ADEALQ. Revista da. ano 30. Nova Série. repúblicas com a Primeira república de estudantes de Piracicaba vai completar 91 anos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ADEALQ. Revista da. ano 30. Nova Série. repúblicas com a Primeira república de estudantes de Piracicaba vai completar 91 anos"

Transcrição

1 Revista da ADEALQ UMA PUBLICAÇãO DA ASSOCIAÇãO DOS EX-ALUNOS DA ESALQ Nova Série ano 30 Edição n o repúblicas com a Primeira república de estudantes de Piracicaba vai completar 91 anos ousadia Coragem e preparação para mudar os rumos profissionais e ser feliz ex-alq Conheça o esalqueano criador dos tubetes para mudas de café A ESALQ HOJE Panorama atualizado da ESALQ, os novos cursos, o perfil dos estudantes, a importância dos departamentos e laboratórios

2 Revista da ADEALQ 2 Cultive solidariedade Ajude o Corsini a continuar seu trabalho, que é referência nacional no tratamento de crianças e adolescentes infectados pela AIDS no Brasil. Plante esperança. Faça sua doação e colha a satisfação de ajudar: Banco do Brasil Agência: Conta: Centro de Controle e Investigação Imunológica Dr. Antonio Carlos Corsini CNPJ: / Atendimento: +55 [19] ou [19] Falar com Marina De segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

3 Revista da ADEALQ UMA PUBLICAÇãO DA ASSOCIAÇãO DOS EX-ALUNOS DA ESALQ EDITORIAL Presidente da ADEALQ Antony H. M. Sewell (Cancro) Vice-Presidente Claudio Tomazela (Polegar) Secretário Geral Luiz Gustavo Nussio (Bambu) 1 o Secretário Fernando C. Mendonça (Burdog) 2 o Secretário João Carlos Teixeira Mendes (Tadando) 1 o Tesoureiro Valdomiro S. Miyada 2 o Tesoureiro Carlos A. Baptista (Pino) ESALQ Diretor José Vicente Caixeta Filho Vice-Diretora MARISA A. B. REGITANO D ARCE CONSELHO EDITORIAL André M. S. Dias (RG) Luiz Reynaldo F. Alleoni (Arara) Mauricio Palma Nogueira (Big Ben) Paulo Henrique Groke Jr. (Grogue) REDAÇÃO Bureau de Ideias, Imprensa e Comunicação Estratégica Av. Paulista, o andar Conjunto 1707D Caixa Postal 483 Bela Vista São Paulo SP Telefone: (11) Unidade RMC: (19) JORNALISTA RESPONSÁVEL Romualdo Venâncio (MTB ) PROJETO GRáFICO E PRODUÇÃO MAKE comunicação com atitude (19) DEPARTAMENTO COMERCIAL MAKE comunicação com atitude REPORTAGEM Romualdo Venâncio Ana Lúcia Neiva COLABORAção Tatiana Ferro Fotografia Juntos, podemos muito mais A história centenária da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, a nossa ESALQ, é marcada por revelar e projetar importantes nomes do agronegócio brasileiro, como secretários e ministros, que projetam os conceitos desta escola às diferentes instâncias do governo nacional. Tão importantes quanto esses notáveis são os milhares de profissionais que saem das salas de aula e laboratórios da ESALQ para compartilhar conhecimento no campo, nos centros de pesquisa, nas indústrias e nas escolas. Está aí a grande prioridade da Associação de Ex-Alunos da ESALQ (ADEALQ): integrar e compartilhar. A aproximação dos especialistas que estão distribuídos pelo Brasil e também fora dele é fundamental para que todos possam aprender muito mais. Independentemente do ano de formação e dos caminhos trilhados, cada um tem algo importante para dividir. E o que não falta é gente para contar história: já são mais de 14 mil diplomas entregues. Se é para integrar, sejam bem-vindos também os ex-alunos dos cursos de pós-graduação. Somando mestres e doutores, são quase 8,5 mil estudantes formados. A partir de agora, todos podem e devem fazer parte da ADEALQ. Para incentivar e facilitar essa aproximação, a Associação ampliará as possibilidades de comunicação e acesso, a exemplo da retomada da Revista da ADEALQ, da atualização do site, da criação de aplicativos para smartphones e outras novidades que serão apresentadas oportunamente. O conteúdo editorial que preparamos para você mostra exatamente as experiências de alguns esalqueanos, suas superações e conquistas, suas contribuições ao agronegócio e outros setores da economia nacional, o aprendizado tanto do ponto de vista técnico quanto social e boas lições de vida. Acompanhe, aproveite e participe. Estamos à disposição para receber sua opinião. Boa leitura! A Equipe Editorial

4 SUMÁRIO

5 03 EDITORIAL Adealq amplia esforços para aproximar ex-alunos da ESALQ 30 MUNDO AFORA Graduação e Pós abriram horizontes para esalqueano ultrapassar fronteiras 06 REPúBLICAS COM A Primeira república de estudantes de Piracicaba vai completar 91 anos 08 RESPOSTA DE SUCESSO CEO da Adama Brasil conta como a Esalq influenciou sua carreira profissional 10 GERAÇões O que a vida acadêmica tem a ver com a origem da família Carlucci 16 A ESALQ HOJE Conquistas já alcançadas incentivam ainda mais a permanente renovação 32 ESPAço empresarial 36 Indústria nacional aposta na biotecnologia para otimizar a produção agrícola 50 ANOS DE Pós-graduação Em cinco décadas são quase 8,5 mil graduados entre mestres e doutores 38 REVISTA DA ADEALQ De volta, aos 30 anos 22 EX-ALQ Conheça o esalqueano criador dos tubetes para mudas de café 42 57a SEMANA LUIZ DE QUEIROZ Imagens de uma inesquecível reunião de congraçamento 24 OUSADIA Coragem e preparação para mudar os rumos profissionais e ser feliz 46 RELACIONAMENTO Nova plataforma espera pelos esalqueanos 26 GESTão É preciso confiar no próprio conhecimento para se propor quebra de paradigmas 48 NOTAS E EVENTOS Notícias sobre a própria Esalq e as conquistas dos esalqueanos

6 Revista da ADEALQ 6 REPÚBLICAS COM A Lucas Ingold, o Fiúq, à esquerda, e membros da organização do Interrepúblicas, em evento no qual os alunos arrecadaram quatro toneladas de alimentos destinadas a ONGs DE piracicaba. Gerhard Waller (USP/ESALQ-Acom) COPACABANA VAI COMPLETAR 91 ANOS Romualdo Venâncio A primeira república de estudantes de Piracicaba foi fundada por alunos que deixaram o Rio de Janeiro para estudar na ESALQ. O célebre esalqueano e ex-ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Roberto Rodrigues costuma descrever as repúblicas compostas pelos estudantes da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, a ESALQ, como microcosmos e escolas de vida. Além de ser, para a grande maioria, a primeira experiência de morar longe de casa e da família, é um encontro permanente com a di- versidade e a tarefa de administrar a própria vida. A república é a síntese da liberdade com responsabilidade, define Rodrigues. É exatamente pelo o que está passando Lucas Ingold, estudante do terceiro ano de Engenharia Agronômica. Natural de Campo Grande (MS), nasceu em uma família de pecuaristas e foi apresentado à esco la por seu pai, Daniel Ingold, esalqueano e ex-

7 Repúblicas com A 7 Não é o imóvel que representa a Copacabana, mas, sim, a instituição que foi criada Lucas Ingold (Fiúq) -morador da República Sobradão. Além da opção pela Esalq, Lucas também foi morar em uma república e chegou à mais antiga de Piracicaba (SP), a Copacabana. Fundada em 1923 por estudantes que vinham do Rio de Janeiro, foi batizada de República Copacabana Palace por conta da inauguração, também naquele ano, do luxuoso Hotel Copacabana Palace na capital fluminense (à época, também capital federal). As décadas passam, mas permanecem o espírito de amizade e o respeito entre os moradores da Copacabana. Acervo República Copacabana Diferente do hotel, a essência histórica da república vai muito além da edificação. Não é o imóvel que representa Copacabana, mas, sim, a instituição que foi criada, explica Lucas. Tanto é verdade que já esteve em diferentes endereços. Hoje está na Rua Padre José Conceição Meireles, 158, na Vila Independência, a cerca de dois quilômetros da entrada da ESALQ. Procuramos manter os valores e costumes que são passados há décadas. Lucas chegou à Copacabana por intermédio de um colega sul-mato-grossense, Fausto Nimer Terrabuio, de Rio Brilhante. Nós nos conhecemos no ônibus, quando Fausto prestava o vestibular. Também fiz a prova, mas apenas como experiência. Entrei no ano seguinte, recorda. Claro que, estando em Piracicaba, os nomes deram lugar aos apelidos. Fausto já havia se tornado o Orrameu e Lucas passou a atender por Fiúq, mais por uma questão de herança. O apelido do meu pai quando estudou na ESALQ era Emo, aí acabei virando Fiúq, explica. A experiência de morar em uma república é vista por Lucas como uma evolução pessoal. Segundo conta, passou a dar valor a diversos fatores com os quais não se importava tanto. Não me via, por exemplo, sendo um representante de alunos ou estando à frente de algum grupo. Atualmente é o caixinha ou o gerente financeiro da república e também presidente da Associação Atlética Acadêmica Luiz de Queiroz (AAALQ). Sempre participamos de algo dentro da escola, pois a ideia não é apenas vir aqui, estudar e ir embora; procuramos deixar algo, comenta o estudante. Para se ter ideia do compromisso citado por Lucas, a mais recente edição do Torneio Interrepúblicas, organizada pela AAALQ e realizado entre 11 de agosto e 4 de setembro deste ano, reuniu cerca de 350 alunos da ESALQ e 47 repúblicas. Durante o período das competições, os estudantes arrecadaram quatro toneladas de alimentos, cerca de dez mil peças de roupa e cinco mil livros. As doações foram encaminhadas à ONG Irmãos de Ideal e Igreja Obra de Maria, e vão garantir a sobrevivência dos atendidos por seis meses. É uma oportunidade de retribuirmos à cidade de Piracicaba todo acolhimento e hospitalidade, afirma Lucas.

8 Revista da ADEALQ 8 RESPOSTA DE SUCESSO Divulgação Adama Vista Aérea, ADAMA. O DESAFIO DE SE ADAPTAR Romualdo Venâncio Rodrigo Gutierrez está à frente de uma empresa que deve faturar R$ 500 milhões este ano e sua meta é dobrar o valor em quatro anos. O aprendizado do período em que estudou na ESALQ contou muito para chegar onde está. Quando tiverem 18 anos de idade, meus filhos vão morar em república. Vão aprender a viver o mundo. A frase dita por Rodrigo de Souza Dias Gutierrez, CEO da Adama Brasil, empresa do segmento de agroquímicos, com sede em Londrina (PR), reflete um conceito de vida formado por uma trajetória acadêmica e profissional que começou com o Speto. Esse era o apelido de Gutierrez quando cursava Engenharia Agronômica na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, a ESALQ/USP. For- mado em 1993, foi morador da República Lesma Lerda e nasceu em uma família de esalqueanos. Gutierrez comenta, sempre com declarado orgulho, que a influência da ESALQ em sua vida é muito grande. A soma do aprendizado adquirido em sala de aula àquele obtido da vivência no ambiente de república é a estrutura do profissional que ele se tornou. O compromisso de cumprir os estudos e a necessidade de saber lidar com diferenças contribuem para que sejamos ágeis e flexíveis, comen-

9 Resposta de sucesso 9 A ESALQ PREPARA SEUS ALUNOS PARA QUE APRENDAM RAPIDAMENTE ta. O executivo também destaca a importância de a escola preparar seus alunos para aprenderem rapidamente. Essa é uma das principais características que diferenciam o profissional formado pela ESALQ quando chega ao mercado de trabalho. Ao sair da escola, Gutierrez trabalhou por três anos com o pai, que plantava café e tinha uma empresa de sistemas de irrigação. Quando decidiu trilhar seu caminho de forma mais independente, chegou à Monsanto do Brasil, onde ficou por oito anos e desempenhou diversas funções, de representante de Vendas a gerente de Marketing. Em seguida, passou cinco anos na Bayer CropScience. Trabalhou ainda em um fundo de investimentos que atuava no agronegócio, por menos de dois anos, até ser convidado para, em 2011, assumir a presidência da Milênia, que pertencia ao grupo israelense Makhteshim Agan. Na nova função, a missão de Gutierrez era promover a recuperação da empresa, que não passava por um bom momento. Encontrei um ambiente favorável à aplicação do que eu trazia da ESALQ. Em pouco tempo conseguimos bons resultados e houve rápido crescimento, relata o executivo. Mais do que a superação, a companhia passou por significativa transformação. Ainda em 2011, a empresa estatal chinesa ChemChina adquiriu 60% do capital do Makhteshim Agan. Este ano, todas as empresas do grupo foram unificadas, surgindo, assim, a Adama. Pela origem das companhias em meu currículo, digo que tenho uma das trajetórias profissionais mais multinacionais, brinca o executivo. A perspectiva a partir de agora é a melhor possível. Apostamos em nosso portfólio híbrido de produtos; no crescimento na China, que é o maior fabricante de matérias-primas e tem se tornado um grande centro de pesquisas; e nos avanços digitais na agricultura. Estamos preparados para crescer nesse universo, comenta Gutierrez. As características e condições da produção agrícola no Brasil também animam o CEO. Em nenhum lugar há sol e água como aqui. Essa combinação é única e torna o país bastante competitivo. O crescimento da Adama significa também mais oportunidades para estudantes dos cursos relacionados ao agronegócio. Contratamos entre 25 e 30 agrônomos por ano, confirma Gutierrez. Entender as demandas do produtor rural é primordial. O foco do nosso trabalho é desenvolver facilidades para o agricultor, pois ele já tem de lidar com uma série de fatores que complicam seu dia a dia, como clima, mercado futuro e insumos, entre outros. Divulgação Adama O compromisso de cumprir os estudos e a necessidade de saber lidar com diferenças contribuem para que sejamos ágeis e flexíveis, diz Rodrigo Gutierrez sobre o período em que estudou na Esalq e residiu na república lesma lerda.

10 Revista da ADEALQ 10 Gerações Heloisa e Pedro, de noivos, em frente à ESALQ. Milena Jordão Laços de amor e respeito eternos Ana Lúcia Neiva Conheça a trajetória universitária e profissional de quatro integrantes da Família Carlucci, que, mesmo vivendo momentos diferentes na escola, se sentem orgulhosos por fazerem parte de uma família ainda maior: a da ESALQ. Nivaldo conheceu Marisa numa sala de aula do cursinho. Olharam-se, enamoraram-se, formaram- -se juntos engenheiros agrônomos e casaram-se. Dos três filhos, o caçula Pedro decidiu obter a mesma graduação que os pais e também se encantou por uma colega de turma, Heloisa. Eles na- moraram, receberam o diploma juntos, seguiram carreiras prósperas e trocaram alianças. As duas histórias de amor têm como cupido a escola que até hoje ocupa um lugar muito especial no coração desses quatro eternos esalqueanos, integrantes da família Carlucci. Apelidos, repúblicas, profes-

11 Gerações 11 Eles namoraram, receberam o diploma juntos, seguiram carreiras prósperas e trocaram alianças sores, amigos, estágios, vida profissional, encontros... Confira, a seguir, as boas lembranças que cada um traz dos tempos dourados em Piracicaba (SP), revividos sempre que se encontram com os amigos. Nivaldo (Dury) Nasci em Álvares Machado, na região da Alta Sorocabana, em 23 de setembro de Sou o caçula de seis irmãos, filhos de Luiz Carlucci e Idalina Sanvezzo Carlucci. Na antiga Casa da Lavoura da cidade trabalhava o engenheiro agrônomo dr. Negrini, que ajudava muita gente a produzir mais e melhor. Então decidi fazer o mesmo. Fui para Piracicaba fazer o cursinho CLQ, onde conheci minha adorável esposa, Marisa. Entramos juntos na ESALQ em 1972 e nos formamos em 1975 (F75) no curso de Engenharia Agronômica. Morei na República Ktapu(l)ta, que não existe mais. Com alguns amigos mantenho contato frequente, como o José Eduardo Borela (Moita), o Álvaro Eleuté rio da Silva (Salim) e Ricardo Montew ka (Alem ão), entre tantos outros. Estagi ei no Departamento de Química por três anos, sob a orientação do prof. José Carlos Alcarde, que era muito gente boa. Lembro também do prof. Julio Marcos, que foi diretor na época do Pedro e da Heloisa, que foram alunos de alguns colegas de turma, como Claudião, Quirino, Valdomiro, Ivan e outros. Depois estagiei na Dow Quími ca, onde trabalhei por 25 anos. Iniciei como pesquisador de campo, fui supervisor e gerente de pesquisa e desenvolvimento, e aposentei como diretor de Marketing, cargo que assumi quando morei por sete anos nos Estados Unidos. Durante todo esse tempo, fiz MBA no Babson College, Boston, e mestrado em Gestão de Negócios na Universidade Católica de Santos. Hoje sou consultor e decidi cultivar seringueiras. A ESALQ é sempre assunto em família, inclusive com o pai da Marisa, dr. Jayme Vazquez Cortez, que se formou, também na GLORIOSA, em São três gerações com tempos bem distintos, mas uma coisa em comum o orgulho de fazer parte de uma instituição que tem o ARQUIVO PESSOAL São três gerações com tempos bem distintos, mas uma coisa em comum o orgulho de fazer parte de uma instituição que tem o respeito do País todo. Nivaldo, o dury Marisa e Dury no Baile do Bicho em 1972.

12 Revista da ADEALQ 12 respeito do país todo. Acredite: a vida esalqueana é única durante o curso e, depois dele, na vida profissional. Como dizemos, no Brasil existem os agrônomos e existem os esalqueanos. Duas coisas completamente diferentes. ARQUIVO PESSOAL Marisa Quando nasci, em 31 de maio de 1953, na cidade de Campinas, meu pai, que era esalqueano, trabalhava no Instituto Agronômico (IAC). Minha mãe é piracicabana e o conheceu quando ele foi estudar na ESALQ. Meu avô paterno já tinha uma propriedade em Santos (SP) que produzia banana para exportação. Por influência deles decidi ser agrônoma. No cursinho CLQ, conheci o Nivaldo; entramos na Esalq em 1972, nos casamos e tivemos três filhos. Durante o período da faculdade, morei com meus tios e minha avó materna. Assim que me formei, fui trabalhar no Instituto de Botânica, em São Paulo. Fiz mestrado em Agricultura na ESALQ e também trabalhei no IAC. Meu doutorado em Biologia foi feito na Unicamp e, em 1990, quando nos mudamos para Indiana, nos Estados Unidos, cursei o pós-doutorado em Fisiologia Vegetal na Purdue University. Em 1992, Heloisa e Pedro no Baile de Formatura em Parece que, quando a gente sabe que o outro é esalqueano, ele já começa a fazer parte da nossa família. Marisa Marisa dança com o pai, dr. Jayme, no Baile de Formatura de ARQUIVO PESSOAL fomos para Miami e trabalhei no Fairchild Botanical Garden, com plantas ornamentais. Especializei-me em palmeiras e, ao voltar para o Brasil, em 1997, comecei um viveiro de produção de palmeiras ornamentais, raras, exóticas e nativas, o qual gerencio até hoje. Mesmo com esse indo-e-vindo, mantivemos contato com os amigos de turma. São vários! Nós todos temos o maior orgulho de fazermos parte dessa elite dos agrônomos do Brasil. Temos muito respeito por essa instituição, que nos ensinou a trabalhar com ética, dedicação e profissionalismo. Parece que, quando a gente sabe que o outro é esalqueano, ele já começa a fazer parte da nossa família. É uma sensação de cumplicidade. É muito bom. Na minha família, além do meu pai, falecido em 2011, tenho uma prima formada em 1980 e a esposa do meu primo, a Marta Spoto, que atualmente é professora da ESALQ.

13 Gerações Pedro (7-Ouro) Sou paulistano, nascido no dia 23 de fevereiro de 1982, o caçula de três irmãos e o único dos filhos que seguiu a mesma carreira que os pais e meu avô materno, dr. Jayme Vazquez Cortez. Ingressei na ESALQ em 2001 e me formei em 2005 (F05) como engenheiro agrônomo. Morei na República Pau-A-Pique, fundada em Foi uma das melhores experiências em minha vida a ESALQ me ensinou engenharia agronômica e a república, a vida. Conservo muitas amizades, principalmente com o João Paulo de Luchio, o Chichá, e o Cauê Bernardo, o Uga-Uga, ambos colegas de turma e de república. Estagiei por dois anos e meio no Grupo de Experimentação Agrícola (GEA) do Departamento de Produção Vegetal, antigo Departamento da Agricultura, sob orientação do prof. dr. José Laércio Favarin. Alguns dos principais professores que marcaram minha formação foram o próprio Favarin, Godofredo César Vitti, Paulo Sentelhas e Antonio Fancelli. Tive a oportunidade de Ser esalqueano é fazer parte de algo muito maior. É saber conviver com pessoas de cultura, educação, situação financeira etc. diferentes e se adaptar. PEDRO, O 7-OURO 13 ARQUIVO PESSOAL Colação de grau ao lado dos amigos Xapéuzin e Iena.

14 Revista da ADEALQ 14 Natal em família em 2010, em IndianApolis, EUA. ARQUIVO PESSOAL A ESALQ tem uma tradição de irmandade que cria uma intimidade quase que instantânea quando se conhece outro esalqueano na vida profissional. Essa afinidade facilita a comunicação inicial e a troca de experiências. Heloisa, a pitãga ter aulas com professores que são colegas de turma dos meus pais, como Cláudio Haddad, Valdomiro Miyada, Quirino Carmelo e Clarice Demétrio. Ainda no meu último ano da ESALQ estagiei nos EUA pela Dow AgroSciences na área comercial, desenvolvendo um treinamento com fungicidas em soja. Quando me formei, fui convidado pela empresa para retornar aos EUA como trainee de Vendas e foi assim que iniciei minha carreira. Passei a ser Representante Técnico de Vendas, Gerente de Projetos e Gerente de Marketing. Atualmente atuo como Gerente Regional de Vendas para o segmento de sementes no sudoeste dos EUA pela Dow AgroSciences. Heloisa e eu começamos a namorar em nosso segundo ano, em 2002, e nos casamos em Somos da mesma turma, mesmo curso; entramos juntos e nos formamos juntos na ESALQ, assim como meus pais. Como nos formamos em 2005 e meus pais, em 1975, comemoramos nossos quinquênios juntos. Comentamos que a ESALQ nos preparou para futuros desafios e faremos sempre o que pudermos para ajudá-la a continuar sendo referência no ensino agrícola superior. Ser esalqueano é fazer parte de algo muito maior, é uma irmandade, uma família. É cultivar o companheirismo que se mantém vivo ao se reencontrar colegas, conhecer novos e expandir nosso leque de apoio a outros esalqueanos. ACREDITO QUE NÓS, ESALQUEANOS, QUEREMOS RETRIBUIR O QUE APRENDEMOS FAZENDO ESTÁGIOS (DENTRO E FORA DA ESCOLA) E LEVANDO O NOME DA GLORIOSA PARA OUTRAS PARTES DO BRASIL. Heloisa, a pitãga Heloisa (Pitãga) Sou piracicabana, como meu pai, que é engenheiro geólogo. Nasci em 26 de agosto de 1983, mas ainda pequena morei com minha família na capital paulista e, depois, em Goiânia, Goiás, onde minha mãe, que é geógrafa, nasceu. Duas tias paternas e esalquea nas me motivaram a estudar na escola, que conheci ainda pequena. Eu era apaixonada pelo campus! Meu irmão mais velho, Leonardo, o Pi-qui, entrou na escola um ano antes de mim, em Fiz parte da República Reboq como agregada, isto é, eu não mora va lá e, sim, com meus avós paternos, mas participava de todas as atividades. Fazer parte de uma república ajudou no meu amadurecimento, na formação de liderança e na preparação para a vida profissional. Mantenho contato com muitos de meus colegas por meio de um grupo de , redes sociais e encontros ocasionais.

15 Gerações 15 Ainda estudante, estagiei como pesquisadora na área de fertilidade do solo por três anos e meio sob a orientação do prof. Alleoni, que também é meu tio. No último semestre, fiz estágio profissionalizante em Juazeiro (BA), com produção de uva e manga para exportação. Depois de formada, trabalhei no Carrefour na área de controle de qualidade dos produtos de origem vegetal e posteriormente passei a atuar no desenvolvimento de produtos para o Programa Garantia de Origem. Saí do Carrefour em 2009, quando me casei com o 7-Ouro e resolvi ir para os EUA. Chegando lá, estudei inglês por um ano e comecei a me preparar para fazer um mestrado. Em janeiro de 2012, fui aceita no programa de MBA da Butler University, em Indianapolis, onde estudei por dois anos e meio, e me formei em maio de A ESALQ tem uma tradição de irmandade que cria uma intimidade quase que instantânea quando se conhece outro esalqueano na vida profissional. Essa afinidade facilita a comunicação inicial e a troca de experiências. Acho que a maioria dos esalqueanos se sente muito grato por ter estudado numa instituição tão conceituada. Acredito que nós, esalqueanos, queremos retribuir o que aprendemos, fazendo estágios (dentro e fora da escola) e levando o nome da gloriosa para outras partes do Brasil. ARQUIVO PESSOAL Réveillon em família em 2012.

16 Revista da ADEALQ 16 A ESALQ HOJE Edifício central da Esalq. Semear o futuro é uma arte Romualdo Venâncio Quando se fala sobre uma instituição centenária, como a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP), fundada em 1901 na cidade de Piracicaba (SP), é inevitável relacioná-la com a palavra tradição. Afinal de contas, é mais de um século de costumes que passam de geração para geração nas salas de aula, nos laboratórios, nas repúblicas, enfim, em todo o universo da escola. No entanto, para o professor do Departamento de Economia, Administra-

17 A ESALQ hoje 17 Gerhard Waller (USP/ESALQ-Acom) MUSEU LUIZ DE QUEIROZ A história da ESALQ se confunde com a trajetória do agronegócio brasileiro e uma das principais semelhanças é a constante necessidade de se reinventar. Tal desafio instiga a permanente atualização de pessoas, conceitos e estruturas, pois o amanhã está sempre muito próximo. ção e Sociologia (LES) e diretor da ESALQ, José Vicente Caixeta Filho, o sentido vai além. Para a ESALQ, tradição significa fazer o melhor possível, seguindo as trilhas da inovação e do empreendedorismo. Sempre em equipe e aprendendo a reconhecer as competências de cada um de seu grupo de trabalho, define. A explicação de Caixeta Filho reflete bem a trajetória da escola, que tem uma importância histórica no desenvolvimento de uma das atividades econômicas mais importantes do país, o agronegócio. A contribuição das pesquisas desenvolvidas na ESALQ não foi interrompida um único dia na distribuição de conhecimentos e aperfeiçoamentos técnicos e científicos sobre plantio, manejo de culturas, criação, colheita e armazenamento, e aproveitamento tecnológico de produtos, declara. O diretor ressalta que o principal papel da escola está relacionado à formação de recursos humanos. Daí a constante preocupação em proporcionar uma formação acadêmica eclética, preferencialmente de natureza transversal e interdisciplinar, que permita o surgimento de profissionais diferenciados. Serão pessoas que trabalharão com entusiasmo e qualidade, e que irão se pautar pela ética e pela responsabilidade social e ambiental, acrescenta Caixeta Filho. Da mesma maneira que contribuiu para que segmentos agropecuários evoluíssem, a ESALQ também teve que se atualizar para

18 Revista da ADEALQ 18 Gerhard Waller (USP/ESALQ-Acom) José Vicente Caixeta Filho, diretor da ESALQ: Tradição significa fazer sempre o melhor possível. ESALQ 430 novos alunos por ano e 14 mil já formados shutterstock enfrentar os desafios da modernização no ensino e na própria sociedade. O aluno de hoje é bem diferente daquele que estudava em nosso campus há 20 anos. As aspirações são distintas, assim como a educação que recebe em seu lar. Apresenta um grau de ansiedade mais alto, mais imediatista, comenta Caixeta Filho. Hoje os alunos chegam à ESALQ mais novos, com idade entre 17 e 19 anos. A professora do Departamento de Agroindústria, Alimentos e Nutrição (LAN) e vice-diretora da ESALQ, Marisa d Arce, acrescenta que os estudantes são mais urbanos atualmente. Eles vêm de uma formação no ensino médio e trazem uma provocação diferente. Chegam à escola bem informados e com grande perspectiva; pensam no agronegócio além do meio rural,

19 A ESALQ hoje 19 Gerhard Waller (USP/ESALQ-Acom) Excelência em pós-graduação Em setembro deste ano, o número de estudantes nos cursos de pós-graduação da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP) era de Na década de 1960, a lista girava em torno de 50 alunos. Tamanho avanço é consequência de tudo o que a escola representa em termos de qualidade de ensino e do reconhecimento que esses estudantes encontram no mercado profissional. Prova de que a procura por esses cursos é ampla e diversa, 80% desses alunos não foram graduados pela ESALQ. Em relação ao perfil dos pós-graduandos, 587 são homens (49%) e 601 são mulheres (51%). A idade média é de aproximadamente 27 anos para os cursos de mestrado e em torno de 30 anos para os cursos de doutorado. As referências sobre o padrão de qualidade vêm também por outras vias. Na última avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), fundação do Ministério da Educação (MEC), referente ao triênio 2010/2011/2012, treze dos programas de pós- -graduação da Esalq entraram na escala muito bom, ótimo e excelente. Sete alcançaram a melhor qualificação: Ciência Animal e Pastagens; Entomologia; Fitopatologia; Fitotecnia; Genética e Melhoramento de Plantas; Solos e Nutrição de Plantas; e Ecologia Aplicada. Vale ressaltar que os seis primeiros foram precursores da pós-graduação da Esalq na década de 1960, ou seja, há cinco décadas, comenta o prof. José Vicente Caixeta Filho, diretor da Esalq. Marisa d Arce, vice-diretora da ESALQ: Alunos chegam à escola bem informados e com grande perspectiva. como um setor que lhes oferece oportunidade de trabalhar no meio urbano, explica. Para acompanhar essa mudança de perfil dos alunos, a escola precisa ter um corpo docente bem preparado. Os professores têm que se atualizar e quem entende bem esse desafio continua colhendo ótimos resultados. É fundamental que tenham as ferramentas necessárias para desenvolver seu trabalho com eficiência, mas a alma de professor será sempre primordial. Para o diretor da ESALQ, reside nesta questão um dos principais desafios da instituição na gestão de pessoas: Não podemos errar nas contratações. A renovação no quadro de docentes é evidente, pois há uma busca constante por jovens professores que apresentem entusiasmo suficiente para ajudar na construção do paradigma didático da escola, que gradativamente vai se firmando. É uma nova geração de reais formadores de opinião que entendem, por exemplo, quanto o relacionamento com a iniciativa privada é fundamental para o futuro sustentável da instituição, observa Caixeta Filho.

20 Revista da ADEALQ 20 Exemplos de contribuição da ESALQ ao agronegócio brasileiro A introdução de genótipo adaptado para obtenção de verduras e hortaliças reduziu o problema de sazonalidade e a dependência de genótipos importados. O método científico aplicado à agricultura permitiu alcançar produtividade até quatro vezes maior que a observada até os anos A introdução e a adaptação de raças de animais para leite, carne e ovos ajudaram a tornar o Brasil o maior exportador de carne do mundo. Os ganhos de produtividade agrícola e pecuária decorreram de pesquisas de manejo de solos e nutrição de plantas e animais, trocando o ambiente extrativista por padrões internacionais de produtividade sustentável. Revolução da área florestal com a introdução de espécies adaptadas, fomentando a indústria de papel, energia, madeira certificada, móveis e re composição florestal, e priorizando a redução do desmatamento e a proteção do solo e dos recursos hídricos. A indústria de açúcar e álcool garantiu sua fundamentação a partir de referências científicas e tecnológicas da ESALQ, que permitiram melhor exploração da cultura de cana e ganhos importantes em eficiência no processo de fermentação industrial. Pesquisas em defesa sanitária para o controle de doenças como o carvão da cana-de-açúcar e o cancro cítrico. Informações para a formação de políticas públicas junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento com vistas à concessão de financiamentos e contratação de seguros agrícolas. O ambiente técnico, acadêmico e profissional da ESALQ foi determinante para a formação da Embrapa. Pesquisas da ESALQ ajudaram a ampliar a oferta de verduras, hortaliças e diversos outros alimentos ao consumidor final. Essa transformação é, praticamente, uma reação em cadeia. Os anseios dos estudantes e o posicionamento dos novos docentes são acompanhados por oferta de novos cursos e adequações das instalações. Para se ter ideia de como esse avanço tem se intensificado, o intervalo de tempo entre o primeiro e o segundo curso de graduação oferecido pela escola, respectivamente Engenharia Agronômica e Engenharia Florestal, foi de quase 70 anos. Em 1998, foi criado o curso de Ciências Econômicas; em 2001, veio o de Ciências dos Alimentos (o primeiro curso noturno); no ano seguinte, surgiram o de Ciências Biológicas e o de Gestão Ambiental; e, em 2013, teve início o de Administração. Entre os 7 cursos de graduação e os 17 de pós- -graduação (entre exclusivos da ESALQ e de parcerias com outras instituições de ensino), já são 14 mil estudantes formados e 430 novos alunos todos os anos. Só em Engenharia Agronômica são 200 estudantes a mais anualmente. Ainda há muito a ser feito, tanto obras de infraestrutura quanto projetos acadêmicos. Certamente, todos os gestores que passarem por essa diretoria o farão com a mesma satisfação, afirma Caixeta Filho. Gerhard Waller (USP/ESALQ-Acom)

FAEL comemora 15 anos de atividades

FAEL comemora 15 anos de atividades ANOS FAEL comemora 15 anos de atividades Hoje, comemoramos 15 anos de um projeto que visa à democratização do ensino e que tornou a FAEL uma referência em educação de qualidade. Com o objetivo de proporcionar

Leia mais

AGRICULTURA ORGÂNICA

AGRICULTURA ORGÂNICA Conceitos básicos Oficina do Grupo Meio Ambiente, Mudanças Climáticas e Pobreza Setembro 2009 O que é De modo geral, a agricultura orgânica é uma forma de produção agrícola que não utiliza agrotóxicos,

Leia mais

+informado. Ele estudou e conseguiu um bom emprego. 2 O diploma que abre portas Amanco ao seu lado. 4 Capa: a Amanco mudou a minha vida

+informado. Ele estudou e conseguiu um bom emprego. 2 O diploma que abre portas Amanco ao seu lado. 4 Capa: a Amanco mudou a minha vida +informado Ano VII - nº 4 - Dezembro de 2013 Ele estudou e conseguiu um bom emprego... E, HOJE, É INSTRUTOR DO SENAI Guilherme Moreira fez o curso de Instalador Hidráulico Amanco... Conheça uma história

Leia mais

0 21 anos: Fase do amadurecimento biológico 21 42 anos: Fase do amadurecimento psicológico mais de 42 anos: Fase do amadurecimento espiritual

0 21 anos: Fase do amadurecimento biológico 21 42 anos: Fase do amadurecimento psicológico mais de 42 anos: Fase do amadurecimento espiritual Por: Rosana Rodrigues Quando comecei a escrever esse artigo, inevitavelmente fiz uma viagem ao meu passado. Lembrei-me do meu processo de escolha de carreira e me dei conta de que minha trajetória foi

Leia mais

Faça amizades no trabalho

Faça amizades no trabalho 1 Faça amizades no trabalho Amigos verdadeiros ajudam a melhorar a saúde, tornam a vida melhor e aumentam a satisfação profissional. Você tem um grande amigo no local em que trabalha? A resposta para essa

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR - CURSO DE AGRONOMIA (DIURNO)

MATRIZ CURRICULAR - CURSO DE AGRONOMIA (DIURNO) MATRIZ CURRICULAR - CURSO DE AGRONOMIA (DIURNO) Ingressantes a partir de 2015 1º SEMESTRE HORAS 2º SEMESTRE HORAS Introdução à Engenharia Agronômica 60 Metodologia Científica 60 Álgebra Linear 60 Desenho

Leia mais

Só vence nos negócios quem se preocupa com as pessoas

Só vence nos negócios quem se preocupa com as pessoas Só vence nos negócios quem se preocupa com as pessoas Dezoito anos à frente da maior empresa de inseminação Artificial Bovina do Brasil, Heverardo Rezende Carvalho conta o que teve que aprender para se

Leia mais

Mauricio, eles dizem que querem continuar a fazer outros Módulos e o proximo será fruticultura

Mauricio, eles dizem que querem continuar a fazer outros Módulos e o proximo será fruticultura ELES QUEREM MAIS... Sarandi é uma cidade situada no Norte do Paraná e petence a Região metropolitana de Maringá. È uma cidade que cresceu rápido e apresenta uma vunerabilidade social muito grande! É comum

Leia mais

Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com.

Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com. 1 Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com.br e baixe todas as cartilhas, ou retire no seu Sindicato Rural. E

Leia mais

Um professor empreendedor que faz acontecer na educação superior brasileira 1

Um professor empreendedor que faz acontecer na educação superior brasileira 1 Um professor empreendedor que faz acontecer na educação superior brasileira 1 A história de Antonio Carbonari Netto, professor universitário licenciado em matemática e ex-presidente da Anhanguera Educacional

Leia mais

Histórias de. Comunidade de Aprendizagem. Histórias de Comunidade de Aprendizagem 1

Histórias de. Comunidade de Aprendizagem. Histórias de Comunidade de Aprendizagem 1 Histórias de Comunidade de Aprendizagem Histórias de Comunidade de Aprendizagem 1 Introdução O projeto Comunidade de Aprendizagem é baseado em um conjunto de atuações de êxito voltadas para a transformação

Leia mais

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social O Projeto Social Luminando O LUMINANDO O Luminando surgiu como uma ferramenta de combate à exclusão social de crianças e adolescentes de comunidades

Leia mais

Feira Internacional de tecnologia e negócios. 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS

Feira Internacional de tecnologia e negócios. 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS EXPODIRETO 2012 Feira Internacional de tecnologia e negócios 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS EXPODIRETO 2012 Feira Internacional de tecnologia e negócios Você é nosso convidado para participar

Leia mais

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca Orientação ao mercado de trabalho para Jovens 1ª parte APRESENTAÇÃO Muitos dos jovens que estão perto de terminar o segundo grau estão lidando neste momento com duas questões muito importantes: a formação

Leia mais

Lean na agroindústria: a transformação da indústria de café torrado e moído no Grupo 2 Irmãos

Lean na agroindústria: a transformação da indústria de café torrado e moído no Grupo 2 Irmãos Lean na agroindústria: a transformação da indústria de café torrado e moído no Grupo 2 Irmãos Julio César Paneguini Corrêa A filosofia lean não mais se restringe às empresas de manufatura. Muitos setores

Leia mais

Diretoria Executiva. Gestão 2010/2011

Diretoria Executiva. Gestão 2010/2011 Diretoria Executiva Gestão 2010/2011 Gestão 2010/2011 Diretoria Executiva Presidente Maurício Mendes - CEO da Informa Economics FNP Vice- Presidente Jacques Paciullo Neto Diretor Comercial da Rede Globo

Leia mais

GRADUAÇÃO FGV EM SÃO PAULO. Administração de Empresas. fgv.br/vestibular

GRADUAÇÃO FGV EM SÃO PAULO. Administração de Empresas. fgv.br/vestibular GRADUAÇÃO FGV EM SÃO PAULO Administração de Empresas fgv.br/vestibular Idealismo, Excelência e Credibilidade A Fundação Getulio Vargas surgiu em 20 de dezembro de 1944, com o objetivo de preparar profissionais

Leia mais

Atividades. Caro professor, cara professora,

Atividades. Caro professor, cara professora, Atividades Caro professor, cara professora, Apresentamos mais uma nova proposta de atividade sobre alguns dos temas abordados pelo programa Escravo, nem pensar!, da ONG Repórter Brasil*. Ela inaugura a

Leia mais

Primeiro Email#1: Rota Problema Solução

Primeiro Email#1: Rota Problema Solução Esta segunda sequência respeita a estrutura da sequência do Eben que analisamos.o template é adequado aos profissionais que podem (e querem) trabalhar com os três mosqueteiros, ou seja, apresentar uma

Leia mais

Release conjunto. Projeto que une educação e sustentabilidade será lançado em Palotina

Release conjunto. Projeto que une educação e sustentabilidade será lançado em Palotina Release conjunto L Projeto que une educação e sustentabilidade será lançado em Palotina Alunos e professores das redes pública e privada de ensino receberão 3.899 livros do Atlas Ambiental Mata Viva, projeto

Leia mais

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Características Agropecuárias A sociedade brasileira viveu no século XX uma transformação socioeconômica e cultural passando de uma sociedade agrária para uma sociedade

Leia mais

O papel do engenheiro agrônomo no desenvolvimento das plantas medicinais

O papel do engenheiro agrônomo no desenvolvimento das plantas medicinais O papel do engenheiro agrônomo no desenvolvimento das plantas medicinais Alexandre Sylvio Vieira da Costa 1 1.Engenheiro Agrônomo. Professor Universidade Vale do Rio Doce/Coordenador Adjunto da Câmara

Leia mais

Fevereiro 2015 n.º 04 TRABALHAR COM EDUCAÇÃO É UM PRIVILÉGIO!

Fevereiro 2015 n.º 04 TRABALHAR COM EDUCAÇÃO É UM PRIVILÉGIO! Fevereiro 2015 n.º 04 TRABALHAR COM EDUCAÇÃO É UM PRIVILÉGIO! Editorial Em 2014 o Kumon Instituto de Educação comemorou o centenário de seu criador, professor Toru Kumon. Tudo começou em 1954, no Japão,

Leia mais

O papel da APROSOJA na promoção da sustentabilidade na cadeia produtiva da soja brasileira

O papel da APROSOJA na promoção da sustentabilidade na cadeia produtiva da soja brasileira O papel da APROSOJA na promoção da sustentabilidade na cadeia produtiva da soja brasileira Clusters para exportação sustentável nas cadeias produtivas da carne bovina e soja Eng Agrônomo Lucas Galvan Diretor

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DE APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS

RELATÓRIO TÉCNICO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DE APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS RELATÓRIO TÉCNICO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DE APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS Intituição: Embrapa Cerrados / Centro de Pesquisa Agropecuária do Projeto: IV Reunião Técnica de Pesquisas em Maracujazeiro Responsável:

Leia mais

Tecnologia em Produção de Grãos

Tecnologia em Produção de Grãos Tecnologia em Produção de Grãos Nível/Grau: Superior/Tecnólogo Vagas: 30 Turno: Matutino Duração: 3 anos mais estágio (7 semestres) Perfil do Egresso O profissional estará capacitado para: Produzir grãos

Leia mais

Terça-feira, 23.08.11

Terça-feira, 23.08.11 Terça-feira, 23.08.11 Veja os destaques de hoje: 1. Governador em exercício participa da reunião de renovação do Programa Bolsa Universitária 2. Programa Lavoura Comunitária 3. ONU lança campanha O Planeta

Leia mais

MOGNO BRASILEIRO. "Mogno resssurge no cerrado mineiro

MOGNO BRASILEIRO. Mogno resssurge no cerrado mineiro MOGNO BRASILEIRO A valiosa madeira mogno está sendo cultivada no norte de MG. Cresce rápido, e agricultores já a veem como futura fonte de lucro. Vejam: "Mogno resssurge no cerrado mineiro A valiosa madeira

Leia mais

6 Dinâmicas de Grupo para o Dia das Mães

6 Dinâmicas de Grupo para o Dia das Mães Disponível no site Esoterikha.com: http://bit.ly/dinamicasdiadasmaes 6 Dinâmicas de Grupo para o Dia das Mães Apresentamos uma seleção com 6 dinâmicas de grupo para o Dia das Mães, são atividades que podem

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro Educação a Distância Os mesmos professores. A mesma aula. O mesmo diploma. A única diferença é a sala de aula que fica em suas

Leia mais

INSTITUTO LOJAS RENNER

INSTITUTO LOJAS RENNER 2011 RELATÓRIO DE ATIVIDADES INSTITUTO LOJAS RENNER Instituto Lojas Renner Inserção de mulheres no mercado de trabalho, formação de jovens e desenvolvimento da comunidade fazem parte da essência do Instituto.

Leia mais

Graças ao Coaching. eu descobri o que havia de melhor em mim. Bhia Beatriz

Graças ao Coaching. eu descobri o que havia de melhor em mim. Bhia Beatriz Graças ao Coaching eu descobri o que havia de melhor em mim Bhia Beatriz 1 2 Graças ao Coaching eu descobri o que havia de melhor em mim Ilustração da Capa Nádia Krummenauer Artista Plástica Arte Final

Leia mais

Uma trufa e... 1000 lojas depois!

Uma trufa e... 1000 lojas depois! Uma trufa e... 1000 lojas depois! Autor: Alexandre Tadeu da Costa. Aluna: Lays Roberta Caçandro. Turma: 1º Ciências Contábeis. Venda Nova do Imigrante, Maio de 2012. Qual o principal assunto do livro.

Leia mais

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LI ESTAMOS PASSANDO PELA MAIOR TRANSFORMAÇÃO NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE. VALORIZAR PESSOAS

Leia mais

Informações. Programação

Informações. Programação Informações & Programação De 21 a 23 de janeiro de 2015 Estação Experimental Copagril Marechal Cândido Rondon PR Um evento para conhecer as novas tecnologias e as tendências do agronegócio nacional e internacional,

Leia mais

Antônio Carlos Bento Ribeiro

Antônio Carlos Bento Ribeiro Antônio Carlos Bento Ribeiro Acredito que a Academia pode e deve participar do processo de renovação do Direito do Trabalho no Brasil. Centrada essencialmente nas transformações que têm afetado o mundo

Leia mais

Catálogo. Olá, FUTURO. Brockville, Cornwall, Kingston stlawrencecollege.ca/international

Catálogo. Olá, FUTURO. Brockville, Cornwall, Kingston stlawrencecollege.ca/international Catálogo Olá, FUTURO Brockville, Cornwall, Kingston stlawrencecollege.ca/international Por que escolher a St. Lawrence College? POR QUE NOS ESCOLHER? CAMPUS NOSSOS CURSOS DIVERSAS OPORTUNIDADES DE APRENDIZADO

Leia mais

Escolas comunicadoras

Escolas comunicadoras Comunicação e Cultura Local de atuação: Ceará, Pernambuco, Pará e Bahia Data de fundação: 1996 Escolas comunicadoras No Ceará, quase quinhentas mil crianças da rede pública estudam em escolas que unem

Leia mais

Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI. Coordenação Prof. Dr. Marcos T. Masetto

Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI. Coordenação Prof. Dr. Marcos T. Masetto Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI Coordenação Prof. Dr. Marcos T. Masetto 1 Curso de Formação Pedagógica para Docentes da FEI Professor Doutor Marcos T. Masetto Objetivos Desenvolver competências

Leia mais

A Engenharia que transforma Da Metalurgia aos Materiais, grandes mudanças marcaram a trajetória de uma das primeiras modalidades implantadas pela FEI

A Engenharia que transforma Da Metalurgia aos Materiais, grandes mudanças marcaram a trajetória de uma das primeiras modalidades implantadas pela FEI A Engenharia que transforma Da Metalurgia aos Materiais, grandes mudanças marcaram a trajetória de uma das primeiras modalidades implantadas pela FEI Na década de 1960, em um curso pouco conhecido de Engenharia

Leia mais

(O relatório deve conter, no mínimo 3 páginas e no máximo 5 páginas)

(O relatório deve conter, no mínimo 3 páginas e no máximo 5 páginas) ROTEIRO BÁSICO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO ANUAL SOBRE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA (O relatório deve conter, no mínimo 3 páginas e no máximo 5 páginas) Nome do Grupo: Programa de Educação Continuada em Economia

Leia mais

Roteiro de visita a campo

Roteiro de visita a campo Roteiro de visita a campo 4Fs Brasil - The Forest Dialogue (TFD) 11-14 Novembro 2012, Capão Bonito, Brasil Dia 1 Domingo, 11 de Novembro 8:00 Saída dos hotéis 8:30 Chegada ao IDEAS e informações sobre

Leia mais

CONHEÇA O NOVO CENTAURO-ON NEWS. MAIS MODERNO E VERSÁTIL, PARA VOCÊ.

CONHEÇA O NOVO CENTAURO-ON NEWS. MAIS MODERNO E VERSÁTIL, PARA VOCÊ. Ano VII Nº 37 Outubro/Dezembro 2015 CONHEÇA O NOVO CENTAURO-ON NEWS. MAIS MODERNO E VERSÁTIL, PARA VOCÊ. LEIA TAMBÉM 2015: Ano de grandes realizações Pág. 02 Seguro Vida Individual: Tranquilidade para

Leia mais

CAMINHO DAS PEDRAS Renata Neves

CAMINHO DAS PEDRAS Renata Neves CAMINHO DAS PEDRAS Renata Neves Estado de Minas Março de 2001 O método criado pelo professor Fernando Dolabela ensina empreendedorismo a 40 mil alunos por ano. Fernando Dolabela da aula de como abrir um

Leia mais

Miguel Nicolelis: Vamos transformar o RN na Califórnia

Miguel Nicolelis: Vamos transformar o RN na Califórnia Miguel Nicolelis: Vamos transformar o RN na Califórnia Emanuel Amaral CIÊNCiA - Reconhecido internacionalmente, Miguel Nicolelis tem planos ambiciosos para o RN 05/08/2007 - Tribuna do Norte Anna Ruth

Leia mais

A EVOLUÇÃO DA CULTURA DO CAFÉ E DA CANA-DE-AÇUCAR NO MUNICIPIO DE FRANCA: UM ESTUDO NOS ANOS DE 1990 A 2007

A EVOLUÇÃO DA CULTURA DO CAFÉ E DA CANA-DE-AÇUCAR NO MUNICIPIO DE FRANCA: UM ESTUDO NOS ANOS DE 1990 A 2007 344 A EVOLUÇÃO DA CULTURA DO CAFÉ E DA CANA-DE-AÇUCAR NO MUNICIPIO DE FRANCA: UM ESTUDO NOS ANOS DE 1990 A 2007 Jordanio Batista Maia da Silva (Uni-FACEF) Hélio Braga Filho (Uni-FACEF) 1 INTRODUÇÃO Vivemos

Leia mais

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Arroz e Feijão Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Arroz e Feijão Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. ISSN 1678-9644 Dezembro, 2007 Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Arroz e Feijão Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Documentos 213 Produção Comunitária de Sementes: Segurança

Leia mais

Curso de Qualificação Profissional: AGROECOLOGIA E AGRICULTURA FAMILIAR

Curso de Qualificação Profissional: AGROECOLOGIA E AGRICULTURA FAMILIAR Curso de Qualificação Profissional: AGROECOLOGIA E AGRICULTURA FAMILIAR Justificativa: A agricultura familiar é responsável por parte considerável da produção agrícola do país, abastecendo principalmente

Leia mais

All You Zombies. Baseado no conto original de Robert A. Heinlein, All You Zombies, 1959. Versão Portuguesa, Brasil. Wendel Coelho Mendes

All You Zombies. Baseado no conto original de Robert A. Heinlein, All You Zombies, 1959. Versão Portuguesa, Brasil. Wendel Coelho Mendes All You Zombies Wendel Coelho Mendes Versão Portuguesa, Brasil Baseado no conto original de Robert A. Heinlein, All You Zombies, 1959 Esse conto é minha versão sobre a verdadeira história de All You Zombies,

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ. Proposta de Parceria. Piracicaba SP

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ. Proposta de Parceria. Piracicaba SP UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ Proposta de Parceria Piracicaba SP Esalq Jr. Consultoria A ESALQ Jr. Consultoria é uma associação formada e gerida por alunos da

Leia mais

Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e

Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e Sexta Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e mudou o rumo da vida profissional FOLHA DA SEXTA

Leia mais

Sede Sebrae Nacional

Sede Sebrae Nacional Sede Sebrae Nacional Somos o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresa, uma entidade privada sem fins lucrativos, e a nossa missão é promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO

1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1. IDENTIFICAÇÃO DO CURSO O Curso de Secretariado Executivo das Faculdades Integradas de Ciências Exatas Administrativas e Sociais da UPIS, reconhecido pelo MEC desde 1993, pela Portaria 905, de 24.06,1993,

Leia mais

Para produzir milho, soja, trigo e feijão, ele conta com 26 empregados fixos,

Para produzir milho, soja, trigo e feijão, ele conta com 26 empregados fixos, colônias de café nas regiões de Araraquara e Ribeirão Preto, SP, enquanto outros se deslocaram para a capital paulista, onde viraram operários na construção civil. Anos depois, João e os filhos mudaramse

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia

Universidade Federal de Uberlândia Universidade Federal de Uberlândia Relatório Visita técnica Embrapa Gado de Corte-MS Grupo de estudos e pesquisa em forragicultra UFU GEPFOR Guilherme Amorim Soares da Silva Zootecnia Uberlândia 2014 I

Leia mais

+informado. 3 Norma: projeto de sistemas prediais. 2 Inovação: Amanco investe forte em novos produtos, publicidade e capacitação

+informado. 3 Norma: projeto de sistemas prediais. 2 Inovação: Amanco investe forte em novos produtos, publicidade e capacitação +informado Ano VII Nº 3 Setembro 2013 Veja nesta edição: 2 Inovação: Amanco investe forte em novos produtos, publicidade e capacitação 3 Norma: projeto de sistemas prediais de águas entra em vigor no próximo

Leia mais

Vida Universitária Maio 2007 Ano XVII Nº 172

Vida Universitária Maio 2007 Ano XVII Nº 172 Mercado exige velocidade na atualização profissional Trabalhadores precisam estar capacitados para solucionar problemas, ser criativos e flexíveis e gostar da sua atividade A competição pela colocação

Leia mais

Jornal Canal da Bioenergia A energia das florestas Agosto de 2014 Ano 9 Nº 94

Jornal Canal da Bioenergia A energia das florestas Agosto de 2014 Ano 9 Nº 94 Jornal Canal da Bioenergia A energia das florestas Agosto de 2014 Ano 9 Nº 94 Apesar de pouco explorada, a biomassa florestal pode ser uma das alternativas para a diversificação da matriz energética Por

Leia mais

Canadá. Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país. Leia a nossa história e descubra...

Canadá. Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país. Leia a nossa história e descubra... Canadá Você sabia que... Os indivíduos e as comunidades têm o direito a exprimir as próprias opiniões e a participar, com os governos locais, na tomada de decisões e ações que afetem o seu direito à alimentação.

Leia mais

Entrevista da Professora Rosa Trombetta à rádio Jovem Pan.

Entrevista da Professora Rosa Trombetta à rádio Jovem Pan. Entrevista da Professora Rosa Trombetta à rádio Jovem Pan. A Professora Rosa Trombetta, Coordenadora de Cursos da FIPECAFI aborda o assunto elearning para os ouvintes da Jovem Pan Online. Você sabe o que

Leia mais

Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM

Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM Resultados incluem primeiro ano de cultivo de milho geneticamente modificado, além das já tradicionais

Leia mais

agricultura familiar

agricultura familiar saúde A importância da agricultura familiar na merenda escolar Iniciativas em Santa Rosa do Viterbo são exemplos de sucesso Por Danielle Lautenschlaeger Inúmeras famílias brasileiras ainda obtêm sua renda

Leia mais

Everaldo Baldin. cipa entrevista. 22 cipacaderno informativo de prevenção de acidentes www.cipanet.com.br

Everaldo Baldin. cipa entrevista. 22 cipacaderno informativo de prevenção de acidentes www.cipanet.com.br Everaldo Baldin Prot-Cap: quatro décadas de empreendedorismo PARA EVERALDO BALDIN, O SEGREDO DO SUCESSO DA EMPRESA ESTÁ NA QUALIDADE DO ATENDIMENTO E NO FOCO NO MERCADO DE EPI POR VIVIANE FARIAS redacao6@cipanet.com.br

Leia mais

Informação de Imprensa

Informação de Imprensa Informação de Imprensa L Fundação Espaço ECO produz e dissemina conhecimento por meio da Educação para a Sustentabilidade Organização promove a transformação socioambiental de pessoas, organizações e sistemas

Leia mais

A INFORMÁTICA NO AGRONEGÓCIO

A INFORMÁTICA NO AGRONEGÓCIO CESA - CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS APLICADOS ADMINISTRAÇÃO EDELGIR RUB PESCE JUNIOR IGOR DE ALENCAR ARARIPE FAÇANHA LEONARDO HENRIQUE MARCOVIQ BORGES RODRIGO KLOCKER DE CAMARGO A INFORMÁTICA NO AGRONEGÓCIO

Leia mais

Mensagem da Diretoria

Mensagem da Diretoria Balanço Social 2013 Mensagem da Diretoria Em 2013 as Empresas Rio Deserto completaram 95 anos de atividades. Somos uma das empresas mais antigas da região Sul de Santa Catarina, mas não podemos ser chamadas

Leia mais

Oito passos para uma carreira extraordinária

Oito passos para uma carreira extraordinária Oito passos para uma carreira extraordinária Procurar tornar-se apto para o mercado de trabalho sem saber qual o objetivo desejado é a melhor forma de conseguir bons empregos e uma eterna infelicidade.

Leia mais

Café Sustentável. Riqueza do Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento CAPA. MA-0005-Cafe_sustentavel_200x200_NOVO.

Café Sustentável. Riqueza do Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento CAPA. MA-0005-Cafe_sustentavel_200x200_NOVO. 12 MA-0005-Cafe_sustentavel_200x200_NOVO.indd 12-1 CAPA 1 30.10.09 16:08:10 Data (M/D/A): 10/30/09 Contato: (61) 3344-8502 Formato (F): 200x200 mm Formato (A): 400x200 mm Data (M/D/A): 10/30/09 Ministério

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

M B A P Ó S - G R A D U A Ç Ã O E S P E C I A L I Z A Ç Ã O E M G E R E N C I A M E N T O D E P R O J E T O S * Programa sujeito a alterações

M B A P Ó S - G R A D U A Ç Ã O E S P E C I A L I Z A Ç Ã O E M G E R E N C I A M E N T O D E P R O J E T O S * Programa sujeito a alterações depto. mkt. IBE FGV * Programa sujeito a alterações RESOLUÇÃO DO MEC Os cursos MBA Pós-Graduação Especialização da Fundação Getulio Vargas atendem aos requisitos da Resolução CNE / CES nº 01, de 08/06/07.

Leia mais

Curso Agenda 21. Resumo da Agenda 21. Seção I - DIMENSÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS

Curso Agenda 21. Resumo da Agenda 21. Seção I - DIMENSÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS Resumo da Agenda 21 CAPÍTULO 1 - Preâmbulo Seção I - DIMENSÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS CAPÍTULO 2 - Cooperação internacional para acelerar o desenvolvimento sustentável dos países em desenvolvimento e políticas

Leia mais

redução dos preços internacionais de algumas commodities agrícolas; aumento dos custos de

redução dos preços internacionais de algumas commodities agrícolas; aumento dos custos de Desempenho da Agroindústria No fechamento do primeiro semestre de 2005, a agroindústria registrou crescimento de 0,3%, taxa bastante inferior à assinalada pela média da indústria brasileira (5,0%) no mesmo

Leia mais

Histórico da Fazenda Tozan. Fazenda em Campinas foi o primeiro empreendimento japonês para produção de artigos manufaturados no Brasil.

Histórico da Fazenda Tozan. Fazenda em Campinas foi o primeiro empreendimento japonês para produção de artigos manufaturados no Brasil. Histórico da Fazenda Tozan (Área da Etapa de Campinas do CAMPOR 17 de maio de 2015) Fazenda em Campinas foi o primeiro empreendimento japonês para produção de artigos manufaturados no Brasil. Agricultura

Leia mais

Universidade Estadual de Londrina CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA

Universidade Estadual de Londrina CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA PROPOSTA 1 Curso Nome(s) do(s) Curso(s) ZOOTECNIA Código e-mec 56129 Conceito ENADE 4 Coordenador da Proposta (Tutor do Grupo) ANA MARIA BRIDI 2 Caracterização da Proposta 2.1Área de Conhecimento (código

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FLORESTAIS LCF-1581

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FLORESTAIS LCF-1581 UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FLORESTAIS LCF-1581 Recursos Florestais em Propriedades Agrícolas Trabalho final: Projeto de adequação

Leia mais

Casal viaja pelo mundo na carona de Deus

Casal viaja pelo mundo na carona de Deus Casal viaja pelo mundo na carona de Deus Fábio Aguiar Lisboa Era o ano de 1873 e o escritor francês Júlio Verne lançou um livro que mexeu com a imaginação e o sonhos de inúmeras gerações de leitores de

Leia mais

Rio de Janeiro, 2 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 2 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 2 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é Ivo Barcelos Assumpção, nasci dia 13 do doze de 1954 em Rezende, Estado do Rio de Janeiro. FORMAÇÃO Eu estudei engenharia química na UFRJ, entrei

Leia mais

Minissarau do 1 ano. Saídas pedagógicas

Minissarau do 1 ano. Saídas pedagógicas Agosto/2015 Minissarau do 1 ano Ao final do semestre fizemos uma singela apresentação onde os alunos do 1 ano do Ensino Fundamental puderam experimentar a sensação de estar diante do público e de compreenderem

Leia mais

Somando forças até o fim da pobreza. CARE Brasil Relatório Anual

Somando forças até o fim da pobreza. CARE Brasil Relatório Anual Somando forças até o fim da pobreza CARE Brasil Relatório Anual 2012 CARE Internacional Em 2012, a CARE apoiou 997 projetos de combate à pobreza em 84 países, beneficiando estimadamente 84 milhões de pessoas.

Leia mais

Segunda-feira, 22 de abril de 2013

Segunda-feira, 22 de abril de 2013 Segunda-feira, 22 de abril de 2013 22/04/2013 07h00 - Atualizado em 22/04/2013 07h00 Empresários dão dicas de como empreender após a aposentadoria Professora aposentada montou empresa de reforma de calçadas.

Leia mais

RUMO CERTO. Investimento seguro. Boletim informativo da F A Oliva & Cia. Ltda. Nº 30 - Julho / Agosto / Setembro de 2015. ANOS construindo sonhos

RUMO CERTO. Investimento seguro. Boletim informativo da F A Oliva & Cia. Ltda. Nº 30 - Julho / Agosto / Setembro de 2015. ANOS construindo sonhos RUMO CERTO ANOS construindo sonhos Boletim informativo da F A Oliva & Cia. Ltda. Nº 30 - Julho / Agosto / Setembro de 2015 Investimento seguro imóveis da f a oliva são ótimas opções para aplicar seu dinheiro

Leia mais

NURAP 2 NURAP 3. Colaboração: Aprendizes Raquel André Silva

NURAP 2 NURAP 3. Colaboração: Aprendizes Raquel André Silva EXPEDIENTE Ano 3 - Dezembro - Edição 29 NURAP em revista é uma publicação do NURAP ( Núcleo de Aprendizagem Profissional) Destinada aos seus parceiros e aprendizes. Colaboração: Aprendizes Raquel André

Leia mais

Comissão Nacional de Silvicultura e Agrossilvicultura

Comissão Nacional de Silvicultura e Agrossilvicultura CONFEDERAÇÃO DA AGRICULTURA E PECUÁRIA DO BRASIL Comissão Nacional de Silvicultura e Agrossilvicultura Camila Soares Braga Assessora Técnica Bem estar humano F ood F resh water F uel F iber A gente não

Leia mais

LODO DE ESGOTO: UTILIZAÇÃO SUSTENTÁVEL

LODO DE ESGOTO: UTILIZAÇÃO SUSTENTÁVEL LODO DE ESGOTO: UTILIZAÇÃO SUSTENTÁVEL LODO DE ESGOTO: UTILIZAÇÃO SUSTENTÁVEL O esgoto que sai das residências é coletado nas redes de saneamento e destinado à Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) para

Leia mais

CONTROLE BIOLÓGICO NA TEORIA E NA PRÁTICA: A REALIDADE DOS PEQUENOS AGRICULTORES DA REGIÃO DE CASCAVEL-PR

CONTROLE BIOLÓGICO NA TEORIA E NA PRÁTICA: A REALIDADE DOS PEQUENOS AGRICULTORES DA REGIÃO DE CASCAVEL-PR CONTROLE BIOLÓGICO NA TEORIA E NA PRÁTICA: A REALIDADE DOS PEQUENOS AGRICULTORES DA REGIÃO DE CASCAVEL-PR 1 DELAI, Lucas da Silva; 1 ALVES Victor Michelon; 1 GREJIANIN, Gustavo; 1 PIRANHA, Michelle Marques

Leia mais

A verdade vale também para a empresa familiar. O crescimento e a longevidade do empreendimento dependem da formação de herdeiros e sucessores

A verdade vale também para a empresa familiar. O crescimento e a longevidade do empreendimento dependem da formação de herdeiros e sucessores ÁRVORE BEM CUIDADA sucessão familiar A verdade vale também para a empresa familiar. O crescimento e a longevidade do empreendimento dependem da formação de herdeiros e sucessores foto: Dreamstime.com 16

Leia mais

PORQUE O PRIMEIRO EMPREGO É DIFÍCIL?

PORQUE O PRIMEIRO EMPREGO É DIFÍCIL? PORQUE O PRIMEIRO EMPREGO É DIFÍCIL? Em épocas de vestibular, cerca de 1,8 milhão de jovens vão escolher uma profissão e dar arrepios no mercado, ou ficarem arrepiados, dando assim o primeiro empurrão

Leia mais

CBA PERFIL DO ALUNO. Certification in Business Administration

CBA PERFIL DO ALUNO. Certification in Business Administration CBA Pós - Graduação QUEM SOMOS PARA PESSOAS QUE TÊM COMO OBJETIVO DE VIDA ATUAR LOCAL E GLOBALMENTE, SER EMPREENDEDORAS, CONECTADAS E BEM POSICIONADAS NO MERCADO, PROPORCIONAMOS UMA FORMAÇÃO DE EXCELÊNCIA,

Leia mais

Business & Executive Coaching - BEC

Business & Executive Coaching - BEC IAC International Association of Coaching Empresas são Resultados de Pessoas José Roberto Marques - JRM O Novo Cenário no Mundo dos Negócios O mundo dos negócios está cada vez mais competitivo e as empresas

Leia mais

Igreja Amiga da criança. Para pastores

Igreja Amiga da criança. Para pastores Igreja Amiga da criança Para pastores Teste "Igreja Amiga da Criança" O povo também estava trazendo criancinhas para que Jesus tocasse nelas. Ao verem isso, os discípulos repreendiam aqueles que as tinham

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

VidaO efeito janeiro: o início do ano tem uma lógica própria? EmpresaA Sony Brasil na contramão da operação mundial

VidaO efeito janeiro: o início do ano tem uma lógica própria? EmpresaA Sony Brasil na contramão da operação mundial Page 2 of 12 CarreiraEstágios de produção VidaO efeito janeiro: o início do ano tem uma lógica própria? EmpresaA Sony Brasil na contramão da operação mundial Cotações Revista Destaques de Revista Edição

Leia mais

BANCO DA AMAZÔNIA. Seminário Programa ABC

BANCO DA AMAZÔNIA. Seminário Programa ABC BANCO DA AMAZÔNIA Seminário Programa ABC O BANCO DA AMAZÔNIA Missão Criar soluções para que a Amazônia atinja patamares inéditos de desenvolvimento sustentável a partir do empreendedorismo consciente.

Leia mais

O dentista que virou dono de restaurante chinês 1

O dentista que virou dono de restaurante chinês 1 O dentista que virou dono de restaurante chinês 1 O cirurgião dentista Robinson Shiba, proprietário da rede China In Box, em 1992 deixava de exercer sua profissão como dentista para inaugurar a primeira

Leia mais

GRADUAÇÃO FGV EM SÃO PAULO. Administração Pública. fgv.br/vestibular

GRADUAÇÃO FGV EM SÃO PAULO. Administração Pública. fgv.br/vestibular GRADUAÇÃO FGV EM SÃO PAULO Administração Pública fgv.br/vestibular Idealismo, Excelência e Credibilidade A Fundação Getulio Vargas surgiu em 20 de dezembro de 1944, com o objetivo de preparar profissionais

Leia mais

WORLDSKILLS... PROMOVENDO A EXCELÊNCIA ENTRE AS OCUPAÇÕES. v1 2

WORLDSKILLS... PROMOVENDO A EXCELÊNCIA ENTRE AS OCUPAÇÕES. v1 2 WORLDSKILLS... PROMOVENDO A EXCELÊNCIA ENTRE AS OCUPAÇÕES v1 2 3 v2 CONTEÚDO MoVE international 3 Aprendizagem para a Vida 4 5 O Caminho para a identidade profissional 6 7 Líderes na preparação 8 9 Fortalecendo

Leia mais

Personal and Professional Coaching

Personal and Professional Coaching Personal and Professional Coaching Seu salto para a excelência pessoal e profissional 1 O novo caminho para o sucesso e a realização pessoal! Todos sabem que para ser médico, advogado, dentista ou engenheiro

Leia mais

MAIORES EMPRESAS AS CAMPEÃS DE 25 SETORES OS DESTAQUES DE CADA REGIÃO ESPECIAL ANÁLISE DOS BALANÇOS AS 250 MAIORES HOLDINGS OS 100 MAIORES BANCOS

MAIORES EMPRESAS AS CAMPEÃS DE 25 SETORES OS DESTAQUES DE CADA REGIÃO ESPECIAL ANÁLISE DOS BALANÇOS AS 250 MAIORES HOLDINGS OS 100 MAIORES BANCOS www.valoronline.com.br Agosto 2011 Ano 11 Número 11 R$ 20,00 VALOR ECONÔMICO AS 250 MAIORES HOLDINGS OS 100 MAIORES BANCOS edição 2011 MAIORES EMPRESAS AS CAMPEÃS DE 25 SETORES OS DESTAQUES DE CADA REGIÃO

Leia mais

O CAMINHO PARA REFLEXÃO

O CAMINHO PARA REFLEXÃO O CAMINHO PARA REFLEXÃO a 2 Semana EMPREENDER É DAR A SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A SOCIEDADE No mudo dos negócios existe a diferença visível do acomodado que nunca quer aprender a mesma coisa duas vezes e o

Leia mais