Eventos realizados pelo grupo Unidos pela MO 1ª Reunião Científica da MO São Paulo. Coordenação Comitê de MO da SBFa

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Eventos realizados pelo grupo Unidos pela MO 1ª Reunião Científica da MO 2004 - São Paulo. Coordenação Comitê de MO da SBFa"

Transcrição

1 Eventos realizados pelo grupo Unidos pela MO 1ª Reunião Científica da MO São Paulo Coordenação Comitê de MO da SBFa 1

2 2

3 3

4 Organizadores da 1ª Reunião Científica de MO 2004 SP 4

5 5

6 2004 6

7 20 de agosto de 2004 das 18:00 às 20:00 Mesa Redonda: Terminologia e parâmetros em MO Hipertonia ou rigidez/ hipotonia ou flacidez? Como e quando utilizar estes termos? Propriocepção: o que é exatamente e como quantificar. Respiração oral ou bucal? Por que um e não outro? Ceceio ou sigmatismo: faz diferença? Discussão com a participação de neurologista, dentista, fisioterapeuta entre outros. 7

8 Programa 8

9 Programa 9

10 Programa 10

11 Programa 11

12 APRESENTAÇÃO DO LIVRO DE MO DO COMITÊ DE MO DA SBFa A ideia deste livro surgiu pelo fato de entendermos que, assuntos tratados em eventos científicos devem ser sempre registrados. Neste caso específico, mais do que nunca, precisávamos registrar o que seria falado pois o evento trataria das diferentes atuações de profissionais especializados em Motricidade Orofacial. Levei a ideia embrionária para os meus pares do Comitê de MO de São Paulo, a qual foi prontamente aceita. Começamos um árduo trabalho que foi o de solicitar aos autores, debatedores e coordenadores que, em pouco tempo, escrevessem no mínimo três páginas sobre o que iriam falar ou comentar na 1ª Reunião Científica do Comitê de MO da SBFa. O meu braço direito (e esquerdo) neste trabalho, foi a fonoaudióloga Lia Duarte que se empenhou muito para que o livro estivesse pronto a tempo de estar disponível na data certa. Conversei com algumas editoras para que comprassem a ideia de fazer um livro, de boa qualidade, pelo menor preço possível e no menor tempo existente. A Editora Pulso aceitou o desafio e trabalhamos no material, durante muitas e muitas horas, o qual em grande parte nos chegou apenas no início de agosto. Escrevem, neste livro, muitos dos fonoaudiólogos que são expoentes na Motricidade Orofacial. Reunimos um grupo de pessoas que pensam e atuam de maneiras diversas na mesma área para que pudessem estar discutindo, em conjunto, as diferentes possibilidades de avaliar e tratar um mesmo problema. Foi uma felicidade muito grande que todos que foram convidados aceitassem participar deste desafio. continua 12

13 APRESENTAÇÃO DO LIVRO DE MO DO COMITÊ DE MO DA SBFa Procuramos abranger quase tudo que existe na MO. Os leitores poderão encontrar neste livro artigos sobre: respiração oral; mastigação; deglutição; hábitos orais; traumas de face; cirurgias ortognáticas; disfunções da articulação temporomandibular; síndromes; distúrbios neuromusculares; paralisia facial; fissuras labiopalatinas; neonatologia; alterações de fala músculo-esqueletais; câncer de cabeça e pescoço; queimaduras e estética facial. Além dos assuntos de interesse clínico, o livro conta ainda com um breve histórico do Comitê e de suas realizações, além de reproduzir parte de documentos anteriormente publicados por este Comitê. Gostaria que todos os interessados na especialidade não deixassem de ler sobre o campo de atividade da MO, os conhecimentos e habilidades necessários para a atuação em MO, a formação básica para trabalhar nesta área, assim como a titulação indicada para os especialistas desta área. Esperamos que todos apreciem o produto final. Espero, ainda, que esta obra possa fazer parte do crescimento de uma área que já conta com quase 1000 especialistas, assim como muitos doutores e mestres, com trabalhos defendidos neste campo de atuação. Dra. Irene Queiroz Marchesan Coordenadora Geral dos Grupos de Trabalho em MO 13

14 2004 Motricidade Orofacial Como atuam os especialistas 14

15

16

17

18 1º Encontro Internacional sobre Deglutição Avaliação e tratamento de alterações da deglutição em diferentes países e 2ª Reunião Científica da MO 2005 Organização: Irene Marchesan 18

19 Tratamento da deglutição: a atuação do fonoaudiólogo em diferentes países São Paulo - Brasil

20 Palestrantes

21 21

22 Prezados Palestrantes do Evento de Deglutição a ser realizado em São Paulo nos dias 12 e 13 de agosto de Na sexta feira dia 12 de agosto das 18:30 às 20:30h convidamos os senhores para participar da 2ª reunião científica com os membros do Comitê de Motricidade Orofacial (MO) da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia SBFa, e com os Presidentes dos Conselho Federal de Fonoaudiologia e do Conselho Regional de Fonoaudiologia de São Paulo. Também foram convidados, para esta reunião, professores da disciplina de MO de algumas faculdades de Fonoaudiologia de São Paulo. Nosso objetivo é, se possível, traçar algumas metas de trabalho conjunto entre os países participantes deste evento. Também estaremos neste momento, conversando melhor sobre as dificuldades que enfrentamos em cada um dos países com o trabalho de deglutição e disfagia. Queremos neste momento ter a oportunidade de trocar informações não só científicas, mas também informações sobre a situação da Fonoaudiologia em cada um dos países presentes. 22

23 23

24 24

25 Fotos obtidas durante a 2ª Reunião Científica da MO

26 1º Encontro Internacional sobre Deglutição Avaliação e tratamento de alterações da deglutição em diferentes países

27 Conhecer a forma de avaliar e de tratar a deglutição em diferentes países. A deglutição é a função mais trabalhada pelos fonoaudiólogos que são especialistas em Motricidade Orofacial, tanto em clínicas como em hospitais, englobando recém-natos, crianças, adolescentes, adultos e idosos. Para garantir um tratamento de qualidade temos buscado diferentes técnicas assim como o aprofundamento de conhecimentos teóricos. Para tanto, nada melhor do que dialogar não somente com nossos pares, mas também procurando conhecer a visão de profissionais da mesma área, de outros países. Foi pensando nisso que entramos em contato com vários fonoaudiólogos de diversos países com o objetivo de trocar informações sobre como avaliar e tratar as alterações da deglutição. Das conversas iniciais surgiu a ideia da realização de um encontro internacional para discutirmos as diferentes visões de trabalho nesta área. Já estão confirmados para este evento a vinda de fonoaudiólogos do Brasil, Chile, Peru, Venezuela e Argentina dentre outros, todos com grande experiência na abordagem dessa questão. O tema central será, portanto, a deglutição, com um enfoque voltado para diferentes formas de avaliar e tratar. Conferências e mesas redondas estão sendo programadas para que tenhamos a oportunidade de apresentar e discutir semelhanças e diferenças na avaliação e no tratamento da deglutição. 27

28 2008 Início dos Encontros Brasileiros de MO O objetivo dos encontros brasileiros, é o de atingir os profissionais da MO de determinada região permitindo que os mesmos tenham a oportunidade de apresentar seus trabalhos e também se reciclarem. 28

29 I Encontro Brasileiro de Motricidade Orofacial Goiânia - GO 07/06/08 Coordenado por Fga.Mestre Christiane Camargo Tanigute 29

30 Programação de Goiânia I ENCONTRO BRASILEIRO DE MOTRICIDADE OROFACIAL Christiane Tanigute Coordenação 30

31 31

32 II Encontro Brasileiro de Motricidade Orofacial Recife - PE 22/08/09 Coordenado por Prof.Dr. Hilton Justino 32

33 33

34 Programa do evento realizado em Recife II ENCONTRO BRASILEIRO DE MOTRICIDADE OROFACIAL 2009 Prof.Dr. Hilton Justino (Coordenação) 34

35 Programa do evento realizado em Recife II ENCONTRO BRASILEIRO DE MOTRICIDADE OROFACIAL 35

36 Recife 2009 II ENCONTRO REGIONAL DE MOTRICIDADE OROFACIAL

37 Recife II ENCONTRO REGIONAL DE MOTRICIDADE OROFACIAL

38 Recife II ENCONTRO REGIONAL DE MOTRICIDADE OROFACIAL

39 3ª Reunião Científica em MO 25 e 26 de setembro de 2009 São Paulo Coordenação: Irene Marchesan 39

40 Nos dias 25 e 26 de setembro de 2009 ocorreu em São Paulo a 3º. Reunião Científica em Motricidade Orofacial com a presença de 65 fonoaudiólogos de 18 cidades do Brasil. Também estiveram presentes, a fonoaudióloga da Argentina Norma Chiavaro fundadora e atual vice-presidente da Academia Latino Americana de Disfunções Estomatognáticas - ALDE e quatro fonoaudiólogas de Lima Peru representando o Centro Peruano de Audição e Linguagem - CPAL. Nessa 3ª Reunião Científica em MO, a temática abordada foi: discussão sobre qual seria o melhor nome para a especialidade de MO seguida da apresentação dos protocolos utilizados pelos diferentes centros e apresentação das pesquisas que estão sendo desenvolvidas pelos grupos de MO no Brasil. 40

41 3ª Reunião Científica em MO São Paulo - SP 25 e 26 de setembro de

42 42

43 Programa da 3ª Reunião Científica de MO 43

44 44

45 Participantes por estado e cidade que compareceram na 3ª Reunião Científica em MO realizada na cidade de São Paulo em setembro de

46 46

47 47

48 48

49 49

50 O que se discutiu Nome da MO junto aos CRFa e CFFa IAOM 2009 San Diego (pesquisas) IAOM 2010 São Paulo (terceira semana de outubro) Pôsteres Coffee Break Formação dos grupos e coordenadores Material para o editorial da Revista Cefac Destaque em MO e Disfagia SBFa (votação) 50

51 CFFa sobre discussão do nome da especialidade 51

52 Discussão sobre Protocolos Elaboração Com ou sem escores Validação Uso sistemático Se de fato é útil na clínica ou se só serve para pesquisa Outros 52

53 Participantes de Lima - Peru 53

54 Participantes do Evento Norma Chiavaro Buenos Aires - AR 54

55 Resumo das três Reuniões Científicas já realizadas 1º Reunião Científica em MO - agosto de 2004 O evento foi organizado pelo Comitê de MO.Esse evento gerou um livro com 36 capítulos, editado pela Pulso Editorial, expondo a atuação dos especialistas nas diferentes áreas da MO. A renda da venda do livro desde 2004 é doada para o Comitê de MO da SBFa. 2º Reunião Científica em MO agosto de 2005 O foco dessa reunião foi a discussão da avaliação e da terapia da deglutição. Foram convidados para expor sua atuação com a deglutição 10 fonoaudiólogos especialistas em MO do Brasil e 11 fonoaudiólogos de seis países: Estados Unidos da América (1), Argentina (3), Venezuela (1), Peru (2), Chile (3) e Portugal (1). Esse evento ocorreu em agosto de 2005 e culminou com um livro chamado Tratamento da Deglutição a atuação do fonoaudiólogo em diferentes países editado pela Pulso Editorial, contendo 21 capítulos sobre tratamento da deglutição. 3º Reunião Científica em MO setembro de O foco dessa reunião foi a discussão sobre qual seria o melhor nome para a especialidade de MO seguida da apresentação dos protocolos utilizados pelos diferentes centros e apresentação das pesquisas que estão sendo desenvolvidas pelos grupos de MO no Brasil. Um documento foi gerado nessa reunião e publicado na Rev.Cefac Vol.11 suplemento 3, 2009 O que os especialistas em Motricidade Orofacial têm feito no Brasil. As Reuniões Científicas foram coordenadas por Irene Marchesan 55

56 III ENCONTRO BRASILEIRO DE MOTRICIDADE OROFACIAL 2010 Belo Horizonte - MG Coordenação - Dra Andréa Motta 56

57 57

58 58

59 III ENCONTRO BASILEIRO DE MO - MG 59

60 60

61 Fotos do III Encontro Brasileiro de MO 2010 Belo Horizonte - MG 61

62 IV Encontro Brasileiro de Motricidade Orofacial Natal - RN 10 e 11 de junho de 2011 Organizado pelos docentes do Curso de Fonoaudiologia UFRN Leandro Pernambuco, Renata Cavalcanti, Hipólito Magalhães e Lourdes Bernadete 62

63 IV Encontro Brasileiro de MO - RN 63

64 64

65 Abertura do Evento 65

66 Reunião dos idealizadores da ABRAMO 66

67 Reunião dos idealizadores da ABRAMO 67

68 Apresentação e escolha oficial do símbolo da ABRAMO 68

69 Palestrantes e organizadores do IV Encontro Brasileiro de MO em Natal - RN 69

70 Palestrantes 70

71 Entrega dos prêmios 71

72 72

73 Apoio 73

74 Apoio Departamento de MO da SBFa 74

75 V Encontro Brasileiro de MO Curitiba - PR 15 e 16 de junho de

DEPARTAMENTO DE MOTRICIDADE OROFACIAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE FONOAUDIOLOGIA

DEPARTAMENTO DE MOTRICIDADE OROFACIAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE FONOAUDIOLOGIA DEPARTAMENTO DE MOTRICIDADE OROFACIAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE FONOAUDIOLOGIA AREAS DE DOMINIO EM MOTRICIDADE OROFACIAL 1. Promoção/prevenção da saúde no que se refere ao sistema miofuncional orofacial

Leia mais

CONCEITO ATUA TAMBÉM NA ÁREA DE SAÚDE COLETIVA,SAÚDE ESCOLAR/EDUCACIONAL E DISFAGIA. (Texto aprovado pelo Plenário do CFFa em março de 2004).

CONCEITO ATUA TAMBÉM NA ÁREA DE SAÚDE COLETIVA,SAÚDE ESCOLAR/EDUCACIONAL E DISFAGIA. (Texto aprovado pelo Plenário do CFFa em março de 2004). FONOAUDIOLOGIA CONCEITO "A FONOAUDIOLOGIA É A CIÊNCIA QUE TEM COMO OBJETO DE ESTUDO A COMUNICAÇÃO HUMANA, NO QUE SE REFERE AO SEU DESENVOLVIMENTO, APERFEIÇOAMENTO, DISTÚRBIOS E DIFERENÇAS, EM RELAÇÃO

Leia mais

DEPARTAMENTO DE MOTRICIDADE E FUNÇÕES OROFACIAIS. Destaque 2009

DEPARTAMENTO DE MOTRICIDADE E FUNÇÕES OROFACIAIS. Destaque 2009 DEPARTAMENTO DE MOTRICIDADE E FUNÇÕES OROFACIAIS Destaque 2009 PRÊMIO da SBFa DESTAQUE EM DISFAGIA 2009 Destaque em Disfagia Ana Maria Furkim Família 1990: Graduação em Fonoaudiologia pela Pontifícia Universidade

Leia mais

DIRETRIZ DE FONOAUDIOLOGIA

DIRETRIZ DE FONOAUDIOLOGIA DIRETRIZ DE FONOAUDIOLOGIA O Presidente da ABEPOM no uso de suas atribuições estatutárias, considerando a necessidade de atualizar as normas gerais que disciplinam o Serviço de Fonoaudiologia da ABEPOM,

Leia mais

O que o fonoaudiólogo pode realizar nas duas áreas novas: Disfagia e Fonoeducacional?

O que o fonoaudiólogo pode realizar nas duas áreas novas: Disfagia e Fonoeducacional? O que o fonoaudiólogo pode realizar nas duas áreas novas: Disfagia e Fonoeducacional? Apresentadoras: Julia Speranza Zabeu Ana Paula Corrêa Orientadora: Profa. Dra. Andrea Cintra Lopes O que é a fonoaudiologia?

Leia mais

ANA JÚLIA LENZ fonoaudióloga

ANA JÚLIA LENZ fonoaudióloga ANA JÚLIA LENZ fonoaudióloga R u a : L u c a s d e O l i v e i r a, 4 9 s a l a 601 C e n t r o N H R S - C E P : 9 3 5 1 0-110 B r a s i l e i r a, S o l t e i r a, s e m f i l h o s N a s c. : 2 5 /

Leia mais

Ana Carolina de Assis Moura Ghirardi

Ana Carolina de Assis Moura Ghirardi Ana Carolina de Assis Moura Ghirardi Fonoaudióloga graduada pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Especialização em voz pela Coordenadoria Geral de Especialização, Aperfeiçoamento e Extensão

Leia mais

I - ÁREA PROFISSIONAL FONOAUDIOLOGIA

I - ÁREA PROFISSIONAL FONOAUDIOLOGIA I - ÁREA PROFISSIONAL FONOAUDIOLOGIA FONOAUDIOLOGIA HOSPITALAR EM FUNÇÕES OROFACIAIS Titulação: Aprimoramento Supervisora: Profª Drª Cláudia Regina Furquim de Andrade Características: (duração 12 meses)

Leia mais

Parecer CRFa-4ª Região nº 003/2015

Parecer CRFa-4ª Região nº 003/2015 Parecer CRFa-4ª Região nº 003/2015 Dispõe sobre a atuação fonoaudiológica na área hospitalar privada, pública e filantrópica e em atendimento domiciliar e dá outras providências O presente Parecer tem

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE FONOAUDIOLOGIA 2ª REGIÃO SÃO PAULO

CONSELHO REGIONAL DE FONOAUDIOLOGIA 2ª REGIÃO SÃO PAULO Documento do I Fórum de Especialidades Aos 08 dias do mês de março do ano de 2014, das 8h30m às 13hs, reuniram-se nas dependências das Faculdades Metropolitanas Unidas - FMU, situada na Av. Liberdade nº

Leia mais

FORMAÇÃO ACADÊMICA Curso de Fonoaudiologia na Fundação Lusíada Centro Universitário Lusíada UNILUS - Santos SP.

FORMAÇÃO ACADÊMICA Curso de Fonoaudiologia na Fundação Lusíada Centro Universitário Lusíada UNILUS - Santos SP. Dra. GISELLE ITRIA Fonoaudióloga FORMAÇÃO ACADÊMICA Curso de Fonoaudiologia na Fundação Lusíada Centro Universitário Lusíada UNILUS - Santos SP. EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL Centro de Estimulação Terapêutica

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA REABILITAÇÃO FONOAUDIOLÓGICA NA EQUIPE MULTIDISCIPLINAR EM CÂNCER DE CABEÇA E PESCOÇO.

A IMPORTÂNCIA DA REABILITAÇÃO FONOAUDIOLÓGICA NA EQUIPE MULTIDISCIPLINAR EM CÂNCER DE CABEÇA E PESCOÇO. A IMPORTÂNCIA DA REABILITAÇÃO FONOAUDIOLÓGICA NA EQUIPE MULTIDISCIPLINAR EM CÂNCER DE CABEÇA E PESCOÇO. Méssia Pádua Almeida Bandeira Orientadora NOVAFAPI Raquel Martins Maia - NOVAFAPI Thayse Cardoso

Leia mais

Coordenação e Vice-coordenação do Curso de Fonoaudiologia UFF/Campus de Nova Friburgo (2014-2018)

Coordenação e Vice-coordenação do Curso de Fonoaudiologia UFF/Campus de Nova Friburgo (2014-2018) Coordenação e Vice-coordenação do Curso de Fonoaudiologia UFF/Campus de Nova Friburgo (2014-2018) FONOAUDIOLOGIA UFF: Ética, Compromisso e Competência Apresentamos a Comunidade Acadêmica a nossa Plataforma

Leia mais

Dra. Dorrit W. Nitzan

Dra. Dorrit W. Nitzan Dra. Dorrit W. Nitzan DMD - The Hebrew University-Hadassah School of Dental Medicine, Departamento de Biologia Oral. Residente no departamento de Cirurgia Oral e Buco Maxilo Facial e Pesquisador Associado

Leia mais

Proposta Especialidade NEUROFUNCIONAL segundo os critérios da CBO e outros

Proposta Especialidade NEUROFUNCIONAL segundo os critérios da CBO e outros Proposta Especialidade NEUROFUNCIONAL segundo os critérios da CBO e outros CATECE Comissão de Análise de Títulos de Especialistas e Cursos de Especialização Complexidade da especialidade É o domínio dos

Leia mais

12 a 14 de março de 2013, em Montevidéu, Uruguai

12 a 14 de março de 2013, em Montevidéu, Uruguai RELATÓRIO DE VIAGEM PARTICIPAÇÃO NA REUNIÃO DE COORDENADORES E VICE-COORDENADORES DE UNIDADES TEMÁTICAS, COMISSÕES, GRUPOS DE TRABALHO, COMISSÃO DIRETIVA E SECRETARIA TÉCNICA PERMANENTE DAS MERCOCIDADES

Leia mais

Patrocínios: Governos Nacionais e Locais, empresas, organismos de cooperação internacional, universidades, doações.

Patrocínios: Governos Nacionais e Locais, empresas, organismos de cooperação internacional, universidades, doações. Criando ferramentas para a garantia ao direito à convivência familiar e comunitária. Documento Preparatório do Seminário Relaf 2013 Fortalecendo os Avanços. Criando ferramentas para a Garantia do Direito

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2010 Derdic / PUC-SP

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2010 Derdic / PUC-SP RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2010 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2010 Missão 03 Valores Institucionais 03 Escola Especial de Educação Básica 04 Clínica de Audição, Voz e Linguagem Prof. Dr. Mauro Spinelli

Leia mais

RETIFICAÇÃO DE EDITAL - 01/2016

RETIFICAÇÃO DE EDITAL - 01/2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE PORTO ALEGRE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO COMISSÃO DE RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL RETIFICAÇÃO DE EDITAL - 01/2016 PROCESSO

Leia mais

MINI-CURRICULUM. Dia: 26 de Novembro de 2011 Local: Thermas Hotel & Resort Mossoró/RN. Mini-curriculum

MINI-CURRICULUM. Dia: 26 de Novembro de 2011 Local: Thermas Hotel & Resort Mossoró/RN. Mini-curriculum MINI-CURRICULUM Levi Jales - RN ipens@supercabo.com.br : Médico do Hospital Universitário Onofre Lopes HUOL/RN com doutorado em Ciências da saúde CCS/UFRN, Membro Fundador e atual Presidente da Sociedade

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CURSO DE FONOAUDIOLOGIA. Organização do portfólio no grupo tutorial do II Ciclo no módulo de Motricidade Orofacial

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CURSO DE FONOAUDIOLOGIA. Organização do portfólio no grupo tutorial do II Ciclo no módulo de Motricidade Orofacial UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CURSO DE FONOAUDIOLOGIA Organização do portfólio no grupo tutorial do II Ciclo no módulo de Motricidade Orofacial Profa. Dra. Carla Patrícia Hernandez Alves Ribeiro César

Leia mais

CURSO DE REABILITAÇAO VESTIBULAR: FUNDAMENTOS E PRÁTICA

CURSO DE REABILITAÇAO VESTIBULAR: FUNDAMENTOS E PRÁTICA CURSO DE REABILITAÇAO VESTIBULAR: FUNDAMENTOS E PRÁTICA 14 e 15 de novembro de 2015 São Paulo - SP Brasil Local: INSTITUTO VITA UNIDADE HIGIENÓPOLIS RUA MATO GROSSO, 306 1º ANDAR SÃO PAULO / SP Sábado,

Leia mais

ESTATISTICA DE ESTAGIOS - BRASIL PROGRAMA PROFISSÃO DESTINO CIDADE ESTADO ONCOLOGIA ENFERMAGEM HOSPITAL DE CANCER DE BARRETOS BARRETOS SP

ESTATISTICA DE ESTAGIOS - BRASIL PROGRAMA PROFISSÃO DESTINO CIDADE ESTADO ONCOLOGIA ENFERMAGEM HOSPITAL DE CANCER DE BARRETOS BARRETOS SP ESTATISTICA DE ESTAGIOS - BRASIL PROGRAMA PROFISSÃO DESTINO CIDADE ESTADO ONCOLOGIA ENFERMAGEM HOSPITAL DE CANCER DE BARRETOS BARRETOS SP ONCOLOGIA PEDIÁTRICA FISIOTERAPIA INSTITUTO DA CRIANÇA DO HCFMUSP

Leia mais

Erika Meinicke Nascimento Registro Profissional CRM-MG 29.215-T

Erika Meinicke Nascimento Registro Profissional CRM-MG 29.215-T Erika Meinicke Nascimento Registro Profissional CRM-MG 29.215-T Qualificação Médica com especialização em Anatomia Patológica. FORMAÇÃO ACADÊMICA. Graduação em Medicina - Pontifícia Universidade Católica

Leia mais

Adultos: questões fundamentais da prática

Adultos: questões fundamentais da prática Alfabetização de Jovens e Adultos: questões fundamentais da prática pedagógica POR QUE SABER LER E ESCREVER? Domínio de habilidades de leitura e escrita é condição para: 1. Enfrentar exigências do mundo

Leia mais

Centro de Terapia Ocupacional do Rio de Janeiro

Centro de Terapia Ocupacional do Rio de Janeiro O Centro de Terapia Ocupacional do Rio de Janeiro como Centro de Referência na Área da Comunicação Alternativa Rio de Janeiro Occupational Therapy Center as a Reference Center for Alternative Communication

Leia mais

Programação Científica do III Simpósio Internacional de disfagia do IGD 2016. PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA: Reabilitação das Disfagias

Programação Científica do III Simpósio Internacional de disfagia do IGD 2016. PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA: Reabilitação das Disfagias Programação Científica do III Simpósio Internacional de disfagia do IGD 2016 PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA: Reabilitação das Disfagias 01-4-16 02-4-16 8:00-8:30 CREDENCIAMENTO 8:30-9:00 ABERTURA 8:15-9:00 CONFERÊNCIA

Leia mais

Lançamento de Livros e Sessão de Autógrafos 12 de Julho - 19h30

Lançamento de Livros e Sessão de Autógrafos 12 de Julho - 19h30 Lançamento de Livros e Sessão de Autógrafos 12 de Julho - 19h30 Ana Isabel Madeira (Apresentação pela autora - sala 1) Referência da Obra: Madeira, A. (2012). A Construção do Saber Comparado em Educação:

Leia mais

I - Criação das especialidades: 1. ACUPUNTURA Aprovado. 2. HOMEOPATIA Aprovado. 3. HIPNOSE Aprovado. 4. TERAPIA FLORAL Aprovado

I - Criação das especialidades: 1. ACUPUNTURA Aprovado. 2. HOMEOPATIA Aprovado. 3. HIPNOSE Aprovado. 4. TERAPIA FLORAL Aprovado I - Criação das especialidades: 1. ACUPUNTURA Aprovado 2. HOMEOPATIA Aprovado 3. HIPNOSE Aprovado 4. TERAPIA FLORAL Aprovado 5. FITOTERAPIA Aprovado 6. ODONTOLOGIA DO ESPORTE Aprovado II - CRIAÇÃO DE PRÁTICAS

Leia mais

RESPOSTAS PARA PERGUNTAS FREQUENTES

RESPOSTAS PARA PERGUNTAS FREQUENTES RESPOSTAS PARA PERGUNTAS FREQUENTES sobre Ensino em fonoaudiologia A Comissão de Ensino da SBFa apresenta a seguir respostas para algumas das dúvidas mais frequentes relativas aos diferentes níveis de

Leia mais

Distância interincisiva máxima em crianças na dentadura mista

Distância interincisiva máxima em crianças na dentadura mista A r t i g o d e F o n o a u d i o l o g i a Distância interincisiva máxima em crianças na dentadura mista Débora Martins Cattoni*, Fernanda Dreux Miranda Fernandes** Resumo A distância interincisiva máxima

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEIS SUPERIOR, MÉDIO E TÉCNICO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE PALMARES

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEIS SUPERIOR, MÉDIO E TÉCNICO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE PALMARES CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEIS SUPERIOR, MÉDIO E TÉCNICO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE PALMARES AVISO DE RETIFICAÇÃO DE EDITAL Nº 01 A Comissão de Concurso torna publica

Leia mais

Relatório do I Encontro Regional Nordeste de Fala SBFa perto de você

Relatório do I Encontro Regional Nordeste de Fala SBFa perto de você Relatório do I Encontro Regional Nordeste de Fala SBFa perto de você O evento foi realizado no dia 21 de abril de 2012, sexta-feira, no auditório das novas instalações do Departamento de Fonoaudiologia,

Leia mais

NORMAS PARA REALIZAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA.

NORMAS PARA REALIZAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA COORDENAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) NORMAS PARA REALIZAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO EM

Leia mais

Avanços e encaminhamentos sobre a Pesquisa de Turismo Internacional:

Avanços e encaminhamentos sobre a Pesquisa de Turismo Internacional: Avanços e encaminhamentos sobre a Pesquisa de Turismo Internacional: Avaliações para o desenho amostral em rodovias segundo a metodologia proposta para a PTI Palestrante: Alfredo García Ramos (Consultor

Leia mais

Proposta de Ensino à Distância na Prática Interdisciplinar Fonoaudiológica e Odontológica

Proposta de Ensino à Distância na Prática Interdisciplinar Fonoaudiológica e Odontológica Proposta de Ensino à Distância na Prática Interdisciplinar Fonoaudiológica e Odontológica Palavras Chaves: Interdisciplinar, Orofacial, Educação a Distância Autores: Lívia Maria do Prado 5, Eliene Silva

Leia mais

LIGA ACADÊMICA DE CIRURGIA PLÁSTICA

LIGA ACADÊMICA DE CIRURGIA PLÁSTICA 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( x ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA

Leia mais

EDITAL Nº 82 de 23 de DEZEMBRO de 2015, publicado no Diário Oficial da União nº 248 de 29 de DEZEMBRO de 2015

EDITAL Nº 82 de 23 de DEZEMBRO de 2015, publicado no Diário Oficial da União nº 248 de 29 de DEZEMBRO de 2015 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CIRURGIA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR EDITAL Nº 82 de 23 de DEZEMBRO de 2015,

Leia mais

comentários do leitor Comentários, informes gerais, sugestões e críticas pertinentes à Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Maxilar

comentários do leitor Comentários, informes gerais, sugestões e críticas pertinentes à Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Maxilar Criada há seis anos com o intuito de auxiliar o desenvolvimento da ortodontia no Brasil, a Dental Press tem oferecido aos profissionais clínicos, bem como a discentes e docentes de

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÃO PARA FONOAUDIÓLOGOS: BALIZADOR DE TEMPO DE TRATAMENTO EM FONOAUDIOLOGIA

GUIA DE ORIENTAÇÃO PARA FONOAUDIÓLOGOS: BALIZADOR DE TEMPO DE TRATAMENTO EM FONOAUDIOLOGIA GUIA DE ORIENTAÇÃO PARA FONOAUDIÓLOGOS: BALIZADOR DE TEMPO DE TRATAMENTO EM FONOAUDIOLOGIA Primeira edição CONSELHO FEDERAL DE FONOAUDIOLOGIA ACADEMIA BRASILEIRA DE AUDIOLOGIA SOCIEDADE BRASILEIRA DE FONOAUDIOLOGIA

Leia mais

CAPACITAÇÕES CER ANO - 2015. Janeiro IMPORTÂNCIA DO RELACIONAMENTO INTERPESSOAL PARA O SUCESSO DA EQUIPE. Março

CAPACITAÇÕES CER ANO - 2015. Janeiro IMPORTÂNCIA DO RELACIONAMENTO INTERPESSOAL PARA O SUCESSO DA EQUIPE. Março CAPACITAÇÕES CER ANO - 2015 Janeiro IMPORTÂNCIA DO RELACIONAMENTO INTERPESSOAL PARA O SUCESSO DA EQUIPE Data: 05 a 06/01/2015 Local/Instituição: CER Diamantina Quantidade de profissionais: 80 Objetivo:

Leia mais

EDITAL Nº 005/2009 RE-RATIFICAR

EDITAL Nº 005/2009 RE-RATIFICAR EDITAL Nº 005/2009 O SECRETÁRIO DE ESTADO DA SAÚDE DO PARANÁ, no uso de suas atribuições, atendendo aos termos da Lei Complementar nº 108, de 18 de maio de 2005, com alteração dada pela Lei Complementar

Leia mais

NUCLEO NÓS PODEMOS RN

NUCLEO NÓS PODEMOS RN NUCLEO NÓS PODEMOS RN Natal, 20 de outubro de 2011 Evento: Reunião Horário: 09h às 13h Local: Auditório do IBAMA Pauta da reunião: Mobilização para identificar projetos para se inscrever no prêmio ODM

Leia mais

Revista Eletrônica Acolhendo a Alfabetização nos Países de Língua Portuguesa ISSN: 1980-7686 suporte@mocambras.org Universidade de São Paulo Brasil

Revista Eletrônica Acolhendo a Alfabetização nos Países de Língua Portuguesa ISSN: 1980-7686 suporte@mocambras.org Universidade de São Paulo Brasil Revista Eletrônica Acolhendo a Alfabetização nos Países de Língua Portuguesa ISSN: 1980-7686 suporte@mocambras.org Universidade de São Paulo Brasil Hernandes Santos, Amarílis Alfabetização na inclusão

Leia mais

AMAMENTAÇÃO NA SÍNDROME DE DOWN: O CONHECIMENTO DAS MÃES SOBRE A POSTURA MÃE/BEBÊ

AMAMENTAÇÃO NA SÍNDROME DE DOWN: O CONHECIMENTO DAS MÃES SOBRE A POSTURA MÃE/BEBÊ ISBN 978-85-61091-05-7 V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 AMAMENTAÇÃO NA SÍNDROME DE DOWN: O CONHECIMENTO DAS MÃES SOBRE A POSTURA MÃE/BEBÊ Camila de

Leia mais

PERFIL DA ATUAÇÃO E INSERÇÃO FONOAUDIOLÓGICA EM MG, ES, MT E MS (Relatório de Pesquisa)

PERFIL DA ATUAÇÃO E INSERÇÃO FONOAUDIOLÓGICA EM MG, ES, MT E MS (Relatório de Pesquisa) PERFIL DA ATUAÇÃO E INSERÇÃO FONOAUDIOLÓGICA EM MG, ES, MT E MS (Relatório de Pesquisa) O CREFONO 6, juntamente com o SINFEMG e os cursos de Fonoaudiologia da PUC-Minas, FEAD e UFMG desenvolveram uma pesquisa

Leia mais

AGENDA DE CURSOS E EVENTOS

AGENDA DE CURSOS E EVENTOS AGENDA DE S E EVENTOS 2015 AGENDA DE S E EVENTOS 2015 CATEGORIAS DE S Introdução à Governança Primeiro passo dentro da Governança Corporativa, os cursos de Introdução à Governança fornecem uma visão de

Leia mais

Dr. Fernando Ganem Doutor pela Faculdade de Medicina da USP Diretor do Serviço de Pronto-Atendimento do Hospital Sírio-Libanês

Dr. Fernando Ganem Doutor pela Faculdade de Medicina da USP Diretor do Serviço de Pronto-Atendimento do Hospital Sírio-Libanês Coordenação Dr. Fernando Ganem Doutor pela Faculdade de Medicina da USP Diretor do Serviço de Pronto-Atendimento do Hospital Sírio-Libanês Prof. Dr. Augusto Scalabrini Neto Professor Associado pela Faculdade

Leia mais

RESIDÊNCIA MÉDICA E HUMANIZAÇÃO: Mudanças na ótica e na ética das relações durante a residência médica

RESIDÊNCIA MÉDICA E HUMANIZAÇÃO: Mudanças na ótica e na ética das relações durante a residência médica RESIDÊNCIA MÉDICA E HUMANIZAÇÃO: Mudanças na ótica e na ética das relações durante a residência médica Autores: Glenda Garrafa Mori glendagmori@yahoo.com.br Irene Abramovich iabramo@uol.com.br Paulo Monteiro

Leia mais

Relatório de versão curricular

Relatório de versão curricular UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Configuração Curricular Relatório de versão curricular Curso: 16002 - FONOAUDIOLOGIA Versão curricular: D-20112X Situação: Liberada Carga horária mínima para mudança

Leia mais

RESPOSTAS para FREQUENTES

RESPOSTAS para FREQUENTES RESPOSTAS para PERGUNTAS FREQUENTES NA ÁREA de motricidade orofacial A Motricidade Orofacial á a área da Fonoaudiologia que estuda a musculatura dos lábios, língua, bochechas e face e as funções a elas

Leia mais

Para o participante: desenvolver suas competências de educador para a melhora do processo de monitoria como recurso de desenvolvimento de pessoas.

Para o participante: desenvolver suas competências de educador para a melhora do processo de monitoria como recurso de desenvolvimento de pessoas. OBJETIVO Desenvolver em supervisores, coordenadores e monitores de Call Center, a percepção para uma escuta qualitativa, aperfeiçoando suas habilidades de audição ativa e criativa no processo de monitoria.

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA - BACHARELADO CURRÍCULO PLENO - PERIODIZAÇÃO E DURAÇÃO DAS DISCIPLINAS -2015-

CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA - BACHARELADO CURRÍCULO PLENO - PERIODIZAÇÃO E DURAÇÃO DAS DISCIPLINAS -2015- CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA - BACHARELADO CURRÍCULO PLENO - PERIODIZAÇÃO E DURAÇÃO DAS DISCIPLINAS -2015-1º Semestre T Total Créditos Introdução à Fonoaudiologia - Linguística Geral - Psicologia

Leia mais

Perspectiva de crescimento para América Latina Paulo Funchal

Perspectiva de crescimento para América Latina Paulo Funchal Perspectiva de crescimento para América Latina Paulo Funchal Foco na América Latina Grant Thornton International Business Report (IBR) Grant Thornton Global Dynamism Index (GDI) The Economist Intelligence

Leia mais

INTERVENÇÃO FONOAUDIOLÓGICA NO SERVIÇO DE CONTROLE DA DOR OROFACIAL E DEFORMIDADES DENTOFACIAIS DO HULW/UFPB

INTERVENÇÃO FONOAUDIOLÓGICA NO SERVIÇO DE CONTROLE DA DOR OROFACIAL E DEFORMIDADES DENTOFACIAIS DO HULW/UFPB INTERVENÇÃO FONOAUDIOLÓGICA NO SERVIÇO DE CONTROLE DA DOR OROFACIAL E DEFORMIDADES DENTOFACIAIS DO HULW/UFPB ALVES, Giorvan Ânderson dos santos Alves LOPES SOBRINHO, Paulo Naati LUNA, Anibal Henrique Barbosa

Leia mais

Objetivos. 1. Fazer o diagnóstico das condições de saúde bucal da população brasileira em 2010. 2. Traçar comparativo com a pesquisa SB Brasil 2003

Objetivos. 1. Fazer o diagnóstico das condições de saúde bucal da população brasileira em 2010. 2. Traçar comparativo com a pesquisa SB Brasil 2003 Objetivos 1. Fazer o diagnóstico das condições de saúde bucal da população brasileira em 2010 2. Traçar comparativo com a pesquisa SB Brasil 2003 3. Avaliar o impacto do Programa Brasil Sorridente 4. Planejar

Leia mais

COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA

COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA Pedido de Credenciamento de Programa Nome Completo da Instituição Complexo Hospital Universitário Professor Edgard Santos (HUPES) Endereço Completo Rua Augusto Viana

Leia mais

Aços Longos. Soluções Belgo Pronto

Aços Longos. Soluções Belgo Pronto Aços Longos Soluções Belgo Pronto Belgo Pronto Mais que um serviço de Corte e Dobra de aço, Belgo Pronto é um conjunto de soluções em aço para a execução da etapa estrutural de obras de todos os portes

Leia mais

Tradução, adaptação cultural e validação de conteúdo. do instrumento Avaliação da Prontidão do Prematuro. para o Início da Alimentação Oral.

Tradução, adaptação cultural e validação de conteúdo. do instrumento Avaliação da Prontidão do Prematuro. para o Início da Alimentação Oral. SANTA CASA da Misericórdia de Lisboa Cristina Maria da Eira Trigo Tradução, adaptação cultural e validação de conteúdo do instrumento Avaliação da Prontidão do Prematuro para o Início da Alimentação Oral

Leia mais

III Línguas e Culturas Tupí. Histórico dos Encontros Internacionais sobre

III Línguas e Culturas Tupí. Histórico dos Encontros Internacionais sobre III Línguas e Culturas Tupí Histórico dos Encontros Internacionais sobre O III Encontro Internacional sobre Línguas e Culturas dos Povos Tupí foi estimulado pelos resultados positivos dos encontros anteriores

Leia mais

Diretoria de Saúde da Marinha Centro Médico Assistencial da Marinha Odontoclínica Central da Marinha

Diretoria de Saúde da Marinha Centro Médico Assistencial da Marinha Odontoclínica Central da Marinha Diretoria de Saúde da Marinha Centro Médico Assistencial da Marinha Odontoclínica Central da Marinha MANUAL DE DIREITOS E RESPONSABILIDADES DOS PACIENTES www.ocm.mar.mil.br MARINHA DA BRASIL ODONTOCLÍNICA

Leia mais

SEMINÁRIO SUCESSÃO FAMILIAR. como preparar o sucessor para ocupar a principal cadeira de sua empresa

SEMINÁRIO SUCESSÃO FAMILIAR. como preparar o sucessor para ocupar a principal cadeira de sua empresa SEMINÁRIO como preparar o sucessor para ocupar a principal cadeira de sua empresa O SEMINÁRIO As empresas familiares carregam valores e sentimentos mais delicados do que os de empresas não familiares.

Leia mais

II Encontro de Disfagia: a utilização de protocolos na prática fonoaudiológica

II Encontro de Disfagia: a utilização de protocolos na prática fonoaudiológica II Encontro de Disfagia: a utilização de protocolos na prática fonoaudiológica O que vamos conversar? Sobre o Conselho Atividades da Fiscalização Código de Ética e Legislações relacionadas à Disfagia Discussão

Leia mais

Programa de Especialização em Ortopedia e Traumatologia Pediátrica (R4)

Programa de Especialização em Ortopedia e Traumatologia Pediátrica (R4) SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE HOSPITAL INFANTIL JOANA DE GUSMÃO Florianópolis SERVIÇO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA Programa de Especialização em Ortopedia e Traumatologia Pediátrica (R4) Florianópolis,

Leia mais

Valências Análises Clínicas

Valências Análises Clínicas Análises Clínicas Consultas de várias especialidades Médicas Consultas de várias especialidades de Medicina Complementar Consultas de Nutrição e Dietética Consultas de Psicologia Clínica e Psicopedagogia

Leia mais

salas. que envolvam tecnologia. A procura pelo sucesso sempre começa

salas. que envolvam tecnologia. A procura pelo sucesso sempre começa Como será a educação no futuro? Procurando responder esta pergunta devemos olhar um pouco para trás e avaliar as mudanças que impactaram este segmento nas últimas décadas, conclusão, quase nada! As salas

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE ENFERMAGEM CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 101, de 15 de dezembro

Leia mais

TABELA DE HONORÁRIO AMBULATORIAL ANEXO 11.2 EDITAL 0057/2013

TABELA DE HONORÁRIO AMBULATORIAL ANEXO 11.2 EDITAL 0057/2013 TABELA DE HONORÁRIO AMBULATORIAL ANEXO 11.2 EDITAL 0057/2013 Honorário de Psicologia 1010111 8 Sessao de Psicoterapia / Psicologo - (12 ou ate 40 por ano se cumprir diretriz de utilização definida pelo

Leia mais

Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only.

Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only. Flávio Settembre. CRP 06/86514 Psicólogo clínico, participou de Conferências Municipais sobre os direitos da criança e do adolescente na cidade de São Paulo e já soma duas publicações em revistas científicas.

Leia mais

ABERTURA DE INSCRIÇÃO À SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA O CURSO DE DOUTORADO EM CIÊNCIAS DA LINGUAGEM TURMA 2016

ABERTURA DE INSCRIÇÃO À SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA O CURSO DE DOUTORADO EM CIÊNCIAS DA LINGUAGEM TURMA 2016 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA LINGUAGEM DOUTORADO EM CIÊNCIAS DA LINGUAGEM SELEÇÃO DA 2ª TURMA - 2016 EDITAL ABERTURA DE INSCRIÇÃO

Leia mais

TÍTULO: AUTORES: INSTITUIÇÃO: ÁREA TEMÁTICA 1-INTRODUÇÃO (1) (1).

TÍTULO: AUTORES: INSTITUIÇÃO: ÁREA TEMÁTICA 1-INTRODUÇÃO (1) (1). TÍTULO: A IMPORTÂNCIA DA EQUIPE MULTIDISCIPLINAR NA MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA E INCLUSÃO SOCIAL DE INDIVÍDUOS PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS ASSISTIDOS PELA APAE DE VIÇOSA, MG. AUTORES: André

Leia mais

Informações e Inscrição para o Evento

Informações e Inscrição para o Evento Inscrição: (US$ 250) Informações e Inscrição para o Evento Por favor, complete um formulário de inscrição por participante. (últimas 2 paginas) Envie os formulários preenchidos para o Greater Miami Chamber

Leia mais

CADEIAS MUSCULARES CADEIAS MUSCULARES CADEIAS MUSCULARES CADEIAS MUSCULARES. Dra. Adriana Tessitore. CADEIAS MUSCULARES aplicada à

CADEIAS MUSCULARES CADEIAS MUSCULARES CADEIAS MUSCULARES CADEIAS MUSCULARES. Dra. Adriana Tessitore. CADEIAS MUSCULARES aplicada à aplicada à 1 MOTRICIDADE OROFACIAL 2 MOTRICIDADE OROFACIAL Motricidade Orofacial é o campo da Fonoaudiologia voltado para o estudo/pesquisa, prevenção, avaliação, diagnóstico, desenvolvimento, habilitação,

Leia mais

Ensaios e Ciência: Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde ISSN: 1415-6938 editora@uniderp.br Universidade Anhanguera Brasil

Ensaios e Ciência: Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde ISSN: 1415-6938 editora@uniderp.br Universidade Anhanguera Brasil Ensaios e Ciência: Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde ISSN: 1415-6938 editora@uniderp.br Universidade Anhanguera Brasil Alves Oliveira, Naiana; Ferreira Gomes, Sabrina Reseña de "A equipe multiprofissional

Leia mais

Caracterização da Escola

Caracterização da Escola 28 O CORDEL DOS TIRADENTES Flávia Helena Pontes Carneiro* helena.flavia@gmail.com *Graduada em Pedagogia, Mestre em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, Professora

Leia mais

Síntese dos Fóruns Nacionais de Pesquisa e Pós graduação Stricto Sensu em Fisioterapia da ABRAPG Ft Costa, D.*

Síntese dos Fóruns Nacionais de Pesquisa e Pós graduação Stricto Sensu em Fisioterapia da ABRAPG Ft Costa, D.* Síntese dos Fóruns Nacionais de Pesquisa e Pós graduação Stricto Sensu em Fisioterapia da ABRAPG Ft Costa, D.* Resumo No período que envolve a existência da ABRAPG Ft, compreendido de 2005 a 2013, portanto

Leia mais

Prova de Seleção para Residência Médica em Neurocirurgia e Neurologia. Edital de Convocação ANO 2011

Prova de Seleção para Residência Médica em Neurocirurgia e Neurologia. Edital de Convocação ANO 2011 1 Instituto de Neurologia de Curitiba (INC) Rua Jeremias Maciel Perretto, 300 Campo Comprido Curitiba PR 81210-310 Fone/fax: (41) 3028-8580 http://www.inc-neuro.com.br E-mail: residenciamedica@inc-neuro.com.br

Leia mais

Coordenação. Prof. Dr. Wilson Jacob Filho

Coordenação. Prof. Dr. Wilson Jacob Filho Coordenação Prof. Dr. Wilson Jacob Filho Professor titular de geriatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo; Diretor do Serviço de Geriatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina

Leia mais

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 EQUIPE TÉCNICA DO IPETURIS Coordenação: Mariana Nery Pesquisadores: César Melo Tamiris Martins Viviane Silva Suporte: Gerson

Leia mais

Política Nacional de Saúde Bucal

Política Nacional de Saúde Bucal MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL Política Nacional de Saúde Bucal Brasil Sorridente, suas ações, abrangências e como as

Leia mais

01, 02 e 03 de junho de 2015 Realização: MúsiCA e Coordenação dos Cursos de Música Rua Cel. Dulcídio 638 Batel Curitiba - PR 80420-170

01, 02 e 03 de junho de 2015 Realização: MúsiCA e Coordenação dos Cursos de Música Rua Cel. Dulcídio 638 Batel Curitiba - PR 80420-170 01, 02 e 03 de junho de 2015 Realização: MúsiCA e Coordenação dos Cursos de Música Rua Cel. Dulcídio 638 Batel Curitiba - PR 80420-170 EDITAL DE CHAMADA PARA A PARTICIPAÇÃO NA 1ª SEMANA ACADÊMICA INTERATIVA

Leia mais

As inscrições serão realizadas no Hall de entrada entre os blocos A e B do ITPAC Porto, com vagas limitadas, a partir do dia 27/03/2014.

As inscrições serão realizadas no Hall de entrada entre os blocos A e B do ITPAC Porto, com vagas limitadas, a partir do dia 27/03/2014. Em nome da Diretora Acadêmica do ITPAC Porto Nacional, Profª Lucélia Neves de Araújo, e de toda comissão organizadora da Iª Semana Acadêmica de Odontologia, convidamos toda a comunidade acadêmica para

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Fisioterapia em Dermatologia

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Fisioterapia em Dermatologia CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Fisioterapia em Dermatologia CÓDIGO: Fisio 227 CH TOTAL: 60hs PRÉ-REQUISITO: -----

Leia mais

COLÉGIO MATER CONSOLATRIX RUDAHYRA TAISA OSSWALD DE OLIVEIRA FONOAUDIOLOGA CRFA 9324/PR. Nitro PDF Trial

COLÉGIO MATER CONSOLATRIX RUDAHYRA TAISA OSSWALD DE OLIVEIRA FONOAUDIOLOGA CRFA 9324/PR. Nitro PDF Trial COLÉGIO MATER CONSOLATRIX RUDAHYRA TAISA OSSWALD DE OLIVEIRA FONOAUDIOLOGA CRFA 9324/PR PROJETO FONOAUDIOLOGIA E EDUCAÇÃO: UMA PROPOSTA VOLTADO AO DENVOLVIMENTO INFANTIL Ivaiporã/PR 2009 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

Documento da Comissão Pesquisa em Ensino de Física PEF. Das Origens à Situação Atual

Documento da Comissão Pesquisa em Ensino de Física PEF. Das Origens à Situação Atual Documento da Comissão Pesquisa em Ensino de Física PEF Das Origens à Situação Atual A Pesquisa em Ensino de Física no Brasil tem sua origem em órgãos e projetos educacionais que se preocupavam com a melhoria

Leia mais

A importância do registro de procedimentos fonoaudiológicos em prontuários

A importância do registro de procedimentos fonoaudiológicos em prontuários A importância do registro de procedimentos fonoaudiológicos em prontuários Todos os atendimentos e procedimentos fonoaudiológicos devem ser registrados em prontuário, manuscrito ou eletrônico, devendo

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PARA A LIGA ACADÊMICA DE ONCOLOGIA CLÍNICA E CIRÚRGICA DE CACOAL - LACON

EDITAL DE SELEÇÃO PARA A LIGA ACADÊMICA DE ONCOLOGIA CLÍNICA E CIRÚRGICA DE CACOAL - LACON EDITAL DE SELEÇÃO PARA A LIGA ACADÊMICA DE ONCOLOGIA CLÍNICA E CIRÚRGICA DE CACOAL - LACON A Liga Acadêmica de Oncologia Clínica e Cirúrgica de Cacoal (LACON) reúne estudantes do Curso de Medicina da FACIMED

Leia mais

ELABORAÇÃO DE SEMINÁRIO

ELABORAÇÃO DE SEMINÁRIO ELABORAÇÃO DE SEMINÁRIO Metodologia Científica Seminário: Definição?... Seminarium = sementeira, dá idéia de disseminar (semear idéias, podem germinar e gerar novos conhecimentos); LAKATOS (1996): seminário

Leia mais

EQUIPE DE PROFISSIONAIS CEPEC Centro de Estudos e Pesquisas Clínicas de São Paulo.

EQUIPE DE PROFISSIONAIS CEPEC Centro de Estudos e Pesquisas Clínicas de São Paulo. Dra. Miriam Serrano de Freitas Terapeuta Ocupacional especializada em Síndrome de Down serrano.miriam@gmail.com Data de nascimento:07/05/1986 Endereço: Morishigue Akagui, 51 Telefone para contato: (11)

Leia mais

A investigação da dor no paciente idoso e ardência bucal. Paulo Pimentel

A investigação da dor no paciente idoso e ardência bucal. Paulo Pimentel A investigação da dor no paciente idoso e ardência bucal Paulo Pimentel Sistema Estomatognático Mastigação, fala, digestão e deglutição Paladar, respiração Defesa e reconhecimento imunológico Estética,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR FUNÇÃO: Educação para Saúde SUBFUNÇÃO OU COMPONENTE CURRICULAR: ANATOMIA

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE LOGOTERAPIA E ANÁLISE EXISTENCIAL - ABLAE B.I.A. Boletim Informativo da ABLAE 31 de outubro de 2011 - nº 03 - Ano 1

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE LOGOTERAPIA E ANÁLISE EXISTENCIAL - ABLAE B.I.A. Boletim Informativo da ABLAE 31 de outubro de 2011 - nº 03 - Ano 1 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE LOGOTERAPIA E ANÁLISE EXISTENCIAL - ABLAE B.I.A. Boletim Informativo da ABLAE 31 de outubro de 2011 - nº 03 - Ano 1 Que é, então, o homem? É um ser que sempre decide o que é. (Viktor

Leia mais

I - Qualificações Gerais

I - Qualificações Gerais I - Qualificações Gerais Nome: Claudia Xavier Soares Nacionalidade: Brasileira Naturalidade: Birigui-SP Filiação: Carlos Alberto Clark Xavier Soares Maria Aparecida Xavier Soares Data de Nascimento: 04.07.1962

Leia mais

31 Anos de experiência

31 Anos de experiência Empresa 31 Anos de experiência Desde 1984, especializada no planejamento, organização, coordenação e execução de diversificados eventos. Empresa 550 Eventos nacionais e internacionais Flexibilidade para

Leia mais

LEVANTAMENTO DO PERFIL DO COMPLEXO ESTOMATOGNÁTICO DOS ALUNOS DA 3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO INOVADOR DA EEEMIDR.

LEVANTAMENTO DO PERFIL DO COMPLEXO ESTOMATOGNÁTICO DOS ALUNOS DA 3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO INOVADOR DA EEEMIDR. LEVANTAMENTO DO PERFIL DO COMPLEXO ESTOMATOGNÁTICO DOS ALUNOS DA 3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO INOVADOR DA EEEMIDR. ANTONIO BATISTA SANTIAGO EM ITABAIANA-PB. Napoleão Fernando do Nascimento 1 Ana Karênina de

Leia mais

Mulheres em rede pela humanização da assistência ao parto. O trabalho da Rede Parto do Princípio

Mulheres em rede pela humanização da assistência ao parto. O trabalho da Rede Parto do Princípio Mulheres em rede pela humanização da assistência ao parto O trabalho da Rede Parto do Princípio Enfª Marisol Figueiredo Almeida Bacharel em enfermagem UCB Pós Graduanda em atenção integral à saúde materno-infantil

Leia mais

ORGANIZAÇÃO SISTEMA DE CONSELHOS FEDERAL E REGIONAIS DE FONOAUDIOLOGIA

ORGANIZAÇÃO SISTEMA DE CONSELHOS FEDERAL E REGIONAIS DE FONOAUDIOLOGIA ORGANIZAÇÃO SISTEMA DE CONSELHOS FEDERAL E REGIONAIS DE FONOAUDIOLOGIA CONSELHO REGIONAL DE FONOAUDIOLOGIA 1ª REGIÃO Rua Álvaro Alvim, 21-5º andar - Centro 20031-010 Rio de Janeiro-RJ Fone/Fax: (21) 2533-2916

Leia mais

ATIVIDADE INVESTIGATIVA PARA ENSINAR AS CAUSAS DA MÁ DIGESTÃO Paula BergantinOliveros (Escola Estadual Edgar Barbosa/RN)

ATIVIDADE INVESTIGATIVA PARA ENSINAR AS CAUSAS DA MÁ DIGESTÃO Paula BergantinOliveros (Escola Estadual Edgar Barbosa/RN) ATIVIDADE INVESTIGATIVA PARA ENSINAR AS CAUSAS DA MÁ DIGESTÃO Paula BergantinOliveros (Escola Estadual Edgar Barbosa/RN) RESUMO Aborda a aplicação de atividade investigativa desenvolvida por mim, professora

Leia mais

IX Jornada de Reabilitação da Mão Atualização da Prática:

IX Jornada de Reabilitação da Mão Atualização da Prática: Atualização da Prática: O que avaliar e como tratar 08 e 09 de outubro de 2010 IOT de Joinville Santa Catarina Rua Blumenau, 1316 Joinville Santa Catarina sbtm.org.br A Sociedade Brasileira de Terapeutas

Leia mais

PSICOPEDAGOGIA: ENTRE OS TRATAMENTOS E A ESCOLARIZAÇÃO

PSICOPEDAGOGIA: ENTRE OS TRATAMENTOS E A ESCOLARIZAÇÃO PSICOPEDAGOGIA: ENTRE OS TRATAMENTOS E A ESCOLARIZAÇÃO 11 e 12 de maio de 2012 Teatro São Paulo Salvador - Bahia PSICOPEDAGOGIA: ENTRE OS TRATAMENTOS E A ESCOLARIZAÇÃO Nesse espaço de tempo entre o X e

Leia mais