LEI DOS SÍMBOLOS NACIONAIS E DISTRITAIS REPÚBLICA DE PORTO CLARO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LEI DOS SÍMBOLOS NACIONAIS E DISTRITAIS REPÚBLICA DE PORTO CLARO"

Transcrição

1 LEI DOS SÍMBOLOS NACIONAIS E DISTRITAIS REPÚBLICA DE PORTO CLARO CAPÍTULO I Disposição Preliminar Art. 1 São Símbolos Nacionais: I - a Bandeira Nacional; II - o Hino Nacional; III - o Brasão Republicano; e IV - o Selo Nacional. Art. 2º São Símbolos Distritais: I - a Bandeira do Distrito Nacional; II - a Bandeira do Distrito de Campos Bastos; III - a Bandeira do Distrito de Comidinne; IV - a Bandeira do Distrito de Danielle; V - a Bandeira do Distrito de Nouvelle Rouen; e VI - a Bandeira do Distrito de Pirraines. CAPÍTULO II Da forma dos Símbolos Nacionais SEÇÃO I Dos Símbolos em Geral Art. 3º Consideram-se padrões dos Símbolos Nacionais os modelos compostos em conformidade com as especificações e regras básicas estabelecidas na presente lei. SEÇÃO II Da Bandeira Nacional Art. 4 A Bandeira Nacional tem forma estabelecida no Anexo 1 desta lei. 1º A Bandeira Nacional tem o formato retangular com as medidas utilizando o padrão de 10 módulos de largura por 6 módulos de altura. 2º Possui três faixas horizontais de 10 módulos de largura por 2 módulos de altura. A primeira faixa na cor Laranja, formato RGB: R:230, G:120 e B:20, a segunda faixa na cor Branca, formato RGB: R:255, G:255 e B:255; e a terceira faixa na cor Preta, formato RGB: R:0, G:0 e B:0. No centro possui uma estrela de quatro pontas em diagonal na cor Laranja, formato RGB: R:230, G:120 e B:20, com abertura entre as pontas no tamanho de um circulo medindo 3 módulos de diâmetro. Sobre esta estrela há uma outra estrela de quatro pontas na cor Amarela, formato RGB: R:255, G:245 e B:0, com abertura entre as pontas no tamanho de um circulo medindo 4 módulos de diâmetro. Sobre ambas as estrelas há um círculo com o diâmetro de 1,25 módulo na cor Vermelha, formato RGB: R:255, G:0 e B:0. SEÇÃO III Do Hino Nacional Art. 5 O Hino Nacional e composto do poema de Rubens Figueiredo, poema esse escolhido pela população em concurso público realizado pelo Governo Nacional em 03 de junho de 2012, conforme consta do Anexo 2 desta lei.

2 SEÇÃO IV Do Brasão Republicano Art. 6 O Brasão Republicano é representado pela imagem da estrela conforme Anexo 3 desta lei. 1º O Brasão Republicano tem o formato da Rosa dos Ventos com suas quatro direções fundamentais e suas intermediárias com as medidas utilizando o padrão de 10 módulos de largura por 10 módulos de altura. 2º As quatro pontas que indicam as direções fundamentais tem a medida de 4 módulos de altura por 2 módulos de largura divididas em 2 triângulos retos nas cores Vermelha, formato RGB: R:255, G:0 e B:0, e Azul, formato RGB: R0, G:150 e B:255. As quatro pontas que indicam as direções intermediárias tem a medida de 3 módulos de altura por 1 módulo de largura na cor Vermelha, formato RGB: R:255, G:0 e B:0. Sobre a Rosa dos Ventos há um círculo com diâmetro de 3,5 módulos na cor Branca, formato RGB: R:255, G:255 e B:255. Sobre este circulo há uma estrela de quatro pontas em diagonal na cor Laranja, formato RGB: R:230, G:120 e B:20, com abertura entre as pontas no tamanho de um círculo medindo 1,75 módulos de diâmetro. Sobre esta estrela há uma outra estrela de quatro pontas na cor Amarela, formato RGB: R:255, G:245 e B:0, com abertura entre as pontas no tamanho de um círculo medindo 3,5 módulos de diâmetro. Sobre ambas as estrelas há um círculo com o diâmetro de 1,093 módulos na cor Vermelha, formato RGB: R:255, G:0 e B:0. SEÇÃO V Do Selo Nacional Art. 7 O Selo Nacional é representado pela imagem do farol conforme Anexo 4 desta lei. CAPÍTULO III Da forma dos Símbolos Distritais SEÇÃO I Dos Símbolos em Geral Art. 8º Consideram-se padrões dos Símbolos Distritais os modelos compostos de conformidade com as especificações e regras básicas estabelecidas na presente lei. SEÇÃO II Da Bandeira do Distrito Nacional Art. 9 A Bandeira do Distrito Nacional é representado pela imagem conforme Anexo 5 desta lei. 1º A Bandeira do Distrito Nacional tem o formato retangular com as medidas utilizando o padrão de 10 módulos de largura por 6 módulos de altura. 2º Possui o fundo na cor Laranja, formato RGB: R:230, G:120 e B:20, sobre o fundo ao centro possui um círculo com diâmetro de 5 módulos na cor Branca, formato RGB: R:255, G:255 e B:255. Sobre este circulo há uma estrela de quatro pontas em diagonal na cor Laranja, formato RGB: R:230, G:120 e B:20, com abertura entre as pontas no tamanho de um circulo medindo 3 módulos de diâmetro. Sobre esta estrela há uma outra estrela de quatro pontas na cor Amarela, formato RGB: R:255, G:245 e B:0, com abertura entre as pontas no tamanho de um circulo medindo 4 módulos de diâmetro. Sobre ambas as estrelas há um círculo com o diâmetro de 1,25 módulo na cor Vermelha, formato RGB: R:255, G:0 e B:0.

3 SEÇÃO III Da Bandeira do Distrito de Campos Bastos Art. 10 A Bandeira do Distrito de Campos Bastos é representado pela imagem conforme Anexo 6 desta lei. 1º A Bandeira do Distrito de Campos Bastos tem o formato retangular com as medidas utilizando o padrão de 10 módulos de largura por 6 módulos de altura. 2º O fundo na cor Amarela, formato RGB: R:255, G:245 e B:0. Sobre este possui dois triângulos isósceles na posição horizontal, espelhados, com os vértices se tocando, tem a base medindo 6 módulos e a altura medindo 5 módulos ambos na cor Verde, formato RGB: R:0, G:255 e B:0 Sobre eles há uma faixa horizontal medindo 10 módulos de largura por 1 módulo de altura na cor Vermelha, formato RGB: R:255, G:0 e B:0. No centro há um escudo com a ponta redonda medindo 2,5 módulos de largura por 3 módulos de altura, cortado. A primeira seção na cor Verde, formato RGB: R:0, G:255 e B:0, a segunda seção na cor Vermelha, formato RGB: R:255, G:0 e B:0, e a terceira seção na cor Bege, formato RGB: R:255, G:250 e B:115. Sobre o escudo há uma estrela de 8 pontas medindo 2 módulos, nas pontas horizontais e verticais, 1 módulo nas pontas diagonais, na cor Azul, formato RGB: R:0, G:145 e B:255. Sobre a estrela há um círculo medindo 0,5 módulo de diâmetro na cor Branca, formato RGB: R:255, G:255 e B:255. Como suporte do escudo há dois Ramos de Cafeeiro cuja as hastes de cruzam abaixo. SEÇÃO IV Da Bandeira do Distrito de Comidinne Art. 11º A Bandeira do Distrito de Comidinne é representado pela imagem conforme Anexo 7 desta lei. 1º A Bandeira do Distrito de Comidinne tem o formato retangular com as medidas utilizando o padrão de 10 módulos de largura por 6 módulos de altura. 2º Possui ao fundo 5 faixas horizontais medindo 10 módulos de largura por 0,666 módulos de altura na cor Preta, formato RGB: R:0, G:0 e B:0, intercaladas com 4 faixas horizontais medindo 10 módulos de largura por 0,666 módulos de altura na cor Laranja, formato RGB: R:230, G:120 e B:20. No canto superior esquerdo possui um retângulo medindo 5 módulos de largura por 3,333 módulos de altura com fundo na cor Azul, formato RGB: R:0, G:145 e B:255. Sobre este retângulo ao centro possui um círculo com diâmetro de 3 módulos na cor Branca, no formato RGB: R:255, G:255 e B:255, no centro deste círculo possui uma estrela de quatro pontas em diagonal na cor Laranja, formato RGB: R:230, G:120 e B:20, com abertura entre as pontas no tamanho de um circulo medindo 2,25 módulos de diâmetro. Sobre esta estrela há uma outra estrela de quatro pontas na cor Amarela, formato RGB: R:255, G:245 e B:0, com abertura entre as pontas no tamanho de um circulo medindo 3 módulos de diâmetro. Sobre ambas as estrelas há um círculo com o diâmetro de 1,25 módulo na cor Vermelha, formato RGB: R:255, G:0 e B:0. SEÇÃO V Da Bandeira do Distrito de Danielle Art. 12º A Bandeira do Distrito de Danielle é representado pela imagem conforme Anexo 8 desta lei. 1º A Bandeira do Distrito de Danielle tem o formato retangular com as medidas utilizando o padrão de 10 módulos de largura por 6 módulos de altura. 2º Possui como fundo três faixas horizontais medindo 10 módulos de largura por 2 módulos de altura, a primeira na cor Verde, formato RGB: R:0, G:255 e B:0, a segunda na cor Preta,

4 formato RGB: R:0, G:0 e B:0, e a terceira na cor Vermelha, formato RGB: R:255, G:0 e B:0. No canto superior esquerdo sobre a faixa Verde, estando há 0,5 módulo de distância da lateral, há uma Coroa Real sem forro medindo 2 módulos de largura por 2 módulos de altura. SEÇÃO VI Da Bandeira do Distrito de Nouvelle Rouen Art. 13º A Bandeira do Distrito de Nouvelle Rouen é representado pela imagem conforme Anexo 9 desta lei. 1º A Bandeira do Distrito de Nouvelle Rouen tem o formato retangular com as medidas utilizando o padrão de 10 módulos de largura por 6 módulos de altura. 2º Possui o fundo na cor Lilás, formato RGB: R:20, G:20 e B:110. Sobre o fundo há duas faixas na cor Vermelha, formato RGB: R:255, G:0 e B:0, sendo uma na horizontal ao centro medindo 10 módulos de largura por 1 módulo de altura, e a segunda na vertical deslocada 1,5 módulos há esquerda do centro, medindo 1 módulo de largura por 6 módulos de altura. Sobre o fundo há seis imagens representando a Flor de Lótus na cor Branca, formato RGB: R:255, G:255 e B:255, medindo 1,5 módulos de largura por 1,5 módulos de altura, dispostas três abaixo tendo como ponto central no eixo vertical na posição de 1,5 módulo e o eixo horizontal nas posições de1,5 módulo, 5,5 módulos e 9,5 módulos, e três acima tendo como ponto central no eixo vertical na posição de 5 módulos e o eixo horizontal nas posições de1,5 módulo, 5,5 módulos e 9,5 módulos. SEÇÃO VII Da Bandeira do Distrito de Pirraines Art. 14º A Bandeira do Distrito de Pirraines Rouen é representado pela imagem conforme Anexo 10 desta lei. 1º A Bandeira do Distrito de Pirraines tem o formato retangular com as medidas utilizando o padrão de 10 módulos de largura por 6 módulos de altura. 2º O fundo possui três faixas verticais, sendo a primeira faixa na cor Azul, formato RGB: R:0, G:145 e B:255, medindo 3,333 módulos de largura por 6 módulos de altura, a segunda faixa na cor Branca, formato RGB: R:255, G:255 e B:255, medindo 3,334 módulos de largura por 6 módulos de altura, e a terceira faixa na cor Vermelha, formato RGB: R:255, G:0 e B:0, medindo 3,333 módulos de largura por 6 módulos de altura. Sobre a faixa Branca, no centro, há uma escudo oval cortado. A primeira seção é na cor Azul, formato RGB: R:0, G:170 e B:255, com a silhueta de uma Serra, destacando-se um Pico na cor Ocre, formato RGB: R:140, G:105 e B:45, a segunda seção é na cor Verde, formato RGB: R:0, G:255 e B:0, e a terceira seção é, novamente, na cor Azul, formato RGB: R:0, G:170 e B:255. O escudo é circundado por uma Corda de Ouro na cor Amarela, formato RGB: R:255, G:245 e B:0. Colocado brocante, uma Águia na cor Cinza, formato RGB: R:195, G:195 e B:195, com asas abertas, na atitude de alçar vôo. Como suporte do escudo há dois Ramos de cafeeiro cuja as hastes se cruzam abaixo. CAPÍTULO IV Disposição Gerais Art.15º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. Art. 16 Revogam-se as disposições em contrário. São Herculano,?? de???? de 2012.

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

Identidade Visual. 4Normas para a construção da Marca 4Utilizações corretas 4Aplicações em material Promocional

Identidade Visual. 4Normas para a construção da Marca 4Utilizações corretas 4Aplicações em material Promocional Identidade Visual 4Normas para a construção da Marca 4Utilizações corretas 4Aplicações em material Promocional ÍNDICE Introdução A Marca A Tipografia Um pouco da História... 03 Diagrama da Estrutura 04

Leia mais

Exame de Seleção à 1 a Série do Ensino Médio 2006 30/10/2005

Exame de Seleção à 1 a Série do Ensino Médio 2006 30/10/2005 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS COLÉGIO DE APLICAÇÃO SETOR CURRICULAR DE MATEMÁTICA Instruções: Exame de Seleção à 1 a Série do Ensino Médio 006 30/10/005

Leia mais

Cédula de R$ 100,00. R$ 100,00 Dimensões: 140 x 65 mm. Cor predominante: azul

Cédula de R$ 100,00. R$ 100,00 Dimensões: 140 x 65 mm. Cor predominante: azul Cédula de R$ 100,00 R$ 100,00 Dimensões: 140 x 65 mm. Cor predominante: azul 1 - Marca d água Segure a cédula contra a luz, olhando para o lado que contém a numeração. Observe na área clara, do lado esquerdo,

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE COLNIZA GABINETE DA PREFEITA. Lei n.º 162-3/2004. Súmula :

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE COLNIZA GABINETE DA PREFEITA. Lei n.º 162-3/2004. Súmula : ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE COLNIZA GABINETE DA PREFEITA Lei n.º 162-3/2004 Súmula : Dispõe sobre a criação e oficialização dos símbolos municipais: o Hino de Colniza/MT e a Bandeira

Leia mais

Philatécnica. versão em Português, por Ricardo Feliberto. Definitivos

Philatécnica. versão em Português, por Ricardo Feliberto. Definitivos Philatécnica Álbum de Selos do Brasil versão em Português, por Ricardo Feliberto Definitivos www.philatecnica.com.br: Todos os direitos reservados. O titular dos Direitos Autorais licenciou a presente

Leia mais

Projeto 49 Semanas - Blocos 01 a 10 Por Eliana Zerbinatti (Tia Lili) www.panoxadrez.com.br

Projeto 49 Semanas - Blocos 01 a 10 Por Eliana Zerbinatti (Tia Lili) www.panoxadrez.com.br Projeto 49 Semanas - Blocos 01 a 10 Por Eliana Zerbinatti (Tia Lili) www.panoxadrez.com.br Visite a nossa loja virtual com quase 2.000 tecidos nacionais e importados e centenas de acessórios para patchwork

Leia mais

Bens roubados no Peru

Bens roubados no Peru Bens roubados no Peru Total: 21 peças Data do desaparecimento: 28 de agosto de 2015 Tipo de bem: Artefatos arqueológicos Acervo ao qual pertence: Museu Arqueológico José Maria Morante Maldonado, Universidade

Leia mais

Bem-vindo ao CorelDRAW, um programa abrangente de desenho e design gráfico baseado em vetor para o profissional gráfico.

Bem-vindo ao CorelDRAW, um programa abrangente de desenho e design gráfico baseado em vetor para o profissional gráfico. Criar um logotipo Bem-vindo ao CorelDRAW, um programa abrangente de desenho e design gráfico baseado em vetor para o profissional gráfico. Neste tutorial, você criará um logotipo para uma cafeteria imaginária.

Leia mais

RENOVAÇÃO DA MARCA. Manual Expresso

RENOVAÇÃO DA MARCA. Manual Expresso RENOVAÇÃO DA MARCA Manual Expresso Índice Introdução Conhecendo a Marca 03 Registros Históricos 04 Estudo de Caso Evolução da Marca 05 Apresentação do Novo Escudo 06 Regras de aplicação 07 Usos indevidos

Leia mais

LEI Nº 5.700, DE 1º DE SETEMBRO DE 1971

LEI Nº 5.700, DE 1º DE SETEMBRO DE 1971 LEI Nº 5.700, DE 1º DE SETEMBRO DE 1971 Dispõe sobre a Forma e a Apresentação dos Símbolos Nacionais, e dá outras Providências.... CAPÍTULO II DA FORMA DOS SÍMBOLOS NACIONAIS... Seção II Da Bandeira Nacional

Leia mais

Dia da bandeira Tá na cara que é orgulho

Dia da bandeira Tá na cara que é orgulho Dia da bandeira Tá na cara que é orgulho 19 de novembro Hino à Bandeira Música de Francisco Braga Letra de Olavo Bilac Apresentado pela primeira vez em 15 de agosto de 1906 (Extraído do livro Bandeira

Leia mais

Símbolos Nacionais (www.planalto.gov.br)

Símbolos Nacionais (www.planalto.gov.br) Símbolos Nacionais (www.planalto.gov.br) Os símbolos e hinos são manifestações gráficas e musicais, de importante valor histórico, criadas para transmitir o sentimento de união nacional e mostrar a soberania

Leia mais

Simulado OBM Nível 2

Simulado OBM Nível 2 Simulado OBM Nível 2 Gabarito Comentado Questão 1. Quantos são os números inteiros x que satisfazem à inequação? a) 13 b) 26 c) 38 d) 39 e) 40 Entre 9 e 49 temos 39 números inteiros. Questão 2. Hoje é

Leia mais

Manual de identidade. Centro de Informação Europeia Jacques Delors

Manual de identidade. Centro de Informação Europeia Jacques Delors Manual de identidade (CIEJD) Direcção-Geral dos Assuntos Europeus (DGAE) Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) Autor: Carla Lopes design.avulso@gmail.com www.designavulso.blogspot.com Acesso em linha:

Leia mais

HERÁLDICA DAS INSTITUIÇÕES AUTÁRQUICAS

HERÁLDICA DAS INSTITUIÇÕES AUTÁRQUICAS HERÁLDICA DAS INSTITUIÇÕES AUTÁRQUICAS No âmbito da heráldica das instituições autárquicas do concelho de Grândola, há que referir os brasões e símbolos do Município e das freguesias de Azinheira de Barros

Leia mais

CALEIDOSCÓPIOS DIÉDRICOS

CALEIDOSCÓPIOS DIÉDRICOS CALEIDOSCÓPIOS DIÉDRICOS SIMETRIAS NO PLANO Introdução O conceito de simetria de figuras planas representadas em obras de arquitetura, de arte, de decoração e em numerosos exemplos naturais, intuitivamente

Leia mais

Manual de Identidade Visual do Governo Federal na Internet. SECOM/PR Fevereiro de 2012

Manual de Identidade Visual do Governo Federal na Internet. SECOM/PR Fevereiro de 2012 SECOM/PR 1.1 Introdução 1.2 Barra de Identidade Visual do Governo Federal na Internet 1.3 Proporções e medições 1.4 Variantes de cor 1.5 Regras de aplicação 1.6 Usos indevidos 1.7 Exemplo - SECOM 1.8 Exemplo

Leia mais

Perspectiva. da - 1. Perspectiva Isométrica. Marcelo Granato Rodrigo Santana Rogério Claudino

Perspectiva. da - 1. Perspectiva Isométrica. Marcelo Granato Rodrigo Santana Rogério Claudino é a representação gráfica dos objetos tridimensionais. Ela pode ser feita de várias maneiras, com resultados diferentes, que se assemelham mais ou menos à visão humana. Observe como um objeto pode ser

Leia mais

Lista de Exercícios de Recuperação de MATEMÁTICA 2

Lista de Exercícios de Recuperação de MATEMÁTICA 2 Lista de Exercícios de Recuperação de MATEMÁTICA NOME Nº SÉRIE: DATA BIMESTRE PROFESSOR : Denis Rocha DISCIPLINA : Matemática EM 1) Dê as equações das elipses desenhadas a seguir: a.) 6 b.) -8 8-6 ) Determinar

Leia mais

Ref. CVT10. Ref. CVT01

Ref. CVT10. Ref. CVT01 Ref. CVT01 Ref. CVT10 Descrição: 67 cm de raio, 8 varas duplas metálicas, haste metálica, com pontinhas de plástico, com cabo curvo de plástico e tecido liso Cores: Preto Descrição: 61 cm de raio, 8 varas,

Leia mais

LINHA BEGÔNIA PAG 2. Branco Vermelho Verde Palha Lilás Rosa Dourado Prata Amarelo

LINHA BEGÔNIA PAG 2. Branco Vermelho Verde Palha Lilás Rosa Dourado Prata Amarelo PAG 2 LINHA BEGÔNIA B41 PRATA B41 BRANCO B42 B42 B43 AMARELO B-41 B-42 B-43 * Tamanho aproximado do fundo da forminha : 3,1cm. de diâmetro (fundo G) * Material: Cetim. B43 DOURADO B44 B-44 * Tamanho aproximado

Leia mais

Lista de Revisão Óptica na UECE e na Unifor Professor Vasco Vasconcelos

Lista de Revisão Óptica na UECE e na Unifor Professor Vasco Vasconcelos Lista de Revisão Óptica na UECE e na Unifor Professor Vasco Vasconcelos 0. (Unifor-998. CE) Um objeto luminoso está inicialmente parado a uma distância d de um espelho plano fixo. O objeto inicia um movimento

Leia mais

GOIÂNIA, / / 2015. ALUNO(a): LISTA DE EXERCÍCIOS DE FÍSICA 4BI L1

GOIÂNIA, / / 2015. ALUNO(a): LISTA DE EXERCÍCIOS DE FÍSICA 4BI L1 GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: Fabrízio Gentil Bueno DISCIPLINA: FÍSICA SÉRIE: 2 o ALUNO(a): NOTA: No Anhanguera você é + Enem LISTA DE EXERCÍCIOS DE FÍSICA 4BI L1 01 - (UDESC) João e Maria estão a 3m de

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES TERRESTRES DIRETORIA RESOLUÇÃO Nº 3.632, DE 9 DE FEVEREIRO DE 2011

AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES TERRESTRES DIRETORIA RESOLUÇÃO Nº 3.632, DE 9 DE FEVEREIRO DE 2011 AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES TERRESTRES DIRETORIA RESOLUÇÃO Nº 3.632, DE 9 DE FEVEREIRO DE 2011 Altera o Anexo da Resolução nº 420, de 12 de fevereiro de 2004, que aprova as Instruções Complementares

Leia mais

Os Símbolos Nacionais

Os Símbolos Nacionais Os Símbolos Nacionais Falar das origens das bandeiras, dos hinos, dos brasões de armas e dos selos não é tarefa fácil uma vez que o homem sempre tentou registrar seu dia a dia, seus feitos, sua passagem

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES 2ª SÉRIE

LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES 2ª SÉRIE LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES FÍSICA - A - 2012 ALUNO: TURMA: CARTEIRA: MATRÍCULA: DATA: / / Unidade 01 - Introdução à Óptica Geométrica Unidade 02 - Reflexão da Luz REFAZER OS EXERCÍCIOS DO LIVRO:

Leia mais

Assessoria de Comunicação I ASCOM. Padronização da marca de Bio-Manguinhos

Assessoria de Comunicação I ASCOM. Padronização da marca de Bio-Manguinhos Manual da MARCA Assessoria de Comunicação I ASCOM Padronização da marca de Bio-Manguinhos EXPEDIENTE Presidente Paulo Gadelha Diretor Artur Roberto Couto Vice-diretora de Qualidade Maria da Luz Fernandes

Leia mais

Paraná. Tabela 1: Indicadores selecionados: mediana, 1º e 3º quartis nos municípios do estado do Paraná (1991, 2000 e 2010)

Paraná. Tabela 1: Indicadores selecionados: mediana, 1º e 3º quartis nos municípios do estado do Paraná (1991, 2000 e 2010) Paraná Em, no estado do Paraná (PR), moravam 1,4 milhões de pessoas, onde uma parcela considerável (7,5%, 786,6 mil) tinha 65 ou mais anos de idade. O estado era composto de 399 municípios, dos quais 23

Leia mais

Canguru Matemático sem Fronteiras 2014

Canguru Matemático sem Fronteiras 2014 http://www.mat.uc.pt/canguru/ Destinatários: alunos do 9. o ano de escolaridade Nome: Turma: Duração: 1h 30min Não podes usar calculadora. Em cada questão deves assinalar a resposta correta. As questões

Leia mais

Ref. CVT10. Ref. CVT01 1,82 1,51

Ref. CVT10. Ref. CVT01 1,82 1,51 Ref. CVT01 Ref. CVT10 1,82 1,51 Descrição: 67 cm de raio, 8 varas duplas metálicas, haste metálica, com pontinhas de plástico, com cabo curvo de plástico e tecido liso Cores: Preto Descrição: 61 cm de

Leia mais

Canguru Matemático sem Fronteiras 2010

Canguru Matemático sem Fronteiras 2010 anguru Matemático sem Fronteiras 2010 Duração: 1h30min Destinatários: alunos dos 10 e 11 nos de Escolaridade Nome: Turma: Não podes usar calculadora. Há apenas uma resposta correcta em cada questão. s

Leia mais

FÍSICA ÓPTICA GEOMÉTRICA FÍSICA 1

FÍSICA ÓPTICA GEOMÉTRICA FÍSICA 1 2014_Física_2 ano FÍSICA Prof. Bruno ÓPTICA GEOMÉTRICA FÍSICA 1 1. (Uftm 2012) Uma câmara escura de orifício reproduz uma imagem de 10 cm de altura de uma árvore observada. Se reduzirmos em 15 m a distância

Leia mais

Dispõe sobre a forma e a apresentação dos símbolos do Estado do Rio Grande do Sul e dá outras providências.

Dispõe sobre a forma e a apresentação dos símbolos do Estado do Rio Grande do Sul e dá outras providências. LEI Nº 5.213, DE 5 DE JANEIRO DE 1966. Dispõe sobre a forma e a apresentação dos símbolos do Estado do Rio Grande do Sul e dá outras providências. ILDO MENEGHETTI, Governador do Estado do Rio Grande do

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Japan Karate Shotofederation - Brasil

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Japan Karate Shotofederation - Brasil MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Japan Karate Shotofederation - Brasil Introdução Este manual tem como objetivo padronizar o uso da marca Japan Karate Shotofederation na República Federativa do Brasil, bem

Leia mais

Valores eternos. MATÉRIA PROFESSOR(A) ---- ----

Valores eternos. MATÉRIA PROFESSOR(A) ---- ---- Valores eternos. TD Recuperação ALUNO(A) MATÉRIA Física II PROFESSOR(A) Fernando ANO SEMESTRE DATA 2º 1º Julho/2013 TOTAL DE ESCORES ESCORES OBTIDOS ---- ---- 1. Considere a figura ao lado. Com base no

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 1º ANO ACADÊMICO PROF. FELIPE KELLER TURMAS: 1C01 a 1C10 Lista para a prova da 1UL

LISTA DE EXERCÍCIOS 1º ANO ACADÊMICO PROF. FELIPE KELLER TURMAS: 1C01 a 1C10 Lista para a prova da 1UL LISTA DE EXERCÍCIOS 1º ANO ACADÊMICO PROF. FELIPE KELLER TURMAS: 1C01 a 1C10 Lista para a prova da 1UL 1 (Unirio) Durante a final da Copa do Mundo, um cinegrafista, desejando alguns efeitos especiais,

Leia mais

PAIF:4 PROJOVEM:4 PETI:4 IDOSO:4 10 20 Unid. TINTA RELEVO DIMENSIONAL frasco com 25g, na cor rosa. CREAS:4 PAIF:4 PROJOVEM:4 PETI:4 IDOSO:4 11 20

PAIF:4 PROJOVEM:4 PETI:4 IDOSO:4 10 20 Unid. TINTA RELEVO DIMENSIONAL frasco com 25g, na cor rosa. CREAS:4 PAIF:4 PROJOVEM:4 PETI:4 IDOSO:4 11 20 ANEXO II Aquisição de material de artesanato para uso nas atividades desenvolvidas nos projetos sociais junto ao CRAS, coordenado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social Item Quant. Unidade

Leia mais

M A N U A L D E I D E N T I D A D E V I S U A L

M A N U A L D E I D E N T I D A D E V I S U A L M A N U A L D E I D E N T I D A D E V I S U A L Í N D I C E 1. MARCA Apresentação Cores Institucionais Família Tipográfica Reprodução da Marca Usos Incorretos Redução da Marca Arejamento da Marca Versões

Leia mais

UFPR_VESTIBULAR _2004 COMENTÁRIO E RESOLUÇÃO POR PROFA. MARIA ANTONIA GOUVEIA

UFPR_VESTIBULAR _2004 COMENTÁRIO E RESOLUÇÃO POR PROFA. MARIA ANTONIA GOUVEIA UFR_VESTIBULAR _004 COMENTÁRIO E RESOLUÇÃO OR ROFA. MARIA ANTONIA GOUVEIA QUESTÃO Um grupo de estudantes decidiu viajar de ônibus para participar de um encontro nacional. Ao fazerem uma pesquisa de preços,

Leia mais

)tvlfd,, 0,(QJ4XtPLFD. ²ž6HPHVWUH ÐSWLFD

)tvlfd,, 0,(QJ4XtPLFD. ²ž6HPHVWUH ÐSWLFD )tvlfd,, 0,(QJ4XtPLFD Óptica Geométrica ²ž6HPHVWUH ÐSWLFD Exercício 1: Um feixe de luz cujo comprimento de onda é 650 nm propaga-se no vazio. a) Qual é a velocidade da luz desse feixe ao propagar-se num

Leia mais

TRABALHO DE DEPENDÊNCIA TURMA: 2ª SÉRIE CONTEÚDOS RELATIVOS AO 1º E 2º BIMESTRE MATEMÁTICA 2 PROFESSOR ROGERIO

TRABALHO DE DEPENDÊNCIA TURMA: 2ª SÉRIE CONTEÚDOS RELATIVOS AO 1º E 2º BIMESTRE MATEMÁTICA 2 PROFESSOR ROGERIO TRABALHO DE DEPENDÊNCIA TURMA: 2ª SÉRIE CONTEÚDOS RELATIVOS AO 1º E 2º BIMESTRE MATEMÁTICA 2 PROFESSOR ROGERIO OBSERVAÇÕES: 1) AS QUESTÕES OBRIGATORIAMENTE DEVEM SER ENTREGUES EM UMA FOLHA A PARTE COM

Leia mais

Manual de utilização do selo

Manual de utilização do selo Manual de utilização do selo Introdução O manual do selo Empresa Parceira da Saúde tem a função de ordenar e padronizar o signo que distingue e diferencia a parceira, compreendendo padrões e regras de

Leia mais

Manual de identidade visual

Manual de identidade visual Manual de identidade visual apresentação....................................3 Versões horizontal e vertical........................4 grid de construção................................5 Cores institucionais...............................6

Leia mais

7. DIAGRAMAÇÃO DAS PLACAS

7. DIAGRAMAÇÃO DAS PLACAS 7. DIAGRAMAÇÃO DAS PLACAS A diagramação das placas de Sinalização Vertical de Indicação compreende os seguintes passos: Definição da altura das letras, a partir da velocidade regulamentada na via; Dimensionamento

Leia mais

RESISTORES ELÉTRICOS

RESISTORES ELÉTRICOS RESISTORES ELÉTRICOS São dispositivos utilizados para limitar a passagem da corrente elétrica nos circuitos São feitos com material condutor de alta resistividade elétrica Transformam a energia elétrica

Leia mais

Lista 2 Espelhos Planos Construções Extensivo Noite

Lista 2 Espelhos Planos Construções Extensivo Noite 1. (Fuvest 2007) A janela de uma casa age como se fosse um espelho e reflete a luz do Sol nela incidente, atingindo, às vezes, a casa vizinha. Para a hora do dia em que a luz do Sol incide na direção indicada

Leia mais

Bem-vindo ao CorelDRAW, um programa abrangente de desenho e design gráfico baseado em vetor para o profissional gráfico.

Bem-vindo ao CorelDRAW, um programa abrangente de desenho e design gráfico baseado em vetor para o profissional gráfico. Trabalhar com layout Bem-vindo ao CorelDRAW, um programa abrangente de desenho e design gráfico baseado em vetor para o profissional gráfico. Neste tutorial, você criará um pôster para uma cafeteria imaginária.

Leia mais

Art. 1º Os arts. 55 e 60 da Instrução Normativa SRF nº 504, de 3 de fevereiro de 2005, passam a vigorar com a seguinte redação:...

Art. 1º Os arts. 55 e 60 da Instrução Normativa SRF nº 504, de 3 de fevereiro de 2005, passam a vigorar com a seguinte redação:... MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1.135, DE 18 DE MARÇO DE 2011 Altera a Instrução Normativa SRF nº 504, de 3 de fevereiro de 2005, que dispõe sobre o

Leia mais

Cores: Amarelo Azul Claro Verde Claro Branco Laranja

Cores: Amarelo Azul Claro Verde Claro Branco Laranja Abelha Coração Estrela Margarida Trevo Coração 4 cores Estrela 4 cores Cores: Amarelo Azul Claro Verde Claro Branco Laranja Vermelho Roxo Ouro Rosa Salmão Medidas (cm): 10x15 11x20 15x22 15x30 17x35 20x30

Leia mais

FÍSICA. Prof. Luis Campos AULA 1

FÍSICA. Prof. Luis Campos AULA 1 FÍSICA Prof. Luis Campos AULA 1 1. Do fundo de um poço, um observador de altura desprezível contempla um avião, que está 500 m acima de seus olhos. No instante em que a aeronave passa sobre a abertura

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DE PROPRIEDADE DE MATERIAL AERONÁUTICO DO DAC

IDENTIFICAÇÃO DE PROPRIEDADE DE MATERIAL AERONÁUTICO DO DAC REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL COMANDO DA AERONÁUTICA DEPARTAMENTO DE AVIAÇÃO CIVIL SUBDEPARTAMENTO TÉCNICO INSTRUÇÃO DE AVIAÇÃO CIVIL IAC 180-1003 IDENTIFICAÇÃO DE PROPRIEDADE DE MATERIAL AERONÁUTICO

Leia mais

Símbolos do Governo da República do Congo MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

Símbolos do Governo da República do Congo MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Símbolos do Governo da República do Congo MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL ÍNDICE 2 INTRODUÇÃO... 3 O BRASÃO DE ARMAS...4 A BANDEIRA NACIONAL... 5 CONSTRUÇÃO...6 CORES INSTITUCIONAIS... 7 CORES INSTITUCIONAIS

Leia mais

1º ANO A - CALYPSO 1º ANO A - CALYPSO

1º ANO A - CALYPSO 1º ANO A - CALYPSO 1º ANO A - CALYPSO - Flor - Braceletes de elástico com folhos verde e amarelo - Top em tecido algodão azul Royal com folhos em verde limão e amarelo. OBS: O bracelete é separado do top. - Saia estilo tchu

Leia mais

Análise Gráfica de Rótulos de Vinho

Análise Gráfica de Rótulos de Vinho Análise Gráfica de Rótulos de Vinhos Análise Gráfica de Rótulos de Vinho Visual Analysis of Wine Labels Ranzolin, Michele; Universidade de Caxias do Sul micheleranzolin@hotmail.com Vieceli, Liliane; Universidade

Leia mais

(17) DIA DA PROTEÇÃO DAS FLORESTAS / (20) DIA DO AMIGO / (26) DIA DOS AVÓS / (31) ANIVERSÁRIO DO BERÇÁRIO. Estratégia:

(17) DIA DA PROTEÇÃO DAS FLORESTAS / (20) DIA DO AMIGO / (26) DIA DOS AVÓS / (31) ANIVERSÁRIO DO BERÇÁRIO. Estratégia: TURMA: B.1 MÊS: JULHO (01/07 até 31/07) PROJETO A NATUREZA / CORES Dia da Proteção das Florestas - Dia do Amigo - Dia dos Avós - Berçário (17) DIA DA PROTEÇÃO DAS FLORESTAS / (20) DIA DO AMIGO / (26) DIA

Leia mais

APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 11)

APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 11) Prof. Breno Leonardo G. de M. Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 11) 1 Roteiro Apresentação da bandeira do Brasil Acompanhar o aluno Demonstrar como

Leia mais

Manual de Identidade Visual do Governo Federal na Internet Regras de aplicação da Barra de Identidade

Manual de Identidade Visual do Governo Federal na Internet Regras de aplicação da Barra de Identidade Manual de Regras de aplicação da Barra de Identidade SECOM / PR - 2011 Área responsável: SECOM - Secretaria de Comunicação Integrada Departamento de Internet Contato: http://www.secom.gov.br/fale-com-a-secom

Leia mais

Manual de Identidade Visual. 4Normas para a construção do Logotipo 4Uso correto da Marca 4Aplicações em material Promocional 4Papelaria Institucional

Manual de Identidade Visual. 4Normas para a construção do Logotipo 4Uso correto da Marca 4Aplicações em material Promocional 4Papelaria Institucional Manual de Identidade Visual 4Normas para a construção do Logotipo 4Uso correto da Marca 4Aplicações em material Promocional 4Papelaria Institucional ÍNDICE Introdução A Marca Um pouco da História... 03

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 549, DE 19 DE AGOSTO DE 2015.

RESOLUÇÃO Nº 549, DE 19 DE AGOSTO DE 2015. RESOLUÇÃO Nº 549, DE 19 DE AGOSTO DE 2015. Dispõe sobre os requisitos técnicos dos espelhos retrovisores destinados para motocicletas, motonetas, ciclomotores, triciclos e quadriciclos. O CONSELHO NACIONAL

Leia mais

REVISÃO Lista 07 Áreas, Polígonos e Circunferência. h, onde b representa a base e h representa a altura.

REVISÃO Lista 07 Áreas, Polígonos e Circunferência. h, onde b representa a base e h representa a altura. NOME: ANO: º Nº: POFESSO(A): Ana Luiza Ozores DATA: Algumas definições Áreas: Quadrado: EVISÃO Lista 07 Áreas, Polígonos e Circunferência A, onde representa o lado etângulo: A b h, onde b representa a

Leia mais

7. DIAGRAMAÇÃO DAS PLACAS

7. DIAGRAMAÇÃO DAS PLACAS 7. DIAGRAMAÇÃO DAS PLACAS A diagramação das placas de Sinalização Vertical de Indicação compreende os seguintes passos: Definição da altura das letras, a partir da velocidade regulamentada na via; Dimensionamento

Leia mais

Manual de Marca Fundação Espaço ECO. Versão 03. Janeiro, 2015.

Manual de Marca Fundação Espaço ECO. Versão 03. Janeiro, 2015. Ω Manual de Marca Fundação Espaço ECO Versão 03. Janeiro, 2015. Ω CADERNO AZUL 02 01. Introdução 03 01.1 Apresentação 04 01.2 A marca Fundação Espaço ECO 06 02. Diretrizes da marca 07 02.1 Formatos da

Leia mais

Linha Infantil. Disney

Linha Infantil. Disney Linha Infantil Disney Princesas Fadas Minnie Frozen Violetta Princesa Sofia Linha Box Princesas Linha Box Minnie Linha Display Violetta Linha Display Princesas Brilho Labial Princesas Ref.: 3520 Medida

Leia mais

Rio Grande do Sul. Tabela 1: Indicadores selecionados: mediana, 1º e 3º quartis nos municípios do estado do Rio Grande do Sul (1991, 2000 e 2010)

Rio Grande do Sul. Tabela 1: Indicadores selecionados: mediana, 1º e 3º quartis nos municípios do estado do Rio Grande do Sul (1991, 2000 e 2010) Rio Grande do Sul Em 21, no estado do Rio Grande do Sul (RS), moravam 1,7 milhões de pessoas, onde parcela importante (9,3%, 989,9 mil) tinha 65 ou mais anos de idade. O estado era composto de 496 municípios,

Leia mais

HERÁLDICA DO CMDP II

HERÁLDICA DO CMDP II HERÁLDICA DO CMDP II NB Nº. /2006 EMG/BM1. ATO DO COMANDANTE - GERAL ESTANDARTE HISTÓRICO, BANDEIRA INSÍGNIA DO COMANDO, BANDEIRA INSÍGNIA DOS GRUPAMENTOS, FLÂMULA, BRASÃO DE ARMAS E DISTINTIVO DE BOLSO

Leia mais

E-book. Passo-a-Passos Pintura em Madeira

E-book. Passo-a-Passos Pintura em Madeira E-book Passo-a-Passos Pintura em Madeira 1 Pintura em Madeira CAIXA COM ROSA Material necessário Pincel ref. 427 nº 8 e 18 Rolo de espuma 988 5 cm Esponja Abrasiva Duplla Ref. 860 Carbono Verniz acrílico

Leia mais

FIGURAS PLANAS E O CÁLCULO DE ÁREAS

FIGURAS PLANAS E O CÁLCULO DE ÁREAS unifmu Nome: Professor: Ricardo Luís de Souza Curso de Design Matemática Aplicada Atividade Exploratória III Turma: Data: FIGURAS PLANAS E O CÁLCULO DE ÁREAS Objetivo: Rever o conceito de área de figuras

Leia mais

Caderno de Respostas

Caderno de Respostas Caderno de Respostas DESENHO TÉCNICO BÁSICO Prof. Dr.Roberto Alcarria do Nascimento Ms. Luís Renato do Nascimento CAPÍTULO 1: ELEMENTOS BÁSICOS DO DESENHO TÉCNICO 1. A figura ilustra um cubo ao lado de

Leia mais

Cores na segurança do trabalho PRODUTOR > CABRAL VERÍSSIMO

Cores na segurança do trabalho PRODUTOR > CABRAL VERÍSSIMO Cores na segurança do trabalho PRODUTOR > CABRAL VERÍSSIMO DESCRIÇÃO: 26.1.5 As cores aqui adotadas serão as seguintes: - vermelho; - amarelo; - branco; - preto; - azul; - verde; - laranja; - púrpura;

Leia mais

Relação de Euler nos prismas V= número de vértices A= número de arestas F= número de faces

Relação de Euler nos prismas V= número de vértices A= número de arestas F= número de faces Prismas A reunião dos infinitos segmentos, paralelos a s, que têm um de seus extremos no polígono ABCDEF contido em e outro extremo pertencente ao plano, constitui um sólido geométrico chamado prisma.

Leia mais

Equacionando problemas - II

Equacionando problemas - II A UA UL LA Equacionando problemas - II Introdução Nossa aula Nas duas últimas aulas, resolvemos diversas equações do º grau pelo processo de completar o quadrado perfeito ou pela utilização da fórmula

Leia mais

Manual de identidade LINHA PROFISSIONAL

Manual de identidade LINHA PROFISSIONAL Índice Proporções do logotipo Manual de identidade LINHA PROFISSIONAL A Black & Decker desenvolveu este guia para manter o padrão visual na comunicação da LINHA PROFISSIONAL. Nela você encontrará os elementos

Leia mais

Aparadores. Aparador Bianco. com Tampo Espelhado. Medida:200 cm x 50 cm. Locação: 140,00. Aparador Mountain. com Tampo Espelhado

Aparadores. Aparador Bianco. com Tampo Espelhado. Medida:200 cm x 50 cm. Locação: 140,00. Aparador Mountain. com Tampo Espelhado Aparadores Aparador Bianco 200 cm x 50 cm 110,00 Aparador Bianco 200 cm x 50 cm 140,00 Disponível também com tampo de Vidro Aparador Provence 140 cm x 45 cm 200,00 Aparador Mountain 200 cm x 50 cm 90,00

Leia mais

Santa Catarina. Tabela 1: Indicadores selecionados: mediana, 1º e 3º quartis nos municípios do estado de Santa Catarina (1991, 2000 e 2010)

Santa Catarina. Tabela 1: Indicadores selecionados: mediana, 1º e 3º quartis nos municípios do estado de Santa Catarina (1991, 2000 e 2010) Santa Catarina Em 21, no estado de Santa Catarina (SC), moravam 6,3 milhões de pessoas, onde parcela relevante (6,9%, 43,7 mil) tinha 65 ou mais anos de idade. O estado era composto de 293 municípios,

Leia mais

Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais. Manual de Identidade Gráfica

Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais. Manual de Identidade Gráfica Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais Manual de Identidade Gráfica 1 2 Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais Manual de Identidade Gráfica 4 ÍNDICE Introdução I. Significado I.0 Emblema

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ POLÍCIA MILITAR DO PARANÁ COMANDO DO CORPO DE BOMBEIROS

ESTADO DO PARANÁ POLÍCIA MILITAR DO PARANÁ COMANDO DO CORPO DE BOMBEIROS PORTARIA N.º 002 de 09 de abril de 2009. Estabelece no âmbito do Corpo de Bombeiros critérios aplicáveis em todo o Estado do Paraná para a sinalização por bandeiras nas praias do litoral e nos balneários

Leia mais

Execução de caracter para escrita em desenho técnico NBR 8402 Aplicação de linhas em desenhos - Tipos de linhas - Larguras das linhas NBR 8403

Execução de caracter para escrita em desenho técnico NBR 8402 Aplicação de linhas em desenhos - Tipos de linhas - Larguras das linhas NBR 8403 Execução de caracter para escrita em desenho técnico NBR 8402 Aplicação de linhas em desenhos - Tipos de Execução de caracter para escrita em desenho técnico - NBR 8402 Execução de caracter para escrita

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA ADMINISTRAÇÃO MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA ADMINISTRAÇÃO MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Sumário Identificação... Justificativa... Padrão Cromático... Malha Construtiva... Redução Máxima e Área de Proteção... Tipografia... Uso da Marca... Aplicações em Fundo Colorido...

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA PALMEIRA CNPJ n 0 08.739.930/0001-73 Gabinete do Prefeito Lei n. 0187/2013, de 03 de Outubro de 2013.

ESTADO DA PARAÍBA PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA PALMEIRA CNPJ n 0 08.739.930/0001-73 Gabinete do Prefeito Lei n. 0187/2013, de 03 de Outubro de 2013. Lei n. 0187/2013, de 03 de Outubro de 2013. DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO BRASÃO, DA BANDEIRA E DO HINO OFICIAL DO MUNICÍPIO DE NOVA PALMEIRA ESTADO DA PARAÍBA E DA OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE CAPÍTULO I DA BANDEIRA ACREANA

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE CAPÍTULO I DA BANDEIRA ACREANA LEI N. 1.170, DE 22 DE DEZEMBRO DE 1995 Regulamenta e define a forma e apresentação da Bandeira do Estado do Acre, e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE FAÇO SABER que a Assembléia Legislativa

Leia mais

Em duplas os alunos receberão uma folha contendo o material que será desenvolvido em aula.

Em duplas os alunos receberão uma folha contendo o material que será desenvolvido em aula. Série: 5ª série Carga horária: 2 períodos Conteúdo: Frações Objetivo: O aluno ao final da aula deverá verificar por meio de representações concretas, que o resultado de dividir a por b é o mesmo que dividir

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CREA-SP

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CREA-SP Instrução nº 2541/2011 Dispõe sobre a padronização das placas de identificação das Unidades do Crea-SP. O Vice Presidente no exercício da Presidência do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia

Leia mais

1 P r o j e t o F u t u r o M i l i t a r w w w. f u t u r o m i l i t a r. c o m. b r

1 P r o j e t o F u t u r o M i l i t a r w w w. f u t u r o m i l i t a r. c o m. b r Exercícios de Espelhos Planos 1-Um objeto amarelo, quando observado em uma sala iluminada com luz monocromática azul, será visto: a) amarelo. b) azul. c) preto. d) violeta. e) vermelho. 2-Ana Maria, modelo

Leia mais

Anual de Física 2014 1ª Lista de embasamento Espelhos Planos e Esféricos

Anual de Física 2014 1ª Lista de embasamento Espelhos Planos e Esféricos nual de Física 2014 Questão 01 figura mostra um par de espelhos E 1 e E 2 verticais distanciados 40 cm entre si. Dois pontos e encontram-se alinhados verticalmente e equidistantes dos dois espelhos como

Leia mais

FL2100. Revestido em Couro. Dimensões: 94 x 28 x 4 mm. Capacidade: 64MB 128MB 256MB 512MB 1GB 2GB 4GB 8GB FL2110. Revestido em Couro

FL2100. Revestido em Couro. Dimensões: 94 x 28 x 4 mm. Capacidade: 64MB 128MB 256MB 512MB 1GB 2GB 4GB 8GB FL2110. Revestido em Couro FL2100 Revestido em Couro 94 x 28 x 4 mm Preto Castanho Claro Vermelho Azul Verde Castanho Escuro 8GB FL2110 Revestido em Couro 23 x 4 x 82 mm Preto Castanho Claro Vermelho Azul Verde Castanho Escuro 8GB

Leia mais

SINALIZAÇÃO DE SEGURANÇA

SINALIZAÇÃO DE SEGURANÇA HSST Higiene Segurança e Saúde no Trabalho SINALIZAÇÃO DE SEGURANÇA IvoTeixeira 06 Operador de Informática Introdução do trabalho Sendo este trabalho proporcionado pela professora de HSST para realizar

Leia mais

Compreendendo o espaço

Compreendendo o espaço Módulo 1 Unidade 2 Compreendendo o espaço Para início de conversa... A forma como você se locomove na cidade para ir de um lugar a outro tem a ver com as direções que você toma e com o sentido para o qual

Leia mais

Primeira lista de física para o segundo ano 1)

Primeira lista de física para o segundo ano 1) Primeira lista de física para o segundo ano 1) Dois espelhos planos verticais formam um ângulo de 120º, conforme a figura. Um observador está no ponto A. Quantas imagens de si mesmo ele verá? a) 4 b) 2

Leia mais

Slides para os alunos do 9º ano Colégio Módulo. Professor André Weber

Slides para os alunos do 9º ano Colégio Módulo. Professor André Weber Slides para os alunos do 9º ano Colégio Módulo Professor André Weber Movimento Uniforme O móvel percorre espaços iguais em tempos iguais (velocidade constante). Qual móvel está em MU? Azul Movimento Uniforme

Leia mais

ANEXO I RELAÇÃO DOS ITENS DA LICITAÇÃO

ANEXO I RELAÇÃO DOS ITENS DA LICITAÇÃO Nr.: - PR Folha: 1/6 1 540,000 UN MEDALHA, MATERIAL FUNDIDO COMPOSTO DE 6,3000 3.402,0000 ZINCO, MAGNÉSIO E COBRE. DESENHO DAS BORDAS EM ALTO RELEVO 3D (2MM EXTRAS), INCLUINDO O DESENHO DOS LOUROS, ANO,

Leia mais

Sistema topograph 98. Tutorial Módulo Projetos

Sistema topograph 98. Tutorial Módulo Projetos Sistema topograph 98 Tutorial Módulo Projetos Como abrir um projeto existente _ 1. Na área de trabalho do Windows, procure o ícone do topograph e dê um duplo clique sobre ele para carregar o programa.

Leia mais

Anexo 1. Definição das variáveis de análise

Anexo 1. Definição das variáveis de análise Métodos Anexo 1 Definição das variáveis de análise 1. Saúde: a. Taxa de mortalidade infantil (TMI): número de óbitos de menores de um ano de idade, por mil nascidos vivos, na população residente em determinado

Leia mais

DEFINIÇÃO DE LUZ ONDA PARTÍCULA PROPAGAÇÃO EFEITO FOTOÉLETRICO

DEFINIÇÃO DE LUZ ONDA PARTÍCULA PROPAGAÇÃO EFEITO FOTOÉLETRICO DEFINIÇÃO DE LUZ ONDA PROPAGAÇÃO PARTÍCULA EFEITO FOTOÉLETRICO FONTES DE LUZ Primária Corpo luminoso Secundária Corpo iluminado Incandescente Quente Luminescente Fria Fluorescente c / agente Fosforescente

Leia mais

PLANEJAMENTO JULHO, AGOSTO E SETEMBRO 2014

PLANEJAMENTO JULHO, AGOSTO E SETEMBRO 2014 CENTRO EDUCACIONAL DA LAGOA PLANEJAMENTO JULHO, AGOSTO E SETEMBRO 2014 PROJETO VENCER OU PERDER: O desafio da vida JULHO Dia 26/07 : Dia dos avós INVESTIGAÇÃO SOBRE ALGUNS FENÔMENOS DA NATUREZA: Início

Leia mais

Desenho e Projeto de tubulação Industrial

Desenho e Projeto de tubulação Industrial Desenho e Projeto de tubulação Industrial Módulo I Aula 08 1. PROJEÇÃO ORTOGONAL Projeção ortogonal é a maneira que o profissional recebe o desenho em industrias, 1 onde irá reproduzi-lo em sua totalidade,

Leia mais

1. Tipos de simetria no plano

1. Tipos de simetria no plano 1. Tipos de simetria no plano 1.1. Translações Sobre a mesa estão um cartão e um acetato, ambos com a seguinte fila de imagens. Sobrepõe as duas filas - a do cartão e a do acetato. Consegues deslocar o

Leia mais

CATÁLOGO DE CAPAS. W:. www.agouveia.pt T:. 239 509 467

CATÁLOGO DE CAPAS. W:. www.agouveia.pt T:. 239 509 467 CATÁLOGO DE CAPAS W:. www.agouveia.pt T:. 239 509 467 Capas em Pele INTEGRAL Material: Parte da frente com fotografia a ocupar a totalidade da capa, contracapa em pele NEW FASHION Material: Capa em pele

Leia mais

L 276/4 PT Jornal Oficial da União Europeia. DECISÃO N. o 190. de 18 de Junho de 2003

L 276/4 PT Jornal Oficial da União Europeia. DECISÃO N. o 190. de 18 de Junho de 2003 L 276/4 PT Jornal Oficial da União Europeia DECISÃO N. o 190 de 18 de Junho de 2003 relativa às características técnicas do cartão europeu de seguro de doença (Texto relevante para efeitos do EEE e do

Leia mais

Como n lente = n meioa, não há refração. Ou seja, o sistema óptico não funciona como lente.

Como n lente = n meioa, não há refração. Ou seja, o sistema óptico não funciona como lente. 01 Como n lente = n meioa, não há refração. Ou seja, o sistema óptico não funciona como lente. Como n lente < n meiob, a lente de bordas finas opera como lente divergente. Resposta: A 1 02 A gota de água

Leia mais