Impresso no Brasil, 2010

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Impresso no Brasil, 2010"

Transcrição

1 1

2 HABITAÇÃO Impresso no Brasil, 2010 Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) São Paulo Projetos de Urbanização de Favelas São Paulo Architecture Experiment [versão para o inglês Valadares Vasconcelos]. São Paulo, HABI Superintendência de Habitação Popular/Secretaria Municipal de Habitação, ª edição. Vários colaboradores Edição bilíngue: inglês/português ISBN Favelas São Paulo (SP) Guias 2. Política urbana São Paulo (SP) 3. Sociologia urbana São Paulo (SP) 4. Urbanização São Paulo (SP) CDD Índices para Catálogo Sistemático: 1. Favelas: Urbanização: São Paulo: Cidade Urbanização de favelas: São Paulo: Cidade

3 Secretaria Municipal de Habitação S.L.U.M. Lab Sustainable Living Urban Model Columbia University Graduate School of Architecture, Planning & Preservation São Paulo Projetos de Urbanização de Favelas São Paulo Architecture Experiment ORGANIZAÇÃO Alfredo Brillembourg Elisabete França Elton Santa Fé Zacarias Hubert Klumpner Superintendência de Habitação Popular 1ª edição, 2010

4 Modern urban expansion and water supply of São Paulo Favela Paraisópolis 4

5 Contents Sumário Texts Textos São Paulo architecture experiment Experiências arquitetônicas em São Paulo Alfredo Brillembourg and Hubert Klumpner What are the slums? O que são as favelas? Elisabete França Favela vernacular in the urban frontier O vernacular de favela na fronteira urbana Zachary Aders Maps Mapas Modern urban expansion and water supply of São Paulo Expansão urbana e abastecimento de água de São Paulo São Paulo water system Sistema de Água de São Paulo Site-Issue-Tactic Network Rede de áreas de Estudo, Temas e Táticas Site documentation & research projects Informações sobre as áreas e projetos de pesquisa South Sites Habi Sul Paraisópolis Pirajussara Southeast Sites Habi Sudeste Heliópolis East Sites Habi Leste São Francisco Central Sites Habi Centro Moinho Glicério North Sites Habi Norte Córrego da Mina São Domingos Eucaliptos Water Source Sites Mananciais Boulevard da Paz Cocaia / Nova Grajaú Vargem Grande Towards social responsibility in architecture Rumo a responsabilidade social na arquitetura Alfredo Brillembourg and Hubert Klumpner

6 The São Paulo Architecture Experiment by Alfredo Brillembourg & Hubert Klumpner Urban-Think Tank S.L.U.M. Lab (Sustainable Living Urban Model Lab) from Columbia University s Graduate School of Architecture is focused on the identification and development architectural technologies for the informal city spatial, material and informational. The São Paulo Architecture Experiment SPAE proposes a reconsideration of the minimal habitation in dense urban space. SPAE s intention is to invite top academic institutions from all over the world, such as ETH-Zurich, MIT, UCLA, Berlage and Harvard to name a few collaborators, to reconsider its architectural discourse toward what represents now the majority of the residences in the world: informal cities. The favela residences are typically not part of any architectural discourse and their construction is neither theorized, nor optimized. The SPAE project will invite Brazilian and international universities, well known for their interest in innovative solutions for housing and social infrastructure in precarious settlements as well as local architects interested in the development of the city they live in. International firms as well as institutional and academic partnerships will lead university research to engage in a debate about new solutions and fabrication techniques that will be developed by S.L.U.M. Lab. The participating firms and corporations, which deal with urban transportation systems, light, energy, and water, will engage with the selected universities and develop research on ideas and products that can be applied to the selected SPAE sites. Their participation and sponsoring move SPAE towards today s technological possibilities, out the realm of knowledge and into products found in the context of the slum areas. The Housing Secretariat from the city of São Paulo Sehab will select the areas and establish a construction budget so that it is possible to implement and experiment with new prototypes of residences and new technologies for the construction industry. The SPAE proposes that the architects eschew their conventional role in traditional hierarchies and, instead, act as an enabling connection between the opposing forces of top-down planning and bottom- up initiatives. Acting to attract and create a common ground for these two forces, architects can eliminate divisiveness and enable the two forces with a powerful and productive interaction. The proposed urban model aims to convert cities into spatial solutions, a society s need for equal access to housing, employment, technology, services, education, and resources the fundamental rights of all city dwellers. The results of the project will be documented in a published catalogue as well as an exhibition that will travel to the different partner universities. In this way, the SPAE hopes to contribute to a truly global discussion, inspiring and encouraging partnerships for future projects. By bringing together different people (universities, contractors, housing associations), this experiment will be a reference for other international projects, showing a radical way to proceed in the field of architecture. SPAE Chronology: 2006/11 Elisabete França and Urban-Think Tank participated in a conference at the 7th São Paulo International Architecture Biennale. 2007/01 and 2008/09 S.L.U.M. Lab conducted two design studios in the favela of Paraisópolis on the invitation from Sehab. Two S.L.U.M. Lab newspapers produced from the results of these Conferência Urban Age Urban Age Conference Distribuição da publicação Oficina de Ideias Distribution of the catalogue Informal Toolbox UN World Urban Forum Presentation of the Grotão project Fórum Urbano Mundial das Nações Unidas Apresentação do projeto Grotão Conferência na 7ª Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo Exposição e Publicação Oficina de Ideias 4ª Bienal Internacional de Arquitetura de Roterdã Grotão, Paraisópolis Conference in the 7 th International São Paulo Architecture Biennale S.L.U.M. Lab Paraisópolis Exhibition & Catalogue Informal Toolbox 4 th International Architecture Biennale Rotterdam U-TT Grotão, Paraisópolis 6

7 design studios on the topics of housing and the reconstruction of a post landslide area. 2008/08 The opening of an exhibition in the City Hall of São Paulo opened along with the presentation of a catalogue entitled Informal Toolbox S.L.U.M. Lab Paraisópolis (Oficina de ideias urbanização de favela). 2008/12 The book Informal Toolbox S.L.U.M. Lab Paraisópolis was presented to the participants of the Urban Age Conference in São Paulo. 2009/05 The project of Grotão was developed by Urban-Think Tank as part of the work presented in the 4th International Architecture Biennale of Rotterdam. 2010/05 A Cidade Informal no Século 21 São Paulo exhibition featured the work of Urban- Think Tank. SPAE ORGANIZATION Sehab Prefeitura de São Paulo Exemplo Universidade Incorporadores Empreiteiras Exemplo Universidade Secretaria de Habitação Prefeituras Incorporadores Empreiteiras Universidades americanas Universidades europeias Faculdade de Arquitetura de Columbia Empresas patrocinadoras americanas Empresas patrocinadoras europeias/asiáticas Universidade 1 Arquiteto 1 Universidade 2 Arquiteto 2 7

8 Experiências arquitetônicas em São Paulo por Alfredo Brillembourg e Hubert Klumpner Urban-Think Tank O S.L.U.M. Lab (Sustainable Urban Living Lab Model) da Columbia University Graduate School of Architecture Planning and Preservation está centrado no desenvolvimento de novas tecnologias de arquitetura para a cidade informal, relacionadas ao espaço, aos aspectos materiais e a sistemas de informação geográfica. O SPAE (São Paulo Architecture Experiment) propõe uma reconsideração da Habitação Mínima no espaço urbano denso. A intenção do SPAE é convidar as principais instituições acadêmicas de todo o mundo, tais como ETH-Zurich, MIT, UCLA, Berlage e Harvard citando somente alguns colaboradores, a reavaliar seu discurso arquitetônico em relação ao que hoje representa a maioria das residências no mundo: as cidades informais. As moradias das favelas normalmente não fazem parte dos tratados de arquitetura e a sua construção não costuma ser teorizada nem otimizada. O projeto SPAE convidará universidades brasileiras e internacionais, conhecidas por seu empenho em descobertas de soluções inovadoras para a habitação e a infraestrutura social dos assentamentos precários, bem como arquitetos locais comprometidos com o desenvolvimento da cidade em que vivem. Empresas internacionais, assim como parcerias institucionais e acadêmicas, conhecidas por seu interesse em soluções inovadoras para áreas precárias irão conduzir pesquisas acadêmicas para realizar um debate aprofundado sobre novas soluções e suas técnicas de fabricação, que serão desenvolvidas pelo S.L.U.M. Lab. As empresas e corporações participantes que lidam com sistemas de transporte interurbano, eletricidade, energia e água irão dar a seus departamentos de pesquisa a incumbência de investigar a maneira pela qual suas ideias e seus produtos poderão ser aplicados às áreas de estudo escolhidas. A participação e o patrocínio dessas entidades estimulam o SPAE a incluir em seus projetos possibilidades tecnológicas atuais e novos produtos ainda não encontrados no contexto das áreas de favelas. A Secretaria Municipal de Habitação Sehab, de São Paulo, irá selecionar as áreas e estabelecer um orçamento de obras para a implementação de novos protótipos de residências e tipos de combinações. O SPAE propõe que os arquitetos evitem o papel convencional que vêm desempenhando nas hierarquias tradicionais e atuem como uma conexão viável entre as forças opostas de um planejamento de cima para baixo (top-down) e uma iniciativa de baixo para cima (bottom-up). Essa atuação deverá configurar e criar um terreno comum para essas duas forças, onde os arquitetos poderão eliminar divisões e habilitar as duas forças a atuar com uma interação poderosa e produtiva. O modelo urbano proposto visa converter em soluções espaciais a necessidade vigente de uma sociedade que permita a igualdade de acesso à habitação, ao emprego, à tecnologia, aos serviços, à educação e aos recursos direitos fundamentais de todos os cidadãos. Os resultados do projeto serão documentados em uma publicação e expostos nas várias universidades parceiras. Desta forma, o SPAE espera contribuir para uma discussão verdadeiramente global inspirando e incentivando parcerias para os projetos futuros. Ao reunir diferentes pessoas (universidades, empreiteiras, associações de moradores), essa experiência servirá como referência para outros projetos internacionais, mostrando uma forma radical de proceder no domínio da arquitetura. Histórico Novembro de 2007 Elisabete França e o Urban-Think Tank participaram de uma conferência na 7ª Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo. No ano letivo de 2007 e no de 2008, o S.L.U.M. Lab realizou dois estúdios na Favela Paraisópolis, a convite da Sehab. Dois jornais do S.L.U.M. Lab foram gerados a partir dos resultados desses estúdios sobre os temas habitação e recuperação de área de risco geotécnico. Agosto de 2008 Lançamento da exposição Urbanização de Favelas: Oficina de Ideias na sede da Prefeitura de São Paulo, juntamente com a publicação intitulada Oficina de ideias urbanização de favela (Informal Toolbox S.L.U.M. Lab Paraisópolis). Dezembro de 2008 O livro Oficina de ideias urbanização de favela foi apresentado aos participantes da conferência Urban Age, em São Paulo O projeto para o setor 60 do Grotão foi desenvolvido pelo Urban-Think Tank, que é parte integrante do trabalho apresentado na 4ª Bienal Internacional de Arquitetura de Roterdã. 8

9 SPAE Areas of study SPAE Áreas de estudo Area Coordinators Coordenadores das áreas de estudo Paraisópolis Maria Teresa Diniz São Francisco Felinto Cunha Pirajussara Carlos Alberto Pellarim Glicério Alonso López Heliópolis Gleba K Vanessa Padiá Cocaia & Nova Grajaú Ricardo Sampaio São Domingos Maria Cecília Nammur Córrego da Mina Emilia Onohara Vargem Grande Violêta Kubrusly Boulevard da Paz Ricardo Sampaio Moinho Alonso López Eucaliptos Maria Cecília Nammur 9

10 What are the slums? by Elisabete França The slums of São Paulo are an urban phenomena that must be considered as a real part of the city structure, one of its morphological elements, which define the urban design, although informal. The slums have two main characteristics when compared to the legal city. The first of them: their designs do not obey any established urban rules and legislation; the road system is not defined previously to the housing construction and the water and sanitation infrastructure are implemented after occupation by dwellers. The second characteristic: the housing units are built according to the available empty spaces. This process of occupation is known, in general, as un-allowed occupation, either in public or private land. As a result of these two singular characteristics, the slum, regarding its high complexity, scale and diversity as an urban phenomena, has been studied starting from some negative pre-concepts, which are sustained by the idea of lack, privation and homogeneity, leading towards a mistaken meaning when comparing the slum with the ideal, classic and traditional pattern of a desired city. Besides the fact that the slums are not based in any formal or legal hegemonic parameters, which the public sector and the real estate market have defined as the official urban land use, the slums demolish any certainties about the ideal urban standards. Slums are the final representation of urban social inequities: poverty, continuous growth and an expressive social spatial urban segregation. These inequities are the result of a crude national income concentration. Facing this reality, any design or upgrading proposals to improve these degraded areas, which have high indexes of social and health vulnerability and where a significant parcel of the poorest population live, must take into consideration that these settlements are located within the real city. It must be understood that each slum was built as an answer to the social exclusion process and spatial segregation, but at the same time it is for its inhabitants, a clear autoprotection alternative, regarding huge metropolitan growth. Formerly seen as a reflex and mirror of an uneven society, the actual recognized slum social diversity appears nowadays as the key to urban problem solutions as a whole. What we think is important in this high-quality association between the Municipality of São Paulo Social Housing Department and the Columbia S.L.U.M. Lab students is to look for different approaches. In order to define a decent house, provided with the conditions for a good life and where social identities may be constructed, the social-spatial essentials of each slum (its morphology) must first be understood. The principles that motivated the twelve proposals are based on a diverse city, one and plural, which recognizes the specific needs of each territory and its residents, considering them as citizens who should have their social rights guaranteed in the public policies committed to their territories. 10

11 O que são as favelas? Por Elisabete França As favelas paulistanas são um fenômeno urbano, surgido a partir do desenvolvimento de São Paulo, e estão inseridas na estrutura da cidade como um de seus elementos morfológicos, que, embora informais, definem seu partido urbanístico. Duas características principais distinguem as favelas da cidade formal. A primeira é que sua formação não obedece a nenhuma das regras urbanas ou legislativas: as ruas não são definidas antes da construção das casas e as redes de água e esgoto são implementadas depois da construção das moradias. A segunda é que as unidades habitacionais são construídas de acordo com a disponibilidade de lotes vazios. Esse processo de ocupação acontece, geralmente, de maneira ilegal, independentemente de a área ser de propriedade pública ou privada. Como resultado dessas duas características, e considerando ainda a complexidade, a escala e a diversidade que acompanham essa questão urbana, a favela tem sido estudada e analisada por suas qualidades negativas e dentro de uma concepção errônea, que compara seus padrões de construção e habitabilidade com os modelos ideais, clássicos e tradicionais da cidade desejada. Tais análises geralmente se fundamentam na homogeneização, na privação e nas carências das favelas. É possível entender que as favelas, não sendo organizadas de modo formal, desafiam as convicções do modelo urbano que o mercado imobiliário e o setor privado acreditam ser o método oficial de utilização do solo. As favelas representam o clímax de um processo histórico de desigualdades sociais urbanas e a segregação no planejamento urbano, resultados da má distribuição e concentração da renda ao longo de séculos. Diante de tal cenário, qualquer proposta de melhoria nas favelas, que têm altos índices de vulnerabilidade, deve necessariamente considerar o fato de que as favelas estão encravadas nas áreas metropolitanas. É importante entender que as favelas foram construídas como uma reação à exclusão social e à segregação espacial e se tornaram, ao mesmo tempo, uma alternativa de autoproteção para seus milhares de moradores, que se estabeleceram nas áreas periféricas das cidades durante um processo de crescimento urbano acelerado. Anteriormente vistas como o reflexo e o espelho de uma sociedade desigual, as favelas são hoje reconhecidas por sua diversidade social, o que pode ser a chave das soluções dos problemas urbanos. Por tudo isso, o que achamos importante na parceria entre a Sehab e os alunos do S.L.U.M. Lab da Columbia University é a elaboração de estratégias que nascem da essência espacial de cada favela, considerando suas especificidades em relação à morfologia e características da comunidade, e que deve ser entendida como uma referência à casa ideal, projetada segundo parâmetros que levem em conta as condições necessárias para maior qualidade de vida das pessoas, onde os habitantes possam dividir experiências e cultivar a sua própria identidade. Assim, os princípios que norteiam essas 12 propostas são inspirados na diversidade da cidade e também no conhecimento das necessidades específicas de cada território e de seus moradores, que devem ter seus direitos sociais garantidos pela política habitacional urbana. 11

12 Favela vernacular in the urban frontier by Zachary Aders Architectural vernacular, or the building as manifestation of a utilitarian purpose, is historically unique in its wide range of means of expression, reflecting specific conditions of time and place. The Brazilian favela, which appeared in the late 20th century, is a modern vernacular that takes on a new definition of place, capitalizing on opportunities of informal development due to multiple levels of historical neglect from the public and private sectors. Historic models of utilitarian construction show the local population s use of immediate building materials in response to climate and topography as the main influence in the expression of a built work. Often erected by the dwellers themselves, popular historic images of vernacular housing bring to mind the curved formations of bent branches or compacted masses of mud or snow. In the twentieth century, as housing was increasingly commercialized and materially detached from the local context, a shift is clear in the means of formal expression from local to outsourced. In the most salient model of commercialized housing, the suburban United States, the disconnect from the end user is most apparent, which gave way to rapid construction as the house became a more generic object determined by material and labor costs. The favela is an interesting combination of this historic and modern contrast of vernacular expression. The in-flux of rural immigrants to urban centers and the ease of construction permitted a faster development of favelas, which rivals that of U.S. subdivisions. The structures, as determined by the most inexpensive materials (mainly castin-place concrete and hollow brick), are ultimately formed by the specific needs of the end user, who is directly involved in the construction process. Family size determines the initial and ever-changing form, which expands with each generation. Outside regular land tenure and zoning, the areas of occupation avoid typical commercialbased development, while the dimension of time, of familial growth, is what shapes the favela. The context in which the favela is constructed is the greatest point of divergence from most other vernacular housing typologies. Remote or otherwise uninhabited locations are the condition in which most historic and modern vernacular housing is located, as it has largely been associated with the expanding of frontiers. In the case of the favela, opposite movement is occurring, as the modern frontiersman moves from the rural to the urban in a global trend, which is rapidly shifting demographics. The new margin of developed territory is within the city. The typical favela grows in the inbetween spaces of highly developed areas in an attempt to fill in the undesired land that has been ignored by developers, while remaining close to public services and places of work. This unique condition of informally integrating rural immigrants into highly developed and populated areas creates a dynamic of social exclusion within close physical proximity. Interaction between the informal favela and the surrounding formal city largely consists of a co-exploitation of this marginalized condition, through the exchange of free development and (partial) infrastructure for the neglect of formal infrastructure, education, and other public resources. However dire some conditions may be, they foster the misconception that the favela is a place of rampant poverty and misery. While lower economic classes occupy the favelas, residents are most often employed, and earn incomes averaging one to five times the minimum wage. Selfdriven economies of real estate and commercial activity vitalize the favela, as banks, fast food, and franchise retail stores have already moved in. This high degree of physical and economic development further validates the need for integration into the surrounding formal city through the installation of formal infrastructure, a fact which current municipalities are highly aware of, and working to mitigate. S.L.U.M. Lab works with the Secretariat of Habitation in São Paulo to expand on their research and projects in favelas, testing theories and suggesting trade-offs, continually asking the question of what is the mediation between the systems of the informal and formal and what new approaches could be implemented. As cities in Brazil continue growing at the high rate of urbanization, informal settlements will continue to grow into the surrounding city. The way in which the informal settlements and the city dismantle the present marginalizing conditions will largely decide the success of the merge of each side into the other, and hopefully legitimize a new favela vernacular. 12

13 O vernacular de favela na fronteira urbana por Zachary Aders O vernáculo arquitetural, ou o prédio como uma manifestação de seu propósito utilitário, é historicamente especial em seu significado em uma grande variedade de expressões, refletindo condições específicas de tempo e lugar. A favela brasileira que apareceu no fim do século XX é um vernáculo moderno que redefine o sentido da palavra lugar, dando importância às oportunidades do desenvolvimento informal de acordo com vários níveis históricos dos setores públicos e privados que foram esquecidos. Modelos históricos de construção utilitária mostram o uso pela população local de materiais de construção disponíveis, em resposta ao clima e à topografia, que é a principal influência da obra construída. Na maioria das vezes construídas pelos moradores, imagens históricas populares de casas vernáculas nos lembram as curvas de galhos pendentes ou massas compactas de lama ou neve. No século XX, quando as casas foram bastante comercializadas e materialmente desprendidas de seu contexto, ocorreu uma mudança bem clara nas formas de expressão entre a construção informal e a comercial. No modelo mais comercializado e genérico, o subúrbio americano mostra a falta de uma conexão mais evidente com a construção rápida e barata. Na favela existe uma combinação interessante entre o contraste histórico e o moderno da expressão vernácula. O influxo de imigrantes das áreas rurais para os centros urbanos e a facilidade de construção permitiram um desenvolvimento mais rápido, que supera os da subdivisão americana. Os alicerces, que são feitos de materiais mais caros (concreto armado e tijolos) são construídos com base nas necessidades específicas do usuário, que participa diretamente do processo de construção. O tamanho da família determina sua forma flexível, que cresce a cada geração. Fora dos loteamentos regulares, as áreas de ocupação evitam desenvolver muito o comércio, já que o crescimento familiar é o que influencia a formação da favela. O contexto no qual a favela é construída é o maior ponto de divergência da maioria das tipologias de casas vernáculas. A maior parte dessas casas modernas encontra-se em áreas remotas ou abandonadas, fato que está ligado à expansão da cidade. No caso da favela, o movimento oposto está ocorrendo, como as fronteiras que se movem do rural para o urbano durante uma tendência global que está rapidamente transformando a demografia local. A nova margem do território desenvolvido é dentro da cidade. A favela tradicional cresce nos espaços entre áreas bem desenvolvidas, tentando utilizar os espaços indesejáveis, de modo que seus moradores consigam residir perto de áreas com serviços públicos e oportunidades de trabalho. Essa condição única de integração informal dos imigrantes rurais no meio das áreas bem desenvolvidas cria uma dinâmica de exclusão social, não obstante a proximidade entre os dois grupos. Apesar de as condições serem bem aquém do desejável, existe uma noção exagerada da pobreza e miséria da favela. Enquanto classes de baixa renda ocupam as favelas, a maioria dos habitantes têm emprego e ganham perto de cinco salários mínimos. Uma atividade imobiliária revitaliza a favela e a atividade comercial, como bancos, restaurantes e franquias, já fazem parte de sua configuração. O alto nível de desenvolvimento físico e econômico faz com que a necessidade de integração com a cidade formal seja necessária através do desenvolvimento de uma infraestrutura formal, fato que vem alertando algumas prefeituras a trabalhar nesse processo de integração. O S.L.U.M. Lab trabalha com a Secretaria Municipal de Habitação de São Paulo para expandir seus recursos de pesquisa e projetos nas favelas, testando teorias e sugerindo trocas, sempre indagando que tipo de novas mediações devem ser feitas entre os sistemas formais e informais. Com o rápido crescimento das cidades no Brasil, comunidades informais continuarão a se expandir nas cidades. O modo através do qual a cidade informal resolve essa condição marginalizada de hoje irá decidir o sucesso da difusão e talvez legitimar uma nova favela vernácula. 13

14 Modern urban expansion and water supply of São Paulo 1942: Início da operação de reversão do Rio Pinheiros para a Represa Billings, de forma a aumentar a capacidade de geração de energia da Usina Henry Borden. 1942: Completion of the Billings reservoir + reversal of the Pinheiros river to bring water from the Tietê to hydroelectric plants, through the Billings reservoir. 1958: Crise de fornecimento inicia a captação de água do Rio Grande. 1958: Supply crisis initiates the capture of water from the Rio Grande. Anos 1960: Aterramento da Várzea do Tietê s: Ground filling of Tietê Floodplain. 1970: A poluição dos rios Tietê e Pinheiros causa o aparecimento das primeiras florações de algas no reservatório Billings. 1970: Pollution of the Tietê and Pinheiros rivers cause the first blooms of algae in the Billings. 1973: Plano Nacional de Saneamento Planasa é criado. 1973: The National Sanitation Plan, Planasa, is created. 1974: Entra em operação a primeira etapa do Sistema Cantareira. 1974: Beginning of operation of the first phase of the Cantareira System. 1940: : 8,2 m 3 /s 1960: : 11 m 3 /s 1970: : 20,7 m 3 /s Paraisópolis, 1960 Expansão urbana e abastecimento de água de São Paulo Heliópolis, 1972 São Domingos, 1972 Pirajussara, 1973 Cocaia / Nova Grajaú,

15 1984: Redução do volume de água bombeado para a Represa Billings. 1984: Reduction of the volume of water pumped from the Tietê river to the Billings reservoir. 1989: Constituição do Estado de São Paulo garante o princípio da preservação e recuperação das águas superficiais e subterrâneas. 1989: The Constitution of the State of São Paulo ensures the principle of preservation and recovery of surface and ground water. 1980: : 41,6 m 3 /s Anos 1990: Departamento de Estado restringe o bombeamento de água do Pinheiros para a Billings a situações de emergência relativas a enchentes e ao colapso do abastecimento de energia elétrica s: The State Department restricts the pumping of the Pinheiros river into Billings to emergency situations. 2000: O reservatório Billings começa a ser utilizado para abastecimento de água da Região Metropolitana de São Paulo. 2000: The Billings reservoir begins to supply water to São Paulo. 1990: : 59,7 m 3 /s 2009: São Paulo recebe a maior precipitação em 63 anos, provocando grandes inundações e deslizamentos de terra. 2009: São Paulo receives the greatest rainfall in 63 years, bringing massive floods and landslides. 2010: : 65 m 3 /s Eucaliptos, 1988 Vargem Grande, 1989 Córrego da Mina, 1992 São Francisco, 1992 Boulevard da Paz, 1995 Moinho,

Visitor, is this is very important contact with you. WATH DO WE HERE?

Visitor, is this is very important contact with you. WATH DO WE HERE? Visitor, is this is very important contact with you. I m Gilberto Martins Loureiro, Piraí s Senior Age Council President, Rio de Janeiro State, Brazil. Our city have 26.600 habitants we have 3.458 senior

Leia mais

Bárbara Rodrigues da Silva 3ALEN, 2015

Bárbara Rodrigues da Silva 3ALEN, 2015 Pets reality There are about 30 millions abandoned pets only in Brazil. Among these amount, about 10 millions are cats and the other 20 are dogs, according to WHO (World Health Organization). In large

Leia mais

Institutional Skills. Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS. Passo a passo. www.britishcouncil.org.br

Institutional Skills. Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS. Passo a passo. www.britishcouncil.org.br Institutional Skills Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS Passo a passo 2 2 British Council e Newton Fund O British Council é a organização internacional do Reino Unido para relações culturais e oportunidades

Leia mais

GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO

GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO PROJECTO PROVAS EXPERIMENTAIS DE EXPRESSÃO ORAL DE LÍNGUA ESTRANGEIRA - 2005-2006 Ensino Secundário - Inglês, 12º ano - Nível de Continuação 1 1º Momento GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO

Leia mais

Types of Investments: Equity (9 companies) Convertible Notes (10 companies)

Types of Investments: Equity (9 companies) Convertible Notes (10 companies) IMPACT INVESTING WE STARTED... A Venture Capital Fund Focused on Impact Investing Suport: Financial TA Criterias to select a company: Social Impact Profitabilty Scalability Investment Thesis (Ed, HC,

Leia mais

Participatory Map of Rio de Janeiro

Participatory Map of Rio de Janeiro Leandro Gomes Souza Geographer Luiz Roberto Arueira da Silva Director of City Information Pereira Passos Institute - City of Rio de Janeiro About us Pereira Passos Institute (IPP) is Rio de Janeiro municipal

Leia mais

Sustainability issues in the Brazilian automotive industry: electric cars and end-of-life vehicles

Sustainability issues in the Brazilian automotive industry: electric cars and end-of-life vehicles Sustainability issues in the Brazilian automotive industry: electric cars and end-of-life vehicles Adcley Souza (adcley.souza@hotmail.com) Sustainability issues in the Brazilian automotive industry: electric

Leia mais

URBAN AGE SOUTH AMERICA CONFERENCE DECEMBER 2008

URBAN AGE SOUTH AMERICA CONFERENCE DECEMBER 2008 URBAN AGE SOUTH AMERICA CONFERENCE DECEMBER 2008 Maria Ruth Amaral de Sampaio Winner of the Urban Age Deutsche Bank Award From the Slum Tenement of Solon Street to the Union Building All rights are reserved

Leia mais

Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios

Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE LETRAS DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios Sandra Sofia Brito da Silva Dissertação

Leia mais

Problemas ambientais urbanos

Problemas ambientais urbanos MEC, 4º ano, 2º sem, 2008-09 Desafios Ambientais e de Sustentabilidade em Engenharia Problemas ambientais urbanos 3ª aula Maria do Rosário Partidário CITIES ENVIRONMENT Inputs Outputs Energy Food Water

Leia mais

Descrição das actividades

Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Em Acção Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho Duração da prova: 15 a 20 minutos Guião D 1.º MOMENTO Intervenientes

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática São Paulo 2010 JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

Leia mais

CARTA DE RECOMENDAÇÃO E PRINCÍPIOS DO FORUM EMPRESARIAL RIO+20 PARA A UNCSD-2012

CARTA DE RECOMENDAÇÃO E PRINCÍPIOS DO FORUM EMPRESARIAL RIO+20 PARA A UNCSD-2012 CARTA DE RECOMENDAÇÃO E PRINCÍPIOS DO FORUM EMPRESARIAL RIO+20 PARA A UNCSD-2012 (CHARTER OF RECOMMENDATION AND PRINCIPLES OF FORUM EMPRESARIAL RIO+20 TO UNCSD-2012) Nós, membros participantes do FÓRUM

Leia mais

Guião M. Descrição das actividades

Guião M. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Inovação Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do trabalho Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO Guião M Intervenientes

Leia mais

Educação Vocacional e Técnica nos Estados Unidos. Érica Amorim Simon Schwartzman IETS

Educação Vocacional e Técnica nos Estados Unidos. Érica Amorim Simon Schwartzman IETS Educação Vocacional e Técnica nos Estados Unidos Érica Amorim Simon Schwartzman IETS Os principais modelos Modelo europeu tradicional: diferenciação no secundário entre vertentes acadêmicas e técnico-profissionais

Leia mais

Local & Regional Development. Expanding the positive impacts of mining projects

Local & Regional Development. Expanding the positive impacts of mining projects Local & Regional Development Expanding the positive impacts of mining projects Defining local and regional development Factors: Economic Social Specific to communities Need for ongoing consultations Link

Leia mais

ANO I Abertura Opening Os primeiros movimentos do jogo Há um ano, três advogados vindos de renomados escritórios de advocacia, onde exerciam funções de destaque, se reuniram em torno de uma idéia:

Leia mais

DPI. Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento de Projetos e Internacionalização Project Development And Internationalization Support Office

DPI. Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento de Projetos e Internacionalização Project Development And Internationalization Support Office DPI Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento de Projetos e Internacionalização Project Development And Internationalization Support Office Apresentação/Presentation Criado em 1 de março de 2011, o Núcleo de

Leia mais

Gerenciamento de projetos SMART GRID

Gerenciamento de projetos SMART GRID Gerenciamento de projetos SMART GRID OBJETIVO Em razão da (o): Grandiosidade e complexidade dos projetos SMART GRID Contexto econômico local e global vs. QUALIDADE dos serviços públicos. p Exigências de

Leia mais

Preposições em Inglês: www.napontadalingua.hd1.com.br

Preposições em Inglês: www.napontadalingua.hd1.com.br Preposições na língua inglesa geralmente vem antes de substantivos (algumas vezes também na frente de verbos no gerúndio). Algumas vezes é algo difícil de se entender para os alunos de Inglês pois a tradução

Leia mais

Galpão aprovado para Build to Suit. Approved site ready for build to suit. Rod. Dom Gabriel Paulino Bueno Couto km 75 Itupeva, SP

Galpão aprovado para Build to Suit. Approved site ready for build to suit. Rod. Dom Gabriel Paulino Bueno Couto km 75 Itupeva, SP Galpão aprovado para Build to Suit Approved site ready for build to suit Rod. Dom Gabriel Paulino Bueno Couto km 75 Itupeva, SP Terreno com projeto aprovado e terraplenagem executada, pronto para o início

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE COIMBRA Coimbra, May 2013. Carlos Souza & Cristina Silva

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE COIMBRA Coimbra, May 2013. Carlos Souza & Cristina Silva ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE COIMBRA Coimbra, May 2013 Carlos Souza & Cristina Silva Population: 10,6 million. According to INE (National Institute of Statistics) it is estimated that more than 2 million

Leia mais

Project Management Activities

Project Management Activities Id Name Duração Início Término Predecessoras 1 Project Management Activities 36 dias Sex 05/10/12 Sex 23/11/12 2 Plan the Project 36 dias Sex 05/10/12 Sex 23/11/12 3 Define the work 15 dias Sex 05/10/12

Leia mais

ACFES MAIORES DE 23 ANOS INGLÊS. Prova-modelo. Instruções. Verifique se o exemplar da prova está completo, isto é, se termina com a palavra FIM.

ACFES MAIORES DE 23 ANOS INGLÊS. Prova-modelo. Instruções. Verifique se o exemplar da prova está completo, isto é, se termina com a palavra FIM. ACFES MAIORES DE 23 ANOS INGLÊS Prova-modelo Instruções Verifique se o exemplar da prova está completo, isto é, se termina com a palavra FIM. A prova é avaliada em 20 valores (200 pontos). A prova é composta

Leia mais

ENERGIA ENERGY USINA HIDRELÉTRICA DE ILHA DOS POMBOS - LIGHT - ENGINEERING DA EPC FORMADA PARA REABILITAÇÃO E REPOTENCIAÇÃO DA USINA

ENERGIA ENERGY USINA HIDRELÉTRICA DE ILHA DOS POMBOS - LIGHT - ENGINEERING DA EPC FORMADA PARA REABILITAÇÃO E REPOTENCIAÇÃO DA USINA ENERGIA ENERGY USINA HIDRELÉTRICA DE ILHA DOS POMBOS - LIGHT - ENGINEERING DA EPC FORMADA PARA REABILITAÇÃO E REPOTENCIAÇÃO DA USINA ILHA DOS POMBOS HYDROELECTRIC POWER PLANT - LIGHT - ENGINEERING SERVICES

Leia mais

Salud Brasil SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE

Salud Brasil SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE Salud Brasil SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE IV EXPOEPI International Perspectives on Air Quality: Risk Management Principles for Oficina de Trabalho: Os Desafios e Perspectivas da Vigilância Ambiental

Leia mais

GUIÃO A. Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho. 1º Momento. Intervenientes e Tempos. Descrição das actividades

GUIÃO A. Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho. 1º Momento. Intervenientes e Tempos. Descrição das actividades Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho GUIÃO A 1º Momento Intervenientes e Tempos Descrição das actividades Good morning / afternoon / evening, A and B. For about three minutes, I would like

Leia mais

GUIÃO A. What about school? What s it like to be there/here? Have you got any foreign friends? How did you get to know them?

GUIÃO A. What about school? What s it like to be there/here? Have you got any foreign friends? How did you get to know them? GUIÃO A Prova construída pelos formandos e validada pelo GAVE, 1/7 Grupo: Chocolate Disciplina: Inglês, Nível de Continuação 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas 1º Momento Intervenientes

Leia mais

Hidráulica Urbana. Urban Hydraulics. Semestre do plano de estudos 2

Hidráulica Urbana. Urban Hydraulics. Semestre do plano de estudos 2 Nome UC Hidráulica Urbana CU Name Código UC 725 Curso MEC Semestre do plano de estudos 2 Área científica Engenharia Civil Duração Semestral Horas de trabalho 164 ECTS 6 Horas de contacto T - 22,5; PL -

Leia mais

TRANSPORTES TRANSPORT ESPORTES SPORTS

TRANSPORTES TRANSPORT ESPORTES SPORTS ESPORTES SPORTS Grêmio Arena 2007 - Porto Alegre/RS Estudos de viabilidade e rentabilidade são associados aos projetos arquitetônicos dos complexos esportivos. Feasibility and profitability studies are

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS UMA VANTAGEM COMPETITIVA COM A TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS AMANDA ZADRES DANIELA LILIANE ELIANE NUNES ELISANGELA MENDES Guarulhos

Leia mais

Educação Ambiental e Coleta Seletiva em Condomínios de Criciúma, SC

Educação Ambiental e Coleta Seletiva em Condomínios de Criciúma, SC Educação Ambiental e Coleta Seletiva em Condomínios de Criciúma, SC BENEDET, Gilca; CARNEIRO, Ana Paula Paz; FURMANSKI, Luana Milak; SOUZA, Thuane Pereira Súmula Criciúma (SC) possui cerca de 192.236 habitantes,

Leia mais

COMITÊ DO ESPECTRO PARA RADIODIFUSÃO - CER SPECTRUM DAY 16.08.2011 A REVISÃO DA REGULAMENTAÇÃO DO USO DA FAIXA DE 3,5 GHZ UMA NECESSIDADE COMPROVADA.

COMITÊ DO ESPECTRO PARA RADIODIFUSÃO - CER SPECTRUM DAY 16.08.2011 A REVISÃO DA REGULAMENTAÇÃO DO USO DA FAIXA DE 3,5 GHZ UMA NECESSIDADE COMPROVADA. COMITÊ DO ESPECTRO PARA RADIODIFUSÃO - CER SPECTRUM DAY 16.08.2011 A REVISÃO DA REGULAMENTAÇÃO DO USO DA FAIXA DE 3,5 GHZ UMA NECESSIDADE COMPROVADA. PAULO RICARDO H. BALDUINO 0 Conteúdo 1. Introdução

Leia mais

SUPLEMENTO AO DIPLOMA DA UNIVERSIDADE DO MINHO (MESTRADO EM ENGENHARIA URBANA) (2º CICLO)

SUPLEMENTO AO DIPLOMA DA UNIVERSIDADE DO MINHO (MESTRADO EM ENGENHARIA URBANA) (2º CICLO) SUPLEMENTO AO DIPLOMA DA UNIVERSIDADE DO MINHO (MESTRADO EM ENGENHARIA URBANA) (2º CICLO) 1 Principal(ais) área(s) de estudo da qualificação: Engenharia Civil - Planeamento Urbanístico Engenharia Civil

Leia mais

BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET

BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET 2015 1 e-mail:mario@labma.ufrj.br Tables BR-EMS, mortality experience of the Brazilian Insurance Market, were constructed,

Leia mais

OFFICE. Office Background

OFFICE. Office Background OFFICE Office Background Since it was founded in 2001, steady growth has been registered by the office in the Brazilian market of corporate law, a field in which our services are exemplary. The consolidation

Leia mais

Guião A. Descrição das actividades

Guião A. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Ponto de Encontro Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO

Leia mais

Searching for Employees Precisa-se de Empregados

Searching for Employees Precisa-se de Empregados ALIENS BAR 1 Searching for Employees Precisa-se de Empregados We need someone who can prepare drinks and cocktails for Aliens travelling from all the places in our Gallaxy. Necessitamos de alguém que possa

Leia mais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais BEM VINDO AO MUNDO RANGEL WELCOME TO RANGEL WORLD Atividade Aduaneira Customs Broker Transporte Marítimo Sea Freight ESPANHA SPAIN Transporte Aéreo Air Freight Expresso Internacional FedEx International

Leia mais

Digital Cartographic Generalization for Database of Cadastral Maps

Digital Cartographic Generalization for Database of Cadastral Maps Mariane Alves Dal Santo marianedalsanto@udesc.br Francisco Henrique de Oliveira chicoliver@yahoo.com.br Carlos Loch cloch@ecv.ufsc.br Laboratório de Geoprocessamento GeoLab Universidade do Estado de Santa

Leia mais

AMBIENTE ENVIRONMENT

AMBIENTE ENVIRONMENT AMBIENTE ENVIRONMENT GERIURB - Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos www.geriurb.pt RETRIA - Triagem e Reciclagem de Resíduos de Construção e Demolição www.retria.pt FACTOR P - Serviços Técnicos de Engenharia,

Leia mais

Prova de Seleção Mestrado LINGUA INGLESA 15/02/2016

Prova de Seleção Mestrado LINGUA INGLESA 15/02/2016 Prova de Seleção Mestrado LINGUA INGLESA 15/02/2016 Instruções aos candidatos: (1) Preencher somente o número de inscrição em todas as folhas. (2) Usar caneta preta ou azul. 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

Leia mais

A Institucionalização da Pessoa Idosa

A Institucionalização da Pessoa Idosa UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Ciências Sociais e Humanas A Institucionalização da Pessoa Idosa Ana Paula Leite Pereira de Carvalho Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Empreendedorismo e Serviço

Leia mais

Integração de Imigrantes

Integração de Imigrantes Integração de Imigrantes ODEMIRA INTEGRA It is a project born from the need to improve and increase support measures, reception and integration of immigrants. 47% of immigrants registered in the district

Leia mais

Câmbio MONEY CHANGER. I d like to exchange some money. Gostaria de cambiar um pouco de dinheiro. Where can I find a money changer?

Câmbio MONEY CHANGER. I d like to exchange some money. Gostaria de cambiar um pouco de dinheiro. Where can I find a money changer? MONEY CHANGER Câmbio I d like to exchange some money. Where can I find a money changer? Gostaria de cambiar um pouco de dinheiro. Onde posso encontrar um câmbio? I d like to exchange (I would) Where can

Leia mais

PROGRAM FOR 3 DAYS in Faial and S. Jorge Islands, Azores

PROGRAM FOR 3 DAYS in Faial and S. Jorge Islands, Azores PROGRAM FOR 3 DAYS in Faial and S. Jorge Islands, Azores THIS PROGRAM AIMS TO TOAST OUR CUSTOMERS WITH THE OPPORTUNITY TO DISCOVER AND EXPLORE THE FAIAL AND S. JORGE ISLANDS. WE HAVE A WIDE RANGE OF CULTURAL

Leia mais

Federal Court of Accounts Brazil (TCU) Auditing Climate Change Policies

Federal Court of Accounts Brazil (TCU) Auditing Climate Change Policies Federal Court of Accounts Brazil (TCU) Auditing Climate Change Policies JUNNIUS MARQUES ARIFA Head of Department of Agriculture and Environmental Audit TCU s mandate and jurisdiction 1. Role of Supreme

Leia mais

EMPREENDEDORISMO JOVEM EM CABO VERDE: necessidades e oportunidades

EMPREENDEDORISMO JOVEM EM CABO VERDE: necessidades e oportunidades Ana Teresa Dias Valente Marline Morais Conceição Vieira de Carvalho Ana Teresa Dias Valente Morais EMPREENDEDORISMO JOVEM EM CABO VERDE: necessidades e oportunidades Dissertação de Mestrado em Intervenção

Leia mais

Modelos de Gestão de Estoques e Otimização do Sistema de Ressuprimento para uma rede de Drogarias

Modelos de Gestão de Estoques e Otimização do Sistema de Ressuprimento para uma rede de Drogarias Dayves Pereira Fernandes de Souza Modelos de Gestão de Estoques e Otimização do Sistema de Ressuprimento para uma rede de Drogarias Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial

Leia mais

Prova Escrita de Inglês

Prova Escrita de Inglês PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho Prova Escrita de Inglês 6º Ano de Escolaridade Prova 06 / 2.ª Fase 7 Páginas Duração da Prova: 90 minutos. 2014 Prova 06/ 2.ª F.

Leia mais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais BEM VINDO AO MUNDO RANGEL WELCOME TO RANGEL WORLD Toda uma organização ao seu serviço! Constituídos em 1980 por Eduardo Rangel, rapidamente marcámos

Leia mais

ANÁLISE DA SUSTENTABILIDADE URBANA NO EMPREENDIMENTO BAIRRO CARIOCA

ANÁLISE DA SUSTENTABILIDADE URBANA NO EMPREENDIMENTO BAIRRO CARIOCA ANÁLISE DA SUSTENTABILIDADE URBANA NO EMPREENDIMENTO BAIRRO CARIOCA Gisele Silva Barbosa Universidade Federal do Rio de Janeiro, Escola Politécnica, Programa de Engenharia Urbana e Departamento de Expressão

Leia mais

Using Big Data to build decision support tools in

Using Big Data to build decision support tools in Using Big Data to build decision support tools in Agriculture Laboratory of Architecture Karen Langona and Computer Networks OSDC PIRE 2013 Edinburgh Workshop Climate and Agricultural Planning Agriculture

Leia mais

Sistema de Reciclagem da Água dos Restos de Concreto

Sistema de Reciclagem da Água dos Restos de Concreto Águas de Restos de Concretos Reciclagem Notas de aula Prof. Eduardo C. S. Thomaz Sistema de Reciclagem da Água dos Restos de Concreto Exemplo: Firma Sohnt / USA - Concrete Reclaimer Conjunto do Sistema

Leia mais

REAL ESTATE MARKET IN BRAZIL

REAL ESTATE MARKET IN BRAZIL REAL ESTATE MARKET IN BRAZIL JOÃO CRESTANA President of Secovi SP and CBIC National Commission of Construction Industry SIZE OF BRAZIL Population distribution by gender, according to age group BRAZIL 2010

Leia mais

Compartilhando Energia Humana. Sharing Human Energy

Compartilhando Energia Humana. Sharing Human Energy Compartilhando Energia Humana Sharing Human Energy A Chevron Brasil tem como estratégia e valor um plano de investimento social voltado para o incentivo à qualificação profissional e ao empreendedorismo

Leia mais

BRIGHAM AND EHRHARDT PDF

BRIGHAM AND EHRHARDT PDF BRIGHAM AND EHRHARDT PDF ==> Download: BRIGHAM AND EHRHARDT PDF BRIGHAM AND EHRHARDT PDF - Are you searching for Brigham And Ehrhardt Books? Now, you will be happy that at this time Brigham And Ehrhardt

Leia mais

POLÍTICAS HABITACIONAIS E PLANEJAMENTO NO BRASIL: INTERVENÇÕES URBANAS NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO

POLÍTICAS HABITACIONAIS E PLANEJAMENTO NO BRASIL: INTERVENÇÕES URBANAS NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS MG INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA NATUREZA (ICN) Aline Rozenthal de Souza Cruz POLÍTICAS HABITACIONAIS E PLANEJAMENTO NO BRASIL: INTERVENÇÕES URBANAS NA REGIÃO METROPOLITANA DE

Leia mais

HOW DO YOU BECOME A LAWYER IN BRAZIL?

HOW DO YOU BECOME A LAWYER IN BRAZIL? HOW DO YOU BECOME A LAWYER IN BRAZIL? Doing Business in Brazil: Pathways to Success, Innovation and Access under the Legal Framework Keynote Speaker: Mr. José Ricardo de Bastos Martins Partner of Peixoto

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO DO BRASIL

DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO DO BRASIL DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO DO BRASIL MOURA, A. L. A. 1 ; SÁ, L. A. C. M 2 RESUMO - A presente pesquisa está sendo desenvolvida com o objetivo de formular uma base de dados espaciais

Leia mais

REDUZIR, REUTILAR E RECICLAR PAPEL

REDUZIR, REUTILAR E RECICLAR PAPEL 1 FACULDADE ASSIS GURGACZ - FAG FÁBIO PROVIN - 200711664 REDUZIR, REUTILAR E RECICLAR PAPEL CASCAVEL - FAG 2009 FACULDADE ASSIS GURGACZ - FAG FÁBIO PROVIN - 200711664 2 REDUZIR, REUTILAR E RECICLAR PAPEL

Leia mais

WWW.SANTINIEROCHA.COM.BR

WWW.SANTINIEROCHA.COM.BR WWW.SANTINIEROCHA.COM.BR PERFIL DA EMPRESA / PROFILE Sediada em Porto Alegre / RS Brasil, a Santini & Rocha Arquitetos vem trabalhando há 30 anos no desenvolvimento de projetos nas mais diversas áreas

Leia mais

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 75/2013

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 75/2013 PASSO A PASSO DO DYNO Ao final desse passo a passo você terá o texto quase todo traduzido. Passo 1 Marque no texto as palavras abaixo. (decore essas palavras, pois elas aparecem com muita frequência nos

Leia mais

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt.

NORMAS PARA AUTORES. As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. NORMAS PARA AUTORES As normas a seguir descritas não dispensam a leitura do Regulamento da Revista Portuguesa de Marketing, disponível em www.rpm.pt. COPYRIGHT Um artigo submetido à Revista Portuguesa

Leia mais

Normas Gráficas do Símbolo e Logótipo aicep Portugal Global aicep Portugal Global Symbol and Logo Graphic Guidelines Capítulo 1 Chapter 1

Normas Gráficas do Símbolo e Logótipo aicep Portugal Global aicep Portugal Global Symbol and Logo Graphic Guidelines Capítulo 1 Chapter 1 Normas Gráficas do Símbolo e Logótipo aicep Portugal Global aicep Portugal Global Symbol and Logo Graphic Guidelines Capítulo 1 Chapter 1 Introdução Introduction Normas Gráficas Este manual fornece os

Leia mais

GIS in Disaster Risk Management in Mozambique

GIS in Disaster Risk Management in Mozambique GIS in Disaster Risk Management in Mozambique 1 Contents 1. Disasters in Mozambique 2. Role of GIS 3. Some Examples 4. CIG Profile 2 1. Disasters in Mozambique Frequent disasters are: Droughts Floods (+

Leia mais

ACEF/1112/02477 Decisão de apresentação de pronúncia

ACEF/1112/02477 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1112/02477 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1112/02477 Decisão de apresentação de pronúncia Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da Comissão de Avaliação Externa 1. Tendo recebido

Leia mais

Educação Ambiental no Ensino Fundamental: Perfil e Diagnóstico em Escolas do Semi-Árido Alagoano Um Estudo de Caso.

Educação Ambiental no Ensino Fundamental: Perfil e Diagnóstico em Escolas do Semi-Árido Alagoano Um Estudo de Caso. Educação Ambiental no Ensino Fundamental: Perfil e Diagnóstico em Escolas do Semi-Árido Alagoano Um Estudo de Caso. Valéria da Silva Araújo (Universidade Estadual de Alagoas-UNEAL) valeria.cnpq@gmail.com

Leia mais

EIXO TEMÁTICO. 1- Educação ambiental: concepções e políticas públicas

EIXO TEMÁTICO. 1- Educação ambiental: concepções e políticas públicas EIXO TEMÁTICO 1- Educação ambiental: concepções e políticas públicas 11 CONCEPÇÕES AMBIENTAIS DE EDUCANDOS DAS SÉRIES FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL PERTENCENTES A INSTITUIÇÃO BENEFICENTE DE JUNDIAÍ- SP

Leia mais

Aqui pode escolher o Sistema operativo, e o software. Para falar, faça download do Cliente 2.

Aqui pode escolher o Sistema operativo, e o software. Para falar, faça download do Cliente 2. TeamSpeak PORTUGUES ENGLISH Tutorial de registo num servidor de TeamSpeak Registration tutorial for a TeamSpeak server Feito por [WB ].::B*A*C*O::. membro de [WB ] War*Brothers - Non Dvcor Dvco Made by:

Leia mais

Consultoria em Direito do Trabalho

Consultoria em Direito do Trabalho Consultoria em Direito do Trabalho A Consultoria em Direito do Trabalho desenvolvida pelo Escritório Vernalha Guimarães & Pereira Advogados compreende dois serviços distintos: consultoria preventiva (o

Leia mais

FACULDADE ENIAC ENIAC INOVATTION CÉLULA DE PROJETOS CIENTÍFICOS

FACULDADE ENIAC ENIAC INOVATTION CÉLULA DE PROJETOS CIENTÍFICOS FACULDADE ENIAC ENIAC INOVATTION CÉLULA DE PROJETOS CIENTÍFICOS SISTEMA PARA A INSERÇÃO DE DEFICIENTES VISUAIS NA LINHA DE PRODUÇÃO RELATÓRIO DE PESQUISA CIENTÍFCA... Guarulhos 2014 SISTEMA PARA A INSERÇÃO

Leia mais

O ÊXODO RURAL E A BUSCA PELA EDUCAÇÃO DENTRO DA EEEFM HONÓRIO FRAGA.

O ÊXODO RURAL E A BUSCA PELA EDUCAÇÃO DENTRO DA EEEFM HONÓRIO FRAGA. O ÊXODO RURAL E A BUSCA PELA EDUCAÇÃO DENTRO DA EEEFM HONÓRIO FRAGA. TORREZANI, Samuel Paulo 1 PAZINATO, Mateus Francisco 2 TRINDADE, Flavio Hubner 3 NEVES, Bianca Pereira das 4 RESUMO: O presente trabalho

Leia mais

Online Collaborative Learning Design

Online Collaborative Learning Design "Online Collaborative Learning Design" Course to be offered by Charlotte N. Lani Gunawardena, Ph.D. Regents Professor University of New Mexico, Albuquerque, New Mexico, USA July 7- August 14, 2014 Course

Leia mais

Diálogos entre a universidade e as comunidades populares: território saúde e meio ambiente, programa conexões de saberes

Diálogos entre a universidade e as comunidades populares: território saúde e meio ambiente, programa conexões de saberes Diálogos entre a universidade e as comunidades populares: território saúde e meio ambiente, programa conexões de saberes Marianne de Souza Nunes 1 ; Daiani Mayer Ribeiro 2 ; Kátia Valença Correia Leandro

Leia mais

assumptions of that particular strengthening the participation of families and local communities in the strategic direction of schools, not taking

assumptions of that particular strengthening the participation of families and local communities in the strategic direction of schools, not taking Agradecimentos A dissertação do Mestrado que adiante se apresenta resulta na concretização de um projecto que me parecia difícil mas não impossível de alcançar. Foram meses seguidos de trabalho de investigação,

Leia mais

CELSO GALLIZA PLANEJAMENTO E GESTÃO ESTRATÉGICA DA MANUTENÇÃO PREDIAL NO PODER JUDICIÁRIO DE SANTA CATARINA

CELSO GALLIZA PLANEJAMENTO E GESTÃO ESTRATÉGICA DA MANUTENÇÃO PREDIAL NO PODER JUDICIÁRIO DE SANTA CATARINA CELSO GALLIZA PLANEJAMENTO E GESTÃO ESTRATÉGICA DA MANUTENÇÃO PREDIAL NO PODER JUDICIÁRIO DE SANTA CATARINA FLORIANÓPOLIS SC 2008 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS DA

Leia mais

Interoperability through Web Services: Evaluating OGC Standards in Client Development for Spatial Data Infrastructures

Interoperability through Web Services: Evaluating OGC Standards in Client Development for Spatial Data Infrastructures GeoInfo - 2006 Interoperability through Web Services: Evaluating OGC Standards in Client Development for Spatial Data Infrastructures Leonardo Lacerda Alves Clodoveu A. Davis Jr. Information Systems Lab

Leia mais

6 Não será permitido o uso de dicionário.

6 Não será permitido o uso de dicionário. 1 2 3 4 5 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Se, em qualquer outro local deste Caderno, você assinar, rubricar,

Leia mais

POLÍTICA PÚBLICA DE APOIO A ECONOMIA SOLIDÁRIA NO BRASIL: CONCEPÇÕES E DIRETRIZES DOS PROGRAMAS E AÇÕES DO GOVERNO NOS ANOS RECENTES

POLÍTICA PÚBLICA DE APOIO A ECONOMIA SOLIDÁRIA NO BRASIL: CONCEPÇÕES E DIRETRIZES DOS PROGRAMAS E AÇÕES DO GOVERNO NOS ANOS RECENTES POLÍTICA PÚBLICA DE APOIO A ECONOMIA SOLIDÁRIA NO BRASIL: CONCEPÇÕES E DIRETRIZES DOS PROGRAMAS E AÇÕES DO GOVERNO NOS ANOS RECENTES Autor (a): Sabrina Carla A. da Silva Departamento de Economia - UFRN

Leia mais

Teoria Económica Clássica e Neoclássica

Teoria Económica Clássica e Neoclássica Teoria Económica Clássica e Neoclássica Nuno Martins Universidade dos Açores Jornadas de Estatística Regional 29 de Novembro, Angra do Heroísmo, Portugal Definição de ciência económica Teoria clássica:

Leia mais

CITIES AND BRAZILIAN POLICY FOR CLIMATE CHANGE

CITIES AND BRAZILIAN POLICY FOR CLIMATE CHANGE CITIES AND BRAZILIAN POLICY FOR CLIMATE CHANGE NOVEMBER 2010 Laura Machado de Mello Bueno PUC Campinas Research group Water in urban environment Environmental problems, climate change and social justice

Leia mais

Semestre do plano de estudos 1

Semestre do plano de estudos 1 Nome UC Inglês CU Name Código UC 6 Curso LEC Semestre do plano de estudos 1 Área científica Gestão Duração Semestral Horas de trabalho 54 ECTS 2 Horas de contacto TP - 22,5 Observações n.a. Docente responsável

Leia mais

A Cloud Computing Architecture for Large Scale Video Data Processing

A Cloud Computing Architecture for Large Scale Video Data Processing Marcello de Lima Azambuja A Cloud Computing Architecture for Large Scale Video Data Processing Dissertação de Mestrado Dissertation presented to the Postgraduate Program in Informatics of the Departamento

Leia mais

O papel do MBA na carreira do executivo

O papel do MBA na carreira do executivo O papel do MBA na carreira do executivo Renata Fabrini 09.03.2010 CONFERÊNCIA ANAMBA E ENCONTRO REGIONAL LATINO AMERICANO DO EMBA COUNCIL 2010 sobre a Fesa maior empresa consultoria especializada com atuação

Leia mais

What is Bullying? Bullying is the intimidation or mistreating of weaker people. This definition includes three important components:1.

What is Bullying? Bullying is the intimidation or mistreating of weaker people. This definition includes three important components:1. weaker people. This definition includes three important components:1. Bullying is aggressive behavior that involves unwanted, negative actions. 2. Bullying involves a pattern of behavior repeated over

Leia mais

Inglês. Guião. Teste Intermédio de Inglês. Parte IV Interação oral em pares. Teste Intermédio

Inglês. Guião. Teste Intermédio de Inglês. Parte IV Interação oral em pares. Teste Intermédio Teste Intermédio de Inglês Parte IV Interação oral em pares Teste Intermédio Inglês Guião Duração do Teste: 10 a 15 minutos De 25.02.2013 a 10.04.2013 9.º Ano de Escolaridade D TI de Inglês Página 1/ 7

Leia mais

PRESS RELEASE. Mecanismos fiscais aos Business Angels sucedem-se um pouco por todo o mundo

PRESS RELEASE. Mecanismos fiscais aos Business Angels sucedem-se um pouco por todo o mundo PRESS RELEASE 8 de Dezembro de 2009 Mecanismos fiscais aos Business Angels sucedem-se um pouco por todo o mundo FNABA representou Portugal, em Pequim (China), na First Global Conference da World Business

Leia mais

SEE Workshop 2: Design Support for SMEs & Public Sector

SEE Workshop 2: Design Support for SMEs & Public Sector SEE Workshop 2: Design Support for SMEs & Public Sector Brussels, 12 December 2012 Session 1: Attitudes to Design and Raising Awareness of Design Raising Awareness of a Region s Design Sector Paredes Centre

Leia mais

Tese / Thesis Work Análise de desempenho de sistemas distribuídos de grande porte na plataforma Java

Tese / Thesis Work Análise de desempenho de sistemas distribuídos de grande porte na plataforma Java Licenciatura em Engenharia Informática Degree in Computer Science Engineering Análise de desempenho de sistemas distribuídos de grande porte na plataforma Java Performance analysis of large distributed

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO NOTICIOSA EM COMUNIDADE ONLINE PARA O SÉNIOR RENATO MIGUEL SILVA COSTA. Departamento de Comunicação e Arte !!!!!!!!!

ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO NOTICIOSA EM COMUNIDADE ONLINE PARA O SÉNIOR RENATO MIGUEL SILVA COSTA. Departamento de Comunicação e Arte !!!!!!!!! Universidade de Aveiro 2012 Departamento de Comunicação e Arte RENATO MIGUEL SILVA COSTA ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO NOTICIOSA EM COMUNIDADE ONLINE PARA O SÉNIOR RENATO MIGUEL SILVA COSTA Universidade de

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL UTILIZAÇÃO DA ENGENHARIA TERRITORIAL PARA A INDUÇÃO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DAS ÁREAS CIRCUNDANTES AOS

Leia mais

Erasmus Student Work Placement

Erasmus Student Work Placement Erasmus Student Work Placement EMPLOYER INFORMATION Name of organisation Address Post code Country SPORT LISBOA E BENFICA AV. GENERAL NORTON DE MATOS, 1500-313 LISBOA PORTUGAL Telephone 21 721 95 09 Fax

Leia mais

Banca examinadora: Professor Paulo N. Figueiredo, Professora Fátima Bayma de Oliveira e Professor Joaquim Rubens Fontes Filho

Banca examinadora: Professor Paulo N. Figueiredo, Professora Fátima Bayma de Oliveira e Professor Joaquim Rubens Fontes Filho Título: Direção e Taxa (Velocidade) de Acumulação de Capacidades Tecnológicas: Evidências de uma Pequena Amostra de Empresas de Software no Rio de Janeiro, 2004 Autor(a): Eduardo Coelho da Paz Miranda

Leia mais

Estereoscopia Digital no Ensino da Química AGRADECIMENTOS

Estereoscopia Digital no Ensino da Química AGRADECIMENTOS AGRADECIMENTOS O findar desta dissertação é o momento indicado para agradecer ao Professor Doutor João Carlos de Matos Paiva pela sua grande ajuda, pela disponibilidade sempre manifestada, pelo seu empenho

Leia mais

Responsabilidade Social no Ensino em Administração: um estudo exploratório sobre a visão dos estudantes de graduação

Responsabilidade Social no Ensino em Administração: um estudo exploratório sobre a visão dos estudantes de graduação Renata Céli Moreira da Silva Responsabilidade Social no Ensino em Administração: um estudo exploratório sobre a visão dos estudantes de graduação Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa

Leia mais

Otimização geral de processos (OEE) Fabian Prehn Campinas Setembro 2014

Otimização geral de processos (OEE) Fabian Prehn Campinas Setembro 2014 Otimização geral de processos (OEE) Fabian Prehn Campinas Setembro 2014 Agenda Agenda Futuro da produção farmacêutica Future of pharmaceutical production Compressão como principal ponto no processo de

Leia mais

Prologis CCP Castelo 46. Rodovia Presidente Castelo Branco (SP 280) - km 46

Prologis CCP Castelo 46. Rodovia Presidente Castelo Branco (SP 280) - km 46 Prologis CCP Castelo 46 Rodovia Presidente Castelo Branco (SP 280) - km 46 Prologis CCP Castelo 46 Rodovia Presidente Castelo Branco, (SP 280) km 46 - Araçariguama/SP 23 27 46.84 S 47 2 46.54 O O acesso

Leia mais

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS THE CAPITAL STRUCTURE: AN ANALYSE ON INSURANCE COMPANIES FREDERIKE MONIKA BUDINER METTE MARCO ANTÔNIO DOS SANTOS MARTINS PAULA FERNANDA BUTZEN

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular Ano letivo 2014/15

Ficha de Unidade Curricular Ano letivo 2014/15 Ficha de Unidade Curricular Ano letivo 2014/15 Unidade curricular: / Curricular Unit: Sociologia da Comunicação Sociology of Communication Docente responsável e respectivas horas de contacto na unidade

Leia mais