Definição de Ontologia para Identificação de Riscos de Projetos de Software. Definition of Ontology for Software Projects Risk Identification

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Definição de Ontologia para Identificação de Riscos de Projetos de Software. Definition of Ontology for Software Projects Risk Identification"

Transcrição

1 SEMINÁRIO DE PESQUISA EM ONTOLOGIA NO BRASIL 11 E 12 de Julho Universidade Federal Fluminense Departamento de Ciência da Informação Niterói Rio de Janeiro Brasil Definição de Ontologia para Identificação de Riscos de Projetos de Software Definition of Ontology for Software Projects Risk Identification Thúlio Costa (DSC - POLI / Universidade de Pernambuco, Cristine Gusmão (DSC - POLI / Universidade de Pernambuco, Resumo: Atualmente as organizações enfrentam grande competitividade demandando rápidas decisões, alocação otimizada de recursos e objetivos claros. Em um ambiente típico de desenvolvimento de software não é diferente: muitos projetos são propostos, com diferentes objetivos e é necessário gerenciálos estrategicamente e de acordo com as metas organizacionais. Para aprender com as próprias experiências (lições aprendidas) as organizações precisam registrar e compartilhar o conhecimento institucional e reutilizá-lo, prevenindo riscos. Este artigo apresenta uma ontologia de riscos para definir uma estrutura padrão de informações sobre riscos mprime Ontology. Palavras-chave: Gerência de riscos. Ontologias de domínio. Identificação de riscos. Abstract: Nowadays the organizations live a great marketing competitiveness currently demanding fast decisions, better allocation of resources and clear objectives. In a typical software development environment it is not different: many kinds of projects are launched, with different proposals, and it is necessary to manage them strategically and in accordance with organizational goals. In order to learn with their own experiences (lessons learned) the organizations must register and share all relevant knowledge institutionalized and reused, preventing risks. This paper presents risk ontology to give standard information structure of risks mprime Ontology. Keywords: Risk management. Domain ontologies. Risk identification.

2 1. Introdução A estruturação dos termos relacionados às possíveis fontes de riscos apresentados em um ambiente de desenvolvimento de software podem ser classificados através da utilização de ontologias. Alguns trabalhos podem ser encontrados na área de Engenharia de Software ratificando a importância da utilização de ontologias como instrumento para a modelagem de domínios [Duarte e Falbo 2000, Gusmão 2007, Medeiros 2004, Falbo e Bertollo 2005, Gusmão 2007]. A utilização de ontologias, no entanto, requer a criação de uma cultura de uso e a existência de ferramentas e metodologias adequadas para suporte efetivo das informações manipuladas e do conhecimento gerado. Com base nas informações apresentadas, este trabalho descreve melhorias realizadas em uma das três sub-ontologias que compõe a mprime Ontology, responsável por relacionar às origens de riscos associados às restrições e inovação tecnológica, classificados como Restrições de Programa. Após a contextualização da problemática tratada, as seções 2 e 3 apresentam conceitos sobre ontologias e gerência de riscos, respectivamente. A Seção 4 apresenta a mprime Ontology através de suas características, funcionalidades e aplicação. Por fim, a Seção 5 apresenta as considerações finais e trabalhos futuros. 2. Ontologias de Domínio De acordo com Tom Gruber, uma ontologia é uma especificação formal e explícita de uma abstração, uma visão simplificada de um domínio de conhecimento. Uma ontologia modela uma parte do mundo, ou seja, um domínio de conhecimento, definindo um vocabulário comum [Gruber 1995]. Tal modelo pode ser utilizado tanto por humanos quanto por agentes de software, a fim de estabelecer um entendimento comum sobre os conceitos e relacionamento desse domínio de conhecimento [Noy e McGuinness 2001]. Diversos são os benefícios apresentados na literatura para a utilização de ontologias [Noy e McGuinness 2001], alguns deles são relacionados ao: Compartilhamento, Reuso, Estruturação da informação, Interoperabilidade e Confiabilidade. A utilização de ontologias para descrição semântica de um determinado vocabulário permite um entendimento amplo das características e propriedades das classes pertencentes a um domínio, assim como seus relacionamentos. O uso de componentes de inteligência artificial está cada vez mais presente em aplicações da área de Engenharia de Software, em particular, nas atividades que envolvem uma grande manipulação de informações para tomada de decisão. 3. Visão da Gerência de Riscos na Engenharia de Software As atividades da gerência de projeto, em especial da Gerência de Riscos de projetos, favorecem que os objetivos definidos para o projeto sejam alcançados de acordo com as restrições de tempo e custo normalmente impostas. A Gerência de Riscos pode ser definida como o emprego de habilidades e competências, aliado ao conhecimento adquirido, através do uso de processos com a utilização de técnicas e métodos para a identificação, análise e controle dos riscos. O gerenciamento de riscos é um processo onde os gerentes de projeto satisfazem as necessidades de identificação de fatores de riscos chave para os projetos em

3 andamento, obtendo consistência e entendimento, escolhendo ou priorizando que riscos devem ser mitigados e eliminados, como também potencializando os resultados das oportunidades encontradas. 3.1 Identificação de Riscos A identificação de riscos tem como objetivo descobrir e documentar os possíveis problemas que podem interferir no projeto, formalizando as informações coletadas. Alguma técnicas como: brainstorming, listas de verificação (checklist), comparação por analogia, análise de premissas, decomposição, técnicas de diagramação, técnica Delphi, revisão de documentação (plano e modelo de projeto) e entrevistas [PMI 2004], auxiliam na identificação dos riscos. 4. mprime Ontology A mprime Ontology foi desenvolvida com o objetivo de representar através de uma ontologia de riscos um vocabulário que auxiliasse o processo de gerenciamento de riscos em ambiente de múltiplos projetos, redefinindo a versão inicial proposta OntoPRIME [Gusmão 2007], utilizando lógica descritiva. A estrutura da mprime Ontology é ilustrada através da Figura 1. A mprime Ontology tem sua relevância e conseqüente contribuição pautada na construção de uma ontologia no domínio dos riscos de projetos de software para dar suporte ao processo de Gerência de Riscos em Ambientes de Desenvolvimento de Software e pelo desenvolvimento de um estudo científico sobre os relacionamentos dos fatores de riscos de software que influenciam o sucesso dos projetos, em ambientes organizacionais. O objetivo principal é a definição de um vocabulário comum que pode ser utilizado para representar conhecimento útil para os desenvolvedores de software sobre os riscos que podem afetar um projeto de software, vários projetos e mesmo, entre projetos, dentro de uma organização desenvolvedora de software. Figura 1 Sub-Ontologias da Ontologia de Riscos [Gusmão 2007] 4.1 Aplicação e Funcionalidades Uma das formas de avaliação da mprime Ontology foi a aplicação da mesma no protótipo de software mprime Risk Inferrer 1. O mprime Risk Inferrer é uma ferramenta para inferência de riscos através de características de projetos de software. O protótipo da mprime Ontology faz uso da 1 O protótipo está disponível em

4 máquina de inferência da ferramenta Protégé 2, de forma a descobrir os possíveis riscos de um projeto de software simplesmente através das características de tal projeto. As características dos projetos são inseridas através de vários formulários os quais representam partes do projeto, por exemplo, cronogramas, times de desenvolvimento, contratos entre outras características. A Figura 2 ilustra os conceitos de riscos associados a essas características na mprime Ontology. Figura 2 Visão parcial da sub-ontologia da mprime Ontology A partir das características, indivíduos representado-as são instanciados na mprime Ontology e a máquina de inferência analisa a relação entre esses indivíduos. Analisadas as relações, os possíveis riscos são identificados e informados ao usuário do mprime Risk Inferrer. A Figura 3 demonstra fluxo de informações. Figura 3 Fluxograma do mprime Risk Inferrer Este conjunto de formulários está representado através da entidade GUI. A partir da escolha dos dados que se quer inferir informações sobre riscos, são solicitadas características específicas. Estas são submetidas ao conjunto de axiomas e relacionamentos definidos através da mprime Ontology e analisados através do mprime Risk Inferrer (máquina de inferência da ferramenta Protégé). Por fim, uma lista de possíveis riscos é apresentada 2 Protégé na web:

5 4.2 Limitações O mprime Risk Inferrer foi desenvolvido com base na sub-ontologia Restrições de Programa 3, por isso apresenta as seguintes limitações: (i) a identificação dos riscos está restrita à sub-ontologia descrita neste trabalho; (ii) não há relacionamento entre os riscos da sub-ontologia de Restrições de Programa com as duas outras sub-ontologias da mprime Ontology: e (iii) não é permitida a inserção de novos conceitos na ontologia. 5. Considerações Finais e Trabalhos Futuros A Gerência de Riscos tem se tornado cada vez mais importante dentro da gerência de projetos, tendo um papel fundamental na determinação do sucesso de um projeto. Este artigo apresentou uma Ontologia para o domínio de Gerência de Riscos em Ambientes de Desenvolvimento de Software e sua aplicação na correta identificação de riscos em projeto de software mprime Ontology. Podem ser destacados dois importantes resultados da aplicação da mprime Ontology na identificação de riscos em projetos de software: (i) Agilidade na identificação dos riscos e (ii) Possibilidade de integração com outras ferramentas de gerenciamento de riscos. Como trabalho futuro, já estão sendo realizadas atividades para a integração das três sub-ontologias que compõem a mprime Ontology seguido de um estudo comparativo entre os resultados obtidos através do mprime Risk Inferrer em relação a outras técnicas e ferramentas de identificação de riscos. Referências Bibliográficas Duarte, K.C. e Falbo, R.A.(2000) Uma Ontologia de Qualidade de Software. Anais do VII Workshop de Qualidade de Software, XIV Simpósio Brasileiro de Engenharia de Software, pp João Pessoa PB Brasil. Falbo, R. A. e Bertollo, G. (2005) Establishing a Common Vocabulary for Software Organizations Understand Software Processes. EDOC International Workshop on Vocabularies, Ontologies and Rules for The Enterprise. Enschede, Holanda. Gruber, T. R. (1995) Toward principles for the design of ontologies used for knowledge sharing. In: Formal Ontology in Conceptual Analysis and Knowledge Representation. Kluwer Academic Publishers. Gusmão, C. M. G. (2007) Um Modelo de Processo de Gestão de Riscos para Ambientes de Múltiplos Projetos de Desenvolvimento de Software Tese de Doutorado. Centro de Informática Universidade Federal de Pernambuco. Recife, PE. Noy, N. F.; McGuinness, D. L. (2001) Ontology Development 101: A Guide to Create Your First Ontology. Knowledge Systems Laboratory Technical Report KSL-01-05, Stanford University. 25p. PMI - Project Management Institute. (2004) A Guide to the Project Management Body of Knowledge. ANSI/PMI Project Management Institute. Four Campus Boulevard. Newtown Square. USA. 3 Relatório técnico sobre a sub-ontologia Restrições de Programa está disponível em:

Utilizando Ontologia na Identificação de Riscos de Projetos de Software

Utilizando Ontologia na Identificação de Riscos de Projetos de Software Utilizando Ontologia na Identificação de Riscos de Projetos de Software Cristine Gusmão 1, 2, 3, Hermano Perrelli de Moura 2, Fernando Lins 2 1 Departamento de Sistemas Computacionais Escola Politécnica

Leia mais

PROJECT RISK IDENTIFICATION USING ONTOLOGY TECHNIQUE

PROJECT RISK IDENTIFICATION USING ONTOLOGY TECHNIQUE Disc. Scientia. Série: Ciências Naturais e Tecnológicas, S. Maria, v. 7, n. 1, p. 97106, 2006. 97 O USO DA ONTOLOGIA NA IDENTIFICAÇÃO DE RISCOS DE PROJETOS DE SOFTWARE PROJECT RISK IDENTIFICATION USING

Leia mais

Uma Ontologia para Engenharia de Requisitos de Software

Uma Ontologia para Engenharia de Requisitos de Software Uma Ontologia para Engenharia de Requisitos de Software Autor: Raul de Abreu Medeiros Júnior Orientadores: Arnaldo Dias Belchior Co-orientador: Pedro Porfírio Muniz Farias Nível: Mestrado Programa de pós-graduação

Leia mais

Aplicação de um Metamodelo de Contexto a uma Tarefa de Investigação Policial

Aplicação de um Metamodelo de Contexto a uma Tarefa de Investigação Policial Aplicação de um Metamodelo de Contexto a uma Tarefa de Investigação Policial Lucas A. de Oliveira, Rui A. R. B. Figueira, Expedito C. Lopes Mestrado em Sistemas e Computação Universidade de Salvador (UNIFACS)

Leia mais

Implantando um Programa de Melhoria de Processo: Uma Experiência Prática

Implantando um Programa de Melhoria de Processo: Uma Experiência Prática Implantando um Programa de Melhoria de Processo: Uma Experiência Prática Evandro Polese Alves Ricardo de Almeida Falbo Departamento de Informática - UFES Av. Fernando Ferrari, s/n, Vitória - ES - Brasil

Leia mais

Uma Ontologia Genérica para a Análise de Domínio e Usuário na Engenharia de Domínio Multiagente

Uma Ontologia Genérica para a Análise de Domínio e Usuário na Engenharia de Domínio Multiagente Uma Ontologia Genérica para a Análise de Domínio e Usuário na Engenharia de Domínio Multiagente Carla Gomes de Faria1, Ismênia Ribeiro de Oliveira1, Rosario Girardi1 1Universidade Federal do Maranhão (UFMA)

Leia mais

Uma Arquitetura de Processos para ISO 9001:2000 e SW- CMM Nível 3

Uma Arquitetura de Processos para ISO 9001:2000 e SW- CMM Nível 3 Uma Arquitetura de Processos para ISO 9001:2000 e SW- CMM Nível 3 Carlo Giovano Pires, Fabiana Marinho, Gabriela Telles, Márcia Sampaio Instituto Atlântico, Rua Chico Lemos, 946, 60822-780, Fortaleza -

Leia mais

Uma ontologia para maturidade em BPM

Uma ontologia para maturidade em BPM Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática Graduação em Ciência da Computação 2012.1 Uma ontologia para maturidade em BPM Proposta de Trabalho de Graduação Aluno Bruno Medeiros de Oliveira

Leia mais

SABiO: Systematic Approach for Building Ontologies

SABiO: Systematic Approach for Building Ontologies SABiO: Systematic Approach for Building Ontologies Ricardo de Almeida Falbo Engenharia de Ontologias Departamento de Informática Universidade Federal do Espírito Santo Agenda Preocupações Principais do

Leia mais

ONTOLOGIA DE DOMÍNIO PARA ANÁLISE DE BLOGS

ONTOLOGIA DE DOMÍNIO PARA ANÁLISE DE BLOGS Centro Universitário Feevale ONTOLOGIA DE DOMÍNIO PARA ANÁLISE DE BLOGS Fernando Mertins Prof. Orientador: Rodrigo Rafael Villarreal Goulart Dezembro de 2007 Roteiro da Apresentação Introdução Objetivos

Leia mais

GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS: UMA COMPARAÇÃO ENTRE O PMBOK E A ISO-31000

GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS: UMA COMPARAÇÃO ENTRE O PMBOK E A ISO-31000 GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS: UMA COMPARAÇÃO ENTRE O E A -31000 Maildo Barros da Silva 1 e Fco.Rodrigo P. Cavalcanti 2 1 Universidade de Fortaleza (UNIFOR), Fortaleza-CE, Brasil phone: +55(85) 96193248,

Leia mais

Definição de um Processo Ágil de Gestão de Riscos em Ambientes de Múltiplos Projetos

Definição de um Processo Ágil de Gestão de Riscos em Ambientes de Múltiplos Projetos Definição de um Processo Ágil de Gestão de Riscos em Ambientes de Múltiplos Projetos Lucio Ribeiro 1, Cristine Gusmão 1,2 1 Departamento de Sistemas e Computação Escola Politécnica de Pernambuco (POLI/UPE)

Leia mais

Ontologia para Gestão de Competências dos Profissionais em Tecnologia da Informação

Ontologia para Gestão de Competências dos Profissionais em Tecnologia da Informação Ontologia para Gestão de Competências dos Profissionais em Tecnologia da Informação Paulo Roberto Corrêa Leão; Káthia M. Oliveira; Eduardo A. D. Moresi Universidade Católica de Brasília (UCB) SGAN 916

Leia mais

Gestão de Riscos em Projetos de Software

Gestão de Riscos em Projetos de Software Gestão de Riscos em Projetos de Software Júlio Venâncio jvmj@cin.ufpe.br 2 Roteiro Conceitos Iniciais Abordagens de Gestão de Riscos PMBOK CMMI RUP 3 Risco - Definição Evento ou condição incerta que, se

Leia mais

Ontologia de Domínio da Biodisponibilidade de Ferro: Uma Experiência no Projeto Nutri-Fuzzy-Orixás

Ontologia de Domínio da Biodisponibilidade de Ferro: Uma Experiência no Projeto Nutri-Fuzzy-Orixás Ontologia de Domínio da Biodisponibilidade de Ferro: Uma Experiência no Projeto Nutri-Fuzzy-Orixás Alessandra Brito F. Oliveira 1; Vera Maria Benjamim Werneck 1 ; Regina Serrão Lanzillotti 1 ; Haydée Serrão

Leia mais

Resultados alcançados com a Ferramenta Channel em implementação de sucesso da Gerência de Projetos no nível G de maturidade do MR-MPS

Resultados alcançados com a Ferramenta Channel em implementação de sucesso da Gerência de Projetos no nível G de maturidade do MR-MPS Resultados alcançados com a Ferramenta Channel em implementação de sucesso da Gerência de Projetos no nível G de maturidade do MR-MPS Mauricio Fiorese 1, Alessandra Zoucas 2 e Marcello Thiry 2 1 JExperts

Leia mais

Uma Ontologia de Qualidade de Software

Uma Ontologia de Qualidade de Software Uma Ontologia de Qualidade de Software Katia Cristina Duarte Ricardo de Almeida Falbo Mestrado em Informática - UFES Av. Fernando Ferrari, s/n, Vitória ES {katia, falbo}@inf.ufes.br Resumo O primeiro passo

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PROJETOS DE SOFTWARE - SGPS

SISTEMA DE GESTÃO DE PROJETOS DE SOFTWARE - SGPS SISTEMA DE GESTÃO DE PROJETOS DE SOFTWARE - SGPS Lilian R. M. Paiva, Luciene C. Oliveira, Mariana D. Justino, Mateus S. Silva, Mylene L. Rodrigues Engenharia de Computação - Universidade de Uberaba (UNIUBE)

Leia mais

Requisitos de Software. Teresa Maciel DEINFO/UFRPE

Requisitos de Software. Teresa Maciel DEINFO/UFRPE Requisitos de Software Teresa Maciel DEINFO/UFRPE 1 Requisito de Software Características que o produto de software deverá apresentar para atender às necessidades e expectativas do cliente. 2 Requisito

Leia mais

Certificação ISO 9001:2000 a Experiência da SoftExport

Certificação ISO 9001:2000 a Experiência da SoftExport Certificação ISO 9001:2000 a Experiência da SoftExport Raimundo Sales Neto e Azevedo 1, 2, Ana Cristina M.Matos 2, Marum Simão Filho 1, Flávio Lenz César 1, Arnaldo Dias Belchior 2 sales.mia@unifor.br,

Leia mais

Uma Arquitetura de Linha de Produto Baseada em Componentes para Sistemas de Gerenciamento de Workflow

Uma Arquitetura de Linha de Produto Baseada em Componentes para Sistemas de Gerenciamento de Workflow Uma Arquitetura de Linha de Produto Baseada em Componentes para Sistemas de Gerenciamento de Workflow Itana M. S. Gimenes 1 itana@din.uem.br Fabrício R. Lazilha 2 fabricio@cesumar.br Edson A. O. Junior

Leia mais

Uma visão geral da versão 2.0 do BABOK

Uma visão geral da versão 2.0 do BABOK Uma visão geral da versão 2.0 do BABOK Cover this area with a picture related to your presentation. It can be humorous. Make sure you look at the Notes Pages for more information about how to use the template.

Leia mais

versão 2.0 do BABOK Cover this area with a picture related to your presentation. It can

versão 2.0 do BABOK Cover this area with a picture related to your presentation. It can Uma visão geral da versão 2.0 do BABOK Cover this area with a picture related to your presentation. It can be humorous. Make sure you look at the Notes Pages for more information about how to use the template.

Leia mais

Módulo 2: Gerenciamento de Escopo, Tempo e Custos do Projeto

Módulo 2: Gerenciamento de Escopo, Tempo e Custos do Projeto ENAP Diretoria de Desenvolvimento Gerencial Coordenação Geral de Educação a Distância Gerência de Projetos - Teoria e Prática Conteúdo para impressão Módulo 2: Gerenciamento de Escopo, Tempo e Custos do

Leia mais

Modelagem de Conhecimento integrando Regras de Produção e Ontologias

Modelagem de Conhecimento integrando Regras de Produção e Ontologias Modelagem de Conhecimento integrando Regras de Produção e Ontologias 1. Introdução Tiago Cordeiro, Vládia Pinheiro e Vasco Furtado UNIFOR Universidade de Fortaleza O conhecimento das organizações precisa

Leia mais

ONTOLOGIA: o termo e a idéia ONTOLOGY: the term and the idea

ONTOLOGIA: o termo e a idéia ONTOLOGY: the term and the idea ONTOLOGIA: o termo e a idéia ONTOLOGY: the term and the idea Marcelo Schiessl - schiessl@ig.com.br Universidade de Brasília Resumo Aborda o conceito de Ontologia e relaciona alguns problemas que motivam

Leia mais

Uma Ontologia de Requisitos de Software

Uma Ontologia de Requisitos de Software Uma Ontologia de Requisitos de Software Julio Cesar Nardi, Ricardo de Almeida Falbo Mestrado em Informática, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória - ES - Brasil julionardi@yahoo.com.br, falbo@inf.ufes.br

Leia mais

PROPOSTA DE UMA ESTRUTURA ANALÍTICA DE RISCOS PARA AMBIENTES DE MÚLTIPLOS PROJETOS DE SOFTWARE

PROPOSTA DE UMA ESTRUTURA ANALÍTICA DE RISCOS PARA AMBIENTES DE MÚLTIPLOS PROJETOS DE SOFTWARE PROPOSTA DE UMA ESTRUTURA ANALÍTICA DE RISCOS PARA AMBIENTES DE MÚLTIPLOS PROJETOS DE SOFTWARE Trabalho de Conclusão de Curso Engenharia da Computação Kenelly Silva Rodrigues de Almeida Orientador: Prof.

Leia mais

4. PMBOK - Project Management Body Of Knowledge

4. PMBOK - Project Management Body Of Knowledge 58 4. PMBOK - Project Management Body Of Knowledge No Brasil, as metodologias mais difundidas são, além do QL, o método Zopp, o Marco Lógico do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o Mapp da

Leia mais

Avaliação e Melhoria de Processos de Software: Conceituação e Definição de um Processo para Apoiar a sua Automatização

Avaliação e Melhoria de Processos de Software: Conceituação e Definição de um Processo para Apoiar a sua Automatização Avaliação e Melhoria de Processos de Software: Conceituação e Definição de um Processo para Apoiar a sua Automatização Rodrigo Dal Moro, Ricardo de Almeida Falbo (Orientador) Núcleo de Estudos em Modelos

Leia mais

UMA ABORDAGEM BASEADA EM ONTOLOGIAS PARA MELHORAR A COOPERAÇÃO EM ESTUDOS AMBIENTAIS EM ÁREAS PRODUTORAS DE PETRÓLEO E GÁS-NATURAL

UMA ABORDAGEM BASEADA EM ONTOLOGIAS PARA MELHORAR A COOPERAÇÃO EM ESTUDOS AMBIENTAIS EM ÁREAS PRODUTORAS DE PETRÓLEO E GÁS-NATURAL Copyright 2004, Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás - IBP Este Trabalho Técnico Científico foi preparado para apresentação no 3 Congresso Brasileiro de P&D em Petróleo e Gás, a ser realizado no período

Leia mais

DEFINIÇÃO DE PROCESSOS EM UM AMBIENTE DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

DEFINIÇÃO DE PROCESSOS EM UM AMBIENTE DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA MESTRADO EM INFORMÁTICA GLEIDSON BERTOLLO DEFINIÇÃO DE PROCESSOS EM UM AMBIENTE DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE VITÓRIA 2006 GLEIDSON BERTOLLO

Leia mais

Uma Ontologia para Gestão de Segurança da Informação

Uma Ontologia para Gestão de Segurança da Informação Uma Ontologia para Gestão de Segurança da Informação Paulo Fernando da Silva, Henrique Otte, José Leomar Todesco, Fernando A. O. Gauthier Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento

Leia mais

ControlPro: Uma Ferramenta de Acompanhamento de Projetos Integrada a um Ambiente de Desenvolvimento de Software

ControlPro: Uma Ferramenta de Acompanhamento de Projetos Integrada a um Ambiente de Desenvolvimento de Software ControlPro: Uma Ferramenta de Acompanhamento de Projetos Integrada a um Ambiente de Desenvolvimento de Software Rodrigo Dal Moro, Julio Cesar Nardi, Ricardo de Almeida Falbo Departamento de Informática

Leia mais

Construindo Axiomas e Avaliando Ontologias em ODEd

Construindo Axiomas e Avaliando Ontologias em ODEd Construindo Axiomas e Avaliando Ontologias em ODEd Vítor Estêvão Silva Souza, Ricardo de Almeida Falbo Departamento de Informática da Universidade Federal do Espírito Santo Av. Fernando Ferrari, CEP 29060-900,

Leia mais

Integrando o Gerenciamento de Projetos à Estratégia da Empresa

Integrando o Gerenciamento de Projetos à Estratégia da Empresa 4 th International Conference on Industrial Engineering and Industrial Management XIV Congreso de Ingeniería de Organización Donostia- San Sebastián, September 8 th -10 th 2010 Integrando o Gerenciamento

Leia mais

ONTOLOGIA E SUAS APLICAÇÕES EM MODELAGEM CONCEITUAL PARA BANCO DE DADOS PROPOSTA DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO

ONTOLOGIA E SUAS APLICAÇÕES EM MODELAGEM CONCEITUAL PARA BANCO DE DADOS PROPOSTA DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA ONTOLOGIA E SUAS APLICAÇÕES EM MODELAGEM CONCEITUAL PARA BANCO DE DADOS PROPOSTA DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO Grasielle

Leia mais

definido por um documento de padronização. A Fig. 1 representa a organização dos Grupos de Processos juntamente com os documentos exigidos.

definido por um documento de padronização. A Fig. 1 representa a organização dos Grupos de Processos juntamente com os documentos exigidos. A GESTÃO DE PROJETOS EXISTENTE NA NORMA DO-178B Matheus da Silva Souza, matheusdasilvasouza@gmail.com Prof. Dr. Luiz Alberto Vieira Dias, vdias@ita.br Instituto Tecnológico de Aeronáutica Praça Marechal

Leia mais

Sistema de Gerenciamento de Riscos em Projetos de TI Baseado no PMBOK

Sistema de Gerenciamento de Riscos em Projetos de TI Baseado no PMBOK 180 - Encontro Anual de Tecnologia da Informação Sistema de Gerenciamento de Riscos em Projetos de TI Baseado no PMBOK Thiago Roberto Sarturi1, Evandro Preuss2 1 Pós-Graduação em Gestão de TI Universidade

Leia mais

SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS DE TI UTILIZANDO O PMBOK

SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS DE TI UTILIZANDO O PMBOK UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA COLÉGIO AGRÍCOLA DE FREDERICO WESTPHALEN ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROJETOS DE TI UTILIZANDO O PMBOK

Leia mais

Definição do Framework de Execução de Processos Spider-PE

Definição do Framework de Execução de Processos Spider-PE Definição do Framework de Execução de Processos Spider-PE 1. INTRODUÇÃO 1.1 Finalidade Este documento define um framework de execução de processos de software, denominado Spider-PE (Process Enactment),

Leia mais

Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE. Planejamento e Gerenciamento

Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE. Planejamento e Gerenciamento Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE Planejamento e Gerenciamento Prof. Claudinei Dias email: prof.claudinei.dias@gmail.com Roteiro Introdução; Pessoas, Produto, Processo e Projeto; Gerência de

Leia mais

Um Framework de Engenharia de Requisitos para Desenvolvimento de Produtos de Software

Um Framework de Engenharia de Requisitos para Desenvolvimento de Produtos de Software Um Framework de Engenharia de Requisitos para Desenvolvimento de Produtos de Software Carina Alves Centro de Informática Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Caixa Postal 50732-970 Recife PE Brazil

Leia mais

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO PARA ELABORAÇÃO DE PLANOS GERAIS DE PROJETOS DE SISTEMAS OU APLICATIVOS

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO PARA ELABORAÇÃO DE PLANOS GERAIS DE PROJETOS DE SISTEMAS OU APLICATIVOS INSTRUÇÃO DE SERVIÇO PARA ELABORAÇÃO DE PLANOS GERAIS DE PROJETOS DE SISTEMAS OU APLICATIVOS IS-CGMI-02/2005 Aprovada pela Portaria nº 1494 de 22/11/2005 Histórico de Versões Data Versão Descrição Autor

Leia mais

Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE. Análise dos Requisitos de Software

Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE. Análise dos Requisitos de Software Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE Análise dos Requisitos de Software Prof. Claudinei Dias email: prof.claudinei.dias@gmail.com Roteiro Introdução Tipos de requisitos Atividades Princípios da

Leia mais

Esta comunicação está sendo submetida sob o [x] Tema 1 Aspectos teóricos e metodológicos nos estudos em ontologias

Esta comunicação está sendo submetida sob o [x] Tema 1 Aspectos teóricos e metodológicos nos estudos em ontologias SEMINÁRIO DE PESQUISA EM ONTOLOGIA NO BRASIL 11 e 12 de Agosto Universidade Federal Fluminense Departamento de Ciência da Informação Niterói Rio de Janeiro Brasil Esta comunicação está sendo submetida

Leia mais

Project Management Institute Building professionalism in project management

Project Management Institute Building professionalism in project management Project Management Institute Building professionalism in project management Marco Antônio Kappel Ribeiro marcokr@via-rs.net Julho / 2004 Project Management Institute Building professionalism in project

Leia mais

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Engenharia de SoftwareLuiz Carlos Aires de Macêdo. Gestão de Projeto de Software

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Engenharia de SoftwareLuiz Carlos Aires de Macêdo. Gestão de Projeto de Software Gestão de Projeto de Software Gestão de Projeto de Software: Trata de práticas para entregar um software que respeite os custos, padrões e o tempo. Padrões Custos Engenheiro de Software Projeto de Software

Leia mais

3 Metodologia de Gerenciamento de Riscos

3 Metodologia de Gerenciamento de Riscos 3 Metodologia de Gerenciamento de Riscos Este capítulo tem como objetivo a apresentação das principais ferramentas e metodologias de gerenciamento de riscos em projetos, as etapas do projeto onde o processo

Leia mais

SOBRE O WORKSHOP [ WORKSHOP

SOBRE O WORKSHOP [ WORKSHOP WORKSHOP [ WORKSHOP SOBRE O WORKSHOP O PMDome é um treinamento muito dinâmico e prático em gerenciamento de projetos onde os participantes são divididos em times que, em uma competição desafiadora e animada,

Leia mais

Análise de Processos do PMBOK em uma Fábrica de Software Um Estudo de Caso

Análise de Processos do PMBOK em uma Fábrica de Software Um Estudo de Caso Análise de Processos do PMBOK em uma Fábrica de Software Um Estudo de Caso Carlos Alberto Rovedder, Gustavo Zanini Kantorski Curso de Sistemas de Informação Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) Campus

Leia mais

Modelagem do Conhecimento para a Gestão de Processos e Projetos. Modelagem do Conhecimento para a Gestão de Processos e Projetos Prof.

Modelagem do Conhecimento para a Gestão de Processos e Projetos. Modelagem do Conhecimento para a Gestão de Processos e Projetos Prof. Modelagem do Conhecimento para a Gestão de Processos e Projetos 1 Objetivo Apresentação de modelo conceitual para a integração e recuperação de informações, disponíveis em ambientes internos ou externos,

Leia mais

Ontology Patterns e Ontology Pattern Languages

Ontology Patterns e Ontology Pattern Languages Ontology Patterns e Ontology Pattern Languages Ricardo de Almeida Falbo Ontologias para Engenharia de Software Departamento de Informática Universidade Federal do Espírito Santo Agenda Ontology Patterns

Leia mais

MODELOS DE MELHORES GOVERNANÇA DE T.I. PRÁTICAS DA. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

MODELOS DE MELHORES GOVERNANÇA DE T.I. PRÁTICAS DA. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza MODELOS DE MELHORES PRÁTICAS DA GOVERNANÇA DE T.I. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza MELHORES PRÁTICAS PARA T.I. MODELO DE MELHORES PRÁTICAS COBIT Control Objectives for Information

Leia mais

GERÊNCIA DE ESCOPO E TEMPO NO PROJETO DO SISTEMA DE INTEGRAÇÃO ENTRE ALUNOS, EGRESSOS, INSTITUIÇÕES E MERCADO DE TRABALHO

GERÊNCIA DE ESCOPO E TEMPO NO PROJETO DO SISTEMA DE INTEGRAÇÃO ENTRE ALUNOS, EGRESSOS, INSTITUIÇÕES E MERCADO DE TRABALHO GERÊNCIA DE ESCOPO E TEMPO NO PROJETO DO SISTEMA DE INTEGRAÇÃO ENTRE ALUNOS, EGRESSOS, INSTITUIÇÕES E MERCADO DE TRABALHO Etelvira Cristina Barreto Rangel Leite Mestre em Engenharia de Produção/UENF/RJ

Leia mais

Gerência de Projetos CMMI & PMBOK

Gerência de Projetos CMMI & PMBOK Gerência de Projetos CMMI & PMBOK Uma abordagem voltada para a qualidade de processos e produtos Prof. Paulo Ricardo B. Betencourt pbetencourt@urisan.tche.br Adaptação do Original de: José Ignácio Jaeger

Leia mais

Agenda. Modelo de Domínio baseado em Ontologia para acesso à Informações de Segurança Pública. George Fragoso

Agenda. Modelo de Domínio baseado em Ontologia para acesso à Informações de Segurança Pública. George Fragoso Modelo de Domínio baseado em Ontologia para acesso à Informações de Segurança Pública George Fragoso Agenda Motivação Sistemas de Defesa Social Conceitos e Arquitetura de Ontologias Proposta de Mestrado

Leia mais

Gerenciamento de Escopo na Gestão de Projetos

Gerenciamento de Escopo na Gestão de Projetos Gerenciamento de Escopo na Gestão de Projetos Airton Eustaquio Braga Junior aebjr@terra.com.br MBA Gestão de Projetos em Engenharia e Arquitetura Instituto de Pos-Graduação IPOG Goiania, GO, 02 de Setembro

Leia mais

PROPOSTA DE SOFTWARE DE INSTALAÇÃO PARA UM AMBIENTE INTEGRADO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS

PROPOSTA DE SOFTWARE DE INSTALAÇÃO PARA UM AMBIENTE INTEGRADO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS PROPOSTA DE SOFTWARE DE INSTALAÇÃO PARA UM AMBIENTE INTEGRADO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS Élysson Mendes Rezende Bacharelando em Sistemas de Informação Bolsista de Iniciação Científica

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA DE FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROCESSOS INDUSTRIAIS

ANÁLISE COMPARATIVA DE FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROCESSOS INDUSTRIAIS ANÁLISE COMPARATIVA DE FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DE RISCOS EM PROCESSOS INDUSTRIAIS Fernando Simon (UNISC) fsimonbr@gmail.com Rejane Frozza (UNISC) frozza@unisc.br Joao Carlos Furtado (UNISC) jcarlosf@unisc.br

Leia mais

Gerenciamento do Escopo. PMBOK Guide 2000

Gerenciamento do Escopo. PMBOK Guide 2000 PMBOK Guide 2000 Objetivos Apresentar os processos, ferramentas e técnicas utilizadas para gerenciar o escopo de um projeto Hermano Perrelli CIn-UFPE 2 Ao final desta aula você será capaz de... Organizar

Leia mais

Business Day. Ferramenta Gestão Integrada. Simone Vasconcelos Silva, D.Sc. IFFluminense Rio de Janeiro - Brasil

Business Day. Ferramenta Gestão Integrada. Simone Vasconcelos Silva, D.Sc. IFFluminense Rio de Janeiro - Brasil Business Day Ferramenta Gestão Integrada Simone Vasconcelos Silva, D.Sc. IFFluminense Rio de Janeiro - Brasil Sumário Introdução; Objetivo; Benefícios; Metodologia; Métodos e Guias; Tecnologia; A Ferramenta;

Leia mais

- Project Management Institute. Disciplina de Engenharia de Software. PMP- Project Management Professional PMBOK

- Project Management Institute. Disciplina de Engenharia de Software. PMP- Project Management Professional PMBOK Disciplina de Engenharia de Software Material elaborado por Windson Viana de Carvalho e Rute Nogueira Pinto em 19/07/2004 Material alterado por Rossana Andrade em 22/04/2009 - Project Management Institute

Leia mais

fagury.com.br. PMBoK 2004

fagury.com.br. PMBoK 2004 Este material é distribuído por Thiago Fagury através de uma licença Creative Commons 2.5. É permitido o uso e atribuição para fim nãocomercial. É vedada a criação de obras derivadas sem comunicação prévia

Leia mais

Um modelo de gerência de projetos baseado no RUP com aplicações de PMBOK

Um modelo de gerência de projetos baseado no RUP com aplicações de PMBOK Um modelo de gerência de projetos baseado no RUP com aplicações de PMBOK Ana Paula Carvalho Cavalcanti, Liane Ribeiro Pinto Bandeira, Paula Marques Donegan Universidade Estadual do Ceará (UECE) cavalcanti@secrel.com.br,

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO Departamento: Disciplina: Pré-Requisitos: - I D E N T I F I C A Ç Ã O Sistemas de Informação Gerência de Projetos (GEP) CH: 72 h/a Curso: Bacharelado em Sistemas de Informação Semestre: 2011/1 Fase: 8ª

Leia mais

Gestão de Projetos de Software

Gestão de Projetos de Software Gestão de Projetos de Software Atividade Essencial à Engenharia de Software U Antonio Mendes da Silva Filho antoniom.silvafilho@gmail.com Professor e consultor em área de tecnologia da informação e comunicação

Leia mais

SISTEMA DE APOIO AO SUPORTE TÉCNICO DE UMA EMPRESA DE SOFTWARE COM UTILIZAÇÃO DE ONTOLOGIA

SISTEMA DE APOIO AO SUPORTE TÉCNICO DE UMA EMPRESA DE SOFTWARE COM UTILIZAÇÃO DE ONTOLOGIA SISTEMA DE APOIO AO SUPORTE TÉCNICO DE UMA EMPRESA DE SOFTWARE COM UTILIZAÇÃO DE ONTOLOGIA SYSTEM OF SUPPORT TO THE TECHNICAL SUPPORT OF A COMPANY OF SOFTWARE WITH USE OF ONTOLOGY Vagner Fagundes 1 Roberto

Leia mais

Ambiente de workflow para controle de métricas no processo de desenvolvimento de software

Ambiente de workflow para controle de métricas no processo de desenvolvimento de software Ambiente de workflow para controle de métricas no processo de desenvolvimento de software Gustavo Zanini Kantorski, Marcelo Lopes Kroth Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) 97100-000 Santa Maria

Leia mais

PMBok x PRINCE2. Flávia David de Oliveira Gomes. Prof. Msc. Guilherme A. Barucke Marcondes. Víctor Hugo Rodrigues de Barros

PMBok x PRINCE2. Flávia David de Oliveira Gomes. Prof. Msc. Guilherme A. Barucke Marcondes. Víctor Hugo Rodrigues de Barros PMBok x Flávia David de Oliveira Gomes Instituto Nacional de Telecomunicações - Inatel flavia@cp2ejr.com.br Prof. Msc. Guilherme A. Barucke Marcondes Instituto Nacional de Telecomunicações - Inatel guilherme@inatel.br

Leia mais

Controle de métricas no processo de desenvolvimento de software através de uma ferramenta de workflow

Controle de métricas no processo de desenvolvimento de software através de uma ferramenta de workflow Controle de métricas no processo de desenvolvimento de software através de uma ferramenta de workflow Gustavo Zanini Kantorski, Marcelo Lopes Kroth Centro de Processamento de Dados Universidade Federal

Leia mais

Planejamento de Projeto Gestão de Projetos

Planejamento de Projeto Gestão de Projetos Planejamento de Projeto Gestão de Projetos O gerenciamento de projetos consiste na aplicação de conhecimentos, habilidades, ferramentas e técnicas adequadas às atividades do projeto, a fim de cumprir seus

Leia mais

Instituto de Computação, Universidade Federal do Amazonas (UFAM) Manaus-AM, Brasil

Instituto de Computação, Universidade Federal do Amazonas (UFAM) Manaus-AM, Brasil Elicitação de Requisitos a partir de Modelos de Processos de Negócio e Modelos Organizacionais: Uma pesquisa para definição de técnicas baseadas em heurísticas Marcos A. B. de Oliveira 1, Sérgio R. C.

Leia mais

5.1 Introdução. 5.2 Project Management Institute (PMI)

5.1 Introdução. 5.2 Project Management Institute (PMI) 5 NORMALIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROJETOS 5.1 Introdução Embora tradicionalmente o esforço de normalização pertença à International Standards Organization (ISO), no caso da gestão de projetos a iniciativa tem

Leia mais

Planejamento da disciplina: Modelagem de processos de negócio

Planejamento da disciplina: Modelagem de processos de negócio UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS / INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Planejamento da disciplina: Modelagem de processos de negócio Professor: Clarindo Isaías Pereira

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos Grupo de Consultores em Governança de TI do SISP 20/02/2013 1 Agenda 1. PMI e MGP/SISP 2. Conceitos Básicos - Operações e Projetos - Gerenciamento de Projetos - Escritório de

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DO AMBIENTE EXPSEE SEGUNDO O MÉTODO CATALYSIS

ESPECIFICAÇÃO DO AMBIENTE EXPSEE SEGUNDO O MÉTODO CATALYSIS ESPECIFICAÇÃO DO AMBIENTE EXPSEE SEGUNDO O MÉTODO CATALYSIS RESUMO Este artigo apresenta a especificação de um sistema gerenciador de workflow, o ExPSEE, de acordo com a abordagem de desenvolvimento baseado

Leia mais

Gerenciamento de Projetos de Software esenvolvidos à Luz das Metodologias Ágeis. Ana Liddy C C Magalhães

Gerenciamento de Projetos de Software esenvolvidos à Luz das Metodologias Ágeis. Ana Liddy C C Magalhães Gerenciamento de Projetos de Software esenvolvidos à Luz das Metodologias Ágeis Ana Liddy C C Magalhães EQPS 2004 Campinas 16/08/2004 otivação e Objetivos do Projeto Motivação Demanda pela informação dependência

Leia mais

Project Charter. 1.1 Justificativa do projeto

Project Charter. 1.1 Justificativa do projeto Project Charter Empresa: 51GoodIdea Nome do projeto: QuickList Elaborado por: Jadiel Duque (jds2) João Vitor Bizerra (jvba) Matheus Henrique (mhbs) Pedro de Brito (pbcn) Data: 11/11/2013 Versão: 1.0 1.1

Leia mais

Gerenciamento de Riscos. Marcelo Sakamori

Gerenciamento de Riscos. Marcelo Sakamori Gerenciamento de Riscos Marcelo Sakamori Risco Qualquer atividade que pode ocorrer e modificar o resultado de uma atividade do projeto (GREENE, 2008). Risco Risco Risco Gerenciamento de Riscos A finalidade

Leia mais

Devo fazer uma certificação em Gerenciamento de Projetos? CAPM PMP PgMP PMI-ACP SM PMI-RMP PMI-SP. http://brasil.pmi.org

Devo fazer uma certificação em Gerenciamento de Projetos? CAPM PMP PgMP PMI-ACP SM PMI-RMP PMI-SP. http://brasil.pmi.org Devo fazer uma certificação em Gerenciamento de Projetos? CAPM PMP PgMP PMI-ACP SM PMI-RMP PMI-SP http://brasil.pmi.org Em todo o mundo há uma grande demanda por gerentes de projetos qualificados. Uma

Leia mais

Proposta de uso da gestão de projetos na organização de eventos do setor acadêmico

Proposta de uso da gestão de projetos na organização de eventos do setor acadêmico Proposta de uso da gestão de s na organização de eventos do setor acadêmico Renato A. Sakamoto renato.sakamoto@br.pwc.com Universidade Presbiteriana Mackenzie Engenharia de produção R. da Consolação, 930

Leia mais

ANÁLISE DE PROCESSOS DO PMBOK EM UMA UNIDADE DO SENAI - PB RELATO DE EXPERIÊNCIA

ANÁLISE DE PROCESSOS DO PMBOK EM UMA UNIDADE DO SENAI - PB RELATO DE EXPERIÊNCIA ANÁLISE DE PROCESSOS DO PMBOK EM UMA UNIDADE DO SENAI - PB RELATO DE EXPERIÊNCIA Nisston Moraes Tavares de Melo 1 Abstract. This article presents an experience report on the implementation of the Time

Leia mais

Gerência de Projetos de Software CMM & PMBOK

Gerência de Projetos de Software CMM & PMBOK Gerência de Projetos de Software CMM & PMBOK http://www.sei.cmu.edu/ Prefácio do CMM Após várias décadas de promessas não cumpridas sobre ganhos de produtividade e qualidade na aplicação de novas metodologias

Leia mais

Web Semântica e Matching de Ontologias: Uma Visão Geral

Web Semântica e Matching de Ontologias: Uma Visão Geral Web Semântica e Matching de Ontologias: Uma Visão Geral Hélio Rodrigues de Oliveira Departamento de Computação Universidade Federal do Ceará heliorodrigues@lia.ufc.br Bernadette Farias Lóscio Departamento

Leia mais

GESTÃO DO CONHECIMENTO EM UM PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

GESTÃO DO CONHECIMENTO EM UM PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE GESTÃO DO CONHECIMENTO EM UM PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE RESUMO Carlos Eduardo Spolavori Martins 1 Anderson Yanzer Cabral 2 Este artigo tem o objetivo de apresentar o andamento de uma pesquisa

Leia mais

COBIT FOUNDATION - APOSTILA DE RESUMO

COBIT FOUNDATION - APOSTILA DE RESUMO COBIT FOUNDATION - APOSTILA DE RESUMO GOVERNANÇA DE TI O QUE É GOVERNANÇA DE TI É um conjunto de estruturas e processos que visa garantir que a TI suporte e maximize adequadamente os objetivos e estratégias

Leia mais

Test-Module: uma ferramenta para gerenciamento de testes de software integrada ao FireScrum

Test-Module: uma ferramenta para gerenciamento de testes de software integrada ao FireScrum Test-Module: uma ferramenta para gerenciamento de testes de software integrada ao FireScrum Audrey B. Vasconcelos, Iuri Santos Souza, Ivonei F. da Silva, Keldjan Alves Centro de Informática Universidade

Leia mais

UMA METODOLOGIA ÁGIL PARA GESTÃO DE RISCOS

UMA METODOLOGIA ÁGIL PARA GESTÃO DE RISCOS WAMPS 2013 IX Workshop Anual do MPS Campinas-SP, 28 a 30 de Outubro de 2013 RISAGI: UMA METODOLOGIA ÁGIL PARA GESTÃO DE RISCOS EM PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Apresentador: Espc. Kleoson Bruno

Leia mais

A estrutura do gerenciamento de projetos

A estrutura do gerenciamento de projetos A estrutura do gerenciamento de projetos Introdução O Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK ) é uma norma reconhecida para a profissão de gerenciamento de projetos. Um padrão é

Leia mais

Computação Sensível ao Contexto

Computação Sensível ao Contexto Computação Sensível ao Contexto Percepção de Contexto em Ambientes Domiciliares Modelagem de Contexto Modelagem de Contexto + Modelagem de Usuário Fabrício J. Barth novembro de 2004 Sumário O que já foi

Leia mais

Como concluir um projeto com sucesso?

Como concluir um projeto com sucesso? Como concluir um projeto com sucesso? Luiz Eduardo Cunha, Eng. Professor da FAAP e do IMT 1 Luiz Eduardo Cunha Graduado em Engenharia de Produção EPUSP Pós-Graduado em Gestão do Conhecimento e Inteligência

Leia mais

A Risk Breakdown Structure proposal for Multiple Project Software Environments

A Risk Breakdown Structure proposal for Multiple Project Software Environments A Risk Breakdown Structure proposal for Multiple Project Software Environments Camila Gomes Pereira (Universidade Federal de Pernambuco, PE, Brasil) - cgp@cin.ufpe.br Júlio Venâncio de Menezes Júnior (Universidade

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo VIII Riscos

Gerenciamento de Projetos Modulo VIII Riscos Gerenciamento de Projetos Modulo VIII Riscos Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

Universidade Federal de Pernambuco

Universidade Federal de Pernambuco Universidade Federal de Pernambuco GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA 201 1. 2 Sistema de Gestão de Processos de Negócio Baseado em Modelos Declarativos Proposta de Trabalho de Graduação

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU AVM FACULDADE INTEGRADA

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU AVM FACULDADE INTEGRADA UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU AVM FACULDADE INTEGRADA GERENCIAMENTO EM TI Por: Josué Fonseca Aguiar Orientador Prof. Nelsom Magalhães Rio de Janeiro 2012 2 UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES

Leia mais

Colaboração em Sistemas Multiagentes Modelados por Ontologias

Colaboração em Sistemas Multiagentes Modelados por Ontologias Colaboração em Sistemas Multiagentes Modelados por Ontologias Verlani Timm Hinz 1, Luiz Antônio Moro Palazzo 1 1 Programa de Pós-graduação em Informática Universidade Católica de Pelotas (UCPel) {vertimm,lpalazzo}@ucpel.tche.br

Leia mais

Gestão de Projetos. Pós Graduação Executiva em. Gerenciamento dos Riscos. Fabricio.sales@pmipe.org.br

Gestão de Projetos. Pós Graduação Executiva em. Gerenciamento dos Riscos. Fabricio.sales@pmipe.org.br Pós Graduação Executiva em Gestão de Projetos Gerenciamento dos Riscos PMP é uma marca registrada do Project Management Institute, Inc. Fabricio.sales@pmipe.org.br Quem sou eu? 2 Nome: Fabrício Sales Formação

Leia mais

MODELAGEM DE UM SUBSISTEMA IMOBILIÁRIO UTILIZANDO LINHAS DE PRODUTO DE SOFTWARE MODELING A REAL ESTATE SUBSYSTEM USING SOFTWARE PRODUCT LINES

MODELAGEM DE UM SUBSISTEMA IMOBILIÁRIO UTILIZANDO LINHAS DE PRODUTO DE SOFTWARE MODELING A REAL ESTATE SUBSYSTEM USING SOFTWARE PRODUCT LINES MODELAGEM DE UM SUBSISTEMA IMOBILIÁRIO UTILIZANDO LINHAS DE PRODUTO DE SOFTWARE MODELING A REAL ESTATE SUBSYSTEM USING SOFTWARE PRODUCT LINES Silvia Ribeiro Mantuani 1 ; Fernando Henrique Campos 2 ; Vinícius

Leia mais