O mesmo código de origem (Tabelas SIA ou SIH) gerando mais de um código novo.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O mesmo código de origem (Tabelas SIA ou SIH) gerando mais de um código novo."

Transcrição

1 Procedimento Origem: A ATIVIDADES EXECUTADAS POR AGENTE COMUNITARIO SAUDE (PACS) ATIVIDADE EDUCATIVA / ORIENTACAO EM GRUPO NA ATENCAO BASICA VISITA DOMICILIAR POR PROFISSIONAL DE NIVEL MEDIO Procedimento Origem: A ESCARIACAO POR DENTE RESTAURACAO DE DENTE DECIDUO RESTAURACAO DE DENTE PERMANENTE POSTERIOR RESTAURACAO DE DENTE PERMANENTE ANTERIOR Procedimento Origem: A INSERCAO CONDESACAO SUBSTANCIAS RESTAURADORAS P/DENTE RESTAURACAO DE DENTE DECIDUO RESTAURACAO DE DENTE PERMANENTE POSTERIOR RESTAURACAO DE DENTE PERMANENTE ANTERIOR Procedimento Origem: A RESTAURACAO COM AMALGAMA DE DUAS OU MAIS FACES RESTAURACAO DE DENTE DECIDUO RESTAURACAO DE DENTE PERMANENTE POSTERIOR Procedimento Origem: A RESTAURACAO COM AMALGAMA DE UMA FACE RESTAURACAO DE DENTE DECIDUO RESTAURACAO DE DENTE PERMANENTE POSTERIOR Procedimento Origem: A RESTAURACAO FOTOPOLIMERIZAVEL DE DUAS OU MAIS FACES RESTAURACAO DE DENTE DECIDUO RESTAURACAO DE DENTE PERMANENTE POSTERIOR RESTAURACAO DE DENTE PERMANENTE ANTERIOR Procedimento Origem: A RESTAURACAO FOTOPOLIMERIZAVEL DE UMA FACE RESTAURACAO DE DENTE DECIDUO RESTAURACAO DE DENTE PERMANENTE POSTERIOR RESTAURACAO DE DENTE PERMANENTE ANTERIOR Procedimento Origem: A REMOCAO DE CARIE E PREPARO CAVITARIO POR DENTE RESTAURACAO DE DENTE DECIDUO RESTAURACAO DE DENTE PERMANENTE POSTERIOR RESTAURACAO DE DENTE PERMANENTE ANTERIOR Procedimento Origem: A MOLDAGEM, ADAPTACAO E ACOPANHAMENTO DA PROTESE DENTARIA MOLDAGEM DENTO-GENGIVAL P/ CONSTRUCAO DE PROTESE DENTARIA INSTALACAO E ADAPTACAO DE PROTESE DENTARIA Ministério da Saúde Data: 24/01/ :36:23 Página: 1

2 Procedimento Origem: A MONITORAMENTO DA QUALIDADE DA AGUA PARA CONSUMO HUMANO EM VI COLETA DE AMOSTRA P/ ANALISE DE CONTROLE COLETA DE AMOSTRA P/ ANALISE FISCAL Procedimento Origem: A ATENDIMENTO MEDICO ESPECIALIZADO EM URGENCIA/EMERGENCIA ATENDIMENTO MEDICO EM UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO ATENDIMENTO DE URGENCIA EM ATENCAO ESPECIALIZADA Procedimento Origem: A TERAPIAS EM GRUPO ATENDIMENTO EM PSICOTERAPIA DE GRUPO TERAPIA EM GRUPO Procedimento Origem: A TERAPIAS INDIVIDUAIS TERAPIA INDIVIDUAL ATENDIMENTO INDIVIDUAL EM PSICOTERAPIA Procedimento Origem: A TESTES RAPIDOS PARA TRIAGEM DE INFECCAO PELO HIV TESTE RAPIDO PARA DETECCAO DE INFECCAO PELO HIV TESTE RAPIDO PARA DETECCAO DE HIV EM GESTANTE Procedimento Origem: A UNIDADE DE REMUNERACAO PARA TRANSPORTE AEREO A CADA 200 MILH UNIDADE DE REMUNERACAO P/ DESLOCAMENTO DE ACOMPANHANTE POR UNIDADE DE REMUNERACAO P/ DESLOCAMENTO DE PACIENTE POR TRANSPORTE UNIDADE DE REMUNERACAO P/DESLOCAMENTO INTERESTADUAL DE PACIENTE POR UNIDADE DE REMUNERACAO P/DESLOCAMENTO INTERESTADUAL DE ACOMPANHANTE Total do Procedimento: > 4 Procedimento Origem: A UNIDADE DE REMUNERACAO PARA TRANSPORTE TERRESTRE A CADA 50 K UNIDADE DE REMUNERACAO P/DESLOCAMENTO DE ACOMPANHANTE POR TRANSPORTE UNIDADE DE REMUNERACAO P/DESLOCAMENTO DE PACIENTE POR TRANSPORTE Procedimento Origem: A UNIDADE DE REMUNERACAO PARA TRANSPORTE FLUVIAL A CADA 50 KM UNIDADE DE REMUNERACAO P/DESLOCAMENTO DE ACOMPANHANTE POR TRANSPORTE UNIDADE DE REMUNERACAO P/DESLOCAMENTO DE PACIENTE POR TRANSPORTE Procedimento Origem: A AJUDA DE CUSTO PARA ALIMENTACAO DE PACIENTE SEM ACOMPANHANTE AJUDA DE CUSTO P/ALIMENTACAO DE ACOMPANHANTE S/PERNOITE AJUDA DE CUSTO P/ ALIMENTACAO DE PACIENTE S/PERNOITE Procedimento Origem: A AJUDA DE CUSTO PARA DIARIA COMPLETA (ALIMENTACAO E PERNOITE) AJUDA DE CUSTO P / ALIMENTACAO/PERNOITE DE ACOMPANHANTE - (P/TRATAMENTO AJUDA DE CUSTO P/ ALIMENTACAO/PERNOITE DE PACIENTE Ministério da Saúde Data: 24/01/ :36:23 Página: 2

3 AJUDA DE CUSTO P/ ALIMENTACAO/PERNOITE DE PACIENTE - (P/TRATAMENTO CNRAC) AJUDA DE CUSTO P/ ALIMENTACAO/PERNOITE DE ACOMPANHANTE Total do Procedimento: > 4 Procedimento Origem: A SESSAO DE ACUPUNTURA COM INSERCAO DE AGULHAS SESSAO DE ACUPUNTURA COM INSERCAO DE AGULHAS SESSAO DE ACUPUNTURA APLICACAO DE VENTOSAS / MOXA Procedimento Origem: A PUNCAO/BIOPSIA DE OSSOS BIOPSIA DE OSSO / CARTILAGEM DA CINTURA PELVICA (POR AGULHA / CEU ABERTO) BIOPSIA DE OSSO / CARTILAGEM DA CINTURA ESCAPULAR (POR AGULHA / CEU BIOPSIA DE OSSO / CARTILAGEM DE MEMBRO SUPERIOR (POR AGULHA / CEU ABERTO) BIOPSIA DE OSSO DO CRANIO E DA FACE BIOPSIA DE OSSO / CARTILAGEM DE MEMBRO INFERIOR (POR AGULHA / CEU ABERTO) Total do Procedimento: > 5 Procedimento Origem: A RETIRADA DE MATERIAL DE SINTESE (FIO DE KIRSCHNER, HASTE, PA RETIRADA DE FIO OU PINO INTRA-OSSEO RETIRADA DE TRACAO TRANS-ESQUELETICA Procedimento Origem: A EPILACAO DE CILIOS EPILACAO A LASER EPILACAO DE CILIOS Procedimento Origem: A FACECTOMIA C/IMPL LENTE INTRA OCULAR -EXAMES ULTRASSONICA IMPLANTE SECUNDARIO DE LENTE INTRA-OCULAR FACECTOMIA C/ IMPLANTE DE LENTE INTRA-OCULAR Procedimento Origem: A FACOEMULSIFICACAO C/IMPL LENTE INTRA OCULAR DOBRAVEL FACOEMULSIFICACAO C/ IMPLANTE DE LENTE INTRA-OCULAR RIGIDA FACOEMULSIFICACAO C/ IMPLANTE DE LENTE INTRA-OCULAR DOBRAVEL Procedimento Origem: A EXPLANACAO E/OU SUBSTITUICAO DE LENTE INTRAOCULAR SUBSTITUICAO DE LENTE INTRA-OCULAR IMPLANTE SECUNDARIO DE LIO EXPLANTACAO / REPOSICIONAMENTO DE LIO Procedimento Origem: A TRATAMENTO DE FRATURA / FRATURA-LUXACAO INTERESSANDO DIAFISE REDUCAO INCRUENTA DE FRATURA DA DIAFISE DO UMERO REDUCAO INCRUENTA DE FRATURA DIAFISARIA DOS OSSOS DO ANTEBRACO Procedimento Origem: A TRATAMENTO FRATURA/LUXACAO / FRATURA-LUXACAO AO NIVEL DO PUN REDUCAO INCRUENTA DE FRATURA / LESAO FISARIA NO PUNHO REDUCAO INCRUENTA DE LUXACAO OU FRATURA / LUXACAO NO PUNHO Ministério da Saúde Data: 24/01/ :36:23 Página: 3

4 Procedimento Origem: A TRATAMENTO DE LUXACAO / FRATURA-LUXACAO AO NIVEL DO COTOVELO REDUCAO INCRUENTA DE LUXACAO / FRATURA-LUXACAO DO COTOVELO REDUCAO INCRUENTA DE FRATURA / LUXACAO DE MONTEGGIA OU DE GALEAZZI Procedimento Origem: A TRATAMENTO DE FRATURA DA DIAFISE TIBIAL ASSOCIADA OU NAO A REDUCAO INCRUENTA DE LUXACAO / FRATURA-LUXACAO DO JOELHO REDUCAO INCRUENTA DE FRATURA DIAFISARIA / LESAO FISARIA DISTAL DA TIBIA C/ Procedimento Origem: A TRATAMENTO DE LUXACAO / FRATURA-LUXACAO AO NIVEL DO JOELHO C REDUCAO INCRUENTA DE LUXACAO / FRATURA-LUXACAO DO JOELHO REDUCAO INCRUENTA DE LUXACAO FEMURO-PATELAR Procedimento Origem: A TRATAMENTO DE LUXACAO, FRATURA-LUXACAO, FRATURA DO ANTE-PE E REDUCAO INCRUENTA DA LUXACAO / FRATURA-LUXACAO METATARSO-FALANGIANA / REDUCAO INCRUENTA DE FRATURA / LESAO FISARIA DOS METATARSIANOS Procedimento Origem: A TRATAMENTO DE LUXACAO/ FRATURA-LUXACAO/ FRATURA DO RETRO-PE REDUCAO INCRUENTA DE FRATURA DOS OSSOS DO TARSO REDUCAO INCRUENTA DE LUXACAO OU FRATURA / LUXACAO TARSO-METATARSICA REDUCAO INCRUENTA DE LUXACAO OU FRATURA / LUXACAO SUBTALAR E Procedimento Origem: A REVISAO COM TROCA DE APARELHO GESSADO EM LESAO DO QUADRIL REVISAO C/ TROCA DE APARELHO GESSADO EM MEMBRO INFERIOR TRATAMENTO DE ARTICULACAO COXO-FEMORAL C/ IMOBILIZACAO GESSADA Procedimento Origem: A TRAT ORTODONTICO MANUT. APARELHO ANOMALIAS CRANIO FACIAIS INSTALACAO DE APARELHO/PROTESE EM PACIENTES COM ANOMALIAS CRANIO MANUTENCAO DE APARELHO ORTODONTICO EM PACIENTES C/ ANOMALIAS CRANIO- Procedimento Origem: H FOTOCINTILOGRAFIA OU CINTILOGRAFIA PULMONAR CINTILOGRAFIA DE PULMAO POR INALACAO (MINIMO 2 PROJECOES) CINTILOGRAFIA DE PULMAO P/ PESQUISA DE ASPIRACAO CINTILOGRAFIA DE PULMAO POR PERFUSAO (MINIMO 4 PROJECOES) Procedimento Origem: H PARA CADA NOVA POSICAO, NO MAXIMO CINTILOGRAFIA DE PULMAO POR INALACAO (MINIMO 2 PROJECOES) CINTILOGRAFIA DE PULMAO P/ PESQUISA DE ASPIRACAO CINTILOGRAFIA DE PULMAO POR PERFUSAO (MINIMO 4 PROJECOES) Procedimento Origem: H CINTILOGRAFIA DO ESQUELETO (CORPO INTEIRO) Ministério da Saúde Data: 24/01/ :36:23 Página: 4

5 CINTILOGRAFIA DE ESQUELETO (CORPO INTEIRO) CINTILOGRAFIA DE OSSOS C/ OU S/ FLUXO SANGUINEO (CORPO INTEIRO) Procedimento Origem: A VDRL ( INCLUSIVE QUANTITATIVO ) TESTE DE VDRL P/ DIAGNOSTICO DA SIFILIS VDRL P/ DETECCAO DE SIFILIS EM GESTANTE Procedimento Origem: A CITOMEGALOVIRUS, EIE PESQUISA DE ANTICORPOS IGG ANTICITOMEGALOVIRUS PESQUISA DE ANTICORPOS IGM ANTICITOMEGALOVIRUS Procedimento Origem: A RUBEOLA, ANTICORPOS IGG PESQUISA DE ANTICORPOS IGG CONTRA O VIRUS DA RUBEOLA PESQUISA DE ANTICORPOS IGM CONTRA O VIRUS DA RUBEOLA Procedimento Origem: H ELETROENCEFALOGRAMA ELETROENCEFALOGRAMA EM VIGILIA E SONO ESPONTANEO C/ OU S/ FOTOESTIMULO ELETROENCEFALOGRAFIA EM VIGILIA C/ OU S/ FOTO-ESTIMULO ELETROENCEFALOGRAMA EM SONO INDUZIDO C/ OU S/ MEDICAMENTO (EEG) Procedimento Origem: H CHECK-UP PARA GLAUCOMA ACOMPANHAMENTO E AVALIACAO DE GLAUCOMA POR FUNDOSCOPIA TONOMETRIA E CONSULTA PARA DIAGNOSTICO/AVALIACAO DE GLAUCOMA(GONIOSCOPIA, Procedimento Origem: H ROTINA DE LIQUIDO SINOVIAL DOSAGEM DE GLICOSE NO LIQUIDO SINOVIAL E DERRAMES DOSAGEM DE PROTEINAS NO LIQUIDO SINOVIAL E DERRAMES ACIDO URICO LIQUIDO NO SINOVIAL E DERRAMES Procedimento Origem: H FRUTOSURIA OU GALACTOSURIA, PESQUISA (CADA) PESQUISA DE FRUTOSE NA URINA PESQUISA DE GALACTOSE NA URINA Procedimento Origem: H COMPLEMENTO(C-3 OU C-4) IMDR(CH-50) DOSAGEM(CADA) DETERMINACAO DE COMPLEMENTO (CH50) DOSAGEM DE COMPLEMENTO C DOSAGEM DE COMPLEMENTO C4 Procedimento Origem: H FATORES DE COAGULACAO,(DOSAGEM,CADA) DOSAGEM DE FATOR VII DOSAGEM DE FATOR VIII DOSAGEM DE FATOR IX Ministério da Saúde Data: 24/01/ :36:23 Página: 5

6 DOSAGEM DE FATOR X DOSAGEM DE FATOR XI DOSAGEM DE FATOR XII DOSAGEM DE FATOR XIII DOSAGEM DE FATOR II DOSAGEM DE FATOR V Total do Procedimento: > 9 Procedimento Origem: H FTA-ABS, IFI PARA SIFILIS TESTE FTA-ABS IGG P/ DIAGNOSTICO DA SIFILIS TESTE FTA-ABS IGM P/ DIAGNOSTICO DA SIFILIS Procedimento Origem: H LINFOCITOS T E B, CONTAGEM CONTAGEM DE LINFOCITOS T TOTAIS CONTAGEM DE LINFOCITOS B Procedimento Origem: H DESIDROGENASE DOSAGEM DE DESIDROGENASE LATICA DOSAGEM DE DESIDROGENASE LATICA (ISOENZIMAS FRACIONADAS) Procedimento Origem: H PROTEINA C REATIVA DOSAGEM DE PROTEINA C REATIVA DETERMINACAO QUANTITATIVA DE PROTEINA C REATIVA Procedimento Origem: H SIFILIS (VDRL QUANTITATIVO E QUALITATIVO) TESTE DE VDRL P/ DIAGNOSTICO DA SIFILIS VDRL P/ DETECCAO DE SIFILIS EM GESTANTE Procedimento Origem: A ELETRODIAGNOSTICO ELETROMIOGRAFIA DINAMICA, AVALIACAO CINETICA, CINEMATICA E DE ELETRODIAGNOSTICO CINETICO FUNCIONAL Procedimento Origem: A ELETROENCEFALOGRAFIA VIGILIA COM OU SEM FOTO ESTIMULO (EEG ELETROENCEFALOGRAMA EM VIGILIA E SONO ESPONTANEO C/ OU S/ FOTOESTIMULO ELETROENCEFALOGRAFIA EM VIGILIA C/ OU S/ FOTO-ESTIMULO Procedimento Origem: H TRANSAMINASE OXALACETICA OU PIRUVICA (CADA) DOSAGEM DE TRANSAMINASE GLUTAMICO-OXALACETICA (TGO) DOSAGEM DE TRANSAMINASE GLUTAMICO-PIRUVICA (TGP) Procedimento Origem: A MAPEAMENTO DE RETINA MAPEAMENTO DE RETINA BIOMICROSCOPIA DE FUNDO DE OLHO Ministério da Saúde Data: 24/01/ :36:23 Página: 6

7 Procedimento Origem: A ESCLEROSE DE VARIZES ESOFAGIANAS TRATAMENTO ESCLEROSANTE / LIGADURA ELASTICA DE LESAO HEMORRAGICA DO TRATAMENTO ESCLEROSANTE DE LESOES NAO HEMORRAGICAS DO APARELHO Procedimento Origem: H QUIMIOTERAPIA SISTEMATICA P/CADA 7 DIAS TRAT INDIV QUIMIOTERAPIA INTRA-TECAL QUIMIOTERAPIA INTRA-VESICAL Procedimento Origem: H ESTERNO E ART. ESTERNO-CLAVICULAR RADIOGRAFIA DE ARTICULACAO ESTERNO-CLAVICULAR RADIOGRAFIA DE ESTERNO Procedimento Origem: H AORTOGRAFIA AORTOGRAFIA TORACICA AORTOGRAFIA ABDOMINAL ARTERIOGRAFIA PELVICA Procedimento Origem: H COLUNA LOMBO-SACRA RADIOGRAFIA DE COLUNA LOMBO-SACRA RADIOGRAFIA DE COLUNA LOMBO-SACRA (C/ OBLIQUAS) Procedimento Origem: A LUPA PARA VISAO SUBNORMAL ASFERICA LUPA MANUAL C/ OU S/ ILUMINACAO LUPA DE APOIO C/ OU S/ ILUMINACAO Procedimento Origem: H TOMOGRAFIA CRANIANA LINEAR (2 PLANOS) TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO CRANIO TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE SELA TURCICA Procedimento Origem: H TOMOGRAFIA CRANIANA MULTIDIRECIONAL TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO CRANIO TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE SELA TURCICA Procedimento Origem: H TOMOGRAFIA DE SELA TURCA (2 PLANOS) TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO CRANIO TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE SELA TURCICA Procedimento Origem: A ANESTESIA GERAL ATOS CIRURGICOS E EXAMES EM DEFICIENTES FIS SEDACAO ANESTESIA REGIONAL Ministério da Saúde Data: 24/01/ :36:23 Página: 7

8 Procedimento Origem: A ANESTESIA GERAL EM TRATAMENTO ODONTOLOGICO E EM CIRURGIA ODO SEDACAO ANESTESIA REGIONAL Procedimento Origem: H CONSULTA CONSULTA MEDICA EM ATENCAO BASICA CONSULTA MEDICA EM ATENCAO ESPECIALIZADA Procedimento Origem: A RESSONANCIA MAG CRANIO INCLUI. ORBITA, SELA TURCICA MASTOIDE RESSONANCIA MAGNETICA DE CRANIO RESSONANCIA MAGNETICA DE SELA TURCICA Procedimento Origem: H ESOFAGECTOMIA ESOFAGECTOMIA DISTAL C/ TORACOTOMIA ESOFAGECTOMIA DISTAL S/ TORACOTOMIA Procedimento Origem: H HEPATORRAFIA HEPATORRAFIA COMPLEXA C/ LESAO DE ESTRUTURAS VASCULARES BILIARES HEPATORRAFIA Procedimento Origem: H COLPOPERINEORRAFIA NAO OBSTETRICA COLPORRAFIA NAO OBSTETRICA COLPOPERINEORRAFIA NAO OBSTETRICA Procedimento Origem: H PARTO COM ECLAMPSIA PARTO NORMAL EM GESTACAO DE ALTO RISCO PARTO NORMAL Procedimento Origem: A TOMOGRAFIA COMP. COL. CERV,TORAC, E/OU LOMBO-SACRA C/S CONTR TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE COLUNA CERVICAL C/ OU S/ CONTRASTE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE COLUNA TORACICA C/ OU S/ CONTRASTE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE COLUNA LOMBO-SACRA C/ OU S/ CONTRASTE Procedimento Origem: A TOMOGRAFIA COMPUT. CRANIO SELA TURCICA /ORBITAS S/ CONTRASTE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO CRANIO TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE SELA TURCICA Procedimento Origem: A ALFAPEGINTERFERONA 2A OU 2B-TRAT. HEPATITE VIRAL CRONICA C ALFAPEGINTERFERON 2B 80MCG POR FRASCO AMPOLA ALFAPEGINTERFERON 2A 180MCG POR FRASCO AMPOLA Ministério da Saúde Data: 24/01/ :36:23 Página: 8

9 ALFAPEGINTERFERON 2B 100MCG POR FRASCO-AMPOLA ALFAPEGINTERFERON 2B 120MCG POR FRASCO-AMPOLA Total do Procedimento: > 4 Procedimento Origem: A TRANSFUSAO DE PLASMA FRESCO TRANSFUSAO DE PLASMA FRESCO TRANSFUSAO DE PLASMA ISENTO DE CRIOPRECIPITADO Procedimento Origem: A PREPARO DE COMPONENTES LAVADOS OU ALIQUOTADOS DESTINADOS A T PREPARO DE COMPONENTES ALIQUOTADOS PREPARO DE COMPONENTES LAVADOS Procedimento Origem: A APLICACAO DE FATORES DE COAGULACAO VIII OU IX APLICACAO DE FATOR VIII DE COAGULACAO APLICACAO DE FATOR IX DE COAGULACAO Procedimento Origem: A CONSULTA/DIAGNOSTICO/AVALIACAO DE GLAUCOMA ACOMPANHAMENTO E AVALIACAO DE GLAUCOMA POR FUNDOSCOPIA TONOMETRIA E CONSULTA PARA DIAGNOSTICO/AVALIACAO DE GLAUCOMA(GONIOSCOPIA, Procedimento Origem: A ACOMP.DE PAC. QUE NECESSITAM DE ESTIMULACAO NEURO-SENSORIAL ACOMPANHAMENTO NEUROPSICOLOGICO DE PACIENTE EM REABILITACAO ATENDIMENTO / ACOMPANHAMENTO DE PACIENTE EM REABILITACAO DO ACOMPANHAMENTO PSICOPEDAGOGICO DE PACIENTE EM REABILITACAO ACOMPANHAMENTO DE PACIENTE EM REABILITACAO EM COMUNICACAO ALTERNATIVA Total do Procedimento: > 4 Procedimento Origem: A ACOMP. DE PAC. EM SRST PORT. SEQUELAS REL. TRABALHO ACOMPANHAMENTO DE PACIENTE PORTADOR DE SEQUELAS RELACIONADAS AO ACOMPANHAMENTO DE PACIENTE PORTADOR DE AGRAVOS RELACIONADOS AO Procedimento Origem: H ARTRODESE POSTERIOR OU POSTERO-LATERAL DISTAL A C2 UM E DOIS NIVEIS ARTRODESE CERVICAL / CERVICO-TORACICA POSTERIOR SEIS NIVEIS - INCLUI ARTRODESE CERVICAL / CERVICO-TORACICA POSTERIOR DOIS NIVEIS - INCLUI Procedimento Origem: H TRATAMENTO CIRURGICO DE FRATURA, LUXACAO, FRATURA-LUXACAO OU TRATAMENTO CIRURGICO DE FRATURA / LUXACAO / FRATURA-LUXACAO / DISJUNCAO TRATAMENTO CIRURGICO DE ASSOCIACAO FRATURA / LUXACAO / FRATURA- Procedimento Origem: H TRATAMENTO CIRURGICO DA ASSOCIACAO DE FRATURA, LUXACAO, FRATURA TRATAMENTO CIRURGICO DE FRATURA / LUXACAO / FRATURA-LUXACAO / DISJUNCAO TRATAMENTO CIRURGICO DE ASSOCIACAO FRATURA / LUXACAO / FRATURA- Ministério da Saúde Data: 24/01/ :36:23 Página: 9

10 Procedimento Origem: H TRANSPOSICAO DO DEDO TRANSPLANTE DO HALUX P/ O POLEGAR TRANSPLANTE DO SEGUNDO PODODACTILIO P/ POLEGAR / QUALQUER OUTRO DEDO Procedimento Origem: H REVISAO DE ARTRODESE OU TRATAMENTO CIRURGICO DE PSEUDARTOSE DA REVISAO DE ARTRODESE / TRATAMENTO CIRURGICO DE PSEUDARTROSE DA COLUNA REVISAO DE ARTRODESE / TRATAMENTO CIRURGICO DE PSEUDARTROSE DA COLUNA Procedimento Origem: H REDUCAO INCRUENTA DA FRATURA DA TIBIA REDUCAO INCRUENTA DE FRATURA OU LESAO FISARIA DO JOELHO REDUCAO INCRUENTA DE FRATURA DIAFISARIA / LESAO FISARIA DISTAL DA TIBIA C/ Procedimento Origem: H REPARO LIGAMENTAR AO NIVEL DO CARPO( DA RADIO-ULNAR DISTAL E DA RADIO TRATAMENTO CIRURGICO DE LESAO AGUDA CAPSULO-LIGAMENTAR DO MEMBRO RECONSTRUCAO CAPSULO-LIGAMENTAR DE COTOVELO Procedimento Origem: H REDUCAO INCRUENTA DA FRATURA DO FEMUR REDUCAO INCRUENTA DE FRATURA OU LESAO FISARIA DO JOELHO REDUCAO INCRUENTA DE FRATURA DIAFISARIA / LESAO FISARIA PROXIMAL DO FEMUR Procedimento Origem: H ARTRODESE CERVICAL ANTERIOR - ATE DOIS NIVEIS ARTRODESE CERVICAL ANTERIOR DOIS NIVEIS REVISAO DE ARTRODESE TRATAMENTO CIRURGICO DE PSEUDOARTORSE DA COLUNA ARTRODESE CERVICAL ANTERIOR UM NIVEL Procedimento Origem: H RECONSTRUCAO CAPSULO-LIGAMENTOSOTRANSFERENCIA OU REINSERCAO MIO TRATAMENTO CIRURGICO DE LESAO AGUDA CAPSULO-LIGAMENTAR DO MEMBRO RECONSTRUCAO CAPSULO-LIGAMENTAR DE COTOVELO Procedimento Origem: H ARTRODESE TORACO-LOMBO-SACRA POSTERIOR - TRES OU MAIS NIVEIS ARTRODESE TORACO-LOMBO-SACRA ANTERIOR, TRES NIVEIS, INCLUI ARTRODESE CERVICAL / CERVICO TORACICA POSTERIOR CINCO NIVEIS - INCLUI TRATAMENTO CIRURGICO DE DEFORMIDADE DA COLUNA VIA ANTERIOR SEIS NIVEIS ARTRODESE CERVICAL ANTERIOR QUATRO NIVEIS ARTRODESE TORACO-LOMBO-SACRA POSTERIOR, DOIS NIVEIS, INCLUI ARTRODESE TORACO-LOMBO-SACRA POSTERIOR (TRES NIVEIS - INCLUI ARTRODESE CERVICAL ANTERIOR CINCO NIVEIS ARTRODESE TORACO-LOMBO-SACRA POSTERIOR, QUATRO NIVEIS, INCLUI ARTRODESE CERVICAL / CERVICO-TORACICA POSTERIOR TRES NIVEIS - INCLUI ARTRODESE TORACO-LOMBO-SACRA POSTERIOR CINCO NIVEIS, INCLUI ARTRODESE TORACO-LOMBO-SACRA POSTERIOR, SEIS NIVEIS, INCLUI ARTRODESE CERVICAL / CERVICO TORACICA POSTERIOR QUATRO NIVEIS INCLUI ARTRODESE TORACO-LOMBO-SACRA POSTERIOR, SETE NIVEIS, INCLUI Ministério da Saúde Data: 24/01/ :36:23 Página: 10

11 Total do Procedimento: > 13 Procedimento Origem: H ARTRODESE TORACO-LOMBO-SACRA ANTERIOR - ATE DOIS NIVEIS INCLUINDO TRATAMENTO CIRURGICO DE FRATURA NIVEL C1 - C2 POR VIA ANTERIOR ARTRODESE TORACO-LOMBO-SACRA ANTERIOR (DOIS NIVEIS - INCLUI Procedimento Origem: H DISCECTOMIA TORACO-LOMBO-SACRAL POR VIA ANTERIOR - UM NIVEL DISCECTOMIA TORACO-LOMBO-SACRA POR VIA ANTERIOR (1 NIVEL) DISCECTOMIA TORACO-LOMBO-SACRA POR VIA ANTERIOR (C/ 2 OU MAIS NIVEIS) Procedimento Origem: H RECONSTRUCAO LIGAMENTAR INTRA -ARTICULAR DO JOELHO (LIGAMENTOPLASTIA) RECONSTRUCAO LIGAMENTAR INTRA-ARTICULAR DO JOELHO (CRUZADO POSTERIOR RECONSTRUCAO LIGAMENTAR INTRA-ARTICULAR DO JOELHO (CRUZADO ANTERIOR) Procedimento Origem: H ARTRODESE INTERSOMATICA POR VIA POSTERIOR OU POSTERO-LATERAL - DOIS OU ARTRODESE INTERSOMATICA VIA POSTERIOR / POSTERO-LATERAL TRES NIVEIS ARTRODESE INTERSOMATICA VIA POSTERIOR / POSTERO-LATERAL DOIS NIVEIS ARTRODESE INTERSOMATICA VIA POSTERIOR / POSTERO-LATERAL QUATRO NIVEIS Procedimento Origem: H ARTRODESE OCCIPUTO-CERVICAL POSTERIOR ARTRODESE OCCIPTO-CERVICAL (C4)POSTERIOR ARTRODESE OCCIPTO-CERVICAL (C5) POSTERIOR ARTRODESE OCCIPTO-CERVICAL (C6)POSTERIOR ARTRODESE OCCIPTO-CERVICAL (C7) POSTERIOR ARTRODESE OCCIPTO-CERVICAL (C2) POSTERIOR ARTRODESE OCCIPTO-CERVICAL (C3)POSTERIOR Total do Procedimento: > 6 Procedimento Origem: H ARTRODESE POSTERIOR OU POSTERO-LATERAL, DISTAL A C2 OITO OU MAIS NIVEIS ARTRODESE TORACO-LOMBO-SACRA ANTERIOR, TRES NIVEIS, INCLUI ARTRODESE CERVICAL / CERVICO TORACICA POSTERIOR CINCO NIVEIS - INCLUI TRATAMENTO CIRURGICO DE DEFORMIDADE DA COLUNA VIA ANTERIOR SEIS NIVEIS ARTRODESE CERVICAL ANTERIOR QUATRO NIVEIS ARTRODESE TORACO-LOMBO-SACRA POSTERIOR, DOIS NIVEIS, INCLUI ARTRODESE TORACO-LOMBO-SACRA POSTERIOR (TRES NIVEIS - INCLUI ARTRODESE CERVICAL ANTERIOR CINCO NIVEIS ARTRODESE TORACO-LOMBO-SACRA POSTERIOR, QUATRO NIVEIS, INCLUI ARTRODESE CERVICAL / CERVICO-TORACICA POSTERIOR TRES NIVEIS - INCLUI ARTRODESE TORACO-LOMBO-SACRA POSTERIOR CINCO NIVEIS, INCLUI ARTRODESE TORACO-LOMBO-SACRA POSTERIOR, SEIS NIVEIS, INCLUI ARTRODESE CERVICAL / CERVICO TORACICA POSTERIOR QUATRO NIVEIS INCLUI ARTRODESE TORACO-LOMBO-SACRA POSTERIOR, SETE NIVEIS, INCLUI Total do Procedimento: > 13 Procedimento Origem: H TRATAMENTO CIRURGICO DEFORMIDADES DA COLUNA VIA ANTERIOR - MAIS DE TRATAMENTO CIRURGICO DE DEFORMIDADE DA COLUNA VIA ANTERIOR SEIS NIVEIS TRATAMENTO CIRURGICO DE DEFORMIDADE DA COLUNA VIA ANTERIOR CINCO NIVEIS Ministério da Saúde Data: 24/01/ :36:23 Página: 11

12 TRATAMENTO CIRURGICO DE DEFORMIDADE DA COLUNA VIA ANTERIOR SETE NIVEIS TRATAMENTO CIRURGICO DE DEFORMIDADE DA COLUNA VIA ANTERIOR POSTERIR Total do Procedimento: > 4 Procedimento Origem: H TRATAMENTO CIRURGICO DEFORMIDADES COLUNA - VIA ANTERIOR E POSTERIOR TRATAMENTO CIRURGICO DE DEFORMIDADE DA COLUNA VIA POSTERIOR ONZE NIVEIS TRATAMENTO CIRURGICO DE DEFORMIDADE DA COLUNA VIA ANTERIOR DOIS NIVEIS TRATAMENTO CIRURGICO DE DEFORMIDADE DA COLUNA VIA ANTERIOR TRES NIVEIS TRATAMENTO CIRURGICO DE DEFORMIDADE DA COLUNA VIA POSTERIOR CINCO TRATAMENTO CIRURGICO DE DEFORMIDADE DA COLUNA POSTERIOR SEIS NIVEIS TRTAMENTO CIRURGICO DE DEFORMIDADE DA COLUNA VIA POSTERIOR TRES NIVEIS TRATAMENTO CIRURGICO DE DEFORMIDADE DA COLUNA VIA POSTERIOR QUATRO TRATAMENTO CIRURGICO DE DEFORMIDADE DA COLUNA VIA ANTERIOR OITO NIVEIS TRATAMENTO CIRURGICO DE DEFORMIDADE DA COLUNA VIA POSTERIOR DOIS NIVEIS TRATAMENTO CIRURGICO DE DEFORMIDADE DA COLUNA VIA POSTERIOR DOZE TRATAMENTO CIRURGICO DE DEFORMIDADE DA COLUNA VIA POSTERIOR SETE NIVEIS TRATAMENTO CIRURGICO DE DEFORMIDADE DA COLUNA VIA POSTERIOR DEZ NIVEIS Total do Procedimento: > 12 Procedimento Origem: H VERTEBROPLASTIA EM UM NIVEL POR DISPOSITIVO GUIADO VERTEBROPLASTIA POR DISPOSITIVO GUIADO EM UM NIVEL VERTEBROPLASTIA POR DISPOSITIVO GUIADO TRES NIVEIS Procedimento Origem: H RESSECCAO DE TUMOR OSSEO COM ENXERTIA OSSEA RESSECCAO DE TUMOR E RECONSTRUCAO C/ RETALHO NAO MICROCIRURGICO RESSECCAO DE TUMOR OSSEO E RECONSTRUCAO C/ RETALHO NAO RESSECCAO DE TUMOR E RECONSTRUCAO C/ ENXERTO RESSECCAO DE TUMOR OSSEO E RECONSTRUCAO C/ ENXERTO Total do Procedimento: > 4 Procedimento Origem: A ACOMPANHAMENTO PSICOLOGICO EM REABILITACAO ATENDIMENTO EM PSICOTERAPIA DE GRUPO ATENDIMENTO INDIVIDUAL EM PSICOTERAPIA Procedimento Origem: A ORIENTACAO EM REABILITACAO VISITA DOMICILIAR POR PROFISSIONAL DE NIVEL MEDIO VISITA DOMICILIAR/INSTITUCIONAL EM REABILTACAO -POR PROFISSIONAL DE NIVEL Procedimento Origem: H TRAQUEOSCOPIA PARA DIAGNOSTICO, COLHEITA DE MATERIAL BRONCOSCOPIA (BRONCOFIBROSCOPIA) TRAQUEOSCOPIA Procedimento Origem: H ANESTESISTA SEDACAO ANESTESIA GERAL ANESTESIA REGIONAL Ministério da Saúde Data: 24/01/ :36:23 Página: 12

13 Procedimento Origem: H CIRURGIA PARA RETIRADA DE CORACAO PARA TRANSPLANTE ACOES RELACIONADAS A DOACAO DE ORGAOS TECIDOS E CELULAS REALIZADAS RETIRADA DE CORACAO (P/ TRANSPLANTE) Procedimento Origem: H CIRURGIA PARA RETIRADA UNILATERAL/BILATERAL DE RIM PARA TRANSPLANTE RETIRADA UNI / BILATERAL DE RIM (P/ TRANSPLANTE) ACOES RELACIONADAS A DOACAO DE ORGAOS TECIDOS E CELULAS REALIZADAS Procedimento Origem: H CIRURGIA PARA RETIRADA DE FIGADO PARA TRANSPLANTE RETIRADA DE FIGADO (P/ TRANSPLANTE) ACOES RELACIONADAS A DOACAO DE ORGAOS TECIDOS E CELULAS REALIZADAS Procedimento Origem: H CIRURGIA PARA RETIRADA DE PANCREAS PARA TRANSPLANTE RETIRADA DE PANCREAS (P/ TRANSPLANTE) ACOES RELACIONADAS A DOACAO DE ORGAOS TECIDOS E CELULAS REALIZADAS Procedimento Origem: H TRATAMENTO PSIQUIATRICO EM HOSPITAIS NAO CLASSIFICADOS DE ACORDO COM TRATAMENTO EM PSIQUIATRIA (POR DIA) TRATAMENTO EM PSIQUIATRIA (CLASSIFICACAO PT GM 251/02) (POR DIA) Procedimento Origem: H DOENCA REUMATICA COM COMPROMETIMENTO CARDIACO TRATAMENTO DE COMPLICACOES CARDIACAS POS-CIRURGIA TRATAMENTO DE DOENCA REUMATICA C/ COMPROMETIMENTO CARDIACO Procedimento Origem: H MIOCARDITE TRATAMENTO DE CARDIOPATIA HIPERTROFICA TRATAMENTO DE MIOCARDIOPATIAS Procedimento Origem: H ENDOCARDITE BACTERIANA AGUDA E SUB AGUDA TRATAMENTO DE ENDOCARDITE INFECCIOSA EM VALVULA NATIVA TRATAMENTO DE ENDOCARDITE INFECCIOSA EM PROTESE VALVAR Procedimento Origem: H VASCULOPATIA PERIFERICA TRATAMENTO DE PE DIABETICO COMPLICADO TRATAMENTO DE INSUFICIENCIA ARTERIAL C/ ISQUEMIA CRITICA Procedimento Origem: H EMBOLIAS OU ENFARTES PULMONARES TRATAMENTO DE EMBOLIA PULMONAR TRATAMENTO DE HIPERTENSAO PULMONAR Ministério da Saúde Data: 24/01/ :36:23 Página: 13

14 Procedimento Origem: H CHOQUE CARDIOGENICO EM CRIANCA TRATAMENTO DE PARADA CARDIACA C/ RESSUSCITACAO BEM SUCEDIDA TRATAMENTO DE CHOQUE CARDIOGENICO Procedimento Origem: H DOENCA REUMATICA COM COMPROMETIMENTO CARDIACO TRATAMENTO DE COMPLICACOES CARDIACAS POS-CIRURGIA TRATAMENTO DE DOENCA REUMATICA C/ COMPROMETIMENTO CARDIACO Procedimento Origem: H INSUFICIENCIA CORONARIANA AGUDA TRATAMENTO DE CARDIOPATIA ISQUEMICA CRONICA TRATAMENTO DE SINDROME CORONARIANA AGUDA Procedimento Origem: H ENDOCARDITE BACTERIANA AGUDA E SUB AGUDA TRATAMENTO DE ENDOCARDITE INFECCIOSA EM VALVULA NATIVA TRATAMENTO DE ENDOCARDITE INFECCIOSA EM PROTESE VALVAR Procedimento Origem: H EMBOLIAS OU ENFARTES PULMONARES TRATAMENTO DE EMBOLIA PULMONAR TRATAMENTO DE HIPERTENSAO PULMONAR Procedimento Origem: H CHOQUE CARDIOGENICO EM ADULTO TRATAMENTO DE PARADA CARDIACA C/ RESSUSCITACAO BEM SUCEDIDA TRATAMENTO DE CHOQUE CARDIOGENICO Procedimento Origem: H VASCULOPATIA PERIFERICA TRATAMENTO DE PE DIABETICO COMPLICADO TRATAMENTO DE INSUFICIENCIA ARTERIAL C/ ISQUEMIA CRITICA Procedimento Origem: H MIOCARDITE TRATAMENTO DE CARDIOPATIA HIPERTROFICA TRATAMENTO DE MIOCARDIOPATIAS Procedimento Origem: H COMPLICACOES DE PROCEDIMENTOS CIRURGICOS OU MEDICOS TRATAMENTO DE COMPLICACOES DE PROCEDIMENTOS CIRURGICOS OU MEDICOS TRATAMENTO DE COMPLICACOES DE DISPOSITIVOS PROTETICOS IMPLANTES E Procedimento Origem: H BARRA SACRAL CONECTOR BARRA JUNCAO CERVICO TORACICA BARRA SACRAL Ministério da Saúde Data: 24/01/ :36:23 Página: 14

15 Procedimento Origem: H FIO TIPO STEINMAN ROSQUEADO FIO TIPO STEINMAN LISO FIO TIPO STEINMAN ROSQUEADO Procedimento Origem: H SANGUE TOTAL IRRADIADO OU COMPONENTES IRRADIADOS EXAMES PRE-TRANSFUSIONAIS I TRANSFUSAO DE SANGUE / COMPONENTES IRRADIADOS Procedimento Origem: H CONCENTRADO DE LEUCOCITOS DE 1 UNID SANGUE TOTAL EXAMES PRE-TRANSFUSIONAIS I EXAMES PRE-TRANSFUSIONAIS II Procedimento Origem: H CONCENTRADO DE HEMACIAS EXAMES PRE-TRANSFUSIONAIS I EXAMES PRE-TRANSFUSIONAIS II Procedimento Origem: H UNIDADE DE SANGUE TOTAL EXAMES PRE-TRANSFUSIONAIS I EXAMES PRE-TRANSFUSIONAIS II Procedimento Origem: H MODULO TRANSFUSIONAL TRANSFUSAO DE UNIDADE DE SANGUE TOTAL TRANSFUSAO DE CRIOPRECIPITADO TRANSFUSAO DE CONCENTRADO DE PLAQUETAS TRANSFUSAO DE PLASMA FRESCO TRANSFUSAO DE PLASMA ISENTO DE CRIOPRECIPITADO TRANSFUSAO DE CONCENTRADO DE GRANULOCITOS TRANSFUSAO DE CONCENTRADO DE HEMACIAS Total do Procedimento: > 7 Procedimento Origem: H TESTE RAPIDO PARA TRIAGEM DE INFECCAO PELO HIV (POR TESTE) TESTE RAPIDO PARA DETECCAO DE INFECCAO PELO HIV TESTE RAPIDO PARA DETECCAO DE HIV EM GESTANTE Procedimento Origem: H AORTOGRAFIA AORTOGRAFIA TORACICA AORTOGRAFIA ABDOMINAL ARTERIOGRAFIA PELVICA Procedimento Origem: H TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA I (CRANIO E COLUNA) TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO CRANIO TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE COLUNA TORACICA C/ OU S/ CONTRASTE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE SELA TURCICA Ministério da Saúde Data: 24/01/ :36:23 Página: 15

16 TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE COLUNA LOMBO-SACRA C/ OU S/ CONTRASTE Total do Procedimento: > 4 Procedimento Origem: H TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA (CRANIO E COLUNA) TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO CRANIO TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE SELA TURCICA TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE COLUNA LOMBO-SACRA C/ OU S/ CONTRASTE Procedimento Origem: H TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA III (ABDOMEN) TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE ABDOMEN SUPERIOR TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE PELVE / BACIA Procedimento Origem: H RESSONANCIA MAGNETICA RESSONANCIA MAGNETICA DE CRANIO RESSONANCIA MAGNETICA DE SELA TURCICA Procedimento Origem: H TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE CRANIO SELA TURCICA OU ORBITA COM OU TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO CRANIO TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE SELA TURCICA Procedimento Origem: H RESSONANCIA MAGNETICA DE CRANIO INCLUINDO ORBITA SELA TURCICA RESSONANCIA MAGNETICA DE CRANIO RESSONANCIA MAGNETICA DE SELA TURCICA Procedimento Origem: H TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA COLUNA CERVICAL TORACIA E/OU LOMBO TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE COLUNA TORACICA C/ OU S/ CONTRASTE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE COLUNA LOMBO-SACRA C/ OU S/ CONTRASTE Procedimento Origem: H PASSAGEM SONDA NASO ENTERICA INCLUINDO MATERIAL SONDAGEM ENTERAL PASSAGEM DE SONDA NASO ENTERICA (INCLUI MATERIAL) Procedimento Origem: H ANESTESIA PARA PROCEDIMENTOS EM QUEIMADOS ANESTESIA GERAL ANESTESIA REGIONAL Total Geral: Origem: 144 Novo: 372 Ministério da Saúde Data: 24/01/ :36:23 Página: 16

O mesmo código de origem (Tabelas SIA ou SIH) gerando mais de um código novo.

O mesmo código de origem (Tabelas SIA ou SIH) gerando mais de um código novo. Procedimento Origem: H 10001042 TERMOMETRIA SUPERFICIAL, C/ FORNO DE BIER(P/APLIC) 0302050019 6068 ATENDIMENTO FISIOTERAPEUTICO PRE E POS-OPERATORIO NAS DISFUNCOES 0302050035 6069 ATENDIMENTO FISIOTERAPEUTICO

Leia mais

4 TERMO ADITIVO AO EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 0001/2012 FMS

4 TERMO ADITIVO AO EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 0001/2012 FMS ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICÍPIO DE FRAIBURGO 4 TERMO ADITIVO AO EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 0001/2012 FMS OBJETO: Credenciamento de empresas do ramo interessadas na prestação de serviços de consultas

Leia mais

TABELA DE PREÇOS REFERENCIAIS DE EXAMES LABORATORIAIS. Publicado na PORTARIA Nº. 110-S, DE 02 DE MARÇO DE 2015.

TABELA DE PREÇOS REFERENCIAIS DE EXAMES LABORATORIAIS. Publicado na PORTARIA Nº. 110-S, DE 02 DE MARÇO DE 2015. TABELA DE PREÇOS REFERENCIAIS DE 103203 SERVICO, TITULO: EXAME, SUBTITULO: ANGIOGRAFIA CEREBRAL (4 VASOS), COM 103204 SERVICO, TITULO: EXAME, SUBTITULO: ANGIOGRAFIA CEREBRAL (4 VASOS), SEM EXAME 2.525,0000

Leia mais

ANEXO ÚNICO Fica a Credenciada Camil - Centro de Assistência Médica Itabapoana - Ltda a prestar os seguintes serviços de saúde aos municípios consorciados ao CIM POLO SUL: 001 - Colonoscopia (coloscopia)

Leia mais

Atualizado em Março/2014.

Atualizado em Março/2014. ANEXO I PROCEDIMENTOS QUE DEVEM SER REGISTRADOS EM BPA INDIVIDUALIZADO DE ACORDO COM A PORTARIA Nº 380, DE 12 DE AGOSTO DE 2010 Atualizado em Março/2014. CÓDIGO NOME 0201010062 BIOPSIA DE BEXIGA 0201010216

Leia mais

Procedimento x CBO. 02.11.08.004-7 GASOMETRIA (APOS OXIGENIO A 100 DURANTE A DIFUSAO ALVEOLO-CAPILAR) 223151 - Médico pneumologista

Procedimento x CBO. 02.11.08.004-7 GASOMETRIA (APOS OXIGENIO A 100 DURANTE A DIFUSAO ALVEOLO-CAPILAR) 223151 - Médico pneumologista Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS 01.01.01.002-8 Procedimento x CBO ATIVIDADE EDUCATIVA / ORIENTACAO

Leia mais

Comparando a saúde no Brasil com os países da OCDE: Minerando Dados de Saúde Pública. Anexos

Comparando a saúde no Brasil com os países da OCDE: Minerando Dados de Saúde Pública. Anexos Cecília Pessanha Lima Comparando a saúde no Brasil com os países da OCDE: Minerando Dados de Saúde Pública Anexos Mestrado em Modelagem Matemática da Informação EMAP - Escola de Matemática Aplicada FGV

Leia mais

CENTRAL ESTADUAL DE TRANSPLANTES DO PARANA

CENTRAL ESTADUAL DE TRANSPLANTES DO PARANA CENTRAL ESTADUAL DE TRANSPLANTES DO PARANA MANUAL DE COBRANÇA DE PROCEDIMENTOS E AÇÕES RELACIONADAS A DOAÇÕES/TRANSPLANTES - PARA HOSPITAIS SUS E NÃO SUS CURITIBA 2013 ÍNDICE: INTRODUÇÃO... 3 CAPITULO

Leia mais

Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS

Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS 01.01.01.002-8 Procedimento x CBO ATIVIDADE EDUCATIVA / ORIENTACAO

Leia mais

INTRODUÇÃO À RADIOLOGIA MUSCULO-ESQUELÉTICA

INTRODUÇÃO À RADIOLOGIA MUSCULO-ESQUELÉTICA INTRODUÇÃO À RADIOLOGIA MUSCULO-ESQUELÉTICA Prof. Rodrigo Aguiar O sistema músculo-esquelético é formado por ossos, articulações, músculos, tendões, nervos periféricos e partes moles adjacentes. Em grande

Leia mais

05-TRANSPLANTES DE ORGAOS, TECIDOS E CELULAS

05-TRANSPLANTES DE ORGAOS, TECIDOS E CELULAS 05-TRANSPLANTES DE ORGAOS, TECIDOS E CELULAS Grupo: Sub-Grupo: 05-TRANSPLANTES DE ORGAOS, TECIDOS E CELULAS 01-EXAMES LABORATORIAIS PARA IDENTIFICACAO DE DOADOR E RECEPTOR DE CELULAS-TRONCO HEMATOPOETICAS

Leia mais

O SECRETÁRIO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. no uso de suas atribuições, RESOLVE:

O SECRETÁRIO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. no uso de suas atribuições, RESOLVE: PORTARIA N 42/MS/SAS DE 17 DE MARÇO DE 1994 O SECRETÁRIO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. no uso de suas atribuições, RESOLVE: 1. Estabelecer os procedimentos de Alta Complexidade da área de Ortopedia. constantes

Leia mais

Lembramos, no entanto, que a Deficiência Física, não está contemplada na sua totalidade, existindo outros CIDs não listados e que sofrerão análise.

Lembramos, no entanto, que a Deficiência Física, não está contemplada na sua totalidade, existindo outros CIDs não listados e que sofrerão análise. Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Em função de ocorrer dúvidas em relação ao encaminhamento do benefício do passe-livre intermunicipal,

Leia mais

RESOLUÇÃO DA DIRETORIA Nº 001/2016

RESOLUÇÃO DA DIRETORIA Nº 001/2016 RESOLUÇÃO DA DIRETORIA Nº 001/2016 A Diretoria Administrativa do Consórcio Público Intermunicipal de Saúde do Norte Pioneiro - CISNORPI, no uso de suas atribuições legais, resolve: Regulamentar o Credenciamento

Leia mais

- Poderá tomar todos os outros medicamentos que usa, com pouco água ½ copo.

- Poderá tomar todos os outros medicamentos que usa, com pouco água ½ copo. PREPAROS PARA TOMOGRAFIA TOMOGRAFIA CRÂNIO - Jejum - 2 horas. - Trazer exames anteriores (tomografia, ressonância e rx de crânio, eletroencefalograma) - Clientes diabéticos e em uso de CLORIDRATO DE METFORMINA

Leia mais

TABELA DE PREÇOS DE EXAMES PARTICULARES

TABELA DE PREÇOS DE EXAMES PARTICULARES CARDIOLOGIA 20010010 ELETROCARDIOGRAMA - ECG R$ 165,00 20010028 TESTE ERGOMÉTRICO R$ 330,00 20010141 ECODOPPLERCARDIOGRAMA R$ 385,00 20010052 HOLTER 24 HORAS R$ 385,00 20020058 MAPA 24 HORAS R$ 385,00

Leia mais

Nestes 30 anos, crescemos, amadurecemos e compreendemos nosso papel na sociedade.

Nestes 30 anos, crescemos, amadurecemos e compreendemos nosso papel na sociedade. Nestes 30 anos, crescemos, amadurecemos e compreendemos nosso papel na sociedade. Auditoria em Hemoterapia Experiências vivenciadas BREVE HISTÓRICO TRANSFUSÃO SANGUÍNEA HEMOCOMPONENTES HEMODERIVADOS TRANSFUSÃO

Leia mais

Prefeitura Municipal de Barro GOVERNO MUNICIPAL CNPJ n 07.620.396/0001-19

Prefeitura Municipal de Barro GOVERNO MUNICIPAL CNPJ n 07.620.396/0001-19 ANEXO V PROPOSTA PADRONIZADA A Prefeitura Municipal de Barro, Estado do Ceará. Pela presente declaramos inteira submissão aos preceitos legais em vigor, especialmente os da Lei nº 8.666/93 e Lei nº 10.520/2002,

Leia mais

Obs- Pacientes do sexo feminino em idade fértil e com suspeita de gravidez ou atraso menstrual devem informar ao técnico de exame.

Obs- Pacientes do sexo feminino em idade fértil e com suspeita de gravidez ou atraso menstrual devem informar ao técnico de exame. PREPAROS PARA RESSONÂNCIA RESSONÂNCIA CRÂNIO - Trazer exames anteriores (tomografiae ressonância de crânio, rx de crânio, eletroencefalograma). RESSONÂNCIA SELA TÚRCICA - Trazer exames anteriores (tomografia

Leia mais

Relatório Sintético de Procedimentos

Relatório Sintético de Procedimentos Apêndice E Procedimentos em Oftalmologia da Tabela Unificada do SUS Procedimentos que exigem habilitação como Centro de Atenção Oftalmológico (504) ou Unidade de Atenção Especializada em Oftalmologia (503)

Leia mais

PONTO-FINAL CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA

PONTO-FINAL CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA PONTO-FINAL CUO DE ATUALIZAÇÃO EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA DERIÇÃO: Cursos presenciais Vale 3,0 pontos para a Revalidação do TEOT PROGRAMAÇÃO: OSTEONECROSE DA CABEÇA BELÉM/ PA 18.05.2007 SEXTA-FEIRA 20:00-20:20

Leia mais

CÓDIGO DOS PROCEDIMENTOS

CÓDIGO DOS PROCEDIMENTOS CÓDIGO DOS PROCEDIMENTOS Coração 0505020041 TRANSPLANTE DE CORACAO Fígado 0505020050 TRANSPLANTE DE FIGADO (ORGAO DE DOADOR FALECIDO) 0505020068 TRANSPLANTE DE FIGADO (ORGAO DE DOADOR VIVO) Pâncreas 0505020076

Leia mais

Relação de Procedimentos substituidos ou excluidos.

Relação de Procedimentos substituidos ou excluidos. Relação de Procedimentos substituidos ou excluidos. 18041019 ALTERACOES DO EIXO DA COLUNA VERTEBRAL 18011020 ALTERACOES SENSITIVAS 18031013 ASSISTENCIA RESPIRATORIA PRE/POS OPERATORIO COM OU SEM USO 18064027

Leia mais

RADIOLOGIA PESSOALMENTE COM O PEDIDO MÉDICO. PEDIDO MÉDICO COM INDICAÇÃO CLINICA.

RADIOLOGIA PESSOALMENTE COM O PEDIDO MÉDICO. PEDIDO MÉDICO COM INDICAÇÃO CLINICA. Nome do setor/especialidade: Horário de funcionamento: Meios de agendamento oferecidos ao usuário para utilização/acesso aos serviços: Requisitos necessários para a obtenção dos serviços: Serviços oferecidos:

Leia mais

Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS

Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS 01.01.01.001-0 Procedimento x CBO ATIVIDADE EDUCATIVA / ORIENTACAO

Leia mais

ECO - ONLINE (EDUCAÇÃO CONTINUADA EM ORTOPEDIA ONLINE)

ECO - ONLINE (EDUCAÇÃO CONTINUADA EM ORTOPEDIA ONLINE) ECO - ONLINE (EDUCAÇÃO CONTINUADA EM ORTOPEDIA ONLINE) DESCRIÇÃO: Aulas interativas ao vivo pela internet. Participe ao vivo, respondendo as enquetes e enviando suas perguntas. Vale pontos para a Revalidação

Leia mais

Tabela de Procedimentos, Medicamentos e OPM do SUS

Tabela de Procedimentos, Medicamentos e OPM do SUS Ministério da Saúde Sistema Único de Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos e OPM do SUS Grupo: 05 - TRANSPLANTES DE ORGAOS, TECIDOS E CELULAS Sub-Grupo: - COLETA E EXAMES PARA FINS DE DOACAO DE ORGAOS,

Leia mais

Ministério da Saúde GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 3.193, DE 24 DEZEMBRO DE 2008

Ministério da Saúde GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 3.193, DE 24 DEZEMBRO DE 2008 Ministério da Saúde GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 3.193, DE 24 DEZEMBRO DE 2008 Altera a Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses/Próteses e Materiais Especiais do Sistema Único de Saúde - SUS.

Leia mais

Tabela de Procedimentos, Medicamentos e OPM do SUS

Tabela de Procedimentos, Medicamentos e OPM do SUS Ministério da Saúde Sistema Único de Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos e OPM do SUS Grupo: 05 - TRANSPLANTES DE ORGAOS, TECIDOS E CELULAS Sub-Grupo: - COLETA E EXAMES PARA FINS DE DOACAO DE ORGAOS,

Leia mais

Jornal Oficial do Município - Sousa, Edição Especial 28 de Outubro de 2014.

Jornal Oficial do Município - Sousa, Edição Especial 28 de Outubro de 2014. Jornal Oficial do Município - Sousa, Jornal Oficial do Município - Sousa, LICITAÇÕES AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 00072/2014 Torna público que fará realizar através da Pregoeira Oficial e Equipe

Leia mais

MS/DATASUS 23/05/2012 10:23:44 E430000001

MS/DATASUS 23/05/2012 10:23:44 E430000001 23/05/2012 10:23:44 Gestor: - Secretaria Estadual da Saúde do Estado do Rio Grande do Sul Página: 1 PASSO FUNDO COMPLEXIDADE: MEDIA COMPLEXIDADE FINANCIAMENTO: Fundo de Ações Estratégicas e TIPO FINANC:

Leia mais

Site: www.med-rad.med.br

Site: www.med-rad.med.br AMB TUSS PROCEDIMENTO TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DESC PART 34010017 41001109 TOMOG. COMP. ABDOMEN SUPERIOR C/C 550,00 805,00 34010201 41001095 TOMOG. COMP. ABDOMEN TOTAL C/C 750,00 1.030,00 34010025 41001141

Leia mais

Portaria 024/2011. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor em 1º de agosto de 2011.

Portaria 024/2011. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor em 1º de agosto de 2011. Portaria 024/2011 Estabelece protocolos operacionais para a atividade de Regulação e Auditoria no âmbito do IPSEMG. A Presidente do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais, no

Leia mais

PROCEDIMENTOS HOSPITAL-DIA

PROCEDIMENTOS HOSPITAL-DIA PROCEDIMENTOS HOSPITAL-DIA PROCEDIMENTO PERM. DESCRIÇÃO PORTE 39.03.010-5 HD VARIZES - TRAT. CIRUR. UNIL. 1 MEMBRO 3 39.03.011-3 HD VARIZES - TRAT. CIRUR. BILAR. 2 MEMBRO 5 41.13.001-4 HD EXERESE CISTO

Leia mais

TÉCNICA EM RADIOLOGIA

TÉCNICA EM RADIOLOGIA UFF UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CCM CENTRO DE CIÊNCIAS MÉDICAS HUAP HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO Hospital Universitário TÉCNICA EM RADIOLOGIA Parte I: Múltipla Escolha Hospital Universitário

Leia mais

MS/DATASUS 26/09/2011 12:52:37 M330455001

MS/DATASUS 26/09/2011 12:52:37 M330455001 26/09/2011 12:52:37 Página: 1 COMPLEXIDADE: MEDIA COMPLEXIDADE FINANCIAMENTO: Fundo de Ações Estratégicas e TIPO FINANC: Central Nacional de Estabelecimento: 2273276 MS INTO INSTITUTO NACIONAL DE TRAUMATOLOGIA

Leia mais

NOTA DE ESCLARECIMENTO

NOTA DE ESCLARECIMENTO NOTA DE ESCLARECIMENTO O MUNICÍPIO DE MARINGÁ informa aos interessados em participar do procedimento licitatório denominado - PROCESSO nº. 01673/2014-PMM, que conforme solicitação da Secretaria Municipal

Leia mais

10101004 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - CONSULTA 10102000 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - VISITAS 10103007 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS -

10101004 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - CONSULTA 10102000 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - VISITAS 10103007 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - Código SUGRUPO 10101004 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - CONSULTA 10102000 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - VISITAS 10103007 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - RECÉM-NASCIDO 10104003 PROCEDIMENTOS

Leia mais

Serviços de Saúde no Brasil e Articulação com a Indústria. José Carvalho de Noronha Secretário de Atenção à Saúde Ministério da Saúde

Serviços de Saúde no Brasil e Articulação com a Indústria. José Carvalho de Noronha Secretário de Atenção à Saúde Ministério da Saúde Serviços de Saúde no Brasil e Articulação com a Indústria José Carvalho de Noronha Secretário de Atenção à Saúde Ministério da Saúde Gastos em Saúde, Brasil, 2006 Gastos em Saúde, Brasil, 2006 (milhões

Leia mais

ABRANGÊNCIA DO PLANO EMPRESARIAL HOSPITALAR COM/SEM OBSTETRÍCIA:

ABRANGÊNCIA DO PLANO EMPRESARIAL HOSPITALAR COM/SEM OBSTETRÍCIA: C o b e r t u r a C o n t r a t u a l ABRANGÊNCIA DO PLANO EMPRESARIAL HOSPITALAR COM/SEM OBSTETRÍCIA: -ATENDIMENTO 24 horas; I - AS CONSULTAS DE URGÊNCIA serão realizadas com médico plantonista no HOSPITAL

Leia mais

Odontologia 2.004 à 2.007

Odontologia 2.004 à 2.007 Odontologia 2.004 à 2.007 Procedimentos após 10/99 à 12/07 2.004 2.005 2.006 2.007 TOTAL 0301101-PROCEDIMENTOS COLETIVOS (PACIENTE/MES) 3.161 5.145 434-8.740 0301102-ACAO COLETIVA ESCOVACAO DENTAL SUPERVISION

Leia mais

Interpretação de exames laboratoriais Lactato desidrogenase (LDH)

Interpretação de exames laboratoriais Lactato desidrogenase (LDH) Interpretação de exames laboratoriais Lactato desidrogenase (LDH) Nathália Krishna O que é? NAD+ está presente em quantidades somente catalíticas na célula e é um cofator essencial para a glicólise,dessa

Leia mais

Resolução CNRM Nº 02, de 20 de agosto de 2007

Resolução CNRM Nº 02, de 20 de agosto de 2007 Resolução CNRM Nº 02, de 20 de agosto de 2007 Dispõe sobre a duração e o conteúdo programático da Residência Médica de Cirurgia da Mão O PRESIDENTE DA COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA, no uso das

Leia mais

EXAME PRIVADO Encargo benef. ADSE

EXAME PRIVADO Encargo benef. ADSE EXAME PRIVADO Encargo benef. ADSE RADIOLOGIA Radiologia - CABEÇA E PESCOÇO Crânio, 1 incidência 15,00 1,10 Crânio, 2 incidências 20,00 1,20 Sela turca 10,00 0,60 Mastóides, 1 incidência 30,00 1,00 Mastóides,

Leia mais

Obs- Pacientes do sexo feminino em idade fértil e com suspeita de gravidez ou atraso menstrual devem informar ao técnico de exame.

Obs- Pacientes do sexo feminino em idade fértil e com suspeita de gravidez ou atraso menstrual devem informar ao técnico de exame. PREPAROS PARA RESSONÂNCIA RESSONÂNCIA CRÂNIO - Trazer exames anteriores (tomografiae ressonância de crânio, rx de crânio, eletroencefalograma). RESSONÂNCIA SELA TÚRCICA - Trazer exames anteriores (tomografia

Leia mais

[213] 96. LESÕES MÚSCULO-ESQUELÉTICAS

[213] 96. LESÕES MÚSCULO-ESQUELÉTICAS Parte IV P R O T O C O L O S D E T R A U M A [213] rotina consiste em infundir 20 ml/kg em bolus de solução de Ringer e reavaliar o paciente em seguida. Manter a pressão sistólica entre 90 e 100 mmhg.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL CURSO DE ODONTOLOGIA PATOLOGIA GERAL E ORAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL CURSO DE ODONTOLOGIA PATOLOGIA GERAL E ORAL SUB- PATOLOGIA GERAL E ORAL Estomatologia Métodos de Diagnóstico I e II Processos Patológicos PROGRAMA SUGERIDO (PROVA ESCRITA / DIDÁTICA / PRÁTICA) - TEMAS 1. Cistos dos maxilares. 2. Neoplasias benignas

Leia mais

AMB Descrição - AMB TUSS Descrição - CBHPM Co-participação 32010141 Adenoides: lateral 40801128 Adenóides ou cavum R$ 4,60

AMB Descrição - AMB TUSS Descrição - CBHPM Co-participação 32010141 Adenoides: lateral 40801128 Adenóides ou cavum R$ 4,60 32010141 Adenoides: lateral 40801128 Adenóides ou cavum R$ 4,60 32010206 Arcada Dentaria (por arcada) 40801160 Arcada dentária (por arcada) R$ 4,33 Arcos zigomaticos - malar - estiloides: AP Arcos zigomáticos

Leia mais

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS FEVEREIRO./2015.02 Proced com finalidade diagnóstica 10.814.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS FEVEREIRO./2015.02 Proced com finalidade diagnóstica 10.814.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS.02 Proced com finalidade diagnóstica 10.814.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia 43.02.01.01 biópsia do colo uterino 1.02.01.01 biópsia de fígado por punção

Leia mais

Oferecemos uma ampla gama de tratamentos entre os que podemos destacar:

Oferecemos uma ampla gama de tratamentos entre os que podemos destacar: A cirurgia endovascular agrupa uma variedade de técnicas minimamente invasivas mediante as quais CIRURGIA ENDOVASCULAR = CIRURGIA SEM CORTES! Técnicas Minimamente Invasivas As técnicas de cirurgia endovascular

Leia mais

LISTA DE ÓRTESES E PRÓTESES NÃO IMPLANTÁVEIS

LISTA DE ÓRTESES E PRÓTESES NÃO IMPLANTÁVEIS produto tipos subtipos especialidade via de classificação observações Andador fixos ou articulados, em aço ou alumínio metálico Reabilitação não Órtese não Aparelho de audição não eletrônico Otorrinolaringologia

Leia mais

A morte cerebral é diferente da morte cardíaca: a primeira permite a doação de órgãos e tecidos; a segunda, só a doação de tecidos.

A morte cerebral é diferente da morte cardíaca: a primeira permite a doação de órgãos e tecidos; a segunda, só a doação de tecidos. Doação de órgãos A doação de órgãos é um ato de caridade e amor ao próximo. A cada ano, muitas vidas são salvas por esse gesto altruísta. A conscientização da população sobre a importância da doação de

Leia mais

DECRETO Nº 750/2014. O PREFEITO DE BARREIRAS ESTADO DA BAHIA, ANTONIO HENRIQUE DE SOUZA MOREIRA, no uso de suas atribuições, e

DECRETO Nº 750/2014. O PREFEITO DE BARREIRAS ESTADO DA BAHIA, ANTONIO HENRIQUE DE SOUZA MOREIRA, no uso de suas atribuições, e DECRETO Nº 750/2014 Aprova a Alteração na Tabela Complementar dos Procedimentos de Saúde Hospitalares e Ambulatoriais do Sistema Único de Saúde SUS no âmbito do município de Barreiras, editada pelo Decreto

Leia mais

7/4/2011 ABORDAGEM AO PACIENTE TRAUMATIZADO GRAVE: Reconhecer as lesões músculoesqueléticas. Reconhecer a biomecânica do trauma.

7/4/2011 ABORDAGEM AO PACIENTE TRAUMATIZADO GRAVE: Reconhecer as lesões músculoesqueléticas. Reconhecer a biomecânica do trauma. TRAUMATISMOS DOS MEMBROS Atendimento Inicial e Imobilizações ABORDAGEM AO PACIENTE TRAUMATIZADO GRAVE: Manter as prioridades da avalição ABC Não se distrair com lesões músculo-esqueléticas dramáticas que

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO O Município de Quatro Irmãos/RS, comunica aos interessados que está procedendo ao CHAMAMENTO PÚBLICO, a partir de 26 de agosto de 2011 até dia 12 de setembro de 2011, no horário

Leia mais

TABELA DA ÁREA M - TABELA DE RADIOLOGIA

TABELA DA ÁREA M - TABELA DE RADIOLOGIA TABELA DE RADIOLOGIA RADIOLOGIA CONVENCIONAL CABEÇA E PESCOÇO 10004 700.5 Crânio, uma incidência 5,13 1,80 10005 084.1 Crânio, duas incidências 5,46 1,80 10010 109.0 Sela turca 2,65 1,80 10024 094.9 Mastóides,

Leia mais

Artrodese do cotovelo

Artrodese do cotovelo Artrodese do cotovelo Introdução A Artrite do cotovelo pode ter diversas causas e existem diversas maneiras de tratar a dor. Esses tratamentos podem ter sucesso pelo menos durante um tempo. Mas eventualmente,

Leia mais

Ato Normativo PORTARIA Nº 511, DE 27 DE SETEMBRO DE 2010

Ato Normativo PORTARIA Nº 511, DE 27 DE SETEMBRO DE 2010 Ato Normativo PT SAS nº 511 Publicação DOU Diário Oficial da União Data: 27/09/2010 Data: 28/09/2010 PORTARIA Nº 511, DE 27 DE SETEMBRO DE 2010 O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições,

Leia mais

TABELA COMPATIBILIDADE ÓRTESE E PRÓTESE

TABELA COMPATIBILIDADE ÓRTESE E PRÓTESE TABELA COMPATIBILIDADE ÓRTESE E PRÓTESE Anexo da Tabela de Honorarios e Serviços para Área de Saúde - Ipsemg Julho de 203 Página Atualização - JULHO/203 PROCEDIMENTOS CLÍNICOS AMBULATORIAIS PROCEDIMENTOS

Leia mais

GABARITO DE CIRURGIA GERAL

GABARITO DE CIRURGIA GERAL GABARITO DE CIRURGIA GERAL QUESTÃO 1 Paciente com febre, tosse e escarro purulento bastante fétido, apresenta os exames abaixo. Qual é a conduta mais adequada? A. Antibioticoterapia e fisioterapia. B.

Leia mais

Glaucoma. O que é glaucoma? Como acontece?

Glaucoma. O que é glaucoma? Como acontece? Glaucoma O que é glaucoma? Glaucoma é uma doença crônica do olho (que dura toda a vida), que ocorre quando há elevação da pressão intra-ocular (PIO), que provoca lesões no nervo ótico e, como conseqüência,

Leia mais

Procedimento x Procedimento Compativel

Procedimento x Procedimento Compativel Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS Procedimento x Procedimento Compativel Competencia: 03/2016

Leia mais

Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde. O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições e considerando:

Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde. O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições e considerando: Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições e considerando: - a constante atualização e revisão dos Sistemas de Informação do SUS; - a

Leia mais

PREFEITURA DE GOIANIA - IMAS ATUALIZADO EM : 02/08/2010 RELATORIO DE PROCEDIMENTOS ODONTOLOGICOS POR ESPECIALIDADE VALOR DO CH ODONTOLOGICO : R$ 0,22

PREFEITURA DE GOIANIA - IMAS ATUALIZADO EM : 02/08/2010 RELATORIO DE PROCEDIMENTOS ODONTOLOGICOS POR ESPECIALIDADE VALOR DO CH ODONTOLOGICO : R$ 0,22 PREFEITURA DE GOIANIA - IMAS ATUALIZADO EM : 02/08/2010 RELATORIO DE PROCEDIMENTOS ODONTOLOGICOS POR ESPECIALIDADE VALOR DO CH ODONTOLOGICO : R$ 0,22 ESPECIALIDADE : 001 - PRONTO SOCORRO CODIGO DESCRICAO

Leia mais

CONSPNOR. Consórcio de Saúde Pública. do Noroeste-RJ

CONSPNOR. Consórcio de Saúde Pública. do Noroeste-RJ PROCEDIMENTO Valor EXAMES POR IMAGEM BRONCOSPIA RÍGIDA PARA DIAGNÓSTICO R$ 369,20 CINTILOGRAFIA ÓSSEA (CORPO TOTAL) R$ 250,00 CINTILOGRAFIA TIREOIDE R$ 150,00 CISTOSCOPIA E/OU URETROSCOPIA R$ 150,00 CLISTER

Leia mais

6/22/2015. Prof. Gustavo Vilela da Silveira, MSc

6/22/2015. Prof. Gustavo Vilela da Silveira, MSc Acupuntura na Osteoartrose Prof. Gustavo Vilela da Silveira, MSc Osteoartrose 1 Osteoartrose Outras denominações ; Artrose; Doença Articular Degenerativa; Artrite Degenerativa. 2 É a doença articular mais

Leia mais

Luxação da Articulação Acrômio Clavicular

Luxação da Articulação Acrômio Clavicular Luxação da Articulação Acrômio Clavicular INTRODUÇÃO As Luxações do ombro são bem conhecidas especialmente durante a prática de alguns esportes. A maior incidencia de luxção do ombro são na verdade luxação

Leia mais

TABELA DE CÓDIGOS DE PROCEDIMENTOS

TABELA DE CÓDIGOS DE PROCEDIMENTOS TABELA DE CÓDIGOS DE PROCEDIMENTOS Central de Atendimento: 41 3362.3111 solicite através do site: /solicite- RESSONÂNCIA MAGNÉTICA TUSS DESCRIÇÃO (Funsep) DESCRIÇÃO AMB 41101014 Crânio (encéfalo) 36010014

Leia mais

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS SETEMBRO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 16.443.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS SETEMBRO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 16.443.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS SETEMBRO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 16.443.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia 66.02.01.01 biópsia do colo uterino 4.02.01.01 Biópsia de

Leia mais

Programação Pactuada e Integrada Composição dos serviços ambulatoriais de alta complexidade

Programação Pactuada e Integrada Composição dos serviços ambulatoriais de alta complexidade Bolsas - Bolsas de Urostomia 0701060026 BOLSA COLETORA P/ UROSTOMIZADOS 0701060042 CONJUNTO DE PLACA E BOLSA P/ UROSTOMIZADOS Bolsas - Coletor Urinário 0701060034 COLETOR URINARIO DE PERNA OU DE CAMA Bolsas

Leia mais

células Vários tipos de

células Vários tipos de Células tronco Bioquímicas Maria Alice Vieira Willrich Adriana Helena Sedrez Patricia Bernardi Curso de Gestantes Unimed Brusque, 03 de setembro de 2007. O que são células tronco? Tipos de Células-Tronco

Leia mais

ANEXO A SERVIÇOS MÉDICO-HOSPITALARES, LABORATORIAIS E OUTROS A SEREM COMPLEMENTADOS

ANEXO A SERVIÇOS MÉDICO-HOSPITALARES, LABORATORIAIS E OUTROS A SEREM COMPLEMENTADOS Anexo A ao Edital de Credenciamento 01/2015 47º BI...página 1/5 ANEXO A SERVIÇOS MÉDICO-HOSPITALARES, LABORATORIAIS E OUTROS A SEREM COMPLEMENTADOS Os serviços médico-hospitalares e laboratoriais, objeto

Leia mais

RESSONANCIA MAGNÉTICA

RESSONANCIA MAGNÉTICA RESSONANCIA MAGNÉTICA Ressonância Magnética Diagnóstica ( 4.11.01.00-6) 4.11.01.17-0 Abdome superior (fígado, pâncreas, baço, rins, suprarrenais, retroperitônio) 4.11.01.32-4 Angio - RM (crânio ou pescoço

Leia mais

0204010136 - RADIOGRAFIA DE REGIAO ORBITARIA (LOCALIZACAO DE CORPO ESTRANHO)

0204010136 - RADIOGRAFIA DE REGIAO ORBITARIA (LOCALIZACAO DE CORPO ESTRANHO) ANEXO PT/SAS/MS Nº 420 DE 26 DE NOVEMBRO DE 2009 GRUPO II 0204010012 - DACRIOCISTOGRAFIA 0204010020 - PLANIGRAFIA DE LARINGE 0204010039 - RADIOGRAFIA BILATERAL DE ORBITAS (PA + OBLIQUAS + HIRTZ) 0204010047

Leia mais

BANCO DE SANGUE COLETA E TESTES SOROLÓGICOS

BANCO DE SANGUE COLETA E TESTES SOROLÓGICOS BANCO DE SANGUE COLETA E TESTES SOROLÓGICOS Resolução da Diretoria Colegiada RDC no 57, de 16 de dezembro de 2010. Determina o Regulamento Sanitário para Serviços que desenvolvem atividades relacionadas

Leia mais

ÇÃO O DE EXAMES LABORATORIAIS

ÇÃO O DE EXAMES LABORATORIAIS INTERPRETAÇÃ ÇÃO O DE EXAMES LABORATORIAIS TRANSAMINASES HEPÁTICAS (TGO/TGP) Everton José Moreira Rodrigues Transaminases: enzimas que catalisam a transferência de um grupo alfa-amino de um aminoácido

Leia mais

2 Conservação do sangue e hemocomponentes

2 Conservação do sangue e hemocomponentes 2 Conservação do sangue e hemocomponentes Alguns problemas de saúde hematológicos ou hemodinâmicos podem ser tratados utilizando produtos hemoterápicos, como por exemplo, problemas ligados à coagulação,

Leia mais

Como Indicar (bem) Tomografia Computadorizada (TC) e Ressonância Magnética (RM)

Como Indicar (bem) Tomografia Computadorizada (TC) e Ressonância Magnética (RM) Como Indicar (bem) Tomografia Computadorizada (TC) e Ressonância Magnética (RM) Dra. Luciana Baptista Artigo originalmente publicado no caderno Application do Jornal Interação Diagnóstica n.01, abril/maio

Leia mais

Diário Oficial Imprensa Nacional

Diário Oficial Imprensa Nacional Diário Oficial Imprensa Nacional REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL BRASÍLIA - DF DOU de 28/09/2010 seção 1 Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde PORTARIA Nº 511, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2010 O Secretário

Leia mais

Prefeitura da Estãncia de Atibaia

Prefeitura da Estãncia de Atibaia Prefeitura da Estãncia de Atibaia 4 ANEXO I A5 a A9 Tuberculose Somente quando em tratamento 6 meses A30 Hanseníase Somente durante tratamento B24 Doença pelo Virus da Imunodeficiência Humana (HIV) Somente

Leia mais

Neoplasia Maligna Dos Dois Tercos Anteriores Da Lingua Parte Nao Especificada

Neoplasia Maligna Dos Dois Tercos Anteriores Da Lingua Parte Nao Especificada SÅo Paulo, 20 de setembro de 2011 Protocolo: 0115/2011 Informo que a partir de 20/09/2011 alguns protocolos de atendimento da especialidade Cirurgia PlÑstica do Hospital das ClÖnicas foram desativados,

Leia mais

Protocolo para Transfusão de Hemocomponentes em Crianças Grupo Hospitalar Conceição - Hospital da Criança Conceição.

Protocolo para Transfusão de Hemocomponentes em Crianças Grupo Hospitalar Conceição - Hospital da Criança Conceição. Protocolo para Transfusão de Hemocomponentes em Crianças Grupo Hospitalar Conceição - Hospital da Criança Conceição. 1. Introdução: Atualmente, a transfusão de hemocomponentes é considerado um procedimento

Leia mais

CODIFICAÇÃO PELO CID

CODIFICAÇÃO PELO CID CODIFICAÇÃO PELO CID S S. S. S. S. S. S. S.7 TRAUMATISMOS DOS NERVOS E DA MEDULA ESPINHAL INCLUINDO: divisão traumática do nervo hematomileia traumática lesão completa ou incompleta da medula espinhal

Leia mais

FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE CALÇADO Estado de Pernambuco TERMO DE REFERÊNCIA PREÇO(S) UNITÁRIO(S) E GLOBAL

FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE CALÇADO Estado de Pernambuco TERMO DE REFERÊNCIA PREÇO(S) UNITÁRIO(S) E GLOBAL Orçamento estimado valor máximo admitido para os itens dos lotes 01 ao 25 - Tipo do julgamento (Menor preço por item*). LOTE 01 Item* ANGIOLAGIA Quantidade* Valor Unitário Valor Total 1 CONSULTA ANGIOLOGIA

Leia mais

ANATOMIA HUMANA I. Sistema Esquelético. Prof. Me. Fabio Milioni

ANATOMIA HUMANA I. Sistema Esquelético. Prof. Me. Fabio Milioni ANATOMIA HUMANA I Sistema Esquelético Prof. Me. Fabio Milioni FUNÇÕES Sustentação Proteção Auxílio ao movimento Armazenamento de minerais Formação de células sanguíneas 1 CLASSIFICAÇÃO DOS OSSOS Longos

Leia mais

Tabela de Procedimentos, Medicamentos e OPM do SUS

Tabela de Procedimentos, Medicamentos e OPM do SUS Ministério da Saúde Sistema Único de Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos e OPM do SUS Grupo: 02 PROCEDIMENTOS COM FINALIDADE DIAGNOSTICA SubGrupo: 01 COLETA DE MATERIAL Forma de Organização: 01

Leia mais

CRESEMS, CISCOPAR e 20ª. Regional de Saúde Toledo PR PROTOCOLOS CLÍNICOS ESPECIALIZADOS

CRESEMS, CISCOPAR e 20ª. Regional de Saúde Toledo PR PROTOCOLOS CLÍNICOS ESPECIALIZADOS CRESEMS, CISCOPAR e 20ª. Regional de Saúde PROTOCOLOS CLÍNICOS ESPECIALIZADOS OFTALMOLOGIA Pré-requisitos: História clínica detalhada; Exame físico completo; Exames complementares essenciais conforme o

Leia mais

PROGRAMA TEÓRICO E PRÁTICO PARA ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA 2014 Credenciado e reconhecido pela Sociedade Brasileira de Cardiologia

PROGRAMA TEÓRICO E PRÁTICO PARA ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA 2014 Credenciado e reconhecido pela Sociedade Brasileira de Cardiologia HOSPITAL SÃO FRANCISCO RIBEIRÃO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO PROGRAMA TEÓRICO E PRÁTICO PARA ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA 2014 Credenciado e reconhecido pela Sociedade Brasileira de Cardiologia Início 28 de Fevereiro

Leia mais

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS JANEIRO./2015.02 Proced com finalidade diagnóstica 8.946.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS JANEIRO./2015.02 Proced com finalidade diagnóstica 8.946.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS.02 Proced com finalidade diagnóstica 8.946.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia 33.02.01.01 biópsia do colo uterino 0.02.01.01 biópsia de fígado por punção

Leia mais

2 Módulo - Técnicas Radiológicas 200h. 3 Módulo - Técnicas Radiológicas 200 h

2 Módulo - Técnicas Radiológicas 200h. 3 Módulo - Técnicas Radiológicas 200 h I - INTRODUÇÃO Este manual destina-se a todos os alunos do Curso Técnico em Radiologia do Instituto Polígono de Ensino, cujo objetivo é sistematizar de forma metodológica o processo ensino aprendizagem

Leia mais

Diretrizes Assistenciais TRAUMA RAQUIMEDULAR

Diretrizes Assistenciais TRAUMA RAQUIMEDULAR Diretrizes Assistenciais TRAUMA RAQUIMEDULAR Versão eletrônica atualizada em fev/2012 Março - 2009 1. Conceito, Etiologia e Epidemiologia 1. Trauma raquimedular é a lesão da medula espinhal que provoca

Leia mais

Transfusão de sangue UHN. Informação para os pacientes sobre os benefícios, riscos e alternativas

Transfusão de sangue UHN. Informação para os pacientes sobre os benefícios, riscos e alternativas Transfusão de sangue Blood Transfusion - Portuguese UHN Informação para os pacientes sobre os benefícios, riscos e alternativas Quais são os benefícios da transfusão de sangue? A transfusão de sangue pode

Leia mais

MS/DATASUS 24/04/2015 15:00:39 M330455001

MS/DATASUS 24/04/2015 15:00:39 M330455001 24/04/2015 15:00:39 Gestor: - Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro Página: 1 Estabelecimento: 2269341 SMS HOSPITAL MUNICIPAL JESUS AP 22 3315101123851 0403010101 DERIVACAO VENTRICULAR PARA PERITONEO

Leia mais

Importância do exame radiográfico

Importância do exame radiográfico Exames e Indicações Importância do exame radiográfico O exame radiográfico de rotina associado ao exame clínico é a maneira mais efetiva de se obter o índice diagnóstico de 100% de cárie (segundo Estevam

Leia mais

Tabela Fundamental de indenizações. Portaria nº 4-11/06/59. CABEÇA. a) Crânio e face.

Tabela Fundamental de indenizações. Portaria nº 4-11/06/59. CABEÇA. a) Crânio e face. Tabela Fundamental de indenizações. Portaria nº 4-11/06/59. CABEÇA a) Crânio e face. A classificação será feita aplicando-se os critérios relativos ao prejuízo estético alterações psíquicas e neurológicas

Leia mais

Escrito por Administrator Ter, 02 de Fevereiro de 2010 09:14 - Última atualização Qua, 10 de Março de 2010 08:44

Escrito por Administrator Ter, 02 de Fevereiro de 2010 09:14 - Última atualização Qua, 10 de Março de 2010 08:44 Mitos e Verdades da Odontologia Mitos: Quanto maior e colorida for nossa escova dental, melhor! Mentira. A escova dental deve ser pequena ou média para permitir alcançar qualquer região da nossa boca.

Leia mais

DIAGNÓSTICO POR IMAGEM Relação dos POPs

DIAGNÓSTICO POR IMAGEM Relação dos POPs DIAGNÓSTICO POR IMAGEM Relação dos POPs PREPAROS DOS EXAMES E PROCEDIMENTOS DE ENFERMAGEM 08.01 Ablação por Cateter com Radiofrequência 08.02 Alergia aos Contrastes Iodados 08.03 Angio Ressonância Abdome

Leia mais

Website: professorsiraqui.com.br

Website: professorsiraqui.com.br TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA Website: professorsiraqui.com.br ESCALA DE DENSIDADE DE HOUNSFIELD-UH As diferentes densidades de teciduais é possível pela medida dos índices de atenuação; Os índices de atenuação

Leia mais

Afecções Ósseas. Faculdade de Medicina Veterinária Diagnóstico por Imagens. Profª Anna Paula Balesdent Prof. Rodrigo Cruz

Afecções Ósseas. Faculdade de Medicina Veterinária Diagnóstico por Imagens. Profª Anna Paula Balesdent Prof. Rodrigo Cruz Afecções Ósseas Faculdade de Medicina Veterinária Diagnóstico por Imagens Profª Anna Paula Balesdent Prof. Rodrigo Cruz Definição estados patológicos que se manifestam sobre o esqueleto apendicular e axial

Leia mais

Declaração de Saúde. Nº de Registro da Operadora na ANS 312851. Nº de Registro do Produto: Nome do Declarante:

Declaração de Saúde. Nº de Registro da Operadora na ANS 312851. Nº de Registro do Produto: Nome do Declarante: Declaração de Saúde Nº de Registro da Operadora na ANS 312851 Nº de Registro do Produto: Nome do Declarante: Contratante: Responsável Legal: Beneficiário: Para cada doença ou lesão listada abaixo, o declarante

Leia mais