SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS Data-Base - 31/12/2008 Legislação Societária

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS Data-Base - 31/12/2008 Legislação Societária"

Transcrição

1 IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM DENOMINAÇÃO COMERCIAL VULCABRAS S/A. 5 - DENOMINAÇÃO SOCIAL ANTERIOR VULCABRAS S/A. 6 - NIRE DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ VULCABRAS S/A SITE DATA DE CONSTITUIÇÃO DA CIA 9 - DATA DE REGISTRO DA CIA NA CVM 05/06/ /07/ SEDE 1 - ENDEREÇO COMPLETO AV. ANTONIO FREDERICO OZANAN Nº DDD FAX JUNDIAÍ 7 - TELEFONE TELEFONE FAX TELEFONE FAX BAIRRO OU DISTRITO DA GRAMA 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF 11 - DDD TELEX SP DEPARTAMENTO DE ACIONISTAS ATENDIMENTO NA EMPRESA 1 - NOME EDIVALDO ROGÉRIO DE BRITO 2 - CARGO DIRETOR DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES 3 - ENDEREÇO COMPLETO AV. ANTONIO FREDERICO OZANAN, CEP DDD DDD MUNICÍPIO JUNDIAÍ 9 - TELEFONE 14 - FAX FAX BAIRRO OU DISTRITO DA GRAMA 10 - TELEFONE 11 - TELEFONE 12 - TELEX 16 - FAX UF SP AGENTE EMISSOR / INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DEPOSITÁRIA 18 - NOME BANCO BRADESCO S/A 19 - CONTATO EVARISTO SANT ANA/BENEDITO APARECIDO 20 - ENDEREÇO COMPLETO 21 - BAIRRO OU DISTRITO DEPARTAMENTO DE AÇÕES E CUSTÓDIA - PREDIO AMARELO 2º ANDAR OSASCO VILA YARA 22 - CEP 23 - MUNICÍPIO 24 - UF 25 - DDD 26 - TELEFONE 27 - TELEFONE 28 - TELEFONE 29 - TELEX 30 - DDD 31 - FAX 32 - FAX 33 - FAX SP 29/05/ :07:39 Pág: 1

2 IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ OUTROS LOCAIS DE ATENDIMENTO A ACIONISTAS 35 - ITEM 36 - MUNICÍPIO 37- UF 38 - DDD 39 - TELEFONE 40 - TELEFONE DIRETOR DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES (Endereço para Correspondência com a Companhia) 1 - NOME EDIVALDO ROGÉRIO DE BRITO 2 - ENDEREÇO COMPLETO AV. ANTONIO FREDIRICO OZANAN, Nº CEP JUNDIAÍ 7 - DDD DDD MUNICÍPIO 8 - TELEFONE 13 - FAX TELEFONE 14 - FAX 15 - FAX DIRETOR BRASILEIRO 18 - CPF 18 - PASSAPORTE SIM CG BAIRRO OU DISTRITO DA GRAMA 10 - TELEFONE 11 - TELEX UF SP REFERÊNCIA / AUDITOR 1 - DATA DE INÍCIO DO ÚLTIMO EXERCÍCIO SOCIAL 01/01/ DATA DE TÉRMINO DO ÚLTIMO EXERCÍCIO SOCIAL 31/12/ DATA DE INÍCIO DO EXERCÍCIO SOCIAL EM CURSO 01/01/ NOME/RAZÃO SOCIAL DO AUDITOR KPMG AUDITORES INDEPENDENTES S/C JOÃO ALBERTO DA SILVA NETO CARACTERÍSTICAS DA EMPRESA 1 - BOLSA DE VALORES ONDE POSSUI REGISTRO 4 - DATA DE TÉRMINO DO EXERCÍCIO SOCIAL EM CURSO 31/12/ CÓDIGO CVM NOME DO RESPONSÁVEL TÉCNICO 8 - CPF DO RESP. TÉCNICO BVBAAL BVMESB BVPR BVRJ BVST BVES BVPP BVRG X BOVESPA 2 - MERCADO DE NEGOCIAÇÃO Bolsa 3 - TIPO DE SITUAÇÃO Operacional 4 - CÓDIGO DE ATIVIDADE Têxtil e Vestuário 5 - ATIVIDADE PRINCIPAL COM. IMP. EM GERAL NOTADAMENTE DE CALÇADOS, ROUPAS 6 - AÇÕES PREF. COM CLASSES NÃO 29/05/ :07:40 Pág: 2

3 IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ CONTROLE ACIONÁRIO / VALORES MOBILIÁRIOS 1 - NATUREZA DO CONTROLE ACIONÁRIO Privada Nacional 2 - VALORES MOBILIÁRIOS EMITIDOS PELA CIA. X Ações Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI) X Debêntures Conversíveis em Ações Ações Resgatáveis Partes Beneficiárias Debêntures Simples Notas Promissórias (NP) BDR Outros DESCRIÇÃO Bônus de Subscrição Certificado de Investimento Coletivo (CIC) PUBLICAÇÕES DE DOCUMENTOS 1 - AVISO AOS ACIONISTAS SOBRE DISPONIBILIDADE DAS DFs. 2 - ATA DA AGO QUE APROVOU AS DFs. 3 - CONVOCAÇÃO DA AGO PARA APROVAÇÃO DAS DFs. 4 - PUBLICAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 30/04/ /04/ JORNAIS ONDE A CIA. DIVULGA INFORMAÇÕES 1 - ITEM 2 - TÍTULO DO JORNAL 3 - UF 01 DIARIO OFICIAL DO ESTADO SP SP 02 VALOR ECONÔMICO SP DIRETOR DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES 1 - DATA 2 - ASSINATURA 29/05/ :07:43 Pág: 3

4 IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ COMPOSIÇÃO ATUAL DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO E DIRETORIA 1 - ITEM 2 - NOME DO ADMINISTRADOR 3 - CPF 4 - DATA 5 - PRAZO DO MANDATO DA ELEIÇÃO 6 - CÓDIGO TIPO DO 7 - ELEITO P/ 8 - CARGO 9 - FUNÇÃO ADMINISTRADOR * CONTROLADOR /FUNÇÃO 01 PEDRO GRENDENE BARTELLE /04/ ANOS 2 SIM 20 Presidente do Conselho de Administração 02 ALEXANDRE GRENDENE BARTELLE /04/ ANOS 2 SIM 21 Vice Presidente Cons. de Administração 03 MILTON CARDOSO DOS SANTOS FILHO /04/ ANOS 3 SIM 33 Conselheiro(Efetivo) e Dir. Presidente 04 EDIVALDO ROGÉRIO DE BRITO /03/ ANOS 1 12 Diretor de Relações com Investidores 05 ANDRÉ LUIZ DA SILVA GLÜHER /03/ ANOS 1 19 Diretor de Planejamento 06 FLÁVIO DE CARVALHO BENTO /03/ ANOS 1 19 Diretor Industrial 07 PEDRO BARTELLE /03/ ANOS 1 19 Diretor de Marketing 08 ADEMIR ANILDO DREGER /03/ ANOS 1 19 Diretor de Tecnologia 09 EDUARDO PEREIRA LARA /09/ ANO e 6 MESES 1 19 Diretor de Operações 10 MARCO ANTONIO MARTINS SÁ /03/ ANOS 1 19 Diretor de Operações - Argentina * CÓDIGO: 1 - PERTENCE APENAS À DIRETORIA; 2 - PERTENCE APENAS AO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO; 3 - PERTENCE À DIRETORIA E AO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO. 29/05/ :07:46 Pág: 4

5 EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL E FORMAÇÃO ACADÊMICA DE CADA CONSELHEIRO (ADMINISTRAÇÃO E FISCAL) E DIRETOR Membros do Conselho da Administração: Pedro Grendene Bartelle Presidente do Conselho de Administração da Vulcabras S.A. e da Calçados Azaléia S.A. Data de nascimento: Formação: Bacharel em Direito pela Universidade de Caxias do Sul - RS Vice Presidente do Conselho de Administração da Grendene S.A. Diretor Vice Presidente da Grendene S.A. Foi um dos responsáveis pelo redirecionamento na linha de negócios da Grendene S.A., tendo sido responsável pelo desenvolvimento de inúmeros projetos relacionados com os produtos de conceito e design inovadores lançados pela Companhia, além da transferência da principal planta industrial para o Estado do Ceará. O Sr. Pedro Grendene Bartelle participa em outros negócios no Brasil e no exterior e como proprietário da Agropecuária Manacá Ltda., empreendimento usineiro e agropecuário. Alexandre Grendene Bartelle Vice Presidente do Conselho de Administração da Vulcabras S/A. Data de nascimento: Presidente do Conselho de Administração e Diretor Presidente da Grendene S.A. Formado em Direito pela Universidade de Caxias do Sul Diretor Presidente da Grendene S/A Diretor da Telasul S.A. Milton Cardoso dos Santos Filho 2º Vice Presidente do Conselho de Administração da Vulcabras S.A e da Calçados Azaléia S.A. Data de Nascimento: Formação: Pós Graduado em Economia pela PUC - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Presidente da Abicalçados - Associação Brasileira das Indústrias de Calçados Ex-Diretor Administrativo Financeiro da Edisa S.A. (Atual Hewlett Packard do Brasil) Ex-professor de Finanças das Universidades de São Bento e de Santana em São Paulo. Diretores: Milton Cardoso dos Santos Filho Diretor Presidente da Vulcabras S.A e da Calçados Azaléia S.A. Data de Nascimento: Formação: Pós Graduado em Economia pela PUC - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Presidente da Abicalçados - Associação Brasileira das Indústrias de Calçados Conselheiro da Vulcabras S.A. e da Calçados Azaléia S.A. Ex-Diretor Administrativo Financeiro da Edisa S.A. (Atual Hewlett Packard do Brasil) Ex-professor de Finanças das Universidades de São Bento e de Santana em São Paulo. 29/05/ :08:03 Pág: 5

6 EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL E FORMAÇÃO ACADÊMICA DE CADA CONSELHEIRO (ADMINISTRAÇÃO E FISCAL) E DIRETOR Pedro Bartelle Diretor de Marketing da Vulcabras. Conselheiro de Administração da Calçados Azaléia S.A. Data de nascimento: Formação: Superior Incompleto - Administração de empresas. Presidente da Rede de Varejo B&S Comércio de Artigos Esportivos e Representações Ltda. Diretor da Rede de Varejo da Vulcabras. Principal Executivo responsável pela implementação da Subsidiária da Vulcabras na Argentina. Edivaldo Rogério de Brito Diretor Administrativo e Financeiro e de Relações com Investidores da Vulcabras S.A. e Calçados Azaléia S.A. Data de Nascimento: Formação: Contador, Bacharel em Ciências Contábeis pela Faculdade UNICSUL (SP) Pós-Graduação, Especialização em Finanças - UFRGS (RS) Gerente Geral de Controladoria e Finanças do Grupo Vulcabras, de 1999 a Anteriormente Gerente Administrativo e Financeiro, VICOM/Globopar, Coniexpres/QUERO. SID Informática, EDISA/HP, Motores Elétricos Brasil S.A. André Luiz da Silva Glüher Diretor de Planejamento da Vulcabras S.A. e Calçados Azaléia S.A. Data de Nascimento: Formado em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul Pós-graduado em Finanças pela PUC - Pontifica Universidade Católica - RS Assessor da Diretoria do Grupo Luxma Flávio de Carvalho Bento Diretor de Industrial da Vulcabras S.A. e Calçados Azaléia S.A. Data de Nascimento: Formado em Ciências e Letras pela Faculdade Conceição de Mogi Mirim Ex. Gerente de Fábrica da Cambuci S/A Ex. Gerente de Fábrica da São Paulo Alpargatas S/A Ademir Anildo Dreger Diretor de Tecnologia da Vulcabras S.A. e Calçados Azaléia S.A. Data de nascimento: Formação: Formação Química pela Pontifícia Universidade Católica PUC-RS. Atua a 21 anos na empresa. Coordenou a implantação do laboratório Químico e Físico de Desenvolvimento e Controle de Materiais, buscando tecnologia no exterior, incluindo a realização de recursos específicos da área. Adicionalmente, atuou na área de desenvolvimento de componentes, de Aditivos e tintas e na Gerência de Compras de Produtos Químicos no mercado nacional e internacional. Foi gerente e diretor de compras. Atualmente, na área de tecnologia, é responsável pela pesquisa e desenvolvimento de novos processos, produtos e tecnologias mundiais para aplicação de solados e cabedais para calçados. 29/05/ :08:03 Pág: 6

7 EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL E FORMAÇÃO ACADÊMICA DE CADA CONSELHEIRO (ADMINISTRAÇÃO E FISCAL) E DIRETOR Eduardo Pereira Lara Diretor de Operações da Vulcabras S.A. e Calçados Azaléia S.A. Data de Nascimento: Formação: Administrador de Empresas pela EAESP-FGV em 1984 Especialização em Planejamento Estrategico PGA - INSEAD 2000 Diretor Geral Blue True Hoteis SA - de 2005 a 2007 Diretor Geral Cotece SA de 2003 a 2004 Diretor Audio Video Gradiente SA 2001 a 2003 Diretor Negocios da São Paulo Alpargatas SA de 1997 a 2000 Anteriormente Nintendo do Brasil e São Paulo Alpargatas SA( ) Marco Antonio Sá Martins Diretor de Operações Argentina da Vulcabras S.A. Data de nascimento: Formação: Bacharel em Administração de Empresas pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos- UNISINOS, com pos graduação em Estratégia Empresarial pela FGV-SP Diretor da SADDLE/ Grendene Argentina, Ex-Assessor da Presidência do grupo Adidas Brasil. 29/05/ :08:03 Pág: 7

8 IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ EVENTOS RELATIVOS À DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL 1 - EVENTO BASE 2 - DATA DO EVENTO 3 - PESSOAS FÍSICAS E JURÍDICAS 4 - INVESTIDORES INSTITUCIONAIS 5 - ACORDO DE ACIONISTAS 6 - AÇÕES PREFER. COM DIREITO A VOTO AGO 14/01/ NÃO NÃO 7 - AÇÕES PREFERENCIAIS COM DIREITO A VOTO 8 - DATA DO ÚLTIMO ACORDO DE ACIONISTAS AÇÕES EM CIRCULAÇÃO NO MERCADO 9 - EXISTEM AÇÕES EM CIRCULAÇÃO SIM ORDINÁRIAS 10 - QUANTIDADE (Unidade) 11 - PERCENTUAL ,79 PREFERENCIAIS 0 0,00 TOTAL 12 - QUANTIDADE (Unidade) 13 - PERCENTUAL 14 - QUANTIDADE (Unidade) 15 - PERCENTUAL , AÇÕES PREFERENCIAIS EM CIRCULAÇÃO NO MERCADO 1 - CLASSE 2 - QUANTIDADE (Unidade) 3 - PERCENTUAL 29/05/ :08:03 Pág: 8

9 IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ POSIÇÃO ACIONÁRIA DOS CONTROLADORES E ACIONISTAS COM 5% OU MAIS DE AÇÕES 1 - ITEM 2 - NOME/RAZÃO SOCIAL 3 - CPF/CNPJ 4 - NACIONALIDADE 5 - UF 6 - AÇÕES ORDINÁRIAS 7 - % 8 - AÇÕES PREFERENCIAIS 9 - % 10 - TOTAL DE AÇÕES (Mil) (Mil) (Mil) 11 - % 12 - COMP.CAP.SOC PART. NO ACORDO DE ACIONISTAS 14 - CONTROLADOR 15/1 - CLASSE 15/2 - QTD. AÇÕES PREFERENCIAIS 15/3 - % PREFERENCIAIS (Mil) 001 GOLD NEGOCIOS E PARTICIPAÇÕES LTDA /80 BRASILEIRA RS ,81 0 0, ,81 14/01/2008 SIM 002 GIANPEGA NEG. PARTICAÇÃO S/A /04 BRASILEIRA RS ,90 0 0, ,90 14/01/2008 SIM 997 AÇÕES EM TESOURARIA 998 OUTROS 999 TOTAL 0 0,00 0 0,00 0 0, ,29 0 0, , ,00 0 0, ,00 29/05/ :08:03 Pág: 9

10 IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL DOS CONTROLADORES E DOS ACIONISTAS COM 5% OU MAIS DE AÇÕES 1 - ITEM 2 - CONTROLADORA / INVESTIDORA 3 - DATA DE COMP. CAP. SOCIAL 001 GOLD NEGOCIOS E PARTICIPAÇÕES LTDA. 14/01/ ITEM 2 - NOME/RAZÃO SOCIAL 3 - CPF/CNPJ 4 - NACIONALIDADE 5 - UF 6 - AÇÕES ORDINÁRIAS/ 7 - % 8 - AÇÕES PREFERENCIAIS 9 - % 10 - AÇÕES/COTAS TOTAL 11 - % COTAS (Unidades) (Unidades) (Unidades) 12 - COMP.CAP.SOC PEDRO GRENDENE BARTELLE ,96 0 0, ,96 ÉLIDA LURDES BARTELLE ,96 0 0, ,96 MARIA CRISTINA NUNES DE CAMARGO ,96 0 0, , BRASILEIRA RS BRASILEIRA RS BRASILEIRA SP GIANPEGA NEG. E PARTICIP. S/A ,12 0 0, ,12 27/09/ /04 BRASILEIRA RS TOTAL ,00 0 0, ,00 29/05/ :08:06 Pág: 10

11 IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL DOS CONTROLADORES E DOS ACIONISTAS COM 5% OU MAIS DE AÇÕES 1 - ITEM 2 - CONTROLADORA / INVESTIDORA 3 - DATA DE COMP. CAP. SOCIAL GIANPEGA NEG. E PARTICIP. S/A 27/09/ ITEM 2 - NOME/RAZÃO SOCIAL 3 - CPF/CNPJ 4 - NACIONALIDADE 5 - UF 6 - AÇÕES ORDINÁRIAS/ 7 - % 8 - AÇÕES PREFERENCIAIS 9 - % 10 - AÇÕES/COTAS TOTAL 11 - % COTAS (Unidades) (Unidades) (Unidades) 12 - COMP.CAP.SOC. 29/05/ :08:06 Pág: 11

12 IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL DOS CONTROLADORES E DOS ACIONISTAS COM 5% OU MAIS DE AÇÕES 1 - ITEM 2 - CONTROLADORA / INVESTIDORA 3 - DATA DE COMP. CAP. SOCIAL 002 GIANPEGA NEG. PARTICAÇÃO S/A 14/01/ ITEM 2 - NOME/RAZÃO SOCIAL 3 - CPF/CNPJ 4 - NACIONALIDADE 5 - UF 6 - AÇÕES ORDINÁRIAS/ 7 - % 8 - AÇÕES PREFERENCIAIS 9 - % 10 - AÇÕES/COTAS TOTAL 11 - % COTAS (Unidades) (Unidades) (Unidades) 12 - COMP.CAP.SOC PEDRO GRENDENE BARTELLE ,99 0 0, ,99 ALEXANDRE GRENDENE BARTELLE 1 0,01 0 0,00 1 0,01 TOTAL ,00 0 0, , BRASILEIRA RS BRASILEIRA RS 29/05/ :08:06 Pág: 12

13 IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ VULCABRAS S/A / COMPOSIÇÃO DO CAPITAL SOCIAL 1 - Data da Última Alteração: 28/04/ ITEM 3 - ESPÉCIE DAS AÇÕES 4 - NOMINATIVA 5 - VALOR NOMINAL 6 - QTD. DE AÇÕES 7 - SUBSCRITO 8 - INTEGRALIZADO OU ESCRITURAL (Reais) (Mil) (Reais Mil) (Reais Mil) 01 ORDINÁRIAS ESCRITURAL PREFERENCIAIS PREFERENCIAIS CLASSE A PREFERENCIAIS CLASSE B PREFERENCIAIS CLASSE C PREFERENCIAIS CLASSE D PREFERENCIAIS CLASSE E PREFERENCIAIS CLASSE F PREFERENCIAIS CLASSE G PREFERENCIAIS CLASSE H PREFER. OUTRAS CLASSES TOTAIS /05/ :08:09 Pág: 13

14 IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ VULCABRAS S/A / CAPITAL SOCIAL AUTORIZADO 1 - QUANTIDADE 2 - VALOR 3 - DATA DA AUTORIZAÇÃO (Mil) (Reais Mil) /01/ COMPOSIÇÃO DO CAPITAL AUTORIZADO 1- ITEM 2 - ESPÉCIE 3 - CLASSE 4 - QUANTIDADE DE AÇÕES AUTORIZADAS À EMISSÃO (Mil) 01 ORDINÁRIAS /05/ :08:13 Pág: 14

15 IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ VULCABRAS S/A / PROVENTOS DISTRIBUÍDOS NOS TRÊS ÚLTIMOS ANOS 1 - ITEM 2 - TÉRMINO DO EXERCÍCIO SOCIAL VALOR DISTRIBUIDO 3 - LUCRO OU PREJUÍZO LÍQUIDO NO PERÍODO (Reais Mil) CORREÇÃO/JUROS 4 - PROVENTO 13 - DATA DE INÍCIO DE PAGAMENTO 5 - APROVAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO EVENTO 14 - FATOR CORREÇÃO 15 - DATA POSIÇÃO ACIONÁRIA P/CRÉDITO DO PROVENTO 6 - DATA DA APROVAÇÃO DISTRIBUIÇÃO 16 - OBSERVAÇÃO /12/ AGO/E 11/05/2007 0, , /06/2007 0, ESPÉCIE DAS AÇÕES 8 - CLASSE DAS AÇÕES 9 - MONTANTE DO PROVENTO APROVADO (Reais Mil) 10 -VALOR DO PROVENTO APROVADO POR AÇÃO ORDINÁRIA 495 0, Nº DE PARCELAS DE PGTOS. DIVIDENDO /12/ AGO/E 11/05/2007 0, , /06/2007 0, PREFERENCIAL , DIVIDENDO /12/ AGO 28/04/2008 0, , /06/2008 0, ORDINÁRIA , DIVIDENDO 0 29/05/ :08:16 Pág: 15

16 IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ VULCABRAS S/A / DISPOSIÇÕES ESTATUTÁRIAS DO CAPITAL SOCIAL 1 - ITEM 2 - ESPÉCIE DA AÇÃO 3 - CLASSE 4 - % DO CAPITAL 5 - CONVERSÍVEL 6 - CONVERTE EM 7 - DIREITO A DA AÇÃO SOCIAL VOTO 10 - PRÊMIO 11 - TIPO DE DIVIDENDO 12 - % DIVIDENDO 13 - R$/AÇÃO 14 - CUMULA- TIVO 15 - PRIORITÁ- RIO 8 - TAG ALONG % 16 - CALCULADO SOBRE 9 - PRIORIDADE NO REEMBOLSO DE CAPITAL 17 - OBSERVAÇÃO 01 ORDINÁRIA 100,00 NÃO PLENO 0,00 0,00 0, MODIFICAÇÃO ESTATUTÁRIA/DIVIDENDO OBRIGATÓRIO 1 - DATA DA ÚLTIMA MODIFICAÇÃO DO ESTATUTO 2 - DIVIDENDO OBRIGATÓRIO (% DO LUCRO) 14/01/2008 0,00 29/05/ :08:17 Pág: 16

17 IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ VULCABRAS S/A / REMUNERAÇÃO E PARTICIPAÇÃO DOS ADMINISTRADORES NO LUCRO 1 - PARTICIPAÇÃO DOS ADMINISTRADORES NO LUCRO NÃO 2 - VALOR DA REMUNERAÇÃO GLOBAL DOS 3 - PERIODICIDADE ADMINISTRADORES (Reais Mil) PARTICIPAÇÕES E CONTRIBUIÇÕES NOS TRÊS ÚLTIMOS ANOS 1 - DATA FINAL DO ÚLTIMO EXERCÍCIO SOCIAL: 31/12/ DATA FINAL DO PENÚLTIMO EXERCÍCIO SOCIAL: 31/12/ DATA FINAL DO ANTEPENÚLTIMO EXERCÍCIO SOCIAL: 31/12/ ITEM 5 - DESCRIÇÃO DAS PARTICIPAÇÕES E CONTRIBUIÇÕES 6 - VALOR DO ÚLTIMO 7 - VALOR DO PENÚL- 8 - VALOR DO ANTEPE- EXERCÍCIO TIMO EXERCÍCIO NÚLTIMO EXERCÍCIO (Reais Mil) (Reais Mil) (Reais Mil) 01 PARTICIPAÇÕES-DEBENTURISTAS PARTICIPAÇÕES-EMPREGADOS PARTICIPAÇÕES-ADMINISTRADORES PARTIC.-PARTES BENEFICIÁRIAS CONTRIBUIÇÕES FDO. ASSISTÊNCIA CONTRIBUIÇÕES FDO. PREVIDÊNCIA OUTRAS CONTRIBUIÇÕES LUCRO LÍQUIDO NO EXERCÍCIO PREJUÍZO LÍQUIDO NO EXERCÍCIO /05/ :08:17 Pág: 17

18 IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM DENOMINAÇÃO SOCIAL VULCABRAS S/A. 3 - CNPJ / PARTICIPAÇÕES EM SOCIEDADES CONTROLADAS E/OU COLIGADAS 1- ITEM 2 - RAZÃO SOCIAL DA CONTROLADA/COLIGADA 3 - CNPJ 7 - TIPO DE EMPRESA 8 - INÍCIO ÚLTIMO EXERC. SOCIAL 11 - INÍCIO PENÚLTIMO EXERCÍCIO SOCIAL 12 - FINAL PENÚLTIMO EXERC. SOCIAL 13 - QTD. AÇÕES PENÚLTIMO EXERC. SOCIAL 14 - INÍCIO ANTEPENÚLT. EXERC. SOCIAL (Mil) 4 - CLASSIFICAÇÃO 5 - % PARTICIPAÇÃO NO CAPITAL DA INVESTIDA 9 - FINAL ÚLTIMO EXERC. SOCIAL 15 - FINAL DO ANTEPENÚLT. EXERC. SOCIAL 6 - % PATRIMÔNIO LÍQUIDO DA INVESTIDORA 10 - QTD. AÇÕES ÚLTIMO EXERC. SOCIAL (Mil) 16 - QTD. AÇÕES ANTEPENÚLTIMO EXERC. SOCIAL (Mil) 01 VULCABRAS DO NORDESTE S.A / FECHADA CONTROLADA 99,99 99,99 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS 01/01/ /12/ /01/ /12/ /01/ /12/ /05/ :08:18 Pág: 18

19 IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM DENOMINAÇÃO SOCIAL VULCABRAS S/A. 3 - CNPJ / CARACTERÍSTICAS DA EMISSÃO PÚBLICA OU PARTICULAR DE DEBÊNTURES 1- ITEM 2 - Nº ORDEM 01 UNICO 3 - Nº REGISTRO NA CVM 4 - DATA DO REGISTRO CVM 5 - SÉRIE EMITIDA 6 - TIPO DE EMISSÃO 7 - NATUREZA EMISSÃO 8 - DATA DA EMISSÃO 9 - DATA DE VENCIMENTO 10 - ESPÉCIE DA DEBÊNTURE 11 - CONDIÇÃO DE REMUNERAÇÃO VIGENTE 01/01/2008 U CONVERSÍVEL PARTICULAR 01/01/ /01/2010 FLUTUANTE 3,02% a.a. + TJLP 12 - PRÊMIO/DESÁGIO 13 - VALOR NOMINAL 14 - MONTANTE EMITIDO 15 - Q. TÍTULOS EMITIDOS 16 - TÍTULO CIRCULAÇÃO 17 - TÍTULO TESOURARIA 18 - TÍTULO RESGATADO 19 - TÍTULO CONVERTIDO 20 - TÍTULO A COLOCAR (Reais) (Reais Mil) (UNIDADE) (UNIDADE) (UNIDADE) (UNIDADE) (UNIDADE) (UNIDADE) 100, DATA DA ÚLTIMA REPACTUAÇÃO 22 - DATA DO PRÓXIMO EVENTO 29/05/ :08:18 Pág: 19

20 BREVE HISTÓRICO DA EMPRESA Empresa fundada em Sempre foi uma das líderes de mercado de artigos esportivos. Pioneira em licenciamento de grandes marcas internacionais. Líder em tecnologia de Produto e Processo para produção de tênis de alta tecnologia. Em 1997, como resposta às ameaças das importações, definiu uma estratégia de turn-around que iniciou a mudança das fábricas para o Nordeste. Desde então, é a empresa brasileira que mais cresce no setor, com crescimento em taxa composta (CAGR) de 39% a.a. de 1999 a 2007 e em 2008 obtive um crescimento de 10% na receita bruta Combinada. No segundo semestre de 2002 iniciou produção de confecções esportivas, que em 2006 representou 14% da receita bruta, com grande potencial de crescimento. Em 2003, com objetivo de aumentar sua participação no mercado Argentino, adquiriu a Empresa VDA Artículos Deportivo S/A. Nosso faturamento na Argentina passou de R$57 milhões em 2004 para R$ 212 milhões em 2008, com aproximadamente 4,8 milhões de pares vendidos. Entre 2005 e 2006 passou a patrocinar os times de futebol São Paulo Futebol Clube, Internacional de Porto Alegre e Vasco da Gama, fato que trouxe inúmeros benefícios para a empresa, como divulgação da marca, aumento das vendas, oportunidade para novos negócios, entre outros. Em 2007 adquiriu 99,78% do controle acionário e 99,59% do total das ações da Calçados Azaléia S.A. Neste ano também adquiriu a totalidade das ações da Indular Manufacturas S.A. na Argentina. Em 2008 com aquisição de novas ações da Calçados Azaléia S.A., passou a ter 99,98% do controle acionário 99,84% do total das destas ações. Alem disso, encerrou seu contrato com o Vasco da Gama. Em 2009 a empresa incluiu entre seus times patrocinados o Cruzeiro Esporte Clube de minas Gerais. Com isto, hoje apresenta os seguintes indicadores: Faturamento consolidado de R$2,0 bilhões em mil empregados em dezembro de 2008, sendo 3,1 mil no exterior. 28 fábricas no Brasil, distribuídas nos estados do Ceará, Sergipe, Bahia, Rio Grande do Sul e 1 na Argentina, com capacidade produtiva total superior a 160 mil pares/dia de calçados. Produtos comercializados em mais de 70 países, com unidades comerciais no Chile, Peru, Colômbia, Estados Unidos e China. Líder absoluta no mercado de calçados esportivos no Brasil e vice-líder no segmento de sapatos femininos abertos. A Vulcabras, que tem melhorado o percentual de sua margem bruta nos últimos anos (40% em 2004, 42% em 2005, 45% em 2006 e 47% em 2007) e a margem consolidada em 2008 foi de 39%, projetando ganhos sinérgicos com a integração das operações da Azaléia e Indular.. Neste novo cenário, a empresa tornou-se uma das 10 maiores empresas de material esportivo do mundo. O segmento de material esportivo é seguramente o mais dinâmico do setor, apresentando crescimento acima da média e com melhores expectativas para o futuro. 29/05/ :08:30 Pág: 20

21 BREVE HISTÓRICO DA EMPRESA Ano Evento 1952 Fundada a Companhia Industrial Brasileira de Calçados Vulcanizados S/A; 1953 Inicia produção de calçados de couro com sola de borracha vulcanizada; 1954 Transfere suas instalações para Jundiaí, São Paulo; 1956 Acrescidas novas linhas de produto, como botas de borracha; 1968 Inicia produção de bota de PVC em duas cores; 1969 Inicia produção de calçados de couro com solas de PVC; 1970 Transforma-se em Sociedade Anônima de Capital Aberto; 1973 Passa a denominar-se Vulcabras S/A Industria e Comércio; 1974 Inicia produção de Adidas, após celebração de contrato com Adidas do Brasil Com. De Artigos Esportivos Ltda; 1975 Adquire o controle acionário da Industria de Calçados Vogue (Franca-SP), destinado para o mercado externo; 1976 Inicia produção de calçados sintéticos com solas de PVC; Como parte de plano de distribuição de seus produtos, constitui a Comercial Savian Ltda (Jundiaí); Adquire o controle societário da Calçados Spessoto Ltda, que produz calçados de couro masculinos; Adquire a H. Rocha Claçdos Ltda (Franca-SP), fabricante de calçados finos masculino, transformada em Vegas S/A em 1980; Primeira empresa brasileira a ter os calçados de segurança aprovados pelo Instituto de Pesquisa de Pirmasens (Alemanha); Passa a denominar-se Vulcabras Vogue S/A Industria Comercio e Exportação, subsidiaria da Vulcabras S.A. Industria e Comércio; Inicia operações da divisão Cabreúva, no município de Cabreúva, SP; 1983 Inicia produção de calçados de segurança com solado de poliuretano, pioneira na América Latina; Lança a primeira linha de calçados de proteção individual no trabalho, exclusivamente para as mulheres; Inicia produção de tênis com marca PANDA, pelo processo de autoclave; Incorpora a Transportadora Vulcabrás Ltda e utiliza os seus veículos para participar como sócia da Vulcabras Cargas e Coletivos Ltda; Incorpora a Vegas S/A Industria e Comércio, transformando-a em filial; Estende o objetivo social do Expresso Vulcabras para atuar também no transporte rodoviário e turismo em geral; Contrato de exclusividade com a Puma do Brasil para produção e distribuição de seus produtos; 1990 Incorpora a Calçados Spessoto Ltda, transformando-a em filial; 1992 AGE/O aprova alteração da denominação social para Vulcabras S.A. 1992/3 Busca novas marcas no mercado de couro, BROOKS, LOTTO e REEBOK; Ano do Plano Real: busca por competitividade, qualidade, produtividade e objetividade; Incorpora Comercial Savian e faz ampla reforma administrativa; Considera nova forma de gestão e realiza ampla reengenharia de processos na área de sistema; Inicia fabricação de calçados no Nordeste (Estado do Ceará) através da Vulcanor Industria de Calçados Ltda.; Vulcanor Indústria de Calçados Ltda incorporada na Vulcabras do Nordeste S/A, na cidade de Horizonte, CE; Atua no segmento de calçados esportivos e lazer, sapatos masculinos de couro e botas de borracha e PVC. Líder no segmento de comercialização de botas e líder na modalidade do sapato social 752. Encontra forte concorrência interna e externa no tênis; 1997/8 Consolida fabricação de tênis esportivos, calçados masculinos e botas de borracha e PVC na planta de Horizonte; Assina com Reebok International (USA) contrato de licenciamento e outros que lhe dá direitos de produção e exclusividade de distribuição para os mercados do Brasil e Paraguai; 1998 Passa a atuar como fabricante e distribuidor exclusivo no Brasil dos produtos com a marca KED's; Obtém direito de desenvolver novos produtos de sua própria criação, adaptados ao mercado brasileiro; 1999 Expira contrato de licenciamento com a Adidas, encerrando a produção em dez/99; 2000 Comercial Vulcabras Ltda, até então com uma loja, incorpora seis novas lojas Out-Lets; 2001 Comercial Vulcabras Ltda incorpora três novas lojas no Rio Grande do Sul; Comercial Vulcabras Ltda passa a responder por toda operação de revenda de terceiros; 29/05/ :08:30 Pág: 21

22 BREVE HISTÓRICO DA EMPRESA 2003 Vulcabras do Nordeste S/A adquire 95% da VDA Calzados y Artículos Deportivo S/A, na Argentina, e incorpora RIL Brasil e importadora Ltda; VDA Calzados y Articulos Deportivos S/A possui contrato com a Reebok International para distruição de seus produtos naquele país; 2006 Passa a patrocinar clubes de futebol: São Paulo Futebol Clube, Internacional de Porto Alegre e Vasco da Gama; Em 4 de julho adquire a totalidade das ações da Indular Manufacturas S.A., localizada na Argentina; Em 12 de julho adquire 99,74% do controle acionário e 51,28% do total das ações da Calçados Azaléia S.A. Em 20 de dezembro adquire 71,32% de ações PN da Calçados Azaléia S.A., detendo a partir desta data 99,59% do total das ações da Companhia. Torna-se a maior empresa de calçados e artigos esportivos da América Latina, com perspectivas de faturamento combinado superior a USD1bilhão. Em janeiro de 2008, a Companhia efetuou a 1ª emissão de debêntures conversíveis em ações nos termos do Instrumento Particular de Emissão Privada de Debêntures. Nos meses de janeiro, fevereiro e março de 2008 adquire novas ações da Calçados Azaléia S.A., passando a ter 99,98% do controle acionário 99,84% do total de ações. Em 25 de março de 2008 a Vulcabras S.A e o grupo Adidas anunciam a formação de uma Joint Venture no Brasil. Em 02 de junho de 2008 a VDA Calzados y Artículos Deportivos S/A e o Grupo Adidas anunciaram a formação de uma Joint Venture na Argentina A empresa passa a patrocinar o Cruzeiro Esporte Clube de Minas Gerias. 29/05/ :08:30 Pág: 22

23 CARACTERÍSTICA DO SETOR DE ATUAÇÃO No contexto macroeconômico em meados de setembro 2008 os negócios da economia mundial transcorreram sob pressão acentuada refletindo o acirramento das incertezas da crise financeira internacional. A contração da liquidez contribuiu para um processo de desalavancagem pelos administradores de recursos. Os governos dos principais países desenvolvidos reagiram e atuaram em conjunto com medidas de apoio a seus sistemas financeiros para atenuar a desconfiança dos agentes econômicos e anunciaram reduções nas taxas básicas de juros na tentativa de restaurar a liquidez nos diversos mercados. Nesse cenário, ocorreram quedas nos preços das principais commodities e as preocupações voltaram-se para o nível de enfraquecimento da atividade econômica mundial. No Brasil, o Real de janeiro a julho de 2008, antes da crise, apresentou uma valorização frente ao dólar americano, acumulando uma apreciação de 11,56% depois de ter valorizado 60,45% desde seu valor mais baixo em 22/10/2002 até julho de 2008 quando atinge a taxa de R$ 1,5641/US$. Esta taxa representa a menor quantidade de reais para comprar um dólar americano desde 18/01/1999, quando iniciou o atual regime de taxas cambiais flutuantes. Considerando a analise do dólar americano ao longo de 2008 houve uma desvalorização de 31,94% que cotado a R$2,3370 por dólar no final de 2008 se comparado a cotação de R$ 1,7713 em dezembro de 2007; como reflexo, a inflação, medida pelo IPCA, encerrou 2008 em 5,9%, de acordo com estimativas publicadas pelo IBGE e BCB. As importações de calçados cresceram 37,1% em quantidades, enquanto as exportações brasileiras tiveram uma queda de 6,4% em quantidade, para 166 milhões de pares e uma redução de 1,6% em valor para US$ 1,8 bilhões. No ano de 2008 o Grupo Vulcabras com a aquisição da Calçados Azaléia S.A., no Brasil e a Indular Manufacturas S.A., na Argentina, aquisições estratégicas, que auxiliaram na realização do objetivo definido: conquistar a posição de maior empresa brasileira do setor. Mas até mais importante do que a nova dimensão dos nossos negócios, estas duas aquisições representam movimentos estratégicos que nos possibilitam: - em razão da Azaléia, ter marcas próprias, o que elimina um dos gargalos potenciais ao nosso crescimento futuro. As receitas de marcas próprias representaram 63% do faturamento de Ao mesmo tempo a Vulcabras se consolida em termos de capacitação tecnológica: temos entre todas as empresas brasileiras o maior número de técnicos dedicados às atividades de desenvolvimento de produtos, que compõem uma das mais competentes 29/05/ :08:38 Pág: 23

24 CARACTERÍSTICA DO SETOR DE ATUAÇÃO equipes nas áreas de estilo, conforto e desempenho de nossos calçados e confecções. - em razão da fábrica da Indular, teremos acesso privilegiado ao mercado argentino, que tem se caracterizado por medidas de política industrial afirmativa do governo argentino que visa incentivar a produção local pela via de restrições às importações. Com marcas próprias fortes e líderes de mercado, como são Olympikus, Azaléia, Dijean, Funny e Opanka, e com a renovação de nossa parceria com a marca Reebok, que agora vai até o final de a Vulcabras é uma empresa muito mais forte, adequadamente diversificada e com fundamentos ainda mais sólidos. Com isso, no ano de 2008 o Grupo Vulcabras atingiu uma receita operacional bruta de vendas R$2.000,9 milhões e em volume de vendas temos milhões de pares de calçados e milhões de peças de confecção, o que representou um aumento de 52,8% ou R$691,0 milhões, comparados aos R$1.309,9 milhões em 2007, onde em volume de vendas tivemos milhões de pares de calçados e milhões de peças. Esse aumento decorreu principalmente dos seguintes fatores: Mercado Interno. Nossas vendas no mercado interno atingiram R$1.647,2 milhões em 2008, o que representou um aumento de 50,3% ou R$551,3 milhões, comparados aos R$1.095,9 milhões em Essa variação decorreu principalmente ao ganho de market share no mercado interno e aumento de preços com produtos de maior valor agregado. Mercado Externo. Nossas vendas no mercado externo atingiram R$353,8 milhões em 2008, o que representou um aumento de 65,33% ou R$139,8 milhões, comparados aos R$214,0 milhões em Esse aumento decorreu principalmente pelo aumento de 43,6 milhões nas vendas da controlada VDA Calzados Y Artículos Deportivos S/A. Nos últimos anos, o Brasil tem apresentado um papel importante na história do calçado. O maior país da América Latina é um dos mais destacados fabricantes de manufaturados de couro, detendo o terceiro lugar no ranking dos maiores produtores mundiais, tendo ainda uma importante participação na fatia de calçados femininos que aliam qualidade a preços acessíveis. Além disso, é o quinto maior exportador mundial de calçados. Apesar da concentração de empresas de grande porte estar localizada no estado do Rio Grande do Sul, a produção brasileira de calçados vem 29/05/ :08:38 Pág: 24

25 CARACTERÍSTICA DO SETOR DE ATUAÇÃO gradativamente sendo distribuída em outros pólos, localizados nas regiões Sudeste e Nordeste do país, com destaque para o interior do estado de São Paulo (cidades de Jaú, Franca e Birigui) e estados emergentes, como Paraíba, Ceará e Bahia. Há também crescimento na produção de calçados no estado de Santa Catarina (região de São João Batista), vizinho do Rio Grande do Sul e em Minas Gerais (região de Nova Serrana). A indústria da calçados no Brasil, hoje contempla mais de 8 mil unidades, que produzem aproximadamente 808 milhões de pares/ano, sendo que 180 milhões são destinados à exportação. O setor é um dos que mais gera emprego no país. Em 2007, cerca de 300 mil trabalhadores atuavam diretamente na indústria. A grande variedade de fornecedores de matéria prima, máquinas e componentes, aliada à tecnologia de produtos e inovações, faz do setor calçadista brasileiro um dos mais importantes do mundo. São mais de 1500 indústrias de componentes instaladas no Brasil, mais de 400 empresas especializadas no curtimento e acabamento do couro, processando anualmente mais de 30 milhões de peles e cerca de uma centena de fábricas de máquinas e equipamentos, conforme dados da ABICALÇADOS > <. 29/05/ :08:38 Pág: 25

26 PERÍODOS DE SAZONALIDADE NOS NEGÓCIOS Tradicionalmente as vendas são maiores a partir do segundo semestre. 29/05/ :08:45 Pág: 26

27 IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM DENOMINAÇÃO SOCIAL VULCABRAS S/A. 3 - CNPJ / PRODUTOS E SERVIÇOS OFERECIDOS 1- ITEM 2 - PRINCIPAIS PRODUTOS E/OU SERVIÇOS 3 - % RECEITA LÍQUIDA 01 CALÇADOS ESPORTIVOS E CONFECÇÕES - LINHA REEBOK/OLYMPIKUS 77,00 02 CALÇADOS FEMININOS 21,00 03 BOTAS DE BORRACHA E PVC 2,00 29/05/ :08:45 Pág: 27

28 IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM DENOMINAÇÃO SOCIAL VULCABRAS S/A. 3 - CNPJ / MATÉRIAS PRIMAS E FORNECEDORES 1- ITEM 2 - MATÉRIA PRIMA 7 - NOME DO FORNECEDOR 8 - TIPO DE FORNECEDOR 3 - IMPORTAÇÃO 4 - VALOR DA 5 - DISPONÍVEL IMPORTAÇÃO MERCADO (Reais Mil) LOCAL 6 - DISPONÍVEL MERCADO EXTERNO 9 - % DE FORNECIMENTO SOBRE O TOTAL DAS COMPRAS DA CIA. 01 SOLADOS E INJETAVEIS INJECT INDUSTRIA DE INJETADOS LTDA 02 TECIDOS TEXTIL MATEC LTDA 03 SINTÉTICOS CARTONAGEM JAUENSE LTDA 04 PRODUTOS QUÍMICOS KARINA INDUSTRIA E COMERCIO DE PLÁSTICOS 05 SINTÉTICOS CIPATEX IMPREGNADORA DE PAPÉIS E TECIDOS NÃO LIGADO NÃO LIGADO NÃO LIGADO NÃO LIGADO NÃO LIGADO NÃO 0 SIM SIM 6,18 NÃO 0 SIM SIM 4,89 NÃO 0 SIM SIM 2,51 NÃO 0 SIM SIM 1,90 NÃO 0 SIM SIM 1,16 29/05/ :08:45 Pág: 28

29 IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM DENOMINAÇÃO SOCIAL VULCABRAS S/A. 3 - CNPJ / CLIENTES PRINCIPAIS POR PRODUTOS E/OU SERVIÇOS 1- ITEM 2- ITEM 3 - NOME DO PRODUTO/ NOME DO CLIENTE 4 - % DE PARTICIPAÇÃO DO CLIENTE NA RECEITA LÍQUIDA 001 CALÇADOS E CONFECÇÕES REEBOK PRODUTOS ESPORTIVOS BRASIL LTDA 19, CALÇADOS E CONFECÇÕES DI SANTINNI COML. DE CALÇADOS LTDA 1, CALÇADOS E CONFECÇÕES VDA CALZADOS Y ARTICULOS DESPORTIVOS (ARGENTINA) 1, CALÇADOS E CONFECÇÕES CASA PIO CALÇADOS LTDA 0, CALÇADOS E CONFECÇÕES PAQUETA CALÇADOS LTDA 0,71 29/05/ :08:46 Pág: 29

30 PROCESSO DE PRODUÇÃO CRITÉRIOS DE APURAÇÃO (i) (ii) (iii) Matérias-primas, insumos e estoques gerais valorizadas ao custo médio ponderado e as mesmas são incluídas no processo de produção nas seguintes etapas: corte, costura, montagem. Cada uma dessas etapas são valorizadas pelo custo médio de produção, tendo os valores agregados de cada etapa incluídos no seu custo. Os custos diretos de produção têm sua composição com os seguintes gastos: consumo de matéria-prima, matéria-prima para matrizes, material de embalagem, outros insumos consumidos no processo produtivo, matrizes para os produtos fabricados, formas, navalhas, provisões para ajustes de inventário, mão de obra direta e seus encargos e a mão-de-obra da indústria de componentes e de matrizes. Os custos indiretos de produção têm sua composição com os seguintes gastos: outros insumos, salários e encargos, serviços de manutenção, serviços de terceiros, gastos gerais de fabricação. Estrutura do processo de produção FLUXOGRAMA DE APURAÇÃO DOS CUSTOS ALMOXARIFADO PU - Poliuretano Matéria-Prima Mantas Borracha Matéria-Prima Placas de EVA Matéria-Prima PVC / TR Matéria- Prima Corte Sola MP+MOD+ Gastos gerais Entressola MP+MOD+ Gastos gerais SOLADOS MP+MOD+Gastos Gerais CABEDAL MP+MOD+ Gastos Gerais MONTAGEM MP + MOD + Gastos Gerais EXPEDIÇÃO 29/05/ :08:53 Pág: 30

31 PROCESSO DE PRODUÇÃO Descrição das etapas do Calçado - Cortes Corte de matérias Primas de origem natural (couro) e sintéticos. Os equipamentos básicos são Balancins hidráulicos e sistema de corte automático. - Pesponto Os componentes da parte superior dos calçados são unidos através de costuras executadas por máquinas industriais convencionais e automáticas - Montagem Os cabedais são montados sobre palmilhas, em transportadores. Conforme a finalidade do calçado, a montagem pode ser a adesivo, ou não. A montagem é efetuada em formas de plásticos. - Preparação de Misturas Os solados usados (borracha, PVC) são previamente formulados e misturados, conforme as especificações de cada tipo de calçados. - Preparação de Solas As solas de borracha são confeccionadas antes da afixação em prensas vulcanizadores (borracha) ou em injetoras (PVC). - Afixação das Solas As solas pré-fabricadas de borracha são colocados a frio. As solas de PVC são, pôr sua vez, injetadas diretamente sobre o cabedal, sob elevada pressão e temperatura. - Os Calçados já prontos São preparados e embalados para o envio aos clientes. Descrição das etapas da Confecção - Cortes Corte de matérias Primas de origem nacional. Os equipamentos são máquinas de cortes computadorizadas e sistema manual. - Preparação As peças são bordadas e serigrafadas. - Costura São realizadas por máquinas convencionais do mercado. - Acabamento É realizado por sistemas manuais. 29/05/ :08:53 Pág: 31

32 PROCESSO DE COMERCIALIZAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO, MERCADOS E EXPORTAÇÃO A política de venda utilizada pelo Grupo Vulcabras azaleia abrange todo território nacional e o exterior comercializando calçados, artigos esportivos e PVC fabricados pelo grupo. As vendas são pulverizadas e distribuídas entre os segmentos de atuação da companhia. COMERCIALIZAÇÃO Mercado Interno, as vendas atendem a todo território nacional, subdividido em regiões geográficas, através de representantes autônomos, os quais mantemos relações estritamente comerciais e os mesmos são representados por pessoas jurídicas sediadas nas principais capitais do país, além das vendas realizadas para grandes redes varejistas e lojas especializadas. Mercado externo, a empresa vende através de exportação direta por sua distribuidora localizada na Argentina que é sua subsidiária integral VDA Calzados y Artículos Deportivos S/A responsável pela venda de calçados e confecções. Para auxiliar nas vendas para Argentina e diminuir a dependência do real como moeda principal, existe uma unidade produtora a Indular Manufacturas S.A. que contribuirá com o aumento da produção dos produtos auxiliando a nossa capacidade de distribuição. O Grupo Vulcabras azaleia possui distribuidoras em diversos paises como: Azaléia USA Inc., Calzados Azaléia Colômbia Ltda, Calzados Azaléia Peru S.A. e Azaléia Chile S.A.. DISTRIBUIÇÃO A distribuição física é feita através de transportadoras autorizadas que possuem contratos de transporte e distribuição com a empresa. Estes contratados possuem prazo de entregas pré-estabelecidos que garantem o serviço de entrega de nossos produtos. 29/05/ :09:00 Pág: 32

33 POSICIONAMENTO NO PROCESSO COMPETITIVO Concorrência O mercado de calçados é muito competitivo, tanto no Brasil como no exterior. Enfrentamos competições significativas nos segmentos que atuamos razão pela qual, temos uma estratégia de diversificação entre o mercado interno e externo e atuamos em vários segmentos. Nossos diferenciais competitivos são a força de nossas marcas (Olympikus, Reebok, OLK, Azaléia, AZ, Dijean, Funny e Opanka), licenciamento, capacidade de inovação tecnológica, uma agressiva estratégia de marketing, além de possuir um processo produtivo diferenciado. Nos quatro segmentos que atendemos: Calçados esportivos (tênis de performance e lazer): Com a entrada de novas marcas importadas, houve uma divisão e competição maior no mercado. Nesse segmento há competidores específicos nos importados e nos tênis de marca nacionais e hoje a empresa possui sua marca própria a Olympikus. Botas de Borrachas e PVC: Dado a nossa tradicional qualidade, mantivemos neste ano nossa liderança nesse segmento com as tradicionais Botas de Borracha e PVC. Confecções esportivas Iniciou a produção de confecções esportivas das marcas que administra em complemento aos calçados esportivos para os mercados internos e externos, além de trabalhar e investir na sua marca própria Olympikus. Calçados Femininos O mercado feminino de calçados é um dos mais dinâmicos e com muito potencial de crescimento. 29/05/ :09:02 Pág: 33

34 PRINCIPAIS PATENTES, MARCAS COMERCIAIS E FRANQUIAS Nossas Marcas A Vulcabras azaleia possui um portfolio completo de calçados para o consumidor brasileiro, com marcas líderes no Brasil e com presença em mais de 40 países. A empresa aposta em pesquisa e tecnologia de ponta no desenvolvimento de produtos inovadores e valoriza a produção própria, garantindo qualidade e eficiência nas operações, com custos competitivos e o melhor atendimento ao cliente. A integração entre as empresas Vulcabras e Azaleia possibilitou ganhos em eficiência. A experiência de cada marca contribuiu para a tomada de decisões e o resultado é um conhecimento maior do mercado para o desenvolvimento e a aplicação das estratégias de Marketing das marcas esportivas, femininas e de chinelos. Em 2008, a área de desenvolvimento de produtos, sobretudo de calçados femininos, recebeu um investimento importante em novas ferramentas eletrônicas e mudanças de processos, o que a tornou mais ágil, produtiva e eficaz, reduzindo o prazo de lançamento de produtos. As coleções das marcas femininas foram reduzidas e concentradas, gerando excelente resultado na produção. Marcas esportivas A Olympikus é a marca líder no Brasil, conforme a Latin Panel. É a marca associada ao DNA do esporte nacional, patrocinando o Comitê Olímpico Brasileiro e desenvolvendo materiais e tecnologia para atletas de 28 modalidades esportivas. A marca também é patrocinadora da Confederação Brasileira de Vôlei e dos astros da Seleção Brasileira masculina de vôlei, Giba e Bernardinho. Juntam-se a este grupo os novos patrocinados: Bruninho, levantador da Seleção masculina, Fabi e Paula Pequeno, respectivamente líbero e atacante campeãs olímpicas pela Seleção feminina, e José Roberto Guimarães, treinador campeão olímpico com o time masculino em Barcelona-92 e com o feminino em Pequim-08. A marca ainda está presente como fornecedora de material esportivo dos clubes Rexona-Ades e Cimed, atuais campeões da Superliga de vôlei. A associação entre patrocínios, marketing e investimentos em tecnologia, possibilitou a Olympikus desenvolver produtos que competem com as grandes marcar internacionais. A Olympikus oferece ao mercado uma linha de calçados com alto valor percebido e está presente nas melhores lojas esportivas do país. O ano de 2008 foi marcado pela presença em um evento internacional, os Jogos Olímpicos de Pequim. As ações tinham como foco a grande visibilidade dos atletas brasileiros na China. Foi criada a campanha "Conspiração Pequim", a maior da história da marca. Só em mídia, de janeiro a dezembro, foram mais de 700 inserções na TV Globo, o que fez com que 148 milhões de brasileiros fossem impactados. A Olympikus vestiu os 450 integrantes da Delegação Brasileira em Pequim e de outros sete países latinoamericanos. Foram produzidas mais de 53 mil peças para atender aos atletas, nas 28 modalidades esportivas. Também se fez presente nos Jogos Paraolímpicos, fornecendo 14 mil peças. Além disso, as seleções masculina e feminina de vôlei receberam atenção especial com uma nova coleção, com o que há de mais moderno em tecnologia e design. A Olympikus recebeu, em 2008, prêmios que valorizam o trabalho de longo prazo com o esporte nacional. Com o case Batendo Recordes, que resume o sucesso na estratégia para os Jogos Pan-americanos Rio 2007 e Beijing 2008, conquistou o prêmio Marketing Best Ainda com esse case, a Olympikus foi a única empresa da América Latina a ser premiada no New York Festivals Advertising and Marketing Effectiveness (AME 2008), na categoria Branding. Para aferir a eficácia de estratégias de comunicação local, regional ou nacional em um contexto global, o AME Awards analisa o efeito real da campanha em relação aos seus objetivos dentro de sua categoria de produtos e serviços. 29/05/ :09:10 Pág: 34

35 PRINCIPAIS PATENTES, MARCAS COMERCIAIS E FRANQUIAS O constante desenvolvimento de novas tecnologias nos calçados, a diversificação no portfólio de confecções e o patrocínio a clubes e jogadores de futebol permitiram à marca um excelente resultado em Destaca-se mais uma vez a consolidação das operações da Reebok no Brasil e na Argentina, administradas pela Vulcabras azaleia. O posicionamento e a participação de mercado nestes dois países são reconhecidamente os melhores da marca no mundo. O constante investimento na área de desenvolvimento de produtos de alta performance e na produção local faz com que mais de 70% das vendas de Reebok no Brasil sejam de coleções desenvolvidas pela empresa, atingindo todas as faixas de preços e segmentos de mercados. Na Francal, feira internacional de calçados, acessórios de moda, máquina e componentes, que aconteceu em julho, em São Paulo, a marca mostrou ao público a solenidade de apresentação do piloto de Formula 1 e, posteriormente, campeão mundial, Lewis Hamilton como Embaixador Mundial da Reebok. A campanha publicitária Your Move, que reproduz no Brasil imagens, símbolos e a apresentação da marca adotados no exterior, com valorização do estilo pessoal de cada consumidor na escolha e uso dos produtos para esportes e exercícios, foi expandida. Em 2008, a Reebok apostou em ações diferenciadas com os clubes de futebol patrocinados. A coleção de produtos oficiais e para prática de futebol chega a 187 modelos. No segmento de confecções, o ano iniciou com o lançamento dos novos uniformes oficiais dos times patrocinados São Paulo Futebol Clube (SP), Internacional (RS) e Clube de Regatas Vasco da Gama (RJ). No primeiro semestre de 2008, chegaram ao mercado sete novos modelos de camisas em estilo retrô para os três times. Em dezembro, foram lançadas as camisas especiais (para comemorar o Hexacampeonato Brasileiro do São Paulo) e América Colorada (para marcar a conquista inédita da Copa Sulamericana pelo Inter). A Reebok fechou o ano com mais um time patrocinado: a partir de agora, a marca passa a fornecer os uniformes oficiais do Esporte Clube Cruzeiro (MG), além de uma coleção de acessórios e moda casual. Em setembro, houve o lançamento do projeto de varejo com o São Paulo Futebol Clube, a SAO STORE, com séries limitadas e exclusivas de produtos inspirados no time paulista. Até o fim do ano, foram inauguradas três unidades da SAO STORE e o projeto inclui a inauguração de mais lojas em Em novembro, foi inaugurada a loja Intersport, oficial do Internacional, no Estádio Beira-Rio. Estes projetos se tornaram um case de sucesso entre os clubes e as marcas esportivas que patrocinam times de futebol. Neste trimestre, a OLK renovou contrato com o apresentador Luciano Huck até 2010 como embaixador da marca e lançou o filme Trava Línguas, veiculado na Rede Globo e em materiais de ponto-de-venda, apresentando o conceito "Com OLK não tem erro. Luciano Huck é embaixador da marca desde 2006 e é considerado um dos maiores formadores de opinião do Brasil para o público de OLK. Por não ser um atleta, Luciano personaliza a proposta da OLK, associada ao estilo urbano. Marcas Femininas O segundo semestre representou uma grande evolução no volume de vendas das marcas femininas, confirmando o prestígio dessas marcas, especialmente a Azaleia, que tem uma associação direta com a mulher brasileira. O resultado de vendas nos seis últimos meses do ano foi surpreendente e acima da média dos anos anteriores. 29/05/ :09:10 Pág: 35

36 PRINCIPAIS PATENTES, MARCAS COMERCIAIS E FRANQUIAS A gestão de branding é um dos grandes diferenciais da Azaleia. A marca feminina mais importante do país, com forte lembrança entre as consumidoras brasileiras e prestígio no mercado, está presente nos melhores pontos de venda do Brasil e em muitos países no exterior. É a marca feminina brasileira de calçados com maior presença em mídia no horário nobre da TV Globo. Em 2008, foi lançada a campanha Mulher Brasileira. A Grande Inspiração da Azaleia, protagonizada pela atriz Grazi Massafera, que buscou reforçar a identidade da marca com a consumidora brasileira. A parceria de quatro anos com a atriz foi extremamente bem-sucedida, o que levou ao lançamento de uma nova linha no portfolio das marcas femininas. Em dezembro, a empresa celebrou uma parceria inédita com Grazi Massafera, que deixou de ser garota-propaganda da Azaleia para lançar um produto licenciado que unisse moda, arte e responsabilidade social, com parte da renda revertida para o Grupo carioca Nós do Morro. A sandália Grazi Azaleia foi apresentada aos lojistas com exclusividade na Couromoda, feira de calçados que aconteceu em janeiro de 2009, e foi muito bem recebida. Na Couromoda, aliás, a Vulcabras azaléia teve o maior estande de todas as edições, o que possibilitou à empresa apresentar a sua grande diversidade de marcas e produtos. No mercado latino-americano, onde a marca tem forte presença em países como Chile, Peru, Bolívia, Equador e Colômbia, foi lançada uma campanha publicitária exclusiva, com o conceito Todas las mujeres tienen mucho de Azaleia. Dentro do guarda-chuva da Azaleia, destaca-se a AZ, marca lançada em 2006 que caracteriza-se por coleções com design arrojado e materiais diferenciados. O plano de mídia da marca incluiu anúncios publicitários nas revistas Caras e Contigo!. Para acompanhar os lançamentos da marca AZ na Couromoda, foi lançado um novo conceito de campanha, que fala diretamente com as consumidoras: Saia da paisagem. Nos anúncios e no material de ponto-devenda, a modelo aparece em destaque sob uma cidade. A estratégia de mídia inclui anúncios com páginas duplas nas revistas Caras e Contigo, durante todo o ano, atingindo mais de 2, 5 milhões de leitoras. A marca adolescente Dijean permite a Vulcabras azaleia estar em constante evolução através do monitoramento do comportamento dos jovens. Em 2008, uma nova campanha publicitária e logomarca foram lançadas, reflexo da mudança no posicionamento da marca a partir de pesquisa qualitativa com as adolescentes. A campanha publicitária apresentou ao mercado a nova garota Dijean, repleta de características das adolescentes. O destaque da Dijean para 2008 foi o lançamento da Dijean Neo, voltada para uma geração de adolescentes globalizada, independente, inteligente e conectada, ou seja, Neo. A linha Neo é 100% produzida em EVA (Espuma Vinílica Acetinada), possui design diferenciado e cores variadas. O nome da linha foi a base para o conceito da campanha publicitária, O Novo É Neo, que reuniu jovens talentos em diferentes segmentos moda, música, artes, tv, cinema, mundo digital e esportes na Geração Neo. 29/05/ :09:10 Pág: 36

37 PRINCIPAIS PATENTES, MARCAS COMERCIAIS E FRANQUIAS Para a marca voltada aos tweeds (pré-adolescente), a campanha Funny Fighters, inspirada no toy art, foi o destaque em Na feira de calçados Francal, o licenciamento Bratz Funny trouxe como novidade ao mercado três modelos acompanhados de brindes para este público. Na linha de chinelos Opanka, foi lançado na Francal um modelo com tiras mais largas que as convencionais para atingir uma maior quantidade de consumidores. A exposição no ponto-de-venda foi estrategicamente trabalhada para dar destaque ao produto. Em setembro, entrou no ar o novo site da Opanka, com destaque para o advergame Com o pé nas férias. 29/05/ :09:10 Pág: 37

Data-Base - 31/12/2002

Data-Base - 31/12/2002 IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS Data-Base - 31/12/2002 Reapresentação por Exigência CVM Nº GEA2/N506/02 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ HELBOR EMPREENDIMENTOS S.A / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ HELBOR EMPREENDIMENTOS S.A / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/27 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 7 - SITE 9 - TELEFONE 14 - FAX 10 - TELEFONE 11 - TELEFONE 12 - TELEX

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 7 - SITE 9 - TELEFONE 14 - FAX 10 - TELEFONE 11 - TELEFONE 12 - TELEX CVM COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS IAN INFORMAÇÕES ANUAIS DataBase 31/12/1998 Reapresentação por Exigência CVM Nº CVM/GEA1/199 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ UNIPAR - UNIÃO DE INDS. PETROQUÍMICAS SA / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ UNIPAR - UNIÃO DE INDS. PETROQUÍMICAS SA / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/28 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ CAROACI PARTICIPAÇÕES S.A / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ CAROACI PARTICIPAÇÕES S.A / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/21 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ PORTOBELLO SA / Avenida das Américas nº 3959 Sala 116

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ PORTOBELLO SA / Avenida das Américas nº 3959 Sala 116 ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/23 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ FRAS-LE SA / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ FRAS-LE SA / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS. 4 - NIRE 433..43.5 1.2 - SEDE 1 - ENDEREÇO COMPLETO

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ CAROACI PARTICIPAÇÕES S.A / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ CAROACI PARTICIPAÇÕES S.A / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/23 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ BOMBRIL SA / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ BOMBRIL SA / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/26 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ ODONTOPREV S.A / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ ODONTOPREV S.A / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/27 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

Mensagem da Presidência

Mensagem da Presidência Divulgação do Resultado 2008 Mensagem da Presidência Jundiaí (SP), 16 de março de 2009 2008 foi o ano em que nos consolidamos na posição de maior produtor de calçados e artigos esportivos da América Latina.

Leia mais

2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 9 - TELEFONE 0000-0000 14 - FAX 0000-0000 10 - TELEFONE 11 - TELEFONE 12 - TELEX

2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 9 - TELEFONE 0000-0000 14 - FAX 0000-0000 10 - TELEFONE 11 - TELEFONE 12 - TELEX IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS. 01.01 - IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO CONTEXTO OPERACIONAL

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO CONTEXTO OPERACIONAL RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO CONTEXTO OPERACIONAL O cenário do mercado brasileiro de brinquedos não teve grandes alterações em relação ao ocorrido em 2010. A Associação dos Fabricantes de Brinquedos ABRINQ,

Leia mais

INDICADORES DE DESEMPENHO

INDICADORES DE DESEMPENHO DE DESEMPENHO Indicadores relacionados com o faturamento Faturamento (valor) Faturamento no Exterior (valor) Faturamento Estimado (valor) Evolução do Faturamento (valor ou %) Evolução do Faturamento estimado

Leia mais

2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ ROSSI RESIDENCIAL S/A 9 - TELEFONE 14 - FAX 10 - TELEFONE 11 - TELEFONE 12 - TELEX

2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ ROSSI RESIDENCIAL S/A 9 - TELEFONE 14 - FAX 10 - TELEFONE 11 - TELEFONE 12 - TELEX O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS. 1 CÓDIGO CVM 016306 4 DENOMINAÇÃO COMERCIAL 2

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ DROGASIL SA / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ DROGASIL SA / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/27 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

TOTVS S/A 1ª Emissão de Debêntures. 1ª e 2ª Séries. Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015

TOTVS S/A 1ª Emissão de Debêntures. 1ª e 2ª Séries. Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015 TOTVS S/A 1ª Emissão de Debêntures 1ª e 2ª Séries Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015 PARTICIPANTES EMISSORA COORDENADOR(ES) ESCRITURADOR LIQUIDANTE TOTVS S/A Banco

Leia mais

Odebrecht Serviços e Participações S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009

Odebrecht Serviços e Participações S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 Odebrecht Serviços e Participações S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 Balanço patrimonial em 31 de dezembro de 2009 Em milhares de reais Ativo Passivo e patrimônio líquido Não circulante

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01176-2 VULCABRAS SA 50.926.955/0001-42 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01176-2 VULCABRAS SA 50.926.955/0001-42 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/1999 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

VULCABRAS S.A. CNPJ/MF nº / NIRE ATA DE REUNIÃO DE CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

VULCABRAS S.A. CNPJ/MF nº / NIRE ATA DE REUNIÃO DE CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO VULCABRAS S.A CNPJ/MF nº 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014-910 ATA DE REUNIÃO DE CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DATA, HORÁRIO E LOCAL: Aos 12 dias do mês de março de 2008, às 16 horas, na sede social da VULCABRAS

Leia mais

2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF RJ 14 - FAX. Av. Farrapos, 1811

2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF RJ 14 - FAX. Av. Farrapos, 1811 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS. 1 - CÓDIGO CVM 003980 4 - DENOMINAÇÃO COMERCIAL

Leia mais

FACULDADE CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE Rua Professor Pedreira de Freitas, 401/415 Fone: Tatuapé

FACULDADE CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE Rua Professor Pedreira de Freitas, 401/415 Fone: Tatuapé de Oliveira 1.(Analista de Gestão Corporativa-Contabilidade-Empresa de Pesquisa Energética-2010-Cesgranrio) Considere a operação a seguir. A Cia. Ordem e Progresso, após a apuração do seu resultado, efetuou

Leia mais

FORJAS TAURUS S.A. 3T11

FORJAS TAURUS S.A. 3T11 FORJAS TAURUS S.A. 3T11 Cotações (30-09-11): FJTA3 R$ 1,91 FJTA4 R$ 1,79 Porto Alegre, 11 de novembro de 2011 - A Forjas Taurus S.A. (Bovespa: FJTA3, FJTA4), maior produtora de armas curtas da América

Leia mais

Aviso Importante Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Restoque ou Companhia )

Aviso Importante Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Restoque ou Companhia ) Aviso Importante Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Restoque ou Companhia ) Esta apresentação pode conter certas declarações e informações prospectivas a respeito da Restoque Comércio e Confecções

Leia mais

APRESENTAÇÃO INVESTIDORES FRAS-LE SA.

APRESENTAÇÃO INVESTIDORES FRAS-LE SA. APRESENTAÇÃO INVESTIDORES FRAS-LE SA 1 Esta apresentação contém informações futuras. Tais informações não são fatos históricos, mas refletem as metas e expectativas da direção da Companhia. As palavras

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ VULCABRAS S/A / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ VULCABRAS S/A / CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 30/09/2008 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS

Leia mais

Formulário Cadastral BANCO BRADESCO S.A. Versão : 3. Dados gerais 1. Endereço 2. Valores mobiliários 3. Auditor 4. Escriturador de ações 5

Formulário Cadastral BANCO BRADESCO S.A. Versão : 3. Dados gerais 1. Endereço 2. Valores mobiliários 3. Auditor 4. Escriturador de ações 5 Índice Dados Cadastrais Dados gerais 1 Endereço 2 Valores mobiliários 3 Auditor 4 Escriturador de ações 5 DRI ou pessoa equiparada 6 Departamento de acionistas 7 1. Dados gerais Nome empresarial Data de

Leia mais

A Companhia. Destaques. da Controladora. do Consolidado RESULTADOS DO 4T14 1/9. Fundada em 1950, a Companhia Grazziotin teve seu capital aberto

A Companhia. Destaques. da Controladora. do Consolidado RESULTADOS DO 4T14 1/9. Fundada em 1950, a Companhia Grazziotin teve seu capital aberto A Companhia Passo Fundo, 05 de março de 2014 Fundada em 1950, a Companhia Grazziotin teve seu capital aberto Dados em 31/12/2014 em 1979. Desde 1950 Grazziotin PN (CGRA4) R$ 17,28 Sua sede fica em Passo

Leia mais

Divulgação do Resultado 2T2007

Divulgação do Resultado 2T2007 Divulgação do Resultado 2T2007 RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 1º SEMESTRE DE 2.007 Símbolo na BOVESPA: VULC3 e VULC4 Quantidade de ações: ON Ordinárias: 35.000.000 PN Preferenciais: 35.000.000 Total: 70.000.000

Leia mais

CÁLAMO DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS DE BELEZA S.A. 2ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2016

CÁLAMO DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS DE BELEZA S.A. 2ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2016 CÁLAMO DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS DE BELEZA S.A. 2ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2016 Rio de Janeiro, 28 de Abril de 2017. Prezados Senhores Debenturistas, Na

Leia mais

SANTANDER LEASING S.A. ARRENDAMENTO MERCANTIL. 5ª Emissão Pública de Debêntures Não Conversíveis Ações em Série Única da Espécie Subordinada

SANTANDER LEASING S.A. ARRENDAMENTO MERCANTIL. 5ª Emissão Pública de Debêntures Não Conversíveis Ações em Série Única da Espécie Subordinada SANTANDER LEASING S.A. ARRENDAMENTO MERCANTIL 5ª Emissão Pública de Debêntures Não Conversíveis Ações em Série Única da Espécie Subordinada Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício 2013 RELATÓRIO

Leia mais

Resultados 3T10 e 9M10

Resultados 3T10 e 9M10 Slide 1 Conference Call 16/11/2010 16:00 hs Resultados 3T10 e 9M10 Slide 2 2 Márcio Utsch CEO Slide 3 3 Lucro líquido maior 3T10 e Aumentos dos volumes de vendas no Brasil e no exterior Marcas líderes

Leia mais

CÁLAMO DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS DE BELEZA S.A. 2ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015

CÁLAMO DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS DE BELEZA S.A. 2ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015 CÁLAMO DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS DE BELEZA S.A. 2ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015 Rio de Janeiro, 29 de Abril de 2016. Prezados Senhores Debenturistas, Na

Leia mais

Questionário Simplificado

Questionário Simplificado Contrato BNDES/FINEP/FUJB Arranjos e Sistemas Produtivos Locais e as Novas Políticas de Desenvolvimento Industrial e Tecnológico Questionário Simplificado A ser aplicado nas pequenas empresas Fevereiro/2000

Leia mais

Formulário Cadastral Altus Sistemas de Automação S/A Versão : 1. Dados gerais 1. Endereço 2. Valores mobiliários 3.

Formulário Cadastral Altus Sistemas de Automação S/A Versão : 1. Dados gerais 1. Endereço 2. Valores mobiliários 3. Índice Dados Cadastrais Dados gerais 1 Endereço 2 Valores mobiliários 3 Auditor 4 Escriturador de ações 5 DRI ou pessoa equiparada 6 Departamento de acionistas 7 1. Dados gerais Nome empresarial Data de

Leia mais

FATURAMENTO ( MMR$ )

FATURAMENTO ( MMR$ ) RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO CENÁRIO E MERCADO No 1º semestre de 2000 os principais indicadores conjunturais confirmaram o processo de recuperação da economia brasileira. O fluxo de investimentos no Brasil,

Leia mais

Emissora: MRV ENGENHARIA E PARTICIPACOES S.A.

Emissora: MRV ENGENHARIA E PARTICIPACOES S.A. Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2014 Emissora: MRV ENGENHARIA E PARTICIPACOES S.A. Quinta Emissão De Debêntures Simples 1 CARACTERÍSTICAS DA EMISSORA NOME EMPRESARIAL: MRV ENGENHARIA

Leia mais

CÁLAMO DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS DE BELEZA S.A. 2ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014

CÁLAMO DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS DE BELEZA S.A. 2ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014 CÁLAMO DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS DE BELEZA S.A. 2ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2015. Prezados Senhores Debenturistas,

Leia mais

MARISA LOJAS S.A. EXERCÍCIO DE 2016

MARISA LOJAS S.A. EXERCÍCIO DE 2016 MARISA LOJAS S.A. 3ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2016 Rio de Janeiro, 28 de Abril de 2017. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade de Agente Fiduciário

Leia mais

ANÚNCIO DE ENCERRAMENTO DA 2ª EMISSÃO DEBÊNTURES SIMPLES, NÃO CONVERSÍVEIS EM AÇÕES DA

ANÚNCIO DE ENCERRAMENTO DA 2ª EMISSÃO DEBÊNTURES SIMPLES, NÃO CONVERSÍVEIS EM AÇÕES DA ANÚNCIO DE ENCERRAMENTO DA 2ª EMISSÃO DEBÊNTURES SIMPLES, NÃO CONVERSÍVEIS EM AÇÕES DA TRIÂNGULO DO SOL AUTO-ESTRADAS S.A. Companhia Aberta CVM nº 2306-0 CNPJ nº 02.509.186/0001-34 NIRE 35.300.155.203

Leia mais

Resultado do 1T04 da ALPARGATAS, com Margem Bruta de 39,6% e EBITDA de R$ 28 milhões, confere sustentação a novo patamar de rentabilidade

Resultado do 1T04 da ALPARGATAS, com Margem Bruta de 39,6% e EBITDA de R$ 28 milhões, confere sustentação a novo patamar de rentabilidade Resultado do 1T04 da ALPARGATAS, com Margem Bruta de 39,6% e EBITDA de R$ 28 milhões, confere sustentação a novo patamar de rentabilidade São Paulo, 12 de maio de 2004 A SÃO PAULO ALPARGATAS S.A. (BOVESPA:

Leia mais

AGENDA VISÃO GERAL PORTIFÓLIO DE MARCAS AMMO VAREJO ESTRATÉGIA DE NEGÓCIOS RESULTADOS 2º TRIMESTRE 2014

AGENDA VISÃO GERAL PORTIFÓLIO DE MARCAS AMMO VAREJO ESTRATÉGIA DE NEGÓCIOS RESULTADOS 2º TRIMESTRE 2014 1 DISCLAIMER Esta apresentação pode incluir declarações que representam expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileiros e internacionais.

Leia mais

ÍNDICE SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS. Data-Base - 31/12/

ÍNDICE SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS. Data-Base - 31/12/ IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS Data-Base - 31/12/2005 01.01 - IDENTIFICAÇÃO 1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ ÍNDICE GRUPO QUADRO DESCRIÇÃO PÁGINA 01 01 IDENTIFICAÇÃO 1 01 02 SEDE 1 01 03 DEPARTAMENTO

Leia mais

CÁLAMO DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS DE BELEZA S.A. 1ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2016

CÁLAMO DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS DE BELEZA S.A. 1ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2016 CÁLAMO DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS DE BELEZA S.A. 1ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2016 Rio de Janeiro, 28 de Abril de 2017. Prezados Senhores Debenturistas, Na

Leia mais

PHILCO ELETRÔNICOS S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013

PHILCO ELETRÔNICOS S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 PHILCO ELETRÔNICOS S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2014. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade de Agente

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 7 - SITE 9 - TELEFONE 14 - FAX 10 - TELEFONE 11 - TELEFONE 12 - TELEX

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 7 - SITE 9 - TELEFONE 14 - FAX 10 - TELEFONE 11 - TELEFONE 12 - TELEX CVM COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS IAN INFORMAÇÕES ANUAIS DataBase 31/12/1997 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE

Leia mais

PLASCAR ANUNCIA RESULTADOS EM 30 SETEMBRO 2016.

PLASCAR ANUNCIA RESULTADOS EM 30 SETEMBRO 2016. PLASCAR ANUNCIA RESULTADOS EM 30 SETEMBRO 2016. Cotação (30/09/16) PLAS3 - R$ 4,16 (*) Valor de mercado em 30/09/16 (MARKET CAP BOVESPA) R$ 20,7 milhões Quantidade Ações (*) Ordinárias: 4.970 M Relação

Leia mais

Direito Empresarial e Trabalhista

Direito Empresarial e Trabalhista Profa. Dra. Silvia Bertani Direito Empresarial e Trabalhista As sociedades organização formada por duas ou mais pessoas, por meio de um contrato com ou sem o registro, para o exercício de uma atividade

Leia mais

VULCABRAS AZALEIA S.A. NIRE CNPJ/MF / ATA DE ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA REALIZADA EM 16 DE MARÇO DE 2016

VULCABRAS AZALEIA S.A. NIRE CNPJ/MF / ATA DE ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA REALIZADA EM 16 DE MARÇO DE 2016 VULCABRAS AZALEIA S.A. NIRE 35.300.014.910 CNPJ/MF 50.926.955/0001-42 ATA DE ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA REALIZADA EM 16 DE MARÇO DE 2016 DATA, HORA E LOCAL: Aos 16 (dezesseis) dias do mês de março

Leia mais

MARISA LOJAS S.A. NIRE CNPJ/MF nº / Companhia Aberta PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO - ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

MARISA LOJAS S.A. NIRE CNPJ/MF nº / Companhia Aberta PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO - ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA MARISA LOJAS S.A. NIRE 35.300.374.801 CNPJ/MF nº 61.189.288/0001-89 Companhia Aberta PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO - ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA São Paulo, 08 de junho de 2016. A administração da MARISA

Leia mais

Estratégia de Sucesso Resultados refletem portfólio de negócios equilibrado

Estratégia de Sucesso Resultados refletem portfólio de negócios equilibrado Estratégia de Sucesso Resultados refletem portfólio de negócios equilibrado Termo de Renúncia Algumas declarações e estimativas contidas neste material podem representar expectativas sobre eventos ou resultados

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T14

Teleconferência de Resultados 1T14 Teleconferência de Resultados 1T14 VISÃO GERAL COLÔMBIA # 1 ROL R$ 71 MM FUNCIONÁRIOS¹ 9.034 MKT SHARE ² 13% Líder na América Latina em Serviços de Relacionamento com Consumidores, com forte posicionamento

Leia mais

ALESAT COMBUSTÍVEIS S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures

ALESAT COMBUSTÍVEIS S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures ALESAT COMBUSTÍVEIS S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2013 Alesat Combustíveis S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário

Leia mais

CAMINHOS DA INOVAÇÃO NA INDÚSTRIA GAÚCHA PRONEX PROGRAMA DE APOIO A NÚCLEOS DE EXCELÊNCIA

CAMINHOS DA INOVAÇÃO NA INDÚSTRIA GAÚCHA PRONEX PROGRAMA DE APOIO A NÚCLEOS DE EXCELÊNCIA Dado que as atividades de inovação podem estar tanto reunidas como espalhadas pelas mais diversas áreas da empresa, concentramos nossa atenção em quatro áreas: (1) Desenvolvimento, (2) Operações, (3) Administração,

Leia mais

VIGOR ALIMENTOS S.A. EXERCÍCIO DE 2016

VIGOR ALIMENTOS S.A. EXERCÍCIO DE 2016 VIGOR ALIMENTOS S.A. 1ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2016 Rio de Janeiro, 28 de Abril de 2017. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade de Agente Fiduciário

Leia mais

ALL- AMERICA LATINA LOGÍSTICA MALHA NORTE S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2011

ALL- AMERICA LATINA LOGÍSTICA MALHA NORTE S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2011 ALL- AMERICA LATINA LOGÍSTICA MALHA NORTE S.A. (atual denominação da FERRONORTE S.A. FERROVIAS NORTE BRASIL) 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2011 Rio

Leia mais

Comentário de Desempenho 1º Trimestre de 2004

Comentário de Desempenho 1º Trimestre de 2004 Comentário de Desempenho 1º Trimestre de 24 Rio de Janeiro, 5 de Maio de 24 A Lojas Americanas S/A (Bovespa: LAME3 - ON e LAME4 - PN), empresa que atua no setor do varejo de descontos (com 127 lojas em

Leia mais

2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ CPFL GERAÇÃO DE ENERGIA S/A 14 - FAX CIDADE DE DEUS - PRÉDIO AMARELHO VELHO 2º ANDAR

2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ CPFL GERAÇÃO DE ENERGIA S/A 14 - FAX CIDADE DE DEUS - PRÉDIO AMARELHO VELHO 2º ANDAR IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS Data-Base - 31/12/22 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

COMPANHIA DE GÁS DE SÃO PAULO - COMGÁS 3ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015

COMPANHIA DE GÁS DE SÃO PAULO - COMGÁS 3ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015 COMPANHIA DE GÁS DE SÃO PAULO - COMGÁS 3ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2015 Rio de Janeiro, 29 de Abril de 2016. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade

Leia mais

2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ - 0 13 - FAX - 0 14 - FAX 20 - ENDEREÇO COMPLETO 21 - BAIRRO OU DISTRITO

2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ - 0 13 - FAX - 0 14 - FAX 20 - ENDEREÇO COMPLETO 21 - BAIRRO OU DISTRITO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS Divulgação Externa O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES

Leia mais

Estratégia de Sucesso Resultados refletem portfólio de negócios equilibrado. Agosto, 2010

Estratégia de Sucesso Resultados refletem portfólio de negócios equilibrado. Agosto, 2010 Estratégia de Sucesso Resultados refletem portfólio de negócios equilibrado Agosto, 2010 Termo de Renúncia Algumas declarações constantes nesta apresentação são projeções contidas no conceito da Lei de

Leia mais

Agenda. Visão Geral Editora Saraiva Livraria Saraiva - Varejo Dados Financeiros Comentários Finais

Agenda. Visão Geral Editora Saraiva Livraria Saraiva - Varejo Dados Financeiros Comentários Finais Agenda Visão Geral Editora Saraiva Livraria Saraiva - Varejo Dados Financeiros Comentários Finais 1 Visão Geral Saraiva S/A Livreiros Editores Uma das maiores Editoras de Livros do Brasil Líder no mercado

Leia mais

OI S.A. (ATUAL DENOMINAÇÃO DE BRASIL TELECOM S.A.) 8ª Emissão Pública de Debêntures

OI S.A. (ATUAL DENOMINAÇÃO DE BRASIL TELECOM S.A.) 8ª Emissão Pública de Debêntures OI S.A. (ATUAL DENOMINAÇÃO DE BRASIL TELECOM S.A.) 8ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2014 Oi S.A. (atual denominação de BRASIL TELECOM S.A.) 8ª Emissão

Leia mais

Estrutura Societária

Estrutura Societária FEVEREIRO/2007 Estrutura Societária % do Capital Total GRUPO CONTROLADOR 40,7% Randon S/A Implementos e Participações 100% 100% 51% 45% 23% 51% 100% 100% 53% Implementos rodoviários e ferroviários e veículos

Leia mais

Oxiteno S. A. Indústria e Comércio e Sociedades Controladas

Oxiteno S. A. Indústria e Comércio e Sociedades Controladas O x i t e n o Balanço patrimonial em 31 de dezembro C o n s o l i d a d o A t i v o 2001 2000 C i r c u l a n t e Caixa e bancos 8. 469 5. 522 Aplicações financeiras 380. 134 376. 287 Contas a receber

Leia mais

APIMEC Natura. 21 de março de 2007

APIMEC Natura. 21 de março de 2007 APIMEC Natura 21 de março de 2007 a empresa 2 nossa visão a natura, por seu comportamento empresarial, pela qualidade das relações que estabelece e por seus produtos e serviços, será uma marca de expressão

Leia mais

VULCABRAS S/A. CNPJ nº / NIRE ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA REALIZADA EM 04 DE JUNHO DE 2004

VULCABRAS S/A. CNPJ nº / NIRE ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA REALIZADA EM 04 DE JUNHO DE 2004 VULCABRAS S/A CNPJ nº 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910 ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA REALIZADA EM 04 DE JUNHO DE 2004 1. DATA, HORA E LOCAL DA ASSEMBLÉIA: Realizada aos 04 (quatro) dias do mês

Leia mais

sociedade anônima características

sociedade anônima características sociedade anônima características capital social dividido em ações (títulos de crédito) responsabilidade limitada dos sócios denominação : SOCIEDADE ANONIMA ou S/A. no início ou no final do nome COMPANHIA

Leia mais

Banco do Brasil: Destaques

Banco do Brasil: Destaques 4º Trimestre 2014 1 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados e estratégias futuras

Leia mais

VULCABRAS S/A /

VULCABRAS S/A / PRINCIPAIS DESTAQUES E CENÁRIO ECONÔMICO (*1) Os resultados obtidos pela Vulcabras em 2.006 confirmam nossa posição entre as empresas brasileiras do setor que mais crescem e que mais geram valor. Não obstante

Leia mais

Notas explicativas da Administração às demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2014 e 2013 (Valores em R$, exceto o valor unitário das cotas)

Notas explicativas da Administração às demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2014 e 2013 (Valores em R$, exceto o valor unitário das cotas) 1. Contexto operacional O CLUBE DE INVESTIMENTO INVEST TRADE ( Clube ) constituído por número limitado de cotistas que tem por objetivo a aplicação de recursos financeiros próprios para a constituição,

Leia mais

MAKRO ATACADISTA S/A. 1ª Emissão Pública de Debêntures

MAKRO ATACADISTA S/A. 1ª Emissão Pública de Debêntures MAKRO ATACADISTA S/A 1ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2013 Makro Atacadista S/A 1ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício

Leia mais

EVOLUÇÃO. R$ Bilhões US$ Bilhões 19,6 13,5 11,5 9,7 3,8

EVOLUÇÃO. R$ Bilhões US$ Bilhões 19,6 13,5 11,5 9,7 3,8 EVOLUÇÃO A Indústria Brasileira de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos apresentou um crescimento médio deflacionado composto de 10,5% nos últimos 14 anos, tendo passado de um faturamento "ExFactory",

Leia mais

Formulário Cadastral BRASILAGRO CIA BRAS DE PROP AGRICOLAS Versão : 2. Dados gerais 1. Endereço 2. Valores mobiliários 3.

Formulário Cadastral BRASILAGRO CIA BRAS DE PROP AGRICOLAS Versão : 2. Dados gerais 1. Endereço 2. Valores mobiliários 3. Índice Dados Cadastrais Dados gerais 1 Endereço 2 Valores mobiliários 3 Auditor 4 Escriturador de ações 5 DRI ou pessoa equiparada 6 Departamento de acionistas 7 1. Dados gerais Nome empresarial Data de

Leia mais

UNIDAS S.A. EXERCÍCIO DE 2016

UNIDAS S.A. EXERCÍCIO DE 2016 UNIDAS S.A. 6ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2016 Rio de Janeiro, 28 de Abril de 2017. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade de Agente Fiduciário da 6ª

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ SUL AMERICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ SUL AMERICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Comunicado ao Mercado

Comunicado ao Mercado MRV ENGENHARIA E PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF nº 08.343.492/0001-20 NIRE 31.300.023.907 Comunicado ao Mercado Recorde histórico de geração de caixa para o 1º semestre, atingindo R$ 325 milhões. Crescimento

Leia mais

Resultados 4º Trimestre de de Fevereiro de 2014

Resultados 4º Trimestre de de Fevereiro de 2014 Resultados 4º Trimestre de 2013 13 de Fevereiro de 2014 Principais Destaques do Resultado de 2013 Lucro líquido de R$ 1,175 bilhão, com crescimento de 268% 1 no comparativo com 2012 2 Ganho de market share

Leia mais

NOVA SECURITIZAÇÃO S.A.

NOVA SECURITIZAÇÃO S.A. ESTE ANÚNCIO É DE CARÁTER EXCLUSIVAMENTE INFORMATIVO, NÃO SE TRATANDO DE OFERTA DE VENDA DE VALORES MOBILIÁRIOS. ANÚNCIO DE ENCERRAMENTO DA OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO DA 25ª SÉRIE DA 1ª EMISSÃO DE

Leia mais

LINX S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ: / NIRE:

LINX S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ: / NIRE: LINX S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ: 06.948.969/0001-75 NIRE: 35.300.316.584 ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 13 DE FEVEREIRO DE 2017 1 DATA, HORA E LOCAL: Aos

Leia mais

EMPRESA DE ÔNIBUS PÁSSARO MARRON S.A. (sucessora legal da CMP PARTICIPAÇÕES S.A.) 1ª Emissão Pública de Debêntures

EMPRESA DE ÔNIBUS PÁSSARO MARRON S.A. (sucessora legal da CMP PARTICIPAÇÕES S.A.) 1ª Emissão Pública de Debêntures EMPRESA DE ÔNIBUS PÁSSARO MARRON S.A. (sucessora legal da CMP PARTICIPAÇÕES S.A.) 1ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2013 Empresa de Ônibus Pássaro Marron

Leia mais

CÁLAMO DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS DE BELEZA S.A. 4ª EMISSÃO DE NOTAS PROMISSÓRIAS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2016

CÁLAMO DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS DE BELEZA S.A. 4ª EMISSÃO DE NOTAS PROMISSÓRIAS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2016 CÁLAMO DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS DE BELEZA S.A. 4ª EMISSÃO DE NOTAS PROMISSÓRIAS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2016 Rio de Janeiro, 28 de Abril de 2017. Prezados Senhores titulares

Leia mais

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO MAGNESITA S.A. Companhia aberta C.G.C. 19.791.268/0001-17 RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas: Apresentamos a V.Sas. nossas demonstrações financeiras referentes ao exercício findo em 31 de dezembro

Leia mais

MAHLE Metal Leve divulga resultados do 3T07

MAHLE Metal Leve divulga resultados do 3T07 MAHLE Metal Leve divulga resultados do 3T07 Mogi Guaçu, 14 de novembro de 2007 - A MAHLE Metal Leve S.A. (BOVESPA: LEVE3, LEVE4), companhia líder na fabricação de componentes de motores no Brasil, divulga

Leia mais

Emissora: CAMARGO CORREA INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURA S/A

Emissora: CAMARGO CORREA INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURA S/A Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2014 Emissora: CAMARGO CORREA INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURA S/A Segunda Emissão De Debêntures Simples 1 CARACTERÍSTICAS DA EMISSORA NOME EMPRESARIAL:

Leia mais

São Paulo, 13 de Abril de 2016 À MARFRIG GLOBAL FOODS S.A. Ao diretor de Relações com os Investidores. Sr. Marcelo Di Lorenzo.

São Paulo, 13 de Abril de 2016 À MARFRIG GLOBAL FOODS S.A. Ao diretor de Relações com os Investidores. Sr. Marcelo Di Lorenzo. São Paulo, 13 de Abril de 2016 À MARFRIG GLOBAL FOODS S.A. Ao diretor de Relações com os Investidores Sr. Marcelo Di Lorenzo. Os acionistas que subscrevem esta correspondência vêm indicar o seguinte candidato

Leia mais

IMIGRANTES COMPANHIA SECURITIZADORA DE CRÉDITOS IMOBILIÁRIOS S.A.

IMIGRANTES COMPANHIA SECURITIZADORA DE CRÉDITOS IMOBILIÁRIOS S.A. IMIGRANTES COMPANHIA SECURITIZADORA DE CRÉDITOS IMOBILIÁRIOS S.A. NOTAS EXPLICATIVAS ÀS INFORMAÇÕES CONTÁBEIS INTERMEDIÁRIAS PARA O TRIMESTRE FINDO EM 30 DE SETEMBRO DE 2014 (Em milhares de reais - R$,

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. 4ª Emissão Pública de Debêntures

LOJAS RENNER S.A. 4ª Emissão Pública de Debêntures LOJAS RENNER S.A. 4ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2014 Lojas Renner S.A. 4ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício

Leia mais

Conference Call. Resultados do 2T14 e 1S14

Conference Call. Resultados do 2T14 e 1S14 Conference Call Resultados do 2T14 e 1S14 11/8/2014 Resumo do trimestre Operações nacionais Sandálias 1. Estreia de Havaianas no vestuário em maio contribuiu para o bom desempenho do varejo exclusivo.

Leia mais

EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A. 6ª Emissão Pública de Debêntures

EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A. 6ª Emissão Pública de Debêntures EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A. 6ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2014 EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A. 6ª Emissão Pública de Debêntures Relatório

Leia mais

LOJAS RIACHUELO S.A. EXERCÍCIO DE 2016

LOJAS RIACHUELO S.A. EXERCÍCIO DE 2016 LOJAS RIACHUELO S.A. 1ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2016 Rio de Janeiro, 28 de Abril de 2017. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade de Agente Fiduciário

Leia mais

Bradespar S.A. Resultados do 3º Trimestre de 2007

Bradespar S.A. Resultados do 3º Trimestre de 2007 São Paulo, 12 de novembro de 2007 A Bradespar [BOVESPA: BRAP3 (ON), BRAP4 (PN); LATIBEX: XBRPO (ON), XBRPP (PN)], anuncia os resultados referentes ao 3º trimestre de 2007. As informações financeiras a

Leia mais

RGE SUL DISTRIBUIDORA DE ENERGIA S.A. 2ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2016

RGE SUL DISTRIBUIDORA DE ENERGIA S.A. 2ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2016 RGE SUL DISTRIBUIDORA DE ENERGIA S.A. (atual denominação social da AES SUL DISTRIBUIDORA GAÚCHA DE ENERGIA S.A.) 2ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2016 Rio de Janeiro,

Leia mais

LÍDER NO MERCADO DE CAMA MESA E BANHO DAS AMÉRICAS

LÍDER NO MERCADO DE CAMA MESA E BANHO DAS AMÉRICAS LÍDER NO MERCADO DE CAMA MESA E BANHO DAS AMÉRICAS Fruto da combinação de duas empresas com tradição no setor têxtil: Coteminas, com operações na América do Sul, e Springs Industries, com operações na

Leia mais

ALL- AMERICA LATINA LOGÍSTICA MALHA NORTE S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013

ALL- AMERICA LATINA LOGÍSTICA MALHA NORTE S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 ALL- AMERICA LATINA LOGÍSTICA MALHA NORTE S.A. (atual denominação da FERRONORTE S.A. FERROVIAS NORTE BRASIL) 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 Rio

Leia mais

FORJAS TAURUS S.A. EXERCÍCIO DE 2011

FORJAS TAURUS S.A. EXERCÍCIO DE 2011 FORJAS TAURUS S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2011 Rio de Janeiro, 30 de Abril, 2012. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade de Agente Fiduciário

Leia mais

KEPLER WEBER S/A. Fato Relevante

KEPLER WEBER S/A. Fato Relevante KEPLER WEBER S/A COMPANHIA ABERTA CNPJ nº 91.983.056/0001-69 NIRE nº 3530045422-7 Fato Relevante A KEPLER WEBER S/A ( Kepler Weber ou Companhia ), em atendimento às disposições da Instrução CVM nº. 358,

Leia mais

FLEURY S.A. EXERCÍCIO DE 2014

FLEURY S.A. EXERCÍCIO DE 2014 FLEURY S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2015. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade de Agente Fiduciário

Leia mais

FLEURY S.A. EXERCÍCIO DE 2013

FLEURY S.A. EXERCÍCIO DE 2013 FLEURY S.A. 2ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2014. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade de Agente Fiduciário

Leia mais

2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ NET SERVICOS DE COMUNICAÇÃO S.A TELEX TELEFONE 14 - FAX TELEFONE 11 - TELEFONE 12 - TELEX

2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ NET SERVICOS DE COMUNICAÇÃO S.A TELEX TELEFONE 14 - FAX TELEFONE 11 - TELEFONE 12 - TELEX SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS Data-Base - 31/12/23 Divulgação Externa O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS

Leia mais