Neoplasia Maligna Dos Dois Tercos Anteriores Da Lingua Parte Nao Especificada

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Neoplasia Maligna Dos Dois Tercos Anteriores Da Lingua Parte Nao Especificada"

Transcrição

1 SÅo Paulo, 20 de setembro de 2011 Protocolo: 0115/2011 Informo que a partir de 20/09/2011 alguns protocolos de atendimento da especialidade Cirurgia PlÑstica do Hospital das ClÖnicas foram desativados, ou seja, nåo mais seråo atendidos por esta unidade: CID C01 C028 C024 C021 C020 C022 C029 C023 C031 C039 C030 C048 C040 C049 C041 C058 C052 C050 C051 C059 C069 C060 C068 C062 C061 C108 C101 C104 DESCRIÇÃO Neoplasia Maligna Da Base Da Lingua Neoplasia Maligna - Lesao Invasiva Da Lingua Neoplasia Maligna Da Amigdala Lingual Neoplasia Maligna Da Borda Da Lingua Neoplasia Maligna Da Face Dorsal Da Lingua Neoplasia Maligna Da Face Ventral Da Lingua Neoplasia Maligna Da Lingua Nao Especificada Neoplasia Maligna Dos Dois Tercos Anteriores Da Lingua Parte Nao Especificada Neoplasia Maligna Da Gengiva Inferior Neoplasia Maligna Da Gengiva Nao Especificada Neoplasia Maligna Da Gengiva Superior Neoplasia Maligna - Lesao Invasiva Do Assoalho Da Boca Neoplasia Maligna Do Assoalho Anterior Da Boca Neoplasia Maligna Do Assoalho Da Boca Nao Especificado Neoplasia Maligna Do Assoalho Lateral Da Boca Neoplasia Maligna - Lesao Invasiva Do Palato Neoplasia Maligna Da Uvula Neoplasia Maligna Do Palato Duro Neoplasia Maligna Do Palato Mole Neoplasia Maligna Do Palato Nao Especificado Neoplasia Maligna Da Boca Nao Especificada Neoplasia Maligna Da Mucosa Oral Neoplasia Maligna De Outras Partes E De Partes Nao Especificadas Da Boca Neoplasia Maligna Do Area Retromolar Neoplasia Maligna Do Vestibulo Da Boca Neoplasia Maligna - Lesao Invasiva Da Orofaringe Neoplasia Maligna Da Face Anterior Da Epiglote Neoplasia Maligna Da Fenda Branquial C109 Neoplasia Maligna Da Orofaringe Nao Especificada

2 C102 C103 C100 C118 C119 C113 C112 C111 C110 C12 C139 C138 C132 C131 C130 C508 C509 C506 C501 C500 C505 C503 C504 C502 C518 C519 C512 C510 C511 C52 D24 D232 D231 D234 D235 D230 D237 D236 D239 D233 Neoplasia Maligna Da Parede Lateral Da Orofaringe Neoplasia Maligna Da Parede Posterior Da Orofaringe Neoplasia Maligna Da Valecula Neoplasia Maligna - Lesao Invasiva Da Nasofaringe Neoplasia Maligna Da Nasofaringe Nao Especificada Neoplasia Maligna Da Parede Anterior Da Nasofaringe Neoplasia Maligna Da Parede Lateral Da Nasofaringe Neoplasia Maligna Da Parede Posterior Da Nasofaringe Neoplasia Maligna Da Parede Superior Da Nasofaringe Neoplasia Maligna Do Seio Piriforme Neoplasia Maligna Da Hipofaringe Nao Especificada Neoplasia Maligna Da Lesao Invasiva Da Hipofaringe Neoplasia Maligna Da Parede Posterior Da Hipofaringe Neoplasia Maligna Da Prega Ariepiglotica Face Hipofaringea Neoplasia Maligna Da Regiao Pos-cricoidea Neoplasia Maligna - Lesao Invasiva Da Mama Neoplasia Maligna Da Mama Nao Especificada Neoplasia Maligna Da Porcao Axilar Da Mama Neoplasia Maligna Da Porcao Central Da Mama Neoplasia Maligna Do Mamilo E Areola Neoplasia Maligna Do Quadrante Inferior Externo Da Mama Neoplasia Maligna Do Quadrante Inferior Interno Da Mama Neoplasia Maligna Do Quadrante Superior Externo Da Mama Neoplasia Maligna Do Quadrante Superior Interno Da Mama Neoplasia Maligna - Lesao Invasiva Da Vulva Neoplasia Maligna Da Vulva Nao Especificada Neoplasia Maligna Do Clitoris Neoplasia Maligna Dos Grandes Labios Neoplasia Maligna Dos Pequenos Labios Neoplasia Maligna Da Vagina Neoplasia Benigna Da Mama Neoplasias Benignas Da Pele Da Orelha E Do Conduto Auditivo Externo Neoplasias Benignas Da Pele Da Palpebra Incluindo O Canto Neoplasias Benignas Da Pele Do Couro Cabeludo E Do Pescoco Neoplasias Benignas Da Pele Do Tronco Neoplasias Benignas Da Pele Dos Labios Neoplasias Benignas Da Pele Dos Membros Inferiores Incluindo O Quadril Neoplasias Benignas Da Pele Dos Membros Superiores Incluindo O Ombro Neoplasias Benignas Da Pele Nao Especificada Neoplasias Benignas De Outras Partes E De Partes Nao Especificadas Da Face

3 E65 E881 G510 N62 Q553 Q555 Q550 Q551 Q559 Q554 Q556 Q552 Q558 Q820 Q851 Q859 Q850 Q858 Q830 Q832 Q839 Q831 Q833 Q838 S057 S051 S054 S055 S056 S052 S053 S058 S050 S059 S448 S447 S449 S443 S440 S441 Adiposidade Localizada Lipodistrofia Nao Classificada Em Outra Parte Paralisia De Bell Hipertrofia Da Mama Atresia Do Canal Deferente Ausencia E Aplasia Congenitas Do Penis Ausencia E Aplasia Do Testiculo Hipoplasia Do(s) Testiculo(s) E Do Escroto Malformacao Congenita Nao Especificada Dos Orgaos Genitais Masculinos Outras Malformacoes Congenitas Do Canal Deferente Doepididimo Das Vesiculas Seminais E Da Prostata Outras Malformacoes Congenitas Do Penis Outras Malformacoes Congenitas Do(s) Testiculo(s) E Do Escroto Outras Malformacoes Congenitas Especificadas Dos Orgaos Genitais Masculinos Linfedema Hereditario Esclerose Tuberosa Facomatose Nao Especificada Neurofibromatose (nao-maligna) Outras Facomatoses Nao Classificadas Em Outra Parte Ausencia Congenita Da Mama Com Ausencia Do Mamilo Ausencia De Mamilo Malformacao Congenita Nao Especificada Da Mama Mama Supranumeraria Mamilo Acessorio Outras Malformacoes Congenitas Da Mama Avulsao Do Olho Contusao Do Globo Ocular E Dos Tecidos Da Orbita Ferimento Penetrante Da Orbita Com Ou Sem Corpo Estranho Ferimento Penetrante Do Globo Ocular Com Corpo Estranho Ferimento Penetrante Do Globo Ocular Sem Corpo Estranho Laceracao E Ruptura Ocular Com Prolapso Ou Perda De Tecido Intra-ocular Laceracao Ocular Sem Prolapso Ou Perda De Tecido Intra-ocular Outros Traumatismos Do Olho E Da Orbita Traumatismo Da Conjuntiva E Abrasao Da Cornea Sem Mencao De Corpo Estranho Traumatismo Do Olho E Da Orbita De Parte Nao Especificada Outros Nervos Ao Nivel Do Ombro E Do Braco Traumatismo De Multiplos Nervos Ao Nivel Do Ombro E Do Braco Traumatismo De Nervo Nao Especificado Ao Nivel Do Ombro E Do Braco Traumatismo Do Nervo Axilar Traumatismo Do Nervo Cubital (ulnar) Ao Nivel Do Braco Traumatismo Do Nervo Mediano Ao Nivel Do Braco

4 S444 S442 S446 S480 S481 S489 S580 S581 S589 S789 S781 S780 S880 S889 S881 T908 T901 T902 T903 T904 T905 T909 T900 T918 T911 T912 T913 T915 T914 T919 T910 T928 T926 T920 T922 T921 T923 T925 T924 T929 Traumatismo Do Nervo Musculocutaneo Traumatismo Do Nervo Radial Ao Nivel Do Braco Traumatismo Do Nervo Sensitivo Cutaneo Ao Nivel Do Ombro E Do Braco Amputacao Traumatica Da Articulacao Do Ombro Amputacao Traumatica De Localizacao Entre O Ombro E Ocotovelo Amputacao Traumatica Do Ombro E Do Braco De Localizacao Nao Especificada Amputacao Traumatica Ao Nivel Do Cotovelo Amputacao Traumatica Do Antebraco Entre O Cotovelo Eo Punho Amputacao Traumatica Do Antebraco Nivel Nao Especificado Amputacao Traumatica Do Quadril E Coxa Nivel Nao Especificado Amputacao Traumatica Localizada Entre O Joelho E O Quadril Amputacao Traumatica Na Articulacao Do Quadril Amputacao Traumatica Ao Nivel Do Joelho Amputacao Traumatica Da Perna Ao Nivel Nao Especificado Amputacao Traumatica Entre O Joelho E O Tornozelo Outros Traumatismos Especificados Da Cabeca Sequelas De Ferimento Da Cabeca Sequelas De Fratura De Cranio E De Ossos Da Face Sequelas De Traumatismo De Nervos Cranianos Sequelas De Traumatismo Do Olho E Da Orbita Sequelas De Traumatismo Intracraniano Sequelas De Traumatismo Nao Especificado Da Cabeca Sequelas De Traumatismo Superficial Da Cabeca Outros Traumatismos Especificados Do Pescoco E Do Tronco Sequelas De Fratura De Coluna Vertebral Sequelas De Outra Fratura Do Torax E Da Pelve Sequelas De Traumatismo De Medula Espinhal Sequelas De Traumatismo De Orgaos Intra-abdominais E Orgaos Pelvicos Sequelas De Traumatismo De Orgaos Intratoracicos Sequelas De Traumatismo Nao Especificado Do Pescoco E Do Tronco Sequelas De Traumatismo Superficial E Ferimento Do Pescoco E Do Tronco Outros Traumatismos Especificados Do Membro Superior Sequelas De Esmagamento E Amputacao Traumatica Do Membro Superior Sequelas De Ferimento Do Membro Superior Sequelas De Fratura Ao Nivel Do Punho E Da Mao Sequelas De Fratura Do Braco Sequelas De Luxacao Entorse E Distensao Do Membro Superior Sequelas De Traumatismo De Musculo E Tendao Do Membro Superior Sequelas De Traumatismo De Nervo De Membro Superior Sequelas De Traumatismo Nao Especificado Do Membro Superior

5 T932 T938 T936 T930 T931 T933 T935 T934 T939 T940 T941 T958 T950 T959 T953 T952 T951 T954 T983 Y881 Y882 Y880 Y883 Z420 Z424 Z423 Z421 Z429 Z428 Z422 Z856 Z853 Z850 Z854 Z851 Z855 Z859 Z857 Z858 Z852 Outras Fraturas Do Membro Inferior Outros Traumatismos Especificados Do Membro Inferior Sequelas De Esmagamento E Amputacao Traumatica Do Membro Inferior Sequelas De Ferimento Do Membro Inferior Sequelas De Fratura Do Femur Sequelas De Luxacao Entorse E Distensao Do Membro Inferior Sequelas De Traumatismo De Musculo E Tendao Do Membro Inferior Sequelas De Traumatismo De Nervo Do Membro Inferior Sequelas De Traumatismo Nao Especificado Do Membro Inferior Sequelas De Traumatismos Envolvendo Regioes Multiplas Do Corpo Sequelas De Traumatismos Nao Especificados Por Regioes Do Corpo Sequelas De Outra Queimadura Corrosoes E Geladuras Especificadas Sequelas De Queimadura Corrosao E Geladura Da Cabeca E Pescoco Sequelas De Queimadura Corrosao E Geladura De Local Nao Especificado Sequelas De Queimadura Corrosao E Geladura Do Membro Inferior Sequelas De Queimadura Corrosao E Geladura Do Membro Superior Sequelas De Queimadura Corrosao E Geladura Do Tronco Sequelas De Queimadura E Corrosao Classificav So De Acordo C/ A Extens Da Area Corpor Envolvida Sequelas De Complicacoes Dos Cuidados Medicos E Cirurgicos Nao Classificados Em Outra Parte Sequelas De Acidentes Durante A Prestacao De Cuidadomedico E Cirurgico Sequelas De Incidentes Adver Assoc Com O Uso De Dispositivo Med Durante Atos Diag Ou Terap Sequelas Efeitos Adver P/ Drogas Medicam Ou Subst Biologica Usados C/ Final Terap Sequelas Reacao Anorm Em Pac Ou Complic Tard P/ Proced Med E Cirurg S/ Mencao Acid Durante Proced Seguimento Envolvendo Cirurgia Plastica Da Cabeca E Do Pescoco Seguimento Envolvendo Cirurgia Plastica Das Extremidades Inferiores Seguimento Envolvendo Cirurgia Plastica Das Extremidades Superiores Seguimento Envolvendo Cirurgia Plastica De Mama Seguimento Envolvendo Cirurgia Plastica Nao Especificada Seguimento Envolvendo Outras Partes Do Corpo Seguimento Envolvendo Outras Partes Do Tronco Historia Pessoal De Leucemia Historia Pessoal De Neoplasia Maligna De Mama Historia Pessoal De Neoplasia Maligna De Orgaos Digestivos Historia Pessoal De Neoplasia Maligna De Orgaos Genitais Historia Pessoal De Neoplasia Maligna De Traqueia Bronquio E Pulmao Historia Pessoal De Neoplasia Maligna De Trato Urinario Historia Pessoal De Neoplasia Maligna Nao Especificada Historia Pessoal De Outras Neoplasias Malignas Do Tecido Linfatico Hematopoetico E Tecido Correlato Historia Pessoal De Outros Orgaos Ou Aparelhos Historia Pessoal De Outros Orgaos Respiratorios E Intratoracicos

6 Z981 Z980 Z988 Z982 Artrodese Derivacao Intestinal Ou Anastomose Intestinal Outros Estados Pos-cirurgicos Especificados Presenca De Dispositivo De Drenagem Do Liquor Andressa Alves de A. Oliveira Auxiliar Administrativo II CROSS Seconci OSS

HOSPITAL DAS CLÍNICAS CID 10 HCFMUSP

HOSPITAL DAS CLÍNICAS CID 10 HCFMUSP HOSPITAL DAS CLÍNICAS CID 10 HCFMUSP Com base no compromisso assumido pelo Governo Brasileiro, quando da realização da 43ª Assembléia Mundial de Saúde, o Ministério da Saúde, por intermédio da portaria

Leia mais

Palato duro. Palato, SOE. Palato, lesão sobreposta do

Palato duro. Palato, SOE. Palato, lesão sobreposta do C00 C000 C001 C002 C003 C004 C005 C006 C008 C009 C01 C019 C02 C020 C021 C022 C023 C024 C028 C029 C03 C030 C031 C039 C04 C040 C041 C048 C049 C05 C050 C051 C052 C058 C059 C06 C060 C061 C062 C068 C069 C07

Leia mais

www.saudedireta.com.br

www.saudedireta.com.br C00-D48 CAPÍTULO II : Neoplasmas (Tumores) C00.0 Lábio superior externo C00.1 Lábio inferior externo C00.2 Lábio externo, não especificado C00.3 Lábio superior, face interna C00.4 Lábio inferior, face

Leia mais

S00-T98 CAPÍTULO XIX : Lesões, envenenamentos e algumas outras consequências de causas externas S00.0 Traumatismo superficial do couro cabeludo S00.1 Contusão da pálpebra e da região periocular S00.2 Outros

Leia mais

Dados Gerais sobre Acidentes no Brasil e Grandes Regiões e seus Estados 2007.

Dados Gerais sobre Acidentes no Brasil e Grandes Regiões e seus Estados 2007. Dados Gerais sobre Acidentes no Brasil e Grandes Regiões e seus Estados 2007. Estatísticas de Acidente de Trabalho no Brasil BLOG DIESAT: Leia notícias atualizadas sobre Acidente de Trabalho: http://diesat.blogspot.com/search/label/acidente%20de%20trabalho

Leia mais

10101004 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - CONSULTA 10102000 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - VISITAS 10103007 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS -

10101004 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - CONSULTA 10102000 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - VISITAS 10103007 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - Código SUGRUPO 10101004 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - CONSULTA 10102000 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - VISITAS 10103007 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - RECÉM-NASCIDO 10104003 PROCEDIMENTOS

Leia mais

Lembramos, no entanto, que a Deficiência Física, não está contemplada na sua totalidade, existindo outros CIDs não listados e que sofrerão análise.

Lembramos, no entanto, que a Deficiência Física, não está contemplada na sua totalidade, existindo outros CIDs não listados e que sofrerão análise. Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Em função de ocorrer dúvidas em relação ao encaminhamento do benefício do passe-livre intermunicipal,

Leia mais

CODIFICAÇÃO PELO CID

CODIFICAÇÃO PELO CID CODIFICAÇÃO PELO CID S S. S. S. S. S. S. S.7 TRAUMATISMOS DOS NERVOS E DA MEDULA ESPINHAL INCLUINDO: divisão traumática do nervo hematomileia traumática lesão completa ou incompleta da medula espinhal

Leia mais

CATEGORIA DISPOSITIVO / Faixa Etária L CID MONOBLOCO O C. Idade mínima: 16 a O. Idade máxima: 50 a M O Ç Ã O ACIMA 90 KG

CATEGORIA DISPOSITIVO / Faixa Etária L CID MONOBLOCO O C. Idade mínima: 16 a O. Idade máxima: 50 a M O Ç Ã O ACIMA 90 KG CATEGRIA DISPSITIV / Faixa Etária L MNBLC C Idade mínima: 16 a Idade máxima: 50 a M Ç Ã ACIMA 90 KG Idade mínima: 20 a CID B91- Seqüelas de poliomielite. C412- Neoplasia maligna da coluna vertebral. C72-

Leia mais

H Convencionados. Operados e vale cirurgia emitidos por grupo extracção a 30-09-2010. 11 de Fevereiro de 2011

H Convencionados. Operados e vale cirurgia emitidos por grupo extracção a 30-09-2010. 11 de Fevereiro de 2011 H Convencionados Operados e vale cirurgia emitidos por grupo extracção a 30-09-2010 7 11 de Fevereiro de 2011 Título Actividade cirúrgica dos Convencionados Versão V1 Autores Unidade Central de Gestão

Leia mais

ANEXO ÚNICO Fica a Credenciada Camil - Centro de Assistência Médica Itabapoana - Ltda a prestar os seguintes serviços de saúde aos municípios consorciados ao CIM POLO SUL: 001 - Colonoscopia (coloscopia)

Leia mais

UNIC - UNIVERSIDADE DE CUIABÁ FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA. DISCIPLINA DE CIÊNCIAS MORFOFUNCIONAIS APLICADAS A MEDICINA VETERINÁRIA IV e V

UNIC - UNIVERSIDADE DE CUIABÁ FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA. DISCIPLINA DE CIÊNCIAS MORFOFUNCIONAIS APLICADAS A MEDICINA VETERINÁRIA IV e V UNIC UNIVERSIDADE DE CUIABÁ FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA DISCIPLINA DE CIÊNCIAS MORFOFUNCIONAIS APLICADAS A MEDICINA VETERINÁRIA IV e V Roteiro de aula prática de Anatomia Veterinária Prof a. Juliana

Leia mais

EXAME PRIVADO Encargo benef. ADSE

EXAME PRIVADO Encargo benef. ADSE EXAME PRIVADO Encargo benef. ADSE RADIOLOGIA Radiologia - CABEÇA E PESCOÇO Crânio, 1 incidência 15,00 1,10 Crânio, 2 incidências 20,00 1,20 Sela turca 10,00 0,60 Mastóides, 1 incidência 30,00 1,00 Mastóides,

Leia mais

- Poderá tomar todos os outros medicamentos que usa, com pouco água ½ copo.

- Poderá tomar todos os outros medicamentos que usa, com pouco água ½ copo. PREPAROS PARA TOMOGRAFIA TOMOGRAFIA CRÂNIO - Jejum - 2 horas. - Trazer exames anteriores (tomografia, ressonância e rx de crânio, eletroencefalograma) - Clientes diabéticos e em uso de CLORIDRATO DE METFORMINA

Leia mais

MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES Coordenação Geral de Operações Rodoviárias

MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES Coordenação Geral de Operações Rodoviárias MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES Coordenação Geral de Operações Rodoviárias Execução do processamento das fichas de acidentes de trânsito, manutenção e

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS DE PALOTINA HOSPITAL VETERINÁRIO RELATÓRIO DE EXAME NECROSCÓPICO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS DE PALOTINA HOSPITAL VETERINÁRIO RELATÓRIO DE EXAME NECROSCÓPICO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS DE PALOTINA HOSPITAL VETERINÁRIO RELATÓRIO DE EXAME NECROSCÓPICO Identificação do animal Nome/número RG do HV Espécie: Raça: Idade: Sexo: Peso: Cor: Data e hora do

Leia mais

Teste de Flexibilidade

Teste de Flexibilidade Teste de Flexibilidade Introdução O teste de Fleximetria foi aprimorado pelo ICP à partir do teste do Flexômetro de LEIGHTON deve ser aplicado com a intenção de se coletar informações sobre o funcinamento

Leia mais

ECO - ONLINE (EDUCAÇÃO CONTINUADA EM ORTOPEDIA ONLINE)

ECO - ONLINE (EDUCAÇÃO CONTINUADA EM ORTOPEDIA ONLINE) ECO - ONLINE (EDUCAÇÃO CONTINUADA EM ORTOPEDIA ONLINE) DESCRIÇÃO: Aulas interativas ao vivo pela internet. Participe ao vivo, respondendo as enquetes e enviando suas perguntas. Vale pontos para a Revalidação

Leia mais

REGISTO ONCOLÓGICO REGIONAL REGIÃO CENTRO. PORTARIA Nº. 35/88 de 16 de Janeiro.

REGISTO ONCOLÓGICO REGIONAL REGIÃO CENTRO. PORTARIA Nº. 35/88 de 16 de Janeiro. REGISTO ONCOLÓGICO REGIONAL REGIÃO CENTRO PORTARIA Nº. 35/88 de 16 de Janeiro. ANO DE 2009 REGISTO ONCOLÓGICO REGIONAL REGIÃO CENTRO endereço: www.croc.min-saude.pt email: ror@ipocoimbra.min-saude.pt RESPONSÁVEIS

Leia mais

Prefeitura da Estãncia de Atibaia

Prefeitura da Estãncia de Atibaia Prefeitura da Estãncia de Atibaia 4 ANEXO I A5 a A9 Tuberculose Somente quando em tratamento 6 meses A30 Hanseníase Somente durante tratamento B24 Doença pelo Virus da Imunodeficiência Humana (HIV) Somente

Leia mais

Tabela Fundamental de indenizações. Portaria nº 4-11/06/59. CABEÇA. a) Crânio e face.

Tabela Fundamental de indenizações. Portaria nº 4-11/06/59. CABEÇA. a) Crânio e face. Tabela Fundamental de indenizações. Portaria nº 4-11/06/59. CABEÇA a) Crânio e face. A classificação será feita aplicando-se os critérios relativos ao prejuízo estético alterações psíquicas e neurológicas

Leia mais

Introdução. 1 Tórax. 2 Abdome. 3 Pelve e Períneo. 4 Dorso. 5 Membro Inferior. 6 Membro Superior. 7 Cabeça. 8 Pescoço. 9 Nervos Cranianos

Introdução. 1 Tórax. 2 Abdome. 3 Pelve e Períneo. 4 Dorso. 5 Membro Inferior. 6 Membro Superior. 7 Cabeça. 8 Pescoço. 9 Nervos Cranianos Introdução 1 Tórax 2 Abdome 3 Pelve e Períneo 4 Dorso 5 Membro Inferior 6 Membro Superior 7 Cabeça 8 Pescoço 9 Nervos Cranianos Sumário Introdução à Anatomia Orientada para a Clínica, 1 MÉTODOS PARA O

Leia mais

Obs- Pacientes do sexo feminino em idade fértil e com suspeita de gravidez ou atraso menstrual devem informar ao técnico de exame.

Obs- Pacientes do sexo feminino em idade fértil e com suspeita de gravidez ou atraso menstrual devem informar ao técnico de exame. PREPAROS PARA RESSONÂNCIA RESSONÂNCIA CRÂNIO - Trazer exames anteriores (tomografiae ressonância de crânio, rx de crânio, eletroencefalograma). RESSONÂNCIA SELA TÚRCICA - Trazer exames anteriores (tomografia

Leia mais

TABELA DA ÁREA M - TABELA DE RADIOLOGIA

TABELA DA ÁREA M - TABELA DE RADIOLOGIA TABELA DE RADIOLOGIA RADIOLOGIA CONVENCIONAL CABEÇA E PESCOÇO 10004 700.5 Crânio, uma incidência 5,13 1,80 10005 084.1 Crânio, duas incidências 5,46 1,80 10010 109.0 Sela turca 2,65 1,80 10024 094.9 Mastóides,

Leia mais

ANATOMIA HUMANA. Faculdade Anísio Teixeira Curso de Férias Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto

ANATOMIA HUMANA. Faculdade Anísio Teixeira Curso de Férias Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto ANATOMIA HUMANA Faculdade Anísio Teixeira Curso de Férias Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto Sistema responsável pelo processamento (transformações químicas) de nutrientes, para que possam

Leia mais

7/4/2011 ABORDAGEM AO PACIENTE TRAUMATIZADO GRAVE: Reconhecer as lesões músculoesqueléticas. Reconhecer a biomecânica do trauma.

7/4/2011 ABORDAGEM AO PACIENTE TRAUMATIZADO GRAVE: Reconhecer as lesões músculoesqueléticas. Reconhecer a biomecânica do trauma. TRAUMATISMOS DOS MEMBROS Atendimento Inicial e Imobilizações ABORDAGEM AO PACIENTE TRAUMATIZADO GRAVE: Manter as prioridades da avalição ABC Não se distrair com lesões músculo-esqueléticas dramáticas que

Leia mais

Introdução. O conforto e a Segurança abrangem aspectos físicos, psicossociais e espirituais e. humano.

Introdução. O conforto e a Segurança abrangem aspectos físicos, psicossociais e espirituais e. humano. Introdução O conforto e a Segurança abrangem aspectos físicos, psicossociais e espirituais e constituem necessidades básicas do ser humano. Movimentação do paciente Para que o paciente se sinta confortável

Leia mais

As principais causas de morte em Portugal de 1990-1999

As principais causas de morte em Portugal de 1990-1999 As principais causas de morte em Portugal de 199-1999 Observatório Nacional de Saúde. Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge Lisboa 3 1 Ficha Técnica Portugal. Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo

Leia mais

Apólice de Seguro Ciclo Macif

Apólice de Seguro Ciclo Macif Apólice de Seguro Ciclo Macif INDICE CONDIÇÕES GERAIS Cláusula Preliminar CAPÍTULO I Cláusula 1ª Cláusula 2ª Cláusula 3ª Cláusula 4ª CAPÍTULO II Cláusula 5ª Cláusula 6ª Cláusula ª Cláusula 8ª Cláusula

Leia mais

4 TERMO ADITIVO AO EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 0001/2012 FMS

4 TERMO ADITIVO AO EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 0001/2012 FMS ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICÍPIO DE FRAIBURGO 4 TERMO ADITIVO AO EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 0001/2012 FMS OBJETO: Credenciamento de empresas do ramo interessadas na prestação de serviços de consultas

Leia mais

TABELA DE HONORÁRIOS CIRÚRGICOS

TABELA DE HONORÁRIOS CIRÚRGICOS 1 TABELA DE HONORÁRIOS CIRÚRGICOS Relação adotada entre peso e porte dos pacientes (P, M, G, Gigante). COD. PROCEDIMENTO VALOR (R$) 1. CIRURGIA 1 Caudectomia terapêutica adulto pequeno 200,00 2 Caudectomia

Leia mais

Sumário. 2 Cabeça e Pescoço Anatomia Geral VII. 2.1 Crânio Aparelho Mastigatório e Músculos da Cabeça 53.

Sumário. 2 Cabeça e Pescoço Anatomia Geral VII. 2.1 Crânio Aparelho Mastigatório e Músculos da Cabeça 53. VII Sumário 1 Anatomia Geral 2 Cabeça e Pescoço 19 Posição dos Órgãos Internos, Pontos de Palpação e Linhas Regionais 2 Planos de Secção e Termos de Direção do Corpo 4 Osteologia 6 Esqueleto do Corpo Humano

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS PROGRAMA DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS PROGRAMA DE ENSINO Curso: Nutrição (04) Ano: 2013 Semestre: 1 Período: 1 Disciplina: Anatomia Humana (Human Anatomy) Carga Horária Total: 90 Teórica: 60 Atividade Prática: 30 Prática Pedagógica: 0 Aulas Compl. Tutorial:

Leia mais

Site: www.med-rad.med.br

Site: www.med-rad.med.br AMB TUSS PROCEDIMENTO TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DESC PART 34010017 41001109 TOMOG. COMP. ABDOMEN SUPERIOR C/C 550,00 805,00 34010201 41001095 TOMOG. COMP. ABDOMEN TOTAL C/C 750,00 1.030,00 34010025 41001141

Leia mais

EXAME CLÍNICO DE MEMBROS SUPERIORES E COLUNA ATIVO CONTRA-RESISTÊNCIA MOVIMENTAÇÃO ATIVA

EXAME CLÍNICO DE MEMBROS SUPERIORES E COLUNA ATIVO CONTRA-RESISTÊNCIA MOVIMENTAÇÃO ATIVA Logomarca da empresa Nome: N.º Registro ESQUERDA EXAME CLÍNICO DE MEMBROS SUPERIORES E COLUNA ATIVO CONTRA-RESISTÊNCIA MOVIMENTAÇÃO ATIVA PESCOÇO (COLUNA CERVICAL) Inclinação (flexão lateral) OMBROS Abdução

Leia mais

ANEXO A SERVIÇOS MÉDICO-HOSPITALARES, LABORATORIAIS E OUTROS A SEREM COMPLEMENTADOS

ANEXO A SERVIÇOS MÉDICO-HOSPITALARES, LABORATORIAIS E OUTROS A SEREM COMPLEMENTADOS Anexo A ao Edital de Credenciamento 01/2015 47º BI...página 1/5 ANEXO A SERVIÇOS MÉDICO-HOSPITALARES, LABORATORIAIS E OUTROS A SEREM COMPLEMENTADOS Os serviços médico-hospitalares e laboratoriais, objeto

Leia mais

REGISTO ONCOLÓGICO REGIONAL REGIÃO CENTRO. PORTARIA Nº. 35/88 de 16 de Janeiro.

REGISTO ONCOLÓGICO REGIONAL REGIÃO CENTRO. PORTARIA Nº. 35/88 de 16 de Janeiro. Edição revista REGISTO ONCOLÓGICO REGIONAL REGIÃO CENTRO PORTARIA Nº. 35/88 de 16 de Janeiro. ANO DE 2008 REGISTO ONCOLÓGICO REGIONAL REGIÃO CENTRO (*) tempo parcial endereço: www.croc.min-saude.pt email:

Leia mais

PROTOCOLO DE ACESSO A EXAMES DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA GRUPO 35 SUBGRUPO

PROTOCOLO DE ACESSO A EXAMES DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA GRUPO 35 SUBGRUPO PROTOCOLO DE ACESSO A EXAMES DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA GRUPO 35 SUBGRUPO NOBEMBRO 2007 1 A TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA (TC) CARACTERIZA-SE POR SER EXAME DE ALTA COMPLEXIDADE E CUSTO ELEVADO, PORTANTO

Leia mais

Seqüência completa de automassagem

Seqüência completa de automassagem Seqüência completa de automassagem Os exercícios descritos a seguir foram inspirados no livro Curso de Massagem Oriental, de Armando S. B. Austregésilo e podem ser feitos em casa, de manhã ou à tardinha.

Leia mais

UNINOVE Nome da Disciplina Ano Turma

UNINOVE Nome da Disciplina Ano Turma UNINOVE Nome da Disciplina Ano Turma Medicina Bases Morfológicas da Medicina I 2013-2 2 Semestre Docentes Alex, Andrea, Karine, Renato, Richard e Suely Dias 2º, 3º Manhã 4º, 6º Tarde Data Horário Assunto

Leia mais

RADIOLOGIA PESSOALMENTE COM O PEDIDO MÉDICO. PEDIDO MÉDICO COM INDICAÇÃO CLINICA.

RADIOLOGIA PESSOALMENTE COM O PEDIDO MÉDICO. PEDIDO MÉDICO COM INDICAÇÃO CLINICA. Nome do setor/especialidade: Horário de funcionamento: Meios de agendamento oferecidos ao usuário para utilização/acesso aos serviços: Requisitos necessários para a obtenção dos serviços: Serviços oferecidos:

Leia mais

COMENTÁRIOS SOBRE A CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE DOENÇAS PARA ONCOLOGIA SEGUNDA EDIÇÃO (CID-O/2)

COMENTÁRIOS SOBRE A CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE DOENÇAS PARA ONCOLOGIA SEGUNDA EDIÇÃO (CID-O/2) Anexo COMENTÁRIOS SOBRE A CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE DOENÇAS PARA ONCOLOGIA SEGUNDA EDIÇÃO (CID-O/2) Os Registros Hospitalares de Câncer utilizam para codificar os tumores (topografia e histologia),

Leia mais

componentes Sistema digestório Pré-diafragmáticos: boca, língua, dentes, faringe, esôfago

componentes Sistema digestório Pré-diafragmáticos: boca, língua, dentes, faringe, esôfago Mecanismos para Obtenção de Alimentos Ingestão de Grandes Quantidades de Alimento Absorção de nutrientes diretamente do meio Parasitas do sangue Adaptações mais interessantes Aquelas evoluíram p/ obtenção

Leia mais

- CURSO PRIMEIROS SOCORROS -

- CURSO PRIMEIROS SOCORROS - - CURSO PRIMEIROS SOCORROS - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). FRATURAS

Leia mais

Como Indicar (bem) Tomografia Computadorizada (TC) e Ressonância Magnética (RM)

Como Indicar (bem) Tomografia Computadorizada (TC) e Ressonância Magnética (RM) Como Indicar (bem) Tomografia Computadorizada (TC) e Ressonância Magnética (RM) Dra. Luciana Baptista Artigo originalmente publicado no caderno Application do Jornal Interação Diagnóstica n.01, abril/maio

Leia mais

Sumário das Comunicações de Acidente de Trabalho (CAT) 2014 Comissão Interna de Prevenção de Acidentes Universidade Estadual de Campinas

Sumário das Comunicações de Acidente de Trabalho (CAT) 2014 Comissão Interna de Prevenção de Acidentes Universidade Estadual de Campinas Elaboração: Gustavo Teramatsu Campinas 1º semestre de 2015 Página 6 de 19 Introdução O presente relatório constitui um sumário das informações contidas nas 122 comunicações de acidentes de trabalho (CATs)

Leia mais

TABELA DE PREÇOS Crânio: Frente + Perfil + Towne 80,00 70,00 Seios da Face 2 posições Seios da face: fronto e mento naso

TABELA DE PREÇOS Crânio: Frente + Perfil + Towne 80,00 70,00 Seios da Face 2 posições Seios da face: fronto e mento naso TABELA DE PREÇOS - 2016 Crânio Frente e Perfil Crânio (F+P) CRÂNIO E FACE PART. CONV. Crânio: Frente + Perfil + Towne Seios da Face 2 posições Seios da face: fronto e mento naso Seios da face: fronto +

Leia mais

Portaria 024/2011. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor em 1º de agosto de 2011.

Portaria 024/2011. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor em 1º de agosto de 2011. Portaria 024/2011 Estabelece protocolos operacionais para a atividade de Regulação e Auditoria no âmbito do IPSEMG. A Presidente do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais, no

Leia mais

CIPA GESTÃO 2013/2014

CIPA GESTÃO 2013/2014 FICHA DE INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTE DE TRABALHO DE FUNCIONARIO TIPO: ( ) Inicial /( ) Reabertura ( ) Doença ( ) Acidente de Trabalho ( ) Percurso Responsável pelas Informações: Registro: ( ) Chefia Imediata

Leia mais

Procedimento x CID Principal

Procedimento x CID Principal Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS Procedimento x CID Principal 03.01.07.010-5 ATENDIMENTO/ACOMPANHAMENTO

Leia mais

15/03/2016 ESQUELETO APENDICULAR OSTEOLOGIA DO ESQUELETO APENDICULAR MEMBRO TORÁCICO. Constituído por ossos dos membros torácico e pélvico

15/03/2016 ESQUELETO APENDICULAR OSTEOLOGIA DO ESQUELETO APENDICULAR MEMBRO TORÁCICO. Constituído por ossos dos membros torácico e pélvico ESQUELETO APENDICULAR Constituído por ossos dos membros torácico e pélvico OSTEOLOGIA DO ESQUELETO APENDICULAR Ombro - Escápula Braço - Úmero Antebraço Rádio e Ulna Joelho - Carpos Canela - Metacarpos

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO O Município de Quatro Irmãos/RS, comunica aos interessados que está procedendo ao CHAMAMENTO PÚBLICO, a partir de 26 de agosto de 2011 até dia 12 de setembro de 2011, no horário

Leia mais

SISTEMA DIGESTÓRIO CONCEITO SISTEMA DIGESTÓRIO SISTEMA DIGESTÓRIO FUNÇÕES SISTEMA DIGESTÓRIO DIVISÃO

SISTEMA DIGESTÓRIO CONCEITO SISTEMA DIGESTÓRIO SISTEMA DIGESTÓRIO FUNÇÕES SISTEMA DIGESTÓRIO DIVISÃO SISTEMA DIGESTÓRIO Universidade Federal do Ceará Departamento de Morfologia Prof. Erivan Façanha SISTEMA DIGESTÓRIO CONCEITO Órgãos que no conjunto cumprem a função de tornar os alimentos solúveis, sofrendo

Leia mais

O Nosso Corpo Volume XXVI Sistema circulatório Parte 2

O Nosso Corpo Volume XXVI Sistema circulatório Parte 2 O Nosso Corpo Volume XXVI Sistema circulatório Parte 2 um Guia de O Portal Saúde Dezembro 2010 / Janeiro 2011 O Portal Saúde Rua Braancamp, 52-4º 1250-051 Lisboa Tel. 212476500 geral@oportalsaude.com Copyright

Leia mais

Fraturas do Terço Médio da Face

Fraturas do Terço Médio da Face Fraturas do Terço Médio da Face Epidemiologia: Pico de incidência entre 15 e 30 anos Homens correspondem a 60-80% As principais causas são acidente automobilístico, agressão, esportes radicais e quedas

Leia mais

BANDAGEM FUNCIONAL. Prof. Thiago Y. Fukuda

BANDAGEM FUNCIONAL. Prof. Thiago Y. Fukuda BANDAGEM FUNCIONAL Prof. Thiago Y. Fukuda INTRODUÇÃO (BANDAGEM) Refere-se à aplicação de algum tipo de fita protetora que adere à pele de determinada articulação. A bandagem quando aplicada corretamente,

Leia mais

#$%& ' % +,+*- %*1.!%2 )% /), '+2 # $%$&# '#( $)*+ 1/23

#$%& ' % +,+*- %*1.!%2 )% /), '+2 # $%$&# '#( $)*+ 1/23 ! " #$%& ' ()#%%*#% % +,+*- +%.%%. -+/+ 0)/+ &.%% %*1.!%2 )% /), /+ 3 )%3%* % +*)% %'+&* '+2 #%3*% 3%* *%%%!%*&*. '/+%,%/+#. 4 3 # $%$&# '#( $)*+ 1/23 56 7,###' # #-#. / 0,#, #. 1,2# 3,###,, #.0, # # 45.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS PROGRAMA DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS PROGRAMA DE ENSINO Curso: Biomedicina (17) Ano: 2013 Semestre: 2 Período: 2 Disciplina: Anatomia Humana (Human Anatomy) Carga Horária Total: 90 Teórica: 60 Atividade Prática: 30 Prática Pedagógica: 0 Aulas Compl. Tutorial:

Leia mais

PROCEIDMENTOS GERAIS - CONSULTAS - REMOÇÃO / ACOMPANHAMENTO DE PACIENTE PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - OUTROS

PROCEIDMENTOS GERAIS - CONSULTAS - REMOÇÃO / ACOMPANHAMENTO DE PACIENTE PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - OUTROS Código SUGRUPO 10101004 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - CONSULTA 10102000 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - VISITAS 10103007 PROCEDIMENTOS GERAIS - CONSULTAS - RECÉM-NASCIDO 10104003 PROCEDIMENTOS

Leia mais

ANATOMIA RADIOLÓGICA DA REGIÃO CERVICAL

ANATOMIA RADIOLÓGICA DA REGIÃO CERVICAL ANATOMIA RADIOLÓGICA DA REGIÃO CERVICAL INTRODUÇÃO A Anatomia da região cervical, divide-se em duas partes, coluna vertebral segmento cervical e ou pescoço. Esta região pode ser bem estudada pelos métodos

Leia mais

RETALHOS LIVRES PARA O COTOVELO E ANTEBRAÇO

RETALHOS LIVRES PARA O COTOVELO E ANTEBRAÇO RETALHOS LIVRES PARA O COTOVELO E ANTEBRAÇO Mário Yoshihide Kuwae 1, Ricardo Pereira da Silva 2 INTRODUÇÃO O antebraço e cotovelo apresentam características distintas quanto a cobertura cutânea, nas lesões

Leia mais

LISTA DE ÓRTESES E PRÓTESES NÃO IMPLANTÁVEIS

LISTA DE ÓRTESES E PRÓTESES NÃO IMPLANTÁVEIS produto tipos subtipos especialidade via de classificação observações Andador fixos ou articulados, em aço ou alumínio metálico Reabilitação não Órtese não Aparelho de audição não eletrônico Otorrinolaringologia

Leia mais

Pode ser aplicada a partes do corpo ou continuamente a todo o corpo.

Pode ser aplicada a partes do corpo ou continuamente a todo o corpo. MASSAGEM RELAXANTE Universidade do Sul de Santa Catarina Curso de Cosmetologia e Estética Unidade de Aprendizagem: Técnicas de Massagem Terapêutica Prof.ª Daniella Koch de Carvalho MASSAGEM RELAXANTE A

Leia mais

Diretrizes Assistenciais. Protocolo de Conduta da Assistência Médico- Hospitalar CP Operado

Diretrizes Assistenciais. Protocolo de Conduta da Assistência Médico- Hospitalar CP Operado Diretrizes Assistenciais Protocolo Conduta da Assistência Médico- Hospitalar CP Operado Versão eletrônica atualizada em Novembro 2008 Protocolo Conduta da Assistência Médico-Hospitalar Objetivos: - manuseio

Leia mais

17/02/2012. Diafragma

17/02/2012. Diafragma Diafragma Topografia Repouso - linha retilínea da 7º costela à 13º costela. Inspiração - linha ligeiramente convexa da 7º costela à 3º vértebra lombar. Expiração - linha convexidade cranial da 7º costela

Leia mais

COL 1414 PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DO FETO GRAVIDEZ 10 PARTES

COL 1414 PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DO FETO GRAVIDEZ 10 PARTES COL 1414 PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DO FETO GRAVIDEZ 10 PARTES O desenvolvimento do feto desde o momento da relação sexual e concepção até o nascimento. Uma vez que o espermatozóide é depositado na vagina,

Leia mais

TABELA PARTICULAR DIMASUL

TABELA PARTICULAR DIMASUL TABELA PARTICULAR DIMASUL DOPPLER V.PART DESC. V. PARCERIA DOPPLER ABDOMINAL 23,170 4,634 18,536 DOPPLER ARTERIAL MEMB.INF. 23,170 4,634 18,536 DOPPLER ARTERIAL MEMB.SUP. 23,170 4,634 18,536 DOPPLER DOS

Leia mais

Apólice de Seguro de Acidentes Pessoais

Apólice de Seguro de Acidentes Pessoais Apólice de Seguro de Acidentes Pessoais INDIE ONDIÇÕES GERAIS láusula Preliminar APÍTULO I láusula 1.ª láusula.ª láusula 3.ª láusula 4.ª láusula.ª láusula.ª láusula 7.ª láusula 8.ª APÍTULO II láusula

Leia mais

POSICIONAMENTO DO PACIENTE PARA CIRURGIA: ENFERMAGEM CIRÚRGICA

POSICIONAMENTO DO PACIENTE PARA CIRURGIA: ENFERMAGEM CIRÚRGICA POSICIONAMENTO DO PACIENTE PARA CIRURGIA: ENFERMAGEM CIRÚRGICA PROF. CRISTIANA COSTA LUCIANO POSICIONAMENTO CIRÚRGICO: - POSIÇÃO CIRÚRGICA É AQUELA EM QUE É COLOCADO O PACIENTE, APÓS ANESTESIADO, PARA

Leia mais

TRAUMATISMO RAQUIMEDULAR TRM. Prof. Fernando Ramos Gonçalves-Msc

TRAUMATISMO RAQUIMEDULAR TRM. Prof. Fernando Ramos Gonçalves-Msc TRAUMATISMO RAQUIMEDULAR TRM Prof. Fernando Ramos Gonçalves-Msc 1 TRM Traumatismo Raqui- Medular Lesão Traumática da raqui(coluna) e medula espinal resultando algum grau de comprometimento temporário ou

Leia mais

Sistema reprodutor masculino

Sistema reprodutor masculino Sistema reprodutor masculino O sistema reprodutor masculino é composto por: Testículos Vias espermáticas Glândulas anexas Pênis Saco escrotal Assim como o pênis está localizado externamente ao corpo,

Leia mais

DEFESA CIVIL NA ESCOLA SOCORROS DE URGENCIA MANUAL DE PROCEDIMENTOS

DEFESA CIVIL NA ESCOLA SOCORROS DE URGENCIA MANUAL DE PROCEDIMENTOS DEFESA CIVIL NA ESCOLA SOCORROS DE URGENCIA MANUAL DE PROCEDIMENTOS 1 SOCORROS DE URGÊNCIA... 4 1.ANATOMIA E FISIOLOGIA.... 4 1.1DEFINIÇÕES... 4 1.2 POSIÇÕES DE ESTUDO.... 4 1.2.3 CONSTITUIÇÃO GERAL DO

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ PROVA PRÁTICA DE RESIDÊNCIA MÉDICA 2009 CIRURGIA DE MÃO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ PROVA PRÁTICA DE RESIDÊNCIA MÉDICA 2009 CIRURGIA DE MÃO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ PROVA PRÁTICA DE RESIDÊNCIA MÉDICA 2009 CIRURGIA DE MÃO ESPECIALIDADES COM PRÉ-REQUISITO DE 2 ANOS DE ORTOPEDIA OU CIRURGIA PLÁSTICA 1 QUESTÃO 1 - Na figura abaixo:

Leia mais

Câncer de cabeça e pescoço

Câncer de cabeça e pescoço Câncer de cabeça e pescoço Prof. Dr. PAULO HOCHMÜLLER FOGAÇA FACULDADE DE MEDICINA UNIVERSIDADE DE PASSO FUNDO-RS ANATOMIA nasofaringe boca orofaringe faringe laringe parede posterior parede lateral seio

Leia mais

EXERCÍCIOS SISTEMA ESQUELÉTICO

EXERCÍCIOS SISTEMA ESQUELÉTICO EXERCÍCIOS SISTEMA ESQUELÉTICO 1. Quais as funções do esqueleto? 2. Explique que tipo de tecido forma os ossos e como eles são ao mesmo tempo rígidos e flexíveis. 3. Quais são as células ósseas e como

Leia mais

Obs- Pacientes do sexo feminino em idade fértil e com suspeita de gravidez ou atraso menstrual devem informar ao técnico de exame.

Obs- Pacientes do sexo feminino em idade fértil e com suspeita de gravidez ou atraso menstrual devem informar ao técnico de exame. PREPAROS PARA RESSONÂNCIA RESSONÂNCIA CRÂNIO - Trazer exames anteriores (tomografiae ressonância de crânio, rx de crânio, eletroencefalograma). RESSONÂNCIA SELA TÚRCICA - Trazer exames anteriores (tomografia

Leia mais

Introdução à Anatomia

Introdução à Anatomia ESTRUTURA ANIMAL 1 Introdução à Anatomia : É o fundamento de todas as outras ciências médicas. Função: Fornecer noções preciosas para as aplicações na prática médico-cirúrgica Anatomia vem do grego; Significa

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE MORFOLOGIA DO CORPO HUMANO

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE MORFOLOGIA DO CORPO HUMANO INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE MORFOLOGIA DO CORPO HUMANO ANTIGA CIÊNCIA MÉDICA BÁSICA Origem: Egito Séc. IV a.c. : Grécia Hipócrates: escreveu vários livros (a natureza do corpo é o início da ciência médica).

Leia mais

REPRODUÇÃO HUMANA. Profª Fernanda Biazin

REPRODUÇÃO HUMANA. Profª Fernanda Biazin REPRODUÇÃO HUMANA Profª Fernanda Biazin Puberdade: período de transição do desenvolvimento humano, correspondente à passagem da fase da infância para adolescência. Alterações morfológicas e fisiológicas

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE ULTRA SONOGRAFIA DESCRIÇÃO

PROCEDIMENTOS DE ULTRA SONOGRAFIA DESCRIÇÃO PROCEDIMENTOS DE ULTRA SONOGRAFIA VALOR A PAGAR UROGRAFIA ESCRETORA R$ 120,00 US ABDOMEM SUPERIOR R$ 65,00 US ABDOMEM TOTAL R$ 100,00 US ABDOMEN INFERIOR FEMININO R$ 60,00 US ABDOMEN INFERIOR MASCULINO

Leia mais

EXAME FÍSICO DO RN. Renata Loretti Ribeiro Enfermeira COREN/SP - 42883

EXAME FÍSICO DO RN. Renata Loretti Ribeiro Enfermeira COREN/SP - 42883 EXAME FÍSICO DO RN Enfermeira COREN/SP - 42883 Introdução! Alguns minutos depois do nascimento o exame físico é feito pelo pediatra. É uma avaliação de rotina do estado físico do bebê.! O exame físico

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO ORTOPEDISTA. Referentemente à avaliação do paciente vítima de politrauma, é correto afirmar, EXCETO:

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO ORTOPEDISTA. Referentemente à avaliação do paciente vítima de politrauma, é correto afirmar, EXCETO: 12 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO ORTOPEDISTA QUESTÃO 21 Referentemente à avaliação do paciente vítima de politrauma, é correto afirmar, EXCETO: a) O politrauma é a uma das principais causas

Leia mais

Universidade Federal do Pampa Campus Itaqui Curso de Nutrição Anatomia Humana. Sistema esquelético. Profa. Dra. Silvana Boeira

Universidade Federal do Pampa Campus Itaqui Curso de Nutrição Anatomia Humana. Sistema esquelético. Profa. Dra. Silvana Boeira Universidade Federal do Pampa Campus Itaqui Curso de Nutrição Anatomia Humana Sistema esquelético Profa. Dra. Silvana Boeira É composto por ossos e (articulações). É constituído por um total de 206 ossos.

Leia mais

TABELA DE PREÇOS DE EXAMES PARTICULARES

TABELA DE PREÇOS DE EXAMES PARTICULARES CARDIOLOGIA 20010010 ELETROCARDIOGRAMA - ECG R$ 165,00 20010028 TESTE ERGOMÉTRICO R$ 330,00 20010141 ECODOPPLERCARDIOGRAMA R$ 385,00 20010052 HOLTER 24 HORAS R$ 385,00 20020058 MAPA 24 HORAS R$ 385,00

Leia mais

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Essencial para a utilização bem sucedida da prótese para o amputado da extremidade inferior:

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Essencial para a utilização bem sucedida da prótese para o amputado da extremidade inferior: 2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CIRURGIA VASCULAR 21. Essencial para a utilização bem sucedida da prótese para o amputado da extremidade inferior: I. Reserva cardiopulmonar. II. Coto construído corretamente.

Leia mais

PROVAS NEUROMUSCULARES 1 2009

PROVAS NEUROMUSCULARES 1 2009 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE UNIDADE DE TRAUMA ORTOPÉDICO Hospital Universitário Miguel Riet Corrêa - Rua Visconde de Paranaguá, 102 Rio Grande, RS CEP 96200/190 Telefone:

Leia mais

NOME. Fichas de Estudo

NOME. Fichas de Estudo NOME Fichas de Estudo O ESQUELETO OS OSSOS Conhecer a constituição dos ossos, como se formam As partes duras que o homem tem no interior do seu corpo chama-se ossos. O conjunto de todos os ossos forma

Leia mais

Doenças Infecciosas que Acometem a Cavidade Oral

Doenças Infecciosas que Acometem a Cavidade Oral Disciplina: Semiologia Doenças Infecciosas que Acometem a Cavidade Oral PARTE 2 http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 FAMÍLIA HHV Alfaherpesvirinae HHV1(herpes bucal)

Leia mais

Anatomia Geral. http://d-nb.info/1058614592. 1 Filogênese e Ontogênese Humanas. 5 Músculos. 6 Vasos. 2 Visão Geral do Corpo Humano

Anatomia Geral. http://d-nb.info/1058614592. 1 Filogênese e Ontogênese Humanas. 5 Músculos. 6 Vasos. 2 Visão Geral do Corpo Humano Anatomia Geral 1 Filogênese e Ontogênese Humanas 1.1 Filogênese Humana 2 1.2 Ontogênese Humana: Visão Geral, Fecundação e Estágios Iniciais do Desenvolvimento 4 1.3 Gastrulação, Neurulação e Formação dos

Leia mais

PROCEDIMENTOS QUE NECESSITAM DE AUTORIZAÇÃO PRÉVIA / PERÍCIA DO PAS / TRT8

PROCEDIMENTOS QUE NECESSITAM DE AUTORIZAÇÃO PRÉVIA / PERÍCIA DO PAS / TRT8 PROCEDIMENTOS QUE NECESSITAM DE AUTORIZAÇÃO PRÉVIA / PERÍCIA DO PAS / TRT8 s Fisioterápicos Acupuntura (sessão) RPG (Sessão) Fisioterapia (Sessão) Hidroterapia (sessão) Pilates (Sessão) - Para autorização

Leia mais

A Lesão. A Lesão. A lesão provoca congestão local causada por obstrução de QiE XUE nas articulações

A Lesão. A Lesão. A lesão provoca congestão local causada por obstrução de QiE XUE nas articulações Acupuntura Acupuntura e Traumatologia e Traumatologia É o estudo das patologias próprias do sistema esquelético, causadas principalmente por traumatismos utilizando a especialidade de acupuntura como recurso

Leia mais

[213] 96. LESÕES MÚSCULO-ESQUELÉTICAS

[213] 96. LESÕES MÚSCULO-ESQUELÉTICAS Parte IV P R O T O C O L O S D E T R A U M A [213] rotina consiste em infundir 20 ml/kg em bolus de solução de Ringer e reavaliar o paciente em seguida. Manter a pressão sistólica entre 90 e 100 mmhg.

Leia mais

Diretrizes Assistenciais. Protocolo de Conduta da Assistência Médico-Hospitalar CP não-operado

Diretrizes Assistenciais. Protocolo de Conduta da Assistência Médico-Hospitalar CP não-operado Diretrizes Assistenciais Protocolo Conduta da Assistência Médico-Hospitalar CP não-operado Versão eletrônica atualizada em Julho 2012 Protocolo Conduta da Assistência Médico-Hospitalar Objetivos: - manuseio

Leia mais

Paralisia facial periférica Resumo de diretriz NHG M93 (agosto 2010)

Paralisia facial periférica Resumo de diretriz NHG M93 (agosto 2010) Paralisia facial periférica Resumo de diretriz NHG M93 (agosto 2010) Klomp MA, Striekwold MP, Teunissen H, Verdaasdonk AL traduzido do original em holandês por Luiz F.G. Comazzetto 2014 autorização para

Leia mais

INSTITUTO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA CID 10

INSTITUTO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA CID 10 INSTITUTO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA CID 10 Com base no compromisso assumido pelo Governo Brasileiro, quando da realização da 43ª Assembléia Mundial de Saúde, o Ministério da Saúde, por intermédio da

Leia mais

Sumário. CAPÍTULO 1 Tecido Epitelial 1. CAPÍTULO 2 Tecido Conectivo 11. CAPÍTULO 3 Tecido Adiposo 25. CAPÍTULO 4 Cartilagem 31. CAPÍTULO 5 Osso 41

Sumário. CAPÍTULO 1 Tecido Epitelial 1. CAPÍTULO 2 Tecido Conectivo 11. CAPÍTULO 3 Tecido Adiposo 25. CAPÍTULO 4 Cartilagem 31. CAPÍTULO 5 Osso 41 Sumário CAPÍTULO 1 Tecido Epitelial 1 PRANCHA 1 Epitélios simples pavimentoso e cúbico 2 PRANCHA 2 Epitélios simples cilíndrico e pseudoestratificado 4 PRANCHA 3 Epitélios estratificados 6 PRANCHA 4 Epitélio

Leia mais

PROCEDIMENTOS HOSPITAL-DIA

PROCEDIMENTOS HOSPITAL-DIA PROCEDIMENTOS HOSPITAL-DIA PROCEDIMENTO PERM. DESCRIÇÃO PORTE 39.03.010-5 HD VARIZES - TRAT. CIRUR. UNIL. 1 MEMBRO 3 39.03.011-3 HD VARIZES - TRAT. CIRUR. BILAR. 2 MEMBRO 5 41.13.001-4 HD EXERESE CISTO

Leia mais

Transmissão da Vida... Fisiologia do aparelho reprodutor Ciclos Sexuais Gravidez e Parto

Transmissão da Vida... Fisiologia do aparelho reprodutor Ciclos Sexuais Gravidez e Parto Transmissão da Vida... Fisiologia do aparelho reprodutor Ciclos Sexuais Gravidez e Parto Transmissão da Vida... - Morfologia do Aparelho Reprodutor Feminino Útero Trompa de Falópio Colo do útero Vagina

Leia mais

Tabelas de Exames RESSONÂNCIA.

Tabelas de Exames RESSONÂNCIA. RESSONÂNCIA 41101014 RM - Crânio (encéfalo) 41101022 RM - Sela túrcica (hipófise) 41101030 RM - Base do crânio 41101049 Estudo funcional (mapeamento cortical por RM) 41101057 Perfusão cerebral por RM 41101065

Leia mais