ONTOLOGIA DE DOMÍNIO PARA ANÁLISE DE BLOGS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ONTOLOGIA DE DOMÍNIO PARA ANÁLISE DE BLOGS"

Transcrição

1 Centro Universitário Feevale ONTOLOGIA DE DOMÍNIO PARA ANÁLISE DE BLOGS Fernando Mertins Prof. Orientador: Rodrigo Rafael Villarreal Goulart Dezembro de 2007

2 Roteiro da Apresentação Introdução Objetivos Metodologia Ontologia Construção Experimentos Conclusões Trabalhos Futuros Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 2

3 Introdução Problemática e motivação Principais mecanismos de busca da internet não consideram o significado da informação Exemplos: carvalho, manga, aparelho de porcelana Conseqüências: encontra itens irrelevantes e pode descartar itens importantes Web Semântica Informação para máquinas e humanos Ontologias são apenas um dos componentes Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 3

4 Introdução Ontologia (Ciência da Computação) Especificação formal e explícita de uma conceitualização compartilhada. [Gruber] Componentes Classes Propriedades Instâncias Restrições Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 4

5 Introdução Ontologia (Ciência da Computação) Especificação formal e explícita de uma conceitualização compartilhada. [Gruber] Componentes Classes Propriedades Instâncias Restrições Definem conceitos do domínio; Organizadas em uma taxonomia; Relacionamento tipo-de, ou herança. Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 5

6 Introdução Ontologia (Ciência da Computação) Especificação formal e explícita de uma conceitualização compartilhada. [Gruber] Componentes Classes Propriedades Instâncias Descrevem características e relacionamentos entre as classes; Tipo objeto ou primitivo. Restrições Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 6

7 Introdução Ontologia (Ciência da Computação) Especificação formal e explícita de uma conceitualização compartilhada. [Gruber] Componentes Classes Propriedades Instâncias Restrições Materialização das classes; Exemplos específicos de indivíduos; Caracterizam uma Base de Conhecimento. Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 7

8 Introdução Ontologia (Ciência da Computação) Especificação formal e explícita de uma conceitualização compartilhada. [Gruber] Componentes Classes Propriedades Instâncias Restrições Restringem a interpretação dos conceitos; Diferentes tipos: valor, cardinalidade, disjunção, etc. Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 8

9 Objetivos Objetivo geral Construção e utilização de uma ontologia de domínio sobre super celulares (smartphones), para que seja possível analisar o conteúdo de blogs que possam influenciar a imagem das organizações. Pesquisa e esforços compartilhados com o grupo de pesquisa da Comunicação Social Usuário especialista Não faz parte da ontologia Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 9

10 Metodologia do Trabalho de Conclusão Revisão bibliográfica inicial Representação de conhecimento, ontologias, sistemas de lógica, ferramentas, linguagens, padrões e blogs Análise metodologias de construção de ontologias Ontology Development 101 Projeto TOVE Léxico Ampliado da Linguagem LAL Modelagem Léxico Ontologia Inferências Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 10

11 Construção da Ontologia Léxico Ampliado da Linguagem LAL Linguagem de representação simples Universo de Informação (UdI) Léxico: documento em hipertexto relacionando conceitos e regras Entidades básicas: termo, noção e impacto Classificação em sujeito, objeto, verbo e estado Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 11

12 Construção da Ontologia Visão geral da metodologia do LAL Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 12

13 Construção da Ontologia Fase I Lista de Termos (Brainstorming) Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 13

14 Construção da Ontologia Fase I Lista de Termos (Brainstorming) Lista de Termos inicial: ~320 termos Lista de Termos final: ~180 termos Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 14

15 Construção da Ontologia Fase I Lista de Termos (coleta de documentos) Manuais Especificações Revistas Textos de análise Fonte: Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 15

16 Construção da Ontologia Fase I Léxico Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 16

17 Construção da Ontologia Fase I Léxico Léxico final: ~19 páginas Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 17

18 Construção da Ontologia Fase II Mapeamento Ferramenta Protégé OWL OWL: Ontology Web Language OWL DL (lógica de descrição) Tabela de mapeamento Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 18

19 Construção da Ontologia Fase II Mapeamento Exemplo, impacto: Fabricante fabrica Modelo Domínio (classe) Propriedade Faixa (classes) Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 19

20 Construção da Ontologia Ontologia modelada no Protégé (propriedades) ~90 propriedades Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 20

21 Construção da Ontologia Ontologia modelada no Protégé (classes e axiomas) ~100 classes Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 21

22 Construção da Ontologia Ontologia modelada no Protégé (instâncias) Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 22 ~76 indivíduos

23 Realização de Experimentos OK, temos uma base de conhecimento, e agora? Inferir conhecimento utilizando a ontologia, de forma a auxiliar a realização de buscas mais inteligentes na blogosfera, por meio de API's de busca como a Technorati. Exemplos Considerar empresas concorrentes ao realizar busca na internet Dado um termo qualquer, encontrar na ontologia relacionamentos com fabricantes Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 23

24 Realização de Experimentos Apoio TCC anterior (KERN, 2007) Programação de algoritmos em Java Utilização do framework semântico Jena Utilização do classificador (reasoner) Pellet API s Classes e métodos em O.O. para manipular a base de conhecimento Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 24

25 Realização de Experimentos *** INÍCIO DO PROCESSAMENTO *** LISTANDO INDIVÍDUOS ENCONTRADOS =============================== [Parcial] Indivíduo: celular_do_fernando (Smartphone) ==> Fabricante: RIM_do_Brasil [Exato] Indivíduo: Fernando (Usuario) ==> Fabricante: RIM_do_Brasil *** PROCESSAMENTO CONCLUÍDO *** Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 25

26 Conclusões Estudo das tecnologias relacionadas a ontologias Estudo das limitações atuais de busca e funcionamento dos blogs Criação da ontologia sobre smartphones Utilização da ontologia através de experimentos de inferência em Java que apóiam as buscas na internet Principais contribuições Ontologia propriamente dita Detalhamento e especificação de todas as etapas da construção Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 26

27 Trabalhos Futuros Aprimoramento constante da ontologia Adição de novos indivíduos Realização de inferências mais sofisticadas em conjunto com usuário especialista em crises de imagem Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 27

28 Centro Universitário Feevale ONTOLOGIA DE DOMÍNIO PARA ANÁLISE DE BLOGS Disponível em: Fernando Mertins Prof. Orientador: Rodrigo Rafael Villarreal Goulart Dezembro de 2007

29 Construção da Ontologia Visão geral da metodologia do LAL Processo interativo... Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 29

30 Construção da Ontologia Principal abordagem do LAL Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 30

31 Programação do Algoritmo Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 31

32 Programação do Algoritmo Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 32

33 Web Semântica Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 33

34 Espectro de Ontologias Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 34

35 Restrições Se algo é instância desta classe, então é necessário atender a esta condição. Dado um indivíduo qualquer, se ele satisfizer as condições, então obrigatoriamente ele deve ser uma instância da classe. Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 35

36 Restrições Axioma de fechamento Open World Assumption Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 36

37 Fato (tripla) Recurso + Propriedade + Valor (Sujeito + Predicado + Objeto) Ontologia de Domínio para Análise de Blogs 37

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Centro Universitário de Volta Redonda - UniFOA Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro

Leia mais

Uma ontologia para a representação do domínio de agricultura familiar na arquitetura AgroMobile. Roger Alves Prof. Me.

Uma ontologia para a representação do domínio de agricultura familiar na arquitetura AgroMobile. Roger Alves Prof. Me. Uma ontologia para a representação do domínio de agricultura familiar na arquitetura AgroMobile Roger Alves Prof. Me. Vinícius Maran O que é uma ontologia? Palavra vinda do grego, advinda da união entre

Leia mais

INSTITUTO VIANNA JÚNIOR LTDA FACULADE DE CIENCIAS ECONOMICAS VIANNA JUNIOR

INSTITUTO VIANNA JÚNIOR LTDA FACULADE DE CIENCIAS ECONOMICAS VIANNA JUNIOR INSTITUTO VIANNA JÚNIOR LTDA FACULADE DE CIENCIAS ECONOMICAS VIANNA JUNIOR WEB SEMÂNTICA: A nova internet que fará com que os computadores entendam a lógica humana. Lúcia Helena de Magalhães 1 Márcio Aarestrup

Leia mais

Uso de taxonomias na gestão de conteúdo de portais corporativos.

Uso de taxonomias na gestão de conteúdo de portais corporativos. Gestão de Conteúdo web através de ontologias: conceitos e aplicações Fernando Silva Parreiras Contextualização O que? Uso de taxonomias na gestão de conteúdo de portais corporativos. Quem? Gerentes, consultores

Leia mais

3 Modelo de Controle de Acesso no Projeto de Aplicações na Web Semântica

3 Modelo de Controle de Acesso no Projeto de Aplicações na Web Semântica 3 Modelo de Controle de Acesso no Projeto de Aplicações na Web Semântica Este trabalho tem o objetivo de integrar o controle de acesso no projeto de aplicações na web semântica. Uma arquitetura de software

Leia mais

Web Semântica e Matching de Ontologias: Uma Visão Geral

Web Semântica e Matching de Ontologias: Uma Visão Geral Web Semântica e Matching de Ontologias: Uma Visão Geral Hélio Rodrigues de Oliveira Departamento de Computação Universidade Federal do Ceará heliorodrigues@lia.ufc.br Bernadette Farias Lóscio Departamento

Leia mais

Utilização de Recursos da Web Semântica na Construção de um Ambiente Web para Publicação Científica Indexada e Recuperada por Ontologias

Utilização de Recursos da Web Semântica na Construção de um Ambiente Web para Publicação Científica Indexada e Recuperada por Ontologias Utilização de Recursos da Web Semântica na Construção de um Ambiente Web para Publicação Científica Indexada e Recuperada por Ontologias GARCIA, Léo Manoel Lopes da Silva Universidade Estadual Paulista

Leia mais

Ontologias. Profa. Lillian Alvares Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília

Ontologias. Profa. Lillian Alvares Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília Ontologias Profa. Lillian Alvares Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília Origem Teoria sobre a natureza da existência Ramo da filosofia que lida com a natureza e organização da realidade.

Leia mais

ROSAI - Uma abordagem baseada em lógica para representar e consultar objetos de aprendizado

ROSAI - Uma abordagem baseada em lógica para representar e consultar objetos de aprendizado ROSAI - Uma abordagem baseada em lógica para representar e consultar objetos de aprendizado Francisco H. T. Costa 1, Fábio A. M. Porto 2 Instituto Militar de Engenharia IME-RJ 1 Departamento de Engenharia

Leia mais

Web Semântica. Web Semântica. uma introdução @yaso

Web Semântica. Web Semântica. uma introdução @yaso Web Semântica uma introdução @yaso O que é SEMÂNTICA Semântica é o estudo do signifcado. Incide sobre a relação entre signifcantes, tais como palavras, frases, sinais e símbolos, e o que eles representam,

Leia mais

Ontologia Aplicada ao Desenvolvimento de Sistemas de Informação sob o Paradigma da Computação em Nuvem

Ontologia Aplicada ao Desenvolvimento de Sistemas de Informação sob o Paradigma da Computação em Nuvem Ontologia Aplicada ao Desenvolvimento de Sistemas de Informação sob o Paradigma da Computação em Nuvem Luiz Cláudio Hogrefe Orientador: Prof. Roberto Heinzle, Doutor Roteiro Introdução Fundamentação teórica

Leia mais

Introdução 17. 1 Introdução

Introdução 17. 1 Introdução Introdução 17 1 Introdução O volume de informações que gerenciamos tem crescido a cada dia. Realizamos milhões de pesquisas na Web, postamos mensagens em blogs, enviamos mensagens de correio eletrônico,

Leia mais

Modelagem do Conhecimento para a Gestão de Processos e Projetos. Modelagem do Conhecimento para a Gestão de Processos e Projetos Prof.

Modelagem do Conhecimento para a Gestão de Processos e Projetos. Modelagem do Conhecimento para a Gestão de Processos e Projetos Prof. Modelagem do Conhecimento para a Gestão de Processos e Projetos 1 Objetivo Apresentação de modelo conceitual para a integração e recuperação de informações, disponíveis em ambientes internos ou externos,

Leia mais

L A C Laboratory for Advanced Collaboration

L A C Laboratory for Advanced Collaboration Publicação de Dados Governamentais no Padrão Linked Data 2.3 Web Ontology Language (OWL) Karin Breitman José Viterbo Edgard Marx Percy Salas L A C Laboratory for Advanced Collaboration Objetivo deste módulo

Leia mais

Padrões, Ferramentas e Boas Práticas no Desenvolvimento de Software para Web Semântica

Padrões, Ferramentas e Boas Práticas no Desenvolvimento de Software para Web Semântica Padrões, Ferramentas e Boas Práticas no Desenvolvimento de Software para Web Semântica Ernesto F. Veiga, Márcio V. Oliveira Sena, Renato de F. Bulcão Neto ernestofonseca@inf.ufg.br marciovinicius@inf.ufg.br

Leia mais

Uma ontologia de engine de jogos educativos para crianças com necessidades visuais: fase de preparação.

Uma ontologia de engine de jogos educativos para crianças com necessidades visuais: fase de preparação. Uma ontologia de engine de jogos educativos para crianças com necessidades visuais: fase de preparação. Romário P. Rodrigues 1, Gabriela R. P. R. Pinto 2, Cláudia P. P. Sena 3, Expedito C. Lopes 4, Teresinha

Leia mais

Representação de Conhecimento Redes Semânticas e Frames

Representação de Conhecimento Redes Semânticas e Frames Representação de Conhecimento Redes Semânticas e Frames Profa. Josiane M. P. Ferreira e Prof. Sérgio R. P. da Silva David Poole, Alan Mackworth e Randy Goebel - Computational Intelligence A logical approach

Leia mais

Tecnologia para Sistemas Inteligentes Apontamentos para as aulas sobre. Introdução à Representação e Processamento de Ontologias: Framework O3f

Tecnologia para Sistemas Inteligentes Apontamentos para as aulas sobre. Introdução à Representação e Processamento de Ontologias: Framework O3f Tecnologia para Sistemas Inteligentes Apontamentos para as aulas sobre Introdução à Representação e Processamento de Ontologias: Framework O3f Luís Miguel Botelho Departamento de Ciências e Tecnologias

Leia mais

Protégé Desenvolvimento de contologias

Protégé Desenvolvimento de contologias Protégé Desenvolvimento de contologias Joel Luis Carbonera jlcarbonera@inf.ufrgs.br Protégé Desenvolvimento de contologias Ontologias Ontologias Termo do domínio da Filosofia A disciplina filosófica preocupada

Leia mais

SABiO: Systematic Approach for Building Ontologies

SABiO: Systematic Approach for Building Ontologies SABiO: Systematic Approach for Building Ontologies Ricardo de Almeida Falbo Engenharia de Ontologias Departamento de Informática Universidade Federal do Espírito Santo Agenda Preocupações Principais do

Leia mais

Semântica para Sharepoint. Busca semântica utilizando ontologias

Semântica para Sharepoint. Busca semântica utilizando ontologias Semântica para Sharepoint Busca semântica utilizando ontologias Índice 1 Introdução... 2 2 Arquitetura... 3 3 Componentes do Produto... 4 3.1 OntoBroker... 4 3.2 OntoStudio... 4 3.3 SemanticCore para SharePoint...

Leia mais

Motores de busca convencionais X Web Semântica: estudo de caso comparativo aplicado em blogs 1

Motores de busca convencionais X Web Semântica: estudo de caso comparativo aplicado em blogs 1 Motores de busca convencionais X Web Semântica: estudo de caso comparativo aplicado em blogs 1 Prof. Dra. Sandra Portella Montardo (Feevale) 2 Priscila Maciel da Rosa (BIC Feevale) 3 Resumo: Partindo-se

Leia mais

Modelos de Dados e Arquitetura de um SGBD. Introdução 1º Bimestre Prof. Patrícia Lucas

Modelos de Dados e Arquitetura de um SGBD. Introdução 1º Bimestre Prof. Patrícia Lucas Modelos de Dados e Arquitetura de um SGBD Introdução 1º Bimestre Prof. Patrícia Lucas Abstração Modelo de Dados Conjunto de conceitos que podem ser utilizados para descrever a estrutura lógica e física

Leia mais

Uma Ontologia para Engenharia de Requisitos de Software

Uma Ontologia para Engenharia de Requisitos de Software Uma Ontologia para Engenharia de Requisitos de Software Autor: Raul de Abreu Medeiros Júnior Orientadores: Arnaldo Dias Belchior Co-orientador: Pedro Porfírio Muniz Farias Nível: Mestrado Programa de pós-graduação

Leia mais

EP-RDF: SISTEMA PARA ARMAZENAMENTO E RECUPERAÇÃO DE IMAGENS BASEADO EM ONTOLOGIA

EP-RDF: SISTEMA PARA ARMAZENAMENTO E RECUPERAÇÃO DE IMAGENS BASEADO EM ONTOLOGIA EP-RDF: SISTEMA PARA ARMAZENAMENTO E RECUPERAÇÃO DE IMAGENS BASEADO EM ONTOLOGIA Resumo Edeilson Milhomem da Silva1, Parcilene Fernandes de Brito 1 1 Centro Universitário Luterano de Palmas (CEULP / ULBRA),

Leia mais

Um Processo para Desenvolvimento de Aplicações Web Baseado em Serviços. Autores: Fábio Zaupa, Itana Gimenes, Don Cowan, Paulo Alencar e Carlos Lucena

Um Processo para Desenvolvimento de Aplicações Web Baseado em Serviços. Autores: Fábio Zaupa, Itana Gimenes, Don Cowan, Paulo Alencar e Carlos Lucena Um Processo para Desenvolvimento de Aplicações Web Baseado em Serviços Autores: Fábio Zaupa, Itana Gimenes, Don Cowan, Paulo Alencar e Carlos Lucena Tópicos Motivação e Objetivos LP e SOA Processo ADESE

Leia mais

Arquitetura de Banco de Dados

Arquitetura de Banco de Dados Arquitetura de Banco de Dados Daniela Barreiro Claro MAT A60 DCC/IM/UFBA Arquitetura de Banco de dados Final de 1972, ANSI/X3/SPARC estabeleceram o relatório final do STUDY GROUP Objetivos do Study Group

Leia mais

O padrão RDF na descrição de imagens

O padrão RDF na descrição de imagens O padrão RDF na descrição de imagens Edeilson Milhomem da Silva 1, Parcilene Fernandes de Brito 1 1 Sistemas de Informação Centro Universitário Luterano de Palmas (CEULP/ULBRA) Cx. Postal 160 77054-970

Leia mais

Uma Ontologia para Estruturação da Informação Contida em Laudos Radiológicos

Uma Ontologia para Estruturação da Informação Contida em Laudos Radiológicos Universidade de São Paulo Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Uma Ontologia para Estruturação da Informação Contida em Laudos Radiológicos

Leia mais

O PAPEL DA SEMÂNTICA NO BUSINESS INTELLIGENCE 2.0: Um Exemplo no Contexto de um Programa de Pós-Graduação

O PAPEL DA SEMÂNTICA NO BUSINESS INTELLIGENCE 2.0: Um Exemplo no Contexto de um Programa de Pós-Graduação O PAPEL DA SEMÂNTICA NO BUSINESS INTELLIGENCE 2.0: Um Exemplo no Contexto de um Programa de Pós-Graduação Julliano Trindade Pintas, Sean W. M. Siqueira Departamento de Informática Aplicada Universidade

Leia mais

Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados

Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados Orivaldo V. Santana Jr A partir de slides elaborados por Ivan G. Costa Filho Fernando Fonseca & Robson Fidalgo 1 Sistemas de Arquivos Sistemas de arquivos Principal

Leia mais

Utilizando Ontologias para Expansão Semântica de Consultas

Utilizando Ontologias para Expansão Semântica de Consultas Utilizando Ontologias para Expansão Semântica de Consultas Danusa Ribeiro B. da Cunha Universidade Federal do Ceará (UFC) danusarbc@lia.ufc.br Bernadette Farias Lóscio Universidade Federal do Ceará (UFC)

Leia mais

O uso do gestor de conteúdos plone no suporte a processos de software

O uso do gestor de conteúdos plone no suporte a processos de software O uso do gestor de conteúdos plone no suporte a processos de software Fernando Silva Parreiras Objetivo Demonstrar a aplicação de ferramentas de gestão de conteúdo, especificamente o plone, no apoio a

Leia mais

Cadernos UniFOA. Web Semântica: Uma Rede de Conceitos. Semantic Web: A Network of ConceptsONCEPTS

Cadernos UniFOA. Web Semântica: Uma Rede de Conceitos. Semantic Web: A Network of ConceptsONCEPTS 23 Web Semântica: Uma Rede de Conceitos Semantic Web: A Network of ConceptsONCEPTS Professor Especialista José Maurício dos Santos Pinheiro Artigo Original Original Paper Palavras-chaves: Internet Semântica

Leia mais

Ferramenta de apoio a gerência de configuração de software. Aluno: Rodrigo Furlaneto Orientador: Everaldo Artur Grahl

Ferramenta de apoio a gerência de configuração de software. Aluno: Rodrigo Furlaneto Orientador: Everaldo Artur Grahl Ferramenta de apoio a gerência de configuração de software Aluno: Rodrigo Furlaneto Orientador: Everaldo Artur Grahl Roteiro de apresentação Introdução Objetivos Fundamentação Teórica Gerência de Configuração

Leia mais

MÁRCIA LÍLIAN SANDRI. Análise Comparativa entre o Modelo OOHDM e Ontologias a partir de uma Aplicação Baseada em Material Didático

MÁRCIA LÍLIAN SANDRI. Análise Comparativa entre o Modelo OOHDM e Ontologias a partir de uma Aplicação Baseada em Material Didático MÁRCIA LÍLIAN SANDRI Análise Comparativa entre o Modelo OOHDM e Ontologias a partir de uma Aplicação Baseada em Material Didático Palmas - TO 2005 MÁRCIA LÍLIAN SANDRI Análise Comparativa entre o Modelo

Leia mais

Uma Ontologia para Gestão de Segurança da Informação

Uma Ontologia para Gestão de Segurança da Informação Uma Ontologia para Gestão de Segurança da Informação Paulo Fernando da Silva, Henrique Otte, José Leomar Todesco, Fernando A. O. Gauthier Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO RDB2LOD

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO RDB2LOD GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO RDB2LOD Em sua versão inicial, o aplicativo RDB2LOD foi desenvolvido para instalação e execução em ambiente de máquina virtual Java, e oferece suporte aos SGBDs

Leia mais

MOFI: Um Modelo para Recuperação de Informação baseado em Ontologias, Folksonomia e Indexação Automática de Conteúdo

MOFI: Um Modelo para Recuperação de Informação baseado em Ontologias, Folksonomia e Indexação Automática de Conteúdo MOFI: Um Modelo para Recuperação de Informação baseado em Ontologias, Folksonomia e Indexação Automática de Conteúdo Uedson Santos Reis (SENAI) uedsonreis@gmail.com Eduardo Manuel de Freitas Jorge (UNEB)

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em BD Curso Superior de Tecnologia em DAI

Curso Superior de Tecnologia em BD Curso Superior de Tecnologia em DAI Curso Superior de Tecnologia em BD Curso Superior de Tecnologia em DAI Fundamentos de Banco de Dados Aula 01 Introdução aos Sistemas de Bancos de Dados Introdução aos Sistemas de BD Objetivo Apresentar

Leia mais

RDF e RDF Schema na representação de páginas do portal CEULP/ULBRA

RDF e RDF Schema na representação de páginas do portal CEULP/ULBRA RDF e RDF Schema na representação de páginas do portal CEULP/ULBRA Danilo de Abreu Noleto 1, Parcilene Fernandes de Brito 1 1 Curso de Sistemas de Informação Centro Universitário Luterano de Palmas (CEULP/ULBRA)

Leia mais

Uma Arquitetura para o Compartilhamento do Conhecimento em Bibliotecas Digitais

Uma Arquitetura para o Compartilhamento do Conhecimento em Bibliotecas Digitais Uma Arquitetura para o Compartilhamento do Conhecimento em Bibliotecas Digitais Nikolai Dimitrii Albuquerque (Grupo Stela - UFSC) nikolai@stela.ufsc.br Vinícius Medina Kern (Grupo Stela - UFSC) kern@stela.ufsc.br

Leia mais

Uma Extensão da Disciplina de Requisitos do OpenUP/Basic para a Construção de Ontologias Aplicadas à Web Semântica

Uma Extensão da Disciplina de Requisitos do OpenUP/Basic para a Construção de Ontologias Aplicadas à Web Semântica SEMINÁRIO DE PESQUISA EM ONTOLOGIA NO BRASIL 11 e 12 de Agosto Universidade Federal Fluminense Departamento de Ciência da Informação Niterói Rio de Janeiro Brasil [X] Tema 2 Técnicas e Ferramentas em Ontologias

Leia mais

Dado: Fatos conhecidos que podem ser registrados e têm um significado implícito. Banco de Dados:

Dado: Fatos conhecidos que podem ser registrados e têm um significado implícito. Banco de Dados: MC536 Introdução Sumário Conceitos preliminares Funcionalidades Características principais Usuários Vantagens do uso de BDs Tendências mais recentes em SGBDs Algumas desvantagens Modelos de dados Classificação

Leia mais

Banco de Dados. Introdução. João Eduardo Ferreira Osvaldo Kotaro Takai. jef@ime.usp.br DCC-IME-USP

Banco de Dados. Introdução. João Eduardo Ferreira Osvaldo Kotaro Takai. jef@ime.usp.br DCC-IME-USP Banco de Dados Introdução João Eduardo Ferreira Osvaldo Kotaro Takai jef@ime.usp.br DCC-IME-USP Importância dos Bancos de Dados A competitividade das empresas depende de dados precisos e atualizados. Conforme

Leia mais

globo.com semântica 1ª sessão: 14.03.2013

globo.com semântica 1ª sessão: 14.03.2013 globo.com semântica 1ª sessão: 14.03.2013 tudo o que você sempre quis saber sobre web semântica, mas tinha medo de perguntar o que? uébi o quê, hein? quem? de leoburla para pd s, po s, designers, ai s,

Leia mais

ONTOLOGIA PARA PUBLICAÇÃO CIENTÍFICA 1 ONTOLOGY FOR SCIENTIFIC PUBLICATION

ONTOLOGIA PARA PUBLICAÇÃO CIENTÍFICA 1 ONTOLOGY FOR SCIENTIFIC PUBLICATION ONTOLOGIA PARA PUBLICAÇÃO CIENTÍFICA 1 ONTOLOGY FOR SCIENTIFIC PUBLICATION Andrenizia Aquino Eluan Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação Universidade Federal de Santa Catarina

Leia mais

Interpretador AIML alimentado com tags HTML5

Interpretador AIML alimentado com tags HTML5 2º Congresso de Pesquisa Científica : Inovação, Ética e Sustentabilidade Interpretador AIML alimentado com tags HTML5 Rafael Luiz de Macedo (Ciência da Computação - UNIVEM - Marília/SP) Email: rafaelldemacedo@gmail.com

Leia mais

Uma introdução à Web Semântica no domínio dos Sistemas de Informações Geográficas

Uma introdução à Web Semântica no domínio dos Sistemas de Informações Geográficas Uma introdução à Web Semântica no domínio dos Sistemas de Informações Geográficas Angelo Augusto Frozza, Rodrigo Gonçalves {frozza,rodrigog}@inf.ufsc.br Universidade Federal de Santa Catarina UFSC Florianópolis

Leia mais

FERRAMENTA PARA CRIAÇÃO DE BASES DE CONHECIMENTO NA FORMA DE ONTOLOGIA OWL A PARTIR DE DADOS NÃO ESTRUTURADOS

FERRAMENTA PARA CRIAÇÃO DE BASES DE CONHECIMENTO NA FORMA DE ONTOLOGIA OWL A PARTIR DE DADOS NÃO ESTRUTURADOS FERRAMENTA PARA CRIAÇÃO DE BASES DE CONHECIMENTO NA FORMA DE ONTOLOGIA OWL A PARTIR DE DADOS NÃO ESTRUTURADOS Aluno: Allan Renato Sabino Orientador: Roberto Heinzle Roteiro Introdução; Objetivos; Fundamentação

Leia mais

BRUNO SIQUEIRA CAMPOS MENDONÇA VILAR UTILIZAÇÃO DE ONTOLOGIA NA DEFINIÇÃO DE UM MODELO DE DOMÍNIO DE UM SISTEMA HIPERMÍDIA ADAPTATIVO

BRUNO SIQUEIRA CAMPOS MENDONÇA VILAR UTILIZAÇÃO DE ONTOLOGIA NA DEFINIÇÃO DE UM MODELO DE DOMÍNIO DE UM SISTEMA HIPERMÍDIA ADAPTATIVO BRUNO SIQUEIRA CAMPOS MENDONÇA VILAR UTILIZAÇÃO DE ONTOLOGIA NA DEFINIÇÃO DE UM MODELO DE DOMÍNIO DE UM SISTEMA HIPERMÍDIA ADAPTATIVO Palmas 2005 i BRUNO SIQUEIRA CAMPOS MENDONÇA VILAR UTILIZAÇÃO DE ONTOLOGIA

Leia mais

Definição de Ontologia para Identificação de Riscos de Projetos de Software. Definition of Ontology for Software Projects Risk Identification

Definição de Ontologia para Identificação de Riscos de Projetos de Software. Definition of Ontology for Software Projects Risk Identification SEMINÁRIO DE PESQUISA EM ONTOLOGIA NO BRASIL 11 E 12 de Julho Universidade Federal Fluminense Departamento de Ciência da Informação Niterói Rio de Janeiro Brasil Definição de Ontologia para Identificação

Leia mais

ONTOLOGIA E SUAS APLICAÇÕES EM MODELAGEM CONCEITUAL PARA BANCO DE DADOS PROPOSTA DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO

ONTOLOGIA E SUAS APLICAÇÕES EM MODELAGEM CONCEITUAL PARA BANCO DE DADOS PROPOSTA DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA ONTOLOGIA E SUAS APLICAÇÕES EM MODELAGEM CONCEITUAL PARA BANCO DE DADOS PROPOSTA DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO Grasielle

Leia mais

Orientação a Objetos

Orientação a Objetos Orientação a Objetos 1. Sobrecarga (Overloading) Os clientes dos bancos costumam consultar periodicamente informações relativas às suas contas. Geralmente, essas informações são obtidas através de extratos.

Leia mais

Introdução. Banco de dados. Por que usar BD? Por que estudar BD? Exemplo de um BD. Conceitos básicos

Introdução. Banco de dados. Por que usar BD? Por que estudar BD? Exemplo de um BD. Conceitos básicos Introdução Banco de Dados Por que usar BD? Vitor Valerio de Souza Campos Adaptado de Vania Bogorny 4 Por que estudar BD? Exemplo de um BD Os Bancos de Dados fazem parte do nosso dia-a-dia: operação bancária

Leia mais

Adaptatividade e interoperabilidade em ambientes de e- learning utilizando tecnologias da web semântica

Adaptatividade e interoperabilidade em ambientes de e- learning utilizando tecnologias da web semântica Adaptatividade e interoperabilidade em ambientes de e- learning utilizando tecnologias da web semântica Aluno: José dos Reis Mota Orientadora: Márcia Aparecida Fernandes Pós-Graduação em Ciência da Computação

Leia mais

INF 2125 PROJETO DE SISTEMAS DE SOFTWARE Prof. Carlos J. P. de Lucena

INF 2125 PROJETO DE SISTEMAS DE SOFTWARE Prof. Carlos J. P. de Lucena INF 2125 PROJETO DE SISTEMAS DE SOFTWARE Prof. Carlos J. P. de Lucena Trabalho Experimental Sistema de Biblioteca 1. Objetivo Este trabalho tem o objetivo de consolidar o conhecimento sobre UML e garantir

Leia mais

Modelagem de Processos. Prof.: Fernando Ascani

Modelagem de Processos. Prof.: Fernando Ascani Modelagem de Processos Prof.: Fernando Ascani Modelagem da arquitetura de negócios Arquitetura Definições Aurélio: Informática: Estrutura e organização lógica de funcionamento de um sistema computacional.

Leia mais

Introdução Banco de Dados

Introdução Banco de Dados Introdução Banco de Dados Vitor Valerio de Souza Campos Adaptado de Vania Bogorny Por que estudar BD? Os Bancos de Dados fazem parte do nosso dia-a-dia: operação bancária reserva de hotel matrícula em

Leia mais

PROJETO DE BANCO DE DADOS -PROJETO CONCEITUAL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

PROJETO DE BANCO DE DADOS -PROJETO CONCEITUAL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. PROJETO DE BANCO DE DADOS -PROJETO CONCEITUAL Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. PROJETO CONCEITUAL Levantamento de requisitos Modelagem Conceitual Modelo ER PROJETO CONCEITUAL Parte integrante do Projeto

Leia mais

Protótipo de sistema de consultas utilizando a linguagem SPARQL

Protótipo de sistema de consultas utilizando a linguagem SPARQL Protótipo de sistema de consultas utilizando a linguagem SPARQL Aluno(a): André Luiz Nunes Orientador: Roberto Heinzle Roteiro Introdução Objetivos Web semântica Tecnologias para web semântica Trabalhos

Leia mais

Protégé-OWL Tutorial. Adriano Melo André Chagas Fred Freitas. Sistemas Inteligentes http://www.cin.ufpe.br/~if684

Protégé-OWL Tutorial. Adriano Melo André Chagas Fred Freitas. Sistemas Inteligentes http://www.cin.ufpe.br/~if684 Protégé-OWL Tutorial Adriano Melo André Chagas Fred Freitas Sistemas Inteligentes http://www.cin.ufpe.br/~if684 Instalação Download do Protégé public de astm stanford.edu (site oficial) Protégé 3.4.4 OWL

Leia mais

Ontologia de Domínio da Biodisponibilidade de Ferro: Uma Experiência no Projeto Nutri-Fuzzy-Orixás

Ontologia de Domínio da Biodisponibilidade de Ferro: Uma Experiência no Projeto Nutri-Fuzzy-Orixás Ontologia de Domínio da Biodisponibilidade de Ferro: Uma Experiência no Projeto Nutri-Fuzzy-Orixás Alessandra Brito F. Oliveira 1; Vera Maria Benjamim Werneck 1 ; Regina Serrão Lanzillotti 1 ; Haydée Serrão

Leia mais

LINGUAGENS E PARADIGMAS DE PROGRAMAÇÃO. Ciência da Computação IFSC Lages. Prof. Wilson Castello Branco Neto

LINGUAGENS E PARADIGMAS DE PROGRAMAÇÃO. Ciência da Computação IFSC Lages. Prof. Wilson Castello Branco Neto LINGUAGENS E PARADIGMAS DE PROGRAMAÇÃO Ciência da Computação IFSC Lages. Prof. Wilson Castello Branco Neto Conceitos de Linguagens de Roteiro: Apresentação do plano de ensino; Apresentação do plano de

Leia mais

Integração da Informação e do Conhecimento no Contexto da Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos no Brasil

Integração da Informação e do Conhecimento no Contexto da Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos no Brasil Integração da Informação e do Conhecimento no Contexto da Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos no Brasil Ivan Guilherme 1, Jonas Queiroz 1, Caio Marques 2 1 Universidade Estadual Paulista, IGCE, DEMAC, Caixa

Leia mais

SISTEMA DE APOIO AO SUPORTE TÉCNICO DE UMA EMPRESA DE SOFTWARE COM UTILIZAÇÃO DE ONTOLOGIA

SISTEMA DE APOIO AO SUPORTE TÉCNICO DE UMA EMPRESA DE SOFTWARE COM UTILIZAÇÃO DE ONTOLOGIA SISTEMA DE APOIO AO SUPORTE TÉCNICO DE UMA EMPRESA DE SOFTWARE COM UTILIZAÇÃO DE ONTOLOGIA SYSTEM OF SUPPORT TO THE TECHNICAL SUPPORT OF A COMPANY OF SOFTWARE WITH USE OF ONTOLOGY Vagner Fagundes 1 Roberto

Leia mais

GBC043 Sistemas de Banco de Dados (SBD) Plano de Curso. Ilmério Reis da Silva ilmerio@facom.ufu.br www.facom.ufu.br/~ilmerio/sbd UFU/FACOM

GBC043 Sistemas de Banco de Dados (SBD) Plano de Curso. Ilmério Reis da Silva ilmerio@facom.ufu.br www.facom.ufu.br/~ilmerio/sbd UFU/FACOM GBC043 Sistemas de Banco de Dados (SBD) Plano de Curso Ilmério Reis da Silva ilmerio@facom.ufu.br www.facom.ufu.br/~ilmerio/sbd UFU/FACOM Motivação/Justificativa Conteúdo fundamental para a Formação Tecnológica

Leia mais

Roteiro. Arquitetura. Tipos de Arquitetura. Questionário. Centralizado Descentralizado Hibrido

Roteiro. Arquitetura. Tipos de Arquitetura. Questionário. Centralizado Descentralizado Hibrido Arquitetura Roteiro Arquitetura Tipos de Arquitetura Centralizado Descentralizado Hibrido Questionário 2 Arquitetura Figura 1: Planta baixa de uma casa 3 Arquitetura Engenharia de Software A arquitetura

Leia mais

Para construção dos modelos físicos, será estudado o modelo Relacional como originalmente proposto por Codd.

Para construção dos modelos físicos, será estudado o modelo Relacional como originalmente proposto por Codd. Apresentação Este curso tem como objetivo, oferecer uma noção geral sobre a construção de sistemas de banco de dados. Para isto, é necessário estudar modelos para a construção de projetos lógicos de bancos

Leia mais

DESENVOLVENDO APLICAÇÕES WEB UTILIZANDO A FERRAMENTA WEBSCHARTS

DESENVOLVENDO APLICAÇÕES WEB UTILIZANDO A FERRAMENTA WEBSCHARTS UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL DEPARTAMENTO DE COMPUTAÇÃO E ESTATÍSTICA DESENVOLVENDO APLICAÇÕES WEB UTILIZANDO A FERRAMENTA WEBSCHARTS LÍCIO SÉRGIO FERRAZ DE BRITO MARCELO AUGUSTO SANTOS TURINE

Leia mais

Recuperação de Informações em Documentos Anotados Semanticamente na Área de Gestão Ambiental

Recuperação de Informações em Documentos Anotados Semanticamente na Área de Gestão Ambiental 1 Recuperação de Informações em Documentos Anotados Semanticamente na Área de Gestão Ambiental Celso Araújo Fontes (IME) celsowm@gmail.com Maria Claudia Cavalcanti (IME) yoko@ime.eb.br Ana Maria de Carvalho

Leia mais

http://www.moodle.ufba.br/mod/book/print.php... 4. Ontologia

http://www.moodle.ufba.br/mod/book/print.php... 4. Ontologia 4. Ontologia Site: Universidade Federal da Bahia Course: EDC - EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA 2007.2 Book: 4. Ontologia Printed by: Guest User Date: quarta, 6 novembro 2013, 01:50 1 of 22 06-11-2013 11:51 Table

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS QUIXADÁ BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MARCELO CABRAL BATISTA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS QUIXADÁ BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MARCELO CABRAL BATISTA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS QUIXADÁ BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MARCELO CABRAL BATISTA PROPOSTA DE UMA ONTOLOGIA APLICADA AO NIVEL G DO MPS-SW QUIXADÁ 2014 MARCELO CABRAL BATISTA PROPOSTA

Leia mais

Modelagem de Conhecimento integrando Regras de Produção e Ontologias

Modelagem de Conhecimento integrando Regras de Produção e Ontologias Modelagem de Conhecimento integrando Regras de Produção e Ontologias 1. Introdução Tiago Cordeiro, Vládia Pinheiro e Vasco Furtado UNIFOR Universidade de Fortaleza O conhecimento das organizações precisa

Leia mais

SISTEMA DE INTELIGÊNCIA COMPETITIVA SOBRE HOTÉIS NA WEB

SISTEMA DE INTELIGÊNCIA COMPETITIVA SOBRE HOTÉIS NA WEB SISTEMA DE INTELIGÊNCIA COMPETITIVA SOBRE HOTÉIS NA WEB Silvana Lopes da Rosa Stanley Loh Orientador Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) Curso de Ciência

Leia mais

NOVA PROPOSTA DE MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS - 2016

NOVA PROPOSTA DE MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS - 2016 NOVA PROPOSTA DE MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS - 2016 Diante da evolução de técnicas e ferramentas tecnológicas, aliado a novas necessidades curriculares,

Leia mais

Aplicações da Web Semântica nas Redes Sociais

Aplicações da Web Semântica nas Redes Sociais UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM INFORMÁTICA Aplicações da Web Semântica nas Redes Sociais Por André Desessards jardim Trabalho Individual TI 2008-2-01 Orientador:

Leia mais

Uma Ontologia para Mitigar XML Injection

Uma Ontologia para Mitigar XML Injection Uma Ontologia para Mitigar XML Injection Thiago M. Rosa, Altair O. Santin, Andreia Malucelli Programa de Pós-Graduação em Informática (PPGIa) Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) Curitiba

Leia mais

AUTOR(ES): CARLOS ANTONIO PINHEIRO PINTO, ERMÍNIO PEDRAL SANTANA, GUILHERME CASSIANO DA SILVA

AUTOR(ES): CARLOS ANTONIO PINHEIRO PINTO, ERMÍNIO PEDRAL SANTANA, GUILHERME CASSIANO DA SILVA Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: SISTEMA MÓVEL DE COMPRAS POR QR CODE CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E TECNOLOGIAS SUBÁREA:

Leia mais

SISTEMAS DE BANCO DE DADOS. Prof. Adriano Pereira Maranhão

SISTEMAS DE BANCO DE DADOS. Prof. Adriano Pereira Maranhão SISTEMAS DE BANCO DE DADOS Prof. Adriano Pereira Maranhão 1 REVISÃO BANCO DE DADOS I O que é banco de dados? Ou seja afinal o que é um SGBD? REVISÃO BD I REVISÃO DE BD I Um Sistema de Gerenciamento de

Leia mais

DESENVOLVIMENTO WEB DENTRO DOS PARADIGMAS DO HTML5 E CSS3

DESENVOLVIMENTO WEB DENTRO DOS PARADIGMAS DO HTML5 E CSS3 DESENVOLVIMENTO WEB DENTRO DOS PARADIGMAS DO HTML5 E CSS3 Eduardo Laguna Rubai, Tiago Piperno Bonetti Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR- Brasil eduardorubay@gmail.com, bonetti@unipar.br Resumo.

Leia mais

GBC043 Sistemas de Banco de Dados. Introdução. Ilmério Reis da Silva ilmerio@facom.ufu.br www.facom.ufu.br/~ilmerio/sbd UFU/FACOM

GBC043 Sistemas de Banco de Dados. Introdução. Ilmério Reis da Silva ilmerio@facom.ufu.br www.facom.ufu.br/~ilmerio/sbd UFU/FACOM GBC043 Sistemas de Banco de Dados Introdução Ilmério Reis da Silva ilmerio@facom.ufu.br www.facom.ufu.br/~ilmerio/sbd UFU/FACOM Página 2 Definição BD Def. Banco de Dados é uma coleção de itens de dados

Leia mais

Diagrama de Classes. Viviane Torres da Silva viviane.silva@ic.uff.br. http://www.ic.uff.br/~viviane.silva/2012.1/es1

Diagrama de Classes. Viviane Torres da Silva viviane.silva@ic.uff.br. http://www.ic.uff.br/~viviane.silva/2012.1/es1 Diagrama de Classes Viviane Torres da Silva viviane.silva@ic.uff.br http://www.ic.uff.br/~viviane.silva/2012.1/es1 O que é? Diagrama mais utilizado da UML Representa os tipos (classes) de objetos de um

Leia mais

PROGRAMAÇÃO AVANÇADA -CONCEITOS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br

PROGRAMAÇÃO AVANÇADA -CONCEITOS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br PROGRAMAÇÃO AVANÇADA -CONCEITOS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br ROTEIRO 1. Conceitos de Orientação a Objetos Introdução O paradigma da POO Classes

Leia mais

Construindo Axiomas e Avaliando Ontologias em ODEd

Construindo Axiomas e Avaliando Ontologias em ODEd Construindo Axiomas e Avaliando Ontologias em ODEd Vítor Estêvão Silva Souza, Ricardo de Almeida Falbo Departamento de Informática da Universidade Federal do Espírito Santo Av. Fernando Ferrari, CEP 29060-900,

Leia mais

Introdução. Gerenciamento de Dados e Informação. Principais Tipos de SI. Papel de SI. Principais Tipos de SI. Principais Tipos de SI.

Introdução. Gerenciamento de Dados e Informação. Principais Tipos de SI. Papel de SI. Principais Tipos de SI. Principais Tipos de SI. Introdução Gerenciamento de Dados e Informação Introdução Sistema de Informação (SI) Coleção de atividades que regulam o compartilhamento e a distribuição de informações e o armazenamento de dados relevantes

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET Introdução à Computação A disciplina apresenta a área da Computação como um todo, desde a história e a evolução dos computadores

Leia mais

Banco de Dados - Senado

Banco de Dados - Senado Banco de Dados - Senado Introdução Ilka Kawashita Material preparado :Prof. Marcio Vitorino Ementa do Curso n Banco de Dados n Sistemas de Apoio à Decisão (SAD) n ORACLE BANCO DE DADOS (BD) n Modelo Entidade

Leia mais

Engenharia de Ontologias Seminário UPON

Engenharia de Ontologias Seminário UPON Engenharia de Ontologias Seminário UPON Núcleo de Estudos em Modelagem Conceitual e Ontologias Bruno Nandolpho Machado Vinícius Soares Fonseca Professor: Ricardo de Almeida Falbo Agenda RUP Método UPON

Leia mais

Serviços Web Semânticos

Serviços Web Semânticos Serviços Web Semânticos Paulo Vitor Antonini Orlandin paulovitor_e@hotmail.com Resumo O grande crescimento na utilização de Serviços Web torna imprescindível o desenvolvimento de uma forma de melhoria

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE - UFCG INTEGRAÇÃO DE BANCOS DE DADOS FEDERADOS NA WEB. Philip Stephen Medcraft (Mestrando)

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE - UFCG INTEGRAÇÃO DE BANCOS DE DADOS FEDERADOS NA WEB. Philip Stephen Medcraft (Mestrando) UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE - UFCG CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA - CCT DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E COMPUTAÇÃO - DSC COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM INFORMÁTICA - COPIN INTEGRAÇÃO DE BANCOS

Leia mais

Estrutura de um Sistema Especialista

Estrutura de um Sistema Especialista Sistemas Especialistas Difusos Estrutura de um Sistema Especialista Prof. Max Pereira http://paginas.unisul.br/max.pereira Áreas de Aplicação da IA SISTEMAS Sistemas Especialistas (Baseados em Conhecimento)

Leia mais

Agenda. Modelo de Domínio baseado em Ontologia para acesso à Informações de Segurança Pública. George Fragoso

Agenda. Modelo de Domínio baseado em Ontologia para acesso à Informações de Segurança Pública. George Fragoso Modelo de Domínio baseado em Ontologia para acesso à Informações de Segurança Pública George Fragoso Agenda Motivação Sistemas de Defesa Social Conceitos e Arquitetura de Ontologias Proposta de Mestrado

Leia mais

Sistema Tutor Inteligente baseado em Agentes. Pedagógicas da Universidade Aberta do Piauí. Prof. Dr. Vinicius Ponte Machado

Sistema Tutor Inteligente baseado em Agentes. Pedagógicas da Universidade Aberta do Piauí. Prof. Dr. Vinicius Ponte Machado Sistema Tutor Inteligente baseado em Agentes na Plataforma MOODLE para Apoio às Atividades Pedagógicas da Universidade Aberta do Piauí Prof. Dr. Vinicius Ponte Machado Parnaíba, 14 de Novembro de 2012

Leia mais

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas II/CPD025 Conceitos orientação a objetos. Evolução das técnicas de modelagem orientadas a objetos. Estrutura da linguagem UML. Conceito de processo interativo

Leia mais

Modelos de Sistema. 2007 by Pearson Education. Ian Sommerville 2006 Engenharia de Software, 8ª. edição. Capítulo 8 Slide 1.

Modelos de Sistema. 2007 by Pearson Education. Ian Sommerville 2006 Engenharia de Software, 8ª. edição. Capítulo 8 Slide 1. Modelos de Sistema Ian Sommerville 2006 Engenharia de Software, 8ª. edição. Capítulo 8 Slide 1 Objetivos Explicar por que o contexto de um sistema deve ser modelado como parte do processo de RE Descrever

Leia mais

JONATHAN SCHNEIDER DESENVOLVIMENTO DE FORNECEDORES E CONSUMIDORES DE CONTEÚDO WEB SEMÂNTICO

JONATHAN SCHNEIDER DESENVOLVIMENTO DE FORNECEDORES E CONSUMIDORES DE CONTEÚDO WEB SEMÂNTICO FUNDAÇÃO DE ENSINO EURÍPIDES SOARES DA ROCHA CENTRO UNIVERSITÁRIO EURÍPIDES DE MARÍLIA UNIVEM CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO JONATHAN SCHNEIDER DESENVOLVIMENTO DE FORNECEDORES E CONSUMIDORES DE CONTEÚDO

Leia mais

3 Implementação. 3.1. A Camada de Dados do MMS

3 Implementação. 3.1. A Camada de Dados do MMS 41 3 Implementação O presente capítulo discute os principais detalhes da implementação do servidor e cliente MMS. Em algumas subseções são apresentados detalhes de implementação, problemas, resoluções

Leia mais

Web Atual. O que é? WEB SEMÂNTICA. Web hoje é... O que é a web. Web Atual é Sintática!!! Web hoje é...sintática

Web Atual. O que é? WEB SEMÂNTICA. Web hoje é... O que é a web. Web Atual é Sintática!!! Web hoje é...sintática WEB SEMÂNTICA Prof. Dr. Fernando Gauthier INE/UFSC Web Atual O que é? Web hoje é... O que é a web Uma biblioteca digital hipermídia Uma biblioteca de documentos (páginas web) interconectados por hiperlinks

Leia mais

Engenharia de Software Introdução. Ricardo Argenton Ramos UNIVASF Engenharia de Software I - Aula 1

Engenharia de Software Introdução. Ricardo Argenton Ramos UNIVASF Engenharia de Software I - Aula 1 Engenharia de Software Introdução Ricardo Argenton Ramos UNIVASF Engenharia de Software I - Aula 1 Tópicos Apresentação da Disciplina A importância do Software Software Aplicações de Software Paradigmas

Leia mais