FLUXO CENTRAL DE CADASTRO. Setembro/11

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FLUXO CENTRAL DE CADASTRO. Setembro/11"

Transcrição

1 FLUXO CENTRAL DE CADASTRO Setembro/11

2 FLUXO CADASTRO DE CLIENTES ABERTURA/REABERTURA DE CLIENTES (1) (2) Finanças (3) (4) Fiscal (5) 1. SOLICITA A ABERTURA/REABERTURA VIA WORKFLOW NET, PREENCHENDO OS FORMULÁRIOS F256 E M42 E ANEXANDO-OS JUNTAMENTE COM O CONTRATO SOCIAL. 2. ANEXA OS DOCUMENTOS RECEITA (EMISSÃO DE COMPROVANTE DE INSCRIÇÃO E DE SITUAÇÃO CADASTRAL) E SERASA (RELATÓRIO DE COMPORTAMENTO EM NEGÓCIOS). 3. ANALISA A DOCUMENTAÇÃO. 4. CADASTRA O CLIENTE. 5. AVALIAÇÃO DAS INFORMAÇÕES QUE IMPACTAM OS IMPOSTOS. 6. RECEBE O CÓDIGO DO CLIENTE CADASTRADO NO SISTEMA JDE OU O MOTIVO DA REJEIÇÃO DA SOLICITAÇÃO. (6) 2

3 FLUXO CADASTRO DE CLIENTES NOVA UNIDADE (1) (2) Fiscal (3) (4) 1. SOLICITA ABERTURA DE NOVA UNIDADE VIA WORKFLOW NET, PREENCHENDO E ANEXANDO O FORMULÁRIO F CADASTRA O CLIENTE. 3. AVALIAÇÃO DAS INFORMAÇÕES QUE IMPACTAM OS IMPOSTOS. 4. RECEBE O CÓDIGO DO CLIENTE CADASTRADO NO SISTEMA JDE OU O MOTIVO DA REJEIÇÃO DA SOLICITAÇÃO. 3

4 FLUXO CADASTRO DE CLIENTES ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS (1) (2) Fiscal (3) (4) 1. SOLICITA ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS VIA WORKFLOW NET, PREENCHENDO O DADO A SER ALTERADO E ANEXANDO O FORMULÁRIO F ATUALIZA O DADO JUNTO AO SISTEMA JDE. 3. AVALIAÇÃO DAS INFORMAÇÕES QUE IMPACTAM OS IMPOSTOS. SOMENTE PARA OS DADOS DO CLIENTE: COMÉRCIO, INDÚSTRIA, CONSUMIDOR, CONSUMIDOR NÃO CONTRIBUINTE, ENDEREÇO DE COBRANÇA, ENDEREÇO DE ENTREGA, ENDEREÇO DE FATURAMENTO, INSCRIÇÃO ESTADUAL, ZONA FRANCA CONSUMIDOR E ZONA FRANCA DE COMÉRCIO. 4. RECEBE A INFORMAÇÃO QUE O DADO FOI ALTERADO. 4

5 FLUXO CADASTRO DE CLIENTES ALTERAÇÃO DE PRAZO DE PAGAMENTO (1) Diretor de Negócios (2) Finanças (3) (4) (5) 1. SOLICITA O AUMENTO OU REDUÇÃO DE PRAZO DE PAGAMENTO VIA WORKFLOW NET, ANEXANDO O FORMULÁRIO DE ALTERAÇÃO DE PRAZO DE PAGAMENTO. 2. APROVA A SOLICITAÇÃO DE ALTERAÇÃO DE PRAZO DE PAGAMENTO. 3. ANALISA A SOLICITAÇÃO. 4. ATUALIZA O PRAZO DE PAGAMENTO NO SISTEMA JDE. 5. RECEBE A INFORMAÇÃO QUE O PRAZO DE PAGAMENTO FOI ALTERADO. 5

6 FLUXO CADASTRO DE PREÇOS CADASTRO / ALTERAÇÃO DE PREÇOS (1) MKT (2) (3) (4) 1. SOLICITA CADASTRO DE ITENS PARA CLIENTES EXISTENTES OU NOVOS VIA WORKFLOW NET, ANEXANDO O FORMULÁRIO DE CADASTRO / ALTERAÇÃO DE PREÇOS. 2. ANALISA A SOLICITAÇÃO. 3. CADASTRA OS PREÇOS NO SISTEMA JDE. 4. RECEBE A INFORMAÇÃO QUE O PREÇOS FORAM CADASTRADOS. 6

7 PRAZOS CADASTRO DE CLIENTE ABERTURA/REABERTURA DE CLIENTE Fluxo Prazo 0 dia Ocorrências Novos Prazos Administração de Praça não cadastrada = 8 dias Finanças Pendências Crédito = 5 dias Administração de Fiscal ============================================= Total Fluxo 4 dias 7

8 PRAZOS CADASTRO DE CLIENTE NOVA UNIDADE Fluxo Administração de Prazo 0 dia 3 dias Ocorrências Novos Prazos Praça não cadastrada = 8 dias Fiscal ============================================= Total Fluxo 4 dias 8

9 PRAZOS CADASTRO DE CLIENTE ATERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS Fluxo Prazo 0 dia Administração de Fiscal * ============================================= Total Fluxo 2 dias * EXCETO PARA ALGUNS DADOS DO CLIENTE. 9

10 PRAZOS CADASTRO DE CLIENTE ALTERAÇÃO DE PRAZO DE PAGAMENTO Fluxo Prazo 0 dia Ocorrências Novos Prazos Diretor de Negócios Finanças * Acima de 10 clientes, sujeito a negociação. Administração de ============================================= Total Fluxo 3 dias 10

11 PRAZOS CADASTRO DE PREÇO AUMENTO OU REDUÇÃO DE PREÇO Fluxo Marketing Prazo 0 dia Ocorrências Novos Prazos * Acima de 20 unidades, sujeito a negociação. Administração de ============================================= Total Fluxo 2 dias 11

1- Objetivo: Informar aos usuários como realizar a inclusão da ocorrência de devolução via workflow.

1- Objetivo: Informar aos usuários como realizar a inclusão da ocorrência de devolução via workflow. 1- Objetivo: Informar aos usuários como realizar a inclusão da ocorrência de devolução via workflow. 2- Abrangência: Depto. Comercial, fiscal, cobrança e contas a receber 3- Fluxo 1 Tela login Mesmo usuário

Leia mais

Já Pensou em um Sistema de Gestão? Então Pense no GESTOR!

Já Pensou em um Sistema de Gestão? Então Pense no GESTOR! Já Pensou em um Sistema de Gestão? Então Pense no GESTOR! Conheça as vantagens de ter o sistema Gestor, como sua melhor ferramenta de trabalho! Clique sobre a imagem para mais detalhes Para mais detalhes

Leia mais

MÓDULO. Básico. Grupo Acert - 1

MÓDULO. Básico. Grupo Acert - 1 MÓDULO Básico Grupo Acert - 1 ÍNDICE Clientes / Fornecedores Comercial Expedição Estoque Compras 03 04 05 06 07 Faturamento Finanças Controle de Crédito Sintegra Cobrança Eletrônica 08 09 10 10 11 Esta

Leia mais

Faturamento Finanças Controle de Crédito Sintegra Cobrança Eletrônica. Clientes / Fornecedores Comercial Expedição Estoque Compras

Faturamento Finanças Controle de Crédito Sintegra Cobrança Eletrônica. Clientes / Fornecedores Comercial Expedição Estoque Compras MÓDULO Básico ÍNDICE Clientes / Fornecedores Comercial Expedição Estoque Compras 03 04 05 06 07 Faturamento Finanças Controle de Crédito Sintegra Cobrança Eletrônica 08 09 10 10 11 Esta apresentação exemplifica

Leia mais

[CONFIDENCIAL] Manual para Formalização Consignado INSS. Outubro/14

[CONFIDENCIAL] Manual para Formalização Consignado INSS. Outubro/14 1 [CONFIDENCIAL] Manual para Formalização Consignado INSS Outubro/14 Sumário 1. Ficha Cadastral... 3 2. CCB Cédula de Crédito Bancário... 3 3. Identificação Civil (RG)... 4 4. Identificação Financeira

Leia mais

MANUAL NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇO

MANUAL NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇO MANUAL NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇO Versão: 1.0 1.0 - CREDENCIAMENTO 1º Passo Acesse o site: www.almenara.mg.gov.br e clique no menu superior Serviços e em seguida na opção Nota Fiscal Eletrônica,

Leia mais

[WST] Workflow Solicitação de Treinamento de TI

[WST] Workflow Solicitação de Treinamento de TI [WST] Workflow Solicitação de Treinamento de TI Página 1 de 11 Sumário 1. PROCESSO... 3 1.1 Informações do Processo... 3 1.1.1. Nome... 3 1.12. Título... 3 1.1.3. Descrição... 3 1.1.4. Categoria... 3 1.1.5.

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE PREVENÇÃO À LAVAGEM DE DINHEIRO E AO FINANCIAMENTO DO TERRORISMO IDENTIFICAÇÃO, CLASSIFICAÇÃO E CADASTRO DE CLIENTES

PROCEDIMENTOS DE PREVENÇÃO À LAVAGEM DE DINHEIRO E AO FINANCIAMENTO DO TERRORISMO IDENTIFICAÇÃO, CLASSIFICAÇÃO E CADASTRO DE CLIENTES SUMÁRIO ITEM INDICE FOLHAS 1 Diretriz 2 2 Objetivo 2 3 Referencias 2 4 Funções Envolvidas 2 5 Procedimentos 2 6 Formulários Aplicáveis 6 7 Avaliação da Eficácia 7 REGISTRO DAS ALTERAÇÕES REVISÃO DATA ALTERAÇÃO

Leia mais

Solução completa para sua Empresa realizar transações seguras

Solução completa para sua Empresa realizar transações seguras Solução completa para sua Empresa realizar transações seguras Empresa de Soluções e Automação Comercial há 24 anos que se destacou pela solidez de sua relação com seus Clientes, e a constante preocupação

Leia mais

EDITAL ESAF/CEEAD Nº 01/2013 CURSO SOBRE O IMPOSTO TERRITORIAL RURAL PARA MUNICÍPIOS CONVENIADOS

EDITAL ESAF/CEEAD Nº 01/2013 CURSO SOBRE O IMPOSTO TERRITORIAL RURAL PARA MUNICÍPIOS CONVENIADOS EDITAL ESAF/CEEAD Nº 01/2013 CURSO SOBRE O IMPOSTO TERRITORIAL RURAL PARA MUNICÍPIOS CONVENIADOS A Escola de Administração Fazendária - ESAF torna público que estão abertas as inscrições para o Curso sobre

Leia mais

Embratel Participações S.A. CNPJ/MF 02.558.124/0001-12 N.I.R.E. 3330026237-7 Companhia Aberta

Embratel Participações S.A. CNPJ/MF 02.558.124/0001-12 N.I.R.E. 3330026237-7 Companhia Aberta Embratel Participações S.A. CNPJ/MF 02.558.124/0001-12 N.I.R.E. 3330026237-7 Companhia Aberta NET Serviços de Comunicação S.A. CNPJ/MF nº 00.108.786/0001-65 N.I.RE nº 35.300.177.240 Companhia Aberta AVISO

Leia mais

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Usuário Anônimo

CeC. Cadastro eletrônico de Contribuintes. Usuário Anônimo CeC Cadastro eletrônico de Contribuintes Usuário Anônimo Versão 1.3 11/02/2011 SUMÁRIO Apresentação... 3 Objetivos... 3 1. Solicitação de CeC... 4 1.1. Cadastro de Pessoas Físicas... 6 1.1.1 Cadastro de

Leia mais

Orientações sobre Micro Empreendedor Individual

Orientações sobre Micro Empreendedor Individual Orientações sobre Micro Empreendedor Individual Micro Empreendedor individual Definição Microempreendedor Individual (MEI) é a pessoa que trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno empresário.

Leia mais

Guia de emissão manual Fabricantes e Órgãos Técnicos AC SAT DE TESTE SEFAZ SP. Versão 2.00

Guia de emissão manual Fabricantes e Órgãos Técnicos AC SAT DE TESTE SEFAZ SP. Versão 2.00 Guia de emissão manual Fabricantes e Órgãos Técnicos AC SAT DE TESTE SEFAZ SP Versão 2.00 Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 13/05/2013 1.00 Elaboração do documento Ivan Diniz 25/10/2013

Leia mais

1º O acesso ao Sistema deverá ser feito por meio de Senha Web ou certificado digital.

1º O acesso ao Sistema deverá ser feito por meio de Senha Web ou certificado digital. ÍNTEGRA DA INSTRUÇÃO NORMATIVA O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE FINANÇAS, no uso de suas atribuições legais, considerando o disposto nos artigos 113 e 114 do Decreto n 53.151, de 17 de maio de 2012, RESOLVE:

Leia mais

PLT.T003.003 Título: Data de Emissão Revisão Política de Venda e Doação de Equipamentos de TI 18/05/2010 00. Índice

PLT.T003.003 Título: Data de Emissão Revisão Política de Venda e Doação de Equipamentos de TI 18/05/2010 00. Índice 1/6 Índice 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DEFINIÇÕES... 2 4. DESCRIÇÃO... 2 4.1. CLASSIFICAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS... 2 4.2. SEPARAÇÃO E PREPARAÇÃO... 2 4.3. DOAÇÃO... 3 4.4. VENDA... 3 5. RESPONSABILIDADES...

Leia mais

G U I A. Processo de Cancelamento e Devolução D E V E N D A S

G U I A. Processo de Cancelamento e Devolução D E V E N D A S G U I A Processo de Cancelamento e Devolução D E V E N D A S 1 Quando o cliente recusa o equipamento No momento em que o correio for entregar o equipamento e o cliente recusar a entrega, a Revenda precisa

Leia mais

IN 105 ATENDIMENTO AO CLIENTE 001. Atividade Autoridade Responsabilidade

IN 105 ATENDIMENTO AO CLIENTE 001. Atividade Autoridade Responsabilidade IN 105 ATENDIMENTO AO CLIENTE 001 1 OBJETIVO Estabelecer as orientações e procedimentos para prestar o atendimento ao cliente que procura algum dos serviços ou produtos que compõe o portfólio e/ou o atendimento

Leia mais

Orientações para transferência de cota Não Contemplada Bem Móvel e Imóvel

Orientações para transferência de cota Não Contemplada Bem Móvel e Imóvel Orientações para transferência de cota Não Contemplada Bem Móvel e Imóvel Nesse documento você encontra todas as orientações para efetuar a transferência de sua cota de maneira ágil e fácil. Esse processo

Leia mais

MANUAL DE MOVIMENTAÇÃO WEB POR FORMULÁRIO

MANUAL DE MOVIMENTAÇÃO WEB POR FORMULÁRIO Este manual tem o objetivo de orientar o preenchimento do formulário de Movimentação Web disponibilizado na área de Movimentação de beneficiários por formulário que fica na área restrita da empresa no

Leia mais

CADASTRO AUTOMÁTICO DE CLIENTE

CADASTRO AUTOMÁTICO DE CLIENTE CADASTRO AUTOMÁTICO DE CLIENTE Ao digitar um CPF (que não existe no cadastro de cliente), o sistema exibe a tela auxiliar, solicitando informações complementares do cliente. Através da informação do CPF,

Leia mais

Manual do Usuário. Pré-Cadastro de Participantes. 08.11.2004 Versão 1.1

Manual do Usuário. Pré-Cadastro de Participantes. 08.11.2004 Versão 1.1 Manual do Usuário Pré-Cadastro de Participantes 08.11.2004 Versão 1.1 Índice 1. Introdução ao Pré-Cadastro...3 1.1. Pré-Cadastro de pessoa Física...3 1.1.1. Termo...3 1.1.2. Dados de identificação...4

Leia mais

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente.

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente. Sistema de Gestão do Programa Vapt Vupt SUPERINTENDÊNCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO INSTRUÇÃO DE TRABALHO VAPT VUPT EMPRESARIAL PREFEITURA DE GOIANIA Responsável: Rosana Mérola Martins Cópia

Leia mais

Abrir uma empresa PRÉ-CONSTITUIÇÃO

Abrir uma empresa PRÉ-CONSTITUIÇÃO Abrir uma empresa As três formas jurídicas mais utilizadas são as Empresas de Sociedade Simples, Sociedade Empresária e Empresário Individual, é nelas que eu vou me basear para mostrar os procedimentos

Leia mais

Comercio Exterior na CAIXA ENCOMEX. Maio/2014

Comercio Exterior na CAIXA ENCOMEX. Maio/2014 Comercio Exterior na CAIXA ENCOMEX Maio/2014 Histórico Comercio Exterior na CAIXA Licença para operar Comércio Exterior Autorização BACEN para Operações de Câmbio Lançamento NCE Lançamento ACC/ACE Primeiro

Leia mais

Solicitando o Cartão BNDES no Portal de Operações do BNDES

Solicitando o Cartão BNDES no Portal de Operações do BNDES SOLICITANDO O CARTO BNDES NO PORTAL DE OPERAÇÕES DO BNDES CARTO Solicitando o Cartão BNDES no Portal de Operações do BNDES - Cartão BNDES Formatados: Marcadores e numeração C:\BNDES - SOLICITACAO DE CARTAO.doc

Leia mais

1 SOBRE O PORTAL TRANSPES (e-transp)

1 SOBRE O PORTAL TRANSPES (e-transp) SUMÁRIO 1 SOBRE O PORTAL TRANSPES (e-transp)... 3 2 REQUISITOS PARA UTILIZAÇÃO DO SISTEMA... 4 3 ACESSO AO SISTEMA (ATORES: TRANSPES/ CLIENTE)... 5 4 PRIMEIROS PASSOS (CADASTROS)... 7 4.1 Cadastros de

Leia mais

PORTARIA Nº 135/GSER

PORTARIA Nº 135/GSER PORTARIA Nº 135/GSER João Pessoa, 9 de junho de 2015. O SECRETÁRIO DE ESTADO DA RECEITA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 3º, inciso VIII, alíneas a e g, da Lei nº 8.186, de 16 de março de

Leia mais

Roteiro Operacional Última atualização 19/03/2015

Roteiro Operacional Última atualização 19/03/2015 Roteiro Operacional Última atualização 19/03/2015 1. Público alvo 1.1 Atendidos - Aposentados e pensionistas do INSS -Códigos Benefícios- 1.2 Não atendidos -Códigos Benefícios- RESUMO DE CÓDIGOS NÃO CONSIGNÁVEIS

Leia mais

8. Regularização do Negócio

8. Regularização do Negócio 8. Regularização do Negócio Conteúdo 1. Forma Jurídica das Empresas 2. Consulta Comercial 3. Busca de Nome Comercial 4. Arquivamento do contrato social/requerimento de Empresário 5. Solicitação do CNPJ

Leia mais

EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ÁREAS (LOJAS / TERRENOS)

EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ÁREAS (LOJAS / TERRENOS) EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ÁREAS (LOJAS / TERRENOS) ÍNDICE: RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA CADASTRO DE EMPRESAS INTERESSADAS NA EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE TERRENOS, LOJAS E ESPAÇOS DE PROPRIEDADE DA COMPANHIA DO

Leia mais

ANEXO II INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO RELAÇÃO DE PAGAMENTOS GPC 01

ANEXO II INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO RELAÇÃO DE PAGAMENTOS GPC 01 ANEXO II INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO RELAÇÃO DE PAGAMENTOS GPC 01 Refere-se ao registro de pagamento das despesas efetuadas na execução do projeto, à conta de recursos do Executor e/ou do Concedente, devendo

Leia mais

Profissionais formados em Cursos Superiores de Tecnologia ligados à área de Administração podem obter seu registro profissional no CRA/RJ

Profissionais formados em Cursos Superiores de Tecnologia ligados à área de Administração podem obter seu registro profissional no CRA/RJ 19/11/2009 Profissionais formados em Cursos Superiores de Tecnologia ligados à área de Administração podem obter seu registro profissional no CRA/RJ (fonte: CFA) Nos últimos anos cresceu significativamente

Leia mais

DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: CAPTAÇÃO E RELACIONAMENTO COM CLIENTES CORPORATIVOS. SETOR RESPONSÁVEL: COMERCIAL

DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: CAPTAÇÃO E RELACIONAMENTO COM CLIENTES CORPORATIVOS. SETOR RESPONSÁVEL: COMERCIAL S CORPORATIVOS. PÁGINA: 1 de 8 1.0 - OBJETIVO: Identificar clientes potenciais e efetuar a captação destes clientes, realizando análise do perfil e requisitos de atendimento a fim de oferecer serviços

Leia mais

DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: ANÁLISE DE CRÉDITO E CADASTRO DE CLIENTES CORPORATIVOS. SETOR RESPONSÁVEL: ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO.

DOCUMENTO OPERACIONAL PROCESSO: ANÁLISE DE CRÉDITO E CADASTRO DE CLIENTES CORPORATIVOS. SETOR RESPONSÁVEL: ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO. DE S CORPORATIVOS. PÁGINA: 1 de 5 1 1.0 OBJETIVO: Analisar criticamente a situação de crédito e as condições comerciais a serem praticadas junto aos clientes, por meio das informações cadastrais, e permitir

Leia mais

CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS)

CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS) CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS) ÍNDICE RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA CADASTRO DE FORNECEDORES DE MATERIAL/SERVIÇOS PÁGINA 2 FICHA DE INFORMAÇÕES PARA CADASTRO DE FORNECEDORES PÁGINA 4 DECLARAÇÃO

Leia mais

ParticiPar SEMGaStar

ParticiPar SEMGaStar Participar SEMGASTAR Parte do seu imposto de renda pode transformar sonhos em realidade Você sabia que seu Imposto de Renda pode ajudar muitas crianças e jovens? Foi pensando neste mecanismo que a Rede

Leia mais

MICRO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL - MEI

MICRO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL - MEI MICRO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL - MEI 1. NOÇÕES GERAIS MICRO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL - MEI 1.1. O que é Micro Empreendedor Individual? É o contribuinte que tenha auferido receita bruta no ano calendário

Leia mais

MICRO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL - MEI

MICRO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL - MEI MICRO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL - MEI 1. NOÇÕES GERAIS MICRO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL - MEI 1.1. O que é Micro Empreendedor Individual? É o contribuinte que tenha auferido receita bruta no ano calendário

Leia mais

FIN. 03 - ARRECADAÇÃO MACROPROCESSO FINANCEIRO PROCESSO ARRECADAÇÃO

FIN. 03 - ARRECADAÇÃO MACROPROCESSO FINANCEIRO PROCESSO ARRECADAÇÃO 1 de 25 msgq FIN. 03 - ARRECADAÇÃO MACROPROCESSO PROCESSO ARRECADAÇÃO FIN. 03 - ARRECADAÇÃO 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS... 2 4.1. DEFINIÇÃO DO

Leia mais

Gestor Empresarial - Financeiro. Release Versão 1.076

Gestor Empresarial - Financeiro. Release Versão 1.076 Gestor Empresarial - Financeiro Release Versão 1.076 Maio/2013 Produto : AeroSoft Gestor Empresarial - Financeiro Versão : v1.076 Data Liberação : 21/04/2013 A seguir são apresentadas as novas funções

Leia mais

Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Alto Garças

Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Alto Garças PRESTAÇÃO DE CONTAS ANEXO II RELAÇÃO DE PAGAMENTOS Convênio nº: REC ITEM CREDOR CGC/CPF CH/OB DATA VALOR (R$ 1,00) Responsável pela Execução: INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO RELAÇÃO DE PAGAMENTOS Refere-se

Leia mais

ANEXO I. Documentos básicos para comprovação das informações declaradas previamente pelo editor

ANEXO I. Documentos básicos para comprovação das informações declaradas previamente pelo editor ANEXO I Documentos básicos para comprovação das informações declaradas previamente pelo editor 1 INFORMAÇÕES DO EDITOR CIRCULAÇÃO CONTROLADA DE CONTEÚDO DIRIGIDO 1) Informe sobre tiragem de cada edição

Leia mais

(Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) O Congresso Nacional decreta:

(Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) O Congresso Nacional decreta: PROJETO DE LEI N o, DE 2005 (Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) Dispõe sobre a desburocratização dos processos de constituição, funcionamento e baixa das microempresas e empresas de pequeno porte, nos

Leia mais

Como adquirir seu Certificado Digital NF-e Nota Fiscal eletrônica

Como adquirir seu Certificado Digital NF-e Nota Fiscal eletrônica Como adquirir seu Certificado Digital NF-e Nota Fiscal eletrônica Destaques para aquisição A aquisição será exclusivamente via Internet. A solicitação deverá ser em nome da pessoa que será nomeada como

Leia mais

CAMPANHA NACIONAL DE RECADASTRAMENTO DO COFECON NOVA CARTEIRA PROFISSIONAL

CAMPANHA NACIONAL DE RECADASTRAMENTO DO COFECON NOVA CARTEIRA PROFISSIONAL CAMPANHA NACIONAL DE RECADASTRAMENTO DO COFECON NOVA CARTEIRA PROFISSIONAL Comissão de Acompanhamento da Campanha Nacional de Recadastramento do COFECON Wilson Roberto Vilas Boas Antunes Coordenador Conselheiro

Leia mais

Como comprar o e-cpf Serasa Experian. Certificação Digital

Como comprar o e-cpf Serasa Experian. Certificação Digital Como comprar o e-cpf Serasa Experian Certificação Digital Como comprar seu e-cpf Serasa Experian Passo 1 Escolha do tipo do certificado digital Passo 2 Identificação e cadastro Passo 3 Finalização da compra

Leia mais

Cadastro de Pessoa Jurídica

Cadastro de Pessoa Jurídica Fundação de Apoio à Universidade de São Paulo Cadastro de Pessoa Jurídica CADASTRAMENTO NO NOVO SISTEMA Novembro/2012 2 Índice 1 Introdução 03 2 Entrando no sistema de cadastro 03 3 Cadastramento eletrônico

Leia mais

Manual do Sistema para plificada do Crédito Acumulado. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria da Fazenda

Manual do Sistema para plificada do Crédito Acumulado. GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria da Fazenda GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria da Fazenda Manual do Sistema para Apuração Simplificad plificada do Crédito Acumulado Versão 1.0.0.1 do Anexo I da Portaria CAT - 207, de 13-10-2009 Página 1 de

Leia mais

Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)

Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) Para dar mais agilidade e segurança à administração tributária, os Estados brasileiros, o Distrito Federal e o

Leia mais

Prezado empreendedor,

Prezado empreendedor, Prezado empreendedor, Caderno do Empreendedor Este é o Caderno do Empreendedor, criado para facilitar o dia-a-dia da sua empresa. Com ele você poderá controlar melhor suas despesas, saber quanto está vendendo

Leia mais

ÍNDICE. 1.1 Em Login do Administrador o usuário do sistema vai digitar seu Nome de Usuário e a senha, que foi criado anteriormente.

ÍNDICE. 1.1 Em Login do Administrador o usuário do sistema vai digitar seu Nome de Usuário e a senha, que foi criado anteriormente. ÍNDICE Descrição 1.0 Acessos ao Sistema 1.1 Login do Administrador 1.2 Login do Fiscal 1.3 Login do Contribuinte 2.0 Menu Principal 2.1 Gerar NFS-e 2.1.1 Gerar NFS-e 2.2 Cadastros 2.2.1 Cadastro de Atividades

Leia mais

A Vale/PASA tem três datas de pagamento no mês. Sendo assim, fique atento às datas de entrega de suas guias e notas fiscais neste ano que se inicia.

A Vale/PASA tem três datas de pagamento no mês. Sendo assim, fique atento às datas de entrega de suas guias e notas fiscais neste ano que se inicia. Rio de Janeiro, 9 de dezembro de 2013. PASA/CE 21/12 Assunto: Orientações para o 1º semestre de 2014 Prezado(a) credenciado(a), Seguem informações pertinentes ao cronograma de entrega de Guias TISS e Notas

Leia mais

TREINAMENTOS DEAK IN COMPANY

TREINAMENTOS DEAK IN COMPANY A DEAK Sistemas define como Treinamentos Básicos In Company a apresentação dos diversos módulos que compõem o ERP aos usuários. O Objetivo é apresentar cada módulo do ERP através de suas telas, campos

Leia mais

INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO E DOCUMENTOS

INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO E DOCUMENTOS INSTRUÇÕES HSBC Brasil Administradora de Consórcio Ltda. INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO E DOCUMENTOS 1- Preencher a Ficha Cadastral em sua totalidade de forma legível, datar e assinar com reconhecimento de

Leia mais

REGISTRO PROFISSIONAL

REGISTRO PROFISSIONAL REGISTRO PROFISSIONAL 19/11/2009 Profissionais formados em Cursos Superiores de Tecnologia ligados à área de Administração podem obter seu registro profissional no CRA/RJ (fonte: CFA) Nos últimos anos

Leia mais

CERTIDÃO DE REGULARIDADE FISCAL RFB/PGFN

CERTIDÃO DE REGULARIDADE FISCAL RFB/PGFN CERTIDÃO DE REGULARIDADE FISCAL RFB/PGFN DIFERENÇAS ENTRE AS CERTIDÕES ATÉ 02/11/2014 Duas certidões comprovavam a regularidade do sujeito passivo (pessoa física e pessoa jurídica) perante a Fazenda Nacional:

Leia mais

NOTA FISCAL AVULSA - NFA. atualizado em 08/07/2015

NOTA FISCAL AVULSA - NFA. atualizado em 08/07/2015 atualizado em 08/07/2015 2 ÍNDICE 1. CONCEITO...5 2. MODELO E SÉRIES...5 3. NOTA FISCAL AVULSA - SÉRIE 1...6 4. NOTA FISCAL AVULSA - SÉRIE 2...6 5. VALIDADE...7 6. VENDA DO ESTOQUE DA EMPRESA APÓS A BAIXA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO M A N U A L D A NOTA FISCAL AVULSA ÍNDICE 1. Acesso ao Portal do Sistema...6 2. Requerimento de Acesso para os novos usuários...6 2.1 Tipo

Leia mais

CONSÓRCIO DE IMÓVEIS

CONSÓRCIO DE IMÓVEIS INSTRUÇÕES PARA PROPOSTA DE UTILIZAÇÃO DO CRÉDITO a) Preencha na sua totalidade a proposta de utilização do crédito e a encaminhe juntamente com os documentos solicitados do comprador, vendedor e imóvel

Leia mais

Documentação Live TIM Dedicado

Documentação Live TIM Dedicado Documentação Live TIM Dedicado . PROPOSTA APROVADA SISTEMA ANÁLISE LISTA 1. Documentos básicos necessários por tipo de empresa: Sociedades Limitadas Validação Documentação Última Alteração Contratual arquivada

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão ARAXÁ MINAS GERAIS 2010 Manual do Sistema de Arrecadação Tributária SIAT Online e Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NFS-e ÍNDICE

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE, no uso das atribuições que lhe confere o art. 78, inciso IV da Constituição Estadual, e

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE, no uso das atribuições que lhe confere o art. 78, inciso IV da Constituição Estadual, e DECRETO Nº 5.257, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2013. Publicado no DOE nº 10.993, de 22-02-2013. Institui a Nota Fiscal Eletrônica para Consumidor Final - NFC-e e o Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica

Leia mais

Manual de Formalização Cartão Consignado Público Área responsável: Gerência de Produtos Consignados

Manual de Formalização Cartão Consignado Público Área responsável: Gerência de Produtos Consignados Manual de Formalização Cartão Consignado Público Área responsável: Gerência de Produtos Consignados ÍNDICE 1. OBJETIVO... 3 2. DEFINIÇÕES... 3 2.1. Definições Gerais... 3 3. CARACTERÍSTICAS GERAIS... 3

Leia mais

Legalização de Empresa (Plano Platinum) MEI (Micro Empreendedor Individual) Plano Platinum. Contabilidade (Plano Silver) Valor com desconto

Legalização de Empresa (Plano Platinum) MEI (Micro Empreendedor Individual) Plano Platinum. Contabilidade (Plano Silver) Valor com desconto Descrição Prazo Valor Integral Valor com desconto Legalização de Empresa (Plano Platinum) Até 30 dias corridos 1.200 850,00 Abertura Completa de sua empresa: Contrato Social, CNPJ, Alvará, Inscrição Estadual).

Leia mais

Secretaria de Estado da Fazenda

Secretaria de Estado da Fazenda ESTADO DO ACRE Secretaria de Estado da Fazenda Guia do Usuário setembro 2012 Apresentação A Secretaria de Estado da Fazenda no intuito de facilitar o cumprimento das obrigações acessórias e oferecer maior

Leia mais

POR DENTRO DO NOVO SISTEMA NACIONAL DE CADASTRO RURAL

POR DENTRO DO NOVO SISTEMA NACIONAL DE CADASTRO RURAL POR DENTRO DO NOVO SISTEMA NACIONAL DE CADASTRO RURAL Ementa O que é CCIR Diferença entre CCIR, SNCR, NIRF e ITR Número do Código INCRA é o CCIR? Legislação pertinente O que é o Cadastro de Imóvel Rural

Leia mais

CONVITE 25/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 17 / 08 / 2010 às 15 horas

CONVITE 25/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 17 / 08 / 2010 às 15 horas CONVITE 25/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 17 / 08 / 2010 às 15 horas 01. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 O Senac Departamento Nacional torna público que, na Seção de Material,

Leia mais

Sistema de Logística Reversa

Sistema de Logística Reversa Sistema de Logística Reversa Manual de Utilização do Sistema Índice 1 Acessando o Sistema...3 1.1 Alterando a Senha...3 2 Tela Principal...4 3 Inserindo uma nova solicitação de coleta...4 4 Pesquisar solicitações

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Cancelamento de Nota Fiscal Paulistana quando o ISS já foi recolhido

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Cancelamento de Nota Fiscal Paulistana quando o ISS já foi recolhido Cancelamento de Nota Fiscal Paulistana quando o ISS já foi recolhido 28/03/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 3 4. Conclusão...

Leia mais

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Versão: 24/05/2010 Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como

Leia mais

CERTIDÃO CONJUNTA NEGATIVA DE DÉBITOS RELATIVOS AOS TRIBUTOS FEDERAIS E À DÍVIDA ATIVA DA UNIÃO

CERTIDÃO CONJUNTA NEGATIVA DE DÉBITOS RELATIVOS AOS TRIBUTOS FEDERAIS E À DÍVIDA ATIVA DA UNIÃO MINISTÉRIO DA FAZENDA Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional Secretaria da Receita Federal do Brasil CERTIDÃO CONJUNTA NEGATIVA DE DÉBITOS RELATIVOS AOS TRIBUTOS FEDERAIS E À DÍVIDA ATIVA DA UNIÃO Nome:

Leia mais

ABCFARMA Sistema Nacional de Gerenciamento de produtos Controlado SNGPC

ABCFARMA Sistema Nacional de Gerenciamento de produtos Controlado SNGPC ABCFARMA Sistema Nacional de Gerenciamento de produtos Controlado SNGPC RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de

Leia mais

2. Número de identificação de cliente, fornecido pelo(s) distribuidor(es) autorizado(s) Juniper Networks.

2. Número de identificação de cliente, fornecido pelo(s) distribuidor(es) autorizado(s) Juniper Networks. Tradução do formulário Solicitação para se tornar um J-Partner para a região APAC Cadastre-se para se tornar um J-Partner (primeira página): 1. Número de identificação de sua empresa, se aplicável (CNPJ-

Leia mais

PALESTRA INDÚSTRIA DO DANO MORAL. Principais aspectos legais e esclarecimentos sobre Direito do Consumidor.

PALESTRA INDÚSTRIA DO DANO MORAL. Principais aspectos legais e esclarecimentos sobre Direito do Consumidor. PALESTRA CONFLITO NAS RELAÇÕES DE CONSUMO E A INDÚSTRIA DO DANO MORAL Principais aspectos legais e esclarecimentos sobre Direito do Consumidor. Prof. Manoel Ignácio 1 CONFLITO CRÉDITO É UM DIREITO DO CONSUMIDOR?

Leia mais

Normas para abertura de Lojas Exclusivas Correspondentes Agiplan. 13 de março de 2013

Normas para abertura de Lojas Exclusivas Correspondentes Agiplan. 13 de março de 2013 Normas para abertura de Lojas Exclusivas Correspondentes Agiplan 13 de março de 2013 LOJAS EXCLUSIVAS PROCEDIMENTOS BÁSICOS 1. O correspondente que tiver interesse em ter uma loja exclusiva Agiplan vai

Leia mais

EDITAL DE HABILITAÇÃO 2015 LINHA DE FINANCIAMENTO BDMG MAQ

EDITAL DE HABILITAÇÃO 2015 LINHA DE FINANCIAMENTO BDMG MAQ EDITAL DE HABILITAÇÃO 2015 LINHA DE FINANCIAMENTO BDMG MAQ PROCESSO DE HABILITAÇÃO DE OPERAÇÃO DE CRÉDITO COM CLIENTES DO SETOR PÚBLICO PARA O FINANCIAMENTO DE OBRAS INFRAESTRUTURA COM UTILIZAÇÃO DE RECURSOS

Leia mais

Cargos/Funções necessárias no desenvolvimento das atividades: GERENTE DE ATIVIDADE, ASSISTENTE TÉCNICO ESPECIALIZADO E ASSISTENTE OPERACIONAL

Cargos/Funções necessárias no desenvolvimento das atividades: GERENTE DE ATIVIDADE, ASSISTENTE TÉCNICO ESPECIALIZADO E ASSISTENTE OPERACIONAL Cargos/Funções necessárias no desenvolvimento das atividades: GERENTE DE ATIVIDADE, ASSISTENTE TÉCNICO ESPECIALIZADO E ASSISTENTE OPERACIONAL MACRO FUNÇÃO ATIVIDADE TAREFA Verificar Tabela de Bancos, Analisar

Leia mais

COMUNICADO DE ATUALIZAÇÃO DO SISTEMA INFINITRI NF-E

COMUNICADO DE ATUALIZAÇÃO DO SISTEMA INFINITRI NF-E COMUNICADO DE ATUALIZAÇÃO DO SISTEMA INFINITRI NF-E Conteúdo Objetivo... 3 O que há de novo no Infinitri NF-e... 3 1. Identificação de Operação Interna, Interestadual ou com Exterior... 3 2. Finalidade

Leia mais

TABELA DE PREÇOS - CONSUMO MÍNIMO DE R$ 1.800,00 - ANEXO 1

TABELA DE PREÇOS - CONSUMO MÍNIMO DE R$ 1.800,00 - ANEXO 1 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PME Premium 4 TABELA DE PREÇOS - CONSUMO MÍNIMO DE R$ 1.800,00 - ANEXO 1 Este anexo é parte integrante do contrato assinado entre a CONTRATADA e a CONTRATANTE, referente

Leia mais

ABA: CLIENTE BOTÃO: CADASTRO

ABA: CLIENTE BOTÃO: CADASTRO ABA: CLIENTE BOTÃO: CADASTRO CADASTRO DE CLIENTES Cadastra clientes (física e jurídica) e veículos, inclusive frotas Cadastra representantes dos clientes Cadastro biométrico (digital do dedo) Localiza

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica

Nota Fiscal Eletrônica Nota Fiscal Eletrônica NF-e - Considerações 3,6 bilhões de notas fiscais armazenadas só em SP 26000 campos de futebol 27 voltas ao redor do mundo Podem representar um custo de até 5% no faturamento das

Leia mais

REGULAMENTO DO FASCAR CLUB - PROGRAMA DE FIDELIDADE FASCAR

REGULAMENTO DO FASCAR CLUB - PROGRAMA DE FIDELIDADE FASCAR REGULAMENTO DO FASCAR CLUB - PROGRAMA DE FIDELIDADE FASCAR 1. OBJETO 1.1. O Programa Fidelidade FASCAR CLUB consiste em um Programa de relacionamento com clientes da FASCAR, denominação doravante de Indústria

Leia mais

Brasília, 31 de Maio de 2011.

Brasília, 31 de Maio de 2011. Brasília, 31 de Maio de 21. De acordo com o item 12.9 do Edital 02-21 para professor da Fac Senac-DF, Os itens deste Edital poderão sofrer eventuais alterações, atualizações ou acréscimos, enquanto não

Leia mais

ACOMPANHE SEU FINANCIAMENTO CRÉDITO IMOBILIÁRIO CAIXA

ACOMPANHE SEU FINANCIAMENTO CRÉDITO IMOBILIÁRIO CAIXA Esta cartilha tem por finalidade orientar sobre a utilização da funcionalidade do Acompanhamento da Proposta de Financiamento que a CAIXA disponibiliza para você. Com a entrega da documentação na CAIXA,

Leia mais

Capítulo II. Da Adesão. Capítulo III

Capítulo II. Da Adesão. Capítulo III Decreto do Estado do Amazonas nº 33.405 de 16.04.2013 DOE-AM: 16.04.2013 Disciplina a emissão da Nota Fiscal Eletrônica a Consumidor Final, e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO AMAZONAS,

Leia mais

Manual para Emissão e Utilização do Aplicativo SEFAZ de NF-e

Manual para Emissão e Utilização do Aplicativo SEFAZ de NF-e Manual para Emissão e Utilização do Aplicativo SEFAZ de NF-e INTRODUÇÃO: Este documento visa explicar, de forma detalhada e simplificada, a utilização do sistema de emissão de documentos fiscais (modelo

Leia mais

Artigo 1 - Passam a vigorar com a redação que se segue os dispositivos adiante indicados da Portaria CAT-147, de 05-11-2012:

Artigo 1 - Passam a vigorar com a redação que se segue os dispositivos adiante indicados da Portaria CAT-147, de 05-11-2012: Portaria CAT-59, de 11-06-2015, DOE 12-06-2015 Altera a Portaria CAT-147, de 05-11-2012, que dispõe sobre a emissão do Cupom Fiscal Eletrônico - CF-e-SAT por meio do Sistema de Autenticação e Transmissão

Leia mais

NOTA TÉCNICA Nº 001/2013

NOTA TÉCNICA Nº 001/2013 NOTA TÉCNICA Nº 001/2013 Brasília, 14 de Janeiro de 2013. ÁREA: Finanças TÍTULO: Adequação do nome do órgão categorizado como sendo o CNPJ Principal REFERÊNCIA(S): Instrução Normativa Conjunta RFB x STN

Leia mais

PROGAM Programa para a Governança Municipal Sistema Tributário on-line. Sistema Tributário On-line. Recadastramento

PROGAM Programa para a Governança Municipal Sistema Tributário on-line. Sistema Tributário On-line. Recadastramento Sistema Tributário On-line Recadastramento Introdução O PROGAM Programa de Governança Municipal desenvolveu o Sistema Tributário on-line com objetivo de aperfeiçoar a administração tributária no tocante

Leia mais

Certificado de Origem

Certificado de Origem Mercadores Certificado de Origem Coletânea (Versão Histórica) Versão 2.00 - Maio de 2010 Atualizada até: Instrução Normativa RFB nº 777, de 19 de outubro de 2007 Paulo Werneck mercadores.blogspot.com www.mercadores.com.br

Leia mais

Passo-a-passo para alteração de representante legal no CNPJ

Passo-a-passo para alteração de representante legal no CNPJ Passo-a-passo para alteração de representante legal no CNPJ Fundamentação legal: A entidade estará obrigada a atualizar no CNPJ qualquer alteração referente aos seus dados cadastrais até o último dia útil

Leia mais

ITR Municípios Conveniados - Orientações Gerais

ITR Municípios Conveniados - Orientações Gerais O que fazer para: ITR Municípios Conveniados - Orientações Gerais 1 - Acessar o Portal ITR Municípios Conveniados. 1.1 O Portal ITR está disponível exclusivamente para Municípios Conveniados, no e-cac,

Leia mais

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRO

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRO RELATÓRIO DE EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRO INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO FÍSICO: refere-se ao indicador físico de qualificação e quantificação do produto de cada meta e etapa a executar e executada. 1. EXECUTOR:

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES Março/2010

RELATÓRIO DE ATIVIDADES Março/2010 1 RELATÓRIO DE ATIVIDADES Março/2010 Em março, a Ouvidoria recebeu 2.362 manifestações, distribuídas conforme gráfico abaixo. Também foram respondidas 220 mensagens dirigidas ao Ministério por meio do

Leia mais

É um sistema completo de Front Office que permite que a Operadora e seus clientes criem cotizações, reservas e vendas de aéreo e terrestre.

É um sistema completo de Front Office que permite que a Operadora e seus clientes criem cotizações, reservas e vendas de aéreo e terrestre. WTS Operadora Introdução O WTS Operadora: É um sistema completo de Front Office que permite que a Operadora e seus clientes criem cotizações, reservas e vendas de aéreo e terrestre. Possui cadastro próprio

Leia mais

Manual/Treinamento Sistema Seven/AMS ALUMINIO

Manual/Treinamento Sistema Seven/AMS ALUMINIO Manual/Treinamento Sistema Seven/AMS ALUMINIO CONEXÃO: USUARIO: seu usuário SENHA: sua senha SEVEN: USUARIO: seu usuário USUARIO: sua senha TODOS OS CAMPOS EM VERMEHO CLICAR 2X OU CLICAR 2 VEZES NO CAMPO

Leia mais

Cota única e 1ª parcela 11-05-2015. 2ª parcela 10-06-2015. 3ª parcela 10-07-2015. 4ª parcela 10-08-2015. 5ª parcela 10-09-2015. 6ª parcela 13-10-2015

Cota única e 1ª parcela 11-05-2015. 2ª parcela 10-06-2015. 3ª parcela 10-07-2015. 4ª parcela 10-08-2015. 5ª parcela 10-09-2015. 6ª parcela 13-10-2015 INFORMAÇÕES REFERENTE AO LANÇAMENTO DO IPTU 2015. O lançamento e forma de pagamento do IPTU do ano de 2015, foi regulamentado pelo Decreto nº 5.714/2015 Para fins de lançamento do Imposto Predial e Territorial

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS - PARCIAL OU FINAL

PRESTAÇÃO DE CONTAS - PARCIAL OU FINAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Programa de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico Tel. : (061)214-8806 ou 225-3353

Leia mais