotmail.com Thays Emanuela

Leia mais

OFICINA. Jogos matemáticos - cores, notações numéricas e quantidades. Letícia Fonseca Reis F. Castro Matemática e Livro das Formas 01/10/2011

OFICINA. Jogos matemáticos - cores, notações numéricas e quantidades. Letícia Fonseca Reis F. Castro Matemática e Livro das Formas 01/10/2011 OFICINA Jogos matemáticos - cores, notações numéricas e quantidades Letícia Fonseca Reis F. Castro Matemática e Livro das Formas 01/10/2011 Matemática Uma das finalidades de estudar matemática é aprender

Leia mais

1 EDUCAÇÃO INFANTIL LINGUAGEM A GALINHA RUIVA. Guia Didático do Objeto Educacional Digital

1 EDUCAÇÃO INFANTIL LINGUAGEM A GALINHA RUIVA. Guia Didático do Objeto Educacional Digital Guia Didático do Objeto Educacional Digital LINGUAGEM 1 EDUCAÇÃO INFANTIL A GALINHA RUIVA Este Objeto Educacional Digital (OED) está relacionado ao tema da Unidade 3 do Livro do Aluno. LINGUAGEM A GALINHA

Leia mais

Disciplina: Matemática Data da realização: 24/8/2015

Disciplina: Matemática Data da realização: 24/8/2015 Ficha da semana 4º ano A/B/C. Instruções: 1. Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue à professora no dia seguinte. 2. As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno

Leia mais

Projeto - Conhecendo os animais

Projeto - Conhecendo os animais Projeto - Conhecendo os animais Tema: Seres Vivos Público alvo: Educação Infantil / Crianças de 4 a 5 anos Área de conhecimento: Natureza e Sociedade Duração: Cinco semanas Justificativa: Este projeto

Leia mais

www.marketingdigitalexpress.com.br - Versão 1.0 Página 1

www.marketingdigitalexpress.com.br - Versão 1.0 Página 1 www.marketingdigitalexpress.com.br - Versão 1.0 Página 1 Remarketing é um recurso utilizado para direcionar anúncios personalizados para as pessoas que visitaram uma determinada página do seu site ou clicaram

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

As bonecas de papel são brinquedos que estimulam a imaginação e a criatividade das crianças. Foram muito usadas no século XIX e até meados do século

As bonecas de papel são brinquedos que estimulam a imaginação e a criatividade das crianças. Foram muito usadas no século XIX e até meados do século As bonecas de papel são brinquedos que estimulam a imaginação e a criatividade das crianças. Foram muito usadas no século XIX e até meados do século passado, quando faziam as delícias de muitas das nossas

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA As histórias do senhor urso. O carro. 2. EPISÓDIO(S) TRABALHADO(S): 3. SINOPSE DO(S) EPISÓDIO(S) ESPECÍFICO(S) Episódio explora de maneira lúdica

Leia mais

Zelo. A Regra de Ouro. Por que ser zeloso? Parceiros atingidos. Zelo - SIM. Zelo - NÃO

Zelo. A Regra de Ouro. Por que ser zeloso? Parceiros atingidos. Zelo - SIM. Zelo - NÃO Exercitando o Caráter 6 a 9 anos Zelo O zelo, ou cuidado, é uma qualidade típica das pessoas de bom caráter. A pessoa zelosa tem cuidado para não prejudicar as outras pessoas e demais seres vivos, nem

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1 TÍTULO DO PROGRAMA As letrinhas mágicas. 2 EPISÓDIO TRABALHADO Uma visita ao zoológico. 3 SINOPSE DO EPISÓDIO ESPECÍFICO As Vogais vão ao zoológico e têm contato com

Leia mais

história, estória, História? história estória

história, estória, História? história estória história, estória, História? história - Utilizamos história com h minúsculo quando nos referimos a uma estória ou à história (qualquer acontecimento). estória - Quando nos referimos a um história não real

Leia mais

Bumba meu boi. Conhecer a diversidade cultural brasileira. Conhecer a lenda do bumba meu boi. Conhecer a origem das danças e folguedos.

Bumba meu boi. Conhecer a diversidade cultural brasileira. Conhecer a lenda do bumba meu boi. Conhecer a origem das danças e folguedos. 5 0 a O - fu dame tal Justificativa O projeto possibilita à criança conhecer e comparar os diferentes grupos sociais e suas tradições históricas. Consiste em apresentar atividades com a intenção de propiciar

Leia mais

Nº 2 - Out/14. PRESTA atenção. Família e criança

Nº 2 - Out/14. PRESTA atenção. Família e criança Nº 2 - Out/14 PRESTA atenção Família e criança! Apresentação A Coleção PRESTA ATENÇÃO! do AfroReggae segue seus desafios que são provocar debates e facilitar práticas sociais inovadoras e com resultados.

Leia mais

SUMÁRIO TUTORIAL DO HQ. 2 DICAS PEDAGÓGICAS:. 2 DOWNLOAD DA INSTALAÇÃO. 2 PASSO 1 FORMULÁRIO PARA DOWNLOAD. 2 PASSO 2 ESCOLHENDO A VERSÃO.

SUMÁRIO TUTORIAL DO HQ. 2 DICAS PEDAGÓGICAS:. 2 DOWNLOAD DA INSTALAÇÃO. 2 PASSO 1 FORMULÁRIO PARA DOWNLOAD. 2 PASSO 2 ESCOLHENDO A VERSÃO. SUMÁRIO TUTORIAL DO HQ... 2 DICAS PEDAGÓGICAS:... 2 DOWNLOAD DA INSTALAÇÃO... 2 PASSO 1 FORMULÁRIO PARA DOWNLOAD... 2 PASSO 2 ESCOLHENDO A VERSÃO... 3 PASSO 3 INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO... 4 CRIANDO NOVAS

Leia mais

English Adventure. By Carmen Castellani Consultant and Teacher trainer

English Adventure. By Carmen Castellani Consultant and Teacher trainer English Adventure By Carmen Castellani Consultant and Teacher trainer " Eu toco o futuro, eu ensino." Christa McAuliffe Você está pronto para levar seus alunos para uma English Adventure? Principais características

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER-EXTENSÃO CLAUDEMIR FORATINI DE OLIVEIRA. INTEGRANDO AS TICs NO ENSINO DE MATEMÁTICA

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER-EXTENSÃO CLAUDEMIR FORATINI DE OLIVEIRA. INTEGRANDO AS TICs NO ENSINO DE MATEMÁTICA ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER-EXTENSÃO CLAUDEMIR FORATINI DE OLIVEIRA INTEGRANDO AS TICs NO ENSINO DE MATEMÁTICA IVINHEMA MS MAIO DE 2010 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER-EXTENSÃO CLAUDEMIR

Leia mais

Sete Motivos Importantes Para Usar Áudio Para Melhorar As Suas Habilidades Em Inglês

Sete Motivos Importantes Para Usar Áudio Para Melhorar As Suas Habilidades Em Inglês Sete Motivos Importantes Para Usar Áudio Para Melhorar As Suas Habilidades Em Inglês Oi! Meu nome é David. Atualmente estou em Imperatriz, Maranhão ajudando pessoas como você aprenderem inglês. Já faz

Leia mais

ROTEIRO PARA OFICINA DE DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS

ROTEIRO PARA OFICINA DE DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2011 ROTEIRO PARA OFICINA DE DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS sadeam2011 Oficina de Apropriação dos Resultados 4 ROTEIRO DE OFICINA Multiplicador Este roteiro deverá ser utilizado por você como subsídio para

Leia mais

Leya Leituras Projeto de Leitura

Leya Leituras Projeto de Leitura Leya Leituras Projeto de Leitura Nome do livro: JAPĨĨ E JAKÃMĨ Uma história de amizade Autor: Yaguarê Yamã Nacionalidade do autor: Brasileira Currículo do autor: Escritor, professor e artista plástico

Leia mais

II MOSTRA CULTURAL E CIENTÍFICA LÉO KOHLER 50 ANOS CONSTRUINDO HISTÓRIA

II MOSTRA CULTURAL E CIENTÍFICA LÉO KOHLER 50 ANOS CONSTRUINDO HISTÓRIA ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR LÉO LOHLER ENSINO FUNDAMENTAL II MOSTRA CULTURAL E CIENTÍFICA LÉO KOHLER 50 ANOS CONSTRUINDO HISTÓRIA PROJETO: JOGOS - A MANEIRA DIVERTIDA DE FICAR INTELIGENTE PROFESSORA ORIENTADORA:

Leia mais