FACULDADES INTETRADAS TERESA D ÁVILA. CURSO DE ADMINISTRAÇÃO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO e-mec

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FACULDADES INTETRADAS TERESA D ÁVILA. CURSO DE ADMINISTRAÇÃO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO e-mec"

Transcrição

1 1 FACULDADES INTETRADAS TERESA D ÁVILA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO e-mec Diretora Geral: Profª. Drª. Irmã Olga de Sá Vice-Diretora: Profª. Irmã Raquel Godoi Retz Coordenador Pedagógico: Prof. Me. José Luiz de Miranda Alves Coordenador do Curso de Administração: Prof. Me. Henrique Martins Galvão Apoio Técnico e Administrativo: Secretaria Geral Núcleo Docente Estruturante - NDE Colegiado do Curso de Administração André Alves Prado Andrea Cristina de Freitas Benedita Hirene de França Heringer Carlos Andre Gonçalves Carolina Arantes Pereira Epaminondas Rodrigues Soares Jr Giovana Gleice G. S.Gurpilhares Gustavo J. S. Rodriguez Henrique Martins Galvão Jorge Gomes do Couto Jorge Luiz Rosa José Soares Marcondes Lúcia Maria Rangel Azevedo Luis Augusto de Carvalho Luiz Flávio Rodrigues Márcia Cristina A. S. R. de Castro Mary Mitsue Yokosawa Messias Borges Silva Pe. Alessandro Henrique das Chagas Pe. Pedro Almeida Cunha Pedro Alves Mendes Regina Rodrigues Godoy Serapião Ricardo Zerinto Martins Rinaldo Brenzan Rinaldo César Martins Motta Rosinei Batista Ribeiro Sonia Maria Gonçalves Siqueira Lorena/SP 2011

2 2 SUMÁRIO 1. Perfil do Curso Missão e Objetivos do Curso Atividades do Curso Perfil do Egresso Forma de Acesso ao Curso Sistema de Avaliação do Projeto do Curso Sistema de Avaliação do Processo de Ensino e Aprendizagem Prática Profissional Supervisionada TCC/Estágio Atividade 1: Relatório das Atividades de Prática Profissional Atividade 2: TCC Ato Autorizativo Decreto ou Portaria de Autorização do Curso Coordenador do Curso de Administração Núcleo Docente Estruturante NDE Matrizes Curriculares do Curso de Administração Matriz em Funcionamento a Partir de Ementas/Matriz Curricular

3 3 Síntese do Projeto Pedagógico do Curso de Administração 1 Perfil do Curso: A administração, também chamada gerenciamento ou gestão de empresas, supõe a existência de uma instituição a ser administrada ou gerida, ou seja, uma Entidade Social de pessoas e recursos que se relacionem num determinado ambiente, físico ou não, orientadas para um objetivo comum, estabelecido pela a empresa. A autorização do Curso ocorreu no ano de 2001 e seu funcionamento foi iniciado ano de 2002 visando, inicialmente, a formação de administradores nas habilitações em: Gestão Empresarial Estratégica, Recursos Humanos, Finanças e Gestão de Sistemas de Informação. A partir do ano de 2006, a Coordenação, juntamente com o respectivo colegiado, analisou a reformulação da matriz curricular do Curso, em face da Resolução nº. 4, de 13 de junho de A referida resolução instituiu as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso em Administração, cabendo às Instituições conferir o título de Bacharel em Administração e extinguir as habilitações, até então existentes. A nova matriz curricular entrou em vigor em 2007 e foi publicação no DOU, no. 113, de 14 de junho do mesmo ano, seção 3, página 115, e encontra-se detalhada neste documento. O Curso manteve sua estrutura e em inseriu as Linhas de Formação Específica em Gestão Empresarial Estratégica, Recursos Humanos, Finanças, Sistemas de Informação e em Produção e Logística. Durante do período de 2007 até 2009 percebeu-se novas demandas para o Curso de Administração para os conteúdos de cultura e contemporaneidade, contabilidade, direito tributário, língua estrangeira, libras e revisão das disciplinas das linhas de formação específicas. Com base nessa perspectiva e visando melhor preparar os alunos, a matriz do Curso foi implantada a partir de 2010 e apresentada no final desse documento. Desse modo, a carga horária total com base no currículo até 2009, ainda em vigência, corresponde a horas relógio e a carga horária total do currículo vigente a partir de 2010 é de horas relógio. O Curso de Administração da FATEA é oferecido no período noturno, sendo ofertadas anualmente 200 vagas. O regime de matrícula será anual e o período de integralização curricular é de, no mínimo 4 (quatro) anos e, no máximo 7 (sete) anos. 1.1 Missão e Objetivos do Curso: A missão do Curso de Administração está baseada no compromisso permanente com a Educação de qualidade a partir de uma filosofia humanístico-cristã, visando, principalmente, a formação de agentes de transformação da sociedade local, regional e nacional contemporânea. Como objetivos gerais, o Curso de Administração visa a formação de profissionais que privilegiem sempre a atitude cristã, ética e humanística, amplificando o processo de desenvolvimento pessoal, organizacional e do conjunto da comunidade. De modo que possam desenvolver o conhecimento no campo acadêmico, da pesquisa e da extensão, juntamente com as diversas organizações, capacitando e estimulando os formandos na elaboração de soluções e projetos em conjunto; efetivando a proposta teórico-prática. O Curso de Administração objetiva a formação de administradores profissionais com

4 4 capacidade para atuar em organizações dos diversos setores da economia, públicas ou privadas, bem como para o envolvimento na área acadêmica de ensino e pesquisa. Desse modo, o Curso visa à formação de profissionais de administração que atendam os seguintes aspectos: Competentes, habilidosos, críticos e criativos; Capazes de atuar de forma inovadora, criativa e sistêmica; Capazes de pensar estrategicamente, reconhecer problemas e propor soluções, atuando preventivamente o processo de tomada de decisão em diferentes graus de complexidade; Com visão sistêmica, flexíveis às mudanças diante de diferentes contextos organizacionais e sociais; Com capacidade de transferir conhecimentos de sua experiência pessoal e profissional para os diferentes tipos e modelos de organização; capacidade de elaborar, implementar e consolidar projetos; Profissionais com visão e competência para serem empreendedores de novos negócios. O Curso também possui como objetivo constituir-se em fator positivo no processo de desenvolvimento, da vida pessoal de seus estudantes e, ainda, como do conjunto da comunidade, por meio da sua atuação profissional, quando formado. Objetiva-se impactar positivamente o arco de questões que aflige nosso processo de desenvolvimento, na medida em que as questões ligadas a este mesmo desenvolvimento se constituem num centro de referência tanto no ensino como na pesquisa e extensão. É justamente a interação do Curso com as organizações que dará o caráter prático da sinergia transformadora almejada, efetivando à proposta prático-teórica. 2 Atividades do Curso: A coordenação do Curso em conjunto com os professores tem dedicado grandes esforços para a promoção do ensino, da pesquisa e da extensão. O Curso de Administração tem articulado diversas atividades, visitas técnicas, palestras de profissionais ligados às empresas locais, projetos de extensão, etc., levando sempre em consideração a aproximação com organizações dos diversos setores da economia. Consideramos como essencial à participação do aluno nas atividades acadêmicas e, principalmente, a atuação e a dedicação dos professores do Curso. Por outro lado, o papel desempenhado pelo grupo de professores na articulação das atividades tem sido fundamentalmente importante para envolver e despertar o interesse dos alunos e, principalmente, fomentar o processo de ensino-aprendizado. As atividades acadêmicas são necessárias para despertar nos alunos a necessidade constante da busca da informação para a formação do conhecimento e, principalmente, para a formação profissional. Por sua vez, também contribuem para a atualização dos professores. Dentre as atividades desenvolvidas cabe destacar: Por meio do TIN Trabalho Interdisciplinar, a interdisciplinaridade é articulada entre os professores, o qual deve resultar em trabalhos conjuntos, conteúdos integrados, objetivos e estratégias comuns e avaliações conjuntas entre as

5 5 disciplinas. É na prática que se manifestam os espaços de decisão autônoma dos seus mais diretos destinatários: professores e alunos. A Construção de Planos de Negócios tem sido estimulada no âmbito do Curso, cujos projetos são apresentados na forma de seminários para profissionais convidados e professores. Os Encontros de Administração são eventos destinados aos alunos e aberto à sociedade. No ano de 2010, foi realizado o V Encontro de Administração cuja temática foi Empreendedorismo, Criatividade e Inovação, os alunos e professores participam da organização e realização dos eventos. Os alunos e professores também são incentivados a participarem de projetos de pesquisa e de extensão em parceria com o Instituto Superior de Pesquisa e Iniciação Científica ISPIC e o Núcleo de Extensão Universitária. Além dessas, o Curso também proporciona aos alunos as visitas técnicas junto as empresas da região e fora dela. Vale ressaltar que as Atividades Complementares, Trabalho de Conclusão de Curso e de Estágio também são desenvolvidas pelos alunos do Curso de Administração. 3 Perfil do Egresso: O egresso do Curso de Administração da FATEA deverá possuir consciência de valores éticos e humanísticos, motivação e autonomia para a investigação e pesquisa, tornando-se capaz de questionar e experimentar. Deverá integrar-se no espaço de atuação profissional não só como agente cultural, mas também de transformação técnica e capacidade de abordagem do conhecimento de forma interdisciplinar, possibilitando adaptações às constantes mudanças no campo tecnológico, científico, pedagógico e cultural. Trata-se de um profissional capaz de criar e/ou gerenciar o desenvolvimento das organizações sob um ponto de vista holístico, fazendo com que as próprias organizações assumam uma dinâmica holística, tão necessária à sua sobrevivência e desenvolvimento num mundo em constante mudança. 4-Forma de Acesso ao Curso: O processo seletivo, as transferências internas e externas, a análise de currículo de portadores de diploma de cursos superiores e o PROUNI são, atualmente, as formas de acesso aos cursos oferecidos pela FATEA. Os alunos regularmente matriculados no Curso de Administração da FATEA podem ser beneficiados com bolsas que variam entre 10% a 100%. Os alunos são selecionados mediante avaliações específicas à área de formação pretendida, cientes das competências e habilidades a serem desenvolvidas e da responsabilidade social exercida pela Instituição. Assim, a FATEA identificará os alunos com necessidade de recursos por meio de criterioso processo seletivo do qual participam alunos (eleitos pelos pares), professores e membros do corpo administrativo da Instituição. A FATEA mantém-se credenciada junto à Caixa Econômica Federal a fim de possibilitar linha de financiamento - FIES - Financiamento Estudantil, para que alunos com necessidade de recursos custeiem seus estudos universitários. Oferece também bolsas próprias aos alunos, cumprindo a lei da gratuidade, como instituição filantrópica, concedendo isenção parcial ou total do pagamento das mensalidades, conforme o grau de carência de cada aluno contemplado. Os

6 6 alunos poderão ainda ser beneficiados com o Programa Escola da Família do Governo do Estado de São Paulo, que desenvolve projetos educativos e de lazer em escolas públicas estaduais, nos finais de semana, sob orientação de estudantes universitários que recebem Bolsas de Estudo. O PROUNI criado pelo Governo Federal é mais uma das possibilidades de Bolsa de Estudos que os alunos do Curso de Administração da FATEA poderão usufruir. 5-Sistema de Avaliação do Projeto do Curso: No intuito de melhorar continuamente as condições oferecidas pela FATEA no seu todo, o curso estará sujeito à Comissão Própria de Avaliação, a CPA-FATEA, centrada na avaliação do corpo docente, do Curso, da infraestrutura e dos serviços. Nesse sentido, espera-se que a análise dos resultados contribua para compreender aquelas variáveis que exigem melhoria no desempenho. Os resultados devem ser observados sob o ponto de vista de aperfeiçoamento das condições de ensino atuais e de novas oportunidades a serem alcançadas, tanto por parte dos professores, como pela coordenação do curso e pela Instituição. A análise do desempenho consiste num instrumento fundamental para o sucesso de qualquer atividade desenvolvida. A avaliação submeterá aos alunos um conjunto de variáveis que permitam elaborar o diagnóstico do desempenho do Corpo Docente, do Curso de Administração e do Nível Institucional. Na avaliação centrada no corpo docente, os resultados, a serem obtidos individual e globalmente, devem oferecer ao professor importante retorno para o processo de re-planejamento das suas aulas. Por meio da avaliação, o professor pode perceber o que deu certo ou não, e o que precisa ser reformulado. As variáveis consideradas para a obtenção dos resultados da avaliação do corpo docente estão relacionadas com o seu desempenho em sala de aula. Na avaliação centrada no Curso, serão listados itens que possam exprimir a relevância das atividades acadêmicas, o relacionamento e a qualidade da coordenação do Curso, bem como a contribuição do Curso para a formação profissional. Para tanto, são consideradas os resultados obtidos pelos Relatórios do Exame Nacional de Desempenho do Estudante ENADE, a Avaliação externa do Curso e da Instituição. O Colegiado do Curso e Núcleo Docentes Estruturantes NDE participam de análises e discussões, juntamente com a Coordenação do Curso, para verificarem as demandas e definirem ações de melhoria didático-pedagógicas. A avaliação centrada na infra-estrutura e serviços será conduzida por meio de questionário com perguntas fechadas, de modo que os alunos possam atribuir conceitos com base na qualidade geral, em termos de muito grande, grande, regular, pequeno e insatisfatório. O processo avaliativo a ser aplicado não tem a pretensão de elaborar um ranking dos professores, mas oferecer subsídios importantes que possam auxiliar o corpo docente, a coordenação, bem como a Diretoria na criação de ações que visem à melhoria do processo de ensino e aprendizagem. Será de grande valia, também, a prática da auto-avaliação a ser realizada por professores e alunos, como processo permanente da construção da cultura de avaliação do próprio curso. O seu caráter formativo deve permitir o aperfeiçoamento tanto pessoal (dos docentes, discentes) quanto institucional,

7 7 pelo fato de colocar os atores em movimento de reflexão e autoconsciência institucional. 6-Sistema de Avaliação do Processo de Ensino e Aprendizagem: A avaliação do aluno é parte integrante do processo ensinoaprendizagem, realizada para cada disciplina na perspectiva do Curso todo, e incide sobre a freqüência e o aproveitamento nos estudos, sendo ambos eliminatórios por si mesmos. A avaliação decorre do acompanhamento contínuo do aluno, ao qual se integram os resultados de verificações escolares, e visa a detectar possíveis desvios que interfiram no processo ensinoaprendizagem. Cabe ao professor da disciplina promover as avaliações e julgar-lhes os resultados. São, no mínimo, quatro por semestre, de modalidades diferentes, e delas o professor extrai o conceito que reflete o desempenho do aluno. O sistema de avaliação adotado é conceitual, representado por letras A, B, C, D e E (sentido decrescente), correspondentes ao desempenho do aluno, a sua produção intelectual, à participação na vida acadêmica, à comprovação do domínio de conhecimentos e do desenvolvimento de habilidades, tendo em conta os fundamentos da disciplina e o alcance dos objetivos essenciais propostos pelo professor no plano de ensino. O professor pode atribuir conceito nulo (N) ao aluno, quando este não comparecer às verificações da disciplina e não se beneficiar da segunda chamada, ou ainda, quando o aluno utilizar-se de meios fraudulentos na realização de provas, exercícios ou outros trabalhos solicitados pelo professor. Nas situações em que os conceitos semestrais não oferecerem dados suficientes que permitam decidir, com segurança, pela promoção ou retenção do aluno, adota-se o terceiro conceito. Nesse caso, o professor atribuirá o terceiro conceito integrando-o aos dois conceitos semestrais. O terceiro conceito representa o aproveitamento do aluno ao longo do ano letivo, considerando assiduidade, atitudes, participação nas aulas, em eventos e em atividades acadêmicas. Para a promoção é preciso lograr conceito anual igual ou superior a C, caso contrário, o aluno obriga-se à avaliação compensatória, sempre considerando a freqüência mínima de 75%. Ao aluno que for atribuído conceito anual D ou com um conceito semestral nulo (N) na disciplina, deverá realizar avaliação compensatória. A avaliação compensatória consiste em prova, trabalho, projeto, banca ou outra forma de avaliação, inclusive oral. O aluno com conceito anual E não faz jus à avaliação compensatória. 7-Prática Profissional Supervisionada TCC/Estágio: A Prática Profissional consiste em um conjunto de atividades que procura alinhar a teoria e a prática, seus procedimentos estão descritos no Regulamento de Prática Profissional e levará a efeito o Relatório Final das Atividades de Prática Profissional, e também a elaboração do TCC - Trabalho de Conclusão de Curso, em uma das modalidades a ser escolhida pelo aluno.

8 8 7.1-ATIVIDADE 1: Relatório Final das Atividades de Prática Profissional: O estágio curricular está previsto no Curso de Administração como sendo Prática Profissional e está em consonância com a legislação em vigor, e visa demonstrar na prática os conhecimentos teóricos, práticos e científicos adquiridos ao longo do Curso, em diferentes instâncias. Desse modo, a Prática Profissional abrange a vivência de situações reais de vida e de trabalho. Durante o período em que o aluno estiver atuando em uma organização, ele deverá ser acompanhado por profissional na empresa e por professor designado. O cumprimento dessa atividade é obrigatório para integralização do Curso. O aluno deve, em síntese, desenvolver relatório de suas atividades, bem como descrever os aspectos organizacionais ATIVIDADE 2: TCC Trabalho de Conclusão de Curso: O Trabalho de Conclusão de Curso faz parte das atividades do Regulamento de Prática Profissional. O TCC constitui-se em um trabalho relevante para a formação acadêmica e profissional do aluno, permitindo que pesquise sobre assunto de seu interesse e o apresente em audiência pública. O aluno poderá desenvolver o TCC na forma de monografia, artigo ou plano de negócio. Para a integralização do Curso o aluno deve desenvolver o TCC, sob orientação de professor, e apresentá-lo perante banca especialmente designada. Essas ações estão em conformidade com a filosofia e as políticas adotadas pelas Faculdades Integradas Teresa D Ávila FATEA, bem como com a concepção e os objetivos do Curso de Administração, e que a coordenação e os professores vem atuando no sentido de desenvolver atividades que contribuam para a formação do futuro profissional. 8- Ato Autorizativo Decreto ou Portaria de Autorização do Curso: O Curso de Administração das Faculdades Integradas Teresa D Ávila FATEA, mantida pelo Instituto Santa Teresa, obteve a autorização pela Portaria Ministerial nº de 24/07/01, publicada no Diário Oficial da União nº. 143-E, de 25/0701, página 40. De posse da autorização, o Curso entrou em funcionamento no ano de 2002, caracterizado, inicialmente, com as habilitações em Gestão Empresarial Estratégica, Recursos Humanos, Finanças e Gestão de Sistemas de Informação. No ano de 2005 o Curso de Administração recebeu a visita da Comissão de Avaliação In Loco INEP/MEC, com o objetivo de emitir parecer para o Reconhecimento do Curso. A avaliação das condições de ensino para as quatro habilitações foi realizada nos dias 28, 29 e 31/08. O reconhecimento do Curso foi obtido pela Portaria Ministerial nº , de 28/12/05, publicada no Diário Oficial da União nº. 250, de 29/12/05, página Coordenador do Curso de Administração: Prof. Me. Henrique Martins Galvão Registrado no Conselho Regional de Administração sob nº Bacharel em Administração pelas Faculdades Oswaldo Cruz SP/Capital

9 9 Mestrado em Administração pela Pontifícia Universidade Católica SP/Capital 10. Núcleo Docente Estruturante NDE Em atendimento à Resolução nº 1, de 17 de junho de 2010, que normatiza o Núcleo Docente Estruturante, o grupo de docentes que compõe o NDE no Curso de Administração atua no processo de análise contínua do Projeto Pedagógico do Curso, em conjunto com a Coordenação e o Colegiado, sendo composto pelos seguintes professores: Prof. André Alves Prado Profa. Me Benedita Hirene de França Heringer Prof. Me Epaminondas Rodrigues Soares Junior Prof. Me Henrique Martins Galvão Prof. Dr. Rosinei Batista Ribeiro 11. Matrizes Curriculares do Curso de Administração: A matriz curricular sofreu alteração em 2007, em face ao atendimento da Resolução nº. 4, de 13 de julho de 2005, vigorando para os alunos ingressantes no período de 2007 a A mais recente alteração ocorreu no ano de 2010, resultado de aperfeiçoamento e da própria dinâmica do mercado, conforme abaixo descrita. Cabe destacar que as duas alterações estão em conformidade com as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Administração, do MEC/CNE. Por outro lado, a organização curricular contempla a interrelação das disciplinas, articulando método e conhecimento, sem fronteiras rígidas. A flexibilidade do currículo enseja algumas características indispensáveis para a formação do profissional, tais como: habilidade de cognição, habilidade analítica, habilidade comportamental e de ação. A integralização curricular deverá dotar o profissional ao mesmo tempo com conhecimentos generalistas e específicos, no campo de atuação da administração, levando em consideração a capacidade de gerenciamento, bem como os diferentes níveis do processo de tomada de decisão. O currículo permite uma visão abrangente de sua realidade, com formação flexível e adaptável, contextualizada no trato de situações diversas presentes ou emergentes nos vários segmentos dos campos de atuação do profissional, bem como os meios para nela intervir Matriz em Funcionamento a Partir de 2010: A presente matriz curricular será ministrada com a Carga Total de horas relógio e está estruturada em disciplinas de tronco-comum e nas linhas de formação específica em Gestão Empresarial Estratégica, Finanças, Recursos Humanos, Sistemas de Informação e em Produção e Logísticas:

10 10 RESUMO Presencial Carga Horária Total das Disciplinas Tronco Comum Carga Horária Total das Disciplinas das Linhas de 240 Formação Específicas Prática Profissional Supervisionada: estágio 400 Atividades Complementares 200 Carga Horária Total do Curso Disciplinas: 1º. Ano PRESENCIAL Antropologia Filosófica e Teológica 60 Comunicação Empresarial 30 Conjuntura Socioeconômica do Brasil 60 Contabilidade I 60 Cultura e Contemporaneidade 60 Fundamentos da Psicologia 30 Informática e Novas Tecnologias 30 Leitura e Produção de Textos 60 Matemática para Administração 60 Metodologia da Pesquisa 30 Sociologia 60 Teorias da Administração 60 Total de Horas do 1º. Ano 600 Disciplinas: 2º. Ano PRESENCIAL Administração de Marketing I 60 Administração de Materiais e Logística 60 Administração de Recursos Humanos 60 Administração Financeira de Curto Prazo 60 Contabilidade II 60 Economia 60 Estatística Aplicada à Administração 60 Gestão por Processos 60 Matemática Financeira 60 Planejamento Estratégico Empresarial 60 Total de Horas do 2º. Ano 600 Disciplinas: 3º. Ano PRESENCIAL Administração da Produção 60 Administração de Marketing II 60 Administração de Sistemas de Informação 60 Administração Financeira de Longo Prazo 60 Cultura e Comportamento Organizacional 60 Contabilidade de Custos e Formação de Preço 60 Direito e Legislação Social 60 Laboratório de Gestão 30

11 11 Língua Estrangeira I 60 Modelagem e Pesquisa Operacional 60 Prática Profissional I 30 Total de Horas do 3º. Ano 600 Disciplinas: 4º. Ano TRONCO COMUM PRESENCIAL Direito Comercial e Tributário 60 Gestão Estratégica de Negócios 60 Gerenciamento de Projeto 30 Gestão Socioambiental Empresarial 60 LIBRAS 30 Língua Estrangeira II 60 Prática Profissional II 60 Sub-Total de Horas do 4º. Ano 360 Disciplinas: 4º. Ano Linha de Formação em Gestão Empresarial Estratégica PRESENCIAL Administração Estratégica de Empresa 60 Gestão do Comércio Internacional 60 Estratégias de Negociação 30 Inovação e Inteligência Competitiva 30 Topicos de Administração 60 Total de Horas 240 Disciplinas: 4º. Ano: Linha de Formação em Finanças Empresariais PRESENCIAL Finanças Empresariais 60 Gestão Orçamentária e Controladoria 60 Mercado Financeiro e de Capitais 60 Tópicos Avançados de Administração 60 Total de Horas 248 Disciplinas: 4º. Ano Linha de Formação em Recursos Humanos PRESENCIAL Gestão para Inovação Organizacional 30 Diagnóstico e Consultoria Organizacional 30 Gestão Estratégica de Pessoas 60 Planejamento e Administração de Pessoal 60 Tópicos Avançados de Administração 60 Total de Horas 240 Disciplinas: 4º. Ano Linha de Formação em Produção e Logística PRESENCIAL Gestão Estratégica da Produção e Qualidade 60 Logística de Transporte e Distribuição 60 Logística e Cadeia de Suprimentos 60

12 12 Tópicos Avançados de Administração 60 Total de Horas Ementas/Matriz Curricular 2010: Seguem abaixo descritas as ementas a partir da reforma curricular do ano de 2010: Ementas do Primeiro Ano: Componente Curricular: Comunicação Empresarial Carga-horária: 36 horas Série: 1ª. Série Fundamentos da comunicação empresarial e sua importância no âmbito dos negócios envolvendo tanto o público interno como o externo. Também será abordada a gestão da comunicação empresarial com enfoque para os aspectos da imagem corporativa. O papel do marketing pessoal como ferramenta indispensável para o administrador. A comunicação oral no contexto do administrador: recursos, regras e barreiras. A Ética na comunicação. 1. TAVARES, Maurício. Comunicação Empresarial e Planos de Comunicação: integrando teoria e prática. 3ª. Ed. São Paulo, Atlas, 2010, 264 p. 2. CANDELORO, Raul. Marketing Pessoal para o Sucesso Profissional: administração de pessoal. 3ª. Ed., São Paulo, Quantum, NASSAR, Paulo. Comunicação Empresarial: estratégia de organizações vencedoras. São Paulo, ABERJE, BUENO, Wilson Costa. Comunicação Empresarial: teoria e pesquisa. São Paulo, Manole, NASSAR, PAULO. QUE E COMUNICACAO EMPRESARIAL,O. 1. SAO PAULO: BRASILIENSE, p.. 3. FROLDI, Albertina S. Comunicação verbal: um guia prático para você falar em público. São Paulo, Pioneira, CARNEGIE, Dale. Como falar em público e influenciar pessoas no mundo dos negócios. 34ª. Ed., Rio de Janeiro, Record, POLITO, Reinaldo. Assim é que se fala: como organizar a fala e transmitir idéias. São Paulo, FTD, KURY, Adriano da Gama. Para falar e escrever melhor o português. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1989; 7. REGO, Francisco G Torquato do. Comunicação Empresarial: conceitos, estratégias, sistema, estrutura, planejamento e técnicas.

13 13 São Paulo, Summus, 1986; 8. POLITO, Reinaldo. Gestos e Postura para falar melhor. São Paulo,Saraiva, 1997; 9. REVISTA Vencer 10. MELHOR, Gestão de Pessoas, Revista Oficial do Sistema Nacional ABRH. Editora Segmentos Componente Curricular: Conjuntura Sócio-Econômica do Brasil Série: 1ª. Série A disciplina analisa a economia brasileira através do estudo do processo de industrialização: a evolução do pensamento econômico brasileiro; os ciclos econômicos e o desenvolvimento recente da economia brasileira. Analisa a teoria clássica e neoclássica e o desenvolvimento sócio-econômico brasileiro num contexto globalizado. 1. LACERDA, Antonio Corrêa. Economia Brasileira.4ª. Ed. São Paulo, Saraiva, GRENAUD, A.P. Economia brasileira contemporânea. São Paulo: Atlas, MAIA, Jayme de Mariz. Economia Internacional e Comércio Exterior. 13ª. Ed. São Paulo, Atlas, MAMBER, Débora. Síntese da Economia Brasileira Rio de Janeiro: Confederação Nacional do Comércio, p. 1. WESSELS, Walter. Economia: série essencial. 3ª. Ed. São Paulo, Saraiva, LANZANA, Antonio Evaristo Teixeira. Economia brasileira: Fundamentos e Atualidade. São Paulo, Atlas, 2ª ed SOUZA, José Manuel Meireles de. Fundamentos do Comércio Internacional. São Paulo, Saraiva, FURTADO, Celso. Formação econômica do Brasil. 27a ed.. São Paulo: Editora Nacional, p. 5. REZENDE, João. Economia real: uma análise crítica da economia brasileira. Londrina: Do autor, p 6. GABEIRA, Gabriel Luiz. Síntese da economia brasileira Jornais, revistas, e artigos técnicos específicos da área. 8. ORTIZ, Renato. Cultura brasileira e identidade nacional. 5ª. Ed. São Paulo: Brasiliense RIBEIRO, Darcy. Povo brasileiro: a formação e o sentido do Brasil. 2ª.ed. São Paulo Companhia das Letras, SOUZA, Herbert J. de Como se Faz Análise De Conjuntura. Petrópolis, Ed.Vozes 2004, 26ª ed..

14 14 Componente Curricular: Contabilidade I Série: 1ª. Série Conceitos básicos da contabilidade com ênfase na interpretação e análise dos relatórios contábeis. A função da contabilidade e a representação contábil da organização. A contabilidade societária e a gerencial. O contador e o controller. O balanço patrimonial e a demonstração de resultados. Princípios e procedimentos contábeis. Operações com mercadorias, o CMV, as operações financeiras, as provisões, demonstrações de origens e aplicações de recursos, das mutações patrimoniais e o confronto do fluxo de caixa com o resultado do exercício. Abordagem dos fundamentos da contabilidade de custos para decisão, planejamento e controle. 1. RIBEIRO, Osni Moura. Contabilidade Básica: Fácil. 27a ed.. São Paulo: Saraiva, p. 2. IUDÍCIBUS, Sérgio de. Teoria da contabilidade. 8a ed.. São Paulo: Atlas, p 3. IUDÍCIBUS, Sérgio de; MARION, José Carlos; LOPES, Christianne Calado V. de Melo. Curso de contabilidade para não contadores: Para as áreas de administração, economia, direito e engenharia: Livro de exercícios. 2a ed.. São Paulo: Atlas, p. 1. HIRASHIMA, Taiki. Guia para pesquisas de práticas contábeis: Incluindo aspectos tributários relevantes. São Paulo: Atlas, p. 4. RIBEIRO,OSNI MOURA, Contabilidade Geral Fácil Editora Saraiva, 7ª Edição IUDICÍBUS, Sérgio de; MARTINS, Eliseu; GELBCKE, Ernesto R.. Manual de contabilidade. São Paulo: Atlas, IUDICÍBUS, Sérgio de. Curso de Contabilidade para não Contadores. São Paulo, Atlas, IUDÍCIBUS, Sérgio de [org] equipe professores FEA da USP. Contabilidade Introdutória. 9ª. Ed. São Paulo, Atlas, MARION, José Carlos. Análise das Demonstrações Contábeis: contabilidade empresarial. 2ª. Ed., São Paulo, Atlas, NASCIMENTO, Jonilton Mendeds do. Custos: planejamento, controle e gestão na economia globalizada. São Paulo, Atlas, NEVES, Silvério das. Contabilidade básica e estrutura das demonstrações financeiras. 11ªed. São Paulo: Frase, RIBEIRO, Osni Moura. Contabilidade Básica, São Paulo: Saraiva, RIBEIRO, Osni Moura. Contabilidade Geral Fácil, São Paulo: Saraiva, 2009

15 15 Componente Curricular: Matemática para Administração Carga-horária: 90 horas Série: 1ª. Série Introdução à Teoria dos Conjuntos operações, produto cartesiano, relações, funções. Funções e Limites Limite de função. Derivadas. Diferenciação regras de diferenciação, diferenciais, logarítimos. Derivadas de funções exponenciais, curvas de custo, de procura. Funções de Várias Variáveis. Elasticidades parciais. Máximos e Mínimos. Métodos dos Mínimos Quadrados. Integração. Avaliação de integrais múltiplas. 1. LEITHOLD, L. O Cálculo com Geometria Analítica. 3 ed. São Paulo, Harbra, TAN, S.T.. Matemática aplicada à Administração e Economia. 5.ed. americana. São Paulo, Pioneira Thomson Learning, WEBER, J.E.. Matemática para Economia e Administração. 2.ed. São Paulo, Harbra, CHIANG, A.. Matemática para Economistas. São Paulo, Makron Books, GIOVANNI, R. G., BONJORNO J. R., Matemática 1. 2.ed. São Paulo, FTD, STEWART, J. Cálculo. 4.ed. Americana. São Paulo, Pioneira Thomson Learning, SOBRINHO, J.D.V. Matemática Financeira. São Paulo, Ed. Atlas, MILONE, G.. Matemática Financeira. São Paulo, Ed. Atlas, Componente Curricular: Sociologia Série: 1ª. Série A disciplina desenvolve compreensão, análise e reflexão crítica das sociedades contemporâneas em seus aspectos culturais, sociais, políticos e econômicos. Também aborda a sociedade organizada: a organização como um sistema social, os significados das organizações e os objetivos da sociologia. Discute os meios de controle social, o processo decisório, atitudes, valores e as relações das ações com os processos macro-sociais. Discute o processo de globalização sob uma perspectiva sociológica. 1. CHANLAT, J. F. O indivíduo na organização: dimensões esquecidas. São Paulo, Atlas, DAHRENDORF, O. O conflito social moderno. Rio de Janeiro, Ed. Jorge Zahar, 1992.

16 16 1. ADORNO, T.W.; HORKHEIMER, M. Temas Básicos da Sociologia. São Paulo, Editora Cultrix, BRAVERMAN, H. Trabalho e Capital Monopolista. São Paulo, Biblioteca de Ciências Sociais, WOOD, Ellen Meiksins. A Origem do capitalismo. Trad. Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar editor, NOVA, Sebastião Vila. Introdução à Sociologia. São Paulo, Atlas, BERGER, Peter L. Perspectivas sociológicas - uma visão humanística.2ªed. trad. Donaldson M Garschagen, Petrópolis: Vozes, 1973 Componente Curricular: Teorias da Administração Série: 1ª. Série Antecedentes históricos da administração. O pensamento administrativo e seus fundamentos filosóficos. Revolução industrial. Transformação dos modos de produção. Análise critica das teorias administrativas. Teoria Científica. Teoria Administrativa. Teoria da Burocracia. Teorias de Transição. Teorias Neoclássicas da Administração. Escola de Relações Humanas. Teoria Comportamental. Teoria Estruturalista. Teoria do Desenvolvimento Organizacional. Teoria de Sistemas. Teoria Contingencial. Ecologia das Organizações. Novos paradigmas da Administração. 1. MAXIMIANO, Antonio Cesar Amaru. Teoria Geral da Administração. Edição Compacta. São Paulo, Atlas, SILVA, Reinaldo O. da. Teoria da administração. São Paulo: Pioneira- Thomson Learning, FERREIRA, Ademir A., Gestão Empresarial: De Taylor aos Nossos Dias, 1ª ed., São Paulo: Thomson, CHIAVENATO, I. Administração: teoria, processo e prática. 2. ed. São Paulo: Makron Books, DRUCKER, P. F. Introdução à administração. 3. ed. São Paulo: Pioneira, MAXIMIANO, A C. A. Teoria Geral da Administração: da Revolução Urbana à Revolução Digital. 5ª ed., São Paulo: Atlas, MAXIMIANO, A. C. A. Introdução à administração. 5. ed. São Paulo: Atlas, NOGUEIRA, Arnaldo Mazzei. Teoria Geral da Administração: para o século XXI. São Paulo, Ática, Revista HSM Management: informação e conhecimento para gestão empresarial. Componente Curricular: Fundamentos de Psicologia Carga-horária: 36 horas

17 17 Série: 1ª. Série O campo da psicologia. Evolução histórica. O estudo da personalidade. Aspectos motivacionais no trabalho. O indivíduo nas organizações. Psicologia e acidente de trabalho, chefia, liderança. 1. ROBBINS, Stephen Paul. Comportamento organizacional. 11 ed. Rio de Janeiro: Prentice-Hall, BOCK, Ana Maria. Psicologias: Uma introdução ao estudo de Psicologia. São Paulo, Saraiva, ATKINSON, Rita L. Introdução à Psicologia. 11 ed. Porto Alegre, Artes Médicas, BERGAMINI, Cecília.Whitaker. Psicologia aplicada à Administração de Empresas. São Paulo, Pioneira, FIGUEIREDO, L.C.M.; SANTI, P.L.R. Psicologia: Uma (nova) introdução. 2ed. São Paulo, EDUC, FIORELLI, José Osmir. Psicologia para Administradores. 5ª. Ed., São Paulo, tlas, KATZ, D. Psicologia social das organizações. São Paulo, Atlas, OSÓRIO, L.C. Psicologia grupal: uma nova disciplina para o advento de uma era. Porto Alegre, Artmed, Revista Mehor em RH. 7. Robbins SP Fundamentos do comportamento Organizacional SP Prentice Hall SPERLING, A P. Introdução à Psicologia. São Paulo, Pioneira, Componente Curricular: Antropologia Filosófica e Teológica Série: 1ª. Série Disciplina Institucional O campo da psicologia. Evolução histórica. O estudo da personalidade. Aspectos motivacionais no trabalho. O indivíduo nas organizações. Psicologia e acidente de trabalho, chefia, liderança. 1. GOMES, M.P. Antropologia. Contexto: ERIKSEN, T. H. História de antropologia. Vozes: FRANKL, Viktor E. Conceitos Fundamentais da Logoterapia. In: Em Busca de Sentido: Um psicólogo no campo de concentração. 3. ed. ver. Trad.: Walter O. Schupp; Carlos C. Avelino. Rev. téc.: Helga H. Rainhold. São Leopoldo: Sinodal; Petrópolis: Vozes, p.

18 18 1. ANTROPOLOGIA FILOSÓFICA UMA ABORDAGEM INICIAL: acesso em 08/02/2010 Filosofica/pagina1.html. 2. CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL CNBB - Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética - 3ª Semana Brasileira de Catequese - Itaici-SP, 6 a 11 de outubro de Acesso em 10/02/2010: 3. No Domínio da Antropologia Filosófica - Resumo do Artigo por:f Drummond Autor : Frederico Drummond - Quem é o Homem? Acesso em 10/20/ JUNIOR, Elílio de Faria Matos, O Homem criatura especial de Deus. Acesso em 11/02/2010: 5. DUALISMO: Wikipedia Dualismo. Acesso em 10/02/2010: Complemento: acesso em 10/02/2010: 6. TORRES, Clérisson. Os níveis do pensar e a consciência humana. In: SIMPÓSIO NACIONAL SOBRE CONSCIÊNCIA, 1., 2006, Salvador. Anais... Salvador: Fundação Ocidemnte, CD-ROM. Acesso em 05/02/2010: 7. QUINTELLA, Eduardo Rocha. Antropologia Teológica e Salvação. Acesso em 03/02/2010 =flat&com_order=0&storyid= QUINTELLA, Eduardo Rocha. Antropologia Teológica da Morte. Acesso em 03/02/2010: 9. BRECK, Jean. Os Fundamentos Teológicos da Ética Cristã. Acesso em 03/02/2010: mentos_teologicos_da_etica_crista.html 10. PINTADO, Xavier Ética e Globalização, acesso em 02/02/2010: mento11_27.pdf 11. WIKIPEDIA Liberdade. Acesso em 30/01/2010: 12. MONTEIRO Jr. Aluizio J. Rosa. Ecologia Humana acesso em 07/02/2010: Componente Curricular: Cultura e Contemporaneidade Série: 1ª. Série

19 19 Conceitos essenciais da cultura contemporânea; cultura e arte na contemporaneidade; subjetividade, cotidiano e pós-modernidade; sociodeversidade; multiculturalismo, tolerância e inclusão; exclusão; exclusão e minorias: índio, negros e outros excluídos na cultura atual; tecnociência na contemporaneidade: inclusão e exclusão digital. 1. APPIAH, Kwame Anthony. Na casa de meu pai. Rio de Janeiro: Contraponto, ARCHER, Michael. Arte Contemporânea: uma história concisa. São Paulo: Martins Fontes, BAUMAN. Zygmunt. O mal-estar da pós-modernidade. Rio de Janeiro: Ed. Jorge Zahar, A sociedade individualizada: vidas contadas e histórias vividas. Rio de Janeiro: Ed. Zahar, BRIGGS, Asa; BURKE, Peter. Uma história social da mídia: de Gutemberg à Internet. Rio de Janeiro: Ed. Jorge Zahar, CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano. 15ed. Petrópolis: Vozes, DEBORD, Guy. A sociedade do espetáculo. São Paulo: Ed. Contraponto, DEL PRIORE, Mary & VENÂNCIO, Renato. Ancestrais. Uma introdução à história da África Atlântica. Rio de Janeiro: Ed. Campus, FATORELLI, Antonio; BRUNO, Fernanda org. Limiares da imagem: tecnologia e estética na cultura contemporânea. Rio de Janeiro: Ed. Mauad X, GILROY, Paul. O atlântico negro. Rio de Janeiro: UCAM; Ed 34, GONTIJO, Silvana. O livro de ouro da comunicação. Rio de Janeiro: EDIOURO, HARVEY, David. A condição pós-moderna: uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. São Paulo: Ed. Loyola, LIMA FILHO, Domingos. Dimensões e limites da globalização. Petrópolis: Vozes, MORAES, Dênis de (org.). Globalização, mídia e cultura contemporânea. Campo Grande: Letra Livre, NOVAES, Adaulto. Org. Muito além do espetáculo. São Paulo: Ed. Senac, OLIVA, Anderson Ribeiro A história da África nos bancos escolares. Representações e imprecisões na literatura didática. Estudos Afro- Asiáticos, Ano 25, no 3, 2003, pp RASSI, Sarah Taleb. Negro na sociedade e na cultura brasileira. São Paulo: CEAB, VILLAÇA. Nízia. A edição do corpo: tecnociência, artes e moda. Barueri: Estação das Letras, Componente Curricular: Leitura e Produção de Textos

20 Série: 1ª. Série Linguagem, língua e fala níveis (caráter público da língua; caráter privado da fala; as limitações do uso; gramaticalidade e agramaticalidade); Signos, índices, ícones e simbolos leitura na contemporaneidade; A referenciação: progressão referencial (dêiticos e anafóricos); articuladores textuais; Microestrutura - argumentação, coesão e coerência textuais; Macroestrutura Textual gêneros textuais estrutura e funções notícias, reportagem, editorial, artigos de opinião, textos literários, textos de circulação de massa, hipertextos; Comunicação, texto, leitura e escrita; Intertextualidade texto como divulgação científica relatórios de pesquisa; Monografia. 1. COSCARELLI, C. V. Entre Textos e Hipertextos. In: COSCARELLI, C. V., org. Novas Tecnologias, Novos Textos, Novas Formas de Pensar. Belo Horizonte: Autêntica, DI NIZO, R. Escrita Criativa: O Prazer da Linguagem Summus Editorial, FÁVERO, L. L. Coesão e Coerência Textuais. São Paulo: Ática, FIORIN, J. L.; SAVIOLI, F. P. Lições de texto: leituras redação. 5. ed. São Paulo: Ática, GRANATIC, B. Técnicas básicas de redação. 4 ed., São Paulo: Scipione, KOCH, I. V. Desvendando os Segredos do Texto. 2 ed. São Paulo: Cortez, POSSENTI, S.. Aprender a escrever (reescrevendo). Campinas: Unicamp/Cefiel/MEC, TERRA, E. Percursos Linguagem, Língua e Fala. São Paulo: Editora Scipione, 2ª Ed ARRIGUCI, D. Leitura: entre o fascínio e o pensamento. Site do Centro de Referência Mário Covas.Disponível em ttp://www.crmariocovas.sp.gov.br/leia.php?t= GERALDI, J. W.. Leitura: as muitas faces de um leitor. Site do Centro de Referência Mário Covas. Disponível em 3. LOUZADA, M. S., GOLDSTEIN, N. S. e IVAMOTO, R. O texto sem mistério - Leitura e escrita na universidade. São Paulo: Ática Universidade, PERROTTI, E. B.. Superdicas para Escrever Bem. São Paulo: Saraiva, SILVA, E. T.. Resenha do livro A leitura nos oceanos da Internet. Site do Educarede. Disponível em cfm? pagina=informatica_principal&id_inf_escola=58 20

Plano de Ensino. Disciplina: Antropologia Filosófica e Teológica Ano letivo: 2011 Série: 1º Carga/Horária: 72 H/aula: 2 Professor

Plano de Ensino. Disciplina: Antropologia Filosófica e Teológica Ano letivo: 2011 Série: 1º Carga/Horária: 72 H/aula: 2 Professor FATEA Faculdades Integradas Teresa D Ávila Curso Pedagogia Plano de Ensino Disciplina: Antropologia Filosófica e Teológica Ano letivo: 2011 Série: 1º Carga/Horária: 72 H/aula: 2 Professor Pedro de Almeida

Leia mais

Faculdades Integradas Teresa D Ávila

Faculdades Integradas Teresa D Ávila Faculdades Integradas Teresa D Ávila CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Reconhecido pela Portaria Ministerial nº. 4.571 de 28/12/05 e publicado no DOU em 29/12/05. Componente Curricular: Gerencial Carga-horária: 80

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS TERESA D ÁVILA PLANO DE ENSINO 2011

FACULDADES INTEGRADAS TERESA D ÁVILA PLANO DE ENSINO 2011 FACULDADES INTEGRADAS TERESA D ÁVILA PLANO DE ENSINO 2011 CURSO Componente Curricular: Antropologia Filosófica e Teológica Carga-horária: 72 horas Ano Letivo: 2011 Série: 1ª. Série Disciplina Institucional

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2010.2 A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INFORMÁTICA APLICADA À... 4 02 MATEMÁTICA APLICADA À I... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 04 PSICOLOGIA... 5 05

Leia mais

ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade Geral - 4 72 ADM004 Metodologia Científica - 2 36 ADM005 Métodos Quantitativos - 4 72

ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade Geral - 4 72 ADM004 Metodologia Científica - 2 36 ADM005 Métodos Quantitativos - 4 72 Matriz Curricular do Curso de Administração 2015.1 1ª Fase CÓDIGO DISCIPLINAS PRÉ- REQUISITOS CRED ADM001 Interpretação e Produção de Textos - ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Fase Cód. Disciplina I Matriz Curricular vigente a partir de 2012/1 Prérequisito s Carga Horária

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: Metodologia Científica Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º 1 - Ementa (sumário, resumo) Conceito e concepção de ciência

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO. 1. TURNOS: Matutino HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração Noturno. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos

ADMINISTRAÇÃO. 1. TURNOS: Matutino HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração Noturno. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos ADMINISTRAÇÃO 1. TURNOS: Matutino HABILITAÇÃO: Bacharelado em Administração Noturno GRAU ACADÊMICO: Bacharel em Administração PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos Máximo = 8 anos 2. HISTÓRICO DO CURSO

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Matriz Curricular vigente a partir de 2010/1 Fase Cód. Disciplina Carga Horária Prérequisitos

Leia mais

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE 1º SEMESTRE 7ECO003 ECONOMIA DE EMPRESAS I Organização econômica e problemas econômicos. Demanda, oferta e elasticidade. Teoria do consumidor. Teoria da produção e da firma, estruturas e regulamento de

Leia mais

Faculdades Integradas Teresa D Ávila

Faculdades Integradas Teresa D Ávila Faculdades Integradas Teresa D Ávila CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Reconhecido pela Portaria Ministerial nº. 4.571 de 28/12/05 e publicado no DOU em 29/12/05. Componente Curricular: Administração da Produção

Leia mais

Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04

Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 01 - ADMINISTRAÇÃO Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à Administração. Antecedentes históricos da Administração. Escolas de Administração. Administração e suas perspectivas. Variáveis

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO SUPERIOR DE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2014 Atualizado em 6 de junho de 2014 pela Assessoria

Leia mais

FACULDADE PASCHOAL DANTAS

FACULDADE PASCHOAL DANTAS FACULDADE PASCHOAL DANTAS PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO ÊNFASE GESTÃO DE PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SÃO PAULO - SP NOVEMBRO DE 2008 ÍNDICE 1. Visão e Missão da FPD...3 2. ORGANIZAÇÃO

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO SUPERIOR DE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2014 Atualizado em 6 de junho de 2014 pela Assessoria de

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2009.1A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ADMINISTRAÇÃO... 4 02 CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA I... 4 03 MATEMÁTICA... 4 04 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 05 NOÇÕES

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 16/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de 2009. MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Fase Cód. I

Leia mais

Faculdades Integradas Teresa D Ávila

Faculdades Integradas Teresa D Ávila Faculdades Integradas Teresa D Ávila CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Reconhecido pela Portaria Ministerial nº. 4.571 de 28/12/05 e publicado no DOU em 29/12/05. Componente Curricular: de Longo Prazo Carga-horária:

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Matemática I 1º PERÍODO Matrizes e sistemas lineares. Funções: lineares, afins quadráticas,

Leia mais

Ementário do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial

Ementário do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial 01 ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS I EMENTA: Introdução à administração de recursos humanos; orçamento de pessoal; processo de recrutamento e seleção de pessoal; processo de treinamento e desenvolvimento

Leia mais

Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC. Campus Ceilândia

Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC. Campus Ceilândia Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC Campus Ceilândia GESTÃO E PRÁTICAS EMPREENDEDORAS PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Ceilândia, Fevereiro de 2014. CURSO DE FORMAÇÃO

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Identificação do Curso Nome do Curso: Sistemas de Informação Titulação: Bacharelado Modalidade de ensino: Presencial

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 18/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de 2009. MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Válida para os acadêmicos ingressantes

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Fase Cód. I II Matriz Curricular vigente a partir de 2010-1 Disciplina Prérequisitos Carga

Leia mais

Ementário e Bibliografia do curso de. Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04

Ementário e Bibliografia do curso de. Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 01 - ADMINISTRAÇÃO Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à Administração. Antecedentes históricos da Administração. Escolas de Administração. Administração e suas perspectivas. Variáveis

Leia mais

DISCIPLINAS TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES:

DISCIPLINAS TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES: DISCIPLINAS TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES: A Teoria das Organizações em seu contexto histórico. Conceitos fundamentais. Abordagens contemporâneas da teoria e temas emergentes. Balanço crítico. Fornecer aos mestrandos

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 8º

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 8º PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: Acompanhamento aos Projetos de Pesquisa II Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 8º 1 - Ementa (sumário, resumo) Espaço destinado

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 128/2014- COU/UNICENTRO. DISPOSITIVOS DO PROJETO PEDAGÓGICO APROVADO POR ESTA RESOLUÇÃO, ESTÃO ALTERADOS PELA RESOLUÇÃO Nº 26/2009-COU/UNICENTRO.

Leia mais

Aditivo de disciplinas dos cursos de Administração e Arquitetura e Urbanismo no Edital de Monitoria 008/2014.2.

Aditivo de disciplinas dos cursos de Administração e Arquitetura e Urbanismo no Edital de Monitoria 008/2014.2. Vitória da Conquista BA, 22 de agosto de 2014. Aditivo de disciplinas dos cursos de e Arquitetura e Urbanismo no Edital de Monitoria 008/2014.2. 1. MONITORIA PARA ENSINO CURSOS COMP. CURRICULAR PROF. ORIENTADOR

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Concepção do Curso de Administração A organização curricular do curso oferece respostas às exigências impostas pela profissão do administrador, exigindo daqueles que integram a instituição

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Nome da disciplina Evolução do Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação;

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 Curso: Administração Disciplina: Administração Financeira Carga Horária Semestral: 80 Semestre do Curso: 6 1 - Ementa (sumário, resumo) Conceitos gerais e uso atual

Leia mais

BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE

BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE ANO II Nº 003 Editado pela Secretaria Geral das FIPAR Faculdades Integradas de Paranaíba FIPAR Paranaíba, 08 de agosto de 2008. AVISO DE PUBLICAÇÃO E ADEQUAÇÃO DE MATRIZ

Leia mais

DISCIPLINA: EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO

DISCIPLINA: EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO PROCESSO SELETIVO DE MONITORIA - EDITAL Nº08/2013.2 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO PARA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINA: EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO Conteúdo Programático: UNIDADE I: O Universo Organizacional

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Superior em Administração FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( x ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.2. Gestão de Processos ADM 069. 68 h 6º

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.2. Gestão de Processos ADM 069. 68 h 6º Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO 1º SEMESTRE Administração Aplicada ao Meio Ambiente Ementa: Gestão ambiental e desenvolvimento sustentável. Compromisso dos indivíduos e das

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO NOME DO CURSO: Curso de Administração TÍTULO: Bacharel em Administração TURNO: Diurno e Noturno CARGA HORÁRIA: 3.300 horas aula NÚMERO DE VAGAS: 200 Anuais COORDENADOR:

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado plea Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado plea Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado plea Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: AMPE - ADM DE MICRO E PEQ EMPRESAS Código: ADM 253 Pré-requisito: ------ Período Letivo: 2013.2

Leia mais

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2010.2

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2010.2 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL Fase: 1ª Carga Horária: 30 h/a Prática: 30 h/a Créditos: 4 A biologia educacional e os fundamentos da educação. As bases biológicas do crescimento e desenvolvimento humano. A dimensão

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Matemática I CURSO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º PERÍODO Matrizes e sistemas lineares. Funções: lineares, afins quadráticas, exponenciais

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 6 ANEXO II METODOLOGIAS (A) CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 7 A) Metodologias utilizadas no Curso de Administração, bacharelado: a) Aulas Expositivas, Fórum de Debates, Dinâmica de Grupo, Seminários, Estudos de

Leia mais

APROVAÇÃO DO CURSO E AUTORIZAÇÃO DA OFERTA PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PROMOTOR DE VENDAS. Parte 1 (solicitante)

APROVAÇÃO DO CURSO E AUTORIZAÇÃO DA OFERTA PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PROMOTOR DE VENDAS. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA APROVAÇÃO DO CURSO E AUTORIZAÇÃO DA OFERTA PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Resolução 038/2001 CONSEPE

Resolução 038/2001 CONSEPE Resolução 038/2001 CONSEPE Aprova as normas de funcionamento do Curso de Administração do Centro de Ciências da Administração CCA/ESAG. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Evolução de Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução

Leia mais

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.2. Economia II ADM 051. 72h 3º EMENTA

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.2. Economia II ADM 051. 72h 3º EMENTA Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

CURRÍCULO MATRIZ CURRICULAR

CURRÍCULO MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO MATRIZ CURRICULAR Matriz em implantação a partir de 2009, publicada em 24.12.2008 em vigor para a 1ª, 2ª e 3ª Séries 1ª Série Carga/Horária Economia 72 Fundamentos de Direito Aplicado à Administração

Leia mais

BACHARELADOS INTERDISCIPLINARES

BACHARELADOS INTERDISCIPLINARES BACHARELADOS INTERDISCIPLINARES Bacharelados Interdisciplinares (BIs) e similares são programas de formação em nível de graduação de natureza geral, que conduzem a diploma, organizados por grandes áreas

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº09/2011 Aprova a estrutura curricular do Curso de Administração do Centro de

Leia mais

Projeto Pedagógico do Curso

Projeto Pedagógico do Curso Projeto Pedagógico do Curso Fundamentação Diretrizes curriculares do MEC Diretrizes curriculares da SBC Carta de Princípios da UNICAP Projeto Pedagógico Institucional da UNICAP Diretrizes Curriculares

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 PLANO DE CURSO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 PLANO DE CURSO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Código: ADM - 251 Pré-requisito: ------- Período Letivo:

Leia mais

a importância de formar profissionais para atuar nos campos de trabalho emergentes na área;

a importância de formar profissionais para atuar nos campos de trabalho emergentes na área; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n. 66/ 2012 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Computação, Licenciatura

Leia mais

LOGÍSTICA EMENTAS DO CURSO

LOGÍSTICA EMENTAS DO CURSO LOGÍSTICA EMENTAS DO CURSO 1º P TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO ORAL E ESCRITA Técnicas de leitura, interpretação e produção de textos, expressão oral e apresentação de trabalhos acadêmicos, argumentação científica.

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 72/2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Sistemas de Informação, modalidade

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 139, DE 24 DE JUNHO DE 2009

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 139, DE 24 DE JUNHO DE 2009 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 139, DE 24 DE JUNHO DE 2009 O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Leia mais

O Curso de Administração da ESAG. Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2

O Curso de Administração da ESAG. Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2 O Curso de Administração da ESAG Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2 Missão da ESAG A ESAG tem por missão realizar o ensino, a pesquisa, a extensão, de modo articulado, a fim de contribuir na formação

Leia mais

Informações sobre o Curso de Administração

Informações sobre o Curso de Administração Objetivo Geral do Curso: Informações sobre o Curso de Administração Prover a sociedade de profissional dotado de senso crítico e comportamento ético-profissional qualificado. Um Administrador criativo,

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO EMENTAS DO CURSO

ADMINISTRAÇÃO EMENTAS DO CURSO ADMINISTRAÇÃO EMENTAS DO CURSO 1º P COMPLEMENTOS DE MATEMÁTICA PARA CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO Números Reais, Expressões Algébricas, Equação do 1º grau, Equação do 2º grau, Logaritmos, Conjuntos, Funções,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 141, DE 24 DE JUNHO DE 2009

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 141, DE 24 DE JUNHO DE 2009 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 141, DE 24 DE JUNHO DE 2009 O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Leia mais

UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG

UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING MÓDULO I 304101 FUNDAMENTOS DE MARKETING Fundamentos do Marketing. Processo de Marketing.

Leia mais

Unidade 1 - Nivelamento

Unidade 1 - Nivelamento PLANEJAMENTO DE CARREIRA E SUCESSO PROFISSIONAL - GST0917 PLANEJAMENTO DE CARREIRA E SUCESSO PROFISSIONAL (16/07/2014) Perfil Docente Tutor online: professor com graduação, preferencialmente, na área de

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE EXAME DE PROFICIÊNCIA 2013-2

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE EXAME DE PROFICIÊNCIA 2013-2 EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE EXAME DE PROFICIÊNCIA 2013-2 A Coordenação do Curso de Administração da Universidade do Estado de Mato Grosso UNEMAT - Campus Universitário de Sinop, torna público que de acordo

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2012 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL... 4 02 INVESTIGAÇÃO PEDAGÓGICA: DIVERSIDADE CULTURAL NA APRENDIZAGEM... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA...

Leia mais

Conselho Universitário - Consuni

Conselho Universitário - Consuni PRIMEIRA FASE 01 ECONOMIA Definições e conceitos de economia; macroeconomia; microeconomia; a organização econômica; a atividade de produção; a moeda; a formação de preços; economia de mercado: consumo,

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA OBJETIVOS OBJETIVO GERAL DO CURSO:

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA OBJETIVOS OBJETIVO GERAL DO CURSO: EIXO TECNOLÓGICO: Gestão e Negócios Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Bacharelado em Administração FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( x ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de AUXILIAR ADMINISTRATIVO. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de AUXILIAR ADMINISTRATIVO. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Liderança e Gestão de Pessoas DESCRITIVO DE CURSO MBA em Liderança e Gestão de Pessoas 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

FACULDADE ESTÁCIO MONTESSORI DE IBIÚNA ESTÁCIO FMI SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

FACULDADE ESTÁCIO MONTESSORI DE IBIÚNA ESTÁCIO FMI SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ADMINISTRAÇÃO - BACHARELADO MISSÃO DO CURSO Formar profissionais de elevado nível de consciência crítica, competência técnica empreendedora, engajamento

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: ESTRUTURAS ORGANIZACIONAIS Código: ADM - 255 Pré-requisito: ------- Período Letivo: 2013.2 Professor:

Leia mais

RESOLUÇÃO. Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogadas as disposições contrárias. Campinas, 16 de novembro de 2004.

RESOLUÇÃO. Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogadas as disposições contrárias. Campinas, 16 de novembro de 2004. RESOLUÇÃO CONSEAcc CPS 3 /2004 APROVA AS EMENTAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE CAMPINAS, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Presidente do Conselho Acadêmico por Câmpus CONSEAcc, do câmpus de Campinas,

Leia mais

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.2. 72h 6º

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.2. 72h 6º Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

Faculdades Integradas Teresa D Ávila

Faculdades Integradas Teresa D Ávila Faculdades Integradas Teresa D Ávila CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Reconhecido pela Portaria Ministerial nº. 4.571 de 28/12/05 e publicado no DOU em 29/12/05. Componente Curricular: Administração de Sistemas

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC Assistente de Planejamento e Controle de Produção

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC Assistente de Planejamento e Controle de Produção MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Faculdades Integradas Teresa D Ávila

Faculdades Integradas Teresa D Ávila Faculdades Integradas Teresa D Ávila CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Reconhecido pela Portaria Ministerial nº. 4.571 de 28/12/05 e publicado no DOU em 29/12/05. Componente Curricular: Administração Financeira de

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓCIO: 2010 Curso: Administração Disciplina: Administração Mercadológica II Carga Horária Semestral: 80 Semestre do Curso: 6 1 - Ementa (sumário, resumo) Administração dos canais

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010 Curso: Pedagogia PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010 Disciplina: Teoria e Planejamento Curricular II Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 6º 1 - Ementa (sumário, resumo) Fundamentos teórico-práticos

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Sem. CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS I II III IV V VI VI I Matriz Curricular válida para os acadêmicos ingressantes

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 1º SEMESTRE

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 1º SEMESTRE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 1º SEMESTRE DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO Ementa: Identificar os elementos básicos das organizações: recursos, objetivos e decisões. Desenvolver

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) CIÊNCIAS CONTÁBEIS CIÊNCIAS CONTÁBEIS COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO A leitura como vínculo leitor/texto, através da subjetividade contextual, de atividades

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA CONCEPÇÃO DO CURSO

GESTÃO FINANCEIRA CONCEPÇÃO DO CURSO GESTÃO FINANCEIRA CONCEPÇÃO DO CURSO Missão do Curso Formar profissionais de nível superior, com atuação na área de Tecnologia em Gestão Financeira, a partir da articulação das teorias que fundamentam

Leia mais

FACULDADE MORAES JÚNIOR CARGA HORÁRIA DAS DISCIPLINAS POR CURSO CIÊNCIAS CONTÁBEIS CARGA HORÁRIA SÉRIE DISCIPLINA SEMANAL ANUAL 2ª

FACULDADE MORAES JÚNIOR CARGA HORÁRIA DAS DISCIPLINAS POR CURSO CIÊNCIAS CONTÁBEIS CARGA HORÁRIA SÉRIE DISCIPLINA SEMANAL ANUAL 2ª FACULDADE MORAES JÚNIOR DAS DISCIPLINAS POR CURSO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Duração do Curso: 4 anos. Total de 3.200 horas-aula CIÊNCIAS CONTÁBEIS SÉRIE DISCIPLINA SEMANAL ANUAL 2ª Contabilidade e Análise

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 90/ 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Relações Públicas, Bacharelado,

Leia mais

Curso Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação - 2013 -

Curso Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação - 2013 - Curso Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação - 2013 - O Curso Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação é um curso da área de informática e tem seu desenho curricular estruturado por competências

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EXTENSÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 10/2013 PREENCHIMENTO DE VAGA PARA DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR ADMINISTRAÇÃO

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EXTENSÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 10/2013 PREENCHIMENTO DE VAGA PARA DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR ADMINISTRAÇÃO I - INSCRIÇÕES PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EXTENSÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 10/2013 PREENCHIMENTO DE VAGA PARA DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR ADMINISTRAÇÃO Período: 05/03/2013 a 10/03/2013 Pelo

Leia mais

DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL

DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL EMENTA DAS DISCIPLINAS 1º Período GADM 7712-TGA - TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO (4.0.0) 4 Introdução; Antecedentes Históricos;

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Mês/ Unidade s. Conteúdos T/P 1 08

PLANO DE ENSINO. Mês/ Unidade s. Conteúdos T/P 1 08 PLANO DE ENSINO CURSO: Licenciatura em Matemática MODALIDADE: Presencial DISCIPLINA: Teorias Educacionais e Curriculares CÓDIGO: NPED 03 FASE DO CURSO: 2ª SEMESTRE LETIVO: 2º 2013 CARGA HORARIA SEMESTRAL/

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO. Sumário I) OBJETIVO 02. 1) Público alvo 02. 2) Metodologia 02. 3) Monografia / Trabalho final 02

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO. Sumário I) OBJETIVO 02. 1) Público alvo 02. 2) Metodologia 02. 3) Monografia / Trabalho final 02 Sumário Pág. I) OBJETIVO 02 II) ESTRUTURA DO CURSO 1) Público alvo 02 2) Metodologia 02 3) Monografia / Trabalho final 02 4) Avaliação da aprendizagem 03 5) Dias e horários de aula 03 6) Distribuição de

Leia mais

PROJETO VITRINE. Raquel Carvalho Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora - NIDEEM/UFJF raquelcgravina@hotmail.com

PROJETO VITRINE. Raquel Carvalho Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora - NIDEEM/UFJF raquelcgravina@hotmail.com PROJETO VITRINE Raquel Carvalho Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora - NIDEEM/UFJF raquelcgravina@hotmail.com Amarildo Melchiades da Silva Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF xamcoelho@terra.com.br

Leia mais

RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS

RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS SALVADOR 2012 1 CONTEXTUALIZAÇÃO Em 1999, a UNIJORGE iniciou suas atividades na cidade de Salvador, com a denominação de Faculdades Diplomata. O contexto

Leia mais

ROLL DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

ROLL DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ROLL DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINAS CARGA HORÁRIA Linguagem e Interpretação de Texto 80 Contabilidade I 80 Economia 80 Matemática 80 Teoria Geral da Administração

Leia mais

MBA Executivo Contabilidade e Finanças

MBA Executivo Contabilidade e Finanças MBA Executivo Contabilidade e Finanças Proposta do curso: O curso de MBA Executivo em Contabilidade e Finanças proporciona ao aluno o conhecimento a respeito dos fundamentos de contabilidade e finanças

Leia mais

FACULDADE DE TALENTOS HUMANOS

FACULDADE DE TALENTOS HUMANOS FACULDADE DE TALENTOS HUMANOS PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UBERABA MG INSTITUTO EDUCACIONAL GUILHERME DORÇA PRESIDENTE: LUIZ HUMBERTO DORÇA FACULDADE DE TALENTOS HUMANOS DIRETOR

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DO PROFESSOR

PLANO DE TRABALHO DO PROFESSOR MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA CAMPUS SANTA ROSA Rua Uruguai, 1675Bairro Central CEP: 98900.000

Leia mais

MBA em Gestão de Negócios (Sexta e Sábado)

MBA em Gestão de Negócios (Sexta e Sábado) MBA em Gestão de Negócios (Sexta e Sábado) Apresentação CAMPUS STIEP Inscrições Abertas Turma 14 (Nova) -->Início Confirmado:05/07/2013 Mercados dinâmicos têm imposto desafios crescentes para as empresas:

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE 083/2003 APROVA AS EMENTAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO.

RESOLUÇÃO CONSEPE 083/2003 APROVA AS EMENTAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. RESOLUÇÃO CONSEPE 083/2003 APROVA AS EMENTAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE,

Leia mais