Direito Empresarial e Trabalhista

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Direito Empresarial e Trabalhista"

Transcrição

1 Profa. Dra. Silvia Bertani Direito Empresarial e Trabalhista

2 As sociedades organização formada por duas ou mais pessoas, por meio de um contrato com ou sem o registro, para o exercício de uma atividade econômica profissional e partilhando resultados entre eles (lucro)

3 Contrato social Qualificação dos sócios Sede social da empresa Nome da empresa ou razão social Capital social e sua divisão em cotas ou ações Poderes de cada um dos sócios Aspecto tributário Pró-labore dos sóicos Sucessão e extinção da sociedade Data e assinatura e firma reconhecida

4 As sociedades comum; por conta de participação; simples; associações; empresariais

5 As sociedades Personificadas Adquirem personalidade jurídica Registros contrato social ou estatuto Não personificadas Não adquirem personalidade jurídica Não possuem registro do contrato social ou estatuto

6 Sociedades não personificadas Comum Sociedade em conta de participação

7 Sociedade não personificada comum = sociedade irregular ou de fato Sócios respondem solidariamente e ilimitadamente pelas obrigações sociais Podem responder com seus bens pessoais por dívidas da sociedade

8 Dois tipos de sócios Sócio ostensivo Sócio oculto Sociedade em conta de participação Oculto Ostensivo Todos os negócios são feitos em seu nome Responde ilimitadamente pelas obrigações Não aparece perante terceiros É o investidor do negócio Responde limitadamente (ao capital investido)

9 Sociedades personificadas Simples Dedicada a atividades profissionais ou técnicas Advogados, administradores Pode assumir forma de empresarial Associações Devem usar um nome fantasia E sempre acompanhado pela palavra Associação ou Cooperativa Empresariais Nome coletivo, limitada, comandita por ações, sociedade anônima

10 Sociedades personificadas: sociedade em nome coletivo Todos os sócios respondem solidaria e ilimitadamente com os seus bens particulares pelas dividas sociais Os sócios podem responder com seus bens pessoais Nome: FIRMA ou RAZÃO SOCIAL

11 Sociedades personificadas: sociedade em comandita simples Sócios comanditários (capitalistas) Respondem exclusivamente pela integralização das cotas subscritas Contribuem somente com o capital e não com o trabalho Não tem gerência sobre a sociedade Sócios comanditados Participam do capital Contribuem com o trabalho Assumem a direção da empresa Respondem de forma ilimitada diante terceiros

12 Sociedades personificadas: sociedade em comandita por ações Semelhante a sociedade anônima Diretores e gerentes são nomeados pelo estatuto social Só podem ser destituídos por uma maioria de 2/3 do capital social

13 Sociedades personificadas: as empresariais Sócios contribuem para formação do capital social Dinheiro ou Bens Atos constitutivos registrados na JUCESP Contrato social ou estatuto

14 Sociedades personificadas: sociedade limitada Cada sócio entra com uma parcela do capital social Cotas Cada sócio é responsável pela integralização das cotas que subscreveu Subsidiariamente pelas cotas subscritas por todos os demais sócios Nenhum sócio será chamado a responder com seus bens particulares A responsabilidade é limitada a integralização do capital social

15 Conselho fiscal na sociedade Ltda Facultativo Se formado deve ser composto por no mínimo três eleitos na assembleia anual ordinária Atribuições Reuniões trimestrais Exame livros fiscais e documentos da sociedade Finalidade Verificação falhas

16 Sociedades personificadas: sociedade anônima Estatuto social registrado na Jucesp Grandes empreendimentos Minimo 2 acionistas Capital dividido em ações Pode ser aberta ou fechada Responsabilidade dos sócios é limitada às ações por ele subscritas

17 Sociedades personificadas: sociedade anônima. Aspectos importantes Capital social Dividido em ações Valores mobiliários Ações Ordinárias Preferenciais De gozo e fruição Debêntures: Partes beneficiárias Bônus de subscrição Commercial papers

18 Sociedades personificadas: sociedade anônima. Aspectos importantes Ordinárias direitos comuns aos titulares conforme estatuto social Sem restrições Tem direito a voto Preferenciais Privilégios ou preferências Prioridade na distribuição de dividendos Prioridade de reembolso em caso de liquidação Não tem direito a voto

19 Sociedades personificadas: sociedade anônima. Aspectos importantes De gozo e fruição Podem receber sobras de lucros ao invés de dividendos Geralmente por sorteio Pagam o valor nominal aos titulares Os titulares podem adquirir novas ações

20 Classificação das ações Nominativas Não há emissão da ação em papel Transferência se dá pela transcrição em livro de registro de ações Endossáveis Circulação por meio do endosso, assinatura de autorização e transferência a terceiro Portador Simples tradição do título

21 Classificação das ações quanto ao valor Nominal Valor do capital social dividido pela quantidade de ações emitidas Patrimonial Resulta da divisão do valor do patrimônio líquido pela quantidade de ações emitidas Real Valor comercializado em bolsa Possui uma variável de mercado

22 As assembleias nas S/A As finalidades estão enumeradas no estatuto social Geral ordinária Geral extraordinária Especiais

23 As associações não visam lucros apenas a atividades culturais, religiosas ou recreativas.

24 Reestruturação societária Transformação Não há encerramento ou dissolução Muda passa a pertencer a outra espécie societária Incorporação Uma absorve a outra(s) Prescinde de aprovação absoluta de todos os sócios Um empresa é incorporadora e as outras incorporadas Fusão Duas ou mais sociedades se unem São extintas e formam uma nova sociedade Cisão Um grande sociedade se divide dando origem a outras

25 Referências CÓDIGO CIVIL Brasil, São Paulo, Saraiva COELHO, Fabio Ulhoa. Curso de Direito Comercial. São Paulo, Saraiva, DINIZ, Maria Helena. Lições de Direito Empresarial. São Paulo, Saraiva, NEGRÃO, Ricardo. Direito Empresarial estudo unificado. São Paulo, Saraiva, 2010.

DIREITO EMPRESARIAL PREPARATÓRIO XXII EXAME DE ORDEM

DIREITO EMPRESARIAL PREPARATÓRIO XXII EXAME DE ORDEM Prof. Ma Marina Zava de Faria FACE: Marina Zava INSTA: Marina Zava Periscope:@marinazava E-mail: profmarinazava@hotmail.com DIREITO EMPRESARIAL PREPARATÓRIO XXII EXAME DE ORDEM 1. CONCEITO: Modalidade

Leia mais

A SOCIEDADE SIMPLES E AS SOCIEDADES MENORES

A SOCIEDADE SIMPLES E AS SOCIEDADES MENORES A SOCIEDADE SIMPLES E AS SOCIEDADES MENORES 1 TIPOS DE SOCIEDADES NO DIREITO BRASILEIRO SOCIEDADE EM COMUM não tem personalidade jurídica os sócios são ilimitadamente responsáveis SOCIEDADE SIMPLES atividades

Leia mais

As sociedades empresárias no Código Civil. José Rodrigo Dorneles Vieira

As sociedades empresárias no Código Civil. José Rodrigo Dorneles Vieira As sociedades empresárias no Código Civil José Rodrigo Dorneles Vieira jrodrigo@portoweb.com.br 1. ESPÉCIES DE EMPRESÁRIO 2. SOCIEDADES EMPRESÁRIAS TIPOS SOCIETÁRIOS Sociedade em Comum Sociedade em Conta

Leia mais

Direito Societário IV. Prof. Henrique Subi

Direito Societário IV. Prof. Henrique Subi Direito Societário IV Prof. Henrique Subi 1 8. Sociedades institucionais 8.1. Sociedade em comandita por ações - Tem o capital dividido em ações - Os diretores possuem responsabilidade ilimitada pelas

Leia mais

DIREITO EMPRESARIAL II - CCJ0027 DIREITO EMPRESARIAL II (22/07/2014) Contextualização

DIREITO EMPRESARIAL II - CCJ0027 DIREITO EMPRESARIAL II (22/07/2014) Contextualização DIREITO EMPRESARIAL II - CCJ0027 DIREITO EMPRESARIAL II (22/07/2014) Contextualização O Direito Societário, dentro do sistema jurídico brasileiro, está distribuído em duas etapas: a Teoria Geral do Direito

Leia mais

PARTE GERAL CONTRATO DE SOCIEDADE

PARTE GERAL CONTRATO DE SOCIEDADE PARTE GERAL CONTRATO DE SOCIEDADE 1 CONTRATO DE SOCIEDADE 1 Elementos contratuais 2 Sociedades simples e empresárias 3 Sociedades não personificadas 4 Sociedade em comum 4.1 Patrimônio social e responsabilidade

Leia mais

1 Classificação das sociedades

1 Classificação das sociedades 1 Classificação das sociedades Qto à forma de exploração do objeto Qto à personificação Qto ao regime de constituição Qto à forma de constituição Qto à nacionalidade Qto ao capital Qto à responsabilidade

Leia mais

A função social da empresa

A função social da empresa A função social da empresa Considerações iniciais A função social da empresa tem como fundamento fornecer a sociedade bens e serviços que possam satisfazer suas necessidades. A propriedade privada é um

Leia mais

IUS RESUMOS. Empresário. Organizado por: Samille Lima Alves

IUS RESUMOS. Empresário. Organizado por: Samille Lima Alves Organizado por: Samille Lima Alves SUMÁRIO I. EMPRESÁRIO... 3 1. Caracterizando o empresário... 3 1.1 Conceito... 3 1.2 Elementos essenciais de caracterização do empresário... 4 1.3 Classificação do empresário...

Leia mais

DIREITOS DOS ACIONISTAS

DIREITOS DOS ACIONISTAS DO GRUPO DE ESTUDOS DE DIREITO EMPRESARIAL FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS DIREITO SOCIETÁRIO APLICADO Mário Tavernard Martins de Carvalho Patrocinadores: 2 Direitos essenciais

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina DIR321 Direito Empresarial - Direto Societário

Programa Analítico de Disciplina DIR321 Direito Empresarial - Direto Societário 0 Programa Analítico de Disciplina Departamento de Direito - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes Número de créditos: 3 Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 5 Carga horária semanal 3 Períodos

Leia mais

PLANO DE CURSO : DIREITO SOCIETÁRIO (CÓD. ENEX 60131) ETAPA: 6ª TOTAL DE ENCONTROS:

PLANO DE CURSO : DIREITO SOCIETÁRIO (CÓD. ENEX 60131) ETAPA: 6ª TOTAL DE ENCONTROS: PLANO DE CURSO DISCIPLINA: DIREITO SOCIETÁRIO (CÓD. ENEX 60131) ETAPA: 6ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo de aula Habilidades e Competências Textos, filmes

Leia mais

Sociedade Anônima DIREITO SOCIETÁRIO V. Características: Características: Responsabilidade dos sócios... Nome empresarial 13/11/2012

Sociedade Anônima DIREITO SOCIETÁRIO V. Características: Características: Responsabilidade dos sócios... Nome empresarial 13/11/2012 Sociedade Anônima Destinada aos grandes empreendimentos. Regida pela Lei de S/A, Lei 6.404/76 (LSA). Pessoa jurídica com objeto empresarial, de natureza capitalista, cuja responsabilidade dos sócios se

Leia mais

Instituições de Direito Pessoas Jurídicas (ii)

Instituições de Direito Pessoas Jurídicas (ii) Instituições de Direito Pessoas Jurídicas (ii) CAMILA VILLARD DURAN Aula anterior: conceitos trabalhados! Pessoa Jurídica! Associações! Sociedade em conta de participação! Eireli vs. Empresário individual

Leia mais

sociedade anônima características

sociedade anônima características sociedade anônima características capital social dividido em ações (títulos de crédito) responsabilidade limitada dos sócios denominação : SOCIEDADE ANONIMA ou S/A. no início ou no final do nome COMPANHIA

Leia mais

Sociedades 26/10/2010

Sociedades 26/10/2010 Prof. Thiago Gomes Empresariais Feedback aula anterior: Quem é o empresário? Quem é o empresário individual? O que é necessário para ser empresário individual? Impedidos de exercer a atividade empresarial.

Leia mais

1. Dentre as sociedades empresariais abaixo elencadas, aponte aquela que não possui personalidade jurídica:

1. Dentre as sociedades empresariais abaixo elencadas, aponte aquela que não possui personalidade jurídica: 1. Dentre as sociedades empresariais abaixo elencadas, aponte aquela que não possui personalidade jurídica: a) sociedade em nome coletivo b) sociedade em comandita simples c) sociedade de capital e indústria

Leia mais

Tipos de Sociedades. Código Civil (Lei 10406/2002) prevê vários tipos. Os tipos mais relevantes. Sociedade Limitada (Ltda.) Sociedade Anônima (S.A.

Tipos de Sociedades. Código Civil (Lei 10406/2002) prevê vários tipos. Os tipos mais relevantes. Sociedade Limitada (Ltda.) Sociedade Anônima (S.A. INVESTIR NO BRASIL Os Modelos Societários no Sistema Jurídico Brasileiro e a sua Regulamentação 12 de Abril de 2012 Marco Ferreira Orlandi Sócio BOCCUZZI Advogados Tipos de Sociedades Código Civil (Lei

Leia mais

Capítulo 5. Quem serão os meus aliados?

Capítulo 5. Quem serão os meus aliados? PESSOA FÍSICA OU PESSOA JURÍDICA Pessoa física É o indivíduo ou pessoa individual com seus direitos e obrigações perante o Estado. Pessoa jurídica Éaassociaçãodeduasoumaispessoasemumaentidade,comseus direitos

Leia mais

STJ Ol!dl!G dp IBnUBW. {'BpBSdldw3. 010Vd oys. S10Z - 'V'S SVllV VCIOlIG3

STJ Ol!dl!G dp IBnUBW. {'BpBSdldw3. 010Vd oys. S10Z - 'V'S SVllV VCIOlIG3 S10Z - 'V'S SVllV VCIOlIG3 010Vd oys {'BpBSdldw3 Ol!dl!G dp IBnUBW " I STJ00101622 2005 by Editora Atlas S.A. 1. ed. 2005; 2. ed. 2006; 3. ed. 2008;4. ed. 2009; 5. ed. 2010; 6. ed. 2012; 7. ed. 2013; 8.

Leia mais

SOCIEDADE EMPRESÁRIA. PESSOA JURÍDICA DE DIREITO PRIVADO Art. 44 do CC. As sociedades podem ser: 1- Sociedade empresária

SOCIEDADE EMPRESÁRIA. PESSOA JURÍDICA DE DIREITO PRIVADO Art. 44 do CC. As sociedades podem ser: 1- Sociedade empresária SOCIEDADE EMPRESÁRIA 1 PESSOA JURÍDICA DE DIREITO PRIVADO Art. 44 do CC Associações caracteriza pela inexistência do fim lucrativo em seu objeto (pessoas ligadas a uma mesma causa: social, recreativa,

Leia mais

AULA 13. Na sociedade anônima de capital aberto não podem ser divididas em classes diferentes.

AULA 13. Na sociedade anônima de capital aberto não podem ser divididas em classes diferentes. Turma e Ano: Regular/2015 Matéria / Aula: Direito Empresarial Professora: Carolina Lima Monitor: André Manso AULA 13 Espécies e classes de ações São 3: ordinária, preferencial e de fruição. Das ações ordinárias

Leia mais

Curso Direito Empresarial Administração

Curso Direito Empresarial Administração AULA 4 Sociedades. Empresárias ou simples. Personificadas e não personificadas. Sociedades empresárias, espécies. 4.1. As sociedades empresárias A pessoa jurídica Sociedade empresária é um agrupamento

Leia mais

Pessoas Jurídicas. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Pessoas Jurídicas. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Pessoas Jurídicas Pessoas Jurídicas Pessoas jurídicas são entidades criadas para a realização de um fim e reconhecidas pela ordem jurídica como sujeitos de direitos e deveres. Pessoas Jurídicas Características:

Leia mais

DIREITO EMPRESARIAL DIREITO EMPRESARIAL

DIREITO EMPRESARIAL DIREITO EMPRESARIAL A SOCIEDADE NO CÓDIGO CIVIL DE 2002 Art. 981. Celebram contrato de sociedade as pessoas que reciprocamente se obrigam a contribuir, com bens ou serviços, para o exercício de atividade econômica e a partilha,

Leia mais

Direito Empresarial Procurador Legislativo 3ª fase

Direito Empresarial Procurador Legislativo 3ª fase CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER Direito Empresarial Procurador Legislativo 3ª fase 1) CESPE - Proc (BACEN)/BACEN/2009 Com relação à emissão de debêntures nas sociedades anônimas, assinale a opção correta.

Leia mais

Sumário COLEÇÃO SINOPSES PARA CONCURSOS GUIA DE LEITURA DA COLEÇÃO... 15

Sumário COLEÇÃO SINOPSES PARA CONCURSOS GUIA DE LEITURA DA COLEÇÃO... 15 COLEÇÃO SINOPSES PARA CONCURSOS... 13 GUIA DE LEITURA DA COLEÇÃO... 15 Capítulo 1 INTRODUÇÃO DO DIREITO EMPRESARIAL... 19 1. Breve histórico do Direito Empresarial... 19 2. A Empresa... 23 3. O Empresário...

Leia mais

Direito Empresarial. Aula 11. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho

Direito Empresarial. Aula 11. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Direito Empresarial Aula 11 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos multimídia

Leia mais

CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no de 05/12/02 DOU de 06/12/02

CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no de 05/12/02 DOU de 06/12/02 CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no 3.355 de 05/12/02 DOU de 06/12/02 Componente Curricular: Direito Empresarial I Código: DIR-461 Pré-requisito: - CH Total: 60 h Período Letivo: 2016.1 Turma:

Leia mais

MANUAL DE DIREITO EMPRESARIAL

MANUAL DE DIREITO EMPRESARIAL Benigno Cavalcante MANUAL DE DIREITO EMPRESARIAL Sumário Apresentação... 17 Abreviatura... 21 CAPÍTULO I HISTÓRIA DO DIREITO COMERCIAL 1. O Surgimento do Direito Comercial... 25 1.2. Evolução do Direito

Leia mais

Instituições de Direito FEA

Instituições de Direito FEA Instituições de Direito FEA MÓDULO II INTRODUÇÃO AO DIREITO EMPRESARIAL! Pessoa jurídica vs. Pessoa física! Personalidade jurídica! Registro dos atos constitutivos! Empresa e empresário! EIRELI e sociedade

Leia mais

Direito Empresarial. Prof. Dr. Érico Hack

Direito Empresarial. Prof. Dr. Érico Hack Direito Empresarial Aula 6 Personalidade e direitos pessoa física e jurídica Prof. Dr. Érico Hack PUCPR Personalidade pessoas naturais Código Civil pessoa física sujeito de direitos e deveres Pessoas naturais

Leia mais

Curso Direito Empresarial Ciências Contábeis

Curso Direito Empresarial Ciências Contábeis AULA 5 Sociedades. Empresárias ou simples. Personificadas e não personificadas. Sociedades empresárias, espécies. 5.1. Desconsideração da personalidade jurídica da empresa Em algumas situações, o patrimônio

Leia mais

1. Justificação da Incorporação da Tivit Investimentos pela Softway

1. Justificação da Incorporação da Tivit Investimentos pela Softway Instrumento de Justificação e Protocolo de Incorporação da Tivit Investimentos S.A. pela Softway Contact Center Serviços de Teleatendimento a Clientes S.A., celebrado em [---] de junho de 2008 Pelo presente

Leia mais

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO EMPRESARIAL

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO EMPRESARIAL P á g i n a 1 PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO EMPRESARIAL QUESTÃO 1 - Sobre a disciplina do direito empresarial no Brasil: 1. O adquirente de um estabelecimento comercial jamais responderá pelo

Leia mais

AULA 04 QUAL O MELHOR TIPO SOCIETÁRIO PARA SEGURANÇA DOS SÓCIOS? SOCIEDADES PERSONIFICADAS EMPRESÁRIAS SOCIEDADES PERSONIFICADAS OBJETO

AULA 04 QUAL O MELHOR TIPO SOCIETÁRIO PARA SEGURANÇA DOS SÓCIOS? SOCIEDADES PERSONIFICADAS EMPRESÁRIAS SOCIEDADES PERSONIFICADAS OBJETO SOCIEDADES PERSONIFICADAS AULA 04 4.1 TIPOS SOCIETÁRIOS REGISTRO CIVIL DE PESSOAS JURÍDICAS OBJETO REGISTRO PÚBLICO EMPRESAS MERCANTIS SOCIEDADES PERSONIFICADAS EMPRESÁRIAS QUAL O MELHOR TIPO SOCIETÁRIO

Leia mais

Roteiro de Aula- Introdução ao Direito Empresarial

Roteiro de Aula- Introdução ao Direito Empresarial 5. Sociedades empresárias 5.1. Sociedade em nome coletivo (art. 1039 a 1044, CC) Característica dos sócios: São obrigatoriamente pessoas físicas que respondem solidaria e ilimitadamente pelas obrigações

Leia mais

Associação Jataiense de Educação Faculdade de Administração PLANO DE ENSINO

Associação Jataiense de Educação Faculdade de Administração PLANO DE ENSINO EMENTA Direito Comercial; Definição de Direito Comercial; Atos de comércio e a teoria da empresa; Direito de Empresa; Nome Empresarial; Estabelecimento Empresarial; Sociedades Empresariais Dos Vários tipos

Leia mais

DIREITO EMPRESARIAL 7º Período

DIREITO EMPRESARIAL 7º Período SOCIEDADES ANÔNIMAS (Lei nº 6404/76) DIREITO EMPRESARIAL 7º Período 2014-02 RESUMO III O art. 1.088 do Código Civil conceitua S/A, prescrevendo o seguinte: Na sociedade anônima ou companhia, o capital

Leia mais

Forjas Taurus S.A. Reestruturação Societária

Forjas Taurus S.A. Reestruturação Societária Forjas Taurus S.A. Reestruturação Societária Maio - 2011 Resumo da Transação A Transação Benefícios aos Acionistas Assessores Incorporação das ações de emissão da Polimetal Participações S.A. ( Polimetal

Leia mais

Setor de Tributário. Direito Tributário I

Setor de Tributário. Direito Tributário I Setor de Tributário Direito Tributário I conceito de tributo e suas espécies; hipóteses de incidência dos tributos; competência tributária; fontes do direito tributário; princípios constitucionais do direito

Leia mais

ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA MALHA NORTE S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n o / FATO RELEVANTE

ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA MALHA NORTE S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n o / FATO RELEVANTE ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA MALHA OESTE S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n o 39.115.514/0001-28 ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA MALHA PAULISTA S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n o 02.502.844/0001-66 ALL AMÉRICA

Leia mais

GUIA PRÁTICO DO CONTABILISTA O DIA A DIA NA CONTABILIDADE

GUIA PRÁTICO DO CONTABILISTA O DIA A DIA NA CONTABILIDADE GUIA PRÁTICO DO CONTABILISTA O DIA A DIA NA CONTABILIDADE Mário Sebastião de Azevedo Pereira Consultor empresarial que atua há mais de 20 anos nas áreas Contábil e Administrativa. É autor dos livros Excel

Leia mais

Centro Universitário Serra dos Órgãos Recredenciamento Portaria nº de 7 de outubro de 2011 PROGRAMA DIDÁTICO CURSO: GRADUAÇÃO EM DIREITO

Centro Universitário Serra dos Órgãos Recredenciamento Portaria nº de 7 de outubro de 2011 PROGRAMA DIDÁTICO CURSO: GRADUAÇÃO EM DIREITO PROGRAMA DIDÁTICO CURSO: GRADUAÇÃO EM DIREITO COMPONENTE CURRICULAR: Direito Empresarial e Societário (Quinta-feira - 18:50 às 22:20) CÓDIGO: CARGA HORÁRIA: 80 horas PROFESSOR (ES): CAROLINE DA ROSA PINHEIRO

Leia mais

As sociedades empresárias no Código Civil. José Rodrigo Dorneles Vieira

As sociedades empresárias no Código Civil. José Rodrigo Dorneles Vieira As sociedades empresárias no Código Civil José Rodrigo Dorneles Vieira jrodrigo@portoweb.com.br 1. A LEGISLAÇÃO EMPRESARIAL: ANÁLISE GERAL 2. CARACTERIZAÇÃO DO EMPRESÁRIO Conceito de empresário A questão

Leia mais

UNIDADE 7 SOCIEDADE EM COMANDITA SIMPLES

UNIDADE 7 SOCIEDADE EM COMANDITA SIMPLES UNIDADE 7 SOCIEDADE EM COMANDITA SIMPLES 1 Profª. Roberta Siqueira/ Direito Empresarial II ATENÇÃO: Este material é meramente informativo e não exaure a matéria. Foi retirado da bibliografia do curso constante

Leia mais

TÍTULO I CARACTERÍSTICAS GERAIS DAS SOCIEDADES COMERCIAIS

TÍTULO I CARACTERÍSTICAS GERAIS DAS SOCIEDADES COMERCIAIS INTRODUÇÃO 5 ABREVIATURAS 7 TÍTULO I CARACTERÍSTICAS GERAIS DAS SOCIEDADES COMERCIAIS CAPÍTULO I - A SOCIEDADE COMO ORGANIZAÇÃO JURÍDICA DA EMPRESA 11 1) Definição de contrato de sociedade 12 a) Elemento

Leia mais

Direito Empresarial

Direito Empresarial www.uniestudos.com.br Direito Empresarial Helder Goes Professor de Direito Empresarial do Universo de Estudos Advogado e Consultor Jurídico Graduado em Direito pela Universidade Tiradentes Especialista

Leia mais

AULA 16. Tem como obrigação integralizar a quota-parte dele (aquilo que foi subscrito por ele).

AULA 16. Tem como obrigação integralizar a quota-parte dele (aquilo que foi subscrito por ele). Turma e Ano: Regular/2015 Matéria / Aula: Direito Empresarial Professor: Carolina Lima Monitor: André Manso AULA 16 Dos Acionistas Tem como obrigação integralizar a quota-parte dele (aquilo que foi subscrito

Leia mais

INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO E PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO DA DRUZ ADMINISTRADORA E INCORPORADORA LTDA. PELA GENERAL SHOPPING BRASIL S.A.

INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO E PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO DA DRUZ ADMINISTRADORA E INCORPORADORA LTDA. PELA GENERAL SHOPPING BRASIL S.A. INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO E PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO DA DRUZ ADMINISTRADORA E INCORPORADORA LTDA. PELA GENERAL SHOPPING BRASIL S.A. Pelo presente instrumento particular, os administradores das sociedades

Leia mais

CONSTRUTORA TENDA S.A.

CONSTRUTORA TENDA S.A. CONSTRUTORA TENDA S.A. CNPJ/MF n 71.476.527/0001-35 NIRE 31300013863 Ata da Assembléia Geral Extraordinária realizada em 31 de julho de 2007, lavrada em forma de sumário: DATA, HORÁRIO E LOCAL: No dia

Leia mais

UNIDADE 2 CLASSIFICAÇÃO DAS SOCIEDADES

UNIDADE 2 CLASSIFICAÇÃO DAS SOCIEDADES UNIDADE 2 CLASSIFICAÇÃO DAS SOCIEDADES 1 Direito Empresarial II/ Profª Roberta Siqueira ATENÇÃO: Este material é meramente informativo e não exaure a matéria. Foi retirado da bibliografia do curso constante

Leia mais

1) Não personificada * Doutrina DE FATO (contrato verbal) IRREGULAR (contrato escrito sem registro)

1) Não personificada * Doutrina DE FATO (contrato verbal) IRREGULAR (contrato escrito sem registro) 1 DIREITO EMPRESARIAL PONTO 1: SOC. EM COMUM; CONTA DE PARTICIPAÇÃO; EM COMANDITA SIMPLES E POR AÇÕES; PONTO 2: SOCIEDADE LIMITADA PONTO 3: SOCIEDADE ANÔNIMA SOCIEDADE EM COMUM: 1) Não personificada *

Leia mais

AULA/TEMA. Política de Dividendos. Profa. Me. Vanessa Anelli Borges

AULA/TEMA. Política de Dividendos. Profa. Me. Vanessa Anelli Borges AULA/TEMA Política de Dividendos Profa. Me. Vanessa Anelli Borges Conteúdo Programático Introdução Mercado de ações Política de dividendos Natura Política de dividendos Petrobrás Política de dividendos

Leia mais

SOCIEDADE LIMITADA HISTÓRICO

SOCIEDADE LIMITADA HISTÓRICO SOCIEDADE LIMITADA HISTÓRICO Decreto-lei nº 3.078/19: em princípio, era regulada por este decreto, mas foi revogada. Código Civil, arts. 1.052 e 1087: atual regulamentação Antes possuía o nome de sociedade

Leia mais

Empreendedorismo. Prof. MSc. Márcio Rogério de Oliveira

Empreendedorismo. Prof. MSc. Márcio Rogério de Oliveira Empreendedorismo Prof. MSc. Márcio Rogério de Oliveira Unidades da Disciplina: As Empresas; Mortalidade, Competitividade e Inovação Empresarial; Empreendedorismo; Processo Empreendedor; Instituições de

Leia mais

OMEGA ENERGIA RENOVÁVEL S.A. CNPJ/MF n / NIRE FATO RELEVANTE

OMEGA ENERGIA RENOVÁVEL S.A. CNPJ/MF n / NIRE FATO RELEVANTE CNPJ/MF n. 09.149.503/0001-06 NIRE 3130009310-7 FATO RELEVANTE Omega Energia Renovável S.A., companhia aberta com sede no município de Belo Horizonte, estado de Minas Gerais, na Avenida Barbacena, n. 472,

Leia mais

ODONTOPREV S.A. Companhia Aberta. N.I.R.E.: C.N.P.J./M.F. n. : / FATO RELEVANTE

ODONTOPREV S.A. Companhia Aberta. N.I.R.E.: C.N.P.J./M.F. n. : / FATO RELEVANTE ODONTOPREV S.A. Companhia Aberta N.I.R.E.: 35.300.156.668 C.N.P.J./M.F. n. : 58.119199/0001-51 FATO RELEVANTE A Odontoprev S.A. ( Companhia ), em cumprimento ao disposto nas Instruções CVM n os. 319/99

Leia mais

Sociedades Anônimas. Disciplina: Direito Empresarial (Sociedades Anônimas). Professor: Ricardo Henrique e Silva Guerra 2º Semestre/2016

Sociedades Anônimas. Disciplina: Direito Empresarial (Sociedades Anônimas). Professor: Ricardo Henrique e Silva Guerra 2º Semestre/2016 Sociedades Anônimas Disciplina: Direito Empresarial (Sociedades Anônimas). Professor: Ricardo Henrique e Silva Guerra 2º Semestre/2016 VALORES MOBILIÁRIOS VALORES MOBILIÁRIOS O que veremos na aula de hoje...

Leia mais

COMPANHIA BRASILEIRA DE DISTRIBUIÇÃO COMPANHIA ABERTA DE CAPITAL AUTORIZADO CNPJ/MF nº /

COMPANHIA BRASILEIRA DE DISTRIBUIÇÃO COMPANHIA ABERTA DE CAPITAL AUTORIZADO CNPJ/MF nº / COMPANHIA BRASILEIRA DE DISTRIBUIÇÃO COMPANHIA ABERTA DE CAPITAL AUTORIZADO CNPJ/MF nº 47.508.411/0001-56 ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 18 DE JUNHO DE 2009 1. DATA, HORA e LOCAL:

Leia mais

Focado na área de reorganização

Focado na área de reorganização DIREITO SOCIETÁRIO Introdução Focado na área de reorganização societária, planejamento sucessório, operações de cisão, fusão e incorporação e constituição de sociedades empresariais, Lima Junior, Domene

Leia mais

Direito Empresarial. Aula 07. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho

Direito Empresarial. Aula 07. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Direito Empresarial Aula 07 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos multimídia

Leia mais

JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. NIRE nº CNPJ/MF nº / Ata de Reunião do Conselho de Administração

JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. NIRE nº CNPJ/MF nº / Ata de Reunião do Conselho de Administração JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. NIRE nº. 35.300.333.578 CNPJ/MF nº. 08.294.224/0001-65 Ata de Reunião do Conselho de Administração Data e Horário: 4 de abril de 2007, às 09:30 horas. Local: sede social, na Cidade

Leia mais

EMENTÁRIO Curso: Direito Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL II Período: 4 Período. Carga Horária: 72H/a: EMENTA

EMENTÁRIO Curso: Direito Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL II Período: 4 Período. Carga Horária: 72H/a: EMENTA EMENTÁRIO Curso: Direito Disciplina: DIREITO EMPRESARIAL II Período: 4 Período Carga Horária: 72H/a: EMENTA A disciplina busca introduzir o aluno no âmbito do direito societário: abordando a sua evolução

Leia mais

Código Cooperativo. CAPÍTULO III - Capital Social, Jóia e Títulos de Investimento. Lei n.º 51/96 de 7 de Setembro

Código Cooperativo. CAPÍTULO III - Capital Social, Jóia e Títulos de Investimento. Lei n.º 51/96 de 7 de Setembro Código Cooperativo CAPÍTULO III - Capital Social, Jóia e Títulos de Investimento Lei n.º 51/96 de 7 de Setembro Alterada pelos DL n.º 343/98 de 6 de Nov., DL n.º 131/99 de 21 de Abril e DL n.º 108/2001

Leia mais

DESTINAÇÃO DOS LUCROS: PL E DMPL

DESTINAÇÃO DOS LUCROS: PL E DMPL DESTINAÇÃO DOS LUCROS: PL E DMPL (cap 4) Prof. Renê Coppe Pimentel Material e conteúdo padronizados elaborados por professores da FEA/USP 1 SITUAÇÃO ECONÔMICA Lucro - todo lucro obtido pela empresa pertence

Leia mais

JUSTIFICAÇÃO DE CISÃO PARCIAL DA SÃO CARLOS EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES S.A. COM VERSÃO DE PARCELA CINDIDA PARA NOVA SOCIEDADE.

JUSTIFICAÇÃO DE CISÃO PARCIAL DA SÃO CARLOS EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES S.A. COM VERSÃO DE PARCELA CINDIDA PARA NOVA SOCIEDADE. JUSTIFICAÇÃO DE CISÃO PARCIAL DA SÃO CARLOS EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES S.A. COM VERSÃO DE PARCELA CINDIDA PARA NOVA SOCIEDADE Que celebra SÃO CARLOS EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES S.A., companhia

Leia mais

vamos agora estudar e classificar as empresas de acordo com o seu faturamento:

vamos agora estudar e classificar as empresas de acordo com o seu faturamento: Depois de estudar - a evolução do direito empresarial; - os conceitos de empregador, empresário e empresa; - O empresário e a sociedade empresária irregular (Diferente da Sociedade Simples); - A teoria

Leia mais

JOÃO FORTES ENGENHARIA S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF: /

JOÃO FORTES ENGENHARIA S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF: / JOÃO FORTES ENGENHARIA S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF: 33.035.536/0001-00 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO PARA A ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE 20 DE JUNHO DE 2013 ANEXO 14 (Instrução CVM nº481 de 17 de dezembro

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA SOCIEDADE LABORATÓRIO WEINMANN S.A. PELA FLEURY S.A.

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA SOCIEDADE LABORATÓRIO WEINMANN S.A. PELA FLEURY S.A. INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA SOCIEDADE LABORATÓRIO WEINMANN S.A. PELA FLEURY S.A. Pelo presente instrumento particular, e na melhor forma de direito, as partes

Leia mais

Unidade III CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA. Prof. Carlos Barretto

Unidade III CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA. Prof. Carlos Barretto Unidade III CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA Prof. Carlos Barretto Capacitar os estudantes a adquirir conhecimentos necessários para o desenvolvimento das seguintes competências: enfatizar a consciência ética

Leia mais

Assembléia Geral Ordinária de 27 de Abril de 2007 PAUTA VOTO DA ENTIDADE JUSTIFICATIVA

Assembléia Geral Ordinária de 27 de Abril de 2007 PAUTA VOTO DA ENTIDADE JUSTIFICATIVA FUNDAÇÃO ITAUBANCO PARTICIPAÇÃO EM ASSEMBLÉIA DE ACIONISTAS Em cumprimento ao disposto na Resolução CGPC nº 23 de 06 de dezembro de 2006, a qual estabelece que as Entidades Fechadas de Previdência Complementar

Leia mais

Odebrecht Serviços e Participações S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009

Odebrecht Serviços e Participações S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 Odebrecht Serviços e Participações S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 Balanço patrimonial em 31 de dezembro de 2009 Em milhares de reais Ativo Passivo e patrimônio líquido Não circulante

Leia mais

ITAÚ UNIBANCO HOLDING S.A. CNPJ n.º / CNPJ n.º / NIRE NIRE Companhia Aberta

ITAÚ UNIBANCO HOLDING S.A. CNPJ n.º / CNPJ n.º / NIRE NIRE Companhia Aberta PORTO SEGURO S.A. ITAÚ UNIBANCO HOLDING S.A. CNPJ n.º 02.149.205/0001-69 CNPJ n.º 60.872.504/0001-23 NIRE 35.300.151.666 NIRE 35.300.010.230 Companhia Aberta Companhia Aberta FATO RELEVANTE PORTO SEGURO

Leia mais

Pessoa Jurídica. Profa. Zélia Prates

Pessoa Jurídica. Profa. Zélia Prates Pessoa Jurídica Profa. Zélia Prates Pessoa jurídica - Conceito Consiste num conjunto de pessoas ou de bens, dotado de personalidade jurídica própria e constituído na forma da lei, para consecução de fins

Leia mais

DIREITO SOCIETÁRIO. Sociedades não personificadas

DIREITO SOCIETÁRIO. Sociedades não personificadas DIREITO SOCIETÁRIO As sociedades são classificadas como simples ou empresárias (art. 982, CC). As sociedades empresárias têm por objeto o exercício da empresa: as sociedades simples exercem uma atividade

Leia mais

Contabilidade Introdutória

Contabilidade Introdutória Contabilidade Introdutória Profa. Mara Jane Contrera Malacrida 1 Ö : Parte residual do patrimônio Riqueza líquida da empresa PL = Ativo Passivo Evidencia os recursos dos proprietários aplicados no empreendimento

Leia mais

JUSTIFICAÇÃO DA INCORPORAÇÃO DA MOINHO SANTA LÚCIA S/A PELA M. DIAS BRANCO S/A INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS

JUSTIFICAÇÃO DA INCORPORAÇÃO DA MOINHO SANTA LÚCIA S/A PELA M. DIAS BRANCO S/A INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS JUSTIFICAÇÃO DA INCORPORAÇÃO DA MOINHO SANTA LÚCIA S/A PELA M. DIAS BRANCO S/A INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS M. DIAS BRANCO S/A INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS, sociedade anônima constituída e existente

Leia mais

DIREITO SOCIETÁRIO PARTE III: DA SOCIEDADE LIMITADA. Paula Freire 2012

DIREITO SOCIETÁRIO PARTE III: DA SOCIEDADE LIMITADA. Paula Freire 2012 DIREITO SOCIETÁRIO PARTE III: DA SOCIEDADE LIMITADA Paula Freire 2012 Sociedade por quotas de responsabilidade limitada e o Decreto 3.708/19 Antes da vigência do CC/2002 era regida pelo Decreto 3.708/19

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE CISÃO PARCIAL DA PERDIGÃO AGROINDUSTRIAL S.A. PERDIGÃO S.A. PERDIGÃO AGROINDUSTRIAL S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE CISÃO PARCIAL DA PERDIGÃO AGROINDUSTRIAL S.A. PERDIGÃO S.A. PERDIGÃO AGROINDUSTRIAL S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE CISÃO PARCIAL DA PERDIGÃO AGROINDUSTRIAL S.A. SEGUIDA DE INCORPORAÇÃO DA PERDIGÃO AGROINDUSTRIAL MATO GROSSO LTDA., DA BATÁVIA S.A. INDÚSTRIA DE ALIMENTOS E DA MAROCA & RUSSO

Leia mais

EMPRESA ENERGÉTICA DE MATO GROSSO DO SUL S.A - ENERSUL CNPJ/MF nº / NIRE Companhia Aberta

EMPRESA ENERGÉTICA DE MATO GROSSO DO SUL S.A - ENERSUL CNPJ/MF nº / NIRE Companhia Aberta EMPRESA ENERGÉTICA DE MATO GROSSO DO SUL S.A - ENERSUL CNPJ/MF nº 15.413.826/0001-50 NIRE 54.300.000.566 Companhia Aberta Campo Grande - MS, 04 de outubro de 2010. Aos Srs. Acionistas da ENERSUL. PROPOSTA

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO. Pelo presente instrumento particular,

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO. Pelo presente instrumento particular, PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO Pelo presente instrumento particular, (A) GLOBEX UTILIDADES S.A., companhia aberta constituída e existente de acordo com as leis da República Federativa do Brasil,

Leia mais

Reunião de pessoas em prol de interesses comuns. (Aurélio, 2010).

Reunião de pessoas em prol de interesses comuns. (Aurélio, 2010). Prof. Thiago Gomes Empresariais O que é uma sociedade? Reunião de pessoas em prol de interesses comuns. (Aurélio, 2010). Qual o foco de nosso estudo? As sociedades cujo o objetivo é lucro para seus sócios.

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA TEMPO SAÚDE PARTICIPAÇÕES S.A. PELA TEMPO PARTICIPAÇÕES S.A. FIRMADO ENTRE DE UM LADO,

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA TEMPO SAÚDE PARTICIPAÇÕES S.A. PELA TEMPO PARTICIPAÇÕES S.A. FIRMADO ENTRE DE UM LADO, PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA TEMPO SAÚDE PARTICIPAÇÕES S.A. PELA TEMPO PARTICIPAÇÕES S.A. FIRMADO ENTRE DE UM LADO, TEMPO SAÚDE PARTICIPAÇÕES S.A. E, DE OUTRO LADO, TEMPO PARTICIPAÇÕES S.A.

Leia mais

Apresentar ao acadêmico do curso uma visão completa sobre o Direito Empresarial, capacitando o para a construção de seus postulados ou axiomas.

Apresentar ao acadêmico do curso uma visão completa sobre o Direito Empresarial, capacitando o para a construção de seus postulados ou axiomas. Detalhes da Disciplina Código JUR1022 Nome da Disciplina DIREITO EMPRESARIAL II Carga Horária 60 Créditos 4 Teoria Geral do Direito Societário. Espécies de sociedades: sociedades Ementa menores, cooperativa,

Leia mais

Mercado de Capitais. Mercado financeiro. Professor: Msc. Roberto César

Mercado de Capitais. Mercado financeiro. Professor: Msc. Roberto César Mercado de Capitais Mercado financeiro Professor: Msc. Roberto César Tipos de Mercado Comissão de Valores Mobiliários, 2013, p.15 Mercado de Crédito É o segmento do mercado financeiro onde as instituições

Leia mais

Núcleo de Pesquisa e Extensão do Curso de Direito NUPEDIR VIII MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (MIC) 20 de novembro de 2015

Núcleo de Pesquisa e Extensão do Curso de Direito NUPEDIR VIII MOSTRA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (MIC) 20 de novembro de 2015 TIPOS SOCIETÁRIOS: UMA ANALISE DAS MODALIDADES MAIS UTILIZADAS NO ÂMBITO DO DIREITO BRASILEIRO Charles Junior Rech 1 Leticia Gheller Zanatta Carrion 2 SUMÁRIO: 1 INTRODUÇÃO. 2 EMPRESA E EMPRESÁRIO. 3 INÍCIO

Leia mais

CONFAB INDUSTRIAL S.A. CNPJ/MF nº / NIRE Companhia Aberta

CONFAB INDUSTRIAL S.A. CNPJ/MF nº / NIRE Companhia Aberta CONFAB INDUSTRIAL S.A. CNPJ/MF nº 60.882.628/0001-90 NIRE 35.3.002022.7 Companhia Aberta FORMULÁRIO DE REFERÊNCIA (ATENDIMENTO AO ART. 24 3º - Itens II a IV e VI a VII) Data-Base: 31.12.2009 15. Controle

Leia mais

EMPRESA: TOTVS S.A. DATA DA REALIZAÇÃO: 22/10/14 TIPO DE ASSEMBLÉIA: AGE REPRESENTANTE: Veronica Echavarren Armentano CARGO: ADVOGADA II

EMPRESA: TOTVS S.A. DATA DA REALIZAÇÃO: 22/10/14 TIPO DE ASSEMBLÉIA: AGE REPRESENTANTE: Veronica Echavarren Armentano CARGO: ADVOGADA II PARTICIPAÇÃO EM ASSEMBLÉIAS DE ACIONISTAS 4º TRIMESTRE 2014 Setor de Participações Minoritárias EMPRESA: TOTVS S.A. DATA DA REALIZAÇÃO: 22/10/14 TIPO DE ASSEMBLÉIA: AGE REPRESENTANTE: Veronica Echavarren

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA PROVENCE PARTICIPAÇÕES S.A. PELA COMPANHIA DE GÁS DE SÃO PAULO COMGÁS

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA PROVENCE PARTICIPAÇÕES S.A. PELA COMPANHIA DE GÁS DE SÃO PAULO COMGÁS PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA PROVENCE PARTICIPAÇÕES S.A. PELA COMPANHIA DE GÁS DE SÃO PAULO COMGÁS Pelo presente instrumento particular, I. PROVENCE PARTICIPAÇÕES S.A., sociedade por ações,

Leia mais

Relação de Documentos para Dar Baixa no CNPJ

Relação de Documentos para Dar Baixa no CNPJ Relação de Documentos para Dar Baixa no CNPJ 1. Baixa da Inscrição da Entidade (Matriz) Natureza Jurídica (NJ) Data do Evento Ato Extintivo (regra geral) Órgão Público NJs 101-5, 102-3, 103-1, 104-0, 105-8,

Leia mais

1. Divulgar ao mercado o valor do aumento e do novo capital social:

1. Divulgar ao mercado o valor do aumento e do novo capital social: Comunicação sobre aumento de capital deliberado pelo conselho de administração (conforme Anexo 30-XXXII da ICVM 480) 1. Divulgar ao mercado o valor do aumento e do novo capital social: O valor do aumento

Leia mais

HYPERMARCAS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF / NIRE FATO RELEVANTE

HYPERMARCAS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF / NIRE FATO RELEVANTE HYPERMARCAS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF 02.932.074/0001-91 NIRE 35.300.353.251 FATO RELEVANTE A administração da HYPERMARCAS S.A. (a Companhia ), nos termos e para os fins da Instrução CVM n o 358, de

Leia mais

Porto Alegre (RS), 20 de junho de 2016.

Porto Alegre (RS), 20 de junho de 2016. Slide 1 EIRELI: Análise Legal e os Resultados Práticos Porto Alegre (RS), 20 de junho de 2016. Slide 2 Conteúdo Programático: - Análise Histórica da Introdução das EIRELI s no Direito Brasileiro; - Conceito

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA MTH VENTURES DO BRASIL LTDA. PELA BRASIL TELECOM S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA MTH VENTURES DO BRASIL LTDA. PELA BRASIL TELECOM S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA MTH VENTURES DO BRASIL LTDA. PELA BRASIL TELECOM S.A. São partes neste instrumento de Protocolo e Justificação de Incorporação, 1. BRASIL TELECOM S.A., sociedade

Leia mais

Diretoria Financeira e de Relações com Investidores/Gerência de Relações com Investidores Dirfi/Gerei. Estatuto Social do BRB Banco de Brasília S.A.

Diretoria Financeira e de Relações com Investidores/Gerência de Relações com Investidores Dirfi/Gerei. Estatuto Social do BRB Banco de Brasília S.A. Página 1/5 TÍTULO: CLASSIFICAÇÃO: FINALIDADE: NORMA ESTRATÉGICA Estabelecer as regras e procedimentos sobre a distribuição de Dividendos e/ou Juros sobre o Capital Próprio - JCP aos acionistas do BRB Banco

Leia mais

O presente instrumento particular é firmado pelos Diretores das sociedades abaixo:

O presente instrumento particular é firmado pelos Diretores das sociedades abaixo: PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA SEPAO ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA EMPRESARIAL LTDA.; PRONTODENTE - ODONTOLOGIA INTEGRAL LTDA.; e ODONTO SERV LTDA. PELA ODONTOPREV S.A. O presente instrumento particular

Leia mais

Direito Empresarial. Aula 09. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho

Direito Empresarial. Aula 09. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Direito Empresarial Aula 09 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos multimídia

Leia mais

COMUNICADO AO MERCADO

COMUNICADO AO MERCADO COMUNICADO AO MERCADO COMUNICAÇÃO SOBRE AUMENTO DE CAPITAL SOCIAL CONFORME DELIBERADO EM REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DO DIA 13 DE MAIO DE 2015. A JBS S.A. ( JBS ; Companhia ) comunica aos seus

Leia mais

COMUNICADO AO MERCADO

COMUNICADO AO MERCADO COMUNICADO AO MERCADO COMUNICAÇÃO SOBRE AUMENTO DE CAPITAL SOCIAL CONFORME DELIBERADO EM REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DO DIA 05 DE FEVEREIRO DE 2015. A JBS S.A. ( JBS ; Companhia ) comunica aos

Leia mais